Crise política que afunda a economia e a democracia custou 20 centavos

Crônica

cretinos

O país chegou a um ponto que era inimaginável até junho de 2013. Em breve, completar-se-ão três anos desde que um grupo de moleques de todas as idades biológicas – mas todos com a mesma idade mental – decidiu incendiar o Brasil por 20 centavos.

Escrevo isto após ler o bilionézimo texto dizendo que ainda não entendemos as “jornadas de junho” de 2013. Fenômeno que, ao que se saiba, ninguém entendeu, à exceção de alguns luminares que até hoje não conseguiram nos explicar nada.

Naquele ano, a economia, os salários e o nível de emprego estavam crescendo com força. O governo dispunha de “governabilidade” para manter a economia funcionando a contento. Dilma tinha mais de 60% de aprovação. E a vida de todos melhorava ano após ano.

De junho de 2013 para cá, o país começou a afundar de todas as formas. Em 30 dias, o Brasil deixou de ser uma promessa e para se transformar em um pesadelo no qual fascistas começaram a se levantar de suas tumbas e nada mais deu certo por aqui.

Hordas de doidos saíram à rua incendiando e depredando tudo que viam pela frente por não aceitarem um mísero aumento de alguns poucos centavos no preço das passagens de ônibus e metrô dos paulistanos.

Em questão de semanas, Dilma, Lula e o PT passaram a ser odiados como por mágica. As ações desses grupelhos com cérebros de 15 anos semearam a ascensão de uma direita hidrófoba cujo objetivo era pisotear a democracia. E esse objetivo foi atingido.

Hoje, passados três anos, o Brasil já não é uma democracia. A Operação Lava Jato tem nítido víés político. Persegue políticos de um só lado, ignora evidências e até provas contra o outro, persegue pessoas por suas convicções políticas.

Nas ruas, hordas fascistas caçam pessoas que tenham orientação ideológica que a mídia conseguiu tornar “proibidas”. Empresas fazem seleções ideológicas e perseguem ou até demitem acusados de terem opiniões políticas que foram sumariamente criminalizadas.

Se isso não é uma ditadura, não sei o que é uma ditadura.

Eu mesmo estou sendo alvo de uma armação da polícia política que junho de 2013 pariu. Não que esteja surpreso. Nos últimos nove anos, incomodei muito a direita e os barões da mídia.

Em 2007, quando o ministro do STF Ricardo Lewandowski disse que aquela Corte tinha aceitado processar José Dirceu porque a mídia lhe pôs a “faca na pescoço”, através deste Blog coloquei 300 pessoas para protestar diante da Folha de São Paulo contra a parcialidade midiática.

Em 2008, quando a mídia provocou mortes ao alardear que havia um surto de febre amarela urbana no país, o que levou pessoas a se sobre vacinarem, consegui abrir uma investigação no Ministério Público que fez Globos, Folhas, Vejas e Estadões gastarem muito dinheiro com advogados.

Em 2009, quando a Folha de São Paulo disse, em editorial, que a ditadura militar brasileira foi uma “ditabranda” porque matou “pouca gente”, através do Blog, de novo, coloquei 500 pessoas diante do jornal para protestar contra essa revisão histórica absurda.

Em 2010, usei o Blog e o apoio dos leitores para abrir na Polícia Federal uma investigação dos institutos de pesquisa Ibope, Datafolha, Sensus e Vox Populi, que se dividiram entre Dilma Rousseff e José Serra.

Nos anos seguintes continuei incomodando a mídia conservadora e a direitona. No ano passado, representei o juiz Sergio Moro ao Conselho Nacional de Justiça – o que explica muita coisa, não é mesmo? – e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, à Procuradoria Geral da República.

Ao denunciar, com provas, que a Lava Jato havia vazado para a mídia sua 24a fase eu sabia que corria riscos, assim como sabia em cada uma das outras vezes que incomodei poderes discricionários.

Cutuco essa onça com vara curta há muito tempo na esperança de mostrar às pessoas que qualquer cidadão pode fazer sua parte na luta contra essa direita hidrófoba que infelicita este país há 500 anos.

Não tenho medo de lutar, mas não suporto lembrar de que toda essa situação trágica que o país está vivendo se deve muito mais a setores da esquerda do que à direita. A esquerda ressuscitou o fascismo no Brasil. Isso é que dói.

