O sepultamento das intrigas do PIG

Opinião do blog

O jornal O Globo chegou a publicar matéria sob o título “Criatura rompe com criador” e a afirmar que Dilma “não gostou” da ausência de Lula no almoço com Obama e que, por isso, retaliaria o agora suposto ex-padrinho político “marcando diferenças” em relação a ele, não só pessoalmente, em sua postura, como em políticas de governo, dando como “prova”  disso o voto do Brasil na ONU, supostamente “contrário” ao Irã.

A tática de disseminar intrigas sobre a relação de amizade e política entre o ex-presidente e a sucessora espalhou-se pelo colunismo e pelos programas de análise política na tevê e no rádio. “Exemplos” como a “mudança de postura” de Dilma por seu estilo “discreto” têm sido usados para tentar vender a história de que estaria por romper amizade e relações políticas com Lula.

Talvez seja por isso que Jornais, revistas, portais de internet, tevês, rádios, enfim, a parte da grande imprensa que vem apostando na tese da ruptura esteja dando tão pouco destaque a um fato que sepulta de vez a estratégia midiática de desgastar tanto o ex-presidente quanto a sucessora, que talvez perdesse mais do que o padrinho político se o traísse, devido à alta popularidade dele.

Segundo a Rede Brasil Atual, Dilma embarca nesta segunda-feira para Portugal e se faz acompanhar de ninguém mais, ninguém menos do que aquele com quem O Globo disse que ela estaria “rompendo”.

A viagem da presidenta foi agendada tão rápido a um país não-prioritário nas relações do Brasil como é Portugal obviamente que para aproveitar a chance de desmontar as intrigas midiáticas. Lula é quem tem um compromisso inadiável em Portugal – receber título de Doutor Honoris Causa. A agenda da presidenta foi ajustada à do mentor político, pois. Claramente.

A mídia poderia até criticar isso, dentro de sua lógica. Contudo, pegaria mal após martelar a tese do “rompimento” – tese que, inclusive, parece que ainda não abandonou…

Não importa se a mídia tentará ou não manter acesa a tese da ruptura. Sem alarde, apenas usando os fatos, Dilma e Lula estão respondendo e fazendo acender um sinal de alerta nas mentes daqueles que titubearam diante da teoria da ruptura ou até acreditaram nela, até porque criaturas e criadores, na política, têm mesmo o costume de romper.

Aquele cidadão que é mais suscetível ao bombardeio midiático, mas que não tem consciência de sua natureza manipuladora, certamente irá se perguntar como pode ser verdade aquela história que ouviu no trabalho sobre Dilma estar rompendo com Lula e de que ela estaria promovendo mudanças substantivas em relação à forma dele de governar se ambos estão viajando juntos para ele ser homenageado.

Para combater esse alerta, a mídia, até agora, “sumiu” com o assunto. Nos telejornais desta segunda-feira, porém, será difícil deixar de mencionar, mesmo que rapidamente. A Globo pode ter a cara-de-pau de omitir? Talvez, mas outras tevês noticiarão e algumas darão destaque ao fato. Sem falar na internet, que, como se vê neste post, não deixará o assunto passar batido.

A mídia não deve estar muito satisfeita com a retribuição da presidenta à babação de ovo que vem promovendo para ela. Dizem até que alguns barões da mídia estão sentindo-se “traídos” diante do aparente desprezo de Dilma à oferta que lhe fizeram de paz por meio de quilômetros de matérias laudatórias, em troca das quais haviam pedido “apenas” a cabeça daquele que a colocou na Presidência da República.

105 comments

  • Quer dizer que há pessoas que realmente acreditaram nisso, no rompimento entre Dilma e Lula? É inegável que o PiG ainda consegue manipular muita gente, mas o povo brasileiro tem se revelado sábio, e assim vai continuar, cada vez mais.

    • A Mídia fica fazendo fofoca, se colar colou! Mas, até aqui eles tem quebrado a cara e basta uma prova mais cabável que esta do Lula ter ido para Portugal com a Dilma e voltado juntos. Este pessoal do Psdbe Demos vão morrer de desgosto. Eles torcem para quanto pior melhor.
      Hihihihihihihihihihihihihihihihihi!

      • Edu,reunião como a que teve com o Lula pode até acontecer,mas duvido que com todos os que foram,seria uma situação forçada e haveria mais críticas,e aho eu,só elevaria a tensão que há contra a presindente por seu silencio.Mas a visita a BH já mostra alguns indicios do caminho do PT para o país.Apesar de toda a decepção dos mineiros com Patrus e Pimentel,a máquina do partido vai funcionar em favor de Pimentel,que domina o partido,ele será o candidato nas proximas eleições municipais para a capital mineira,a ideia é dominar o maior número de municipios,com ou sem apoio dos movimentos sociais.Como o parlamento,querem reduzir a oposição nos municipios.Não é mais o Pig que me preocupa,mas o Pt que está dominando o país,sem oposição,e ao que está se indicando,se afastando do diálogo com os movimentos organizados da sociedade.

  • Isso pode ser lido também como um ato forçado para mostrar que não rompimento. Eu evento artificialmente criado para não se dar munição “ao inimigo”. Tipo cumprimentar a tia que você odeia no casamento da prima.

    Em tempo: eu não acredito em rompimento. Mas que há várias leituras que podem ser feitas disso, há.

    • A tese é a de que as pessoas, em vez de pensar no óbvio, pensarão que Dilma e Lula estão rompendo e não querem que ninguém saiba, ao estilo de um rompimento secreto e, pasme, consensual? Bem, pode-se arrumar tese para tudo, quando se quer. Mas só quem quer. A maioria entenderá o que salta aos olhos.

      • Paz e bem!

        A questão é que
        se existissem atritos
        um pouco mais sérios
        entre o Expresidente Lula e
        a Presidente Dilma,
        uma viagem destas
        daria as condições
        e o tempo necessário
        para se acertarem.

        Quanto tempo dura uma vigem até Portugal?
        Tempo suficiente para grandes adversários
        entrarem em acordo.
        Lula e Dilma sequer são adversários
        que dirá grandes adversários.

        Não acho que serão necessários estes acertos,
        mas Dilma vai aproveitar
        para fazer muitas perguntas ao Lula,
        que responderá na medida do possível
        e depois ambos sabem que quem decide
        o caminho a seguir no Governo
        é a Presidente Dilma.

    • Hahaha!
      Adorei essa tese!
      A gente rompe, vira inimigo. Mas, pra enganar os outros, a gente finge que continua amigo! Afinal, se os outros perceberem que viramos inimigos, isso pode estragar nossa amizade, né?
      Hehehe. Há muito que eu não acompanhava um raciocínio tão inteligente.

