MBL ameaça “denunciar” universidade “ao Papa” por “comunismo”

Humor, Noticiário, Todos os posts, Últimas notícias

Matéria do jornal Diário de Pernambuco dá conta de que o MBL quer impedir discussões públicas em universidades sobre os 100 anos da Revolução Russa e está ameaçando “denunciar ao Papa” que no Brasil há professores querendo ensinar história a jovens estudantes. O movimento reacionário chamou estudantes e professores de “comunistas”.

O que o MBL talvez não saiba é que, no fim do ano passado (novembro), o Papa Francisco afirmou que “são os comunistas os que pensam como os cristãos”, ao responder sobre se gostaria de uma sociedade de inspiração marxista, em entrevista publicada no jornal italiano “La República”.

Leia a matéria desse jornal

No ano do centenário da Revolução Russa de 1917, o DCE e a Associação dos Docentes da Universidade Católica de Pernambuco promovem no próximo dia 19 ato sobre o acontecimento, que faz parte da história mundial.  Haverá uma aula pública e um show poético-musical no pátio da Universidade.

No Brasil das três últimas décadas (ou seja, no pós-redemocratização, de 1985), esse tipo de evento passaria sem maiores repercussões ou conflitos, como algo corriqueiro num ambiente universitário. Mas não no Brasil de 2017.

O ato gerou protestos do MBL (Movimento Brasil Livre), seção Pernambuco, que viu contradição em uma universidade católica sediar ato dessa ordem, e “ameaçou” denunciar o caso ao papa…  Vejam o que disse, em sua página numa rede social:

“Será que já esqueceram do genocídio contra os católicos na URSS e países do Leste europeu? Como uma instituição católica pode se submeter a isso?

Esse evento sendo celebrado na Unicap é como se um filho fosse para o aniversário do assassino de seus país!

Atualização: Estamos estudando uma nota de repúdio ao arcebispo, com ameaça de envio de denúncia formal a Roma”.

Em outros tempos, toda essa reação seria vista de forma jocosa. Não no Brasil de 2017, porém. Tanto que a Unicap emitiu nota oficial, reagindo contra o que considerou um ataque à “liberdade institucional” e posicionando-se frontalmente contrária “a ficar refém de movimentos”.

Diz trecho da nota:

“A Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) comunica aos seus docentes, funcionários e alunos, bem como às pessoas de boa vontade e lucidez, sua perplexidade diante de mais uma campanha de difamação nas redes sociais, distorcendo fatos, sem conhecimento do papel de uma universidade e das circunstâncias em que os debates acontecem no campus, dentro da linha de diálogo e busca incessante da verdade.

Trata-se, desta vez, de um evento organizado pelo DCE e pela ADUCAPE, instituições autônomas de representação, respectivamente, estudantil e docente, que solicitaram espaço para realização de atividades, das quais são os responsáveis diretos.”

Lembra ainda, em novo trecho, que esse tipo de ataque tem ocorrido em outras instituições universitárias:

“Sabemos que isso vem acontecendo em outras universidades, inclusive outras instituições jesuítas, no intuito de fazer pressão, com aparelhamento nas redes sociais, ameaças estranhas e linguagem pouco ética, querendo fomentar a divisão de nossa sociedade, já tão fragilizada, e também da igreja; atitudes que não somente se distanciam da verdade, mas, sobretudo, revelam o caráter de tais grupos.”

O DCE e a Associação dos Docentes (Aducape) também divulgaram nota oficial conjunta, afirmando que a ação do MBL é “tentativa de censura e intimidação” e condenando o fato de que, depois de “censuras e ataques às exposições artísticas e manifestações culturais de museus”, a ofensiva está agora voltando-se contra “os debates e manifestações públicas das universidades”.

Façamos agora uma viagem no tempo. Estamos em 1974, em plena ditadura. Marcus Cunha, então vereador do Recife pelo MDB, idealizou a realização de um evento chamando 1º Ciclo de Conferências sobre Problemas Brasileiros. Na lista de palestrantes constavam, entre outros, um jovem sociólogo, Fernando Henrique Cardoso. Naquela época, os campus eram área de segurança nacional, e para convidar representantes de diretórios era preciso solicitar permissão ao reitor. Marcus Cunha fez isso, por meio de ofício, a um determinado reitor de uma determinada universidade (não era a Católica). Ao ler o comunicado, o reitor escreveu no papel: “Que atrevimento: fazer agitação na Universidade!” . Em seguida, indeferiu o pedido e enviou cópia ao setor militar encarregado da segurança na área. Marcus Cunha foi preso por policiais armados com metralhadora, encapuzado, posto dentro de uma viatura e levado para a prisão. No interrogatório a que foi submetido, lhe perguntaram: Sabe que Fernando Henrique é comunista? Quais os professores e colegas de Faculdade que o senhor conhece como esquerdista?

