2017: Jogar a culpa no PT vai colar cada vez menos

Análise

desculpas-capa

 

Michel Temer investiu-se de uma missão árdua: convencer as pessoas a gostarem de seu governo mesmo que não tenham a menor razão para tanto. Ele acredita nos poderes mágicos da mídia omissa e dos marqueteiros espertalhões.

Para o autoproclamado “presidente da República” – que muitos preferem chamar de usurpador –, porém, é perfeitamente possível a vida das pessoas continuar piorando e elas continuarem colocando a culpa nos “governos anteriores” ad aeternum.

No mundo real, porém, teria que fazer mágica para conseguir algo meramente parecido com apoio popular. Então ele tentou fazer.

Em comunicado divulgado no Portal Brasil sob o título “120 dias com coragem para fazer as reformas de que o Brasil precisa”, Temer começa mentindo – contabiliza apenas 120 dias de gestão, sendo que assumiu há exatos 232 dias.

Para fazer mágica, Temer diz que sua “posse efetiva” ocorreu há 120 dias, mas o mesmo Temer disse, recentemente, que ignorou a condição de interino e governou desde maio “como se efetivo fosse

Será que Temer esqueceu o que disse? Claro que não. Ele sabe que pouca gente neste país se informa corretamente sobre política – lendo e ouvindo os dois, três, quatro lados, enfim, quantos lados houver.

Temer fala em “coragem”, mas tem evitado comparecer a palanques, estádios e até velórios por medo de ser vaiado.

O comunicado temerário enumera 40 medidas “que já se tornaram realidade”, como se tudo que se tornasse realidade fosse bom. Desastre de trem pode se tornar realidade e nem por isso é bom.

É o caso das medidas econômicas que perpetrou ou está para perpetrar com a cumplicidade do mesmo Congresso que é seu comparsa no golpe para derrubar o governo legítimo do Brasil.

Temer diz que a reforma da Previdência vai garantir a aposentadoria “das gerações atuais e futuras”, mas não explica, por exemplo, que há Estados onde a expectativa de vida dos homens é de 65 anos, idade em que começaria a aposentadoria só de quem começou a trabalhar aos 15 anos de idade e nunca ficou desempregado.

Diz que o governo assegurou a “moralização das nomeações nas estatais”. Há poucas semanas, Temer loteou seis vice-presidências da Caixa entre partidos aliados. As nomeações atenderam a PSDB, PP, PR, PSB, DEM e PRB.

Temer gaba-se do teto de gastos públicos que irá vigorar por 20 anos e que deve promover um desaquecimento dramático da econômica em um momento em que o país precisaria voltar a crescer e, para tanto, precisaria que o Estado liderasse os investimentos.

Temer disse que está fazendo ajustes nas contas públicas sem criação de novos impostos. Sim, claro, porque vai tirar dinheiro da Saúde, da Educação, do saneamento básico, do transporte, da Segurança Pública para que ricos não paguem mais impostos, já que pobre não tem como pagá-los porque mal ganha para sobreviver.

Será tão difícil explicar isso ao povo? Duvido.

Temer ainda fala de bobagens como “redução do número de ministérios”, medida que não representou nada, feita para enganar trouxas, já que as pastas que existiam com microestruturas continuarão assim, agora fundidas.

Só muda a contabilidade do número de pastas, não o gasto com elas. E, se mudar, não muda pela extinção de pastas, mas pelo recém-criado “teto de gastos públicos”.

Temer se gaba da Lei que desobriga a Petrobras a ser operadora de todos os blocos de exploração do pré-sal, quando esse é um passo para a desnacionalização da gigantesca reserva petrolífera, que, nos próximos anos, os golpistas tentarão doar ao capital estrangeiro em troca de gordas propinas.

O usurpador Michel Temer ainda tenta engabelar a sociedade dizendo que fez a inflação cair, quando se sabe que ela começou a cair em janeiro, muito antes de Dilma ser derrubada pelo Senado.

desculpas-1

Mas não importa muito o que os golpistas pensam, o que importa é que eles só conseguirão fazer a mágica de que precisam para não serem defenestrados pelo voto em uma eleição que pode ocorrer tanto em 2018 quanto no ano que entra se conseguirem aliviar a situação aflitiva em que o povo está mergulhando cada vez mais.

Mas como Temer fará a vida do povo melhorar? O congelamento de gastos públicos inibe o grande motor de investimentos, o setor público. E o setor privado cansou de pregar essa peça no Brasil dizendo que só vai investir se o país arrochar salários, direitos, programas sociais.

Vai ser difícil o país se recuperar do que os golpistas estão fazendo. E o pior talvez nem seja a retirada de direitos, arrocho dos salários, da previdência, dos programas sociais, mas a doação do pré-sal. Esse vai ser o maior roubo do mundo.

Mas nem tudo é má notícia. A continuidade dessa desgraça mal chamada de “governo” Temer vai devolver o juízo ao povo – e, quando se diz “povo”, não é alusão àqueles vagabundos que vestiram camiseta da Seleção, mas ao povão mesmo, aos brasileiros que carregam este país nas costas em suas extenuantes jornadas de trabalho assalariado.

O prejuízo aos brasileiros que será causado por essas reformas será fortemente sentido e vai fazer piorar a vida de todo mundo. E aí entrará de novo em campo o fenômeno que fez o povo condescender com o golpe parlamentar contra Dilma.

Os brasileiros gostam de milagres – deve ter algo a ver com a religiosidade desmesurada deste povo. Acreditamos, os brasileiros, que tirando o PT do poder tudo entraria nos eixos, como diziam os golpistas. Acreditaremos que, trazendo Lula de volta, retornará a prosperidade que permeou todo o seu governo de oito anos.

Na verdade, para impedir que o PT dê a volta por cima a mídia e seu braço policial (Lava Jato) sabem que só resta a extinção autoritária do partido, por decisão de Estado. E a prisão de Lula, claro. Sem esses dois atos de arbítrio, o PT e Lula voltam muito antes do que se pensava.

Isso é o que resulta da mentira. Se o inferno existir, deve ser um lugar em que você tem que ficar correndo atrás das mentiras que será obrigado a contar dia após dia.

A mentira é mais torturante para quem a conta do que para quem a escuta. O mentiroso tem que ir contornando e escondendo os fatos, senão eles vêm à tona. E é isso o que vai acontecer com os golpistas.

