Medo e revolta marcam o Natal das vítimas da Favela Moinho

denúncia

Neste domingo de Natal estive com familiares na favela Moinho, em São Paulo, para fazermos nossa doação anual de Natal. Escolhemos aquela comunidade após tomar conhecimento da precariedade da situação das vítimas do incêndio de grandes proporções que houve por lá na manhã da última quinta-feira, 22 de dezembro.

Veja, abaixo, o vídeo que gravamos no local. Em seguida, outras informações sobre o caso.

O local da tragédia fica relativamente próximo à Cracolândia paulistana. Ao chegarmos lá, fomos informados pela única pessoa que encontramos de que as doações, agora, deveriam ser entregues ao colégio Liceu Coração de Jesus, a poucas quadras dali, porque pessoas da comunidade estariam recolhendo doações com a finalidade de “trocar por drogas”.

Seguimos as instruções, fomos ao colégio e lá deixamos o que teríamos preferido entregar diretamente às vítimas do incêndio, até porque levávamos presentes às crianças. Todavia, alguma coisa nos fez desconfiar de que algo estava errado. A mulher que nos induziu a entregar as doações ao colégio parecia querer que saíssemos logo do local.

Após sair do colégio, decidimos voltar à favela – que, diga-se, só foi queimada parcialmente, tendo sua maior parte sido preservada. Espantamo-nos com a quantidade de pessoas que encontramos perambulando pelas ruas como zumbis.

Apesar de estarmos próximos à Cracolândia, onde é comum ver pessoas nessa situação, aquelas que víamos não eram consumidoras de drogas de forma alguma, mas apenas desabrigados ainda desorientados por uma tragédia que descobriríamos ainda maior do que imaginávamos.

Começamos a conversar com as pessoas que perambulavam pela região e depois recorremos aos moradores das casas no entorno da favela. Em todos aqueles com os quais conversamos foi possível perceber dois sentimentos gritantes: medo e revolta.

Segundo esses vários entrevistados, apesar de a mídia estar dizendo que até agora só foram encontrados três mortos haveria pelo menos trinta vítimas fatais, muitas delas crianças. Essas vítimas seriam, em maioria, do prédio abandonado que também queimou junto com os barracos e no qual viveriam muitas famílias.

O mais chocante, porém, foi uma informação repetida por praticamente todos os entrevistados, de que receberam “ordem da polícia” para não revelar o número estimado de vítimas fatais e de que haveria muitos corpos no interior do edifício destruído pelas chamas, o qual ainda não foi devidamente vasculhado porque corre o risco de desabar.

Apesar disso, foi possível ver pessoas da comunidade vasculhando os andares do prédio. E a única autoridade que vimos foi um membro do corpo de bombeiros do lado de fora do prédio. De resto, nem sombra do Estado. O local está abandonado, ainda que a vida na parte da comunidade que não queimou pareça transcorrer normalmente.

Nos últimos anos, incêndios em favelas em São Paulo viraram tão rotineiros quanto agressões a homossexuais na avenida Paulista. Esses fenômenos só confirmam o que já se sabia, que a cidade foi entregue ao que existe de pior na política brasileira. O resultado do voto irrefletido pode ser visto nessas imagens deprimentes.

Roguemos a Deus, neste dia de Natal, que tenha piedade de São Paulo e que, assim, ilumine seu povo para que na eleição municipal do ano que entra tire do poder essa quadrilha que tomou a administração da cidade e do Estado, pois viver aqui vai se tornando aterrorizante e desolador.

—–

Após gravar o vídeo acima, em busca de confirmar alguma das informações que recolhi em minha incursão no local da tragédia deparei com essa reportagem do UOL. Veja:

25.12.2011

Associação diz que 29 moradores de favela que pegou fogo estão desaparecidos

A Associação de Moradores da Comunidade do Moinho fez uma lista com 29 pessoas que ainda estão desaparecidas desde o incêndio que devastou mais de 300 barracos da favela na manhã de ontem (22).  O levantamento foi feito com base em informações de famílias que ainda não encontraram parentes, segundo informou Humberto José Marques Rocha, vice-secretário da associação.

Pelo menos duas pessoas morreram carbonizadas e quatro ficaram feridas no incêndio. Hoje, os bombeiros encontraram por volta de 8h45 o corpo da segunda vítima. O trabalho de rescaldo foi encerrado por volta de 18h desta sexta. A prefeitura contabilizou mais de 300 barracos destruídos.

O aposentado José Ribamar Rocha, 67, que mora há nove anos na favela, acredita que mais pessoas tenham morrido no incêndio. Ao lado da comunidade, há um prédio abandonado, onde moravam famílias sem-teto e era frequentado por usuários do drogas. “O prédio estava superlotado. Moravam umas 250 famílias lá. Tem muita gente que dormia lá e não vivia com nenhum parente”, afirma.

As chamas foram contidas a poucos metros dos barracos do aposentado. A área que está isolada pelos bombeiros começa exatamente ao lado do lugar onde Rocha vive. “Foi sorte que não aconteceu nada [com o barraco]. Ganhei na loteria.”

Aline Lourenço da Silva, desempregada, acredita que haja mais vítimas, já que no momento do incêndio havia muitas pessoas gritando no prédio. “Não tinha como sair dali. Teve gente que viu a pessoa pedindo socorro, mas não conseguiu ajudar”, relembra.

O prédio continua interditado pela Defesa Civil por risco de desabamento. As duas linhas da CPTM (7-Rubi, 8-Diamante) que passam ao lado da favela não estão funcionando nos trechos próximos ao local atingido pelo incêndio.

Destino das famílias

Segundo o coordenador da Defesa Civil municipal, Jair Paca de Lima, 430 famílias foram cadastradas pela Secretaria de Assistência Social.

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), que foi recebido com protesto de moradores, disse que as famílias do local já estavam cadastradas em programas sociais da prefeitura e agora serão encaminhadas para abrigos –e se não houver abrigos suficientes, afirmou ele, a prefeitura vai construir mais unidades.

A prefeitura disse posteriormente, em nota, que “todas as famílias que tiveram seus barracos atingidos pelo incêndio serão incluídas em programas habitacionais da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab)”. Os ministros Maria do Rosário (Direitos Humanos) e Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) visitaram o local e ofereceram ajuda federal.

Parte das famílias procurou abrigo em casas de amigos e parentes. Outras foram alojadas provisoriamente no Clube Raul Tabajara, na Barra Funda.

Além dos moradores do prédio abandonado, viviam na favela 532 famílias, que totalizavam 1.656 moradores, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre os aglomerados urbanos no Brasil, divulgado na última quarta-feira (21).

Área da favela é alvo de disputa

A área onde está a favela do Moinho vem sendo alvo de disputas judiciais entre a prefeitura e os moradores nos últimos anos. A favela surgiu há cerca de 30 anos, quando um grupo de moradores ocupou uma área da Rede Ferroviária Federal S/A (RFFSA). A empresa foi extinta em 2007 e todos os seus bens repassados à União. Antes, em 1999, o terreno foi leiloado a Mottarone Serviços de Supervisão, Montagens e Comércio Ltda. para saldar as dívidas tributárias da RFFSA.

Em 2006, em reunião de conciliação com a prefeitura, a Mottarone demonstrou interesse em doar o terreno para que fosse destinado aos moradores da favela, mas a prefeitura não aceitou a proposta, sob o argumento de que não era possível alojar as famílias no local.

No mesmo ano, Kassab emitiu decreto de “utilidade pública para fins de desapropriação”, medida que obriga o proprietário a ceder o terreno mediante indenização. No ano seguinte, a prefeitura entrou na Justiça com uma ação de desapropriação da área.

Em resposta, os moradores se associaram ao Escritório Modelo da PUC (Pontifícia Universidade Católica) –entidade conveniada à Defensoria Pública para defender os interesses de comunidades carentes– e entraram na Justiça com ação coletiva de usucapião em 2008. A medida é válida para famílias que morem em um local por mais de cinco anos e garante a propriedade do imóvel.

O processo está na 17ª Vara Cível do Fórum Ministro Pedro Lessa. Os moradores garantiram na Justiça o direito de aguardar o fim do julgamento morando na favela do Moinho.


130 comments

  • Cadê a nossa imprensa cítica, investigativa e imparcial?
    Está vendida. Vendida a interesses espúrios, inconfessáveis — quase nazifascistas, de limpeza social e étnica.
    Graças a você, Edu, podemos ter acesso a uma fresta dessa escandalosa realidade.

    • Quem tem que atuar nesses incêndios pra lá de suspeitos em São Paulo e a PM, que é estadual. Acho também que o Ministério Público já deveria estar cobrando do estado e da prefeitura respostas a essas séries de incêndios em favelas. E os nossos nobres jornalistas da grande imprensa, tão ciosos e indgnados quanto as tapiocas e caronas em jatinhos dos ministros federais, uma cobertura mais investigativa sobre esses crime que viraram rotina por aqui. Ou então são coniventes.

  • Algo parecido com a relação abaixo, só que em SP não tem os trens para o transporte, o serviço é feito em domicilio…

    Auschwitz-Birkenau (Polônia ocupada pela Alemanha)
    Bergen-Belsen (Alemanha)
    Buchenwald (Alemanha)
    Dachau (Alemanha)
    Estadio Nacional de Chile (durante a ditadura Pinochet)
    Escola de Mecânica da Armada (Argentina)
    Gulags (rede de campos de concentração na URSS)
    Jasenovac (Estado Independente da Croácia governado pela Ustaše durante a Segunda Guerra Mundial).
    Manzanar (EUA)
    Mauthausen-Gusen (Áustria ocupada pela Alemanha)
    Sachsenhausen (Alemanha)
    Prisão de Guantánamo (território dos EUA em Cuba)
    Treblinka (Polônia ocupada pela Alemanha)
    Villa Grimaldi (Chile)

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Campo_de_concentra%C3%A7%C3%A3o

    • Widmark:

      Ao ler o post, eu fiquei pensando: “Será que estou na Alemanha de Hitler?”
      Aí, dou de cara com seu oportuna e trágica lembrança.
      Que que é isso!!!!!
      A Pauliceia do Kassab.

