STF deve ao Brasil relatoria da Lava Jato isenta de politicagem

Reportagem

stf

 

O Poder Judiciário como um todo está ameaçado de total desmoralização a depender da “solução” que o presidente Michel Temer e a ministra Carmén Lúcia derem para a substituição do relator da Lava Jato naquela Corte. Do primeiro não se espera nada, da segunda não se espera muito, mas se espera, ao menos, um mínimo de compostura.

Um bom exemplo do que pode acontecer de mortal para o STF na designação da relatoria da Lava Jato é a incumbência cair nas mãos de um membro do Tribunal que não guarda o menor pudor em adotar posições político-partidárias.

Gilmar Mendes é um ministro do STF absolutamente inabilitado para o cargo por tornar públicas suas preferências políticas, já que em suas mãos frequentemente caem ações envolvendo grupos políticos que ele apoia ou combate abertamente, tornando previsível que suas decisões não se pautarão pela lei, mas por seus interesses políticos.

O vídeo abaixo mostra a posição política indubitável desse “magistrado”.

Para quem não tem conta no Facebook e não conseguiu assistir ao vídeo, ele contém entrevista de Gilmar à Globo caluniando o PT – note bem, leitor, não um petista, mas o PT inteiro – de todas as formas, sem apresentar provas, ao passo que está à frente de julgamentos de questões envolvendo o partido.
Você gostaria de ser julgado por um juiz que deixa suas idiossincrasias se sobreporem à interpretação técnica da lei?

Gilmar Mendes foi uma das escolhas mais absurdas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Era membro de seu governo, um aliado, e esse indivíduo se manteve como aliado do PSDB desde a nomeação para o STF até hoje, como mostram suas declarações e seu comportamento partidarizado.

No último domingo, o programa “Fantástico”, da Globo, mostrou reportagem sobre visita de Gilmar e do secretário de Parcerias e Investimentos do governo federal, Moreira Franco, a Temer.

Tanto o secretário quanto o presidente da República foram acusados por delatores da Lava Jato. Reunirem-se com quem poderá ter que julgá-los é, no mínimo, imoral.

Ora, sabemos que a possibilidade de a relatoria da Lava Jato cair no colo de Gilmar é muito grande. Como alguém que deixa simpatias e antipatias por investigados e delatados tão claras poderá ter suas decisões acima de suspeitas?

O preenchimento da vaga no STF, porém, ainda conta com outros riscos. Há um movimento que prega a nomeação de Sergio Moro para a vaga no STF. A mensagem abaixo está sendo freneticamente disseminada pelo What’s App.

stf 2

As especulações sobre a nomeação desse indivíduo para a vaga de Teori preocupam ainda mais porque a política dominaria a Suprema Corte de Justiça do país e a exporia ao ridículo, como bem diagnosticou o ex-ministro do STF Sepúlveda Pertence, para quem a mera hipótese de nomear Moro para a vaga de Teori é “anedótica”, já que se trata de um juiz de primeira instância sendo guindado a um cargo que requer muito mais experiência.

Mas não é só isso. A relação de Moro com tucanos investigados pela Lava Jato ou acusados por delatores é tão clara como a de Gilmar.

A Foto abaixo gerou um dos maiores escândalos políticos de 2016 porque, apesar de Aécio estar sendo julgado por seu amigão Gilmar Mendes, se ele perdesse o mandato no âmbito dessa investigação seria julgado por Moro, como aconteceu com Eduardo Cunha, que perdeu o foro privilegiado e teve seu caso enviado ao vingador curitibano dos antipetistas

stf 1A indicação do magistrado é possível, mas pouco provável. Caso assumisse o posto, Moro teria que abandonar os processos da Lava Jato em primeira instância; entre elas as ações contra o ex-presidente Lula. Além disso, no Supremo o juiz não poderia analisar os mesmos processos em que foi responsável na Justiça Federal, segundo a especialista em direito constitucional Ana Paula Turra.

“Ocorre que, se indicado, além de deixar de atuar nos processos da Lava Jato em primeiro grau, no STF também estaria impedido de atuar no âmbito da Lava Jato, conforme o artigo 252 do código de processo penal que prevê que “o juiz não pode exercer jurisdição no processo em que tiver atuado como juiz de outra instância “.

O professor de Direito Administrativo e Direito Constitucional da Escola da Magistratura Federal do Paraná, Marcus Bittencourt, não acredita na nomeação de Moro: “apesar da nomeação do Juiz Sérgio Moro para a vaga do Ministro Teori ser um clamor de grande parte da população, seria complicada na prática, pois o juiz Sérgio Moro ficaria afastado do julgamento das ações da lava-jato na primeira instância e impedido de atuar nos casos no próprio STF, por ter atuado já em instância inferior”, afirmou ao Paraná Portal.

A presidente do STF, ministra Carmén Lúcia, tem a prerrogativa de, a seu critério, em casos excepcionais, ordenar a redistribuição dos demais tipos de processo, como um inquérito, por exemplo, que é o estágio em que se encontra a tramitação da Lava Jato no STF.

Assessores jurídicos do STF levantaram também a hipótese, embora menos provável, de que os ministros possam se reunir para, inclusive, modificar o regimento e adequá-lo à situação. Por isso, eles afirmaram ser precipitado definir o que pode ocorrer com a parte da Operação Lava Jato que tramita na Corte.

Quando o ministro Carlos Alberto Menezes Direito morreu, em 1º de setembro de 2009, o ministro sucessor, Dias Toffolli, herdou cerca de 11 mil processos, com exceção daqueles nos quais ele havia atuado como advogado.

