Marqueteiro de Aécio, que criou O Antagonista, é delatado à Lava Jato

Destaque, Reportagem, Todos os posts

Em áudio obtido pela revista VEJA, o diretor da J&F Ricardo Saud conversa com Frederico Pacheco de Medeiros, o Fred, primo do senador afastado Aécio Neves, sobre as preocupações do grupo empresarial com pagamentos de caixa dois eleitoral realizados ao marqueteiro Paulo Vasconcelos, que comandou a campanha do senador tucano à Presidência da República em 2014.

Segundo Saud, a JBS, uma das empresas do grupo J&F, pagou 12,3 milhões de reais ao marqueteiro. Apesar de Paulo Vasconcelos ter emitido notas fiscais em favor da JBS, nenhum serviço teria sido prestado, o que preocupava Saud.

“Tem uma coisa que está me preocupando demais”, disse Saud ao primo de Aécio. “O Paulo Vasconcelos vai sair chamuscado, você sabe, né? Eu paguei 12,3 milhões para ele de nota. Eu não tenho nenhum serviço desse cara. Não tem nada, zero”, continuou o executivo. O primo de Aécio, que foi um dos coordenadores de campanha do tucano, pareceu se preocupar com o que ouviu de Saud. “Isso é grave. Tem que resolver isso”, disse Fred.

O executivo da J&F estava preocupado que a Polícia Federal pudesse apreender blocos de notas fiscais frias emitidas por Paulo Vasconcelos. “Semana que vem tem jeito de a gente encontrar o Paulo [Vasconcelos] e a Andrea [Neves, irmã de Aécio]? Não pode deixar. Vai sair o Paulo Vasconcelos. Aí, meu amigo, se derem uma batida lá e forem no talão de nota, vão pegar 12,3 milhões da JBS na data da campanha do Aécio sem nenhum serviço pra nóis. O que você acha que vai ser? Sem nenhum serviço pra nóis”, diz Saud.

Na sequência, Saud sugere uma manobra para esquentar as notas de Vasconcelos, simulando a prestação de serviços do marqueteiro para a JBS. “Se ele quiser, eu dou pronto pra ele um vídeo ou um catálogo, produção interna nossa, e ele assina, faz de conta que ele fez”, diz Saud. “Por que ele não faz um contrato comigo? Vai ter que fazer retroativo dentro desse mês. Tem que resolver dentro desse mês”, disse. “Pode deixar”, diz Fred.

Depois da conversa com Fred, Saud se reúne com o próprio Paulo Vasconcelos. No encontro, o executivo da J&F diz ao marqueteiro que os dois precisam forjar serviços para justificar o repasse dos 12,3 milhões de reais. “Vão falar que era caixa dois. Precisamos achar o produto”, afirma Saud.

Vasconcelos responde que, do valor total, só recebeu 2,5 milhões de reais. O dinheiro, segundo ele, era o pagamento de análises de pesquisas e do cenário eleitoral feitas a Joesley Batista durante a campanha de 2014. Haveria provas disso, como os registros de entrada do marqueteiro no prédio da J&F.

Vasconcelos também ponderou que Henrique Meirelles, então presidente da holding J&F, participou de uma dessas reuniões na qual ele tratou da corrida presidencial para Joesley. Saud atalha o interlocutor, deixando claro que os investigadores não aceitarão essa narrativa nem acreditarão que o marqueteiro de Aécio Neves, em meio à disputa ao Planalto, encontrou tempo para trabalhar como consultor.

“Como é que uns homens desses (referindo-se à cúpula da J&F), que sabem mais do que todo mundo, estão fazendo pesquisa, diagnóstico?”, pergunta Saud, em tom de ironia. Vasconcelos capitula: “Então, me ajude a te ajudar”.

Vasconcelos foi citado no começo do ano por este Blog na matéria “Marqueteiro de Aécio fez o site de Mainardi”.

Aécio Neves, quando foi candidato do PSDB à Presidência da República, em 2014, contratou o marqueteiro Paulo Vasconcelos, citado pelo primo de Aécio. Em 2002 e 2006, fez as campanhas do tucano ao governo de Minas, ambas vitoriosas. Em 2010, coordenou as campanhas de Aécio ao Senado e Antônio Anastasia ao governo de Minas. Foi o responsável pela propaganda eleitoral de Márcio Lacerda (PSB), prefeito de Belo Horizonte e parceiro dos tucanos, em 2008.

Paulo Vasconcelos é, também, o dono da Webcitizen, empresa que há vários anos vem mantendo relações com o site O Antagonista, pertencente ao jornalista Diogo Mainardi. Segundo a imprensa vem divulgando, delações da Odebrecht afirmam que o senador Aécio Neves era pago por meio de repasses a uma das agências de publicidade de Paulo Vasconcelos.