      • Tania, talvez falte boa vontade para entender. Um rompimento é prejuízo político para os dois e para o partido. Então, em nome das aparências, seria possível os dois fazerem cena, não tenha dúvida. Rompoer não é virar inimigo, e a relação entre os dois nunca foi de amizade, mas sim de interesse mútuo. Prazser, isso é política.

        Engraçado que a gente desenvolve tanta simpatia sobre algumas pessoas a ponto de esquecer que elas são politicas. O interesse sempre será maior que “amizades” e afins.

        Mais engraçado é eu não acreditar no “rompimento” e ainda me dar ao trabalho de explicar coisas tão óbvias assim, nas quais nem acredito …

        • Rodrigo, veja suas duas grandes contradições:

          1- ” Um rompimento é prejuízo político para os dois e para o partido.”

          Logo, se é prejuízo pra todo mundo, pra que romper? Afinal, eles não são políticos, como vc mesmo diz? Por que fariam algo que só traz prejuízos pra todos e vantagens apenas para os opositores?

          2- “Mais engraçado é eu não acreditar no “rompimento” e ainda me dar ao trabalho de explicar coisas tão óbvias assim, nas quais nem acredito …”

          Essa contradição eu não vou explicar (nem desenhar), pois me sentiria burra demais!

          • Tania, Serra e Aécio romperam, apesar do mais lógico ser a união entre os dois. Não consigo pensar em melhor exemplo.

            E quanto à outra contradição, sim eu sei. A questão é que eu expus que essa viagem poderia ser para fazer aparências, apesar de não acreditar em nenhum momento na história do “rompimento”, ou seja, só desenhei algo que poderia ser, independente de ser o que acho ou não.

            Quanto às ofensas, só mostra o nível de algumas pessoas aqui, incluindo os papagaios que te responderam.

          • Serra e Aécio nunca estiveram realmente juntos, portanto não se trata propriamente de rompimento, mas apenas de um relaxamento no esforço de manter as aparências.

            Estar junto na minha opinião significa compartilhar de um projeto político e agir em conjunto para chegar a um mesmo objetivo.

            Nem Serra nem Aécio tem outro projeto político que não sejam suas próprias ambições pessoais de poder. Nem ao menos um projeto conservador eles tem, caem no discurso e nas práticas conservadoras pela sua própria prática autoritária e antidemocrática, além das alianças de conveniência com as elites dominantes.

          • Paz e bem!

            Rodrigo Leme escreveu:
            “Serra e Aécio romperam, apesar do mais lógico ser a união entre os dois”

            Esta união era lógica para quem?
            Aécio?
            – O Serra manobrou dentro do partido para que não ocorresse um debate sobre programa e candidatura presidencial.
            – Depois queria que o escanteado Aécio fosse seu vice.
            – Tivesse ocorrido o debate, mesmo que o resultado fosse a vitória do Serra, seria muito mais complicado para o Aécio fugir da candidatura vicepresidencial.
            – O Serra até prometeu que não se candidataria è reeleição.
            – Mas quem confiaria nele depois da traição à candidatura tucana à Prefeitura de São Paulo em 2008? O Alkmin ficou com a ver navios.

            Ou seja o exemplo de ruptura Serra-Aécio não é adequado;
            contudo reconheço que rompimentos irracionais eventualmente ocorrem,
            seja por disputa de egos, belezas, por disputa de parcerias sexuais etc.

        • “talvez falte boa vontade para entender. Um rompimento é prejuízo político para os dois e para o partido. Então, em nome das aparências, seria possível os dois fazerem cena, não tenha dúvida. Rompoer não é virar inimigo, e a relação entre os dois nunca foi de amizade, mas sim de interesse mútuo”:

          Talvez falta boa vontade mesmo… voce esta descrevendo Serra e qualquer pessoa que ja lidou com ele.

      • Tânia,

        Vc foi incrível em sua análise. Hahaahahhahahah, esse rodrigo deve ser da direita, sua inteligência comprova. Tânia estou rindo com vc até agora. Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii sua análise!!!!!!

    • Rodrigo, então eu diria que é a versão da “Teoria da Conspiração do Português”
      Eu tenho ascendência portuguesa por parte de pai e mãe, mas não resisti em fazer a piada,
      tendo em vista essa sua tese doida.

    • Rodrigo, então você não admite que possa existir amizades estabelecidas acima e à margem do bem e do mal? E de onde você tirou que a relacionamento amistoso entre Dilma e Lula norteiam-se apenas pela conveniência? Pelo que sei, o arauto da suposição e do sofisma é Reinaldo Azevedo. Aliás, dele se lê um parágrafo e está lido tudo: academicismo vazio de quem não distingue uma anta de um preá. Se botar o pé na terra nua morre infectado, incapaz que é de descer a planície. Reduz a verdade à decoreba de seu mundo incoerente.

      Rodrigo, quando o raciocínio não é retilíneo e abandona a literalidade expressa por fatos, vira fantasia, desejo frustrado.

      • José, trabalhei por quase dois anos como fornecedor de partidos políticos, dos extremos ao centro. NUNCA achei uma relação de amizade sequer. Amizade não leva ninguém a lugar nenhum nesse ramo, acredite. Há interesses comuns que servem aos particulares, somente.

        • Caramba! DOIS ANOS como fornecedor? Vc dve realmente saber do que fala!

          KKKKKK

          Vc pode até estar certo – quem sou eu pra afirmar qualquer coisa com certeza em relação a esse assunto? Mas que é hilário vc apoiar sua opinião em sua “experiência” de dois anos como fornecedor, isso é!

  • Ver Lula viajar para Portugal para receber mais um título de Doutor Honoris Causa, e ainda ao lado da Dilma, e ver FHC no domingo passado (ontem, 27/03), sentado, no programa da Regina Casé, ouvindo um pagodão, posando de popular; não tem preço.

      • Estava almoçando com minha linda esposa em um restaurante.
        A TV (de 46 polegadas) ligada enconstrava-se a cerca de 10 metros, no canto superior do ambiente.
        Olhei para a TV de soslaio e voltei o olhar para o prato. Nisso meu cérebro processou que eu tinha visto uma enorme boca de sovaco. Em um átimo relutei: “Não pode ser!”.
        Meu cérebro insistiu e guiou meu olhar novamente para a TV. Era ele mesmo. Sentadão, com o microfone na mão direita e o sorrisão de mármore. E o pagode rolava solto. Quem te viu quem te ver, FHC.
        Alguns finais de carreira são deprimentes.

