Folha de São Paulo “estranha” a popularidade de Dilma

Análise

 

Eles não entenderam nada. E, quando digo “eles”, refiro-me à imprensa golpista. Quando digo “imprensa golpista”, refiro-me a meia dúzia de impérios de comunicação que ajudaram a implantar a ditadura militar que derrubou um governo legitimamente eleito. Quando digo que ajudaram, é porque esses “impérios” chegaram a ceder suas redações para os golpistas se reunirem de forma a tramarem o golpe de Estado de 1964.

E o que é que os golpistas de ontem – pretensos golpistas de hoje – não entenderam? Segundo eles mesmos, a popularidade de Dilma e, mais do que a dela, a de seu padrinho político, o ex-presidente Lula, segundo a última sondagem do instituto Datafolha sobre a popularidade dos dois políticos.

Como sei que não entenderam? Eles mesmos dizem. E o que é mais: não entenderam a pesquisa que eles mesmos fizeram, pois quem diz que não a entendeu foi o veículo que é a cabeça do grupo empresarial de mídia que controla o instituto Datafolha, o jornal Folha de São Paulo, em editorial publicado na última segunda-feira que pretendeu analisar a disparada da aprovação da presidente da República e a de seu antecessor.

Melhor que você leia o texto e, em seguida, comento.

—–

FOLHA DE SÃO PAULO

23 de abril de 2012

Editorial

Dilma cresce

Aprovação da presidente chega à melhor marca, o que propicia à sucessora emancipar-se em parte de seu criador político, Lula

O governo Dilma Rousseff se aproxima do primeiro ano e meio de exercício com 64% de aprovação popular, conforme a pesquisa Datafolha divulgada ontem.

É a melhor marca desde logo após a posse (47% em março de 2011), índice também superior aos obtidos por Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva no mesmo ponto de seus respectivos mandatos.

Das explicações para esse resultado, a mais persuasiva será a econômica. Apesar da redução no ritmo, o crescimento tem se mantido apreciável, perto de 3% ao ano. O ímpeto inflacionário que se temeu no ano passado foi detido. Como atesta a pesquisa, um tom otimista comanda as expectativas quanto ao poder aquisitivo do entrevistado e ao desempenho da economia.

Ao mesmo tempo, causa estranheza que o governo seja bem avaliado quando o noticiário está de novo repleto de escândalos que atingem situação e oposição, tornando ainda mais generalizada a dedução de que ninguém -ou quase ninguém- se salva.

A presidente conseguiu afastar sua imagem desse pântano. Tratou com alguma dureza os excessos de apetite da imensa base parlamentar incrustada em seu governo. Deixou cair toda uma fileira de ministros, postos sob desconfiança pública por evidências divulgadas pela imprensa.

Não faltou algo de maquiavélico nesta última atitude. As quedas de auxiliares foram propícias para que ela compusesse uma equipe mais à sua imagem e semelhança, enquanto projetavam sua fama de intransigente com “malfeitos” na administração.

A pesquisa mostra que os índices de aprovação cresceram em especial nas camadas associadas a maior renda e melhor acesso à informação, nas quais se presume que temas político-institucionais encontrem mais eco.

Aos poucos, Dilma Rousseff se emancipa de seu criador político. Lula segue favorito para a sucessão de 2014, com 57% das preferências como candidato governista, mas quase um terço do eleitorado optaria hoje pela criatura.

Essa clivagem reflete o desdobrar de interesses que começam a se mostrar díspares, quando não conflitantes. Foi assim no caso da chamada CPI do Cachoeira, que Lula insuflou sob o risco de enviar o incêndio para o lado da sucessora.

É implausível cogitar de rompimento entre criador e criatura, desfecho que seria inconveniente para ambos. Mas há indícios de que a separação de águas tende a deixar o legado populista sob a égide de Lula, enquanto a atual presidente cultiva uma imagem mais voltada a valores de classe média.

Numa coalização governista tão desmesurada, as principais tensões continuarão sendo internas.

—–

O texto inteiro é repleto de delírios que o paciente que o escreveu percebe como “realidade”. Mas o trecho que destaco a seguir é o mais impressionante ao revelar a confusão mental que assola o editorialista – que, não nos esqueçamos, manifesta-se em nome do jornal:

—–

Causa estranheza que o governo seja bem avaliado quando o noticiário está de novo repleto de escândalos que atingem situação e oposição, tornando ainda mais generalizada a dedução de que ninguém – ou quase ninguém – se salva.

—–

Chega a ser incrível que, apesar de ter todos os elementos para dirimir a tal “estranheza”, o editorialista não consiga. Imagino que, no futuro, os historiadores tentarão entender o que provocava esse alheamento tão intenso da realidade que se abateu não apenas sobre esse meio de comunicação, mas sobre vários outros, os maiores desta era no Brasil.

Ora, a resposta está na própria premissa do jornal. Os escândalos atingem uma oposição – a qual o jornal integra segundo a mesma Associação Nacional de Jornais (ANJ) que durante o governo Lula declarou que o papel da mídia seria fazer oposição – que passou oito anos posando de grilo falante e fazendo acusações àquele governo, e que desde 1º de janeiro do ano passado continua fazendo acusações.

Essas acusações, porém, vão de encontro à completa desmoralização de uma oposição que posava de moralista e que já fora flagrada no episódio do ex-governador de Brasília, José Roberto Arruda, cuja prova de corrupção não é do tipo de “prova” que Folha e outros veículos do Partido da Imprensa Golpista alardeiam, mas uma prova provada, inquestionável, irrecorrível: um vídeo mostrando um dos momentos em que o meliante se corrompia.

“Estranheza” por que, se, já em 2006, o país deu uma banana para a Folha e o resto do PIG e reelegeu Lula com votação expressiva? E note-se que, àquela época, a situação do país nem era tão boa, pois mal nos recuperávamos da desastrosa octaetéridade tucana regida pela batuta daquele que hoje é hors-concours em impopularidade, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Claro que, no conjunto da sociedade, a alta aprovação de Dilma não se deve exclusivamente à desmoralização da oposição político-midiática, ou seja, desse conclave que congrega meios de comunicação e partidos políticos. A maioria da população brasileira nem toma conhecimento do moralismo de quinta da oposição midiática, seja a “de esquerda” ou a de direita.

E nem se deve ao crescimento econômico “perto de 3% ao ano” que o jornal cita, mas à distribuição não só de renda (a maior da história em tão curto período, segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento Humano, o PNUD, apurado via índice de Gini), mas de oportunidades, benefício insuperável que o projeto petista de país vem produzindo.

Aliás, o próprio editorial, no trecho que reproduzo a seguir, deixa ver por que o seu moralismo não “cola” mais nem nos reduzidos setores da sociedade que se interessam por política e que até devem ler aquele e outros tentáculos da imprensa golpista:

—–

A pesquisa mostra que os índices de aprovação cresceram em especial nas camadas associadas a maior renda e melhor acesso à informação, nas quais se presume que temas político-institucionais encontrem mais eco.

—–

Há que notar que como esse partido político travestido de imprensa esconde opiniões que não condizem com a sua, parece que o setor politizado da sociedade acredita nas batatadas que esses jornais, revistas, portais de internet, televisões e rádios martelam diariamente. Mas não apenas não acredita como se irrita ao ver sua inteligência ser desprezada.

Só quem acredita na Folha e companhia, em média, é um reduzido contingente de pessoas de idade avançada, de classes média alta ou rica e que não quer ver o país se tornar mais igualitário porque não quer perder os privilégios injustos que auferiu ao longo das incontáveis décadas em que a imprensa elegia governos conservadores para beneficiá-lo.

Em 2010, a votação do candidato conservador José Serra deu à mídia a ilusão de que o país estaria quase dividido entre o despachante das elites que tentava lhe empurrar e a candidata progressista que Lula sugeriu e o povo acolheu.

É bobagem. Serra só conseguiu uma votação melhorzinha porque, com a sua experiência de tantas eleições, disputou com alguém que jamais disputara eleição alguma. Se tivesse disputado com um político mais tarimbado levaria uma surra eleitoral. Isso além do fato de que apelou para a religiosidade intensa que ainda vitima o povo brasileiro, fenômeno que deverá ir diminuindo conforme for aumentando a escolarização média da população.

Apesar disso, a oposição midiática, alheia ao fato de que o seu moralismo fajuto foi posto a nu, continua apostando nele para retomar o poder, como se fosse possível convencer um povo que melhorou tanto de vida a voltar a um tempo em que sofria tanto e no qual não tinha perspectiva alguma de futuro. Eles continuam não entendendo nada, pois. Ainda bem, não é mesmo?

158 comments

    • Se muita gente acredita, a tese não é idiota.
      Enquanto Lula já provou não ter escrupulos de usar qualquer meio para atingir um fim, Dilma demonstra ser o oposto.
      Votei em Serra e agora vou votar em Dilma simplesmente porque não dou a mínima para partidos ou tendência ideológica, voto na pessoa.
      Sei que Dilma não vai se dissociar de Lula pois não é seu perfil cuspir no prato que comeu, característica de personalidade que eu, e muita gente, admiramos e vemos como indício de um caráter escorreito. Todavia, sabemos que ela não engole as muitas veleidades e venalidades do PT e, num segundo mandato, conseguirá governar do seu jeito.

      • Se esta falta de escrúpulo significa o melhor para seu povo e para seu país, por que criticar? Lula tem algum escândalo de corrupção? Tem um dossiê como o do Serra, FHC e quadrilha do PSDB publicado com provas como o Privataria Tucana? O PT já foi pego em escândalos constantes como o PSDB e DEM em em governos como Brasilia, Goias, Minas Gerais ou de São Paulo? Como ousa o Lula ou PT? Como ousa compara-los a estes grupelhes que roubaram e roubam o Brasil continuamente apoiado por um imprensa que os defende e esconde seus maus feitos?

