Indústria de mentiras sobre Lula funciona sem parar há 25 anos

Reportagem

Lula 1

Todos sabem qual foi a primeira grande mentira pública sobre Lula. No segundo turno da campanha eleitoral à Presidência de 1989, Miriam Cordeiro, ex-namorada do então candidato do PT à Presidência, Lula, apareceu no programa eleitoral de seu adversário, Fernando Collor, para acusar o pai de sua filha Lurian de supostos defeitos morais.

 

 

Rapidamente, Lula conseguiu direito de resposta no Tribunal Superior Eleitoral. A eleição em segundo turno ocorreria em poucos dias e não havia tempo a perder.

 

 

Porém, já era tarde. Ficara a versão de Lula contra a da ex-mulher. Ela o acusara de ser “racista”, “abortista” e de desprezar a filha que tinham tido, Lurian. O prejuízo eleitoral era insanável.

Lula ainda tentou uma última cartada para desfazer a farsa. A pedido da filha, então adolescente, levou-a ao seu programa eleitoral, porém sem que ela abrisse a boca, o que só faria publicamente muitos anos depois, confirmando tudo o que o pai afirmara sobre a relação dos dois naquele final de 1989.

 

 

 

A menina muda ao lado de Lula não foi tão convincente quanto a verborragia de uma ex-mulher que o odiava e que, além disso, tinha bom$ motivo$ para difamá-lo. Anos mais tarde, em entrevista ao Jornal do Brasil, Miriam Cordeiro revelou que fora paga por Collor para caluniar o pai de sua filha naquele infame programa eleitoral.

 

Lula 1

 

 

Pulemos um quarto de século. Final de 2014, dezembro. O Jornal O Globo, que apoiara a estratégia eleitoral de Collor contra Lula, em 1989, divulga matéria afirmando que Lula seria dono de um imóvel de luxo no Guaruja, que estaria reformando, apesar de que o ex-presidente nem tinha as chaves.

 

bancoop 1

 

 

Aquela deve ter sido a milionésima mentira assacada contra o ex-presidente da República ao longo de sua carreira política. Mas talvez nem o próprio Lula tenha se dado conta de que aquela mentira era especial, porque fora espalhada no aniversário de 25 anos da primeira grande calúnia que sofreu, a que usou Miriam Cordeiro.

Nem um mês depois, agora na primeira semana de janeiro último, surge outra invenção contra o ex-presidente. Teria um câncer gravíssimo, no pâncreas, onde a cura é extremamente difícil. Ou seja, estaria desenganado. Mais uma vez, ele teve que se mobilizar para desmentir uma invenção.

Mais um mês, mais uma farsa contra Lula. Alguns dirão que talvez seja a pior, mas este que escreve julga que foi apenas a mais bizarra, pois, agora, já se poderia dizer que não falta inventarem mais nada contra ele.

 

lula 2

 

 

Sim, Lula, agora, já pode dizer que foi acusado até de ter morrido.

E se quiserem atribuir essa farsa inacreditável ao “submundo da internet”, não rola. 10 dias após a penúltima mentira, a revista Veja não apenas inventou um sobrinho de 3 anos para o petista; também inventou que a festa de aniversário da criança imaginária custaria 220 mil reais e presentearia cada convidado com um I-Pad.

 

lula 3

 

 

Há um quarto de século funciona uma infame indústria de calúnias contra Lula. E o que é mais surpreendente é que, de certa forma, os donos dessa indústria são os mesmos de 25 anos atrás, se se considerar que Collor não passou de um títere dos mesmos impérios de comunicação que caluniam Lula sem parar desde 1989.

120 comments

  • O mais interessante deste seu artigo, Edu, é a parte que cita logo de inicio que o Lula conseguiu rapidamente um direito de respota lá nos idos de 1989 e hoje é uma dificuldade para ao menos soltar uma nota desmentindo esta ou aquela difamação, calúnia ou o que valha, daí fico pensando será que realmente tamos retrocedendo à época da Ditadura Militar 1964-1985?

    • “O mais interessante deste seu artigo, Edu, é a parte que cita logo de inicio que o Lula conseguiu rapidamente um direito de respota lá nos idos de 1989 e hoje é uma dificuldade para ao menos soltar uma nota desmentindo esta ou aquela difamação, calúnia ou o que valha, daí fico pensando será que realmente tamos retrocedendo à época da Ditadura Militar 1964-1985?”

      Marcos, vc tocou num ponto fundamental que creio eu assusta a todos aqui: esta sensação que vc citou é real. Mesmo na época do poder tucano-pefelista ou na transição com Itamar a gente não tinha essa sensação de repressão que tem atualmente, provocada pela mídia e pelo judiciário politizado (agindo como tentáculo político da elite), o judiciário pelo menos tentava garantir as liberdades civis como o direito de resposta pra que o país não retrocedesse a um estado autoritário de novo. E o que vemos agora? Um judiciário totalmente ditatorial, inquisidor, que se alia à elite midiática pra abafar/calar quem pensa diferente (não só o judiciário, o Ministério Pùblico também).

      Nesses dias saiu a condenação daquele cara do Cafezinho por ter feito comentário criticando aquele cidadão graúdo da Globo. É uma forma de censura via judiciário. Depois esta mesma mídia aparece falando que o atual governo quer cortar as liberdades civis do país e transformar o país numa “ditadura bolivariana”. A retórica da direita é a mesma do golpe de 64, apesar da circunstância atual ser outra (o mundo atual não é o mesmo da polarização EUA x URSS).

      • Roberto, você está coberto de razão. Às vezes me vejo vivenciando o período pré golpe de estado de 1964. Mídia e judiciário agindo para desqualificar e criminalizar o governo constituído; em outra frente, um partido golpista com seus serviçais dando eco e se colocando como instrumentos dessa prática golpista.

  • E Eduardo, valeria acrescentar as barbaridades a rspeito do filho dele. O que me impressiona é que pessoas instruídas e de bom senso em vários outros aspectos dão credibilidade a tudo isso. Estão tirando Lula pra Cristo, ou Geni?

  • EDU, faz mais de 25 anos,pois, durante as greves no ABC no fim dos anos setenta,o LULA já era acusado de possuir e residir em uma mansão no Morumbi, fruto das negociações que ele realizava com a fiesp. Só que essas acusações não eram da mídia ,e sim de um pessoal de esquerda que hoje militam ( alguns deles ) em partidos que participaram ativamente das jornaladas de junho.

  • Precisa ser forte pra aguentar o que ele aguentou. Agora parece calejado, tira de letra. Ele disse: ‘pra que sofrer com a Veja? Se você considera que não é uma revista, mas um panfleto, nem liga’. Humor e sabedoria!

    Isso que ele disse no direito de resposta, que queria que a campanha política fosse educativa, é verdade. Em 1989 eu estava entre as pesquisadoras que fizeram trabalho de graça para a campanha. No dia em que fomos apresentar os resultados da pesquisa para o núcleo Lula-Dirceu-Gushiken-etc., alguém comentou que depois do mal feito da Miriam Cordeiro, o PT deveria usar o dossiê que lhe havia chegado às mãos sobre o Collor. Lula reagiu na mesma hora, dizendo que o PT não usaria a mesma arma, que a função do PT era outra, que o PT tinha que fazer uma campanha de outro nível, educativa, ética, etc.

      • Valeu. Eu me lembro da admiração que senti pelo Lula. Pelo posicionamento perante o tal dossiê e também pelo carisma, vivacidade, afetividade, humor e rapidez de cabeça, ele pescava as mensagens da pesquisa e já visualizava os desdobramentos. É muito inteligente. Mas sobre isso o Edu pode falar melhor, eu só estive essa vez perto do Lula. Das outras vezes, foi no meio da multidão do estádio Vila Euclides. O Lula era um fenômeno novo, eu era estudante de ciências sociais, e ia lá ouvi-lo falar. Era impressionante e inesquecível.

    • Acho que esse caráter do Lula é a mesma coisa que impediu o PT de arrasar o PSDB devassando o governo FHC.

      A intenção dele, ao contrário do que diz a direita, não é manter o poder a qualquer custo. Se ele tivesse esse “projeto de poder”, teria usado o dossiê Collor e teria acabado com o PSDB com investigações.

      Ele achou que o preço a se pagar por ambas seria alto demais.

      Se tivesse usado o dossiê, teria se rebaixado ao nível do Collor. Se tivesse devassado o governo tucano, não teria feito mais nada.

      Ele preferiu combater a miséria e a fome e fazer o país crescer, do que jogá-lo em uma guerra civil pra “acabar com a raça” (como dizem eles) dos tucanos por 30 anos.

      Tem que ser muito macho pra fazer isso. É fácil se opor ao adversário, mas é muito difícil se opor aos aliados… E tinha muita gente dentro do PT que queria fazê-lo a todo custo. Muitos realmente tinham um “projeto de poder”.

      Agora, o momento é outro. Talvez seja o momento de investigar sem correr o risco de um terremoto institucional. Sem revanchismo, sem atacar o partido dos tucanos (ao contrário do que eles fazem com o PT), mas atingindo os criminosos individualmente. O caso da Petrobras está dando essa chance – e com a vantagem de ter sido levantado pelos próprios tucanos. Só não se pode cair na bobagem que aconteceu com o Cachoeira e a Delta, e aceitar que só se investigue o PT e não o crime em si, desde o começo. Não se pode admitir a blindagem institucionalizada dos tucanos.

      A Dilma, recentemente, falou em investigar a Petrobras desde a década de 90. Tem que bater nessa tecla, insistir, pressionar. Se for o caso, temos que ir às ruas, denunciando a blindagem e exigindo investigação completa e imparcial e não essa perseguição rasteira e transparente.

