Dalmo Dallari ao Blog da Cidadania: “15 de março não passou de uma ondinha”

entrevista

Dallari

 

Dando sequência à série de entrevistas que o Blog da Cidadania está fazendo com pensadores de alta relevância sobre o momento político preocupante por que passa o país, brindo os leitores desta página com a visão do eminente jurista Dalmo de Abreu Dallari, de quem a caudalosa obra é obrigatoriamente estudada em qualquer curso de Direito.

O professor Dallari se encontra em Paris, neste momento, mas não se furtou a analisar para o Blog temas como o protesto anti Dilma de 15 de março, os atentados a bomba ao PT, a proposta de impeachment de Dilma Rousseff, o comportamento do STF, o comportamento da grande imprensa, o comportamento do Ministério Público e muito mais.

Quero agradecer ao professor Dallari pela gentileza de, apesar de estar em Paris, ter respondido com tanta minúcia às questões que esta página formulou. Este blogueiro e seus leitores sentem-se honrados com a deferência de tão importante pensador brasileiro.

Confira, abaixo, a entrevista

Blog da Cidadania – Desde a campanha eleitoral do ano passado a imprensa alternativa e a tradicional citaram vários casos de pessoas que foram agredidas na rua por usarem roupas da cor vermelha, mesmo quando essas roupas (em geral, camisetas) não tinham relação com partidos políticos, sindicatos ou movimentos sociais. Como o senhor enxerga esse fenômeno? Quem protege essas pessoas agredidas? Como garantir o direito de manifestação política, e que punições podem ser aplicadas a quem agride física ou verbalmente quem faz – ou parece fazer – manifestação política silenciosa como é o uso de uma cor que lembre um grupo político ou uma ideologia?

Dalmo Dallari – A agressão praticada contra uma pessoa que participava de manifestação pacífica é crime contra a pessoa, previsto no Código Penal, no artigo 129. O fato de ter sido praticada a agressão durante manifestação politica não é agravante nem atenuante. Assim, também, a alegação de que o agredido usava camisa de uma cor determinada, que o agressor interpretou como expressão de uma opção política, não tem qualquer relevância. O que cabe é identificar o agressor e apresentar queixa na Delegacia de Policia da região, ou, então, apresentar queixa dando elementos que permitam à Polícia identificá-lo. Em circunstâncias como essa o agredido deve, imediatamente, pedir providências ao policial mais próximo, o que facilita a identificação do criminoso.

Blog da Cidadania – No último dia 15 de março, uma maré humana tomou a avenida Paulista e outras capitais brasileiras pedindo impeachment da presidente Dilma Rousseff. Tanto desta vez quanto nas anteriores que essas manifestações ocorreram, parcela expressiva dos manifestantes pregou golpe militar para atingir esse fim. As esperáveis manifestações de repúdio à ruptura institucional não apareceram na grande imprensa e a pregação explícita de violação da vontade das urnas não gerou nenhuma consequência para os pregadores. Existe algum mecanismo para punir esse tipo de pregação? A existência dessa pregação ameaça a democracia?

Dalmo Dallari – Antes de tudo, é importante assinalar que, confrontada com a votação que, recentemente, deu o segundo mandato à Presidente Dilma, votação superior a 54 milhões de votos, a « maré humana » da passeata de 15 de março não passou de uma « ondinha » muito leve, espetaculosa mas insignificante como expressão da vontade politica do povo brasileiro. Alguns cartazes e algumas faixas exibidos na ocasião deixam dúvida, apenas, quanto ao que realmente expressavam : ignorância, burrice ou vocação totalitária muito primária. Sobre os efeitos de um golpe militar a experiência recente do Brasil é muito expressiva. O que se viu e o que se sabe é que o golpe prejudicou seriamente a normalidade constitucional e foi instrumento de violências e de muitas praticas de corrupção. Quanto à pregação de golpe militar, que  configura proposta de subversão da ordem constitucional, é crime previsto na Lei de Segurança Nacional, que, embora feita durante a ditadura, não foi revogada e o próprio Supremo Tribunal Federal já a considerou recepcionada pela nova ordem jurídica, naquilo em que não contraria as normas constitucionais. O que deve ser feito é o enquadramento dos autores dessa tolice antidemocrática, para processamento pela prática do crime. Nesse caso a identificação dos autores não deve ser dificil, pois muita gente filmou e fotografou a prática criminosa.

Blog da Cidadania – No dia 15 de março, a sede do PT na cidade de Jundiaí (SP) sofreu um atentado a bomba. Na mesma cidade, dois bonecos de pano, representando a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, foram “enforcados” em um viaduto. No Dia 26 de março, novo atentado a bomba contra o partido, agora em São Paulo, na sede do diretório paulistano. Nesse cenário, como o senhor vê a saúde da democracia brasileira e que nível de ameaça ela pode estar sofrendo?

Dalmo Dallari – A prática de atentados contra instalações e símbolos políticos é crime, previsto na Lei de Segurança Nacional, que continua em vigor naquilo em que não contraria disposição da Constituição vigente. Essas práticas violentas são reveladoras de um lamentável primarismo político e de falta de preparo para a convivência civilizada, mas estão muito longe de representarem ameaça à ordem constitucional.

Blog da Cidadania – Muito tem-se falado sobre impeachment da presidente Dilma Rousseff. À luz das denúncias contra seu governo e do que se sabe sobre a conduta dela, o senhor considera que há elementos para se falar em derrubá-la? Se esse processo for levado à frente sob a argumentação de que o julgamento via Congresso é “político” e, portanto, “dispensa provas”, o senhor considera que esse caminho é constitucional? Se não for, que instrumentos existem para barrar uma iniciativa que, nessa situação, configurar-se-ia como golpista?

Dalmo Dallari – A proposta de impeachment de Dilma não passou de reação primária de derrotados, inconformados com a derrota. Como já tem sido amplamente demonstrado, nos termos expressos e claros da Constituição, em seu artigo 89, o impeachment só pode ser cogitado se o Presidente da República praticar ato que atente contra a Constituição. Deve existir um ato do Presidente enquanto Presidente. Assim, alegar corrupção na Petrobrás para justificar o impeachment é pura tolice e o que se pode afirmar, sem sombra de dúvida, que a conversa do impeachment não passou de fantasia política de inconformados, sem a mínima consistência jurídica.

Blog da Cidadania – O que o senhor considera que ocorreria com a democracia brasileira caso um governo recém-ungido pelas urnas fosse derrubado por fórmulas como a do “julgamento político que dispensa provas”? Poder-se-ia dizer que o Brasil estaria vivendo uma ruptura institucional e estaria sob um regime ilegítimo? O senhor considera que esse “julgamento político” seria um golpe de Estado? O senhor acha possível que esse “julgamento político” ocorra?

Dalmo Dallari – A experiência brasileira é muito eloquente: um golpe de Estado, destituindo um governo legitimamente eleito, por vias democráticas, seria uma agressão a todo o povo brasileiro, prejudicando direitos fundamentais de todo o povo e de cada cidadão. Mas a verdade sobre o que foi a ditadura está cada vez mais clara e por isso é pouquíssimo provável que ocorra uma tentativa de golpe. Entre outras coisas, o golpe de 1964 foi o resultado de uma aliança de militares fascistas com empresários gananciosos e primários, mas a prática demonstrou que também os mais ricos perdem com a ditadura.

Blog da Cidadania – O Supremo Tribunal Federal deu tratamentos opostos aos ditos mensalões tucano e petista. No caso envolvendo o PSDB, houve desmembramento da ação, com o STF enviando para a primeira instância o caso do ex-senador Eduardo Azeredo, apesar de ele ter renunciado com o fim de não ser julgado naquela instância; no caso do PT, José Dirceu, entre outros, foi julgado pelo STF mesmo sem foro privilegiado. Esse fato é compatível com o regime democrático?

Dalmo Dallari – Foi lamentável a decisão equivocada, claramente equivocada, do Supremo Tribunal Federal, de julgar acusados que não gozavam do foro privilegiado. Ele julgou sem ter competência jurídica para tanto. Esse equívoco, afrontando disposições constitucionais expressas, foi contrário ao regime democrático e foi um mau momento do Supremo Tribunal Federal, que tem por função precípua a guarda da Constituição. Continuo confiando no Supremo Tribunal Federal e esperando que ele dê exemplo do respeito à Constituição e acredito que hoje não se repetiria o equívoco.