        • Vamos reduzir a uma escala menor o que você disse ?
          “Se esta falta de escrúpulo significa o melhor para sua familia,para seus filhos, por que criticar?”
          Fico aqui imaginando como deve ser flácida sua escala de valores.

          • Senhor Armando, ops, digo Orlando, a tese que você defende, posso dizer com todas as letras que é bem idiota do príncípio ao fim, pois é do seu jaez querer misturar alho com bugalho.

            Mesmo porque a escala de valores de pessoas udenentas e pefelentas como você é muito flácida! Ainda mais uma pessoa como você que acredita piamente numa revista chamada Veja Bandida.

      • Você acabou de assinar um atestado de analfabetismo político que é de dar dó. Quer dizer que você acha que não faz a menor diferença votar num cara que é de um partido de direita ou de esquerda? Fala sério. Você acha mesmo que se o eleito governasse apenas segundo a própria cabeça seria necessário gastar tanta negociação política para montar alianças entre partidos?

        • E o que são alianças políticas senão o desavergonhado toma-lá-dá-cá? Você acaba justificando o apoio de cabresto. E o analfabeto político sou eu.

          • Você deve continuar votando no Psdb, vcs se merecem, êsse discurso da ética, do bem e do mal é coisa de Lacerdista e recentemente de Zé Serra e Demosthenes, Vai te catar
            Lave sua bôca nojenta quando falar de Dilma e Lula

          • Caro Orlando Setti,As pessoas significam tendencias e visões de mundo,você não acha ? Se os Nazistas não tivessem ganhado tantos votos em 1932,Hitler não teria condições de fazer o que fez.Pergunte a um judeu o que foi a ascensão do NASDAP para a vida deles da Alemanha e ,também, em toda a Europa.

          • Pelo visto a lavagem cerebral do PIG funcionou com você. Você está apenas dizendo exatamente aquilo que o PIG e os reacionários querem, ou seja: você trata tudo que envolve a política como sacagem. É o moralismo udenista.

      • “Votei em Serra e agora vou votar em Dilma simplesmente porque não dou a mínima para partidos ou tendência ideológica, voto na pessoa.”

        ahahahahahahahahahahahahahah…..

          • Vai ser dificil alguem dar bola pro que pensa o orlandinho… e o pessoal só tentou ensinar um pouquinho pro pobrezinho…

          • Um adendo ao que escrevi acima sobre o Armando (chiiiii tenho dúvidas, é Armando ou Orlando?), ele é do jaez de ler muito a Veja Bandida, vai ser muito difícil convencê-lo de que as ideias do Cerra e do Demóstenes são ideias reacionárias. Este Armando vai ter que ler muito e muito para deixar de ser do jaez do Demóstenes e Cachoeira.

            Armando, vai por mim, torça pela Ley de Medios!

      • “Enquanto Lula já provou não ter escrupulos de usar qualquer meio para atingir um fim”
        Quem não tem escrúpulos´são esses crápulas travestidos de empresários de comunicação que pensam ter ainda ascendência sobre a consciência dos brasileiros de bem.
        Quem não escrúpulos são os seus heróis de pés de barro e rabo preso que vociferavam contra o Lula e a Dilma posando-se de éticos, de esteios da moralidade e que estão sendo desnudados um a um.Primeiro o virgílio,depois o tal demóstenes e já já o botoxado álvaro dias.
        Quem não tem escrúpulos é o seu “jênio” que com a juda do PIG,transformou uma bolinha de papel num bólido e mesmo assim foi derrotado.
        Quem não tem escrúpulos é o seu herói de barro,o “jênio” que passa até por cima da própria mãe para atingir um fim.Ou não foi ele que estava contrito em Aparecida do Norte e no nordeste?Ou não foi ele que frequentou “cultos” evangèlicos abusando da boa fé de gente humilde? Ou não foi ele que junto com um bispo de Guarulhos caluniou,difamou e propalou mentiras?
        Quem não tem escrúlos são os seguidores dessa tráia toda que alienados pelo PIG e seus heróis de barro,passam atestados de otários,de abestalhados e de” inocentes fúteis” nos blogs progressistas.
        Com certeza vc faz parte daquela turma dos CINCO por cento que tem a cabeça cheia daquilo que a mídia de esgôto ejeta.

      • Não percam tempo com este troll. Ela endossa a tese (fajuta) do PIG de uma cisão entre o Lula e a Dilma. Ficam escrevendo em blogs progressistas com disfarce de que são apolíticos, enquanto destilam este veneno fajuto da cisão dos dois. São uns pobres coitados, que devem ser remunerados por interferências que fazem na blogosfera.

      • LEMBRA-TE QUE: ELA JÁ ESTÁ GOVERNANDO E AMANSANDO OS “INDOMÁVEIS DESDE QUE SE PROPÔS EM SER”UMA PRESIDENTA INTELIGENTE , ANTENADA, QUE NÃO SE LEVA PELA EMOÇÃO ,MAS SIM PELA ÉTICA DOA A QUEM DOER ATÉ A O “PT” NA VERDADE ELA GOVERNA PARA VC, PARA MIM E PARA NÓS!!! QUE TENHAMOS NÓS A DIGNIDADE DE AJUDÁ-LA MESMO QUE EM PALAVRAS! QUE TENHA “EU SEMPRE MINHA VOZ PARA DEFENDÊ-LA POIS LAVE A BOCA E SE GUSPA NA SUA PRÓPIA BOCA QUEM TEM HOJE ALGUMA COISA PARA FALAR DA MINHA E NOSSA PRESIDENTA!!E QUE VENHA AS PEDRAS DELAS FAREMOS PEDREGULHOS !!!!

      • “Se muita gente acredita, a tese não é idiota.”

        Muita gente acredita que a Terra foi crada há 6000 anos. E a tese é idiota, sim, apesar disso. Outros tantos acreditam que a Terra é chata (sim, eles ainda existem!). E é outra tese idiota.

        Fujão, assim não dá… é uma falácia atrás da outra… tsk tsk

        Quer outro exemplo? Não sei quantos acreditam que vc vai votar na Dilma, mas a tese é idiota independentemente de quantos acreditam ou não nela. Afinal, crer que, de repente, governar com objetivos esquerdistas passou a ser palatável pra vc é estupidez. Especialmente quando vc completa o comentário acusando “o PT” de ser isso ou aquilo e supondo que Dilma queira governar de outra forma – como se vc soubesse o que ela pensa em seu íntimo -, mas esteja sendo “obrigada” a governar de uma determinada forma pelo PT e por Lula.

        Por fim, quem imagina que alguém que votou e defendeu Serra, apesar de toda a apelação que ele fez, de toda indignidade na última campanha, tem qualquer preocupação com escrúpulos merece receber uma sonora risada.

  • A hora e a vez da verdade

    Num certo momento, acredito que foi logo após a eleição da Dilma, a grande imprensa se deu conta que não apitava mais nada no país e que estavam por fora da nova nação em que tinha se transformado o Brasil. Apesar dos incessantes ataques ao Partido dos Trabalhadores, este elegia mais um Presidente da República. Da imprensa do exterior choviam elogios e afagos ao então presidente Luis Inácio Lula da Silva, tanto por sua política nacional como internacional.

    Mas como o avestruz assustado enfia a cabeça no buraco, estas empresas de comunicação não se abriram para esta realidade e deixaram que jornalistas que se aventuraram nos blogs da internet tomassem conta do mercado do noticiário político. Luis Nassif, Paulo Henrique Amorin, Luiz Carlos Azenha, Rodrigo Viana e Ricardo Kotscho atingem juntos milhões de brasileiros que querem realmente saber o que acontece pelo país. Unidos a eles centenas, talvez milhares de outros bloguistas espalhados pelo país repercutem e discutem seus conteúdos.

    A grande imprensa, sem saber o que fazer, esconde dos seus já minguados leitores fatos relevantes como as Privatarias Tucanas e a parceria da revista Veja com o criminoso Carlinhos Cachoeira e o corrupto senador Demóstenes Torres.

    Seria salutar ao Brasil e a esta mesma grande imprensa que ela fizesse um mea culpa, revelando suas armações contra o governo, antes que a Justiça o faça. O que está para acontecer logo, com o julgamento do Mensalão, a maior conspiração da direita depois do golpe dos torturadores e assassinos de 64. Ninguém mais tem dúvidas, pelo menos os que sabem do alcance dos grampos do Cachoeira, das revelações acontecerão na CPI Mista, agora instalada no Congresso, que trará a tona toda a armação tentada contra Lula e o PT. Este será o tema dominante do Congresso pelos próximos 180 dias. A imprensa está no brete em que se enfiou, cabe a ela sair.

    • Sim, Remindo, a hora e a vez da verdade.
      O editor do livro Privataria Tucana sempre soube que o conteudo do livro não suportaria qualquer processo. Só foi em frente por achar que a notoriedade proporcionada pelo livro bombaria a editora. A sacada da defesa de Serra em pedir como indenização o lucro arrecadado é inteligente. Candidato a prefeito que é, Serra vai ficar na moral em não arrebentar financeiramente aqueles que eventualmente perderem o processo.
      A política internacional de Lula, o tempo já está mostrando, foi extremamente danosa para a imagem da nação, tanto que Patriota está, devagar e paulatinamente, desfazendo as besteiras do Amorim, principalmente no que se refere ao apoio ao Irã e às ditaduras árabes.
      Leitores minguados da grande imprensa, Remindo ? Sugiro que você dê mais atenção aos boletins do IVC e às estatísticas específicas divulgadas.
      Sim, os blogueiros progressistas atingem um grande número de leitores mas os que vocês identificam como esgoto também. Enquanto Luis Nassif publica uma média de setecentas cartas/dia Reinaldo Azevedo atinge um terço a mais.
      Enquanto você identifica o mensalão como conspiração da direita, eu, simples leitor, sei que a acusação do PGR tem trezentas páginas. Acha mesmo Remindo, que o Supremo passaria o vexame de ver seu arrazoado se desfazer ante a primeira intervenção da defesa ?
      Concordo que muita coisa vai aparecer na CPI do Cachoeira, mas não só da oposição e sim de todo o espectro político. É aí que nós, com “ar de já sabia” iremos ver o tamanho da podridão.