  • Edu você já falou com o Pe. Júlio Lancellotti? Ele é um guerreiro constante contra as
    arbitrariedades cometidas contra o povo sem morada aqui na cidade de São Paulo.
    Vou procurar acompanhar divulgar esses fatos gravíssimos, se puder ajudar de outra
    forma, estou à disposição.
    Abraços.
    Ester.

  • Parabéns ao grande Edu é pouco. Muito pouco. Muitos animais(cachorros) tiveram a mesma “sorte” dos SERES HUMANOS CALCINADOS nesse FORNO CREMATÓRIO NAZISTA que a elite paulistana, em cada caso desses, APLAUDE. Para que NINGUEM ESQUEÇA, NUNCA JAMAIS ESQUEÇAM, O QUE É A DIREITA MIDIATICA PARTIDÁRIA. Antes da história lhes fazerem “justiça” deverá os tribunais também fazerem justiça. HITLER VIVE EM são paulo, mais um incendio e vai continuar, com a AJUDA DA GLOBO, no silencio: “….Um incêndio destruiu aproximadamente 20 barracos de uma favela na viela Matos Costa, no Jardim do Triunfo, em Guarulhos (Grande São Paulo), por volta das 22h30 de sábado (24)…”. Parabéns globo. Parabéns psdb. Parabéns psd/dem.

  • Eduardo, fiz uma busca tentando lembrar onde li uma reportagem que conta que não é o primeiro incêndio que ocorre nessa favela, mas vai além relatando uma disputa judicial entre a comunidade e a prefeitura de Kassab. Infelizmente, não encontrei. Talvez tenha até sido num site de grande jornal. Em relação às vítimas a notícia é mais completa no Correio do Povo, como você mostra. Embora o antigo dono tivesse destinado essa área para a comunidade, parece que o Kassab tem interesse na área para outros fins. A prefeitura teria, inclusive, desapropriado e pago uma indenização para os herdeiros. Isso me fez lembrar (não sei por quê) das fórmulas usadas pela ex-secretária de Habitação do Rio de Janeiro que foi acusada de ter esquema nada louvável para acabar com mendigos (Sandra Cavalcanti era o seu nome) por conta de áreas almejadas pelas empresas imobiliárias da época.

  • Bem lembrado Levy Santos. Já passou da hora da Polícia Federal investigar os incêndios criminosos que há tempos vêm acontecendo nas favelas paulistanas.
    Creio que os mais desfavorecidos nunca foram tão maltratados, como estão sendo pelos governos demo-tucanos.
    O Paulo Henrique Amorim levantou a questão que a maioria da população favelada são nordestinos que não transferiram seus títulos para São Paulo. Ele acredita ser este o motivo do descaso. Não se importam, porque não rende votos.

  • Enquanto na tucanolandia as favelas queimam,vejam isto aqui:

    Minha Casa entrega mais 104 unidades 25.12.2011

    Até o momento, foram contratadas 15.323 moradias em todo o Ceará
    Cerca de 400 famílias receberão uma casa no Residencial Jornalista Blanchard Girão, em Maracanaú

    A primeira fase do programa Minha Casa, Minha Vida no Ceará vai, aos poucos, desencantando. Na terça-feira, 27, a Caixa e a Prefeitura Municipal de Maracanaú farão a entrega do Residencial Jornalista Blanchard Girão. O empreendimento possui 104 moradias e foi destinado a famílias com faixa de renda entre zero e três salários mínimos.

    O condomínio, localizado no bairro Jari, foi construído com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial, e demandou investimento da ordem de R$ 4,7 milhões, beneficiando aproximadamente 400 pessoas.

    As famílias selecionadas para morar no residencial foram cadastradas pela Prefeitura de Maracanaú, que seguiu os critérios, estabelecidos pelo Ministério das Cidades, de que os moradores residam nas proximidades do empreendimento ou em áreas de risco, e cujas famílias sejam chefiadas por mulheres.

    Cada unidade possui sala, dois quartos, banheiro e cozinha/área de serviço conjugadas, com valor de R$ 44.789,35. O valor das prestações será equivalente a 10% da renda familiar mensal dos mutuários.

    Nova etapa sem contratos

    A chegada de um ano novo vem restaurando, desde 2009, a expectativa de que o período seguinte seja melhor para o Minha Casa, Minha Vida no Estado. O cenário atual não é dos mais otimistas. Para se ter uma ideia, ainda não foi assinado nenhum contrato para a construção de moradias dentro do Minha Casa, Minha Vida 2, de acordo com o vice-presidente do Sinduscon-CE (Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Ceará), André Montenegro.

    Atraso

    Isso porque, conforme explica, o governo federal só divulgou as novas especificações dos projetos do programa no último mês de outubro, cerca de quatro meses após o lançamento da segunda etapa. Com isso, as construtoras ficaram impossibilitadas de elaborar e ter aprovados os projetos pela Caixa em um período de tempo tão curto. “As novas exigências, de que as casas tenham acessibilidade total, piso e forro, foram divulgadas só em outubro, e isso acabou atrasando demasiadamente a elaboração de projetos. A análise também tem demorado bastante. A Caixa Econômica leva, no mínimo, quatro meses, para resolver isso”, afirma André Montenegro.

    Expectativa

    Essa realidade pode ser modificada ainda na semana que vem, no apagar das luzes de 2011, quando, segundo o vice-presidente do Sinduscon-CE, tem-se a perspectiva de assinar um contrato para a construção de 800 moradias, das quais 200 ficariam em Fortaleza, e as outras 600 divididas entre a Região Metropolitana e o Interior. “Temos a esperança de assinar 800 unidades, o que é muito pouco. De uma meta de 37 mil unidades do Minha Casa, Minha Vida 2 até 2014, existe apenas uma previsão otimista de se assinar 800 unidades”, lamenta.

    Participação Estadual

    Entretanto, o vice-presidente do Sinduscon-CE enxerga dias melhores para o programa no ano que vem. Ele explica que, em 2012, a participação do Governo do Estado deve ser mais forte. Na próxima quarta-feira, 28, a entidade deve se reunir com o secretário das Cidades, Camilo Santana, para traçar estratégias com o intuito de fazer o Minha Casa, enfim, deslanchar no Ceará. A ideia é criar um comitê gestor, capitaneado pela Secretaria, do qual fariam parte Sinduscon, Caixa, prefeituras, Cagece, Coelce, Semace, dentre outros.

    “Ou seja, criar um sistema aos moldes do existente no estado de Alagoas. O governo toma de conta e, com seu poder de ingerência, influi nos órgãos sob os quais o Minha Casa passa”, afirma André Montenegro.

    Segundo a Caixa, para a faixa de renda até três salários mínimos, foram contratadas 15.323 moradias, sendo 11.042 no Interior. O montante aplicado no projeto no Ceará supera o patamar de R$ 650 milhões.

    DIEGO BORGES
    REPÓRTER

    • “O condomínio, localizado no bairro Jari, foi construído com recurs
      os do Fundo de Arrendamento Residencial, e demandou investimento da ordem de R$ 4,7 milhões, beneficiando aproximadamente 400 pessoas.” Nessa proporção, R$ 47 bilhões beneficiaria 4 milhões de pessoas! De quantofoi o rombo da Privatariatucana? Dava pra chegar a 10 milhões de cidadãos brasileiros beneficiados que acreditaram no PSDB naquela época? Sem mais perguntas excelências da Justiça e direita midiática.

  • Encontrei a notícia. Foi no UOL notícias. A seguir um trecho:
    “Em 2006, em reunião de conciliação com a prefeitura, a Mottarone demonstrou interesse em doar o terreno para que fosse destinado aos moradores da favela, mas a prefeitura não aceitou a proposta, sob o argumento de que não era possível alojar as famílias no local.
    No mesmo ano, o prefeito Gilberto Kassab (PSD) emitiu decreto de “utilidade pública para fins de desapropriação”, medida que obriga o proprietário a ceder o terreno mediante indenização. No ano seguinte, a prefeitura entrou na Justiça com uma ação de desapropriação da área.
    Em resposta, os moradores se associaram ao Escritório Modelo da PUC (Pontifícia Universidade Católica) –entidade conveniada à Defensoria Pública para defender os interesses de comunidades carentes– e entraram na Justiça com ação coletiva de usucapião em 2008. A medida é válida para famílias que morem em um local por mais de cinco anos e garante a propriedade do imóvel.
    O processo está na 17ª Vara Cível do Fórum Ministro Pedro Lessa. Os moradores garantiram na Justiça o direito de aguardar o fim do julgamento morando na favela do Moinho. “O processo estagnou. Faz tempo que não somos convocados pelo juiz”, afirma Francisco Antonio Miranda, 25, presidente da associação de moradores.
    Hoje, vivem na favela 532 famílias, que totalizam 1.656 moradores, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre os aglomerados urbanos no Brasil, divulgado na última quarta-feira (21). A comunidade fica entre duas linhas de trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), a 7-rubi e a 8-diamante. Dentro do terreno há um prédio abandonado, também ocupado por moradores.”

  • Bem que se acha estranho tanto incêndio em favelas na cidade de São Paulo. Já que a Justiça concedeu o direito de os moradores ficarem morando até decisão final, não é melhor eliminá-los?
    O trabalho desse blog é inédito, excelente!
    Uma sugestão: que tal fazer um levantamento dos últimos incêndios em favela e verificar se não são im’pveis em disputa judicial ou de propriedade da Prefeitura?

    • Vc acabou de entregar Kassab.Porque esses incendio foi crime encomendado.E o nome do mentor de tal tragedia é Gilberto Kassab,o infame e corrupto prefeito de São Paulo.Ninguem me tira essa certeza.E com a conivencia do governo de São Paulo.

      • O lobby imobiliário hoje em São Paulo é algo indecente. Perderam totalmente a vergonha. Vejam o exemplo da construção do estádio do Corinthians, para citar apenas um entre tantos outros.