Ocorre que Vasconcelos e/ou sua agência, Webcitizen, prestaram vários serviços a Mainardi, como ele mesmo admitiu em seu site.

Ano passado, o Blog da Cidadania recebeu a informação de que a empresa do marqueteiro de Aécio Neves também foi a responsável pela confecção do site Antagonista e, assim, entrou em contato com o Vasconcelos, mas não obteve resposta.

Porém, o Blog da Cidadania também manteve contato com o sócio de Vasconcelos, senhor Fernando Barreto, e obteve respostas às suas perguntas. Confira, abaixo, a troca de e-mails.

31 comments

  • Oantagonista esta sendo acusado do que mesmo?
    Oantagosnista tem o site nos EUA, Blog da cidadania também.
    Logo ambos são da Cia.
    ( não sei se é só ironia).
    E só mais um argumento falacioso. Tipo Lula é dona da friboi.

  • Nada acontecerá com esse tal Vasconcelos. Afinal, ele é marqueteiro de Aécio que é do PSDB. Ainda se fosse do PT, o juiz moro já teria mandado prender. Então vamos esquecer essa delação na “Farsa Jato”.

  • Os marqueteiros de Lula e Dilma também foram denunciados á Lava-Jato. Não só denunciados , como condenados, mas acho que isso não vem ao caso !

    • Não vem ao caso mesmo. O assunto do post é completamente outro, mas em vez de comentar o texto do blog, que é a função da seção de comentários, fala de um assunto completamente diferente para desviar o assunto e impedir que se discuta o que deveria ser discutido.
      Isto não é um comentário, é uma trollagem.

      • Essa bosta deste filme nem é falado mais. Nem vi esta bosta nos cinemas. Esta bosta só foi assistida pelo grupelho de direita radical, que são os 4%, ou seja, fracasso total.

      • Essa bosta deste filme só foi assistido por 1,2 mi, ou seja, está muito aquém do que desejavam, o segundo lugar é um filme infantil. Ser o primeiro lugar de uma bilheteria fraca é a mesma coisa que dizer que a economia no desgoverno do traíra está melhorando. Comemorar uma merda de “melhora” que não leva a lugar algum não serve para porra nenhuma. Vão pastar.

      • Esta é a segunda trollagem colocada sob a alcunha de “Henrique” tentando desviar o assunto nos comentários, para que se fale de qualquer coisa, menos do que o autor do blog postou. E ainda faz uma resposta ao próprio comentário, usando o outro nome falso “Oneide”, colocando mais um assunto porque assim se os comentaristas não cairem na armadilha de passar a debater o primeiro desvio, passam a debater o segundo. Para esse troll profissional o importante é não deixar o debate fluir sobre o assunto do blog de forma alguma.
        Nenhum dois dois são comentários, são duas trollagens.

    • Já estão na rua pois falaram a palavrinha “mágica” para o juiz preferido dos estadunidenses: “Lula”. Quanto aos marqueteiros do “powder man”, já sabemos que nada acontecerá. “Guantanomoro” e “Powder Man” são muito “coleguinhas”, como diriam as cantoras de “sofrência”. Fotos de tal amizade foram fartamente divulgadas. Portanto, devem ser de seu conhecimento.

  • Caro Eduardo
    Nada acontecerá a eles. É da turma do golpe.
    Eles estão protegidos.
    É apenas para dar um ar de imparcialidade e vazou.
    Lembranças a Victória.
    Saudações

  • O “Powder Man” é do PSDB. Portanto, nada acontecerá a ele e a seus marqueteiros. Se fosse do PSDB, até aquele maluco que pôs fogo nas crianças em uma creche em Minas Gerais seria inimputável, caso não tivesse morrido na tragédia. Os promotores do “aparelho” que é o MP em estados governados pelo PSDB colocaria a culpa nas vítimas.

  • Que mudem o lema da nossa bandeira para ORDEM E REGRESSO.
    Senāo vejamos:
    De tão mal acostumada com o cachimbo, a logica escravista entortou a boca da nossa zelite zelote que, como sabemos, impede o nosso progresso e desenvolvimento com justiça social quando essa possibilidade surge no horizonte.
    O nosso problema ė mesmo nosso passado escravista do qual não conseguimos mos libertar: os do andar de cima excluindo os do andar de baixo e, no final das contas defrontamos apenas com os do andar de cima, a Casa Grande, e os do andar de baixo, a grande massa de desdentados e miseraveis qur nos aguarda num futuro não muito distante. O Projeto de Grande Pais de Classe Média foi jogado na lata de lixo pelos golpistas. Sim, o nosso problema ė que nossa elite – se ė que temos uma e não grupos de sanguessugas – não aceita nosso progresso e muito menos democracia por um longo periodo.

