Coercitiva de Malafaia mostra por que não se deve defender arbítrio

Crônica

malafaia-1

 

Este texto é uma “homenagem” aos picaretas, safados, pilantras, sem vergonhas, ladrões, mistificadores, corruptos e sem-noção que gostam de acusar os outros de corrupção e pedir abusos contra eles – como faz a dupla na foto acima -, mas que, quando o abuso é contra si, clamam por “Estado de Direito”

Na foto, vemos José Serra, tão eloquente ao acusar Lula e outros petistas, mas literalmente mudo quando é acusado das mesmas coisas de que acusa seus inimigos.

Sobre Malafaia, há pouco a dizer sobre a condução coercitiva do “pastor” explorador de pobres, demagogo e picareta levada a cabo pelas autoridades nesta sexta-feira 16 de dezembro.Trata-se de figura abominável ligada a tudo que há de pior neste país e notório pela cara-de-pau.

Para que se tenha uma ideia do nível de picaretagem desse sujeito, ele afirma que os cem mil reais que é acusado de receber de um esquema de corrupção foram pagos para “orar” (?!!) pelo envolvido nesse esquema que fez o pagamento.

Eita oraçãozinha cara, não?

O que Malafaia fez ou deixou de fazer – e, se for investigado, não lhe sobram nem os poucos cabelos emoldurados pela careca – não é o que importa aqui. O que importa é que esse indivíduo constitui o melhor exemplo de por que não devemos defender arbítrio nem quando é praticado contra nossos desafetos, pois hoje foi com eles e amanhã será conosco.

Parece elementar, não é? Mas Malafaia não entende. Aliás, há tanta coisa elementar que esse ser não entende que não espanta que não entenda o simples fato de que arbítrio feito a uns é arbítrio feito a todos.

E, com efeito, por que conduzir esse picareta coercitivamente se ele nunca havia se recusado a depor? É exatamente o mesmo arbítrio praticado com Lula.

Não importa se você gosta ou não de Lula ou de Malafaia ou do raio que o parta: você não deve endossar ou até estimular abusos contra nenhum deles, pois abuso é daquele tipo de praga que quando escapa não escolhe vítimas.

Malafaia, quando Lula foi levado a depor coercitivamente, gravou um vídeo em comemoração. Foi opondo argumentos aos argumentos de Lula contra a própria condução coercitiva. Com Lula, foi tudo legal. O que a lei fez, tinha “direito” de fazer.

Assista Malafaia versus Malafaia, produção exclusiva do Blog da Cidadania

 

Perguntaram ao “pastor” por que a doação de cem mil reais feita a ele para “orar” pelo picareta envolvido em esquema de corrupção foi depositada em sua conta pessoal e não na conta de sua igreja. A explicação dele é um primor de “embromation”:

“(…) Recebo oferta, como vários pastores. Eu fui na igreja desse pastor Abud, que é meu amigo, em 2011. ‘Ore aqui por um empresário que está envolvido em negócios’. Eu orei por ele. Em 2013, o Michael Abud me liga e diz: ‘Silas, sabe aquele empresário por quem você orou? Ele quer fazer uma oferta pessoal (…)”

Não se pode afirmar cem por cento que Malafaia, Lula ou qualquer outro seja culpado antes que estejam esgotadas as suas chances de defesa. O problema é quando essa pessoa não só apoia abusos mas, quando é vítima daquilo que apoiou, diz que abuso contra os seus desafetos, tudo bem, mas consigo, não.

Chupa que é de uva, Malafaia. Fica aí querendo defender arbítrio só contra os outros achando que ficará a salvo. Arbítrio é arbítrio, baby. É como um leão. Não dá pra soltar e falar devore este, mas não aquele. Leões são como o arbítrio. Fora da jaula, investem contra o primeiro que aparecer na frente.

68 comments

  • Um primeiro comentário sobre a foto da capa.
    Alguém poderia definir como Judas beijando Jesus Malafaia.
    Pra mim, é Judas beijando o próprio espelho.
    Perdoe-me pela apologia, mas é inevitável dizer que, no livro mais lido do Mundo, a Bíblia, há uma profecia de que nos últimos tempos surgiriam muitos falsos Profetas.
    Não sei de estamos no final dos tempos, mas quanto aos falsos profetas há com certeza uma penca deles atuando nesse momento.
    E um deles, certamente é esse da foto.
    Um hipócrita travestido de pastor.
    Mas, como existem milhões de ignorantes que acreditam na globo, nos fascistas, há também milhões que acreditam na pureza desse Malafaia, e como tais o defendem.
    Ele experimenta do próprio veneno, pois quando LULA foi sequestrado pelo desequilibrado Justiceiro de Curitiba, falou o que está no vídeo.
    Será que a PF ou MPF inventaram essa perseguição?
    O falso Profeta tem todo direito de se defender.
    Mas não acredito que seja santo.

    • Urgente!! isso tem que ser denunciado ao Brasil e ao mundo

      MORO INDEFERE PERGUNTAS DA DEFESA DE LULA A CANDIDATO DA OPOSIÇÃO A LULA…

      Já ganhou fama e uma graninha ao fazer parte dessa bizarice, mas quer mais né…assistam ao video e tirem suas próprias conclusões
      “Afonso Zelador do Tríplex (PP) quis aproveitar a fama do Edifício Solaris, no Guarujá-SP, onde trabalhou, para angariar votos. Concorreu a uma vaga na Câmara Municipal de Santos e conseguiu 464 votos (0,21% dos válidos). Não colou.” (guia dos curiiosos, UOL).

      Troque o nome de Lula por FHC e imagine se essa palhaçada seria possivel….,…parem o mundo que quero descer, urgente!

      Desde quando isso é juiz? Como pode ser chamado de juiz uma figura que num dia vai à festança com tucanos delatados várias vezes e no dia seguinte assume o papel de acusado de Lula, o que faz ao obstruir a defesa de Lula

      Moro não pode continuar sendo juiz, ele não é juiz e sim acusador, ele não permite que a defesa de Lula apresente a defesa, ,como isso pode acontecer, a que ponto chegamos, isso é inadmissível, não podemos aceitar isso de forma alguma: por um Brasil justo para todos e para Lula.