        • Pronto, já deram um meio de meter o Corinthians no meio de um post que nada tem a ver com esse assunto. Pesquise melhor e veja que o Corinthians obteve aquele terreno junto à prefeitura em 1979, e nada tem que ver com o assunto em questão, que nada mais é do que uma odiosa política higienista dos governantes nazistas de São Paulo. Deixe seu ódio clubista de lado. Se Deus quiser, os investimentos feitos na Zona Leste para a Copa irão trazer, além do desenvolvimento da região, muitas divisas para a nossa cidade e estado, que – espero – até lá, não será governado por uma direita que clama por linchamento quando uma pessoa mata um cachorro de maus tratos, mas que se cala vergonhosamente quando pobres morrem carbonizados…

          • Meu caro, o tempo dirá que o estádio em Itaquera (dane-se de que qual clube) não trará benefícios nenhum à não ser aumentar os preços dos imóveis em volta. Ou seja, empurrar mais e mais a classe com renda mais baixa para bairros como São Miguel e municípios como Suzano e Ferraz de Vasconcelos.
            Não é obra encimentada que demonstra desenvolvimento de uma região.

          • Então todos os outros clubes podem ter estádio, mas só o do Corinthians é que vai dar errado? Paro por aqui, por que a discussão do post está se perdendo. De concreto, companheiros, a única certeza que tenho é de quem está empurrando gente de classes mais baixas para subúrbios mais longínquos: o prefeito Kassab e seus incêndios em favelas, e não um estádio. O Edu mesmo fez estimativas aqui, se eu não me engano em 2010, de 15 incêndios em 12 meses, ou seja, mais de um por mês. Devemos lembrar que na campanha eleitoral de Kassab para prefeito o SECOVI apoiou sua candidatura inclusive com doações, e o prefeito, em troca, se tornou uma espécie de “procurador” do SECOVI na cidade – foi até cassado por isso, mas os “adevogados” conseguiram dar nó em pingo d’ água. O que pode explicar muita coisa no caso desse crime ser efetivamente investigado, se é que vai ser mesmo: podem ter certeza que tem gente ligada ao setor imobiliário nessa limpeza nazista.

            Um adendo: O RJ tem mais de mil favelas, com os mesmos “gatos”, ligações clandestinas e produtos combustíveis que nas favelas de SP. Lá, no entanto, nunca, nunca houveram incêndios na mesma proporção com os que acontecem aqui. Cadê a nossa proba imprensa, cadê o Ministério público, tão solícitos na hora de criticarem um estádio? Isso que acontece aqui – limpeza social no melhor estilo Hitler – é o tipo de coisa que vai fazer meus conterrâneos paulistanos sofrerem com uma maldição de décadas mais…

  • È revoltante e doloroso,a situação de São Paulo é triste,politicamente e administrativa,sua elite governista,PIG,PSDB,DEM,PPS,PSD e a classe A em nada se diferenciam dos nazistas.

  • Realmente é revoltante Edu, moro em uma cidade do interior de Mato Grosso do Sul de aprox. 50.000 habitantes, não é uma cidade rica, mais todas as favelas já foram eliminadas. todos trocaram seu barracos por moradias decentes. Levando dignidade às famílias que outrora viviam em condições precárias. Não entendo com São Paulo, rica como é, existem situações que até mesmo nas cidades mais pobres do Nordeste estão se tornando cada vez mais escassa. Embora a qualidade dos políticos eleitos aí já diz tudo.

  • Edu, é preciso apurar sobre os 29 desaparecidos, não é possível, isto está acontecendo em São Paulo. Me lembro que o higienista e prefeito (Andrea Matarazzo) do Nunkassab fez as rampas antimendingo no acesso da Av.Paulista.
    Precisamos punir de vez estes irresponsáveis
    Abs
    Cido

  • É… na época do FHC os derramamentos de óleo e até o afundamento da plataforma P-36 na Petrobrás aconteceram assim… um atrás do outro, como os incêndios nas favelas de São Paulo, e também eram tidos por “acidente”. Depois de Lula, parou de acontecer. E os incêndios nas favelas em São Paulo ocrorrem sempre nos finais de ano.

    O Ministério Público tem que averiguar essas “coincidências”.

  • Edu, com a sua veia jornalística você faz um trabalho melhor do que a imprensa dos grandes conglomerados da mídia nacional. Mas é como você e outros comentaristas daqui disseram: “Pobres e sem votos não interessam aos poderosos da política paulista”. Aproveitando o fato levantado de que essa série interminável de incêndios “acidentais” têm ocorrido constantemente em São Paulo ( aqui no Rio, por exemplo, nem lembro a última vez que isso aconteceu), será que você não poderia nos informar o que aconteceu com esses terrenos depois desses incêndios? Será que você poderia listar todos os incêndios ocorridos aí em São Paulo nos últimos onze anos (século XXI) e ver a que essas áreas foram destinadas? É importante a gente saber sobre isso.

  • Com as bençãos do PIG, o lacerdismo e tudo quanto é prática podre que já existiu na política brasileira sobrevivem como modus operandi na Tucanistão que virou São Paulo.

  • Por volta das 11:30hs de hoje 25/12, um grupo de pessoas trajando roupas de Papai Noel , iniciaram uma doação de presentes , na rua que fica paralela ao Viaduto que passa acima da Favela .

    Escoltados por policiais da Guarda Metropolitana e tocando sinos, eles ficaram no local entregando ao que parece presentes para as crianças , durante aproximadamente 40 minutos .

    Vi esta cena da sacada de meu apto. que tem uma visão bastante ampla da favela e das ruas ao redor .

    Como já comentei em outro Post, resido a 500 metros da Favela e quando do incendio pude verificar muitos fatos que me levaram a concluir que estes acontecimentos nestas comunidades são consequencia de uma determinação de estado ( higienização ) da própria Prefeitura , apoiada pela Elite Carcomida , pela Imprensa Venal e Sequazes.

    A atuação dos Bombeiros ( protegendo uma empresa próximae deixando os barracos arderem ) , da Policia e a completa ausencia de assistentes sociais , aliada á uma inusitada presença ( pessoas que estavam com uniformes na cor azul ) andando dentro dos escombros á noite , por volta das 23:00hs deste sábado , nos leva a refletir um pouco mais sobre este triste acontecimento .

    Estranho , tambem a quantidade de carros de policia ( apenas eles !) , nas imediações da Favela.

    Não ajudam , não consolam , não remediam , então o que estão fazendo por lá ? Mantendo o terreno “limpo” para que não haja a reconstrução por parte dos moradores ?

    É fato que apenas favelas em São Paulo possuem a propriedade da Combustão Expontânea.

    É fato que á partir do Governo Bolinha de Papel Assassina na Prefeitura de S.Paulo ( 2004) e com maior virulência no Desgoverno atual , o numero de favelas que foram incendiadas cresceu de forma exponencial.

    Isto não é coincidência !

    É uma ação ordenada e com objetivos claros :

    Desocupar os terrenos onde estão instalados estas comunidades á qualquer custo , repito Á QUALQUER CUSTO, AINDA QUE SEJA O DO GENOCÍDIO .

    Himmler e a Gestapo possuem muitos admiradores na Prefeitura de S.Paulo e no Palacio dos Bandeirantes .

    Ao que parece …

  • A muito que eu ia pra SP de trem e passava ali ao lado e dezenhava em minha mente o que o Governo poderia fazer para ajudar este povo, seja o governo empresarios entre outros. E agora com o incêndio fico revoltada em saber que uma simples ideia com pouco dinheiro pode acabar com tudo isto, fazendo não somente por eles mais por todos os favelados que existem nesta cidade.

    A ideia que sempre tive é se alguem ler se quiser por em pratica seria bom. Exemplo a fabrica Saara do Grupo Aguilar tem maquinas para todo o tipo de serviço de construção entre elas maquinas de reciclagem e solo cimento, onde são maquinas de valor barato e economicas. Qual é a ideia com que comprem maquinas como estas para que eles construam suas casas em sistema multirão igual algumas igrejas evangelicas constreem seus templos. Alguem lhes conseda o material e até mesmo pode utilizar o terreno em que estão. Fazem todo o processo de urbanização e depois de prontos ai sim cobrem um preço justo como os preços do CDHU, por exemplo, sem se aproveitar da situação. Dando uma moradia digna para eles nada de abrigos ou seila estas coisas que sempre fazem tem como mudar a vida do povo de SP. Barato e facil chega desta ignorancia dizer que não pode. Exemplo o Gugu um dia motou uma casa com uma maquina da Saara para um artista de um programa dele em menos de um mês.Existe ai a reciclagem e tantas outras coisas. De um fim de ano para este povo. Queria que empresarios, governos e até mesmo a impresa pudesse ler isto e alguem fizesse algo.

    Edna

  • O PIG costuma dizer que “a culpa é das ligações elétricas clandestinas e dos barracos construídos com materiais inflamáveis…” Mas por que é que as favelas do Rio, de Salvador, do Recife, de Fortaleza etc todas igualmente compostas de barracos de madeira, palha, plástico, papelão etc; onde há também ligações elétricas clandestinas, fogões a lenha, a carvão, o escambau…e nunca incendiou nenhuma, enquanto em São Paulo queima uma favela quase que diariamente?

    • E mais, esses “acidentes” só ocorrem em favelas localizadas em terrenos de grande valor comercial. As localizadas em terreos distantes e de difícil acesso nao sofrem incêndios.

      Que “coincidência” estranha, não é?