Por enquanto, vão ficar com essa malandragem de tentar fazer as pessoas acharem que eles estão há pouco tempo no poder. E de atribuírem a Dilma, a Lula e ao PT a culpa pela sabotagem que eles praticaram no Congresso e com a Lava Jato.

Mas como será daqui a seis meses, quando as medidas duras que foram propostas agora ao Congresso já estiverem se fazendo sentir? Vai ser uma desgraça. O povo vai ficar furioso quando vierem com a desculpa de que a culpa é do PT, do Lula, da Dilma…

 

62 comments

  • Sério?
    Porquê?

    Até Dilma culpava FHC, agora já não dá mais tempo para culpar o PT???????

    Vai levar 40 anos para limpar o país dos malfeitos petistas, ainda bem que já começou.

    • Não diga bobagem. Um ano depois de Lula receber o Brasil quebrado de FHC (informe-se), a economia brasileira estava ingressando em uma era de ouro que durou 11 anos. E Dilma nunca acusou FHC.

      • Lula seguiu o modelo econômico de FHC – não adiante rebater isto, é sabido por todos – então se FHC entregou quebrado e lula deu continuidade como ele recuperou em um ano?

        Porque lula rasgou o modelo econôomico do PT?

        Lula não administrou a economia do país, ele apenas derramou MUITO dinheiro, de forma irresponsável, TODO MUNDO SABE, com o intuito de não sair mais do poder.

        O resultado é o que se vê hoje. Recessão, medidas duras e um país no caos.

        Agora, na hora do remédio amargo é que lula deveria estar no governo. Queria ver o que vocês diriam das necessárias e inevitáveis medidas duras e amargas que ele obrigatoriamente teria que tomar.

        • Meu senhor, quem está seguindo a risca a cartilha de FHC, privatização, medidas “amargas” que Aécio disse já em sua campanha que tomaria. Deixa de ser ingênuo, o resultado desse estado mínimo proposto por vcs só traz desemprego, fome e recessão, eu já vi esse filme e não esqueço. Depois não reclame.

          • Com todo o respeito, não desperdice o seu tempo discutindo com esses tipos – em 2018, quando a derrota nas eleições for iminente, a direita vai se dividir entres os psicopatizados e os psicóticos, sendo que ambos os tipos vão querer te estuprar e/ou te matar; é melhor começar a fazer aulas de auto-defesa e se fortalecer fisicamente – as mulheres serão as vítimas preferenciais quando os surtos da direita se tornarem coletivos

        • “Medidas duras e amargas”. Tirou isso da fala do Temer? Esse é um dos maiores clichês do pensamento unico neoliberal do pig. Conhecido também como “fazer o dever de casa”.
          Todos os países mais civilizados do mundo estão abandonando esse receituário, porque sua consequência é sempre a mesma, recessão e desemprego. Todos, Alemanha principalmente, controlam os juros e botam o Estado para investir na economia e garantir a renda do trabalhador.
          Os bancos desses países passam então a usufruir do receituário neoliberal aplicado nos países otários, como agora é o nosso, o grande otário do planeta.
          Pare de ler Leitão e Sardenberg, e leia economista sério, se não quiseres continuar na ignorância obtusa, é claro.
          PS: Dilma não só não culpou o FHC como elogiou-o, talvez por pena, por ser detestado pelo povo.

        • João, se você não tem conhecimento, não venha para cá com achismos.

          O Brasil de 2002 a 2013
          Prof. Luiz Alberto de Viana Moniz Bandeira

          1. Produto Interno Bruto:
          2002 – R$ 1,48 trilhões
          2013 – R$ 4,84 trilhões

          2. PIB – Produto Interno Bruto por pessoa
          2002 – R$ 7,6 mil
          2013 – R$ 24,1 mil

          3. Dívida líquida do setor público:
          2002 – 60% do PIB

          2013 – 34% do PIB (quase metade)
          4. Lucro do BNDES:
          2002 – R$ 550 milhões
          2013 – R$ 8,15 bilhões

          5. Lucro do Banco do Brasil:
          2002 – R$ 2 bilhões
          2013 – R$ 15,8 bilhões

          6. Lucro da Caixa Econômica Federal:
          2002 – R$ 1,1 bilhões
          2013 – R$ 6,7 bilhões

          7. Produção de veículos:
          2002 – 1,8 milhões
          2013 – 3,7 milhões

          8. Safra Agrícola:
          2002 – 97 milhões de toneladas
          2013 – 188 milhões de toneladas

          9. Investimento Estrangeiro Direto:
          2002 – 16,6 bilhões de dólares
          2013 – 64 bilhões de dólares

          10. Reservas Internacionais:
          2002 – 37 bilhões de dólares
          2013 – 375,8 bilhões de dólares

          11. Índice Bovespa:
          2002 – 11.268 pontos
          2013 – 51.507 pontos

          12. Empregos Gerados:
          Governo FHC – 627 mil/ano
          Governos Lula e Dilma – 1,79 milhões/ano

          13. Taxa de Desemprego:
          2002 – 12,2%
          2013 – 5,4%

          14. Valor de Mercado da Petrobras:
          2002 – R$ 15,5 bilhões
          2013 – R$ 104,9 bilhões

          15. Lucro médio da Petrobras:
          Governo FHC – R$ 4,2 bilhões/ano
          Governo Lula e Dilma – R$ 25,6 bilhões/ano

          16. Falências Requeridas empresas em Média/ano:
          Governo FHC – 25.587
          Governos Lula e Dilma – 5.795

          17. Salário Mínimo:
          2002 – R$ 200 (1,42 cestas básicas)
          2014 – R$ 724 (2,24 cestas básicas)

          18. Dívida Externa em Relação às Reservas:
          2002 – 557%
          2014 – 81%

          19. Posição entre as Economias do Mundo:
          2002 – 13ª
          2014 – 7ª

          20. PROUNI – 1,2 milhões de bolsas para estudantes universitários

          21. Salário Mínimo Convertido em Dólares:
          2002 – 86,21 dólares
          2014 – 305,00 dólares

          22. Passagens Aéreas Vendidas:
          2002 – 33 milhões
          2013 – 100 milhões

      • Caro Eduardo ..eu entendo o que tenta passar ..mas, o PT tem muita CULPA sim ..ele e seus direigentes tipo o Falcão em nome e PARDAL em atitude

        Culpa qdo escolheu pra sua executiva tipos medíocres como Delúbio ..ou no legislativo gente como C.Vacarezza, Luiz Moura e A.Vargas ..C.Buarque, Marta ..pior ..MUITO PIOR

