Victoria 19 X 0 Síndrome de Rett

Crônica, Destaque, Todos os posts

Seis de outubro de 1998, fim da tarde. A Gabi (12 anos) chora de preocupação com a mãe, que está no centro cirúrgico dando à luz minha quarta filha, Victoria.

Estou ao lado da Tina, mãe da Gabi, da Carla (16 anos) e do André (10 anos), mulher com quem estou casado há 35 anos.

Victoria nasceu linda e forte. Mais de 3 kg, mais de 50 centímetros. Choro forte. Dos meus quatro filhos (três meninas, um menino) foi a que nasceu mais bonita e saudável.

Até cerca de um ano após seu nascimento, não notei nada. Dali em diante, porém, pai de quatro filhos, começo a perceber que ela não se desenvolvia como os outros três.

Ela não me olhava diretamente por mais do que um minuto. Seu olhar se dispersava e se perdia no infinito. Não reagia aos estímulos que os bebês, verdadeiros aspiradores de informação, reagem.

Fisicamente, não se equilibrava e nem sequer fazia menção de se locomover arrastando-se, a princípio, como todo bebê. Por volta de um ano e dois meses, nunca havia engatinhado…

Decidi conversar com a minha esposa, mas tive medo da reação dela. Parecia não notar nada – ou não querer notar. Meus outros filhos, idem.

Achei que seria mais profícuo reunir a família para comunicar minhas suspeitas de que algo estava terrivelmente errado. Esperei que estivéssemos todos reunidos em casa, após o jantar, e confessei meus temores.

A Gabi, mais uma vez, como sempre ante a menor contrariedade, verteu lágrimas enquanto implorava para que eu parasse de falar. A mãe dela e a nossa filha mais velha, Carla, irritaram-se comigo. O caçula, André, já pré-adolescente, como sempre ficou quietinho em um canto, só olhando – semblante triste.

Calei-me por um par de meses até que percebi que a família estava chegando à conclusão de que deveríamos procurar ajuda.

O doutor Ivã tornou-se pediatra da primogênita Carla antes de ela atingir os 4 anos (hoje ela tem 35, de Gabriela (hoje com 31) e do André (hoje com 29). Agora, passara a atender o sexto membro da nossa crescente família: Victoria, então com um 1 ano e seis meses.

Estávamos em 2000.

O pediatra concordou que havia um atraso considerável no desenvolvimento de Victoria, apesar de ela ser linda e forte, aparentemente.

Gastei o que não tinha. Achei que dinheiro resolveria o problema. Levei-a ao hospital Albert Einstein, zona Sul de São Paulo, o mais conceituado da cidade e talvez do país. Lá, empurraram-nos médicos e exames caríssimos, mas sempre diziam que não passava de “um atraso”.

Recomendaram fisioterapia e hidroterapia para fortalecer os músculos impotentes de Victoria, mas nada de diagnosticarem porque, além de não tomar iniciativa alguma de se interessar por nada ou de se locomover, não emitia som algum além de gritos sem significado e imotivados e de levar as mãozinhas à boca. Além disso, tinha violentas crises de choro que sumiam tão inesperadamente quanto surgiam.

Enquanto isso, o hospital me consumia recursos preciosos. Não sabia mais de onde tirar dinheiro, sempre achando que esse objeto de desejo e loucura de quase toda humanidade compra alguma coisa que valha a pena de verdade nesta vida, como saúde quando falta mesmo.

Passamos por incontáveis neuropediatras e todos falavam em “atraso”, apenas isso. O que era impossível…

Não havia progressos. Não importa quanto dinheiro fosse gasto, quantas sessões de fisioterapia, nada mudava o fato de que Victoria parecia não saber usar nenhuma das faculdades de que dispunha, como voz ou membros perfeitos.

Enfiar as mãozinhas na boca até que ficassem em carne viva e as crises de choro eram comportamentos que aumentavam de frequência a cada segundo, a cada hora, a cada dia, a cada semana.

Até que encontramos um médico que nos disse a verdade – até hoje acredito que os outros não tiveram coragem de me dar a notícia.

