Eleição de 2014 terá script das três outras da era Lula

Análise

Não têm faltado os pretensos videntes de sempre a decretarem que estão ocorrendo mudanças substanciais no cenário político e econômico sob o qual ocorrerá, acima de qualquer outra, a eleição presidencial do ano que vem. Tais previsões pretendem anunciar conjuntura nova que, desta vez, teria potencial para, finalmente, apear o PT do poder.

Tais previsões apostam em fenômeno sobre a mentalidade nacional que, convenhamos, não pode ser totalmente negado: a proverbial falta de memória do brasileiro. Assim, seríamos incapazes de nos lembrar de que as apostas que estão sendo feitas hoje pelos que querem retomar o poder emulam, quase fidedignamente, as das três eleições anteriores.

Tanto à direita quanto à esquerda do PT ressurgem as mesmas ladainhas que pretendem “explicar” por que nunca antes houve chance tão boa de derrotar o partido quanto a que cairá do céu no ano que vem. A mesma lengalenga sobre crescimento econômico e inflação, pela direita, e sobre rendição ao neoliberalismo, pela esquerda.

Começando pela direita e por sua aposta já decenal em escândalos de corrupção (só do PT, claro) e em críticas à macroeconomia petista. O crescimento do PIB e a inflação, assim como no ano pré-eleitoral de 2009, estão sendo apresentados pela grande imprensa oposicionista e pela oposição como o grande inimigo da reeleição de Dilma Rousseff.

Assim como em 2009, o crescimento do nível de emprego e o da renda média dos brasileiros estão sendo apresentados como próximos do esgotamento, tratados como desimportantes diante da importância da evolução do PIB e de se reduzir algo como um mísero ponto percentual na taxa de inflação, de modo a que fique no centro da meta para este ano.

Sobre o “pibinho”, a discurseira oposicionista-midiática de 2010 é a mesma de 2009, também um ano pré-eleitoral como 2013. Havia oposta da oposição – ou de José Serra e Marina Silva – de que à recessão formal daquele ano (a economia brasileira retrocedeu 0,3% em 2009) juntar-se-ia um crescimento medíocre em 2010 e a economia derrotaria o “poste” de Lula.

A inflação, apesar de ter ficado no centro da meta em 2009, era apresentada como ascendente. O viés alarmista do noticiário não errou totalmente. De fato, em 2010 a inflação chegou a 5,91% (no IPCA), portanto fora do centro da meta de 4,5% e próxima do teto de 6,5%.

É o que deverá ocorrer em 2013. Teremos inflação mais próxima do teto do que do centro da meta e, ano que vem, aposta-se que haverá um replay do ritmo da inflação. Ou seja: nada muito diferente de 2010.

Também no crescimento, não se vislumbra grande diferença de 2014 para 2010. Poderemos não crescer 7,5% como em 2014, mas estamos conseguindo ter um ano pré-eleitoral melhor do que o que antecedeu 2010. Em 2009 a economia recuou 0,3% e este ano deve crescer de 2 a 2,5 por cento. Ou seja: entraremos em 2014 crescendo bem mais do que entramos em 2010.

Como se vê, a oposição ao PT pela direita (mídia, PSDB, DEM e, agora, PSB, com a filiação da ultraconservadora Marina Silva) continua não conseguindo enxergar a razão pela qual o mesmo PT tem se mantido no poder desde que venceu a eleição presidencial de 2002. E o mesmo acontece com a oposição pela esquerda, que se resume ao PSOL, ao PSTU e ao PCO.

Todos esses partidos, à direita e à esquerda do PT, emulam o discurso da grande mídia e desprezam as conquistas que o país obteve ao longo dos últimos dez anos. Desprezam o forte nível de emprego, a renda média crescente, a redução da pobreza e da miséria e a crescente importância do Brasil no cenário internacional.

Um teórico do PSOL chegou a escrever, recentemente, que o governo do PT é igual ao do PSDB e que, ano que vem, ganhará a eleição quem tiver melhor marqueteiro e mais dinheiro. Discordo, pois em 2010 o PSDB teve a melhor marquetagem de todas com o apoio descarado da gigantesca máquina midiática brasileira. E teve tanto dinheiro quanto o PT.

Essa mentalidade da esquerda mais radical é ainda pior do que a da mídia e da oposição conservadoras, pois parte do princípio de que o povo brasileiro é composto por uma imensa maioria de débeis mentais manipuláveis que podem ser convencidos de que o país está melhorando quando, na verdade, continua o mesmo.

O PT é igual ao PSDB quando só permite leilões para exploração de petróleo nos campos do pré-sal via concessão apenas em áreas em que não há descoberta de petróleo, mas que estabeleceu o sistema de partilha para as áreas do pré-sal em que já se sabe haver petróleo?

Em 2010, o PSDB, via seu candidato José Serra, chegou a prometer a donos de multinacionais do setor de petróleo que, caso vencesse a eleição presidencial, entregaria sob regime de concessão até os campos do pré-sal em que já se sabia haver petróleo. Ou seja: as multinacionais chegariam lá, recolheriam petróleo que a Petrobrás descobriu e correriam para o abraço.

Com Lula e Dilma, empresas de petróleo só poderão explorar campos do pré-sal e ficar com a parte do leão do que extraírem se forem áreas em que ainda não foram localizadas as jazidas, apesar de ser provável que existam.

O PT é igual ao PSDB quando reduz fortemente (em até 30%) o preço da energia elétrica? Sim, Dilma fez isso devido a que o preço anterior não podia ser mais cobrado porque embutia amortização do custo de construção das hidrelétricas e tal custo já foi pago há muito. O PSDB criticou duramente e tentou até sabotar a medida.

O PT é igual ao PSDB quando cria uma política de cotas para negros nas universidades, que a oposição e a mídia combatem furiosamente mas que permitirá até que comecemos a ver médicos negros no país?

O PT é igual ao PSDB quando reduz os juros colocando bancos públicos para liderarem as quedas nas taxas? Claro que não. Dilma atraiu a ira da banca, que colocou até a dona do Itaú para militar politicamente na oposição, ao lado de Marina Silva.

O PT é igual ao PSDB ao criar o programa Mais Médicos, que atraiu a ira da elite com plano de saúde? É ao PT que estão se filiando os médicos brasileiros que chamam médicos estrangeiros negros de escravos? Não, é ao PSDB e ao DEM.

Poderia ficar horas elencando as diferenças do PT para o PSDB. E, Quanto ao PSB, a entrada de Marina – a tchutchuca dos mercados financeiros – no partido o nivelou ao PSDB.

Na última quarta-feira, soube-se da criação de mais de 200 mil empregos formais em setembro. Empregos com carteira assinada e com salários cada vez melhores, pois quanto mais empregos se criam mais se desequilibra a balança da oferta e da procura e, com menos desempregados, os salários sobem.

Só quem não viveu no país até 2003 ou quem se dispõe a mentir descaradamente é capaz de ignorar o que significa a criação de empregos e a melhora dos salários e da renda do brasileiro em geral enquanto a economia permanece quase impassível diante da crise internacional, enquanto se prepara para surpreender no PIB em 2014, como fez em 2010.

A única diferença de 2014 para 2010, portanto, não está nas condições da situação, mas nas da oposição. À diferença de 2010, desta vez a oposição não terá um nome “forte” como José Serra. Aécio, Marina e Eduardo Campos patinam.

Pesquisa Vox Populi divulgada nesta semana mostra, aliás, que até no ramo das pesquisas eleitorais teremos um 2014 igual a 2010. A pesquisa em questão mostrou que nas últimas semanas só Dilma cresceu, enquanto Aécio, Marina e Eduardo Campos perderam intenções de voto. Assim, a pesquisa VP contrariou o último Datafolha, que mostrava todos crescendo.

Será que, mais uma vez, o Movimento dos Sem Mídia terá que representar à Procuradoria Geral Eleitoral para que instale investigação sobre as pesquisas na Polícia Federal, como fez em 2010? Aliás, vale lembrar que a medida, naquele ano, teve efeito muito positivo sobre as pesquisas, que pararam de brigar entre si logo depois de a investigação ter sido aberta.