Blog da Cidadania – Como o senhor avalia o comportamento da imprensa brasileira no âmbito da crise política?

Dalmo Dallari – É lamentável reconhecer isso, mas a grande imprensa brasileira, em relação a vários temas, deixa perceber que tem orientação influenciada por um direcionamento político. Assim, é mais do que evidente que existe verdadeira obsessão contra o Lula, o petismo e qualquer pessoa ou atividade que possa parecer ligada a isso, por simples coincidência de algumas posições. Mas é positivo o fato de que a imprensa, embora tendo dado mais espaço do que o razoável à fantasia do impeachment, não prega nem apoia um golpe de Estado e dá certa contribuição, podendo dar muito mais, ao aperfeiçoamento do regime democrático.

Blog da Cidadania – Como o senhor avalia o comportamento do Ministério Público no âmbito da crise política?

Dalmo Dallari – O Ministério Público foi extraordinariamente valorizado pela Constituição de 1988 e, essencialmente, tem estado à altura de suas responsabilidades, desempenhando com independência e firmeza suas atribuições, que muitas vezes envolvem o enfrentamento com personalidades que ocupam posições de prestigio na vida pública. Algumas vezes tem havido excesso de rigor e desbordamento das limitações constitucionais, havendo algumas situações excepcionais de omissão na proteção de direitos que lhe cumpre tutelar, mas o Ministério Público tem dado contribuição muito relevante para a busca de efetividade dos direitos consagrados na Constituição.

Blog da Cidadania – Como o senhor avalia o comportamento da Polícia Federal no âmbito da crise política?

Dalmo Dallari – A extrema diversidade de situações em que teve que agir ou resguardar direitos torna difícil uma avaliação genérica da Polícia Federal. Mas, numa síntese, ela tem cumprido bem seu papel constitucional e é merecedora do apoio e da confiança do povo brasileiro.

Blog da Cidadania – Como o senhor avalia o comportamento do STF no âmbito da crise política?

Dalmo Dallari – Numa avaliação do conjunto de seu desempenho, o Supremo Tribunal Federal tem atuado com independência, firmeza e competência, sendo hoje um dos verdadeiros pilares de sustentação da ordem jurídica democrática consagrada na Constituição de 1988. Ele pode e deve ser aperfeiçoado, para que, entre outras coisas, possa desempenhar com eficiência e rapidez suas importantes atribuições. Para tanto, venho sustentando a conveniência de que o Supremo Tribunal seja convertido em Tribunal Constitucional e se concentre em seu papel extremamente relevante de guarda da Constituição, deixando aos demais Tribunais superiores as decisões que hoje sobrecarregam a Corte Suprema.

Blog da Cidadania – Professor Dallari, a partir dessas respostas gostaria de aprofundar algumas delas em uma segunda entrevista, se possível presencial. Quando seria possível?

Dalmo Dallari – Eduardo, na próxima semana já estarei de volta a São Paulo e poderemos manter contato.

Blog da Cidadania – Professor Dallari, agradeço imensamente a atenção. Ligo para o senhor na semana assim que estiver no Brasil.

136 comments

  • Racionalidade em meio ao festival de estupidez que tomou conta do ambiente político do país nesses últimos meses.

    Obrigado, Edu por nos trazer essa entrevista valorosa.

  • Professor Dalmo Dallari sempre lúcido. Concordo com ele quando ele diz que 15 de março não passou de uma ondinha. Afinal, o que representa, na porcentagem de um país como o nosso, um milhão de pessoas (baseando o cálculo pela “competente” Polícia Militar) que foram às ruas para protestar contra a nossa Presidenta? Meio por cento, é isso? Quer dizer, 99,5% da população não deu atenção aos insistentes chamamentos da Rede Globo, a sonegadora oficial desse país.

    • Roseli, fui dizer isso no dia só que o efeito do comentário foi quase nulo porque o povo se intimida muito com as imagens manipuladas pela Globo, principalmente os de esquerda (uma parte, que era pra ter, em tese, um pensamento mais crítico sobre manipulação).

      Numericamente, apesar de ter sido relevante o episódio, aquele público de 281 mil na Paulista não representa O País e sim esses grupos (ligados à alta burguesia de SP, financista, midiática etc, e seus apoiadores na classe média) que já vêm chiando desde a eleição e antes, mas a razão da ira deles é outra: é a sensação de perda de poder/status quo de SP com a redistribuição feita pelo Lula, só que não expressam isso abertamente e acabam usando outros temas pra extravasar a fúria, o que é em grande parte escroto, pois é covardia, deveriam dizer abertamente o que pensam e não o fazem.

      Ironicamente, uma melhoria da qualidade de vida de SP passa justamente pela redução do PIB e pela redistribuição nacional disso, expandindo o capitalismo do país e aumentando a indústria em todo território consolidando a expansão econômica do país. Só que tente explicar a um desses cabeças fechadas desses bandos e corra o risco deles virem bater chamando de “comunistas” e afins, tal o grau de debilidade e histeria que a coisa chegou (histeria coletiva desse tipo não deixa de ser uma certa manifestação de ignorância e complexo, daí a reação furiosa em vez do tom aberto ao diálogo).

      • Nenhum grupo representa o país!

        A CUT não representa o país!

        O MST não representa o país!

        A UNE não representa o país!

        Os 12 mil que saíram na sexta feira para apoiar o Gov Dilma não representam o país!

        Os 54 milhões de eleitores que votaram em Dilma não representam o país!

        Assim como os quase 2 milhões que saíram às ruas (números das PM’s) não representam o país…

        Seu comentário, por óbvio, não diz nada!

        Sobre o “real motivo” da passeata na Paulista, acho que você não pensa realmente isso… E se pensa, pior pra você!

        Você ao defender a sua opinião, não passa por comunista e sim por tolo…

        • Nenhum grupo representa o país!”

          Grupos segmentados não representam o país, o país é maior que isso. Grupos, como o nome diz, representam setores do país, não “o país”.

          Ao ignorar o perfil do grupo da Paulista e o contorno da marcha vc está repetindo o que a mídia oligopolizada do país diz, com a fraude do 1 milhão na Paulista.

          Aquele público representa sim a burguesia e classe média de direita de SP, mas não o Brasil, que é bem maior que isso. Pelo visto vc acha que o Brasil se resume a um quintal, só que é um país continental, é bem extenso de percorrê-lo. Reforço o que disse antes, sem tirar uma vírgula.

          Seu comentário é que não diz nada a não ser discordância do que foi dito mas apenas negando o que eu disse sem explicar o porquê deu estar errado. Apontar os erros é algo central pra mostrar que um comentário não procede, e você não disse nada, só ficou na questão do “isso não representa” achando que um todo é “uma parte” bem definida.

          “Sobre o “real motivo” da passeata na Paulista, acho que você não pensa realmente isso… E se pensa, pior pra você!”

          Eu penso isso sim, vc é que está irritado, sem razão, porque alguém comentou um motivo real pra insatisfação desse seguimento em SP. A burguesia de SP, altas finanças, que tem apoio dessa classe média reacionária ou a incita a tomar partido deles, está irritada com a perda de poder/status quo de SP, isso é um motivo bem mais real, paupável pra tanta “revolta” que aquele bla bla bla de Petrobras e afins. É só ver a desproporção desse protesto em SP pro resto do país.

          E isso não vem de agora, vem desde antes do primeiro mandato de Dilma.

          E ao dizer isso eu não estou atacando SP ou o povo, porque este grupo citado não representa o Eduardo ou a maioria que comenta aqui, independente de estados, é um setor que por ventura hoje se concentra em SP, amanhã ele pode se concentrar em outro estado do país e fazer a mesma coisa. Eu mesmo ataco direto a classe dominante do meu estado e quem a apoia e não fico irritado quando alguém faz o mesmo, independente de estado. Só que infelizmente é necessário citar o estado onde esse grupo atua, senão ninguém localiza coisa alguma do que vem se passando, só falta a turma de Alckmin querer proibir a menção ao nome de SP pra resguardar essa burguesia golpista. Até o Mujica diz a mesma coisa, será que ele tb não acredita no que diz? Ou apenas vc não tem o que rebater e partiu pra desqualificação barata?