      • “Acho que esse caráter do Lula é a mesma coisa que impediu o PT de arrasar o PSDB devassando o governo FHC.

        A intenção dele, ao contrário do que diz a direita, não é manter o poder a qualquer custo. Se ele tivesse esse “projeto de poder”, teria usado o dossiê Collor e teria acabado com o PSDB com investigações.

        Ele achou que o preço a se pagar por ambas seria alto demais.

        Se tivesse usado o dossiê, teria se rebaixado ao nível do Collor. Se tivesse devassado o governo tucano, não teria feito mais nada.

        Ele preferiu combater a miséria e a fome e fazer o país crescer, do que jogá-lo em uma guerra civil pra “acabar com a raça” (como dizem eles) dos tucanos por 30 anos.

        Ricardo, e vai parecer que estou pegando no teu pé mas não estou, é que vc apesar do sobrenome italiano pensa mais como português (essa ideia do apaziguamento é típica dos conflitos portugueses, o que perpetua a desgraça eternamente) do que eu que sou descendente de portuga (como a maioria do país).

        É esta “raça” do PSDB que caçará nossa “raça” quando eles voltarem ao poder. O Lula não quis jogar o país numa guerra civil? Sem problema, a direita fará isso ou tentará.

        Eu sempre digo (e reafirmo) que não se está lidando com “lordes britânicos” e sim com a elite mais salafrária da face da terra, a elite brasileira financista (que se escora na mídia) é praticamente nazista (só não nasceram alemães), não se lida com esse tipo de gente com a apaziguamento e sim com maquiavelismo mesmo. Antes que vc acuse isso de radicalismo, pense nas consequências do gesto apaziguador. Ok. O Lula evitou o confronto e fez esses avanços sociais com um pacto com a elite, só que a elite agora quer o poder da presidência de volta e por ela, a elite, ela ataca o povo como fazia antes. Se vão conseguir, são outros quinhentos, mas essa ideia de ignorar o inimigo em política é literalmente postura kamikaze ou suicida (algo que sempre critico nos comentários que faço).

        Use como exemplo o governo Evo Morales e o de Rafael Correa (presidente do Equador) que praticamente não são citados mais no Brasil. Ambos fizeram reformas sociais e econômicas combatendo a direita o tempo todo, veja como são vistos internamente por lá, o Evo só faltou ser aclamado agora no terceiro mandato dele e o Rafael Correa já debelou intentos de golpe contra ele.

        Essa tibieza do PT com o PSDB já está saindo caro. Só lembrando, vencemos a eleição pra presidente apertada ano passado, mas não dá pra chamar aquilo de vitória ainda enquanto não nos livrarmos do fantasma do PSDB tentando derrubar o atual governo. Em política essa postura pacifista do Lula costuma sair caro, ele quer dar uma de Ghandi com tropas nazistas, esquecendo que Ghandi só sobreviveu porque fez aquela luta não-violência com britânicos, que por terem valores morais e se chocarem, acabavam cedendo desmoralizados quando havia algum massacre com indianos desarmados, a luta de Ghandi não funcionaria com um Hitler ou um Stalin que mandaria matar o que visse pela frente, sem pena. A elite brasileira é desse tipo, nazista, por isso que sempre chamei essa tralha de ódio da direita de bando de bárbaros, e chamo eles disso por convicção, não é “preconceito”. O Edu, melhor que ninguém, sabe dos ataques que já recebeu aqui no blog, ataques de todo tipo e baixaria, canalhice desse bando de bárbaros, apenas por ele ter posição política e defender o governo que ele acredita ser o melhor pro país.

        Eu não chamaria de macheza do Lula essa questão, e sim de falta de visão profunda de Estado, o preço tarda a aparecer, mas aparece (na pressão atual que estamos sofrendo com a Petrobras e aqueles delírios da direita programando passeatas pra Impeachment da Dilma, que espero seja um fracasso de novo).

        Essa tua visão de investigar sem “revanchismo” e tal, espero que não soe como ataque, mas acho uma visão romântica. Um Moro ou gente desse tipo nãoe stão nem um pouco preocupados em apurar nada, estão usando a Lava Jato pra minar o PT politicamente (força política mais organizada) e pôr abaixo o governo.

        Eu fui um dos céticos sobre aquela tentativa de golpe em dezembro vindo do Toffoli e do Mendes, mas não porque a dupla citada não fosse capaz disso e sim porque o momento não permitia que eles pudessem levar adiante uma lambança dessas, mas a dupla mencionada seria capaz disso. A sensação que tenho é que já entramos em processo de tentativa de desestabilização de governo visando a derrubada, se a direita vai conseguir isso são outros quinhentos (que as forças progressistas atuem pra evitar que isto se torne realidade), mas esperar que esse judiciário podre apure a limpo Lava Jato, privataria etc, é como acreditar em conto de fadas. A elite brasileira ligada à mídia é podre, mas muito podre mesmo, a elite mais salafrária da face da terra e mais truculenta também. São os nazis “tropicais”, pois tb são racistas e têm uma consciência de classe fora do comum. Parte da esquerda continua subestimando esse pessoal achando que estão lidando com “amadores”.

        “A Dilma, recentemente, falou em investigar a Petrobras desde a década de 90. Tem que bater nessa tecla, insistir, pressionar. Se for o caso, temos que ir às ruas, denunciando a blindagem e exigindo investigação completa e imparcial e não essa perseguição rasteira e transparente.”

        É esse um dos pontos que me fazem criticar a figura do Cardozo no governo: vc acredita que ele forçará a PF a fazer isso? Boa sorte pois eu não acredito. As palavras ficarão soltas ao vento. Só um ministro da justiça linha dura, comprometido com a apuração total, faria isso, não é o caso do Cardozo, que independente deu não gostar dele, só pelo tempo que ficou no cargo já deveria sair, 4 anos é demais pra maioria dos ministros.

      • Concluindo: o problema da falta de embate é que isto não apazigua conflitos inevitáveis, eles acabam ocorrendo depois e de forma mais intensa, por isso que a questão de não se combater o PSDB pra liquidar politicamente este partido no país é um risco as próprias conquistas dos últimos 12 anos, pois basta um mandato de 4 anos pros tucanos pra eles colocarem tudo isso abaixo, se o povo não se mobilizar.

        É sofrimento demais e desnecessário quando teria sido mais fácil combater os tucanos enquanto o Lula estava no auge, com popularidade. O Lula dizia que andou lendo uma biografia de Ghandi, mas deveria ter situado a luta de Ghandi no contexto dela e não achar que aquele tipo de combate não-violento dá certo em todas ocasiões ou países, só dentro de determinadas condições.

        O próprio Ghandi sabia disso por isso adotou esse princípio, porque a Índia era um país miserável e não tinha armas pra expulsar o Reino Unido pela força, então optou por expulsar os britânicos desmoralizando as forças armadas deles.

        Como prêmio, Ghandi foi morto por um extremista siki parece (um grupo religioso da Índia) e a Índia foi rifada ao meio pelos britânicos provocando uma guerra civil enttre muçulmanos (que ficaram no Paquistão) com os hindus (que ficaram no que a gente chama hoje de Índia). Ou seja, a luta não-violenta dele custou muito sangue, mas Ghandi é vendido no Ocidente “cristificado”, como se fosse Cristo quando nunca foi.

        • Cara, sinceramente, não sei de onde vc tira que essa é uma “visão romântica”, ou que alguém imagina esdtar lidando com “lordes ingleses”.

          Imaginar que o Lula não saiba exatamente com quem ele está lidando é um despautério.

          E quem lê o que escrevo sabe muito bem o que penso da classe dominante, dessa oligarquia que envenena o Brasil desde sempre.

          Mas vamos direto ao ponto. Imagine se o Lula tivesse tentado investigar a privataria. A PF estava – e ainda está – completamente aparelhada pelos tucanos, assim como o MPF. O STF era composto de pessoas indicadas por FHC e Collor. As forças principais no Congresso TODAS participaram da privataria.

          Quem iria investigar? O Lula, com uma lupa? Sherlock Holmes? Você?

          Imagina se ainda assim o Lula insistisse e tentasse criar uma CPI. 3/4 do Congresso participara da privataria e investigaria a si mesmo.

          Preciso dizer que não daria em absolutamente nada?

          E, com isso, Lula não teria nem um aliado no Congresso. Não passaria nem regulamento de campeonato de botão. E TODAS as conquistas desses 12 anos não existiriam.

          E, com essas conquistas, tbm desapareceria o apoio popular. Não teríamos tido 12 anos de PT, mas apenas 4 – e isso imaginando que a denúncia do mensalão não surgisse, pq se aparecesse, Lula não teria como se sustentar no poder e seis impedido com toda a certeza – aliás, era essa a aposta da direita em 2002: apear Lula como fizeram co Collor e, assim, mutilar a esquerda por décadas.

          Seria um esforço inútil. Mas, pior do que isso, seria colocar o desejo de esmagar o inimigo à frente do bem-estar do povo. E, ainda pior do que isso, seria imaginar que uma mudança real poderia vir “de cima”, e não do povo.

          A classe dominante não vai mudar o país pra beneficiar o povo. É algo consensual, tenho certeza. Logo, qualquer mudança terá, necessariamente, que vir do povo. Mas um povo que passa fome e precisa lutar diariamente pra sobreviver não tem forças pra enfrentar a elite econômica, social e política que o domina.

          Um povo faminto e desempregado é um povo escravo.

