O primeiro teste da Unasul

Análise

Inexiste qualquer dúvida de que está em curso no Paraguai uma tentativa de golpe “constitucional” nos moldes do que foi aplicado em Honduras há alguns anos, quando o presidente foi deposto em um rito sumário que durou poucas horas e sem direito a defesa.

No Paraguai, o golpe “constitucional” tenta se revestir de alguma aparência de legalidade, mas peca pelo que marca esse tipo de processo: o açodamento, a pressa em concluir logo a deposição do governo a fim de evitar reações da comunidade internacional.

Para que se tenha idéia do absurdo do golpe que está sendo perpetrado no Paraguai sob desculpa de confronto entre o exército e sem-terras por responsabilidade do presidente Fernando Lugo, isso equivale a tentarem derrubar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pelo massacre de Eldorado dos Carajás, em 1996.

Mais absurdo ainda é o fato de que o governo Lugo defende a reforma agrária, tendo sido o confronto um choque entre forças igualmente armadas, segundo alega o exército paraguaio.

Diante disso, os países membros da União de Nações Sul-Americanas – Unasul, cumprindo o protocolo de intenções firmado em 2008  por Argentina, Bolivia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela, despacharam seus chanceleres para Assunção também em tempo recorde, o que revela que a Organização possui, ao menos, uma visão política unificada e um conselho deliberativo ágil.

A rápida ação da Unasul  decorre do Protocolo sobre Compromisso com a Democracia  firmado em 2010 na cidade de Georgetown, na Guiana. O protocolo reza que os estados-membros da Unasul não tolerarão desafio à autoridade institucional ou tentativas de golpe ao poder civil legitimamente constituído.

A boa notícia para o governo do Paraguai é que os membros da Unasul firmaram acordo que os obrigará a adotar medidas concretas e imediatas em caso de violação da ordem constitucional em qualquer país integrante da aliança.

Entre as sanções políticas e diplomáticas previstas pelo protocolo da Unasul, destacam-se suspensão do país sob ameaça de golpe do direito de participar nos diferentes órgãos e instâncias da Unasul, fechamento parcial ou total das fronteiras terrestres com o Estado afetado, incluindo a suspensão ou limitação do comércio, transporte aéreo e marítimo, comunicações, fornecimento de energia, serviços e abastecimento.

Todavia, não é tudo. Em caso de confronto entre forças legalistas e golpistas, ao menos em tese poderia ser acionado o Conselho de Defesa Sul-Americano, proposto por Venezuela e Brasil para servir como um mecanismo de segurança regional sobretudo contra golpes de Estado.

O Paraguai vem de uma longa história de golpismo. O último golpe de Estado ocorreu em 1999. E, como se viu no caso do golpe de Estado em Honduras, Estados Unidos e a imprensa latino-americana certamente ajudarão os golpistas paraguaios.

O noticiário da Globo, por exemplo, dissimula fatos sobre a tentativa de golpe não deixando claro que estão querendo derrubar um governo em horas, sob verdadeira encenação no Congresso, quando um processo de impeachment costuma levar meses.

A ameaça à democracia latino-americana contida na tentativa de golpe no Paraguai já se faz notar aqui no Brasil. O deputado baiano José Carlos Aleluia, vice-presidente do DEM nacional, comemorou o golpismo paraguaio no Twitter ao insinuar que pode se reproduzir por aqui.

Nos próximos dias, portanto, a Unasul enfrentará seu primeiro e decisivo teste. Se fracassar em frear o golpismo à paraguaia, estimulará golpistas de toda a região a se assanharem. Se for bem sucedida, os ímpetos antidemocráticos na região sofrerão duro golpe.

197 comments

  • Estimado Eduardo,
    É um absurdo derrubar um presidente eleito pelo povo. Isto é a maneira da direita reacionária governar um país; pelo golpe, porque voto não tem. A UNASUL não pode de maneira alguma deixar este golpe se concretizar. Me entristece ler o que este pseudo deputado falou no twitter. O DEM já era, está no suspiro final e ainda quer cantar de galo.
    Abaixo o golpe! Abaixo a ditadura! Vivam os governos populares da América Latina!
    Bom final de semana para você e sua família.
    Abraços.

    • Isto aconteceu aqui também com Collor, não? Hoje inocentado pelo nosso STF, também não tinha apoio suficiente no Congresso e o impedimento foiminsufladompela mídia. Diferente, mas parecido. O problema é a imprensa golpista fazendo a cabeça do povo de um jeito que eu chamo de “Globotomia”.

    • Esse Aleluia é cria de ACM e de quem vivia pendurado nos bagos. Após a morte do padrinho virou um pária político. Só late, mas morder… só a corda em volta do seu pescoço, que é o seu suicídio político. Para o bem da Bahia!

  • Quem escreveu este artigo desconhece completamente o problema do paraguai, nao foi o exercito quem matou camponeses, foram componeses guerilheiros que mataram policiais!!! Outra coisa o Protocolo de ushuaia nao pode ter validez no territorio paraguaio ja que nao foi aprovabo pelo congresso desse pais, por tanto as nacoes unidas podem intervir, a UNASUL e uma piada. Chamar de golpe de estado un recurso legal estabelecido na constituicao de um pais e ser oportunista, entao que dizer que o empechtman feito a Fernando Collor foi golpe de estado? pppfff fala serio.

    • Sim, foi um lapso sobre o confronto. De resto,impeachment em doishttp://www.blogdacidadania.com.br/wp-admin/edit-comments.php?comment_status=moderated#comments-form dias? Ah, fala sério!

      • Impeachment é um processo que exige o direito de defesa com os devidos tempos legais e uma justificativa muito forte.

        A forma açodada como está sendo feito esse arremedo de impeachment já demonstra a intenção golpista. O argumento também é extremamente fraco, baseando-se em um incidente isolado e sem que um inquérito policial tenha sido concluído sobre o mesmo.

        Se as coisas fossem do jeito que você diz não haveria democracia nem independência entre os poderes. O impeachment foi concebido para garantir a democracia, evitando que o presidente extrapole seus poderes. no caso é o Parlamento Paraguaio que está extrapolando seus poderes e tentando anular uma eleição legítima pelo uso espúrio de um mecanismo constitucional que não foi concebido para isso.

    • Quem aparentemente desconhece o histórico do Paraguai é você. A elite, como toda a elite latinoamericana, é golpista até os ossos e suga a população miserável até não poder mais. Impeachment em 2 dias é uma piada que só reaças como você levam a sério. Que o Brasil, junto com a Unasul, saiba responder à altura para desencorajar fortemente novas aventuras golpistas.

    • Se o governo do Paraguay hoje fosse considerado de direita ninguém estaria reclamando, estariam pedindo o impeachment, afinal morreram trabalhadores.

      Enquanto pensarem com o fígado não avançaremos um palmo em direção a uma verdadeira democracia.

      • Ô Tranqueira!
        Se o governo do Paraguai fosse de direita jamais haveria tentativa de golpe. Primeiro porque esse é o “modus operandi” de reacionários, segundo porque o imprensalão jamais daria apoio para um golpe de esquerda e por ultimo porque a esquerda não precisa nem quer golpes de estado preferindo sempre o caminho democrático das urnas.

      • Quando o governo for democracia formal mas de direita usamos o voto, seu panaca.
        E quando ha recursos legais respeitam-se todos os tramites e direitos.
        E quando for uma ditadura de direita: entao a resistencia tem que ser no fuzil.

      • Quando o governo for democracia formal mas de direita usamos o voto, seu panaca.
        E quando ha recursos legais respeitam-se todos os tramites e direitos.
        E quando for uma ditadura de direita: entao a resistencia tem que ser no fuzil.

    • guerrilheiros armados num governo de esquerda, essa história esta muito mal contada, quem armou essas pessoas??? respondendo essa pergunta chega-se a embaixada dos eua no paraguai e tb a direita paraguaia envolvida com o golpe!!!

    • A ORDEM DOS FATORES NÃO ALTERA O PRODUTO, O QUE O BRIZOLA FEZ NO RIO GRANDE DO SUL QUANDO OS GORILAS BRASILEIROS TENTARAM O GOLPE? DESALOJOU OS MILITARES GOLPISTAS GAUCHOS AOS PONTA PÉS E CRIOU A REDE DA LEGALIDADE,CONTRA GOLPISTAS VALE TUDO ATÉ O PÉ-NA-BUNDA!

  • esse babaca do DEM perdeu uma oportunidade incrível de ficar calado !!

    é por essas e outras que o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) disse que seu partido é um mero coadjuvante no cenário nacional.

    O DEM tem uma postura muito definida, ou seja, é muito corrupto e anti-pobre !!

    Ainda bem que os países do continente estão manifestando apoio ao Lugo, para evitar o “GOLPE” !!

    • Marcus,O DEMonio é contra as COTAS,contra o PROUNI, contra o Bolsa-familia, contra o SUS .Mas é a favor : Dos Rentistas, dos Banqueiros, dos Latifundiários, da Elite e dos reaças de toda espécie.Partido fascista nojento que está em vias de extinção…Destino igual que terá seu comparsa ,o psdbesta…

  • desculpe ..mas no aso de HONDURAS eu mesmo li a CONSTITUIÇÃO daquele país que proibia o então presidente de se propor um referendo pras mudanças constitucionais que a ele serviam (reeleição no caso)

    sei que a coisa foi ridícula, mas regras são regras e por elas ele jurou ..melhor se ele tivesse tido formas de buscar se viabilizar, fato que não o fez e que tentou forçar

    No aso do Paraguai as notícias ainda chegam, e pelo que nos vendem a processo é mais bárbaro ainda e vulgar, pois estariam dando DUAS horas pro presidente (que pra mim é outro cabra esquisito) se explicar ..aqui meu filho, do que lembro, nem o julgamento de CRISTO levou tão pouco tempo

    ..fora ainda que julgar um cara por “mal desempenho de suas funções” é argumento mais do que relativo ..necessário dizer sobre quais parâmetros e leis possíveis delitos teriam sido cometidos, não?

          • Caro MALUFISTA

            Desculpe ..cafaJeste vc deve ter querido dizer ? ..tá bom, eu entendi ..agora só falta você entender o que eu quis dizer ..vá lá e tente novamente, e de preferência leia em VOZ ALTA pra poder se concentrar

            abrá

          • Já que não existem regras neste blog, exprimo meu conceito sobre o Dimas e escrevo num contexto semelhante ao seu “cafageste”; Dimas é um “imbessil”.

        • Mas Maluf como ditador ou eleito democraticamente? Se como ditador eu não preferiria ninguém, se eleito democraticamente claro que daria preferência a Maluf(apesar de não votar nele em hipótese nenhuma), pois melhor uma escolha errada do que não poder fazer nenhuma. No entanto parece que você já fez a sua escolha: é a favor da ditadura e do golpe em qualquer hipótese.

