Entrevista de Rossetto a blogueiros valeu pelo que ele não disse

Análise

rosseto capa

 

A entrevista que o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rosseto, concedeu a blogueiros na última quinta-feira (29/01) deveria ser comemorada por todo aquele que vem reclamando do silêncio do governo diante de uma onda de ataques que vem sofrendo que congrega esquerda e direita, incluindo parcela significativa do PT.

Na primeira reunião da presidente Dilma Rousseff com o novo ministério, na semana que finda, ela quebrou o silêncio de algumas semanas – derivado da intensa agenda de trabalho gerada pela reorganização do governo, que formar esse novo ministério demandou – e deixou ver que o silêncio desse início de ano foi meramente estratégico e episódico.

Agora, o convite de Rossetto a blogueiros sinaliza a estratégia política do segundo mandato de Dilma. Aliado ao chamamento da presidente para que seus ministros “travem a batalha da comunicação”, o convite denota entendimento dela de que, sem priorizar essa comunicação, eventuais bons resultados de seu governo poderão ser anulados e até revertidos.

Infelizmente, alguns que possam ter esperado demais da entrevista de Rossetto a blogueiros, acabaram se decepcionando. A repercussão da entrevista nas redes sociais não chegou a ser negativa, mas tampouco foi positiva devido à expectativa de que o ministro mais próximo da presidente da República desse esclarecimentos que sua posição não lhe permite.

Confira, abaixo, algumas opiniões sobre a entrevista que se viu nas redes sociais.

rosseto 1

A amostragem acima resume a forma como as respostas do ministro aos blogueiros foram recebidas. Até porque, o tom das perguntas foi de cobrança mesmo, inclusive por parte deste que escreve.

Este blogueiro tinha a obrigação de apresentar ao ministro os questionamentos que têm sido feitos não só à comunicação do governo, mas, também, à formação do novo ministério e às medidas da área econômica que, segundo a mídia tucana, a oposição e até setores do PT e dos movimentos sociais ligados ao partido têm feito em uníssono, como as mudanças no seguro-desemprego.

Além disso, questionei o tão alardeado desmonte de políticas anticíclicas que surgiram ao fim do governo Lula devido à crise econômica internacional, e que permearam os quatro primeiros anos do governo Dilma.

Para quem não sabe o que são políticas anticíclicas, para simplificar explico que são medidas destinadas a estimular a economia através de gasto público. Por exemplo, os juros subsidiados pelo BNDES, a grande oferta de crédito pelos bancos públicos, os programas de infraestrutura do PAC etc.

O ministro Rossetto, até pelo cargo que ocupa, não poderia avançar tanto no debate quanto seria esperável porque o que ele diz é imediatamente identificado com o que pensa a presidente, de modo que suas respostas foram mais protocolares do que se esperava – ainda que esperar mais não fosse correto.

Obviamente que ele negou desmonte das políticas anticíclicas que, aliás, chegou a ser anunciado pelo então ministro da Fazenda Guido Mantega durante a campanha eleitoral do ano passado. Além disso, Rossetto negou supressão de direitos trabalhistas e adoção de políticas neoliberais pelo segundo governo Dilma.

Apesar disso, as medidas de austeridade estão sendo tomadas. Os cortes no orçamento estão ocorrendo, os juros estão subindo.

A situação que leva o governo a adotar tais medidas não é tão difícil de entender. E, para entender, temos que analisar dados recentes da economia brasileira divulgados ao longo da semana que finda.

A inadimplência segue baixíssima no país, ao redor de 3%; o desemprego despencou em 2014, em relação a 2013, ficando em 4,8%; o salário médio do trabalhador continua subindo sem parar, atingindo, em 2014, mais de 2,1 mil reais. O crescimento da massa salarial em 2014 foi de quase 3% em relação a 2013.

Ora, são dados positivos, pois não? Mais ou menos. Para que a situação dos brasileiros continue melhorando de forma tão impressionante, a economia precisa crescer. Como pode o salário médio ter uma valorização de 3% se a economia não deve crescer nem 0,5% neste ano? Como podemos continuar gerando tantos empregos se as empresas não estão tendo crescimento de faturamento?

O que acontece é que ao longo da crise econômica internacional os cofres públicos vêm financiando a boa situação do emprego e do salário, preservando os brasileiros da crise. Porém, tudo tem um limite.

Para que o leitor entenda o que está acontecendo, usemos uma metáfora. O seu salário está estagnado. Há sete anos você não recebe aumento. Porém, como tudo sobe – até porque, há inflação –, a cada ano você gasta mais para pagar suas contas. Chega um momento em que você começa a ter que tirar dinheiro da poupança para complementar o seu salário.

É isso que o Brasil tem feito. Tem descapitalizado os cofres públicos para impedir queda no padrão de vida da população.

O Brasil não precisaria estar nessa situação. Se não fosse a política, já poderíamos estar crescendo e financiando de forma mais sadia a manutenção da progressiva melhora de vida que os brasileiros vêm experimentando. Porém, o país vem sendo sabotado pelos mesmos que reclamam do governo.

A partir de meados de 2013, o Brasil foi tomado por uma convulsão social. As (mal)ditas “jornadas de junho” assustaram o capital, os investidores, que paralisaram projetos diante da incerteza política. Os escândalos de corrupção e o terrorismo o econômico aprofundaram essa afasia investidora dos grandes capitalistas.

Sem investimento, não há crescimento. E a necessidade política de financiar o bem-estar da população, a despeito da anemia econômica, ajudou a desestimular os investidores.

A indicação de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda constituiu-se em uma senha aos investidores, no sentido de que o Brasil irá diminuir o uso da “poupança” ou do “cheque especial” para impedir que a população sinta a crise.

As centrais sindicais, os movimentos sociais e até setores do próprio partido do governo esperneiam com certa razão . Se formos olhar o quadro única e exclusivamente pela ótica do trabalhador, os cortes de gastos irão impedir que sua situação continue melhorando de forma tão veloz quanto indicaram os números recentes sobre emprego e salário.

A retomada do investimento, porém, não depende apenas da política econômica. Na semana que chega ao fim, um colunista do jornal Folha de São Paulo comparou a presidente Dilma à Geni da célebre canção do compositor e cantor Chico Buarque.

Joga pedra na Geni!

Joga pedra na Geni!

Ela é feita pra apanhar!

Ela é boa de cuspir!

Falar mal de Dilma Rousseff virou “cool”, coisa dos moderninhos, descolados. Até petistas aderiram. Enxovalhar a presidente virou uma espécie de “senha social”. Quem não malha é tido e havido como “adesista”, “governista”, “chapa-branca” etc.

Este blogueiro, nos últimos dias, chegou a ser chamado de “blogueiro governista” por ninguém mais, ninguém menos do que militantes do PT. É impressionante o linchamento que Dilma vem sofrendo.

Com essa situação política o investidor tem dúvidas sobre as condições do governo de implementar suas políticas de austeridade e investidor com dúvidas significa investidor que não investe, e sem investimento o país vai quebrar se continuar financiando melhora de salário e aumento do emprego.

Se a gritaria anti-Dilma ficar restrita à mídia oposicionista e à oposição, não é tão ruim. Há cerca de 12 anos que esse grupo político ataca de forma sistemática. É esperável. Mas quando supostos aliados do governo e até o partido da presidente atacam, a fraqueza desse governo torna proibitivo o investimento – há dúvida até sobre se Dilma conseguiria terminar seu mandato.

O fuzilamento público de Dilma, pois, é ruim para o país. Não estamos falando de críticas ponderadas, estamos falando do linchamento pessoal que ela vem sofrendo.

Nesse aspecto, a iniciativa do governo de entabular diálogo com setores que vêm se indispondo consigo revela que Dilma entende que precisa conseguir boa vontade onde é possível – não entre a oposição, não entre a grande mídia, mas entre a esquerda, entre os movimentos sociais etc.

Rossetto convidou um grupo plural de blogueiros. Entre os que estiveram consigo na última quinta-feira, alguns representam setores mais tolerantes e outros mais radicais da esquerda. Quem assistiu à entrevista, viu blogueiros que costumam ser chamados de “chapa-branca” criticando duramente as últimas medidas de austeridade.

A recente aproximação do governo com setores da esquerda que estão coonestando as críticas da direita busca fazer esses setores entenderem que aumentar o tom da gritaria anti-Dilma prejudica o país e não muda uma realidade: há que reativar os investimentos ou, do contrário, além de quebrar, o Brasil terá outro governo, que adotará medidas exponencialmente mais duras.

Rosseto não poderia fazer milagres em sua entrevista além de garantir que o governo fará tudo para que os ajustes sejam os menos duros que for possível. E, ao buscar o diálogo e admitir que algumas das medidas de austeridade poderão ser rediscutidas com a esquerda, abriu a porta para um entendimento de que o Brasil precisa desesperadamente.

130 comments

  • Hoje fiz minha penitência e assisti ao SPTV (Deus há de me perdoar alguns pecados). Veja o nível da guerra travada pela groubo contra o PT. Além de no dia a dia fazer alarde sobre qualquer árvore que caia em SP, hoje mostra o sucateamento dos veiculos da cet, claro que se governos anteriores tivessem investido, não teríamos essa situação hoje, mas nada disso é mostrado por eles, jogam tudo nas costas do Haddad. Em seguida mostram uma pesquisa realizada pela sptrans sobre o ar condicionado nos ônibus, como a pesquisa mostra um dado positivo para a administração petista, cesar tralha diz que a pesquisa é dinheiro jogado fora, pois o resultado seria esse mesmo que apareceu, ou seja noticia positiva dada de forma negativa. E a cereja do bolo é a última manifestação coxinhal do mpl, durante os comentários nas imagens o cezar tralha diz a seguite pérola, que as manifestações são contra o aumento das passagens e informa os incautos que a PREFEITURA aumentou o valor no ultimo dia 06, e nada sobre o aumento do metrô. Ou seja é capaz deles convencerem a população que o metrô não teve aumento.QUANDO O PT VAI ACORDAR DESSE SONO PROFUNDO?

  • Caro Edu,
    acho ótimo essa busca, pelo governo, de uma melhor comunicação com os blogueiros, porque são vocês que poderão fornecer à militância os argumentos necessários para rebater esse rolo compressor de críticas que, como você mesmo disse, não traz nenhum benefício ao país.
    Acredito que muitos “militantes” (desculpe-me usar aspas, mas acho que militante, mesmo, não sai por aí, fazendo críticas sem um maior conhecimento da real situação) não tem os conhecimentos necessários para conter essas críticas e, muitos, sequer os buscam.
    Parabéns pelo grande texto!
    Um grande abraço!

  • Há que se informar em fontes fidedignas, há que se analisar com bom senso e há que se compartilhar. Caso contrário estaremos jogando na lata do lixo todas as conquistas que obtivemos até agora.

  • Quem conhece o Rosetto sabe que ele é bom de briga se precisar..e sabe se comunicar…Mas essa entrevista foi apenas um aperetivo…muitas outras virão…..Sobre o seguro desemprego era preciso fazer alguma coisa..Com desemprego minimo o seguro não parava de subir : uma fraude encima da outra

  • O duro é assistir,petistas ser contra petistas,enquanto do outro lado,eles navegam em comum acordo,ou seja,unidos em um ideal,derrubar o atual governo e seu modelo,é triste ver a burrice do nosso lado,sem perceber,ajudando,quem não quer ver as classes,menos favorecidas avançar no nosso PAÍS,acredito,ainda que o BOM SENSO,irá retornar aos verdadeiros PETISTA,não os traíras,tipo a última delas a MARTA tucana.

      • Eduardo, quer dizer que não se pode discordar de atitudes do governo? Se criticamos somos traidores? É esta a democracia e a liberdade de expressão que você defende? Na sua opinião sempre estamos em perigo e devemos nos calar para não fazer coro à direita…Eduardo, quem está fazendo coro à direita é o governo do PT. E não é exclusividade de Dilma. Lula também o fez. São covardes! Você sabe que bato nesta tecla há anos. Não, Eduardo. A esquerda se uniu e reelegeu Dilma, mas boa parcela desta esquerda não aceita mais ser usada pelo PT, que se tornou uma triste caricatura de oposição ao poder estabelecido. Aceite a discórdia e enfrente a possibilidade de que este governo vai muito mal, e não só porque a mídia porca, grande, assim o que quer, mas porque é um governo que não ousa. Até quando ficaremos refém da governabilidade? É preciso muito mais. Infelizmente o PT, DIlma ou Lula não souberam, não quiseram, não puderam nos proporcionar este algo mais. Seria muito bom ler seus textos com uma ótica menos ufanista…

        • É a minha opinião, Ricardo. Tem que aceitar a divergência. Seria bom ler um comentário concordante da sua parte, mas aceitar a divergência é imposição democrática. Ah, e o adjetivo “ufanista” não serve para o que você quis dizer.