 

110 comments

    • Todos os ditos democratas do PSDB, do PFL (que se intitula ironicamente de democratas, mas que está mais para demoníacos), das famiglias do PIG e dos EUA (um exemplo de país democrático no mundo!!!!!) apoiariam Hitler contra a Dilma Rousseff (os democráticos EUA, França e Inglaterra apoiavam, por baixo dos panos, as ações da Alemanha nazista e diziam, sempre por baixo dos panos, que o inimigo a ser combatido cruelmente era a ditatorial e comunista URSS!).

  • > A única diferença de 2014 para 2010, portanto, não está nas condições da situação,
    > mas nas da oposição. À diferença de 2010, desta vez a oposição não terá um nome
    > “forte” como José Serra. Aécio, Marina e Eduardo Campos patinam.

    Discordo deste ponto.

    Existe uma diferença fundamental, que, na minha opinião, fará toda diferença.

    Em 2010 a Dilma era uma ilustre desconhecida, que era pintada pela mídia como “poste”, “fantoche” do Lula, corrupta e incompetente. Como as pessoas poderiam saber que isso não era verdade? Havia um grande medo do desconhecido, que inflou o fenômeno da onda verde.

    Hoje é conhecida e reconhecida como uma pessoa séria, honesta e competente. Sua aprovação é obviamente maior do que a do governo, pois as pessoas sabem que o governo não depende única e exclusivamente da vontade do governante, que ela precisa fazer concessões (mesmo contra sua vontade).

    Se em 2010 a Dilma quase conseguiu vencer no primeiro turno, contra o desconhecimento e a campanha midiática, acho que em 2014 ela tem tudo para vencer de goleada.

    • Concordo com o Foo. Dilma uma gerentona desconhecida, um poste segundo os tucanos e demos venceu no 2º turno.
      Há, uma um detalhe que os postadores e o Edu estão deixando de lado e de grande importância para a reeleição de Dilma.
      Lula era presidente em 2010, e em função do cargo ficava limitado para ajudar sua candidata. Hoje o ex-presidente está livre e solto para percorrer o Brasil e mostrar aos brasileiros, o que os governos do PT fizeram pela população.
      Só uma tragédia econômica vai impedir Dilma ser reeleita no 1º turno.
      Quero ver o nosso Nunca Dantes derrotar o Dudu traíra em Pernambuco.

      • Pois é.

        Existem muitos fatores positivos que me levam a crer que a Dilma entra com mais força em 2014 do que em 2010; e, de certo modo, até mesmo do que Lula em 2006 e Haddad em 2012.

        Lula em 2006: auge do mensalão; a blogosfera ainda não fazia contraponto ao PIG.

        Dilma em 2010: desconhecida e sem experiência eleitoral; a maior e mais suja campanha midiática da história; mas a blogosfera começou a fazer a diferença, ajudando a desmontar factóides, etc.

        Haddad em 2012: desconhecido e sem experiência eleitoral; julgamento do mensalão na TV, 24 horas por dia; disputou a prefeitura da cidade onde os tucanos são mais fortes.

        Dilma em 2014: é conhecida; reconhecida como honesta e competente; tem experiência eleitoral e obras para mostrar.

        Em todos estes casos a pressão midiática é uma constante; portanto não será ela que vai definir o resultado das eleições.

        A grande disputa, a meu ver, será o Governo do Estado de São Paulo. Será que o Alexandre Padilha consegue repetir o fenômeno Dilma e Haddad?

        • E mais uma , a blogosfera tá mais influente que 2010, e o PIG (ainda é forte) tá caindo pelas tabelas.
          Eu acredito que Padilha vem muito forte. Em 2010 o Mercadante precisou fazer uma campanha morna, pelo seguinte: a prioridade era a Dilma, neófita em eleições.
          Houve aqui na minha cidade muita gente votando no Alckmin pra governador e na Dilma pra presidente, a campanha do Mercadante não podia afugentar esses eleitores.
          2014 é outra história a presidente é conhecida, bem avaliada e favorita. O que dá ao Padilha liberdade pra partir pra cima da inoperância deste governo estadual.

    • foo, você só pode estar de brincadeira. É justamente por conhecê-la que ninguém deve votar nela. Rapaz, ela não consegue sequer ordenar um raciocínio minimamente lógico, com começo, meio e fim. Aquela fala dela sobre a caxirola é simplesmente inacreditável, coisa surreal, de maluco mesmo. Mantê-la no cargo por mais quatro anos será um desastre total para o Brasil. Basta ver que todo o empresariado a quer fora. Pelo amor de Deus, o Brasil não aguenta mais quatro anos com Dilma Rousseff. E ela vai perder, porque há o fator Marina e porque há a esquerda lunática, que vai implodir o país durante a Copa do Mundo. Há também o fator boataria, que é extremamente eficaz. O marqueteiro João Santana há tempos já percebeu o poder que tem a boataria. Por isso ele instruiu os petistas a processarem o pessoal que espalham boatos. A ordem é agir antecipadamente, reduzindo o espaço do pessoal que atua nessa área. Mas não tem jeito, muitos boatos vão surgir em 2014.

      • Quando todo o empresariado quer uma coisa, geralmente é em detrimento da maioria da população. Sinto muito informar, mas os empresários NÃO são a nação, existem outras pessoas, a maioria delas, a considerar.

      • ERRATA:
        Onde se lê: “…,o Brasil não aguenta mais quatro anos com Dilma Rousseff.”
        Leia-se:”…,o BraZil não aguenta mais quatro anos com Dilma Rousseff.”

      • Então: “ela não consegue sequer ordenar um raciocínio minimamente lógico”

        É o mesmo tipo de argumento que usavam contra o Presidente Lula, a quem chamavam de apedeuta (Pessoa desprovida de conhecimento, um ignorante).

        Se faz uma comparação entre os resultandos obtidos por Lula com o intelectual FHC, é uma goleada de Lula.

        Quanto a Dilma como Secretaria de Energia do Rio Grande do Sul livrou o estado do apagão tucano em 2001, e depois como Ministra da Energia livrou o Brasil do apagão, apesar da Marina ter feito tudo para atralhar a retomada dos investimentos em hidroelétricas.

        Os petistas são burros, e os tucanos tão inteligentes, insistem, só rindo.

        O comentarista mencionou uma esquerda lunática, que de fato existe, mas se esqueceu da direita lunática, da qual ele faz parte, os coxinhas.

    • Não a toa a Marina diz que a Dilma é refém da base aliada que a chantageia. Não deixa de ter razão. Mas e a Tucarina? O congresso iria aprovar tudo só porque ela é a tal? Ou será que o PSB/Rede vai eleger uma maioria folgada? Uma cara-de-pau

  • Caro Eduardo Guimarães e companheiros do Blog Cidadania, ví ainda á pouco matéria na internet Blog Osamigosdopresidente Lula e Brail247, que a Cúpula da Folha de São Paulo está em Pernambuco em visita “extra-oficial” com o Governador Eduardo Campos, sabe-se lá com qual objetivo, mas se tratando da Folha de São Paulo, da (Ditabranda) boa coisa não deve ser. Outra coisa, esta ação sinaliza que o PIG está a procura de um novo afilhado, já que não é certeza da candidatura de Serra e eles não vão com a Cara do Aécio que não é de São Paulo, sinal claro que a oposição midiática está sem rumo. e Eduardo Campos e Marina podem ser um bom “Plano B” (podem não: eles estão se dispondo a isso descaradamente) basta observar o tratamento que a Mídia vem dando a esta aliança nas ultimas semanas. Porém o quê acredito, Caro Edu é que eleição se ganha ou se perde, se o governante de plantão Fez ou Não Um Bom Governo, e aí pelo ponto de vista da maioria do eleitorado brasileiro a bandeira partidária não importa muito. No Caso do Governo Federal do (PT), além de de fato estarem fazendo um governo nos últimos anos bem avaliado pela população brasileira e com reconhecimento de programas por organismos “sérios” internacionais de maneira positiva, É o que vai fazer a diferença ou ‘igualdade’ às ultimas eleições na de 2014. Concordo contigo que pelo lados “das oposições” de Direita, de Esquerda e do PIG, vai ser o mesmo do mesmo, apesar de o Plano B estar sendo apresentado à população como “Novidade” no cenário Político, porém o que vejo que esta tal novidade é pelo lado da oposição. Não consigo ver e um cidadão/eleitor que vem apoiando e aprovando os Governos LULA e Dilma do (PT) mudar sua posição por algo que para ele não significa nada, aliás pelo ponto de vista de um cidadão com no mínimo dois neurônios, vê nas ações de Marina Silva e Eduardo Campos uma guinada à Direita, o que reforçaria seu voto em Dilma ano que vem, até mesmo que ambos sejam aceitos no reduzidíssimo espaço do PIG (majoritariamente tucano) terão que aprofundar seu discurso conservador e oposicionista, negando cada vez mais os avanços dos Governo atual, o que acabará criando situações de colisão com a percepção da maioria do Povo Brasileiro, sem contar que em muitos casos irão entrar em verdadeiras contradições (defesas/ataques) criando um perfil de candidaturas ambíguas, melhor para Dilma. Enfim, o que o PT e Dilma tem que fazer até outubro de 2014 é a lição de Casa, ou seja continuar a fazer o que estão fazendo, aperfeiçoar em algumas coisas principalmente na Comunicação “Direta” Com a Sociedade, cuidar com muita atenção a questão da Economia e os Programas Sociais, o resto o enredo a gente já sabe, baixaria, dossiês, escândalos de corrupção (tipo tapioca e motoboy paga à 300 paus para carregar bandeira do PT) questões religiosas Malafaias da vida, conservadorismo da igreja católica e por ai afora.

