Sergio Cabral pode expor segredos da cúpula da Igreja Católica do RJ

Na tarde desta terça-feira, 26, o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, já havia admitido seu vício em dinheiro e poder ao confessar que costumava embolsar propinas milionárias de contratos públicos enquanto comandava o governo quando, en passant , deixou escapar: “Não tenho dúvida de que deve ter havido esquema de propina com a O.S. da Igreja Católica, da Pró-Saúde”, disse. “O dom Orani devia ter interesse nisso, com todo respeito ao dom Orani, mas ele tinha interesse nisso. Tinha o dom Paulo, que era padre, e tinha interesse nisso. E o Sérgio Côrtes nomeou a pessoa que era o gestor do Hospital São Francisco. Essa Pró-Saúde certamente tinha esquema de recursos que envolvia religiosos. Não tenho a menor dúvida”.

Estadão põe na boca do PT suas mentiras contra Lula

Se alianças políticas com o partido de Cabral e Pezão forem suficientes para estender os crimes deles a esses aliados, não escapam um só grande partido ou um só nome importante da política. A se dar crédito ao Estadão, a direção nacional do PT está repleta de traidores que vivem passando à mídia antipetista informações desabonadoras ao partido. O Estadão mente!