          Portanto, ANTES de qualquer coisa, é preciso acabar com a fome, a carestia e o desemprego. É preciso abrir as portas das escolas e universidades pro povão,. pra que ele tome os lugares que, tradicionalmente, seriam exclusividade dos filhos das classes dominantes.

          Isso é a visão de um estadista. Em vez de ficar preocupado em tentar se garantir no poder eliminando seus adversários (e de uma forma absolutamente inútil e contraproducente, como descrevi), Lula preferiu o caminho CORRETO: “ganhar” o povo melhorando a sua vida e dando a ele as condições mínimas de escolher o próprio caminho.

          E deu tão certo que o PT venceu 3 eleições depois disso, mesmo tendo perdido QUATRO antes!

          Não tem como discutir com os resultados da escolha do Lula.

          Como escrevi, o objetivo do Lula nunca foi o de vencer eleições a todo custo, mas sim o de melhorar a vida do povo pra que ELE faça a mudança que, de outra forma, JAMAIS virá. Essa melhoria de vida do povo, por tabela, garante a manutenção do PT no poder, quiçá por tempo suficiente pra tornar essas mudanças inevitáveis.

          Ainda que Lula tivesse, por algum milagre, conseguido não apenas investigar os tucanos, mas se reeleger, teríamos perdido a única oportunidade que tivemos em meio século de, pelo menos, termos a possibilidade de efetuar uma transformação real, de baixo pra cima.

          Enfim, Lula acertou na mosca. Felizmente, ele não cometeu a loucura de se lançar numa fantasia de “salvador da pátria” ou “paladino da justiça”, sacrificando qualquer possibilidade de uma mudança real. O que ele fez foi nos dar a possibilidade de mudar.

          Se mudaremos ou não, se a direita conseguirá reverter a situação, é algo que ainda está pra ser escrito.

          Mas é inegável que hoje temos algo que não tivemos em meio século antes de Lula, e que não teríamos se ele não tivesse visão de estadista: uma chance.

          • “Cara, sinceramente, não sei de onde vc tira que essa é uma “visão romântica”, ou que alguém imagina esdtar lidando com “lordes ingleses”.”

            É a impressão que se tem ao ler esse tipo de comentário, pois ignora a natureza vil do lado que ataca. Eu entenderia seu comentário se vivêssemos em um país onde a direita respeita o Estado democrático de direito, o resultado das eleições e que não tivesse um histórico de golpe de estado, violência e fascismo, mas não é o caso do Brasil, infelizmente, e de toda a América Latina, exceção talvez de um Uruguai que de fato criou uma cultura democrática pós-ditadura, é uma exceção no oceano de intolerância, ódio e racismo das elites desse continente.

            “Imaginar que o Lula não saiba exatamente com quem ele está lidando é um despautério.”

            Não é, o Lula pode saber com quem está lidando mas ainda está apegado a um passado romantizado que não retorna, lembro bem do Lula dizendo que a democracia no Brasil estava consolidada com um tom triunfalista, e isso sempre me preocupou pois não há fatores históricos que confirmam isso vide as manifestações pedindo volta da ditadura no Brasil. Esse pedido de retorno de regime ditatorial não é ficção, já saiu dos “delírios” do FB e foi às ruas. “Ah, mas foi um fiasco”, de fato (e ainda bem que foi), mas se essa manada tomar vulto, haverá um confronto civil no país inevitável, então o que critiquei tem total pertinência. Eu apoio o Lula e aprovo ele como liderança, só que não é por conta disso que concordo com tudo o que ele diz ou dizia, tem muita coisa que critico do governo dele que por sinal descambou no governo Dilma. A Dilma não foi responsável pela Copa que nos deixou esse legado de ódio dos coxinhas com as marchas fascistas na Copa das Confederações, foi um erro político grave colocar dois eventos como Olimpíadas e Copa num país com uma direita insana dessas. Faltou ponderação pra avaliar que a conjuntura de 2007 não duraria pra sempre.

            “E quem lê o que escrevo sabe muito bem o que penso da classe dominante, dessa oligarquia que envenena o Brasil desde sempre.

            Mas vamos direto ao ponto. Imagine se o Lula tivesse tentado investigar a privataria. A PF estava – e ainda está – completamente aparelhada pelos tucanos, assim como o MPF. O STF era composto de pessoas indicadas por FHC e Collor. As forças principais no Congresso TODAS participaram da privataria.

            Quem iria investigar? O Lula, com uma lupa? Sherlock Holmes? Você?

            Imagina se ainda assim o Lula insistisse e tentasse criar uma CPI. 3/4 do Congresso participara da privataria e investigaria a si mesmo.

            Preciso dizer que não daria em absolutamente nada?”

            O fato é que nem tentar, tentou, e discordo da questão do aparelhamento, se o PT sabia disso (todo mundo sabe disso), caberia a ele desde que entrou no poder tratar de retaliar e cortar poder desse pessoal dentro do que fosse possível. Quem tentou timidamente fazer isso foi o Thomas Bastos, mas saiu do cargo e entrou o garoto propaganda da “Mensagem ao Partido” Tarso Genro (o grupo que mina o PT por dentro).

            O PT simplesmente ignorou a questão e hoje paga por isso. Não sou só eu que digo, todo mundo foi testemunha da negligência e covardia da cúpula do partido no caso do mensalão deixando Genoíno, Dirceu e cia entregues à própria sorte sem esboçar qualquer reação. Isso gerou um efeito simbólico-mental na direita que perdura até hoje, a direita ficou confiante depois desses ataques pois acha que o PT é um saco de pancadas e que é possível demolir esse partido se continuar com a postura inerte e de não-enfrentamento.

            Quem tem a perder com tudo isso não é só o PT como partido, somos todos aqui com o retrocesso tucano podendo retornar, por isso que isso nunca foi uma questão só do PT, muita gente critica até hoje o PT não ter feito qualquer esforço pra passar a limpo a privataria.

            O descaso foi tão grande que nem documentários sobre o assunto o MinC sugeriu fazer (qual a função de um Ministério da Cultura? Só dar verba pra Globo lançar porcaria?), hoje temos uma população que em sua maioria não lembra mais dos efeitos da privataria e do desgoverno FHC. Pra não dizer que não há documentário algum, lançaram um “nas coxas” em 2014, acho que na eleição, do Silvio Tendler, mas muito aquém das produções argentinas que tratam do caso, com imagens da época de Menén etc.

            Se for pra exercer o poder com esse grau de medo de revidar os ataques da direita, então se supõe que só faltam jogar a toalha, pois não estou nem tratando de radicalização política e sim de responder os ataques que a direita faz, isso é uma questão básica de qualquer partido no poder.

            O Lula dispunha de certa maioria no congresso, o que citei acima foi sobre o PSDB, o cabeça da privataria, isolar este partido, expor publicamente o que essa organização lacaia dos EUA fez e continua fazendo contra o país.

            “E, com isso, Lula não teria nem um aliado no Congresso. Não passaria nem regulamento de campeonato de botão. E TODAS as conquistas desses 12 anos não existiriam.”

            Isso é vc que afirma pois o Lula não governou com o PSDB e o DEM, cabeças da privataria. Esses dois seriam os alvos não o congresso inteiro, e ele tinha sim força política pra pelo menos tentar. Se tivesse tentado, ninguém faria esses comentários hoje, só que o PT não esboçou qualquer atitude sobre isso, foi negligente e agora paga o preço de ver um PSDB fortalecido quando em 2010 havia uns “militantes” do PT pregando que o PSDB estava liquidado e a direita idem, coisa que até hoje quero saber como esse pessoal tira essas conclusões políticas com base em imediatismo ignorando a força de recuperação do outro lado uma vez que a direita não foi minada pra valer.

            “E, com essas conquistas, tbm desapareceria o apoio popular. Não teríamos tido 12 anos de PT, mas apenas 4 – e isso imaginando que a denúncia do mensalão não surgisse, pq se aparecesse, Lula não teria como se sustentar no poder e seis impedido com toda a certeza – aliás, era essa a aposta da direita em 2002: apear Lula como fizeram co Collor e, assim, mutilar a esquerda por décadas.”

            Quem afirma isso é vc, o Evo Morales vai no terceiro mandato e vai abrir apuração na Bolívia sobre a privataria. Isso põe em cheque a afirmação que vc faz de que é impossível fazer isso. Só que o mandato do Morales lá tem sido politizado desde o começo, por isso a população apoia ou segue um norte.

            O “apear Lula” se deu depois da explosão do caso do mensalão, começaram a chantagear e houve um “pacto” com a tucanada de que deixariam a privataria de lado e em troca eles deixavam o Lula tb. Só que o pacto foi rompido com o mensalão. Tem muita gente que ainda não entendeu a gravidade do que se passa, mas o alvo da Lava Jato e de todas essas operações de ataque do judiciário visam pegar o Lula. A direita estava esperando ter condições políticas de tentar fazer isso, embora ela ainda tenha medo de chegar nesse limite, mas pode ser questão de tempo, e aí ninguém sabe o clima político que se tornará o país, com radicalização pesada (mais do que a atual).

            “Seria um esforço inútil. Mas, pior do que isso, seria colocar o desejo de esmagar o inimigo à frente do bem-estar do povo. E, ainda pior do que isso, seria imaginar que uma mudança real poderia vir “de cima”, e não do povo.”