          • se com o conjunto de CRIMES COMPROVADOS que recai sobre os ombros dele, ele já é inalcançável por pessoas do bem, INIMPUTÁVEL ..imagine galgado ao poder, mesmo que num processo eletivo ? ..eu hein

            desculpe, mas mesmo que eleito, se o fosse e o for (assim com já o é), SÃO por FALHAS GRAVES em nosso modelo ..falhas que precisam urgentemente, por uma questão de CIDADANIA, seriedade e respeito, serem corrigidas enquanto ainda há tempo e paciência, crescimento e não crise quero dizer

            reitero, uma democracia INCONSEQUENTE só interessa a quem se SERVE DELA, ou quer e esta no poder

            A minha representatividade não se alterou em muito com os milicos ou com os MALUFs no poder

            PRA quem quer cidadania de FATO, isso só NÃO BASTA !!!! ..eu quero respeito às regras e leis, ISONOMIA no tratamento ..ou isso, ou isso aqui vira (como já é) uma BRINCADEIRA , uma sátira ..uma aonde gente CARA DE PAU por exemplo te OBRIGA a VOTAR dizendo que isso, a OBRIGAÇÃO, lhe é um direito ..oras vá

            http://www.youtube.com/watch?v=tjpcOvSFYYc

        • Romanelli :”eu quero respeito às regras e leis” e quer milicos no poder !??! Se você pudesse escrever apenas duas palavras na sua vida inteira uma iria contradizer a outra. Ou usando a sua educação: oras vá.

          • Defesa ferrenha do Maluf aqui no pedaço. Inacreditável?
            Não, para quem conhece as esquerdas brasileiras, bem viável.
            Vale tudo por dinheiro e poder.
            E precisam urgentemente de um curso de História Geral.

        • Maluf cresceu na política graças aos militares, leia-se Costa e Silva, pela madrinha que ele teve na pessoa de Dona Yolanda Costa e Silva.

      • uai ..por enquanto, pelas notícias e argumentos eu me posiciono CONTRA o golpe, ou julgamento sumário, no PARAGUAI, e vc me chama de golpista? ..oras, não entendo

        No caso de HONDURAS o cara foi oportunista e era ELE quem tinha tentado dar UM GOLPE na Constituição em vigor e pela qual jurou (fui dos poucos que fui lá e LEU a Constituição e não ficou replicando de ouvir dizer) ..fora que o país tinha OUTRAS IMPORTÂNCIAS estratégicas, daí muitos terem comprado a bandeira dele mesmo sabendo que ele não tinha lá essa razão toda (lá tem bases americanas por ex)

        O que precisamos entender é que a democracia EM SI não tem valor por si só, ou ele é muito mais reduzido do que muitos podem pensar ..assim como uma DITADURA também ..resta saber se ela responde aos anseios do povo ou se vive se escamoteando, de mentira em mentira, em tergiversações baratas que reservam somente a um grupo seleto de oligarcas decidir por todos que FINGEM representar

        convenhamos, há casos e casos no mundo

        Citei por exemplo o caso de MALUF aqui, um cara que OFENDE e OFENDEU as nossas leis, que rouba e agride as Instituições cotidianamente ..este que nos dá uma sensação de impotência impagáveis ..mas que por meios escusos e pouco esclarecidos, TUDO NA BASE DA EXCEÇÃO, mela mão e conchavos, nós NÃO conseguimos fazer com que preste contas do que deve e do que já foi apurado e até BLOQUEADO ..francamente

        fica difícil ..democracia assim INCONSEQUENTE, convenhamos, é o mesmo que podermos ficar falando o que pensamos, só que sozinhos sem que ninguém nos dê ouvidos, não é isso? ..coUsa de lôco mesmo

        abrá

  • E tem muita gente por aí, nos comentários dos blogs e da mídia, comemorando essa tentativa de golpe e dizendo que aqui no Brasil precisa acontecer a mesma coisa. Que gente sem noção. Claro que o Paraguai, como qualquer outro país, tem direito de destituir o Presidente, se assim lhe parecer. Mas não parece que estejam respeitando o amplo direito de defesa, como ocorre em qualquer processo de país civilizado. E os militares paraguaios, até agora ainda não se pronunciaram, pelo menos que eu saiba. Provavelmente são eles que vão decidir, ficando de um lado ou do outro.

  • Quer dizer que o salafrário do aleluia gostou.Esses crápulas não conseguem ganhar nas urnas e tentam de todas as maneiras subjugar a população para atender os seus interesses anti patriotas.
    Me assusta é que um crápula desse ter quem ainda vote nele.Inocencia ou alienação?

  • A pergunta que não quer calar é: e se fosse no Brasil?

    Se Gilmar Mendes, no tempo em que era presidente do STF, tivesse levado adiante suas acusações de que o Brasil é um “estado policial”, poderia haver um golpe, sim. Exatamente nos moldes do golpe em Honduras e, agora, essa tentativa de golpe no Paraguai. Usando o Judiciário como escudo, para dar uma aura de legalidade.

    Se amanhã houver uma tentativa de golpe no Brasil, com quem podemos contar para defender o governo eleito nas urnas? Com Maluf? Com Collor? Com Sarney?

    Por que a tentativa de golpe na Venezuela acabou num retumbante fracasso? E por que em Honduras deu certo?

    • Se acontecer no Brasil?? Quem vai nos defender?? Meu amigo como dizia a música de Geraldo Vandré: “Quem sabe faz a hora não espera acontecer”!!. Nem fica esperando outros fazerem por nós! Sinceramente eu vou pra rua junto com quem quiser lutar pela Democracia!! E vc vai ficar parado vendo a lambança acontecer ou que outrens façam por vc??

      Sds
      Raquel

      • Minha resposta é a mesma da Raquel.
        Vou para as ruas, não importa se com muitos ou com poucos.
        Acredito que no Brasil as pessoas estão bem mais esclarecidas e saberiam o momento de lutar contra qualquer perpetração de golpe.

        • Em 1964 as pessoas estavam mais esclarecidas do que hoje. Mas não estavam organizadas, pois a esquerda da época não se preocupou em fortalecer as organizações da sociedade civil. Deu no que deu.

          Em Honduras, Manoel Zelaya (um líder centrista) também não organizou a sociedade. Caiu.

          Na Venezuela, o presidente Chávez governa JUNTO com as organizações da sociedade civil. Os EUA bem que tentaram dar o golpe. Mas foram fragorosamente derrotados.

          Hoje no Brasil, as organizações não são fortes. Mesmo centrais sindicais como a CUT congregam uma minoria. Mesmo movimentos como o MST, com décadas de luta, congregam uma minoria da sociedade.

          Não estamos preparados.

  • Esse Abestado da Bahia só pode esperar isso,pois em eleição não ganham nunca !Eles, o DEMo ,e seu comparsa psdb nada tem a oferecer ao povo, além de desemprego,miséria,desesperança,desigualdade,falencia do estado.FMI,subserviencia aos países ricos.Vocês não enganam mais ninguém…Só os trouxas mesmos…

  • O que está havendo no Paraguai é um processo de impeachment, dentro da lei, e não um golpe.
    O processo está se dando exatamente como está previsto constitucionalmente. A Câmara dos deputados daquele país aceitou o pedido da abertura do processo de forma quase unânime (76 a 1) e o Senado deverá julgar a questão de forma soberana em conformidade com as leis daquele país, sem que haja intervenções e pressões externas.

    Para mim, golpe seria a tal da Unasul se sobrepor ao Congresso e a Justiça Paraguaia interferindo no processo.

    O processo de impeachment, como se sabe, é mesmo um julgamento político e não judicial, sendo que os parlamentares – igualmente eleitos pelo povo como o presidente – decidem se ele continue ou não no mandato, independentemente de condenações na justiça.

    No Brasil tivemos um processo de impeachment que destituiu um presidente baseado em seus “supostos crimes” (que depois foi inocentado na justiça por insuficiência de provas). E neste caso não teve nenhuma nenhuma Unasul (ou coisa parecida) para dizer que tudo não passava de um golpe contra um presidente eleito legitimamente pela maioria do povo.

    Quanto ao motivo alegado, acho um pouco de exagero para uma ação extrema dessa. Mas quem tem que achar ou deixar de achar isso é o congresso paraguaio e não eu, nem você, nem a Unasul, nem o Papa, nem a Dilma, nem o PT, nem o Obama, nem ninguém mais. É problema deles.

        • Todo golpista afirma que está dentro da lei, Sebastião, mas na lei que eles mesmo criam. Até hoje tem gente que chama o nosso golpe de revolução.

        • Tenho. Em qual destas categorias você se enquadra:

          ( ) Ingênuos

          ( ) Mal-intencionados

          … tá querendo enganar quem rapaz ?? Ao chamar de impeachment um procedimento no qual visivelmente não foi dada oportunidade de defesa, a mídia legitima hipocritamente o golpe !!

    • supostos o caramba ..ocorre que a nossa justiça disse que a COISA, provas, estavam fora de forma ..aliás mesmo vício jurídico que alguns tentam ainda hoje usar pró Cachoeira, DD e que tais

      Quem não se lembra de PC e sua teia de influência? da ELBA e presentes, dos maços de dinheiro trazidos pelo motorista ..das farras na casa da DINDA, das ELBAS, das cascatinhas, dos carro carroça paralelamente à família estar envolvida com a “redenção” representada pela importação dos LADA

      ..quem não se lembra do estupro a direitos, do DESMONTAR de obras que ele NUNCA foi e/ou seria capaz de reconstruir ..QUEM NÃO se lembra das constantes ações que ainda hoje dão PERDA DE CAUSA às ações proferidas por aquele grupelho (tipo confisco por ex) lamentavelmente anistiado com o tempo

      Fora ainda do golpe que aquele presidente deu nas economia, no PATRIMÔNIO das pessoas, empresas e famílias …ato que se valeu de “falhas” e /ou buracos na lei que quase ninguém seria capaz de prever, TAMANHA a INSANIDADE envolvida ..mas que em si, pelos nosso valores, não deixou de ser uma AGRESSÃO, talvez a maior da história deste país, contra toda a Nação brasileira

      ..verdade é que Collor e seus cavaleiros abusaram no direito, e nos trataram com desrespeito como se fossemos RATOS de laboratório, isso sim

      enfim, pelo conjunto da obra eu digo, MERECEU !!! e que a história e revisores dela, como os que hoje tentam dizer que o julgamento de 6 meses feito por um congresso de 581 representantes do povo teria sido arbitrário, arbitrário só pq 6 dúzias de “supremos”, dentre eles NOMEADOS pelo próprio réu, um dia sentenciaram ..só faltava

    • Sebastião,

      Não me lembro do processo de impeachment do Collor ter ocorrido em apenas 2 dias. Levou mais tempo. Só por este motivo podemos dizer sim que é Golpe e uma afronta ao Estado Democrático de Direito! O Collor renunciou antes da finalização do processo e teve ampla defesa, tanto que foi inocentado depois. E veja que as motivações para o Impeachment Paraguaio são muito subjetivas. Crises entre camponeses e latifundiários já existiram em outros países como no Brasi e isso não foi motivação para o Impeachment de um presidente eleito democraticamente!

