Uma falsa unanimidade a menos

Crônica

Publicado, originalmente, em 15 de novembro de 2012 às 3:09

 

Se existisse uma réstia, um único miserável e isolado átomo de honestidade nessa imprensa mistificadora que temos no Brasil, todos os jornais, telejornais, rádios, blogs e sites corporativos que espalharam versões sobre “repúdio popular” ao ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski, a esta altura deveriam estar noticiando o contraponto disso, uma massa de quase quatro mil pessoas neste blog e mais de seis mil no Facebook que endossaram um manifesto de desagravo a ele pelas agressões e calúnias de que tem sido vítima, as quais, incessantemente, flertam com o crime contra a honra.

Por muito menos do que fizeram com esse homem de vida inatacável e notório e reconhecido saber jurídico, seu par naquela Suprema Corte, o ministro Gilmar Mendes, saiu processando meio mundo –  inclusive quem, ainda que acidamente, não mais do que meramente opinou em blogs.

Pois bem: aqui mesmo, neste blog, durante os últimos dias em que o manifesto de desagravo a Lewandoswki foi levado a cabo, algumas dezenas de pessoas, sob nomes e sobrenomes provavelmente falsos, fizeram graves ataques à honra do desagravado – todos deletados sem dó nem piedade. Ataques de um teor absurdo, injustos, irresponsáveis, os quais, espantosamente, sempre acabam repercutidos nos grandes meios de comunicação, como no dia do segundo turno das últimas eleições, quando a mídia, em bloco, relatou “manifestações de repúdio” ao ministro, como a de uma cidadã que teria dito sentir nojo dele, ou do mesário de sessão eleitoral que se recusou a lhe estender a mão ao ser cumprimentado.

Dessas manifestações isoladas de incivilidade, nasceram hordas de matérias na mídia tentando forjar uma impopularidade virtual que o ministro Lewandowski teria auferido ao se negar a condenar o “núcleo político” da ação penal 470, vulgo mensalão.

Até o último domingo, temia-se que Lewandowski fosse linchado na rua devido a tanta impopularidade de que estaria sendo alvo. Contudo, a partir de matéria publicada pela Folha de São Paulo naquele dia, matéria contendo entrevista do jurista alemão Claus Roxin, formulador da teoria jurídica do Domínio do Fato, como que pairou um sentimento de revolta entre os de boa fé, pois o mesmo Lewandowski, quando da votação das condenações daquele “núcleo político”, chegou a dizer, textualmente, que nem o próprio Roxin acolheria o uso que fizeram de sua teoria.

Era preciso, pois, uma reação decidida. Adotá-la, uma obrigação de qualquer cidadão. Razão pela qual este que escreve viu, ali, oportunidade de, mais uma vez, exercer a própria cidadania oferecendo a tantos indignados com a injustiça contra Lewandowski a chance de, por alguma maneira, saírem da impotência.

Aqui se propôs um manifesto de desagravo ao magistrado, do que decorreu apoio decidido de nomes da blogosfera como Luis Nassif, com uma belíssima crônica, ou como Paulo Henrique Amorim, com seu bom humor, ou mesmo como na crônica cáustica do Brasil 247. Eis que a blogosfera, ladeada por um exército de internautas, desconstruiu mais uma falsa unanimidade da direita midiática que pretendia vender Lewandowski como um homem desmoralizado que já vinha sendo apontado quase que como mais um réu do mensalão, em vez de julgador.

As milhares de pessoas que acorreram a este blog, entre as quais se destacam juristas, jornalistas, advogados, muitos estudantes de direito, vários alunos de Lewandowski, policiais militares, filósofos, médicos, pedreiros, comerciantes, donas de casa, além de amigos e familiares do ministro. E isso só para citar de cabeça alguns dos quais aqui estiveram para deixar a direita midiática com uma falsa unanimidade a menos em suas incontáveis estantes de fraudes do gênero.

Não foi, entretanto, sem custo que se fez o que se fez aqui nesta página. O afluxo impressionante de pessoas para apoiar esse magistrado revoltantemente injustiçado por ter simplesmente feito justiça como melhor sabe fazer, ou seja, em defesa do Estado de Direito e com o rigor em cada milímetro exigível, quando necessário, isso gerou acesso de milhares de pessoas simultaneamente ao Blog para postarem mensagens de apoio ao magistrado injustiçado, o que elevou a exigência da memória virtual que mantém a página no ar de 8 gigabites para quase o triplo, 22 gigabites.

Enquanto isso, eu fora do país a trabalho e o taxímetro do servidor de hospedagem do blog girando a todo vapor – quem entende de informática sabe quanto os servidores cobram para manter uma página no ar. Assim, apesar das dificuldades que se tem para manter no ar uma página sem receita como esta, não havia que considerar custo outro que o de violar a democracia em um processo fascista que condena primeiro e pergunta depois.

O maior custo, porém, não foi financeiro. A página saindo do ar gerou-me uma angústia que só foi sanada ao custo de não pensar em custos meramente monetários, mas nos custos para a democracia. As horas que a página não pôde funcionar, portanto, não desagradaram só aos que se queixaram, mas angustiaram duramente a este cujo único objetivo, desde que criou este blog, sempre foi o de estimular cada brasileiro a exercer a própria cidadania não se omitindo diante da injustiça, pois quem se omite diante dela se torna, ele mesmo, seu cúmplice.

O custo do gigabite anda caro na praça? O custo da injustiça é muito maior. Foi assim que, no Blog da Cidadania, mais uma vez foi possível provar que cada cidadão é uma usina de recursos para combater o que está errado, contanto que não se omita. Deste que escreve, portanto, todos podem ter certeza de que esse comportamento nunca partirá, pois já estamos muito perto de tornar o Brasil um país decente. Se os de esquerda não desistimos nem durante a ditadura, quando nos açoitavam a carne e o espírito, não seria agora que lhes entregaríamos tal vitória.

Fizemos justiça a um justo, neste blog. E ainda puxamos o tapete de mais uma falsa unanimidade destro-midiática. Não há dinheiro, nesta galáxia, que pague por isso.

***

PS: o manifesto do Blog da Cidadania em desagravo ao doutor Ricardo Lewandowski será entregue a ele proximamente. E a entrega será comentada aqui.

 

310 comments

  • Caro Eduardo Guimarães.
    Temos, ao longo de nossas vidas, muitas alegrias e muitas desilusões.
    Eu, particularmente, tenho também muito orgulho e gratidão.
    Orgulho pelo Ministro Lewandowski, que mostrou como se deve comportar um homem de caráter.
    E gratidão a você pela sua luta, apesar de todas as dificuldades, contra tudo o que é prejudicial ao nosso País.
    Muito obrigado, Edu.
    Um grande abraço.

  • O ministro Lewandowski sai fortalecido, pois conquistou ainda mais o respeito e apreço de milhares de pessoas, e ciente de que cumpriu o seu papel de julgar com Justiça. Poderá andar nas ruas sossegado e deitar no seu travesseiro com a consciência tranquila de que honrou o cargo do qual foi investido. Poderá olhar no rosto de cada parente ou de cada cidadão com firmeza e convicção de que não se rendeu às facilidades quiméricas que, infelizmente, infestam algumas cabeças.
    Parabéns, Edu, por mais essa iniciativa.
    PQP! se tivéssemos mais pessoas como o EDU e o ministro LEWANDOWSKI, o Brasil e a democracia estariam bem melhores e sem correr nenhum risco.
    Meus sinceros cumprimentos

  • Eduardo: nós, o Brasil e a democracia é que lhe agradecemos pela iniciativa, seu desgaste e até pela dificuldade de acessos. Que o ministro Lewandowsky saiba do apreço que lhe temos e do orgulho de podermos acessar o “Cidadania” e patentear uma admiração nacional por um juiz\ justo e correto. Deus há de lhe pagar por tudo isso.

  • Amigos, cotizemo-nos para ajudar financeiramente Eduardo na manutenção desse precioso espaço. Imaginou, nós sem esse “cara”? Cada um que puder, deposite sua ajuda ao Edu. Peçam a ele o número da conta.

  • Eduardo Guimarães ao entregar esse nosso Manifesto de Apoio ao Ministro Ricardo Lewandowski leve a ele um caloroso abraço deste que, igual a milhões de Brasileiros, o admira, o respeita e o agradece pelo grande homem que é.

  • Eduardo, parabéns pela iniciativa, que lavará a alma do douto e ilibado ministro. E parabéns ao PT pela nota firme e forte, denunciando a verdade sobre o dito julgamento do mensalão, capitaneado pelos senhores Ayres Britto e Joaquim Barbosa. O PT não pode ser covarde. Aliás, cadê a CPI do Cachoeira? Essa CPI não deveria terminar de forma pífia, o PT não deveria deixar isso acontecer.

    Em tempo, depois do julgamento do dito mensalão, publicou-se na Folha de São Paulo (somente agora, diga-se de passagem) uma entrevista com um dos fundadores da doutrina do domínio de fato (o jurista Claus Roxin), desqualificando a linha de condenação do Supremo. E aí, como é que fica? A Folha publicou a matéria depois da condenação. E agora?

    Se a condenação se baseou numa linha de defesa “furada”, isso não criaria material suficiente para uma contestação formal a esse julgamento? Não sei em que nível, mas se o fundamento técnico da condenação de José Dirceu e José Genoino não existe, esse julgamento deveria ser anulado, no que tange ao erro citado. Não tem cabimento condená-los com base em uma teoria falsa.

    Finalizando, você tem razão: transformaram José Dirceu (e José Genoino) em mártires. O PIG, Ayres Britto e Joaquim Barbosa estão conseguindo, afinal, essa proeza. O tiro pode ter saído pela culatra: ao invés de enfraquecerem a esquerda, criaram mártires; e mártires costumam atrapalhar, não ajudar. O PIG não terá como segurar os ataques para sempre, se o julgamento do dito mensalão for desqualificado em nível internacional.

    • Mais alguns comentários:

      1) No ano de 2011, o “esporte” do PIG foi derrubar ministros do governo Dilma.

      2) No ano de 2012, a agenda do PIG foi o dito mensalão.

      3) Qual será o plano para 2013? Ataque ao presidente Lula, baseado na teoria, completamente furada, do domínio de fato (aquela recentissimamente desqualificada pelo jurista alemão Claus Roxin, um de seus fundadores)? Tentativa de impugnar o PT e a presidente Dilma Roussef? Pode-se ter ainda alguma surpresa em 2012?

      Acredito que o governo necessite se preparar para o próximo round. Ao mesmo tempo, e entendendo que é preciso lutar pelo que é justo, desejo que a proteção de Deus esteja com o governo, especialmente com os presidentes Lula e Dilma, e que o jogo bruto dos partidos de oposição (PIG/PSDB e outros irrelevantes) seja “mais um plano infalível do Cebolinha contra a Mônica que dá errado”.

      Finalizando: seria bom a oposição ter idéias, para variar. Essa falta de idéias da oposição também aborrece. Que tédio!

      • Luiza,
        Não há o que duvidar.
        Em 2013 o alvo é Lula.
        Dilma, para eles, é agenda para 2014.
        Até outubro/2014 não haverá trégua.
        Ou eles destroem o PT, ou o mundo (deles) acaba.
        É guerra!

  • Caro, Eduardo

    Queria contar um fato que aconteceu comigo ontem, 12/11/2012. Foi na repartição pública em que trabalho. Nela todos os servidores têm formação superior nas mais diferentes áreas: direito (a amaioria), jornalismo, administração, economia etc.

    Calhou de haver uma discussão sobre o mensalão. Tanto o julgamento quanto o mensalão em si sequer eram questionados. Vou tentar puxar de memória algumas frases que ouvi.

    “O Dirceu pegou 10 anos, mas por causa dos benefícios, vai ficar só 1 ano e mei preso. Que vergonha!”. “O Genoíno nem vai ficar preso, também passará um tempo e foi cumprir a pena em regime totalmente aberto”. Questionei, e o mensalão do PSDB?. Alguém me respondeu: “ O PT fez o mensalão como projeto de poder, inclusive se apropriou de um esquema criado pelo PSDB. Mas o do PT é pior, porque é para se perpetuar no poder. O PSDB fez o seu, mas não era projeto de poder (sic)”. “O Supremo fica protegendo o Lula, ele que era o chefe da quadrilha. Aquele Gilmar Mendes é advogado de defesa do Lula (sic)”. “O PT estava querendo implantar um regime ditatorial no Brasil. O Dirceu era um arrogante, não recebia ninguém. O Genoíno, outro antipático. Fez aquilo(?) Com aquele cara do CQC(?)”. Não aguentei – ficava só ouvindo – e retruquei: Se o Lula quisesse ser ditador e o STF estivesse o protegendo, porque os próprios Ministros que ele momeou votaram contra o PT? No que outro me respondeu: “Se Dirceu e o Genoíno foram condenados, você acha que o Lula não seria condenado se estivesse como réu? Não colocaram ele como réu justamente para proteger ele. Os Ministros que ele nomeou foram fiéis a ele, senão ele estaria condenado também. Pensa, cara. Raciocine. Você é um rapaz inteligente, seja menos ingênuo e preste atenção no que acontece“.

    Depois dessa, calei-me de vez. Me senti num hospício. As frases que esparsamente transcrevi não foram as únicas. Tiveram outras pérolas. Mas a sensação que me deu durante a conversa é que estava totalmente sozinho num hospício mesmo. Óbvio que as pessoas ali eram razoáveis em outros assuntos, inclusive no trabalho. Muitos eram inteligentes. O problema era que as informações sobre política eles só obtinham dos jornais e da televisão. A impressão que me passou é que poderia haver um Golpe de Estado e eles nem se dariam conta do que aconteceu na realidade.

    De fato, atualmente o maior problema de qualquer governo progressista são os meios de comunicação. Seria o nó górdio do PT hoje.

    • Nelson, também trabalho com servidores públicos, a maioria deles universitários em várias áreas, incluindo direito e jornalismo e a lavagem cerebral do PIG os atinge 100%. Chamei várias destas pessoas, delicadamente, de desinformadas por só obterem “informações” do PIG, e em conversas, acaloradas ou não, consegui me sobrepor a eles por uma simples questão, eu tenho a informação que ele tem, a do PIG, mas ele não tem a informação que eu tenho, a da IMPRENSA progressista. Lógico, sempre tem aquele que fala que pau é pedra e ponto final, mas a maioria, principalmente se você pegá-lo para uma conversa a dois, balançará mediante os argumentos irrefutáveis a nós brindados pela IMPRENSA progressista. Até já várias vezes forneci uma listinha dos principais blogs como Eduguim, PHA, Nassif, Carta Capital, Azenha, R.Vianna, entre outros, devido interesse demonstrado pelo colega, em tirar o tapa-olhos, em enxergar o outro lado. Acredito que com o trabalho de formiguinha, as pessoas que tem a informação do lado de cá, além das do lado de lá, pode através dos argumentos, levar pessoas que só se informam pelo PIG a ver a riqueza da MÍDIA progressista. Sim, também já me senti em um hospício cercado por cérebros lavados pelo PIG.!

      • Ah, trabalho em São Paulo e SP, locais das piores concentrações de cérebros lavados pelo PIG, e de pessoas que acreditam piamente que pau é pedra e ponto final. Onde também se concentra a maior quantidades de pessoas racistas e preconceituosas, as “conservadoras”, portanto o trabalho de contra-informação é árduo!

    • Vc tem toda razão, esse pessoal é louco. Claro que o Lula não sabia de nada e estão cometendo uma grande injustica com o Zé, o Genoíno e com o Delúbio. Eles são inocentes, será que ninguém vê isso?????? Não vejo a hora que chegue dia 25 de dezembro que é quando o Papai Noel vem nos visitar, tb gosto muito da páscoa que é qdo o Coelhinho vem nos trazer ovos de chocolates, tb acredito em Saci e Mula sem Cabeça…. BANDO DE ALIENADOS !!!!!!!!!!!

      • Vamos ver se entendo vocês! Acharam licito eleger Serra usando o mensalão. Haddad foi eleito.
        Da mesma forma que em Honduras e no Paraguai milhões de toques digitaram explicações para os golpes.
        Aqui a mídia aprovou os golpes não é?
        Resultado cósmico disso: O Brasil concedeu asilo a Zelaya; você foi contra ou a favor? A Venezuela foi admitda no Mercosul pois quem segurava isso era o Senado paraguaio que golpeou Lugo. Você aceita isso como resultados naqueles paises?
        Tudo pode ser resumido no popular “acho que” Parece que você parte do “não era possivel que Dirceu não sabia” e como corolário agora a oposição (dizem que Aécio foi contra) representa contra Lula na PGR usando a mesma teoria que traduzida pode ser “É impossível que Lula também não soubesse!
        E assim como eu também domino o fato “acho que” vocês se aproveitam em transformar caixa 2 e é isso que Delubio admitiu em juízo; em compra de apoio político. Veja o comentário do Juiz aposentado mas vivíssimo as 9,05. Ora o divisor de águas passa ser então tratamentos diferenciados, desiguais para mensalões do PSDB e o do PT. Ou seja esperávamos que todos fossem tratados assim com as penas decorrentes.
        Diga-me você não intui, não acha que haja praticas ilícitas no financiamento de campanhas políticas? Todas as despesas são registradas no TSEleitoral?
        As vezes os adversários quando encurralados pelas evidencias saem com; “A política é corrupta. Os políticos só pensam em locupletar-se. Não voto em mais ninguém”
        Assim fosse tratar-se-ia de um campeonato da corrupção. E é triste eu dominar o fato de que não aceitam o PT ser menos corrupto (conf. Dados disponível na internet). Isso ficando no campo restrito do campeonato.
        Agora a característica do que está em jogo é “Quais os governos que conseguem diminuir a desigualdade de renda das famílias”? O PT coligado ou tal qual também o PSDB que se coligou com o DEM?
        Será que você e eu que divergimos poderíamos nos irmanar nesta solução?
        Três coisas urgentes se fazem necessárias no Brasil: Eleição direta para o Supremo, uma Lei de Médios e a Reforma Política com financiamento píblico de campanha.
        Com humor declaro; Obrigado por termos sparrings com quem aprimoramos a nossa luta. Graças a eles passamos a nos defender melhor dos golpes da direita.