            O que disse desde o começo é que uma coisa não exclui a outra, se o PT tivesse tratado de politizar o povo (agora está havendo uma politização, da pior forma possível: com muito sofrimento e desgaste) desde que assumiu o poder, criaria forças paralelas que dariam legitimidade política a ele (mais liberdade) pra fazer certas mudanças no Estado. O PT se acomodou com o pacto com a elite achando que isso duraria pra sempre. O que estamos vendo é justamente a ruptura desse pacto. Não se trata deu achar isso ou aquilo, há uma ruptura de pacto social com a elite, pelo menos a elite financista, que já deixou claro que quer varrer o PT do mapa, a esquerda etc, e obviamente ninguém ficará esperando eles colocarem isso em prática, por isso o povo deve ir as ruas apoiar as manifestações populares, evitando entrar em choque com essa reunião coxinha fascista do dia 15 de março (essa servirá pra se observar o impacto da campanha de ódio da mídia tucana, pra a partir daí começar a colocar a direita contra a parede com os movimentos sociais na rua).

            “A classe dominante não vai mudar o país pra beneficiar o povo. É algo consensual, tenho certeza. Logo, qualquer mudança terá, necessariamente, que vir do povo. Mas um povo que passa fome e precisa lutar diariamente pra sobreviver não tem forças pra enfrentar a elite econômica, social e política que o domina.

            Um povo faminto e desempregado é um povo escravo.”

            Um povo consumista e alienado tb não é lá muita coisa politicamente. É isso que está ou estava se passando no país, um povo que ascendia socialmente achando que ascendeu por passe de mágica e não por ação estatal. Com a politização espero que a maior parte desse pessoal venha pro lado de cá, pois é isso que moldará o país nas próximas décadas (o perfil dessa classe ascendente).

            “Portanto, ANTES de qualquer coisa, é preciso acabar com a fome, a carestia e o desemprego. É preciso abrir as portas das escolas e universidades pro povão,. pra que ele tome os lugares que, tradicionalmente, seriam exclusividade dos filhos das classes dominantes.”

            Mas isto foi atingido, boa parte das metas de erradicação de miséria feitas pelo PT foram atingidas. Mas e o depois? Como lidar com um povo que deixa a miséria e passa a ser classe média e passa a sofrer a propaganda diária da mídia tucana? O PT nunca teve um esboço pra lidar com essa segunda fase, é essa, no fundo, a razão da crise atual do PT: não saber lidar com a situação nova que ele sabia que iria chegar.

            “Isso é a visão de um estadista. Em vez de ficar preocupado em tentar se garantir no poder eliminando seus adversários (e de uma forma absolutamente inútil e contraproducente, como descrevi), Lula preferiu o caminho CORRETO: “ganhar” o povo melhorando a sua vida e dando a ele as condições mínimas de escolher o próprio caminho.”

            Volto a repetir o que comentei antes, uma coisa não impede a outra, tratar de ignorar o PSDB como o PT fez nos deixou na situação atual. Aí se o PSDB volta ao Planalto, como ficam as conquistas dos 12 anos? Só lembrando que bastou ter uma crise na Espanha e o PP assumir o poder lá (o PP é o partido herdeiro do franquismo, embora o PSOL espanhol seja outra grande porcaria) que a Espanha regrediu a um patamar crítico, a Espanha tornará em breve novamente um país com desigualdade e pobreza consolidadas, todo o avanço que fizeram em 16 anos do PSOE (com ajuda da mesada alemã da UE) estão indo pro brejo, porque não se preparam pra fase de crise que é cíclica no capitalismo. É contra isso que lidamos no Brasil, não seguir o caminho de fiasco espanhol do retrocesso, e pra isso ocorrer é preciso sim bater nos tucanos pra esse partido não ter mais força política no país. É uma questão de Estado que vc quer rotular como “perseguição política” pura e simples, que é o que o PSDB vem fazendo com sucesso, diga-se de passagem.

            “E deu tão certo que o PT venceu 3 eleições depois disso, mesmo tendo perdido QUATRO antes!

            Não tem como discutir com os resultados da escolha do Lula.”

            Tem porque os resultados poderiam ser melhores com a politização do povo, teríamos uma população hoje consciente que apoiaria incondicionalmente (a maioria) a Dilma num quadro de dificuldade, que é o que não temos certeza agora.

            Falou-se da Argentina ou Venezuela, a crise econômica nos dois países é aguda, mas se a população lá não fosse politizada, a direita já teria assumido o poder há tempo, foi a politização que pôs um freio na direita em uma crise aguda. Se não tivessem politizado o povo, Chávez a essa altura era passado, os Kirschner idem.

            “Como escrevi, o objetivo do Lula nunca foi o de vencer eleições a todo custo, mas sim o de melhorar a vida do povo pra que ELE faça a mudança que, de outra forma, JAMAIS virá. Essa melhoria de vida do povo, por tabela, garante a manutenção do PT no poder, quiçá por tempo suficiente pra tornar essas mudanças inevitáveis.”

            Vc repete o mesmo comentário que um militante do PT em 2012 repetia, e divergi pesado na época (antes das marchas fascistoides de 2013). Ele dizia a mesma coisa, basta cuidar da economia, acesso do povo etc que o povo “faz a mudança”, e o que se viu em 2013 e 2014? Quase o Aécio ganha, o congresso mais reaça desde 1964 foi eleito e houve uma marcha asquerosa onde a popularidade de Dilma foi minada. Eu dizia na época que a questão cultural e politização e combate a mídia eram algo tão relevantes quanto à inclusão social, o cara só fazia desdizer ou menosprezar o fato e hoje não diz mais nada pois viu as ideias dele sobre a “mudança pelo consumismo” virarem pó em 2013, porque a direita apostou na hegemonia cultural com a Veja, Globo etc.

            O que vcs propõem é que um partido suba ao poder e simplesmente ignore questões como a mídia, politização etc achando que qualquer mudança que fizer durará pra sempre sem que a população seja politizada. Se o PSDB voltar ao poder, poderemos voltar ao patamar de 2002 ou pior, ter um país com clima de guerra civil pois a parte atacada pode não aceitar passivamente os arrochos e partir pra derrubar os tucanos, dando margem à extrema-direita agir no vácuo.

            “Ainda que Lula tivesse, por algum milagre, conseguido não apenas investigar os tucanos, mas se reeleger, teríamos perdido a única oportunidade que tivemos em meio século de, pelo menos, termos a possibilidade de efetuar uma transformação real, de baixo pra cima.”

            Poderemos perder o que foi conseguido se o PSDB reeleger outro presidente. Vc fala como se tudo o que aí está estivesse consolidado, eu penso que não está, que pra consolidar precisaria ainda de uns 12 anos pela frente com a política atual, que é justamente o que a direita brasileira quer travar, impedir. E pra continuar fazendo mudanças ou consolidando isso nos próximos anos, a questão cultural e de ataque aos tucanos é sim questão de Estado. Os tucanos são inimigos do Brasil e precisam ser expostos pro povo desta forma, não como meros adversários políticos (que nunca foram).

            “Enfim, Lula acertou na mosca. Felizmente, ele não cometeu a loucura de se lançar numa fantasia de “salvador da pátria” ou “paladino da justiça”, sacrificando qualquer possibilidade de uma mudança real. O que ele fez foi nos dar a possibilidade de mudar.”

            O que dá a possibilidade de mudar de fato é a mudança de consciência/mentalidade de um povo, sem isso qualquer avanço feito pode regredir facilmente. É isso que venho dizendo desde o princípio. Vc se detém ao fato da mudança do Lula estar consolidada, eu digo que se um tucano voltar ao poder, ele dará um cavalo de pau no país que afetará este país consideravelmente, fora a questão regional que fizeram emergir disso. Como disse acima, num quadro desses de radicalização, dará espaço pra extrema-direita/forças armadas interferirem. Vc não está aventando nem sequer a possibilidade disso ocorrer, está tratando os 12 anos do PT até agora como fatos consolidados e ponto final, e a coisa é mais complexa que isso, tanto que o povo apoiou em desespero a Dilma no segundo turno pelo medo dos tucanos voltarem ao poder, mas dessa vez foi por pouco. Temos 4 anos pra desativar a bomba tucana.

            “Se mudaremos ou não, se a direita conseguirá reverter a situação, é algo que ainda está pra ser escrito.”

            Não precisa ser escrito, é justamente por não querer pagar pra ver que eu emito essa opinião, basta ver o que ocorre com outros países onde a direita neoliberal voltou ao poder, Espanha, Portugal, Grécia etc, cenário de caos e terra arrasada. Vc quer pagar pra ver isso? Eu tou fora, vou lutar pro PSDB jamais colocar as patas de novo no Planalto, e só há uma forma disso ocorrer: minando esse partido politicamente, moralmente.

            “Mas é inegável que hoje temos algo que não tivemos em meio século antes de Lula, e que não teríamos se ele não tivesse visão de estadista: uma chance.”

            Vargas tb mudou o Brasil, fez transformações, aí veio uma ditadura de 21 anos e colocou quase tudo o que ele fez, exceto a Petrobras, abaixo. Pra vc defender essa postura que vc cita, ao menos vc tem que levar em conta que o que eu citei pode acontecer e é algo real, não um “revanchismo” ou algo parecido. Minha visão da coisa é totalmente de Estado, é que visão da Estado não é o mesmo que esse “republicanismo” passivo que o PT prega ou defende (usa essa retórica), de tomar porrada e não revidar. Isso em política é suicídio político.

        • Quanto o Cardoso, vc parece imaginar que um Ministro da justiça pode obrigar a PF a fazer algo que não queira.

          Se for o caso, vc está muito enganado. O Ministro não tem esse poder – e nem pode ter. Já imaginou se tivesse? A PF jamais investigaria a situação. Seria a institucionalização da impunidade tucana.

          Marcio Bastos tentou fazer algo. Colocou o Lacerda. E veja o que aconteceu com ele! Logo de cara, a PF se dividiu: uma MINORIA seguia o Lacerda e a maioria se alinhou ao tucano atual e deu um jeito de derrubá-lo.