A ministra Carmén Lúcia tem em suas mãos um “abacaxi” dos grandes. Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Paraná, realizada por meio de questionário online com 2800 pessoas, mostra que 83,1% dos entrevistados acreditam que a morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi resultado de sabotagem ao avião.

Em que pese a baixa credibilidade desse instituto e de a pesquisa ter sido feita só pela internet, é evidente que há um sentimento na sociedade de que a morte de Teori sugere que pode ter sido para livrar a cara dos beneficiários imediatos pela delação de 77 funcionários da Odebrecht contra políticos que até aqui estava livres.

Duas matérias do grupo Folha divulgadas no mês passado sob o título “Tucanos aparecem em delações da Lava Jato” e “Temer é citado 43 vezes em delação de executivo da Odebrecht” mostram bem quem ganhou com a morte de Teori.

Diante desses fatos, o STF, como instituição, tem o dever constitucional e moral de entregar a relatoria da Lava Jato a um ministro acima de acusações e de evidências de partidarismo sob pena de desmoralizar o Poder Judiciário de alto a baixo – se ocorrem mutretas no STF, que dirá em instâncias inferiores.

A Lava Jato de Teori Zavascki não era a Lava Jato de Gilmar Mendes ou de Sergio Moro, quem o ministro falecido repreendeu publicamente por conduta imprópria como a de vazar áudio com fala da então presidente Dilma Rousseff, gravado ilegalmente. A ministra Carmén Lúcia tem nas mãos poder de enlamear irremediavelmente a instituição que preside.

54 comments

  • Caro Eduardo,

    Infelizmente o país chamado Brasil tornou-se uma esculhambação. Eu já disse aqui várias vezes que não acredito e nem confio mais no Poder Judiciário brasileiro, e não é por menos: basta verificar as decisões estapafúrdias que esse poder da república tem tomado nesses últimos tempos. Por isso, do jeito que as coisas andam, não seria nenhuma surpresa se a relatoria desses processos da Lava a Jato caísse nas mãos do ministro Gilmar Mendes, que é da 2ª turma do STF que pertencia o ministro Teori Zavascki.

  • “apesar da nomeação do Juiz Sérgio Moro para a vaga do Ministro Teori ser um clamor de grande parte da população” – Não, isso não é mais verdade, podem existir movimentos na net que parecem maiores do que são, mas a adoração ao corrupto pseudo-juiz decaiu muito. Só militantes e trolls pagos continuam nessa marcha. A direita pode até negar, mas é óbvio, a admiração pelo sujeito caiu em proporções homéricas. Da onde vem a “corrente” do Wats? De dentro da Globo, sussurram algumas boas línguas amigas. Até o MBL, a versão brasileira da Juventude Fascista, foi instado a calar a boca. Porque Globo? Ora, com Moro, o nauseabundo, é dada como certa a morte da delação da Oldebrecht e os queridinhos da mídia estariam a salvo. Ocorre porém que sobre o pseudo-juiz pairam nuvens escuras, como o fato de ser réu na ONU e suspeitas de envolvimento em ações terroristas da CIA, ou seja, crime de lesa-pátria. Por essas e por outras, Cármen Lúcia, apesar de ser uma garota propaganda da Globo, não deve cogitar o nome sob pena de afundar de vez o STF. Temer, como bom traíra, tambem não deve apostar no nome, sabedor que é que quem trai será invariavelmente traído,e não é cego, sabe que o PSDB está puxando lentamente o tapete sob seus pés, junto com a Globo. O bad romance Morécio ficou claro no fim de 2016, e colocar Moro lá seria uma temeridade que o usurpador certamente não cometerá. Só se for muito burro.
    Ou seja: Moro é uma aposta fraca da Globo para consagrar seus corruptos de estimação, o PSDB, no poder. Não vai ser por essa via. Vão arrumar outra, com certeza. Já em Gilmar como relator, eu acredito. Afinal a tal Lava-Jato já morreu faz tempo, em que tivessem pesado os esforços de Teori.

    • Nem tanto á terra nem tanto ao mar. O Moro era quase unanimidade, coisa de 80% ou mais, creio que desgastou um pouco e deve estar aí na faixa dos 60% de iludidos. Mas talvez mais.
      Estou achando que o Ibope ou datafolha vai fazer uma pesquisa para saber quem o povo prefere para o ligar do Teori. Dá no Moro na cabeça, com certeza

  • Fora de Pauta

    A última fala de Eugênio Aragão

    Aragão: “Não se faz oposição a governo golpista, se combate. Eles são nossos inimigos e não adversários”

    “Nós podemos ser oposição a um governo eleito legitimamente, mas não podemos ser oposição a um governo golpista. Não se faz oposição a um governo golpista, se combate. Eles não são nossos adversários, são inimigos”, disse o ex-ministro da Justiça durante o painel “Defesa da democracia e o futuro da esquerda”, realizado no Parque da Redenção dentro da programação do Fórum Social das Resistências.

    Aragão criticou também, no atual contexto político, as propostas de eleições diretas já e de convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte.

    “Neste momento, pautas como Diretas Já e Constituinte são agendas que mais nos dispersam que nos unem. A agenda fundamental é o golpe que não passou de um arrastão de trombadinhas. O tema central é o desfazimento do golpe e a restituição da presidenta Dilma. Não podemos abandonar essa agenda sob pena de sermos acusados de hipócritas. Não dissemos que esse golpe foi misógino, machista e antidemocrático? Tudo isso passou? Negar o nosso discurso e trocá-lo por uma variação é algo que nos enfraquece. Uma nova eleição direta agora significaria aprofundar o golpe, tornando a reconquista da legitimidade mais distante. Se tivéssemos uma nova Constituinte agora, a direita transformaria o Brasil num Estado teocrático”, afirmou.