    • Usaram o mensalão para tentar vencer em SP e Haddad foi eleito. Qual serão as calunias, as estratégias espúrias, tenebrosas que tentarão? Honduras e Paraguai golpearam a democracia por ser exercida pelas esquerdas. No Brasil, insinuam golpear através do ex-presidente Lula, usando descaradamente a tal teoria do domínio do fato.
      E não adianta. O 247 pôs dois posts no mesmo dia: 1 do Jânio (da mesma FSP que publicou a entrevista do teórico da doutrina indignamente usada pelo stfinho) que não há provas e outro do Merval que diz que houveram provas. http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/85248/Janio-n%C3%A3o-h%C3%A1-provas-contra-Dirceu.htm onde alguém comenta: • Manoel 14.11.2012 às 16:09
      “olha, pelo nível dos comentários a favor do colunista e os contra, vou pelos que estão a favor da argumentação do sr. Janio. Aliás, só vi argumentos por parte dos concordantes com os termos do artigo, e pataço desproposital por parte dos detratores. Não gosto da ala podre do PT, mas realmente me convenci que, independente do condenado, o meu direito a um sistema jurídico sólido foi atropelado. Para os detratores, a justiça não funciona em sua lógica interna, mas na lógica externa: não importa a doutrina jurídica, o que importa é que mandaram um petista pra cadeia.”

      O outro é http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/85249/Merval-h%C3%A1-provas-contra-Dirceu.htm

      Todos nós que acessamos a blogosfera dita por eles como “suja” ou chapa branca, sabe do que se trata o combate entre o Pig e nós. Quem se basear o que acontece pela imprensa e mesmo pela internet nos sites deles ou que repercutem eles, vai continuar nas sombras

      No mito da caverna encontro a síntese do que ocorre; O Pig domina e expõe as sombras. Um poder de magia negra (veja quem eles cooptaram!). Um poder que parece invencível, não fosse o contraponto também cósmico.

      “Em fins de ciclo apodrecido e gasto com o alvorecer de um novo com valores mais aceitos – solidariedade, cooperativismo que leva a diminuição da desigualdade das famílias – as energias em confronto se agigantam. Nós também nos agigantamos. É corolário cósmico.

      Tudo vai ficando cada vez mais nítido, cada vez mais “ta na cara”. Vai aos poucos convencendo os menos usuários da internet. Por hora eles votam como em Dilma e Haddad pois intuem que serão favorecidos pela diminuição de renda das famílias.

  • Edu, eu nada entendo de informática, mas entendo bastante de solidariedade e de respeito às pessoas dignas como o ministro Lewandowski. Agradeço a você por nos oferecer esta oportunidade de externar nossos sentimentos e nossa esperança por dias melhores. Muito obrigada e um abraço.

  • A sociedade se movimenta, independentemente dos inuteis e apodrecidos partidos politicos da direita midiatica PSDB/DEM/PPS, e aqueles acuados, amedontrados, COVARDES e quase inuteis, por sua FALTA DE VONTADE DE AGIREM EM SUA PRÓPRIA DEFESA, que dirá da sociedade, dos ataques dessa PODRE E DEMONIACA DIREITA MIDIATICA. A sociedade se movimenta, apesar da LETARGIA SONO-LENTA DO GOVERNO CENTRAL, ‘deitada eternamente em berço midiatico mentiroso esplendido’. Graças aos Céus A SOCIEDADE SE MOVIMENTA. E a sociedade em movimento, já esta encaminhando PARA O ESCOMBRO DA HISTÓRIA, esses partidos politicos, tanto quanto os “juizes” ABOLETADOS com essa mesma DIREITA MIDIATICA. Parabéns ao Ministro LEWANDOWSKY. Parabéns ao Companherio EDÚ. Todos OS PATRIOTAS estão de parabéns PÁTRIA LIVRE. LIVRE DESSA PODRIDÃO. ESTAMOS VENCENDO!

  • Fico muito feliz por você ter deletado sem dó nem piedade as mensagens contrárias a sua proposta. Esse espaço tem identidade assumida. Obrigado por nos ter poupado de impropérios vindos daqueles que se dizem civilizados e formadores de opinião(nunca serão!).
    Nada como um dia após outro.

    Douglas Quina
    Mogi Guaçu – SP

  • Um pouco de poesia, com Carlos Ayres Britto.

    “Vai ser um julgamento técnico, justo, fundamentado, sem nenhum ingrediente político. Senão, é justiçamento, é linchamento. Não podemos surfar nessa onda da cólera coletiva, da pressão social.”

    Ode à Hipocrisia.

  • Parabens Edu,

    Lamentei por nao ter conseguido ter assinado o manifesto. Apoio incondicional ao Ministro Ricardo Lewandowski….PARABENS PELA ATUAÇÃO EXEMPLAR NO JULGAMENTO. O stf nao pode ser pautado pela midia nativa e seus inconfessaveis interesses. Midia essa que assume papel de oposicao partidaria aos governos Lula e Dilma. Midia que não respeita sequer o principio basico da fragil democracia brasileira, pois o poder emana do POVO. Parabens ao POVO BRASILEIRO por não ter sucumbido ao espetaculo midiatico em que se transformou o julgamento do mensalao.

  • Você disse muito bem. Parece coisa infima, mas participar de iniciativas como essa, de desagravo ao juiz que agiu honradamente como tal, nos da uma breve, mas tão bem vinda, sensação de potência.
    Quanto ao problema da economia de bytes, mais um motivo pra deletar os que nos incomodam. Eles que escrevam ao Globo, Folha e etc.

  • PS do comentario acima: Também não consegui assinar, tendo tentado inumeras vezes. Que o Ministro Lewandowski saibe disso quando receber o manifesto, que as assinaturas seriam em muito maior numero se os bytes tivessem permitido!

  • Publicado em 14/11/2012
    Ancestral do ‘mensalão’, julgamento de 1789 produziu ao menos um mártir. E vários juízes esquecidos
    Tags: stf, mensalão, tiradentes, genoíno, delúbio soares, josé dirceu
    Por: Helena Sthephanowitz, especial para a Rede Brasil Atual
    O problema de julgamentos políticos é que não são resolvidos, ficam em aberto, com a névoa da dúvida pairando no ar. As sentenças são como almas vagando no purgatório, em busca da verdade, para poderem descansar em paz

    Em 18 de Abril de 1792, oito juízes condenaram 29 réus no julgamento da Inconfidência Mineira. O mais famoso deles, como se sabe, era Tiradentes. Eis o trecho principal de sua sentença:
    “Portanto condenam ao réu Joaquim José da Silva Xavier, por alcunha de Tiradentes, Alferes que foi da tropa paga da Capitania de Minas, a que com braço e pregação seja conduzido pelas ruas públicas ao lugar da forca e nela morra de morte natural para sempre, e que depois de morto lhe seja cortada a cabeça e levada a Vila Rica, onde em lugar mais público dela será pregada, em um poste alto até que o tempo a consuma e o seu corpo será dividido em quatro partes, e pregado em postes, pelos caminhos de Minas Gerais, no sítio de Varginha e das Cebolas, onde o réu teve suas infames práticas, e os mais nos sítios de maiores povoações até que o tempo também os consuma; declaram o réu infame, e seus filhos e netos, tendo-os os seus bens aplicam para o fisco e Câmara Real, e a casa em que vivia em Vila Rica será arrasada e salgada, para que nunca mais no chão se edifique, e, não sendo própria, será avaliada e paga a seu dono pelos bens confiscados, e no mesmo chão se levante um padrão, pelo qual se conserve a memória desse abominável réu”.
    A memória de Tiradentes ficou vagando no purgatório por quase 100 anos. Nem com a independência em 1822, sua luta e martírio foi reconhecido. Afinal, os imperadores Pedro I e Pedro II eram descendentes da rainha que mandou o alferes à forca, e preferiam “esquecer” o assunto, além de acharem inconveniente a veneração de alguém que defendeu ideais republicanos contrários à monarquia. Tiradentes só foi reabilitado na história do Brasil com a Proclamação da República.
    Apesar de os fatos originários dos respectivos processos serem completamente diferentes, a sentença de Tiradentes tem um conteúdo de condenação política tão forte, e de desrespeito aos direitos fundamentais (a ponto de condenar até os netos), que lembra em muito o que está ocorrendo hoje com José Genoíno, José Dirceu e Delúbio Soares, ainda que a dosimetria de suas penas não chegue ao ponto do esquartejamento.
    Nos dois casos há a clara disposição para fazer condenações “exemplares”, com execração pública. Tiradentes e os 28 co-réus do processo foram condenados pela “infâmia” contra a rainha imperialista, pelo movimento rebelde de independência, que seria seguida pela proclamação da República.
    No caso dos petistas, a maior “afronta” foi o PT não ficar no poder só os quatro anos que seriam “tolerados” para um mandato desgastante, cair fora e “devolver a casa” em 2006 para a aliança demotucana, que lá tinha estado pelos últimos quinhentos e tantos anos, se considerarmos a genealogia política, representando os banqueiros, os “investidores” estrangeiros, os barões da mídia, as grandes corporações exploradoras das riquezas da pátria em detrimento dos interesses do povo brasileiro etc.
    Afronta das afrontas cometida pelo PT no poder foi trazer a base parlamentar fisiológica, por meio de acordos políticos legítimos e corriqueiros (ainda que de ética questionável), para apoiar os interesses do povo brasileiro em detrimento dos antigos vendilhões da pátrias.
    Exceto o caixa 2 partidário, Genoíno, Dirceu e Delúbio foram, ao contrário de Tiradentes, condenados agindo dentro dos limites da ordem das instituições democráticas vigentes, tais como respeitar as prerrogativas de parlamentares, mesmo que fisiológicos, com seus votos conquistados nas urnas e seus diplomas de posse garantidos pela Justiça Eleitoral.
    Num regime pluripartidário, a lei permite aos partidos formarem blocos no Congresso, e a parlamentares votarem conforme suas prerrogativas. Nas democracias pluripartidárias como a brasileira é essencial que partidos e parlamentares componham a base de apoio do governo vigente. Por outro lado, a lei permite coligações formais e apoios informais durante as campanhas eleitorais.
    A lei, aliás, determina que o financiamento de campanhas seja feito por meio de doações privadas, e permite a captação de recursos entre os partidos e exige que esse fluxo de recursos sejam claro e transparente. E esse sim foi o erro do PT, que preferiu o caminho do Caixa 2.
    Genoíno, Dirceu e Delúbio sofreram condenações meramente políticas, resultado de perseguição dos juízes do STF, ao interpretar atividades políticas legítimas como se fossem co-autoria de eventual delito de outros. Delito de fato do núcleo político, sobra apenas – repito – o caixa 2, inclusive admitido por Delúbio.
    Hoje, a sentença do julgamento de Tiradentes mostra a barbárie do colonialismo de um reinado absolutista. E no julgamento do “mensalão” quem estará com a cabeça e membros pendurados nos postes do século XXI, ou seja, na internet, para apreciação pública, serão os autos do processo e a sentença dos magistrados.
    Não serão necessários 100 anos para historiadores, juristas, alunos de direito e de ciências sociais, repórteres investigativos, escritores, ativistas, apontarem as contradições jurídicas e perseguição política ali contidas. A verdade virá à tona muito mais rapidamente.
    Ah… E Tiradentes virou feriado nacional. Os oito juízes que assinaram a sentença de morte estão sepultados na história, com seus nomes esquecidos por sua insignificância. Até o traidor Joaquim Silvério dos Reis é um nome mais lembrado que aqueles dos vetustos defensores do poder.

  • Como me expressei neste post do 247 “Força, pai, para mais uma batalha” em 13/11
    • Luiz Monteiro de Barros 13.11.2012 às 12:05
    A questão é como prevenir-se dos golpes como ocorreram em Honduras e no Paraguai. Por exemplo a oposição já embarca na facilidade que a teoria do domínio do fato mal aplicada ao representar contra Lula na PGR. Citam-na explicitamente, veja: “Nesta perspectiva, indaga-se: a teoria do domínio do fato, que foi utilizada para a condenação do Sr. José Dirceu, não poderia ser aplicada – e com muito mais razão – ao chefe do próprio José Dirceu?”
    Estamos solidários com Dirceu. Tudo está tão nítido das energias que se confrontam. De um lado o povo que não acessa a internet continuará a eleger os políticos do PT no projeto político de um “Pais rico é um país sem pobreza” E nós estamos a entender o golpe praticado pelo STF tal qual aconteceram em Honduras e no Paraguai em conluio com a mídia e uma oposição que não se elege pelo voto popular tentam frear a inexorável evolução do povo brasileiro para Um país rico se torne um país sem pobreza dentro da profecia de uma América Latina, berço de uma nova civilização.
    Cada um com a sua experiência. Eu lembro do dia em que estarrecido ouvia pessoa do meu relacionamento a dizer “Olha contra Dirceu eu concordo que se faça de tudo” Comentávamos a tentativa de invasão do apartamento de Dirceu em Brasília. Nunca mais confiei em tal pessoa ou melhor não perder tempo com quem se baseia nas informações do PIG. Vivem nas sobras da Caverna.
    Joaquim Barbosa, atendendo pedido da PGR Gurgel ao despachar a retenção de passaportes pontificou ; “(…) darem a impressão de serem pessoas fora do alcance da lei, a ponto de, em atitude de manifesta afronta a este Supremo Tribunal Federal, qualificar como “política” a árdua, séria, imparcial e transparente atividade jurisdicional a que vem se dedicando esta Corte, neste processo,…
    Se de um lado considera todos nós afrontando a Corte máxima por estarmos considerando o julgamento como de cunho político por outro lado ele está acompanhando o que a opinião publica e não a publicada (pela mídia golpista) está pensando sobre esse julgamento O confronto vai cada vez mais se acirrar para que este STF cumpra seu dever constitucional sem partidarismo político.

  • Edu,
    A chamada de Carta Maior de hoje é sobre o desagravo ao Ministro, aqui no Blog, e as pessoas estão deixando lá as msg de apoio – pode ser que venham pra cá tambem ja que tem o link.
    Você terá de pegar as msg na Carta e no Nassif , que tbem tem muitas, e juntar com as daqui. Não esqueça.
    Grande abraço!

  • Logo no inicio do julgamento, escrevi neste blog o seguinte:” o Ministro Lewandoswisk, sairá deste julgamento, maior do que entrou.”
    O nosso Blog da Cidadania, atestou uma verdade.

  • 4000 assinaturas? uau! Faz um desagravo pro Joaquim pra ver quantas vc consegue. É capaz até de conseguir um patrocínio estatal outra deixar o blog ainda mais progressista…

    • Para que desagravo ao Joaquim? Ele já está sendo devidamente agraciado por paparicações mil no pig e no Facebook desmiolado. Lambem-lhe tanto o ego, que deve estar para la de babado.
      Falando no novo herói, será que se ele por um infortúnio viesse a sentar no banco dos réus, gostaria de ser julgado por um Lewandowsky ou por um Joaquim Barbosa? Eu sei a resposta

  • Ministro Lewandowski,

    É com imensa alegria e plena convicção que o senhor tem meu apoio e de meus familiares. O
    ministro dignifica o exercício do jurista na defesa da ética, do direito e da justiça. Conte com nosso
    apoio incondicional.
    Profª Edna Garcia

  • Edu, mais uma vez, sua iniciativa revelou-se excelente. O nosso querido ministro merecia e muito este desagravo, O PIG deve estar roxo de raiva. O gasto a mais não poderia ser dividido ? Pense nisso, um abraço,

  • Eduardo
    Acho que você deveria criar uma forma de acesso no blog que nos permitisse obter um número de conta corrente para que pudéssemos contribuir com o custo do blog. Sei que você não quer fazer disso uma obrigatoriedade, mas também não precisa dificultar tanto!
    Para mim, como para muitos de seus leitores, contribuir eventualmente com uma pequena quantia não é um problema e essas contribuições podem ser uma diferença para que essa ação de cidadania que tanto necessitamos não seja tão pesada financeiramente para você.
    Enquanto você não acata minha sugestão, por favor, envie para o meu e-mail uma conta na qual eu possa fazer um depósito para contribuir com seus custos.

  • Parabéns pela iniciativa Eduardo. Os verdadeiros democratas devem estar unidos contra a tentativa de golpe que se avizinha. A democracia não é uma obra pronta mas uma conquista que precisa ser continuamente renovada.

  • Bom Dia Eduardo!
    Sou leitor do seu Blog desde 2010, esta é a primeira vez que me manifesto aqui neste espaço, quero te parabenizar pelo conteúdo dos teus post e pela iniciativa deste desagravo ao Ministro Ricardo Lewandowiski, o qual também deixei minha mensagem ao Ministro. Um belo exemplo de como podemos exercer nossa cidadania. Parabéns Eduardo, te desejo toda felicidade do mundo para você e sua família.

  • Nossa família apoia o desagravo ao Ministro Lewandowski e comunica que sempre estará na trincheira política que luta por uma país decente para TODOS no Brasil. E reitera que a elite escravista já foi encaminhada para o “intestino grosso” de nossa história…

  • Nossa família apóia o desagravo ao Ministro Lewandowski e comunica que sempre estará na trincheira política que luta por uma país decente para TODOS no Brasil. E reitera que a elite escravista já foi encaminhada para o “intestino grosso” de nossa história…

  • Obrigada pela oportunidade de ter um veículo para nosso inconformismo. Postei mensagem a Lewandowski duas vezes e elas não constam nas listas que já li, deduzo que seja por excesso de textos.

  • Edu,és um verdadeiro democrata, pessoa a ser admirada, sua família deve sentir muito orgulho, eu tambem sinto orgulho de compatriota tão valoroso.
    Parabéns e Deus lhe abençoe.
    abçs

  • Eduardo, me sinto participante ativo da sua luta. Quero contribuir financeiramente para o sustento do “nosso” blog, porque assim estarei ajudando a solidificar a democracia no Brasil e dando uma força para que você continue combatendo as injustiças….
    Abraço Fraterno!