  • “É impressionante o linchamento que Dilma vem sofrendo”. Edu, há uma versão popular que diz que em pé que não tem fruta joga-se pouca pedra. Árvore que dá fruta leva mais pedrada… É, também, uma interpretação. Minha versão, que deduzo a partir de coisa postadas no face, é que muita gente entra na onde e, para “fazer ibope” reproduz “as pedradas oportunistas” na Dilma…

  • Quanto #mnimimi quanta empulhação pra tentar esconder o óbvio que TODO MUNDO VÊ:

    O governo Dilma fez uma campanha atacando o neoliberalismo de Marina e e Aécio e agora faz EXATAMENTE o que eles fariam. Se rende aos rentistas e aos especuladores. E bota a conta no lombo dos pobres pro Bradesco (patrão do Joaquim Levy) continuar podendo ter seus lucrinhos de 15 BILHÕES AO ANO.

    Cobrar imposto dos bancos e dos rentistas das grandes fortunas? Tornar a carga tributária decente cobrando mais de quem ganha mais? Pau na raba dos pobres e dá-lhe esse canalha defensor da banca que Dilma pôs no Ministério da Fazenda dizer que “seguro desemprego e coisa ultrapassada”.

    O governo SE RENDEU AO MERCADO. ESTELIONATO ELEITORAL PURO. Igual outro canalha do Alckmin fez prometendo que não teria falta d’ água em São Paulo e a situação ficará dantesca em poucos meses.

    Eu votei na Dilma pela campanha à esquerda que ela fez e recebo um governo Aécio mal disfarçado.

    Quer saber? A melhor coisa mesmo é Dilma cair. Pelo menos cai a pelegada e o povo acorda pra vida.

    Só que eu DUVIDO que isso aconteça. Aliás, “estranho” né? Foi só o empregado de banqueiro ser anunciado como Ministro da Fazenda pras marchas “fora Dilma” acabarem.

    Será que o blogueiro que se acha um Maquiavel de sabedoria política nem desconfia o porquê disso?

    Aqui pra vcs lerem com atenção. Boulos diz tudo > Dilma, Vargas e o zepelim

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/guilhermeboulos/2015/01/1581784-dilma-vargas-e-o-zepelim.shtml

    • Você pode ter a opinião que quiser, mas me acusar de “empulhação” é uma ofensa e eu não tenho obrigação de dar espaço para me insultarem. Já tive vários problemas com você. Gostaria de lhe dar espaço para opinar, mas porte-se como gente ou não vai ter jeito.

      • Desculpe foi o calor dos argumentos. Vc é um cara inteligente e bem intencionado, mas esse seu excesso de defesa do governo só tem te prejudicado na minha opinião. Gostava mais de vc quando comecei a ler teu blog lá por 2009. Era bem mais equilibrado. O que vc achou da coluna do Boulos? Comparação que ele faz entre Dilma e Getúlio? A elite brasileira é daninha ceder pra essa gente é colocar a corda no pescoço.

    • Romanelli, vc pode inventar trocentos pseudônimos, e nem precisamos ler todas as asneiras do seus comentários pra saber que é você… é só bater o olho e ler as 2 primeiras linhas.
      o Edu Guimarães tá querendo ir por céu direto pra não te bloquear de vez….rs (não sei como ele tem tanta paciência)

  • Eduardo,

    Dilma Rousseff é a maior responsável pelo linchamento crescente que vem ocorrendo contra ela., pois não dá nunca nenhuma satisfação a ninguém pelos seus atos e pelo seu silêncio. Eu sou Dilmista, possas crer, mas não entendo essa maluquice dela de jamais falar, rebater críticas ou dar satisfações. Toda essa algazarra política, toda essa festa que esses ratos da direita faz no país hoje se deve muito, muito ao silêncio da senhora presidente. Eu falo por mim, e digo que me sinto traído por ela e por esse slogan ridículo de coração valente que ela não tem.

      • Eduardo, li sim, mas é que eu vou te dizer uma coisa, Dilma ultrapassou os limites….para que essa senhora quer ser presidente do brasil? para ficar quieta? existe uma guerra contra ela e contra o povo e ela está calada e continua calada. Não consigo continuar ver a petrobrás e o país serem destruídos pela midia e o judiciário e o chefe do executivo calado como se nada de importante e terrível tivesse acontecendo ao seu povo. Dilma vai ser derrubada e ninguém nem vai imaginar o que aconteceu. Ela não fala nada. Voto é voz. São mais de 51 milhões de votos, isso tem poder, e ela calada. A entrevista foi um avanço? sim, mas a situação é muito mais grave, Eduardo. Perdão pela indignação.

        • Quem destruiu a Petrobrás não foi a “mídia” (acho interessante como vocês chamam a imprensa), foram us companheiros corruPTos e incomPeTentes.

          • Já era. Exagerou. Está ofendendo pessoas aleatoriamente. Isso eu não aceito aqui. Agora vou sempre avisar: extrapolou, bloqueio

          • O roubo já existia no governo fhc,coxinha só acusa um lado,quem está limpando o PAÍS da corja é o PT,ou este sujeito não quer saber dos roubos do psdb em S.P,da privataria do fhc.Coxinha é um caso perdido,são os burros cegos da política.

  • Edu,

    O povo brasileiro, incluso alguns petistas, preferem a idéia mastigada e de fácil assimilação, mesmo que mentirosa. Ler nas entrelinhas é difícil e necessita que o tico e o teco estejam ativos. Difícil mano

  • Lula deu aval político dele sobre dilma e isso foi uma coisa muito forte, pois nós confiamos plenamente nele e o que recebemos foi uma pessoa fraquíssima politicamente. Dilma não fez questão de cativar ninguém, a não ser à mídia. Seus eleitores merecem muito mais atenção, seu partido também merece. Lula deveria estar mais ativo politicamente no governo, mas ele deixa a coisa correr solto, como se o mais importante fosse esse republicanismo exagerado ( que nada mais é do que covardia) , de não dar palpites ao que Dilma faz, fosse mais importante que a destruição do país pela mídia e pelo judiciário. O presidente do país tem obrigação de falar sim, tem obrigação de botar a boca no trombone sim, em todo país do mundo é assim, e só neste país, depois desses governos que esse republicanismo covardista cresceu e virou institucional.

  • Assisti ao vivo, achei que foi uma carta de intenções com respostas genéricas, não respondeu o Miro Borges sobre as verbas dadas à grande mídia, Mariafrô sobre a abertura do capital da Caixa, Edu Guimarães sobre como enfrentar os boatos. Por isso acho que demonstrou boa intenção e de boa intenção o inferno tá pavimentado. Rosseto tem cacife, mas Dilma não permite que ele abra a caixa de ferramentas, pelo ao menos até domingo, espero que o Chinalia vença a eleição e a partir dai veremos a que Dilma veio, e outro ponto a ser enfrentado por ela é a indicação do ministro do STF. Aguardemos

  • Edu, uma coisa que eu tenho visto também é a questão da operação Lava-Jato, que está, em certo nível, travando o Brasil. Estão ocorrendo demissões e queda de investimentos no conglomerado da maior empresa indutora da economia brasileira. Terceirizados, empreiteiras, demais empresas e a própria Petrobrás estão sofrendo uma sabotagem político-jurídica empreendida pelo PIG/PSDB/DEM/PSB (Não todo o PSB)/PPS/Juiz Moro – não que eu ache que uma operação que sua natureza seja acabar com a corrupção seja algo negativo, longe disto.

    O juiz Moro, que tem grande ligação com o PSDB, tem o único interesse de aniquilar o PT, as delações seletivas que o digam. Os agentes que investigam têm grande ligação com o PSDB. Youssef e Costa são cobras criadas desde a época de FHC, que podem – estão – sendo guiados a delatar seletivamente para conseguirem redução de pena e multas pelo judiciário aparelhado pelo PIG/PSDB/DEM. Sabe-se que FHC criou o regime de licitação especial da Petrobrás que permite mais esta bandalheira. Sabe-se que há muita irregularidade tucana antes e depois de FHC na Petrobrás. Tucanos gordos estão sendo poupados.

    O que está ocorrendo é que a idéia deles é travar o Brasil para colher bônus político. Assim a economia cai, consequentemente não conseguiremos manter a situação de bem-estar. Em vez de se estar restringindo a operação sem travar as empresas e buscar, de forma legal e correta, as pessoas envolvidas – como a própria presidente falou – estão bloqueando as empresas.

    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2015/01/30/querem-destruir-a-petrobras-para-salva-la/
    http://www.conversaafiada.com.br/economia/2015/01/29/o-moro-ganhou-onde-a-graca-achou-os-r-188-bi/

    Apesar de tudo isto, acho que tenha sido bom isto ter ocorrido agora no início do segundo mandato. Pois como diz o primeiro post de PHA, no texto de Haroldo Lima, a Petrobrás e o país poderão sofrer com isto no início, mas depois que tudo for limpo – travando-se a batalha contra o PIG, porque a intenção deles é acabar com o PT, afundar a economia e colocar o PSDB no poder para “privatariar” a empresa -, a Petrobrás poderá ter mais desenvolvimento e resultados positivos que antes. Até as grandes empreiteiras também poderão ser mais úteis ao desenvolvimento e ao bem-estar do país. Lembrando, se isto tudo for bem feito.

    Ainda bem a lei anticorrupção foi criada colocando também o corruptor na lista de investigação.

    De qualquer forma, dá para ter um bom desfecho nisto tudo, dá tempo de lutar contra distorções do PIG antes das eleições.

  • Querido Eduardo, normalmente estou de um todo de acordo com os seus comentários e com o governo da presidenta Dilma, mas neste momento acho que está lhe faltando audacia para avançar e quebrar alguns paradigmas. Sem duvida tem que ser revista a situação fiscal e tampar alguns buracos que no futura podem chegar a gerar graves problemas, mas……., temos que definir os diferentes niveis de colaboração, quem mais tem e mais ganha, mais tem que ajudar, portanto o governo tem a obrigação e gerar políticas asimétricas favorendo os que menos tem e solicitando que aqueles que mais podem mais contribuam, por exemplo vamos onerar os salarios milhonarios com uma nova faixa do imposto de renda (salarios acima de 50.000 R$ que paguem 40/45 %), coloquemos o imposto as grandes fortunas, implantemos o imposto a herança. Não sou original nestas ideias já que Thomas Piketti, colocou e explicou muito bem toda isso.

  • Desde o discurso presidencial na abertura da reunião com o ministério em que Dilma lançou a batalha da comunicação já li e ouvi “n” distorções, omissões e fraudes na midia corporativa em relação às políticas do governo.
    A Dilma ou seu porta-voz deveriam vir à rádio e TV ao menos 5 minutos por dia, ou uma vez por semana para desatar esse nó desmentindo a mídia.
    Na guerra da comunicação não dá pra só levar. É preciso atirar também.

  • Edu

    A Dilma precisa mais do que nunca do apoio da esquerda. E esse apoio tem que ser dado de maneira categórica.
    O governo da Dilma continuará sendo um governo de coalizão, e os setores de esquerda consequentes tem que saber combinar as devidas críticas com o apoio mais que necessário nessa disputa. Nem todos os setores da esquerda brasileira, porém, tem o devido senso de responsabilidade sobre as dificuldades que a Dilma enfrenta. Muitos, e não é de hoje, agem como linha auxiliar da direita. Outros só querem navegar em mares calmos e fogem da raia nas primeiras dificuldades.
    O terceiro turno continua e a direita será implacável. Se a Dilma for derrotada será uma derrota do povo brasileiro e de nada vai adiantar a pose “crítica e independente” dos autointitulados “esquerdistas” que se satisfazem hoje em meter o pau no governo. É incrível ver caras desse tipo quase que torcendo para o impeachment da presidenta. Mas não vão prevalecer. Tenho confiança que a esquerda consequente e os movimentos sociais não deixarão a Dilma isolada: vão responder ao seu chamamento e construirão as saídas para superar as dificuldades. Fora disso, o retrocesso será inevitável.