ÍNTEGRA DO ATO EM DEFESA DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Abaixo, o vídeo completo do ato que teve lugar na última segunda-feira no Sindicato dos Jornalistas de São Paulo. Minha fala começa aos 2:15:25

172 comments

  • Eduardo infelizmente o que contribuiu muito para desencadear junho de 2013 foi a postura da Presidenta Dilma de não fazer política, a política do controle remoto na comunicação, a manutenção desse nefasto José Eduardo Cardoso por 5 anos como ministro da justiça permitindo a construção dessa ditadura judicial midiática que estamos vivendo. É como o Paulo Nogueira escreveu no DCM, acorda Alice.

  • Rio de Janeiro, 9 de março de 2016

    ONU: Direção

    PROJETO: A REDE AJUDA BRASIL

    Caros amigos (as) nesse momento de crise, infelizmente, muitas instituições de caridade e muitos brasileiros estão passando por inúmeras dificuldades. Por isso, gostaria de sugerir um projeto: A REDE AJUDA BRASIL, onde os sites e blogs do bem, relatariam esses problemas, e os cidadãos e empresas do bem, que ajudarem, essas instituições e pessoas, teriam uma propaganda (seus nome) colocado em destaque, como GENTE DO BEM, para que os clientes (os cidadãos) possam escolher, e ajudar também na hora de investir (comprar) os seus produtos. Amigos (as) todo mundo ganha com esse projeto, pois fazer o bem, faz bem, e o povo brasileiro é muito solidário, apesar de todos os problemas.

    Atenciosamente:

    Cláudio José, um amigo do povo, da paz, da ONU e um Beija-Flor da floresta do Betinho.

  • Parabéns pelo trabalho. Tenho um palpite muito convicto de que, assim como já foi provado financiamento e doutrina estrangeira nestes protestos, que haja também influência em alguns setores tidos como de esquerda no País, inclusive partidos. Arrisco ainda apontar o PSOL nisso. Saudações.

  • Mais uma vez sou obrigado a discordar quando dizem que é “a crise política que afunda a economia”.
    Se não existisse lava-jato (ou coisa parecida) estaríamos na mesmíssima situação.

    O cerne da questão é somente matemático e financeiro: A GRANA ACABOU.

    O boom das commodities passou, as torneiras do crédito foram abertas, o povo gastou, gastou, gastou e agora tá todo mundo devendo até as cuecas. Chegou a hora de pagar a conta.
    Nossa economia pouco evoluiu em eficiência para garantir crescimentos médios de PIB sustentáveis.
    A bolha estourou e o castelo de cartas ruiu.

    Poderíamos tirar proveito do Dólar alto para exportação de manufaturados e manter nossa indústria funcionando, mas nem isso é possível.
    A política econômica dos últimos anos baseadas em consumo e exportação de commodities deixou nossa indústria sucateada com baixa condição de competir no mercado internacional.

    • Seba,
      A sua opinião de que não concorda que é a crise política que afunda a economia é só sua opinião, não tem evidências em fatos. Segundo a técnica da Receita Federal, Maria Lúcia Fatorelli, em cargo de chefia, que fez auditoria nas contas públicas de vários países da América Latina, as crises e escândalos midiáticos e financiamento de campanha engordam o Sistema da Dívida Pública às custa do povo. Você sabe o que significa as letras iniciais maiúsculas para a palavra Sistema? É tudo programado de acordo com a volatilidade do mercado e do termômetro político. Traduzindo, todas as vezes que o mundo entra em crise financeira quem mais sofre e paga a conta são os mercados emergentes e em especial os da América Latina. Por quê?! A grande maioria da elite política e empresarial da América Latina é entreguista, e governa para grupos de interesses financeiros internacionais e locais. Os petistas estão incluídos, mas nenhum partido político no Brasil é mais ávido entreguista do que o PSDB. O atual prejuízo do Banco Central com o aumento do dólar, só no último mês de dezembro, em apenas um único mês, foi de 38 bilhões! Quem lucrou?! O sistema financeiro, empresários do agronegócio e investidores ocultos! Ocultos, isso mesmo, ninguém sabe quem são! Dívida, neste caso, é apenas um bonito nome para fraude! Não vou te provar de que modo isso ocorreu porque não tenho tempo e o texto ficaria muito longo. É por isso que no Brasil tem um escândalo dia sim e o outro também. Para desviar a atenção pública dos reais problemas com a dilapidação dos recursos públicos. Todo esse prejuízo é socializado, ou seja, somos nós os contribuintes que pagamos. Aqui no Brasil e em toda a América Latina só não se socializa os lucros. Esse continua a ir para o 1% dos ricos locais e estrangeiros. Procura te informar, ler o que te tornar menos papagaio! O advogado da Casa Grande Sérgio Moro pode até não saber que está sendo usado para manter a corrupção no Brasil do jeito que sempre foi, quando o PT sair do poder, mas seus senhores sabem exatamente a quem ele está prestando serviços.
      Separar a questão econômica e financeira da crise política é muita falta de conhecimento do modo como se faz política, uma coisa não se separa da outra, as duas se imbricam e se implicam. A crise econômica brasileira tem a culpa da presidenta que continuou a aplicar as políticas neoliberais do Aécio e demorou muito para tomar decisões para as quais não deveria ter demorado tanto, mas essa crise seria bem menor se não fora a sanha fascista da mídia, PSDB e os advogados da Casa Grande.
      Maria Antônia