  • Caro Eduardo Guimarães
    Só posso lhe agradecer pela experiência marcante de participar desse desagravo ao ministro Lewandowski. Sem dúvida, por meio desse gesto simbólico, pude me sentir útil diante de toda essa injustiça que vinha sendo cometida contra ele, pude me livrar um pouco do sentimento de impotência e indignação que me dominava desde o início desse “julgamento”. Coube a você, mais uma vez, estar à frente de mais essa iniciativa pelo bem da democracia brasileira. Meus sinceros agradecimentos.
    Um grande abraço.

  • Prezado Eduardo,
    assim como desejo um dia posar numa foto ao lado do nosso grande Lula, indo a São Paulo , gostaria muito de registrar um momento ao lado de um grande brasileiro, que é você. Assim como Dirceu, Genoíno, Dilma e tantos outros lutaram na Ditadura, hoje você é um lutador pela Democracia neste país. Em nos dar oportunidade de demonstrar ao nobre Ministro Lewandowski que o apoiamos e o admiramos por sua coragem, e que ele não está sozinho, o seu compromisso com o povo brasileiro é ainda maior. Seu belo texto vai além de suas palavras. A mim pareceu estar diante de uma julgamento em que o advogado de defesa se dá por inteiro à uma causa justa, não medindo esforços e consequências em nome da tão desejada Liberdade. Obrigada!

    Registro aqui o último “artigo” de Thiago de Melo, poeta amazonense, que certamente você conhece, do seu famoso poema “Estatutos do Homem”
    Artigo Final
    Fica proibido o uso da palavra liberdade, a qual será suprimida dos dicionários e do pântano enganoso das bocas. A partir deste instante a liberdade será algo vivo e transparente como um fogo ou um rio, e a sua morada será sempre o coração do homem.

    Thiago de Mello, Santiago do Chile, Abril de 1964

  • Caro xará,

    Me perdoe pela liberdade de transcrever o artigo “O bom Direito”, de autoria do Prof. João Baptista Herkenhoff, um magistrado aposentado que, com certeza, honrou a toga por todo o tempo que a vestiu.

    Receba um forte abraço e as felicitações deste seu amigo e xará carioca,

    Eduardo R. de Moura.

    O bom Direito
    Por João Baptista Herkenhoff

    Este artigo não se refere a pessoas, mas sim a princípios jurídicos. Suponho que a leitura será proveitosa, não apenas para quem integra o mundo do Direito, mas para os cidadãos em geral.

    Os princípios são aplicáveis hoje, como foram aplicáveis ontem e serão aplicáveis amanhã.

    Tentarei elencar alguns princípios que constituem a essência do Direito numa sociedade democrática.

    1. O princípio de que, no processo criminal, a dúvida beneficia o réu permanece de pé. Resume-se nesta frase latina: “In dubio pro reo”. É melhor absolver mil culpados do que condenar um inocente.

    2. No estado democrático de direito todos têm direito a um julgamento justo pelos tribunais. Observe-se a abrangência do pronome “todos”: ninguém fica de fora. Este princípio persevera em qualquer situação, não cabendo excepcioná-lo à face de determinadas contingências de um momento histórico.

    3. Ainda que líderes proeminentes de um partido politico ou de um credo religioso estejam sendo julgados, a sentença não pode colocar no banco dos réus o partido político ou o credo religioso. Deve limitar-se aos agentes abarcados pelo processo.

    4. Todo magistrado carrega, na sua mente, uma ideologia. Não há magistrados ideologicamente neutros. A suposta neutralidade ideológica das cortes é uma hipocrisia. Espera-se, porém, como exigência ética, que a ideologia não afaste os magistrados do dever de julgar segundo critérios de Justiça.

    5. Os tribunais coletivos existem para que se manifestem as divergências. Dos julgamentos da primeira instância, proferidos em regra por um juiz singular, cabe recurso ao juízo coletivo, justamente para favorecer a expressão de entendimentos divergentes. O voto vencido deve ser respeitado.

    6. Jamais o alarido da imprensa deve afastar o magistrado da obrigação de julgar segundo sua consciência. Ainda que a multidão grite Barrabás, o magistrado incorruptível caminhará sereno através da corrente ruidosa e, se não estiver plenamente convencido da culpa do acusado, proferirá sentença de absolvição.

    7. A condenação criminal exige provas. Não se pode basear em ilações, inferências, encadeamento de hipóteses, presunções, suposições. Esta é uma conquista milenar do Direito. Mesmo que o juiz esteja subjetivamente convencido da culpa, não lhe é lícito condenar, se não houver nos autos prova evidente da culpabilidade.

    8. Quando o advogado coloca seu zelo profissional na sustentação da defesa, não está subscrevendo o delito ou colaborando para sua prática, mas cumprindo um papel essencial à prática da Justiça. O processo criminal é dialético, sustenta-se na ideia de ser indispensável o confronto acusação – defesa.

    João Baptista Herkenhoff é Juiz de Direito aposentado, professor em atividade e escritor.
    E-mail: [email protected] .com.br
    Homepage: http://www.jbherkenhoff.com.br

    • Faltou acrescentar: ¨FICA PROIBIDO OS DOUTOS JUÍZES DORMIREM DURANTE ÀPRESENTAÇÂO DA DEFESA e SERÁ CONSIDERADO CRIME DE DESCASO,COM PENA DE SEREM CODENADOS A OUVIR MICHEL TELÓ EM CELA COM ISOLAMENTO ACÚSTICO POR HUM 1 ANO¨.

  • Email encaminhado ao Presidente do PT

    Caríssimo Presidente Rui Falcão

    A nota é clara e objetiva e pontua as posições do partido que tem sido vítima dessa máfia que é a mídia conservadora. Mas não adianta conclamar a militância. Nós, cidadãos comuns, por mais que nos desgastamos para defender o partido precisamos de nossos representantes no Congresso Nacional, que estranhamente se calam e não expressão nenhuma palavra. Onde estão nossos deputados e senadores? Vejo atitudes muito mais “petistas” de senadores que não são do partido como os senadores Requião e Collor que os nossos senadores. Pior, os senadores do PT contemporizando com ex Demóstenes foi lastimável, logo ele um algoz do partido. Para um partido que lutou contra tanques e generais hoje, ao nosso ver, se acovarda quanto somos tão impiedosamente golpeados. Depois de tantos ataques me surpreende a disposição da militância mas me surpreende ainda mais a atitude de nossos parlamentares. Ainda está a CPI da Privataria Tucana? Porque o presidente da Câmara a engavetou? Nós militantes “e votantes” não perdoaremos essas atitudes nas próximas eleições.

    • Em relação ao engavetamento da CPI Privataria Tucana, pelo pseudo petista Marco Maia. Gauchos não reelejam esse sr.em 2014, ele não merece o vosso voto.

      • Ferreira,
        Você está enganado. Não depende do Presidente da Câmara. As CPIs são “por ordem cronológica” e não pode haver mais que uma. Essa última é a CPMI do Cachoeira e ainda está em curso. Por favor, não ponha a culpa em quem não tem, você está dando corda para a direita. Outra coisa, se dependesse somente do PT, o policarpo e o civita teriam sido convocados, não foram por que os membros do pmdb e o dep.miro teixeira do pdt não apoiaram. É muito fácil cobrar tudo só do PT!

    • O comentário do internauta Sérgio Santos recebe meus cumprimentos e meu endosso.

      O partido precisa se manifestar também por meio de seus parlamentares e estamos esperando por isso.

      E o partido também nos deve explicações sobre outras investigações que nunca saem da intenção.

      Onde estão a CPI da Privataria Tucana? E a lista de Furnas? E o mensalão Tucano? E o mensalão do DEM e Arruda? E a CPI do Cachoeira? Não haverá convocação de Policarpo e Civita? Por quê?

      São respostas que todos aguardamos.

  • Edu, acredito que os abutres não sabem o que fazer quando se descurtinam cada vez mais à liberdade.

    …”Brado forte e retumbate”…. Eles ainda não entenderam, né Edu?

    Precisamos deixar cada vez mais claro para essa direita odiosa que embora a gente não goste, nós os suportamos em nosso meio.

    Bora fazer parte da História !!!

  • Sugiro aos frequentadores deste excelente blog que nos cotizemos para diminuir o prejuízo do Eduardo Guimarães por gestos tão nobres quanto este, de homenagear com Justiça, o único Ministro apartidário de destaque no atual STF.

  • Parabéns, Eduardo Guimarães, pela sua iniciativa. Fiquei feliz em assinar esse Manifesto.
    Penso que vc deveria disponibilizar os dados de uma conta bancária para que nós, frequentadores de seu blog, pudessemos contribuir com as despesas de sua manutenção. Reconhecemos seu esforço e competência para o esclarecimento de muitos assuntos distorcidos pela grande mídia que representa a direita inescrupulosa desse país. Obrigada.

  • É lendo esse blog e sentindo um alívio na alma. Apesar de todo o ataque midiático; apesar do juízo de exceção; apesar do velar da realidade, vimos a existência da luz, a não poder nunca ser apagada.

    Parabéns Eduardo.

  • Da Coragem de Ser…

    O tema “manada” é pensado e discutido pelo homem há milênios. Filosofia, Antropologia, Sociologia, tratam do tema sob diversos prismas. Nassif mesmo, fala muito sobre esse problema, o “efeito manada”. Niezstche escreveu páginas impagáveis sobre o que denominava “Rebanho”, a prisão do homem, a própria anti-vida, pois no “rebanho”, perde-se a coisa mais preciosa de todas: a coragem de ser!

    No homem público que detém um grande poder, como são os ministros do Supremo Tribunal Federal, para o bem e para o mal, vemos alguns ministros com a coragem de mostrarem claramente o que são! Posso não admirar um Gilmar Mendes, porque cínico, arrogante, mentiroso, um dos seres mais amorais que conheci… mas não posso lhe negar essa característica: de “rebanho”, ele tem pouco… Assume com desfaçatez rara sua ausência de caráter, desafia a lei, enfrenta um presidente popular como Lula, chama-o “às falas”, inventa um grampo sem áudio em combinação com Demóstenes e Policarpo Jr., e em pleno julgamento do “mensalão”, tem a atitude acintosa, descarada, de ir ao lançamento do livro “O país dos Petralhas”, do mais virulento pitbull midiático, Reinaldo Azevedo. Seu mal caratismo, seu cinismo, o lado para quem atua, o habeas corpus a Daniel Dantas, dois em 24 horas, a demonização de Protógenes e De Sanctis, enfim, todas as suas atitudes imorais, algumas criminosas, outras com uma falta de decoro inacreditável, mas tudo às claras!

    Outros ministros, ao contrário. Parecem apenas “fazer número”, perdidos que estão, desconfortabilíssimos, na posição de vitrine, como sem saber como “serem”, como agirem, nessa situação. Ora acompanham o relator, nosso Batman vingador de todas as corrupções e mazelas do povo brasileiro, ora o enfrentam timidamente, aparentemente como que satisfazendo suas consciências, tentando encontrar um “meio-termo” entre o “rebanho” e suas convicções.

    Por fim, apenas UM ministro, que além da CORAGEM DE SER, teve até agora a coragem e a dignidade de ser JUIZ, de verdade, lutando estoicamente para, mantendo sua integridade, ater-se aos FATOS, às provas, à jurisprudência acatada no país até então.

    Abraçar o Bem, e “bem”, aqui, como sinônimo de JUSTIÇA, em tempos de fogueira midiática e fogueira vingadora, purificadora, soprada pelas ventas furiosas de nosso Batman, não é para qualquer um. Não é à tôa que o ministro Levandowski angrariou o rancor e o desprezo da mídia, que nem disfarça as sutilezas das críticas feitas ao mesmo.

    O paradoxal (e mais digno ainda…) na atitude do ser humano e ministro Ricardo Lewandovski, é que ele não consegue ocultar uma certa fragilidade, como quem está prestes a sucumbir diante de tantos ataques. Vemos seu sofrimento moral, sua infinita vergonha, pelo comportamento da mídia, pelo comportamento de alguns de seus pares. Certamente sente a maior das solidões, a de ver a arrogância cínica e o mal caratismo deslavado de um Gilmar Mendes, e não poder fazer nada! Ver o desvario patético do Batman recalcado vingando-se de tudo e de todos em sua apoteose patética, e não poder fazer nada! Ver o ódio de um Marco Aurélio Mello, identificando todo um Partido como Máfia, sendo que há partidos na oposição muito mais criminosos que o PT, e não poder fazer nada! E ver a fraqueza de personalidade de alguns de seus colegas, apáticos, e não poder fazer nada!

    E, com o susto e a fragilidade estampados em seu rosto, segue firme o homem e o ministro Ricardo Levandowski, com a coragem, não de se colocar “ao lado do PT”, como dizem as pessoas, nas cartas aos jornais e nas redes sociais, estimulados pela grande mídia… Mas com a coragem simples, objetiva, de CUMPRIR O SEU DEVER MORAL, DE SER UM RETO JUIZ!

    Nesse ambiente de exceção, nesse ambiente em que mídia, o Batman e os que odeiam o PT pedem e querem sangue e a humilhação total do inimigo, não é pouca coragem…

    Ao homem e ao ministro, meus aplausos, minha solidariedade, minha mais absoluta ADMIRAÇÃO! Tudo acaba, Ricardo Levandowski. Também esse julgamento virará poeira na história. O senhor poderá dormir em paz, com sua consciência, e sua coragem de ter sido…. o senhor mesmo! Como homem, como ministro da mais alta corte do país! Uma das mais belas demonstrações que vi, em vida, da “coragem de ser…”.
    ************************************

  • sr. eduardo,
    parabéns pela iniciativa.
    e às próprias custas, o que a engrandece muito mais.
    o juiz lewandowski merece.
    durante o julgamento da 470 ele parecia ser o único preocupado com o bom senso, justiça e principalmente com a imagem do supremo perante a opinião pública.
    esse foi um jogo de cartas marcadas, desde o início,
    recordar é viver, aqui um comentário do jornalista paulo henrique amorim feito no dia 25/06/2012 :
    Não bastasse a hipótese de ter ocorrido um “Golpe paraguaio” na hora de fixar a data do julgamento, agora mais essa !

    Ministro passa pito em Ministro !

    Amigo navegante, a coisa está feia !

    O PiG (**) marca a data, determina quando o relator tem que relatar e se prepara para condenar sem prova ?

    Tudo isso porque Ayres Britto e Cezar Peluso querem participar do Maior Julgamento de Todos os Séculos (segundo os mervais globais), antes da aposentadoria ?

    Presidente Lula, data vênia, que Supremo é esse que o Senhor montou ?

    Ou a toga encobre a Razão ?

    O pudor ?

    Ou isso aqui é um grande Paraguai

  • Todos somos livres para escolher um modo de deixar nossas pegadas no mundo para depois que partirmos.
    O ministro, você e quem compartilha da sua opinião escolheram ser apontados como defensores da democracia e da Constituição Federal, conseguida a duras penas.
    Outros deixarão uma marca na história que em nada trarão de orgulho para seus descendentes.

  • Realmente, estava me ressentindo de uma reação à altura a todas estas injustiças impostas ao Ministro que, ao desempenhar meramente o seu papel de juiz (justo aqui vai uma redundância), de repente se viu defenestrado por algumas atitudes incivilizadas que foram estrondosamente ampliadas pela mídia destro-conservadora, interessada neste tipo de comportamento. Me solidarizo com você e gostaria de saber uma forma de poder contribuir financeiramente, mesmo que seja pouco pela minha condição de aposentado do INSS .

  • Caro Eduardo, mais do que nunca me vejo na obrigação de algo fazer pelo blog. Gostaria que me enviasse via email o número da conta para que eu possa contribuir, ainda que com pouco.

  • Edu,
    Gostaria que o Manifesto de apoio ao Ministro fosse entregue com a realização de um ato polítco
    pró -democracia e contra a injustiça c apitaneada pelo STF de Exceção.
    Seria possível articular isto?
    Et: Amo este blog.
    Aqui nós podemos excercer nosso direito democrático de gritar contra as injustiças e a ditadua mediática.
    OBRIGADA!

  • Cachoeira tirou umas férias em sua parceria com a veja. Será que foi substituído pelo procurador geral da República????? O ex-presidente Collor de Mello tem feito graves denuncias da parceria, “conluio”, do Procurador , “prevaricador”, com os “chumbetas” da veja. A sociedade não pode admitir a associação entre a imprensa golpista e a Procuradoria Geral da República. A sociedade não pode admitir a associação entre a imprensa golpista e o STF. O ex-presidente Color tem apresentado muitas provas deste “conluio”. Essas graves denuncias de Color não podem ficar no vazio. O Carta Maior, está pedindo apoio de entidades a iniciativa do Blog da Cidadania. Eduardo, acredito que essa tua iniciativa será um marco.Pode ser o inicio de um grande movimento em defesa da democracia. A mais alta corte do Brasil não pode ser composta por quem rasga a constituição do Brasil, não pode ser composta por quem defende Ditaduras, não pode ser composta por quem tem Jagunços, não pode politizar um julgamento. Não transformarão esse País numa republiqueta de bananas. Aqui, não passarão.

  • Edu; finalmente o PT resolveu manifestar-se (falo da nota divulga nos jornais), porém, sabemos que isso é insuficiente. Não é simplesmente divulgando uma notinha ao fim dos ataques que algo irá mudar, não é usando de “jargão” incompreensível pra maioria dos brasileiros que se “informam” apenas pela TV (refiro-me ao “mídia conservadora”…), que o PT conseguirá obter algum resultado na luta por democracia e justiça social. Somente se os grandes nomes do partido (em especial a presidenta) vierem à público (na TV!!!!) e partirem pra briga é que se pode ter esperança de que todo seu esforço político poderá obter algum bom resultado.

  • O barbostão, PIDB- PERFEITO IDIOTA E DESLUMBRADO BRASILEIRO tem notório saber jurídico aonde? Não sabe nem copiar, o alemão veio até aqui para dizer que ele leu mas não entendeu a sua teoria. Deve ser feito um teste nos árbitros do stf, tipo prova objetiva com 5 respostas em cada questão para ver se eles conseguem nota 5 em 10 válidas, provas estas com 20 questões . Se passar vai representar o povo. Só ficava o Lewandowski.