      • Se você parasse de ler a estupidez apenas publicada na grande mídia PIG nacional e lesse mais outras fontes de informações teria sabido disto companheiro! Foi publicado na BBC Brasil e o link é este! http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/04/120417_livro_ira_entrevista_dg.shtml.
        “EUA ‘traíram’ Brasil e Turquia, e França e Grã-Bretanha tiveram ‘inveja’, diz autor de livro sobre Irã”
        Por que a imprensa brasileira não divulgou isto e muito mais que é publicado lá fora? Não foi por idiotice que Celso Amorim foi considerado o melhor diplomata do Mundo!

      • O Chapeleiro maluco publica 1/3 a mais comentários que o Nassif? Kakakakaka! Já teve estômago de ir lá no Kiko brasileiro? Eu fui uma vez e as cartas publicadas apenas tinham como autoria o nome anônimo! Quem manda um comentário sério como o meu questionando a opinião dele ele não publica. Nunca mais voltei aquele antro!

      • O espaço que você tem aqui nós não temos no blog do Reinaldo Azevedo. Já tentei postar comentários por lá, da maneira mais educada possível, mas não obtive sucesso.

      • Cara, os outros já responderam seu arrazoado de bobagens, principalmente sobre RA, que NÃO permite NENHUM comentário contrário ao seu. Aqui, pelo menos, debatemos suas opiniões discordantes, Sr. Orlando.

        Quanto aos boletins do IVC, convém atentar para o seguinte: o IVC registra a quantidade de exemplares impressos mas NÃO a quantidade de exemplares devolvidos pelos jornaleiros, tampouco, revistas que são enviadas como brindes, gratuitas, cortesias ou de assinantes que não assinam mais (diversos leitores já informaram que recebem veja mesmo após o cancelamento da assinatura). O IVC, infelizmente, não é base para saber se uma revista realmente está circulando neste quantidade, e sim apenas um informativo da quantidade de exemplares impressos.

        Todas suas argumetações são repetidas ad infinitum pelo RA, inclusive esta de que Serra foi inteligente ao processar o autor do livro Privataria Tucana. Mas, o que não dizem é que ele NÃO processou dizendo que as informações constantes do livro sejam falsas.

        • O processo é uma bobagem. A chance de prosperar é zero. E dará ao Amaury a chance de escrever a continuação do Privataria. Serra só entrou com a ação porque decidiu se candidatar a prefeito e precisava dar uma resposta às acusações. Mas durante a campanha eleitoral ele vai descobrir coisas que ainda não sabe…

      • Caro fujão, pelo jeito “Imagem da nação” significa, pra vc, “agradar os EUA”. Seu comentário não faz o menor sentido de outra forma, pois o Brasil passou a ser respeitado no mundo COM A POLÍTICA EXTERNA DE LULA.

        Não sei se vc entendeu, mas isso significa que foi essa política externa que vc diz que foi “danosa à imagem da nação” que a melhorou. Os EUA não gostaram, mas é só. E eles que se danem, pois a nossa política externa não existe pra agradar os interesses estadunidenses (apesar de ter muita gente que acredita que o que é bom para os EUA é bom para o Brasil…)

        Aliás, vc sabia que o presidente do Irã fez uma proposta à ONU que diz, literalmente, “energia nuclear para todos, bombas atômicas para ninguém”? Vc, que busca informações apenas na imprensa tendenciosa e pró-EUA, provavelmente nem sabe do que se trata, e deve achar que é uma proposta na mesma linha daquelas que “arranham a imagem da nação”, por contrariar os interesses do império a que serves com gáudio.

        Outra coisa: não é a primeira vez que o vejo se referir à PGR como parte do supremo. É evidente, mas não custa dizer claramente pra vc: a PGR NÃO FAZ PARTE DO SUPREMO. Ela é órgão do MP, QUE NÃO FAZ PARTE DO JUDICIÁRIO.

        Ou seja, não interessa quantas páginas a denúncia do PG tenha, o STF não tem nenhum interesse em sustentá-la para não “passar vexame”.

        Essa é uma de suas teses mais idiotas, fujão. Vê se estuda um pouco antes de abrir a boca, por favor.

  • O Ricardo Kotscho aventou uma tese interessante. Ele acredita que os 5% que rejeitavam Lula, porcentagem que se manteve com Dilma, sejam justamente os 5% (mais ou menos 10 milhões de brasileiros) que se informam – e formam opinião – EXCLUSIVAMENTE pelos veículos em papel. Faz sentido.

    Quanto à votação de Serra, virou fumaça, como mostrou a pesquisa DataFolha. Se as eleições fossem hoje, Dilma teria quase 70% dos votos.

    Mas, só lembrando: pesquisa não garante nada. João Goulart tinha índices altíssimos de aprovação quando foi derrubado pelo golpe civil / militar. Só o que garante estabilidade são as organizações populares fortes e politizadas. Isso ainda não temos.

    • Comentario perfeito como sempre Roberto. Analisando tambem por outro enfoque, quem parece que ainda não entendeu que o PIG é a maior organização criminosa deste país é o PT, pois o texto anterior do Eduardo mostra a “inocencia santificada e politicamente correta” de grande parte do PT

      Roberto me confirme se é verdade que o PC do B vetou o Protógenes…..

    • Discordo do Kotscho,a tiragem do imprensalão,que é turbinada,não chega a 10% da população e essas pesquisas não mostram claramente sua metodologia,deixando muitas duvidas sobre sua credibilidade.

  • Prezados bom dia,
    Essa foi demais. Achei muito engraçada. A Folha acredita em si mesma!!! Como um doido olhando para si mesmo, falando sozinha! Me lembrei de Narciso. Qualquer um com um mínimo de inteligência – e senso do que é honesto – deixou de acreditar no grupelho fabricante de notícias há muito tempo. Tiragem zero nesta gente!

  • As pessoas, talvez, não dêem mais crédito as reportagens, daí as reportagens não influenciarem tanto os que têm maior acesso a informação.Talvez por que desconfiiem que as reportagens jornalísticas venham das águas turvas de alguma cachoeira, ou, mais especificamente, do Cachoeira.

  • Edu, veja esse artigo do José Roberto de Toledo.

    “No Brasil, quando Lula perdeu três eleições presidenciais seguidas, foi por culpa da mídia, que manipulou a massa de manobra que, afinal de contas, deve ser o eleitorado. Quando o petista ganhou três eleições presidenciais seguidas, foi culpa do mesmo eleitor manobrável. A minoria muda de lado, suas desculpas não.
    No último meio século, estudo após estudo tem chegado à mesma constatação: o eleitor é mais esperto do que seu estereótipo nos faz acreditar.”

    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,manipulacao-,864258,0.htm?p=1

    • De minha parte e da maioria das pessoas de minhas relações, classe média alta, só votamos em Lula para tirar os fracassados psdb/pfl do governo , que tinham levado o país à falência, miséria e desesperança, acrescentado com o crédito dado por José Alencar na vice presidência. Acontece que Lula demonstrou ser um fenômeno político impressionante e por nós inesperado e surpreendente, tornando-se, em minha opinião, no melhor presidente do Brasil em todos os tempos. Para chegar a esse conceito, basta ver com isenção e sem paixões os resultados por ele obtidos. E esses resultados são distorcidos, ocultados, desvirtuados e até negados por essa mídia enganadora e desonesta. Para se ter esse conceito da mídia basta lê-la e ouví-la e olhar o mundo ao redor, que se percebe que ela não fala a verdade. Mas além dos manipuláveis e dos que têm preguiça de raciocinar, existe uma legião de despeitados, derrotados, invejosos e obscuros, que odeiam o sucesso, a competência e o brilho dos vitoriosos como Lula, e que têm o seu ódio doentio bastante divulgados pela mídia, com a intenção de criar seguidores para eles. Mas essa turma rancorosa e ressentida não deve passar desses 4 ou 5%.

      • Para complementar, a culpa da primeira vitória de Lula foi a incompetência dos governos de fhc. Depois foi devido ao sucesso lulista. Acho que se fhc tivesse sido pelo menos razoável Lula jamais venceria.

  • A oposição e a mídia golpista ainda vivem na ilusão que tem a persuasão, acreditam que apenas boa propagandas e belas imagens vai convencer as pessoas que hoje tem dinheiro no bolso. Contra fatos não há argumentos, o que vale é o que sentimos, e não como fazem, torram dinheiro com propaganda enganosa de governo e a mídia golpista escondendo os malfeitos, nada disso adianta, se um ser humano tem comida na mesa, vê os filhos alimentados, podendo consumir. A estratégia da direita está arcaica, velha, demodé, apenas eles não acordaram, continuam com os mesmos velhos golpes. PIG, desapega vai!

  • Diante de tudo que foi posto, deve-se pedir ao governo federal

    Primeiramente ao ministro de justiça que amplie os retiros federais para a grã-finagem e a politicos construidos desde pequeneninho para ser boneco de bandido tarimbado.

    Secundariamente ao ministro da saúde que amplie os manicomios via SUS para aqueles que vivem em universo paralelo, os chamados doidim da silva, tenham lugar aprazível, pois nem seus familiares o desejarão em seu seio.

    Diante do destino manifesto da derrota derradeira que ocorrerá no inverno de outubro ( ou o chamado outubro vermelho), acho que devemos ser misericordiosos. Desde já estendo minha mão amigo aos que vão sofrer…

    MISERICÓRDIA , esse é meu nome.