      ACORDA!

      • Você por acaso conhece a Lei Paraguaia quando se trata dos prazos dos processo? Quais os prazos de defesa, recurso e contra recurso que existem lá?

        Já que vocês querem que a UNASUL esteja incansavelmente sempre presente na defesa dos países da América contra os golpes dos ditadores de plantão, eu tenho uma sugestão:

        Que tal mandar a tal UNASUL la pra Cuba para exigir o imediato fim da ditadura dos irmãos Castro e estabelecer o regime democrático com o povo cubano tendo o direito de escolher seus representantes democraticamente entre vários partidos?

    • Sebastião, se você tivesse tido a mesma posição de não interferência e respeito á constituição dos outros países em intervenções anteriores suas sobre a Venezuela, a Bolívia e o Equador eu até iria admirar a coerência e o respeito á autodeterminação dos povos. Mas como eu lembro-me muito bem de você posicionando-se de forma diametralmente oposta ao seu “É problema deles” quando o assunto era um dos três países citados, só posso deplorar a incoerência e o oportunismo na utilização dos argumentos.

      • Me mostre quando eu disse que fui a favor de uma interferência da Unasul ou de outros países em assuntos internos da Venezuela, Bolívia e Equador. Você está inventando.
        “Incoerência e o oportunismo na utilização dos argumentos” tem você ao atribuir isso a minha pessoa.

        • O grande desonesto intelectual fazendo seu jogo de palavras.

          “Me mostre quando eu disse que fui a favor de uma interferência da Unasul ou de outros países em assuntos internos da Venezuela, Bolívia e Equador. ”

          Lembro-me de diversos posts seus atacando Chavez, Evo Morales e Correa, dizendo que eles (que foram eleitos democraticamente) são ditadores e fazendo juízo de valores em relação às leis e às escolhas da população desses países. Mas basta haver um golpe de estado você defende os golpistas dizendo “É problema deles”.

          Se é problema dos paraguaios o golpe de Estado que lá ocorre, teria que ser problema dos Venezuelanos aquilo que Chavez faz, problema dos bolivianos aquilo que Evo faz e problema dos equatorianos aquilo que Correa faz.

          Como você não pode desmentir o que disse, procura tergiversar dizendo que não foi “a favor de uma interferência da Unasul ou de outros países em assuntos internos da Venezuela, Bolívia e Equador”… Uma diferença enorme entre isso e o “É problema deles”…

          É isso, apega-se a detalhes para desdizer o que disse de forma a esconder sua incoerência.

    • Sebastião,
      Se não estou enganado esta é a 27ª tentativa de impeachment de Lugo. Desta vez, armaram uma farsa em que em duas horas fazem a acusação e em duas horas o presidente eleito tem que se defender.
      O golpe está preparado há muito tempo e tem forte influência internacional.
      Lugo ficou isolado. Já foi derrotado pelos Deputados e começou agora as 13:00 (Brasília) a defesa dos advogados.
      A sentença está pronta e já foi dada.
      Foi um golpe, veiculado pelo PiG de lá. Não haverá tempo para uma reação internacional. Há risco de confrontos.
      Horacio Cartes é o golpista com forte influência na Justiça e no Congresso. O Demóstenes é santo perto desse sujeito.
      A democracia na América Latina começa a sofrer um enorme golpe.
      Que sirva de lição para o Brasil.

      • Como eu já disse: acho um exagero cassar um presidente por esses motivos.
        Mas se o congresso paraguaio quiser fazer uma condenação política estará dentro da lei deles.
        Por que será que a câmera dos deputados fez a abertura desse processo de forma quase unânime??
        Alguém procurou investigar isso?

        • O congresso paraguaio é da oposição, Sebastião, portanto tem muito interesse que o presidente paraguaio seja deposto. Não se iluda achado que os poderosos de qualquer lugar do mundo segue as leis de seus países, eles fazem suas próprias leis há séculos e, somos nós, o povo, que sempre tomamos onde as patas tomam.

        • Ô, Sebastião… Este é um blog político; pega muito mal para você falar em câmEra dos deputados. Vai adquirir um mínimo de capacidade ortográfica e depois você volta para expor sua defesa incondicional dos preceitos do Duce…

        • Sebastião,
          São visíveis as suas provocações. Por acaso você conhece o processo de dupla escritura imóveis que ocorreu durante a ditadura no vizinho país? Pois bem, o Pres. Lugo estava querendo acertar as fraudes que foram criadas e devolver parte das terras surrupiadas pela elite mais podre da América Latina aos antigos proprietários. A crise começou por aí. O Paraguay é o segundo país mais pobre da América Latina, perdendo somente para o Haiti. Já no terceiro mês de mandato, o vice Presidente rompeu com Lugo. Ele tentou recompor uma base de apoio, mas se deu conta de quem o elegeu foi uma elite dissidente (!!!) e o apoio popular. Aos poucos o Partido Colorado foi fechando o cerco deixando o Presidente isolado, contando apenas com o apoio popular. Foi considerado um socialista radical!!! Perdeu o apoio, pois o bloco que o apoiava não queria mudanças, queria aumentar os privilégios, com o que Lugo não foi conivente.
          Sofreu inúmeras tentativas de golpe. A “imprensa livre” Paraguaya vem há muito tempo minando as bases de governabilidade. Assim como investiram no Brasil em Demóstenes, investiram no “paladino da justiça” Horácio Cartes, que conseguiu reunir consigo um grupo forte na justiça e no congresso. O que está preparado é para o “adversário” de Cartes, o atual vice-presidente, que é de “outra ideologia”, assumir num mandato de 9 meses. Também será trucidado pela imprensa, e nas eleições de 2013, o Partido Colorado, voltará “triunfante” para resolver os “problemas do país criados por seus adversários”.
          Vemos esse filme todos os dias aqui no Brasil. A diferença é que lá a elite conseguiu se reunir e formar uma base para derrubar o Presidente eleito e voltar a mais uma jornada de poder (a última durou 65 anos e fez do Paraguay o segundo país mais pobre do Continente.)
          As informações não chegam aos centros menos urbanizados. As manifestações populares são todas favoráveis a Lugo. A Unisul (Unisur em Espanhol) dificilmente conseguirá deter o golpe. Estão propagando que mesmo que haja algum acordo internacional, deve prevalecer a “vontade livre e soberana dos povos Guaranís, na formação de sua democracia”. A população de classe média acredita na imprensa, apoia o golpe, mas não se propõe a confrontos. Apenas vociferam. Agora estão dizendo que os parlamentares podem ter sido comprados, estipulam até o valor – U$ 5 milhões para cada, para manterem Lugo no poder até o final do mandato. A classe média lá é tão manipulada e obtusa como a do Brasil. E o PiG de lá é ainda mais cínico, hipócrita e golpista do que o daqui.
          Lugo foi o único Presidente nos últimos (pelo menos) 65 anos que procurou dentro do possível criar algo de positivo para as classes menos favorecidas. O PIB Paraguayo cresceu MUITO acima da média dos anos anteriores. E a burguesia, elite podre, não gostou nada disso.

    • De forma tão sumária ? Em 02 dias apenas, sem direito ao contraditório ? Ou vc é muito ingênuo ou se faz de besta pra melhor passar…

    • Collor teve a oportunidade de se dirigir ao povo que o elegeu e pedir o seu apoio, o que não teve. Se foi manipulação midiática ou não, é outra questão. Mas o povo que o elegeu teve oportunidade de apoiá-lo e não fez isso.

    • Esse idiota deve estar acostumado com 2 HCs em 48 horas e acha que impeachment em dois dias é coisa natural.
      Sebastião, você é uma rematada cavalgadura ou um sujeito verdadeiramente canalha?

  • Essa calhorda golpista já tomaram duas lições e não aprendem, Venezuela e Equador. Poderíamos levantar a ficha corrida do tal Aleluia, quem se habilita??? O Aleluia não é aquele tocador de piano da Câmara????

  • O que ocorre no Paraguai já era esperado.
    Como escreve o Mauro Santayana, esse é o movimento em pinça, que vem desde Washington passando por Santiago do Chile, até Assunção no Paraguai.
    Cabe ressaltar que, os Estados Unidos possui pelo menos uma base militar no Paraguai, que o Presidente eleito, Lugo, não consegue realizar reformas, pois o Congresso paraguaio é constituído de oligarquias e que o referido Congresso até agora não aprovou a entrada da Venezuela no Mercosul.
    Caberá aos países, membros do Mercosul, dar resposta ágil e firme aos oligarcas e aos piguentos do Paraguai, demonstrando que não admitirão sob nenhuma hipótese o golpismo que tanto assolou a América Latina sob à batuta dos moradores acima de Rio Bravo.
    Uma excelente medida, seria o deslocamento de tropas brasileiras, argentinas e bolivianas para as fronteiras com o Paraguai.

  • Os congressistas paraguaios fizeram a mesma besteira dos venezuelanos. Embora não há reeleição, Lugo será cabo eleitoral de quem ele escolher e, concerteza, elegerá seu sucessor. A armação de golpe mostrará aos paraguaios de como a direita continua, direita, defendendo só seus privilégios.

  • Para aqueles que torcem CONTRA o Brasil, um aviso: vocês vão perder ,de novo, em 2014:

    Centro de Eventos do Ceará -CEC terá maior feira da América Latina

    Publicado em 22/06/2012 – 5:33 por Egídio Serpa | Comentar

    Este blog tem dito e repetido que o Centro de Eventos do Ceará (CEC) dividirá a história do turismo do Ceará em duas fases.

    Trata-se de um equipamento que incrementará aqui o chamado “turismo de negócios”, atraindo, de modo permanente, milhares de brasileiros e estrangeiros para congressos, exposições, feiras, simpósios e shows artísticos, lotando hotéis, bares e restaurantes e gerando emprego e renda.

    Pois bem: o Centro de Eventos receberá em 2013 a Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios – Francal, a maior da América Latina.

    Seu diretor, João Batista de Lima, visitou o CEC e disse ao fim da visita: “Estou encantado”.

    O Centro de Eventos do Ceará ficou pronto e, no próximo dia 30, fará um megashow para 25 mil pessoas, que servirá de teste para a inauguração oficial, no dia 15 de agosto, que terá recital do tenor espanhol Plácido Domingo.