  • Edu,

    Olha essa notícia que foi veiculada pelo R7. A Dilma, no lançamento do Programa Rede Cegonha, elogiou a herança deixada pelo Lula e disse que vai honrá-la. Essa declaração é um tapa na imprensa podre, que vive dizendo que o Lula deixou uma herança maldita para a Dilma. Claro que jornais como O Globo vão tratar de omitir essa fala.

    http://noticias.r7.com/brasil/noticias/dilma-diz-que-recebeu-pais-diferente-e-que-honrara-heranca-deixada-por-lula-20110328.html

  • Isso não era novidade. os dois sempre foram alinhados politicamente e administrativamente, alem de manterem uma amizade pessoal criada durante todo o período de fogo, quando esteve na Casa Civil.

    O que, pelo menos na minha opinião, não significa que a mesma seja de todo igual ao Lula, pelo contrário acho que Dilma possui tipicidades de caráter, formas de procedimento próprias de uma tecnocrata de Estado, com um pouco da articulação e objetividade exigidas pelos desafios da política.

    Mais ainda, acredito que se diferencia em trazer fatores pessoais da vida combativa na mesa de negociações, quando da votação para aprovação do relator especial ao Irã, o que cai na instrumentalização do CDH da ONU para fins de “direitos humanos” ao gosto do freguês.

    Isso porque, mesmo que se legitime um precedente para a votação ampla para investigações a países “civilizados”, se enfraquece no nosso próprio teto de vidro, nossas próprias violações e distorções do direito do cidadão e do homem em território nacional. Sem contar, o fator hegemonia.

    As principais potências econômico-militares ocidentais, detem poder decisório através de sua força de dissuasão, para vetar, deslegitimar, embargar ou mesmo sabotar qualquer tentativa séria de Investigação das violações de direitos humanos nesses países, através de órgãos multilaterais, jogando em dois pesos e duas medidas.

    Com essa votação, o Brasil, deveria para manter a coerência afirmativa no longo-prazo, conjuntamente aos emergentes e outros perifericos, não só se desenvolvendo economicamente, mas mantendo maior capacidade militar e de tecnologia de uso dual, para criar equilibrio de dissuasão no processo decisório desses orgãos multilaterais. Investir pesado em P&D básica, gerando boa C&T no setor aeroespacial e no setor de defesa como um todo.

  • É isso aí, sem reparos. O jornal Zero Hora aqui dos pampas, me sai com uma manchete neste domingo e reportagem especial sobre a tal propalada “mudança” na política externa do Governo Dilma que não deu pala ler tudo, tamanho absurdo. Os cara forçaram a barra do início ao fim na reportagem. Parece que os tocadores da política externa da Dilma são o Felipe Lampreia, o Rubens Barbosa, o Amaral e o assessor de assuntos internacionais é aquele geógrafo sabujo de nome Demétrio. É um festival de desinformação que chega dar dó, tamanha incompetência, sim, porque no caso da Zero Hora é incompetência mesmo. Aprovar a entrada de uma delegação da ONU para averiguar o trato em relação aos direitos humanos em um país, é totalmente diferente de SANÇÃO, que o Governo Lula para não ser aplicada ao Irã. Essa delegação da ONU, inclusive, realiza inspeções no Brasil quase todos os anos e o resultado é sempre negativo para o Brasil, exemplo: o caos no sistema penitenciário, mortes no campo em decorrência de conflitos agrários, manicômios caindo aos pedaços, falta de água potável para a maioria da população brasileira, etc… Assim, os cara misturam alhos com bugalhos. Para eles sanção é o mesmo que inspeção da ONU para baveriguar o desrespeito aos direitos humanos. Em suma: estes caras estão perdidos. Todo dia aparecem como uma tese nova e ridícula, principalmente nos jornalões. O Nelson Mota escreveu no jornal Estadão, que por a Presidenta Dilma ter recebido o FHC no Planalto na recepção ao Presidente estadunidense, poderia estar surgindo um namoro entre a atual e o ex mandatário. Pode Eduardo. Até isso! A minha fase de indignação já passou, esta camarilha não merece um milímetro de minha indignação. Estou é morrendo de rir desta oposição que não sabe mais o que fazer, oposição que quer dizer: PSDB, parte da mídia gorda, OPUS DEI, viúvas da ditadura e uma parte da classe média, que do jeito que vai a coisa, até 2012 vai achar a Dilma a maior estadista de todos os tempos, tamanho o encantamento. Abraço.

  • ‘Dizem até que alguns barões da mídia estão sentindo-se “traídos” …’

    Opa Eduardo, olha a velha estratégia piguiana de botar a palavra na boca do sujeito indeterminado…

    Conte aí para nós qual tem sido a reação dos barões da imprensa em primeira mão.

  • “A mídia não deve estar muito satisfeita com a retribuição da presidenta à babação de ovo que vem promovendo para ela.”

    Não será a confirmação de que aceitar aos convites foi uma boa estratégia?

    *

    Se me permite, divulgo aqui o link para a página do blog “Em defesa da educação pública”
    em que se publicou o relato de um professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências
    Humanas da USP sobre Audiência da Comissão de Direitos Humanos da ALESP sobre a
    gestão do reitor daquela universidade.

  • A mídia quer a todo custo desconstruir no imaginário popular a figura de Lula para desvincular seu governo do governo de Dilma. Isso porque essa gente mede a capacidade de julgamento do povo (que votou em Lula e em Dilma) com a mesma régua que mede o tamanho da “consciência” política dos eleitores de José Serra (ou em qualquer um, só para votar contra o PT). Que ninguém se iluda com o tratamento que a mídia do baronato está dispensando à presidenta Dilma. Isso tem prazo de validade. Se houve algum rompimento, quem rompeu foi a mídia. Rompeu com a ética, com a verdade, com o pudor, enfim, rompeu com o aquilo que se entende por verdadeiro jornalismo.
    Em tempo: Alguém duvida que Kassab está criando um partido somente para garantir José Serra na cena política do Brasil?