          A PF está podre. E é um Estado dentro do Estado. Forçaram o Congresso a aprovar um completo absurdo e ainda cantaram vantagem, dizendo que colocaram o governo de joelhos.

          E como é que eles fizeram isso? Com muita CHANTAGEM. Eu assisti a sessão do Congresso e vi os políticos se BORRANDO de medo dos delegados.

          A PF é especializada em arapongagem, afinal…

          Não é razoável criticar o Cardoso por ele não fazer o impossível.

          • “Quanto o Cardoso, vc parece imaginar que um Ministro da justiça pode obrigar a PF a fazer algo que não queira.”

            Nem o básico ele faz, a PF vaza depoimentos pra atacar o PT e ele não apura nada, deixa por isso. Qual a função dele no cargo então? Decorativa?

            Em 2013 nas marchas fascistoides ele não agiu como deveria: usar a Inteligência do Estado pra detectar quais grupos radicais estavam incitando quebra-quebra nos protestos e tocando terror, deixou a coisa rolar e o resto todo mundo sabe o que ocorreu.

            Não achei a matéria mas posso procurar depois. Os Mossos d’Esquadra é um esquadrão especial de Barcelona, olha só o que eles fizeram com os Black Blocs num começo de quebra-quebra pra incitar marchas por lá:
            http://oglobo.globo.com/rio/cidades-europeias-usam-diferentes-taticas-para-enfrentar-vandalos-10304738
            http://www.elmundo.es/cataluna/2014/06/02/538c2a5622601d81258b456f.html

            A matéria que não achei traz o relato de um “Mosso” dizendo que os caras foram treinados pelos EUA (os Black Blocs). O Cardozo cuidou disso? Não. Deixou a coisa rolar. Ou seja, temos um Ministro da Justiça decorativo, que bastou receber advogados dos presos da Lava Jato pra mídia tucana ficar de orelha em pé com ele com medo que ele pudesse agir em prol da justiça garantindo as condições básicas dos presos no caso. O que eu digo aqui do Cardozo a direita organizada inteira sabe, por isso que se sentem a vontade pra agir.

            “Se for o caso, vc está muito enganado. O Ministro não tem esse poder – e nem pode ter. Já imaginou se tivesse? A PF jamais investigaria a situação. Seria a institucionalização da impunidade tucana.”

            Mas isso já ocorre com a facção tucana da PF. O que um Ministro de estado deve fazer é desarticular esses grupos dentro da PF, nomear um chefe da PF que trate disso, doa a quem doer. Vc ignora que a impunidade tucana já é quase institucional, não estamos lidando com uma hipótese.

            “Marcio Bastos tentou fazer algo. Colocou o Lacerda. E veja o que aconteceu com ele! Logo de cara, a PF se dividiu: uma MINORIA seguia o Lacerda e a maioria se alinhou ao tucano atual e deu um jeito de derrubá-lo.”

            Fraqueza do governo. Vou relatar o que rolava na Celpe (meu pai contava) quando um governo com posição ideológica diferente assumia o poder. Expurgavam todo o grupo ligado a governo “x” e faziam uma limpa. “Ah, mas isso não é correto”, mas é como a direita age. Pra mudar isso só com uma mudança profunda. O fato é que deixar do jeito que está é fazer o jogo da direita. A ala tucana da PF precisa ser esfacelada, pelo que vc comenta vc trata o caso como algo impossível de ser feito ou que não deva ser feito.

            Então vem a pergunta: pra que governo então? Se governo não manda ou não tem poder, pra eleger um governo com uma postura diferente? É uma contradição desse tipo de discurso. O que eu peço é que o PT, no poder, atue e não seja omisso, vc acaba justificando as omissões políticas do PT ao longo de 12 anos. E a crítica que faço não é uma crítica de direita, é uma crítica de esquerda mesmo sem ter qualquer vínculo com aqueles lunáticos do PSOL, uma crítica que o próprio PT deveria estar fazendo e não faz (eu vejo o que comenta os militantes do PT no FB, boa parte é ufanista e alienados politicamente, o que é bizarro, pois uma militância assim não faz nem cócegas na direita, não é a mesma militância do PT que eu conhecia quando o Lula chegou ao poder).

            “A PF está podre. E é um Estado dentro do Estado. Forçaram o Congresso a aprovar um completo absurdo e ainda cantaram vantagem, dizendo que colocaram o governo de joelhos.”

            Se ela é um Estado dentro do estado precisa ser tratada pelo que é: organização criminosa. Pois estado paralelo (o famoso “estado dentro do estado”) é geralmente o termo empregado pra organizações criminosas como a máfia, mídia oligopolizada etc. Não estou dizendo que isso é fácil, provocaria desgaste no governo mas valeria a pena no final triturar essa banda podre da PF. Aí sim as apurações da PF andariam corretamente e não essa zona que estamos vendo no Paraná.

            “E como é que eles fizeram isso? Com muita CHANTAGEM. Eu assisti a sessão do Congresso e vi os políticos se BORRANDO de medo dos delegados.

            A PF é especializada em arapongagem, afinal…

            Não é razoável criticar o Cardoso por ele não fazer o impossível.”

            Mas ele não fez o impossível, pra falar a verdade ele não fez nada, é um ministro decorativo gastando preciosos 4 anos no cargo pra absolutamente nada, deixando o governo vulnerável. É isso que digo dele desde o começo.

            Eu não vou defender o Cardozo, a tal Opus Dei do PT (a “Mensagem ao Partido”) grupo ao qual ele é ligado que defenda ele (nem esses andam defendendo o cara). Aquela briga dele com o Barbosa e a elite é briga de tucanos, eles que se entendam ou se comam. A saída dele seriam uma ótima notícia pro governo Dilma e pra integridade política da mesma.

            Os ataques que a mídia fez a ele e o Barbosa são canalhas, escrotos e falsos, mas é esse o preço que se paga por não confrontar a direita. Temos visões diferentes de política, política no meu entendimento é embate, política sem embate é política de cemitério. Não se muda um país sem sofrer ataques ou sem enfrentar ataques, parte da esquerda pelo visto se borra de medo da direita e isto está errado, não se deve temer a direita da forma que vc está colocando acima, senão seria preferível a capitulação.

  • Esse factoide sobre o encontro de Lula com empreiteiras…como a imprensa funciona em forma de cartel o “escandalo” saiu no Estadao e no mesmo instante foi reproduzido por todas as midias….

    Lula bem como as empreiteiras negaram que tenha havido tais encontros…mas como nesse pais nāo há direito de resposta mais uma mentira vai ficar perambulando por anos e anos como se fosse verdade….fazer o que ne….

    Ah e a Odebretch entregou ao ministro uma representação contra vazamentos ilegais ocorridos na Operaçao….nada a ver com o tititi suiçalāo….

    http://www.vermelho.org.br/noticia/259274-6

    • E por ser um partido golpista, mas um partido, o PIG não deveria receber verbas publicitárias do Estado, já que o Estado não dá verbas publicitárias para nenhum outro partido. O Governo Federal deveria cortar as verbas publicitárias do PIG e dizer que o PIG, como partido político (e golpista), deveria requerer junto ao TSE a participação nas verbas do fundo partidário!

      • Basta o Governo parar de gastar bilhões em publicidade…

        Mas, enquanto estiver fazendo propaganda, DEVE usar regras claras e republicanas para uso do dinheiro, como audiência, por exemplo!

        E só pra lembrar, esse dinheiro gasto é publico, do Estado… Nem 1 centavo é do PT!

  • O filho do Lula é dono da OI, da Friboi/JBS, de iate, de jatinhos, e tudo mais que a imaginação humana pode imaginar.
    Mas, tudo isso só é possível, num país de analfabetos funcionais e políticos, ou alguém acha que essa estratégia de mentiras e factóides seria possível na Alemanha, ou na França, só pra citar dois países famosos.

  • A história do apartamento no Guarujá foi ridícula. Quer dizer que o FHC pode ter um apartamento em Paris. Joaquim Barbosa pode ter um apartamento em Miami. Mas Lula não poderia ter um apartamento no Guarujá?

    • O finado FHC poooooode, o Barbosão pooooooode, mas o Lula não pode, pois o Lula é PT, ele é povo, ele é um símbolo do Brasil.

      Já os dois citados antes do Lula são dois pilantras a serviço do PIG e deles próprios.

  • Edu, vém pesquisa Ibope por ai.fui entrevistado,quinta noite pelo telefone. o que me estranhou, é que o DDD é 41 de curitiba .Sendo que a sede do ibope é no Rio e sp.As primeira pergunta.

    1)Qual foi a noticia nos ultimos dias, que vc mais lembra.
    2)sobre falta de energia.
    3)Sobre a lava jato
    4)Sobre a Petrobrás
    5)se a imprensa divulga mais do que antigamente.
    6)avaliação do governo
    7)avaliação da presidente

    • A segunda pergunta do Globope deve ter sido esta:

      Quem é o pior Governante dos últimos 500 anos?

      1- Dilma
      2- Dilma Rousseff
      3- Presidente Dilma
      4- Presidente Dilma Rousseff
      5- Todas as alternativas anteriores

      Pesquisa by Globope

      • Se fizeram essa pergunta, ela teve a seguinte conotação:

        O Brasil nos últimos anos sofre uma crise hídrica inimaginável na história. Na sua opinião o culpado dela é:

        a) Lula, por ter iniciado a transposição do Rio São Francisco.

        b) Dilma Rousseff, por ter aprofundado as obras da transposição do Rio São Francisco.

        c) O Governo Dilma, pois não se preparou para a crise e deixou faltar água em São Paulo.

        d) O Governo Lula, pois só se preocupou em colocar dinheiro na Petrobrás e não quis criar uma política nacional de contenção de crises hídricas.