  • Desde já eu boicotarei os artigos da 25 de março…

    Essa crise acaba rapidinho… é só os vizinhos do Paraguay tirarem os seus embaixadores do país e suspenderem os acordos comerciais.

    Os golpistas só entendem a força do dinheiro…

  • É bom que coloquemos todos as barbas de molho, as intenções golpistas na América Latina proliferam, Honduras, Venezuela, Paraguai, neste momento há uma greve de caminhoneiros muito esquisita na Argentina
    nos moldes da que serviu de pretexto para o golpe militar no Chile.
    O governo brasileiro deve se posicionar firmemente na defesa do governo eleito no Paraguai.

  • .É bom que coloquemos todos as barbas de molho, as intenções golpistas na América Latina proliferam, Honduras, Venezuela, Paraguai, neste momento há uma greve de caminhoneiros muito esquisita na Argentina
    nos moldes da que serviu de pretexto para o golpe militar no Chile.
    O governo brasileiro deve se posicionar firmemente na defesa do governo eleito no Paraguai

  • Postei no Twiiter, quanto mais rápido forem as reações ao já em curso golpe no Paraguay,e de forma contundente,agir nos limites,mostrar aos golpistas que o preço desta aventura será alto demais,mais rápido(espero) sera o retorno a normalidade democrática ao país.Não podemos aceitar um nova Honduras bem aqui no nosso quintal,aqui os americanos não terão tanta influencia como em Honduras.E a localização geográfica,a falta de fronteiras marítimas,só ira multiplicar as sanções da Unasul.è um golpe louco,em que não pesaram as consequências.

  • Paraguai: movimentos sociais ocupam capital em defesa de Lugo

    O Paraguai se prepara hoje (22) para o julgamento político do presidente Fernando Lugo, processo judicial que será vital para definir o panorama político do país. Neste sentido, movimentos sociais se organização para manifestar seu respaldo ao chefe de Estado.

    O Congresso e o Senado decidiram abrir o processo depois dos acontecimentos da semana passada em Curuguaty (sudeste do país), onde morreram 17 pessoas entre policiais e trabalhadores rurais. A decisão provocou a manifestação de camponeses e movimentos sociais.

    Pelo menos 2,5 mil pessoas amanheceram na Plaza de Armas e outros espaços públicos em frente ao Congresso para se manifestarem contra a medida, qualificada pelo presidente Lugo como “um golpe de Estado expresso”.

    Dirigentes camponeses estão chamando os deputados de “golpistas” porque, em seu entendimento, não existem razões válidas para um julgamento político contra o mandatário.

    O representante camponês, Elvio Bénitez, sustenta que “a medida do Legislativo é uma medida de repressão contra a democracia e o povo paraguaio”.

    A ministra de Saúde, Esperanza Martínez, foi à praça que fica no centro da capital para instar os manifestantes a estarem atentos, “ante um processo que será longo e difícil”. “À força, não nos tirarão do governo”, disse.

    A correspondente da Telesur no Paraguai, Amanda Huerta, informou que movimentos camponeses começaram à chegar ontem à tarde à capital. “Ficaram em vigília durante a noite para manifestar e apoiar o presidente Fernando Lugo”.

    http://www.redebrasilatual.com.br/temas/internacional/2012/06/paraguai-movimentos-sociais-ocupam-capital-em-defesa-de-lugo

  • Latifundiários de mãos dadas ao Tio Sam é isso aí… o golpe não dorme. Que sirva de alerta, pois aqui o golpismo é diário…. a população deve rechaçar veementemente essa tentativa torpe!

  • Edu, cá entre nós: é burrice da população também, afinal, como é que eu elejo um presidente de esquerda e encho o congresso de deputados de direita?

    é igual no Brasil, tem gente que vota no Lula ou na Dilma e pra senador-deputado escolhe gente (?) da estirpe de Alvaro Dias, ACM Neto, Demostenes, esse idiota ai do DEM baiano, etc…

    Ai as reformas esperadas não saem e o povo zumbi vai no discurso da Globo: é culpa do presidente, mas esquecem dos deputados que emperram a pauta do congresso com suas Vejas em baixo do braço fazendo denuncias mentirosas…

    Como querem que um governo democratico realize mudanças desse jeito, já que justamente por ser democrático ele depende de decisões do congresso?

    Se o golpe for dado no Paraguai, a culpa em boa parte é do povo paraguaio, que nao soube escolher seu congresso.

  • E pra esse arremedo de politco do DEM, avisa pra ele que dessa vez os EUA está mais interessado em fugir da crise do que enviar porta aviões pra ficar de prontidão na Baia de Guanabara, afinal ”é de conhecimento do mundo minera” que sem EUA não haveria golpe de 1964

    • Senhor João Carlos, apoiado. O povo ainda não acordou para o significado do voto vinculado. Vota-se no presidente e no deputado e no senador que irão apoiá-lo.

  • Ufa !!! Finalmente conseguimos sair fora daquele conluio LULA X maluf.
    Já a Erondina respira aliviada. Vamos pôr um pedra em cima dessa coligação.
    Vamos nos concentrar agora no problema do Fernando Lugo, o celibatário pai
    de um enxame de crianças e que ora preside importante país da America Latina,
    o Paraguay. Vamos aproveitar o momento de folga ( aqui corre tudo às mil
    maravilhas) para debater a eterna imaturidade política da America do Sul.
    Às favas a crise brasileira

  • Apenas um aviso às vivandeiras de plantão:tentem um golpe no Brasil e verão o inferno em suas vidas.Brasil não é Paraguai ou Honduras.Quanto ao senhor José Carlos Aleluia,como disse um comentarista anterior,perdeu uma otima oportunidade de se abster em fazer um comentario infame.Mas,felizmente,o senhor Aleluia é um rato morto.E rato morto se joga numa lata de lixo.

  • Eles, os golpistas de sempre, elite direitista podre e asseclas imundos, acharam que por estar em pleno curso a RIO + 20, todo o continente iria estar voltado para o evento. Partiram então para o GOLPE SIM. E sempre com os mesmos “atores” direita midiatica partidaria. Ontem, na Argentina(Cristina teve que abandonar o evento e voltar para a Argentina), os mesmos podres iniciaram a GREVE DOS CAMINHÕES distribuidores de combustíveis SERIA CURIOSO OU NÃO? Basta verifica Mauro Santayana: “…Na Argentina, a presidente Cristina Kirchner enfrenta uma greve de caminhoneiros, em tudo por tudo semelhante à que, em 1973, iniciou o processo que levaria o presidente Salvador Allende à morte e ao regime nauseabundo de Augusto Pinochet. Hoje, todos nós sabemos de onde partiu o movimento. Não partiu das estradas chilenas, mas das maquinações do Pentágono e da CIA. Uma greve de caminhoneiros paralisa o país, leva à escassez de alimentos e de combustíveis, enfim, ao caos e à anarquia. A História demonstra que as grandes tragédias políticas e militares nascem da ação de provocadores….”. Voltando. A DIREITA E ASSECLAS MIDIATICOS SÃO PREVISÍVEIS. Sempre as mesmas MENTIRAS, SEMPRE AS MESMAS TÁTICAS.

  • É fundamental que todas as nações da UnaSul se coloquem frontamente contra o golpe.

    Na verdade, é óbvio que a CIA e o goveno dos EUA está por trás disso, assim como, ficou provado, este por trás do golpe em Honduras e da tentativa de golpe contra o presidente Hugo Chávez.

    É preciso marcar protestos no Brasil e em toda a América do Sul. Os EUA estão tentando retomar o controle da região, perdido com a eleição de líderes nacionalistas em todo o Continente.

  • Amigos,
    A situação do Paraguay é realmente crítica. A “imprensa livre” de lá está em plena campanha para que a Unasul não interfera na soberania do Paraguay. Estão fazendo forte campanha para neutralizar qualquer questionamento feita pela comissão de chanceleres que estão acompanhando o desenrolar dos fatos.
    O caso é que está tudo pronto. Num golpe fulminante, o Pres. Lugo deverá ser deposto do cargo. O oponente o partido colorado de ultra direita e com fortíssimos indícios de ser manipulado externamente (CIA/EUA/OEA).
    A população éstá um tanto afastada. As poucas manifestações são favoráveis a permanência do Presidente eleito. http://www.ultimahora.com/notas/539041-Manifestantes-amanecen-frente-al-Congreso-y-califican-de-golpistas-a-los-parlamentarios-
    Mas o PiG Paraguayo já criou o ambiente para o justiçamento. Tanto as elites (mais do que podres e um grupo muito restrito e fechado) como na classe média (também muito pequena) está totalmente favorável ao golpe. Para esses privilegiados Lugo é um socialista radical!!!!!
    Não haverá tempo para intermediações internacionais. O golpe deve ser desfechado ainda hoje até por volta das 15:00 hs. O lider golpista é Horacio Cartes, candidato à presidência em 2013, e sobre quem pesam inúmeras acusações de ser um narco traficante apoiado por “forças ocultas”. É membro do partido Colorado, que ficou no poder durante 65 anos, incluindo o período da ditadura, em que era o partido oficial. Lugo é oposição ao partido Colorado. E depois de muitas décadas o único que procurou fazer um trabalho social, mínimo, dentro do que as condições lhe permitiram.

  • Eduardo, não tenho comentado muito os seus , como sempre, ótimos textos, pois não tenho mais estomago de ver nomes de cretinos reacionários como o tal de sebastião, romane…, chega, não gosto nem de digitar os nomes destes seres. Porém quando a gente lê o que um desgraçado, hipócrita, cinico, como este deputado escreve, fico com nojo e ódio desta elite cretina que leva qualquer nação a desgraça, e o pior é ver babacas defendendo esta gente. Agora a questão do Paraguai é muito séria, pois envolve toda uma geo-politica dos EUA para o que eles sempre consideraram o seu quintal. E O MAIS IMPORTANTE, O PARAGUAI SERIA UMA ESPÉCIE DE BASE NO AQUÍFERO GUARANI. NÃO SE ESQUEÇAM DISTO!!!!

    Nota; Eduardo, voce não disse que não ia mais publicar comentários desta turma????

  • Conheco lanche fast-food, pizza fast-food, comida chinesa, japonesa, etc. fast-food, enfim, trocentos fast-food atendendo aos mais diversos propósitos e despropósitos, mas impeachment fast-food só mesmo no Paraguai.
    Impeachment fast-food paraguaio… Fala sério!!!
    Só pode ser fake.
    Stroesner live?
    UNASUL pra cima da sucursal do atraso, paraguaia, antes que a Globo ordene aos procuradores impicharem a Dilma, no Brasil.
    Só rindo!.