  • Edu ,sou uma das pessoas que se preocupa com a falta de comunicação do governo ,mas a partir dessa entrevista com blogueiros sujos ,percebe-se uma mudança de atitude ,ainda pequena é verdade ,mas já é um bom começo .

  • Muito bom seu post. Mesmo porque, nós, eleitores e defensores de um projeto progressista e de inclusão, precisamos de argumentos para ponderar e usar nos momentos necessários. Particularmente, tenho sentido uma certa ausência de Dilma quanto a esclarecimentos à população, principalmente, aos seus eleitores.
    Não acompanhei a entrevista do ministro Rossetto, mas creio serem bastante esclarecedoras as palavras e reflexões feitas aqui.
    Mas intuo como cidadão que esta política econômica adotada no início do segundo mandato da presidenta não tem a cara dela.

  • PARABÉNS EDU pela SENSATEZ!!
    O mundo inteiro em crise forte e prolongada e esquerdistas de ocasião se apressam e não tem vergonha de seguir o script idealizado pela oposição: rachar a esquerda!!
    O Brasil precisa de ajustes, sim! Mas, serão brandos perto do que fazem/querem a direita!!
    A Dilma precisa de APOIO, SIM!! Pois sozinha, isolada e só sendo criticada por todos os lados, não se governa com tranquilidade!
    Quanto mais a respeitarmos, entendermos seus propósitos e lutarmos ao seu lado, muito mais rápido o Brasil voltará a sua agenda dos últimos 12 anos!!
    Um forte abraço

  • Boa noite Caro Eduardo.

    Compreendo, mas em quanto não se mexer nos interesses do grande capital, não haverá reformas estruturantes.
    Pois, taxa sobre grandes fortunas era boa saída, mas quando foi perguntando, ele não posicionou-se.
    Voto no PT há alguns eleições, mas por falta de opção de partidos mais a esquerda. Minha crítica não vai para a Dilma, e sim ao PT, que se convenceu que administrar nesse modelo neoliberal “soft” irá resolver.

    Autocrítica é muito importante.

    Um abraço.

  • o PT entristece, voce não houve as vozes de seus deputados, e senadores, tudo calado, os ministros da Dilma muito fraco principalmente o da justiça, a oposição estão deitando e rolando parando a economia da nação, se Dilma não acordar do sonho porá o país em situação difícil, ainda mais com os ataques a oposição, e das mídias

  • Não tem militante que aguente esse excesso de diplomacia e lerdeza do governo Dilma. Infelizmente, Edu. Estou vendo muito petista no trabalho, que antes davam o sangue, totalmente desanimados. Frustrados. Pode ser até que tenha estratégias por traz disso tudo … Mas durante 4 anos a gente falava em Dilma estratégica. Ela quase perdeu a eleição e continua estratégica? Como diz meu cunhado, um petista tão roxo que ficou vermelho, como ele diz, “tá na hora de Dilma governar para os petistas pq até agora ele governou pros 50 e poucos milhões de aecistas”. Exagero?

    • “Tá” na hora da Dilma governar para todos os brasileiros, independente de quem votou nela ou não. Ela não é Presidente do PetÊ, é presidente do Brasil. Governar para agradar Petistas estava fazendo até agora. Resultado? Recessão e inflação… Abraço

  • Edu, assisti ontem toda a entrevista (a noite, pois de manhã nem lembrei, até nem sabia que a NBR iria transmitir) e não gostei do que vi, adorei as perguntas de todos os blogueiros, porém o Ministro Rossetto deixou muito a desejar, muito EVASIVO, simplesmente repetia “slogans” sem nenhuma necessidade, talvez apenas para não responder diretamente as perguntas, tudo bem, como você disse ele não poderia responder pela Presidenta certas questões (dai demonstra a falta de comunicação ou seja, falta um porta voz, aquele que responderia pela presidenta), diante disso, por essa amostra de uma primeira entrevista aos blogueiros no segundo mandato, veremos que infelizmente questões que necessitam de respostas diretas, tão cedo não as teremos, resta esperar que essas medidas dêem certo e o País volte a crescer, mas antes disso, vamos precisar torcer para o Congresso não seja dominado pela extrema direita, como eleição de Eduardo Cunha, eleição do Senado também elegerem um direitista e por um último o lider de oposição no congresso ser o Jair Bolsonaro, e como tenho lido em alguns lugares na internet, parece que o P$DB já está esperando em breve a derrubada da Dilma ainda este ano, segundo falou a poucos dias José Serra e também o Aloisio Nunes, ou seja, se a Presidente Dilma, não abrir o olho logo, quando abrir estará presa, confinada em algum lugar para ser executada juntamente com o Presidente Lula e todos os lideres do PT e de quebra também a maioria dos blogueiros “sujos” que certamente o P$DB não irá deixar ninguém vivo como testemunha numa futura Ditadura Aecista que virá, caso este governo atual nao se mexa, não quer comunicar-se? vai perder o governo com certeza.
    abraços Edu!

  • Em tempo: Edu a Dilma deveria dar uma ordem para seu ministério. “Toda semana quero alguém do meu governo reunidos com os blogueiros. vamos soltar a notícia através deles. É lá que está o nosso eleitor. Nosso eleitor não lê Estadão, Folha, veja etc”… Mas Dilma e grande parte dos “ins” do PT preferem a imprensa tradicional. É só O Globo jogar um petisco e saí um monte de gente dando entrevista. Como disse o PHA, do Conversa, “Pra quem Graça foi dar a primeira entrevista para se justificar?” .. rsrs pro Globo né?
    Lembra do Haddad naquela entrevista para a Folha? Os blogs ainda continuam sendo algo de terceira para essa gente, Edu! Creia ..

    • Olha Alex, o que eu vou dizer pode ser que sofra alguma critica, alguns não vão gostar, mas eu na minha humilde opinião, acho que o governo deveria fazer na questão comunicação, já que a lei de medios não virá tão cedo no Brasil, é convocar entrevistas todas as semanas chamando TODA a mídia, colocando junto mídia tradicional e blogs “sujos” juntos na mesma coletiva e ai sim o governo deveria dar prioridade para os blogueiros fazerem as perguntas primeiro. cara pode ter certeza, nos noticiários da grande mídia ia dar aquela choradeira, que o governo estaria distribuindo dinheiro aos blogs (só que não hehehe). penso que ai sim se começaria a quebrar o monopólio da midia, sim porque de um modo ou outro, dentro de um noticiario eles teriam (grande mídia) mostrar as perguntas dos blogueiros “sujos” e ai o público começaria a coçar a cuca pensando (aqueles que ainda não conhece os blogs “sjuos”) da onde veio estes blogueiros, claro que então iriam começar a fuçar a net buscando esses blogueiros.. hehehe

  • “O Brasil não precisaria estar nessa situação. Se não fosse a política(…) “. Como eu sou burro! Eu achei que quem tinha colocado a gente nessa situação foram os que meteram a mão no dinheiro da Petrobras… Incrível como você anda forçando a barra… Só observo…

  • Algo que eu ainda não entendi: afinal, a Dilma e o PT ganharam ou não ganharam as eleições? Que viés é este que está governando o Brasil? Porque ficar cheio de dedos e dissimulações, aos gritos de terror com fantasmas debaixo da cama, andando encostado na sombra do muro como se estivessem fazendo algo errado se quem tomou posse para governar o país foi a própria Dilma e seu partido, o PT? Porque tantas explicações? Quem tem poder vai lá e faz.

  • Sempre assisti ao dilema dos que veem o copo meio cheio versus outros que o veem meio vazio de forma atenta.

    Mas aqui, NÃO é de hoje, não me surpreende ao ver os que em NÃO vendo água alguma, juram que a estão vendo transbordar em píncaros. O que seria isso ? excesso de otimismo ou delírio ? partidarismo, militância ?

    Me diga, quais são as perspectivas ? Quem nos colocou nesta fria ? Quais foram os erros cometidos que devemos reconhecer e evitar ?

    DILMA, desde LULA 2o, cavou, plantou, irrigou, e hoje colhe.

    Entrará pra história como tendo sido PIOR que THC ..responsável por ter-nos retrocedido (até aqui) 20, em 4 anos apenas ..um sr feito.

    ..dona de uma personalidade difícil, polêmica, sem carisma, visão, nem liderança, truculenta, mal humorada, líder dum governo medíocre, sem brilho nem lustro, centralizadora, de idéias e princípios ultrapassados, uma pessoa presa a seu passado e a suas próprias querências e conceitos..

    ..ela que insiste constantemente em travar uma queda de braço com seus fantasmas e que acaba sempre por colocar o país de QUATRO, fragilizado-nos perante nossos próprios desafios..

    ..uma “líder” que se opondo ao antecessor, ele que bateu recordes positivos e soube levantar, MESMO que floreando a ralidade e os adjetivos, soube levantar a autoestima do seu povo, Dilma é uma líder que vê sua administração não parar de nos surpreender ao acumular dados e resultados superlativamente NEGATIVOS, e pior, ao nos traçar horizontes dos mais sombrios possíveis.

    Convenhamos colega, DILMA declarou guardar dinheiro em espécie, em casa !!! ..precisa dizer mais ?

    Claro que já me acostumei a ver este chamamento ideológico e dissimulado ora posto pra, diante da realidade crua e contrária, tentar canalizar a atenção pra uma tal “guerra de informações” ..ou a se entar mobilizar contra um “golpe em andamento” ..prosopopéia flácida pra acalentar bovinos, já diziam

    ..mas verdade é que nosso problema hoje não esta mais no mensageiro, mas no conteúdo da mensagem, nos fatos narrados.

    ..não esta no termômetro, mas na febre que debilita o paciente moribundo.

    .A MIM resta mesmo a frustração de não ver a verdade, a honestidade, a boa vontade num debate, a transparência propositiva para o país. (veja vc que chegamos agorinha mesmo a ver uma vaca tossir e sequer ficamos indignados)

    ..é sempre futrica, intriga, diz que me diz ..daqui a pouco a vaca corre sim o risco de voar, por vontade própria, ou por ser arremessada de um impeach dum certo andar qq, tanto faz

    NÃO é de hoje que a economia DERRETE ..veja os resultados do PIB, das contas internas/externas ..e NÃO foi por falta de aviso ..crescimento baseado no consumo, no assistencialismo, serviços claudicantes, estado improdutivo, desprezo pelos projetos, prazos, metas e resultados ..desvios

    e como eu dizia, NÃO haveria COPA do Mundo que desse conta ..como não deu, aon contrário, ajudou mesmo a piorar

    ..há anos digo, eu e tantos, dos artifícios, contenções, artificialismos, ancoras criminosas que foram usadas a torto e a direito ..deu finalmente aonde prometia dar ..numa crise como poucas tínhamos visto ..e como tantas outras, tais quais as que assolaram os tempos de THC, de maioria amplificada por nossos próprios predicados, e não pela ação ou maldade dos outros

    NÃO, os empregos são sofríveis, a renda padece e já se concentra novamente ..a informalidade ou precariedade crescem, e PIOR, o número dos que não fazem nada aumenta (já são 36,5% da população apta a trabalhar que esta PARADA)

    ..os dados do desemprego, insisto, mantêm-se baixo não pelas vagas, mas pelo número de desistência que só aumenta, dos que não procuram se re colocar.

    Claro que uma hora vai ter que ter saída (mas quando, com DILMA ?) ..só não sabemos como estaremos até lá, inclusive se vivos ..penso que isso ainda esta na mão da POLÍCIA e da Justiça ..hoje o muito que se pode é não ficar criando mais problema nem fazendo graça..

    e por se falar em graça

    ..nem fazendo graça, nem birra, ao tentar manter na presidência da maior de nossas empresas, GRAÇA FOSTER, esta técnica que até agora não só não soube apresentar soluções, como não conseguiu manter os objetivos e metas esperados da Cia, ela que tb demonstra de forma cabal que não tem a mínima condição de ajudar pra que haja a retomada da confiança e do desempenho desta empresa tão importante pra Nação brasileira.