    Matéria completa: http://www.viomundo.com.br/politica/aragao-nao-se-faz-oposicao-a-um-governo-golpista-se-combate-eles-sao-inimigos-e-nao-adversarios.html

      • Espero do fundo do coração que o PT não entre nessa de se aliar a esses sabujos em troca de uma cadeira na mesa diretora.

        O PT peitou o Cunha mesmo sabendo que havia o risco do impeachmeant da Dilma; é inacreditável que possa se sujar por tão pouco agora.

        O povo não esquecerá se o PT cometer esse erro, e 2018 está bem aí. Que os dirigentes do partido tenham bom senso.

        • Militantes que discordam da orientação de Lula para o PT não ficar de fora da mesa diretora da Câmara estão propondo renúncia coletiva de todos parlamentares de esquerda. Ficaríamos com Legislativo, Executivo e Judiciário 100% de direita, porém puros e imaculados como recém-nascidos

          • É triste constatar que o PT não aprendeu nada com tudo o que vem acontecendo. Acredito que se o partido ganhar em 2018 corre o risco de cometer todos os mesmos erros que na última década (eu sei que os acertos foram maioria, mas é preciso aprender com os erros).

            Vou acabar optando por votar no Ciro Gomes, mesmo sabendo que este também é uma raposa política, mas ele vem demonstrando mais bom senso do que o PT no discurso e nas atitudes.

  • Este sr é mais do q um magistrado tendencioso ..parcial ..partidário ..trata-se de um criminoso golpista q precisa ter seu poder retirado ..Agilmal Mentes ..o msm sujeito do D.dantas ..do Cachoeira e Demóstenes ..do tucanato e de Aécio ..e agora protetor dos peemedebistas enrolados na lava jato é um MAFIOSO infiltrado q precisa ser imeachado e PROCESSADO pelo senado

  • Essa ministra Carmen Lúcia é global já recebeu o mesmo prêmio de Moro, o Faz a Diferença. Mas quem sabe ela se redime desse pecado de aliar-se ao imoral monopólio de comunicação e faça algo diferente, principalmente fazendo sorteio desse importante processo, porque se fizer é sempre Gilmar Mendes o felizardo, principalmente quando é fogo amigo, Aécio por exemplo, ou processos de alguém do PT , que ele odeia; da Lava Jato então que interesses ocultos, supostamente, derrubaram misteriosamente um avião com um ministro do STF! Esse sistema do STF se fosse uma roleta de jogo o bocudo estaria milionário, é de encabular!

  • Em país sério, os três filmados conversando no enterro de Teori já estariam presos. Mas, a esculhambação que fazem com o Brasil não é gratuita. Querem mostrar mesmo aos brasileiros que nosso país tem como missão histórica ser uma republiqueta bananeira, e que qualquer iniciativa em sentido contrário será inútil.

  • ” da segunda (Carmen Lucia) não se espera muito, mas se espera, ao menos, um mínimo de compostura.”

    Quem é você para fazer juízo de valor sobre uma pessoa a quem não se conhece qualquer deslize ?

    No seu raciocínio torto o que você quer é ser processado pela ministra e sair por aí dizendo que é processado pela presidente do supremo.

    Mas enquanto você ladra, Carmen Lucia passa.

  • O critério adotado para a escolha do novo relator deverá ser a QMS, ou seja, Qualquer Merda Serve. São todos Golpistas e já manifestaram reiteradas vezes suas preferências e demonstraram outras tantas que o menos importa é a nossa Constituição.

  • Quando interessa até o Paraná pesquisa serve…

    “(…)Teori é “anedótica”, já que se trata de um juiz de primeira instância sendo guindado a um cargo que requer muito mais experiência.”
    – Não poderia ser mais apropriado. Ainda que o nível de TODOS os juizecos do Brasil seja um lixo, ao menos são juízes. Coisa que Toffoli ninca foi. Acho que o G mendes idem..

    Não vi Eduardo espernear quando Toffoli foi colocado lá ou quando o advogado ultrapetralha Facchin também foi.

    Essa corte é a cara do Brasil. Burra, corrupta, inepta, ineficaz e perdulária.

  • Eu tenho opinião formada a tempos,este País virou QUADRILHA em todos os seguimentos,não escapa nenhum,forças armadas,stf,legislativo,judiciário,é só bandido mandando,este Brasil não tem PATRIOTISMO,basta ver o entreguismo que está havendo,é um Brasil entregue a americanos,o povo que se lixe,e viva os coxinhas idiotas que também estão perdendo o emprego,bem feito imbecis burrão fascistas,eternos malufistas. é tudo em minuscúlo,para mostrar o grande REPÚDIO com as CORJAS.