      • Minha cara, se você gastar mais do que ganha, tem uma hora que você não consegue mais empréstimos, tem que reduzir seus gastos, e começa a passar por dificuldades.
        Economia é assim, se gastar mais do que ganha, quebra!!
        O resto é briga ideológica.
        Portanto, recomendo que estude um pouco de economia e diminua seu estudos sobre teorias da conspiração e ideologias de esquerda.

        • Junior, quem tem que estudar aqui é você, o sistema é tão complexo, que o seu raciocínio de minhoca de gastar menos que ganha não se aplica em universo tão complexo da economia, há muita coisa, como manipulação, articulação, que os poderosos sabem fazer muito bem, o ingênuo aqui é simplesmente você que enxerga com cabresto. Por isso são antipetistas…kkkkkkkkkkkkkk

      • Maria Antônia,
        OK, A minha opinião é apenas uma opinião, assim como a sua. E assim como da técnica da Receita Federal ai citada. Nenhum de nós pode ter a total razão.

        Mas o que coloquei ai é baseado na opinião de vários economistas e consultores do mercado financeiro que fizeram uma análise baseada somente na matemática financeira, sem paixões políticas.

        Nenhum país que era emergente e depois se tornou desenvolvido conseguiu isso só com incentivo a consumo e pura exportação de commodities.
        Se não houver ganhos de eficiência baseado em investimentos na infraestrutura e capacitação profissional das pessoas nada feito.

        Sugiro uma leitura sobre a história da Coreia do Sul que num espaço de apenas uma geração saiu da obscuridade do terceiro mundo e se tornou um país de nível europeu.

        • Seba,
          A técnica da Receita Federal não deu opinião, apontou dados e fatos sobre estudos feitos na Dívida Pública. Quanto ao livro sobre a reforma política da Coreia do Sul, compra e manda de presente para o Aécio Neves! Ele também, assim como você, não conhece nada sobre a história dos povos.
          Maria Antônia

  • Sabe o que significa essas suas duas afirmações?

    – “Em 30 dias, o Brasil deixou de ser uma promessa e para se transformar em um pesadelo…” (30 DIAS)

    – “Em questão de semanas, Dilma, Lula e o PT passaram a ser odiados como por mágica…” (EM QUESTÃO DE SEMANAS)

    Significa que os ídolos tinham pés de barro.

  • Lembro me que muitos blogs tentaram pará-los, mesmo.
    E lembro me de ter visto ao menos uma convocação, de um velho conhecido fascista pelo facebook, para a passeata.
    Os golpistas já estavam por lá.

  • Caro Edu,
    é realmente doloroso saber que a “esquerda”(?) ajudou a colocar o país nessa situação!
    Estou com você!!!
    Estamos na luta!!!
    Grande abraço.