    Hoje a petroleira esta valendo 1/6 em termos reais do que foi há bem pouco tempo

    Enfim, mais do que informação ..há antes a necessidade de termos o que informar ..e antes disso, há a necessidade de agirmos.

    ou isso ..ou continuaremos a querer ver um copo vazio, transbordar ..e isso, do que imagino, só se de ar

    nota – em tempo ..tendo desperdiçado de forma irresponsável um momento histórico ímpar pra se provar ao mundo da importância do uso de medidas anticíclicas que minimizassem os ciclos da economia, hoje o país se vê no risco de ter MAIS um apagão hídrico (tanto na água de beber, de produzir, pra energia e/ou agricultura) ..tudo somado a ações restritivas necessárias tanto no plano monetário como fiscal ..e ainda contando, fora com o tempo pra que algumas destas ações façam efeito, ainda contando com um cenário externa nada favorável

    tá fácil hein ? ..e DILMA ainda insiste em ficar “fazendo graça” teimando com Graça ..vai entender ?!

    • Olha que maravilha ..confirmando o que eu disse acima, quando há ação, há informação

      ..é deste exemplo de política que, penso, o país precisa ver ..e não esta INTRIGA de picuinhas irresponsáveis partidas de algumas militâncias preocupadas apenas com suas tetas.

      Acabo de ver o resultado da reunião havida entre o Governo de SP e Federal

      Na entrevista tinha bastante informação passada por Mercadante e Alckimin ..disse-se que interligarão do reservatório do Paraíba do Sul e Cantareira, já se dará em 2016 (vamos acompanhar) ..que é um modelo de mão dupla ..que em 2009, por ser PEQUENO, o Cantareira jogou água fora, e que a partir do ano que vem, em teoria, a reservação será mais efetiva pra ambos os lados.

      Disse-se tb que a BILLINGS (esta represa poluída criminosamente há décadas pelos Paulistas), ela que representa 4 x o Cantareira, 4 vezes, disse-se que ela já irá abastecer dois sistemas no CP, o Alto Tiete e a Guarapiranga. aliviando portanto o uso destes reservatórios..

      ..e mais, que mesmo Henry Board (usina de energia) em uso na Billings, que pouca diferença faz ..e que as usinas que pararam no Paraíba do SUL esta semana não representam quase nada em termos de país (200 contra 130.000 MWH)

      é isso, AÇÃO, coragem, criatividade, BOA VONTADE e política com P maiúsculo, é disso que precisamos

      e de verdade, claro, transparência ..isso não pode faltar

      nota – reitero que pra mim, mais do que a culpa que atravessa governos e gerações, continuo acreditando que a região sudeste do país vem sofrendo com uma seca violenta, acompanhada de calor intenso que fez o consumo e a evaporação disparar em níveis inéditos..

      ..reitero que tanto o governo de SP (pelo lado da água de beber) como o governo Federal (pelo lado das hidrelétricas e maior uso das térmicas) apostaram naquilo que a AMPLA maioria apostaria em 2014, qual seja, acreditaram que as águas, após 2 anos consecutivos de seca, viriam..

      ..mas elas não vieram, só isso ..o resto é drama, criação dum clima inamistoso que a rigor NÃO interesse a nenhum dos lados, muito menos ao país neste momento econômico delicado pelo qual passamos..

  • Alckmim. Destruidor do sonho de 10000 jovens paulistas.
    Caros Blogueiros e participantes da mídia alternativa, gostaria de colocar uma informação que foi divulgada na mídia mas quero manifestar minha indignação. Aí vai:
    Pessoal. PQP.(Desculpe-me) O governo do estado de São Paulo acaba de cancelar 10000 vagas do programa vence de alunos que já, eu digo jáááá, estavam matriculados e iriam começar suas aulas nesta segunda feira, dia 02 de fevereiro. Os caras enrolaram o ano inteiro com esta edição do programa e, 1 ano depois, quando 20000 alunos estavam matriculados, ele faz um corte de 50%. Metade das vagas. Alegando o quê? Falta de grana? O dinheiro não estava previsto no orçamento de 2014? E de 2015? Alguém consegue rastrear pra onde foi a verba?
    Isso vai sair na mídia? Cadê os repórteres entrevistando o jovem:
    “-E aí como você está se sentindo?”
    E o pai?
    “-O senhor concorda. Aonde o seu filho vai estudar agora?”
    Conheço um pai que chorou quando o filho foi sorteado. “Eu recebi uma graça de Deus…” Ops!… E agora? Um castigo?
    Por favor, divulguem. Ninguém merece este Governo incompetente que deve estar dizendo:
    “-Tudo bem, o povo esquece!!! São só os pobres querendo estudar para trabalhar!”
    Acorda São Paulo!!! Larga mão de sê besta sô!!!
    Falei. Valeu!!
    PS.: E o governo federal aumentou as vagas dos seus programas em 10%!!!

  • Caros Blogueiros e participantes da mídia alternativa, gostaria de colocar uma informação que foi divulgada na mídia mas quero manifestar minha indignação. Aí vai:
    Pessoal. PQP.(Desculpe-me) O governo do estado de São Paulo acaba de cancelar 10000 vagas do programa vence de alunos que já, eu digo jáááá, estavam matriculados e iriam começar suas aulas nesta segunda feira, dia 02 de fevereiro. Os caras enrolaram o ano inteiro com esta edição do programa e, 1 ano depois, quando 20000 alunos estavam matriculados, ele faz um corte de 50%. Metade das vagas. Alegando o quê? Falta de grana? O dinheiro não estava previsto no orçamento de 2014? E de 2015? Alguém consegue rastrear pra onde foi a verba?
    Isso vai sair na mídia? Cadê os repórteres entrevistando o jovem:
    “-E aí como você está se sentindo?”
    E o pai?
    “-O senhor concorda. Aonde o seu filho vai estudar agora?”
    Conheço um pai que chorou quando o filho foi sorteado. “Eu recebi uma graça de Deus…” Ops!… E agora? Um castigo?
    Por favor, divulguem. Ninguém merece este Governo incompetente que deve estar dizendo:
    “-Tudo bem, o povo esquece!!! São só os pobres querendo estudar para trabalhar!”
    Acorda São Paulo!!! Larga mão de sê besta sô!!!
    Falei. Valeu!!
    PS.: E o governo federal aumentou as vagas dos seus programas em 10%!!!

  • Após contribuir 43 anos pra Previdência, saber que a viúva será imoralmente garfada em 50% na sua pensão enoja qualquer trabalhador. E o ministrinho vem falar em patrimonialismo. Por que não cobrar imposto dos mais ricos, conf. Piketti? Sobre herança? Metade dos impostos no Brasil sai na ponta do consumo onde pobres e ricos pagam a mesma taxa, sendo portanto regressivo. O “ajuste” em cima do trabalhador veio mais para acalmar o mercado e adoçar mais as bocarras insaciáveis dos moradores cruéis da casa-grande.

  • É, Eduardo, o ataque do PIG é constante, brutal e não vai parar. É mais do mesmo, mais do mesmo, mais do mesmo. Não vai parar.

    Então, a presidenta precisa melhorar sua comunicação de outras formas.

  • Uma perda de tempo essa entrevista. O ministro usou aquela técnica manjada de falar muito para não dizer nada. Informação praticamente zero. Se ele não pode falar, para que conceder a entrevista? Não consegui entender nada de tudo “que ele não disse”. Em outros tempos, essa entrevista poderia servir para promover os blogueiros de esquerda. Mas atualmente vocês não precisam mais desse tipo de promoção.

    • Não acha que está reduzindo um pouco demais as coisas? Os blogueiros querem se autopromover e o ministro é um embrulhão. Aí não dá, né? O que você merece como resposta? Afagos?

      • Não falei em autopromoção, nem usei a palavra promoção com sentido depreciativo. A minha crítica se restringiu à comunicação do GF e não foi extensiva aos blogueiros que participaram da entrevista. Tampouco afirmaria ser o ministro “um embrulhão”, isso seria injusto com alguém com tão pouco tempo no cargo.

  • Eduardo, a propósito, começo a achar que Graça Foster deve sair. Sem ler o artigo sobre ela do PHA, fui ao site da Petrobrás ler as informações sobre a avaliação de ativos da Petrobrás. Um texto pouco claro, para não dizer confuso. Depois vi o post PHA e vi que não era apenas eu a ter esse tipo de opinião.

    Eu já havia achado a Graça confusa do episódio de Pasadena, quando ela deixou a impressão de que houve mal feito. O que ela poderia ter dito, considerando que é técnica, mas também é política, é: “- O negócio era bom ao ser analisado. Continua bom, mas não tanto quanto, por que as condições do momento de análise mudaram”. Mas ela deixou péssima impressão.

    Ontem, custei a entender a descrição de um dos métodos de avaliação de ativos considerados para a Petrobras e abandonados (desqualificados) pela Empresa. Vou resumir o que entendi, a duras penas:

    – A Petrobrás tem R$ 600 bi em ativos.
    – Desse montante, R$ 188 bi são de investimentos feitos no período 2004-2014.
    – Desse segundo montante, apenas R$ 27 bi estão avaliados acima do que realmente valem.
    – Se o valor justo desses R$ 27 bi for R$ 22 bi, a perda resultante será de R$ 5 bi (R$ 27 bi – R$ 22 bi).
    – R$ 5 bi são bem diferentes de R$ 188 bi ou de qualquer outro grande número publicado pela mídia.

    Concorda?

    Outro raciocínio:

    – Suponhamos que nesses 10 anos, a Petrobrás tenha investido, em média, R$ 100 bi/ano.
    – Suponhamos, ainda, que a corrupção seja de 3% sobre esses investimentos.
    – Portanto, teríamos uma perda de R$ 3bi / ano.
    – Se multiplicarmos por 10 esse valor (considerando 10 anos), teremos uma perda de R$ 30 bi.

    Minha conclusão, se esses números estivessem corretos: o valor a ser baixado no resultado da Petrobrás seria de R$ 5 bi a R$ 30 bi, no máximo. Nunca os montantes citados pela mídia. Mas a fala de Graça Foster deu “milho a bode”, o PIG sempre vai jogar para pior.

    • Luiz henrique, não li nem o blgo do PHA e nem o site da Petrobrás e mesmo assim entendi muito bem sua explicação. resumindo o item COMUNICAÇÃO no Governo Dilma É UM DESASTRE ATRÁS DO OUTRO!!
      Abraços!

      • Marcos, obrigada pela gentileza. Uma correção. Remanesce para mim a dúvida se R$ 27 bilhões são o valor de ativos superavaliados ou a própria diferença entre o preço justo e o valor contábil. Se for a diferença, direta, então a faixa da perda iria de R$ 27 bi a R$ 30 bi.

      • Mais um comentário: concordo com você, horrorosa a comunicação. E não gostei da comunicação da Petrobrás também, nada didática. Tanto que a gente fica com dúvida. Por que não criaram tabelinhas auto-explicativas nas explicações? Acredito que Dilma deveria colocar algum executivo com maior nível de objetividade para presidir a Petrobrás. Graça me parece confusa.

        • mas pelo visto não pode, afinal agora é “ajuste econômico” segundo Levy, tamos em contenção de gastos, passamos da cota de 39 ministérios e nem porta voz não é mais possivel..infelizmente.

    • Não entendi isso não ..do que entendi

      Os ativos totais seriam de R$ 600 bi

      Analisados com lupa R$ 188 bi (52 projetos) referentes ao período investigado

      Destes, 31 projetos estão com valor acima do mercado num montante de R$ 88 bi ..por questões de desvios (superfaturamento, pagto de comissões, abuso do poder econômico) ou mercadológicos mesmo (hoje o óleo caiu, as ofertas de sinda e plataformas aumentaram, a recessão se agravou, e por aí vai)

      Os outros projetos (21 deles) estão com valores menores, em R$ 27 bi.

      Assim, líquido, pros ativos avaliados há uma superavaliação de R$ 61 bi (isso pra ponderarmos com o valor de mercado da CIA) que precisaria ser corrigidas.

      e o que isso nos diz ? Nos diz que a Petrobrás se comunica mal mesmo

      Pelo que já ouvi (NÃO sou contador NEM tributarista) ..em tese estes ajustes podem ser alocados ao patrimônio negativamente (R$ 61 bi, ou não), ao patrimônio, como “ajustes de avaliação patrimonial – antiga reserva de reavaliação, e depois sim serem incorporados ao resultado (lucro) de acordo com a depreciação pros bens já ativados, ao longo do tempo (10,15 anos)

      O importante aqui é que isso NÃO tem nada a ver com as comissões recebidas(em tese 3% sobre 188 bi, ou R$ 5,6 bi colocados em sobrepreço como vc falou, eles que correram por fora da vida da empresa)..

