STF deve ao Brasil relatoria da Lava Jato isenta de politicagem

O Poder Judiciário como um todo está ameaçado de total desmoralização a depender da “solução” que o presidente Michel Temer e a ministra Carmén Lúcia derem para a substituição do relator da Lava Jato naquela Corte. Do primeiro não se espera nada, da segunda não se espera muito. Além disso, a Lava Jato de Teori Zavascki não era a Lava Jato de Gilmar Mendes ou de Sergio Moro. Resta sabe se Temer e Cármen querem que a Lava Jato no STF se torne uma completa farsa como a Lava Jato da 13ª vara de Curitiba.

Lava Jato pode acabar para Temer, Serra, Aécio, Alckmin e caterva

Ninguém deve ter medo de exigir esclarecimentos cabais sobre a morte do ex-relator da Lava Jato no STF, Teori Zavascki. O delegado da Lava Jato Marcio Adriano Anselmo, entidades da magistratura como Ajufe e Anamatra, o filho de Teori e, segundo pesquisa Paraná, 83% dos brasileiros acham que há algo suspeito na morte do juiz que os antipetistas atacavam por ter tomado decisões favoráveis a petistas, incluindo Lula e Dilma. Essa morte só beneficia os golpistas, sobretudo o golpista-mor.

Quem matou Teori Zavascki…

O avião que caiu com o ex ministro do STF Teori Zavascki é um Hawker Beechcraft King Air C90 prefixo PR-SOM pertencente o grupo Emiliano Empreendimentos. É considerado um excelente avião. É o único bimotor pequeno que o serviço secreto norte-americano autoriza o presidente dos Estados Unidos a usar. Teori estava para liberar delações contra políticos com foro privilegiado. Um deles, por exemplo, foi citado 43 vezes em uma só delação.

Um golpe “belo, recatado e do lar”

Todo mundo está perplexo com o oportunismo da defenestração de Eduardo Cunha pelo STF – às vésperas do golpe parlamentar contra Dilma Rousseff. O pretenso efeito dessa decisão oportunista – correta no mérito, não no timing – é conferir ares de funcionamento normal às instituições na antevéspera de uma decisão do Senado que jogará no lixo 54 milhões de votos. Querem travestir o golpe com supostos atributos morais e estéticos da mulher do conspirador-mor da República. Será um golpe “belo, recatado e do lar”

Se Teori Zavascki aceitar denúncia contra Aécio, PSDB inteiro dança

Ano passado, o ministro Teori Zavascki discordou de Rodrigo Janot quando ele pediu o arquivamento do processo contra Aécio envolvendo a “Lista de Furnas”. Na decisão em que aceitou o arquivamento, Zavascki escreveu que considerava “improcedentes” as razões de Janot para parar a investigação. A boa notícia é que o caso volta às mãos de Zavascki, quem a lei obrigou que aceitasse o pedido do PGR. E se puxarem o fio dessa meada virão Alckmin, Serra e, se bobear, até FHC.

Ataques da direita à democracia agora visam ministros do Supremo

Como era de esperar, os fascistas vão tentando esmagar qualquer um que fique em seu caminho. Os delírios de poder da mídia tucana, mancomunada com SETORES – e não com o todo – da PF, do MP e do Judiciário, saiu de controle. Agora quer ameaçar ministros do Supremo. Sim, já fizeram com Lewandowski, mas agora estão fazendo no atacado. Na opinião (embasada por informações) deste Blog, os golpistas atiram no pé ao investir contra vários membros do STF. Assim como o showzinho da Janaína, essa nova ideia “jenial” dos fascistas vai colocar o golpe ainda mais longe do alcance deles.

Apoie Teori Zavascki, ameaçado por tratar Lula como cidadão

O ministro do STF Teori Zavascki está sofrendo intimidação por ter respeitado os direitos do ex-presidente Lula ao pôr um freio na loucura de Sergio Moro. Agora, mais do que nunca, é primordial a cidadania apoiar autoridades que não se acovardam diante da pressão da mídia e das hordas fascistas. Nesse contexto, exorto as pessoas a que deixem no Blog da Cidadania comentários de apoio ao ministro Teori Zavascki. O Blog fará com que todos os comentários cheguem a ele, assim como fez com Lewandowski em 2012. Para se manifestar, clique na imagem

Mídia “embaralha” decisão do STF para esconder fracasso do golpe

Na última terça-feira (13), o golpismo terceiro-mundista-latino-americano – que, no Brasil, pôs o bloco na rua – sofreu um duro revés. Eduardo Cunha e o PSDB haviam montado um esquema golpista na Câmara para “contornar” a Constituição e tirar Dilma do cargo imediatamente. É muito simples entender como o STF desmontou essa estratégia e como a mídia tenta impedir que você entenda. Basta ler este post. É curtinho, curtinho.