  • Para começar, não é “grande parte da população” que quer a nomeação de um fascista como Moro para o STF : é apenas a minoria imbecil e fascista da classe mérdia, que infelizmente tem voz, num país despolitizado e sem grande Sociedade Civil organizada. Dito isso, vamos esquecer as babaquices jurídicas e ir ao que interessa : POLÍTICA E LUTA DE CLASSES, QUE SÃO AS VERDADEIRAS JUSTIFICATIVAS E EXPLICAÇÕES PARA TODOS OS MOVIMENTOS DESSES CARAS. Começando pelo próprio Teori, a quem JAMAIS considerei nenhum “exemplo de homem de bem”, como até você escreveu, já que se não bastassem as GRAVÍSSIMAS FALHAS E OMISSÕES dele ao não afastar Moro do lava(golpe)a jato, mesmo depois dele ter cometido crime, obtenção e divulgação de prova ilícita(a divulgação das gravações ilegais entre Lula e Dilma), reduzindo a “punição” a Moro a uma não punição, um patético “pitinho” que deve ter servido para deboche do ditador curitibano; e também a terrível omissão de Teori ao não afastar Eduardo Cunha da Presidência da Câmara até que ele derrubasse Dilma, MESMO HAVENDO TODOS OS ELEMENTOS LEGAIS PARA FAZÊ-LO MUITO ANTES DISSO. Se não bastassem essas duas falhas graves de Teori, ainda ficamos sabendo que o tal empresário que o acompanhava no avião, amigo dele, tinha um processo no STF, que recorrera com uma tentativa de trancamento de ação, negada por Barroso, decisão da qual o empresário deveria recorrer(portanto, esse recurso iria a Plenário e Teori poderia participar do julgamento. teria que arguir sua suspeição para não fazê-lo)e que o mesmo empresário tivera uma Ação no STJ contra o município de São Paulo, relativa a débitos de IPTU, cuja decisão favorável a ele foi dada por Teori, quando este era membro do STJ. PORTANTO, SEM TECER LOUROS A TEORI, VOLTO A MINHA TEORIA : MESMO SENDO UM REACIONÁRIO COMO TODOS, TEORI “DIFERENCIOU-SE” POR NÃO TER ACEITO SUBMETER-SE À FARSA QUE GARANTIRÁ QUE A LAVA(GOLPE)A JATO ATINJA SEU OBJETIVO INICIAL, FERRAR APENAS O PT. PARA ISSO, AS INFORMAÇÕES QUE ACABARAM VINDO À TONA COM A OPERAÇÃO, QUE ATINGEM PMDB, PSDB, MÍDIA, CLASSE DOMINANTE E ALTOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS; SERIAM ESCONDIDAS, O QUE NECESSITARIA DE UMA “CARA DE PAU” MUITO EXTREMA, JÁ QUE ESSAS INFORMAÇÕES ACABARAM POR VAZAR A DESPEITO DA VONTADE DA LAVA(GOLPE)A JATO. Por isso Teori foi morto, para garantir o êxito da lava(golpe)a jato. E assim ocorrerá. SEJA COM GILMAR MENDES OU COM OUTRO, A LAVA(GO0LPE)A JATO ATINGIRÁ SEU OBJETIVO : FERRAR O PT, ENTERRAR O TRABALHISMO POR DÉCADAS E GARANTIR A ENTREGA DE NOSSAS RIQUEZAS AOS EUA, QUE ESTÃO POR TRÁS DE TUDO ISSO. Qual a diferença de Gilmar Mendes para Fux ou Barroso!!!!!!!!!!!!!!!???????????? Se Moro for para o STF, evidentemente será uma tragédia porque estaremos dando um poder enorme a um sujeito que é claramente um nazista, não respeita a Lei e nem as mais elementares garantias do estado de Direito. Mas seria “a farsa perfeita” para a direita. Moro ganharia uma sinecura valiosa e, ao colocar-se outro fascista no lugar dele(e há muitos no judiciário), que DARÁ EXATAMENTE AS MESMAS SENTENÇAS ABSURDAS DE MORO, FERRANDO LULA; OS DIREITISTAS CONSEGUIRIAM PASSAR PARA OS GRINGOS, QUE NÃO CONHECEM OS MEANDROS DO JUDICIÁRIO BRASILEIRO(O IMENSO CONSERVADORISMO DE SEUS MEMBROS)UMA AURA DE “LEGALIDADE” ÀS AÇÕES DE MORO E DA LAVA(GOLPE)A JATO, JÁ QUE ESTARIAM DIZENDO PARA OS ESTRANGEIROS : ESTÃO VENDO COMO FOI TUDO LEGAL, OUTRO JUIZ DECIDIU DO MESMO JEITO, REFERENDOU TUDO!!!!!!!!!!!!????????? Podem esperar que esse será o resultado desse “golpe dentro do golpe”, o AI-5 do golpe de 2016(tão light como o golpe que o originou, MAS TÃO PERVERSO CONTRA SEU GENITOR E AMBOS TÃO MONSTRUOSOS PARA O BRASIL QUANTO O DE 64), a lava(golpe)a jato ficará cada vez mais com cara de golpe a jato, livrarão a direita inteira no STF e, para darem uma de “civilizados” para a ONU, arrumarão outro juiz(a)para ferrar Lula. Em troca, Moro ganha uma sinecura no STF e teremos mais uma inimigo dos direitos fundamentais com a função de guardá-los. Estão vendo como só uma revolução resolveria este país?

  • Ô Eduardo. O STF tem dívida com o povo brasileiro e a Democracia ?
    Tem. Mas você acha que ele vai pagar? Se não for o Moro (seria anedótico – se bem
    que eles estão andando pra isso. O Impedimento da Dilma foi anedótico pra boa parte do mundo.
    E daí?), repetindo, se não for o Moro, será outro Moro. Eles são cheios de Moros, Barbosões, etc.
    Eles é que mandam. Não espere nada desse Supremo Teatrão de Fezes.

    • Em qualquer país do Mundo em q o executivo indica os juizes do STF, existem a principio 3 possibilidades:

      1) Juizes agem de má-fé e protegem quem os indicou
      2) Juizes simplesmente agem de acordo com a lei e estao evidentemente sujeitos a erros
      3) Juizes agem de má-fé e protegem o adversario de quem os indicou.

      Esta ultima opcao é, evidentemente, o que se pode chamar de “estupro ao minimo senso comum”, portanto só restam as outras 2.

      Ou seja, se um STF q tem 8 juizes indicados pelo PT condena o proprio PT e absolve o PSDB, age de forma puramente tecnica (opcao 2).