    A escravidão foi abolida oficialmente em 1888 mas o Brasil jå começou sob a taca dos Senhores de Engenho, a imagem dos donos do pedaço rezando a 1a missa para indios ingęnuos ė bem sintomåtica. De 1500 pra cá tivemos uns lampejos de democracia com desenvolvimentismo, momentos interrompidos por uma elite bizarra calcada na lógica esravista da Casa Grande vs Senzala. No incio da nossa existencia como nação tivemos o Partido Regressista, que nunca aceitou o fim do cativeiro e do Brasil Colonia.

    Se a Senzala não fizer uma coisa que nunca fez neste pais, ou seja, se nāo se unir se organizar e se rebelar, nāo romperemos com essa lógica perversa: em 128 anos de Repūblica a cada 18 anos tivemos um golpe de estado e, a cada 9 um presidente não terminou seu mandato. Por trås disso, o eterno regresso a um passado colonial e escravista que impede nossa continuidade como pais desenvolvido, justo e pertencente ao seu povo.

    “(…) Partido Progressista é mais uns desses partidos de merda que existe no Brasil, teve origens do ARENA e PQP, daqui pra lá foram vários nomes que ganhou esse partido: ARENA (Aliança da Regressão Nacional ), PDS (Partido Ditadorial inSocial), PPR (Partido da Putaria Renovadora), PPB (Puta que Pariu no Brasil) e finalmente PP (Puta que Pariu), a mãe desse partido é indecisa no nome! O seu código eleitoral é 11, em homenagem a Osama Bin Laden que atacou no dia 11 de setembro. O ARENA (Aliança Regressista Nacional) foi o início do partido, o famoso partido da Ditadura Militar, naquela época o partido não se dizia democrático, era um sistema que funcionava assim:Fale um Ai para ir pro pau Depois João Figueiredo (Presidente que ditou as ordens até 1985), mudou o nome para PDS (Partido Ditador inSocial), mas acabou levando um pé na bunda da população, ele se dissolveu em vários partidos nanicos. Assim, criado o PPR (Partido da Putaria Renovadora) em 1993, mas se fudeu anos depois e depois veio o PPB (Puta que Pariu no Brasil), mas os políticos mudaram para finalmente Partido Regressista, em 2003 O manifesto do partido resume-se a:
    Ditadura declarada
    Regresso na economia Brasileira
    Regresso na educação!
    Regresso na saúde” (Desciclopedia).

  • O Mainardi e o outros da Veja não são apenas facistóides, são pilantras. Com certeza devem ter emprestado o site deles para as falcatruas do Aécio e demais tucanos. Não é a toa que o Dioguinho deu piti quando o cara da JBS citou ele numa delação junto com o mineirinho. O moleque cinquentão está foragido em Veneza, que chique

  • O Anta gonista recebe dinheiro de caixa dois do traficante, assassino e ladrão

    O amigo do traficante, da exclusivas para o Anta gonista, deixa vazar exclusivamente para o Anta gonista.

    Quantas malas de dinheiro o amigo do traficante ganhou pela “parceria”

  • Acabei de assistir a terceira temporada da série “Narcos” e fui acometido de um forte sentimento de familiaridade e sensação de Déjà vu. Isso ocorreu nos momentos em que os investigadores da DEA tentam prender um dos chefões do Cartel de Cali e as autoridades locais: policiais, juízes, políticos; fiscais, etc, correm para defender o bandido fazendo uso descarado de seus cargos e distorcendo as leis para evitar sua prisão.
    Claro que eu sei que o papel do DEA na chamada “Guerra às Drogas” não é o que foi mostrado na série e que a própria guerra não é guerra coisa nenhuma mas uma fachada para um sistema de exploração corrupto e mentiroso. Mas mesmo uma obra de ficção com forte viés ideológico e recheada de mentiras acaba por mostrar alguns elementos da realidade que procura distorcer.
    O caso é que o desespero das autoridades de Cali para proteger os chefões do Cartel, que lhes pagavam os subornos lembra com exatidão o esforço das autoridades desta república de bananas para proteger outro narcotraficante, alcunhado de “Mineirinho”.

  • Ilação nada a ver. O Antagonista sempre caiu de pau no PSDB e no Aecio. Inclusive foi o primeiro site a considerar o PSDB a oposição de estimação do PT.

Deixe uma resposta