Chegamos ao consultório do neuropediatra oriental logo após o almoço. O dia amanhecera claro, mas o tempo começava a se fechar…

Não demorou mais do que uns 10 minutos de consulta para ele nos dizer assim, na lata, que Victoria tinha Síndrome de Rett e que provavelmente nunca falaria, nunca se locomoveria com as pernas ou de qualquer forma não por falta de mobilidade, mas porque seu cérebro não sabia usar seu corpo, o que incluía a voz e a própria boca para mastigar comida.

Ela nunca iria para a escola, nunca me deixaria preocupado por chegar tarde, nunca arranjaria um namorado que eu odiaria (como as irmãs), nunca deixaria de ser um bebê de  seis meses de idade.

Entretanto, ela tinha saúde. Apenas continuava no estágio inicial de desenvolvimento motor e neurológio de um bebê de poucos meses de vida.

Paralelamente, a subsistência da família entrou foi drasticamente prejudicada por um prejuízo terrível que tive nos negócios. Exportava produtos brasileiros para a América Latina e clientes argentinos me impuseram um calote enorme devido à crise cambial que o país sofreu em 2001.

Perdi quase tudo.

Enquanto isso, a doença de Victoria tornava-se cada vez mais desesperadora.

Com o tempo, fui me reerguendo. A empresa foi encostada, por falta de capital de giro. Criei um escritório de representação e comecei a viajar pela América Latina e pela África para fechar contratos de exportação com indústrias brasileiras.

Chegamos a 2009. É por volta do décimo ano de vida que a doença muda de patamar. A síndrome de Rett começa a crescer. Victoria começa a adoecer.

Estava emagrecendo muito. Engasgava muito para comer. Até que contraiu uma forte pneumonia. No hospital, descobrimos que a doença havia quase que eliminado sua capacidade de deglutição, de modo que água, comida e até saliva em parte iam para os pulmões, gerando pneumonias sucessivas.

Ela ficou três meses na Unidade de Terapia Intensiva. Boa parte do tempo desacordada. Febres terríveis, não passavam…

Até que os médicos nos comunicaram que só interrompendo a alimentação por via oral ela sobreviveria. E, ainda assim, ela não estaria a salvo porque a boca saliva e essa saliva iria parar nos pulmões, causando novas pneumonias.

Para quem não sabe, pneumonias são o que mais mata a maioria das pessoas com paralisia cerebral.

Para interromper a alimentação via oral (o que inclui a ingestão de líquidos), Victoria sofreu uma gastrostomia (colocação de uma válvula no abdome por onde receberia alimentação líquida, pastosa).

Para não salivar, teve suas glândulas salivares retiradas e foram feitas aplicações de botox dentro da cavidade bucal, para secá-la.

Porém, são muitas glândulas salivares. Seria impossível acabar com a salivação da menina. E uma gota que fosse para os pulmões geraria pneumonia, com febres terríveis…

A internação parecia não terminar. Estávamos no segundo dos três meses quando um dos médicos, o neuropediatra do hospital, aplicou-nos um choque do qual jamais esqueceríamos.

Eu estava fora do país. Cheguei a São Paulo e fui direto do aeroporto para o hospital. Lá, encontrei minha mulher sentada nos jardins do hospital. Quando me viu, esboçou um sorriso… Mas estava claro que havia chorado.

Quando me viu, desabou. Atirou-se em meus braços aos prantos. Tina não é mulher de fazer cenas; algo terrível havia ocorrido.

O neuropediatra entrara no quarto da UTI no fim da noite anterior e teria dito que a família precisaria cair na real. Seria impossível impedir que Victoria broncoaspirasse sua própria saliva e uma das pneumonias ceifaria sua vida no período de mais dois ou três anos, no máximo.

Victoria tinha onze anos, quando lhe deram esse diagnóstico.

Nos quatro anos seguintes, ela passaria mais tempo internada do que em casa. Até que, em 2013, começou a reagir. As intensivas sessões de fonoaudiologia a ensinaram a controlar melhor a salivação e as reiteradas aplicações de botox na cavidade bucal conseguiram tornar cada vez mais raras as pneumonias.

Claro que a cada 3 ou 4 meses ela contraía pneumonia, mas todas foram vencidas. Algumas vezes, sua pressão caía tanto e a febre subia tanto que achávamos que Victoria não resistiria. Neste ano mesmo, aconteceu várias vezes.