  • O interessante é que Mirian Cordeiro sempre foi apresentada como mulher do Lula.Esta infeliz foi namorada
    do Lula.Moro aqui em SBC ha quarenta anos e conheço esta história e conheço os personagens.

  • Caro Eduardo,

    Não há nenhuma dúvida de que a intenção da mídia e daqueles que não querem mais o PT no poder é impedir uma possível volta do ex-presidente Lula à Presidência da República. Eles sabem que conseguindo tirá-lo da jogada, as coisas ficam bem mais fáceis. Fizeram isto com a Presidente Dilma e quase deu certo. Então, Eduardo, daqui até as próximas eleições, eles vão pegar cada vez mais pesado, porque sabem que um contingente enorme de pessoas vêm acreditando nessas mentiras.

  • Edu, Bom Dia!
    Não vou comentar sobre o texto muito bem escrito acima.
    Só gostaria de fazer uma pergunta! Todos vocês, blogueiros progressistas, tem uma enorme importância para a nossa democracia, pois, são responsáveis por tudo que escrevem. Porém vivem sendo sistematicamente agredidos pelas forças elitistas que possuem escritórios de advogados que vivem os vivem processando e as vezes os punindo com multas que para quem não possui recursos fica muito difícil manter a luta contra o sistema ou a Matrix. Não seria hora de vcs serem patrocinados pela CUT, por exemplo, em um blog com um time forte de grandes jornalistas? É muito ruim ver vcs serem (algumas vezes) massacrados por tanta “injustiça”. Eu acredito que juntos, vcs são imbatíveis!
    Um abraço.

  • A arma da elite é SEMPRE a mentira. Por exemplo, querem que o Brasil adote as mesmas medidas econômicas que estão afundando a Europa. E dizem: “é para melhorar a economia”. Sei, sei. É para melhorar as fortunas deles, isso sim!

    Contra Lula, as mentiras são pessoais, desde os tempos do sindicalismo.

  • Agora eu entendi. A Globo confundiu a Praia das Astúrias com alguma ilha Virgem Britânica, aquela onde a empresa criou uma outra empresa offshore para sonegar a receita nacional (a daqui, é claro). Assim como seus jornalistas confundem homens pela cor da pele, acusando um suposto ditador africano de frequentar o sambódromo. Jornalixo e globo, tudo a ver.

  • Uma de minhas convicções eternas:
    A Grande Imprensa do Brasil é Nazista e os que alimentam seus ódios através dela são tão ou mais Nazistas.
    Tenho uma Filha e dois Filhos.
    Por amor e respeito a Ela e a Eles jamais ligo a tv no fascista JN.
    Não trago para dentro da minha casa jornais como Estadão, Folha e revistas canalhas do tipo Veja e outros lixos.
    Tenho esperança de jamais contribuir para formação de uma sociedade de maioria lunática, canalha, idiota e imbecil.

      • Experiência reveladora. Fiquei 6 dias sem computador (desde antes do carnaval). Não pude ler os blogs nem matérias na internet, só ver os “jornais nacionais” das tv’s aberta e fechada. Gente, não dá. Tive noção do quanto se fica mal informado. Há muita deturpação. A Globo enche a boca para dizer toda hora – “o maior escândalo de corrupção”. Não há Banestado. A verdade é o fato de hoje versão Globo.

  • Olha, esta guerra que mercenários estão travando contra um governo que não quer entregar a Petrobras, o petróleo e repassar aos estrangeiros todos os serviços que a Petrobras e o governo contratam de empresas brasileiras está sendo travada via mídia. Este é o campo de batalha. Tem que perder o pudor de fechar rede nacional de rádio e TV sempre que becessário para desmentir e esclarecer a população no ato. Acabou o JN? Rede de rádio e TV. Chato, antipático? Mas esta medida em conjunto com corte de verbas pulbicitarias, determinação à receita que acompanhe de perto as contas do PIG e também instrução à ABIN para que monitore os contatos entre integrantes do PIG com governos estrangeiros é que trarão resultado. Estamos em guerra, nenhum tiro foi disparado, mas estamos em guerra e o inimigo contratou mercenários locais em vez de mandar suas tropas. Emplacaram a primavera árabe que destroçou de vez o oriente médio, agora querem deflagar o outono latino para destroçar governos progressistas da América do Sul. Ah, é mera coincidência que Argentina, Brasil e Venezuela estejam passando pelo mesmo tipo de coisa…

  • Eduardo Guimarães, O PIG precisa ser vencido. O PIG está disposto a destruir o país. É uma estratégia ousada pois pode ser também o fim do próprio PIG, mas eles , pelo visto estão avançando com tudo. Haverá uma reação, não tenha dúvida.

  • Com esse vergonhoso sistema judiciário brasileiro, que de justiça só tem o nome, faz o paraíso dos trogloditas.
    Antigamente eu tinha mais medo da polícia do que de bandido.
    Hoje tenho medo é da “justiça”.

    • Eu acho que algumas pessoas não acreditam, mas se forçam a acreditar para “pertencerem” a uma espécie de comunidade da direita, das “pessoas de bem” que a Veja conclama e para quem a Globo produz seu jornalismo “fofo”. São minoria, mas existem…

      Outros sentem prazer ao ler as denúncias, é como algo que alimenta a alma delas. Esses são os direitistas antigos, ideólogos mesmo, saudosos da ditadura, leitores mais profundos de literatura neoliberal e fãs não declarados do Hitler.

      E tem também os ignorantes ou burros, cuja fonte de informação são os compartilhamentos das frases com fotos no Facebook. Esses ainda são piores, porque acreditam ser inteligentes. Geralmente, são pessoas do povo, que melhoraram de vida no governo Lula, mas não aceitam isso.

      Já convivi com todos esses grupos. Quem não?

  • Para destruir Lula e o PT querem parar o Brasil inteiro. Sobre Lula e a imprensa, ele deveria escrever um livro contando esses episódios, e com humor, para ficar na memória coletiva. Lembro que na desconstrução desses episódios contra o Lula no filme “Mercado de Notícias” a platéia caía na gargalhada com os “furos” e absurdos da mídia. Um livro de Lula seria best-seller.

  • Em 89 os reaça de plantão também inventaram uma mentira

    do Lula que fez sucesso entre os ignorantes políticos.

    Disseram que ele tinha uma casa no Morumbi.

    O Lula, como era muito rápido no gatilho, respondia assim:

    Quero o endereço da casa e as chaves pra tomar posse.

    Só que o poder da mídia de ficar martelando a mentira dia e noite

    fazia o efeito que eles queriam.

    Agora uma coisa que eu não entendo é porque a população

    tolera os quadrilheiros da direita e cai de pau na esquerda-pt.

    • Simplesmente pq a realidade não importa, mas apenas a sua percepção.

      E quem dita a percepção da realidade é quem monopoliza o discurso público, a imprensa marrom.

      Uma dica fora do assunto: vc pode digitar todo o seu texto de uma só vez, sem precisar ficar dando enter a cada linha do mesmo parágrafo. Só precisa do enter pra mudar de parágrafo.

      Incomoda ler o texto quebrado dessa forma, com esse espaço duplo entre linhas do mesmo parágrafo…

      • Agradeço o toque que você me deu.

        Porém, escreve assim porque parece que fica mais agradável para quem lê.

        Mesmo porque meus textos são curtos.

        O ruim é néguinho que escreve um texto que parece bula de remédio.

        Em relação à certa parcela da população acobertar os crimes da direita,

        tenho a impressão que há identidade de propósitos.

        É aquele papo da Lei de Gerson!

  • No caso de Miriam, aposto que não foi uma iniciativa do Collor (embora tivesse conhecimento, como beneficiário), mas partiu da “assessoria global”, que fez todo o trabalho sujo para ele.

  • O que me espanta é estamos a 12 anos no governo, com a possibilidade de irmos para 16 anos. Temos uma proposta laborada pelo jornalista Franklin , e ficamos a mercê desses jornalistas picaretas e do PIG todo esse período. Será que nunca viram o filme Cidadão Kane. O quarto poder…….

    • Cara, a lei da mídia não vai resolver o problema. Ela é importante, mas não é uma solução.

      Não existe lei, nem mágica, que transforme o PIG numa imprensa honesta e neutra. Ele nasceu errado, criou–se errado e seus donos detêm poder demais nas mãos e não vão aceitar perdê-lo de forma pacífica.

      O que acontecerá com uma lei da mídia é uma maior radicalização do discurso, um aumento das mentiras.

      Basta ver o que acontece na Venezuela e na Argentina.

      Se quisermos uma imprensa honesta e neutra teremos que criá-la nós mesmos. Não existe nenhuma outra solução pra isso.

      • Discordo, é necessário sim uma Ley de Medios que possa cercear constitucionalmente o poder mafioso do PIG. Esse poder de máfia do PIG só existe porque as famiglias do PIG recebem muito dinheiro do Governo Federal na forma de publicidade. E também porque não existe uma arma legal, o Marco Regulatório das Comunicações, para limitar (como em qualquer país democrático do mesmo naipe dos EUA, Inglaterra) as ações monopolistas e mafiosas do PIG.

        É lógico que a reação do PIG vem de forma dramática e violenta, essa reação já vem ocorrendo mesmo sem os governos de Lula e Dilma enviarem ao Congresso a Ley de Medios.