      ..ou com os prejuízos efetivamente causados por 3os à Cia, as empreiteiras, prejuízos que deverão
      ser repostos pelo cometimento de crime contra a “ordem econômica ou abuso de poder econômico, sei lá” (valores que poderiam variar de R$ 1 a R$ 88 bi) ..valores devidos sim pelas empreiteiras pela atuação criminosa, ou mesmo a titulo de indenização por prejuízo à imagem e dano ao mercado ..mas aqui, esta “indenização” fica pro futuro, penso que é a Justiça quem iria determinar isso

      Por enquanto seria isso, se validado, os ativos estariam superdimensionados em R$ 61 bi líquidos, e precisariam ser ajustados ..no mais, como receber o que foi superfaturado, isso só lá na frente mesmo.

      Será que me fiz entender ? ou será que estou tal qual a GRAÇA, não sabendo o que se passa e não sabendo nem me expressar ?

      Aliás, se alguém souber mais, poderia contribuir e ajudar a nos esclarecer tb

      http://veja.abril.com.br/blog/mercados/petroleo-gas-e-mineracao/petrobras-achou-ativos-superavaliados-em-r886-bi/

      http://www.portaldeauditoria.com.br/tematica/contabilidade-empresarial_reavaliacao-bens.htm

  • Muito bom texto, Edu.

    Acho que nós, que votamos na Dilma, precisamos ter um pouco de paciência e dar um voto de confiança a ela neste início de segundo mandato. Vamos rearrumar a casa neste primeiro ano para depois continuar avançando.

    Não devemos nos esquecer que temos uma presidenta proba e que gosta do Brasil e dos brasileiros. E que talvez tenha que governar junto com um sicofanta desqualificado, como é o caso do Eduardo Cunha. Não vai ser fácil governar um país com tantos terroristas travestidos de jornalistas e com um Congresso tão conservador e fisiológico. Os terroristas, muitos deles na folha de pagamento da CIA (lembram do que disse o Assange?), estão cada vez mais agressivos e destrutivos. Portanto, toda iniciativa de melhora na comunicação do governo com a sociedade deve ser cobrada e incentivada.

    Os inimigos externos e internos querem destruir o governo Dilma, que sem dúvida é um governo trabalhista, mesmo que para isto tenham que destruir completamento o Brasil. E nós não podemos deixar que isto aconteça.

  • Ninguém é a favor de fraude na Previdência, como nos casos em que um jovem casa com a própria tia à beira da morte para receber a aposentadoria. O problema é a exigência de 1 ano e 6 meses para o resgate do seguro-desemprego. Outro problema é o deboche do Joaquim Levy, dizendo que seguro-desemprego é ultrapassado, uma fala para fazer bonito em Davos.

    Esse período de um ano e meio é impensável para os setores mais vulneráveis do mercado de trabalho: atendentes de telemarketing, professores de escolas privadas de pequeno porte (que ganham mal!), peões da construção civil (pois a obra pode acabar antes), funcionários do comércio,

    Se quisesse economizar e enfrentar os tubarões de verdade, ela poderia diminuir ministérios e taxar grandes fortunas. Há ministérios inúteis, ou que poderiam virar secretarias dentro daqueles mais efetivos, ou mais importantes.

    A Dilma quis elogios do Estadão e do Reinaldo Azevedo. De certa forma, ela conseguiu. Li alguns no no primeiro. Portanto, ela só pode estar errada. Cortar ministérios também faria com que recebesse apoio do PIG sem prejudicar o trabalhador.

    Mas fazer o quê? É o que tem para hoje.

  • Companheiro, até entendo que precisa fazer alguns ajustes, coisa e tal.

    O problema é você ter um partido que desde a sua origem sempre foi pra cima,

    sempre jogou no ataque. Ficamos mal acostumados, pode ser.

    Só que a Dilma joga muito na defesa, aquela conversa do controle remoto,

    da Ana Maria, marcou muito o jeito Dilma de se comunicar.

    E aquilo mostrou que não dava certo.

    E o que a Dilma faz, não faz nada.

    A direita sacaneia de tudo quanto é lado o governo Dilma: no judiciário,

    na economia, nas comunicações…

    O FHC tinha o Serjão, o Collor tinha o Claudio Humberto,

    O Lula tinha o próprio Lula (não confundam, não estou comparando os dois primeiros

    com a esquerda).

    Tô dizendo na maneira de se comunicar, comprar briga, ir pra cima, falar grosso,

    com a faca nos dentes, cuspir fogo, sair na porrada (sentido figurado).

    Isso faz muita diferença, além, é lógico de envolver os movimentos sociais, etc…

  • Eduardo

    Por favor não publique, quero apenas enviar uma sugestão e se for do agrado, que tu encaminhe para teus contatos.

    O momento atual necessita de uma forma bem planejada de resgate da auto estima do povo brasileiro.

    sugestão:
    fazer divulgação das açoes do governo não como realizações do governo, mas como realizações dos brasileiros. exemplo, ponte sobre o rio tal…. obra com tecnologia brasileira…… executada por brasileiros…. Imensa capacidade do brasileiro e bla bla… colocando o mérito nas pessoas, focado em quem poe a mão na massa, as pessoas fazem, o governo apenas facilita ou até omitir o governo, apenas valorizar a pessoa.

    Digo bem planejada porque tudo que vem do governo tem sido recebido de má vontade, portanto tem que ser algo sutil, simples.

    Lembro dos primeiros anos do governo Lula, quando exibíamos com orgulho a bandeira do Brasil em camisetas, cangas de praia, lenços, bolsas, etc.

    Obrigada e forte abraço

    Janice

  • Quem tiver talento para gravar e por no YouTube…Fiquem a vontade!

    A Asa Tucana (ao ritmo de Asa Branca)

    Quando olhei a rua ardendo,
    Que quentura o Minhocão!!!
    Eu perguntei a Deus do Céu, ai!
    Quem que ganhou a eleição ?
    Eu perguntei a Deus do Céu, ai!
    Quem que ganhou a eleição ?

    Enganou o paulista mais panaca…
    Não planejou, pra seca não…
    Por falta d’água, fechou o comércio,
    Deixou com sede, a população!

    Por falta d’água, fechou o comércio,
    Deixou com sede, a população!

    A mentira é a marca tucana…
    Falou que tinha água de montão.
    Agora eu digo, cai fora Geraldo!
    Me entrega agora…a sua demissão!

    Agora eu digo, cai fora Geraldo!
    Me entrega agora…a sua demissão!

    Hoje lendo nos jornais
    Uma triste constatação
    Tentarão enganar a gente de novo
    Dizendo em 2018: Geraldo é bão!

    Quando o verde dos gramados
    Se ressecar e virar carvão…
    Eu te asseguro, não vai ter choque (PM) não, viu ?!?
    Que segure, viu ?!?
    A população!

    Eu te asseguro, não vai ter choque (PM) não, viu ?!?
    Que segure, viu ?!?
    A população!

  • O governo Dilma está fazendo correções de rumo corretas, na minha opinião. Passamos a duras penas por uma crise internacional que ainda apunhala diversos países. Vejam a situação da Espanha, da Grécia, da Europa toda enfim. Até a Alemanha está capengando. O seguro desemprego, por exemplo: como um país com pleno emprego tem aumento do seguro desemprego, instituição criada para socorrer desempregados em situações quase sem saída. Cenário que aponta para a necessidade clara de correções. E outra coisa: as correções estão no momento corretíssimo! Vejam a frase a seguir e tentem descobrir quem a disse: “…nunca antes na nossa história em períodos democráticos tivemos a maturidade de fazer correções bem antes que uma crise econômica se instalasse”. Pois é: quem a disse foi o próprio Levy na sua posse. Ele não veio para CORRIGIR nada. Veio para implantar algumas CORREÇÕES, ADEQUAÇÕES…É a Dilma colocando o carro na revisão, com calma e segurança. Não é como antes, quando se trocava o pneu do carro com ele andando. Agora, que falta comunicação lá isso falta. Mas parece que ela também está sacando isso. Não ocorrerá o golpe. O governo sai das cordas com maestria e traz a Petrobrás junto. Quem viver verá.

  • Prezado Eduardo:

    “Para quem não sabe o que são políticas anticíclicas, para simplificar explico que são medidas destinadas a estimular a economia através de gasto público. Por exemplo, os juros subsidiados pelo BNDES, a grande oferta de crédito pelos bancos públicos, os programas de infraestrutura do PAC etc.”

    E esses babacas verdadeiros terroristas midiáticos, “especialistas econômicos de coisa nenhuma”de dizer à população que a situação é grave, mas não tão grave como eles pintam, ficam martelando dia a dia o pensamento do neoliberalismo para que a população entre em pânico e aí, e quem sabe, em comoção social, dando a oportunidade para a direita entreguista que odeia o Brasil e faz de tudo para desnacionalizar a nossa economia buscar enfraquecer cada dia mais o governo e assim eles tirarem proveito da situação.

    Observemos o que a pátria do capitalismo fez durante a nova crise econômica/financeira que eles provocaram a partir de 2006 tendo o mercado imobiliário como carro chefe dessa crise.

    “ Em 2009, a contração da produção tinha se tornado o principal desenvolvimento, reminiscente da Grande Depressão. Em julho de 2007 e junho de 2009, a taxa de utilização da capacidade na indústria norte-americana caiu de 79,4% para 65,1%. Mas essa queda foi maior em outros países. Nos Estados Unidos, a produção de aço se reduziu em 56% entre agosto de 2008 e maio de 2009. Tal queda de produção causou grande impacto sobre as situações respectivas do setor financeiro, de empresas não financeiras e de famílias. O percentual dos títulos do Tesouro sobre o PIB de 35% no início de agosto de 2007 até mais de 54% no fimde 2009. A dívida de governos e países em todo o mundo explodiu. No fim de 2009, era impossível saber qual seria a profundidade da contração.” A crise do Neoliberalismo, de Gerard Duménil e Dominique Levy, BOITEMPO EDITORIAL, pag.49.

    Vale informar que entre dezembro de 2008 e janeiro de 2009 o governo americano injetou US$ 85 bilhões na GM e na Chrysler, isto para salvar os empregos e impedir que as montadoras fossem à falência. Lá na terra do tio SAM, não teve uma só voz ou um só jornalista ou dono de veículos de comunicação que pedisse para que essas empresas fossem vendidas para estrangeiros; aqui vemos a grande mídia e uma porção de coxinhas pedindo para que o Estado brasileiro abra mão de sua participação na Petrobrás e que seja vendida para empresas estrangeiras. Só mesmo gente com espírito de colonizado e de vira-lata pulguento pensa dessa forma. Essa é a grande jogada que a grande mídia vem plantando na mente dos brasileiros.

    Os jornais de hoje falam que a oposição quer instalar cinco CPI este ano, inclusive no BNDES para ver para quem o dinheiro foi emprestado. Isto para mim cheira mais uma sujeira dessa turma que não sabe trabalhar para o bem do povo e sim contra as suas conquistas econômicas e sociais. Acredito que vão querer pedir o fechamento de empresas construtoras nacionais e trazer empresas estrangeiras para cá.

    “A indicação de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda constituiu-se em uma senha aos investidores, no sentido de que o Brasil irá diminuir o uso da “poupança” ou do “cheque especial” para impedir que a população sinta a crise.

    Sobre esse item que você falou aí acima, vejamos o que diz Marcos Mendes, no seu livro POR QUE O BRASIL CRESCE POUCO ? Ed. Campus., pag. 35

    “Apesar dos esforços das instituições de arrecadação tributária, a receita não consegue acompanhar o ritmo da despesa. Permanece um hiato entre as duas, representando um déficit fiscal, mostrado no Gráfico 1.10. Durante toda a nova era democrática, o setor público apresentou déficit em suas contas, o que é o mesmo que dizer que há poupança negativa no setor público.
    Quando o setor público drena parte da poupança acumulada pela sociedade, para financiar o seu excesso de gastos, diminui o montante de recursos disponíveis para financiar os investimentos das empresas. Em conseqüência, a taxa de crescimento da economia diminui, porque menos investimwentos resulta em um ritmo mais lento de acumulação de capital físico.

    Existem três fontes de poupança em uma economia: poupança de governo, poupança do setor privado doméstico e poupança externa. Quando a poupança do governo é é negativa, os investimentos têm que ser financiados pelas outras duas modalidade de poupança. A poupança externa nada mais é que p déficit do pais na sua conta de transações correntes com o exterior, o que faz com que fluam recursos internacionais para dentro do pais.