  • Deve ser muita pressão para uma pessoa só
    Refiro-me a estas pressões e assédios em cima da presidenta para que ela atenda aos clamores do PIG
    Quanto a viagem de Dilma e Lula juntos, é bem provável que as Folhas, Globos e Estadões deem um jeito de recortar a foto para que que Lula não apareça ao lado de Dilma
    É bem provável que o PIG faça das tripas coração para que tal encontro não seja mostrado aos brasileiros, com bem reza a cartilha de Reinaldo Azevedo, leia-se Instituto Millenium, lembram-se daquela reunião onde ficou acertado que não se daria voz as duas partes
    Farão de tudo para ocultar este encontro
    Não estou sendo pessimista mas realista, uma vez que conhecemos muito bem este gado

  • O PIG gostaria e muito que o encontro de Dilma em Portugal fosse com FHC e não com Lula
    Acabou a lua de mel, vai vir guerra por aí, tomara que não

  • Camarada Eduardo,

    Não creio em rompimento do governo Dilma com o governo Lula, porém o que existe é uma “demora” em responder as intrigas propaladas pelo PIG. Dilma está mal assessorada. Os “três porquinhos” não são bons assessores… são uma espécie de neoliberais do PT, visto os mesmos já terem declarado “juras de amor” à gestão FHC…

    No caso dos seguranças dos EUA, o ministro Patriota deveria notificar a embaixada dos EUA no sábado à noite após as informações de abuso aos brasileiros, da mesma forma o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deveria cobrar do estado do Rio de Janeiro uma resposta à prisão política dos jovens ativistas. falta celeridade nas ações e elas não chegam de forma nenhuma… como se realmente estivessem abaixando a cabeça para o Capital Internacional como fazem o PSDB/DEM/PPS.

    Outro ponto, é que parece que existem pessoas boicotando o governo Dilma e “criando” manobras discutíveis… veja a questão do Blog do Planalto no link abaixo. Chamar Roberto Marinho de SAUDOSO é muito para os militantes de esquerda… fala a verdade?? E continua lá… como se ninguém do governo revisassem o conteúdo…

    Estes foram os maiores insultos ao militantes…

    http://blog.planalto.gov.br/romero-britto-doa-imagens-para-ilustrar-rede-cegonha-lancada-hoje-em-bh/

  • eu sinceramente tem outra visão, pode ate ser que o PIG joga com o rompimento de dilma e lula como padrinho, ou como o presidente a lança la etc.. Mas isso se torna pequeno quando o rompimento é com a sociedade, daqueles que apoiaram lula, daqueles que aprovaram seu governo. Lula pode sair, andar, abraçar dilma, mais isso não muda por exemplo o meu descontentamento com a políticia externa do governo. Isso não muda, como se lê por ai, a mudança na cultura do governo com o Minc etc…

    O PIG pode não separar lula e dilma, mas a militância hoje esta madura, não é massa de manobra. se não estiverem satisfeito com o governo, não é lula quem irá dizer que esta errado ou que não é assim.

    então vejo outra leitura, lula deu entrevista defendendo o voto contra o DH do irã na ONU que o brasil votou a favor. tudo bem, o PIG apostou que isso fosse uma mudança de rumo, eu acho que sim, lula então veio e defendeu o governo.

    Defendeu de quem? Defendeu porque? Ou seja é nitida para o pt e para o governo um certo descontentamento com o governo

  • Eduardo faz suas análises sobre essa matéria aqui:depois você posta pra gente tá,eu quando li me surpreendi,por causa da fonte da matéria,e a colonista é da folha e ela até estava lá no palácio neste dia vi o vídeo com o depoimento dela falando sobre a festa.A folha ter postado essa matéria me deixa um tanto confusa e desconfiada,achei meio estranho.Mas gostei do que a Dilma falou!

    Presidente Dilma descarta briga com Lula
    FOLHA ONLINE 28/03/2011 09h00

    Em sessão de cinema no Palácio da Alvorada, na noite de sexta-feira, a presidente Dilma Rousseff descartou a possibilidade de um desentendimento com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, informa a coluna de Mônica Bergamo, publicada na edição desta segunda-feira da Folha de São Paulo.

    Cercada pelas cineastas que queriam entregar a ela DVDs de seus trabalhos, tirar fotos e pedir autógrafos, Dilma foi questionada pelo fato de Lula ter recusado o convite para almoçar com o presidente americano, Barack Obama.

    “Ô, gente, não aposta nisso [referindo-se à possibilidade de um desentendimento com Lula]. Cês vão perder… Cê sabe pra onde que eu vou [no dia 30]? Eu vou para Portugal com o Lula, gente.”

    A cineasta Flávia Moraes diz a Dilma que não votou nela “por causa do Lula. Eu não gosto dele. Mas estou gostando muito da senhora. Parabéns, principalmente pela posição nos direitos humanos”. Dilma sorri.

    Outra diretora, Ana Maria Magalhães, diz que tem um amigo “muito reacionário” que também está adorando o governo de Dilma. “Eu até penso: o que está acontecendo de errado?”, brinca Ana. “Sabe que até eu às vezes me pergunto? O que será que eu estou fazendo de errado?”, diz a presidente, rindo.

    Elas começam a falar de plástica. “Vocês sabem que eu fiz uma plástica, né? Mas tem três lugares que não tem jeito: aqui [aponta o pescoço], nos lábios e nas mãos.”

    http://www.correiodoestado.com.br/noticias/presidente-dilma-descarta-briga-com-lula_104834/

  • Dilma,nossa presidente,está mostrando aos poucos a que veio.O PIG que trate de botar suas barbinhas de molho.Até mesmo porque uma mulher de personalidade forte,de carater,não se deixa pautar por ninguem,ainda mais pelo PIG.E Dilma é uma mulher de personalidade forte e de muito carater.É ela quem vai dar as cartas,porque é ela quem se encontra no exercicio da Presidencia da Republica.E não o PIG.

  • Caro Edu, sabia dessa:

    “Em tempo, vale trazer o que Mônica Bergamo ouviu da Presidenta Dilma outro dia, no jantar-passa-chapéu das cineastas brasileiras. Bergamo, como toda a mídia brasileira, quer construir um poço de discórdia entre Lula e Dilma. Quer dizer que seu governo é o oposto do de Lula.

    A Presidenta foi categórica, colocando a mão no ombro da jornalista “bem informada”: “Não vá por este caminho – disse ela. Quem apostar nisso, vai perder”.” (do Blog Anais Políticos).

    Um abraço.

  • Para mim é óbvio desde o início que não havia rompimento. O problema que vejo não é na Dilma em si, mas de quem se faz acompanhar, daqueles que devem fazer andar a máquina na direção da evolução das mudanças do governo Lula e isso, sinceramente em algumas posições importantes do executivo, não estão acontecendo. Nem falo da política externa, afinal Amorim é de outro nível e sua sagacidade não tem comparação, mas escolhas do 2o. escalão (que no final das contas é o que faz andar o dia-a-dia) foram de tal modo pró-conservadoras que não espero que tenham uma atuação voltada para os avanços sonhados. Estou falando de micropolítica e não de macro.

  • Eduardo: o que gosto do teu blog é que tu pontua as questões e as esgota. As 2 últimas postagens enterram assuntos polêmicos como tu dizes. Quem ler vai dar os assuntos por encerrado. Parabéns!!