    Um forte abraço e que Deus abençoe a Vitória e Toda sua Família!!!!!!

  • Outro fator que devemos nos preparar e, assim como a própria competição esportiva pode dar qualquer resultado, serão as manifestações durante a copa do mundo, orquestradas pela direita daqui e do exterior, e apoiada pelos à esquerda do PT.

    • Acho também que vão tentar alguma coisa, contudo já há um certo temor nas elites com relação as manifestações populares, além de também não ter ficado de fato satisfeita com os resultados, tipo Mais Médicos, ou redução do preço da passagem, não houve nada disso nas marchas por Deus, pela família, contra o comunismo. Como disse Marx: “A história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa”

      1 – Também foram duramente atingidos aliados da mídia como os governadores de SP, MG. e RJ, este apesar de ser do PMDB governista, tem todo o aparato global, bem como o Prefeito do Rio, e a Globo só apoiou tão ostensivamente as passeatas, porque achou que ia acabar apenas com Dilma, e quem acabou se saindo melhor foi justamente Dilma com o Mais Médicos e outras iniciativas. E a mídia também acabou como alvo, pois eu acho que foi uma aposta muito alta que ela perdeu, não sei se vai arriscar de novo.

      2 – Uma coisa foi a Copa das Confederações outra é a Copa do Mundo para os brasileiros, portanto não creio que o povão não vai reagir contra os coxinhas, não haverá tanta tolerância aos baderneiros por parte da população.

      • E no caso dos dois queridinhos e protegidos da famiglia Marinho no Rio, governador Sergio Cabral (acho que ele já foi do PSDB) e Eduardo Paes (que coisa, ele também foi do PSDB!), eles terão muitas dificuldades de reeleição (tanto é que o governador nem concorre à sua reeleição).

      • Gil, sua analise é sensata. No entanto os Black Blocs não estao nem aí para nada. E esse movimento é estimulado de fora. Ontem vi pichado uma frase em inglês num muro perto de casa, na Glória.
        Black Bloc, #changebrazil, AnonymousBrazil, e etc. Tudo para as pessoas do mundo inteiro entenderem. Coincidência?
        PS: Cabral foi do PSDB sim

        • Acho que foi do partidão (PCB) também, ele é um vira casaca, um maria vai com as outras

          Mas é preciso reconhecer que assim como o Eduardo Campos, ele não boicotou os projetos federais, como faz o PSDB em SP, e por enquanto pelo menos, o Cabral não cuspiu no prato que comeu, como fez o Eduardo Campos.

        • É tipo um anarquismo sem pé nem cabeça esse movimento Black Blocs, delírios da juventude de classe média, rebeldes sem causa, como na letra da música, e mais tarde serão um reacionários, como são hoje Lobão, Roger, e Caetano Veloso, os rebeldes de ontem.

        • Acredito que esses grupos estão por trás de toda essa baderna e violência que vemos no Rio e S.Paulo. Claro que há os inocentes úteis que estão indo na onda dos desordeiros dessas facções.

      • As manifestações já não contam mais com a simpatia da maioria da população.’ Já deu o que tinha de dar’.
        E quem se mostrou preparada para a situação foi justamente a presidente Dilma.

    • GOVERNO VAI MONITORAR PREÇOS DOS SERVIÇOS NA COPA

      O grupo será coordenado pela Casa Civil e terá a participação dos ministérios do Esporte, Justiça, Turismo, Fazenda, Saúde e a Secretaria de Aviação Civil, além dos Procons das 12 cidades-sede; preços e qualidades de serviços em hotéis, restaurantes, aeroportos e até dos estádios da Fifa serão fiscalizados

      247 – A presidente Dilma Rousseff (PT) determinou nesta quinta-feira (17) a criação de um comitê interministerial para monitorar preços, tarifas e qualidade dos serviços durante a Copa do Mundo de 2014. O grupo será coordenado pela Casa Civil e terá a participação dos ministérios do Esporte, Justiça, Turismo, Fazenda, Saúde e a Secretaria de Aviação Civil, além dos Procons das 12 cidades-sede.

      “Não tabelamos nem tabelaremos preços, mas nós não permitiremos abusos. Vamos utilizará todos os instrumentos à disposição do Estado para garantir a defesa dos direitos do consumidor, seja ele brasileiro, ou estrangeiro”, disse a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil), em nota.

      O monitoramento valerá, inclusive, para os produtos oferecidos pela Fifa dentro dos estádios, como refrigerantes, lanches e cerveja. O grupo poderá tomar medidas, desde que fique comprovado o abuso. “Tudo será analisado por este comitê. A partir do momento em que nós entendermos que existem situações que estão fugindo daquele parâmetro, tomaremos as medidas cabíveis”, disse Cardozo.

      Abaixo matéria do Portal da Copa:

      Comitê interministerial acompanhará preços, tarifas e qualidade de serviços na Copa

      O governo federal acompanhará, por meio de um comitê interministerial, os preços, tarifas e a qualidade dos serviços durante a realização da Copa do Mundo. Criada por determinação da presidenta de República, Dilma Rousseff, a instância será coordenada pela Casa Civil e terá a primeira reunião técnica na próxima semana, no dia 24.

      Compõem o comitê as pastas que já estão envolvidas na organização do mundial, como os ministérios do Esporte, Justiça, Turismo e a Secretaria de Aviação Civil (SAC), com a inclusão dos ministérios da Fazenda (Receita Federal e Secretaria de Acompanhamento Econômico) e da Saúde (Anvisa).

      Segundo a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, o processo será pautado pelo diálogo, mas haverá monitoramento sistemático do comportamento dos agentes envolvidos em relação a preços, tarifas e qualidade dos serviços. “Não tabelamos nem tabelaremos preços, mas não permitiremos abusos. Vamos utilizar todos os instrumentos à disposição do Estado para garantir a defesa dos direitos do consumidor, seja ele brasileiro, ou estrangeiro”, disse.

      Antes do primeiro encontro do comitê, o Ministério da Justiça manterá contato, por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), com os Procons das 12 cidades-sede do mundial. O objetivo é fazer um diagnóstico detalhado dos preços e qualidades de serviços em hotéis, restaurantes, aeroportos e outros serviços turísticos dessas localidades.

      O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) também será acionado pelo ministro José Eduardo Cardozo, para fazer uma análise sobre os setores aéreo e hoteleiro no Brasil. A proposta é identificar situações que possam levar à inibição da concorrência.

      A criação do comitê foi anunciada nesta quinta-feira (17.10), durante reunião na Casa Civil, com as presenças dos ministros Gleisi Hoffmann (Casa Civil); José Eduardo Cardozo (Justiça), Gastão Vieira (Turismo); Moreira Franco (SAC). Participaram também os presidentes da Embratur, Flávio Dino, e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Marcelo Guaranys, além do secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes.

      http://www.brasil247.com/pt/247/247_na_copa/118143/Governo-vai-monitorar-pre%C3%A7os-dos-servi%C3%A7os-na-Copa.htm

  • Acho que haverá novidade no script de 2014:

    A Copa do Mundo e os quebra quebras decorrentes das manifestações que a grande mídia vai apoiar.