        Qdo deixou que personalidades AUTORITÁRIAS e ARROGANTES fossem guindadas ao executivo pra nos governar e que, através das suas querências e SISMAS, fora de colheram inúmeros FRACASSOS em suas medíocres experiências que usaram a população como suas cobaias, deixaram ainda como herança a imagem de que o partido não possuí mais lideranças autenticas (aqui ..destaco tipos como DILMA e HADDAD que ilustram muito bem o que eu digo ..estes que reputo como os maiores RESPONSÁVEIS pelo colapso do partido em SP)

        ..e olha que nem vou entrar em detalhes sobre as praticas de abuso de PODER e FINANCEIRO pra se manter no PODER ou mesmo pra se viabilizarem enquanto governo (isso chegando a ter 85% de aprovação do povo) ..ou mesmo quanto traindo sua história foi tentar apoio com abjetos como R.Jeferson, V.C.Neto e Maluf etc

        e ..desculpe ..talvez como saideira pra este ano de péssimas memórias ..sem procurar muito, achei esta gracinha de Mama Vana aonde ela joga nas costas do GOLPISTA e VELHACO THC (que de inocente também não tem nada) a responsabilidade pela perpetuação da bandalheira na Petroleira nos anos mais recentes..

        ..anos, bom que se diga, em que a empresa mudou radicalmente sua filosofia, poder e PORTE, inclusive tendo sob si projetos MARAVILHOSOS que serviriam pra REDENÇÃO definitiva do país, eles que foram tratados como se fossem modestas ampliações de réles botequins ou de puteiros de periferia decadente ..uma pena ..mesmo pq agora estamos sendo sujeitados passivamente aos desmontes de “temerosos e seus parentes”

        https://www.youtube.com/watch?v=-UU_O_ba_W0

        Caro Eduardo, eu tb queria que fosse ou tivesse sido diferente ..pena que não foi

        abçs

        • Romaneli é fraquinho e obtuso, coitado. Difícil ser de direita abominação cognitiva; esse romaneli é um exemplo tipico. Edu não sei como vc aguenta ficar lendo e escutando a mesma ladainha e mentiras desse tipo de gente. Tb não entendo o que o cara faz nesse blog, melhor seria escrever um livro e ter ser próprio blog. Uma canseira ZZzzZzzzZzzzz

      • Mais do que se livrar dos malfeitos dos chamados petralhas, é preciso se livrar dos malfeitos de bancos e da mídia. O José Roberto Marinho, por exemplo, é sócio do melhor amigo do Temer numa empresa de fachada! A sociedade ainda tem figuraças do mundo financeiro… Tá tudo numa longa reportagem que um blogue de humor aqui de Portugal publicou. Eles ainda disponibilizaram na internet todos os documentos provando as falcatruas. O endereço é http://www.tabapuapapers.blogspot.com.

  • A impressão que me dá de toda situação que estamos vivendo é de que o povo está anestesiado e não consegue acordar. Já vem ao longe os bons tempos em que viveram nos governo Lula e parte da Dilma. Acha que não mereceu aquilo que aconteceu. Que foi tudo um sonho e que já esteve tão acostumado ao pesadelo que o que vive agora não importa mesmo.

  • Mas culpar o FHC ainda cola? Me parece mais um dos planos mirabolantes q não dão em nada! Apostaram nisso nas eleições municipais e levaram uma surra historica…

    • Pra pessoas como você a história começou em 2015. Não começou. Vocês foram arrasados nas eleições de 2002, 2006 e 2010. Há duas deu uma surra em Serra em 2014. Times de futebol e políticos podem levar goleadas, mas também pode dar goleadas. Vocês vão ter uma surpresa

  • Eduardo,um feliz 2017 a vc e sua familia.Um carinho especial a guerreira Victoria.Que o proximo ano tenhamos um Brasil mais justo.Que Deus proteja sua familia.Bendiciones!Grato por sua luta e seu patriotismo por um Brasil melhor para todos.Boa noite.Abr.

  • Eles estão perdidos, digo os pmdbistas deste governo golpista!
    Eles vão ter que engolir o lula em 2018.

    Eles os golpistas como, globo, PSDB, PMDB,dem, PP e outros que contribuíram para a sacanagem de todos os séculos.

    Lula 2018, o povo vai saber reconhecer quem foram os bandidos.

  • Culpar a Dilma? Não deixaram ela governar desde Outubro de 2014.
    Culpar o PT pela desigualdade? O PT governou o Brasil 12 anos e fez do País a 6a economia do mundo. A UDN-ARENA-PDS-MDB-PMDB-PSDB e asseclas governaram o Brasil 503 anos e criaram um País com uma das maiores desigualdades do planeta, o Pais do G20 que só perde pelo número de favelas com a India que tem mais de 1 bilhão de habitantes.

    Esta elite brasileira é a mais selvagem e atrasada do planeta, eu atesto morando há mais de 22 anos na Austrália. Pela primeira vez na minha vida, tenho vergonha do Brasil. Pois, para quem vive no mundo civilizado, um País só é respeitado pelos outros paises civilizados, quando vemos um esfôrço de um governo em melhorar a vida dos vulneráveis. O Brasil para nós civilizados virou um nada. Nem notícias temos mais do Brasil, a não ser tragédias como a queda do avião da Chapecoense e que o País é governado por bandidos. Havia respeito antes pela própria mídia daqui, hoje é apenas a confirmação que o Brasil não passa de uma república de malfeitores. Infelizmente esta é a imagem que se tem na Austrália, England, Canada, NZ enfim em todo Commonwealth. Vejo o mesmo nos sites da Germany, France, Spain e outros Paises. Triste fim de um País que há pouco tempo estava nas páginas dos principais jornais do mundo como modelo em erradicar a pobreza e melhorar a vida dos cidadãos menos favorecidos. Uma tragédia, vendo de longe, uma tragecomédia, quando juntamos a atuação des alguns promotores, procuradoes, juízes, polícia federal e STF. Vimos fatos de omissão e partidarismo nestes setores. Vemos juizes cometerem crime contra o estado, e ficarem impunes e ainda no comando. Vemos coronéis de togas como líder partidário de forma descarada, impensável em um País civilizado. Vemos uma midia, comandada pela rede globo como uma peça escrita no século XV, são atrasados, medievais mesmo. Sem uma reforma econômica da mídia, vendo de fora, o Brasil será sempre um Pais atrasado.