    • Alício, o governo Federal através do ministério da Educação, está lançando um programa de alfabetização, para o aluno poder entender um texto.
      O nosso relator do AP 470, viaja muito para a Alemanha e deduzi que ele falasse fluentemente a lingua alemã, engano meu, ele deve ler, mas sem entender, igual aos nossos alunos que a presidenta Dilma quer eles interpretem um texto.
      O ministro R. Lewandowisk, (fluente em alemão) deu uma aula, como se interpreta o “Domínio do Fato”.
      Para dar credibilidade á aula dada por ministro RL, o autor da teoria Claus Roxin veio confirmar tudo o que o meretíssimo falou.
      Quer dizer que os capas pretas condenaram José Dirceu, Genoíno e Dalúbio por não saberam interpretar a teoria do jurista alemão.
      Na verdade o oriundo da Sanzala e seus amigos da imprensa, condenaram para aparecer no JN e Fantástico, tipo atores globais.
      DILMA P/F NÃO VÁ HÁ POSSE DE QUEM NÃO LHE RESPEITOU, QUERENDO ENVOLVÊ-LA NO ap470

  • Caro Eduardo Guimarães,

    1) acesso quase diariamente o blog, às vezes mais de uma vez, sempre ansioso por novas postagens. Hoje não foi diferente e, também não foi diferente, não me decepcionei nem um pouco. Tenho que confessar que não pude acessar nos últimos dias (servidor público também trabalha, apesar do que dizem muitos por aí) e acabei perdendo o manifesto. Se possível ainda comentar e manifestar o meu apoio ao digno Ministro Lewandowski, gostaria de deixá-lo aqui:

    Caro Ministro Lewandowski,

    o único fato verdadeiramente “dominado” de todo esse circo midiático chamado Mensalão é que o senhor teve a coragem e força para não se curvar ás pressões e julgou convictamente, sem manchar em nada sua reputação e biografia irretocáveis. Ao contrário do que essa grande-pequena (pequeníssima?) imprensa tenta nos fazer acreditar, não precismos de um “Batman” de toga. Precisamos de juízes que honram a toga e o cargo, como o Senhor. Força, pois os “Se as aves de rapina querem o sangue de alguém[…]” como escreveu Getúlio em suas últimas palavras, esse alguém não será apenas os, ainda grandes, presidentes Dilma e Lula, mas, também, Vossa Excelência, que ousou levantar a voz e não ceder. Porém, não está sozinho e este manifesto assim prova.

    Obrigado e Parabéns!

    2) Deixo a sugestão para que tente estabelecer um sistema de doações identificadas e abertas para que nós leitores ajudemos a manter o blog. Eu doarei, com certeza.

    Obrigado, Edu!

  • Eduardo Guimarães,

    Agradeço a você a oportunidade de assinar esse desagravo a um homem que tão bem defendeu a nossa constituição, por conseguinte, a nós povo brasileiro. É muito difícil para mim, simples mortal, aguentar calada as injustiças cometidas pelos meios de comunicação. Eles entram na nossa casa para nos desmoralizar, nos chamar de idiotas, de Homers Simpsons e, por nos considerar isso, mentem, enganam, distorcem, alteram e adulteram a verdade sem que nada possamos fazer.
    Aqui no seu blog, eu tenho voz e isso é muito importante, ajuda a aliviar a dor e a revolta, contida no peito.

  • Caro Eduardo, assim como vários outros internautas, eu gostaria de saber como colaborar para a manutenção do seu Blog no ar. Não sei o custo de 1 gigabite, mas imagino que pese no seu orçamento.
    Pelas suas respostas ( sempre Ok, sem mais detalhes, rs) parece que a oferta te deixa constrangido de alguma forma, mas acho que vc devia realmente estudar alguma forma de nos permitir te ajudar.
    Um enorme abraço.

  • Caro Eduardo
    Parabéns por tudo que tem feito. Como leitora assídua, quero contribuir financeiramente com o blog , me diga como, seja disponibilizando dados pelo próprio blog ou me enviando por e-mail.
    Abraço

  • Amigos a luta do Edu é a luta do Davi contra Golias (Pig), com um pequeno blog faz verdadeiros milagres imaginem esse lutador como ministro das comunicações? Por isso sugiro uma ação e um manifesto de apoio,com e-mails para a presidenta, para os deputados e senadores do PT, o Ruy Falcão etc. Precisamos de um verdadeiro guerreiro do bem na frente dessa luta.

  • Parabéns Eduardo. Fico revoltado quando vejo colegas no facebook, repercutindo bobagens a respeito deste julgamento infame. Falam que agora falta o Lula e não percebem que o propósito da oposição e da mídia golpista é exatamente este. Um abraço.
    Repeti este comentário no Facebook para que alguns amigos possam lê-lo.

  • Caro Edu, os blogs “sujos” são uma arma poderosa contra o PIG e seus asseclas . A luta é desigual, mas estamos vencendo a maioria das batalhas. Você e esses outros blogueiros são os nossos José Dirceu e José Genoino de hoje, lutando contra o arbítrio a favor da cidadania. Gostaria de contribuir financeiramente – ainda que com pouco – para manter esta arma sempre em condições de enfrentar os inimigos da democracia.
    Grande abraço.

  • Que belo texto Eduardo. Parabéns pela iniciativa. O comportamento do Ministro Ricardo Lewandowski, é de um Juiz.
    Fiquei feliz em ter assinado o Desagravo. A Luz ainda está acesa e assim permanecerá. A luta não acabou .
    Concordo sobre abrir uma conta para contribuições ao MSM.
    Quanto ao Barbosa, sinto pena.

  • Saiu a famosa nota do PT, aquela que disseram que o Lula mandou abortar, por ter “rabo preso”, segundo eles. Para mim foi porque ele não queria que saísse na véspera das eleições, pois Haddad estava ali por um triz para degolar os tucanos.
    Achei a nota bem contundente, e credito isso ao ativismo da blogosfera. Principalmente você, Edu, que não cansou de mostrar seu inconformismo em relação ao desrespeito ao PT como um todo.
    Na certa, sentiram-se constrangidos e compelidos a reagir, já que um cidadão que sequer é filiado ao partido o fazia sem ganhar nada com isso

  • Que o Mussum me desculpe. Eu cosidero ele o melhor dos trapalhoes.
    Mas olhando as fotos do Barbosinha entregando o convite ao Maia e ao Sarney so pensei nisto.
    O cara com essa barriguinha de “ME”, com esta gravata folgada, e terno mal cortado esta mais para Mussum do que para Batman.

  • .
    .
    Este é verdadeiramente o BLOG DA CIDADANIA.

    Mais uma vez cumprimentos ao EduGuim, líder do Movimento dos Sem Mídia,

    que nos proporciona, ainda, a possibilidade de almejar um futuro melhor,

    quando não para nós mesmos e nossa geração, às gerações futuras.

    E o futuro nos trará, em momento próprio e no lugar certo, a recompensa

    por esta luta incansável, muitas vezes inglória, em prol da Democracia:

    a plenitude coletiva no exercício consciente e responsável da Liberdade.

    Parabéns também a [email protected] os leitores, apoiadores e comentaristas

    por essa menção de reconhecimento e incentivo ao grande homem

    Enrique Ricardo Lewandowski, ora signo de Lucidez na Justiça.

    “A Suprema Justiça vem de Deus, mas se manifesta pelos justos”

    Um grande abraço camarada e libertário a todos.

    E A LUTA CONTINUA !
    .
    .

  • Belas e poderosas considerações neste post.

    A luta por uma sociedade mais justa e igualitária é a luta contra o lado pior do ser humano, que é o lado mesquinho, egoísta e rancoroso. É esse lado doentio que o PIG (Partido da Imprensa Golpista) faz aflorar em todos quantos sintonizam com ele.

    O PIG, basicamente, estimula a turba multa, a multidão descontrolada e linchadora.

    O Blog Cidadania está crescendo e se consolidando como um importante contraponto ao PIG.

  • Caro Edu, parabéns pala iniciativa. É com gestos assim, profundamente contundentes, que as pessoas tomam coragem para exercer a Cidadania.

    Parabéns também por deletar os comentários contrários ao Magistrado. Os comentários “ruins” muito pouco fazem pela construção de um país mais justo, pois a essência e objetivo deles é desagregar para enfraquecer e desconstruir, sem perspectiva de reconstrução. A desconstrução fica a cargo dos que não têm propostas positivas. Você e seu trabalho não precisam deles.

    Parabéns pelo excelente trabalho.

  • Eduardo, gostaria de colaborar, mesmo modestamente, para superar dificuldade financeira deste blog, espaço da tua luta admirável, que é a mesma de tantos brasileiros decentes e sedentos de justiça, e que não pode parar. Para tanto, e como achares melhor, prende o grito, como se diz na minha terra.
    Aproveito a oportunidade para reiterar manifestação, em que aderi ao desagravo merecido ao grande ministro Ricardo Lewandowsky, que honra o STF como quase ninguém da atual composição. Trata-se de magistrado sereno, que julga tecnicamente segundo sua consciência moral e jurídica, sem preocupação de agradar ou desagradar a quem quer que seja. Quanta diferença do melífluo Ayres Britto e sua vocação de vassalo indigno da velha mídia historicamente golpista e corrupta, prestando-se a pautar o jugamento, que verificou-se ser de exceção para atingir determinadas pessoas e partido, em coincidência com as eleições. Quanta diferença do Joaquim Barbosa e sua raiva hidrofóbica, siderado pela glória fátua dos holofotes da imprensa, que fatalmente o descartará quando não tiver mais utilidade. Quanta diferença da vaidade obscena de Marco Aurélio de Mello e sua irreponsabilidade de condenar provável inocente apenas para fazer jogo sofístico com o número 13. Quanta diferença do voto politico indecente de Celso de Mello e sua tentativa desonesta de assimilar a organizações criminosas um partido politico com a imensa autoridade que lhe confere o povo brasileiro a cada eleição. Quanta diferença de uma timorata Rosa Webber, negação da altivez gaúcha, que prestou-se a condenar um dos réus sem prova, como explicitamente reconheceu, sob a alegação de que o “fazia porque a literatura jurídica permitia”. E depois se viu que essa tal literatura foi falseada pela maioria dos Ministros, desnudando o caráter de exceção do julgamento, pois a interpretação que deram foi desautorizada pelo seu autor. Quanta diferença do voto politico de Gilmar Mendes, protetor de banqueiro corrupto e corruptor, e facilitador da vida e da fuga de estuprador rico. Que diferença da superficialidade cômoda e frivolidade de Luiz Fux, que aparentemente não conhecia o processo. Felizmente, nessa composição atual do Supremo, vergonhosa e escandolosamente vassala dos interesses politicos da velha mídia, fica o exemplo notável de coragem e independência do grande brasileiro, ministro Ricardo Lewandowsky, do qual todos os brasileiros decentes podem ter reverente orgulho.

  • Foi relmente muito interessante este apoio prestado pelo Blog pois o ministro realmente, por ser um dos poucos que não se submeteu aos caprichos da mídia golpista deste pais.

  • Eduardo :
    Pode divulgar o número de uma conta corrente em um banco qualquer nacional que estarei fazendo minha contribuição para cobrir os custos da nossa solidariedade ao grande Ministro Enrique Ricardo Lewandowski.

  • Caro Edu,gostaria mais uma vez de parabenizá-lo pela iniciativa de se fazer justiça,para com àquele que luta pela justiça,tomando como pilar a nossa Constituição. E gostaria também de falar que possamos ter uma Corte que saiba se impor perante berros e desmoralizações reinante, por parte de um dos seus,e uma Corte que não seja composta por meros balançadores de cabeça perante toda e qualquer insinuação de “escárnio” perante nossa Constituição.

  • Caro Edu, tentei muito enviar meu apoio ao Ministro Lewandowisk, mas infelizmente a pagina ficou fora do ar. A proposito, gostaria de enviar uma pequena contribuição financeira ao blogdacidania. Diga como faze-lo. Não precisar publicar esta. Abraços.

  • Caro Edu.
    Envio poucos comentários ao blog pelo fato não ter uma verve argumentativa como tantos outros que o visitam. Certamente sou apenas um dos milhares que se limitam a ler os seus belíssimos artigos e os não menos admiráveis comentários. Sempre que entro na rede, o seu blog é o primeiro acessado. Me sinto, como muitos, parte de uma família que o inclui e à sua família, como membros mais ilustres. Todos sabemos que manter esta página não é barato. Mas será mais leve se todos os familiares ajudarem. Seguramente muitos de nós poderemos contribuir. Sei que voce já leu isso inúmeras outras vezes, mas a proposta é séria. Grande abraço.

  • Eduardo, o site Brasil 247, pergumta se o mensalão foi uma grande novela, pensei muito e finalmente me lembrei do filme: Wag The Dog- Mera Coincidência, nestes tempos vale a pena rever.

  • Lewandowski, V. Exª., foi o contraponto nesse processo de cartas marcadas. Não se deixou levar pela fama, pelos holofotes. Pela firmeza de entendimento e personalidade, tem o nosso integral apoio. Quanto a Gilmar (tenho que dizer) dispensa comentários. É, e sempre foi ridículo. Uma mancha na história do Jus Brasil.

  • Excelentíssimo Senhor Ministro do Supremo Tribunal Federal Enrique Ricardo Lewandowski,

    a exemplo do que ocorreu em dois outros países latinoamericanos, temo que pelas mesmas ou semelhantes vias o mesmo esteja por ocorrer ao nosso.

    É grave, Senhor Ministro. Quarenta e oito anos depois, um Poder hipertrofia-se novamente, dando rumo a um caminho cujo retorno, como antes, pode se mostrar sofrido e sangrento.

    Assim como o fatídico 1º de abril de 1964, os fatos antecedentes mostravam-se apoiados pela mídia conservadora, financiados por grandes grupos econômicos, e aplaudidos ou “dados de ombros” pela classe média.

    Poucos se opuseram à quebra da institucionalidade há quase cinquenta anos e poucos se opõem agora, como Vossa Excelência.

    Nasci no autoritarismo, no mesmo ano em que assassinaram Vladimir Herzog, porém em que anos seguintes as liberdades iam sendo reconquistadas. Cresci falando o que pensava, manifestando-me nas manifestações que queria, votando em quem sabia que deveria representar a maioria e fazendo política na universidade com ética e participação de todos e todas, mesmo que sem filiação partidária. Vi corpos de pessoas que não cheguei a conhecer, mas que sabia do nome e da história, serem reencontrados. E sonho e luto por um país não menos injusto, mas com justiça plena e, consequentemente, igualitário.

    Desejo não ter que passar pelo que meus pais e tios e tias queridos e queridas passaram aquele tempo, assim como também desejo não ter que fazer escolhas sofridas e temerárias, iguais a que tantos se viram obrigados a fazer para restabelecer a democracia e o caminho da justiça e da igualdade.

    Vossa Excelência não pode “abrir a guarda”, assim como os que calejam suas mãos gerando as riquezas desse país não podem deixar suas esperanças serem encarceradas e seus sonhos injustamente condenados. Todos nós resistiremos.

    O senhor é minoria na Corte Maior e no Jornais. Todavia é maioria na sociedade. Pois é essa maioria que precisa de justiça, mesmo que não saiba de onde ela vem.

    Rodrigo Wanderley Correa de Araujo
    Economista
    Recife-PE

  • Aqui no post: “…algumas dezenas de pessoas, sob nomes e sobrenomes provavelmente falsos, fizeram graves ataques à honra do desagravado – todos deletados sem dó nem piedade. Ataques de um teor absurdo, injustos, irresponsáveis, os quais, espantosamente, sempre acabam repercutidos nos grandes meios de comunicação, como no dia do segundo turno das últimas eleições, quando a mídia, em bloco, relatou “manifestações de repúdio” ao ministro…”
    Para mim mídia em bloco são os meios de comunicação que pertencem a pouco mais ou menos de 6 famílias que se consideram donas do Brasil. Meios de comunicação que são o rescaldo de uma ditadura que apoiaram e da qual se locupletaram, encheram os próprios bolsos de dinheiro a ponto de uma só família, a Marinho, deter hoje fortuna maior do que empresário como Eike Batista que investe e promove de tudo, desde plataformas e exploração de petróleo, usinas termelétricas, até hotéis etc.Em que os Marinhos e os ditos “empresários jornalistas (?)” como Civita, Frias e semelhados investem de construtivo? Para mim difundem calúnias, meias-verdades, mentiras e muitas ilusões. São empresários das comunicações, sem freios de lei, vendem circo, pantomimas, telenovelas, manipulação de mentes e os seus empregados são pagos para atacar reputações dos seus desafetos ou de quem quer que coloque interesse da nação e do povo acima dos interesses destes jornais e mídia, em especial de quem busca desvencilhar-se do cabresto, ou faca no pescoço que querem lhes impor mediante chantagem, espionagem e ações de bandidos como as denunciadas sobre Veja-Cachoeira. Lembro-me que em vida Roberto Marinho recebia quase que diariamente dose cavalar de louvação durante muitos minutos no JN. Era deificado a toda hora. Este cidadão, apesar de unido à ditadura e de promover, insuflar e tentar justificar a tortura dos seres humanos à época, deve estar, uma vez falecido, sentado à direita do deus todo poderoso, lá no céu, tamanha a vergonhosa bajulação que os seus empregados se viam obrigados a promover, quando era ele ainda vivo.
    Merval, Azevedo, Kamel, Jabor. Leitão, Cantanhede, Policarpo, Garcia, etc, são pagos e mandados. Os empregados do sexteto do PIG precisam a toda hora mostrar serviço e fazer jus aos altíssimos salários que recebem e acabam forçosamente como instrumentos do que se denominaria assassinatos de reputações de adversários, por ordem dos mandantes. É domínio de fato verdadeiro o que fazem os intocáveis, limpinhos, os poderosos donos do PIG, inimputáveis, enquanto os seus serviçais mandados botam a cara para cumprir as suas ordens contra a verdadeira democracia e os interesses do povo.

