Moro confessa que mentiu ao STF sobre áudio entre Lula e Dilma

Todos os posts, Últimas notícias

Em ofício ao Supremo Tribunal Federal (STF) emitido em março de 2016, o juiz Sérgio Moro pediu “escusas” (ou seja, pediu desculpas) à Corte pela divulgação de áudios contendo conversas particulares do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e um diálogo entre ele e a então presidente da República, Dilma Rousseff.

A manifestação de Moro foi encaminhada ao então ministro do STF Teori Zavascki (hoje falecido), que, à época, solicitou esclarecimentos a Moro ao determinar a remessa de todo o material das conversas de Lula ao Supremo.

O levantamento do sigilo não teve por objetivo gerar fato político partidário, polêmicas ou conflitos, algo estranho à função jurisdicional, mas, atendendo ao requerimento do MPF, dar publicidade ao processo e especialmente a condutas relevantes do ponto de vista jurídico e criminal do investigado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que podem eventualmente caracterizar obstrução à Justiça ou tentativas de obstrução à Justiça”, escreveu o juiz.

Na peça, Moro admite que pode ter “se equivocado em seu entendimento jurídico” ao dar publicidade ao material, mas comenta cada uma das gravações divulgadas e justifica sua decisão.

Ainda que este julgador tenha se equivocado em seu entendimento jurídico e admito, à luz da controvérsia então instaurada, que isso pode ter ocorrido, jamais, porém, foi a intenção desse julgador, ao proferir a aludida decisão de 16/03, provocar polêmicas, conflitos ou provocar constrangimentos, e, por eles, renovo minhas respeitosas escusas a este Egrégio Supremo Tribunal Federal”, escreveu Moro em português mambembe.

Em evento da revista Veja nesta segunda-feira, dia 27 de novembro, o juiz federal Sergio Moro declarou que não se lembra de ter cometido erros e que, sobre atos como o do vazamento que fez de áudio contendo conversas envolvendo o ex-presidente Lula e a então presidente Dilma Rousseff, faria tudo de novo.

A única coisa que o impede de ser punido por ter violado a lei ao divulgar aqueles áudios é a politização do Poder Judiciário brasileiro, que, em pleno século XXI, condena ou absolve conforme a ideologia, a situação financeira e a etnia daqueles que Julga.

 

  • Oscar Müller

    Valei-me minha santa ginkgo biloba!
    Ele não se lembra nem que pediu desculpas, mas faria tudo de novo…
    Esse “esquecimento” me resgatou uma lembrança de mais de cinquenta anos! Ouvi a mesma tirada do Goiaba, um bêbado contumaz que vivia nas areias de Itanhaém, cidade onde passava férias na infância e adolescência.
    Naquele então, e mesmo tendo a autoria que tinha, a frase virou chacota, repetida pelo povo todo depois da introdução: Soube a última do Goiaba?
    Da boca daquele Goiaba, entretanto, era de se rir, da boca deste, é prá chorar…

  • Elena

    Não há adjetivos para qualificar esse tal juiz moro que se acha. E agora ele vem fazer papel de vítima alegando ter sofrido “ataques sujos” por causa de sua conduta na “Farsa a Jato”. O que ele queria? Joga pedrada e em troca quer receber flores? Se atuasse de acordo com a lei não sofreria esses “ataques sujos” como ele diz. Um pouco de autocrítica não faz mal a ninguém, sr. moro!

  • Maria Lira

    É pra chorar? Se fazer de vítima, depois de ser parcial, ter lado e perseguir o Lula e todos do PT, apesar das provas de sua inocência, é demais! Vamos esperar o que o STF irá fazer a respeito.

    • NiceOrion

      vamos cobrar ou só vamos esperar?

  • Maria Lira

    Como disse o Lindbergh Farias: “É muita cara de pau. Comete um crime, fica impune, e ainda estufa o peito”! Só no Brasil….que nojo!

  • Minos Adão Filho

    Se isso que ele fez fosse lá nos EUA onde ele gosta muito de copiar ele estaria na cadeia por crime de terrorismo prisão perpétua no mínimo, esse cara é um canalha, mais Tacla Duran vai acabar com a farsa-jato de tanto vazar virou vaza-jato, esse canalha é parte da destruição do nosso país, o Dia dela tá chegando.

  • NiceOrion

    será que não sobra um tiquinho de decência na pessoa? Tá tudo sem freio, no trem descarrilhando?

  • Murillo Alencar

    Agora ha pouco tentando ouviro audio do deputado Pimenta do Pt tive a desagradavel notificaçao que a pagina em questao nao tinh memoria sufuciente. Sera uma nova forma de censura do Facebook? nao é a primeira vêz que issso acontece sobretudo quando se trata de politica atual! Se êsse tipo de censura continuar vou fechar minha conta no “face” e abrir uma outra no Whats up”!

    • Blog da Cidadania

      Só uma observação. What’s App é pra comunicação entre as pessoas não pra NOTÍCIAS.

    • Elena

      Eu fechei minha conta no facebook, pois fui bloqueada por um dia. Depois recebia umas mensagens de que a minha rede estava sendo monitorada. Resultado: tive que formatar meu notebook. Tão cedo não volto para o facebook.

    • Vinicius Uem

      O Face é uma grande corporação multinacional. Já me notificaram e me “orientaram” a não postar links de sites “potencialmente” divulgadores de notícias falsas. No caso era deste blog, do Tijolaço e 247. O site Cafezinho já informou seus leitores que as publicações deles estavam impedidas de compartilhar, por isso o Brasil precisa criar uma rede social nacional, de preferencia estatal, quando LULA voltar.

  • Taciana

    Aló, STF!
    Peça as contas e se retire.
    Existe para que?
    Para legitimar a ascensão do nazi-fascismo?

  • Elena

    Olha que interessante: juiz moro também foi flagrado em escuta clandestina com o seu amigo e advogado, sr. Zucolotto. Essas escutas foram realizadas pelo lobista e advogado, sr. Roberto Bertholdo. Só que essas conversas do juiz moro nunca foram reveladas e as fitas pertinentes foram colocadas em segredo de justiça. A história dessa escuta clandestina envolvendo juiz moro está no post publicado no blog DCM: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/escuta-clandestina-flagrou-conversa-de-moro-com-o-amigo-zucolotto-mas-dialogo-nunca-foi-divulgado-por-joaquim-de-carvalho/

    • Oscar Müller

      Muitissimo bem lembrada, esta patifaria do moro que já tem mais de década, e entregou o mercado paralelo ao Yussef, fazendo da figura o capo da lavagem de dinheiro. Para se ver que não é de hoje sua atuação no crime, e para deixá-lo ainda mais exposto no caso do grampo Lula/Dilma…

  • Edvaldo Veiga

    ESSA É A IMPARCIALIDADE DESTE JUIZ DE CURITIBA LIGADO AO psdb,lamentável!

  • Paulo Afonso Cavalcanti

    Por que não está preso?