      Reportagem sobre o tema

      http://jornalggn.com.br/noticia/afonso-do-triplex-o-ex-zelador-nao-acrescenta-nada-a-acusacao-de-moro

      Video:

      https://www.youtube.com/watch?v=a2GsuPhBDFA

      • O blogueiro jamais abordou qualquer assunto envolvendo o bispo Malafaia e de repente o pastor é mais um dos picaretas, safados, pilantras, sem vergonhas, ladrões, mistificadores, corruptos e sem-noção que proliferam pelo país.
        O blogueiro concorda que que a condução coercitiva foi um exagero visto que o pastor não foi consultado para saber se daria depoimento espontaneamente e também deve concordar que ninguém recebe propina e declara o ganho no imposto de renda.
        Sou evangélico e estou surpreso, estupefato talvez, em saber que uma pessoa que respeito está envolvida em ilegalidades. Mas diferentemente do blogueiro, vou esperar para saber como as coisas realmente sucederam.

        • Tambem sou evangélico, pentecostal Assembleiano inclusive e simpático a outras denominações. Todavia o Malafaia e todos estes que fazem orações de cura expontânea milagrosas e orações pela prosperidade e no mesmo culto pedem doações (como já vi na propria igreja que frequento) não passam pela minha goela. Roubam dos pobres sim, que na ansia da cura pegam ate dinheiro emprestado para doar (já vi). Nosso proprio pastor passa apuros para cercar estes trambiqueiros na porta mas alguns costas quentes conseguem furar o bloqueio. Deus sabe como me sinto sendo socialista num ambiente carregado de preconceito contra socialistas e comunistas. Mesmo que o Malafaia seja inocente, foi hipócrita, fariseu daqueles tempos de Jesus.

          É tudo isso mesmo Edu. De um evangélico.

    • quem defende o direito penal do inimigo e a quebra do estado democrático de direito, termina bebendo do próprio veneno, isso é fato, que o diga Carlos Lacerda, que defendeu o golpe de 64 e terminou sendo cassado por ela…

  • É a chamada ”Lei do Retorno”. Ninguém escapa dela. O erro pode ser pequeno, como pode ser grande, que a lei age sobre a pessoa que se congratulou pelo que de ruim aconteceu com os outros, ou zombou, ou riu de outra pessoa. Posso citar um exemplo com a minha própria pessoa.

    Anos atrás, comentou-se que o Cônego Rubim, que foi vigário de Ressaquinha MG durante 27 anos (1967-1994), foi visto transitando do Colégio Estadual Professor Soares Ferreira, em Barbacena, até a antiga rodoviária, sob chuva intensa, com o guarda-chuva fechado. Ri muito, sem atentar para o fato de que ele o fazia involuntariamente, visto ter perdido parte da memória. Sequelas de um acidente automobilístico. Hoje eu saio à rua de guarda-chuva. Às vezes está chovendo, mas fico com ele fechado por preguiça, ou seja, voluntariamente.

    Portanto, faço o mesmo que o padre, só que não eu perdi a memória como ele. A gente sempre paga do mesmo jeito, e com mais um pouquinho.

    • Verdade, e no caso de pessoas com tamanha responsabilidade em suas costas, o retorno tem urgente prioridade, para que seus seguidores não caiam no mesmo erro.

  • “Cerca de nove meses depois, o FEITIÇO vira contra o FEITICEIRO e ele PROVA do PRÓPRIO REMÉDIO. Agora, MALAFAIA está “INDIGNADO com essa coisa de CONDUÇÃO COERCITIVA””

    Como eu não tenho a elegância do BLOG da CIDADANIA eu escrevo diferente:

    Cerca de nove meses depois, o MALFEITO vira contra o MALFEITOR e ele PROVA do PRÓPRIO VENENO.

    Imaginem vocês o MALAFAIA indignando.

    O MALAFAIA mensageiro das TREVAS só consegue ficar INDIGNADO quem tem DIGNIDADE que não é o seu caso, cala a sua BOCA VIGARISTA.

    • Acho que ele se defenderia dizendo que não sabia que era corrupto ou mesmo sabendo tem de orar pela vida também de quem peca. Embora estes teóricos da prosperidade defendem que os ricos são os abençoados por Deus, por isso são ricos, e os pobres são pobres porque andam por maus caminhos. A cada dia que passa, são mais sacerdotes da igreja e da doutrina e menos de Deus. Como disse em outro comentario, são como os fariseus do tempo de Jesus. De um evangélico.

  • Eu poderia fazer desaguar uma enxurrada de observações sobre o assunto, mas os vídeos que você postou, Edu, inundam qualquer tentativa do próprio pastor em salvar-se do auto afogamento. Malafaia usa 4´30´´ para atacar Lula e apenas 2´30´´ para se defender das mesmas arbitrariedades. Eu até queria falar, mas o próprio pastor falou por mim.

  • Não entendi…
    A doação ele embolsou?
    O correto não seria depositar na conta da Igreja?
    Esse malacheia é asqueroso.
    Pimenta no olho dos outros é refresco.
    Numa linguagem bem a seu gosto malafaia,
    Deus tarda mais não falha.kkkkkkkkkkkkk

  • Prezado Eduardo:

    Parece que o nosso pastor não conhece ou esqueceu a mensagem abaixo ou simplesmente não lhe deu a devida interpretação.
    Matheus 23, 27

    ” 27 Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Sois semelhantes aos sepulcros caiados: por fora parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos, de cadáveres e de toda espécie de podridão.”

  • KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Não posso deixar de extravasar a alegria que sinto ao ver esse monte de merda sendo escancarado em sua hipocrisia!!!!!!!!!!!! A Polícia Federal não era “honestíssima” quando prendia Lula!!!!!!!!!!??????? A lava(golpe)a jato e a justiça não eram maravilhosas quando prendiam as forças progressistas!!!!!!!!!!!???????? As instituições não eram íntegras quando cometiam barbaridades contra a esquerda!!!!!!!!!!!???????? Lula e todos os petistas não são aprioristicamente ladrões quando a “sentença” das prisões da PF recaia sobre eles!!!!!!!!!!!!!!!!??????????? Agora, quando o mesmo arbítrio atinge esse monte de merda aí passa a ser arbítrio!!!!!!!!!!!!!???????? As “instituições”, outrora perfeitas, passam a ser policialescas!!!!!!!!!!!!???????? A mídia “honestíssima” quando acusa Lula agora é achincalhadora ao acusar esse vigarista!!!!!!!!!!!!!???????? A prisão arbitrária é “civilizada” quando atinge Lula, mas torna-se bárbara se atinge nosso “sensível” canalha!!!!!!!!!!!!!!????????? Os argumentos de Lula para desmascarar o arbítrio são deturpados e apresentados de forma superficial por esse verme(exatamente porque são verdadeiros), mas as embromações patéticas que relincha para livrar-se do arbítrio são “argumentos” inquestionáveis!!!!!!!!!!!!!!??????? Apesar de desejar que esse safado morra na cadeia, tenho que deixar de lado meus desejos e racionalmente defender o Estado de Direito, que Malafaia não defende, e concordar que precisamos reagir contra o arbítrio, principalmente quando ele atinge aqueles que não gostamos(defender os aliados é fácil)e seguindo essa certeza, temos que dizer que a condução de Malafaia foi um absurdo, como são todas as conduções coercitivas que viraram moda na ditadura jurídico-midiática que vivemos, já que pela Lei a condução coercitiva só pode ser aplicada para o acusado ou testemunha, DEPOIS DE INTIMADO REGULARMENTE, não comparecer para depor, o que não aconteceu com Malafaia e nem com as outras pessoas vítimas desse absurdo. No mais, não deixa de ser irônico ver esse monte de cocô sofrendo as arbitrariedades que ele defendeu, como não deixa de ser MUITO IRÔNICO ver os coxinhas IMBECIS, DA MAIS QUE IMBECIL CLASSE MÉRDIA, SENDO VÍTIMAS DO DESGOVERNO QUE ELES AJUDARAM A IMPLANTAR SIMPLESMENTE MOTIVADOS POR SEUS PRECONCEITOS CANALHAS, PELO ÓDIO QUE SENTEM DOS POBRES E PELA VONTADE ESQUISOFRÊNICA QUE POSSUEM DE COMPORTAR-SE COMO PATRÕES. Esses imbecis merecem passar pelo que estão passando, pena que vitima outros que não são retardados como eles.! Mas tanto esse pilantra, como Malafaia e como a classe mérdia não aprendem(não aprenderam com 64), sequer são capazes de enxergar o quanto são IDIOTAS E DIGNOS DE PENSA E AMANHÃ, SE A ESQUERDA VOLTAR AO PODER, FARÃO NOVAMENTE OPOSIÇÃO ÀQUELES QUE LHES DÃO TUDO O QUE POSSUEM. De qualquer forma, NÃO VOU VOU ME PRIVAR DO PRAZER DE RIR NA CARA DESSES SAFADOS QUANDO ELES SE LASCAM!!!!!!!!!!!!

  • Dois picaretas que não valem um tostão,dois malandros ladrões,que a muito roubam o povo,um pela fé enganosa,o outro pela justiça mansinha com o partido dele,todos sabemos da roubalheira do canalha serra,até a tal justiça deste País,arrasado pela falta de MORAL.

  • Essa criatura das trevas teve o que mereceu. Leda Nagle foi demitida da TV Brasil. Seu filho, Duda Nagle,participou ativamente das mobilização a favor do impeachment. Os coxinhas começam a sentir na pele as consequências do golpe.

  • No Catarse podemos fazer doações para a campanha , um país justo para todos e para Lula. A iniciativa foi de juristas ,atores, … assistam o vídeo . Vamos ajudar a mostrar ao povo ,tudo o que esse governo golpista e seus comparsas estão fazendo com o Brasil.

  • ♫ Tá indignado, picareta? Enfie dois dedos no cu e rasgue. Depois reze bastante; clame aos céus pela salvação do Brasil, mormente de todos os vigaristas “evangélicos”. Não há de ser a toa que as igrejas evangélicas tradicionais querem distância de vocês exploradores dos imbecis mais crédulos…
    Essa bosta das igrejas evangélicas militantes é sobra do Billy Graham, o último picareta americano que andou por aqui na década de ’60 e botou seus ovos.
    Enfim, como disse o P. T. Barnum, do Barnum & Bailay Circus, “Nasce um trouxa por minuto”.

  • De todo este tempo horroroso e tenebroso a que estamos sendo submetidos só há uma coisa que nos recompensa: ver o feitiço se voltar contra o feiticeiro!
    Este video do malafaia indignado e revoltado não tem preço! Bem feito
    Edu, como seu eleitor, te desejo um 2017 repleto de muita Luz e Justiça para voce, sua familia e à todos nós, progressistas!
    Hasta la Victória!!

  • :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: …
    .

    ATENÇÃO, PREZADO BLOGUEIRO PROGRESSISTA EDUARDO GUIMARãES:

    Quando vai disponibilizar a possibilidade de ajuda ao Blog da Cidadania através de contribuições mensais recorrentes no cartão de crédito e/ou contribuições avulsas/assinatura ? Já contribuo para vá[email protected] [email protected] mas gostaria imensamente de também poder contribuir para a manutenção financeira deste valoroso Blog da Cidadania. Estamos aguardando ! ! ! !

    :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta por [email protected] [email protected] a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria) dos e das canalhas direitistas…
    .
    PARA A ENÉSIMA PUTifARIA ( patifaria + putaria ) DA DIREITA:
    Foi com muito cálculo que se preparou mais essa para o PT (e/ou as esquerdas, o progressismo/trabalhismo). E, ao que parece, o partido não contava nem se preveniu para essa eventualidade. Aliás, é estranho o número de vezes que o PT é pego de calças curtas, desprevenido e perplexo. E, o que mais espanta, é que seus inimigos nem parecem ser tão espertos assim.
    .
    AS MORDOMIAS DOS MARAJÁS EM PÉ DE GUERRA:

    Os 17 mil juízes receberam em média 46,1 mil por mês em 2015;

    Os 1,2 mil promotores e procuradores de Justiça recebem salário máximo teórico de 33,7 mil mensais;

    Magistrados e promotores têm auxílio-moradia de 4,3 mil mensais. Se morarem juntamente com um cônjuge que também tem direito a auxílio, ambos recebem da mesma forma;

    Todos têm 60 dias de férias por ano e, em caso de trabalho fora do local, uma diária equivalente a 1/30 da remuneração mensal;

    Pena máxima em caso de punição disciplinar: aposentadoria compulsória com salario integral (i$$o é punição mesmo ou é premiação ?…)
    .

    Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/distopia [consultado em 01-10-2016].)

