Gilmar Mendes volta a dar razão a Joaquim Barbosa

O pedido de Gilmar Mendes ao Procurador Geral da República para investigar as contas de campanha de Dilma não passa de encenação para criar um fato político. Parece lícito supor que tenha combinado isso na reunião que teve com Eduardo Cunha no mês passado, quando a imprensa disse que ambos discutiram o impeachment de Dilma. Gilmar volta a dar razão a Joaquim Barbosa, que o acusou de “estar destruindo a credibilidade do Judiciário brasileiro”

TSE impediu Gilmar Mendes de usar a Corte para fazer política

Gilmar Dantas (alô, Noblat!) ficou furioso, na última quinta-feira, em sessão do TSE. O que enfureceu o ministro tucano foi que a ministra Maria Thereza Moura voltou a defender a rejeição da ação do PSDB que pede impugnação da chapa Dilma Rousseff / Michel Temer. A ministra afirmou que os tucanos não apresentaram elementos suficientes para justificar a abertura de uma investigação. Em seguida, o ministro Luiz Fux pediu vistas do processo, o que interrompe sua tramitação. Gilmar quase deu à luz, mas foi impedido pelo TSE de transformar aquela Corte em palanque eleitoral.

TSE faz “vista grossa” sobre avião fantasma de Eduardo Campos

Enquanto o TSE constitui uma equipe inteira de técnicos para devassar as contas de campanha de Dilma, a Corte vem ignorando indícios grandiloquentes de crime eleitoral nas campanhas dos adversários da presidente. Até agora, por exemplo, o PSB não declarou a doação de aeronave que caiu em Santos, matando seu primeiro candidato a presidente em 2014, Eduardo Campos. E o TSE não diz um A.

O fracasso das TENTATIVAS de “golpe paraguaio”

Com o desmanche do “golpe paraguaio” no TSE na última quarta-feira, e após o desmanche final do “golpe paraguaio” no Congresso nesta semana, finalmente o país entrará em período de normalidade democrática no âmbito da posse iminente da presidente Dilma Rousseff no próximo dia primeiro de janeiro. As instituições funcionaram. Com uma “mãozinha” dos que denunciaram o golpismo, mas funcionaram. Comemoremos, pois!

Gilmar deve usar Vaccari contra contas de Dilma

A tese de Gilmar contra as contas de campanha de Dilma se fará acompanhar daqueles discursos grandiloquentes e inflamados que o ministro do PSDB no STF e no TSE costuma fazer em suas decisões invariavelmente contrárias ao partido e a qualquer um de seus membros. Entre outras acusações, ele dirá ser impossível aprovar as contas dela no momento em que o tesoureiro de seu partido é alvo de acusações de envolvidos na Operação Lava Jato.

Crônica do golpe: o cerco a Tóffoli e a tática do “Tira bom, tira mau”

A fonte mais do que fidedigna me procura e dispara: “Estão ‘seduzindo’ o Tóffoli por conta das contas de campanha no TSE”. Diante de Tóffoli está sendo colocada uma “escolha de Sofia”. Ele pode escolher entre o céu e o inferno, ou seja, entre não endossar uma artimanha qualquer de Gilmar para rejeitar (total ou parcialmente) as contas de campanha de Dilma e virar alvo da mídia ou endossar e virar um novo Joaquim Barbosa, sendo aplaudido em aviões e restaurantes chiques.

Como o ódio de Noblat por Toffoli virou amor

A entrega da análise das contas de campanha da presidente Dilma Rousseff para o ministro do STF e do TSE Gilmar Mendes acaba de ganhar um novo – e interessante – capítulo. O blogueiro Ricardo Noblat acaba de entregar o jogo sobre a estratégia da Globo para legitimar o golpe que se desenha contra a presidente da República no Tribunal encarregado de arbitrar processos eleitorais no Brasil