A imprensa local, sob censura, não pôde denunciar a prisão. Quem o fez foi o jornalista Carlos Garcia, no Estado de S. Paulo — por causa disso, foi preso e barbaramente torturado. Sua casa, invadida. Cunha e Garcia acabaram sendo libertados, depois de uma ampla mobilização de entidades e parlamentares (liderados por Jarbas Vasconcelos).

2017 não é, graças a Deus, 1974. No entanto, os fatos que estão acontecendo agora — aparentemente ridículos, mas perigosos — trazem o gosto ruim de um passado que nenhum democrata quer de volta. É preciso enfrentar essa onda com firmeza — como o fez a Unicap, agora, e o jornalista Carlos Garcia, em 1974.

  • Savio Maciel

    Esses tempos não voltarão. Garotada de jeans e camiseta fascinada pelo fascismo, sem qualquer base cultural ou ideológica. Nem de lógica entendem, pois se entendessem, deveriam, por lógica, conhecer o marxismo para poder combatê-lo. Só são levados a sério pelos descerebrados ignorantes e pelos saudosos da “Redentora”. Não voltarão.

  • Fernando Soares

    Em breve o MBL fará petição diretamente a Deus para que Ele proceda com o impeachment do Papa.

    • eduguim

      rsrsrs

    • Leonardo M. G.

      Também vão proibir o desenho do Bob Esponja, pois o mesmo tem uma estrela vermelha e o Lula como amigos mais chegados…

  • Salve Maria, Eduardo e irmãos! Escrevi um artigo no meu blog. É extenso mas peço a todos que leiam atentamente. A paz do Senhor esteja com todos! http://www.deuslovult.org/2017/10/03/lutando-em-terreno-inimigo/

  • Oscar Müller

    O MBL antes, creio, precisa resolver a pendenga com outro paladino da moral e bons costumes, que diz ser o verdadeiro dono da sigla, o Frota, aquele da foto na piscina servindo mais que uva na boquinha.

  • João

    Por um bom tempo o problema foi exatamente
    o sufocante autoritarismo do PT…
    Mas em 2016 tivemos um enorme alívio.
    Nos libertamos da adstringente ideologia petista
    devido aos criativos movimentos de rua no ano passado.
    O MBL teve o seu papel empírico, em 2016!
    MBL [Movimento Brasil Livre]
    faz jus ao nome dessa sigla, sem dúvida.
    A diminuição do poder vigarista do PT com
    a saída de Dilma em 2016 foi fortemente
    permitido devido ao MBL.
    Empírico, corajoso e pragmatista,
    o Arthur do “Mamãe Falei” ajudou enormemente
    a desconstruir o discurso ideológico
    do PT através do método socrático.
    Pelo menos MBL e o Arthur lutam contra
    o lixaço da doutrina
    petista (conhecida como Petismo),
    lutam contra o brega, o barangismo petista,
    o mau gosto, o barangão do sertanejo universitário
    do petismo [inventado na Era Dilma-Lula],
    o cafona, o lixo se fingindo de “arte”
    misturado com outras obras que são
    realmente arte autônoma para despistar
    em galeria que se vai tornando picareta,
    e lutaram contra o autoritarismo
    sufocante do PT e o Kitsch.
    Copie e cole:
    http://m.youtube.com/watch?v=wsAZQMvGY0E

    • Sávio Valença

      Vcs são uns imbecis que detonaram o país e colocaram uma corja de bandidos para governar. O MBL recebeu grana obscura para ajudar no golpe. Golpe este que foi feito para destruir direitos. Em 2018 a gente desconta o mal que vcs fizeram, bando de salafrários vigaristas.

      • Marcão (Mossoró)

        O MBL se esconde sob um perfil hipócrita e vulgar, de defensor da moral o dos bons costumes. Esquecem das letras vulgares do seu fundador Pedro Deroy e sua banda a fazer apologia a pedofilia e a pornografia. Sem falar nos ícones como Frota, Janaina Parcial e os seus milhões de Cunhas e a sua dependência e apoio intrínseco a Temer e aos tucanos, provando ter um desprezo avassalador pela democracia e uma simpatia fora do comum por valores desprendidos por essas forças, o caracterizam com um perfil devastador de “mercenarios”. Poderiam, se almejassem a política, trilhar a ideologia. Mas a força pragmática dos refletores, os fizeram atores coadjuvantes de corruptos.