  • Segundo o q vi na imprensa, a ‘cracolândia’ ou “Nova Luz”, significa a privatização e entrega total do bairro da Luz e entorno para investidores privados. Então, podemos entender q não existe mais poder público em SP.
    Nesse processo em SP, será q há a defesa de sua gente (nossos irmãos paulistanos e suas famílias), de seus trabalhos, de seus lazeres, suas moradias, seus pertences, seus animais e aves, suas árvores e plantas, seus rios e águas, suas terras, seus patrimônios históricos, sua cultura popular, tão plural e tão dinâmica…?
    E ao contrário do que dizem, essas milhares de novas torres de condomínios fechados (neo-feudos da especulação imobiliária) na Capital de SP, são de baixíssima e degradante qualidade (mas o PiG repete falsamente “alto padrão”, “alto luxo e requinte”, “sofisticação e novo conceito”). Constituem apenas obstáculo ao urbanismo democrático, humano e ecológico (uma obra ao lado da Água Branca secou um dos lagos de um parque q é tombado!!!).
    Essas ocupações reacionárias e provincianas das elites destróem a vocação metropolitana da cidade e, principalmente, as condições sociais presentes e do futuro dos direitos fundamentais de SP, pois o q é público está sendo privatizado. E aquilo q é privado não há acesso público e social.
    O país precisa conhecer a real SP, para ver q a grande maioria da população paulistana é constituída de (sofridos) trabalhadores nessas condições precárias… E não de ricos.
    E ver tb q a miséria e a pobreza em SP não se limita às Periferias: ela já começa no centro de SP!!!!!!!
    Bairros de elite são uma realidade microscópica no imenso oceano de favelas e cortiços q é SP.
    E, pelo visto, o abandono, degradação e sucateamento de áreas públicas urbanas como o Centro, servem ao interesse da privatização urbana de SP.
    Há uma “nova” Luz? Ou vemos nesses últimos anos verdadeiras Trevas Medievais em pleno séc.XXI?
    Esse caso da Favela do Moinho precisa ser o ponto final dessa deprimente história.
    Constituição (Federal, Estadual e Lei Orgânica) e Direitos Humanos, Já.
    SOS SP!!!

  • Recomendo aos paulistanos a verificarem quais as empreteiras que doaram para a campanha do Kassab. E depois é só ver qual explorará o terreno quando a favela toda for reduzida a cinzas e seus moradores desabrigados e/ou carbonizados.
    É um bom começo para uma investigação do Minstério Público. Mas não esperem pelo pig, pois de lá não sairá nada

  • Trinta pessoas teriam morrido no incêndio e os bombeiros fizeram simplesmente vistas grossas ?
    Muito cuidado nessa hora.
    Sabemos que esse mundo não é feito de santos mas simplesmente fazer uma instituição como os dos Bombeiros que simplesmente esconderam trinta corpos carbonizados é um tanto quanto difícil de acreditar.
    Se acreditam realmente que isso ocorreu que provem, mas provem mesmo, pois isso passa de qualquer irresponsabilidade.

    • Assim como a polícia militar, os bombeiros seguem a hierarquia militar, e como tal precisam obedecer ordens dos seus comandantes (mesmo que não concordem com elas). E seus comandantes por sua vez são obrigados à cumprir ordens (mesmo quando não concordam com elas) dadas pelo “supremo comandante” que é o prefeito ou governador atual. E você sabe quem é o prefeito atual de São Paulo.

  • “aliada á uma inusitada presença ( pessoas que estavam com uniformes na cor azul ) andando dentro dos escombros á noite , por volta das 23:00hs deste sábado”

    Seriam os uniformizados, papa-defuntos?

  • Caro Eduardo,

    Começo a temer pela sua segurança. Enquanto o blog abordava temas políticos eleitorais, com um vieis partidário, “us home” te toleravam. Eras um PTista em campanha. Agora você entrou para o clube do Amaury Ribeiro,” jornalismo investigativo”. Aí o bicho pega. Lembra-se do blogueiro que foi assassinado ? Muito cuidado. Essa GANGUE é capaz de tudo. Tudo mesmo. Abraços, Ertha

    • Como exercício de tolerância, vou lhe explicar: você precisa aprender a divergir do assunto sem atacar aquele de quem diverge. Você acha que simplesmente criticando a trilha do vídeo ou dando asas à sua imaginação está sendo contundente? Não publiquei porque você me insultou. E não vou mais publicar seus insultos. Quando usar argumentos em vez de detratações ou agressões, terá espaço. Você acha que tudo que aconteceu durante a visita que eu e a família fizemos àquela favela está no vídeo? Ontem, eu e a minha família entramos na favela, conversamos com as pessoas, depois percorremos as ruas do entorno, batemos nas portas das casas. Passamos a manhã inteirinha nos dedicando. Que direito tem você de supor coisas e exigir que eu publique? Sua única forma de combater meu relato é me desqualificar. Aliás, é assim que age a direita. Todos petralhas, todos ladrões. Ao desqualificar, tornar bandido ou ladrão a pessoa, está aberto o “direito” de darem golpe de estado, de torturarem, de matarem. A ditadura militar foi construída em cima de suposições e assim foram 20 anos de regime ditatorial. Bem, aqui no meu blog eu tenho o direito de bloquear quem me insulta. Só quem divergir decentemente terá espaço. Cansei de dar voz aos que me insultam. Chega.

      • Edu você realmente tomou uma sábia decisão, pois se postamos apenas perguntas nos blogs de Reinaldo Azevedo, Noblat, Merval e outros defensores da ética e da moral, eles nem publicam. Agora ficar servindo de sparring desses trolls, apanhando mais do que vaca na horta é demais, o PT em geral é um exemplo vivo, vive apanhando calado e não reage, ficam naquele velho papo de enriquecer o debate. Tem é que ocupar as rádios e Tvs em horário nobre e falar com o povo. Abraço e parabéns pela investigação na periferia, pois matou dois coelhos com uma paulada só, investigou in loco a limpeza étnica do desgoverno do estdo e município de São Paulo e também provou, e digo nem precisava, à um participante do blog que sugeriu que você deveria ir à periferia.

      • Prezado Eduardo,

        Para este cidadão que auto intitula-se, o Campineiro, vale o conto de Hegel, no famoso ‘Quem pensa Abstrato?’

        Uma velhota cheia de preconceitos vende ovos na feira, em Stuttgart. Certa donzela elegante e bem vestida é sua freguesa. Um dia, a moçoila diz à velha feirante: ‘Os ovos que eu comprei estavam podres’. Resposta da velha feirante: ‘Quem é você para dizer isso da minha mercadoria? Seu pai foi abandonado num asilo por sua mãe, a qual fugiu com um soldado francês! E não sabemos onde e como você arruma dinheiro para comprar esses vestidos caros!

        A réplica da velha feirante (assim como os argumentos sempre expostos aqui, pelo Campineiro) é abstrata, porque não vai à prova: os ovos estão podres ou não? Não há qualquer relação de causalidade entre uma coisa e outra. O que a velha feirante tinha de provar era que os ovos não estavam estragados. Em vez disso, ela esculhamba a freguesa com o objetivo de intimidar e de esconder a verdade.

        O discurso do Campineiro sempre serviu para exemplificar as artimanhas de uma argumentação preconceituosa e torta, que não está preocupada com a busca da verdade.

        Concordo com você, que ele ache espaço entre os dele.
        Que ele seja muito feliz com o “Tio Rei” (isso se os dois não forem uma só pessoa)

        • Nada mais errado que esta sua afirmação

          O discurso do Campineiro sempre serviu para exemplificar as artimanhas de uma argumentação preconceituosa e torta, que não está preocupada com a busca da verdade.

        • João Barbosa
          Muitos aqui leem Reinaldo Azevedo, o qual publicou recentemente essa história de Hegel e, coicidentemente (?), com comentários idênticos.

          • Bom saber que o pessoal da direitona está trocando as carabinas e baionetas por livros!!!

            Já era hora de adquirirem um pouco de conhecimento afinal, a leitura sempre engrandece o debate.

            No meu próximo comentário, provavelmente irei de Nietzsche, pois estou um tanto quanto niilista no momento.

            PS: Algum dos comentaristas aqui ainda perde tempo, lendo o “Tio Rei” ? Tentar dialogar com o “Tio Rei” é o mesmo que ir à uma reunião da KKK, para debater direitos humanos…simplesmente, impossível.

      • Ótima atitude. Esse cara é muito agressivo e cheio de más intenções. Tudo quanto é debate, ele entra para tumultuar. Tem outros direitóides que vêm aqui e que se comportam bem, mas este…..

      • Algumas considerações Eduardo.

        Quando o Henrique chama os comentaristas de merdas e bostas, então ao que parece ele segue uma linha editorial que vc aprova, uma vez que publica.

        Considerei estranho que até ontem era tudo como vc chamou, “dia do perdão” e hoje vc vem com esta frase:

        “Roguemos a Deus, neste dia de Natal, que tenha piedade de São Paulo e que, assim, ilumine seu povo para que na eleição municipal do ano que entra tire do poder essa quadrilha que tomou a administração da cidade e do Estado, pois viver aqui vai se tornando aterrorizante e desolador.”

        Vc tem todo direito de publicar ou não.

        Assim como eu tenho o direito de contestar alguns de seus comentaristas da vida que não só insultam mas se perdem totalmente quando confrontados com o contraditório, e tudo isto com a sua maior benevolência e aprovação.

        Quando à sua questão da ditadura, eu não morava no Brasil nesta época, e quando aqui cheguei fui chamado ao Dops para explicar pq eu tinha uma assinatura do jornal “A Estrela Vermelha”, Jornal editado pelo regime de Mao para os núcleos de apoio, espalhados por toda Europa.

        Desafio vc mostrar um único post aonde escrevi que todos petralhas são ladrões ou algo semelhante.

        Falei sobre o vídeo sim, pq, da mesma forma como vc foi na passeata dos cansados e relatou um monte de coisas, mas não documentou.

        A mesma coisa acontece neste vídeo. Vc filma de longe de cima de uma passarela, mas em nenhum momento vc mostrou conversando com ninguém, nem colhendo depoimentos.

        Ou seja, um material que poderia ser usado para mostrar a outros interessados na discussão, não serviu para nada a não ser para sua auto-promoção.

        Sua afirmação :

        “Ao desqualificar, tornar bandido ou ladrão a pessoa, está aberto o “direito” de darem golpe de estado, de torturarem, de matarem. A ditadura militar foi construída em cima de suposições e assim foram 20 anos de regime ditatorial.”

        é totalmente válida, uma vez que todas as ditaduras comunistas socialistas e semelhantes usavam o mesmo artifício.

