Cresce rejeição à política ambiental de Bolsonaro, diz Ibope

Todos os posts, Últimas notícias
Foto: Sérgio Lima/Poder360 – 20.set.2019

Pesquisa do Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) aponta que nos últimos 3 meses a insatisfação com o governo de Jair Bolsonaro aumentou mais em relação às políticas e ações relativas ao meio ambiente. No mesmo período, o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) mostrou que houve aumento no número de queimadas em todo o país.

Segundo o Ibope, a desaprovação à política ambiental do governo subiu de 45% em julho para 55% em setembro. Também houve aumento em outras áreas. A rejeição sobre a atuação do governo no combate à fome e à pobreza passou de 51% em junho para 57% em setembro e a desaprovação no combate ao desemprego passou de 55% para 59% no mesmo período.

Apesar do crescimento da desaprovação nessas 3 áreas, a desaprovação permanece maior em relação aos impostos (62%) e à taxa de juros (61%).

O tema mais bem avaliado permanece sendo a segurança pública, com 51% de aprovação. Em seguida aparece educação, com 44% de aprovação.

O levantamento (íntegra) divulgado nessa 4ª feira (25.set.2019). A pesquisa foi feita de 19 a 22 de setembro de 2019 e consultou 2.000 pessoas em 126 cidades. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Eis os números abaixo:

A pesquisa mostrou também que 34% dos brasileiros avaliam o governo Bolsonaro como ruim ou péssimo. Outros 31% como ótimo ou bom e 32% como regular; 3% não souberam ou quiseram responder.

Um comparativo entre diversas pesquisas aponta que o Brasil segue dividido em 3. Eis 1 infográfico.

Do Poder360