  • Edu, você sabe que boa parte do que está acontecendo temos (o executivo) culpa e olha que não estou falando de economia. Estou falando de espaços deixados para que a direita e os reacionários de toda ordem se apresentassem. Isso ocorreu por conta de um discurso economicista de que todas serão classe média sem,s em pensar nas consequências disso. Nunca se buscou dar politização na coisa. Lula seria aceito pela simpatia, por dar dinheiro pra alguns e por aí vai. Embora o fenômeno PT e especialmente Lula sejam surpreendentes no mundo, a história neste caso se manteve.
    Quanto as ruas, eu também não vi nada que desse uma boa razão pra coisas. Agora, dá pra apalpar ao menos. O PT e especialmente Lula e José Dirceu, não entenderam que as esquerdas tem um limite que não é dado só pelo capitalismo, mas por quem detêm o controle hegemônico no mundo ou ao menos nos espaços que são o seu quintal. Controlam militarmente, pelas comunicações e especialmente pelo sistema financeiro. Num primeiro momento, Obama até que tentou. Quem não vai com a cara de Lula? Chegou a mandar seu vice, fez acenos mas não abriu nada aqui e nossa política externa não se alterou, pior foi se articulando junto a uma posição que ao longo do tempo é sim uma ameaça aos interesses dos EUA.
    Nós sempre tivemos uma sociedade polarizada e os EUA mais ou menos sempre tiveram uma grande influência na formação de nossa classe média, em especial aquela que tem pouco conhecimento amplo das coisas. Eu chego a dizer que os reacionários, os ideologicamente de direita não são tantos, mas são importantes pois estão em posições chaves. Eles estavam bloqueados e não penetravam em outros espaços por conta de um bloqueio. E como eles precisam do tema ético pra entrar, a AP 470 deu a primeira pancada. Mesmo assim conseguimos ir em frente, já não do mesmo jeito. As manifestações de rua, inicialmente não eram de direita, muito pelo contrário. Eu me lembro de pesquisas onde a Dilma era primeira ou segunda e tinha Barbosa no meio e quando não tinha Marina. Os tucanos longe. E olha que Marina ali não era toda a contradição de hoje. Acontece que aí aconteceu um movimento de fora e de dentro do país que impôs outra pauta. Por isso teve aquele recuo do Jabor. Ali eles enfiaram o MP na jogada e foram mexendo na pauta e o tal de MPL não mais comandou nada! Pra mim o peso da Globo nesta história é sim determinante. Esse negócio de que a internet…Ela é fundamental e impede que as coisas sejam piores, mas para muitos seguimentos ainda pesa muito. Veja como pesa falar sozinho. Desde 2005 praticamente o PT e o governo não falam em veículos de massa o que pensa. Só nos espaços eleitorais. Tanto é que Dilma só venceu, e aí quiseram dizer que foi o Santana e muita gente caiu nessa. Foi sim poder falar. No mundo ninguém sobrevive num sistema como o nosso aqui onde um grupo e mais alguns detêm praticamente toda a informação de massa. Quem hoje comanda a coisa são pessoas formadas em direito, a grande maioria de direita e muitos reacionários, que passaram em concurso público não para ajudar o país melhorar, ser mais justo e sim pra ter estabilidade e um bom salário. São boa parte ressentidos e filhos de e sustentados pela mídia.
    O grande erro foi errar e muito ao lidar com o MP, com a PF e com o judiciário. Não vou aqui apontar porque vai deixar isso mais extenso ainda mas eu pergunto: Porque é que sendo petista Jacques Wagner indicou o terceiro da lista do MP? E mais, vocês sabiam que sua reeleição foi o primeiro disparado? Teve algum problema no Estado? Não! Não será nunca simples as coisas quando se enfrenta grandes interesses, agora dava pra ser um pouco menos complicado, ou bem menos! Desculpa se tiver erros não revisei!!!

  • Aquilo foi um tiro q o OT deu no pé tentando se apossar do poder em São Paulo.Ficou muito óbvio!
    Só não esperavam que tomasse aquela proporção.

  • Fiquei surpresa com essa petição, tentei descobrir o autor, até o momento não me enviou mensagem.
    Alguém conhece e saberia da veracidade da petição. Ando desconfiada de muitas coisas…

    Petição Em Defesa da Constituição pedimos afastamento de Sergio Moro
    Para: Supremo Tribunal Federal

    Excelentíssimos Senhores Ministros do STF

    Vimos através desta Petição Pública, como cidadãos livres e sujeitos de direito, solicitar o afastamento do Sr. Sergio Fernando Moro, juiz federal de primeira instancia, como responsável da operação Lava Jato e a abertura imediata de investigação do STF sobre o Sr. Moro e seus colaboradores, por crimes de abuso de autoridade, abuso de poder, excesso e desvio de poder ou de finalidade, por conflitos de interesses e por crimes de prevaricação.