    Um vale tudo ainda maior do que nas campanhas anteriores.

    A direita vai caprichar no investimento na candidata ( sub ) Marina.

    Vão dizer que o povo quer alternância de poder, que a prova disso são as manifestações e que a ( sub ) Marina é a candidata natural para atender a essa demanda.

    Mesmo com a inflação sob controle e com baixo nível de desemprego, a disputa vai ser muito acirrada.

    • A Copa do Mundo e os quebra quebras decorrentes das manifestações que a grande mídia vai apoiar.

      Vai apoiar!?

      Não teria tanta certeza disso, pode até ser, mas não creio, pois o tiro saiu pela culatra.

      No vale tudo, também acredito, e acho que os membros do MP e da PF ligados aos tucanos vão tentar aprontar alguma contra o Lula e a família dele.

      Como fator positivo, a mudança na PGJ, e finalmente a reação legal da família Lula contra os abusos que vinha sofrendo.

    • > A Copa do Mundo e os quebra quebras decorrentes das manifestações que a grande mídia vai apoiar.

      Não sei se a Globo, que tem muito dinheiro investido na Copa, vai querer insuflar os protestos.

      A Veja e a Folha, provavelmente.

      > Um vale tudo ainda maior do que nas campanhas anteriores.

      Maior do que o de 2010?

      A campanha midiática de 2010 foi a mais baixa e suja que eu presenciei em toda a minha vida. E a mídia saiu bastante machucada, com a credibilidade em baixa.

      Hoje a Dilma é conhecida, eles não podem mais contar com factóides para dizer que ela é corrupta ou incompetente. E eles também sabem que a blogosfera faz um contraponto imediato aos factóides.

      Acho que a mídia entra mais fraca em 2014 do que em 2010.

      > A direita vai caprichar no investimento na candidata ( sub ) Marina.

      Uma boa parte dos eleitores de Marina, em 2010, estavam fugindo do Serra e da Dilma (que era vista com receio, devido à campanha midiática). Agora a Marina vai disputar votos com o Aécio, daqueles que odeiam a Dilma e o PT (aproximadamente 20% da população).

    • Pessoal, não há dúvida que a direita vai tentar sabotar a Copa. A Globo vai querer tirar proveito dos dois lados. Ganhar dinheiro e prejudicar a Dilma. Vai ser uma cobertura esquizofrênica, um tremendo fracasso e um sucesso retumbante ao mesmo tempo.
      Mas a Dilma tem é que fazer a parte dela. botar a inteligencia do governo para funcionar. O responsável pela segurança da Copa já avisou que não vai ter essa bagunça dos adolescentes rebeldes não.

  • Se a cúpula da folha veio a PE algo deve está tramando contra a presidente. Eduardo e Marina, dupla explosiva uma vez que estão sendo comandados pelo ódio e ressentimento.Tudo isso aliado ao apoio do PIG, o Brasil será palco da pior eleição dos últimos tempos. Veremos um tsunami de mentiras , difamações.. O projeto de Requião a exemplo do senado precisa ser aprovado na Câmara e com isso barrar um pouco os desatinos e a desonestidade dessa oposição sem rumo. Os senhores deputados não devem esquecer que eles também poderão ser vítimas dessa máfia midiática . Edu, acho que novamente será necessário entrar com uma ação contra essas empresas de pesquisa que só aprenderam a manipular dados. Devemos nos preparar para uma batalha contra a falta de moral,ética e de caráter. Mas seremos vencedores. Dilma 2014.

    • > Se a cúpula da folha veio a PE algo deve está tramando contra a presidente.

      Pra mim, o plano é claro:

      Eles estão costurando uma parceria Eduardo/Marina/Aécio.

      A mídia garante apoio a todos eles, e ataque unificado contra a Dilma.

      Eles (os candidatos) só atacarão a Dilma; e quem for para o segundo turno ganha o apoio automático dos outros.

      Todos eles ganham, pois receberão exposição positiva na mídia — e a mídia espera, assim, tirar o PT do poder.

  • Em função do tempo que o PT esta no governo federal essa eleição terá de ser ganha, não só com indicadores objetivos – emprego, inclusão social, moradia, qualidade de vida. Será necessário também utilizar maciçamente a força do mito Lula.

  • excelente texto!

    e Valéria PE: “…Devemos nos preparar para uma batalha contra a falta de moral,ética e de caráter. Mas seremos vencedores. Dilma 2014.” :assino com você!

    abraços gerais,
    Amanda

  • A presidenta Dilma está mostrando à que veio, mas não podemos esquecer que a oposição joga baixo, joga sujo! A batalha não vai ser fácil, vai haver muita manipulação na mídia e vamos ter que estar atentos e não deixar que os inimigos nos surpreenda.

  • Mutável, complexo, contraditório o nada enigmático boulevard de dona Marina. Em resumo, em português brasileiro:
    ela é perigosa, perigosinha. Ou antes, para expressar de modo forte e áspero, prefiro o espanhol: peligrosa, muy peligrosa. Si. Como no!!!

  • Diz o ditado: calma,caldo de galinha faz bem! devemos continuar blogados na luta,pois direita raivosa midiatica vem a campo! mas estamos no front desde 2005, no auge do mentirao e continuamos na luta para apoiar Dilma em 2014,com aval do Presidente Lula,avamos em frente pelo bem do Brasil!

  • Realmente, essas eleições serão muito parecidas com as anteriores. No entanto, acho que o jogo sujo da oposição vai piorar. E não nos esqueçamos que pode haver um golpe paraguaio por parte do STF.

    O PIG (Partido da Imprensa Golpista) e a elite brasileira são correias de transmissão do imperialismo financeiro. E esse imperialismo é uma fera acuada: Europa afundando, EUA na beira do abismo, BRICS se fortalecendo. O deus mercado precisa urgentemente que a América Latina volte a ser quintal dos EUA.