    Não se deve confiar demais nessa poupança, porque ela gera uma dívida em outras moedas. Como o Brasil emite apenas reais, qualquer desvalorização da moeda nacional faz com que a dívida externa se torne mais cara, podendo levar empresas e entidades públicas ao estrangulamento financeiro.”.
    OBS: O Gráfico 1.10 a que o autor se refere ( que não reproduzo aqui) ele demonstra que entre 1995 e 2009 o setor público só teve poupança positivo em 2008. Todos os demais anos tivemos déficit, sendo os maiores nos anos de 1998, 1999 2003 e 1995

    . Faço aqui algumas perguntas

    a) Se o PSDB diz que fez um bom governo e que sabe governar por que e para que tomou tanto dinheiro emprestado no exterior após ter vendido as nossas empresas estatais?

    b) Em quais obras foram aplicados esses empréstimos? Não fez hidroelétrica; não fez casas para a população pobre; não construiu escolas nem universidades.

    c) Qual o período que o nosso PIB cresceu mais: entre 1995 a 2002 ou entre 2003 e 2014, apesar do baixo crescimento do PIB no governo Dilma ?

    d) Se FHC fez um bom governo por que ele quando assumiu o governo a relação Dívida/PIB era 29,5% e quando entregou a faixa presidencial para o governo do PT essa relação já era de 60,38%, ou seja um crescimento de 104,40%.

    e) Se o PT faz um governo ruim por que a relação Dívida/PIB em 2013 era de 33,60% ?

    f) Quem mais gerou empregos no Brasil, governo do PSDB ou governo do PT

    Sim, alguns coxinhas podem estar se perguntando e a corrupção ?

    Eu respondo: LUGAR DE LADRÃO É NA CADEIA

    e o poder público deve tomar todo o seu patrimônio conseguido através de roubo do nosso dinheiro.
    Mas, eu pergunto: Quantos processos foram abertos contra o governo do PSDB neste pais?
    Banestado, privatizações,trensalão, mensalão tucano, aeroporto de Cláudio.

    Ou Dilma dá um bom murro na mesa ou a turma do FMI logo, logo vem com um saco de dinheiro para nos emprestar e colocar o nosso pescoço num garrote. Afinal de conta tem muito dinheiro(embora seja virtual) girando na economia mundial.

  • Eduardo, a Petrobrás está sob um ataque tão cerrado, que está começando a passar da hora de se criar um momento forte ao redor da mesma, de defesa contra – nem digo a privatização – o enfraquecimento da empresa. Por que é isso que querem, para depois privatizarem.

  • Quem é mais covarde Dilma e o PT ou o pseudo petista que vive acusando o governo de covardia dando ibope ao pig e aos fanáticos tucanalhas que tem frequentado esse blog .
    Eu não sou covarde , vou apoiar sempre.

  • Quem é mais covarde Dilma e o PT ou o pseudo petista que vive acusando o governo de covardia dando ibope ao pig e aos fanáticos tucanalhas que tem frequentado esse blog .
    Eu não sou covarde , vou apoiar sempre.

  • Quando este governo acordar, verá que a hora de se comunicar com o seu eleitor já passou, feito cavalo encilhado.
    Nunca vi tanta falta de atitude. Não tem ministro da Justiça. Não tem secretaria de comunicação. O povo não fica sabendo das realizações deste governo há anos. Não tem espaço nesta mídia. Muito pelo contrário.
    As emissoras de televisão, principalmente a Globo esta dando ênfaze à sua programação aos noticiários.
    Exempo: O Noticiário Hora 1
    Em toda a rede nacional eles estão criando mais espaços em suas programações para os Noticiários Locais.
    É puro massacre. E este governo, nada……. o golpe está se desenhando……..

    • É isso aí, se o golpe paraguaio não deu certo, graças ao Edu e ao Nassif, o do impeachment tem tudo para ocorrer. Nesse domingo haverá manifestações da direita em frente ao Congresso pedindo isso e o PIG vai amplificar. Com o Eduardo Cunha na presidência é meio caminho andado.A letargia do governo na luta política é assustadora. A Dilma só age sobre muita pressão, Lula era uma revolução permanente. Nuvens negras no horizonte.

  • Eduardo,
    Uma questão que ainda não vi ser levantada: a fim de que não haja descontinuidade nas obras e serviços prestados pelas grandes empresas investigadas na operação LAVA JATO, por que não buscar NOMEAÇÃO DE INTERVENTORES nessas empresas até o fim das investigações?? Deve haver um meio legal de fazê-lo.
    Assim, não haveria demissões em massa, diminuição nos investimentos, paralisação de obras, etc e mais prejuízos ao País.
    Que achas?

  • Meu Caro, onde está a falha?
    quais os compromissos assumidos em campanha?
    Era demais chamar os movimentos sociais que a elegeram para debaterem antes de publicar as medidas?
    quem elegeu Dilma?
    Vale a pena ser militante filiado do PT , vendo seu governo indo de encontro sua central sindical?
    Princípios ,meu caro que quem não é petista raiz não entende. falra de compromisso.
    depois temos que correr para salvá-la que nem outubro.
    Ou os compas da CUT estão loucos, são do PSDB?
    É ISSO

    • Ninguém correu para salvar Dilma, todos correram para se salvar de uma ditadura tucana. Salvar Dilma é piada. Eu não sou petista. Nunca fui e nunca serei. Nem de rsiz nrm de jeito nenhum. Dou um brasileiro tentando ajudar a salvar o país dos fascistas do PSDB e da mídia

      • É isso aí Edu……perfeita a sua colocação. Há diferenças entre ser petista e não ser petista, mas entender quem é que pode fazer o melhor para o Brasil, que é atacado diretamente pela mídia comprada e pela oposição subserviente….Tenho a mesma visão que vc…Temos que defender o país da mídia e da oposição, que representam outros interesses, que não são brasileiros. Abs e força nessa jornada.

      • Caríssimo Eduardo, Parabéns pela sua posição! Muito importante ter disponibilizado a entrevista com M. Rossetto! Não vi isso nos outros blogs que acompanho e acho lamentável. Tenho dito que vocês blogueiros e ativistas políticos, nós ativistas, precisamos ser mais pró-ativos, criticando construtivamente, mas nunca fazendo o jogo da direita. Também não admito o retrocesso do PSDB “fascista” e o que é pior “privatista” entreguista do patrimônio p’lico> Senti falta do tema Petrobrás ( preservação, fortalecimento). Considero a equipe ministerial de altíssima competência! e estou certo de que se nós continuarmos combatendo a direita e a mídia golpista esse governo vai dar certo sim! Bravo, portanto pelo seu trabalho!

    • Se para cada medida do governo fosse preciso chamar os movimentos sociais, desde o PISOL ao MPL, passando pelo MST, durariam seculos os debates para se chegar a um concesso (se chegasse) e o governo não tomaria nenhuma medida.
      Não acho que Dilma traiu suas promessas de campanha. O reajuste do salario minimo permanece acompanhando o indice inflacionario e nenhum programa social foi extinto, nem o Bolsa familia. As empresas estatais não foram privatizadas E a Petrobrás ainda é brasileira, defendida pelo governo, não obstante o terrorismo midiático que está sendo submetida.
      Dilma continua errando em varios aspectos pelo medo reverencial que tem da midia e na sua dificuldade de lidar com o PiG. Lembrando que o PiG levou ao suicidio Getulio Vargas e ajudou a defenestrar do poder Jango lançando o Brasil numa ditadura de 21 anos. Então, não é facil lidar com o terrorismo midiatico do PiG, que com a ajuda do judiciário tenta o golpe.
      A campanha midiatica contra está no minimo para o povo transformando Dilma em um verdadeiro enigma. Competente ou totalmente incompetente?
      Alguns desses erros crassos de Dilma que estão a comprometer até as conquistas do governo de Lula que sucedeu nos levaria a optar pela ultima opção, se FHC que quebrou o país três vezes não tivesse completado seus dois mandatos e ainda saído como competente, chamado pelo PiG para opinar sobre o atual governo. Dilma deve FICAR e completar seu mandato, que o Brasil ainda sairá no lucro de não ter sido eleito aécio.

    • Eu sou militante do PT e posso afirmar categoricamente que vale muito a pena ser militante do PT ainda que pese os desacertos de Dilma. Não sabemos o que se passa na cabeça dela, mas uma coisa é certa: se algum partido tem credibilidade para levar adiante as conquistas sociais e democratizar as relações neste país este partido é o PT.

  • Fora de Pauta

    Operação Lava Jato: a incrível história do cheque administrativo de 500 milhões de reais do Bradesco

    Nas barbas do Dr. Moro, a família “enojada” continua aprontando
    30 de janeiro de 2015 | 10:12 Autor: Fernando Brito

    cheque

    Lembram da história do ladrão “convertido” Paulo Roberto Costa, sobre o “estar enojado” e ter se arrependido em defesa dos valores familiares?
    Pois não é que a família Barrabás, agora santificada e protegida em acordos de delação premiada, por seu caráter redimido, que lhe dá o direito de acusar qualquer um, continua aprontando, nas barbas do Dr. Sérgio Moro?

    Graças a um erro da funcionária Catia Nunes Cavalcante, da agência carioca do Bradesco, que esbarrou na tecla errada e tascou mais três zeros num cheque administrativo de R$ 500 mil pedido por uma das filhas do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, Arianna Azevedo Costa Bachmann, ficamos sabendo que a moça continua fazendo altos negócios.

    Porque, afinal, quem está com bens bloqueados e tem dinheiro para pedir de sua conta bancária dois cheques de R$ 500 mil e R$150 mil.

    Como o cheque foi emitido errado e a goela é grande, Arianna reteve o documento e está sendo processada para devolvê-lo ao banco.

    Mas, francamente, você acha que alguém recebe um cheque de 500 mil reais e não percebe na hora que está escrito mil vezes mais?

    Que a funcionária, que preenche num terminal – daqueles, inclusive, que têm teclas de três zeros – dezenas de cheques todo dia tem “comido mosca”, vá lá. Uma fez um funcionário do antigo Banerj errou a digitação de um número e foram parar dois mil reais a mais na conta de minha mãe. Claro, devolvidos imediatamente.
    Mas que essa moça, com os bens bloqueados, movimente na sua conta pessoal uma quantia de R$ 650 mil é o “ó”, não é, Dr. Moro?

    De onde veio essa grana? De salário? Do cofrinho? Do tal baú escondido no quintal da casa?
    Foi fruto de sua atividade de corretagem? Será que ela vendeu o Taj Mahal?

    A família Costa é uma organização criminosa, que foi previamente perdoada pelos nossos doutos procuradores do Ministério Público e o seu patriarca é tratado como o oráculo de onde vem a verdade e a honradez.

    Mas aí, descobre-se que a filha do enojado, em plena virada do ano, numa situação em que deveria estar dependendo até dos parentes para comprar um tender bolinha para o reveillon, saca R$ 650 mil em cheques administrativos de sua conta.

    E como um dos cheques vem errado, com R$ 500 milhões em lugar de R$ 500 mil, ainda retém o documento, quem sabe para ver se tirava mais algum também disso.

    E o Ministério Público, com o Dr. Moro, oferecendo casa, comida e roupa lavada para a família honrada apontar todos os desonestos da Petrobras.

    Viva o Brasil!

  • Fora de Pauta

    Petrobras, a sangria
    30 de janeiro de 2015 | 16:12 Autor: Fernando Brito
    sangria

    A condução da chamada “Operação Lava-Jato” segue um criterioso roteiro.

    Não se trata de dizer que não houve crimes na Petrobras e que este foi grossa roubalheira, fique claro.

    Mas salta aos olhos que tudo está sendo conduzido com o mais escandaloso propósito de sangrar, até o máximo possível, a empresa e o governo.

    Estamos ao sabor do “será que disse; será que não disse” há meses.
    Há gente presa – há quase três meses – e, embora eu não nutra a menor simpatia por dirigentes de empreiteiras, vai se configurando um quadro absolutamente anti-jurídico de manter sob prisão quem não admitir confessar verdades ou falsidades.
    90 dias em cana fazem muita gente chamar urubu de meu louro, não é?

    Ainda mais se ao ladrão se oferece a possibilidade de ser poupado no Credo, como Barrabás, se apontar não o polegar, mas o indicador, na direção “certa”.

    Chegamos ao ponto em que o juiz Sérgio Moro diz que só poderia soltá-los se todos os contratos das empresas com governos “em todos os três âmbitos federativos” sejam suspensos e se parem todas as obras públicas de vulto no País, independente de haver qualquer suspeita sobre elas, exceto o fato de quem as executa.

