Lava Jato foi acusada de extorquir delatores!

Destaque, Reportagem, Sem categoria, Todos os posts

Em agosto deste ano, matéria da Folha de SP causou grande alvoroço ao noticiar que o ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran estava acusando o juiz Sergio Moro e a força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público de venderem “facilidades” a candidatos a fazer delação premiada.

O advogado Rodrigo Tacla Duran, que trabalhou para a Odebrecht de 2011 a 2016, acusou o advogado trabalhista Carlos Zucolotto Junior, amigo e padrinho de casamento do juiz Sergio Moro, de intermediar negociações paralelas dele com a força-tarefa da Operação Lava Jato.

Tacla Duran informou que a mulher de Moro, Rosangela, fora sócia do escritório de Zucolotto, que também é defensor do procurador Carlos Fernando dos Santos Lima em ação trabalhista que corre no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

As conversas de Zucolotto com Tacla Duran envolveriam abrandamento de pena e diminuição da multa que o ex-advogado da Odebrecht deveria pagar em um acordo de delação premiada. Em troca, segundo Duran, Zucolotto seria pago por meio de caixa dois.

O dinheiro serviria para “cuidar” das pessoas que o ajudariam na negociação, segundo correspondência entre os dois que o ex-advogado da Odebrecht disse à época que teria em seus arquivos.

Os procuradores citados por Tacla Duran afirmaram que nem sequer conhecem o advogado amigo de Moro. O juiz disse que Zucolotto é “sério e competente” e afirmou ser “lamentável que a palavra de um acusado foragido da Justiça brasileira [Tacla Duran] fosse utilizada para levantar suspeitas infundadas sobre a atuação da Justiça”.

Na verdade, a fala de Moro encerra um grande absurdo. As suspeitas não foram levantadas contra a Justiça e, sim, contra membros da Justiça. A afirmação de Moro equivale a dizer que a Lava Jato levanta suspeitas contra o Congresso Nacional, quando, na verdade, a Operação investiga parlamentares e não o Congresso.

Tacla Duran foi acusado de lavagem de dinheiro e de formação de organização criminosa pelo Ministério Público Federal e tentou fazer delação premiada, mas as negociações fracassaram ele teve a prisão decretada por Moro, mas como é cidadão espanhol ficou naquele país e não se apresentou à Justiça brasileira.

O Brasil pediu a sua extradição, mas a Espanha negou.

Desde então, Tacla Duran vem dando entrevistas com acusações à Lava Jato e à Odebrecht. Ele diz que a empreiteira fraudou documentos apresentados em seu acordo de delação premiada e que os procuradores da Lava Jato sabiam disso e aceitaram os documentos fraudados.

Mas o pior é que Duran afirma que tratou das investigações da Lava Jato com Zucolotto, amigo de Moro, que, então, iniciou uma negociação paralela entrando por um caminho que o espantou, tentando vender facilidades em nome de Moro e do MPF.

Duran colocou Moro na incômoda situação de ficar impedido de julgar e deliberar sobre o seu caso e também expôs os procuradores da força-tarefa de Curitiba.

Zucolotto teria exigido que condição para o acordo era ele mesmo não aparecer na linha de frente. Revelou ter bons contatos na força-tarefa e poderia trabalhar nos bastidores”.

Antes que Zucolotto entrasse no circuito, segundo Duran, o procurador Roberson Pozzobon teria proposto que pagasse uma multa de US$ 15 milhões. Ele teria recebido a proposta no dia 27 de maio de 2016, uma sexta-feira. Teria que voltar ao Brasil três dias depois, para assinar o acordo.

“Sozinho na minha casa na Flórida, pensei muito sobre isso e decidi que não assinaria nem voltaria ao Brasil”, afirma Duran. Ele diz ter enviado um advogado para representá-lo na reunião. “Ao serem informados da minha recusa em admitir crimes que não cometera, os procuradores de Curitiba não quiseram mais conversa e encerraram as negociações”, diz.

“Foi nosso último contato”, afirma Duran.

O juiz Sergio Moro, à época, saiu em defesa do advogado Carlos Zucolotto Junior e disse, por meio de nota, ser “lamentável que a palavra de um acusado foragido da Justiça brasileira seja utilizada para levantar suspeitas infundadas sobre a atuação da Justiça”.