  • Pois é, apostaram mesmo nessa “intriga”, inclusive com manchetes escandalosas.

    Caro Eduardo, o endereço do Gonzum.com agora está no gonzum.blogspot.com. Desculpa o incômodo. Dessa vez não foi culpa minha.

    Abraço,
    Miguel do Rosário

  • Fora de pauta
    …..
    Vendi brotos de feijão. Sou um capitalista reaça?

    Escrito por Kamarada Robson

    Kamaradas,

    Venho aqui, vergonhosamente, pedir auxílio sobre uma questão que não encontrei em nenhum dos manuais, leis, documentos e epístolas do Partido.

    O caso é o seguinte: outro dia recebi minha cota de 200 calorias de ração diária na qual continha alguns feijões. Mas eu, desastradamente, deixei um deles cair no chão da minha casa, que foi gentilmente convertida de um estábulo e cedida pelo Partido em troca de alguns anos de trabalho braçal. Pois bem, não achei mais o tal feijão até que, uma semana depois, vi um broto crescendo…

    Deixei-o lá. E, para minha surpresa, vagens de feijão surgiram.

    Comi parte daquela comida extra e replantei alguns outros feijões.

    Em pouco tempo eu já estava com quase toda a minha casa de 10m2 tomadas por brotos de feijões e passei a fazer DUAS refeições diárias!

    Como eu prefiro não fazer três refeições diárias, porque, além de engordar, pode trazer algum problema estomacal devido a grande quantidade de calorias consumidas (quase 600 por dia!), resolvi me desfazer do excedente.

    O vizinho do lado pediu para trocar alguns brotos por algumas colheres de açúcar. O outro vizinho me deu água em troca de feijões. E, afinal, me deparei com um império capitalista nas minhas mãos.

    Hoje minha casa tem uns 50m2, forno à lenha, 5 litros de água, faço DUAS refeições diárias, rádio à pilha, luz elétrica e agora penso em ter uma geladeira.

    Será que essa aberração de capitalismo, será que fazer trocas voluntárias está presente no nosso DNA?

    Estou assustado kamaradas!

    Tenho recitado “A Internacional” 50 vezes por dia, cantando voltado para Cuba, com a foto de Stálin na parede. QUE FAZER?

    http://www.vanguardapopular.com.br/portal/comentario-popular/173-vendi-brotos-de-feijao-sou-um-capitalista-reaca

    • Obama e o duro materialismo feminino

      por Márcia Denser*, no Congresso em Foco

      “Ideias até que ele as tem, mas não tem o principal: poder real. Não tem bases sociais para implementá-las. A estrutura da sociedade americana hoje é a mais conservadora da sua história. Nem o Lula daria certo nos EUA”

      De como a visão aguda de Conceição Tavares desnuda o cara

      Muito se disse e se cogitou quando da passagem de Obama pelo Brasil e de tudo que li e reli a respeito, nenhum retrato foi mais vívido do presidente americano, nem painel mais preciso da atual conjuntura interna e externa dos EUA, do que o apresentado pela economista Maria da Conceição Tavares, em entrevista à Carta Maior.

      Duma perspectiva sombriamente realista, para ela, os EUA se tornaram um país politicamente complicado, para o qual não bastam boas idéias. Obama até que as tem – algumas –, mas não tem o principal: poder real. Não tem bases sociais compatíveis para implementar suas ideias. A estrutura da sociedade americana hoje é a mais conservadora da sua história. Convenhamos: Obama não é nenhum um iluminado. Aliás, nem o Lula daria certo lá. Apesar de ter sido eleito a partir de uma mobilização real da sociedade, exerce um governo sem base efetiva: seu eleitorado é constituído massivamente pelos jovens e negros. Porém, nem a juventude nem a população negra têm presença institucional, pelos padrões democráticos norte-americanos: não detêm postos-chave onde se decide o poder. No limite, as bases de Obama não se localizam em parte alguma: não estão no Congresso, não comandam as finanças. Elas gritam, mas não decidem.

      Conceição é categórica quando afirma: “Os EUA estão congelados por baixo. Há uma camada espessa de gelo que dissocia o poder do presidente do poder real hoje exercido, em grande parte, pelas finanças. Os bancos continuam incontroláveis; o FED (o Banco Central americano) não manda, não controla. O essencial é que estamos diante de uma sociedade congelada pelo bloco conservador, por cima e por baixo. Os republicanos mandam no Congresso, os bancos detêm a hegemonia econômica; a tecnocracia do Estado está acuada…”

      Ironicamente, ainda que seja desagradável lembrar, os EUA chegaram a isso guiados, em boa parte do caminho, pelas mãos dos democratas de Obama. Foram os anos Clinton que consolidaram a desregulação dos mercados financeiros autorizando a farra que redundou em bolhas, crise e, por fim, na pasmaceira conservadora. Mas se tal colapso foi pedagógico – afinal, o poder financeiro ficou nu –, por que a reação demora?

      Ainda segundo a economista, “a sociedade americana sofreu um golpe violento. No apogeu, vendia-se a ilusão de uma riqueza baseada no crédito e no endividamento descontrolados. Criou-se uma sensação de prosperidade sobre alicerces fundados em ‘papagaios’ e pirâmides especulativas. A reversão foi dramática do ponto de vista do imaginário social. Um despencar sem chão. A classe média teve massacrados seus sonhos do dia para noite. A resposta do desespero nunca é uma boa resposta. A resposta americana à crise não foi uma resposta progressista”.

      “Na verdade, está sendo de um conservadorismo apavorante. Forças e interesses poderosos alimentam essa regressão. A tecnocracia do governo Obama teme tomar qualquer iniciativa que possa piorar o que já é muito ruim. Quanto vai durar essa agonia? Pode ser que a sociedade americana reaja daqui a alguns anos. Pode ser. Eles ainda são o país mais poderoso do mundo, diferente da Europa, que perdeu tudo, dinheiro, poder, autoestima… Mas vejo uma longa e penosa convalescença. Nesse vazio criado pelo dinheiro podre Obama flutua e viaja para o Brasil”.

      Aliás, uma viagem pontuada de efeitos especiais; a mídia (leia-se PIG) querendo demarcá-la como um divisor de águas de repactuação entre os dois países, depois do “estremecimento com Lula”. Bobagens. Obama vem, sobretudo, tratar dos interesses norte-americanos. Petróleo, acima de tudo, já que dependem de uma região rebelada, cada vez mais complexa, e querem se livrar da dependência em relação ao petróleo da Venezuela.