  • Este tuite do demo Aleluia tem a ver com a doutrina desqualificadora das eleições. Sobre isto, há este texto da Carta Maior, por ocasião do golpe em Honduras:

    A doutrina Hillary: a gestação do argumento golpista

    Os apologistas do processo eleitoral passaram a questioná-lo. Os argumentos que tiram da manga são de uma imoralidade que beira o ridículo. Dizem, por exemplo, que o que conta não são as eleições, mas sim a ação de governo; ou que o sufrágio contaminado de populismo é um engano (quando ganha a esquerda, é claro) e outras afirmações no mesmo estilo. A “doutrina desqualificadora da eleição” vem ganhando terreno em diversos setores políticos e já foi expressa, em reiteradas declarações, pela atual secretária de Estado dos EUA. O artigo é de José Vicente Rangel.

    José Vicente Rangel

    Quando o movimento popular latinoamericano se encontrava acossado, perseguido com inaudita crueldade pelos agentes de poder da região; quando a divisão interna da esquerda esgotava sua capacidade para converter-se em opção e o domínio dos partidos tradicionais era absoluto, as eleições constituíam o desideratum da política democrática. A instituição do sufrágio era a alternativa e a recomendação que se dava a quem praticava formas de lutas distintas, devido ao esgotamento a que estavam submetidas. O caminho era a incorporação à via pacífica e eleitoral.

    Em resumo, a mensagem que era enviada a partidos políticos, grupos de ação e dirigentes deste universo que se movia na linha insurrecional consistia na adoção do voto como saída. Pode-se dizer que a vanguarda do movimento popular aceitou a recomendação, mas não é assim. O que ocorreu foi que o povo adquiriu consciência, os dirigentes superaram o maniqueísmo e assumiram sem peso na consciência a luta pacífica e democrática, por meio do sufrágio. O tempo acabou resolvendo o dilema luta pacífica versus luta armada. A evolução da sociedade e a maturidade de uma direção que compreendeu a nova realidade. O resultado foi impressionante. O movimento popular saiu do labirinto de um debate infinito e de sucessivas derrotas e se conectou à realidade de cada nação, colocando assim toda sua capacidade de luta, sua criatividade e coragem na direção correta.

    Os setores populares passaram, em uma virada espetacular, do simples reformismo a processos de mudança social profundos, desconcertando o inimigo tradicional. A partir de então, em menos de uma década, a região presenciou a chegada de organizações populares ao governo em numerosos países. Não foi um milagre, mas sim um fato histórico: foi a comprovação da justeza de uma linha política.

    Em função da experiência acumulada durante uma década de derrotas, agora o inimigo ideológico e político se dá conta do erro em que incorreu quando sacralizou o sufrágio eleitoral e incentivou o movimento popular a desenvolver a luta de massas legalmente. E, obviamente, a reação não tardou. Os apologistas do processo eleitoral passaram a questioná-lo. Os argumentos que tiram da manga são de uma imoralidade que beira o ridículo. Dizem, por exemplo, que o que conta não são as eleições, mas sim a ação de governo; ou que o sufrágio contaminado de populismo é um engano (quando ganha a esquerda, é claro; não quando ganha a direita) e outras afirmações no mesmo estilo.

    O que poderíamos definir como “doutrina desqualificadora da eleição” toma corpo em setores políticos, partidos, ONGs, elites intelectuais, grupos universitários, empresários, proprietários de meios de comunicação. Uma colunista venezuelana abordou o tema cruamente e afirmou: “É preciso entender que a democracia não é sobre eleições, mas sim sobre instituições”. E um prefeito envolvido em ações desestabilizadoras sentenciou: “Chávez usa a democracia para destruí-la”. Como estas há muitas outras expressões reveladoras do propósito de desqualificar o voto do povo, de questioná-lo, para atribuir-se o direito de julgar a democracia não por sua origem, mas sim pela opinião que os poderes fáticos, os grupos de pressão nacionais e transnacionais têm sobre ela. Ou seja, que a qualidade democrática e um governo dependeria de valorações de caráter subjetivo e seria alheia à origem do mesmo.

    Por que o título deste artigo? Porque em reiteradas declarações a atual Secretária de Estado dos EUA manifesta esse ponto de vista. Em entrevista a um canal de TV venezuelano, sustentou que “a democracia não é só eleições”. Claro que não, mas a que se deve a ênfase nesta afirmação? Ela logo desenvolveu sua afirmação: é preciso privilegiar a avaliação da noção “governo” e dar-lhe prioridade em relação ao processo eleitoral. Na concepção que a senhora Hillary Clinton começa a manejar, desvaloriza-se – ou, caso alguém não goste do termo, minimiza-se – o que no passado foi fundamental: a decisão do povo expressa nas eleições; e, logo em seguida, se valoriza a pretensão de que o que define a democracia é a gestão de governo. Mas na teoria universalmente aceita é o voto popular que outorga legitimidade e constitui a origem da democracia, enquanto que o ato de governo é circunstancial e sempre polêmico, uma vez que é avaliado em função de critérios políticos, o que, normalmente, é feito por grupos de pressão nacionais e internacionais.

    Mas esta consideração sobre a valoração de conceitos como eleição e governo, já não é teoria, mas sim prática, como acabamos de ver acontecer em Honduras. O governo de Zelaya era (é) um governo legítimo, constitucional, produto do voto dos hondurenhos. Mas a concepção de que a origem, o voto, é relativo e o que conta é a conseqüência, o governo, abriu as portas aos golpistas militares e civis de Tegucigalpa no dia 28 de junho. Todos os preconceitos que a sociedade civil acumulou durante décadas contra a proeminência militar e a rejeição ao golpe de Estado, viraram fumaça quase que imediatamente. Aqueles que trabalham para golpes militares contra governos eleitos popularmente, sentem-se tacitamente apoiados. Na Venezuela, por exemplo, vemos aqueles que questionam o apoio dos militares a um regime constitucional, resultado de uma eleição, apoiando descaradamente os militares que derrubaram Zelaya. Por enquanto o governo Obama-Hillary equilibra-se na corda bamba das pressões e faz concessões à ultra-direita mundial quando alimenta uma inefável iniciativa que golpeou a instituição do sufrágio como fonte de poder. O que equivale retornar ao tenebroso passado golpista.

    José Vicente Rangel é ex-vice presidente da Venezuela e ex-chanceler do governo Hugo Chávez.

    Tradução: Katarina Peixoto

  • Eduardo. O seu site ainda está apresentando instabilidades e quedas. Perdi um comentário ao tentar enviar. Provavelmente deve ter acontecido com outros também.
    Reclame com o provedor que hospeda sua página, já que deve pagar caro por isso.

  • Nos tempos atuais, a velha sanha golpista latinoamericana já não pode agir como dantes, em seus arroubos, e tem de se disfarçar como “inciativa do legislativo” para atingir seu objetivo de apoderar-se do governo… Foi exatamente isso que ocorreu em Honduras e é, também, o que está sucedendo no Paraguai, agora mesmo. Para abater tais tentativas fascistas de derrubar o governo institucional, só há um remédio: mobilização popular imediata, capaz de desmascarar os inimigos da Democracia e resguardar as instituições e o governo legalmente instituído. O povo paraguaio, ao que parece, está fazendo a sua parte no sentido de deter a fúria dos golpistas; esperemos que isto, juntamente com a colaboração dos outros países da Unasul, seja suficiente para derrubar mais essa tentativa de golpe aqui às nossas portas… Está claro que certos setores da política nacional vibram e começam a conjeturar, quando tais eventos ocorrem aqui na vizinhança; mas se tivessem um mínimo de senso de ridículo, perceberiam que nosso país já não é mais passível disso… A Democracia brasileira é bem sólida e o povo não se deixa mais levar pelo falatório dos inconformados com a perda do poder; a prova está nas três últimas eleições presidenciais: Lula + Lula + Dilma. Se “eles” quiserem o poder de volta, terão de obtê-lo da única maneira possível e aceitável: vencendo as eleições. O problema é que “eles” jamais conseguirão isso, pois são incapazes de compreender as mudanças que o país sofreu; permanecem apegados a seus antigos preceitos e à cartilha neoliberal e de subservência permanente “à grande Nação do norte”; aquela mesma que, hoje em dia, também não anda lá muito bem das pernas…

  • Eduardo, as tais cinco “acusações” precisam ser comprovadas em processo legal, para depois o congresso fazer o julgamento político. Fica claro que no Paraguai o congresso quer invalidar as eleições majoritárias para presidente, isto seria o equivalente ao presidente fechar o congresso alegando a sua eleição pelo povo como suporte. Além do que a coisa toda está correndo num apressado rito sumário não previsto pela lei paraguaia. Aliás, não existe precedente constitucional no mundo que deponha alguém tão rápido, nem no Paraguai.
    O nome disto é GOLPE!

    Um abraço.

  • O problema do Lugo é político. Ele não tem apoio nem de seu partido. Na votação na Câmara dos Deputados pelo início do impeachment ele perdeu por 76 x 1. Um único deputado votou contra o processo de impeachment. No Senado, a oposição (ser a ajuda do partido de Lugo) tem a maioria dos votos. Caso seja aprovado no Senado, as únicas saídas para Lugo são de excessão.

  • Gostaria de saber se o Romanelli pede nota fiscal quando compra, emite nota fiscal quando vende, procura conhecer a procedência do que adquiriu, recusa contrabando, segue leis de trânsito, conhece os candidatos em que votou e acompanha seu mandato, evita mentiras, respeita seus vizinhos, divide sua riqueza com quem nada tem, honra sua palavra e procura ser justo com o mundo em que vive, reciclando os restos de suas compras, p.ex.
    Pelo jeito que o distinto internauta fala, parece ser uma pessoa perfeita. Devemos saudar sua magnificência.

  • Que os americanos promovem golpes no mundo inteiro é um fato. Mas o que mais revolta é que em cada lugar eles contam sempre com a participação de traidores locais, os famigerados “colaboracionistas”, pra fazerem o serviço sujo.

    Em Cuba esses traidores foram pro paredón.

  • Hoje no Bom Dia Brasil, o Chico Pinheiro e a Miriam Leitão chamaram de golpe o processo no Paraguai.. achei estranho… a Miriam criticou o curto espaço de tempo, ausência de defesa, e chamou de golpe… alguém explica?