Moro não deixou o amigo e sócio de sua mulher se manifestar à imprensa. Falou por ele: “O sr. Carlos Zucolotto é pessoa conhecida do juiz titular da 13ª Vara Federal [o próprio Moro] e é um profissional sério e competente”, afirmou o magistrado. “O sr. Carlos Zucolotto atua na área trabalhista e jamais advogou em matéria criminal”, disse o juiz.

Moro afirmou ainda que sua mulher, Rosangela, participou “de uma sociedade de advogados” com Zucolotto, mas “sem comunhão de trabalho ou de honorários”. Segundo ele, Rosangela “jamais trabalhou em processos do escritório do sr. Carlos Zucolotto e vice-versa”.

“Depois de fazer suas sondagens, Zucolotto teria conversado com o ex-advogado da Odebrecht. Na suposta correspondência, teria dito que o MPF teria “como melhorar a proposta de delação” para si e que seu “contato” conseguiria “que DD [Deltan Dallagnol]” entrasse na negociação.

Segundo Duran, a ideia de Zucolotto era alterar o regime de prisão de fechado para domiciliar e diminuir a multa para um terço do valor, ou seja, de US$ 15 milhões para US$ 5 milhões. “E você paga mais um terço de honorários para poder resolver isso, me entende?”, teria escrito Zucolotto,

Duran diz então que, “de fato, os procuradores Julio Noronha e Roberson Pozzobon enviaram por e-mail uma minuta de acordo de colaboração com as condições alteradas conforme o que Zucolotto havia indicado em suas mensagens”.

A própria Lava Jato não tomou medida alguma em relação a essas denúncias. Apenas tratou de desqualifica-las sem mostrar qualquer interesse em investigar. Claramente, a Lava Jato não admite que seus membros possam ser investigados ante uma acusação de que se corromperam.

Faltou, porém, combinar com os russos. Os deputados Paulo Pimenta (PT-RS) e Wadih Damous (PT-RJ), membros da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da JBS, obtiveram apoio dos outros membros para irem até a Espanha, em nome do Legislativo brasileiro, interrogar Tacla Duran.

Em mais de uma hora de conversa (gravada) com os parlamentares, Tacla Duran entregou documentos que mostram, por exemplo, que uma mesma conta bancária citada por delatores diferentes em processos diferentes, no mesmo período, tem saldos negativos e positivos, ou seja, foi falsificada em algum dos dois processos com a anuência dos investigadores do MPF.

Mas não é só. Moro diz que o amigo Zucolotto nunca trabalhou com Direito criminal e, sim, apenas com Direito trabalhista. Duran disse aos deputados em tela que, no portfólio do escritório de Zucolotto, constam atuações na área criminal.

Outra coisa que foi apurada é que há dois anos, pelo menos, a força tarefa da Lava-Jato em Curitiba sabia que o escritório de advocacia Zucoloto, do qual Rosângela Moro, esposa do juiz, foi sócia, era correspondente na cidade paranaense do escritório de Duran.

Essa informação consta na resposta enviada pela Receita Federal ocultada dos autos pelo Ministério Público. Nela, aparece relação de valores recebidos pela mulheres de Moro, apesar de ela, através do marido, negar que tinha recebido dinheiro de Tacla Duran

 

Duran entregou montes de documentos aos deputados e deu detalhes em mais de 60 minutos de conversa gravada. Inclusive recibos de depósito na conta da mulher de Moro e, mais do que isso, troca de e-mails que comprometem Zucolotto, amigo de Moro, e vários procuradores da Lava Jato.

Tudo isso está na mão da CPMI que mandou os dois parlamentares à Espanha para ouvirem denúncias das quais a Lava Jato não quer nem ouvir falar, enquanto tenta encerrar investigação sobre o assunto com base na tese de que Moro e os procuradores estão acima de investigações e suspeitas.

Moro e os procuradores podem dizer o que quiserem, mas a grande ironia é que gente que usou depoimentos de bandidos para acusar pessoas honestas como Lula podem cair por conta de depoimentos de outros bandidos. Isso, sim, que é ironia poética.

*

Ouça, no vídeo abaixo, trecho do depoimento de Tacla Duran aos deputados Paulo Pimenta e Wadih Damous

 

  • luiz

    e o Pimenta é o “santo” que vai trazer Tacla Duran?
    Pimenta já foi condenado por improbidade administrativa por recebimento de diárias e passagens sem justificativa, em Santa Maria/RS, quando foi vereador.

    Pimenta é o “honesto” de vocês?????