  • Eduardo.
    Já disse em outra oportunidade que vc se supera a cada atitude em favor e defesa da
    democracia.
    Foi com muito orgulha que associei -me ao apoio do Ministro Lewandowski. Nome que honra a
    alta corte.
    Parabens pela iniciativa.
    Alguem já sugeriu um ato solene para a entrega das assinaturas. Apoio a ideia .

  • Parabéns e obrigada a você, Eduardo Guimarães.
    E, de novo, parabéns e obrigada ao Ministro Ricardo Lewandowski.

    Deixo aqui minhas condolências aos reacionários que, por motivos misteriosos, visitam esta página

    A todos que estão exultantes com as condenações, mesmo sem provas; àqueles que acham que os que foram condenados mereciam ser ainda mais penalizados; aos que acreditam que é justo condenar com base em tênues indícios; a todos que anseiam pelo fim do estado democrático de direito e preferem que a Constituição seja rasgada; a quem faz suas as palavras de Rosa Weber: “Não tenho prova cabal contra ele (Dirceu) – mas vou condená-lo porque a literatura jurídica me permite” (o que demonstra má-fé ou conhecimento precário, já que, Roxin, um dos autores da teoria do domínio do fato – na qual ela e outros erroneamente se fundamentaram – alertou para a necessidade de, antes, se provar o fato – o que não foi feito – e jamais condenar com o intuito de satisfazer clamores histéricos de uma imprensa escandalosamente partidária e linchadores exaltados, uma vez que isso não corresponde ao Direito).
    Aos que se encaixam neste perfil, só posso desejar que da mesma forma sejam julgados.

  • Para comprovar a força do Cidadania, seria interessante que fosse feita uma solicitação de apoio aos condenados afim de entrarem com uma ação junto a OEA. Acredito que
    teríamos mais de 20.mil adesões.
    Quanto ao custo da hospedagem, poderá ser dividir entre os frequentadores do blog.
    Eduardo, lembro que você não está só nesta luta.

  • Edu, continuo preocupado com a inação de nossas forças populares , que precisam de um Partido que as lidere . A nota do PT foi formal , pouco disseminada por esta imprensa vendida e portanto com baixo alcance de massas , pois eles ainda detém o poder sobre o maior market share dos meiso e da mensagem .
    Os Sindicatos e todos os movimentos sociais estão em um silêncio sombrio. Não vivi os anos de 1935 , ou também não presenciei a decisão do STF em enviar Olga Benário , grávida , aos Nazista para morrer na câmara de gás , ou mesmo da distensão Getulista de 1945 e posterior endurecimento de Dutra . Não era nascido ainda na tentativa de Golpe na eleição do Juscelino , na posse arreguista de Jango , ao aceitar a imposição do parlamentarismo e nomear um prócere do coronelismo do PSD como Tancredo Neves como ministro e compondo com os Golpistas . Depois também ainda não era nascido quando o Embaixador Lincon Gordon financiou e gerenciou ou Golpe de Estado . Também não vivi para ver as os Atos Institucionais dos Generais . Nasci em 1967 . Não vi a tortura pis era jovem a esta mesma Imprensa que tinha mais poder sobre o meio e a mensagem não deixava que a verdade se apresentasse a uma família de classe média como a minha .
    Mas todos estes acontecimentos acima , que não vivi não estão sepultados na História . Eles estão bem vivos por toda parte . O Comportamento do PT , do nosso grande Presidente Lula , do Dirceu me lembram muito todo este passado . E eles deveriam também se lembrar disso . Sem os movimentos de massa contra o vastíssimo poder do Capital , seja ele Financeiro , Industrial, Militar ou de qualquer espécie , estaremos sempre vulneráveis aos contra golpes que nos surripiam a liberdade e saqueiam nossas riquezas . O Brasil é hoje uma Caça muito apetitosa para todos estes agentes da escuridão humana . Temos que convocar a Luta . Manter a trincheira da Internet , mas tomar as Ruas e dizer Basta ! Vendilhões da Nação , não passarão ! Se não gritarmos isso bem alto , articuladamente e claramente , continuaremos a viver em perigo . Veja eu tenho 45 anos, não sou mais tão novo e veja quanto distante estou destes acontecimentos . Talvez a maioria da nossa população hoje seja muito mais jovem que eu e nem saiba sobre a História do Brasil Verdadeira . O que eles recebem nestes cursinhos e colégios é material falsificado , escrito pelos mesmo donos dos meios e da mensagem . Pergunte aos mais Jovens e talvez até mesmo da minha idade quem foi Carlos Marighela ? Tenha certeza que poucos saberão . Como então compreender que é José Dirceu e José Genoíno ? Como compreender o que está acontecendo no mesmo STF que assinou em baixo do Golpe de 64 , rasgou a Constituição e tem ministro militante na Corte que diz que foi um mau necessário ? Nossa juventude está abduzida pelo facebook ou nas novelas das 9 ou no Big Brother anestésico das férias escolares .

    Edu , temos que evocar a mobilização de massas e a luta já. Caso contrário estamos em grave risco de ruptura.

  • É fácil imaginar você, com todos os seus problemas particulares e profissionais, ainda comandar essa nossa grande tropa de idealistas democratas. É fácil imaginar o justo sorriso que você tem antes de dormir tranquilo. Te admiro pra…

  • Edu assim como você eu também trabalho com comércios claro que em uma escala bem menor, mas em relação a lutar por dignidade acho que nos equivalemos, eu não consigo viver em paz diante de tanta hipocrisia do PIG, mas por outro lado fico assustado com a omissão do PT que finge não ser com ele tudo isso que se arma nos porões do PIG, mas também quero parabeniza-lo por esta sua luta incessante contra esta maquina de desconstruir reputação e cidadania,.
    Acho que eu e muitos outros que frequentam este blog temos disponibilidade de ajudar você financeiramente com seu blog, acho que nosso. disponibiliza uma conta ai pra gente

  • O PT ESTÁ CONVOCANDO UM ATO EM DEFESA DO PARTIDO, PARA O DIA 24/11 ÀS 18 HORAS, NO SINDICATO DOS ENGENHEIROS, RUA GENEBRA, 25, AO LADO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO. Esse ato tem tudo para lotar e ser o primeiro de muitos massivos, que inclusive ganhem as ruas e praças, mas o PT tem que AMPLIAR A MESA COM T-O-D-O-S os partidos e forças que se disponham, SEM RESTRIÇÃO, para que o DIÁLOGO COM A SOCIEDADE e a MOBILIZAÇÃO façam frente às ações GOLPISTAS!

  • Edu,

    Fico feliz em ver que grande repercussão teve o post de desagravo ao Ministro Ricardo Lewandoswki, isso mostra que estão profundamente iludidos os que aceitam ceder a pressões por temer serem injustiçados, pois a Justiça sempre virá a tona…

    Me sinto gratificada, também, por ter contribuído mesmo que com um simples comentário, para que um homem justo e corajoso receba a homenagem que merece. Isso concretiza aquela frase bastante conhecida: ‘A união faz a força!’

    Por fim, assim como outros leitores, gostaria que me enviasse o número da conta e agência por e-mail, pois faço questão de agora em diante colaborar mensalmente com este que o seu blog, mas também o blog de todos os cidadãos de bem, que prezam pela verdade e pela justiça.

    Abraços a todos!

  • Eduardo Guimarães, primeiramente, queria agradecer essa sua vitoriosa iniciativa, bem como, o atento acompanhamento ao desenrolar desse que se revelou uma aberração jurídica, o que nos possibilitou a extração de um consenso, através, inclusive, das manifestações de seus bem informados leitores, aos quais também agradeço e rendo minhas homenagens.

    Quanto ao ritual de entrega deste manifesto, Eduardo, já tinha pensado antes, que dentre os réus vítimas dessa aberração, constam dois que sequer foram beneficiados pela Comissão da Verdade, nos ressarcimentos que vem propiciando às vítimas de perseguições políticas. A rigor, José Dirceu e Genoíno, mereciam estar sendo homenageados, e ressarcidos dos danos sofridos no confronto com a ditadura empresarial-militar. Nada impede que nós os homenageemos.

    Bom seria, então, que pudéssemos homenagear a todos que vêm colaborando com as causas populares num único evento. Sugeri, acho que, inclusive neste site, que seria bom um evento em local público, um evento aberto. Mas, com um centro, em torno de um ritual. Penso que seria bem interessante em culto religioso, inclusive, com a presença do eminente teólogo Leonardo Boff, porém de amplitude ecumênica. Isso, no coração de São Paulo. No mesmo local em que fomos na histórica missa em intenção a Wladimir Herzog: um marco para nossa história. Determinemos outro marco. Uma missa/culto religioso na Catedral da Sé, pela Democracia que conseguímos, e seus próceres. Com a praça em frente, e o aparato jurídico paulista no entorno. Enfim, firmemos e propaguemos a idéia de que essa conquistas são sagradas.

    Bem, é só uma sugestão. É que a demarcação simbólica é como uma bandeira fincada, delimitando territórios; acho que assim se trava a luta diária.

    Mais uma vez, muito obrigada.

  • Eduardo.

    Saiu no site do Azenha um manifesto pela unidade da esquerda diante da crise. Várias personalidades políticas e intelectuais o assinaram.

    Aliás, não é só um “documento”, o que já seria bom, mas é a proposta de um MOVIMENTO organizado da sociedade.

    Está aqui: http://www.viomundo.com.br/politica/manifesto-defende-reaglutinacao-de-forcas-no-brasil-para-enfrentar-crise-mundial.html

    Acho que o MSM poderia aderir…

  • O ministro Barbosa, ao pedir a pena máxima para Dirceu, não levou em conta as atenuantes do réu, tais como vida pregressa, relevantes serviços prestados ao pais, como por exemplo a sua luta pela redemocratização. A vida pregressa dos réus não poderia ter sido ignorada no momento da fixação da pena, pois é o que manda a Lei. A não ser que para Barbosa não conta essa diferença entre o passado de Dirceu e de Carlinhos Cachoeira. No que diz respeito à atenuantes, reza o Código Penal Brasileiro:
    Art. 59 – O juiz, atendendo à culpabilidade, aos antecedentes, à conduta social, à personalidade do agente, aos motivos, às circunstâncias e conseqüências do crime, bem como ao comportamento da vítima, estabelecerá, conforme seja necessário e suficiente para reprovação e prevenção do crime: (Redação dada pela Lei nº 7.209 , de 11.7.1984)

    I – as penas aplicáveis dentre as cominadas;(Redação dada pela Lei nº 7.209 , de 11.7.1984)

    II – a quantidade de pena aplicável, dentro dos limites previstos; (Redação dada pela Lei nº 7.209 , de 11.7.1984)

    III – o regime inicial de cumprimento da pena privativa de liberdade; (Redação dada pela Lei nº 7.209 , de 11.7.1984)

    IV – a substituição da pena privativa da liberdade aplicada, por outra espécie de pena, se cabível. (Redação dada pela Lei nº 7.209 , de 11.7.1984)

  • Edu, considere mais uma assinatura a favor do Ministro Lewandowski. Eu estava viajando e não tomei conhecimento do abaixo assinado. Sou historiadora ainda em formação e quando se sabe um pouquinho da história deste país e do mundo em geral, nunca mais se consegue ser indiferente às injustiças e falcatruas da direita, ainda mais quando essa direita é aliada com a mídia. Isto por si só já é uma ilegalidade. Eu entendo que a mídia tem que ser neutra e ética. Parabéns pela iniciativa e continue lutando.

    • ainda que não pareça, os que tentaram espesinhá-lo e a outras iniciativas de ordem social humana, construtiva, NUNCA CONSEGUIRÃO SER UNANIMIDADE, POIS REPRESENTAM A ELITE, A DIREIT E NESTES GURUPOS ESTÁ O PRINCÍPIO DA DISCRIMINALÇÃO, DO RCISMO, DA ESPECULAÇÃO, PORTANTO NUNCA CONSEGUIRÃO A HUNANIMIDAD E MESMO SE CONSGUIREM A MAIORIIA SEÁ CIRCUNSTANCIOAL, TEMPORAL, A PROVA ESTÁ NO RESULTADO DAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS. FIZERAM DE TUDO, TIVERAMO APOIO DE DONOS DA GRANDE IMPRENSA( O PIG) DA JUSTIÇA( O JULGAMENTO SEM PROVAS, E MESMO ASSIM SAIRAM VENCIDOS, O POVÃO VENCEU.

  • Quero dizer ao ministro Lewandowski que muitas vezes me indignei contra os que lhe confrontaram no STF. Quase pulei dentro da tv para agarrar um ou outro pelas bitacas, de tanta raiva q fiquei pelas agressões que fizeram ao senhor. Contudo me controlei, me emocionei, chorei, xinguei. Agora estou mais aliviado. O senhor já tem um lugar reservado na magistratura brasileira e será, pelo menos, um capítulo na História do Brasil. Seus detratores, se muito, merecerão uma pequena nota de rodapé.

  • Xara, é o seguinte: Sendo legal, abra uma conta bancária, divulgue aqui no blogue para que nós republicanos, por liberalidade colabore com voce nessas ocasiões de custos estrotosférico. Abraço.

  • Essas condenações arbitrarias dos camaradas José Genoino e José Dirceu podem custar bilhões aos cofres públicos em virtude de indenizações que possam a ser pagas a esses dois grandes brasileiros,como tambem das condenações sem a necessaria base fatica de outros envolvidos na chamada farsa do mensalão.É o que dá um governo achar que é¨preferivel o barulho da imprensa ao silencio da ditadura¨ principalmente quando essa imprensa que produz esse barulho está comprometida com o crime organizado,com a mentira,com a manipulação grosseira e principalmente com o golpe.

  • Parabéns, Eduardo. Essas milhares de pessoas que se solidarizaram com o Ministro Ricardo Lewandowski, e outras milhões ocultas Brasil afora, sabe o que verdadeiramente aconteceu no chamado “julgamento do mensalão”: um verdadeiro linchamento patrocinado pelo PIG. Que a reação dessas pessoas de bem possa se espalhar a cada dia, a fim de restabelecer a verdade.
    Abraço.

  • Parabéns por todo seu empenho e disponibilização de recursos humanos e financeiros para esse causa tão significativa. A injustiça ao trabalho irreparável do Ministro Ricardo Lewandowski ficará ao menos em parte reparada.
    O nosso apoio você já recebeu nas manifestações que foram deixadas aqui e no seu facebook.
    Para ajudar financeiramente de alguma forma o seu trabalho em promover a cidadania, acho que como eu muitas pessoas estariam dispostas a contribuir com uma ajuda financeira.

  • Eduardo,

    Tenho interesse em participar do ato de entrega ao Ministro Ricardo Lewandowski, mesmo que seja de no grupo de pessoas externa ao recinto da entrega. Aguardo suas informações, para viagem a Brasilia.

  • Eduardo, mais um motivo para fazermos outro ato público: PAGAR AS MULTAS INDECENTES APLICADAS A GENOÍNO E A DIRCEU. Por favor, se organize com outros blogueiros para que seja aberta uma conta em que possamos depositar, nao só por solidariedade a dois condenados injustamente, mas tb como um ato político.

  • Assinei o manifesto e aqui, de novo, rendo minhas homenagens ao Exmo Sr. Ministro Lewandowski. A História certamente não o esquecerá por sua coragem e dignidade. Como também não esquecerá dos que traíram os ideais democráticos de nossa Nação.

  • Nota do Deputado Edinho Silva:

    ZÉ, A PENA NÃO Ē PARA VOCÊ

    Zé, quando me filiei ao PT em 85, aos 20 anos, vindo da Igreja, e a minha maior inspiração para ser
    um petista foi o Lula, notei, já no primeiro Encontro Estadual que participei – se não me engano em 86 – que naquele Partido tinha um dirigente que suas posições polarizavam debates, disputavam os rumos, mobiliavam a militância. Ali nascia uma grande admiração. Mesmo quando eu discordava das suas posições eu ficava por dias pensando e tentando entender os seus movimentos políticos.

    Companheiro e amigo Zé Dirceu, você inspirou a mim e a minha geração dentro do PT. Você doou a sua vida por uma causa e ela foi vitoriosa. O nosso projeto está sendo implantado e colocado em prática, os sonhos que moveram militantes por décadas, que levaram muitos a entregarem suas vidas acreditando na luta que estavam travando. Você representa esse esforço em construir as condições para que o Brasil, de fato, caminhasse na busca de um “novo tempo”, esse esforço que uniu gerações, vivências e experiências. Você representa tudo isso, por esse motivo acumula tanto respeito e a sua imagem é indestrutível no seio da militância.

    Zé ontem foi um dia muito difícil para mim. Quando vi pela internet a sua pena, eu, confesso, fiquei transtornado. Não conseguia organizar meus pensamentos… tampouco meus sentimentos. Nada disso tem coerência, não há lógica. Onde está a materialidade? Cadê a presunção de inocência? Onde foi parar o Estado de Direito? E a pergunta não se calou: quem de fato está recebendo essa pena?

    Não tenho dúvidas que essa pena não é sua, não é do Genoíno…

    Mesmo com todos os possíveis erros que cometemos – e qual o partido político que não cometeu nas regras eleitorais que aí estão? – o braço que desce sobre você não é para você. A sentença que foi ontem anunciada, definitivamente, não é para você. E não vou aqui entrar no debate jurídico que já congestionou nossa audição e razão nos últimos meses. Zé, só há uma razão para tamanho ódio, nós vencemos.

    Eu sei que a partir de hoje começa uma nova fase na sua vida. É difícil para mim conceber, imagino para você. Acredite na sua história, ela te trouxe até aqui, ela te fez lutar por sonhos, superar dores, criar o PT, fazer desse Partido um instrumento capaz de juntar forças e eleger o primeiro operário presidente da República, a primeira mulher presidenta. A sua história se mistura com a história de tantas lideranças latinas que olham para o Brasil com a esperança que esse país lidere um continente na busca de uma “nova ordem mundial”.

    É essa história que vai te dar forças para os novos desafios. É inegável que uma parte dos enfrentamentos colocados é individual. Mas, o grande embate é coletivo, é de projeto.