  • Parabéns,Eduardo!
    Essa foi a melhor “tradução ” que li de um texto do PIG.
    A verdade é que o nível intectual do PIG caiu muito.
    Hoje, além de traidores do País, donos e seus serviçais do PIG, escancaram sua face medíocre, pois não compreendem o que ocorreu na vida do Brasil com a chegada de Lula e Dilma.
    O Brasil “dobrou” à esquerda e o PIG passou reto… E parece que o retorno está longo do KM 2014…

    • Na verdade, caro Rogério e demais, eles não perceberam — são tapados, mesmo — que o Brasil mudou.
      E, principalmente, que o que falam ou deixam de falar não tem peso algum na atual conjuntura factual, pois estão comprometidos até o pescoço com um outro projeto de país refutado mais de três vezes pelo eleitorado brasileiro.
      Fora isso, esse mundo paralelo em que a mídia acredita e força a querer nos acreditar, só existe mesmo — desculpe a redundância — para eles.

  • Parabéns,Eduardo!
    Essa foi a melhor “tradução ” que li de um texto do PIG.
    verdade é que o nível intelectual do PIG caiu muito.
    Hoje, além de traidores do País, donos e seus serviçais do PIG, escancaram sua face medíocre, pois não compreendem o que ocorreu na vida do Brasil com a chegada de Lula e Dilma.
    O Brasil “dobrou” à esquerda e o PIG passou reto… E parece que o retorno está longo do KM 2014…

  • Convenhamos: para os conservadores da mídia – e da nação – é inadmissível que uma mulher (!!!!!!!!!), com passado terrorista (!!!!!!!!), indicada por um “apedeuta” (!!!!!!!!!), um poste (!!!!!!!), consiga alcançar tão altos índices de popularidade, especialmente entre os homens e mulheres “de bem” (como diria o prof. Hariovaldo); se fosse só entre a patuléia, vá lá. Devem estar se perguntando, “onde foi que erramos, meu Deus”?

  • De tanto meintir e tergiversar, até mesmo quando fala a verdade ninguém mais acredita no PIG.
    Por esta e por outras é que a oposição raivosa vai ocupar o Palácio da Planalto somene nas Calendas Gregas.

  • Caro Eduardo,

    Meus parabéns. Sempre leio o que você escreve. Ultimamente, tem sido como aquele lutador de boxe que mina o adversário procurando atingi-lo basicamente no fígado. Mas, desta vez, foi um potente cruzado no queixo que definitivamente levou o PiG a “knockout”.

    Reynaldo Motta.

  • O que o PIG tem de entender é que eles perderam credibilidade e o que publicam não é mais absorvida pelo povo como verdade absoluta.
    As pessoas passaram observar a realidade que os cercam além de que, quando uma fato é publicado pela grande mídia de forma enlatada e seguimentada, rapidamente vem um “intruso” blogueiro sujo e desconstroi a matéria publicada.
    Dá-lhe blogosfera!

    • Concordo plenamente. O papel dos blogueiros “sujos” foi e continuará sendo fundamental para desmascarar a mídia enganadora e desonesta.

  • Remindo Sauim,

    Você disse tudo o que eu gostaria de dizer no seu texto acima.

    Pediria a você permissão para republicar este texto em outros blogs, com
    o devido e elogioso crédito.

    Por gentileza, me responda.

    Grato,

    Samuel

  • Estão batendo cabeças. Estão mais perdidos que cachorro em dia de mudança. Agora querem arrastar o PT e partidos aliados para dentro da fogueira, com essas teses de que “todos são iguais”, “todos têm o rabo preso”, “ninguém se salva”, etc. e tal. O moço que escreveu esse arrazoado deve estar com o pescoço doendo, de tanto contorcionismo que foi obrigado a fazer. “Numa coalização governista tão desmesurada, as principais tensões continuarão sendo internas”(?!?!?!). Puxa vida. Como poderia eu continuar vivendo sem saber disso.

    • Companheiro, não há literato que consiga transmutar a realidade. Serra podia ser um Machado de Assis que não convenceria o povo a se flagelar elegendo-o

  • Fora de pauta.

    “Aécio nomeou prima de Cachoeira a pedido de Demóstenes

    BASTARAM APENAS 12 DIAS E 7 TELEFONEMAS PARA QUE MÔNICA BEATRIZ SILVA VIEIRA ASSUMISSE, EM 25 DE MAIO DE 2011, O CARGO DE DIRETORA REGIONAL DA SECRETARIA DE ESTADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EM UBERABA

    247 – O senador Aécio Neves (PSDB-MG) acatou a um pedido de Demóstenes Torres para nomear a prima de Carlinhos Cachoeira, Mônica Beatriz Silva Vieira, em 25 de maio de 2011, para o cargo de Diretora Regional da Secretaria de Estado de Assistência Social em Uberaba. Escutas telefônicas da Polícia Federal revelam que Demóstenes intercedeu diretamente junto a seu colega, após uma solicitação do bicheiro. Aécio confirma o empenho para atender solicitação de Demóstenes, mas alega desconhecer interesse de Cachoeira na indicação.

    SÃO PAULO – Escutas telefônicas da Polícia Federal revelam que o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) intercedeu diretamente junto a seu colega, Aécio Neves (PSDB-MG), e arrumou emprego comissionado para uma prima do empresário do jogo de azar Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Mônica Beatriz Silva Vieira, a prima do bicheiro, assumiu em 25 de maio de 2011 o cargo de Diretora Regional da Secretaria de Estado de Assistência Social em Uberaba.

    Do pedido de Cachoeira a Demóstenes, até a nomeação de Mônica, bastaram apenas 12 dias e 7 telefonemas. Aécio confirma o empenho para atender solicitação de Demóstenes, mas alega desconhecer interesse de Cachoeira na indicação.

    São citados nos grampos Marcos Montes (PSD), ex-prefeito de Uberaba, e Danilo de Castro, principal articulador político de Aécio em seu Estado e secretário de Governo da gestão Antonio Anastasia (PSDB), governador de Minas. Eles negam envolvimento na trama.

    A PF monitorou Cachoeira, a prima e Demóstenes no bojo da Operação Monte Carlo, que desmantelou alentado esquema da contravenção, fez ruir a aura de paladino do senador goiano e expôs métodos supostamente ilícitos da Delta Construções para atingir a supremacia em sua área de ação…”
    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/55749/A%C3%A9cio-nomeou-prima-de-Cachoeira-a-pedido-de-Dem%C3%B3stenes.htm

  • Os editorialistas da Folha só conhecem o Brasil que eles publicam. Não entendem nada do país. É o que dá acreditar nas próprias mentiras e achar que as madames movidas a PROZAC e RIVOTRIL, além da playboyzada dos Jardins representam alguma coisa no país. O cebolinha também não entende porque os planos infalíveis dele não funcionam com a Mônica.

  • Estimado Eduardo,
    Parabéns pelo seu post; você cada a dia se supera. O que o PIG precisa fazer no momento é se penitenciar por tentar manipular as mentes com as suas “verdades”. Felizmente as pessoas que querem ser bem informadas, já não lêem mais seus jornais, revistas; não assistem mais aos seus canais de TV; preferem a blogosfera, acessando os blogs “sujos”.
    Não adianta o PIG querer semear a discórdia entre o Lula e a Dilma e criticar a nossa Presidenta; que não pega. A cada dia o povo vai procurando se informar e ter uma opinião séria a respeito de nossa Presidenta. E ainda mais agora que 16.300 estudantes universitários poderão se especializar nas melhores Universidades do mundo, só irá favorecer o nosso país. Só não vê quem não quer ver que o Brasil é outro, as pessoas são mais felizes porque têm a dignidade de ser humano assegurada.
    Abaixo o PIG e seus asseclas!
    Abraços.

  • O outrora “Homem de pouca fé” seria hoje “Por que insistes em remar contra o fluxo positivo da vida”
    Insensato disputar com o PIG como tentativa de aprender algo a partir de um outro ponto de vista.

    Se o jornal teve a coragem da “ditabranda e da ficha falsa” não é um interlocutor adversário valido para se colocar a favor do fluxo positivo inexorável de uma America Latina berço de uma nova civilização. É um adversário que por usar de métodos alem das regras consensuais da democracia, é tão desleal e se não me oponho se torna seu inimigo evolutivo.

    É preciso um adversário eficaz que se pauta pelo Mercado (individuo, particular) para que me mostre o quanto preciso ser eficaz do lado do Estado (todos, povo, sociedade)

    Por que insisto na contenda então, qual a explicação?

    Por serem adversários tão evidentemente desleais, facilita entender porque “vale a pena” manter-me na minha ideologia.

    Veja (verbo, revista e Cia.!!!) como são recalcitrantes em serem contra o que mesmo?
    O Brasil é um país de todos. O Brasil rico é país a pobreza. Diminuir a desigualdade de renda das famílias. PROUNI , Cotas raciais, spreads, banda larga, regulamentação midiática…………………….
    Para mim evidencias, para eles sei lá.

    Quem duvida que na luta ideológica – pois o que alimenta a ação, a satisfação, a volúpia cidadã são os ideais – estamos caminhando para um Estado e um Mercado, ambos eficazes.

    Qual o limite individual? Saibamos que o negocio nos afasta do ócio. Negocio, ganhar dinheiro, o lucro de ganhar o máximo no menor tempo possível acumulando. Ócio como significado etimológico de cultura. Preciso equilibrar o negocio (Mercado, competição) com o ócio (ser cidadão, cooperação)

    Mas porque eles não representam para mim o Mercado eficaz? Segundo Mino Carta “O PIG se odeiam entre si, mas se unem quando se sentem ameaçados”

    Noam Chomsky, também explica que a emeaça possa ser, pensam eles que “os pobres os querem despojar”

    Existem estudos profundos para explicar essa psicopatologia com diria o Norberto Keppe.