    • Luis CPPrudente

      Coxinha identificado! Tal coxinha pretende desqualificar um dos parlamentares para desqualificar o que o advogado espanhol afirma sobre o bandido Savonarola Moro, titular da 13ª Vara Federal.

      • João Ferreira Bastos

        e o santo de você foi o JB que comprou um apartamento em Miami por 10 dolares.
        E o santo atual é amigo de traficante, esposo da ladra e vende sentenças por 5 milhões de dolares.
        E no caso banestado, onde só tinha tucano, o amigo do traficante, deixou todos soltos.

    • Eduardo

      Não conheço a vida pregressa do Pimenta. Então pergunto: Ele foi realmente condenado ? Se sim, quem o condenou ? Quem alegou o “sem justificativa” ? É que não quero fazer dele um juízo que possa estar errado porque até o momento considero o Pimenta mais honesto do que todos os de vocês. Falei bobagem, corrijo, dizer mais honesto do que todos os de vocês é reconhecer alguma honestidade nesse todos. No de vocês, todos, repito, todos são desonestos. Não concorda ? Aponte um, só um, que não o seja.

    • Jaques

      Quando o sujeito ataca a pessoa e não as denúncias e provas que ela tem em mãos é porque sentiu o golpe.
      Procuradores, juiz estão ferrados, é a prova de que são criminosos e a farsa a jato é sim uma farsa montada por essa quadrilha de agentes dentro do judiciário.

      Os procuradores , a polícia federal, o juiz Moro estão envolvidos nessa montagem de documentos falsos para serem usados para condenar pessoas e empresas. Como não tinha provas, acessaram o sistema da Odebrecht para montar documentos falsicados!!! Cadeia nessa ORCRIM de procuradores, Deltan,Carlos Fernando, Pozzobom e no juiz Moro!
      É a anulação total dessa operação criminosa, corrupta e golpista chamada lava jato.

      Tinha que levar esse depoimento e esses documentos para o Gilmar Mendes, Raquel Dodge, Fachin, e em todos lugares para que providências sejam tomadas contra essa ORCRIM lavajateira.

    • Ali Demirof

      Eu acho que a reportagem e sobre outro assunto, sr Luiz “coxinha-milionario-diferente-preconceituoso”.
      Tá. Já te manifestaste sobre o Paulo.Qual seria seu comentário sobre o assunto “lava Jato” ???”
      A propósito, sr luiz-preconceituoso, como terminou o caso do processo contra o Paulo Pimento???

    • Renata

      Luiz, você leu o processo? Não?
      Pois acabei de ler, assim que puder faço um resuminho para você.
      Enquanto isso você pode ler a matéria do link

      http://diariodesantamaria.clicrbs.com.br/rs/noticia/2017/03/verbas-de-emendas-pautaram-reuniao-de-pozzobom-e-pimenta-9742118.html

    • Roberto

      Desvio de foco, cara pálida. Premeditação da desinformação é a sua ES TRA TRÉ GIA VERGONHOSA. Você não deveria agir desssa maneira! Pimenta é honesto tão sonente e você mente para provocar a desiformação e desacreditar a atitude do deputado federal Paulo Pimenta.

  • Trazibulo Zibinho Meireles

    A máfia jurídico-midiático lava jato de Curitiba perdeu o controle da individualidade dos mafiosos. O que estranha é o $TF, TRF4 aceitado esses acinte ao procedimento jurídico que a olhos vistos demonstravam inquisitorial. O TRF4 chegou a dizer que a lama jato podia tudo. O $TF nada fez para barrar essa vergonha nacional da banda podre da nossa justiça não, justi$$a de Curitiba. CNJ e CNMP não existiram.
    O fato concreto é que o Brasil precisa mudar tudo nessa farsa que recebe o nome de justiça. Está claro que há um submundo pago a preço de ouro, em pleno século XXI, na era da transparência no serviço publico. O povo precisa assumir o controle no Judiciário brasileiro, entulho herdado com as mesmas características da monarquia, uma casta corrupta dentro da república.

    • Tentando desqualificar, né?
      Não chora não porque a pimenta desta vez vai direto nos zóio do Morozcolotto e tudo em documentos oficiais da CPI.
      E vai ser usada, com toda a razão, por gregos e troianos em Brasilia para que o vazamoro volte enfim pra Maringá.
      Tá claro que ele não se aperta porke o Depto de Justiça dos USA também lhe dá, como agradecimento, a opção de Máiémi.