          “Mujica diz que Burguesia paulista impede evolução econômica na América do Sul”
          http://www.portalmetropole.com/2015/03/mujica-diz-que-burguesia-paulista.html

          Vc está, sem se dar conta (ou não, pois não sei sua posição política) tomando as dores dessa turma dos Setúbal e toda essa cantinela golpista que tá doida pra gritar “viva 1932” mas sabe que se fizer isso, põe abaixo a “revolta” nos outros estados.

          É um grupo que sabe do poder político que tem e não quer perder, mas sabe que se se isolar, fica sem força pra agir. O Vianna tocou no mesmo ponto no site dele. E é algo sério, não sei de onde vc tira que eu não acredito no que eu escrevo, se eu fizesse isso eu nem comentaria pois não vou emitir uma opinião política que eu simplesmente não acredito.

          “Você ao defender a sua opinião, não passa por comunista e sim por tolo…”

          Tou pouco me lixando pro que eu “passo” pra direita reacionária do país, eles tb não passam por “gente boa” na minha opinião (só não os considero nazis porque não tiveram a “sorte” de nascerem alemães embora quisessem, rs), o que vc rotula como “comunismo e comunista” nada mais é do que aversão a qualquer defesa nacionalista do país. Nacionalismo pra vcs é “comunismo”, por isso o ódio a Jango, Vargas e qualquer partido que defenda uma pauta nacional. Sem essa retórica esquizoide e datada da Guerra Fria pra cima de mim, desmonto isso em dois tempos.

          • A perda de poder implica na perda de escolha do Presidente do país, coisa que não ocorria antes. É um fenômeno que ocorre quando estados perdem poder ou estão perdendo, há uma insatisfação generalizada, vide a do Rio quando transferiram a capital federal pra Brasília. A reação é que varia.

            Isso deixa esse pessoal irritado sim, bem mais que a Petrobras ou qualquer outro escândalo da mídia, o símbolo da fúria deles é o PT e a própria esquerda brasileira (num todo) pois na cabeça desse pessoal o PT e a esquerda (de forma geral, todas as forças que ajudaram a eleger Lula e Dilma) é responsável por essa perda de status desse segmento.

            Pense como eles e se coloque no lugar deles, é uma elite mesquinha que não quer ceder sobre absolutamente nada, por isso a demonstração de fúria. O Brasil está diante da elite mais mesquinha da face da terra, a que chama de comunismo qualquer reforma do Estado brasileiro pra tornar o Brasil um país mais justo e menos desigual, e isso passa, inevitavelmente, pela redistribuição industrial e de poder no país, se não ocorresse com o Lula acabaria acontecendo algum tipo de ruptura cedo ou tarde pois é um modelo (defendendo por este segmento) ultrapassado, que não se mantém mais, inclusive incha SP com uma população desproporcional ao tamanho do estado, piorando a qualidade de vida, pois viver em contingentes populacionais desequilibrados não chega a ser algo fora de série.

  • Edu,

    Pensadores do direito como Dalmo Dallari, Celso Antônio Bandeira de Mello e Fábio Konder Comparato, dentre outros, já se opuseram contra o parecer do Advogado de FHC capitaneado pelo Ives Granda. Entretanto, os eméritos juristas oposicionistas ao parecer capitaneado por Granda não têm espaço na mídia tradicional. Portanto, se faz mister, divulgar: “Dallari faz picadinho do parecer de Granda e FHC”, leia a matéria no link a seguir: http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=2&cad=rja&uact=8&ved=0CCAQFjAB&url=http%3A%2F%2Fwww.brasil247.com%2Fpt%2F247%2Fbrasil%2F169338%2FDallari-faz-picadinho-do-parecer-de-Gandra-e-FHC.htm&ei=ZroYVdT1H7CZsQSVm4GYBw&usg=AFQjCNHpsPBetk-0nZJmRl51fWalliGs1g

    PS: Já que estamos discutindo a corrupção, que tal falarmos sério e abordar todos os corruptos, não apenas um lado, mais ambos os lados, se é que são corruptos. O vídeo a seguir demonstra de maneira cabal que políticos tido como símbolo no combate a corrupção e pregadores da ética e dos bons costumes também receberam “doações” de empreiteiras:https://www.youtube.com/watch?v=6wH5hdPMBvc

  • Eduardo, muito esclarecedora acentrevista, mas tenho uma correção a fazer. O Prof, Dallari afirmou que as agressões sofridas por petistas é crime previsto no artigo 129, do Codigo Penal, cabendo aí a seguinte observação: só há tipificação do referido artigo se a agressão deixar lesão física. Não deixando lesão, o crime é tipificado como INJÚRIA REAL.

  • Parabéns pela entrevista, Edu.
    Em outro Blog, já escrevi afirmando a necessidade construirmos e ampliarmos uma comunicação mais efetiva, de base ( que vá até as bases mais populares da sociedade ), fazendo mais entrevistas, debates, etc., mas não no campo da grande mídia. Devemos trazer os melhores pensadores e representantes em geral para o nosso campo ( da classe trabalhadora). Devemos inclusive convidar para estes debates aqueles que a grande mídia apresenta como “santo” inquestionáveis. Tais como FHC, SERRA, etc. etc. etc. colocando-os de frente com pensadores divergentes, apresentando contrapontos de ideias. Isto a grande mídia nunca irá fazer. Nós precisamos começar a fazer isto para desmascarar esta falsa homogeneidade de ideias apresentada na “grande Mídia” . Imaginem um debate sobre economia contendo Serra e Ciro Gomes. Entre os ex-presidentes FHC E Lula. Ou FHC e Stedile. E tantos outros, sempre apresentando contrapontos e polêmicas visando o esclarecimento.
    A Cut TVT, os Blogueiros e todos aqueles que defendem a democratização dos meios de comunicação precisam se unir para este fim.

    Um forte abraço !!!

  • Excelente entrevista do Prof. Dalmo Dallari, ainda que discorde algumas de suas posições, mas é essencial a fundamentação técnico-jurídica que dá contra os absurdos golpistas e as truculências dos fascistas que, movidos por interesses pessoais ou pela própria burrice, tentam dar um golpe de estado na Presidenta ou ao menos inviabilizar seu Governo, tudo sob os auspícios dos EUA. É claro que os fatos não se dão somente dentro da lógica da legalidade jurídica, a correlação de forças e sua ação, essenciais na Política, são determinantes para o desfecho de qualquer embate entre classes sociais e grupos políticos, mas as colocações de Dallari servem como importante arma nesse embate, dando uma base de legalidade para as forças progressistas, que evidentemente precisarão completar essa base legal com a mobilização política. Contudo, ter o nome de Dalmo Dallari colocando-se de forma favorável à ordem democrática, ajuda até mesmo a que o mundo exterior, através das organizações internacionais de direitos humanos, tomem conhecimento do golpismo que mídia e os donos do poder lideram, com o apoio dos EUA, tentando impor pela força o projeto político derrotado nas urnas. Que mais entrevistas como essa apareçam neste espaço.

  • você ter, gilmar mendes,luiz fux, toffoli,weber, celso melo,marco mello no stf e uma pessoa ética e republicana como o dr. dallari fora, pergunto: essa é nossa “justiça”?
    reinaldo carletti

  • EDU, excelente entrevista!
    O Professor Dallari resumiu bem o que representou o fatídico dia 15.

    …..ignorância, burrice ou vocação totalitária muito primária. São os M’IDIOTAS!

    É com isso que essa mídia golpista e sonegadora conta para continuar pensando que pode
    manipular a opinião pública. O PSDBosta e os DEMagógicos não ganham mais eleições, e
    só ganharam se mantiverem a política como está.

  • Com a devida vênia este causídico pode opinar sobre Direito
    mas não entende nada de estatística onde TODOS os institutos de pesquisa
    dão alto grau de rejeição a nossa Presidenta num universo da população
    total do Brasil refletindo insatisfação generalizada .

    • Estar insatisfeito com o governo não é a mesma coisa que pregar que seja derrubado. Muito menos dar aval a todas as bandeiras facistas presentes no tal ato.

    • O que confere poder e legitimidade a um governante ou parlamentar não é pesquisa de opinião, nem tão pouco manifestações de rua, por mais influentes que elas possam ser. O que vale mesmo na democracia balizada pela constituição é a vontade soberana do povo expressa nas urnas através do voto livre e universal. Quem foi mesmo que venceu as eleições em novembro de 2014?

      • O voto coloca o governante no poder, mas para se manter no poder ele nao pode cometer crimes.