        • https://www.youtube.com/watch?v=Fa1xuBbA7og

          O tema FAVELA pra mim é muito caro ..repito aqui quase toda semana ..sempre ..desde sempre ..acreditei que um programa de erradicação destas MALDITAS áreas ..com o ESTADO fornecendo moradias dignas àqueles brasileiros (boas, bonitas, baratas, de BAIXA manutenção e alta qualidade) ..só isso respaldaria um crescimento por DÉCADAS desta pátria ora combalida

          Convenhamos ..os movimentos ditos SOCIAIS são os primeiros que ainda estimulam invasões urbanas e depositam seus seguidores em áreas desumanas e FÉTIDAS ..atrasam, depredam, desvaloriza e azucrinam enquanto podem nas periferias pois sabem que se qq programa que ali der certo, que então seus “templos de poder e pregação” se esvaziarão perante as próprias massas que hoje lhes “dão sustentação”

          Foi assim com as UPPs no RJ ..com os mal tocados e acabados Cingapura e Mutirões em SP ..agora mesmo com a versão até do HADDAD aonde sua VICE Nadea Campeão insuflava toda e qq invasão

          colegas – aqui tem adolescente dizendo que prefere TRAFICANTE do que governo

          Não, desculpe “minha gente” ..aqui LULA tb falhou ..MAMA VANA então foi pior ..essa diante duma crise ainda insuflou consumo de bobagens e de carros financiados com prestações a perder de vista embebidas em JUROS de AGIOTAGEM ..resultado ..hoje as famílias que já eram frágeis, estão desmilinguidas, empobrecidas ..INVIABILIZADAS em sonhos e como saída

          Agora imaginem …imaginem se ao invés do pobre ter comprado carro CARÍSSIMO e de péssima qualidade das montadoras ESTRANGEIRAS e passageiras ..se eles tivessem tido moradia pra comprar a preços acessíveis moradia ..com certeza o país até hoje estaria vendo crescimento com a economia bombando em aquisições por mais urbanidade e conforto

          isso sem falar na violência que cairia ..assim como veríamos melhor desempenho na educação, SAÚDE, saneamento, previdência etc etc

          em tempo – até MAMA VANA disse que o MINHA CASA estava fornecendo favelinhas certo dia ..até EIKE BATISTA defendia moradias com 60 m2 construídos

          qual seja ..antes de apontarmos pra culpa dos outros ..acho mesmo necessário repensarmos o que afinal alguns dos nosso fazem quando no poder ..

    • S Rod, aproveita e da um chega pra la nos romanelis da vida; eita gentinha atrasada, fraquinha, obtusa e abjeta. Precisamos dos jovens que estão cada vez mais engajados e dispostos a lutar. Fora comedores de alfafa !

  • Os brasileiros “condescenderam”, para usar a sua expressão, com a derrubada de Dilma, ou, para usar a minha, que considero mais apropriada, ficaram apáticos diante de um processo de lavagem cerebral que os fez acreditar que a vontade de uma minoria(da qual sabiam não pertencer)era a vontade de todos, numa dicotomia esquisofrênica só possível pela enorme falta de consciência da cidadania de nossa população e pelo trabalho da mídia, só agiram dessa forma, apática e inconsequente, porque achavam que as mudanças que ocorreram em suas vidas eram “naturais”, “irrevogáveis”, jamais associando essas mudanças, e principalmente a continuidade e presevação delas, a um projeto político, ao menos não de forma plena. Serei mais claro, novamente os brasileiros foram vítimas da contradição entre sua despolitização, que não foi combatida pelos Governos de Lula e Dilma, e seus instintos. Ao mesmo tempo em que atribuíam ao PT, Lula e Dilma, a melhora em suas vidas, e a maior prova disso é que escolheram os Governos petistas em quatro eleições, apesar do enorme terrorismo da mídia, também viviam outra percepção, resultante da não mobilização das pessoas em torno das conquistas obtidas, a sensação de que essas conquistas eram “naturais” e inalteráveis; que suas vidas melhoraram de forma espontânea, dentro de um processo quase alheio à vontade(principalmente de um projeto político, quando muito, bovinamente acreditavam no “próprio esforço”)e portanto jamais poderiam ser modificadas por serem coisas naturais, como a Lei da Gravidade. É evidente que essa visão despolitizada é resultante da ideologia individualista de nossa Sociedade e jamais foi combatida pelos governos do PT. Lembro-me de que, ainda na eleição de 2014, quando procurava convencer algumas pessoas simples a votarem em Dilma devido à necessidade em garantir a manutenção das políticas sociais do Governo, ter ouvido de um deles que “o Bolsa Família não acaba”, ou seja, para aquele sujeito era como se um PROGRAMA CRIADO PARA POR UMA AÇÃO DE GOVERNO, E QUE PORTANTO PODERIA SER TAMBÉM EXTINTO POR UMA AÇÃO DE GOVERNO, FOSSE ALGO NATURAL, QUE EXISTIA PER SI E INDEPENDENTEMENTE DA VONTADE. Foi esse jogo dicotômico(acreditar que as conquistas eram naturais X atribuí-las ao PT) que, a a partir da campanha da mídia contra Dilma, começou a pender para o lado da despolitização e fez os mesmo brasileiros que, na hora “h” temiam perder seus programas “naturais” e votavam em Lula e Dilma, acreditarem que nada mudaria em suas vidas e não se mobilizarem contra a derrubada de alguém que, embora não odiassem, lhes era negativamente indiferente. É verdade que, com a piora das condições de vida que o ditador Temer promove, os brasileiros rapidamente acordarão para o que tinham há pouco tempo e associarão aos Governos petistas(principalmente a Lula, dada sua ligação com as massas e a punjança do final de seu Governo) a criação dessa melhora, como também o caminho para que ela seja recuperada. Contudo, não subestimemos a direita. Além do poder de prender Lula e extinguir o PT, há a possibilidade de cancelamento das eleições de 2018, a qual me parece bastante provável. UM “ATENTADO” FABRICADO PELOS CONSERVADORES OU QUALQUER ASNEIRA SEMELHANTE, DISSEMINADA PELA GLOBO, FARÃO O SERVIÇO. Sem contar que, prendendo Lula e enfraquecendo o PT, a direita garanta a eleição de um esquerdista “anódino”, um bonzinho que seja direitista enrustido e conduza, de forma sutil, a perpetuação do status quo golpista, enganando aqui e ali, mas mantendo o Brasil dentro do neoliberalismo. POR ISSO, É MAIS QUE URGENTE A MOBILIZAÇÃO POPULAR NAS RUAS, TANTO PARA DEFENDERMOS NOSSOS DIREITOS E O PRÉ-SAL DO ROUBO QUE OS ATINGE, COMO PARA CONSEGUIRMOS QUE LULA NÃO SEJA PRESO E POSSA CONCORRER EM 2018 , POIS SÓ ELE PODE NÃO APENAS VENCER A GLOBO, MAS CONDUZIR UMA TRANSIÇÃO À ESQUERDA.