    http://www.peticaopublica.com.br/psign.aspx?pi=BR88753

  • Edu, se ainda me recordo, tudo comecou com aquela garota de classe media alta que colocou um video la do USA, chamando a populacao para protestar contra a Copa e pedindo padrao FIFA para hospitais, escolas, transporte, etc. E ai a direita achou uma onda para surfar, pois a Copa iria coroar ainda mais o governo Dilma.
    Parece que existe um ciume/inveja associada aos fatos de ficarem mais irados perto da Copa e agora perto das Olimpiadas, outro simbolo de progresso trazido pelo PT, que eles nao engolem. Queriam ver os oligarcas abrindo a Copa e querem o mesmo para as Olimpiadas, Nao e’ so isso, mas sao dois fatores que se somam ao odio e ao egoismo da elite e do PIG. Qual o sentimento que vem depois de um ciume doentio? O Odio.

  • Eduardo, parabéns por ser um lutador destemido, incansável e inspirador!

    Seu blog, não bastasse tudo que representa na defesa da democracia e da justiça social, é uma aula de bom uso da língua portuguesa!

  • Amigo Edu, concordo com você sobre a desestabilização iniciada em 2013, desestabilização essa que foi iniciada pelo esquerdismo (psol, pstu…) e depois aderida pela direita e por oportunistas inclusive de fora do país.

    Mas, sejamos realistas conhecendo a história do país era de esperar que a direita medieval brasileira após perder 4 eleições consecutivas para o PT iria partir para o golpismo porque é o que mais sabe fazer, não estou surpreso com o quadro político de hoje.

    Nunca canso de dizer, a raiz da instabilidade política brasileira consiste no fato de a direita ser ruim de voto.

    A diferença de outras épocas é que o PT é um partido de massas com forte base social e tirá-lo do poder seja por que meio for é muito difícil.

  • Realmente enfrentar essa tchurma não é brinquedo não, eles se acham os donos do mundo, tomam diretrizes da economia, política, ciência e tecnologia, e impõe sistema que os interessa e tem a mídia para controlar a massa, e tem muita gente manipulável, lembrando uma propaganda de anos atrás, um homem fala ao megafone que é melhor comprar brócolis e todo mundo corria para comprar brócolis, depois o homem fala em comprar e peixe e todos correm para o peixe, é assim que a mídia trabalha nos manipuláveis, e a tchurma se aproveita disso. Com certeza a tchurma está por trás das manifestações de junho/2013, pagou alguém para insuflar alguns grupos de jovens e jovens é facinho de manipular. A tchurma não sossega enquanto não tiverem seus políticos representantes no poder, estão gastando muito dinheiro com isso. Mas, o que a tchurma não contava é a força que a internet tem, prendem vice presidente do facebook, logo após somos bloqueados. Estão nos calando usando a justiça e sabemos que a justiça está mais podre que laranja em beira de estrada. Essa tchurma se encontram na maçonaria, onde está concentrado todo tipo de picareta, vigaristas.

    • Nádia,
      Tudo estava tão errado antes do PT entrar, que o povo acreditou e apoiou o PT até a 4 eleição de um presidente do partido.
      Então a maioria do povo era inteligente e politizado. Sabia votar e sabia o que era melhor para ele, não se submetendo à enganação midiática.
      Agora que tudo desandou a maioria do povo tornou-se uma massa manipulável?

  • Conheci sua luta quando a blogosfera ainda nem existia e comentávamos nos posts de Josias de Souza, da Folha, que nos suportou até um certo ponto e depois censurou todo mundo, dai partimos a atuar na blogosfera que hoje incomoda os mesmos de sempre

  • Para os coxinhas. Precisa desenhar?