    ::
    O fetiche da mercadoria
    ou
    dA coi$ificaçãØ do ser humano
    ……………………………………………para o poetamigo e Doutor em Comunicação Laerte Magalhães
    .
    .
    ..………………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØ
    ……………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØ
    ..………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØ
    ……………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØ
    ..………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØ
    ……………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØ
    .
    …………………………………………………………………………………(Cláudio Carvalho Fernandes)
    .
    O poema acima (O fetiche da mercadoria…) apresenta-se, no original, em forma de cubo, o protótipo da mercadoria.
    ::
    ::
    O fetiche da mercadoria
    ou
    dA coi$ificaçãØ do ser humano
    ……………………………………………para o poetamigo e Doutor em Comunicação Laerte Magalhães
    .
    .
    ..………………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØ
    ……………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØ
    ..………………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØ
    ……………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØ
    ..………………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØ
    ……………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØØØ
    …………………………..ma$$ificaçãoma$$ificaçãoma$$ificaçãØ
    .
    ……………………………………………………………………………………(Cláudio Carvalho Fernandes)
    .
    O poema acima (O fetiche da mercadoria…) apresenta-se, no original, em forma de cubo, o protótipo da mercadoria.
    ::

    Desalienando a ma$$ificação coi$ificante
    .
    É melhor
    Ser um, mesmo que zero, à esquerda
    Do que, títere-palhaço, a-penas (só) faz-ser nú-mero$-$$ à direita
    …………………………………………….(Cláudio Carvalho Fernandes)
    ::

    Poema Z
    …………………………………………….Para Dilma, Lula e o PT e todas as forças progressistas brasileiras (e mundiais). Sinta-se homenageado/a, também.
    .
    Penso
    Logo(S)
    ReXisto
    …………………………………………….(Cláudio Carvalho Fernandes)
    ::

    Doce conformismo ?
    Ou
    Da “queda” da poesia para a história
    .
    As coisas são como são
    E não como deveriam ser
    Penar por elas é em vão (ou não)
    (S)E ultrapassa o próprio viver
    …………………………………………….(Cláudio Carvalho Fernandes)
    ::
    ReXistência
    .
    Não deixe que aluguem o seu pensamento:
    Simplesmente mude de canal ou desligue a TV
    Diga “NãO” à Rede Goebbels
    …………………………………………….(Cláudio Carvalho Fernandes)
    ::

    (En la lucha de clases)
    .
    En la lucha de clases
    Todas las armas son buenas
    Piedras
    Noches
    Poemas
    …………………………………………….(Paulo Leminski)
    ::
    (Não é a beleza)
    .
    Não é a beleza
    Mas sim a humanidade
    O objetivo da literatura
    …………………………………………….(Salamah Mussa)
    ::
    A existência precede a essência.
    …………………………………………….(Jean-Paul Sartre)
    ::
    .:.

    * 1 * 2 * 13 * 4

    .:.
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lula (sem vaselina) 2018 neles (que já tomaram DE QUATRO) !!!!

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • Olá Edu, nem vale a pena gastar palavras com este canalha. Um a um esses pilantras vão sentir o gosto amargo do retorno.
    Desejo para ti e para os teus um Feliz Natal com muita luz, amor, harmonia e felicidade. Abraços.

  • Malafaia é desses pastores que acham que o crente deve doar 90% do salário para a igreja e ficar com os 10% ( o dízimo) para viver o mês inteiro. É uma pequena inversão do texto bíblico que fala sobre o dízimo. Veja:

    Mesmo sendo o Dono de tudo, Deus confiou ao homem o gerenciamento da terra e dos seus recursos (Gênesis 1:28; 2:15). Os israelitas foram ensinados a adorar a Deus com o dízimo, ou seja, 10% de tudo o que se produzia. Abraão já tinha esse costume (Gênesis 14:18-20), que perdurou no Novo Testamento (Mateus 23:23; Hebreus 7:2). Além dos dízimos, as ofertas também são mencionadas (Êxodo 36:3; Deuteronômio 16:17, 1 Coríntios 16:2). Enquanto o dízimo aponta nossa fidelidade a Deus (ou a Malafaia?), as ofertas revelam nossa gratidão (2 Coríntios 9:5).

    A palavra “dízimo” vem da palavra hebraica “malaser” e da palavra grega “dekate”, e traduzido significa “um décimo”. Todos nós sabemos que “um décimo” é 10%. Portanto, sabemos que a quantia do dízimo deve ser 10% porque este é o significado da palavra.

  • Este fato me lembrou o Dr Guilhotin, que inventou a guilhotina e morreu la, na Revolucao Francesa. Voce pode saber como comeca uma revolucao, mas nao sabe como acaba. Isto e fato. Listas negras das industrias automotivas eram feitas contra empregados a favor da democracia. Listas negras da Globo, tv e jornal, eram feitas contra artistas e jornalistas que eram a favor da democracia (a atriz que fez a primeira escrava isaura na tv globo nunca mais participou de uma novela da emissora), listas negras de empresarios a favor da democracia. E muito cuidado com o GUARDA da esquina, que pode ser seu dentistas, seu borracheiro, seu qualquer um. Esta nova ditadura vai ser pior pois ela veio dos EUA diretamente para Curitiba e eles nao vao largar de jeito algum. Vai chegar uma hora em que nos teremos medo ate de falar com a professora de nosso filho, pois a delacao esta declarada. Alguem se lembra de um filme propaganda dos EUA, na decada de 50, onde um pai e preso pela delacao do filho, na Russia::

  • É o que tenho dito para meus conhecidos coxinhas. “Tem que prender todos os políticos!” gritam eles. Aí pergunto quem vai governar o país, militares ou uma casta de juízes?
    Voce abre mão do seu voto, ou só o voto diferente do seu é que não deveria valer? Daqueles que voce considera ignorantes.
    O problema Edu é que a sociedade brasileira tem dificuldade de aceitar a democracia em sua plenitude, com todas seus defeitos e contradições.
    PS: E com uma imprensa como a nossa jamais haverá democracia de fato

  • Em relação a casta de juízes, eu lembro ao interlocutor coxinha daquele episódio em que um juiz deu voz de prisão a uma guarda de trânsito que segundo ele o desacatou. A moça disse que “juiz não é Deus” e por isso teria que autua-lo como qualquer mortal que dirige bêbado.
    Na época a moça virou heroína da redes sociais. Agora os mesmos que a elogiaram vão para as ruas pelo “direito de abuso de autoridade” de juizes e procuradores. É mole? Os caras não desconfiam por um segundo que o próximo a sofrer abuso pode ser ele mesmo?