    Qualquer um que tenha a mínima noção de Direito sente arrepios ao ver este nível de discricionarismo. Até, para ser justo, o Reinaldo Azevedo.

    O Ministério Público, enquanto isso, dedicou-se arduamente às suas férias de janeiro, sem dar prosseguimento ao seu dever de denunciar os acusados.

    Vai-se esticando a novela e, agora, com a ajuda luxuosa da própria direção da Petrobras que, na tentativa de mostrar-se “transparente” ao mercado só consegue fazer com que a opinião pública já não confie em uma empresa que, como nenhuma outra, é essencial para o país.

    Há um evidente processo de sangramento político e econômico da Petrobras, e às sangrias só há uma coisa a fazer: estancá-las.
    A direção da empresa – sem nenhum sinal ou denúncia de falta de honradez pessoal de seus integrantes, já o disse antes – está se mostrando incapaz disso.

    Quer fazer “democracia” onde o que se exige é comando.

    Nenhuma empresa do mundo resiste a isso e não é possível, em nome do Brasil, deixar que o tecnicismo amador deixe de enxergar que esta é uma questão política.
    Exemplos vêm às dúzias.

    Exemplo: a Petrobras “pode” deixar de pagar dividendos aos acionistas, uma das manchetes da semana.

    Ora, o pagamento de dividendos não é obrigatório e pode deixar de ser feito quando a conjuntura o exige. E tome exigência da conjuntura do mercado de petróleo com queda de 60% nos preços em três meses. Mas se não há decisão de suprimi-los, porque anunciar o “pode”? O pode está na lei, ora.

    O outro fato escandaloso que é suprimido pela mídia é o de que toda a operação de furto na empresa se deu – tenham havido conexões políticas ou não – por funcionários de carreira, não por “estranhos” aos quadros da companhia, o que mostra mais um problema estrutural que conjuntural de governança.

    É preciso entender que a gestão de uma grande empresa é política.

    A teimosia é diferente do estoicismo.

    Sobretudo nos resultados que produz.

  • Parabéns, Edu, pelos ótimos esclarecimentos.
    Querenos, urgente, o fim do bolsa mídia, inclusive, das estatais.
    A mídia que sobreviva do “DEUS” mercado que ela tanto ama.

  • Não se trata de coonestar o jogo golpista da direita, é claro que ao se criticar Dilma o risco de acontecer isso é grande, por isso a crítica precisa ser feita com cuidado, e, de preferência não em público, ou seja não na presença de conservadores; ou se feita num meio público, como na mídia alternativa, precisa ser sublinhada pela manutenção do apoio à Presidenta e pela certeza de que Aécio, Marina e a corja fascista fariam algo infinitamente pior. TRATA-SE SIM DE DISPUTAR UM GOVERNO DE COALIZÃO E QUE ESTÁ TOMANDO UM RUMO EXCESSIVAMENTE CONSERVADOR, NUM MOMENTO EM QUE PRECISARIA PARTIR PARA A BRIGA(QUE O PT ADIA HÁ DOZE ANOS)PARA MUDAR ESTRUTURALMENTE ESTE PAÍS, TANTO PORQUE O BRASIL REÚNE, APESAR DE ALGUNS PROBLEMAS ATUAIS, CONDIÇÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS PARA ISSO; COMO PORQUE SE NÃO FIZER AGORA E ENTRAR NA ORTODOXIA QUE LEVOU A EUROPA À MISÉRIA(NÃO SE TRATA DE “OPINIÃO”, MAS DE CONSTATAÇÃO FACTUAL SOBRE O QUE OS LEVY’S EUROPEUS CAUSARAM EM SEUS PAÍSES), ENTREGARÁ DE QUALQUER MANEIRA O PAÍS AO CONSERVADORISMO, AFINAL QUEM VAI EXPLICAR O DESASTRE CAUSADO NO PAÍS PELA ORTODOXIA SERÁ A GLOBO(JÁ QUE O GOVERNO NÃO DEMOCRATIZOU AS COMUNICAÇÕES)QUE OBVIAMENTE NÃO CULPARÁ A ORTODOXIA POR ISSO, MAS COLOCARÁ TODA A RESPONSABILIDADE SOBRE AS MEDIDAS ANTICÍCLICAS DO PASSADO, AS QUE IMPEDIRAM QUE A CRISE NOS ATINGISSE ATÉ AGORA, “ESQUECENDO” O DETALHE DE QUE FOI APÓS O ABANDONO DESSAS MEDIDAS QUE ENTRAMOS NA CRISE. Você fala em “batalha da comunicação”, à qual a Presidenta teria convocado seus Ministro para a disputa. Como, cara pálida!!!!!!!???????? Falando aonde!!!!!!???? Na parte progressista da INTERNET, só acessada por iniciados. na TV Brasil, que ninguém vê e ainda assim possui telejornais que parecem feitos na Globo. Talvez no Jornal Nacional!!!!!!!?????? Se querem travar a batalha da comunicação, Dilma e os Ministros têm que usar a rede gratuita de rádio e televisão e falar diretamente ao povo, DE MANEIRA CLARA, JÁ QUE A ENTREVISTA DE ROSSETTO FOI UM MAR DE VACUIDADE, FICOU NAS MANCHETES E NÃO ENTROU NO TEXTO. E o Governo precisa sim ser claro, pois enquanto Rosseto não é claro aos blogueiros progressistas, e fica no vago, a Globo é bastante clara nas mentiras que relincha contra o Governo. Ou seja, enquanto Rossetto se defende num meio de pouca audiência, e ainda assim não diz nada consistente, Globo e sua turma usam meios que atingem milhões para dizer mentiras, mas de forma clara e precisa, chegando a quase separar as sílabas quanto atacam o Governo e usar as famosas “caras e bocas” dos globais para xingar Dilma em silêncio. Não dá para reagir com vacuidade, fingindo que o Governo não caminha para a ortodoxia, quando caminha sim, e que isso não mergulhará o país em uma crise; pois mergulhará; e principalmente que o Governo Dilma não poderia ir por outro caminho quando poderia, começando por não ter nomeado um psicopata neoliberal para o Ministério da fazenda(o que só agrada ao Sistema Financeiro Internacional e aos “empresários” de araque que vivem na especulação)e principalmente poderia ter feito aqueles que têm milhões pagarem a conta. Como já disse, por que não taxar as grandes fortunas!!!???????? Por que não tributar as transações financeiras!!!!!!!!!!????????? Por que aumentar a Selic em 0,5 ponto percentual e com isso retirar do Brasil em um ano R$20 bilhões (se a taxa continua nesse patamar), o mesmo valor que o Brasil “economizará” ferrando os trabalhadores e sua Economia!!!!!!!!??????Por sinal, essa “economia” feita em cima dos trabalhadores, significa menos jovens recebendo seguro-desemprego, exatamente aqueles que têm maior rotatividade no emprego e menos qualificação; menos trabalhadores pobres recebendo o abono salarial; menos pescadores recebendo o seguro-defeso, entre tantos outros, e olhando-se todos esses grupos, menos gasto na Economia, menos pessoas consumindo, portanto comércio faturando menos, indústria com quantidade menor de encomendas, etc; e todos, obviamente suportarão esses prejuízos demitindo mais pessoas, as quais também consumirão menos e por aí vai o “Levysmo” de Dilma, que será interpretado pela Globo culpando exatamente as medidas anticíclicas que evitaram essa tragédia até agora, enquanto Rossetto fala platitudes. DÁ PARA ENTENDER OU SERÁ QUE TEREI QUE DESENHAR!!!!!!!!!! Outra coisa, faltou que vocês falassem, e prestaram um grande favor a Rossetto, sobre a Operação lava Jato, QUE ESTÁ DESTRUINDO A ECONOMIA DO BRASIL, POR CAUSA DE SUPOSTOS CASOS PONTUAIS DE COMPRAS ACIMA DO PREÇO, ALGO QUE ACONTECE EM QUALQUER EMPRESINHA DE 200 EMPREGADOS, QUE SERIAM FACILMENTE SOLUCIONADOS E INVESTIGADOS SEM PREJUDICAR A PETROBRÁS, SE NÃO HOUVESSE UMA CAMPANHA MIDIÁTICA CONTRA A PETROBRÁS, O MODELO DE PARTILHA E A CAPACIDADE DO BRASIL EXPLORAR O PRÉ-SAL, COM TODOS OS EFEITOS DANOSOS DISSO NÃO APENAS NO FATURAMENTO DE PETRÓLEO, MAS NO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO QUE PODERIA SER O NOSSO PASSAPORTE PARA VIRARMOS UMA NAÇÃO DESENVOLVIDA. Agora tudo isso está sendo jogado fora, já citei os casos de cidades vendo suas populações mergulharem no desemprego por causa das demissões das empreiteiras acusadas pela Lava jato, cujos contratados foram paralisados, sem que o Governo faça nada, com DILMA MANTENDO UM BANANA NO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E COM A GLOBO “INTERPRETANDO” A LAVA JATO PARA O BRASIL, COMO SE O PT ESTIVESSE DESTRUINDO A PETROBRÁS, QUANDO NA VERDADE É A MÍDIA E A DIREITA QUE QUEREM ACABAR COM A EMPRESA DESDE 1953. E ROSSETO NAS PLATITUDES… Por que o Governo não vem a público e diz que uma coisa é a investigação, iniciada dentro deste Governo que deu autonomia à PF(aliás, “autonomia” demais, a PF virou uma agência golpista dentro do Governo por causa desse Ministro banana)e outra coisa é destruir a Economia brasileira e empresas que têm know-how para os serviços que realizam(por sinal surgiram em outro Governo Trabalhista perseguido pela mídia, Juscelino Kubstchek), gerando empregos que sustentam famílias. Bastava Dilma usar o exemplo dos EUA, onde as empresas que fornecem ao Governo e ao pentágono, quando envolvidas em casos de corrupção, sempre recebem penas mais brandas que as concedidas às estrangeiras e principalmente têm esses casos tratados sem que as atividades delas e os empregos que geram, sejam prejudicados. OS IANQUES FAZEM ISSO PORQUE SABEM QUE SE DESTRUÍREM AS EMPRESAS DELES, OUTRAS ESTRANGEIRAS INVADIRÃO SUA ECONOMIA PARA SUPRIR AS NECESSIDADES E DOMINAREM A TECNOLOGIA, COISA QUE ELES JAMAIS PERMITIRAM AO LONGO DE SUA HISTÓRIA E NÃO IRÃO FAZÊ-LO AGORA; EXATAMENTE O OPOSTO DOS QUE QUEREM DESTRUIR A PETROBRÁS, AS EMPREITEIRAS E ENTREGAR O PRÉ-SAL AOS EUA. Está na hora de falar desse jeito, não com carta de intenções, diretamente à população, ou este Governo cai, ou chegará morto em 2018. Não dá para ficar nas generalizações, enquanto a Globo especifica a mentira. É essa a guerra que o Governo e o PT têm que fazer ou suportarão a responsabilidade histórica de terem assistido passivamente a um golpe de direita sendo executado na frente deles

  • GRAÇA, a sem graça

    Ano passado GRAÇA FOSTER MENTIU ao Congresso, a casa do povo – a FALTA mais grave, no meu entender, que um agente público inserido numa República Democrática poderia cometer – mentiu ao afirmar, e depois ser DESMENTIDA pelos fatos, de que não sabia sobre os desvios e desmandos que estavam ocorrendo em diversas diretorias da Petrobrás.

    GRAÇA mentiu e se contradisse sobre a refinaria de “Passadilma”, um caso rumoroso que mantido escondido até metade do ano passado quando, revelado por auditorias, o esquema já não tinha mais como ser abafado.

    GRAÇA, dizem, em dez/14, extrapolou ao declarar inidôneas, e suspender a prestação de seus serviços, sem ter a alçada e autoridade cabível, as empreiteiras que estão sendo investigadas na Lava Jato ..e com isso, de quebra, paralisar de forma atabalhoada inúmeros investimentos que estavam sob sua guarda e que estão impingindo a pequenos empresários e investidores,a operários e seus empregos, se não ao país inteiro, prejuízos gigantescos por culpa desta “mudança repentina de planos” .

    GRAÇA, agora falam, tumultuou e descontentou o mercado ao “ser ingênua”, e NÃO saber explicar a razão do sobrepreço de R$ 61 bi dado a cerca de 1/3 dos ativos da Estatal adquiridos nos últimos tempos.