    O que fazer então? Alvíssaras, sus, estarmos participando com a mente e o coração, razão e emoção. Sentir a satisfação da Cidadania. Vale a pena (nos dois sentidos; som, palavra, escrita e as angustias que nos atropelam)

  • O ministério da saúde adverte:

    Criar um mundo aparte causa depressão e inviabiliza a auto-estima, além de criar esquizofrenia. Tornando a pessoa um ser estranho a sociedade.

  • O que essas bestas ao cubo pensam já náo tem muita importäncia, porque a blogosfera
    os está afogando, graças à persistência e honradez dos nossos blogueiros, como tu.

    E Viva #DilmaRousseff ! E Viva #nosso queridézimo, adoradézimo, tchutchuco mais que amado
    presidente perpétuo do Brasil.
    E digo isso, de presidente perpétuo, porque intuo, sem sombra de dúvida, que Dilma adoraria
    continuar sendo grandiosa para nós, ao lado dele.
    Sei que ela é táo apaixonada por nosso #Lulinha amoroso tanto quanto cada um de nós.

    E pt saudações, gratidáo por te ter entre nós querido blogueiro.

  • O texto da Folha é um verdadeiro compêndio de vícios.

    Omite vários fatores relevantes, como a redução da desigualdade, bem apontada pelo Edu, e o completo descrédito da imprensa marrom, que ainda não percebeu que cada omissão sua é recebida com destaques na internet, colocando às claras sua falta de ética e respeito. Como, por exemplo, sua omissão da corrupção da própria imprensa, escancarada pela blogosfera, mas ainda tabu nas redações desses jornalecos moribundos.

    Tenta ela salvar as aparências, batendo orgulhosamente no peito e sugerindo que “ministros caíram por causa da imprensa”.

    Invejosa, lamenta a popularidade de Dilma e a justifica como fruto de suposto maquiavelismo, que teria “usado a imprensa” para “limpar” seu ministério e “passar a imagem” (falsa, sugere o jornaleco) de que é intolerante com a corrupção.

    O ódio os leva a tentar provocar a cizânia entre Lula e Dilma, com suposições maliciosas e desonestas.

    O que esse panfleto oposicionista não consegue realmente entender é que eles – os “veículos de comunicação” da “grande” imprensa – cavaram a própria sepultura. Tentam desesperadamente culpar o resto do mundo por seu descrédito, especialmente a blogosfera progressista, a quem chama de “chapa-branca” por não ingressar na mesma canoa furada da oposição a todo custo. Por ousarem ser críticos de verdade, não apenas do governo mas da imprensa, tão acostumada a ser juíza de tudo e todos, acima do bem e do mal, e desacostumada a ser criticada por conta do corporativismo agora mais do que evidente.

    Também não entendem que nem Dilma nem Lula agem por vaidade ou interesse particular, e não se importam com quem é mais ou menos popular. Pra eles, qualquer um deles que esteja à frente do governo é bom e ponto.

    Assim, entram de cabeça na penúltima cartada que têm à disposição: tentar dividí-los, já que não conseguem abatê-los.

    Digo penúltima pq a última ainda está na manga, a mesma que usaram em 64.

    Eles não entendem que foi-se tarde o tempo em que monopolizavam a informação. Ou, talvez, apenas não queiram dar o braço a torcer. Estão mais perdidos que chiclete em boca banguela.

  • Parabéns Edu, beleza de post é analítico e muito bem feito. A nossa presidenta está surpreendendo essa classe média e tende a ampliar o arco de aprovação.

  • Quem teve a vida sustentada em pináculos,que começam a cair,que se mostram agora irreais,frágeis,uma de suas reações naturais é a negação.A elite(os 5%) estão vendo seus ideais,seu poder se esfacelando,status que herdaram de avós e pais.Era até natural ,um direito,que achavam normal,e hoje está desmoronando,Veremos ainda muito textos e falas que expressam esta estupefação,de quem se acha ter até um direito divino de ser e ter o que tem.Isto é a pequenez humana em um de suas formas mais ridículas e primárias.Não era inteligencia que mantinha o status quo desta turma,mas o medo,um medo atávico vindos da época da escravidão,entranhado ainda,dai a constatação de alguns receios e recuos do PT e aliados.Talvez a próxima geração de políticos,administradores,enfim de uma elite que esta britando no seio do povo graças aos incentivos sociais, econômicos e educacionais,não vão aceitar mais este julgo,pois espero.alias uma certeza não herdem,recebam, este maldito medo que a minha geração que está no poder hoje(ou nossa Edu,somos da mesma geração) padece.

  • A imprensa parece que ainda não entendeu muito bem,em tres oportunidades,o recado das urnas.Insiste em bater de frente com a realidade.Já não tem o poder que tinha até bem recentemente,parece que já não mete medo em ninguem(a não ser,óbvio,no governo).Urra que nem um leão feroz,mas não passa de um gato velho,sarnento e banguela.Embarcou numa canoa furada(a canoa da finada oposição) e parece que esse caminho da midia rumo ao precipicio é um caminho realmente sem volta.

  • Estiamdo Eduardo,
    Acabei de saber que o relator da CPMI do Demóstenes-Cachoeira-Veja é o deputado odair cunha (minúsculo mesmo). Ele votou a favor do Código Florestal, não assinou a CPI da Privataria e aqui pelo Sul de Minas as pessoas comentam que ele tem um acessor envolvido com falcatruas de Furnas. Votei nele por três vezes para deputado, mas a decepção foi grande por isto que acabo de citar. O que poderemos esperar desta CPMI?
    Abraços.

    • Estaremos de olho nessa CPMI,MEU CARO.E se dessa vez fizermos uma pressão implacavel,não irá acabar em PIZZA como das outras vezes.Essa CPMI,na minha humilde opinião,irá abrir um caminho sem volta para o abismo à finada oposição e a seu espurio braço midiatico.O que ja estava ruim para eles(OPOSIÇÃO+PIG)vai ficar bem pior.

  • Ora Eduardo, Esse alheiamento à realidade do PIG safado,pilantra e corrupto é uma ótima noticia.Significa várias coisas: A primeira delas é que eles estão sem opções.Não sabem o que fazer e negam a realidade.A segunda é que eles perderam todas as Bandeiras deles com a desmoralização do nefasto Neoliberalismo.A Terceira é que as ações (PAC/OBRAS/PROGRAMAS) ainda não produziram os efeitos benéficos para a sociedade.Muita coisa ainda há que apresentar resultados.Ontem, no Conversa afiada do PHA, há um post onde comenta o Programa Sem Fronteiras, no qual a presidenta Dilma irá mandar milhares de estudantes Brasileiros para o exterior.Essa medida ,por si só, atinge todas as classes sociais e todas as regiões do País.O que os tucanalhas tem para oferecer em troca disso ? Qualquer pessoa, por mais apolítico já percebe a diferença entre as 02 visões ideológicas.A corrrente progressista faz um governo PARA TODOS, a dos demotucanos,PARA POUCOS e ,para para perceber isso, não é preciso muitos neuronios.O seu Blog faz ,exatamente,esse papel de esclarecimento, de filtragem da pilantragem do pig pilantra.Repito, há muitas OBRAS ESTRUTURANTES ,aqui no Nordeste,que ainda não deram frutos, mas que todos sabem,menos a mídia,A Bandeira moralista deles evaporou-se com os escândalos e a da eficiencia administrativa só um idiota vai dar fé ….

    • Exulto com seus comentarios. Todos estamos fisicamente circunscritos ao nosso meio, porem a blogosfera nos une de uma forma transcendente. Quero dizer que construimos um imaginario popular indestrutivel. O PIG por sua vez radicaliza na sua forma de ser. Eh preciso que essa evidencia de que estao se opondo ao processo evolutivo, fique cristalina na mente da populaçao. Mino Carta disse: “Eles se odeiam, porem se unem quando se sentem ameaçados”

  • Se o Serra perder em São Paulo (para Haddad, Chalita, Russomano ou Paulinho), os ideólogos do PIG vão simplesmente pirar.

    Como o marqueteiro de Serra (que é da Veja) teve a genial ideia de apresentar Serra aos eleitores como “inovação”, acho que o Zé Bolinha está com problemas.

    • A unica inovação ou novidade em relação a José Serra no que diz respeito à campanha desse ano é que ele vai perder no berço do tucanato,ou seja,em São Paulo.

  • Edu,

    Das duas uma, ou o povo aprendeu a filtrar as baboseiras da Folha ou então eles estão malhando em ferro frio.
    Esse jornal pigueano só serve para aparar excrementos de pássaros e tampar vazamento de Cachoeira de Lama.

  • Casa grande ruindo, ossos escasseando, seculos de fossas abarrotadas vazando em cachoeira e levando finalmente a lugares mais arejados a descoberta: “sabemos quem esta cagando. Sao os mesmos senhores que faziam isso andando pra gentinha”.

  • Pior que todo o texto é o trecho que seperei “É implausível cogitar de rompimento entre criador e criatura, desfecho que seria inconveniente para ambos. Mas há indícios de que a separação de águas tende a deixar o legado populista sob a égide de Lula, enquanto a atual presidente cultiva uma imagem mais voltada a valores de classe média.”

    Querem a qualquer custo dizer que lula é menor, populista e Dilma com valores da classe média…. fala sério! Espero que continuem sem entender nada. Ainda pouco li um artigo de Stephen Kanitz que tratava justamente disso, para se resolver um problema é preciso entendê-lo e entendê-lo só traz 10% daquilo que será necessário para resolvê-lo. Que bom!

    • Eles vêm inventando cisão entre Lula e Dilma desde 2 de janeiro de 2011. Como não ocorreu, agora dão motivos para não ter ocorrido, para se explicarem, entende?

  • Andam “estranhando”, preferência popular por Dilma, apesar dos “escandalos atuais”, por eles pandoricamente divulgados?
    Essa gente estranhadora não se convence da verdade concreta: está mais do que na hora de
    tomamrem um chazinho anti-hipocrisia e anti-complexo de superioridade?!