  • paul moura

    Dia de finados e os despostas da provinciana curitiba morrendo aos poucos.
    Não daria pra dar um ceifada geral?
    hummmmm

  • Haertel Duarte Mendes

    Isso não vem ao caso.

  • Conceição Carneiro

    Wadih Damous é advogado e foi presidente da OAB-RJ e me parece ser uma pessoa extremamente centrada no estado de direito. Damous não do tipo de político que adora confetes e holofotes. Me parece ser muito sério e competente. Já Paulo Pimenta possui o faro do bom jornalista. Não sairia do Brasil, fazendo uma viagem louca de 48 horas ida, entevista com Tacla Duran, volta se o babado não fosse quente. Parabéns aos dois.

    • fernando

      Você não conhece bem o deputado Wadih Damous. Foi ele quem deu parecer às falcatruas do escritório de Adriana Anselmo num processo que corria na OAB contra a ex-primeira dama em razão dos 71 milhões contratos que o escritório da mulher de Cabral mantinha com concessionárias de serviços públicos , contratos ( os quais todo mundo sabia que eram fajutos ) que com as investigações revelaram-se ser propina disfarçada de prestação de serviços advocatícios. Em troca , Wadih foi nomeado por Cabral para a presidência da Comissão Estadual da Verdade, onde ganhou visibilidade. E você ainda diz que Wadih não adora confetes e holofotes .Só rindo desses petistas !

      • eduguim

        Falou o eleitor de Aécio

        • fernando

          Ex-eleitor de Aécio, caro blogueiro. Ao contrário de Lula , Aécio não tem curral burros como Lula tem !

          • eduguim

            Tem bandidos iguais a ele

          • fernando

            Ao contrário de você , não tenho prontuário criminal. Quem é bandido , quem tem prontuário criminal e ainda responde ( e será condenado ) por obstrução da justiça ou quem tem a ficha limpíssima como eu ? É claro que é você, blogueiro. Além de fracassado , o blogueiro criminoso/bandido e lambedor dos culhões de Lula ! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          • eduguim

            Escute, imbecil, não tenho prontuário nenhum. Faça uma busca, verá que nada pesa contra mim na vida inteira. E não preciso criar email falso como você. [email protected]. Agora, sua afirmação é criminosa. Diga-me, esses dados, abaixo, são seus? Se forem, vai ser bem divertido. Vamos ver se o sistema que estou usando funciona.

            IP Address 186.216.191.112
            Decimal Representation 3134766960
            ASN AS262753
            City Macapa
            Country Brazil
            Country Code BR
            ISP VOCE TELECOMUNICACOES LTDA
            Latitude 0.0352° (0° 2′ 6″ N)
            Longitude -51.0616° (51° 3′ 41″ W)
            Organization VOCE TELECOMUNICACOES LTDA
            Postal Code
            Is Private IP Address no
            PTR Resource Record 186.216.191.112.user.vctelecom.com.br
            Is Reserved IP Address no
            State Amapa
            State Code 03
            Timezone Brazil/Acre
            Local Time 2017-11-04 01:28:26-05:00

      • Renata

        Fernando, você repetiu o que saiu na Veja, que é um lixo. Sugiro que deixe de ser papagaio de repetição da Veja.

        Conjur (Consultor Jurídico). Resumo: com base nas suspeitas publicadas nos jornais, em 2011 a OAB/RJ (Wadih presidente) abriu procedimento para analisar possível infração ética: a relatora do processo, Maria Adélia Campello Rodrigues Pereira, concluiu que a advocacia exercida por Adriana Anselmo não era proibida e não ofendia preceito ético; citou o parecer do advogado Sérgio Bermudes: “não existe qualquer norma que impeça o cônjuge de quem ocupa chefia do Poder Executivo de Estado da Federação de exercer a profissão para a qual se encontra habilitado, em virtude do preenchimento dos requisitos legais”.

        Em 2016 (Wadih não era mais o presidente) a OAB/RJ abriu outro procedimento para apurar a atuação do escritório. O tribunal de Ética e Disciplina manteve a decisão de 2011, dizendo que caberia revisão se os fatos trazidos pelo Ministério Público fossem comprovados.

        *Em 2010 Wadih foi reeleito para a presidência da OAB/RJ com 66,7% dos votos; o segundo colocado teve 20,21% – votaram 118.739 advogados. Pelo que li, a sua gestão teve a marca dos direitos humanos.