        Usar o exemplo da Argentina e da Venezuela como uma forma de não mudar as comunicações por medo do PIG, só vai continuar a colocar o Governo Federal cada vez mais na defensiva e na berlinda, a mercê de um golpe paraguaio via Congresso Nacional.

        Que venha a Ley de Medios, é por ela que o Governo Federal vai vencer a batalha da comunicação, pois terá instrumentos legais (constitucionais) para limitar o poder mafioso do PIG, este vai espernear de qualquer forma (com Ley de Medios ou sem Ley de Medios).

        • Em nenhum momento eu falei em não mudar, nem falei que a lei da mídia seria inútil. Ao contrário, disse que ela é necessária.

          O meu ponto é que ela NÃO é solução. Não vai “corrigir” a imprensa que temos.

          O exemplo da Argentina e da Venezuela são perfeitos. Mas podemos ir além: nos EUA e na Inglaterra há uma regulamentação, e não é por isso que a imprensa de lá é muito diferente da nossa. Ao contrário, são verdadeiros braços do poder por trás do poder, a postos pra escrever a história conforme mandam os interesses da elite dominante, sem o menor pudor e sem nenhuma contestação significativa.

          Veja como todos os veículos estadunidenses, por exemplo, concordam em pintar a Rússia como “inimigos” e fingem não ver os nazistas que estão no controle da Ucrânia. O mesmo vale pros ingleses. E isso com regulamentação da mídia!

          O que uma lei da mídia faz é com que os veículos tenham que apelar para nichos de mercado pra poderem se garantir – afinal, o capital odeia competição. Continuando o exemplo dos EUA, todos os veículos concordam em pintar Putin como um inimigo, mas o fazem de forma BEM diferente, moldando a mensagem de acordo com os destinatários.

          Uma imprensa fragmentada dessa forma tem uma característica PIOR do que a monolítica que temos hoje: cada veículo especializado sabe exatamente quais botões apertar em sua audiência. São experts em conduzir e manipular aquele nicho no qual se especializaram.

          Ou seja, com a regulamentação limitando a propriedade cruzada, os veículos que já existem e possuem uma identidade, passarão a produzir conteúdo sob medida pra uma parcela da população, e isso significa radicalizar ainda mais o discurso, se distanciar cada vez mais da realidade e ser ainda mais eficaz na manipulação de sua audiência cativa.

          Por outro lado, isso é ligeiramente melhor do que ter uma imprensa monolítica de pensamento único que decide o que devemos saber ou ignorar. Pelo menos haverá alguma diversidade.

          Uma imprensa que mereça ser chamada assim – plural, honesta e neutra – terá que ser construída do zero. Não tem jeito, não tem solução mágica.

  • 25 anos é pouco.

    A propaganda da direita é sua marca registrada. E dura séculos.

    Veja o caso de Marx, por exemplo, até hoje caluniado e vilipendiado. Conheço um monte de gente que se orgulha de não ter lido nem uma linha de Marx, mas o ataca por supostas falhas de caráter, além de repetir as bobagens que seus detratores publicam há mais de século como se fossem verdades absolutas.

    É assim que a direita funciona. O assassinato de caráter e o homem de palha são seus refúgios preferidos, pois sabem que se forem discutir a mensagem honestamente, vão 1) difundi-la e 2) perder.

  • É uma judiação que sempre consigam se sobrepor a forças mais progressistas, humanistas. Argentina com a presidente em xeque, a Venezuela, o Equador (onde Correa já sofreu atentado e vive tendo que se reafirmar), o Brasil nessa crise profunda. Não querem paz. Paz e equilíbrio não geram lucro e privilégios suficientes.

  • Edu, mas algumas das mentiras de tão bisonhas e estapafurdias seriam ótimas pra que Dilma dircursasse em Cadeia Nacional nestes termos: não acreditem em mentiras de oportunistas que querem desestabilizar o Brasil, como o absurdo congelamento de poupança em meu governo, quando a verdade é os governos do presidente Lula e o meu são os unicos que voltaram os olhos para o sofrido e injustiçado trabalhador brasileiro e empreenderam combate, sem tréguas, a corrupção e blá blá blá …. ” Mas Dilma não aproveita a deixa. E essa propaganda da Petrobrás na TV dá a entender que Dilma e o PT nada sabem ou não dão importância alguma ao noticiário da TV. Está difícil, amigo Eduardo, ver tantos blogueiros competentes e talentosos tentanto ajudar, sem receber apoio algum do governo. Realmente não dá pra entender, assim como não entendo que tantos participantes do Cidadania tenham embarcado na canoa furada de detonar Mercadante. A oposição e o PIG agradecem, comovidos !!!! Espero que Dilma e o PT saibam o que estão fazendo, quando parecem apostar todas as fichas na popularidade de Lula. E a vaca indo pro brejo… Só acrescento que precisamos nos unir e não dispersar. Abração, Edu e participantes.

  • Vixi! Deve ter algum torpedo grande encaminhado. Esperar o desenrolar dos fatos. A crise política insiste em sobrepor a econômica em 2015. Os dias que virão prometem fortíssimas emoções.

  • .:.

    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

    ************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Brasil, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.

    Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

  • Já esta ficando uma chatice essa perseguição implacável da imprensa brasileira contra Lula. Em contraponto a isso chega ao nosso conhecimento, através da blogosfera, notícias de que Lula é enaltecido lá fora. Recentemente, Lula participou de um evento preparatório para a Expo 2015, em Milão, onde, através de videoconferência, explanou sobre combate à fome no mundo. Esse evento contou com a presença do Primeiro Ministro Matteo Renzi e do Papa Francisco. É o Lula fazendo sucesso lá fora, gente, enquanto que nossa imprensa tupiniquim fica recorrendo a fofoquinhas para desmoralizar o Lula. Olha, a gente lê tanta coisa na internet e numa dessas vezes li a opinião de um jornalista de outro país que disse não entender porque alguns setores da imprensa brasileira fala tanto mal do Lula. É o poder, cara, é o poder. Interessante também foi um artigo que li no site http://www.pragmatismopolítico.com.br escrito por um colaborador, sr. Nicolas Chernavsky, com o título “Lula pode ser o novo Secretário-Geral da ONU?”. Já pensou se isso acontecer? FHC se enforca.

  • Eduardo,
    Ali Kamel venceu a pendenga jurídica contra Miguel do Rosário. Tremenda injustiça.
    Acho importante que todos que puderem ajudem a veicular o fato, e ajudem financeiramente Miguel a pagar o valor estipulado.

  • Pior que a indústria da mentira tem a conivência da nossa justiça. Essa nossa justiça que tem lado: os dos poderosos.

    Cadê o nosso STF (composto de covardes e sacripantas) que fingem que estão praticando Justiça, mas agem, geralmente, como espera o PIG e as elites bandidas.

    • Veja só que República maravilhosa nós temos… o Poder que dita os limites dos demais e que é virtualmente intocável é composto quase exclusivamente por filhos das classes dominantes e nenhum deles é sequer eleito pelo povo ou responde a ele.

      Os membros do Judiciário respondem apenas a eles mesmos no exercício do poder soberano do povo, que sequer foi ouvido quando de sua outorga.

      Não tem como funcionar, ou como esse Poder estar do lado do povo, né? É apenas uma forma do verdadeiro poder – aquele que finge que o poder está nas mãos do povo pra convencê-lo a aceitar tudo quieto – garantir o status quo.

  • Eu acredito que tenha muitas outras do tempo em que ele era ainda um sindicalista em ascensão. Não conheço nenhuma daquela época, porém em se tratando de ditadura, eu não me surpreenderia. Mas tem uma mais antiga do tempo em que ele foi candidato a governador em 1982. Eles, seus adversários “invisíveis” tiraram uma foto de uma mansão, imprimiram um panfleto dizendo que o Lula morava ali, não era portanto um peão, como dizia, mas um burguesão da classe média alta. Aqueles panfletos foram atirados de helicóptero na região do ABC, a sua base eleitoral.Não tenho a fonte desta informação, mas acredito que aconteceu. Aquela eleição foi a primeira que ele perdeu.

  • Precisamos de uma ação coordenada de todo o campo progressista para combatermos a manipulação da elite que não aceita a soberania popular. Tem-se uma proposta de irmos as ruas no dia 13 de março em defesa da Reforma Política, da Petrobrás e da manutenção dos empregos. A Guantanamo do Playboy de Curitiba não pode ser para destruir nossa economia e os empregos dos Brasileiros.

  • Que a mídia golpista, serviçal das elites dominantes e dos piores interesses faça este trabalho de queimação contra Lula, a gente até entende. O que não se entende é o fato de governos petistas ajudarem a financiar esta mesma mídia… com generosa bolsa mídia. Só os Marinhos abocanharam nos últimos 10 anos não menos que R$ 5 bilhões das tetas publicitárias do governo federal – incluindo a Petrobras, cuja imagem a mídia destrói a cada momento, depois de haver mamado generosas verbas. Quero crer que essa generosidade republicana de ingênuos dispensa até mesmo os dólares da CIA para financiar essa mídia golpista e seus iguais.

  • As pequenas tem mais tempo.
    Em 1982 eu já ouvia pérolas como : o Lula mora no Morumbi, os filhos do Lula estudam no Colégio Bandeirantes, o Lula forçou seu acidente para ficar vagabundeando no Sindicato, entre outras.
    E ainda recebia panfletos com uma mula com a cabeça do Lula, com o texto de Manoel Inácio da Silva o MULA.
    Sem contar o que faziam e fazem até hoje com seus familiares.
    Abraço,
    Nilton Viscaino Jr.