    Vejamos: Lula recebeu 104 salários ao longo de seu mandato, algo em torno de R$ 3 milhões de reais, que não precisou gastar, pois vivia à custa do Estado. Portanto, aplicou. Em oito anos, esses R$ 3 milhões viraram algo em torno de R$ 6 milhões. Ao sair da presidência – como Fernando Henrique Cardoso e Bill Clinton – andou pelo Brasil e o mundo fazendo palestras regiamente pagas por construtoras multinacionais (sim), bancos, instituições diversas e até pelas Organizações Globo. Cobrou caro, mais que Fernando Henrique, no que fez muito bem.Palestra de Lula vale mais, pois são mais divertidas e nem um pouco pedantes.
    Essas palestras – palestras verdadeiras, documentadas felizmente pelo escritorFernando Morais , que está escrevendo um livro sobre Lula – renderam, para nosso ex-presidente, algo em torno de R$ 30 milhões, que ele pode ter usado comprando a cobertura onde mora, os pedalinhos dos netos, a canoa de lata de Dona Marisa, engradados de cerveja e toneladas de picanha.
    Parece que doou uma pequena parte para filhos, e fez bem em não doar mais, pois filhos precisam trabalhar e ganhar o seu próprio dinheiro, até mesmo – se um dia tiverem competência – para comprar o Friboi. Se os donos do Friboi quiserem vender, do que duvido.
    Não usou para comprar o tal triplex no Guarujá (uma porcaria, na verdade, apesar do puxa-saquismo da Construtora, que nela colocou até elevador, ansiosa para agradar e vender). Nem para comprar o tal sítio em Atibaia, que lhe foi oferecido por amigos e filho. (Vi umas fotos aéreas do sítio e fiquei abismado com a má conservação do piso ao redor do lago, cuja água me pareceu bem suja).
    Agora vamos falar de corrupção.
    Consideremos que Lula tivesse se corrompido de verdade, como aquele presidente africano que não sai da cadeira há quase 30 anos e cuja filha é a mulher mais rica da África.
    Suponhamos que tivesse se corrompido como algum ex-agente da KGB ou general soviético, que hoje possui algo em torno de US$ 10 bilhões. Ou como algum anônimo militar chinês, que enriqueceu a família inteira, na casa dos bilhões de yuans, claro que arriscando ser executado de joelhos, com uma bala na nuca.
    Mas suponhamos que ele não tivesse desmedida ambição. Que quisesse enriquecer apenas como enriqueceram – como o uso de informação privilegiada, claro, pois jamais pegariam “propina” – os antigos economistas de José Sarney, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso, que se contentaram em ser “modestos” banqueiros e em terem apenas uns R$ 5 bilhões de patrimônio. Cada um deles, é claro.
    Se Lula – presidente da sexta, ou sétima, vá lá, economia do mundo – se corrompeu, e restou com apenas R$ 30 milhões em caixa, ele seria, me perdoem, um perfeito incompetente. E isso ele não é.
    Tudo bem que ele, do ponto de vista da classe média, “enriqueceu”. Mas convenhamos: andar pelo Brasil e o mundo fazendo palestra de graça para grandes empresas e grandes instituições seria o cúmulo da burrice. Nesse caso, melhor seria ele se internar num mosteiro franciscano.
    Tenham dó.

  • O resultado desastroso das tais “jornadas” de junho (um nome bonitinho esse, né?) foi a ascensão do fascismo.
    O Brasil não é caso único:
    – No Egito, a tal “primavera” árabe (outro nome bacaninha) resultou numa ditadura ainda mais sanguinária do que a anterior.
    – Na Grécia, o mesmo tipo de movimento levou ao poder um partido “de esquerda” que traiu o povo grego e submeteu-se ao FMI e ao Banco Central Europeu. O desemprego na Grécia é de 25,6%, oficialmente. Na prática, é o dobro pois, no desespero, o povo aceita qualquer subemprego.
    – Na Espanha, o “Podemos” (outro nome superbacaninha) resultou na ascensão da ultradireita. Os espanhóis estão comendo o pão que o deus-mercado amassou. Ou nem isso…
    – Nos EUA, o tal movimento “Ocuppy Wall Street”, muito bacana e tal, deu em nada. Ou melhor, a candidatura nazista de Donald Trump é resultado — entre outros fatores — daquele movimento que, no fundo, foi inconsequente.
    Esses movimentos são desastrosos porque não propõem a organização popular, não propõem estruturas nas quais a população possa se apoiar. Com isso, evitam que a juventude construa e fortaleça organizações sindicais e populares. Isso abre a brecha para que o fascismo canalize todo o movimento.
    Essa atitude de não organizar a população ocorre porque muitas dessas lideranças têm forte inspiração anarquista. E, se analisarmos a História humana nos últimos cem anos, veremos que o anarquismo foi, sempre, linha auxiliar na sustentação da estrutura capitalista, impedindo que o lado de cá construa SUAS estruturas de enfrentamento, e abrindo as brechas por onde o fascismo avança.