        Assim temos estatísticas horrorosas que podemos e sempre devemos mostrar a todos:

        20 milhões na União Soviética
        65 milhões na República Popular da China
        1 milhão no Vietnam
        2 milhões na Coreia do norte
        2 milhões no Camboja
        1 milhão nos Estados Comunistas do Leste Europeu
        150 mil na América Latina
        1,7 milhões na África
        1,5 milhões no Afeganistão
        10 000 mortes “resultantes das acções do movimento internacional comunista e de partidos comunistas fora do poder”

        Uma lista parcial mais detalhada de alguns crimes cometidos na União Soviética durante os regimes de Lenin e Stalin:

        As execuções de dezenas de milhares de reféns e prisioneiros e de centenas de milhares de operários e camponeses rebeldes entre 1918 e 1922.
        A grande fome russa de 1921, que causou a morte de 5 milhões de pessoas.
        A deportação e o extermínio dos cossacos do Rio Don em 1920.
        O extermínio de dezenas de milhares em campos de concentração no período entre 1918 e 1930.
        O Grande Expurgo, que acabou com a vida de 690 000 pessoas.
        A deportação dos chamados “kulaks” entre 1930 e 1932.
        O genocídio de 10 milhões de ucranianos – conhecido como “Holodomor” – e de 2 milhões de outros durante a fome de 1932 e 1933.
        As deportações de polacos, ucranianos, bálticos, moldavos e bessarábios entre 1939 e 1941 e entre 1944 e 1945.
        A deportação dos alemães do Volga.
        A deportação dos tártaros da Crimeia em 1943.
        A deportação dos chechenos em 1944.
        A deportação dos inguches em 1944.

        Fora os 9 milhões de judeus mortos pelos alemães durante a WW II

        Fora aqueles que morreram nos genocídios da Bósnia, em Ruanda, em Darfur, etc.

        Fora o genocídio dos Armênios pela Turquia

        Fora os que foram mortos pelos “usamericano” no mundo todo.

        Fora os mortos pelo regime de ditadura militar na Argentina, Brasil, Cuba e tantos outros.

        Quem sabe o PCdoB, Partido do Protógenes, que mandou suas condolências para o ditador comunista da Coréia do Norte com uma nota dizendo

        “O camarada Kim Jong Il deu continuidade ao desenvolvimento da revolução coreana, inicialmente liderada pelo camarada Kim Il Sung, defendendo com dignidade as conquistas do socialismo em sua pátria. Patriota e internacionalista promoveu as causas da reunificação coreana, da paz e da amizade e da solidariedade entre os povos.”

        possa nos esclarecer o apoio de seu partido à um facínora.

        Mais uma vez me curvo ao seu máximo direito de publicar ou bloquear a quem quer que seja. Mesmo assim virei aqui e apontarei as coisas que eu acho errado assim como apontei as coisas certas, e estava até me confraternizando com o Ex-Tavasóbio no dia do perdão.

        Não exigo nada de vc, nem que vc publique nem que vc não publique, só achei que o vídeo poderia ser útil para argumentação caso realmente contasse e corroborasse com as afirmações em seu texto.

        Eu não teria a menor vergonha em perguntar as autoridade presentes sobre o inúmero de mortos naquele prédio, cuja retirada foi muito bem camuflada pelas forças presentes.

        Mais uma vez, ” Eduardo Rules”

        Atenciosamente

        Christoph

          • Prezado Eduardo

            Agora entendi.

            >Quando o insulto é à sua pessoa, vc corta.< Ficou claro!!

            Quanto as fontes:

            Até
            "A deportação dos inguches em 1944." veio de

            O Livro Negro do Comunismo: Crimes, Terror, Repressão é uma obra coletiva de professores e pesquisadores universitários europeus. O livro foi editado por Stéphane Courtois, diretor de pesquisas do Centre national de la recherche scientifique (CNRS), e seu lançamento ocorreu por ocasião dos 80 anos da Revolução Russa.
            O Livro Negro faz um inventário da repressão política por parte regimes ditos marxistas-leninistas — incluindo as execuções extrajudiciais, as deportações e as crises de fome. Foi publicado originalmente em 1997, na França, sob o título Le livre noir du communisme: Crimes, terreur, répression.[1]

            Depois veio de

            http://www.ushmm.org/wlc/ptbr/article.php?ModuleId=10007095

            LINHA CRONOLÓGICA SOBRE O CONCEITO DE GENOCÍDIO

            Estes dois acrescentei

            Fora os que foram mortos pelos “usamericano” no mundo todo.

            Fora os mortos pelo regime de ditadura militar na Argentina, Brasil, Cuba e tantos outros.

            Quanto ao

            PCdoB se solidariza com o povo coreano pela morte de Kim Jong II

            http://www.pcdob.org.br/noticia.php?id_noticia=171494&id_secao=3

            Atenciosamente

            Christoph

          • Já ouvi falar desse livro. Achei que era essa a sua fonte porque o Reinaldo Azevedo, durante um tempo, não falava de outra coisa. A tese desse livro é a de que regimes de esquerda matam mais do que os de direita. Porém, dá para usar essa teoria para o outro lado. Poder-se-ia contabilizar as mortes que os EUA geraram com suas guerras, por exemplo, pois os regimes americanos são sempre de centro-direita ou de extrema-direita. Se fizerem isso, a contabilidade da direita ultrapassa fácil a da esquerda. O fato é o de que o que mata mesmo são as ditaduras e as guerras. Ora, tanto faz uma ditadura de direita ou de esquerda e guerras não têm ideologia. Os autores pegam até as tropas de Cuba em Angola e contabilizam as vítimas que fizeram. Para igualar o jogo bastaria alguém de esquerda para escrever o livro negro da direita e contabilizar até quantos Hitler matou. Então, algum espertinho virá dizer que Hitler era de esquerda porque seu partido levava a palavra socialista no nome. Enfim, são táticas discursivas antigas. É aquela história de desqualificar o interlocutor para tentar vencer o debate por razões que não são as que o geraram. Sobre o PC do B, discordo da nota do partido. Agora veja só para onde você levou a discussão. Estamos debatendo coisas que nada têm que ver com o post. Essa é a sua tática. Alguns – você, inclusive – pensam que eu caio nessa, quando apenas tento não censurar. Você acha que devo deixar você vir aqui fazer provocações e desviar o foco das discussões? Acho que não. Os blogueiros que você apoia não permitem nem que divirjam do assunto que eles estão comentando, quanto mais que se mude o foco. Então, meu caro, acho que já é hora de acabar com a sua festa. Acho que já tolerei demais, não acha?

      • Deixa ver se entendi.
        O blogueiro não publica insultos contra sua pessoa. Correto. Concordo que desqualificações pessoais devem sofrer censura pois não somam.
        Todavia, parece-me que quando se trata de apoiadores do blog mandando um divergente para lugares infectos e nauseabundos ou fazendo blague com o sobrenome do infeliz identificando-o com excremento, ou colocando em dúvida sua sanidade mental. Aí pode ?
        Parece que pode.
        Supicaz esse seu senso de justiça.

        • Vai piorar, companheiro. Você vem aqui fazer provocações, dar uma de engraçadinho. Então, daqui em diante simplesmente não publicarei provocações, só quando você escrever sua opinião como um lorde, o que significa que você dificilmente voltará a ter espaço aqui. Estou farto disso. Enquanto sua turma censura nos blogs dela, eu ainda lhes dou espaço. E reclamam. Fiz um teste no blog do Noblat. Postei minha opinião, comecei a ser insultado e em vez de ele coibir os insultos, me bloqueou. Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes, esses você acha o máximo. Pois vá comentar lá. Aqui, você só entra com educação, o que é muito menos do que pedem os blogueiros de que gosta, que exigem que você mude de opinião se quiser comentar nos blogs deles

    • CAMPINEIRO!!!Me responda por favor: Porque será que vc gosta tanto deste blog? se não gostasse , não postaria, mas na verdade vc faz parte desta familia, tipo mais um irmão “briguento” ,o que seria do mundo se todos gostassem só do vermelho? ou do amarelo?,OU DO AZUL/ LÁ NO FUNDINHO VC É UM DOS NOSSOS COMPANHEIROS….. MAS AINDA NÃO PERCEBEU!!!!!! feliz ano de 2012!!!!!!!

  • Alguem aí falou: O que Serra tem com isso? Tudo a ver, pois se ele foi governador e prefeito de São Paulo, apesar de ter cumprido apenas parte de seu mandato, também é responsável sim, ou será que usou esses cargos apenas como trampolim prá chegar à Presidência?

    • Lembrando que Serra é padrinho político do Kassab, que não teria sido eleito prefeito sem ele.

      E foi o Serra que introduziu políticas higienistas contra a população pobre da cidade quando foi prefeito, todos ainda se lembram do cheque-despejo e das rampas antimendigos. Essas políticas demonazibicudas foram seguidas pelo Kassab, mas foi o Serra que introduziu essa mentalidade na administração municipal.

      Serra tem responsabilidade sim (e muita) em relação ao estado de coisas atual em São Paulo.

      Enganam-se (ou querem enganar) muito aqueles que dizem que a responsabilidade do governante acaba quando termina seu mandato. Ele é responsável sim pelas consequências deas ações que tomou quando estava no poder.

  • Isso aí é o jeito de neoliberal “administrar” problemas. Tem de adotar medidas eficientes, que atinjam rapidamente o objetivo, e sobretudo, de baixo custo. Ora remover, comunidades tem um custo altíssimo. Imagina: construir moradias dignas, com água, esgoto, energia, transporte, escola, hospital, creche, segurança ufa…Isso é investimento que “não compensa”. Fazer o quê então? Taca fogo, uai! Aí dá-se assistência por alguns dias, em algum galpão, pelo tempo suficiente para despachar essa gentalha de volta pra Bahia. È muito mais prático (e barato).