      Por outro lado, se condena o PSDB e absolve o PT, há suspeicao. O mesmo raciocínio vale para qualquer lado em qualquer país do Mundo.

  • É tanta sacanagem que ninguém acredita mais em porra nehuma

    A destruição da confiança na democracia instaurou o reino da suspeita.

    Postado em 23 Jan 2017por : Diario do Centro do Mundo

    POR ALDO FORNAZIERI

    Teori Zavascki, como homem e como juiz, a exemplo de qualquer um de nós, tinha defeitos e virtudes. Ainda sem uma biografia, e ao que se sabe pela imprensa e pelas suas decisões, declarações e visão de mundo, é possível dizer que tinha mais virtudes do que defeitos. Num país que enfrenta um grave déficit de pessoas públicas virtuosas, a sua morte representa uma enorme perda, tanto pelo lado humano, quanto pelo lado político e histórico. A sua morte merece ainda mais lamentações pelas circunstâncias jurídico-politicas em que ele estava envolvido, a iminência da homologação das delações da Odebrecht, seu papel na Lava Jato etc.​

    Ninguém sabe ainda se sua morte foi provocada por um acidente ou por um atentando. Não há nenhum indício de que tenha sido um atentado. Se foi acidente, temos que convir que a Deusa Fortuna anda amargurada com o Brasil. Talvez, cansada com nossas inconsequências, irada com nosso extravio histórico, desgostosa com nossa falta de virtudes, decidiu que nos advertirá cada vez mais com o açoite das tragédias. Seria delongar-se de forma cansativa enumerar as pequenas e grandes tragédias que nos atingem recorrentemente por conta da falta de virtudes da sociedade e, principalmente, dos governantes. Afinal de contas, todos sabem que onde não existem virtudes e capacidades as portas ficam abertas e as muralhas fendidas para a superveniência do trágico, do desditoso, do imprevisto e do doloroso. Assim, junto com a morte de Teori é necessário que se chore o destino desgraçado do nosso país e a infeliz dor do nosso povo.

    Mas, mesmo que não haja indício de atentado na morte de Teori e dos que o acompanhavam, temos, não só o direito, mas o dever de suspeitar de que o avião caiu por iniciativa criminosa. Este dever é assistido pelo fato de que o Brasil vive um momento histórico de inconfiabilidade generalizada. É como se o país estivesse se dissolvendo no ar em face da inexistência de nenhuma força com poder de agregação. Pelo contrário, todas as forças que atuam no país parecem centrífugas e estilhaçam a sociedade cada vez mais em conflitos, em desagregação e em inconfiabilidade.

    A destruição da democracia e da confiança

    Um governo, em qualquer país, deveria ser o centro agregador dos interesses e do bem-estar do povo. O atual governo brasileiro é a força que mais age para destruir o sentido comum de uma caminhada para o futuro. Ele nasceu da fruta maligna da traição, da conspiração sicária, da busca da autoproteção de um grupo criminoso. A inconfiabilidade é a essência desse governo.

    Antes da instalação desse governo acreditava-se em algumas coisas. Acreditava-se que vivíamos numa democracia, defeituosa, claro, mas numa democracia. Acreditávamos que os golpes e as violações constitucionais eram coisas do passado. Acreditávamos que, com exceção de um e de outro, os partidos eram democráticos. Acreditávamos que os nossos colegas eram democratas.

    O golpe fez ruir todas as confianças e crenças básicas que se deve ter nas democracias. Vimos políticos que combateram a ditadura abraçar o golpe. Vimos ilustres acadêmicos, analistas, comentadores, jornalistas, seja por omissão ou por adesão, abraçar o golpe. Vimos a mídia que fez autocrítica em relação ao golpe de 1964 abraçar uma nova forma de golpe.

    A destruição da confiança e da fé básicas na democracia produziu graves efeitos. Um deles, consistiu na instauração do reino da suspeita e da inconfiabilidade. Não há no que confiar: os líderes são suspeitos, os partidos são suspeitos, o Congresso é suspeito, o Ministério Público e a Procuradoria Geral da República são suspeitos, o presidente da República é suspeito e o Judiciário é suspeito.

    Como pode haver relações de confiança em um país que, em nome do combate à corrupção, se instalou um governo cuja cúpula expoente é a mais corrupta que já se teve? Como se pode ter confiança quando esse governo investe deliberadamente contra toda segurança social, causando até mesmo espanto nos jornais tradicionais dos Estados Unidos? Como se pode ter confiança quando as instituições estão em colapso; quando as prisões são campos de concentração e escolas do crime; quando não há segurança pública elementar; quando a sociedade está dilacerada por duas guerras – uma da violência e a outra do trânsito?

    Como não desconfiar da morte de Teori sabendo que ele homologaria relatos de crimes cometidos pela cúpula desse governo, por senadores e deputados poderosos? Afinal de contas, imbricadas com as decisões de Teori, estavam em jogo imenso poder, poderosos interesses, gigantescas fortunas amealhadas pela criminosa ação do assalto à coisa pública. Por isso, a suspeita é um dever, sob pena de que sua ausência se torne uma omissão. Quem comete crimes para chegar ao poder pode cometê-los para nele se manter.

    Investigações estão em curso. O recomendável é que todos os atores relevantes as acompanhem, que a OAB as acompanhe e que a Câmara dos Deputados forme uma comissão para também as acompanhar. Em relação às delações da Odebrecht, a sociedade deve cobrar a sua imediata homologação, pois, tudo indica que o trabalho estava em fase de finalização. Não é aceitável que, agora, um novo relator comece do zero, com outra equipe, com novos assessores.