  • Bravo Edu, você é um cara honesto e corajoso que representa muito bem seus leitores. Pode acreditar que você não está sozinho, iremos combater esses fascistas até o fim. Também nunca me conformei com as tais “jornadas de junho”, pra mim aquilo fez parte do processo de desestabilização do Brasil através do seguidores da estratégia de “golpes suaves” que, a pretexto de levar democracia aos países árabes, à Ucrânia, etc, criaram ditaduras fascistas que arrasaram esses países. Quem quiser saber sobre essa estratégia proposta por um velhaco chamado Gene Sharp a soldo da CIA, NED, USAID etc, há um ótimo texto no site Vermelho.

    http://www.vermelho.org.br/noticia/236303-7

  • Vinte centavos é apenas a roupagem.

    Quantos dólares rolaram para financiar a derrubada da nossa democracia após a visita do vice norte-americano ao Brasil em fins de maio de 2013 para tratar do pré-sal e retornou ao seu país de mãos vazias?

    É muita coincidência.

    Snowden e Assange já haviam descortinado o véu.

    Não foi só no Brasil que houve um rastro de destruição, incêndios e quebradeiras após a passagem daquele homem.

    Pesquisem e confirmarão o que escrevo.

  • Caro Eduardo,

    A luta contra o aumento das passagens foi legítima no início.

    Parte de uma classe média simpatizante da esquerda chegou a se juntar ao Passe Livre e denunciar os abusos policiais, ainda no começo, quando o movimento não passava de umas 300 pessoas.

    Mas os fascistas foram despertados, mesmo, quando a polícia atirou contra os manifestantes e acertou uma jornalista da Folha, no olho.

    A partir disso, jornais e revistas de direita conclamaram as pessoas para saírem às ruas porque o movimento era muito maior do que os vinte centavos: era contra a Copa, contra os partidos de esquerda, contra uma PEC que limitava os poderes do Ministério Público, contra Dilma…

    O MPL ficou deslumbrado com o que eles pensavam tratar-se de uma força de mobilização própria, espontânea, mas que na verdade era a mídia golpista enxergando uma possibilidade de derrubar o governo.

    As criancinhas do MPL foram dando corda no “gigante” até o momento em que perceberam que estavam sendo usados como bucha de canhão da direita. Tarde demais.

    Acredito que se não fosse aquela bala no rosto da jornalista, o “movimento” teria se dissipado em poucas semanas, como foi agora recentemente. Sair às ruas nunca foi um “entretenimento” para a direita, foi sempre algo que ela considerava cafona, “de esquerda”.

    A repórter da Folha simbolizava toda e todo “cidadão de bem” (leia-se a classe média branca, burguesa) sendo massacrada pelo governo (o federal, obviamente). O grande argumento da mídia golpista foi esse.

    É provável que essa história chegue ao fim com a deposição de Dilma e comecemos um período sombrio, muito pior do que agora.

  • A luta é de vida ou morte (porque Lula é BRICS)
    8/3/2016, Pepe Escobar, RT Tradução Vila Vudu

    “BRICS” é a sigla mais amaldiçoada no eixo av. Beltway [onde ficam várias instituições do governo dos EUA em Washington]-Wall Street, e por razão de peso: a consolidação dos BRICS é o único projeto orgânico, de alcance global, com potencial para afrouxar a garra que o Excepcionalistão mantém apertada no pescoço da chamada “comunidade internacional”.

    Assim sendo, não é surpresa que as três potências chaves dos BRICS estejam sendo atacadas simultaneamente, em várias frentes, já faz algum tempo. Contra a Rússia, a questão é a Ucrânia e a Síria, a guerra do preço do petróleo, o ataque furioso contra o rublo e a demonização ininterrupta da tal “agressão russa”. Contra a China, a coisa é uma dita “agressão chinesa” no Mar do Sul da China e o (fracassado) ataque às Bolsas de Shanghai/Shenzhen.