  • É Lava Jato, é desemprego a Jato

    No Conversa Afiada: http://www.conversaafiada.com.br/economia/moro-fecha-estaleiro-e-demite-4-mil-num-dia

    Com dívidas de R$ 8 bi, Ecovix pede recuperação judicial

    A Ecovix, empresa do grupo Engevix e da Funcef, acaba de pedir recuperação judicial na Justiça da cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul. As dívidas da empresa beiram os R$ 8 bilhões. Desde o início da semana, a companhia dava sinais de que precisaria da proteção da Justiça para evitar a falência.

    As dificuldades financeiras da empresa estão afetando fortemente a região, que tem a indústria naval como principal atividade. Só dos estaleiros da Ecovix foram demitidos na terça-feira 3,8 mil funcionários. A expectativa é de que as rescisões trabalhistas sejam pagas à vista e também que micro e pequenas empresas recebam integralmente o valor de seus contratos de fornecimento.

    O maior credor da empresa é a Petrobrás com R$ 4 bilhões a receber. A estatal, no entanto, fechou um acordo para receber oito cascos de navios de produção de petróleo que ainda estavam em construção. Dos credores nacionais, estão também listados o Bradesco com R$ 600 milhões e o Banco do Brasil com R$ 400 milhões.
    Além de quebrar o Brasil – e depois ir para os EUA, como mostrou o Leandro Fortes – o Moro vai julgar o Serginho Cabral, que o PiG evita dizer que é do PMDB…

    Comentário complementar de PHA

    Justiça determina retorno de Cabral ao Rio de Janeiro.

    Como se sabe, Moro é o ÚNICO juiz do Brasil.

    Ele vai julgar TUDO, até seguir para os Estados Unidos.

    Onde vai reabrir o caso e julgar Lee Oswald, que (supostamente, diria a Fel-lha) matou Kennedy.

    Aqui, antes, julgará o Marcola, porque comprava gasolina adulterada em postos da Petrobras.

    Se o Geddel é o Boca de Jacaré, segundo a PF, o que será o Moro, o Imparcial de Muritiba?

    Pode ser o Boca de Cachalote, uma baleia que se alimenta de lulas, de preferência lulas gigantes!

    Quá, quá, quá!

    (E eles se levam a sério.)

    Em tempo: na Odebrecht, a alcunha do Geddel era menos óbvia: chamavam-no de “Babel”, a torre… Seria a da Barra?

    PHA

  • Eduardo, tudo bem? Admiro sua persistência na luta cotidiana, mesmo nesse contexto tão adverso em que está o nosso Brasil. Concordo plenamente com sua resposta ao Roberto: não dá para comemorar a escalada autoritária do judiciário, mas sim a contradição do malafaia. Na verdade, muitos dos cidadãos que apoiaram o impeachment agora estão percebendo as mentiras que os golpistas usaram para manipulá-los. Não estou defendendo o malafaia, mas sim as pessoas de bem que só estão tendo consciência do golpe agora…

    Ouvi muito no final de 2015 e no começo de 2016 um argumento horroroso, pois não continha nenhuma lógica e sempre induzia as pessoas a erro: “olha, vamos apoiar o impeachment porque pior do que está não pode ficar”. Eu, que sempre fui contra o impeachment da Dilma, tive de ouvir essa bobagem várias vezes. Hoje tenho uma certeza: no Brasil, esse negócio de “pior do que está não pode ficar” É MENTIRA! Sobretudo na política brasileira, tudo sempre pode piorar… Cada vez mais as pessoas estão se dando conta de que o (des)governo Temer é muito pior do que a manutenção da Dilma! E não só pela corrupção e pela péssima gestão dos peemedebistas, mas também pelo estrago gigantesco feito sobre a nossa democracia!!!

    Por fim, Eduardo, sugiro para todos nós que tenhamos muito mais cautela e atenção a partir de agora. Coerentemente com meu argumento acima, acho que a situação brasileira pode piorar ainda mais!

    Um grande abraço, Fábio Faiad

  • Uns ganham dinheiro com a fé , outros roubando, e outros montam um partido pra cometer crimes ( caso do PT), partido este que será EXTINTO logo logo, e por falar em picaretagem como vai a Jandira Feghali do seu partido, enrolada até o pescoço, segundo o sergio machado.

    Isso você se esqueçe…

  • Com honrosas exceções as Igrejas pentecostais se tornaram gredes lavanderias
    Lavanderia religiosa
    Publicado 12/04/2016 – 19h44 – Atualizado 14/04/2016 – 18h23