  • Edu, não dá pra comparar. É covardia.
    Por falar de empregos, no final dos anos 90, eles eram raros, raríssimos, e eram praticamente subempregos. Lembro-me do PSDB de FFHH e do Senador Dorneles (tio de Aécio) a frente do Ministério do Trabalho incentivando a criação de pseudo-cooperativas e querendo revogar a CLT com a tentativa de inserir na CLT uma lei equiparando o direito estatuído em lei ao disposto em instrumentos coletivos (a despeito de no Congresso Nacional, no Governo Dilma, pairar um projeto de lei de terceirização que é um escárnio). Para a Presidenta Dilma, os empregos com índices crescentes serão o carro-chefe da eleição.
    Hoje o dólar está abaixo de R$ 2,20 (cadê a disparada do dólar?). O momento de turbulência econômica parece que está aplacado, pois 2013 está chegando ao fim e a inflação estará dentro da meta, e nada aponta que para o ano que vem irá disparar. O Governo Federal segurou a subida do dólar pra não prejudicar as empresas com dívidas contraídas em dólar (em especial, a PETROBRAS). Ao fim de 2014 haverá refinaria inaugurada, pré-sal produzindo, assim a capacidade de gerar receitas da PETROBRAS mudará de patamar – inclusive com exportação de produtos -e estará consumada em pelo menos mais 50% – a produção subirá de 2 milhões para 3 milhões de barris dia (quanto esse salto na produção impactará já no PIB de 2014?). O fluxo da conta combustíveis sofrerá uma mudança de importação para exportação.
    A Presidenta Dilma se reelegerá se mantiver a sensação de bem-estar social decorrente de baixo desemprego, implementação de novos programas sociais – em especial na saúde, como o Mais Médicos e o e-SUS, como o e-SUS Atenção Básica e o e-SUS Hospitalar – (investigue a implementação da plataforma de TI do SUS que integrará as informações o usuário-paciente aos atendimentos/ procedimentos médicos nele aplicados), inflação sobre controle e sucesso no programa de investimentos (continuidade do PAC e nas rodadas de concessões de reservas do pré-sal, rodovias e ferrovias).
    A Presidenta Dilma passou por um momento de turbulência em junho/julho, com as manifestações, mas vem se recuperando. No Congresso Nacional agora consegue aprovar quase tudo, mantem o essencial para o Governo Federal (MP dos Portos, Mais Médicos), e quando o Executivo usou os vetos, eles foram mantidos pelo Congresso Nacional. Em suma, ela ganha quase todas no Congresso Nacional. E 2014 não será ano para criar desgastes no Congresso Nacional.
    A Presidenta Dilma inaugurará diversas obras em 2014, será anfitriã de uma Copa do Mundo (esse momento pode apresentar turbulência – não acredito em recrudescimento das manifestações de junho/julho último – mas uns “black blocs” podem gerar algum desconforto, afora os “coxinhas” contra a Copa que tomarão conta dos assentos dos estádios).
    O momento da Presidenta Dilma é de recuperação de intenções de votos, hoje na ordem de 40%, com viés de alta. Passará a superexposição de Marina e Eduardo. Se em dezembro estiver com 45% os candidatos de “oposição” estarão desmotivados, quaisquer que sejam eles.
    O PIG jogará pesado no início do ano para demolir a imagem da Presidenta Dilma. Virá de novo a única bandeira do PIG e da oposição (esse negócio de tripé não seduz o povão), o tal “mensalão do PT” no primeiro semestre. Mas ele já está precificado – mas será mais uma vez o prato frio e requentado do PIG. Afora isso, mais febre amarela, gripe aviária, reservatórios de hidroelétricas baixos, inflação descontrolada, dólar nas alturas, crescimento baixo, e outras ameaças do PIG. Isso terá o prazo para acontecer, até a Copa do Mundo, em junho/julho. Se não abalar, mantidos os 45% de intenção de votos, é o fim do PIG e da oposição. Afinal quem não quer Lula no palanque, e mais uma Presidenta com boa aprovação nacional?
    E mais, acredito que o quadriênio 2015/2018 será o clímax do Governo do PT, enfim, o tempo de colher os frutos, pois nesse período: o modelo do pré-sal estará consolidado; as creches para o ensino pré-escolar construídas; as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) implementadas; as refinarias novas, parque petroquímico do COMPERJ (e o ressurgimento da indústria petroquímica) e os novos poços produzindo (afora as refinarias PREMIUM e outros poços do pré-sal partilha em fase de obras/preparação); as obras do PAC 2 – como a transposição do Rio São Francisco – estarão completas; um novo modelo de gestão do SUS estará implantado – com mais controles sobre os recursos destinados à saúde -; a geração ENEM e PRONATEC atuando num mercado de trabalho aquecido -inclusive com novo fluxo de imigração. E o moribundo PIG sabe disso. E teme essa continuidade, pois sabem que Haddad e Padilha, além de Lula – com saúde – estarão na pista, pra substituir Dilma.

    • Em 2014 a Dilma vai poder usar o horário eleitoral para mostrar para a população tudo isso que esta realizado em seu governo que você tão bem lembrou, e é por isso que o pig odeia tanto o horário eleitoral, e que muita gente burra dita de esquerda e alguns artistas e intelectuais são contra, pois seria uma coisa “autoritária”.
      E é também por isso que a aliança com o PMDB é fundamental, mais tempo de rádio e TV.

    • Luciano , foi ótima a análise ,mas acho de bom tom .não ficarmos alardeando certas coisas , pois a oposição anota tudo , e a perseguição dos chacais fica mais acirrada , devemos nos conter , digo isso a todos e que não deixemos de lutar , nada de oba , oba e confetes , haverá tempo para tudo isso ,mas primeiro façamos a lição de casa , juntinhos com a Dilma , e o resto é consequência , mas lutemos o bom combate companheiros !!

  • CARO EDU.

    Com certeza teremos muito trabalho no ano que vem , porem, acredito numa vitória da DILMA NO 1º TURNO E DO PADILHA EM SÃO PAULO NO 2º TURNO EM 2014.E com relaçaõ ao MSM , estamos à disposição para começar esta luta em favor dos Partidos Progressistas e principalmente não deixar a peteca cair e sempre a favor do Povo Brasileiro .SUCESSO PARA TODOS NÓS EM 2014.

  • E se a mídia e seus Mervais amestrados continuam do mesmo lado, prenuncia-se um ‘deja vu’ – mesmo com a dupla criminosa Policarpo/Cachoeira desta vez fora de ação.

  • Eu acho que vou começar a tomar chá de maracugina desde agora, para ver se meus nervos aguentam… e ainda por cima tem copa antes. Não estou nem querendo pensar, no que vai ser o ano de 2014…

  • O PT mantinha um “socialismo de boutique” na época em que era oposição. Depois que assumiu o poder, abandonou qualquer movimento de transformação, mantendo as política neoliberais de FHC. É o que vemos hoje com a venda criminosa do patrimônio nacional – o leilão das bacias petrolíferas. Foi um movimento de traição ao movimento popular. Vão aparecer muitos mercenários dando chiliques e sapateando, mas essa é a verdade.

    • Esse é o texto da cartilha que você decorou.

      Descaradamente.

      Seria interessante que você tivesse a capacidade de argumentar em contraposição aos argumentos colocados pelo Eduardo, mas você preferiu ignorar a argumentação dele e colocar o discurso decorado, com afirmações que o Eduardo desmontou com a argumentação colocada no texto.

      Isso só atesta contra o PSTU pois quem lê tem a forte sensação de que você colocou a sua cantilena decorada por falta de capacidade de argumentação. Sensação essa que eu tenho certeza corresponder à realidade.

    • Procure, com isenção, tomar conhecimento dos fatos para não escrever asneiras. Não cabe mais nesse mundo, o radicalismo obsoleto do PSTU, PCO e Psol. O mundo mudou! Há pressa para que sejamos uma nação desenvolvida. Esfrie a cabeça e pense um pouco. Cuidado com opiniões radicais, que por vezes levam ao atraso e convulsões sociais! Já é tempo de outra postura. A postura do discernimento sobre a evolução e os problemas decorrentes dela.

  • O grande dilema do conservadorismo: Por quem optar? Amarina* Silva, Aécio Never ou… Qual o outro, mesmo?

    *Amarina = base venenosa do óleo de amêndoas amargas, que também é preparada artificialmente.

  • E se o PT ganhar no governo federal e nos governos de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais?

    É uma possibilidade real, até com mais probabilidade do que a vitória do Playboy Bicudo ou da dupla de trairas.

    Quando me vêm com essa conversinha de “fim do ciclo do PT” eu respondo com esse [perfeitamente possível] cenário futuro, com o PT fazendo barba, cabelo e bigode na eleição.

    Precisa ver:

    “OS REAÇA PIRA”

  • Eu, não posso falar sobre 2014, não há Cerra do mundo e nem Tucarina que me façam votar na direita troncha, não há nenhuma razão para isso. Então falem o que for estarei de ouvidos tapados.

  • Todas as vezes que o Governo consegue aprovar alguma coisa, já vai o PSDB no STF tentar invalidar, passando o Judiciário por cima do Congresso. Isso não aconteceria se o PSDB e o PT fossem iguais! Conversa mole…
    De qualquer forma, podemos esperar todos os tipos de baixaria em 2014, vai ser preciso trabalho especial de inteligência na Copa. E é bom lembrar que atentados terroristas não são desconhecidos em grandes eventos esportivos, lembremo-nos de Munique e Atlanta.