    Para que a suspeita não se amplie é preciso uma homologação rápida, assim como sua rápida publicidade. Se a presidente do STF, Cármen Lúcia, nesse início de gestão conseguiu germinar sementes de credibilidade, é preciso que tenha consciência de que delongas e protelações ampliarão as suspeitas que caem sobre o próprio Supremo.

    Os políticos sérios e que têm propósitos honestos, e os magistrados que querem ter uma biografia digna precisam ter consciência de que vivemos um momento em que qualquer otimismo sobre o futuro do Brasil se dissipou. A nossa marcha da história não tem sido nem positiva e nem progressiva. O Brasil, definitivamente, não foi escolhido por Deus, nem somos um “povo pacífico e ordeiro” e, menos ainda, temos uma democracia racial. É preciso construir algo novo. E se algo novo terá que surgir nesse país haverá de surgir da dor do parto, da purgação desse momento de suspeita e inconfiabilidade.

  • :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta por [email protected] [email protected] a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria) [email protected] canalhas direitistas…
    .
    PARA A ENÉSIMA PUTifARIA ( patifaria + putaria ) DA DIREITA:
    Foi com muito cálculo que se preparou mais essa para o PT (e/ou as esquerdas, o progressismo/trabalhismo). E, ao que parece, o partido não contava nem se preveniu para essa eventualidade. Aliás, é estranho o número de vezes que o PT é pego de calças curtas, desprevenido e perplexo. E, o que mais espanta, é que seus inimigos nem parecem ser tão espertos assim.
    .
    . . .
    AS MORDOMIAS DOS MARAJÁS EM PÉ DE GUERRA:
    .
    Os 17 mil juízes receberam em média 46,1 mil por mês em 2015;
    .
    Os 1,2 mil promotores e procuradores de Justiça recebem salário máximo teórico de 33,7 mil mensais;
    .
    Magistrados e promotores têm auxílio-moradia de 4,3 mil mensais. Se morarem juntamente com um cônjuge que também tem direito a auxílio, ambos recebem da mesma forma;
    .
    Todos têm 60 dias de férias por ano e, em caso de trabalho fora do local, uma diária equivalente a 1/30 da remuneração mensal;
    .
    Pena máxima em caso de punição disciplinar: aposentadoria compulsória com salario integral (i$$o é punição mesmo ou é premiação ?…)
    .
    . . .
    Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/distopia [consultado em 01-10-2016].)

    ::
    SARTREANA
    .
    Maldita seja toda esperança
    que faz continuar o mal
    do bem que só se alcança
    no viver sempre (des)igual
    .
    …………….………………………………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)
    .:.
    NÓS
    .
    A tv me promete
    o leite da moça,
    o prazer em pó,
    líquido,
    instantâneo,
    integral…
    .
    Que faremos de nossos olhos,
    de nossas mãos?
    .
    ………………………….……………………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)
    .:.
    ::
    .:.
    CEM RIMAS
    ( para o PT e o PSTU )
    .
    A vida passa de graça
    e fica ainda mais rica
    nos olhos de esperança
    que às mãos multiplicam
    .
    ………………………………………..………. (Cláudio Carvalho Fernandes)
    .:.
    ::
    .:.
    KWY
    .
    .
    P
    …e
    …….n
    …………s
    …………….o
    …………………logo(S)
    …………………………………..p
    …………………………………..e
    …………………………………..s
    …………………………………..o
    .
    ……………………………………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)
    .:.
    ::
    .:.
    B……………………………A
    …I………………………I
    …….S………………C
    ………..T………N
    …………….Â
    tele……………………..visão
    .
    .
    tele……………………..vazão
    .
    .
    tele……………………..vazio
    .
    ………………………………………………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)
    .:.
    ::
    .:.
    ReXistência
    .
    Não deixe que aluguem o seu pensamento:
    Simplesmente mude de canal ou desligue a TV
    .
    Diga “NãO” à Rede Goebbels
    ……………………………………..………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)
    .:.
    ::
    .:.
    Globo
    .
    PATRÃO
    PADRÃO
    LADRÃO
    ……………………………………..………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)
    .:.
    ::
    .:.
    .:.
    ReXistência
    .
    Não deixe que aluguem o seu pensamento:
    Simplesmente mude de canal ou desligue a TV
    .
    Diga “NãO” à Rede Goebbels
    ……………………………………………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)
    ::
    Mídia cínica, mercenária, demagógica e corruta.
    .
    “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma”.
    …………………..………………………………. (Joseph Pulitzer)
    ::
    Se você não for [email protected]
    .
    “Se você não for [email protected], os jornais [a mídia] farão [fará] você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas e amar as ‘pessoas’ que estão oprimindo”.
    …………………..………………………………. (Malcolm X)
    ::
    (En la lucha de clases)
    .
    En la lucha de clases
    Todas las armas son buenas
    Piedras
    Noches
    Poemas
    …………………..………………………………. (Paulo Leminski)
    ::
    (Não é a beleza)
    .
    Não é a beleza
    Mas sim a humanidade
    O objetivo da literatura
    ………………………….………………………. (Salamah Mussa)
    ::
    A existência precede a essência.
    ……………………………………..……………. (Jean-Paul Sartre)
    ::
    .:.
    * 1 * 2 * 13 * 4
    .:.
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lula (sem vaselina) 2018 neles (que já tomaram DE QUATRO no PSDBosta) !!!!
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • questão de opinião..

    Alguém, perguntou pra você se a cidade poderia ter sido coberta por “grafites” em todos os cantos ?