  • :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta por sabujos sujos e sabujas sujas a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria) dos e das canalhas direitistas…
    .
    ATENÇÃO, PREZADO BLOGUEIRO PROGRESSISTA EDUARDO GUIMARãES:

    NOSSOS MAIS SINCEROS VOTOS DE FELIZ ANO NOVO DE 2017 PARA O BLOG DA CIDADANIA E SEUS LEITORES E MUITOS ADMIRADORES . . . Gostaríamos imensamente de também poder contribuir para a manutenção financeira deste valoroso Blog da Cidadania, só falta o prezado blogueiro disponibilizar essa possibilidade. Estamos aguardando ! ! ! !
    :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta por [email protected] [email protected] a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria) dos e das canalhas direitistas…
    .
    PARA A ENÉSIMA PUTifARIA ( patifaria + putaria ) DA DIREITA:
    Foi com muito cálculo que se preparou mais essa para o PT (e/ou as esquerdas, o progressismo/trabalhismo). E, ao que parece, o partido não contava nem se preveniu para essa eventualidade. Aliás, é estranho o número de vezes que o PT é pego de calças curtas, desprevenido e perplexo. E, o que mais espanta, é que seus inimigos nem parecem ser tão espertos assim.
    .
    AS MORDOMIAS DOS MARAJÁS EM PÉ DE GUERRA:
    Os 17 mil juízes receberam em média 46,1 mil por mês em 2015;
    Os 1,2 mil promotores e procuradores de Justiça recebem salário máximo teórico de 33,7 mil mensais;
    Magistrados e promotores têm auxílio-moradia de 4,3 mil mensais. Se morarem juntamente com um cônjuge que também tem direito a auxílio, ambos recebem da mesma forma;
    Todos têm 60 dias de férias por ano e, em caso de trabalho fora do local, uma diária equivalente a 1/30 da remuneração mensal;
    Pena máxima em caso de punição disciplinar: aposentadoria compulsória com salario integral (i$$o é punição mesmo ou é premiação ?…)
    .

    Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/distopia [consultado em 01-10-2016].)

    ::
    O fetiche da mercadoria
    ou
    dA coi$ificaçãØ do ser humano
    ……………………………………………para o poetamigo e Doutor em Comunicação Laerte Magalhães
    .
    .
    ..………………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØ
    ……………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØ
    ..………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØ
    ……………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØ
    ..………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØ
    ……………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØ
    .
    …………………………………………………………………………………(Cláudio Carvalho Fernandes)
    .
    O poema acima (O fetiche da mercadoria…) apresenta-se, no original, em forma de cubo, o protótipo da mercadoria.
    ::
    ::
    O fetiche da mercadoria
    ou
    dA coi$ificaçãØ do ser humano
    ……………………………………………para o poetamigo e Doutor em Comunicação Laerte Magalhães
    .
    .
    ..………………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØ
    ……………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØ
    ..………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØ
    ……………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØ
    ..………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØ
    ……………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØ
    .
    ……………………………………………………………………………………(Cláudio Carvalho Fernandes)
    .
    O poema acima (O fetiche da mercadoria…) apresenta-se, no original, em forma de cubo, o protótipo da mercadoria.
    ::
    Desalienando a ma$$ificação coi$ificante
    .
    É melhor
    Ser um, mesmo que zero, à esquerda
    Do que, títere-palhaço, a-penas (só) faz-ser nú-mero$-$$ à direita
    …………………………………………….(Cláudio Carvalho Fernandes)
    ::
    Poema Z
    …………………………………………….Para Dilma, Lula e o PT e todas as forças progressistas brasileiras (e mundiais). Sinta-se homenageado/a, também.
    .
    Penso
    Logo(S)
    ReXisto
    …………………………………………….(Cláudio Carvalho Fernandes)
    ::
    Doce conformismo ?
    Ou
    Da “queda” da poesia para a história
    .
    As coisas são como são
    E não como deveriam ser
    Penar por elas é em vão (ou não)
    (S)E ultrapassa o próprio viver
    …………………………………………….(Cláudio Carvalho Fernandes)
    ::
    ReXistência
    .
    Não deixe que aluguem o seu pensamento:
    Simplesmente mude de canal ou desligue a TV
    Diga “NãO” à Rede Goebbels
    …………………………………………….(Cláudio Carvalho Fernandes)
    ::
    (En la lucha de clases)
    .
    En la lucha de clases
    Todas las armas son buenas
    Piedras
    Noches
    Poemas
    …………………………………………….(Paulo Leminski)
    ::
    (Não é a beleza)
    .
    Não é a beleza
    Mas sim a humanidade
    O objetivo da literatura
    …………………………………………….(Salamah Mussa)
    ::
    A existência precede a essência.
    …………………………………………….(Jean-Paul Sartre)
    ::
    .:.
    * 1 * 2 * 13 * 4
    .:.
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lula (sem vaselina) 2018 neles (que já tomaram DE QUATRO) !!!!
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • Seu texto além de lançar luz sobre os acontecimentos dramáticos deste instante de nossa história, nos dá esperança de que poderemos virar o jogo contra os golpistas que são os maiores inimigos do povo trabalhador brasileiro.
    Feliz Ano Novo!

  • ¯\_(ツ)_/¯

    2017: a todos do blog, que fiquem atentos à picaretagem em 2017 & que vossas mentes permaneçam rápidas perante o ilusionismo do PT.
    Um sublime 2017!

    Viva 2016!

    Em 2016 houve fato fabuloso sim, apesar de Vanessa Grazziotin falar que não, dessa forma equivocada assim:
    “O ano de 2016 é, sem dúvida, daqueles que dificilmente será esquecido. Ficará marcado na história pelos acontecimentos negativos ocorridos no Brasil e no mundo. Esse é o sentimento das pessoas”, diz Grazziotin.