  • SP tem 2,6 mil favelas ..este problema não é novo, nem vem de hoje ..no RJ 22% das pessoas vivem em áreas degradadas, favelas ..umas VERGONHA até se pra uma Àfrica

    Penso que deveríamos parar de tentar achar culpados, ainda mais em véspera de eleição ..muito menos culpados pra questões que deveriam indignar e que hoje afetam o BRASIL inteiro

    Pelo fluxo migratório, pelos passivos (ensino, saúde, infra etc) é impossível mesmo para um Estado, mesmo que rico, ou município, isso num país aonde a carga flui mais para os cofres e PODERES federais, é impossível para os menores dar conta deste CAOS urbano a que estamos sendo submetidos desde o fim dos anos 50 com o acelerado processo de desenvolvimento a que nos submeteram (priorizando o latifúndio com baixa ocupação de MO no campo)

    Ademais, pra efeito de dignidade e de menor hipocrisia, penso que deveríamos responsabilizar SIM a todos os indivíduos (*), e JAMAIS chamar estes ambientes insalubres e indignos de “comunidade” ..mais ainda, penso que se nós achamos mesmo que FAVELA e gueto sejam sinônimos de comunidade (solidariedade e congraçamento), aí é que todos estamos perdidos

    ..e some a este problema o do tráfego e consumo de drogas também, coisa difícil ..planetária mesmo

    (*) refiro-me aqui a pais irresponsáveis (pobre não dá em árvore nem cai do céu), sociedade fragmentada e INCONSEQUENTE, INVASORES que só querem residir em áreas nobres e a ELITE que abandona os seus imóveis de forma inconsequente esperando por indenização e valorização especulativa ..justiça e Estado que não sequestram e nem repartem estas glebas objeto de descaso, sociedade que não cobra, governos que não se mobilizam pra enfrentar este drama que de há muito (antes do LULA) já tinha ares e epidemia

    Por fim, lembro que desde o inicio do governo LULA eu defendia meio que sozinho na blogosfera para que a estratégia de desenvolvimento do país fosse dada NÃO via consumo efêmero e concentracionista (VEÍCULOS de transnacionais por exemplo) mas sim via um programa intensivo de construção e DESFAVELIZAÇÃO que deveria estabelecer metas hercúleas para erradicação do déficit habitacional que à época já alcançava 10 MILHÕES de moradias ..fui vencido, imediatistas preferiram menores desafios e resultados mais imediatistas ..desde lá incêndios por RELAPSO e não criminoso (ao menos comprovados) não param de crescer ..cidades desaparecem ..acidentes históricos e recordes (como os da região serrana) ainda acontecem

    reitero, hoje a cobrança DEMAGÓGICA esta recaindo a prefeitos e governadores ..esqueçam ..isso é um problema do PAÍS (não foi de Marta, não é de Kassab, nem deverá ser de Haddad) ..e não adianta cobrar a oposição que hoje esta lá, pois amanhã, por coerência e justiça, a cobrança INDEVIDA então deverá recair em “um dos nossos”gerando de outra injustiça

    ..assim não ! acho que se queremos SOLUCIONAR (e não ficar neste joguinho de a quem culpar e empurrar) penso que devemos pensar maior, pensar efetivamente nos inocentes e vítimas que derivam desta guerra suja, baixa, política que alguns ainda insistem em nos implantar só pra no voto tentar faturar

    o povo não é bobo, ele sabe identificar muito bem que os tenta enganar e explorar

    e sabe mais ? Desde que os cartéis siderúrgicos, com as privatarias, foram mantidos, e os OLIGOPÓLIOS do cal/cimento foram favorecidos e estimulados, via financiados do BNDES por exemplo, cada dia vejo que a solução pra este drama social fica cada vez mais longe e CARA de vermos acontecer

    ..em resumo, FALTA VONTADE política e coragem, LEIS inclusive, conhecimento dos administradores, líderes e críticos para visualizar todo o cenário envolvido, falta determinação pra cobrarmos a COTA PARTE de todos os que deste esquema, de autentica EXPLORAÇÃO da MISÉRIA humana, ganharam e ainda ganham com tamanho descaso, descaso de todos os dias, e não só natalino

    abrá

    • Uma coisa é procurar culpados pela formação das favelas. Sabemos que as favelas são o resultado de um contexto social perverso e nesse caso eu concordo que é melhor ter um projeto para superar essa chaga nacional do que procurar culpados.

      Outra coisa muito diferente é a questão dos culpados por incendios criminosos. Os providenciais incêndios em favelas localizadas em áreas de alto valor imobiliário em São PAulo devem ser investigados e se forem criminosos como muitas pessoas suspeitam, os culpados devem ser identificados e punidos nos termos da lei pelos homicídios e demais crimes decorrentes de tal barbaridade.

  • Puxa até que enfin um blog com opiniões e gente sensata,obrigado amigos por confirmar as minhas suspeitas de que eu vivo num estado nazifacista que tem uma elite corrupta e higienista ,falar apenas não resolve precisamos nos juntar,discutir,criar um serviço de inteligência e investigação, eu sei que é difícil mas unidos podemos vencer os canalhas.

  • uma análise mediana ..e uma TREMENDA duma MENTIRA, refiro-me a confusão premeditada e repisada de que CONCESSÃO pública por tempo determinado e meta estabelecida é igual a privatização por exploração ad infinitum

    ..pior ainda, insinuar que concessão é sinônimo de privataria, uma coisa aética e corrupta, fraudada, aonde um bem coletivo ou MERCADO INTEIRO é doado a pouquíssimos indivíduos (mesmo que pertecente a sindicatos do CRIME)

    http://colunas.epoca.globo.com/paulomoreiraleite/2011/12/26/papai-noel-na-privataria/

    ahhh que falta faz um código de ética pra mídia tendenciosa, não? ..pior ainda quando esta mídia dá voz a jornalista e despreparado, maldoso e/ou interessado no pudim

  • Eis aí uma ótima súplica para este final de ano: “Roguemos a Deus… que tenha piedade de São Paulo e que, assim, ilumine seu povo para que na eleição municipal do ano que entra, tire do poder essa quadrilha que tomou a administração da cidade e do Estado, pois viver aqui vai se tornando aterrorizante e desolador.” De fato, é necessário pedir ao Altíssimo, luz para os paulistas e paulistanos… E quando digo luz, me refiro àquilo que esclarece, ilumina ou guia o espírito; pois se precisássemos da luz fornecida pela AES-Eletropaulo, para nos livrarmos do infortúnio “demonazibicudo”, estaríamos roubados, já que essa empresa não passa de mais um, dentre os muitos péssimos resultados das “briberyzations” demotucanas…

  • “Nos últimos anos, incêndios em favelas em São Paulo viraram tão rotineiros quanto agressões a homossexuais na avenida Paulista. Esses fenômenos só confirmam o que já se sabia, que a cidade foi entregue ao que existe de pior na política brasileira. O resultado do voto irrefletido pode ser visto nessas imagens deprimentes.”

    Da outra vez que voce veio com esse historia eu nao comentei, mas agora quero lhe fazer uma pergunta.

    O Sr está dizendo que a prefeitura ou autoridades publicas do municipio/estado sao agentes dolosos dos incendios que ocorreram em favelas? Vamos ser claros, voce está afirmando que existe crime ?

    • Ô, neoliberal (entenda esse qualificativo como lhe parecer…)… Tomando a liberdade de responder pelo Eduardo: Se “a prefeitura ou autoridades públicas do municipio/estado” não forem os “agentes dolosos” diretos dessas tragédias, certamente o são indiretamente, por muitas razões que são complexas demais para explicar a você… Entendeu ou é preciso um desenho?

  • Edu , permita-me lhe dar um humilde conselho:não se exponha desta forma , sua família é muito importante para ti .Você é o nosso general nesta longa batalha,e como tal, tem de resguardar sua posição de pensador , das ações futuras.
    Fez muito bem, mesmo a contra gosto entregar os presentes onde lhe foi determinado.
    Moro na periferia aqui em SSA,sei do que estou falando.Para visitar parentes no bairro Saramandaia que fica a traz da rodoviária, parentes tem que nos encontrar.
    Como disse antes, você é importante nas batalhas em andamento , futuras, talvez ainda em décadas ,fazendo esta mobilização. ( Sempre que posso, comento do seu trabalho ,e dos comentaristas do seu blog e de outros ).Pense na sugestão que um dos comentaristas lhe apresentou como político , o próprio partido financia (acho).Você estaria ‘’purificando” o ambiente político assim como já o faz, Protógines e outros.

  • Nossa Edu, o que você relata é gravissimo. A higienização está institucionalizada mesmo.

    No ano passado quando vocês ai de SP relatavam a quantidade de acidentes incentiários nas favelas colocando duvida de que eram realmente acidentes, mostrava que algo deveria ser feito, agora essa historia de acobertar o numero de vitimas agrava ainda mais a situação.

    Depois dessa do Uol fica dificil esperar alguma coisa que preste da imprensa de SP .
    Quer dizer que só no dia 25 que saiu a noticia?
    Todo esse tempo esse povo ficou sem voz e sem direito de enterrar seus mortos?
    Infelizmente até isso o cidadão comum terá que fazer. Ele próprio tem que ser o formador da noticia.

    Bom trabalho Edu, se não fosse você esse fato não teria sido colocado a tona. Isso, mais uma vez, mostra que a batalha do Haddad terá dimensões criminosas, afinal brigar com empresas imobiliárias é briga feia .A especulação imobiliário no municipio de SP está dando medo. O metro quadrado está pela hora da morte literalmente.

    • e vejam.depois de 5 Dias do fato ocorrido é q a”Grande Imprensa”veio dar a notícia.tem algo muito errado.e se brincarem,vão eleger Andrea Matarazzo prefeito de São Paulo.por que:nome italiano.é bem mais chique!

        • O nome Marta, vem do batismo e o sobrenome Suplicy, vem do casamento dela com o senhor Eduardo Suplicy. Ou seja, pela lei vigente no país, a época, ela inseriu, no nome dela, o sobrenome do marido.

          Já o Andrea Matarazzo é sobrinho-neto do conde Francesco Matarazzo, do qual herdou não só o sobrenome Matarazzo, como também a fortuna e o tino pelo higienismo social e gentrificação.

          Como diria o filósofo popular: Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

  • Eu imagino a quantidade de absurdos escritos por comentaristas como o tal “Campineiro”. É no mínimo falta de sanidade mental desse sujeito, afinal, seu trabalho é digno de aplausos e gratidão. Muitos que habitam nesta cidade preferem viver no absoluto caos a ter que reivindicar e cobrar a solução das instâncias competentes, que no caso seria a prefeitura e o governo do estado. Seu empenho é mais do vestir a camisa da solidariedade, sua atitude é a manifestação do bem.

    Você faz história, Eduardo. Os seres como o tal ” Campineiro” são figuras sem a menor sensibilidade humana para poder compreender a complexidade de casos como esse, bem como de outros inúmeros problemas que ocorrem nesta cidade por conta de uma administração incompetente e irresponsável.