  • Talvez muitos comentaristas não concordem, mas no Brasil o Collor também foi derrubado por um golpe. De certa forma, pelas mesmas pessoas que o colocaram no poder. Não me venham falar que o problema foi a corrupção, porque se fosse assim o FHC também teria sido derrubado.
    A questão é que o Collor se mostrou pouco maleável depois que se elegeu, e rompeu com cânones econômicos importantes. Mexeu com os investimentos privados e isso foi imperdoável. Todo o processo de impeachement foi cuidadosamente montado para que desse ares de legalidade ao golpe. E o povo, é claro, não estava satisfeito com o governo que havia elegido.
    Tentaram fazer o mesmo com Lula, em 2005, só que naquele momento as condições políticas eram diversas, e a tendência popular era mais de apoio que de rejeição ao presidente. Por isso os partidos da direita optaram por “sangrar” o Lula e o PT, confiantes no desastre. E o que se seguiu todos conhecem.
    O que está havendo no Paraguai é, com certeza, uma tentativa de golpe de estado, nos moldes do que ocorreu em Honduras. É claro que as forças da direita no continente americano, EUA inclusive, estão dando força para o golpe e tentando retormar o poder no país vizinho. A reforma agrária é o melhor dos pretextos.
    Temos que ficar atentos, porque é por aí que poderemos ver uma nova onda de “direitização” do continente.

  • Caro Eduardo,

    O dep. José Aleluia é um golpista de raiz, viuvo de ACM, “brigou” com este para pousar na foto.
    É um desavergonhado!

  • AI! Socorro! Urgente! Reforma Política para nos livrar dessas alianças inconfiáveis! Regulamentação dos meios de comunicação! Reforma do Judiciário !URGENTE! URGENTE! URGENTE!

  • se a direita conseguir dar o golpe no Paraguai, que Brasil, Argentina e Venezuela, entrem em território paraguaio com seus exércitos, para por o Lugo de volta ao poder e mostrar para todo o mundo que não tolerarão golpes direitistas….já passou da hora dos governos de esquerda da América do Sul darem uma demostração de força, para essa direita desgraçada!!

    • Isso mesmo!
      Aí os Estados Unidos mandam seu exército para mostrar que não tolerarão contra-golpes esquerdistas. E será uma canificina.
      Não é por aí. O que os países da região têm que fazer é impor sansões, expulsar o Paraguai do Mercosul, não reconhecer o novo governo e outras medidas que mostram que o que houve no Paraguai foi mesmo um golpe travestido de legalidade.
      Sem guerra, por favor!

  • Creio que as tímidas advertências do chanceler Patriota não farão efeito no caso paraguaio. Também não creio que tenha colocado na mesa as mais duras conseqüências aos golpistas, caso prossigam em aventura. Evidentemente, o Departamento de Estado está por trás de mais um golpe na América Latina. Qualquer U$S 100 mil por cabeça compra aqueles deputados. Desde logo, creio que a posição geográfica do Paraguai em relação aos vizinhos, todos governados pela centro-esquerda, favorece a uma rápida asfixia dos golpistas. Brasil, Argentina e Bolívia devem fechar as fronteiras com o Paraguai, impedir todo e qualquer fluxo de mercadorias, revistar todo e qualquer vôo vindo dos EUA, Colômbia, Chile e Honduras com destino ao Paraguai que passe por seus espaços aéreos para evitar tráfico de mercadorias e armas. Depois que os golpistas forem derrotados, devem ser julgados sob a Lei e receber punição exemplar! A ABIN deve investigar a ação do agronegócio brasileiro na conspiração paraguaia pois o agronegócio no Paraguai é simples filial do brasileiro. Repito: as punições devem ser exemplares!

  • Se tem uma coisa que a situação de Lugo nos ensina é que Lula está mais do que certo em fazer alianças com todos os “impalatáveis”.

    Se ele cometesse a insanidade de tentar “manter a pureza ideológica”, como querem alguns (especialmente os trolls, que apenas repetem aqueles que sabem muito bem que o PT, sozinho, não seria capaz nem de governar, nem de se manter no poder, e querem, de qualquer forma, convencer-nos a cometer o suicídio de não fazer aliança com os “poderes” que aí estão), teria sido deposto antes do fim do primeiro mandato.

    Isso demonstra, em outras palavras, que as alianças com PP’s e PMDB’s e cia não é conveniência, mas NECESSIDADE. E isso inclui o PP de Maluf em Sampa.

    Para os que ainda se sentem “indignados” com a foto com Maluf, só reta dizer uma coisa: aqueles milhões que hoje têm o que comer querem que vcs peguem sua “pureza ideológica” e a comam sem sal, nem maionese. Sua indignação é um preço muito, mas MUITO pequeno a se pagar por um grama de justiça social que seja, e colocá-la acima disso não é apenas estupidez, mas um tapa na cara de quem está sedento é de justiça, e não de “pureza ideológica”.

    A direita não tem e nunca teve escrúpulos. Sua ideologia endeusa o egoísmo e a ganância e fundamenta tudo nela. Não se pode esperar grandeza dessa gente, nem respeito à vontade daqueles que eles NÃO consideram “povo” – que, pra eles, é algo quantizável, medido pelo número de zeros na conta bancária. Basta ver como dizem que o que acontece com Lugo é uma reação do “povo”, apesar do povo DE VERDADE ter votado em Lugo e o apoiar.

    E a esquerda precisa ser inteligente o suficiente pra usar da ganância da direita contra ela mesma pra conseguir mudar alguma coisa. E é EXATAMENTE isso que Lula fez e continua a fazer.

    E é o que Lugo foi incapaz de fazer. E o que Chávez não pôde e nem precisou fazer. E ambos pagaram o preço por isso mesmo que, no caso de Chávez, tenha conseguido dar a volta por cima.

    Na primeira oportunidade, a direita dá o golpe na cara dura. E não dá pra chamar o que ocorre com Lugo de outra coisa. Um processo de impeachment, por mais político que seja, NÃO PODE cercear a defesa do acusado. E duvido muito que uma responsabilidade, pra ser muito brando, indireta possa ser razão para um processo de impedimento desse tipo, independentemente de como a legislação Paraguaia regule o assunto.

    E, muito menos, o tal do “mau desempenho”, que é, na verdade, uma cuspida na cara da democracia, já que substitui o poder soberano do povo em decidir se alguém apresenta ou não um mal desempenho no momento correto – as eleições – por um “tutelamento” do Legislativo. O povo escolhe e o Legislativo decide se o escolhido é aceitável ou não… É isso que a direita quer, já que pode garantir sua maioria no Legislativo.

  • Quanto vocês querem apostar que os EUA irão ser os primeiros a reconhecer o governo golpista no Paraguai?

    E que o primeiro ato desse governo será aprovar a base militar que os americanos querem instalar nesse país?

    • Caro Edu, com a vitória de Sebastián Piñera- atual presidente do chile- o país da região da antofagasta e do minério de cobre alinhou-se a política de Washington. Dessa forma, o oceano pacífico ficou mais próximo das fronteiras do brasil. Ao mesmo tempo, com a instalação da base militar americana, no principal porto da província de Valparaíso- região chilena-possibilitou as tropas americanas terem livre acesso pelo território andino e, por conseguinte, ocupar uma região estratégica do cone sul.
      Com outra variável, agora, em tela: impeachment de Lugo, que foi a máscara legalista do GOLPE. As fronteira brasileiras correm sérios perigos; não há dúvidas que precisamos de bases militares efetivas em pontos estratégicos por toda a região oeste do brasil e, principalmente- pelo decorrer dos fatos- na foz do Iguaçu. A nossa soberania está ameaçada: primeiro com o Chile; agora com o Paraguai.Neste caso, Lupo- ” bispo dos pobre”- era presidente de um regime democrático; apoiava os movimentos sociais; buscava a reforma agrária; e aceitou o impeachment, pois, acreditava no Estado de direito. Mesmo este, às vezes, não sendo justo. O outro, o chile, de um governo de esquerda e nacional de Michelle Bachelet, para uma direita neoliberal de Sebastián Piñera. A estratégica-politica de Washington configurou-os como sucursais dos seus interesses. A UNASUL e o MERCOSUL têm, pela frente, um grande obstáculo: como aumentar a área de influência no cone sul, e, ao mesmo tempo, salvaguardar a soberania dos países membros, com mais um país sob o julgo ianque.

  • Absolutamente não vejo nenhum “teste” para a UNASUL.

    A UNASUL é aliança consolidada, que não está em fase de “testes”.

    Discordo TOTALMENTE desse tipo de abordagem — que é abordagem liberal, e furada, já aí, por definição –, segundo a qual, se há golpe, os golpeados enfrentariam alguma espécie de ‘teste’. Se não forem ‘aprovados’ no tal ‘teste’, estaria ‘provado’ que não sabem fazer as coisas, que são fracos ou que são incompetentes. NUNCA!

    A luta que os povos latino-americanos enfrentam é briga MUITO GRANDE, que nenhum raciocínio liberal alcança ver completamente. A resistência contra os golpes é golpismos e golpistas, é RESISTÊNCIA, quer dizer, é luta muuuuuuuuuuito difícil.

    Sob teste está, isso sim, a ideia liberal fraca de que a democracia representativa como a conhecemos — em que a mídia é eleitora privilegiada, que fala sozinha, não dá espaço ao contraditório, que chama de ‘jornalismo’ o que não passa de ativa propaganda de desdemocratização e que vive de caçar kurruptos e de matar a legítima luta política, sufocada sob montanhas de moralismo liberal tosco.

    Sob teste estão os liberais metidos a ‘éticos’. Aviso: estão previamente reprovados.

    • Agora é o NED – National Endowment For Democracy.

      Ah, os EEUU e sua idéia de “democracia”.

      É nojento. E o militares de lá se revelaram – golpistas também!

      O pior, como disse o Acquaviva, é que, a UNASUL/Mercosul retaliando os bandidos golpistas com a retirada do Paraguay do Mercosul,abrem o flanco pra canalha estadunidense lhes abrir os braços para a ALCA e bases militares e outros quitutes do inferno.

      Se é isso que a POPULAÇÃO paraguaya deseja – já que não fez como os honrados venezuelanos em 2002 e botaram os golpistas pra correr se borrando todos, enfim. Resta-nos lamentar e respeitar…

      🙁

  • Apesar do processo ter sido de solavanco, pelo menos é um bolivariano a menos. Esse bispo safado, que tem uma penca de filhos, deu suporte a esses grupos paramilitares e acabou sendo derrubado por eles, bem feito. Menos um populista, AVANTE AMERICA LATINA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Ô Sr. Colaboracionista,

      Sua frase (AVANTE AMÉRICA LATINA) está truncada; Você escreveu só o finzinho. Para refletir seu pensamento completo, a frase tem de sair inteira. Assim ó:
      ACABOU A MOLEZA! DE VOLTA PRA SENZALA JÁ! MEIA VOLTA E AVANTE AMÉRICA LATINA!