    Mas, por outro lado, nem que seja apenas 1 fato positivo houve sim! É claro! Mesmo que seja, somente e só, um ato notável, de êxito. Extraordinário. Onde a sociedade se mostrou. Divino. Que ficará na história para sempre, para o início de um horizonte progressista do Brasil, na vida cultural, na artística, na esfera política, e na econômica.

    Que jamais será esquecido tal nascer dos anos a partir de 2016, apontando para frente. Ano em orientação à alta-cultura. Acontecimento esse verdadeiramente um marco histórico prodigioso. Tal ação acorrida em 2016 ocasionou o triunfo sobre a incompetência. Incrementando sim o Brasil em direção a modernidade, a reformas e mudanças positivas e progressistas. Enfim: admirável.

    Qual foi, afinal, essa ação sui-generis?
    Tal fato luminoso foi o:

    — «Tchau querida!»*

    [ (*) a «Coração Valente©» do João Santana; criada, estimulada e consumida. Uma espécie de Danoninho© ‘vale por um bifinho’. ATENÇÃO: eu disse Jo-ã-o SAN-TA-NA].

    Eis aí um momento progressista, no ano de 2016. Sem PeTê. Sem baranguice. Sem política kitsch.

    A volta de decoro ao Brasil. Basta de porralouquice.
    Feliz 2017 a todos.

    • Dispenso e nao lhe desejo um ano novo feliz. Nao sou vigarista, nem vagabunda para desejar que gente tipo voce, me cuspa na cara o ano todo e depois venha me desejar algo de bom. Comigo nao, a todos os coxinhas, que o ano de 2017, lhes tragam a vida que os trabalhadores terao com leis que lhes tiraram seus poucos direitos. Que na saude, os convenios dos coxinhas cobrem muito e que o atendmento seja de 3a.classe. Que na educacao, os coxinhas nao possam pagar escola particular, onde a mensalidade e exorbitante. E exatamente o que desejo, Ano do temer, para canalhas, canalhas, canalhas.

  • Culpar a gestão anterior é coisa comum no serviço público- desde aquele medíocre hospital municipal até à presidência.

    O próprio Éd Guimarães não cansa de fazer isso.

    O F Haddad fez muito isso. Marta. Agora Doria vai fazer.

    Mas tenho que concordar: com o tempo, a desculpa para de colar.

    Quem assume já sabe da m.. em que está e tem que se virar.

    Quem não se lembra da desculpa esfarrapada de Dylma- alegando que os efeitos da “crise internacional” enfim haviam chegado (a tal marolinha)? Ao invés de olhar pro próprio umbigo, joga a culpa pra fora- seja na gestão anterior ou na “crise”…

    Mais um dia no país de fracassados.

    Um infeliz ano novo a todos!

  • Edu, só não compartilho de seu otimismo em relação a volta da esquerda porque acho que o Estado de exceção vai se aprofundar.
    Numa democracia, não há solução para a agenda deles para o Brasil. Ela só é possível numa ditadura, mesmo que disfarçada, “em que os ritos constitucionais são seguidos”.
    A direita tomou o poder através de uma coalisão bem amarrada entre mídia, financismo e as elites burocráticas do estado. Tendo o comando da máquina repressora, PF e Força nacional.
    Esse arranjo excluiu a esquerda do jogo. Para ela está reservada a perseguição política. Voltamos para a época em que a questão social era caso de polícia.
    Edu, infelizmente prevejo que voces blogueiros serão perseguidos. Não abandone a luta, mas se cuida, que a família precisa de voce.
    Apesar de tudo feliz 2017, que nessa situação significa sobrevivência!
    abração

    • Juliano, eu já vejo isso acontecendo. Tem vários dias que o blog do Paulo Henrique Amorim está fora do ar. Quando o acesso aparece uma página que não é a do blog, embora tenha os temas dele. E quando clico numa das manchetes, vem mensagem que o acesso não é possível.

  • Abraham Lincoln é autor da famosa frase: “Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo ou todas as pessoas durante algum tempo, mas você não pode enganar todas as pessoas o tempo todo”.
    Aliás, ele sofreu muito preconceito, por ser um homem simples, um lenhador, que chegou à presidência dos EUA.

  • Ué, mas o Temer não era vice da Dilma, que foi escolhido por Lula? O PT seguiu fielmente a cartilha neoliberal (seguiu tanto que faliu), essas desculpas esfarrapadas é que não colam mais. Dilma caiu e praticamente ninguém (a não ser os apaniguados) lamentou sua saída. O povo ficou indiferente.

  • Eduardo faz algum tempo que não comento no seu blog, a presença de trolls pagos realmente não acrescenta muito, mas isso é minha opinião. Entrei para uma sugestão, vejo diversos blogs independentes com dificuldades financeiras, não seria o caso destes blogs se juntarem e criarem algo maior com facilidades de whatsapp e outras plataformas, para levar a informação alternativa à população (de preferencia com hospedagem no exterior). Hoje esta difícil contribuir para um ou outro, sem saber quem realmente está na “pior”. Seria o principio de uma união (fora da cadeia rs.. ) da esquerda….

    • Tem algo assim sendo gestado. Não deixe que os trolls o impeçam de se manifestar. Esses vermes estão por toda parte. Se deixar que o calem aqui, vai deixar que o calem em seu cotidiano

      • Edu ,porque não coloca as doações que são feitas ao seu blog via cartão de crédito?Sempre acesso seu blog, mesmo que em alguns momentos não registre minha opinião.Esse processo já foi iniciado. Percebo mudança de opinião .principalmente nas camadas mais pobres. E não perco a oportunidade para dialogar e explicar melhor o que está acontecendo e a caçada a Lula . Forte abraço.

    • Excelente proposta, coisa do Mestre Jesus. Uniao e a palavra magica. Estou de pleno acordo e acho que estao demorando muito. Parece que estao esperando ser vitimas para tomarem uma atitude. Alem do mais fica mais facil ajuda-los.

  • Primeiramente… Agora sim posso desejar a você extensivos a toda a sua família e aos valorosos participantes desse blog um feliz 2017. Merecemos. Nāo posso também deixar de agradecer a você a sua luta desesperada para que a verdade, justiça e democracia aqui fossem instaladas. Quero que você saiba que sua luta consolou nossos corações. Obrigada.