  • Gersier

    Como são babacas esses imbecis. Falando nisso, será por onde anda aquele pato clonado, ou plagiado, ou falsificado, enfim, fake que eles tanto idolatravam? Uma vez otário, sempre otário.
    Já já perderão a serventia e como aconteceram com outros mais “graduados” que esses trouxas, serão devidamente jogados na lata de lixo pelos canalhas que os manipula e que se julgam mais expertos que os brasileiros patriotas e cônscios.

  • Luis CPPrudente

    Esses moleques do MBL não assistiram aulas de História, de Filosofia e de Sociologia. Eles são um bandos de moleques que abraçaram o Fascismo e nem sabem o que é o Fascismo.

  • Liduina

    Olá, Edu. 2017 não é 1974 . E a emenda da reforma política que permite censura na internet durante as eleições? Acabei de ler no DCM e Tijolaço.

  • oneide teixeira

    Todo comunista é um “excomungado” pela igreja católica.
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Decreto_contra_o_Comunismo
    A Resposta Católica: Ser comunista é motivo para excomunhão?
    https://www.youtube.com/watch?v=gKdACVx9AY4

    • Sávio Valença

      Se vc não for burro, tem uma tremenda má intenção.

      • Oscar Müller

        Sávio,
        Há também a possibilidade (a meu ver mais provável) de ser ambas as coisas.

  • David

    Esses sujeitos do MBL são toscos por demais.
    São verdadeiras piadas. Energúmenos.

  • valéria PE

    O Papa vai ignorar esses idiotas.

  • Alberto Resende

    Eduardo, estou vendo comentários de outras pessoas como “aguardando moderação”. Me lembro que no fórum antigo esse problema existia também, mas agora está pior pois consigo visualizar o e-mail da pessoa também. Acho que esses seus programadores web são deficientes… ou é problema no seu provedor de hospedagem mesmo…

    • Oscar Müller

      Só para contribuir: aqui não vejo este problema, este “aguardando moderação” nunca apareceu na minha tela.

      • Oscar Müller

        Em tempo: claro que o aviso aparece imediatamente após o envio de um comentário, mas somente os de minha própria autoria. E mais um detalhe: meu e-mail não aparece.

  • Marat

    O MBF (Movimento dos Bundas Flácidas) é tal e qual a pobre infeliz da Janaína: por serem estúpidos e ignorantes, praticam onanismo mental e arrotam suas besteiras para não caírem no merecido esquecimento. De mim mim só despertam o profundo desprezo: valem menos que uma diarréia!

  • Ana

    Ta osso
    Obrigada Edu por sua coragem, uma das lanternas dos nossos dias afogados

  • Juliano Santos

    O MBL seria cômico senão fosse trágico. É trágico porque conseguem fechar exposições., tem cargos no governo (boquinhas segundo eles mesmos), são a base de apoio de dois candidatos a presidente bem posicionados na pesquisa e são “formadores de opinião” de um contingente considerável de zumbis.
    Por isso não dá para rir. O Brasil se um dia se recuperar disso que estamos passando, irá lembrar da época atual como a era “MBL”. Quando o bizarro e a truculência viraram uma expressão política com protagonismo na vida social brasileira. Que o Papa reze muito por nós.

  • Alexandre

    São os efeitos das políticas de saúde pública do goverme temer! Está faltando Rivotril na rede básica de saúde!

  • miriam mattos machado

    As atitudes do MBL seriam risíveis se não fossem extremamente perigosas. Foi assim que começou o nazismo na Alemanha, aos pouquinhos. Ninguém levava aquilo à sério e terminou do jeito que terminou. Tem-se que cortar as asas de grupos como esses que fazem a cabeça de analfabetos políticos em todas as faixas sociais.

  • Alvaro

    Comunista e padre gosta de criancinha
    …entao nao vai dar em nada

  • Helena/S.Andre (SP)

    Leiam esse post que saiu no blog do Nassif sobre o Kim Kataguiri: https://jornalggn.com.br/fora-pauta/o-curioso-ganha-pao-do-lider-do-mbl
    Nesse post uma comentarista diz que Kim Kataguiri abandonou o curso de Economia da FUABC pois não conseguiu passar nas matérias básicas do início do curso. E ainda diz que sabe mais de economia que os mestres da UFABC….
    E agora esse MBL resolveu se engajar no discurso moralista atacando exposições de artes que, segundo eles, estimulam a pedofilia. Mas o que dizer da exposição de sua bunda horrorosa, hein, Kim Kataguiri, que vc mandou para o DCM? https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/179284/Kim-o-analfabeto-mirim-mostra-bunda-ao-DCM.htm