  • Fora de Pauta

    Folha confirma Guantanamo da Lava Jato
    22 de fevereiro de 2015 | 11:09 Autor: Miguel do Rosário

    O Brasil recebeu hoje a confirmação de uma denúncia já veiculada pelo blog Conversa Afiada.

    A jornalista Monica Bergamo, flor rara no pântano da nossa imprensa, revelou a rotina dos executivos mantidos presos por tempo indeterminado pelo juiz Sergio Moro.

    Os presos da Lava Jato estão sendo mantidos em condições degradantes nas dependências da Polícia Federal do Paraná.

    Permanecem amontoados, aos quatro, em cubículos minúsculos, usando um buraco no chão como latrina.

    São obrigados a comer com as mãos.

    São humilhados constantemente pelos agentes.

    Agora se entende porque Sergio Moro ganhou um prêmio da Globo.

    O neoliberalismo é assim. Para banqueiros, a proteção dos deuses. FHC liberou aos bancos, quebrados por incompetência e corrupção, mais de R$ 300 bilhões.

    Para executivos de empresas que empregam centenas de milhares de pessoas, e que constituem um nó central da economia brasileira, o inferno dantesco.

    Só quem tem vida boa na PF é Alberto Youssef, o único que foi preso e condenado diversas vezes, e que, por ser tucano e ter um advogado tucaníssimo, tem o privilégio até de receber uma bela fisioterapeuta na cadeia.

    O objetivo, naturalmente, é torturá-los até que delatem o PT.

    Como não aceitaram, então continuam presos, mesmo que ainda não haja nenhuma condenação contra eles.

    Tem um lugar que faz igualzinho: Guantanamo, a prisão americana na ilha de Cuba.

    Os delatores, como Pedro Barusco, doente terminal, ou Paulo Roberto Costa, cuja família começou a ser integralmente perseguida, optaram pela delação e receberam imediatamente liberdade.

    A imprensa e seu público fascistoide aplaudem, naturalmente.

    Os pobres não são barbarizados? Então democratizemos a barbárie!

    A demagogia fascista encontra em nossa mídia um terreno fértil para florescer.

    Afinal, como explicava Joseph Pulitzer, inspirador do principal prêmio de imprensa e literatura nos EUA: “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma”.

    Só nos resta perguntar: o Brasil caminha para uma ditadura midiático-judicial?

    Quem virá nos salvar?

  • Enquanto a gente ficar tentando “desmascarar” a mentira, ficaremos à reboque. O que querem – de fato – é manterem acesa a chama do ódio.

    Outro dia disse a uma colega que acabara de dar a luz, feliz por ter direito a seis meses de licença maternidade: Os quatro meses, são devido a ação do PT, das esquerdas e progressistas na Constituição de 1988. A turma do Aécio, Serra, Caiado, etc… votaram contra, ou seja, com os patrões! Já os dois meses a mais ou seja, 6 meses, foi devido lei do governo Lula. E agora se qualquer um resolver vender parte de suas férias, não terá mais desconto de IR nesta, pois Lula acabou com o pagamento por venda de férias, o que beneficia o trabalhador.

    Mais isso não sai na mídia, nossa gestora nada fala, nosso governo – também vassalo – se acovarda e as pessoas não associam mais a esquerda, Lula, Dilma e o PT à conquistas sociais, ao emprego e ganhos salariais, mas a corrupção. A cadeia do ódio está toda pronta, qualquer problema é culpa da Dilma… e esta gestora, que se recusa a sentar-se a cadeira de presidenta, se cala e põe em risco nosso projeto de povo e de país.

      • Eu duvido que o Lula ou o Lulinha sejam sócios majoritários na friboi e também duvido que tenham qualquer outra participação de grande poder na cadeia produtiva da friboi.

        Por outro lado, Edu, o que ouvimos 365 dias por ano é o contrário. E a mentira quando dita muitas vezes tem valor de verdade. É preciso que haja uma reação a isso, um esclarecimento oficial, por exemplo.

        Acredito que a coisa está tão grave que mesmo se a familia Batista viesse a público contar outra história,
        grande parte do povo não acreditaria.

      • “‘Dono da Friboi ironiza boatos sobre filho de Lula

        Verdadeiro dono da Friboi ironiza boatos que circulam nas redes sociais sobre o filho de Lula ser proprietário da indústria de alimentos. “Eu nunca vi o Lulinha na minha vida. Não sei nem se existe”

        (…)

        Batista, que almejou ser candidato ao governo de seu estado no lugar de Rezende, disse ainda que a “JBS é da família e dos acionistas do mundo inteiro”. “Imagina que coisa horrível as pessoas colocarem em uma rede social uma coisa dessas. Não existe fundamento algum. Isso é a oposição, querendo derrubar o Lula, querendo colocar uma empresa multinacional que hoje é exemplo para o Brasil, envolvida em uma situação dessas. Olha, onde chega a maldade dentro de uma questão política. Não existe absolutamente nada”, completou.

        (…)'”

        http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/02/dono-da-friboi-ironiza-boatos-sobre-filho-de-lula.html

  • Há 500 anos os donos do poder, que tentam destruir Lula, são os mesmos. Desse modo, essa é a explicação para tantas calúnias e ataques desses montes de merda que controlam as comunicações no Brasil, e que são o braço midiático da classe dominante, e dos lacaios que os servem caninamente. Infelizmente, tamanho cabedal de canalhice consegue repercussão não somente pela “eficiência” midiática em mentir, mas também pelo ódio imbecil de uma classe média composta em sua maioria por um bando de energúmenos tão sórdidos quanto os poderosos que defendem, embora não pertençam à classe social dos poderosos e sejam por esses tão desprezados quanto o proletariado do qual julgam “diferenciar-se” ao bajularem os patrões, sem perceberem que são apenas idiotas, defendendo quem os despreza e não hesitaria em passar por cima deles. É desse caldo de insanidade; composto por uma classe dominante que controla os meios de comunicação e um classe média tão esquisofrênica quanto canalha, que nasce essa indústria da vergonha que há décadas tenta destruir o maior líder da história do Brasil, que se tornou nosso maior Presidente e viu sua liderança só aumentar com os ataques recebidos. E assim continuará Lula, para desespero dos anões, a liderar o futuro do Brasil ainda por muito tempo. É só aguardarmos

  • A mídia esqueceu de falar que a Presidente DILMA eleita democraticamente só com o dinheiro que ela desviou da Petrobras já comprou a estatua da liberdade o farol de Alexandria o capitólio e esta em negociações para ver se consegue comprar os jardins suspensos da babilonia mídia canalha e mentirosa. só acreditam em vocês os otários.

  • Caro Eduardo,
    A Veja repete a tática (aparentemente mentirosa again…).
    Lembro-me do episódio dantesco da Globo em Collor X Lula, e as várias destruições de reputação ao longo das décadas.
    Juridicamente, cada atingido poderia processar estas instituições ou pessoas (o que não acontece muitas vezes, não sei pq).
    Mas aí me vem uma questão: Quando eles fazem isso alteram o destino de todos cidadãos brasileiros, e não só da pessoa que atingem diretamente. Alteram a verdade e mentem para todo o País – ou seja, é algo muito maior que os indivíduos.
    Então me pergunto: será que isto não cabe um processo algo maior, literalmente “o povo contra”…
    Uma punição para algo assim deveria ser exemplar e correspondente aos atentados contra a Nação – afinal, todo o Brasil e sua Democracia são atingidos, e tem o destino alterado.
    Não existe um caminho para isto, partindo dos cidadãos comuns? Talvez os vários juristas que conhece achem um caminho para algo deste porte…
    Com certeza, se não existe deveria existir, e seria algo para mudar o Brasil. Um freio ao golpismo político/midiático e uma proteção para a verdade e a Democracia.

    Valdecir.

  • ‘O amor de um único ser,
    neutraliza o ódio de milhões de seres.”
    (Mahatma Gandhi) — —…………………ELE É AMADO…!!!……………….Simples assim……………………G-R-A-T-I-D-Ã-O….

  • Pois é eu acompanhava o jornal Folha de SP e tenho uma boa ideia do que é manipulação mídiatrica… Peguei uma raiva enorme de política lendo esse jornal, lembro dos ataques o ano inteiro ao governo, lembro das estratégias de marketing afim de favorecer algumas pessoas e desfavorecer outras, lembro do caso cachoeira em que a Folha começou defendendo fulano e ciclano então quando surgiu candidatos do PT no caso saiu na primeira página do jornal, lembro da eleição de São Paulo para prefeito em que no dia da eleição encaparam o Serra na primeira página inteira como líder nas pesquisas etc.

    Daí eu procuro vídeos antigos sobre a globo, e descubro situações em que a globo fez um jogo de marketing para favorecer o Fernando Collor contra Lula que logo depois de eleito começou a surgir denuncias de corrupção em geral e a Globo teve que se desligar do candidato etc.

    Não afirmo que Lula é puro e nunca tenha feito nada de errado pro si só a política obriga a isso mas eu não confio em mídia principalmente mídias que defenderam militares na época e cresceram através disso.

  • Credo!
    Ainda bem que não acompanho propaganda eleitoral.
    Só agora vi este video da Miriam afirmando com tanta sinceridade que o Lula isso e aquilo.
    Eu tinha horror que o Collor ganhasse mas tinha aquela propaganda toda de cassador de marajá… e “eu vou votar nele que ele é bonito”… ai que asco me dava.
    Mas engraçado… quem iniciou na Veja a desmascarar Collor? Pedro Collor, irmão, contando verdades.
    Este senado tem 61 odiosos e nada nobres homúnculos.
    Argh!!!!!!

Deixe uma resposta