        Tanto o mensalao quanto o agora chamado petrolao podem ser entendidos como crimes contra o patrimonio publico em favor de 3 partidos politicos para enriquecimento ilicito e abastecimento de caixa 2.

        Se tanto Lula quanto Dilma dizem que “nao sabiam de nada”, gera sim uma duvida sobre a presidencia e sua responsabilidade em ambos os casos ja que sao os maiores beneficiados.

        Cabe a aqueles que desejam o impeachman comprovarem essas acusacoes e em caso de comprovacao o impeachman é sim uma ferramenta valida.

        Relembrar casos de corrupcao do governo FHC apenas atestam que se combatiam essas atos antes deveriam preveni-los agora no governo petista.

        O problema hoje nao é partidario como alguns tentam rotular ( como se somente o PT ou PSDB fossem os culpados). O problema é a corrupcao em todas as esferas e é inegavel que ela atinge sim o atual governo.

        Nao é so voto que mantem um governante no poder, mas sim sua responsabilidade exercendo esse poder.

        • Mas o fato é que não há qualquer indício de que a presidenta Dilma tenha cometido crime de responsabilidade, não cabendo portanto processo de impeachment. Mesmos os oposicionistas mais bem informados sabem disso. Infelizmente, muitos deles, inconformados com a derrota nas últimas eleições e com o apoio da grande mídia tentam agora pescar em águas turvas de modo irresponsável, apostando na ingovernabilidade. Mas o mais provável é que fracassem em seus intentos golpistas. De qualquer modo, vale repetir as palavras de alerta do professor Dalmo Dallari na entrevista concedida ao Edu: “A experiência brasileira é muito eloquente: um golpe de Estado, destituindo um governo legitimamente eleito, por vias democráticas, seria uma agressão a todo o povo brasileiro, prejudicando direitos fundamentais de todo o povo e de cada cidadão.”

        • Senhor candidato a aprendiz de rábula, vai crescer e aparecer, para tentar se habilitar a confrontar as lições do jurisconsulto Dalmo de Abreu Dallari!

    • Cite em qual dispositivo constitucional prevê o impeachment do presidente por alto grau de rejeição do eleito. Não existe. fhc em 1999 quando derrubou a paridade dólar/real com FMI cobrando divida e inflação a 12% teria sido sofrido impeachment pelo alto grau de rejeição.
      Legitimidade a Dilma tem pois sufragada pela maioria dos votos em eleições livres. O problema é que o coxinha não sabe o que significa legitimidade.

      Concordo com Dalmo Dalari. Processar pela Lei de Segurança Nacional. É só identificar os autores do crime. E é facílimo de identificar.
      ” Quanto à pregação de golpe militar, que configura proposta de subversão da ordem constitucional, é crime previsto na Lei de Segurança Nacional, que, embora feita durante a ditadura, não foi revogada e o próprio Supremo Tribunal Federal já a considerou recepcionada pela nova ordem jurídica, naquilo em que não contraria as normas constitucionais. O que deve ser feito é o enquadramento dos autores dessa tolice antidemocrática, para processamento pela prática do crime. Nesse caso a identificação dos autores não deve ser difícil, pois muita gente filmou e fotografou a prática criminosa.”

    • Meu caro!

      Vamos refletir um pouco!

      Vc acha que se a população (digo a norma e não as do HSBC, ZELOTES, Elitistas/esses são americanos, etc) lessem um pouco mais tendo algum discernimento de comparar ambos os lados e não escutar prontamente o que esta mídia golpista faz (como fez em um passado recente) a Dilma teria só essa popularidade, sem contar que estes institutos não possuem tanta credibilidade.
      A entrevista acima só confirma o que está acontecendo, e te digo mais, os maiores corruptos de nosso país está na classe alta como vem sendo atestado por livros e entrevistas de sociólogos (mas não do espião) e historiadores. A corrupção não foi inventada pelo PT e sim pelos os que se dizem “donos do Brasil”.

        • Bobagem.

          O povo elegeu a Dilma pq o governo do PT tem sido o melhor da história PARA O POVO.

          Agora, se os trouxas enganados pelos falsos indignados soubessem quem é realmente Aébrio, ele sim que não teria nem metade da votação que teve.

          E não precisa ser nenhum gênio pra perceber algo tão simples: a imprensa está há uma década malhando o PT e expondo o que ocorre e inventando o que não ocorre. Exagerando, “alertando” pra crises que nunca ocorrem. Até “epidemia de febre amarela” já inventaram! Até chamaram Lula de “assassino” devido a um acidente aéreo!

          Mas abafaram tudo do Aébrio, como sempre fazem com a tucanada.

          Portanto, o povo tem MUITO mais contato com os “podres” – reais ou imaginários – do PT, do que com os do PSDB. E vc acha que se soubessem dos podres REAIS de ambos os partidos, elegeriam Aébrio?

          Só em seus sonhos.

      • Ninguém acusou o PT de ter “inventado” a corrupção…

        A acusação é de que o PT é corrupto!

        “apenas” isso…

        Uma pessoa que mata outra, não é presa por ter “inventado” o assassinato, mas por ter cometido um crime!

        Esse discurso de que o PT não “inventou” a corrupção, de que ela é “uma senhora idosa”, não serve de desculpa para os crimes que estão sendo cometidos por petistas!

        • Ainda vou descobrir por que vocês só enxergam “crimes cometidos pir petistas”. Ora, todos sabem que há acusações contra todos os partidos. Nenhum partido é todo culpado pelo que fazem alguns membros. Aí dirão que o partido de vocês expulsa os envolvidos em corrupção. Mentira. O PSDB expulsou Eduardo Azeredo? Ninguém disse que a corrupção no seu partido absolve corrupção no PT. Isso é invenção sua

          • De onde você tirou a falsa ideia de q eu só enxergo crimes no PT?

            Respondi a um comentário em que o comentarista falava que o PT não “inventou” a corrupção…

            Queria que eu respondesse falando da corrupção do PSDB?

            Acho que não faria muito sentido…

            Mas não tenho o menor problema em querer punição para os corruptos de qualquer partido!

            Se houver provas contra qualquer tucano, espero que ele seja julgado, condenado e preso… Não vou lamentar 1 segundo a prisão de um corrupto!

            Sarney, Maluf, Roberto Arruda, Renan, Jader Barbalho, Collor, Eduardo Cunha… Por mim, estariam presos!

            E se você encontrar provas contra José Serra, Alckmin FHC… pode prende-los também!

            O Brasil agradecerá por cada corrupto preso!

            Só que o tema do seu post e do comentário ao qual eu respondi era o PT!

            Gostaria apenas de ver os petistas verdadeiros e honestos pararem de defender os corruptos do PT!

            E se você critica o PSDB por não ter expulsado o Eduardo Azevedo, a mesma crítica serve para o PT que não expulsou nem os condenados do Mensalão!

            Na verdade, vocês deveriam ser os primeiros a querer vê-los longe do PT…

          • Escreveu, escreveu, escreveu, e os únicos nomes de corruptos que escreveu não pertencem ao PT….
            Como diria Fócrates, é soda…

          • “Não tem problema” em pedir a punição de membros de qualquer partido… mas só pede os do PT e SEM COMPROVAÇÃO ALGUMA. só e “ouvir falar” na imprensa.

            Falar é fácil. No dia que vc FIZER o que vc fala, aí vc vem tentar se passar por imparcial e apartidário.

            É só olhar as fotos da bobagem do dia 15. Vc viu ALGUMA faixa ou cartaz contra a impunidade tucana?

            Não. até a imprensa marrom aceita abertamente que os coxinhas foram à rua CONTRA O PT.

            A “corrupção” é apenas uma desculpa esfarrapada, usada SEMPRE que há um governo popular, e pela mesma classe social.

            Sério, cara. Quem é que vc acha que está enganando com esse papinho furado? Vcs só falam de corrupção pq se tentassem defender suas bandeiras, não voltariam NUNCA pro governo federal.

          • Ricardo

            1) Se falta comprovação aos petistas acusados no Petrolão, falta comprovação dos tucanos acusados em qualquer coisa… deu empate!

            2) Não faltou comprovação na condenação dos petistas do Mensalão! Esses foram julgados, condenados (COM PROVAS) e presos! Não é de “ouvir falar”, portanto…

            3) O movimento do dia 15 de março foi NACIONAL… e o partido q está no Governo Federal é o PT! Nada mais natural que o movimento seja contra os escândalos que os petistas estão envolvidos e não contra os tucanos ou qualquer outro partido!