    Por Marcos Inhauser
    Lembro-me como se tivesse acontecido ontem, mas lá se vão mais de 20 anos. Quando disse, pela primeira vez, a um grupo de pastores, que as igrejas poderiam se transformar em lavanderias de dinheiro sujo, seja da corrupção ou do narcotráfico, houve surpresa e indignação.
    Perguntado como isto poderia acontecer, eu respondi que era reunir alguns bandidos e formar uma associação religiosa, sem fins lucrativos. Essas pessoas fariam ofertas ou doações com seus dinheiros sujos. Como não se exige identificar a fonte dos recursos, nem a identidade dos doadores, esses próprios meliantes se colocariam como pastores ou líderes da comunidade, recebendo salários vultuosos, declarando-os à Receita e assim teriam recursos limpos. Poderiam também ter carros, casa, despesas pagas pela “igreja”. Sei de casos em que o “bispo”, apóstolo, pastor ou missionário exige que a igreja lhe dê um carro top (BMW ou Mercedes), que a casa seja no melhor condomínio da cidade e que seja uma mansão, que as férias sejam pagas pela igreja e nos melhores endereços do Brasil ou fora dele, que se pague viagem anuais para toda a família para algum evento religioso internacional, com direito a uma esticada para passeios etc.
    Quando levantei a questão, houve muita discussão e vários deles não concordaram comigo, dois ou três ficaram na dúvida e talvez um ou dois disseram que isso podia acontecer. Isto me veio à mente agora com os recentes fatos do uso de igrejas para lavagem de dinheiro. Na minha memória vem a “oração da propina”, depois o caso do Eduardo Cunha e a “oferta” para a Assembleia de Deus, e agora o caso do ex-senador Gim Argello e a oferta feita a uma paróquia católica.
    As histórias ainda não estão bem explicadas. Não se sabe como o dinheiro foi passado adiante de volta ao ofertante ou se usaram o esquema para benefício de outros.
    Os fatos revelam que a lavanderia não escolhe denominação. Um procurador disse que não é privilégio desta ou daquela denominação ser usada como lavanderia e eu tenho comigo de que estes dois episódios se repetirão mais frequentemente. Novas ofertas, novas lavagens, novos esquemas de transferência de dinheiro sujo via lavagem religiosa. Seja lá o que for que apareça no futuro, tenho para comigo que algumas coisas mudarão.
    Quando fui pastor em igrejas nos Estados Unidos, descobri que lá a grande parte das ofertas é feita via cheque nominal. O tesoureiro emite um recibo ao ofertante e este recibo pode ser usado para abater o imposto de renda. Muito pouco se oferta em espécie e quando a oferta em espécie ultrapassa um valor pré-determinado, o tesoureiro deve comunicar isto à Receita Federal para que seja monitorada a possível fonte de contribuição não identificada.
    No Brasil o senador Paim, certa feita, apresentou projeto de lei para que as ofertas nas igrejas passassem a ter o ofertante identificado, via depósito bancário. Este seu projeto de lei foi extremamente combatido por lideranças religiosas e, até onde eu sei, não foi levado adiante. Será que a resistência a esta identificação dos ofertantes não era uma tentativa de impedir que fossem rastreados aqueles que ofertam nas igrejas, especialmente algumas “igrejas” (ou emprejas?) porque vivem de ofertas espúrias que não podem ser declaradas?
    Se estamos em pleno momento de combate à corrupção, não podemos deixar de considerar a possibilidade de que, em algumas “igrejas” e até mesmo Igrejas há corrupção na forma de pagar os pastores e de destinar os recursos levantados em nome da fé e que no fim servem para beneficiar alguns bandidos.

  • Prezado Eduardo:

    Este seu Post é um dos melhores do ano, se não o melhor. Quando as pessoas concordam com o arbítrio no pescoço dos outros, correm o mesmo risco com o próprio pescoço. Veja o resultado do Malafaia. A vida é dura, como já dizia a Presidenta Dilma em audiência no Senado. Nada como um dia após o outro. Mais uma vez parabéns Eduardo pelo Post.

    Atenciosamente,

    Cláudio Augusto

  • Edu,

    O pastor, impostor, teve a coragem de falar que recebeu dinheiro porque OROU pelo gangster que depositou essa grana. Além de explorar pobre ainda acha que somos idiotas. Sai de retro…

  • É mais ou menos fora do tema, mas achei que era necessário colocar isso. É até uma ironia que o blog intitulado Pelo Amor de Deus.com Juntos somos mais fortes, que foi um dos que combateu ferozmente a Presidente Dilma e combate o ex-presidente Lula agora venha com uma postagem, de 15 de outubro de 2016, sob a epígrafe Mensagem urgente de Divaldo Franco. Na mensagem do líder espírita se diz que o Brasil corre risco pois os espíritos de luz estão com dificuldades para nos ajudar”. O título da mensagem é: ATENÇÃO POVO BRASILEIRO.

    Vou resumi-la com minhas palavras pois não teria coragem de transpor para o blog da Cidadania texto de gente tão reacionária. Em síntese, se diz que os mentores espirituais estão preocupados com a situação de ”DESCONSOLO E TRISTEZA QUE VIVE O POVO BRASILEIRO”. Os irmãos espirituais alertam
    ”sobre a ONDA NEGATIVA que paira sobre a nossa pátria, propiciando a formação de clima deletério, similar ao ocorrido na 2ª Guerra Mundial, onde a luta espiritual foi maior do que a ocorrida no plano físico e que levou a humanidade ao sofrimento supremo que todos nós conhecemos”. Prosseguindo, acrescenta que se o sentimento de ÓDIO, VINGANÇA, DESESPERANÇA E PESSIMISMO continuar, o Brasil poderá cair na GUERRA CIVIL com todo o acréscimo de mazelas oriundas do fratricídio que ela impõe.

    E pedem para o Brasil PARAR E ORAR.

    Que tremenda ironia. O tal site foi um dos responsáveis pela situação de desconsolo e tristeza vivida pelo povo brasileiro, e agora pedem para rezar? Eu, por exemplo, não tenho esperança nenhuma. Para mim, o Brasil acabou como país. E se acaso houver as eleições em 2018 (o que eu duvido muitíssimo), em caso de vitória da esquerda, os golpistas irão recorrer às tropas internacionais. Sofreremos uma invasão norte-americana, e teremos a mesma sorte das cidades iraquianas e líbias.

  • Viva!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! A justiça foi feita! Deus é bom!

    Este Malafaia é um sem vergonha, pilantra que adora aponta o dedo para todo mundo vai SEM SOMBRA DE DÚVIDAS arder no fogo do inferno quando morrer!!! Ah se vai!!!

    Abs, Edu!

  • Estranhei a prisão de Silas Malafaia pois ele representa o maior apoio aos golpistas no setor evangélico. A truculência, típica desta PF anti-república apenas busca pavimentar o caminho para uma possível prisão arbitrária de Lula. Temem apenas a péssima repercussão internacional que tal arbitrariedade teria.

    • Malafaia sofreu uma condução coercitiva. Ignorantes estão entendendo que isso é o mesmo que prisão.

      O pastor divulgou um vídeo onde fala sobre os cem mil que recebeu. Daí a pergunta; quem recebe propina ou lava dinheiro, espalha isso pela internet ?

      Outra pergunta; quem recebe dinheiro escuso declara a importância para a receita ?

  • Acho legítimo cobrar por qualquer coisa que alguém queira pagar.

    A religião serve pra várias coisas- e se o cara se sente bem pagando por uma “oração”, pouco me importa. Também pouco me importa se acredita que ateando fogo ai corpo vai encontrar Jesus.

    Desde que não mexam com o meu, ou matem outras pessoas.

    Mas- cá entre nós- é meio raro né?

    Essa do Malafaia é um escárnio. É só mexer que vai aparecer coisa para prendê-lo.

    “Em nomi di jesuis amein”

  • Esse ator o tal “Zelador do Triplex” já ganhou fama e uma graninha ao fazer parte dessa bizarice mas quer mais….