  • Caro Edu,

    Infelizmente o golpe foi dado no Paraguai e a UNASUL vai tomar alguma atitude ou simplesmente vai aceitar.
    O Presidente LUGO, precisa tomar atitudes e retornar ao seu devido lugar,com a ajuda do povo Paraguaio que o elegeu , IMPEDINDO QUE FORÇAS ESTRANHAS ( eua ) OCUPEM ESTE LUGAR NAS AMERICAS.

  • Prezado Eduardo,

    Me perdoe a solicitação, mas…; quero que você elucide aos seus seguidores, quais são os poderes e limitações da Unasul. e mais:
    -O Impeachment do Lugo é irreversível?
    -O Brasil deve aceitar a decisão do Legislativo paraguaio?
    -Caso o Brasil não aceite, poderemos impor sanções(políticase/ou econômicas)

    Sei que você viaja por toda América Latina e pode embasar sua opinião.

    Desde já agradeço.

    Douglas Quina
    Mogi Guaçu – SP

  • ALERTA GERAL ! VELHA MIDIA E OLIGARCAS DA A.LATINA AINDA NÂO JOGARAM A TOALHA! QUEM QUISER QUE SE ILUDA. O COITADO DO PARAGUAI NÃO ME DEIXA MENTIR.

    • ué, Paulo… é público e notório que este é o único DESEJO e a única POSSIBILIDADE da canalha da direita voltar a tomar o poder no Brasil = G-O-L-P-E !!!

      Pois VOTOS, apesar de 99% das midias que a bandidagem possui, não foram suficientes nas ultimas tres eleições, não é mesmo?

      NUNCA poderemos acreditar que eles estão mansos ou receptivos. Eles são como o escorpião da piada… SEMPRE estão CONTRA o PAÍS e CONTRA NÓS, o POVO deste Brasil.

      É lamentável, lamentável
      🙁

  • Infelizmente tudo está consumado, Lugo já foi “impichado”. Agora pergunto: como a Unasul pode caracterizar que houve um golpe se foi tudo feito dentro do congresso e o próprio Lugo não fez questão de resistir? Embora não conheça das leis paraguaias, acredito que a única forma de caracterizar o golpe é se a rapidez do processo, que é muito estranha, não estava prevista nas leis. Caso contrário, infelizmente a Unasul não vai poder fazer nada. A única resistência que enxergo seria o povo nas ruas se manifestando contra essa “armação legal” dos congressistas, mas até isso com o recuo de Lugo, fica difícil. É um perigoso precedente para “nosotros” latino americanos todo esse processo que está ocorrendo no Paraguai.

    • Disse tudo !!!!!!!!!!!!! A questão é se a lei paraguaia permite, o que parece ser o caso. Assim, ninguém poderá se manter, é uma questão interna do país.

    • Processo de impeachment, sem direito a defesa prévia, sem crime de responsabilidade (ineficiência não é crime) e feito do dia pra noite não é processo de impeachment, é golpe de estado, simples assim. Aliás, esse é o mesmo argumento que usaram para derrubar o Zelaya em Honduras, quando o mesmo foi obrigado a deixar o país ainda de pijamas, sem sequer ter o direito amplo de defesa, contemplado em qualquer democracia dita séria. Golpe de estado, é o que há.

    • Isso mesmo. Ele ERA deputado. Em 2010 tentou o senado e levou uma raquetada: ficou em 5º lugar. Vejam:

      Walter Pinheiro – PT….: 3.630.553 (eleito)
      Lidice – PSB…………….: 3.384.918 (eleita)
      Cesar Borges – PR…..:.1.583.250
      José Ronaldo – DEM…:1.092.702
      Aleluia – DEM…………..: 951.196
      Edvaldo Brito – PTB…..: 810.258
      Edson Duarte – PV……..: 212.550
      França – PSOL…………..: 18.185
      Zilmar – PSOL…………….: 15.385
      Albione – PSTU…………..: 14.088

  • Este sujeito sempre teve posturas mesquinhas e provincianas.
    Lembram da demonstração inequívoca de mesquinhez, dor-de-cotovelo, inveja e preconceito de classe explícito, quando não aceitou o Lula ter ganho título de Dr Honoris Causa!?
    Este é o verdadeiro saudosista da ditadura, ou ‘ditabranda’ como alguns preferem.

  • Edu,

    Esse xarope desse Aleluia não foi aquele que enviou uma carta para Universidade de Coimbra reclamando do título outorgado “Honoris causa” ao Presidente Lula?
    Quem és tu Aleluia, senão um mero serviçal do baixo-clero da Republiqueta de Higienópolis?

    • BEM LEMBRANDO, IMPEACHMENT PARA ALCKMIN. JÁ QUE É ASSIM FORA ALCKMIN PELO PINHEIRINHO E CRACOLÂNDIA. IMPEACHMENT PARA ALCKMIN! IMPEACHMENT PARA ALCKMIN!IMPEACHMENT PARA ALCKIN.’ VAMOS LÁ GALERA PARA O FACE #IMPEACHMENTALCKMIN

  • Um dos artigos da constituição paraguaia

    O Presidente, Vice-Presidente, os ministros Executivo, os ministros do Supremo Tribunal, o Procurador Geral da República, o Provedor de Justiça, Gabinete da Controladoria Geral, a Controladoria e os membros do Tribunal Superior Justiça Eleitoral só pode ser acusado de má conduta no cargo, por crimes cometidos no exercício das suas funções ou por crimes comuns. A acusação será feita pela Câmara dos Deputados, por maioria de dois terços. Correspondem ao Senado por maioria absoluta de dois terços, para julgar em julgamento público aqueles impeachment pela Câmara dos Deputados e, se, condenado, o único propósito de separá-los dos seus cargos, nos casos de alegada prática do crimes, os fatos devem ser para os tribunais comuns

    Na câmara 73 x 1 a favor do afastamento do agora ex-presidente Fernando Lugo e no Senado foram 39 x 4. Não vejo nada de golpe, simplesmente seguiram a lei.

    • Claro,elemento,sendo vc quem é,golpista de carteirinha,tentar dar tintas de legalidade ao que foi simplesmente um golpe e nada mais do que um golpe de estado tendo a embaixada americana por tras,é normal.Surpreendente seria se vc condenasse o que foi na verdade um golpe de estado,pela via legislativa,mas um golpe de estado,assim como foi um golpe de estado o que houve em Honduras,por mais que gente como vc,golpista,tente justificar o referido golpe contra Zelaya argumentado que o deposto presidente hondurenho teria infringido um principio constitucional.Oras,golpista,vcs estão cansados de rasgar constituições democraticas para tentar salvar tais constituições e querem enganar a quem dizendo que o golpe de estado no Paraguai não foi um golpe?Foi assim com os seus ancestrais,golpista,em 64 afrontaram as instituições democraticas no Brasil instaurando um regime de terror que durou vinte e um anos e para que?Segundos seus ancestrais,golpista,para salvarem a democracia.Gente como vc,golpista,é cinica,covarde e hipocrita.

      • Você não sabe nem o que é golpe, como bom comunista deveria saber, pois fizeram muitos. Golpe de Estado se caracteriza por uma ruptura institucional, contrariando a normalidade da lei e da ordem e submetendo o controle do Estado a pessoas que não haviam sido legalmente designadas.

        A decisão foi quase unânime para o impedimento do ex-presidente e quem assume é o seu vice. Me lembrei do Fernando Collor, que também virou as costas para o Congresso, naquela época os esquerdistas/comunistas apoiram o “golpe”.

    • A constituição do Paraguai não diz só isso.

      Mais importante é o artigo que diz que todo poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido. O dispositivo do Impeachment foi colocado para impedir que um presidente feche o congresso e agrida a democracia, não foi feito para ser usado para agredir a democracia.

      Isso é básico. O que você está fazendo é uma chicana de rábula vagabundo que pega um trecho da lei e interpreta-o de forma falaciosa.

      O princípio do direito de defesa por exemplo é muito mais importante do que esse trechinho que você pinçou para fazer sua falácia. E Lugo claramente não teve direito de defesa.

      Porém é importante ver nessas horas que a direita está sempre ao lado do golpe e contra o povo. São atitudes emblemáticas que vocês tomam nesses momentos e que mostram quem vocẽs realmente são.

    • Quais crimes, no exercício do poder ou crimes comuns, que o Presidente Lugo está sendo acusado, o senhor poderia nos explicar ???

        • E desde quando,caro boçal,é crime não saber fazer aliamças politicas,crime suficiente para justificar um golpe de estado?Eu sei muito bem o que é golpe,seu imbecil,coisa que vc não deve saber ou sabe mas como pessoa sem carater finge não saber.Porque vc não tem um pingo de carater,um pingo de vergonha na cara,um ignorante querendo dar uma de sabe tudo.Alias falar em vergonha com relação a direitistas é uma contradição em tese,porque nenhum direitista tem a minima vergonha na cara.Golpe de estado comunista?Faça me o favor,seu cafageste,poupe minha inteligencia de ter que ler as porcarias de comentarios que vc posta nesse blog,seu inutil.

  • Edu, acho que, quando a porta está arrombada, já era, fica mais difícil. Não sei bem como trabalhou o grupo que apoiava o Lugo, vamos chamar a esquerda paraguaia, mas aqui pra gente, só quatro votos a seu favor, é demais, embora tenha sido, de qualquer jeito, foi um golpe. O mesmo que quase aconteceu com a Venezuela, só que o povo reagiu.
    Isto tudo é um aviso ao Brasil, sua esquerda desunida, brigando por interesses particulares. O PT, o PC do B, o PCB, o PDT, o PSTU, o PCO, o PSOL e outros, têm que definir uma linha de ação, tanto nas eleições, na cata dos votos, como dentro do Congresso, dos que forem eleitos. Este golpe “legal” é possível acontecer, basta que a direita “pigniana” tenha maioria.

    • Muito bem observado Joel. Eu fico me perguntando como é que o Lugo estava tão sem apoio no Parlamento Paraguaio. As votações foram acachapantes. A impressão que me fica é que rolou grana de ALGUÉM soltou muita grana para que isso viesse a acontecer.

      Em tempo: Os EUA já anunciaram que reconhecem o governo golpista.

      Lembrando: Lugo recusou recentemente autorização para os EUA fixarem uma base militar no Paraguai.

      Uma previsão:
      Um dos primeiros atos de Franco (já é nome de ditador mesmo) será dar a autorização para os EUA abrirem a base que querem.