Mas desde que previram que Victoria não duraria mais do que dois ou três anos passou-se quase uma década. E está linda, forte e contente por estar viva.

Victoria é uma mocinha feliz. Neste dia 6 de outubro de 2017 ela completa DEZENOVE ANOS. Os médicos dizem que os cuidados extremos e as doses gigantescas de amor ministradas pela família e, sobretudo, pela mãe são o que mantém a garota viva.

Há problemas. A doença encerra escoliose. A coluna vertebral vai assumindo o formato de um S e criando aquela corcundinha na pessoa.

Até cerca de uns 50 graus de torção, é possível conviver com o problema. Acima disso, há que operar.

A operação é terrível.  Implica em abrir as costas da pessoa de fora a fora e colocar uma prótese para endireitar a coluna.

A situação de Victoria está próxima a esse desfecho. Os médicos não garantem que ela resista. Porém, os médicos disseram muita coisa sobre minha filha que jamais se concretizou.

Preferimos acreditar na vida e no poder miraculoso do amor. E só quem acha que estou me enganando é quem não viu como Victoria vem derrotando a doença contra todos os prognósticos.

No Jogo da Vida, neste 6 de outubro de 2017 Victoria está vencendo por 19 a zero. Belo placar para  essa jovem e delicada Valquíria

Viva a Vida! Viva o amor! Viva Victoria!

  • Alexandre S.

    Viva!

    • eduguim

      viva

      • José Carlos Gomes dos Santos

        Mesmo que para os mais céticos, para os descrentes ou ainda para os agnósticos ou ateus, em que a existência de forças superiores não é considerada, a vida nos mostra a força do bem. A força do amor que se converte em força física. O infinito amor que Victória recebe é seu alimento vital. Vida longa a Victória. Vitória aos que a amam!

        • eduguim

          grato, josé carlos

  • Benjamim Godinho

    Parabéns a Victoria e a todo a família! O amor e a dedicação tem o poder de nos levar a patamares inimagináveis e Victoria nos prova isso todos os dia!

    • eduguim

      grato, benjamim

  • rudi

    O senhor e sua família estão acima das expectativas. Exemplos como cidadãos e como pessoas. Saúde para Victória. Força para a família. Que o Senhor os proteja

    • eduguim

      grato, rudi

  • Guga

    Viva Vitoria!!!!

    • eduguim

      grato guga

  • Mário Gomes

    Deus abençoe e proteja sua Família Edu.

    • eduguim

      grato, Mario

  • Juliana

    Parabéns Victoria!!! Muitas felicidades pra vc e para sua amorosa família!

    • eduguim

      GRATO, jULIANA

  • Roseli Carvalho

    Eduardo, os médicos também disseram que a minha sobrinha não passaria dos 15 anos. E ela já fez 32!
    Um grande beijo na sua Victoria tão querida!
    Parabéns à famìlia lutadora que você tem!

    • eduguim

      Grato, Roseli

  • Lenita

    Nossa Edu ! Emocionante essa história de amor e de perseverança. Não tenho palavras para descrever o respeito e a admiração que você inspira. Tua filha é de fato linda e não nega sua origem. Parabéns. Viva Vitória !

    • eduguim

      grato, Lenita

  • Israel (Ribeirão Preto-SP)

    Parabéns a Victória, e a família. Que Deus os abençoe.

    • eduguim

      grato, Israel

  • José Eduardo Dyonisio

    E como está bonita…
    Conheci a menina Victória numa manifestação que você convocou no vão do Masp.
    E senti uma energia muito poderosa nos olhos daquela criança aparentemente frágil.
    Já tive dramas familiares, porém nada que se compare à saga da sua família. Parabéns.
    Vida longa à Rainha!!!

    • eduguim

      grato, velho amigo

  • Jimmy Cricket™

    Há um casal já de certa idade, que almoça no mesmo restaurante que eu, juntamente com uma moça portadora da síndrome de Rett. A visão dessa família me aperta o coração e me faz largar o prato.
    Eu mentiria se dissesse que sei o quanto você e sua família padecem com a disfunção da Victoria. Como não sei mentir, só posso lhes oferecer minhas condolências e incentivá-los a continuar tendo coragem. Quem sabe um belo dia descobrem a cura…

    • eduguim

      Grato, Jimmy

  • Ana

    Viva o amor! Viva a vida! Saúde e muitas alegrias!!