  • Acho, Eduardo, que o PIG não percebeu que o povo brasileiro mudou muito, e para melhor. Não se deixa enganar tão facilmente pela mídia como antes.

  • O Bolsa Família abalou o famoso voto de cabresto no NE. Pelo visto a “opinião pública de cabresto” também foi afetada durante os governos Lula. O que acontece -e os pigueanos picaretas não perceberam- é que eles estão pregando apenas para os próprios fiéis. O blablabla diário deles só atinge quem pensa como eles. O famoso ditado “Os cães ladram e a caravana passa” cai como uma luva na situação. Tem também uns versos muito bons do Caetano para o tavinho refletir: “Narciso acha feio o que não é espelho”.

  • Quando Deus quer perder alguem,primeiramente tira lhe a razão,que é aquela capacidade que todo ser humano tem de discernir entre o que é legal e ilegal.Depois esse alguem a quem Deus quer perder,começa a fazer coisas que de tão evidentes saltam à vista.Exemplo?A midia golpista não entender o porque de o governo Dilma tter uma popularidade tão alta,em que pese os improvaveis escandalos noticiados por essa mesma midia golpista.De agora tudo aquilo que pensarem em fazer de mal,volta-se contra eles.A boia de salvação dos tucanos,por exemplo,é por enquanto a candidatura de Serra à prefeitura da Capital.Caso venha a perder a eleição em outubro,o que é bem provavel,Serra desaparece do cenario politico definitivamente e o PSDB entra no caminho da extinção.Pessoas normais aprendem com as derrotas.Tucanos e o PIG não aprendem,porque é muita arrogancia e tambem porque,no minimo,não devem ser normais,por terem profundos problemas não só de carater,como tambem mentais.Embora aparentem muita empafia,a finada oposição e o PIG, estão praticamente mortos,basta enterra los.

  • Eduardo,
    Parabéns pelo texto, em primeiro lugar.
    Segundo, ao assistir hoje a tv senado, ouvi a senadora Ana Amélia(RS) dizer, com todas as letras, que o congresso não pode “bobear” com essa CPMI, pois as redes sociais, blogosfera,etc, estão “de olho” nesta CPMI e, se a mesma não for abrangente, de fato, investigando políticos, empresas, mídia e tudo que a envolve, o congresso corre sério risco. Foi seguida de muitas afirmações positivas. Isso é ótimo, pois demonstra que a maioria dos congressistas está acompanhando vários blogs “sujos”.
    Essa velha mídia está totalmente “descompensada” e não adianta mais oferecer gratuidade para assinante, ninguém mais acredita nela.

  • Dedicado ao Sr. Orlando Valisques, prá quem sabe aprender a diferenciar quem o Sr. Serra representa e quem o partido da Pres. Dilma representa.

    Tarso Genro: Investigar a simbiose entre sistema político, Estado e crime

    A instalação da CPI sobre a possível rede criminosa do contraventor Cachoeira abre uma extraordinária oportunidade de investigar a fundo, não só um caso concreto, mas os métodos, a cultura, a simbiose entre o sistema político, o Estado e as organizações criminosas politizadas. Estas não só interferem na pauta administrativa dos governos, mas também na pauta política dos partidos e podem mancomunar-se com órgãos de imprensa para transitar interessses econômicos e políticos. O artigo é de Tarso Genro.

    por Tarso Genro, em Carta Maior

    Ao contrário do que torcem — e em parte patrocinam significativos setores da mídia — não está se abrindo uma crise com a instalação da CPI sobre a possível rede criminosa do contraventor Cachoeira. Abre-se, sim, uma extraordinária oportunidade de investigar a fundo, não só um caso concreto, mas os métodos, a cultura, a simbiose (às vezes espontânea e no mais das vezes deliberada), entre o sistema político, o Estado e as organizações criminosas politizadas. Estas, como já está provado, não só interferem na pauta administrativa dos governos, mas também na pauta política dos partidos e podem mancomunar-se com órgãos de imprensa para transitar, ou interesses de grupos econômicos -criminosos ou não- ou interesses dos diferentes partidos aos quais estes órgão são simpáticos.

    Para que esta oportunidade seja aproveitada é necessário, porém, que a CPI tenha a predominância de parlamentares que não tenham medo. Não tenham medo de que o seu passado seja revelado – um passado complicado fragilizaria o resultado da CPI -, não tenham medo de ser achincalhados pela imprensa, pois à medida que contrariarem os interesses que ela defende serão ridicularizados por algum motivo ou atacados na sua honradez. Não tenham medo, sobretudo, de encontrar algum resíduo de envolvimento seu, na teia de interesses, manipulada pelo grupo ora apontado como criminoso.

    Uma parte da esquerda, na defensiva em função do cerco a que foi submetida principalmente no primeiro governo do Presidente Lula, convenceu-se que as denúncias feitas pela imprensa não passavam de montagens para nos desgastar. Ora, é razoável supor que muitas denúncias são forjadas (em função de brigas entre empreiteiras, por exemplo, ou para desmoralizar lideranças que são importantes para os governos), mas tomar as denúncias como produto de uma conspiração é errado. É deixar de lado que o estado brasileiro, historicamente cartorial, bacharelesco, barroco nos seus procedimentos e forjado sob o patrocínio do nosso liberalismo pouco republicano, tem um sistema político-eleitoral e partidário, totalmente estimulante aos desvios de conduta e às condutas que propiciam a corrupção.

    O uso que a mídia faz dos eventos de corrupção, para tentar destruir o PT e a esquerda é, na verdade, um elemento da luta política por projetos diferentes de estado e de democracia. São diferentes concepções de republicanismo que estão em jogo, entre um republicanismo elitista e “globalizado” pelo capital financeiro e um republicanismo plebeu, participativo e aberto aos movimentos dos “de baixo”. Este, considera urgente a redução das desigualdades sociais e regionais, mesmo que isso se choque contra as receitas dos FMI e do Banco Central Europeu: um republicanismo do Consenso de Washington e um republicanismo do anti-Consenso de Washington, é o que está em jogo.

    O fato, porém, da corrupção ser “usada” pela mídia, nas suas campanhas anti-esquerda, não quer dizer que ela não exista, inclusive no nosso meio. Então, o que se trata, não é de “amaciar” os fatos, mas de disputar o seu “uso” – o tratamento político dos fatos – para fortalecer uma das duas principais concepções de República que caracterizam o grande embate político nacional na atualidade. O “aceite” deste embate político tem um terreno fértil na CPI, em instalação, e a esquerda brasileira poderá agora, se tiver uma estratégia unitária adequada, amalgamar um conjunto de forças em torno dos seus propósitos republicanos e democráticos.

    A atual CPI, ao que tudo indica, vai se debruçar sobre um sofisticado sistema duplamente criminoso: ele promove diretamente, de um lado, a apropriação de recursos públicos para fruição de grupos privados criminosos (através da corrupção) e, de outra parte, promove a deformação ainda maior do sistema político (através de criação de agendas políticas), para cooptar pessoas, vincular mandatos ao crime e, também, certamente, financiar campanhas eleitorais. Se de tudo que está sendo publicado 50% for verdadeiro trata-se de um patamar de organização superior da corrupção, que já adquire um estatuto diferenciado. Nele, o crime e a política não apenas interferem-se, reciprocamente, mas já compõem um todo único, com alto grau de organicidade e sofisticação.

    O pior que pode acontecer é que a condução da CPI não permita investigações profundas e que seus membros, eventualmente, cortejem mais os holofotes do que a busca da verdade, ou que ocorram acordos para “flexibilizar” resultados, por realismo eleitoral. Nesta hipótese, ficarão fortalecidos aqueles que hoje estão empenhados em desgastar a esfera da política, que significa relativizar, cada vez mais, a força das instituições do estado e o sentido republicano da nossa democracia.

    Este serviço, aliás, já está sendo feito pela oposição de direita ao governo Dilma, pois já conseguiram semear a informação que o governo “está preocupado” com os resultados da CPI. A oposição demotucana faz isso com objetivos muitos claros: para que todos esqueçam as raízes partidárias profundas, já visíveis, neste escândalo de repercussão mundial, mas que também é uma boa oportunidade de virada republicana na democracia brasileira.

    • Como você dedicou-me o artigo do Tarso Genro, obriguei-me a lê-lo. Explico. As atitudes tomadas pelo governador enquanto ministro levaram-me a construir um conceito pouco lisonjeiro em torno do petista. Só a covardia de colocar dois pugilistas cubanos dentro de um avião de Chavez e devolvê-los aos irmãos Castro sseria suficiente para demonstrar seu humanismo de fancaria. Mas Tarso nos premiou com com sua soberba ao demonstrar desprezo por tratados internacionais e cânones do direito no caso Cesare Battisti.
      Só posso concordar com Tarso quando alerta o partido sobre a saída fácil em alegar conspirações. Não concordo contudo,com a alegada consequência de que tais acusações levariam a pensar que temos um sistema político-eleitoral e partidário, totalmente estimulante aos desvios de conduta e às condutas que propiciam a corrupção. Levariam a pensar uma ova. Nós temos um sistema político-eleitoral aberto a manipulações escusas e que, algumas vezes não reflete a vontade do povo. Veja o caso da eleição do Protógenes.
      O governador diz que a corrupção está sendo “usada” pela mídia nas suas campanhas anti-esquerda. Ou seja, ele e a turma do José Dirceu acham porque acham que todo o noticioso em torno da queda de seis ministros não eram assuntos dignos de divulgação, eis que esse é o métier da mídia, mas mera campanha anti-esquerda.
      Tarso suspeita, com razão, que a CPI, mais interessada no palco, artificialize as investigações comprometendo a busca da verdade, ou que ocorram acordos para “flexibilizar” resultados, evidenciando com essa declaração, profundo conhecimento da práxis política do Brasil. Ninguem é ingênuo para crer no contrário.