  • Edu, boa tarde! Não costumo passar textos de terceiros, mas como o seu texto tem alguma coisa a ver com este que irei compartilhar a você e seus leitores, achei importante repassar, claro que deixarei o link no final do texto para vê-lo no original:

    Ladislau: quem quebrou o Estado brasileiro

    Examine os números: gasto social é moderado, enquanto pagamento de juros explode. País entra em crise — e governo mantém justamente as despesas mais devastadoras

    Por Ladislau Dowbor, no Outras Palavras, publicado em 22/11/2016

    Você provavelmente se sente perplexo frente à situação econômica do país. Está em boa companhia.

    Quem é que entende de resultado primário, de ajuste fiscal e outros termos que povoaram os nossos noticiários?

    A imensa maioria balança a cabeça de maneira entendida, e faz de conta.

    Pois vejam que realmente não é complicado entender, é só trocar em miúdos. E com isso o rombo fica claro.

    Aqui vai a conta explicitada, não precisa ser economista ou banqueiro. E usaremos os dados do Banco Central, a partir da tabela original, pois confiabilidade, nesta era melindrada, é fundamental. Para ver os dados no próprio BC, é só clicar aqui.

    A política econômica do governo atual está baseada numa imensa farsa: a de que as políticas redistributivas da era progressista quebraram o país enquanto o novo poder, com banqueiros no controle do dinheiro, iriam reconstruí-lo.

    Segundo o conto, como uma boa dona de casa, vão ensinar responsabilidade, gastar apenas o que se ganha.

    A grande realidade é que são os juros extorquidos pelos banqueiros que geraram o rombo. A boa dona de casa que nos governa se juntou aos banqueiros e está aumentando o déficit.

    Os dados publicados pelo Banco Central mostram a imagem real do que está acontecendo.

    A tabela, tal como aparece no site do Banco Central, parece complexa, mas é de leitura simples.

    Na linha IX, Resultado primário do governo central é possível acompanhar a evolução dos números.

    O resultado primário é a conta básica de quanto o governo recolheu com os impostos e acabou gastando nas suas atividades, propriamente de governo, investindo em educação, saúde, segurança etc — ou seja, em políticas públicas.

    Quando se diz que o governo deve ser responsável, não gastar mais do que ganha, é disto que estamos falando. Confira a tabela abaixo, extraída da tabela principal: trata-se apenas de melhorar a legibilidade.
    Captura de Tela 2016-12-26 às 21.51.27
    No caso, houve um superávit nos anos 2010 até 2013 (gastou menos do que arrecadou) e um déficit insignificante de 20 bilhões em 2014, e moderado em 2015, 116 bilhões de reais, 2% do PIB, perfeitamente normal.

    Na União Europeia, por exemplo, um déficit de até 3% do PIB é considerado normal, com variações entre um ano e outro.

    Ou seja, fica claro, note-se que ao contrário do que dizem os gastos com as políticas públicas não causaram nenhum “rombo” como tem sido qualificado.

    A linha seguinte da tabela, X – Juros Nominais, dá a chave da quebra e da recessão. Os juros nominais representam o volume de recursos que o governo gastou com os juros sobre a dívida pública.

    Esta é a caixa preta que trava a economia na dimensão pública.

    Trata-se da parte dos nossos impostos que em vez de servirem para infraestruturas e políticas sociais, são transferidos para os bancos e outros intermediários financeiros, além de um volume pequeno de aplicadores individuais no tesouro direto.

    Estes em boa parte reaplicam os resultados, aumentando o volume de recursos apropriados.

    A dívida pública é normal em inúmeros países, assegurando aplicações financeiras com risco zero e liquidez total, e por isto pagando em geral na faixa de 0,5% ao ano, nos mais variados países, inclusive evidentemente nos EUA e União Europeia.

    Não é para aplicar e ficar rico, é para ter o dinheiro seguro enquanto se busca em que investir.

    No Brasil, o sistema foi criado em julho de 1996, pagando uma taxa Selic fantástica de mais de 15% já descontada a inflação.

    Instituiu-se assim por lei um sistema de transferência de recursos públicos para os bancos e outros aplicadores financeiros.

    Com juros deste porte, rapidamente o governo ficou apenas rolando a dívida, pagando o que conseguia de juros, enquanto o que não conseguia pagar aumentava o estoque da dívida.

    Nada que qualquer família brasileira não tenha conhecido quando pega dívida para saldar outra dívida.

    O processo vira, obviamente, uma bola de neve.

    Em 2003 Lula assume com uma taxa Selic pagando 24,5%, quando a inflação estava em 6%.

    Importante notar que são lucros gigantescos para os bancos e os rentistas em geral, sem nenhuma atividade produtiva correspondente. E nenhum benefício para o governo ou a população, pois o governo, com este nível de juros, apenas rola a dívida.

    O sistema é absolutamente inviável a prazo. E ilegítimo, pois se trata de ganhos sem contrapartida produtiva, gerando uma contração econômica.

    Na passagem de 2012 para 2013, o governo Dilma passa a reduzir progressivamente a taxa de juros sobre a dívida pública, chegando ao nível de 7,25% ao ano, para uma inflação de 5,9%, aproximando-se das taxas praticadas na quase totalidade dos países.

    Isto gerou uma revolta por parte dos bancos e por parte dos rentistas em geral.

    Por que tantos países mantêm uma taxa de juros sobre a dívida pública da ordem de 0,5% ou menos?

    Porque um juro baixo sobre a dívida pública estimula os donos dos recursos financeiros a buscar outras aplicações mais rentáveis, em particular investimentos produtivos, que geram ganhos mas fomentando a economia.

    Aqui, estimulou-se o contrário: para que um empresário se arriscar em investimentos produtivos se aplicar na dívida pública rende mais?

    A revolta dos banqueiros e outros rentistas levou a uma convergência com outras insatisfações, inclusive oportunismos políticos, provocando os grandes movimentos de 2013.

    E com um legislativo eleito pelo dinheiro das corporações, atacou-se na mídia qualquer tentativa de reduzir os juros e resgatar a política econômica do governo.

    Futuros candidatos também viram aí brechas oportunas.

    O governo recuou, iniciando um novo ciclo de elevação da taxa Selic, reconstituindo a bonança de lucros sem produção, essencialmente para bancos e outros rentistas.

    Difícil dizer o que causou o recuo do governo.

    O fato é que desde meados de 2013 instalou-se a guerra política e o boicote, e não houve praticamente um dia de governo, seguindo-se a eleição e a desarticulação geral da capacidade de ação do Palácio do Planalto.