    • eduguim

      grato, Ana

  • Vivaldo

    Parabéns Victória! Muitas felicidades, muitos anos de vida! Deus te abençoe sempre! Parabéns Edu e família pelo amor que dedicam a ela, o que fará que esse placar seja infinito.

    • eduguim

      grato, vivaldo

  • João de Azevedo

    Parabéns!!!

    E que pela frente tenhamos 20×0, 21×0, 22×0…

    • eduguim

      grato, joão

  • Adonis Marcos

    Edu,
    parabéns a sua filha.
    Luz e paz a toda sua família.
    Fiquei emocionado ao ler o seu registro.
    Grande abraço!

    A proposito, quase nunca me pronuncio por aqui… mas leio o seu blog há alguns anos. E com o passar dos anos as suas opiniões me conquistaram. Confesso que sempre enxerguei um tom alarmista, e não acreditava na suas visões futurísticas sobre a politica e o Brasil.

    Me identifiquei no episódio em que sua família custou a acreditar no que você disse à respeito da Victoria quando ela era bebê.
    Eu também custei muito a acreditar em suas previsões à respeito do Brasil, foram várias fases e vários avisos.

    E hoje dou total credibilidade a ti, e tem todo o meu respeito… inclusive porque há pouco tempo bravamente lutou contra uma ação direta contra ti vindo da ditadura judicial que atualmente vivemos.

    Meu querido e aguerrido amigo, grande abraço.

    • eduguim

      grato, adonis

  • Marcos Feijó de Almeida

    Desejo que tudo se resolva bem e o mais brevemente possível!

    • eduguim

      grato, marcos

  • Augusto César Mourão e Lima

    Caro Edu,
    Parabéns a você e a esta sua guerreira Victória.
    Todo o sucesso do mundo.
    César Mourão

    • eduguim

      grato, Cesar

  • Alexandre

    Parabéns Victória! Parabéns a toda sua família, Edu.

    • eduguim

      grato, alexandre

  • Leandro

    Parabéns…muita saúde e felicidade. Esse é o tipo de luta que realmente vale a pena.

    • eduguim

      grato, leandro

  • MAureli

    Como é bom ter contato com GENTE como você, Edu. lembre-se do que nos disse Chiara Lubich “Nada do quer é feito com amor é pequeno.” E ainda Chico Xavier a dizer: “A grandeza do amor repousa na conjugação do verbo servir.”

    • eduguim

      grato, maureli

  • Juliano Santos

    Acompanho, como sabe, desde que voce expôs corajosamente aqui seu drama pessoal, com mais fé na solidariedade humana do que preocupação com a estupidez das bestas feras.
    Esse gesto, que poucos teriam, compartilhar algo tão íntimo e sofrido, já explica porque a Victória está dando de 19 a 0. A fé na vida, contra tudo e contra todos, está no DNA dela. É algo que a ciência não explica, Edu

    • eduguim

      grato, Juliano

  • Pisquilawine

    Essa garota foi um presente que Deus te deu e você sabe disso. Não é você que a ajuda e a protege… É ela que veio para que você não perdesse a humanidade. Parabéns aos dois.
    Desculpe qualquer coisa por eu ter te falado isso.
    Um grande abraço, de coração.

    • eduguim

      grato

  • Dilma Coelho o

    Muito lindo o modo como você e sua família enfrentam o desafio da Vitória. Vocês são abençoados.
    Parabéns para ela. Um grande e carinhoso abraço.

    • eduguim

      grato, dilma

  • Helena/S.Andre (SP)

    Parabéns para a Victoria e para toda a família. O que contribuiu muito para essa vitória de vcs é o amor e a união que existe na família, que hoje, infelizmente, falta em muitos lares. Parabéns a todos vcs!

    • eduguim

      grato, helena

  • Valdir-Ba

    Prezado Eduardo:
    Parabens para Victoria, para você e toda a família. Que nunca se desanime, seja no mundo exterior, seja no interior. É vivendo essa dualidade que encontramos a energia que nos leva ao verdadeiro caminho que buscamos para o sagrado absoluto.