      Quanto ao assento brasileiro no Conselho de Segurança, Conceição não tem ilusões: “Obama poderá fazer uma cortesia de visitante, manifestar simpatia ao pleito brasileiro, mas, de novo, está acima do seu poder. Não depende dele. O Congresso republicano vetaria. Quase nada depende da vontade de Obama, ou dito melhor, a vontade de Obama quase não pesa nas questões cruciais. Sem contar que Obama não é Lula e não tem as bases sociais que permitiram a Lula negociar uma pax acomodatícia para avançar em várias direções. A base equivalente na sociedade americana – os imigrantes, os pobres, os latinos, os negros –, em sua maioria, nem vota e, acima de tudo, está desorganizada. Não há contraponto à altura do bloco conservador, ao contrário do caso brasileiro. O que esse Obama de carne e osso poderia oferecer ao Brasil se não consegue concessões nem para si próprio?“.

      E a economia mundial? “Não está crescendo a ponto de justificar esses preços vertiginosos. Isso tem nome: especulação. Não se pode subestimar a capacidade das finanças podres no sentido de engendrar desordem. Não estamos falando de emissão primária de moeda por bancos centrais. Não é disso que se trata. É um avatar de moeda sem nenhum controle. Derivam de coisa nenhuma; derivativos de coisa nenhuma representam a morte da economia; uma nuvem nuclear de dinheiro contaminado e fora de controle da sociedade provoca tragédia onde toca. Isso descarnou Obama”.

      “É o motor do conservadorismo americano atual. Semeou na America do Norte uma sociedade mais conservadora do que a da própria Inglaterra vitoriana, algo inimaginável. É um conservadorismo de bordel, que não conserva coisa nenhuma. É o que resulta da aliança entre o moralismo republicano e a farra das finanças especulativas. Os EUA se tornaram um gigante de barro podre. Em pé, causa desastres; se tombar, o estrago é ainda maior.”

      Esse horizonte ameaça o Brasil? “Felizmente, o Brasil, graças ao poder de iniciativa do governo, saiu-se muito bem. Estou moderadamente otimista quanto ao futuro do país. Mais otimista hoje do que no começo do governo Lula, que herdou condições extremas, ao contrário da Dilma. Se não houver um acidente de percurso na cena externa, podemos ter um bom ciclo adiante.”

      Hum, menos mal. Mas minha visão positiva quanto à áspera e aguda análise da nossa economista não é nada incomum: afinal, para se obter uma perspectiva mais aproximada da realidade, é preciso atentar para o “duro materialismo das mulheres”– nas palavras que uma outra mulher, a escritora Marguerithe Yourcenar, colocou nos lábios do imperador Adriano.

      *A escritora paulistana Márcia Denser publicou, entre outros, Tango fantasma (1977), O animal dos motéis (1981), Exercícios para o pecado (1984), Diana caçadora (1986), A ponte das estrelas (1990), Toda prosa (2002 – Esgotado), Caim (Record, 2006), Toda prosa II – obra escolhida (Record, 2008). É traduzida na Holanda, Bulgária, Hungria, Estados Unidos, Alemanha, Suíça, Argentina e Espanha (catalão e galaico-português). Dois de seus contos – “O vampiro da Alameda Casabranca” e “Hell’s Angel” – foram incluídos nos Cem melhores contos brasileiros do século, organizado por Ítalo Moriconi, sendo que “Hell’s Angel” está também entre os Cem melhores contos eróticos universais. Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, é pesquisadora de literatura e jornalista. Foi curadora de literatura, até outubro de 2010, da Biblioteca Sérgio Milliet em São Paulo.

      • Conceição Tavares eu lembro quando ela chorou pelo plano cruzado, eu tambem “chorei de tristeza” sabendo que não funcionaria o congelamento de preços, assim como no tempo do imperador romano diocleciano congelar ou tentar controlar preços nunca deu certo.

        Os preços internacionais estão em alta pela grande emissão de moeda americana, isso dilui o valor unitário da moeda.

        O descontrole da economia americana começou quando Nixon acabou de vez com o padrão ouro com conversibilidade dolar – ouro.

  • Alguém pode me informar se os telejornais da bandigem passou o discurso de Dilma elogiando o Presidente Lula ?
    E mais, alguém pode me informar se esta bandidagem televisiva noticiou a viagem de Dilma e Lula para Portugal ?

    Só sei que o discurso que o Araque Obama está fazendo no congresso yankee, justificando o latrocínio na Líbia está sendo transmitido AO VIVO E ON LINE pela Rede Lixo News e Revista Lixo .

    • A direitalha da OTAN decretou a “exclusão aérea” porque os aviões do Kadafi estavam “massacrando” a população do leste da Líbia.
      Agora, os aviões da direitalha estão massacrando a população do oeste da Líbia.
      Pergunto: e agora, quem vai decretar a nova “exclusão aérea”? Ou será que os líbios do oeste podem ser massacrados e os do leste, não?
      Esses países que se dizem os mais importantes do mundo PERDERAM A VERGONHA. O que eles querem é um governo dócil para saquear o petróleo do país. O mesmo que fizeram com o Iraque.
      Poucos países estão percebendo a gravidade da situação. Se amanhã eclodir uma guerra civil na Venezuela, por exemplo, de que lado essas forças reacionárias internacionais estarão? Vamos ficar de braços cruzados dizendo amén?
      O neoliberalismo internacional está morto e acabado. Só lhes resta os mísseis e a força bruta. Hoje é a Líbia, amanhã o Irã e quem sabe, a própria Venezuela. O nosso pré-sal já deve estar na mira também.

      • Pedro para acrescentar ao seu comentário,sugiro dar uma olhada no tijolaço do Brizola Neto,voçe tambem Edu,Tem uma foto em um post de como soldados americanos no Afeganistão mataram um garoto campones e desarmado de 15 anos,apenas porque queriam matar alguem e ainda cortaram-lhe um dos dedos para levar de lembrança.Chorei por esta criança.Que monstros o império e seu conservadorismo ,com seus ideais de armas estão criando.

  • Assunto encerrado?? Eu heim, o povo não é conta de bar pra encerrar com um ‘passa a régua’ e pronto, a opiniao das pessoas sobre o governo é dinamica e depende das ACÕES desse governo para tudo que interessa a elas e nao esta dependente da opiniao da velha midia , que a grande maioria do povo nem tem acesso e mesmo que meu amado Lulinha me diga : aquele buraco ali é o caminho certo, eu não pulo não, vamos analisar né fio? Lula COMECOU, fez muito, muito mais que qq outro pelos mais necessitados mas tem MUITO a se fazer e não se pode cochilar nem ‘dar tempo’ pra governo nenhum seja de que partido for, cobranca sempre, todo dia sem parar é nosso direito, não pra destruir mas pra mostrar para os politicos que fomos acordados da anestesia de deixar por conta das boas intencoes, queremos interferir alem do voto de 4 em 4 anos, somos cidadaos todo dia!!