  • sr. Eduardo,
    “O PT é igual ao PSDB quando só permite leilões para exploração de petróleo nos campos do pré-sal via concessão apenas em áreas em que não há descoberta de petróleo, mas que estabeleceu o sistema de partilha para as áreas do pré-sal em que já se sabe haver petróleo?”

    eu voto PT, Lula, Dilma vereadores prefeito, o pacote todo e faço campanha.
    mas,
    NÃO concordo com o leilão do petróleo. a meu ver é uma ação lesa pátria.
    a presidenta entende de Petrobras. o que deu na cabeça dela para fazer uma “porcaria “destas?
    influência do seu ministro Edison Lobão (o mesmo de fegace!)? é quem vai bater o martelo.
    hoje o PIG esta quieto sobre esse assunto. no dia seguinte ao leilão e nos próximos até a eleição imagine as acusações de estelionato eleitoral, as comparações rasteiras com um possível governo çerra!!!
    çerra preometeu e Dilma entrega!
    o vencedor do leilão vai chegar e ligar o canudinho na válvula que a petrobras deixou!!!!!!! total absurdo!
    eu gostaria de saber a sua opinião sobre isso.
    e a do Lula.
    o impressionante é que a maioria, dos blogueiros progressistas não falam sobre esse assunto!
    alguns comentários meus foram bloqueados em blogs premiados que já me toleram a vários anos!!!!
    exceto, Azenha, Santayana (contra) e Fernando Brito(favor).
    se eu estivesse no Rio de Janeiro, eu, com meus 61 anos, iria para frente do vergonhoso leilão no dia 21 para protestar.
    só um pais incompetente e cucaracha leiloa petróleo já descoberto!
    Getúlio Vargas e Aloysio Biondi devem estar se revirando….
    abraço.

    • Caro Emerson,

      dá uma olhada no texto do Fernando Brito:

      http://tijolaco.com.br/index.php/libra-os-numeros-que-mostram-o-equivoco-de-cancelar/

      Eu vou além :
      assisti a dois debates, do Fernando Brito com o Ildo Sauer, e um com o Paulo Metri. O que posso dizer é que quero o melhor para o País. Só que nem sempre o mais óbvio é o melhor. Talvez o fator econômico não deva ser o único a ser levado em consideração, e talvez nem o mais importante .Eu me refiro a questões políticas, não as internas, mas as externas, a geopolítica. Não preciso detalhar, nem saberia, o rastro histórico de destruição das guerras por causa do ouro negro. Quando o Brasil descobriu o pré-sal, uma das coisas que me chamaram a atenção foi a reativação e o deslocamento da quarta frota naval americana para o Atlântico sul. Neste contexto, e com os últimos acontecimentos político-diplomáticos envolvendo Brasil e EUA, uma parceria com os chineses garantindo-lhes fornecimento de petróleo a médio prazo ( já que o interesse deles é menos econômico e mais estratégico, de abastecimento) seria uma situação bem interessante de garantia das nossas salvaguardas . Os interesses chineses também teriam que ser defendidos.
      Acabaria ,indiretamente , atendendo aos nossos interesses econômicos, porque sairia mais barato do que se tivéssemos que enfrentar uma guerra , sozinhos, ou fazer um investimento fabuloso em defesa. Os EUA estão ficando desesperados com a nova ordem geopolítica que está se formando, a China e a Rússia estão bem longe da influência americana. O Brasil, não. Um golpe, com gente do interesse deles no poder seria muito bem vindo. Todo cuidado é pouco. Todas essas manifestações são perigosas porque criam um ambiente propício a golpe, e as pressões para o cancelamento do leilão de Libra atendem mais aos interesses deles do que nossos.
      Esse leilão vai ser de cartas marcadas a nosso favor.

  • A gente precisa lutar, hoje em dia, para que tenhamos uma “Direita-Fátima-Bernardes” no Brasil. Vou fazer uma campanha no Facebook e no Twitter: POR UMA DIREITA FÁTIMA BERNARDES. Porque essa direita nossa é muito pilantra, criminosa e organizada. E a Fátima é gente boa, já viu o programa dela? Se todos os reaças fossem com ela, não teríamos tanta dor de cabeça.

  • Eleição de 2014 terá script das três outras da era Lula

    Tá bom, kkkkkkkkkkkkkkkk

    Então, lá vai a piada pronta

    SERRA: “ESTOU DISPONÍVEL PARA O QUE DER E VIER”

    Ex-governador de São Paulo diz que não pensa em aposentadoria e se coloca “à disposição” do PSDB “para o que der e vier”, ao falar sobre eleições de 2014; “Eu não me aposentei da política, muito pelo contrário. Aliás sou contra a aposentadorias prematuras, precoces”, disse; tucano lembra que, “como foi anunciado pelo próprio Aécio Neves”, nome do candidato à presidência pelo partido só será definido mesmo no ano que vem

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/118141/Serra-%E2%80%9Cestou-dispon%C3%ADvel-para-o-que-der-e-vier%E2%80%9D.htm