  • Luis CPPrudente

    Uma quadrilha se instalou na 13ª Vara Federal, um dos integrantes desta quadrilha é o Savonarola Moro. Essa quadrilha de Savonarola Moro tomou de assalto a 13ª Vara Federal, e de lá vem produzindo condenações infundadas contra os inimigos da também organização criminosa Rede Globo. As duas quadrilhas estão a serviço dos EUA.

  • Valdir-Ba

    Prezado Eduardo:
    Ao ler o texto de hoje, lembrei-me do provérbio búlgaro ” a verdade afunda mas não morre afogada” e para azar de certas pessoas e sorte da sociedade ela está aparecendo.

  • Joel Araújo

    Quero ver se a impressora vai continuar omitindo esse escândalo! Que exploda a republica de Curitiba!

  • valéria PE

    Aos poucos vai caindo a máscara de moro e dos procuradores da lava jato.

    • Michelangelo Albuquerque de Alvarenga

      Peraí Valeria, deixa eu ver se eu entendi: a Rô recebeu propina via…….depósito bancário ? É isto mesmo ?

      • Oscar Müller

        Não Michelangelo,

        A Rô e o Zuco ofereceram um arrega bem carinho, que o Tacla não topou.

        O depósito só mostra a relação entre os personagens, mas sei, vc apenas não entendeu, sua intenção não é confundir outros leitores.

        De qualquer modo, isso de depósito bancário, assim como recibo assinado, grana declarada no IR, etc, só vem ao caso quando te interessa, né?

  • Clau

    Kkkkkkkkk muito bom!!!!!

  • Gonzales

    Um dos pontos mais importantes desse aúdio, foi a parte em que Tacla diz que o tal Zucolloto nunca formalizou um contrato de prestação de serviços, a ele Tacla Duran, e que Zucolloto havia realizado tratativas, em que foi feita a sondagem de valores referida por ele, Zucolloto, depois os procuradores fizeram referência a valores sobre multas. O ponto é : Os valores sugeridos por Zucolloto, em um serviço informal, foi ao encontro dos valores sugeridos pelos procuradores ? Se os valores que Zucolloto, sugeriu de maneira informal bate com os valores dos procuradores, isso significa que realmente existem pessoas nos bastidores da lava jato ou pessoas trabalhando por trás da lava jato, de maneira informal para angariar valores, e o mais grave com anuência dos procuradores, já que os referidos valores são iguaís ou ao menos próximos, como Zucolloto saberia dos valores que os procuradores iriam sugerir a Tacla ?

  • Michelangelo Albuquerque de Alvarenga

    Quem é esta ou este tal de “Lava Jato” ???

  • Nigro

    Fraco.

    Sabemos que Lula recebeu alugueis do Aprtamento em esquema escuso- mas as provas (ainda) são fracas…

    Nas essa aí por parte dos “isentos” parlamentares… ganha de lavada

  • Rogério Maestri

    Vamos falar sério sobre o problema da Lava-Jato.
    O que se vê é que nesta força tarefa tem um monte de pessoas querendo aparecer para se lançar na política, como o Procurador que já disse que será candidato, mais um monte de incompetentes e preguiçosos que acharam que prendendo as pessoas por mais de um ano fariam eles delatar. Como as delações tinham como único objetivo ferrar o PT eles terminaram conduzindo todas elas para isto, mas por incompetência nem examinaram direito qualquer prova e terminaram inventando historinhas para pegar o Lula.
    Com o passar do tempo as historinhas que devido as mentiras dos delatores eram distorções da verdade, criaram processos sem pé nem cabeça, como o último do aluguel do apartamento que o delator mentiu deslavadamente e o advogado de Lula provou que tudo era mentira.
    O problema que todo este rolo vai engrossando e cada vez a mentira fica maior, e qualquer pessoa sabe que quanto maior uma mentira mais fácil fica para descobri-la.
    Ao mesmo tempo como os valores envolvidos eram grandes, os executivos das empresas contrataram advogados amigos da lava-jato a peso de ouro se eles diminuíssem as penas (como aconteceu, um leva 40 anos e outros ficam livres para o mesmo crime).
    Se correu a mala preta para o Juiz Moro ninguém sabe, porém começa aparecer uma pontinha de um gelo que pode ser até um iceberg, mas as coisas começam a fazer sentido e parece que está ficando meio ruim para a lava-jato, podendo os mesmos passarem de “mocinhos” a “bandidos”, só o futuro dirá.