            No impeachment do Collor, ninguém foi pra rua reclamar do PMDB ou de qualquer outro partido… É o preço natural do partido que ocupa o Governo Federal!

            4) Achar que o PT está sendo combatido porque é de esquerda e “popular” é apenas a sua opinião, que vale tanto quanto a minha… Eu acho que ele está sendo combatido pelos sucessivos escândalos de corrupção!

          • Eu entendi, sim, queeeriiido!

            Eu entendi que vc quer mesmo é massacrar o PT, seja lá por quais razões, e dá como desculpa esfarrapada que podem prender o picolé, o maluf e quem mais quiserem prender, DESDE QUE PRENDAM TODO O PT, ANTES.

            A sua interpretação do que está acontecendo no Brasil é a de que a responsabilidade total, exclusiva é do PT e ponto final.

            E vem até aqui, um reduto de gente afinada com a ideologia do próprio PT, e que sabe dos defeitos dele, mas que reconhece as virtudes, descer o porrete e pensar que vai atingir alguém com sua ‘interpretação’.

            Não, queeeeriiiido, não!

            Ao invés de escrever um texto genérico, diluindo sobre todo o partido a responsabilidade pelo que aconteceu, sem dar nome aos bois, e citando outros de fora, volte outra hora com nomes, PROVAS CONCRETAS (sem links de jornais, revistas e blogs suspeitos), ou seja, COM FATOS, e então debateremos.

            Só papo furado não serve.

            Experimenta ir com papo furado falar mal do picolé pro tio cabeção e vê se ele te publica…

    • Só um recadinho, respeite meu voto. Não há argumento para impeachment a não ser dos derrotados que não aceitam a derrota e quer derrubar um governo eleito pela maioria no tapetão, isso não pode.

  • São entrevistas desse tipo que nos deixam mais enriquecidos. Valeu Edu.

    Também eu me sinto mais aliviado com estas análises. Pois agora já acho que os fascistas vão tentar sabotar a democracia, mas não vão conseguir. Devemos nos preocupar com os movimentos desta gente, mas nem tanto como estávamos.

  • é a opinião de dele..

    Eu não acho que 15/03 foi uma ondinha, assim como não foi jun/13 ..assim como não foi a eleição apertada, a formação de um Congresso mais conservador ..o aumento recorde na insatisfação e impopularidade ..a diminuição da base de apoio e da base.

    ..por estas ponderações acho que a análise é superficial, partidária ..fruto de quem mais esta torcendo do que destrinchando o cenário em que nos meteram.

    Por outro lado, INFELIZMENTE tb acho que como presidente (neste mandato) AINDA NÃO se apresentaram as condições ideias pra se apear Dilma do poder via impeach ..afinal, como também explicar ao povo o que viria a ser crime de PREVARICAÇÃO, gestão temerária e crime de LESA PÁTRIA, todos crimes cometidos comprovadamente no mandato anterior ?

    ..pior ainda se formos trilhar e levar às últimas os conceitos de ética, transparência, cobrança de promessas e assunção de compromissos não cumpridos, coisa que a nossa democracia Inconsequente insiste em não cobrar ?

    ..verdade é que aqui o POVÃO só entende de dinheiro na cueca, ou em carro forte, sobre a mesa (quem sabe?!) ;;o resto é de uma sofisticação muito “sofisticada” pra ele atentar ..o resto, pela própria fama que nos eleva a sermos considerados entre os povos mais INJUSTOS, corruptos e malandros do planeta, o resto já diz, e tolera muito

    Agora, fala francamente aqui pro Romanelli professor : o que vc acha da “instituição” da reeleição não ser considerada como “continuidade de mandato”? ..ou de por nossas regras corrermos o risco de mantermos hipocritamente no Planalto pessoa que sabidamente – APÓS A ELEIÇÃO -, como ministra da Energia, Casa Civil , membro e Presidente do Conselho da Petrobrás, por sua OMISSÃO, conivência e/ou incompetência tanto prejuízo trouxe a esta terra, hein ?

    Em tempo, pra quem é jovem, ou não se lembra

    THC arrecadou e torrou os US$ 100 bi com a privataria (e ninguém viu a cor da grana) ..congelando preço, tarifas e cambio, abusando da SELIC, da COOPTAÇÃO política, deu-nos os tais déficits gêmeos que tanto incerteza e desenvolvimento medíocre nos trouxe, era crise atrás de crise

    ..e Dilma ? Fora do mesmo, pelas minhas contas, pelos prejuízos na Petrobrás (US$ 50 bi em projetos dados a FUNDO PERDIDO ou sem retorno), Eletrobras (R$ 30 bi) por exemplo, torra de US$ 70 advindos da captação pela Pré Sal, fora ainda da repetição dos mesmos erros cometidos pelos Militares de Geisel (como um Nacionalismo Integralista destemperado, combinado com experimentalismos irascíveis), penso que o dano causado pela Dama de Bége já supera em muito o deles todos somados.

    • É “só” a opinião de Dalmo de Abreu Dallari contra a do eminente anônimo “Romanelli”, cujos hieróglifos caudalosos inundam a caixa de comentários deste blog. Então, tá

      • Colega, opinião é opinião ..experiência, preferência ..cada um na sua especialização e vivência ..e com sorte, com MAIOR visão (com certeza não irie discutir “juridiquez” com Dalari, coisa colocada e pronta, dada e ditada por outros pra que outros obedeçam ..agora, valores, conceitos, ideais, cidadania, por favor ??! ..e que ele não venha discutir economia comigo tb)

        ..e afinal, vc que é provido de memória pra muitos dos fatos que interessam, diga, não havia aqui entre os “nossos Jênius” aqueles que diziam que tudo estava uma maravilha nestes últimos 4 anos, inclusive pós 2013 a ponto de Dilma propor, veja você, “reforma política” pra tanta inquietação e passivo social ?

        então, e agora existem os que estão desprezando os sucessivos e céleres acontecimentos ..cuidado, reitero, seguro morreu de velho ..Collor começou assim, desafiando todos a porem verde amarelo, lembra ?

        então eu vou guardar isso, Dallari, da Europa, disse pro Eduguim que 15/03 é uma ondinha

        Sabe ..sabe qual a diferença da ondinha de DIlma pra marolinha de Lula ? ..é que LULA sabia insuflar e conduzir as massas, tinha gordura, créditos ..agora DIlma, bem ela sempre quis distancia das ruas, não foi ?

        Por favor, contradiga-me nos dados que coloco, o resto é a sua opinião tb ..você um ETERNO admirador de quem esta no Poder, e eu um incorrigível ICONOCLASTA, imaginando que todos deveríamos ser iguais perante a lei

        Aliás, veja a opinião de Renato Janine trazida por outros veículos ..ele mesmo não morre de amores por Dilma que, se souber agora o que ele pensa da “líder”, perigas ser outro que irá dormir na geladeira, veja:

        http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/03/novo-ministro-aponta-concepcao-autoritaria-no-governo-dilma.html

        http://brasileiros.com.br/2015/03/politica-e-perda-discurso-etico/

      • Haja paciência… A pretensão do cara de achar que pode dar lição de Direito a Dalari é hilária! Mais do que sua arrogância de ditar a todos o que ELE considera “fatos comprováveis”, mas que só ele viu. Nem o Olavo de Carvalho viu os crimes que o Rocamboli tem certeza que aconteceram!

        Já deixou de ser arrogância faz tempo. Parece que o Rocamboli realmente acha que é o dono e senhor absoluto da verdade.

        É muito delírio. Não, o Olavo delira. O que o Rocamboli faz deixa o Olavão no chinelo e precisamos de um conceito totalmente novo pra descrever.

      • Sávio, é mesma coisa que Botafogo 24 x 0 Mangueira (quando o Botafogo era Botafogo).
        O coxinha do Romanelli + Romanoff é mais um Globobão (com todo respeito) e deveria levar como lição uma pessoa que já passou a muito de ser um petista e olhe que até o Bresser Pereira afirma que “Para ex-ministro dos governos Sarney e FHC, o PSDB passou a advogar o impeachment, como se o Brasil estivesse ainda nos anos 1950, no tempo da UDN também liberal, conservadora e golpista” e este foi ministro do FHC.
        Vamos ter mais discernimento senão viramos um M’IDIOTA.