    Tenho certeza que a síntese histórica não é essa que está estampada na imprensa. A defesa da sua biografia é a defesa do nosso projeto, é a defesa das nossas vitórias.

    É redundância dizer, mas conte sempre comigo.

    Abraço. Edinho.

  • Edu, Locatelli e amigos, precisamos iniciar um movimento que culminará num Plebiscito Popular para que o povo brasileiro decida se Dilma deve ou não indultar Dirceu, Genoino e demais linchados pelo Trapalhão Mussum do STF. Não podemos deixar que o PT se desgaste com um perdão puro e simples pois o PIG fará novo show midiático. Plebiscito Populalr já !!!!! E que os irmãos siameses, PIG e STF escolham: ou condenam Eduardo Azeredo pelo mensalão tucano em Minas, o FHC pela compra de votos, o Serra pelas privatarias, o Alckmin (que abafou mais de 180 CPI’s em seu governo) pelo “dominio do fato”, etc . . . . . ou o povo pedirá a Dilma que indulte Dirceu e Genoino. Plebiscito Popular já !!!!! Ótimo feriadão a todos.

    • Se A Presidenta Dilma indultar Dirceu e Genoino,nou dou uma semana,para derrubarem ela do cargo!O povo em geral tem um ódio do companheiro Jose Dirceu e do Genoino,estão falando mal deles desde 2004 todos os programas das rádios é aquela cruxificação contra êles e o Presidente Lula!Não é em vão que aqui no Rio Grande do Sul,uma jovem de Caxias do Sul,criou um partido chamado:ARENA!!!O que vcs acham,não está dando para ser feliz!!!!!!!!

    • Duvido que a presidente Dilma teria coragem de dar indulto a criminosos julgados pelo STF. A população brasileira em sua grande maioria aprovou o julgamento do STF. A Dilma não iria contra o interesse da grande maioria do povo, absolvendo criminosos condenados.

      • João, criminosos são os ministrinhos vaidosos, covardes e lambe-botas do PIG, que condenaram sem provas esses dois grandes brasileiros. Os ministrinhos canalhas e covardes demonstraram que não estão à altura do cargo que ocupam.
        Quanto a José Dirceu e José Genoino, ambos são heróis brasileiros. O Brasil deve muito a eles.
        Quanto ao PIG, dizer que os barões mafiomidiáticos são criminosos é pouco. Estes sim é que deveriam estar presos há muito tempo por todos os crimes que cometeram e continuam cometendo contra o nosso povo e o nosso país.
        Quanto a você, João, por todas as besteiras que você diz, ou você é um tremendo alienado político ou é um tremendo reacionário, seja ou não um demotucanalha.

  • Caro Edu,
    O que você tem feito é fundamental para a democracia.
    Não há palavras para definir todo o sentimento de irmandade que você consegue através do seu blog!
    Amigo, continue firme
    Com admiração e respeito,
    Maria Olimpia

  • por Saul Leblon, em Carta Maior
    A expressão ‘Ainda há juízes em Berlim’ é frequentemente lembrada quando o Estado de Direito é acuado pela exceção que pretende impor a sua vontade à força ou, modernamente, ao arbítrio do rolo compressor midiático.
    A convicção embutida no enunciado remete ao desassombro de um camponês prussiano ainda no século XVIII . Coagido a derrubar seu moinho na vizinhança do palácio real, ele resistiu ao algoz porque confiava na isenção da Justiça que lhe deu coragem para não ceder.
    A captura da opinião pública pelo quase oligopólio midiático distorce a relação de forças na sociedade a ponto de fraudar o direito de não ceder ao imperativo conservador.
    O país patina há mais de quatro meses no vórtice dessa amarga experiência de usurpação do discernimento social e jurídico.
    Acionada por interesses cuja hegemonia tem sido desautorizada em sucessivos escrutínios democráticos, uma fantástica máquina de criminalização da esquerda, da política e das formas de representação popular foi posta em marcha no julgamento da Ação Penal 470.
    Talentos profissionais da dramaturgia, do jornalismo e do marketing político revestiram uma monumental peça acusatória com o maniqueísmo capaz de torná-la crível, lógica e digerível.
    Só um ruído maculava a extraordinária sintonia do conjunto: a falta de provas nos autos. A lacuna seria calafetada diuturnamente pelas betoneiras da semi-informação, da ocultação e do preconceito intrínsecos ao monolitismo midiático.
    O jurista alemão Claus Roxin desautorizou o uso bastardo de um conceito de sua lavra, apropriado de forma pedestre na sofreguidão condenatória montada a contrapelo dos autos e das circunstâncias.
    Mas foi um magistrado no ofício corajoso de reafirmar a norma e, sobretudo, as impropriedades da impaciência na santa aliança com o arbítrio que personificou a imagem do juiz de Berlim neste caso.
    Ricardo Lewandowski recusou o moralismo obscurantista e afrontou o contubérnio entre egos togados e holofotes feitos para cegar.
    Paciente, às vezes indignado, reafirmou o espaço do contraditório; sempre que pode, recolou o comboio desembestado na faina condenatória nos trilhos da razão argumentativa; falou sem o hermetismo dos boçais; convidou à reflexão , evocou o bom senso — cobrou a presunção da inocência, sem a qual o Direito deixa o abrigo da ciência para ser arbítrio.
    Em rota de colisão com o atropelo dos autos , não recuou quando a ligeireza indiciária dos robespierres das redações levantou a guilhotina contra a sua reputação.
    Lewandowski honrou a toga da suprema corte ao não ceder à arte de satanizar antes de provar a existência do inferno – não raro encenado com as chamas produzidas no photoshp do oligopólio que se evoca inimputável.
    A retidão do ministro revisor orgulha e reafirma a soberania do judiciário brasileiro no terreno minado dos dias que correm.
    Mas sua voz não pode mais ser reportada à opinião pública exclusivamente pelo filtro de um aparato interessado em baratear o Direito a sua conveniência.
    Seus pares em todo o Brasil não podem perdurar em silêncio, enquanto se procede à lapidação da toga heroica com as pedras de um falso consenso condenatório.
    Carta Maior conclama seus leitores, os advogados e juristas brasileiros, ademais das organizações sociais e suas lideranças a endossarem o manifesto ecumênico de apoio a Ricardo Lewandowski iniciado e liderado pelo blog ‘Cidadania’, e que deve ser entregue ao ministro, em mãos , em Brasília.
    Não se trata, fique claro, de um gesto protocolar. Tampouco expressa uma verticalidade partidária –não é apenas a Ação Penal 470 que está em jogo.
    O desagravo a Lewandowski nos dias que correm representa, acima de tudo, uma reafirmação do sagrado compromisso do judiciário com o Estado de Direito no país.
    Para ler e apoiar o manifesto, iniciativa de Eduardo Guimarães, clique aqui.
    PS do Viomundo: O ministro Lewandowski escolheu o caminho mais difícil: rejeitou a pressão maciça da mídia, encarando-a com dignidade e seriedade. Honrou a toga. Fez o que se espera de alguém na sua posição: Justiça. O desagravo a ele, neste momento, representa um desagravo ao Direito brasileiro em defesa do Estado democrático no País. Conceição Lemes

  • Parabéns pela iniciativa oportuna e mais do que merecida. Estou à disposição para ajudar na parte financeira do blog, abra alguma forma de contribuição voluntária.
    Força, saúde e que continue sempre lúcido e generoso. O Brasil precisa muito de todo os blogs “sujos”.

  • Orgulho-me de ter sido um dos que assinou esse manifesto, ajudando na reação contra mais uma das mentiras midiáticas. Por sinal o manifesto deve ser amplamente divulgado na Sociedade, afinal, diante do cerco censor que os barões da comunicação imporão sobre esse atestado de que os brasileiros não se curvam em face da truculência daqueles que pretendem controlar a opinião e a informação em nossa Nação, precisamos conseguir que a solidariedade a Lewandowski seja conhecida por todos os brasileiros(já que a INTERNET ainda é um meio de comunicação restrito)e para isso devemos contar com o apoio da Sociedade civil organizada. Sindicatos, organizações sociais, movimento estudantil, partidos políticos, entidades comunitárias podem divulgar o manifesto e seu resultato entre os seus membros, dessa forma conseguiremos não somente ampliar a rede de apoio a Lewandowski, mas também trazer à tona para o grande público o absurdo que foi o “julgamento” do inexistente mensalão, que caracterizou-se por uma condenação sumária, arbitrária, digna das mais terríveis ditaturas, levada a cabo sob as ordens dos donos da mídia, cujo desfecho já estava planejado previamente(nunca duvidei nem por um segundo que o STF condenaria o PT e seus membros de qualquer jeito), bastando somente para o grupo de pavões patéticos do Supremo(com a honrosa exceção de Lewandowki e, em alguns momentos, Toffoli)fantasiar palhaçadas jurídicas destinadas a maquiar um condenação sem provas, sem fundamento e sem isenção. O Brasil precisa reagir a essa monstruosidade, a essa truculência, a esse absurdo fabricado no STF, cujas consequências serão terríveis para a Democracia, afinal o partidarismo, o ódio e o reacionarismo evidenciados pelo Supremo indicam que não ficarão nessas condenações a parceria do Tribunal com a mídia e a direita, havendo claros indicativos de que está nascendo neste país uma tentativa de golpe jurídico(a la Paraguai e Honduras), visando atingir Lula e Dilma). A reação já começa a aparecer, e parece vir até mesmo de setores conservadores(matéria de PHA aponta para o temor que os Bancos e empresas começam a sentir pela insegurança jurídica criada pelo Supremoa diante das esdrúxulas interpretações dadas nesse caso a crimes como lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta, sem contar o folclórico “domínio do fato”). Contudo a reação decisiva precisa vir do povo, a mesma que impediu os conservadores de tentarem o impeachemnt de Lula em 2005, mostrando à máquina institucional de opressão que não permitiremos que 0,5% de fascistas mudem o futuro que escolhemos para o Brasil.

    • gostaria de saber como assinar o manifesto em favor do GRande e Honrado Ministro Lewandowski, pois não consigo ver onde se posta o mesmo. Me informem

  • As universidades e principalmente as faculdades de direito deveriam enaltecer as ações desse sábio juiz que não se deixa pautar por uma imprensa corrupta e reacionária. Desejo felicidades a este homem com H maiúsculo.

  • Caro Edu, vou juntar a minha voz aos inúmeros “parabéns” que vc tem recebido por esta iniciativa. E também gostaria de apoiar financeiramente o blog. Tenho certeza de que, cada um contribuindo com um pouco, será leve para todos e, principalmente, ficará mais fácil pra vc. Afinal, este blog é de todos nós. Grande abraço

      • Edu, se tivéssemos outras pessoas na rede, dispostas a nos contemplar com a possibilidade de exercemos o direito sagrado da cidadania cada vez que uma injustiça fosse cometida, o Brasil poderia estar muito à frente na condição de um país, efetivamente, democrático. Enquanto a maioria de indignados não consegue conciliar trabalho, família, problemas financeiros, reação às estripulias de um poder jurídico totalmente de quatro ao poder midiático com objetivos, claros e perversos, de desconstruir e de destruir o que o povo decidiu nas urnas, nós temos que juntar forças pra fazer nossa voz ecoar pela rede e se transformar em algo concreto, como esse desagravo ao ministro Lewansowisk, que demonstra nosso repudio às atitudes levianas da mídia ao incitar essa violência ao comportamento do grande ministro revisor. É bom lembrar, que para enfrentarmos esses dois poderes – STF e mídia – teremos que dispor de muito mais que boa vontade: precisamos de dinheiro para as despesas. É por isso que sugiro aqui, que as pessoas que se dispuserem a ajudar, mesmo que seja com pouco já será mais do que nada, que vc entre em contato por e-mail com esses que reconhecem, que o valor dessas ações para o exercício da democracia tem um preço e que quanto mais pessoas contribuírem, menor será o poder dos que tentam nos destruir. É preciso lembrar também que teremos muitos e grandes embates pela frente e que, sem a participação efetiva da companheirada tudo será mais difícil, muito mais difícil do que eleger um poste.

  • Já tendo parabenizado o ministro Lewandowski! ( através do seu Manifesto ), é hora de darmos parabéns a você, Eduardo! Excelente a sua ideia, foi providencial e utilíssima em todos os sentidos, Lewandowski merecia isto, uma pessoa de caráter e um homem probo em sua profissão.
    .
    Valeu, Eduardo!, e conte conosco para uma nova empreitada.
    .
    Falando nisso, se for o caso, estou certo que seria possível fazer uma arrecadação financeira aqui para ajudarmos no pagamento dos gigabytes extras que o blog da Cidadania teve de utilizar.
    .
    Se for o caso, é só colocar a solicitação, teremos prazer em ajudar!

  • Querido Edu
    Desde ontem estou tentando entrar no blog. Felizmente consegui e já postei meu manifesto ao nosso Lewandowski. Serei eternamente grata a essa manifestação de apoio ao ministro. pUXARAM TANTO NOSSO TAPETE nesses últimos anos de governo Lula e Dilma que ações como essa nos dão força a seguir em frente e acreditar que vale a pena lutar.
    Ea Victoria, como vai?
    Abraço carinhoso

  • Levandowisk o senhor não está sozinho. Pode contar com seu grande amigo e admirador aqui… A poplação esclarecida deste país lhe dar os parabéns pela sua firmeza, integridade ,inteligência e honestidade… Um muito obrigado!!!

  • Estou ansiosa pra saber a reação do ministro Lewandovski, quando vc lhe entregar o manifesto!!! Obrigada, Edu!!! E, se precisar de ajuda pra manter o blog, também posso colaborar!!!

  • Como cidadão, médico, há mais de 40 anos lutando para um Brasil soberano democrático, de igualdade social e justiça, sinto-me recompensado pela postura, intregalidade e honra do ministro.
    Homens deste porte enobrece nossa nação e nosso povo. Á altura de um país que caminha na tradição de
    Tiradentes, Zumbi dos Palmares, José Bonifacio entre outros.
    Obrigado ministro.

  • Prezado Eduardo,

    eu acho que voce poderia criar uma opção para que os seus leitores pudessem contribuir voluntariamente com este blog que está cada vez mais deixando de ser o SEU espaço para se tornar o NOSSO espaço pela luta pela democracia.

    abraço.

    Felipe

  • Comentei o manifesto de apoio ao Ministro por entender que essa imprensa golpista e baixa não faz a cabeça de pessoas de bem, o Lewandowisk me faz ainda ter esperança na justiça

  • Estas penas altíssimas tem como objetivo dar a impressão de que os réus cometeram crime gravíssimo, coisa mais grave do os cometidos por Cacciola, que roubou mais de 1,6 bilhoes de reais dos cofres públicos na Era FHC e nenhum tucano comparsa dele(Cacciola) no BC recebeu qualquer punição, nesse pais quem rouba no atacado tá perdoado, pois uma parte da “res furtiva” fica com a imprensa e magistrado. O que Dilma tem que fazer é aproveitar a entrada do PSD na coalizão para pulverizar a verba reservada aos meios de comunicação, investir na blogosfera e nos pequenos meios de comunicação, estes sim poderão, poderão ajudar este país através da desmontagem desse golpe, pois dos 4 magnatas que controlam a comunicação neste pais, e recebem uma boa grana da governo federal, só sai PUM(Pensamento Único da Mídia). ´Não da Globo que sairá uma versão diferente desta do PUM, mas dos meios de comunicação locais, das associações, das rádios comunitárias, dos canais de TV locais, o PT tem que usar estes canais para levar à população a verdade sobre esse julgamento farsesco, não rola esperar qualquer isenção seja, uma notícia mínima que seja isenta saindo num JN. Acorda, Dilma, vc não se elegerá via PUM.

    • Penso como você José Carlos, tem que cortar as verbas dos grandes meios de comunicação, e investir em blogs, pois, são muito melhores que tv, rádio, jornais, revistas, aqui há interação, isso é muito mais democrático e merece ajuda, a nossa presidenta tem que criar uma lei como se fosse de responsabilidade de informação que ajude os pequenos, como nas pequenas e média empresas. A regulação dos meios será o ato mais importante que a nossa presidenta possa dar.

  • Diante de tantos juízes, que em vez de defender o estado democrático de direito, condenam ou soltam com a maior arbitrariedade do mundo, Lewandowski aparece e mostra que ainda existem operadores do direito que o praticam de forma sana e coerente. Para isso, ele teve até que se submeter a um massacre destro-midiático, independentemente do apoio que a esquerda o desse, pois a esquerda segue o estado democrático de direito, visto como regime caracterizador do estado liberal, sem o uso da conveniência, como os direitóides fazem. Estado democrático de direito só existe para os direitóides quando este lhes convém.