  • Vou começar falando sobre as pesquisas, porque pretendia fazê-lo há algum tempo, desde a pesquisa do Datafolha(ou seria Datasserra?). Percebi de cara que a “pesquisa” do Datasserra era frauda, feita para impor as candidaturas de Marina Silva e José Serra(os quindins de Iaiá da direita, sendo que a verde-capitalista é um quindim falso, usado pela direita para tentar viabilizar um segundo turno entre o coronel paulista e Dilma. Afinal, vocês não acham que a “elite” branca iria aturar Marina – com aquela cara de Brasil – na Presidência?) E como pude perceber isso? Fazendo uma simples comparação com números anteriores, obtidos pelas pesquisas Vox populi e IBOPE. Segundo as pesquisas daqueles institutos, feitas antes do Datasserra, Marina atingia 16%(Vox) e 19% (IBOPE); e Serra patinava entre 11%(Vox) e 13%(IBOPE). ORA, COMO É QUE NO ESPAÇO DE MENOS DE UM MÊS ENTRE AS TRÊS AVALIAÇÕES(SENDO QUE VOX E IBOPE DETECTARAM VIÉS DE BAIXA EM MARINA E SERRA)OS DOIS CANDIDATOS DA DIREITA CRESCERAM DEZ OU MAIS PONTOS PERCENTUAIS????!!!!!!! Marina passou para 28% e Serra para 21% e, o que é pior, sem que nenhum dos outros candidatos conservadores apresentasse crescimento sequer próximo. Aécio e Campos cresceram, mas muito menos do que os “eleitos” pelo Datasserra. Ou seja, não dava nem para “justificar” os números com uma pseudo “guinada conservadora” do Brasil, que teria acordado direitista do dia para a noite, já que esse “direitismo” do Datafolha era tão seletivo quando o moralismo da Folha se São Paulo, só a “direita escolhida”, Serra e Marina, ganhava votos. Após os resultados do Vox, tive certeza das minhas suspeitas, Serra e Marina apresentaram números próximos aos que tinham nas pesquisas anteriores(sendo que a ecocapitalista cresceu um pouco por ter “herdado” alguns votos de Eduardo Campos) e foi confirmado o viés de alta para Dilma e de baixa para seus adversários, como já apontado pelas pesquisas anteriores do Vox Populi e do IBOPE. OU SEJA, O GOLPE DAS PESQUISAS JÁ COMEÇOU E DESSA VEZ CEDO, POIS O DATAFOLHA PRETENDE IMPOR À DIREITA AS CANDIDATURAS DE MARINA SILVA E JOSÉ SERRA, VISTOS PELO FRIAS JUNINHO QUE COMANDA O JORNALZINHO PAULISTA, E PELO RESTANTE DOS BARÕES DA MÍDIA, COMO AS MAIS “VIÁVEIS” PARA DERROTAR DILMA. PORTANTO, É URGENTE QUE O MOVIMENTOS DOS SEM MÍDIA ACIONE O MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL(QUE AGORA TEM COMO PROCURADOR CHEFE O SERÍSSIMO EUGÊNIO ARAGÃO)E SOLICITE A REABERTURA(OU DESTRANCAMENTO, SE ESTIVEREM PARADAS)DAS INVESTIGAÇÕES REFERENTES ÀS FRAUDES NAS PESQUISAS ELEITORAIS, UMA VEZ QUE, COMO EM 2010, COMEÇAM A APARECER DISPARIDADES INJUSTIFICÁVEIS ENTRE OS INSTITUTOS DE PESQUISA QUE PODEM APONTAR O FAVORECIMENTO A UM OU MAIS CANDIDATOS. IBOPE, Datafolha, Vox Populi e quaisquer outros institutos devem ser investigados. Por favor, não perca tempo conversando com Mauro Paulino(não vá esperar que ele assuma a culpa óbvia do Datafolha, só gastará tempo e espaço neste portal para publicar conversa mole). Analise as pesquisas, converse com o jurídico do MSM e, em concordando com a análise que apresentei, peticionem imediatamente à Procuradoria Eleitoral para que as investigações sejam abertas agora, ainda longe do calor eleitoral, o que permitirá até mesmo maior detalhamento nas investigações. Quanto ao restante do texto, só um demente ou um fanático(de direita ou de extrema-esquerda)podem igualar os Governos do PT e do PSDB. Mais do que “teorias”, basta andar-se nas ruas para ver-se as diferenças. Quanto à direita, todos sabem que nega os avanços feitos por ainda pretender impor o modelo neo-liberal que a beneficia(essa é a sua sinuca de bico, precisa defender o neo-liberalismo, que permite que tenha privilégios nababescos às custas da miséria de milhões, mas a realidade do mundo e do passado terrível do desgoverno FHC a deixam amarrada diante do povo que, ainda que não compreenda bem conceitos teóricos, sabe o que as “ideias” dessa gente ligada a FHC, ou que ataca Lula na mídia, fizeram em suas vidas num passado ainda recente). Quanto à extrema-esquerda, seu purismo demente é um passo entre a imobilidade e a rendição aos conservadores. Afinal, acreditar que seria possível chegar-se ao poder e governar aplicando homogeneamente os “manuais”é de uma imbecilidade revoltante. É claro que o PT fez concessões ao capital, também é óbvio que o ideal seria que não tivesse que fazê-las, MAS TAMBÉM É AINDA MAIS ÓBVIO QUE SE NÃO AS FIZESSE, LULA SERIA ATÉ HOJE O “ETERNO CANDIDATO” À PRESIDENTE, OU NÃO TERIA SE MANTIDO NO PODER ALÉM DE 2003, JÁ QUE EXISTE UMA COISA CHAMADA CORRELAÇÃO DE FORÇAS(APONTADA POR MARX EM SEUS ESCRITOS, O PROBLEMA É QUE A EXTREMA-ESQUERDA PARECE NÃO CONHECER MARX)QUE TEM QUE SER CONSIDERADA PARA QUE SEJAM POSSÍVEIS OS AVANÇOS, QUE SÓ OCORREM ATRAVÉS DE NEGOCIAÇÕES, NECESSÁRIAS PARA CONSEGUIR PROGREDIR E NO FUTURO CONSEGUIR MAIS CONQUISTAS. Foi assim que o Brasil evoluiu desde 2003, inicialmente fazendo o jogo dos banqueiros e hoje diminuindo os juros e contrariando seus interesses. Fechando com o latifúndio, mas começando com Dilma um programa destinado à industrialização e ao ensino técnico-científico (além de ter assentado 60% do total de pequenos agricultores já contemplados com lotes desde o início do processo de destinação de terras para a reforma agrária no Brasil); começando apenas com o Fome Zero e hoje levando o Bolsa Família a 18 milhões de famílias, além de incrementar uma parte desses beneficiados, os mais carentes, com o Brasil sem Miséria, e com isso gerar um Mercado Consumidor gigantesco; iniciar as primeiras concessões de crédito a empresas e hoje ter o BNDES estimulando o crescimento econômico tanto dos negócios como nas obras de infraestrutura; inaugurar as primeiras escolas técnicas e Universidades e hoje ter as cotas raciais, o ENEM, o PROUNI, o FIES permitindo que jovens negros e pobres ingressem na Universidade; estimulando a reconstrução da Petrobrás e hoje tendo o Pré-sal descoberto e em vias de ser explorado(que se não o será em 100% pela Petrobrás, como sonham os puristas, mas não permite a realidade financeira da empresa, o será da melhor forma possível através da Sociedade com os chineses que, interessados somente em petróleo, impede o ingresso das multinacionais ianques no Brasil, as quais não somente explorariam nosso óleo, mas desejariam importar sua tecnologia de exploração, destruindo o incremento para a indústria nacional que ocorrerá com a exploração do petróleo). Ou seja, o Brasil avança enfrentando uma correlação de forças, nacional e mundial, conservadora. Afinal, o PT tem somente uma parcela do poder político, mas o econômico, que é a maior força motriz da sociedade, continua nas mãos dos exploradores nacionais e estrangeiros. E é essa correlação que tem que ser enfrentada, para garantir avanços, que permitam a apropriação gradual da força econômica pelos explorados. Alguém imagina o que representa a “força econômica” dos 40 milhões de consumidores que Lula agregou ao Mercado; sem contar os trabalhadores formais e pequenos empreendedores. ou a força das empresas públicas brasileiras, recuperadas pelo Governo, como a Petrobrás e a Embrapa? Ou o poder que terá no futuro uma geração de jovens instruídos, oriundos dos setores outrora excluídos da sociedade, dentro de um país que constrói um programa de avanço tecnológico? Ou a relevância dos Bancos Públicos para enfrentar um mundo cada vez mais dominado pelo capitalismo Financeiro? Ou a força de uma Nação que articula blocos regionais e/ou econômicos com outros países emergentes, destinados a enfrentar a hegemonia ianque na Economia, nas Comunicações e na Ciência? São avanços como esses que representam a progressiva modificação de uma conjuntura, capaz de também representar um avanço estrutural, o qual gerará modificações ainda mais profundas nessa conjuntura, que poderá no futuro ser totalmente modificada em prol de outra nova realidade sócio-econômica. Mas tudo isso só foi possível pelo reconhecimento dessa conjuntura e das possibilidades de avanço progressivo dentro dela, reconhecendo limitações e acordos indispensáveis, que os debiloides do PSTU, PCO e PSOL não compreendem, ou fingem não compreender, e com isso acabam fazendo o jogo de quem não quer só congelar esse avanço conjuntural, mas retrocedê-lo até reconstruir a ordem neo-liberal conservadora que tanto causou estragos para milhões de brasileiros e entregou nossas riquezas aos estrangeiros durante o desgoverno FHC, que não pode jamais voltar, ainda que muitos “esquerdistas” da burrice façam, um esforço danado para recriá-lo.

  • O problema é que subestimam demais a memória do brasileiro, ninguém esquece o sofrimento, ontem mesmo conversando com colega de trabalho, ele tem seus 50 tantos anos, estava contando, que na década de 90, quando surgia uma vaga, a fila era kilométrica, na rua Barão de Itapetininga era lotada, oferta de trabalho pouquíssimo, lembrei também que na segunda feira às 8 da manhã, eu já estava lá na rua procurando emprego, hoje a rua está praticamente vazia, como era difícil, uma época que nunca mais quero de volta, e acredito que muita gente também. A diferença entre PT e PSDB são inúmeras, mas a principal é que, com tantos bombardeios da mídia contra o PT, o povo ainda vota no partido, pois, está bom assim, ninguém está sentindo na pele dificuldade em arrumar emprego, o salário está dando para comprar muita coisa, agora, o PSDB, não, a mídia esconde todos os podres, ainda assim o povo não vota mais no partido.

  • Concordo com as excelentes colocações do artaiculista. No entanto, creio que o que poderá desmantelar mesmo este verdadeiro trator midiático que vem passando sobre a Dilma e o PT será a propaganda eleitoral gratuita, quando, tanto ela quanto o Lula, mais outros fortes cabos eleitorais, terão oportunidade de mostrar a REALIDADE do país. E aí eu até pago prá ver, por exemplo, um FHC no horário de um candidato do PSDB, ou mesmo de um Edu-Marina… Enquanto não vem o horário de propaganda gratuita, a ferramenta que Dilma terá , sem dúvida alguma, é a internet (a exemplo deste espaço), mais as aparições públicas, principalmente por ocasião das inúmeras inaugurações de obras por todo este Brasil. ENFIM, UM ALERTA: esta “oposição midiática” não tem limites, sendo capaz de tudo, havendo necessidade de que a Presidenta fique atenta aos mínimos detalhes e se prepare para se defender de muita lama. Uma boa e confiável assessoria, “ante-míssil de ataques infundados”, já deve ser criada, nos bastidores, desde logo

  • Vejo a disputa de poder entre esses partidos e grupos ideológicos com naturalidade. Somos uma democracia. Dilma, Marina, Serra, Aécio e Campos representam, com igual legitimidade, eleitores brasileiros. A maioria…vai para o trono.