    • Olha, não é qualquer um que expõe a sua idiotice e boçalidade em público… por essa atitude sua, eu fico de pé para lhe dar uma salva de palmas! (Modo Irônico ON)

      P.S.: bem que você merecia uma salva de palmas na sua cara, mas não compensa…

  • Edu você é um dos baluartes no combate em defesa da Democracia. Buscando sempre a verdade em fontes de pessoas dignas e intelectuais que só têm compromisso coma verdade.

  • Caro Eduardo,

    Parabéns pela excelente entrevista. Não se pode fazer tábula rasa que o jurista Dalmo de Abreu Dallari é uma das grandes cabeças pensantes do mundo jurídico. Hoje, como se sabe, vivemos uma autêntica insegurança jurídica, onde entendimentos e decisões de determinados operadores do direito, deixam perplexos aqueles que cultivam esta belíssima ciência jurídica. Juristas como Dalmo Dallari merecem todo o nosso respeito.

  • Edu, essas entrevistas com nossos pensadores nos ajudam a entender o momento, obrigada.

    Perguntas muito boas, assim como os esclarecimentos, calmos e claros, do dr. Dallari, inclusive quanto ao que vai ficando cada vez mais evidente, a inconstitucionalidade do processo do mensalão do PT.

    Gostaria de conhecer a opinião do dr. Dallari sobre a condução da Lava a Jato, já que há denúncias de pressão para forçar delação premiada, vazamentos seletivos para a imprensa, alinhamento ideológico dos delegados e a discussão sobre a punição das empresas e acordo de leniência.

    E, especificamente, sobre o artigo que dr. Moro escreveu para o Estadão, expressando uma visão que PHA considera perigosa do ponto de vista legal e constitucional (“Moro quer um Código Penal só para ele”).

    http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,o-problema-e-o-processo-imp-,1659969

  • Caro Eduardo,

    Parabéns pela excelente entrevista. Não se pode fazer tábula rasa que o jurista Dalmo de Abreu Dallari é uma das grandes cabeças pensantes do mundo jurídico. Hoje, como se sabe, vivemos uma autêntica insegurança jurídica, onde entendimentos e decisões de determinados operadores do direito, deixam perplexos aqueles que cultivam esta belíssima ciência jurídica. Juristas como Dalmo Dallari merecem todo o nosso respeito.

  • Parabéns, Eduardo! Grata pelas suas lutas por uma sociedade mais justa e por uma real democracia, para que se faça valer a cidadania, ou seja o direito de TODOS terem DIREITO à liberdade de expressão e demais direitos sociais, civis e políticos.

    • Essa frente ampla vai entrar em outro lugar. Por favor, estude história, não seja mais um alienado ou midiota, seja inteligente, não tenha preguiça e lê bons livros, ao invés de ler folha, veja ou assistir jornal nacional, essas grandes mídias emburrece e puxa para baixo a evolução do ser humano.

      • Onde a frente ampla vai entrar a gente não sabe.Talvez seja como no Uruguai. Mas ,com certeza, vai ter coxinha gemendo de dor e de tristeza com a”entrada” da dita “frente” e da volta do Lula em 2018.

  • muito boa a entrevista, mas Edu é preciso que as vozes dos grandes Jurista, em que ainda ha um pouco de honestidade, se levante a socorrer o governo, porque este, esta cercado de deputados e senadores, que só veem o seu próprio umbigo, e golpe

  • É muito gratificante, um jurista da altura do Prof. Dallari, dar sua opinião pautada no racional sem perder de vistas o legal, apesar de ser um intelectual conservador. O que vem me preocupando, me desculpe se estiver equivocado, é o silencia de muitos juristas de seu naipe, a OAB e parte da sociedade organizada em face a esses desmandos, a partir do julgamento do mensalão, as arbitrariedades do Barbosa em todo o julgamento, o comportamento pouco ético do Juiz Moro com vazamentos seletivos para a imprensa, a Polícia Federal do Paraná partidarizada, o Sr. Gilmar Mendes com o seu descaramento, a nossa grande imprensa de pensamento único, que por sinal o Prof. Dallari deu uma aliviada, com perdão de minha desconfiança, ESTÃO DANDO UMA DE PILATOS. Não combatendo a situação com veemência. A tolerância com dois suspeitos na presidência da Câmara e Senado. O presidente da Câmara dizendo publicamente que pautará sua administração pela bíblia, em um país laico. Enfim não confio em muitas opiniões mesmo abalizadas, se estão realmente querendo preservar a nossa jovem democracia, ou fazer vistas grossas, aguardando um golpe paraguaio com aparente legalidade. TÁ CERTO O EX MINISTRO DA SAUDE A RESPEITO DOS ACHACADORES. Com um congresso desses não vejo muita luz ao final do túnel, espero eu, estar EQUIVOCADO.

  • O que você acha que é uma “parcela expressiva dos manifestantes” quando se fala em um milhão de pessoas? Cem mil ? Cinquenta mil ? Vinte e cinco mil ?
    Os aloprados que portavam cartazes pedindo intervenção militar não passavam de cinquenta.

  • ” Mas a verdade sobre o que foi a ditadura está cada vez mais clara e por isso é pouquíssimo provável que ocorra uma tentativa de golpe. Entre outras coisas, o golpe de 1964 foi o resultado de uma aliança de militares fascistas com empresários gananciosos e primários, mas a prática demonstrou que também os mais ricos perdem com a ditadura.”

    Ou seja, muito difícil as Forças Armadas entrarem de novo nessa roubada pois no final pagaram o “pato” sozinhos.

  • Olá, Grande Blogueiro, Eduardo Guimarães!
    Por favor, brinde seus leitores e leitoras com uma desta belíssima Entrevista com o Prof. Dalari!
    Você, foi muito feliz, EDU, em dizer ao Prof. Dalmo que pretende APROFUNDAR algumas questões!
    POR FAVOR, Não perca esta oportunidade, POR NÓS, que não temos esta chance!
    José Aparecido dos Santos-Assis-Sp.

    • Não tenho informação privilegiada, mas acho verossímil. Há relatos na imprensa de que se a manifestação fascista do dia 12 for grande setor do PMDB pode pregar a ruptura.

      • Edu, estes oportunistas do PMDB (Eduardo Paes como ex.) podem até aderir a canalhice proporcionada pelo PSDB, GLOBOSTA e SIMILARES), mas será que vão ter peito? Não podemos esquecer da Caixa de Pandora e isto foi bem avisado pelo Stédile. Este aviso já tem algum tempo e tenho certeza de que as forças progressistas estão se organizando para defender a democracia, Talvez Edu, vc poderia convidar o Stédile e conversar sobre o assunto!

  • Boa entrevista.
    Você presta bom serviço ao povo – até aos portadores de “ignorância, burrice ou vocação totalitária muito primária”.
    Saúde e vida longa

  • EXCELENTE ENTEVISTA COM O GRANDE JURISTA DAMO DALLARI….PARABÉNS…..O QUE A GENTE FICA ESTARRECIDO É O ÓDIO DESTILADO NAS REDES SOCIAIS E DAÍ PARA ÀS PRAÇAS E RUAS DESTE PAÍS CONTRA UM GOVERNO E CONTRA UM PARTIDO POLÍTICO O PT…..SABEMOS QUE NUM REGIME DEMOCRÁTICO CABE ESPAÇO PARA O DEBATE E O EMBATE POLÍTICO DE POSIÇÕES CONTRÁRIAS E ANTAGÔNICAS MAS DEVERIA SÊ-LO COM RESPEITO POR AQUELE QUE PENSA DIFERENTE …..ORA! O QUE SE VÊ É UM ÓDIO, UM RANCOR E ISSO NÃO É SALUTAR PARA O REGIME DEMOCRÁTICO…..O GRANDE PROBLEMA É QUE OS LÍDERES TUCANOS E SEUS ELEITORES E A GRANDE MÍDIA ATÉ HOJE NÃO ASSIMILARAM A DERROTA NAS URNAS EM OUTUBRO DE 2014…..A ELES RESTA O CONSOLO: EM 2018 HAVERÁ NOVA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL…..E BOLA PARA FRENTE….. ACHO QUE ESSE ÓDIO CONTRA O PT É PRIMITIVO DEMAIS……ATÉ POQUE EM TODOS OS PARTIDOS POLÍTICOS HÁ “ANJOS E DEMÔNIOS”….