  • A estratégia do PIG é primária e tosca. Como que esses caras se vêem como “formadores de opinião”? Estão mais para fofoqueiros e alcoviteiros de quinta categoria…

  • Por enquanto tô sabendo do título de Doutor Honoris Causa da Universidade de Coimbra para o Lula apenas pela C.Capital,nenhuma TV deu não,pelo menos não ví.

  • Eu sugiro que você dedique carinhosamente este post aos latifundiário eletrônicos, aos seus “jornalistas” amestrados e ao cabedal de doidos varridos que poluem este espaço para defender os absurdos que os dois primeiros constroem. A ação política de Dilma e Lula é excelente! Enterra completamente a tese do “rompimento”(a mídia a criou para atacar Lula e para pautar Dilma, tentando transformá-la num Serra de saias). Por mais que a ditadura midiática, Globo à frente, esconda a presença de Lula(e tenha certeza de que o farão!)e mantenha a insistência na tese do “rompimento”, saberão que estarão utilizando um “material podre”, cuja consistência e eficácia são nulas, uma vez que pode ser desconstruído por um fato concreto, e amplamente divulgável nesses tempos de INTERNET cada vez mais forte e até mesmo de posturas mais “independentes”(sem ilusões!)de SBT e Record. Com essa viagem, poderemos comprovar factualmente algo que era óbvio para um raciocínio simples(embora os fanáticos de direita, esquisofrenicamente presos nos delírios que a mídia empurra em suas mentes vazias, recusassem a fazê-lo) : Lula não rompeu com Dilma porque, na essência e na imensa maioria das ações, o Governo Dilma é a perfeita continuidade do Governo Lula. É evidente que existem pequenas diferenças pontuais(são pessoas diferentes, se fôssem exatamente iguais, aí sim é que teríamos uma situação apavorante!); sendo que a visita de Obama deve ter sido a mais visível(volto a repetir que tenho certeza que Lula divergiu de Dilma por achar incoveniente e inapropriada uma visita do ianque neste momento da administração dela; jamais por pretender que Dilma rompesse com os EUA. Lula não é um ingênuo e sabe muito bem dos perigos do isolamento. Portanto, tratou-se de uma pequena discordância de cronograma); todavia, no geral, O GOVERNO DILMA É UM GOVERNO DE ESQUERDA QUE CONTINUA OUTRO GOVERNO DE ESQUERDA, O DE LULA. E nenhuma besta quadrada de direita mudará isso.

  • Eu sinceramente nunca acreditei nesse rompimento Lula/Dilma.

    Agora tem um porém: A Dilma tem que tomar muito cuidado com presente de Grego, cavalo de tróia.

    O PIG pode muito bem usar alguém próximo aos dois para tentar jogar lama na relação.

    Não tenho nada de concreto para afirmar isso, senão o fato de estar falando de mafiosos. E o PIG é uma máfia. Muito bem organizada,por sinal.

  • Eu em momento algum pensei que houvesse este rompimento entre os dois.
    Agora o que estranha é a politica exterior da Dilma estar sendo tao diferente a do pres Lula.
    Nisso mostra uma mudança radical de estilo em tão pouco tempo.

  • Quem está apostando na ideia de que o Governo Dilma é diferente do Governo Lula,vai quebrar a cara em muitos pedacinhos.Da mesma forma quem está apostando num hipotetico rompimento entre Dilma e Lula,tambem vai perder.Ja tive oportunidade de dizer aqui mesmo no Blog do Edu que todas as ações do Governo Dilma tem como suporte o projeto iniciado por Lula em 2003,quando assumiu a presidencia pela primeira vez.O PIG achar que tem poder para pautar o Governo Dilma é pura ilusão na qual so mesmo o PIG,em desespero de causa,pode acreditar.Desconhecem completamente a personalidade e o carater dessa mulher extraordinaria.Ela sabe o que quer e sabe como tornar realidade aquilo que quer.

  • tal qual com OBAMA ..de novo vc se engana

    ..e cuidado ..vc corre o risco de passar a imagem de que esta tentando nos enganar tb

    ..pq convenhamos cumpadi, NADA, absolutamente nada nos garante que estaremos livres das manipulações vindas tanto da esquerda como da direito deste país

    ..pior ainda, depois da DILMINHA – to be continue – ter desistido de pisar com força na cabeça de todos os tipos e correntes de PIGs

    • Desculpe,mas quem continua se enganando e se auto iludindo pensando que pauta o governo Dilma é o proprio PIG.Dilma sabe muito bem o que quer.Já se foi o tempo em que o PIG fazia e desfazia presidentes.Ela não precisa esmagar o PIG porque o proprio PIG se auto destruiu.Simples assim.

  • Edu, bom dia, como vai a Victória? Mande sempre notícias.
    Dá para fazer um exercício e mostrar como seria a nossa mídia tupiniquim sem o Lula para eles falarem mal. Voltaríamos as recietas de bolo para preencher a pauta?
    Qual teoria explicaria a “paixão” por Lula?
    E mais, a mídia apostou no cavalo “paraguaio” e agora espera vender pelo menos como um pangaré que pode ir para uma prefeitura?

  • Desculpem mudar de assunto, mas não dá para ficar calado.
    O que esses bandidos da OTAN estão fazendo é simplesmente intrometer-se numa guerra civil para defender um dos lados. Logicamente aquele com o qual têm afinidades ideológicas (os monarquistas liberais do leste) e com os quais poderão obter as maiores vantagens pecuniárias: o saque do petróleo líbio, como estão fazendo no Irã.
    Se ficarmos calados, amanhã poderão ser o Irã e a Venezuela. Nós, também, que fiquemos com as barbas de molho. Nunca se sabe a que ponto chegarão as nossas diferenças com o PIG e a direitalha tupiniquim.

  • Gente, o Lula deu uma entrevista para a BBC Brasil e enterra de vez a “briga” com a presidenta.

    “O dia em que tiver divergência entre eu e ela, ela terá razão”. (Lula)

  • Eduardo, a Dilma pode estar ao lado do Lula em qualquer evento que ainda assim estarei analizando o governo dela. Farei exatamente da mesma forma que o midia corporativa faz, só que ele mal intencionada tenta denigrir a imagem do nosso presidente Lula, fazendo-a diferente dele, positivando qualquer ato dela.
    Para mim, não aceito ver afinidades quando elas não existam, por desejo particular, até por que mesmo casais tendem a agir de modo diferente. O que será realmente fundamental é ter, em suas ações de governante, resultado que expresse a expectativa de quem nela empenhou seu voto. Quanto a companhia em momentos eventuais, podemos até inferir que ela tem prefido outras em maior quantidade, e a fotos dos brindes e sorrisos não deixam mentir.