  • O combustível da direita e da esquerda radical é a ignorância, só um ignorante diria que o PT é igual ao PSDB, afirmar que o governo petista seguiu a linha neoliberal dos tucanos é sobretudo ignorância, só o rompimento do governo Lula com o projeto imperialista ALCA já demonstra a ignorância desta de tal comparação, só pra lembrar o sinistro FHC festejava em seu governo o aumento de consumo de dentaduras como grande feito social, no governo Lula/Dilma festejamos pleno emprego, aumento de renda, inclusão de pobres nas universidades e tantas outras conquistas que o povo “ignorante” aprovou e deixou claro em três eleições posteriores que não sentem saudades dos tempos do PSDB e da sua turma de larápios

  • Ouví na Bandnews que hakers invadiram e publicaram na internet as declarações de renda de Dilma e Lula, mas não encontrei nenhuma repercussão em lugar algum. Deve ter sido uma decepção, pois não despertou nenhum interesse, principalmente de quem vive falando que Lula é bilionário, que todo mundo do PT é ladrão e corrupto, etc, etc. Será que esses hakers calaram as bocas dos caluniadores profissionais da própria internet?

    • Voltou a correr pela blogosfera(aliás, desde 2008) a fortuna do Luiz Inácio. Interessante é que vem de um jornal de Portugal. Carlos Lacerda, o “Corvo” dizia que JK tinha a sétima fortuna do mundo. JK morreu tendo como patrimônio uma fazendola em Luiziânia-GO.

  • Esse PSOL é cara de pau, o Randolfo, para argumentar contra o programa mais médicos, diz que falta recursos, mas faz de esquecido que a Heloisa Helena senadora no PSOL ajudou a derrubar a CPMF tirando bilhões da saúde pública. Ser contra o programa mais médicos, é negar o mínimo de dignidade de cidadãos brasileiros a ter acesso a saúde pública.

  • Estou quase sem tempo, estou há 20 dias cuidando de minha irmã que foi atropelada por uma moto em Vitorino Freire- MA, estou cuidando dela que está em tratamento em Brasília, agora o meu tempo tá pouco, mais assim que ela estiver melhor depois da fisioterapia estarei mais presente nesse espaço. abraços

  • Prezados:
    A maioria aqui só está pensando dentro da “caixinha” com a lógica formal do autor do texto, Só que essa “ caixinha” está explodindo e talvez na hora que vocês perceberem já será tarde de mais para salvar o projeto político do PT-PMDB. Abram o olho o script pode ser outro

  • A Oposição (PSDB, DEM, PSB) hoje não Tem nomes, Não tem Projetos, Não demonstram ao menos o cheiro do Povo, as disputas ocorreram entre PT x PIG.

  • Eduardo, tudo bem? Concordo com 80% do seu texto. Se um teórico do PSOL disse que um governo do PT será igual ao do PSDB, é realmente de se lamentar. O próprio PSOL, no segundo turno de 2010, declarou apoio crítico à Dilma contra Serra. E, no RS, o PSOL em 2010 apoiou o Paulo Paim, do PT, ao Senado. Vir a público no atual momento e dizer que PT é igual a PSDB é, no mínimo, cegueira ideológica.

    MInha única discordância é sobre sua afirmação contra o PSB. O Lula teve Zé Alencar como vice e Meirelles como presidente do BC; logo, respeitosamente, discordo de você ao achar que o PSB, somente por ter Marina como vice, iguala-se ao PSDB. Até onde sei, o PSB e o Eduardo Campos sempre falam muito bem tanto do Lula quanto do seu governo 2003/2010 (uma diferença GIGANTE em relação à tucanalhada, diga-se de passagem). Além disso, o PSB foi parceiro fiel do PT em todas as eleições presidenciais passadas, nos 2 mandatos do Lula e, até um mês atrás, no mandato da Dilma.

    Há alguns meses, o Tarso Genro, do PT, propôs que, na disputa de 2014, a Dilma não tivesse um vice do PMDB e fizesse uma aliança partidária um pouco mais à esquerda. De imediato, a Dilma rechaçou completamente a ideia, garantindo o PMDB como vice e como parceiro preferencial. A partir dessa fala da Dilma, eu compreendi perfeitamente a estratégia do PSB e do Eduardo Campos, pois só restaram a eles 2 opções: (A) continuarem mais uma vez como “satélites” do PT; ou (B) tentar voo solo em 2014 a fim de o Eduardo Campos ficar mais conhecido e ser uma alternativa real em 2018 (talvez até com apoio do Lula e do PT).

    Eu, sinceramente, acho que a Dilma vai ganhar a eleição em 2014 com altíssima margem de votos. Não sei se no primeiro ou no segundo turno, mas aposto fortemente na vitória dela. E, se houver segundo turno entre Dilma e Aécio (ou Serra) em 2014, tenho certeza de que Eduardo Campos e o PSB estarão com Dilma e com Lula (até por isso o Lula, mostrando sua inteligência política aguçada, não pega pesado contra Campos, pois sabe que, em um possível segundo turno contra o PSDB, terá tanto ele quanto o PSB no apoio à Dilma).

    Um abraço, Fábio Faiad.

  • Prezado Edu,
    Não é bem que o povo brasileiro padeça da falta de memória.
    O que existe é a fábrica do esquecimento, a qual felizmente este
    e alguns outros blogues vem se contrapor.

  • Edu,depois do papelão, da justiça, na investigação do pcc e do propinoduto ,não creio, no psdb.Aético, não decola(mesmo casando)e Cerra, não chega(mesmo ficando).Bláblá depois ,da disruptura e do disnorteamento,vai distruir o Campos(quem nem precisa de auxilio)..As eleições vão ser complicadas,sim…A direita não estabele regras…mas com a equipe deles, vai ficar complicado.São muitas distrofias,da rede.psd,psdb,psol…A campanha da dupla ,do Nada e Quase Nada,caminha para um quadro disfuncional ,como diria a dispolitizada, candidata, dos gregos e troianos.No brasil se ela continuar falando…Dilma ganha por WO.


  • “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” >>> Joseph Pulitzer


    “Se você não for cuidadoso, os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” >>> Malcolm X



    Ley de Medios Já ! ! !



  • Não creio que a nova líder política da Direita brasileira esteja pregando alguma “revolução”. Isso ela fez certamente quando era militante do Partido Comunista Revolucionário e defendia a tomada do poder pela luta armada. O horrendo vocábulo “disruptura” em seu discurso me parece indicar essencialmente sua adesão plena e total ao projeto econômico da velha Direita brasileira, direita, direita, direita, sem medo do termo, direita e como sempre, na prática, extrema-direita histórica brasileira. Trata-se de “restaurar” o modelo rompido por Lula e Dilma. Marina quer desfazer a ruptura, voltar ao mundo maravilhoso das equipes econômicas de FHC. Marina Silva não tem grandes dotes intelectuais, vão me desculpando o eufemismo. Basta ver como ela fala e escreve: não tem substância, não tem conteúdo, não tem cultura política ou ecológica. Essa pobre senhora sequer sabe que “desenvolvimento sustentável” é algo já visto como um engodo, uma falácia pelo que há de melhor no ecologismo político mundo afora. Duvido que “disruptura”, para Marina, tenha algo a ver com a abordagem estratégica da comunicação publicitária proposta em 1996 por Jean-Marie Dru e que consiste em identificar convenções e traços culturais que impedem a criatividade e retêm o impacto. Quem prega a “disruptura” quer mesmo é grandes impactos econômicos, o que quer dizer grandes impactos ambientais. Nada mais antiecológico que gente na miséria, no desemprego. Com o pacote econômico de Marina Silva, haveria inelutavelmente redução de salários, aumento do desemprego, fome em massa. Os impactos ecológicos seriam tenebrosos.

  • A DIREITA VAI MAL. NÃO TEM UM SÓ CANDIDATO QUE SEJA COMPETITIVO.COMO SERÁ QUE GENTE QUE SÓ TEM BLA BLA BLA , COMO A MARINA E O DUDU PODERÃO ENFRENTAR A PREPArada e inteligente dilma nos debates eleitorais ? o aébrio então , nem se fala

  • Roberto Requião ‏@requiaopmdb

    Para que entenda me expliquem a diferença de exercito na CSN e exercito em Libra? Um esforço para os blogueiros anencefalos de plantão.ARGH.

Deixe uma resposta