  • Boa entrevista, Edu!
    Pergunte para o professor Dalmo Dallari na próxima vez o que ele está achando do governo Dilma e sobre as últimas medidas econômicas e políticas tomadas pelo governo. Abraço!

  • Taí o Blog da Cidadania gerando conteúdo jornalistico de alta qualidade e mostrando que é possível ir além da repercussão da mídia empresarial. Parabéns Eduardo.

    • Exato!

      E ouso dizer que é esse o caminho que precisa ser seguido. Pautar, agir, investigar, em vez de ficar na defensiva. O Edu é a prova viva de que é possível produzir conteúdo sem a estrutura tradicional da imprensa e de forma individual.

      Agora, é questão de tornar essa atividade eficiente e autossustentável, algo que a imprensa não quer de forma alguma e, por isso, faz essa campanha preemptiva contra a publicidade estatal nos blogues progressistas.

      Não é pq temem perder receita, pois não há nem como começar a comparar o volume de recursos que se destinariam aos blogues como que se destina a eles.

      É MEDO de que os blogues se tornem economicamente viáveis. Imagina se qualquer um puder produzir conteúdo, fazer entrevistas e levar pontos de vista não aprovados pelos barões ao povo? E ainda viver disso!?!

      Seria o fim da picada pro baronato, o fim de sua era.

  • Porque o CADE não atua para proibir o Bônus de Volume nos meios de comunicações?
    CADE é ligado ao Ministério da Justiça.
    Não precisaria passar pelo congresso essa medida Eduardo!
    Porque isso não é feito?
    É uma medida econômia de regulação que também serve para democratizar os meios de comunicações.
    Chamar o STF para regulamentar os artigos de lei que estão na constituição federal sobre os meios de comunicação.
    Não precisaria de passar nada pelo congresso.
    Outra coisa, usar das verbas da SECOM para criar um grande rede de TV publica em todos os estados e cidades, e aumentar essas verbas. Facilitar o credito para pequenas e medias empresas de mídia levando em conta que esses meios sejam independentes dos grandes meios de modo que impeça o monopolio e que sejam priorizados aqueles voltados para movimentos sociais , com pluralidade de informaçao e conteudo e voltados para o trabalhador.

    Essas medidas resolveriam grande parte do problema que temos da ditadura dos carteis de mídia no Brasil. E dá para fazer já, sem precisar de votação no congresso. Acredito que aprovar projetos uma lei que aumente e democratize as verbas da SECOM é muito mais fácil do que tentar regulamentar a mídia.
    Sera que ninguém no governo pensou isso?
    Eduardo você teria como levar essas propostas para o governo?

  • Rio de Janeiro, 28 de março de 2015

    PROJETO: O TELE-PAZ NO MUNDO

    Caros amigos (as) da ONU, estou muito triste com o que está acontecendo na Síria, com essa guerra horrível, que destrói lares e afeta diretamente as milhares de crianças e idosos. Gostaria de faze ruma doação, não é muito porque não tenho muito, mas é de coração: Vocês poderiam colocar um telefone especial, para receber uma doação simbólica de R$ 10,00 (O TELE-PAZ NO MUNDO) e pedir, que as emissoras de TV divulguem essa iniciativa, tenho certeza que muitos brasileiros de bom coração vão colaborar, pois o nosso povo é um dos mais solidários do planeta e com a união de todos, nós poderemos salvar muitas vidas.

    Atenciosamente:
    Cláudio José, um amigo do povo e da paz.

  • :

    Ouvindo A Voz do Bra*♥S♥*il e postando:

    Mais um outro poema (acróstico) para a defenestradora de tucanus:
    .
    Duas vezes contra o espectro atro
    Inscreveu já seu nome na história
    Lutando contra mídia venal & Cia e seu teatro
    Mulher forte de mais uma vitória
    A deixar tucanus na ó-posição de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! DE QUATRO ! ! ! !
    .
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    .
    ************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Bra*♥S♥*il, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.
    .
    ************* Lei de Mídias Já!!!! **** “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” **** Joseph Pulitzer. **** … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” **** Malcolm X. Ley de Medios Já ! ! ! !
    .
    ************* “O propósito da mídia não é de informar o que acontece, mas sim de moldar a opinião pública de acordo com a vontade do poder corporativo dominante.”. Noam Chomsky.
    .
    ************* “A população geral não sabe o que está acontecendo, e nem sequer sabem que não sabem”. Noam Chomsky.
    .
    .
    .
    ************* Poemas engajados de Cláudio Carvalho Fernandes (anarcoexistencialismo):
    .
    .
    **** Poema “Desalienando a ma$$ificaçãø Coisificante” /
    .
    É melhor /
    ser um, mesmo que zero, à esquerda /
    do que, títere-palhaço, a penas só faz-ser número$ à direita
    .
    .
    .
    **** Poema “Bistância” /
    .
    Tele Visão /
    Tele Vazão /
    Tele Vazio
    .
    .
    .
    **** Poema “Cem Rimas” /
    (para o PT e o PSTU) /
    .
    A vida passa de graça /
    E fica ainda mais rica /
    Nos olhos de esperança /
    Que às mãos multiplicam
    .
    .
    .
    **** Poema “Clic” /
    .
    A luz /
    Assombra /
    As sombras
    .
    .
    .
    **** “Poema Z” /
    .
    Penso /
    Logo(S) /
    Rexisto
    .
    ****

  • pois e ! O classe media hipocrita.15 anos atras so comia ovo .nada contra o ovo. Agora carrao viagens shopping etc kkkkk vai entender…..que voltem pro soro caseiro .ou pior so acolier medida.ces merecem viva o pt. Pt pt.

  • Inteligencia e sabedoria não se compra no armazém.
    A lucidez das respostas ás perguntas bem encaminhadas nos dá condição de
    dizer: Vá pastar Merval, Jô, e caterva.
    Parabéns Eduardo pelas escolha dos entrevistados. Jamais leriamos esse
    manancial de informações na mídia babosa.

  • Valeu pela entrevista, Edu. Como não entendo nada de Leis, essa entrevista me ajuda.
    PS: Se é verdade que essas manifestações são financiadas a preço de ouro; começo a entender porquê terá outra no dia 12 de abril. Vai virar moda. Abraços Eduardo.

  • Excelente entrevista, Edu. Apenas acho que o Dr. Dallari subestimou a enorme influência da mídia na queda de popularidade de Dilma e do PT. Aqui no subúrbio do Rio de Janeiro eu vejo pessoas sem conhecimento e formação nenhuma, inclusive beneficiários dos programas sociais do governo, mas que sabem recitar de cor e salteado toda a reza da mídia contra o governo, aquela mesma que os paneleiros gritaram nas ruas. Quem formou, treinou, ensinou essa matéria negativa pra esse povo? Os caras absorvem o que é dito no Jornal Nacional sem juízo crítico. Nos últimos meses toda a mídia brasileira falou todos os dias sobre a Lava Jato, dando a entender uma possível participação de Dilma e criminalizando sempre e somente o PT. Não devemos desconsiderar essa variável na análise sobre a situação atual que vive a esquerda no Brasil.

  • Caro Edu.

    Sugiro que utilize os serviços do PayPal, para que continuemos contribuindo com o seu blog.

    Parabéns pela entrevista com o Dalmo Dallari. Excelente.

    Vendo o Hoje, percebo que nosso problema maior é a capacidade de convencimento da nossa mídia.

    E a incapacidade do Governo de mudar isso.

    Os governos Lula e Dilma, em outros momentos de maior conforto, com a opinião pública mais favorável,

    deixaram de implementar o que está na Constituição como Lei de Mídia. Perdemos o momento. E hoje, após

    tanta manipulação de fatos, tanta omissão de verdades, estão/estamos sendo massacrados mesmo por

    pessoas cujo padrão de vida melhorou com as políticas de transferência de renda implementadas pelo

    governo. Obra e graça da mídia venal que temos.

    Tais pessoas passaram a perceber o governo como seu adversário e não como aliado.

    Infelizmente, por descuido ou medo, estamos perdendo a batalha da comunicação.

    Espero que consigamos reverter o placar a tempo.

  • Sou admirador de Dallari. Ele é uma daquelas referências que, mesmo sem concordar com algo que ele diga, é impossível deixar de refletir.

    Ele tem razão ao falar da Lei de Segurança Nacional. Todos esses imbecis que pregam “intervenção militar” cometem crime.