  • Em meio a tantas notícias desagradáveis, eis que chega uma alvissareira,. A piguenta Lucia Hipolito, da CBN, aquela mesma que comemorou com gargalhadas a doença do presidente Lula, está nas últimas em um hospital de Paris. Está entubada e praticamente desenganada pelos médicos. Como é milionária, ainda pode durar mais um tempo graças aos avanços da medicina, mas jamais poderá a destilar suas maldades contra o presidente Lula e a presidenta Dilma.
    Aqui se faz, aqui se paga.
    Deus não é cruel ou tampouco piedoso. Apenas cumpre o seu destino.
    Que o inferno lhe seja brando, senhora Lucia Hipolito

    • Que tipo de comentário mais sem noção.
      E você, Paulo Ribeiro, ainda se acha muito melhor que ela em que sentido escrevendo isso?
      (Caso seja verdade que ela gargalhou com a doença do Lula, nem sei se isso é verdade)

      Realmente o fanatismo de qualquer natureza endoidece as pessoas.

    • Olhaí, Eduardo. Você, como pai, consolado por todos nos momentos mais
      dificeis, não devia permitir , uma baixaria dessas. É nessas horas que se
      conhece as pessoas. Aquele que disse, mais os que aplaudiram, demostram
      com essa atitude, falta de carater e ausência de qualidade que diferencia
      racionais de irracionais. Está subentendida nessa manifestação a mancha
      repugnante do fanatismo, de que tanto tenho lhe falado.

      • Infelizmente o comentário do Paulo Ribeiro passou batido. Ontem foi um dia muito apurado e não pude ler direito os comentários. Como se trata de um leitor habitual, li por cima sua manifestação. É absurda, Luiz Freire. Você e outros comentaristas têm razão. Paulo Ribeiro comprova que esse tipo de perversão atinge as pessoas independentemente de posição política. Peço desculpas a todos por não ter vetado essa manifestação. Infelizmente, agora é tarde para retirá-la.

  • Nelson Menezes

    Isto poderá até ocorrer aqui no Brasil se o governo da Presidenta Dilma não colocar esta imprensa direitista nos trilhos( usar a constituição),isto ocorreu no Chile tudo que o governo democratico fazia de bom para o povo a imprensa (o PIG ) de la detonava igual aqui ,agora o povo Chileno está amargando o retrocesso e pagando um presso muito alto por isto; Agora e a vez do paraguai ,O presidente Lugo no discurso de saida estava a sorrir, não sei aonde estava a graça ,espero que talvez ele tenha uma carta na manga para fazer frente a este Golpe de Estado,quanto aqui na terra de Cabral e bom que as esquerdas coloquem as barbas de molho o PSDB,DEM ,PPS e PSOL ja estão esfregando as mãos OBAAAAAAA,vamos fazer o mesmo!

      • Nelson Menezes,
        O Pres. Lugo NÃO saiu sorrindo, não.
        Como ex-bispo e, principalmente, como sabedor que o povo o apoiava, renunciou, evitando assim, um banho de sangue.
        É preciso ver uma imagem com ponderação, pois, o que esse homem passou em seu governo e com o golpe, não foi pouco.

  • A bola da vez agora é a Bolívia !! Eles precisam de Lítio para fabricar bateria para computador e celular; o Afeganistão é a principal reserva mundial de Lítio, mas o povo de lá é guerreiro; a Bolívia é a segunda maior reservas de Lítio do mundo.
    Depois da Bolívia vem o Petroleo da Venezuela.

    Brasil e Argentina já são deles… todas as multinacionais que estão no Brasil e na Argentina são deles e mandam os Lucros de bilhões de Dolores todo fim de ano .

    Uma guerra não resolve, pois o homem tem armas para destruir o mundo.

    Eu fico com o que disse John Lennon: “O sonho acabou”.

  • Fernando Lugo contrariou interesses estadunidense e da Monsanto. Há mais que suspeitas de que a tal chacina teve participação da CIA e da vassalagem oligárquica. Lugo não conseguiu fazer o prometera porque é na população campesina – analfabeta e não organizada – que se sustentava sua força (40%). O Congresso não lhe era favorável, e no senado só havia opositores. Política também é a arte de alianças. Do contrário os golpes se sucederão. O governo estadunidense – através da CIA – já está tentando desestabilizar o governo de Cristina Kirchner. A Presidenta Dilma e os países da UNASUL estão redobrando a atenção para as ações dos capitalistas neoliberais – direitistas raivosos – na região.

  • Olhem esse trecho do tópico “Paraguai: o elo mais fraco?” que vi no Blog do Rodrigo Viana
    “…Lugo chegou ao poder sem maioria no Congresso (alô rapaziada que torce o nariz para as alianças de Lula e Dilma; sem aliança, Lula teria virado um Lugo em 2005)…”

  • A UNASUL E TODA A AMÉRICA LATINA PRECISAM REAGIR IMEDIATAMENTE CONTRA ESSE GOLPE BRANCO NO PARAGUAI, LEVADO A CABO PELAS “ELITES” LOCAIS REACIONÁRIAS E PELOS EUA. Não foi só esse monte de fezes, José Carlos Aleluia, que comemorou o golpe; vários outros estercos da direita comemoraram, entre esses estercos, um deles, Arnaldo Jabor, jactava-se ontem; com seu ar de lunático, nazista e sádico, do golpe no Paraguai. A HISTÓRIA ´É EXATAMENTE A MESMA DE HONDURAS E EXPLICITA A NOVA FORMA DE REAÇÃO CONSERVADORA NA AMÉRICA LATINA, O GOLPE TRAVESTIDO COM UMA PSEUDOLEGALIDADE “POLÍTICO JURÍDICA”. TEMOS DE REAGIR IMEDIATAMENTE; HÁ PRESSÕES GOLPISTAS NA ARGENTINA(UMA FORJADA GREVE DE CAMINHONEIROS, SEMELHANTE ÀQUELA OCORRIDA NO CHILE EM 1973, ORGANIZADA PELA CIA, E QUE FOI UMA DAS PRINCIPAIS RESPONSÁVEIS PELO DERRUBADA DE ALEENDE, JÁ QUE LEVOU AO DESABASTECIMENTO E AO CAOS NO PAÍS). O MESMO COMEÇA A OCORRER NA ARGENTINA, SEM CONTAR AS CONSTANTES AMEAÇAS GOLPISTAS NA VENEZUELA, BOLÍVIA, EQUADOR(ATÉ NO URUGUAI A DIREITA NÃO DEIXA DE RANGER OS DENTES)E O GOLPISMO EXPLÍCITO DA MÍDIA E DOS PARTIDOS CONSERVADORES BRASILEIROS. COOPTAR O PARAGUAI É UM VELHO SONHO DOS EUA, QUE ASSIM SOMAM AQUELE PAÍS AO “ARCO ESTRATÉGICO” QUE COMEÇAM A FORMAR COM O CHILE, GOVERNADO PELOS FILHOTES DA DITADURA PINOCHET, E CERCAM A AMÉRICA DO SUL. A REAÇÃO DA UNASUL TEM QUE SER IMEDIATA E DEVE MATERIALIZAR-SE ATRAVÉS DO ISOLAMENTO DO PARAGUAI DENTRO DA ALIANÇA E DE SANÇÕES COMERCIAIS SÉRIAS, QUE FORCEM A CORTE CONSTITUCIONAL A ANULAR O IMPEACHEMENT DE LUGO. OU AGIMOS AGORA OU SEREMOS VÍTIMAS DO PROBLEMA EM BREVE.

  • Companheiros,

    Talvez esta tragédia contra a frágil democracia paraguaia resulte ao menos algo de bom, será a oportunidade que agora a Venezuela terá de finalmente entrar no Mercosul, haja vista que o empecilho que faltava era a assertiva deste execrável parlamento paraguaio e que com certeza, se prevalecer a coerência dos países do Mercosul e Unasul, o Paraguai for expulso o empecilho se remove.

  • O que mais me espanta nisso tudo é o Partido Liberal Radical Autêntico, velho inimigo do Partido Colorado, ter somado forças com os aliados do Stroessner. Eu me lembro que um dos alvos especiais do Ministro do Interior de Stroessner, Sabino Montanaro, era o Domingo Laino, autor de um livro denúncia chamado, Fronteiras e Penetração Brasileira. Eu possuo a edição brasileira desse livro, publicado pela Global Editora.
    E agora ver o PLRA se unir aos Colorados é demais. E o Domingo Laino, que será que ele acha disso tudo? Bom, não sei se ele é vivo ou morto, pois a gente nem ouve falar mais dele.

  • E a Dilma, onde esta o pronunciamento forte condenando este golpe no Paraguai?
    Será que ela vai amarelar e ter medo de infrentar a direita golpista?
    Até agora nada da sra Dilma em, estamos esperando uma condenação firme por parte dela.

  • Este Aleluia não é atualmente deputado. Foi deputado federal. O povo baiano não o elegeu na última eleição. O direitismo dele é por demais conhecido. Seria surpresa se ele opinasse diferente. Como está sem mandato e angustiado por não estar diariamente na mídia, ele se aproveita do golpe no Paraguai, para aparecer.

  • A CIA (não venha me dizer que é psicose de um velho de 80 anos) acaba de colocar os seus obuses encravados e apontando para o Brasil e a Argentina! Ela ( a CIA) apoia a direita porque, essa direita latino-americana odeia presidentes que defendem e faz governos direcionados aos aos pobres e miseráveis. Assistimos aqui junto a nossa “cerca” um “golpe de estado” disfarçado de impeachmente contra o presidente Fernando Lugo, no Paraguay, praticado pelos parlamentares, com apoio dos militares e do judiciário! Savemos que Fernando deveria ter feito muito mais para os pobres e miseráveis, como Rafael Correa, Ivo Morales, e Hugo Chaves e Lula! Lembram-se do golpe de Honduras? Pois é, o presidente Manuel Zelaya, o presidente mais popular de Hunduras, foi deposto num golpe militar, com o apoio dos congressistas e do judiciário, golpe também organizado pela CIA, com as presenças desses expoentes do golpismo internacional, os israelenses, general (não é muita patente para um país tão pequeno?) Jacob Levis e do major Guerta Leiner, ambos do Mossad (agência de espionagem de Israel) que ficaram muito tempo no país, assessorando os golpistas. O alegado motivo do golpe foi o presidente Zelaya ter enviado ao congresso um projeto-criando a reeleição do presidente. Ele só enviou e foi derrubado e o fantoche (tem sempre um fantoche de plantão) que assumiu no seu lugar, um ano depois enviou o mesmo projeto e foi aprovado por maioria absoluta do congresso! E sobre esse golpe de Honduras, o motivo primordial foi o que eu declarei nos blogs, à epoca: um trampolim, junto com a Colômbia, para chegar até a América do Sul; as garras da águia colonizadora estão de volta para os países latinos americanos que não aceitam mais ser uma subcolonia dos EUA, pois cansaram de serem explorados! E agora as garras do colonizador estão aqui bem coladinhas ao Brasil e a Argentina! O QUE FAZER, COMOFAZER? E AGORA JÕAO???

Deixe uma resposta