    • eduguim

      grato, valdir

  • Savio Maciel

    O nome dela não poderia ser mais sugestivo.

    • eduguim

      grato, savio

  • Luis CPPrudente

    Parabéns para a valente Victoria.

    • eduguim

      grato, luis

  • Sergio L

    PARABÉNS, EDU e VICTÓRIA!!
    Que o Amor e Dedicação de vocês retornem em muitas Alegrias para todos!!
    Saúde e Paz à Família!!
    Abraços

    • eduguim

      grato, sergio

  • Heitor

    Parabéns Vitória! Goleada mais que merecida!
    Parabéns Edu, seu relato prova que a luta pelo Amor é que vale à pena.

    • eduguim

      grato, Heitor

  • Octaviano du Pin Galvão Neto

    Caro Edu;
    Como pai que passou por problemas também graves, e que nunca perdeu as esperanças, creio que o entendo no fundo da minha alma.
    O meu “menino” hoje tem 41 anos, formou-se em curso superior, namora firme e já é “pai” adotivo de um menino de oito anos. Foram anos de muito investimento, muitas decepções, mas de muita esperança e de muita dedicação e amor, num quadro que se apresentava desesperador, sem solução, com o pior dos prognósticos.
    Mas ele teve a sorte de nós encontrarmos um neurologista corajoso, competente e que nunca nos enganou, mas também nunca nos tirou as esperanças. E hoje, bravo lutador e combatente que sempre foi, vive o seu momento de VITÓRIA !
    Inclusive contra o maior dos males, que é o preconceito.
    Há problemas? Sim, ainda os há. Mas são pequenos e estão praticamente quase todos superados.
    E o que vem pela frente é só felicidade.
    Felicidade, saúde e muito amor que também desejamos para a sua Vitória.

    • eduguim

      Grato Otaviano

  • andre i souza

    Dê, por favor, um beijinho meu de parabéns à Victoria, Edu, essa guerreira.
    Parabéns também a toda família Guimarães. Exemplo de força, união e amor.
    Parabéns, parabéns e PA-RA-BÉNS, Victoria!!!

    • eduguim

      Grato andre

  • Miriam Mattos Machado

    Eu sou mãe de dois filhos e sei, como vocês, que esses seres preenchem a nossa vida com muito amor apesar de problemas que possam surgir no decorrer dos seus crescimentos. Porisso envio parabéns à Vitória por seus sucessos frente à doença. Acredito que ela vai longe e dando muito amor à todos à sua volta. Parabéns mais uma vez.

    • eduguim

      Grato miriam

  • Irion

    Parabéns, Vitória! Parabéns, Edu, e familiares!

    • eduguim

      Grato Irion

  • Belmiro Machado Filho

    Salve a guerreira Vitória! Que ela e a família Guimarães nos sirvam de referência nos quesitos, dedicação, perseverança e amor ao próximo.

  • Felipe Christov Masini

    Teste

  • Maria Aparecida

    Um beijão a Vitória, MEUS PARABÉNS!!!!!!!!!
    MUITOS ANOS DE VIDA!!!!!!!!!!!!!!!!
    Que sua família, Eduguim, continue sendo um lindo exemplo de união e amor!

    • eduguim

      Grato maria

  • Liduina

    Parabéns para a grande guerreira Vitória!
    Nascida em uma família com tanta guerra, ela não seria diferente.

    • Liduina

      Correção: família com tanta garra.

      • eduguim

        Grato liduina

    • Liduina

      Correção: com tanta garra.

  • Gilberto Frachetta

    Parabéns Victoria e muita longevidade.

    • eduguim

      Grato gilberto

  • Vicente

    Um grande VIVA a Vitória. E outro, ao Blog da Cidadania.

    • eduguim

      Grato vicente

  • Henrique R

    O que é belo deve ser apreciado.

    Ela é muito linda e guerreira como o pai.

    Parabéns.

    • eduguim

      Grato henrique

  • Sergio Pausic

    Parabéns à Victoria, à família, e principalmente a você, caro jornalista Eduardo Guimarães.
    Votos de luz, saúde e paz a todos, e a todos do blog.