      • Cara, quanta bobagem junta!

        Os cubanos PEDIRAM pra retornar a Cuba, já que deram com os burros nágua quando o canalha escravagista que os tentou aliciar voltou atrás. E devolvê-los ao país que fez deles o que eles são não é “falta de humanidade” porcaria nenhuma. Só na cabeça de ideólogos como vc, mesmo.

        Os “cânones” do direito internacional foram respeitados no caso Batisti. MAs vc não está danado com o suposto desrespeito a esses “cânones”, já que foram respeitados, mas com a decisão de Lula que esses “cânones” permitiram.

        Quanto ao Protógenes, por acaso vc está dizendo que o povo não o queria, apenas pq ele se elegeu com as “sobras” do Tiririca? Percebes que, com o mesmo argumento, pode-se dizer, da mesma forma falsa que “o povo” quer Bolsonaro e cia, e que isso basta pra arrebentar com mais essa falácia?

        Mais, o que faz do nossos sistema podre não é o formato da eleição (ou vc acha que ninguém percebeu que essa foia penas mais uma tentativa frustrada e torta de sugerir a adoção do voto distrital e, por consequência, o bipartidarismo apolítico?), mas sim a permissão absurda dos financiamento privado das campanhas.

        Por fim, a cereja do bolo. Vc diz, descaradamente: “ele e a turma do José Dirceu acham porque acham que todo o noticioso em torno da queda de seis ministros não eram assuntos dignos de divulgação”

        Ora, nem ele, nem a turma do José Dirceu JAMAIS disseram ou sugeriram qualquer coisa nesse sentido. “Campanha anti-esquerda” não é “divulgação”, e o que a imprensa faz é a primeira. Por exemplo, dando à compra de uma tapioca o tratamento de crise institucional, enquanto acoberta as ligações da Veja com Cachoeira, a privataria tucana, o PROER, etc.

        É vc quem diz o que vc acha que eles pensam, não eles. E colocar palavras na boca dos outros pra então criticá-las é MAIS UMA FALÁCIA LÓGICA, fujão, a incrementar a sua já copiosa lista.

  • Edu: A rainha da massa cheirosa veio com um texto piorado: Veja parte dele:

    “Dilma tem que administrar um dado político fundamental -o ego do padrinho.”

    “Quanto mais Dilma acerta e cresce, mais ele alimenta a paranoia de que tentam “desconstruir a sua imagem”.

    “Lula está absolutamente convencido de que foi o melhor presidente da história da humanidade, mas os adversários (entre os quais inclui a imprensa) não reconhecem.”

    “Ele não suporta ver a sua criatura se tornando mais admirada do que o criador. Sente-se injustiçado, senão perseguido, e reage com mágoa e rancor.”

    • A dona Eliane Cantanhede é bem estupida realmentre a ponto de escrever um texto que apresenta tão somente ilações de ordem bem subjetiva.Perdeu a completa noção do ridiculo,algo que,alias,nunca chegou a ter mesmo.É uma notoria perdedora.E em 2014 provavelmente irá assistir à quarta derrota de seus queridos tucanos.Ela não será esquecida tão cedo pelo papel simplesmente grotesco que desempenhou em 2010 durante o lançamento da campanha de José Serra à presidencia em Brasilia,quando alcunhou a expressão ¨massa cheirosa¨ao se referir aos militantes tucanos para diferencia los dos militantes petistas.Expressão de uma prepotencia sem igual.Alias só os mediocres são prepotentes.Mas dona Cantanhede pode ir se preparando,porque dias piores virão.A começar de outubro desse ano com a provavel derrota de Serra para a prefeitura de SP.

    • Essa mulher é um portento, um poço de mil talentos e habilidades intelectuais. Entende de febre amarela, genéricos, submarinos nucleares, jatos de caça, e agora entra garbosamente no terreno da psicanálise. É a Freud de saias.

  • Quer queira quer não, Lula é o maior estadista da atualidade. Ganhou vários prêmios, comendas, títulos de doutor honoris causa. Sem sombra de dúvida é reconhecido e admirado no Brasil e no exterior. Negar isso é chamar todos àqueles líderes de todo o mundo, dirigentes de instituições, universidades e da maioria do povo brasileiros de burros e ignorantes. Tudo aquilo que a mídia alardeou durante os oito anos do governo Lula nada foi provado. Lula não tem nenhuma condenação, nenhuma decisão judicial o condenou, logo, está resquardado pelo princípio da inocência que qualquer cidadão goza, segundo os mandamentos da C.F. Seja ele da oposição, ou não. Qualquer pessoa curiosa, desapaixonada, e com um bom tirocínio científico, observa que Lula é uma pessoa com uma inteligência bastante privilegiada, superior a de muitos acadêmicos. Se nós compulsarmos a história da humanidade, vamos ver que o fenômeno Lula não é um fato isolado.

  • Caro Eduardo

    Esta matéria da Folha, como tantas outras no pig, é na essência como qualquer discurso do Demostenes, e apenas indica o triste estado a que foram levados por tão pouco tempo de governos trabalhistas, menos de dez anos em mais de quinhentos. Um estado psicológico de negação da REALIDADE, que os faça suportar tanta impotência, até que venha um dom Sebastião paulista, ou um playboyzinho mineiro-carioca, ou um outro varão salvador, como o goiano, made in pig.

    Ora, Eduardo, o que Você quer com seu artigo ? Que eles aceitem esta REALIDADE cruel, de um povo inteiro, e feliz, cantando “Apesar de vocês, hoje já é outro dia…” ?

    Um grande abraço

  • he, he, he…..!
    Substimar quem já doou veículos para monstros torturadores e assassinos…jamais
    Mas, golpista, extremista de direita, atrasada, ridícula e cada vez mais destrabelhada, a Folha, digo, a Famiglia Frias faz me rir…
    he, he, he…..!

  • Otavinho,gostaria de ser intelectual,mas não é.Acabou na direção de um jornal,bem de familia,para a qual não estava emocionalmente e muito menos intelectualmente preparado.Agora demonstrou que muito menos moralmente ele estava preparado.Dona Eliane Cantanhede,tinha ambição de ser alguem na vida,mas acabou mesmo como articulista de um jornal em franca decadencia.Augusto Nunes,um alcoolatra inveterado,frustrado,egocentrico,queria ser engenheiro aeronautico,mas acabou sendo apenas um mediocre escrevinhador do planfeto infame editado pelas ratazanas do esgoto.RA queria ser editor de uma revista que fosse um paradigma intelectual,chegou a emplacar alguns numeros da revista Primeira Leitura,mas a incompetencia do mesmo é tão grande que ele inviabilizou o projeto da revista.Existem muitos outros como Ali Kamel,o imprestavel,que é diretor de Jornalismo da Globo,Boris Casoy,o jornalista pateta e racista que fez comentarios pouco abonadores com relação aos garis e acusou Lula de ter sido responsavel pela morte da piriguete dona da Daslú.Existem outros do segundo e terceiro escalão que nem merecem ser nomeados.Esses são alguns do membros da gangue da midia golpista.O que os une é o absoluto desprezo pela inteligencia dos outros,um ódio profundo ao Brasil e aos Brasileiros e o objetivo inconfessavel de derrubar Dilma Rousseff da Presidencia da República ou qualquer outro que contrarie seus espurios interesses eos de seus amigos,ou melhor dizendo,cumplices.E é justamente nesses desclassificados que muita gente ainda acredita.

  • São as descaradas tentativas de sofismar feitas por essa parcela da imprensa que melhoram a avaliação da Dilma. Ou eles acham que o povo é idiota?

  • Caro Eduardo, a melhor definição de burrice que conheço, diz que “burro é o indivíduo absolutamente incapaz de adaptar-se a qualquer nova realidade, a qualquer mudança no ambiente ao qual previamente se habituou.” Se extrapolarmos essa definição, saindo do nível de um mero indivíduo, para aplicá-la a toda mídia nacional, com seus múltiplos órgãos e inúmeros profissionais de destaque, veremos que a mesma cabe ali como uma luva! É impressionante a falta de visão que impera em nossos órgãos da mídia; aparentemente, eles continuarão dando murros em ponta de faca, sem jamais acordar para esse novo Brasil, que todos nós, gente comum e corriqueira, há muito já percebemos… Essa inflexibilidade e teimosia, sem sombra de dúvida, merecem muitas análises e estudos que, certamente, serão desenvolvidos pelas gerações vindouras… Aqui da minha modesta insignificância, ousaria dizer que o baronato midiático exemplifica muito bem o que chamaria de “fenômeno da decadência de uma classe”… Apesar de serem burgueses e não nobres, eles agem mais ou menos como a nobreza francesa no final do século XVIII, à beira da “Révolution Française”: continuam a desfrutar das benesses que sempre tiveram e a manter os mesmos ideais e valores, sem prestar atenção às mudanças na realidade e ao clamor do povo… Essa atitude dos barões da mídia é muito bem exemplificada na frase atribuída a Maria Antonieta: “Se não têm pão, que comam brioches…” Pois bem; todos conhecemos o fim que teve Maria Antonieta e boa parte da nobreza francesa; a sorte dos barões da mídia é que não se fabricam mais “guillotines”… Mas certamente, ainda existem muitas formas de se decapitar os que insistem em cultivar a decrepitude e caducidade…

  • Quando os filhos da puta opinam.
    São inúmeros. Naturais e obviamente,bastardos.
    Prestam-se para qualquer mandalete. Desde aqueles tradicionais de enviar recados
    para cafetinas sugerindo primazia com as novatas do plantel até acobertarem a devassidão
    do estadista do momento, assumindo de público a autoria dos feitos.
    Os filhos da puta,tem a peculiaridade de viverem em permanente conflito com seu status. Desprezam suas origens,porém, cultivam seus benefícios e o trânsito que nos subterrâneos lhe conferem tal estirpe de que descendem. Embaixadores plenipotenciários desse mundo que poucos ousam exibir-se,dominam a semântica, as regras, os sinais ,circulam com desenvoltura, sugerindo sutilmente, intimidando, grosseiramente propondo escambos como gentil arte fosse.
    Insensibilidade é uma marca comum. Nada os atinge.Exceção dos bolso. Vão às últimas consequências ao se sentirem lesados. Entenda-se como ,últimas,penúltimas.Porque a intimidação produz incomparáveis prazeres orgásticos e sinergicamente, reflui, a ineludível condição de gloriosos filhos da puta.