    O essencial para nós, é que não houve uma quebra de governo, e muito menos do Brasil, como dizem, pois as políticas públicas mantiveram o seu equilíbrio financeiro.

    O que quebrou o sistema, e fato essencial, está aprofundando a crise, é o volume de transferências de recursos públicos para bancos e outros intermediários financeiros que são essencialmente improdutivos.

    Captura de Tela 2016-12-26 às 21.54.54

    Com a Selic elevada, o governo transferiu em 2010, nas contas do Banco Central, 125 bilhões de reais sobre a dívida pública.

    Em 2011, este montante se elevou para 181 bilhões, caindo para 147 bilhões em 2012 com a redução dos juros Selic (a 7,5%) por parte do governo Dilma.

    Em 2013 começa o drama: sob pressão dos bancos, voltam a subir os juros sobre a dívida pública, e o dinheiro transferido ou reaplicado pelos rentistas sobe para 186 bilhões em 2013.

    Na fase do ministro Joaquim Levy, portanto, com um banqueiro tomando conta do caixa, esse valor explode para 251 bilhões em 2014, e para 397 bilhões em 2015.

    Veja que o rombo criado pelos altos juros da dívida é incomparavelmente superior ao déficit das políticas públicas propriamente ditas, na linha IX Resultado primário do governo central visto acima.

    Aqui são praticamente 400 bilhões de reais que poderiam se transformar em investimentos de infraestruturas e em políticas sociais, apropriados não por produtores, mas sim essencialmente por intermediários financeiros como bancos, fundos e inclusive aplicadores estrangeiros, gerando o rombo que agora vivemos e que aumenta ainda mais em 2016, pois continuamos com banqueiros no controle do sistema.

    Confira, agora, a linha Resultado Nominal do Governo Central, que vai apontar o rombo crescente. Trata-se do déficit já incorporando o gasto com juros sobre a dívida pública, hoje os mais altos do mundo. Veja o déficit gerado na tabela abaixo:

    Captura de Tela 2016-12-26 às 21.53.53
    Ele passa de 46 bilhões em 2010, explodindo para 272 bilhões em 2014 já com a política econômica controlada pelos banqueiros, e chegando a astronômicos 514 bilhões em 2015, já com políticas confortavelmente orientadas para desviar recursos públicos para intermediários financeiros.

    Essas três linhas da tabela do Banco Central mostram o equívoco do chamado “ajuste fiscal” do governo. E permitem entender, de forma clara, que não se tratou, de maneira alguma, de um governo que gastou demais com as políticas públicas, e sim de um governo em que os recursos foram desviados das políticas públicas para satisfazer o sistema financeiro.

    Veja na tabela principal na linha % do PIB gasto em juros que o volume de recursos transferidos para os grupos financeiros passou de 3,2% do PIB em 2010 para 6,7% do PIB em 2015. E a conta cresce.

    Quem gerou a crise é quem está no poder hoje, no Brasil, ditando o aumento da taxa Selic que voltou ao patamar surrealista de 14%.

    Em nome da austeridade, e de “gastar responsavelmente o que se ganhou”, aumentaram em 2016 o déficit primário para R$ 170 bilhões, repassando dinheiro para deputados e senadores (emendas parlamentares), aumentando os salários dos juízes e de segmentos de funcionários públicos (em nome da redução dos gastos) e assistindo a uma explosão dos juros pagos pela população.

    Ponto chave: a PEC 241 trava os gastos com políticas públicas.

    São gastos que resultam no resultado primário, ou seja, onde o déficit é muito limitado e a utilidade é grande, tanto econômica como social. Mas a PEC 241 (e 55 no Senado) não limita os gastos com a dívida pública, que é onde ocorre o verdadeiro e imenso rombo.

    Não se trata aqui, com esta medida, de reduzir os gastos do Estado, mas de aumentar os gastos com juros, que alimentam aplicações financeiras, em detrimento do investimento público e dos gastos sociais.

    Trata-se simplesmente de aprofundar ainda mais o próprio mecanismo que nos levou à crise.

    Seriedade? Gestão responsável?

    A imagem da dona de casa que gasta apenas o que tem? Montou-se uma farsa.

    Os números aí estão.

    Assim o país afunda ainda mais e eles querem que o custo da lambança saia dos direitos sociais, das aposentadorias, da terceirização e outros retrocessos.

    Isto reduz a demanda e o PIB, e consequentemente os impostos, aumentando o rombo. Esta conta não fecha, nem em termos contábeis nem em termos políticos.

    Aliás, dizer que os presentes trambiques se espelham no modelo da boa dona de casa constitui uma impressionante falta de respeito.

    FONTE: http://www.viomundo.com.br/politica/ladislau-dowbor-r-400-bi-para-o-pagamento-de-juros-veja-quem-realmente-quebrou-o-estado-brasileiro.html

    Feliz 2017 a você e sua família e bjus na Victória!

  • FELIZ 2017 !!! para você e sua família.
    FELIZ 2017 !!! para a turma do blog.
    Inclusive para aqueles que só conseguem pensar com o fígado.
    Suportar a figura do ancião golpista usurpador e ainda suportar esses trolls, caraS de pau, pagos, ninguém merece.
    OBRIGADA LULA, OBRIGADA DILMA, OBRIGADA AOS POLÍTICOS DECENTES, OBRIGADA AOS QUE AJUDARAM A CONSTRUIR O PAÍS, AOS QUE PRATICARAM A EMPATIA E NÃO SE PERTURBARAM… por ver seres humanos, de poucos recursos financeiros, progredirem.
    QUE EM 2017 POSSAMOS RESTAURAR A NOSSA DEMOCRACIA E NOS LIVRARMOS DE TODOS ESSES BANDIDOS, INCLUSIVE OS DO JUDICIÁRIO. O BRASIL RENASCERÁ!!!
    VIVA AO BRASIL!!!

  • Mais um ano, Edu, para agradecer por sua luta. Obrigada, mil vezes obrigada. Te seguir, durante anos, tem sido tão importante em minha vida.
    Que o próximo ano nos dê mais forças para lutar pela construção da nação brasileira. E que ela seja mais justa e igualitária.
    Um feliz ano para você, sua família e,especialmente, para Vitória.
    Grande abraço

  • Obrigada Edu por nos ofertar seus conhecimentos em 2016, e por sempre elevar o nível da discussão. Que em 2017 continuemos contando com suas análises e sua categoria de ser humano.

Deixe uma resposta para Nair Cancelar resposta