    Mas eu sou obrigado a discordar da ideia de que o caminho seria aplicar essa lei a essa turma.

    Primeiro, seria uma GRANDE derrota moral usar a LSN pra condenar esse pessoal. Não pq o que eles fazem não devesse ser crime, mas sim pq ao usar a lei criada pelos militares, estaríamos dando credibilidade à LINGUAGEM usada por eles e cristalizada na LSN.

    Quer dizer, eles tipificaram a instigação de golpe de forma tipicamente ditatorial, defendendo o REGIME posto e não a democracia.

    Segundo, essa aplicação daria a direita ainda mais munição. Daríamos a eles dois discursos: pra direita, eles diriam que sua tese de que “ordem” deve estar acima de tudo e todos e, portanto, estavam corretos em perseguir a esquerda durante a ditadura. Pra esquerda, apontariam para o governo como arbitrário e ditatorial, não se furtando a usar as mesmas armas da ditadura quando pressionado e, portanto, sem nenhuma autoridade moral pra condenar um golpe de Estado.

    Terceiro, não se lida com milhares transformando-os em mártires, ainda que sejam criminosos. O combate, aqui, deve ser ideológico e não jurídico. Colocar milhares na cadeia é ter centenas de milhares nas ruas. Aliás, foi o que aconteceu muito recentemente na Ucrânia! A ascensão do nazismo se deveu exatamente à prisão de manifestantes e líderes nazis, que hoje mandam no país.

    A solução não é a polícia, mas a política. DEPOIS da solução política, depois de conscientizado o povo, os que insistirem na “intervenção” serão completamente inofensivos. E poderão ser presos sem se transformarem em mártires reacionários.

    É só dar corda suficiente e eles se enforcam, pois não há fundamento pro que pedem e muito menos lógica. É puro DESESPERO de crianças mimadas choramingando por terem perdido o brinquedo. Não adianta bater nelas, tem que educar…

  • Prezado Eduardo, parabéns pela entrevista. Dalmo Dallari é um dos grande nome da redemocratização do Brasil. Essa questão de como dimensionar as manifestações do dia 15/03 permite diferentes abordagens conforme o ponto de vista que se adota. Simpatizo com a visão do Dr. Dallari, de que foi uma “ondinha” e não uma “maré”. Na verdade, eu gostaria de entender dessa forma, no entanto logo lembro que a reunião que é considerada o início do fascismo na Europa contou com a presença de “apenas” uma centena de pessoas. Igualmente me ocorre que, se a presidente Dilma tivesse uma manifestação de apoio com igual dimensão, seus apoiadores estariam exultantes. De forma, que os números são importantes, mas mais ainda o contexto em que essas manifestações ocorrem e as forças que levam pessoas a deixarem suas casas e sair às ruas para uma manifestação política. O caseiro do meu sítio, que há dez anos vinha trabalhar de bicicleta, percorrendo mais de 15km diariamente, hoje tem carro e moto. Para minha surpresa, ao invés de olhar com simpatia para o governo que colaborou para essa melhora, repete refrões negativos contra a presidente Dilma. Para mim, a maior responsável por esse paradoxo é a Rede Gloebbels de Televisão, que se aproveita da ignorância/ingenuidade ou da hipocrisia de muitos brasileiros. Abço do admirador, MiguelK

  • Dallari sempre foi uma das vozes mais sensatas no meio jurídico Brasileiro, talvez por isso ele é tão pouco visto na grande mídia, onde tantas nulidades intelectuais tem cadeira cativa.

  • Se acham representantes das classes média e alta. Os jornais tentam impor a idéia que a classe média e a classe alta, juntas, são 500 mil habitantes. Um pouco mais um pouco menos. Talvez a classe alta conte um um pequeno número de participantes, mas são bem mais do que se afirma. Juntos com os jornais os mais abastecidos com seus inocentes úteis na coleira. O bloco de demóstenes e caiados. Aproveitadores, eles precisam de argumento para se perdoarem. Na maioria católicos com medo de ir para o inferno Precisam provar para si mesmo que não são ladrões, mas não conseguem. No tribunal de suas consciências se julgaram culpados. Já sabem que são culpados e tem medo de ir para o inferno (quanta ignorância). Não tem mais o perdão. Não tem saída. Agora é poder levar os outros consigo. Para onde? Eles não querem nem imaginar. Foram comunicados, nas suas escolas particulares, religiosas, para onde vão os culpados. Tortura psicológica: remorso do inconsciente.

    Se esquecem que a vida é uma professora. Enérgica mas justa!!!!Coitados!!!!

  • :

    Ouvindo A Voz do Bra♥S♥il e postando:
    .
    Mais uns outros poemas (acrósticos) para a depenadora de tucanus:
    .
    Dilma, coração valente,
    Imagem de todo o bem em que se sente
    Livre o amor maior pela brasileira gente
    Muito humana e inteligente
    A PresidentA do nosso Lula 2018 de novo Presidente
    :
    Dignidade
    Integridade
    Liberdade
    Maturidade
    Amabilidade
    .:
    Duas vezes contra o espectro atro
    Inscreveu já seu nome na história
    Lutando contra mídia venal & Cia e seu teatro
    Mulher forte de mais uma vitória
    A deixar tucanus na ó-posição de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! DE QUATRO ! ! ! !
    .
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    .
    ************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Bra*♥S♥*il, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.
    .
    ************* Lei de Mídias Já!!!! **** “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” **** Joseph Pulitzer. **** … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” **** Malcolm X. Ley de Medios Já ! ! ! !
    .
    ************* “O propósito da mídia não é de informar o que acontece, mas sim de moldar a opinião pública de acordo com a vontade do poder corporativo dominante.”. Noam Chomsky.
    .
    ************* “A população geral não sabe o que está acontecendo, e nem sequer sabem que não sabem”. Noam Chomsky.
    .
    .
    .
    ************* Poemas engajados de Cláudio Carvalho Fernandes (anarcoexistencialismo):
    .
    .
    **** Poema “Desalienando a ma$$ificaçãø Coisificante” /
    .
    É melhor /
    ser um, mesmo que zero, à esquerda /
    do que, títere-palhaço, a penas só faz-ser número$ à direita
    .
    .
    .
    **** Poema “Bistância” /
    .
    Tele Visão /
    Tele Vazão /
    Tele Vazio
    .
    .
    .
    **** Poema “Cem Rimas” /
    (para o PT e o PSTU) /
    .
    A vida passa de graça /
    E fica ainda mais rica /
    Nos olhos de esperança /
    Que às mãos multiplicam
    .
    .
    .
    **** Poema “Clic” /
    .
    A luz /
    Assombra /
    As sombras
    .
    .
    .
    **** “Poema Z” /
    .
    Penso /
    Logo(S) /
    Rexisto
    .

    .
    **** Poema “massa”
    .
    a cidade cr e s c e
    e a gente
    desa
    par
    ec
    e . . .
    .
    .
    .
    **** Poema “capitolismo”
    .
    predadores à espreita
    muito mais que esperto
    tem-se que ser sempre vivo
    .
    preço da evolução
    lei da sobrevivência
    juras de a-mor
    juros e mais ou menos valia
    .
    antenas atentas
    vigiam os espaços
    (e o tempo)
    da vida
    mínima
    nas promoções do dia-a(-)dia
    .
    é isto o que vinga:
    a morte é hereditária…
    .
    .
    .
    **** Poema “doce conformismo? ou Da derrocada da poesia para a história”
    .
    as coisas são como são
    e não como deveriam ser
    penar por elas é em vão (ou não)
    e ultrapassa o próprio viver
    .
    .
    .
    Poema de A a Z (POEMAZ)
    .
    Cantar contra
    todo encanto
    enquanto tudo
    contar contra
    .
    .
    .
    **** “Poema Z” /
    .
    Penso /
    Logo(S) /
    Rexisto

    ****

  • Esse é um grande brasileiro, reserva moral e intelectual. Deveria ser referência para os Moros da vida que atropela o estado de direito com a sua guantánamo.

  • Bom dia, com todo o respeito… mas esse blog não está sendo neutro parece defender o PT. Partido esse que me arrependo até hoje de ter votado nele quando o Lula assumiu a primeira vez.
    Sem dinheiro sem segurança sem saúde sem educação sem comentários. Há sem fanatismo político também.

Deixe uma resposta