  • O PIG está morto(embora muita gente acredite que não)basta apenas enterra-lo.Credibilidade é a alma do negocio ligado à midia,sem credibilidade a midia não é nada.O PIG ja teve muito poder,isso,vinte anos atras.Hoje não é nem uma sombra do que foi nos anos 90.É um leão com pernas de pau e sem dentes.

  • Parabéns mais uma vez, Eduardo. Sensacional artigo. Tomara que algum jornalista do PIG o leia e caia na real. Mas acho que é pedir demais. Espero, agora, que o PIG seja publicamente desmascarado.

  • O povo não é idiota. A vida inteira o povo viu escândalos na TV e nada de crescimento… o povo sabe que jornal pra vender tem que mentir, inventar, manipular.

    Povo não vê JN, não lê Estadão, GLOBO ou Falha…

    O Povo quer comida, educação, moradia… dinheiro no bolso!!!!

    FHC governou para os jornais, para a FIESP… para os “trutas”…

    Depois não entendem o povo…

    Tem saber falar a língua do povo…

  • Editorial ruinzinho esse da Folha, hein, Eduardo? Que gente mequetrefe!

    Está na cara que a maioria das pessoas gosta do governo. Menos esses mequetrefes, que criaram um universo paralelo e vivem ali.

  • Dinheiro é comida e muito mais!

    Os 5% de desaprovação ao governo Dilma é quase nada. O mesmo que a proporção 5 raivosos para 100 felizes, para ficar mais claro. E esses mesmos 5% confessam não entenderem o sucesso dos últimos governos.

    Não conseguem entender que o dinheirinho a mais, para uma população bem maior do que esses 5%, é bem mais do que uns cruzeirinhos a mais, é, principalmente, comida e muito mais.

    Os ricos não imaginam o que é ir dormir com fome e sem expectativa de almoçar amanhã. Não imaginam e não querem saber, nem entender e nunca pensaram em resolver.

  • Os delírios estão em todas as colunas e textos piguentos, é evidente que o PiG não está entendendo o que está acontecendo e segue tentando enrolar a si próprio. Já teve três eleições presidenciais pra aprender e ainda não o fez, continua parado em 2002, como diz o PHA. Ótimo, melhor para nós.

  • Ah, e outra, Eduardo: a questão dos votos em Marina Silva, que, por acontecimentos estranhos ( religiosos) e o medo do novo que se instala na classe média conservadora nessas horas, levou a eleição para o 2o. turno e aí o Serra herdou muitos votos ( religiosos) dela. Nas próximas eleições, fanáticos da religião ainda existirão mas o medo com relação à Dilma “guerrilheira” e outros codinomes não terá mais como ser explorado.

  • Através do voto na democracia nunca mais
    a direitada volta ao poder. Adeus bando de
    vendidos, covardes e preguiçosos que
    escravizavam o povo brasileiro. Nossos
    netos, bisnetos e mais irão usufruir de uma
    sociedade plenamente justa e igualitária.
    Nada segura a revolução branca, nem
    mesmo os religiosos fundamentalista,
    porque Deus está do lado dos humildes e
    dos que têm apurado senso de justiça.
    O Brasil é a salvação do planeta.
    PAZ E ALEGRIA PARA TODOS !!!!

  • Pois é, a coisa já está respingando no Aécio, outro enganador de primeira. Quando governador, alardeou fartamente que fizera um “Choque de Gestão” e zerara os débitos do Estado de Minas Gerais, mas a verdade agora veio à tona, porque era impossível esconder. Aécio deixou o Estado de Minas Gerais falido, com uma dívida completamente impagável com o governo federal. O seu sucessor, Antonio Anastasia, está mendigando uma renegociação com Dilma para obter um socorro para evitar o colapso total de MG, sem dinheiro nem para pagar a folha de pagamento.

  • prezados Senhores.

    A velha mídia não vai divulgar. Terermos que montar um sistema
    de divulgação, usaremos as redes sociais, e-mails e o velho panfleto
    que pode ser anônimo para não sofrermos pressão e até evitar agreções,
    por parte de militantes do PSDB.

    PS. caso panfleto, é porque há muitos que ainda não tem ascesso
    a internet.

  • Me apaixonei pela expressão “valores de classe média” usada em contraponto ao populismo. O jornaleco acaba de lançar o populismo de classes. Quanta asneira!

  • Me apaixonei pela expesssão “valores de classe média” usada em contraponto ao populismo. O jornaleco acaba de lançar o populismo de classes. Quanta asneira!

  • Outra coisa que perpassa o texto nas entrelinhas é a imensa torcida da Folha e do PIG por um rompimento entre Lula e Dilma. Já chegaram a anunciar isso no começo do governo, mas a bobagem foi logo anulada por Lula, com sábia ironia: “Se um dia me virem discordando da Dilma, ela estará certa”. Lula cortou o barato dos tolinhos criadores de fofocas.
    A direitona hoje vive disso: torcida pelo câncer em alguém, torcida para que a crise mundial chegue ao Brasil, torcida para que os milicos aposentados peguem suas armas enferrujadas e deem um fim “nesta raça”, torcida por uma briga prá valer entre Dilma e Lula, torcida para que a CPI da veja só investigue a Delta – e só fora de São Paulo!…

  • Os membros da CPMI do Cachoeira
    Membros indicados pelos partidos para a CPMI do Cachoeira
    Deputados
    Titulares: Suplentes:
    Odair Cunha (PT-MG) – relator da CPMI Dr. Rosinha (PT-PR)
    Cândido Vaccarezza (PT-SP) Luiz Sérgio (PT-RJ)
    Paulo Teixeira (PT-SP) Sibá Machado (PT-AC)
    Luiz Pitiman (PMDB-DF) Edio Lopes (PMDB-RR)
    Íris de Araújo (PMDB-GO) João Magalhães (PMDB-MG)
    Carlos Sampaio (PSDB-SP) Domingos Sávio (PSDB-MG)
    Fernando Francischini (PSDB-PR) Rogério Marinho (PSDB-RN)
    Onyx Lorenzoni (DEM-RS) Hugo Leal (PSC-RJ)
    Gladson Cameli (PP-AC) Ronaldo Fonseca (PR-DF)
    Paulo Foletto (PSB-ES) Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP)
    Rubens Bueno (PPS-PR) Sarney Filho (PV-MA)
    Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) Vieira da Cunha (PDT-RS)
    Filipe Pereira (PSC-RJ) Glauber Braga (PSB-RJ)
    Miro Teixeira (PDT-RJ) Iracema Portella (PP-PI)
    Silvio Costa (PTB-PE) Osmar Júnior (PCdoB-PI)
    Maurício Quintella Lessa (PR-AL) Mendonça Prado (DEM-SE)

    Senadores
    Titulares: Suplentes:
    Vital do Rêgo (PMDB-PB) – presidente da CPMI Jorge Viana (PT-AC)
    Ricardo Ferraço (PMDB-ES) Wellington Dias (PT-PI)
    Sérgio Souza (PMDB-PR) Delcídio Amaral (PT-MS)
    Humberto Costa (PT-PE) Acir Gurgacz (PDT-RO)
    José Pimentel (PT-CE) Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP)
    Fernando Collor (PTB-AL) Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE)
    Lídice da Mata (PSB-BA) Randolfe Rodrigues (PSOL-AP)
    Pedro Taques (PDT-MT) Benedito de Lira (PP-AL)
    Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) Sergio Petecão (PSD-AC)
    Vicentinho Alves (PR-TO)
    Ciro Nogueira (PP-PI)
    Álvaro Dias (PSDB-PR)
    Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
    Jayme Campos (DEM-MT)
    Kátia Abreu (PSD-TO)
    Paulo Davim (PV-RN)

  • Eles só entende de GOLPE, mas isso eles não conseguem mais dar, O POVO NÃO SE DEIXA LEVAR PELA IMPRENSA GOLPISTA, POR ISSO QUE DE 2002 PRA CÁ ELES PERDERAM TODAS.

  • Quem fala Folha de São Paulo(a finada Folha,por sinal)fala em Força Serra Presidente e quem fala em Serra lembra se de que o mesmo é candidato a prefeito da capital paulista.Mas mesmo sendo candidato a prefeito da capital paulista,talvez seja o unico candidato que faça comicio em São Bernardo do Campo(importante cidade industrial localizada na região Metroploitana de São Paulo).Das duas uma:ou ele perdeu o senso de ridiculo(coisa que ele jamais teve em niveis aceitaveis)ou ele está dando a senha de que caso seja eleito(coisa cada vez mais improvavel)larga a prefeitura para concorrer à Presidencia da República em 2014.De qualquer modo,tal fato demonstra a total falta de compromisso serio do candidato para com a cidade de São Paulo,por outro lado,demonstra o absoluto desprezo do candidato para com o eleitor paulistano.

  • Caro Edu, eles entenderam tudo sim; ocorre que eles tem que fazer um texto se colocando no lugar de seus poucos mas ainda fiéis leitores, estes não entendendo nada e incrédulos com o sucesso dos governos Lula e Dilma.

  • A Folha de São Paulo e o PIG em geral estão desesperados, mas eu acho que ainda não vimos o pior. Quanto mais encurralada a mídia se sentir, mais baixos serão seus ataques…feito um bicho mesmo.

Deixe uma resposta