  • Clara Becker afirma que petista, com quem viveu por quatro anos no Paraná, ‘não é ladrão’
    31 de outubro de 2012 | 2h 08
    · Notícia
    · A+ A-· Assine a Newsletter
    ·
    · Débora Bergamasco, de O Estado de S.Paulo
    A família do ex-ministro José Dirceu (Casal Civil) já se prepara para o pior: sua condenação em regime fechado por envolvimento com o mensalão. Enquanto o Supremo Tribunal Federal não decide a pena, parentes já planejam como serão as visitas na cadeia. A refeição da penitenciária é uma das preocupações, pois ele é reconhecido como um sujeito bom de garfo. “Meu medo é que ele se mate na prisão”, chora Clara Becker, 71 anos, sua primeira mulher e mãe de seu filho mais velho, o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR).
    Veja também:
    PT descarta expulsão de condenados no mensalão
    Genoino pode voltar à Câmara mesmo condenado pelo STF
    Ayres Britto defende Lewandowski de críticas de eleitores

    ReproduçãoDirceu e Clara Becker, sua primeira mulherCasados por apenas quatro anos na época da ditadura militar, ela é amiga próxima do ex-marido há mais de três décadas e tem certeza de que “Dirceu não é ladrão”. “Se ele fez algum pecado, foi pagar para vagabundo que não aceita mudar o País sem ganhar um dinheiro (…) Se ele pagou, foi pelos projetos do Lula, que mudou o Brasil em 12 anos”, afirma, referindo-se ao pagamento a parlamentares da base aliada que receberam dinheiro para votar a favor de propostas do governo do ex-presidente Lula, segundo a denúncia do Ministério Público.
    Para ela, militantes do PT como Dirceu e José Genoino, ex-presidente do partido, estão sendo sacrificados. “Eles estão pagando pelo Lula. Ou você acha que o Lula não sabia das coisas, se é que houve alguma coisa errada? Eles assumiram os compromissos e estão se sacrificando”, indigna-se.
    “Sabe, é muito sofrimento. Uma vez peguei meu filho chorando de preocupação com o pai. E minha neta, Camila, também sente muito.”
    Desde que começou o julgamento da ação penal 470, Dirceu diminuiu sua exposição pública. Para se poupar de constrangimentos, ele evita circular com desenvoltura, ser visto em Brasília ou jantar fora – seu passeio predileto. Agora, o ex-todo-poderoso do governo Lula lista quem são seus amigos fiéis e os recebe em sua casa de São Paulo ou na de Vinhedo (SP). No fim de semana do dia 7 de outubro, eleição municipal, ouviu ao telefone uma ordem expressa: “Benhê, limpa a área que eu tô chegando”. Era Clara avisando que lhe faria uma visita na casa do interior paulista e deixando claro que não queria dividir a atenção do ex-marido com mais ninguém – nem com a atual namorada dele, Evanise Santos. Clara saiu de Cruzeiro do Oeste, no interior do Paraná, levando em um isopor uma peça de carneiro temperada no vinho branco e alecrim. Instruiu a empregada a deixar a carne três horas no forno, enquanto aguardava o anfitrião chegar em casa.
    Quando ele apontou no portão, ela ouviu também uma voz feminina. Chispou escada acima e se trancou no quarto, alegando enxaqueca. Só desceu quando seu filho bateu na porta e avisou que a “dor de cabeça” já havia ido embora. Depois do fim de semana de comilança e champanhe, Dirceu despediu-se dela, dizendo: “Preciso ir embora mais cedo para São Paulo, tenho que eleger o (Fernando) Haddad”.
    Parente. “Hoje gosto dele como se fosse meu parente, mas já sofri muito. Sabe aquele homem que é tudo o que pediu a Deus? Pois Deus me deu e me tirou”, sorri. Clara, que conta nunca mais ter namorado depois de viver com o ex-ministro, foi casada, na verdade, com Carlos Henrique Gouveia de Mello, um jovem órfão paulistano de origem argentina, pessoa que nunca existiu, a não ser no disfarce adotado pelo então subversivo banido do Brasil e procurado pelo regime militar.
    Clara sabia que o marido guardava um segredo. Imaginou que ele tivesse uma família em outra cidade, mas que teria fugido “da bruxa da mulher dele e se ele quer ficar comigo e não com ela, deixe ele aqui, né?”, lembra. Só quando a anistia política foi decretada, em 1979, foi que José Dirceu contou à mulher quem realmente era, apontando uma foto dele e de outros exilados em recorte de jornal. “Pensei assim: ‘Ai, era isso? Grande coisa’, porque nem estava por dentro do que aquilo significava.”
    Sua preocupação foi ter registrado o filho com o nome de um pai fantasma. Mas compreendeu a importância da mentira. Também diz não ter-se magoado quando, assim que voltou a ser Dirceu, mudou-se para São Palo. “Ele até quis que eu fosse junto, mas não dava, eu estava com filho pequeno, ajudava minha família e ele nem salário tinha, só queria saber de fundar essa miséria desse PT”, conta ela, que é petista roxa, com direito a uma piscina nos fundos de casa decorada com a estrela e a legenda do partido em minipastilhas.
    Arrependida. Para ela, o único golpe foi ir a São Paulo e encontrar cabelos pretos de mulher no banheiro. Descobriu que era traída. “O Dirceu me disse: ‘Se eu tenho outra é um problema, agora se a gente vai se separar é outra questão’. E eu: ‘Não, senhor, acabou aqui, cara’. Peguei minhas coisas, o moleque pela mão e fui embora. Hoje, me arrependo, se eu não tivesse deixado o campo limpo, estaria com ele…”, imagina.
    Ela diz já ter preferido ser viúva a ver Dirceu “cada dia mais bonito” indo em sua casa visitar o filho todo mês. Depois se convenceu de que seria melhor para Zeca ter o pai por perto e sempre cedia sua cama para o ex-marido dormir com mais conforto, mesmo que ele não tenha contribuído com um centavo de pensão. Clara acha que nunca foi amada por ele. “Dirceu nunca amou nenhuma mulher nessa vida, viu? O que ele amou foi a política e pode ir preso por isso”, diz. “Agora que o cartão de crédito acabou, quero ver quem vai lá visitá-lo”, provoca.
    Em um de seus últimos encontros com o ex-marido, Clara o fez chorar: “Eu disse a ele: ‘A nossa ampulheta está acabando, você não se tocou, hein, garoto? Mas se um dia você precisar de mim, eu venho cuidar de você’. Ele ficou todo apaixonado e prometeu que ia me comprar um cordão de ouro igual ao que o ladrão me roubou. Mas não comprou, né, só falou…”

  • Por ter prestado bons serviços ao PIG – hoje o verdadeiro dono do Brasil e quem nele manda (uma de rede de TV dita a pauta) – um condenado no julgamento faccioso será, ao que tudo indica, premiado pelo Supremo. Vem aí uma “surpresa” de arrepiar conforme adverte o blog 247: “Supremo prepara mais uma surpresa: o perdão a Jefferson”. Em seguida: “Tese foi lançada por Veja, encampada por Reinaldo Azevedo, Folha e, agora, Dora Kramer”. Ou seja, os empregados (ou pistoleiros?) do PIG estão a todo vapor fazendo o serviço sujo, ditam a pauta, (lançam as “teses” e que “teses”!) ao gosto dos seus patrões limpinhos. E ainda há quem diga que os togados são de notória sapiência. A ordem é, destrua-se o governo nacionalista e popular sem que se lhe dê trégua, que a democracia vá para o saco, já que os candidatos das 6 famiglias não ganham no voto, mas proteja-se o nosso negócio (tão sujo quanto as águas fétidas que rolam da Veja-Cachoeira) de qualquer pretensão de um arremedo que seja desta tal “ley de medios”. É guerra suja contra a democracia lançada por este rescaldo da ditadura dotado de requintada tecnologia intitulado PIG – Partido da Imprensa Golpista. E o Supremo, hein? Nem o puro, digno, corajoso Lewandowski o salvará da “dèbacle”, pois uma só andorinha não fará verão. O Supremo, ao que parece, deixa-se arrastar pelas sarjetas enlameadas com a faca que o PIG lhe pôs ao pescoço ou inebriado pelas luzes da ribalta cheia de lusco-fusco que provisoriamente emprestaram a alguns togados. Roberto Jefferson? Pelo que se fala chantageou o Dirceu exigindo 10 milhões ou então a denúncia, tudo armado nas oficinas golpistas do PIG. Já devem ter oferecido ao Valério o perdão, em troca da cabeça do Lula, não seria improvável, outra “tese” dos doutores pistoleiros piguentos. É uma vergonha nacional que se inscreverá na história, para sempre. O Brasil sofrerá ainda por muito tempo por não se livrar deste entulho chamado PIG.

  • Parabéns Eduardo por essa iniciativa o Lewandowski precisa saber que a sociedade apoio sua atitude heroica. Edú se precisar de ajuda financeira estou pronto para ajudar…

  • Caro EDU,

    passe os dados da c/c, todos os leitores contribuirão com toda alegria.

    PS: A exemplo da “imparcial Folha de São Paulo, aquela quem emprestava seus carros para a Ditadura, que tal entrarmos na Justiça exigindo o detalhamento desde 2000 dos gastos em publicidade do governo de são paulo, tais como “gastos com publicidade por categoria, agência, veículo e tipo de mídia.. O que vc acha ? Isonomia…..

    O que você acha? Opine por favor

    Ps: vc tem alguma informação da nossa ação contra os 22 minutos da Globo, ?

  • Presado Edu,

    Coloque no alto de sua pagina um ícone solicitando doações.

    Com certeza seu blog é uma forte trincheira na luta contra os golpistas, e deve ser preservado com os recursos que forem necessários.

    Não poderei contribuir com muito, mas olhe quantos nós todos somos?

    Tenho certeza que se cada um der apenas um trocado, já basta para seu blog permanecer no ar por muito tempo!

    Abraços!!

  • O PT não subscreveu a Constituição de 1988! Portanto, não há porque se surpreender quando este partido não respeita suas Instituições, em especial o STF! Trata-se de um partido de tendências unilaterais e antidemocráticas que poderão se dissimular desde que favorecido pelas mesmas Instituições que lhe permitiram eleger e exercer três mandatos da Presidência da República! Porém, esta dúbia vocação é sorrateira e oportunista, pois no momento em que os seus líderes são condenados por formarem uma quadrilha de corruptos, os petistas se mostram grotescamente solidários como se estivessem acima da lei ou como se o poder fosse uma condição intrínseca de seu destino histórico e um fato político impeditivo na divulgação de suas mazelas, exatamente como as autocracias genocidas cubana, norte coreana e chinesa!
    Na minha opinião o PT é um partido marginal! Ou seja, não aceita o processo político democrático e será uma ameaça constante ao Estado de Direito! As provas desta marginalidade são os fanatismos de sua militância, a obtusidade de seus raciocínios maniqueístas e o endeusamento do Lula como se esse populista irresponsável e mentiroso fosse o dono da verdade! A tal ponto, que os petistas reduzem toda discussão política a duas únicas e exclusivas vertentes, ou você é a favor do PT ou do PSDB! Há, ainda, outra característica muito mais grave que envolve seus sectários, a de que toda decisão política deva passar pelo crivo do Lula, determinações que vão desde a divulgação de um simples manifesto até as deliberações da Dilma na condução do país! Numa última análise, o Brasil está nas mãos do Lula, o PT subtraiu a nação dos brasileiros, colocou-a no colo de um virtual ditador!
    Caso os que lerem este texto conseguirem superar suas tendências de imbecilidade e ignorância que os fazem descambarem para ofensas pessoais como soe acontecer e queiram discordar com argumentos racionais o meu e-mail é ([email protected])!
    Atenciosamente,
    Eugênio José Alati
    Em tempo I: o único partido político ao qual me filiei foi o extinto MDB aqui de Campinas, SP. Sou um dos seus fundadores!
    Em tempo II: quando era estudante de Direito, há mais de cinqüenta anos, participei de uma semana de Estudos Jurídicos onde desenvolvi um pequeno trabalho. Entrevistei reclusos e consignei uma conclusão sintomática: todos os condenados, vinte mais ou menos, declararam que eram inocentes! Todos! Como pode-se verificar, José Dirceu e José Genuíno ainda não fogem à regra!
    Em tempo III: os petistas somente se incomodam com a situação dos presídios quando seus colegas são condenados!

    • Senhor Eugenio José Alati, eu entendo o que vc quer dizer especialmente nesta parte em que dá SUA opinião “Na minha opinião o PT é um partido marginal! Ou seja, não aceita o processo político democrático e será uma ameaça constante ao Estado de Direito!”..
      você quer e afirma que a democracia com voto direto pelo povo é um recurso anti democrático, pois na verdade baseado em que seu partido PSDB (nao adianta dizer q foi filiado e fundador do antigo MDB. vale lembrar que este partido só existiu com a condescedencia da DITADURA) nao consegue o apoio do povo por eleições diretas, única forma de vocês todos voltarem ao poder é pelo GOLPE e a VOLTA DA DITADURA.
      Acreditaria em suas palavras se vc defendesse o julgamento dos mensalões dos democutanos e a prisão dos mesmo da mesma forma que defende a condenação dos petistas e outros que fazem oposição aos DEMOTUCANOS! para terminar, o PT (com todos seus defeitos) aceita a democracia em sua plenitude e governa através do povo.. entenda isso de uma vez por todas e te aconselho DEFENDA A DEMOCRACIA E A LEIS MAIORES QUE É A CONSTITUIÇÃO FEDERAL, a midia, o STF e o SEU PARTIDO PSDB, NAO ESTÃO ACIMA DA LEI!!!

      • Senhor Marcos.

        Espero que todos os corruptos deste país sejam julgados, condenados e encarcerados, sejam eles de que partido forem! Considero a corrupção a mãe de todos os crimes, a origem de toda a injustiça! E o corrupto, i.é, aquele que vende a própria nação, um genocida, ou seja, é aquele que desvia recursos da saúde, da educação e promove a morte de milhares de crianças, mulheres e tantos desgraçados desta nação! Não deve haver condescendência muito menos perdão!

        Atenciosamente,

        Eugênio José Alati

        • MDBista Fisiologista. E continua sendo mesmo mudando a monenclatura para PMDB.
          A origem não engana.
          Ai vem com papo de que todos os politicos corruptos devem ser punidos. Maioria no Congresso nunca fizeram por onde para a corrupção acabar. Nenhuma reforma politica. Sempre negociando cargos. Oreste Quercia morreu impune pelas leis e justiça dos homens. Não, na de Deus.

        • Sr Dr. Eugênio José Alati

          Pela primeira vez encontro um ponto comum entre nossas opiniões: o desiderato de que a lei seja para todos.
          Mas não consigo compartilhar do seu otimismo. Acho, por exemplo, que a teoria do domínio do fato, foi feita para sentar o PT no banco dos réus e condená-lo.
          Agora que o mensalão do PSDB está na ordem do dia, a Folha de São Paulo arranjou uma entrevista providencial do Roxin, um dos autores da teoria, e possivelmente quando o STF julgar o mensalão do PSDB, o direito a ampla defesa será respeitado.
          Acho que o verdadeiro poder no Brasil é da Rede Globo, e da revista Veja, e dos jornais Estadão, Folha e O Globo. E eles serão algozes do Joaquim Barbosa, se este se dispuser a ser coerente.

          Há muitas coisas que eu não consigo ”engulir”: 16 anos de prisão para a Kátia Rabelo e nenhum dia para o Daniel Dantas. O habeas corpus para um médico que estuprava mulheres sedadas. A liberdade para o assassino da Irmã Doroty.

          A ameça de prisão que paira sobre o Frei Gilvander, em Belo Horizonte, só porque denunciou que o feijão Unaí está impróprio para consumo, pelo abuso de agrotóxicos. Ele fez uma denúncia de utilidade pública, mas o TJ-MG negou o habeas corpus preventivo que seus advogados haviam solicitado.

          Se me permite vou dizer que a teoria do domínio do fato é uma aberração, pois presume culpa e não a inocência. Eu era presidente do conselho de patrimônio cultural, sem direito a voto. Propuseram na minha cidade tombar uma fazenda pertencente a outro município. Aleguei a ilegalidade do ato, coisa que não constaram em ata, senão o IEPHA-MG ia descobrir. E aprovaram o tal tombamento. Se eu não avisasse o prefeito do município prejudicado, o negócio andaria, e talvez o MPE me denunciasse. Afinal eu vi a ilegalidade ser praticada. Se a ação fosse para o STF, seria condenado e estaria sendo apontado nas ruas como corrupto e ladrão, sem ser.

      • Pois, exatamente, uma das grandes viagens da militância PTista, é achar que tudo pode ser revertido pelo voto popular, inclusive, decisões do STF, como já vi postagens, aqui.
        Achar que isso faz parte de qualquer processo democrático, é de uma ignorância fenomenal.
        Aliás, pensando bem, isso está mais para manipulação, por parte da “intelligentzia” do partido,, das cabeças menos favorecidas da dita cuja.

    • É isso aí seu EUgenio… nesta época os homens de verdade lutaram pela democracia já os RATOS achavam mais fácil fazer entrevistas e defender teses de direita.

    • Fundador do MDB em Campinas?
      Hummmm
      MDB, Campinas, Orestes Quercia, PMDB, Franco Montoro, Mario Covas, PSDB, FHC, Jose Serra, Alberto Goldman….
      Tudo a ver….
      Sr. Alati, estou ‘acreditando’ que se trata de um senhor, e por isso vou tratá-lo assim.
      Estas pessoas que nominei acima não eram exatamente o que se pode chamar de flores cheirosas.
      Ou pelo menos não tão cheirosas assim.
      O primeiro, e não adianta dizer que não, fez o que quiz no estado de São Paulo enquanto governador. O segundo era um sujeito neutro, tão neutro que nem me lembro se fez algo de útil em sua gestão.
      Já o terceiro, que alguns tratam como se fosse um anjo, de tão anjo que foi, carrega em sua biografia uma cena ridícula, em que xinga professores em greve e os chama pra briga. Sem contar a opereta bufa denominada Rodoanel, que o povo mais conhece como Roubanel….Ah se o asfalto falasse…
      O quarto da lista, de tão bom que é, em cadda campanha eleitoral seus colegas agem como se não existisse, tamanho é o impacto negativo que trás consigo. Do quinto nem falarei: as urnas já falaram. O sexto, sabe como é, cristão novo, new rich, etc….
      Diga-me com quem andas e te direi quem és!
      Portanto, caro sr. Alati, sem ofensas e dentro de um ambiente de cordialidade razoável, que não uso com outros que aqui vem pra ofender, mesmo que ‘delicadamente’ o cidadão Luis Inacio Lula da Silva, eu lamento informar que o seu padrão de honestidade está um pouco desonesto.
      E sendo assim, não dá para o roto ficar falando do rasgado, não acha?

      • Senhor Luciano.

        É uma pena que o senhor não viveu e não conheça o que foi a ditadura dos militares, e do conforto de seu lar emita opinião tão injusta para com aqueles que lutaram para que o senhor pudesse emitir uma opinião, absolutamente livre, do conforto de seu lar!

        Atenciosamente,

        Eugênio José Alati

  • Todo mundo quer ajudar Edu. Com a quantidade de leitores que você tem, uma mínima quantidade per capita vai gerar grandes dividendos. Disponibilize para nós contribuirmos! Seu trabalho é digno e honesto. Seu blog difere dos outros blogs políticos por permitir livre acesso à discordância e discussão de ideias. Isso é louvável. Um abraço e saúde sempre para Victoria!

