Soltura relâmpago de Temer escancara abusos contra Lula

A soltura  de  Temer não demorou nem o tempo total gasto pelo Jornal Nacional para exigir da “justiça”, em rede nacional, o encarceramento sem provas, escandaloso, arbitrário e ilegal de Lula. Assista ao comentário do editor do Blog da  Cidadania, Eduardo Guimarães, sobre o verdadeiro significado de mais esse episódio escandaloso do espetáculo tragicômico da perseguição a Luiz Inácio Lula da Silva. 

Lava-Jato usou um golpista esquecido para fazer sua vingança política

Com o fim do mandato do emedebista e do foro que o resguardava de punições judiciais, o inquérito dos portos, uma ampla investigação da Polícia Federal – só o relatório final soma 820 páginas – foi dividida em três partes. A principal delas, que trata de suposta propina paga a Temer por empresas do setor portuário em troca da ampliação de 25 para 35 anos nos prazos dos contratos de arrendamento dos terminais, tramita na 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília. Outra, que trata da reforma na casa de Maristela Temer, filha do ex-presidente, foi para a Justiça Federal em São Paulo e o caso da Eletronuclear caiu nas mãos do juiz titular da 7ª Vara Federal do Rio, Marcelo Bretas.

Moro soube um dia antes de operação que prendeu Temer

A Operação Descontaminação foi deflagrada ontem pela Polícia Federal e resultou na prisão do ex-presidente Michel Temer, suspeito de ser o líder de uma organização criminosa que, segundo as investigações da Força Tarefa da Lava Jato do Rio de Janeiro, foi responsável por receber pelo menos R$ 1,8 bilhão em propina pagas por empresas com contratos governamentais. Ele nega seu envolvimento nos crimes.