    São Paulo, na falta de coisa melhor, às vezes parece um GIBI

    ..claro que não perguntaram ..aqui nunca se pergunta nada ..a turma chega, invade, não respeita quem aqui nasceu, construiu ..ele vêem, copiam qdo gostam projetos alienígenas, impõem sem a menor cerimonia aos outros que só queriam ficar sossegados em seus cantos

    Pro meu gosto, troco todo este colorido por árvores, projetos paisagísticos ..campos, praças, parques com flores, coloridos naturalmente

    ..mas claro que ninguém precisa pensar como eu ..então ..se a MAIORIA dos moradores toparem, eu aceito ..agora, na marra dado por gente marrenta ?!

    e PICHADOR ? ..aqueles caras que avançam sobre bens públicos e particulares ..sobre obras de arte ..que rabiscam, destroem, ofendem, propagam ..estragam com a vida de milhares ..esses de forma alguma concordo ..estes, se pegos em flagrante, pra mim devem ser condenados não só a reparar o estrago como a indenizar o agredido e passarem a usar tornozeleira por um bomtempo

    ..enfim ..mas tem gente que os defendem tb ..tipo como fazem com traficantes, pedófilos

    e o que será que diz a maioria ? ..embora hoje todos sabemos que se com PMDB e PSDB por perto, POUCO IMPORTA o que a maioria pensa né mesmo ?!

  • Prezado Eduardo, bom dia.
    Sensacional o seu artigo.
    Acho até que o melhor seria a Odebrecht liberar para todo o povo brasileiro o conteúdo das delações, e, mais, vir a público e dizer se os executivos foram, de alguma forma, induzidos a incluir algum nome.
    Se as empreiteiras forem dignas de uma atitude dessas, acho que o país reagirá para colocar fim a essa bater na pós golpe.
    Abraço.

  • Deve, nega, e não pagará.

    Em nenhum país decente a Suprema Corte permitiria Golpe nas suas barbas e com a sua conivência, omissão.

    Vão embromar e melar.

    O processo de Eduardo Azeredo completou 19 anos e vai prescrever em breve.

    O de Renan ( processo simples ) vai para 10 anos.

    Numa sociedade de patos, quem tem a Globo manda.

    Vivemos numa panela de pressão, a qual as forças ocultas ( ocultas é ironia ) maneja com extrema perícia e precisão, abrindo a válvula um pouquinho aqui e ali, e jamais perde o controle, não há risco de explosão.

    A quem interessa esse estado de coisas? Aos ricos. Não a mim e a vocês. O STF é o verniz da justiça.

    Pertence à classe A e sabe muito bem a quem servir para manter seus privilégios.

    Com a morte de Teori a elite ganhou o tempo que precisa para aprovar o que resta de sacanagem contra o povo.

  • Edu, hoje no Brasil tudo é possível. A direita perdeu o pudor, farão o que for necessário. A escolha para o lugar do Teori pouco importa para a esquerda. É um arranjo entre eles. PSDB, PMDB, pig e judiciário vão buscar uma solução que contemple a todos.
    Para mim, embora o elo mais fraco dessa aliança seja o PMDB, os que mandam mesmo preferem preservar essa gangue, mesmo porque eles estão com a caneta.
    Cabe a esquerda reestruturar-se e defender o Lula, que é a unica vantagem que temos. É o unico líder popular
    entre os políticos tradicionais. Eles não tem nenhum, por isso cogitam o Moro e excrecências como o Bolsonaro

  • E segue o defeito no seu blog…

    “Juliano Santos
    24/01/2017 • 09:24
    Your comment is awaiting moderation.
    Edu, hoje no Brasil tudo é possível. A direita perdeu o pudor, farão o que for necessário. A escolha para o lugar do Teori pouco importa para a esquerda. É um arranjo entre eles. PSDB, PMDB, pig e judiciário vão buscar uma solução que contemple a todos.
    Para mim, embora o elo mais fraco dessa aliança seja o PMDB, os que mandam mesmo preferem preservar essa gangue, mesmo porque eles estão com a caneta.
    Cabe a esquerda reestruturar-se e defender o Lula, que é a unica vantagem que temos. É o unico líder popular
    entre os políticos tradicionais. Eles não tem nenhum, por isso cogitam o Moro e excrecências como o Bolsonaro”

  • Edu, cm todo o respeito, mas pedir isenção a esse STF corrupto e golpista soa como inocência. O golpe será conduzido de acordo com o que foi planejado e como está sendo executado. Perseguir o PT e os movimentos sociais e proteger os tucanos.

  • Não acho que o Moro deva ser indicado pois abandonaria o trabalho que vem fazendo na primeira instância.
    Mas o currículo do Moro é melhor que o de muitos ministros que estão no Supremo, ministros que nunca nem juízes foram antes de chegar ao STF.

    Quanto a indicação… O PT indicou, Toffoli, Lewandowisky, Facchin, Barroso e vcs ainda querem falar de partidarismo?

    O Lewandowisky atuou como advogado de defesa dos Petistas no mensalão, se encontrou secretamente com Dilma em Portugal (de quem viria a presidir a sessão que culminou no impeachment e na chicana inconstitucional que não a proibiu de exercer cargo público).

    O Barroso fez aquela malandragem e deixou de ler o texto, interrompendo o Teori (procure Chicana Barroso) Quando da formação da comissão do impeachment.
    O mesmo Barroso que deu o voto decisivo a favor dos “embargos infringentes” e livrou a cara de Petistas de cana mais dura…

    Resumindo é justo criticar QUALQUER escolha alheia?

    • Livrou a cara dos petistas? Em que planeta o senhor vive?