    GRAÇA, assim como outros diretores, correu a se apressar pra DOAR bens seus a seus filhos assim que os escândalos começaram a pipocar, tendo para tanto o cuidado de reservar pra si o “usufruto devido”.

    graça isso, graça aquilo..

    Olha ..se DILMA quiser começar a virar a página, há a necessidade imperiosa de se tirar a Petrobrás da pauta ..e isso só se tornará possível se GRAÇA FOSTER parar de ser motivo de piada e de preocupação com suas contradições e trapalhadas, a menos..

    ..a menos que DILMA tenha a esperança que em agindo assim, mantendo Graça, que as culpas pela maioria destes enroscos que ainda estão por vir possam ficar restritos a esta executiva enrolada (hipótese que, convenhamos, é praticamente impossível de ocorrer devido aos postos chave que Roussef exerceu nos últimos 12 anos)

    em tempo – a Petrobrás responde diretamente por 10% dos investimentos do país (diretamente), algo como 2% do PIB ..é imperioso ao BRASIL termos esta Estatal livre de amarras e de suspeitas ..pra tanto, a posse de uma nova presidência e de respectivo conselho, não pode, nem deve ser mais uma questão de querencia, mas de URGÊNCIA, uma questão prioritária de Estado.

    ..FAZER esta Cia voltar a caminhar, não é tarefa tão rápida como possa parecer ..e se a demora se concretizar, pouco ou quase nada de contribuição positiva poderemos contar para os próximos 4 anos deste governo.

    ACORDA Dilma ..dê-nos NOTÍCIAS e ações positivas ao invés de inquéritos policiais e ficha corrida, pombas ?!

  • Acho que a primeira pergunta a ser feita seria o quanto Rossetto estava autorizado a falar pelo governo porque as respostas me pareceram aquela coisa de “não posso falar nada que comprometa o governo e o coloque em choque com a velha oligarquia midiática”. Foram evasivas e acho que seria do mesmo jeito com Dilma. Penso que ela evita falar daquilo quer que aconteça para evitar especulações e desmantelamento do que está em curso (e que não sabemos exatamente o que é senão uma leitura que Dilma está à extrema direita do PT neste momento).

    Mas vou fazer aqui um comentário/questionamento que pode parecer estranho aos companheiros, mas o farei.

    Já perceberam que são os mesmos blogueiros a serem convidados para irem ao Planalto? E o Blog do Melo? E o Escreva Lola, Escreva entre outros? Será que num futuro próximo estaremos combatendo o monopólio entre os blogueiros?

  • Edu, bom dia. Desde que li o post do Cafezinho sobre a dificuldade de fala da Dilma (para mim não importa, não votei em oratória) percebi que estamos nos esfacelando e fazendo o jogo da direita e do PIG.

    Então resolvi honrar meu voto e continuar apoiando o único projeto político que está realizando um sonho que sempre tive: a diminuição da desigualdade social. Ponto.

    Sou da 1a hora do PT, frequentei o Vila Euclides, estava lá quando desligaram o microfone do Lula e o helicóptero sobrevoou o estádio e também na “noite de são bartolomeu”. Esse partido lutou muito para conseguir representação para dar outro porvir ao país.

    Vejo em Dilma valores ausentes na maioria dos políticos que nos governou. Evoluímos. Temos que ficar unidos para manter o projeto do governo em pé e impedir o isolamento da presidente.

    Sou uma pessoa muito crítica (talvez por isso vote no PT e não no PSDB, rs), sei que em alguns momentos vou criticar, mas não vou deixar de apoiar. Em 2018 não quero ser governada por neoliberal.

    Quanto ao seu post, foi esclarecedor, só agora entendi direitinho as políticas anticíclicas – é um novo momento, o governo será capaz de dar conta se participarmos, apoiarmos e sugerirmos melhorias, fazendo um contraponto positivo ao atrasado congresso que elegemos.

  • Eduardo, diante do quadro atual, será que não estamos exigindo demais de Dilma?
    Ela luta bravamente pela manutenção do Estado Democrático de Direito. Vislumbram-se aqueles que não aceitam um país soberano, justo e solidário. Não abrem mão de privilégios. Sabem que o Regime de Partilha, a exigência de alto percentual de nacionalização das encomendas da Petrobrás, aceleração da infraestrutura, o desenvolvimento da indústria de defesa, o reequipamento da FFAA, o estímulo à inovação e pesquisa inquieta seus aliados externos. Não aceitam “esse programa” que objetiva dar a TODOS a mesma oportunidade de acesso a creche, ao ensino fundamental, médio e superior à saúde e a redução drástica da desigualdade.

  • O capitalismo financeiro não se interessa em investir na produção. Se o Estado não cuidar da infraestrutura (elétrica, de transportes e de distribuição de água) e da criação de empregos, não é a burguesia que o fará, porque ela não se interessa por isso.

    Aplicar no mercado financeiro rende muito mais do que fabricar fogões e geladeiras. E dá muito menos trabalho. Para a iniciativa privada só vale a pena gerar emprego se os salários forem bem baixos, os direitos trabalhistas extintos e o trabalhador aceitar trabalhar por um prato de comida e uma casinha de cachorro.

    • Transparente, mas não muito.

      A Auditoria Cidadã da Dívida entrou no Portal da Transparência, mas não encontrou algumas informações fundamentais.

      Uma delas diz respeito a propriedade dos títulos da Dívida Pública.

      Quem são os nossos credores, CGU?
      Se a dívida é pública, porque não podemos saber para quem devemos?

      Esse é o maior gasto público do Brasil, visto que pra 2015, está previsto que 47% do orçamento é destinado exclusivamente para Juros, amortizações e refinanciamento da dívida pública.

      O Portal da Transparência não tem essa informação.

    • então…
      pra discordar do Edu, cito post do nosso M Rosário sobre INVESTIMENTO estrangeiro mundial em 2014, dados da UNCTAD no Tijolaco.com.br/blog :
      Brasil galga 2 posições e fica em 5º no ranking mundial de investimentos
      31 de janeiro de 2015 | 12:25 Autor: Miguel do Rosário

      queda de 3% nos investimentos no Brasil entre 2013/14. Nada que justifique nada. Nosso maior problema, me parece, são os juros da dívida eterna, que nos leva metade do PIB. Aí é que mora o perigo. Sai uma AUDITORIA desta dívida quando?

      Chega de neoliberalismo. Ele NUNCA vai resolver NADA a favor das pessoas ou do país…

      E a bandidagem da mafia midiatico juridica. Até quando poderá ser tolerado este murro na cara da Democracia que é o tal Innovare? Uma indecencia, excrescencia, uma ABERRAÇÃO uma Organização corruta e mafiosa como a globo/midia brasileira “premiando” Juízes!?!? Isto é ESCANDALO MUNDIAL!

      O que a midia mundial independente acha disto?

      Sabe… tá ficando desolador.

      :((

  • Edu, ontem vi um cartaz da UNE em que embaixo do texto estava escrito “oposição de esquerda”. Está certo, todo governo de centro-esquerda precisa de uma oposição de esquerda. Puxar a corda para cá para contrabalançar a oposição feita pela direita.
    Só que o Brasil não é um EUA, uma Noruega, onde a oposição atua dentro das regras do jogo. Aqui a direita é golpista. As pessoas precisam entender isso. Esses caras do Passe Livre nem contam, são uns incendiários irresponsáveis.
    Mas alguns bem intencionados precisam dosar melhor suas críticas. Podem questionar o Rosseto, mesmo apoiando o governo, é democrático. Mas que tal combater os adversários de sempre? Agora mesmo, ninguém alardeia o desemprego em 4,3%. O número que corre por aí é o tal 88 bilhões de roubo. O que é uma mentira, pois a PF chegou nos 2,8 bi. Vamos discutir isso, ou deixar a mentira do pig prevalecer?

  • Entendo que o governo Dilma deve partir para o enfrentamento com a mídia que há 12 anos está encurralando o governo com agendas negativas, onde 24 hs por dia só se fala em corrupção. Ninguém aguenta mais isso! Mesmo as boas notícias quando são divulgadas, procuram dar conotação ruim. Agora não é abrindo o capital da CEF que se vai resolver a situação do País. Isso não iremos aceitar, Dilma venceu as eleições prometendo não privatizar. Quanto a política econômica, as políticas que Levy pretende implantar, a meu ver estão indo em direção contrária as que os EUA e a Europa estão pretendendo, ou seja, o Banco Central de seus respectivos países investirem dinheiro público para alavancar suas economias.

  • – A Petrobras está sofrendo um massacre pela mídia, e sua diretoria se mostrou parva e sem visão, ao divulgar o tal relatório de prejuízos. Depois teve que voltar atrás e reconhecer que aquele “relatório” era uma bobagem. Tarde demais.

    – Senador Serra “prevê” que Dilma não terminará seu mandato. Vários políticos propõem golpe de estado. E o governo silencia.

    Para onde caminhamos, se o governo mantiver sua (falta de) atitude.

  • A regulação econômica da mídia é necessária. Não escapa aos olhos do observador atento a inadequação de um estado de coisas no qual parlamentares possuem veículos de comunicação. O poder sarneysista no Maranhão, p.ex., foi amplamente alicerçado nesse tipo de relação nefasta. A promiscuidade entre donos de meios e políticos é um malefício para o aperfeiçoamento da democracia. Por outro lado, também não foge da vista do olhar mais atento o fato de ser extremamente difícil proceder a qualquer mudança na imprensa — mesmo que estritamente em seus aspectos econômicos, deixando de lado o conteúdo da informação — quando o quadro político se mostra bastante desfavorável a quem deseja tocar a mudança, caso de muitos dos simpatizantes do governo atual.

    O que fazer, diante de tal dilema?

    Não escapa aos olhos do governo atual a necessidade de melhor se comunicar com a população. Parte do déficit de imagem de que padece Dilma, hoje, advém da fraca ponte de comunicação que se foi estabelecendo com a população de 2011 até aqui.

    Mas há uma mudança de rota em curso. Outro dia a imprensa noticiava entrevistas dadas por ministros do governo atual. Nada demais, pelo menos a priori. Mas o detalhe da coisa é que as perguntas e respostas foram entabuladas via Facebook. Prometem-se muitas e muitas ações neste sentido. Com toda razão, dado o exponencial crescimento que vem experimentando a comunicação via redes sociais. O Facebook é apontado por mais de 80% da população internauta como fonte de informação no Brasil, dado que a revista Carta Capital alega ter chamado a atenção de marqueteiros políticos norte-americanos — que por cá pousarão em busca de novidades a serem exploradas para a sucessão do presidente Obama.

    O uso inteligente de redes sociais pode alavancar a popularidade do governo, em médio prazo. As medidas macroeconômicas impopulares de agora, alega o governo, terão, mais à frente, o condão de fornecer a base necessária para que o crescimento de nosso país seja retomado. Como transmitir tal mensagem? Estão aí as redes sociais sendo utilizadas. Lá adiante, em outro cenário político, com as coisas restabelecidas em termo de popularidade, poderá haver chance de implementar algum ordenamento econômico na imprensa. Por ora, não existe tal oportunidade. Qualquer tentativa, agora, será vista como cerceamento da liberdade de informação por um governo que se vê acusado sem conseguir prova sua inocência. O governo atualmente não pode se dar ao luxo de enfrentar mais este desgaste, justo em um momento em que a imprensa tanto anuncia o impeachment de Dilma dando voz a personalidades oposicionistas como Aécio Neves, Aloísio Nunes e o menos conhecido Alberto Goldmann.

  • Sugestão de leitura: Edição 834 de Carta Capital. Nesta edição, as medidas tomadas pelo ministro da Fazenda Joaquim Levy e seus impactos para o País (http://www.cartacapital.com.br/revista/834/confira-os-destaques-da-edicao-834-de-cartacapital-942.html)

    Com certeza os problemas apontados são de extrema gravidade. Mais urgentes – e de enfrentamento possível – do que uma alteração nos meios de comunicação a estas alturas do campeonato.

  • O governo nunca deu bola para os blogueiros e internautas atendia em audiencias e só,
    mas a convites da globo e folha,não perdia uma,nós para o governo não passamos de meros palpiteiros,nunca fomos ouvidos,deu no que deu,agora vão nos convocar para irmos as ruas,e vamos nos novamente as rua,porque para nós o que realmente importa e o Brasil e os brasileiros,para o governo e só o poder,esta e a nossa diferença.

Deixe uma resposta