    “Afonso Zelador do Tríplex (PP) quis aproveitar a fama do Edifício Solaris, no Guarujá-SP, onde trabalhou, para angariar votos. Concorreu a uma vaga na Câmara Municipal de Santos e conseguiu 464 votos (0,21% dos válidos). Não colou.” (guia dos curiiosos, UOL).

    Troque o nome de Lula por FHC e imagine se essa palhaçada seria possivel….,…parem o mundo que quero descer, urgente!

    Desde quando isso é juiz?

    Moro não pode continuar sendo juiz, ele não é juiz e sim acusador, ele não permite que a defesa de Lula apresente a defesa, ,como isso pode acontecer, a que ponto chegamos, isso é inadmissível, esta obstruçao da justiça por Moro, aonde estamos.

    Juiz Moro não pode continuar sendo juiz e muito menos acusando o presidente Lula, assistam ao video

    https://www.youtube.com/watch?v=a2GsuPhBDFA

  • Zilton Rocha adicionou 2 novas fotos.
    13 h ·

    NADA MELHOR DO QUE UM CASO CONCRETO PARA ILUSTRAR UMA SITUAÇÃO CONCRETA (17-12-16)

    Penso que não há exemplo melhor para se dar aos jovens que não viveram uma ditadura. A presunção de inocência e todas as outras garantias que todas as pessoas têm no estado de direito, é para garantir a dignidade da pessoa humana. Essas garantias precisam ser exigidas de todas as autoridades responsáveis pela aplicação da lei em relação à liberdade de todos nós.

    Lembram da máxima? Enquanto um ser humano estiver sendo escravizado, todos os outros continuam, potencialmente, ameaçados.
    Houve momento que escravizavam porque era mulher, porque era negra(o), porque era prisioneira(o) de guerra, para quitar dívida. Motivo o dominador encontrará sempre.

    Esse exemplo do pastor Malafaia é ilustrativo. Não tenho a menor simpatia por esse senhor. Acho-o arrogante, prepotente, agressivo. Tive professor pastor que é referência ética e moral para mim. Tive colegas, tenho vários ex-alunos pastores. Portanto, não é porque ele é pastor que lhe devoto o sentimento de antipatia.

    Mas vejam, quando a condução coercitiva foi contra petistas, que ele, Malafaia, a mídia e muita gente e até instituições do Estado resolveram satanizar, tudo podia. Uma senhora foi presa porque era cunhada do tesoureiro do PT que está sendo investigado. Nada de aplicar o princípio que deve ser observado a todas as pessoas, sem condicionante de nenhuma ordem.

    Em março passado houve o episódio da condução coercitiva de Lula. Feita às seis horas da manhã, com helicópteros da Globo sobrevoando o edifício onde ele mora, desde a madrugada (a Globo usa telepatia ou premonição!?). Foi levado para um aeroporto, lugar público, segundo Moro para “protegê-lo”. Lula disse que não foi convocado a comparecer perante o Juiz. Assim, a coercitiva foi ilegal, porque não precedida de convite (não acatado) a prestar esclarecimentos.

    Destilar ódio contra pessoas por que é desse ou daquele grupo: político, religioso, social, profissional, étnico, pode satisfazer sentimentos de vindita, de ódio, de preconceitos mas não acaba bem.

    O Pastor Malafaia que o diga, apesar de ele continuar achando que é inocente e que todos os petistas são, a priori, culpados. Leiam as declarações que tem postado ou matérias divulgadas por outras pessoas nas redes sociais, sobre o episódio.

    Por fim, vou anexar dois posts do próprio pastor Malafaia, feitos em momentos diferentes, um em MARÇO e
    em DEZEMBRO deste ano.
    Não sei como anexar mas são os dois textos tuitados por Malafaia. Um aplaudindo a condução coercitiva de Lula e outro condenando a sua própria coerção.

  • Eugenio Aragão: A turma do “je suis Dallagnol” não se emenda
    (No blog do Nassif)

    O Jornal de todos Brasis

    dom, 18/12/2016 – 08:00

    Há algumas semanas atrás, sugeri que a ministra Carmen Lúcia, na qualidade de presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça, não faria bem em se solidarizar com juiz federal de primeiro grau que ordenara um jabaculê no Senado. Afinal, a iniciativa era mui controversa e não cabia à ministra, que preside um órgão de controle externo do poder judiciário, bater boca com o presidente do Senado, que cumpria seu papel político ao demonstrar sua indignação com a invasão do espaço legislativo, ainda que chamara, o juiz de piso, de “juizeco”. Afinal, um “je suis juizeco” não pegava bem para a ministra.

    Hoje anunciou-se declaração do senhor procurador-geral da república, em que critica de forma dura a propositura de ação por danos morais pelo Ex-Presidente Lula contra o procurador Dallagnol, de Curitiba, por este ter protagonizado espetáculo deprimente de entrevista coletiva em que exibira um “PowerPoint” simplório, para atribuir ao ex-chefe do executivo federal, a qualidade de “comandante do esquema Petrobrás”. Tanto quanto Renan, Lula está no seu direito de indignar-se e o procurador-geral da república não anda bem em atacá-lo por isso. Inusitado é o chefe do parquet se solidarizar com quem é acusado de violar a honra e a reputação de Lula, pois também ele, o PGR, preside um órgão de controle externo, o do ministério público, que pode vir a ser chamado a dizer sobre os excessos do procurador integrante da chamada força tarefa da operação “Lava Jato”. Um “Je suis Dallagnol” é tão despropositado quanto um “Je suis juizeco”.

    Não é de hoje que o tom do conflito entre instituições do estado tem subido muito acima do aceitável. Gritos de juiz em audiência, porque atribui a advogados do réu “abuso de direito de defesa”, quando da insistência em perguntas a testemunhas, são tão grotescos quanto querer sugerir “cerceamento da acusação”, porque o réu não aceita a pornográfica violação da presunção de sua inocência por um membro do ministério público e busque responsabilizá-lo na justiça.

    O tom de hostilidade à defesa e a advogados foi inaugurado no famigerado processo do mensalão, com os estribilhos incensurados do então relator, ministro Joaquim Barbosa. Como o exemplo vem de cima, parece que, com essa atitude, abriu-se a temporada de caça aos causídicos defensores. E a ordem dos advogados permanece estranhamente em silêncio.