    • eduguim

      Grato sergio

  • Hermes Sanchez

    Tenho quase certeza que você conhece associações de familiares. Se não, verifique em http://www.rettsyndrome.org, e tome ciência dos muitos estudos em andamento. Por tratar-se de doeça rara, a cujo esclarecimento é importante reunir número expressivo de pacientes, é possível que vocês obtenham até subsídios para eventual viagem

    • eduguim

      Grato hermes

  • Washington

    Daqui de Guarulhos eu e minha família enviamos a você à sua família, Eduardo, todo nosso amor, nossa fé, nossa esperança, e também nossa gratidão pelo trabalho que você presta na internet, e essa gratidão se estende, é claro, também à Victoria e a toda a sua família, que abre mão de parte do seu tempo, dos seus recursos e das suas energias em prol de todos nós e em prol daquilo que hoje é mais necessário para o país: coragem, honestidade e informação de qualidade.

    Washington, Mari, Ana Laura.

    • eduguim

      Grato washington

  • Celso Mello

    Família linda !
    Amor, amor, a mor !!!

    • eduguim

      Grato celso

  • Luiz Dalton

    Caro Edu,
    Comovente, inspiradora e enternecedora a crônica de amor à sua filhinha Vitória. Parabéns à linda Vitoria, extensivos à sua esposa, a você e às filhas e filho também pela grande lição de vida, harmonia e amor que vocês nos passam. Que o bom Deus os protejam hoje e em todos os dias das vidas de vocês.
    Do amigo e admirador, Luiz Dalton.

    • eduguim

      Grato wilson

  • joraci de baarros

    Eduardo:
    Nestes tempos tão sombrios, seu depoimento aquece os corações pois mostra que o amor será
    sempre luz e calor.
    Parabéns à família e beijos à Victoria.

    • eduguim

      Grato joraci

  • Tony-Sc

    Êita pai para ter filhas bunitas, siô! É claro que o grande mérito é da mãe delas, hehe. Parabéns, Edu!

    • eduguim

      Grato tony

  • emerson57

    Toda vez que leio sobre a Vitória a primeira pessoa que penso é a mãe dela.
    Ai está a principal lutadora. Muita sorte da Vitória ter uma mãe com essa fibra e sua pela companheira inflexível.
    Felicidades à toda família.

    • eduguim

      Grato emerson

  • Ivonete

    É muito linda

    • eduguim

      Grato ivonete

  • Gil Teixeira

    Um Beijo no coração da Victória!
    Viva!

    • eduguim

      Grato gil

  • Ruy

    Parabens Vitoria. Parabens Edu.

    • eduguim

      Grato ruy

  • Abel

    Chegando atrasado, mas deixando meus parabéns para a Victoria e para você, Edu! Decididamente, ela herdou o seu sangue de batalhador, além de todo o amor que a sua esposa deu a ela. Vida longa, Victoria!

    • eduguim

      Grato abel

  • Valéria PE

    Muitas bênçãos e saúde para você e sua família. Victória é fruto de um amor incondicional.

    • eduguim

      Grato valeria

  • Ren Queiroz

    Que Bom!

  • Orides

    Viva!
    Peço que Deus abençoe toda sua família, especialmente Victoria.

    • eduguim

      Grato orides

  • Rodrigo SB

    Viva Vitória e seu pai herói !

    • eduguim

      grato, rodrigo

  • Trazibulo Meireles ( Zibinho)

    Parabéns para a nossa companheira, guerreira Vitória, pelos 19 anos. Muitos anos de vida, saúde!

    • eduguim

      grato, trazibulo

  • Marly

    Edu, ainda tenho na mente a lembrança da festa de 15 anos da Victória! Parabéns à Victoria pelos seus 19 anos! Parabéns ao Edu e Tina por serem pais amorosos e incansáveis. Que Deus os proteja sempre!