    Ainda tem muito por vir, as chuvas de verão estão a caminho. Tudo está para acontecer. Não vai demorar para vermos a cidade alagada por todos os cantos. Esta é uma cidade abandonada pela administração pública.

    Valeu companheiro Eduardo.
    Você é uma referência.
    Um ser humano extraordinário.

    Desejo sempre o melhor para você e sua família.
    Boa semana.
    Abraço.

      • E sou eu que faço pré-julgamentos

        Os seres como o tal ” Campineiro” são figuras sem a menor sensibilidade humana para poder compreender a complexidade de casos como esse, bem como de outros inúmeros problemas que ocorrem nesta cidade por conta de uma administração incompetente e irresponsável.

  • O incendio da favela Moinhos no centro de São Paulo foi resultado da conduta dolosa de agentes públicos municipais com o apoio de agentes públicos estaduais,com o beneplacito tanto do prefeito de São Paulo,o corrupto Gilberto Kassab,afilhado politico de José Serra como tambem do governador do estado,Geraldo Alckmin.Isso não é hipotese,é convicção.

    • Não sou advogado, mas certamente a palavra “convicção”, deverá livrar V.Sa a responder ao exposto, criminalmente.

      Palavra muito bem aplicada, diga se de passagem.

      Certamente V.Sa. deverá ter conhecimentos profundos sobre nossas leis criminais.

      Atenciosamente

      Christoph

      • Ah,que coisa linda,e quem vai me processar?Vc?Ta se doendo porque a casa dos seus queridinhos caiu,imbecil?E vc acha que esses meliantes que assaltaram o poder na cidade e no estado de São Paulo vão se preocupar comigo,um cidadão comum?E se por acaso me processassem estariam apenas corroborando aquilo em que sempre acreditei:falam em democracia,mas usam do aparato repressivo para fazerem calar seus desafetos.Vc acha que me intimida com isso,otario?

  • O Serra, Alckmin, Kassab e FHC tem sim, muito envolvimento neste incendios no minimo criminosos, ou limpeza etnica sendo feito em Sao Paulo…..pois eles todos sao privatizadores ou ladroes do bens publicos para os amigos dos amigos…….todos tem processos ou suspeitas por envolvimentos em falcatruas com terrenos publicos, e só investigar??? e foras as CPIs bloqueadas tanto na Camara, como na Assembleia??? ……e esses locais tem supervalorizaçao???? Enquanto as investigaçoes de quantas pessoas morreram e de quem tocou fogo??? Tem que se feita uma investigaçao por policiais federais fora de Sao Paulo e escolhido a dedo, de preferencia indicado pelo Deputado Protogenes de Queiroz, já que o Vice-Diretor da PF/NACIONAL é truta do Serragio/Fhc/Alckmin??? …..aqui tá tudo no bolsos deles……tá tudo dominado???? Mas a primavera brasileira tá começando devagarzinho com CPI DA PRIVATARIA e a DIGNISSIMA MINISTRA ELIANA CALMON colando na vitrine os MALFEITOS dos STF/STJ e os Tribunais Estaduais, onde os bandidos de togas mandam e desmandam?????

  • Lembrou-me o Rio da Guarda.
    A canalha assassina que domina São Paulo não deve apenas ser varrida pelo voto popular: tem que ser devidamente enforcada pelos crimes cometidos.
    Precisamos de um novo Nuremberg.

    • Muito bem lembrado Scan

      Devemos ter um novo processo e julgamento nos moldes ou até melhores de que Nuernberg.

      Lamentavelmente não existe a pena máxima no Brasil e portanto esta opção não poderia ser usada.

      Mas como o processo nos moldes de Nuernberg não seria um julgamento sem amplo direito de defesa como rege nossa constituição de 88, certamente os desdobramentos ainda poderão ser diferentes daqueles que nosso desejo queira impor.

      Mas concordo plenamente com V.Sa. que todos os processos dos governos devem ser amplamente discutidos, julgados e sentenciados. Todos, indiferente de sua cor partidária.

    • Também estive lá e vi de perto. Como me disse um morador: ‘estranho como as máquinas estão trabalhando rápido,nos escombros.Dizem que vão explodir,ou implodir o Prédio”. Eu emendei: e a Favela tem mais de 10 anos( falam de 30) e NUNCA o poder Público( ?) se manifestou, a respeito das condições de vida das pessoas que aqui vivem,não é?” Ele concordou.30 anos e nada.Com esse incêndio “oportuno”, rápidamente cadastraram as famílias e ofereceram 1.200 reais,para sair dali definitivamente,ou 300 mensais para “aluguel” (onde seria?), achando serem essas, soluções de moradia para tanta gente…Ah,os mortos podem chegar a 38.

  • É por isso que insisto,que as doações sejam feitas UNICAMENTE NA MISSÃO BATISTA CRISTOLÂNDIA,único local com pessoas que conheço e que fazem um trabalho sério.
    Alameda Barão de Piacicaba,509 Campos Elíseos
    Atenciosamente Paola Bartolo (Professora de ballet do Projeto novos sonhos) um projeto com as crianças da Favela do Moinho.

  • Pergunta: se voce foi até lá, por que não entrou no prédio onde estariam os corpos, ou fez um vídeo que mostrasse algo a mais do que já está sendo divulgado pela mídia?

    Se entrevistou moradores, cade as imagens? Se eles queriam permanecer anônimos, voce poderia te-los filmado de costas e alterado a voz no computador depois…

    Ganharíamos muito mais com isso…

    • É proibido entrar no prédio e ele está desabando. Queria que eu arriscasse a vida e a dos meus familiares? É isso? Quanto ás pessoas que entrevistei, não aceitaram gravar de jeito nenhum. Quando eu tirava a câmera, ficavam nervosas e me deixavam falando sozinho. Os grandes jornais vivem publicando fontes anônimas, criaram até uma CPI de um grampo que não tinha prova nenhuma além da palavra de uma revista, mas esses você certamente não cobra. Então, companheiro, vá catar coquinho.

      • Ô Novais, pergunta isso pra imprensa, que cobriu mal e porcamente esse caso! Pergunta isso pro seu prefeito, pras autoridades constituídas, que deveriam investigar esses crimes e não o fazem! Você pressiona um cara que nem repórter é mas que fez muito mais que muito jornalistazinho por aí. Por que não faz essas perguntas pro seu deputado, pro MP, ou manda essas questões pros jornais e revistas que você lê?

        • Pergunto para ele justamente porque ele teve a coragem de ir até lá. Mídia tradicional, nem a leio, não vale o meu tempo.

          Usar como desculpa que é proibido entrar no prédio? Fala sério… Entrei em Gaza atravessando um túnel vindo do Egito para conseguir umas boas imagens, como muitos outros, em busca da notícia e da divulgação da verade. Por isso me sinto gabaritado a te cobrar o mesmo. Se não queres fazer, tudo bem. Bastava dizer que não queria “arriscar” a sua vida.

          Achei que aqui seria um espaço diferente, mas se o autor do blog me manda catar coquinho na primeira intervenção…

          • mandar catar coquinho foi pouco. fui lá com a esposa, a enfermeira de minha filha caçula e o filho para fazer uma doação. O prédio pode desabar a qualquer momento. A polícia proibiu a entrada. O local está cheio de usuários de crack enlouquecidos. Enquanto isso, a família esperava para almoçarmos. Vá catar coquinho, meu caro

  • presta atenção ..2012 tende a ser igual, ou se bobear, PIOR que 2011, um ano absolutamente morno, perdido ..a blogosfera precisa também se manifestar ..isso é assunto que diz respeito a nossa tribo, a todo cidadão brasileiro, e não somente a títeres contratados pelo mercado ou pelo jornalismo ALUGADO, aquele dito de “amigos”

    O BRASIL não tem crescido no ritmo que merecia ..sobe no ranking do mundo por conta de outros que pararam ou que caíram ..gera emprego no comércio de bugiganga e perde na do conhecimento, na INDUSTRIA ..infla as estatística via câmbio descalibrado

    ..mantem-se confortável na Balança, mas a custa de venda de minério e do agro-negócio ..mantem um crescimento modesto enfim, abusando do consumismo imediatista (carros, informática, eletro, linha branca etc) e não incentivando ações mais permanentes como no desfavelamento e na INFRA

    O juros BÁSICOS continuam altos, o orçamento de 2012 já compromete quase 50% dos recursos pra pagamento de divida ..o ESTADO continua com MEDO de regular a economia, o crédito e os índices ..de usar de outras e vastas ferramentas pra controlar a inflação que não a SELIC

    e agora a razão do meu chamamento ..veja esta manchete:

    em tempos de crise o GERALDO ameaça, por antecipação, ameaça cortar gastos em 2012 por MEDO de que caia a arrecadação ..esta que estaria ameaçada pela DEPRESSÃO internacional

    OU SEJA, vivemos uma sucessão de equívocos que logo logo podem nos levar para o LIMBO e para o colo dos amigos de LEMBO

    FALA verdade, tem ou não tem gente querendo extrair desta marolinha uma outra crise muito mais profundo, esta que diga-se JAMAIS deveria ser nossa ?

    ACORDA DILMA, abaixa o JUROS e pisa fundo nos INVESTIMENTO minha filha ..deixe o excesso de superavit primário pra outros tempos, agora é hora e ações anticíclicas !!!

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,preocupado-com-a-crise-alckmin-estuda-congelamento-de-gastos-em-2012,815470,0.htm

    • Romanelli não frequenta mais o Nassif pq, te trataram mal pra variar?

      Juros é efeito não causa , detectando se a origem resolve se o efeito.

      Primeiro o conceito, juros representam a preferência temporal do consumo, como o governo tem pressa a eleição esta logo ali, gasta para por em prática seu plano de governo sem se preocupar com a responsabilidade fiscal, entra em deficít ano apos ano, no acumulado de varios governos a divida passa a ser impagável se não se tomar medidas de contenção de gastos.

      No Brasil temos um circulo vicioso que inicia se no gasto acima da arrecadação gerando um deficít anual de 160 bilhões, o correto era aumentar os impostos e cobrir este custo como por exemplo criar alquotas de IR de 30% a 50% , mas nenhum governo teve coragem ate agora sob pena de perder a próxima eleição.