      “Embargos” cuja aplicação prática nada mais foi do que efeito Placebo. Uma espécie de mecanismo de “honra”, para um último suspiro de um governo em que os próprios Ministros (como comprovado por áudios vazados de Jucá) estavam alinhados quanto à sua queda.

      No mais, nenhuma decisão até hoje tomada naquela Corte, teve sequer uma faísca de possibilidade de apoio a projeto político ou de poder de interesse do PT.

      E não falo só com relação ao Mensalão e afins. Falo de simplesmente todos os processos de cunho altamente politizado que passaram por lá.

      Inclusive, na decisão que seria dada com relação ao fim do financiamento empresarial de campanha, a OAB pró-impeachment chegou a ser chamada de “petista”, pelo boquirroto tucano Gilmar Mendes.

      Lembrando que Barroso (esse que o senhor diz abrir brechas petistas) disse que há possibilidade de se reverter essa decisão, via Parlamento. Se isso não foi uma brecha pró-governo atual, não sei mais o que é.

      Pouco tempo depois, estava o mesmo participando de almoço super amigável com figuras carimbadas do partido. E isso, às vésperas da avaliação do pedido de abertura de Inquérito sobre Aécio Neves, feita pela PGR.
      Já pode imaginar qual foi a decisão proferida por Gilmar, não é ?!

    • Não acho que o Moro deva ser indicado pois abandonaria o trabalho que vem fazendo na primeira instância.
      “Mas o currículo do Moro é melhor que o de muitos ministros que estão no Supremo, ministros que nunca nem juízes foram antes de chegar ao STF.”

      Idiotice este argumento. Para ser ministro do Supremo, tem que se ter um notório saber jurídico amplo. Juristas se enquadrariam melhor neste ponto. O jurista tem o um conhecimento mais amplo que o de um juiz. O juiz é puramente um técnico operador daquele ramo do direito à que ele serve. Não é por este lado que se tem que olhar. Pode ser um juiz, pode, mas ele vai ter que sair de sua seara de atuação. O fato de ser juiz não o torna o maior intelecto jurídico de todos.

      “Quanto a indicação… O PT indicou, Toffoli, Lewandowisky, Facchin, Barroso e vcs ainda querem falar de partidarismo?”

      Vc quer comparar a atuação destes juízes com a atuação de um Gilmar. Vai te lascar.

      “O Lewandowisky atuou como advogado de defesa dos Petistas no mensalão, se encontrou secretamente com Dilma em Portugal (de quem viria a presidir a sessão que culminou no impeachment e na chicana inconstitucional que não a proibiu de exercer cargo público).”

      Se vc olhasse com o olhar da imparcialidade e fosse desprovido de paixão, vc veria que um JB e um Gilmar da vida é que destoaram. JB trabalhou no caso como um promotor, e não como um juiz, Gilmar, nem se fala, quando é com petistas é pau, mesmo para coisas parecidas de quando é com tucano, que aí é só afago. Vai te lascar novamente.

      Lewasdowisky atuou como juiz de fato, não condenou se não havia provas. Muito pelo contrário, havia provas ao contrário que inocentavam os réus.

      Chicana não foi aquilo que Lewandoisky fez, mas sim o que Gilmar sempre faz, como aquela decisão monocrática que tirou Lula do ministério da Casa Civil. Quer maior chicana que o próprio golpe que vcs deram. Vai te lascar de novo.

      “O Barroso fez aquela malandragem e deixou de ler o texto, interrompendo o Teori (procure Chicana Barroso) Quando da formação da comissão do impeachment.
      O mesmo Barroso que deu o voto decisivo a favor dos “embargos infringentes” e livrou a cara de Petistas de cana mais dura…”

      Vc é um idiota, os embargos infringentes foram decididos sabiamente por Celso de Melo. Vc quer que o estado de direito se acabe só para vc ver na cadeia alguém de quem vc não gosta. Torço para que um dia vc sofra na pele uma arbitrariedade, ah como torço.

      “Resumindo é justo criticar QUALQUER escolha alheia?”

      É justo se criticar algo que vem de uma grande sacanagem, de uma grande sabotagem, de um bando de bandidos e, possivelmente, assassinos.

      • Eu critico juízes que o PT indicou e vcs rebatem criticando o Gilmar Mendes ou o Joaquim Barbosa… Eu NÃO defendo Gilmar Mendes ou Joaquim Barbosa!

        São tão ruins como esses que foram indicados pelo PT. Só não acho que os petistas podem pedir um indicação imparcial quando ele mesmo indicou ministro parciais.

        Acho errado quando o Gilmar Mendes voa em um avião com o Temer e acho errado quando a Dilma se encontra em Portugal com o Lewandowisky. Critico as duas situações, e você?

  • tem jeito nao..o PCC governa esse pais…o crime organizado deu um golpe de estamos e muitos serao degolados e “suicidados” pelo narco-estado em que esta se transformando este pais nas maos de bandidos

  • Concordo com os comentários. Só não estou entre os fãs do Teori. O que fez ele contra o golpe? Nada, pelo contrário, sentou em cima do processo do Eduardo Cunha. Resmungou que os advogados do Lula estão numas de “embaraçar as apurações”. E sua estranha amizade com o dono do avião e seus amigos? Foi um dos ministros que livraram a cara do Renan. Que Deus o tenha mas convenhamos…

  • Essa é boa hein Edu?
    Isenta de politicagem então?
    Concordo com um colega daqui: parece ingenuidade. Estamos num golpe meu caro.
    Mas um dia, incluindo eu, acreditamos que eles podiam impedir o golpe, mas este tempo já passou. Lembra você entrevistando aquele famoso professor e ele dizendo até o fim que eles impediriam o golpe? Pois é??
    Abraço

Deixe uma resposta