    • eduguim

      grato, Marly

  • Jose Ricardo Grillo

    Caro Edú,
    Parabéns á Victoria e toda linda família, que luta sem descanso !
    Muita saúde e paz para todos.
    grande abraço
    Ricardo Grillo

    • eduguim

      grato, ricardo

  • Maria Aparecida

    Eduguim,

    Quanto ao problema de coluna da Vitória, você já ouviu falar em ecoterapia?
    Ecoterapia é uma terapia com cavalos, e é excelente para postura!
    Procure ver se a ecoterapia evitaria uma operação na coluna, pois o mais importante é não recorrer a nenhuma operação na coluna da Vitoriazinha!

    Beijos!

    • eduguim

      grato, maria aparecida

  • vânia

    Edu, que coisa mais bela é este teu hino ao amor que dedicas a tua filha especial. Eu creio no fundo do meu coração que ela é Luz que veio para manter forte, firme o elo entre todos vocês, um elo de luz e amor tornando todos vocês seres mais do que especiais. E esta Luz é a força motriz ao teu lado para o plano da Fonte Criadora para ti aqui neste planeta e não coincidentemente neste país. Obrigado por esta Luz ao teu lado, Edu. Ela ilumina e invade todos os corações sedentos de esperança, amor e dignidade humana. Um grande e amoroso abraços, recomendações a tua bela família e um beijo especial nesta tua grande Luz guerreira.

    • eduguim

      grato, Vania

  • Vanderly

    Grande Vitória, fonte de luz e inspiração para todos, principalmente nosso guerreiro Eduguim. Deus abençoe a toda a família!

    • eduguim

      grato vanderly

  • Tatiana

    Que linda jovem! Victoria é mesmo muito bonita! E sua família é muito especial! Parabéns a todos, mas em especial a esta jovem guerreira, Victoria!

    • eduguim

      Grato tatiana

  • Cynthia Alonso

    Olá Edu, a princesinha faz aniversário e nos brinda com esse belo presente, relatado por você! Felicidades a toda família, em especial à nossa querida guerreirinha Victória!

    • eduguim

      Grato cinthia

  • claudio

    Nome diz tudo!
    Parabéns linda Vitõria!

  • Chabuca

    Quedo conmovida con su historia de amor, que todo lo sana. Victoria es una reina, maestra del amor incondicional. Mantenganse fuertes en el amor. Abrazos desde Lima, Perú

  • Paulo rodrigues

    Desejar força seria redundante, sua família já é forte. E viva vitória.

  • Angela

    Boa noite Edu
    Postei um comentário sobre o aniversário de Vitória e parece que não consegui publicar. Se não tiver sido publicado vou comentar de novo mesmo dando um parabéns atrasado, sua filha é um encanto. Vitória é como um espelho que reflete o Amor que é dedicado a ela pela sua querida família.
    Tudo de bom para a iluminada Vitória, ela é sempre uma inspiração.

    • eduguim

      Angela, Só vi agora um comentário seu

  • Claudia Freire

    Viva Vitória!!! Que bom que ela os têm, Eduardo, com tanto amor, carinho e dedicação. Como nos sentimos tão pequenos em nossos problemas corriqueiros e que, ás vezes, nos desesperam em nosso dia-a-dia. Vitória é dessas guerreiras que nos ensinam o tempo todo o valor da vida, do amor e da garra de viver. Como tenho minha crença e nada tem a ver com religião, peço a Deus e à espiritualidade que estejam sempre com vocês em todos os momentos lhes apoiando e lhes abençoando nessa jornada. Um beijo no coração de vocês e principalmente na nossa pequena grande guerreira, Vitória!!!!

    • eduguim

      GRATO, cLAUDIA

  • Crescêncio Silveira

    Querido Edu,
    Acompanho essa história de Vitórias da Vitória desde o ano de 2010, aproximadamente! É um história edificante e dignificsnte para você e toda a sua família. Atitudes como a vosa só se vê em pessoas com imensa capacidade de dar-se e é esta a capacidade que tens demonstrado, por muitos anos, aqui no seu blog: Uma capacidade imensurável de entrega-se não só a Vitória, mas ao interesse coletivo de todos os brasileiros e do nosso país! Tenho a certeza de que você é um homem abençoado por DEUS! E também a Vitória estará sob a proteção divina na cirurgia que fará em breve! Que DEUS lhe proteja e lhe traga mais essa Vitoria!

    • eduguim

      Grande abraco