  • Este sim pode ser considerado um imortal, pode ser colocado na galeria de grandes homens de seu tempo, juntamente com o ex-presidente Lula. Obrigado por nos mostrar a verdade Sr. Ministro Ricardo Lewandosvisk.

  • O Jurista alemão, Claus Roxin, detonou com a interpretação dada sobre aTeoria do Dominio de Fato.. Creio que isso deveria ser mais abordado plelos Blogs progressistas

  • Edu….. Por favor, vc. não pode se negar a receber nossa ajuda financeira, para nós é muito importante que seu blog continue, sozinhos não somos nada vamos nos unir e assim seremos fortes. Eu assinei o manifesto e consegui mais 4 assinaturas . É isto que devemos fazer cada um de nós conseguirmos multiplicar as ações que são propostas.Se o blog tivesse capacidade o numero e adesões teria sido muito maior o dôbro talvez. Vamos seguir juntos a internet será nossa trincheira.

      • Nós, internatuas, é que devemos achar uma forma de manter viva essa chama: Blog da cidadania. De viabilizar financeiramente essa luta d evital importancia para a democracia.
        A importancia deste Blog e de Eduardo Guimarães e imensurável.
        Eu sou testemunha. Comecei em 2005 a acessá-lo . Não sei se desde o começo do Blog.
        A minha esperança não esmoreceu diante de tanta ignominia por parte do PiG, por causa dele: Eduardo Guimarães e seu Blog. E ouso dizer que a internet em 2005 através do blogs sujos – Eduardo, Azenha, PHA, etc -ajudou a vencer o medo e o terrorismo midiatico. Devemos isso a eles.

  • Edu, não precisa pedir, coloque à disposição uma conta e as doações serão voluntárias e mais, nos dariam uma grande alegria em saber que estaremos tirando um pouco do peso de seus custos, e nos tornado “sócios” reais destas causas. Abcs.

  • Caro Edu,
    Ainda bem que temos você e seu blog para praticarmos cidadania, numa hora em que mentiras e mais mentiras são noticiadas na mídia de esgoto. Parabéns pela ideia do manifesto ao MERITÍSSIMO Juiz Lewandowski o único justo naquele circo se transformou o STF.

    Obrigado pela oportunidade que você me dá de também praticar cidadania.

    Grande abraço

    • Escolhido foi o cumpadre do seu padrinho, camarada!
      O que o Lula fez foi aprovar aquilo que lhe foi indicado pelo próprio judiciário.
      O que, convenhamos foi um erro, mas melhor pecar pelo excesso do que pela falta, neste caso, de DEMOCRACIA!!!!!!
      PS: pegunte a quem entende do assunto se em SP o picolé de chuchu e o serrapião aprovaram o que foi indicado pelo MP?

      • Ninguem em sã consciencia esperaria tanta ignominia dos membros do STF.
        So na ditadura o Estado Democratico de direito foi tão vilipendiado e o STF, seu guardião, omisso.
        Mas hoje isso é inadimissivel. A historia tratará de fazer justiça. E não é ao PT mas a democracia.

  • Texto da Cynara Menezes em seu blog:

    Na quarta-feira 14 de novembro, a direção nacional do Partido dos Trabalhadores divulgou uma nota de cinco páginas criticando a atuação do STF (Supremo Tribunal Federal) no julgamento do mensalão. Diz o partido que o tribunal não garantiu o amplo direito dos acusados à defesa, que está “partidarizado”, que deu valor de provas a indícios e que cedeu ao clamor da opinião pública. Uma nota dirigida à mídia que tanto despreza, não a seus eleitores, diga-se de passagem.
    É direito do PT criticar. Entendo que o partido esteja revoltado por ser o único condenado até hoje, porque o é. Entendo que muitos estejam tristes com a condenação de José Genoino e José Dirceu (até agora não vi ninguém lamentando a prisão do ex-tesoureiro Delúbio Soares, o terceiro condenado). Dou razão ao partido na reclamação de que o STF pesou a mão na dosimetria. Acho um exagero, sim, que Dirceu, tanto quanto Delúbio, tenha que passar mais de um ano encarcerado.
    Mas tem um problema: senti falta de que o PT admitisse que errou. Se foi caixa 2 ou pagamento de mesada a parlamentares não importa a mínima, o partido cometeu irregularidades flagrantes, está provado pelo STF. Tanto é que terá de pagar à Justiça por elas. Errou como qualquer outro partido, justificam, mas no caso do PT errou ainda mais, porque a legenda cresceu prometendo às pessoas que nela votaram ao longo de mais de 30 anos fazer diferente. E fez igual.
    O PT deve uma satisfação a seus eleitores, um pedido de desculpas público e uma promessa, uma garantia de que não voltará a ocorrer algo assim no futuro. Na nota, não há um só tom de “mea culpa”, um mísero sinal de arrependimento. Não há nem mesmo a manifestação, de forma veemente, de que o partido se empenhará no Congresso pelo financiamento público de campanha, a única maneira de evitar que estes desvios continuem acontecendo. Isto é citado en passant. A única coisa que sobressai da nota do PT é arrogância.
    Falta ao partido humildade, reconhecer o erro, pedir perdão. É preciso descer do salto, admitir que houve uma imensa pisada na bola que magoou milhões de pessoas. Isso não é desmerecedor, não é indigno, pelo contrário; admitir os erros engrandece qualquer pessoa e qualquer partido. Enobrece. Aos eleitores não basta que o PT aponte o dedo para os ministros do STF como algozes do partido. Nós não somos militantes. Não somos cegos. Nós sabemos que o que aconteceu não foi apenas perseguição ao PT. O partido errou. Exigimos retratação

    • Retratação o escambau!
      Se o PT não tivesse feito caixa dois e tivesse ficado a vender botons e camisetas pra pagar campanha eleitoral o Brasil tava uma merda nas mãos da direitona incompetente, entregando tudo de mão beijada e botando pra f…der a nossa minguada vidinha, meu caro.
      A não ser que tu seja um riquinho miolo-mole, que quer ver pobre na miseria, é inadmissível vir aqui com esse papinho de retratação.
      Cadê a retratação do FHC por ter comprado a reeleição?

      • Era isso que eles sempre esperaram do PT ser eterno PSOL, sem condições de chegar ao poder e servindo apenas de saco de pancadas da direitona.
        Como o PT se mostrou competente para lutar no ringue e com as regras viciadas – Caixa 2 – da direita venceu as eleições, a direita tenta pegar o PT com o caixa 2, pratica ilicita de uso exclusivo da direita. Com a providencial ajuda dos arbitros do STF condenaram os petistas pelo que sempre fizeram.
        O PT não so mostrou competencia para chegar ao poder pelo voto, mas a de permanecer no poder fazendo um excelente governo que retirou o Brasil literalmente do buraco colocado pelo principe da direita o incompetente FHC, que o diga Bil Clinton.

  • Um juiz sėrio tem que ser, necessariamente, equilibrado, sensato, sóbrio e, sobretudo, tem que se pautar na lei e nos fatos. Neste STF somente um é digno de ali estar.
    Parabéns MINISTRO Lewandowski!

  • http://www.obroguero.com/2012/11/mensalao-pode-por-stf-no-banco-dos-reus.html

    O idealismo predominou sobre o materialismo no julgamento do mensalão pelo STF, porque, simples, partiu-se da idéia para se chegar à matéria, sendo que, no caso, a matéria significou, tão somente, uma incerta teoria que se apartou da práticaSe o Judiciário estaria realmente criminalizando a política, por que o Legislativo não politizaria tal criminalização praticada pelo Judiciário?
    A esquerda petista está inconformada com o critério adotado pelos juízes do Supremo Tribunal Federal de lançar mão da denominada Teoria do Domínio do Fato para condenar os principais líderes do PT na Era Lula, especialmente, José Dirceu e José Genoínio.

    A Teoria do Domínio do Fato foi erguida como deusa da justiça.
    Por ser aquele que coordenava todas as ações políticas no primeiro mandato do Governo Lula, José Dirceu foi condenado a 10 anos e 10 meses de prisão sob acusação de formação de quadrilha, porque, na posição que ocupava, tinha o domínio do fato, para articular e comandar o mensalão, na tarefa de garantir maioria para governar, no Congresso, mediante compra de votos e consciências.
    Em vez de ele ser o elo forte da cadeia, acabou sendo o fraco, invertendo a verdade divulgada em sentido contrário, desde sempre.

    Começou-se pelo lado econômico da coisa para se chegar ao político. Chegou-se, assim, inversamente, à determinação de que a política manda no dinheiro e não o contrário, ou ambos se juntam quando as conveniências recíprocas os aproximam?
    Por controlar, enquanto todo poderoso ministro da Casa Civil, as articulações políticas, cujo objetivo é o de sustentar governabilidade, Dirceu controlaria, também, a distribuição do dinheiro da corrupção eleitoral.

    Como cabeça, teria o poder de mandar e desmandar, sendo consultado por todos, enquanto dava conhecimento de tudo para o seu superior hierárquico, então, o titular do Planalto.
    Todas as montagens da peça acusatória visaram a construção de um enredo com o começo e o fim se dando a partir da ordem vinda de cima, de Dirceu, responsável maior pelo desenrolar de todo o processo no qual mergulharam os mensaleiros.
    Foi, praticamente, um mecanicismo jurídico, muito parecido com o raciocínio lógico, com a matemática, que, no entanto, como diz Hegel, é uma ciência que se constroi no exterior da realidade, não podendo, portanto, determiná-la.

    Teria sido isso, o mecanicismo matemático servido de modelo para montagem do mecanicismo jurídico joaquimbarbosiano, de modo a articular dialética construída de fora para dentro do real concreto em movimento, de maneira irrefutável?
    A montagem da peça foi – está sendo – tão perfeita que alcançou unanimidade sintomática no conjunto do colegiado de juízes da suprema corte de justiça brasileira.
    Mas, não seria a unimidade, como disse Nelson Rodrigues, uma manifestação da burrice?

    Onde estaria a burrice?
    Pelo que os advogados apontam, ela emergeria quase que comicamente, pelo tamanho de sugestiva ingenuidade, com a constatação da inexistência daquilo que o juiz mais preza, mas que foi por ele, totalmente, desprezada: a prova do crime.
    O domínio do fato, disseram os juízes, foi exercido por Dirceu a partir de sua posição privilegiada, no comando do governo, razão pela qual, logicamente, se conclui que ele sabia de tudo e, não só, mandava, também, em tudo.
    Se era assim, por que maiores provas?

    O pressuposto nesse sentido bastou para que os notáveis do direito do STF descartassem a exigência de documento de ofício para justicar o domínio do fato, simplesmente, porque o fato já estava dominado pelo ex-ministro da Casa Civil, tornando-o culpado, mesmo sem provas.
    As provas, pelo que se pode perceber, foram as próprias articulações políticas, coisa do político, que, tendo confundidas suas ações, pelos juizes, como provas de prática de corrupção política, torna-se condenado pela prática da política.

    Surreal.
    Assim, se articulação política se torna prática de corrupção, pelo exercício do domínio do fato, mesmo sem provas, configurando, consequentemente, criminalização da política, do mesmo modo o julgamento jurídico pode se corromper, se o pressuposto de sua própria existência – as provas materiais – não for levado em conta no ato de julgar.
    Ou seja, o político, criminalizado pela prática da articulação, tida por endêmica produção de corrupção, sob presidencialismo de coalizão, pode, do mesmo modo, criminalizar o julgamento jurídico desprovido de provas.

    Muita água vai rolar por debaixo da ponte.
    Não seria conveniente que essa discussão se desse no Congresso, em amplo debate popular, se tudo desemboca na política?
    Se, por um lado, tende a ocorrer a criminalização da política, caso entendida a prática da articulação política como corrupção, não poderia, por outro, haver criminalização da prática jurídica, se se desconsidera o alicerce – a prova do crime – que dá vida à própria justiça, para embasar a sentença judicial?
    Cesar Fonseca

  • MINISTRO LEWANDOWSKI,ASSINO QUANTAS VEZES FOR POSSIVEL O MANIFESTO DE DESAGRAVO
    .O PAIS SABERÁ A VERDADE:QUE, NÃO ESTÁ EM BOAS MÃOS COM OS SEUS COLEGAS MINISTROS -JUÍZES…DEUS NOS LIVRE E GUARDE.
    O SR,,NÃO PLANEJOU MOSTRAR,VIA BB-DO- STF, O QUE ACONTECE DE PODRE ,MAIS DO QUE JÁ SABÍAMOS.MAS MOSTROU,E O PIG+MAIORIA DO STF+DIREITA, FORAM SURPREENDIDOS COM A SERPENTE VENENOSA,QUE SE VOLTOU CONTRA ELES MESMOS.DE NOVO, ESTÃO NO DESESPERO,PARTINDO PARA TODOS OS MEIOS DE DIFAMAÇÃO COMO FIZERAM ,FAZEM, CONTRA QUEM NÃO OS OBEDECE..
    TIRADENTES ERA CULPADO,SIM.POR QUERER UM PAIS LIVRE.
    O SR,DESAGRADOU Á DIREITA PRECONCEITUOSA,GANANCIOSA,VENDIDA,CORRUPTA,DESUMANA…
    .O SR.É CULPADO,SIM.,POR EXIGIR O CUMPRIMENTO DAS LEIS.POR SER LÚCIDO,SERENO,JUSTO.
    ISSO MUITO DESAGRADA A CASA GRANDE…MAS AGRADOU Á DEUS E AO POVO BRASILEIRO.AOS QUE AINDA NÃO SABEM…SABERÃO.NÓS CONTAREMOS Á ELES.
    UM VIVA AO SENHOR MINISTRO LEWANDOWSKI E SUA CORAGEM.VIVA O POVO BRASILEIRO!

  • Estou realmente feliz por ter contribuído nesse manifesto. Me senti um pouco menos inútil, sim, pois as vezes me sinto um inútil quando vejo tamanha barbaridade acontecer nesse país e não posso fazer quase nada.

    Definitivamente, juntos somos uma força que impõe temor a esse bando de vagabundos que insiste em manter esse país no atraso.

    Grato pela oportunidade, pronto a ajudar ainda mais.

  • Edu,
    E como nos fazemos agora para ajudar nas contas desta página. Mais uma vez vamos ao batente e como da primeira chamada no inicio, ainda sem muitas pretensões, para onde podemos enviar esse “numerário”…..
    Ary

  • A respeito dos magistrados australianos da AJUFE que apoiaram o julgamento feito pelo STF, reunidos em um congresso na Bahia (!), ocorreu-me a notícia abaixo, reproduzida no prestigioso The Telegraph:

    http://2.bp.blogspot.com/-ydyBnp9Un8w/UKcA9daIrBI/AAAAAAAAAWA/wc_zgTdxx_Q/s640/Congresso+Baiano.gif

    Obs.: A legenda e a arte são minhas, em livre tradução.

    Parabéns uma vez mais, Edu.

    Visitem meu bloguinho para mais material ‘tosco não hegemonizado’: http://salafehrio.blogspot.com.br

  • Edu, nao precisa publicar este Post. So quero contribuir para seu Blog, financeiramente. Favor enviar para meu e-mail uma conta para a contribuicao. Grato. Meu e-mail esta cadastrado no seu blog(email required).
    Abraços! Um grande abraço na Victoria! Muita Saude e Paz!.

  • O linchamento unânime dos réus da Ação Penal 470 não aconteceu, principalmente devido a ação corajosa de Ricardo Lewandowski. Já imaginou o Processo sem Ricardo Lewandowski? Que tristeza!

  • Que todos e todas nós, estejamos de bagagem pronta para passar uma temporada na cadeia. Eu, por exemplo, estou deveras preocupada, afinal, seguido o raciocínio do STF, eu poderei ser condenada até por ter um vizinho ou um familiar criminoso. Se para o STF é certo que uma pessoa tem domínio sobre tudo que acontece ao seu redor, então seria absurdo admitir que um pai ou uma mãe desconheça o envolvimento de um filho ou filha em ilícitos de quaisquer tipos. Proponho que, doravante, incluamos em nossas orações: “Do julgamento do STF, livrai-nos Senhor! Amém!”.

  • Estou aqui aplaudindo de pé tudo o que foi dito. Espero que o ministro ouça os aplausos de milhares e esqueça dos carneirinhos, eles acordam, um dia!!!

  • Se pudesse votar naqueles certames que elegem as mais destacadas personalidades do ano, certamente o ministro Ricardo Lewandowski teria o meu voto. É preciso muita força e dignidade para ir na contramão do Bloco dos Contentes, como ele foi. “Como é difícil tornar-se herói, só quem tentou sabe como dói, vencer Satã só com orações”, como disse o grande Aldir Blanc. Parabéns Ministro !!

  • O STF não tem direito à última palavra e, muito menos, à única palavra. O direito de recorrer a outra instância é inviolável. Do contrário seria tirania. tirania do Supremo. essa tirania pode ser exercida por apenas seis(6) ministros, já que esse número forma a maioria. às vezes cinco ministros formam a maioria. Não podemos ficar nas mãos desses julgadores, muitos deles desqualificados para a missão de julgar crimes, já que advindos da advocacia, da Justiça do Trabalho ou do próprio Ministério Público, órgão que na realidade é composto de advogados que gostam mesmo é de acusar. Conheci um juiz de direito que queria proferir mil anos de condenação para se equiparar a Pelé que fez mil gol. Ademais, condenar a uma longa pena de prisão equivale a condenar a pena de morte. O próprio Min. da Justiça disse que prefere morrer a ir para a prisão face o estado precário das nossas penitenciárias. Isso teria que ser levado em consideração pelos senhores ministros já que entre nós vige o princípio da dignidade humana. Justiça se faz com generosidade, não com o ódio demonstrado pelo Relator e incentivado pelo PIG.

  • “Enquanto a maioria dos ministros do STF condenou José Dirceu sem provas, sem a presunção da inocência, sem direito à dupla jurisdição e sem que constasse uma mínima razão nos Autos da Ação Penal 470; a 5ª. Vara Criminal do TJDF expede alvará de soltura, libertando o contraventor Carlinhos Cachoeira. Dá para se aceitar isso passivamente ???!!!”

Deixe uma resposta