  • emerson57

    Passou da hora de uma investigação séria a respeito do comissionamento do Juiz Sérgio Moro como juiz Federal.
    Como foi o concurso e em quais condições ele foi aprovado.
    Não parece plausível que uma pessoa com o preparo exibido passe em concurso tão disputado.

    • Esse histórico do R Maestri é verdadeiro ao que apontam todos os indicios vistos hoje, onde um primeiro nivel de distanciamento já se torna possivel.
      E acrescento que começou a meu ver com duas coisas: 1-uma massa gigante de grampos sobre Petrobras obtidos todos.sabem.de.onde… 2-Um fase inicial lavajateira em que Moro e os deslumbrados dos spot light montaram uma MISTURA&confusão deliberadas entre o que era: caixa 2 , ajuda eleitoral de ultima hora a partidos, doações plenamente legais e propinas. A qual só funcionou por tres anos devido á emissora do jardim bostânico. Desnecessário dizer que o financiamento disso tudo não foi bem, digamos, totalmente local e muito menos inocente.
      O direcionamento das medidas econômicas CRUAMENTE anti-pátria do Mordomo libanes imediatamente subsequentes é prova indesmentivel disso tudo.

  • paul moura

    Olhem o desespero do coxinhas.
    Será que esses coxinhas não são fake contratados pela própria lava-jato?
    Não esqueçam que há uma agência de publicidade prestando serviços a mesma.
    Depois de toda essa bomba termonuclear há ainda alguns que vem atacar o trabalho dos parlamentares ao estilo do procurador barbichinha?
    Muito sintomático, não acham?

  • oneide teixeira

    Putz, mas uma inversão de valores.
    Os ladrões querem condenar a justiça.
    ….
    Enquanto isso. A hiperinflação chega na Venezuela.50.5% em setembro.
    “Agora, o salário mínimo no país é de 177.507 bolívares, equivalente a US$ 53 na taxa oficial de câmbio. No mercado paralelo, no entanto, onde o bolívar é muito mais desvalorizado, o montante equivale a apenas US$ 4.”
    “Na Venezuela o socialismo deu certo. O povo hoje é escravo de Maduro. Ele não quer outra vida além dessa. Game over.
    O socialismo funcionou por lá. Agora é aprender para não deixarmos eles fazerem o mesmo por aqui”. https://ceticismopolitico.com/

  • Dilma

    Quem pode acreditar num juiz que tem uma história suja, Banestado, APAE, Maringá, fotografa agarradinho com super bandidos, se curva para um ancião, ladrão, usurpador, traidor, tem a pouca vergonha de fazer acordo com a globobosta, se coloca de quatro para os EUA, etc. Um juiz que sequer conseguiu passar na prova da OAB, é acompanhado por procuradores desonestos. Bando de “pobres” que estão deslumbrados com o tilintar de moedas que não merecem receber. Pobres coitados…
    Isto também passará.
    Não vi nada grave contra os deputados Paulo Pimenta (PT-RS) e Wadih Damous (PT-RJ) . Santinho, nenhum é, nem muitos de nós, é difícil lidar com essa quadrilha que se instalou na câmara, que muitos de nós elegeu. Pelo menos eles têm trabalhado muito, para esclarecer as sujeiras da quadrilha do moroloide e defendendo a esquerda.
    Essa turma da justiça deveriam dar-se ao respeito mas, a maioria não vale nada. Precisamos observar os fatos e aprender a votar. Principalmente vigiar as urnas passíveis de fraudes.
    Deixei de comentar aqui por um bom tempo, não tenho paciência com esses midiotizados que vêm aqui para aparecer ou porque ganham algum trocadinho para contestar. Eles deveriam arranjar um tricô ou um tanque de roupa para lavar.

  • Ernesto Brandão Filho

    Acho que a Lava Jato, é uma conspiração a nível mundial, orquestrada para destruir a esquerda, e por isso tanta tranquilidade de seus operadores em fazer o que bem entendem. Vemos o CNJ, o STF, e outras instituições reféns dessa operação. Moro não deve nenhuma explicação ao povo brasileiro. O devesse, deveria ter explicado o que fez no caso Banestado, e também porque seu amigo doleiro, operador de todo tipo de falcatrua, está livre, leve e solto. Me preocupa essa organização, cujo unico resultado até agora e destruir empresas brasileiras, oficializar o golpe e entregar o pais para interesses estrangeiros.