  • Resposta para a Aliança Liberal que comentou assim;
    “Conceição Tavares eu lembro quando ela chorou pelo plano cruzado, eu também “chorei de tristeza” sabendo que não funcionaria o congelamento de preços, assim como no tempo do imperador romano diocleciano congelar ou tentar controlar preços nunca deu certo.
    Os preços internacionais estão em alta pela grande emissão de moeda americana, isso dilui o valor unitário da moeda.
    O descontrole da economia americana começou quando Nixon acabou de vez com o padrão ouro com conversibilidade dólar – ouro.”

    Estava preparando uma resposta um pouco!! mais longa do que “tergiversando” admirado como o amigo CONVERGINDO, analisa a questão do cambio.

    Ai sai a procura do site dele a Aliança Liberal, pois lembro que alguém criticava lá o liberal Milton Friedman neste aasunto do padrão ouro.
    Pensei vamos convergir ainda mais. Sai a procura do blog e até agora não encontrei.
    Porem sei tratar-se da defesa do (real, espero)liberalismo. Surpreso fui ao do Mises Institute e lá tem, pasmem felizes;

    “Não á intervenção na Líbia em http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=933 por

    Lew Rockwell
    é o presidente do Ludwig von Mises Institute, em Auburn, Alabama, editor do website LewRockwell.com, e autor dos livros Speaking of Liberty e The Left, the Right, and the State.

    Este trecho de estupenda CONVERGENCIA

    “Nos dias iniciais dos protestos na Líbia contra Kadafi, os manifestantes exibiram cartazes mostrando que se opunham a qualquer intervenção estrangeira. Esta ainda é a maneira correta de se protestar. Na Líbia, não deveriam iniciar uma guerra, nem criar embargos, bloqueios, zonas de exclusão aérea, nem nada do tipo. Os EUA apoiaram e sustentaram o regime de Kadafi durante a última década. O estrago já foi feito. Fazer uma guerra iria apenas piorar tudo.”

    Este outro trecho;
    “Mas suponhamos por alguns momentos que o governo americano realmente queira libertar o povo da Líbia do jugo de um tirano. Qual a maneira certa de se fazer isso? Existe a opção do assassinato puro e simples, à qual eu me oponho, mas que ainda assim seria uma escolha muito melhor do que a guerra. E os lendários assassinos secretos da CIA que, seguindo ordens de alguns burocratas do alto escalão, podem matar qualquer pessoa em qualquer lugar do planeta? Onde eles estão agora?

    Desculpe amigo, minha proposta é que continuemos cada um de nós defendendo o valores reais de Estado e Mercado eficazes. Sem hegemonia ou a unanimidade burra do Nelson Rodrigues. Porem também sem o complexo de vira latas
    T
    odo texto sem contexto é pretexto. Este segundo escolhi para mostrar como foi “natural” o política de assassinatos praticados pela CIA (ou o suicídio de Allende via Kissinger, daí os jornalistas chilenos questionarem o Obama). Não quero causar cizânia, pois tenho convergência para quase todos os aspectos do que está no artigo. Mesmo neste o srl Lew Rockwell não aprova assassinatos. Nem podia né!

    Da mesma forma vc debochou do choro da Conceição antes de convergir, para explicar que controle de preços não funciona para a doutrina liberal. Porem tambem nos oligopolios privados

    Por isso todos esperamos que no Brasil hajam uma verdadeira situação e oposição nos moldes brasileiros.

    É preciso fiscalizar o Estado como também o interesse próprio precisa ter algum regulamento, pactuado com a sociedade. Concorda?

    Podíamos começar com os meios de comunicação sem a falácia de que queremos a censura. O que todos os brasileiros querem á esquerda ou à direita não é destruir o PIG mas que se cumpra a Constituição.

    Ou até que nossa banda larga tenha um preço igual a de outros países capitalistas. Já pesquisei. Mesmo descontados dos impostos a nossa chega a ser 200 a 400% mais cara. Não queremos esse liberalismo. Alias isso não é liberalismo. Concorda?

    O que fazer para que nossos capitalistas pratiquem preços compatíveis?

    Ah vou continuar na busca do site da Aliança Liberal e lá espero encontrar esse artigo do Institute Von Mises lá também postado.

  • “Não há hipótese de haver divergência (com Dilma). Porque quando houver divergência, ela está certa”.
    A frase do ex-presidente Lula, dita na entrevista que concedeu ontem à BBC …” (copiado do Brizola Neto)

  • Gostei muito da notícia. Os presidentes Lula e Dilma são representantes de ideologia que o PIG e a elite abominam. Por falar em PIG, ELE tem tanta credibilidade quanto uma moeda de R$ 2,00.

  • Ah, tá.
    Dilma e Lula agora são inimigos. Em apenas 3 meses a pupila de Lula o renega e sai correndo pros braços da oposição.

    Será que essa gente faz de propoósito, ou são BURROS mesmo?
    Nem as baratas acreditariam nisso. Basta ter 1 neurônio pra saber que isso é mentira.

    O pior é que tem gente que nem 1 neurônio tem.
    Enquanto isso, Dilma vai seguindo a cartilha de Lula e colocando os projetos pra ferver.

    Falem, mas falem muito pra preencher lacunas nos jornais, pois tá faltando assunto.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    http://charges-tirinhas.blogspot.com/2011/03/coisas-da-candinha.html

  • Ah, tá.
    Dilma e Lula agora são inimigos. Em apenas 3 meses a pupila de Lula o renega e sai correndo pros braços da oposição.

    Será que essa gente faz de propoósito, ou são BURROS mesmo?
    Nem as baratas acreditariam nisso. Basta ter 1 neurônio pra saber que isso é mentira.

    O pior é que tem gente que nem 1 neurônio tem.
    Enquanto isso, Dilma vai seguindo a cartilha de Lula e colocando os projetos pra ferver.

    Falem, mas falem muito pra preencher lacunas nos jornais, pois tá faltando assunto.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    http://charges-tirinhas.blogspot.com/2011/03/coisas-da-candinha.html

  • esses blogs progressista ,pelo menos a maioria deles , escolhe os comentarios a ser publicado . tem comentarios que sao publicados mais de duas vezes outros nao . e ainda vem falar de censura , tem a santa paciencia , acabou nao comento mais nesse blog.

Deixe uma resposta