      O governo brasileiro usa de um subterfugio ele emite moeda e titulos e em conluio com os bancos absorve a produtividade e ganhos de poupança do povo brasileiro.

      A grande vantagem para o governo é que a maioria do povo não vê este “golpe” e mesmo que tenha inflação de preços ela não é atribuida a culpa ao governo que se passa de vitima.

      Com estas perdas a economia vê seu nivel de investimento privado sendo “comido” tanto pela inflação como pelo desvio de investimento indo para custear os deficíts orçamentários do governo.

      O governo brasileiro não pode manter por muito tempo desta forma sob pena de matar a sua galinha dos ovos de ouro, então ele reduz o custeio, sempre nas areas onde é de fácil apelo social , reduz o investimento em saúde, educação e segurança. Assim futuramente o apelo para que ele retorne aos gastos seja mais fácil inclusive retornar a niveis ate maiores que antes( é o truque do bode na sala ).

      Então ele afroxa e solta ou aperta de acordo com os ganhos de produtividade e poupança do povo.

      Juros é um problema de prioridade politica e não economico, ou se escolhe ganhar a eleição ou se escolhe ser estadista.(não tem como se consumir e poupar, não tem como reduzir deficíts e gastar etc.)

      • Oi Aliança ..bem, não concordo com o seu conceito de JUROS (aliás, vc já devia imaginar), não o que vemos dele na nossa prática ..ademais, do tal déficit que disse, não se esqueça, dos 160, R$ 240 bi ali são juros administrados (e outra boa parte INVESTIMENTO e previdência, coisas distintas)

        ..hoje o risco país é baixo, nossa divida cadente, e a arrecadação crescente, aqui é o paraíso mais seguro do ocidente ..tínhamos tudo pra estarmos com o juros (nominal e real) baixos, ainda mais se optássemos por medidas mais pontuais e eficientes, que pudessem SIM controlar a atividade e a INFLAÇÃO, mas via prazos, linhas e recursos, e não necessariamente só com o juros (custo pro Estado)

        ..fora ainda que aqui em Pindorama o governo tem medo de não propor a DESINDEXAÇÃO e a desazonalizaçção dos índices (o que é bem diferente de expurgo) ..

        Sobre minha participação no BLOG do Nassif

        eu fui EXPULSO de lá pelo Nassif, não sem antes ele me injuriar e ofender, e imediatamente retirar o meu cadastro pra que eu não pudesse responder nem me defender (uma covardia mesmo)

        ..fui expulso pq reclamei que por 3 vezes, sem ofender ninguém, eu fui DEDADO por colegas inconsequentes que diziam que eu era TROLL e contra o governo (vê se pode, justo eu que lá fui pioneiro em defender o governo LULA), diziam que meus comentários deveriam ser deletados

        ..inclusive na 3a vez que fizeram até o Nassif me deu razão ..ele ESCREVEU que NÃO via motivo para tal pedido deles (numa das vezes feitos por uma tal sobrinha do Mino Carta), mas que mesmo assim ele não restabeleceria o meu escrito (incrível a lógica dele)

        ..a gota d´água, do que sei, veio depois, por eu tê-lo questionado em um texto DELE aonde ele mesmo misteriosamente elogiava os agro-boys e Blairo Maggi numa tacada ..isso num texto em que ele dizia de uma palestra em que era convidado e mediador no Chile ..e eu, por tê-lo perguntado de QUEM o teria financiado em tal visita – pra que ele pudesse escrever tal artigo -, e aí, dele, recebi maior esculacho

        ..sei lá, ele agiu como quem devia, entende ? ..e ao final disse que o patrocino foi feito pela BAYER e que não havia interesse cruzado (sei sei, isso pq ela é das MAIORES produtoras de sementes transgênicas do mundo) ..pior mesmo foi a coincidência que no dia seguinte o governo disse que o Estado de Blairo era novamente o que mais desmatava entre a gente (ponto pra mim ..novamente)

        Sabe, confesso que fiquei decepcionado com Nassif ..eu não sei dos outros, sei de mim, sei que não sou e nem merecia aquela avalanche de destrato, de OFENSAS mesmo que inclusive envolveu a MINHA família que ele nem conhece

        ..sei que ele já foi processado no passado (no tempo que ele era da Folha, apoiava o Serra – até 2006 – , era quase do PSDB, da USP e da CULTURA) e que foi condenado até com prisão por ter injuriado alguém (esta na wikipédia)

        ..até então eu achava que era coisa da “oposição”, aliás, eu até liderei um movimento que pretendia arrecadar dinheiro pra ele se defender contra a ABRIL ..mas não, depois do que passei sei que ele não mede esforços pra desconstruir e tentar destruir quem o desafia, ou quem simplesmente discorda dele

        Imagine ..imagine um JORNALISTA ter medo de perguntas, perguntas escritas ..imagine um JORNALISTA que não rubra em te DELETAR, e junto com isso suas idéias e participação de 3 anos neste atual blog dele (pode ver, todos os meus comentários e réplicas DESAPARECERAM, meus debates com você e com os outros)

        ..isso me remete ao império romano censurando os templos de Alexandria, o Egito ..ou a igreja católica da Idade média, os NAZISTAS,. à ditadura e as práticas do “seu Frias” que a ele deu anos de guarida e que ele tanto admira (junto com o Aécio)

        mas ..mas como aqui na terrinha não temos um código de ética para a mídia ..a ação dele passa desapercebida ..afinal, afinal eu pra ele sou só mais uma mosca que ele tenta esmagar com os dedos ..afinal, ele pensa, afinal ele apoia o governo e tem até programa na TV publica .. e eu, pensa, oras vá, eu sou só um brasileiro anônimo a mais que não merece consideração nem respeito e que se bobear, com a influência dele, ele desliga

        abrá

        • Eu lamento o ocorrido vc faz muita falta, a maioria dos comentaristas são “focas amestradas” só batem palmas não tem senso critico e opinião própria.
          .

  • É incrível o número e a violência dos incêndios em favelas de São Paulo nesses últimos anos. Vale um esforço de reportagem fazendo um balanço.

  • Bom…
    O Eduardo podia pedir pra quem estava entrando no prédio pra filmar os supostos corpos…ou pedir pras pessoas fazerem uma lista com os nomes dos desaparecidos…teoria da conspiração virou moda aqui…

  • Será que paulistas e paulistanos principalmente não se deram conta de que são governados por verdadeiros seguidores de uma politica higienista?Tanto Alckmin quanto Kassab governam para uma elite que sempre se associou a bandidos nacionais ou estrangeiros para espoliarem o povo e o pais.Tanto Alckmin quanto Kassab sempre tiveram na quase total ausencia de politicas sociais em seus governos o objetivo de eliminar os pobres ou pelo menos diminuir drasticamente o numero de pobres tanto na cidade quanto igualmente no estado.Tanto Alckmin quanto Kassab querem eliminar tanto os cidadãos que não são produtivos(idosos,crianças e deficientes)quanto indesejaveis(nordestinos,desempregados,moradores de cortiços e favelas)e isso fica escancarado tanto na situação comatosa em que se encontram saude e educação públicas,quanto nos incendios criminosos ocorridos ao longo desse ano de 2011.

  • Não precisa ser um gênio para perceber o caráter criminoso dessa barbaridade, infelizmente a cara de um Estado nazi-fascista como o seu, do qual saem animais como os trolls imbecis que relincham absurdos nesta página. Infelizmente, cabe aos poucos que pensam em seu estado iniciarem uma mobilização para que o cidadão comum, vítima da própria burrice e alienação, compreenda que o PSDB é o único responsável pela decadência acelerada de São Paulo(a âncora do Brasil)e retire essa corja, junto com todo o bando de lacaios que os defendem na INTERNET, para sempre da realidade coletiva de vocês.

  • Edu,

    Moramos a poucas quadras da comunidade do Moinho e estivemos por lá desde sexta-feira.

    Conversando com algumas pessoas ouvimos relatos de mães que jogavam seus filhos do alto do prédio em chamas para outros moradores apanhar e de pessoas que morreram ou foram levada a hospitais e não retornaram… Imagino que organizações de Direitos Humanos ou a Associação de Moradores possam fazer algumas denúncias com nome e sobrenome.

    Só não entendemos como um assunto que atingiu tanta gente sumiu de forma tão rápida do noticiário…

    Além do local indicado nos comentários para recebimento de doações há também a UBS que está atendendo os desabrigados na Rua Boracea, 270 e um galpão da igreja católica na Alameda Eduardo Prado, 108. Há também uma creche na comunidade e a associação de moradores (mas não temos o endereço).

    Recomendamos a doação a alguma instituição (qualquer uma) do que aleatoriamente aos moradores para propiciar que todos possam ser beneficiados/as e não uns mais do que outros. A ajuda se torna mais importante no momento em que menos gente se mobiliza para apoiar.

  • Esses incêndios nas favelas de São Paulo estão me parecendo muito suspeitos. O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM SÃO PAULO, SANTO DEUS? Tanta intolerância, tanto preconceito. Vivi 20 anos nessa cidade, anos 70 e 80, e ela me acolheu muito bem, mas parece que nos últimos 20 anos ela se transformou numa a cidade de extremistas, racistas e alienados. Que pena! Deus ilumine a todos em 2012.

  • Além da limpeza etnica, há interesses imobiliarios, ocultamente estes incendios foram muito bem estudados e se houvesse uma investigaçao por PFs hiper selecionados, descobririamos que os Prefeitos e Governadores estao envolvidos??? ….Hoje vi a GCM agredindo os moradores que teimam e voltar para reconstruir seus barracos(lares) para ter um lugar digno para morar, foi uma pouca vergonha, os Guardas Municipais fortementes armados espancando familias esfomeadas e sem destinos. Este é o desgovernos que acontece a 20 anos em São Paulo. Mas só TV RECORD está divulgando??? Falta uma organizar em Sao Paulo, uma mobilizaçao estigo Greve GEral contra estes canalhas que privatizam e roubam os cofres publicos com ajuda de todos os Orgaos Publicos que foram corrompidos e em especial os Tribunais de Justiça que sao totalmente corruptos.

Deixe uma resposta