    A investigação da “Lava Jato” tem sido um festival de abusos contra garantias processuais mais comezinhas, numa conivência entre o complexo policial-judicial e a mídia, com indisfarçável escopo de atingir a reputação de alguns bem escolhidos atores políticos. Quando interessa fazer barulho, investigados são presos ou conduzidos com ostensivo aparato repressivo, sendo mostrados publicamente algemados. Que se dane a excelsa súmula vinculante Daniel Dantas, que veda o uso de algemas quando não há resistência do detido ouvido conduzido! Nem se vê, por sinal, o STF, através de seus eloquentes ministros, exigir o cumprimento de dita súmula. Aliás, como é notório, a operação tem se excedido, também, nas próprias conduções coercitivas, sem que se desse razão para tanto. Investigados são exibidos de forma constrangedora “de baraço e pregão pelas ruas da villa”, no melhor estilo das Ordenações Filipinas.

    Triste é constatar que o senhor procurador-geral da república, ao invés de cumprir com seu papel de chefe da instituição a que incumbe a proteção dos direitos fundamentais, prefere se identificar com quem os fere e bater boca com quem não se conforma. Está claro, desde já, que se Lula for representar contra esses abusos ao chefe do ministério público federal, como é legitimo, vai encontrar oiças mocas, pois este já declarou: “Je suis Dallagnol”.

    Este episódio mostra mais uma vez o quanto é urgente debater na sociedade e no legislativo a responsabilização de agentes públicos por abuso de autoridade, pois se nem o Congresso e nem um ex-presidente da república respeitam, o que se dirá do cidadão comum? Corporativismo e populismo são infelizmente duas pragas que corroem nossas instituições mais caras para a democracia, que, com isso, se tornam incapazes de defender quem delas mais precisa. Jogam para uma plateia irada, sedenta para assistir um massacre de gladiadores na arena do Coliseu. E, com isso, nem tanto pelo pão, mas muito pelo circo, as instituições ganham a simpatia das massas, num projeto evidente de poder da respectiva corporação.

    Cantem ao povo uma nova canção, senhores procuradores e, quem sabe, consigam reverter sua a desmoralização que não tardará: a democracia não precisa de heróicos salvadores da pátria, mas, sim, de magistrados equilibrados que façam justiça por via da apreciação dos fatos e sua subsunção à lei e não para atender o grito histriônico dos que querem um show de ataque aos direitos fundamentais.

  • Fica difícil defender Malafaia, mas a lei não foi feita para defender alguns e acusar outros. Como alguém já disse a justiça é cega para Ouvir bem e por aí julgar. Não é pela cara do freguês. mas sim pelos fatos. Do outro lado do caso Malafaia. temos um juizeco que traz uma testemunha contra Lula no caso do triplex, conhecido como Afonso do triplex nas últimas eleições, quando ele concorreu ao cargo de vereador. E o ‘humilde porteiro’ faz elogios ao juizeco e xinga a acusação e Lula de lixo. Quem merece um espetáculo desses? O mundo etá, definitivamente, de cabeça para baixo. A justiça, então, nem se fala.

  • Fora de Pauta

    Por que as ruas permanecem silenciosas?

    Por Nilson Lage, colaboração para o Tijolaço · 18/12/2016

    Algumas razões são conjunturais.

    O anúncio das medidas de destruição dos direitos sociais e aniquilamento dos setores públicos de educação e saúde, entre outros; liquidação de empregos industriais qualificados e duvidosa recuperação dos investimentos em infraestrutura, agora a cargo de firmas estrangeiras – elas todas vem sendo feia com habilidade, incerteza, de forma confusa e sem o suporte do único meio de comunicação eficiente do país, a Rede Globo de Televisão.

    Fatores diversionistas estão sendo acionados – de anúncios otimistas ao clima de inquérito policial que domina os noticiários – sempre em busca de culpados pelo que vão fazer e sabem criminoso.

    A medida mais séria – o congelamento da economia – será sentida gradualmente. A liquidação dos direitos trabalhistas atingirá primeiro as categorias menos organizadas.
    [Os americanos são fantásticos em estratégias de controle da opinião pública. Estudo o assunto há 50 anos]

    Mas há outro fator: a recessão que se manifesta em estados-chaves (Rio, RS etc.) e o temor difuso de um futuro de incerteza.

    A situação repete o quadro psicológico da recessão. Nele, preocupados com a sobrevivência, os trabalhadores se recolhem.

    O maior exemplo foi o da era vitoriana da Europa do Século XIX, após a guerra franco-prussiana, a comuna de Paris e a queda de Napoleão III. Os bancos da City impuseram forte recessão, forçaram diáspora de europeus (para a América, Oceania, África, Oriente distante), dirigiram investimentos para objetivos distantes (suntuários, artísticos, científicos, arquitetônicos, típicos da belle époque).

    A era de agitação que marcara a revolução industrial regrediu em um silêncio social espantoso. Não que houvesse adesão ou aceitação. O que se formou foi uma multidão rancorosa, racista, movida por medo e ódio. Sua face ganhou traços de loucura e crime na frenologia, falsa ciência da época, e seu caráter malévolo e incontrolável, sua grosseria e irascibilidade geraram dois livros muito importantes, “A multidão criminosa”.de Scicpio Sighele, e “Psicologia das Massas”.de Gustave Le Bon – em 1894-1895.

    É para conter a massa rancorosa descrita nessas obras de cabeceira dos criadores – nazistas e liberais – das modernas técnicas de controle de opinião, que se estabeleceram os estreitos limites em que cabe hoje a palavra democracia.

    *Nilson Lage é professor de Jornalismo, aposentado, da UFRJ e da Federal de Santa Catarina. É autor, entre outros muitos livros, de “Controle da Opinião Pública – Um ensaio sobre a verdade conveniente”, Editora Vozes, 1998.

  • É incrível a que ponto chegamos, esses pastores distorcem as palavras de Jesus de tal forma a dizer o contrário do que ele ensinou. Será que eles lêem por exemplo o trecho em que ele critica a acumulação de riqueza, e diz que é mais fácil passar um camelo em um buraco de agulha que um rico entrar no reino do céus.

    Ou outros em que ele defende a caridade, como quando diz que tudo o que fizeste a um desses pequeninos é a mim que fizeste. Larga tudo e me segue, é o que ele dizia.

    As pessoas ignoram o que Jesus realmente pregou pq na verdade, ninguém segue realmente o que está ali. Ele foi radical, pregou uma vida simples de amor e caridade.

Deixe uma resposta