  • Juliano Santos

    Li a transcrição do Nassif. É estarrecedor, Edu. Há uma indústria mafiosa da delação, chamada “panela de Curitiba”, onde Moro está envolvido por todos os lados, a sua senhora, seu padrinho e seu amigo de infância.
    E veja bem, a coisa é grave e possui vários tipos de crime. Querer que o delator diga o que querem ouvir, é crime. Me parece que tipificado como prevaricação de funcionário público. Ainda mais quando não se aceita o acordo porque o delator não cede. E não fica por aí. Vem ao mesmo tempo, o crime de assédio moral, ameaça, ao insinuar que botariam familiares no processo. E sabe-se que botar no processo pode significar prisão. Sem contar a ameaça do próprio ficar numa “preventiva” ad eternum. E mais! Suborno! Oferecer liberdade com tornozeleira e “abatimento” na multa para assinar embaixo de delação já escrita pela panela é o que? Além disso, tem os que não satisfeito ainda querem levar algum por fora. Esse Sucoloto, padrinho do Moro, e pelo que tudo indica, a primeira dama da panela também. E para coroar tem o crime de tortura psicológica. Que é hediondo e portanto inafiançável. Numa país com uma justiça que merece o nome, Moro e sua panela estariam atrás das grades.
    PS: Já ia esquecendo um dos principais, crime de lesa-pátria!
    PS2: Tudo que tipifica uma organização criminosa, segunda a recente lei, e que eles vulgarizam a todo momento quando é um adversário, se encontro no presente caso

  • Avelino

    Caro Eduardo
    O lava jato é parte da luta de classes e também entreguista.
    É como a CIA, que se mantém vendendo drogas, para manterem sua luta em prol da liberdade dos EUA invadirem outro países.
    Desde quando os invasores golpistas devem dar satisfações ao povo invadido?
    O povo que se organize e reaja.
    Na Turquia tentaram a mesma coisa, mas Erdogam não é republicano, prendeu todos e não morro de amores por ele.
    Saudações

    • Salvador Ferreira

      Juliano.
      Na atual conjuntura não espere por indiciamento do Moro.
      Ele é apadrinhado pela alta corte, não sabes?
      Se Aécio e outros bandidos do mesmo naipe estão salvos por um “supremo”,
      como acreditar que o excelentíssimo doutor de Curitiba será molestado? “Nunquinhas” !

  • Ed Garcia

    Edu, eu me recordo uma época em que o Lula falou que a caixa-preta do Judiciário teria que ser aberta para que os juízes fossem fiscalizados.Pronto, a classe se revoltou e passou a persegui-lo até os dias atuais.Essa gente que se julga acima da lei, tem que prestar contas, sim.Quem paga o salário deles somos nós.Se comprovada irregularidades, tem que ser exonerados e demitidos a bem do serviço público.No caso do Moro, à batata dele começou a assar.Mas acho que a mídia não dará o respaldo necessário para enquadrá-lo.Vamos aguardar!!!!

  • José Ricardo Romero

    Tenho repetido que se a lava-jato, o Moro, o pio Dallagnol (alguém já investigou quem morou ou mora nos apartamentos dele comprados do Minha casa minha vida?) forem investigados, se levantarem a ponta do tapete desta gente, vai ser encontrado muita sujeira, muita. É só procurar que encontra.
    Foi decifrado o código genético, o dna do judiciário e seus anexos: é a ministra dos direitos humanos (!) Luizlinda (pqp) Lavois que exigia duplicar seus vencimentos de 34 mil para 61 mil, arredondando, argumentando que ela estava sendo submetida a trabalho escravo. Argumentou também perguntando: como posso beber, comer e me calçar com este salário? Tem ou não tem a cara dos nossos juízes, promotores e delegados?

  • Renata

    Muito boa a iniciativa dos deputados.
    Se Moro tem a convicção que os delatores dizem a verdade a respeito do Lula, nós temos a convicção que o Tacla Durán diz a verdade, ainda mais porque possui documentos, provas, e o que ele relata vem ao encontro do que juristas, advogados e mesmo nós percebíamos.

  • Antonio Idevano dos Santos

    Parabéns aos deputados Paulo Pimenta e Wadih Damous e mais uma vez nosso Blog furando o zóio destes picaretas.