    O Brasil é o elo mais fraco dessas três potências emergências crucialmente importantes. Já no final de 2014 era visível que os suspeitos de sempre fariam qualquer coisa para desestabilizar a sétima maior economia do mundo, visando a uma boa velha ‘mudança de regime’. Para tanto criaram um coquetel político-conceitual tóxico (“ingovernabilidade”), a ser usado para jogar de cara na lama toda a economia brasileira.

    Há incontáveis razões para o golpe, dentre elas: a consolidação do Banco de Desenvolvimento dos BRICS; o impulso concertado entre os países BRICS para negociarem nas respectivas moedas, deixando de lado o dólar norte-americano e visando a construir outra moeda global de reserva que tome o lugar do dólar; a construção de um cabo submarino gigante de telecomunicações por fibra ótica que conecta Brasil e Europa, além do cabo BRICS, que une a América do Sul ao Leste da Ásia – ambos fora de qualquer controle pelos EUA.

    E acima de tudo, como sempre, o desejo pervertido obcecado do Excepcionalistão: privatizar a imensa riqueza natural do Brasil. Mais uma vez, é o petróleo.

    Peguem esse Lula, ou…

    WikiLeaks Já expôs há muito tempo, em 2009, o quanto o Big Oil estava ativo no Brasil, tentando modificar, servindo-se de todos os meios de extorsão, uma lei proposta pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, conhecido também como Lula, que estabelece que a estatal Petrobrás (lucrativa) será a única operadora de todas as bacias de petróleo no mar, da mais importante descoberta de petróleo desse jovem século 21: as reservas de petróleo do pré-sal.

    Lula não só deixou à distância o Big Oil – especialmente ExxonMobil e Chevron –, mas também abriu a exploração do petróleo no Brasil à Sinopec chinesa – parte da parceria estratégica Brasil-China (BRICS dentro de BRICS).

    O inferno não conhece fúria maior que a do Excepcionalistão descartado. Como a Máfia, o Excepcionalistão nunca esquece; mais dia menos dia Lula teria de pagar, como Putin tem de pagar por ter-se livrado dos oligarcas cleptocratas amigos dos EUA.

    A bola começou a rolar quando Edward Snowden revelou que a Agência de Segurança Nacional dos EUA (ing. NSA) andava espionando a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, e vários altos funcionários da Petrobrás. Continuou com o fato de que a Polícia Federal do Brasil coopera, recebe treinamento e/ou são controladas de perto por ambos, o FBI e a CIA (sobretudo na esfera do antiterrorismo). E prosseguiu via os dois anos de investigações da Operação Car Wash, que revelou vasta rede de corrupção que envolve atores dentro da Petrobrás, as maiores empresas construtoras brasileiras e políticos do partido governante Workers’ Party.

    A rede de corrupção parece ser real – mas com “provas” quase sempre exclusivamente orais, sem nenhum tipo de comprovação documental, e obtidas de trapaceiros conhecidos e/ou neomentirosos seriais que acusam qualquer um de qualquer coisa em troca de redução na própria pena.

    Mas para os Procuradores encarregados da Operação Car Wash, o verdadeiro negócio sempre foi, desde o início, como envolver Lula em fosse o que fosse.

    Entra o neo-Elliott Ness tropical

    Chega-se assim à encenação espetacularizada, à moda Hollywood, na 6ª-feira passada em São Paulo, que disparou ondas de choque por todo o planeta. Lula “detido”, interrogado, humilhado em público (comentei esses eventos em “Terremoto no Brasil”).

    O Plano A na blitz à moda Hollywood contra Lula era ambicioso movimento para subir as apostas; não só se pavimentaria o caminho para o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (q seria declarada “culpada por associação”), como, também, já se neutralizaria Lula, impedindo-o de candidatar-se à presidência em 2018. E não havia Plano B.

    Como não seria difícil prever que aconteceria – e acontece muito nas ‘montagens’ do FBI – toda a ‘operação’ saiu pela culatra.

    Lula, em discurso-aula, master class em matéria de discurso político, reproduzido ao vivo por todo o país pela internet, não só se consagrou como mártir de uma conspiração ignóbil, mas, mais que isso, energizou suas tropas de massa. Até respeitáveis vozes conservadoras condenaram o show à moda Hollywood, de um ministro da Suprema Corte a um ex-ministro da Justiça, que serviu a governo anterior aos do Workers’ Party, além do conhecido professor e economista Bresser Pereira (um dos fundadores do PSDB, que nasceu como partido da social-democracia do Brasil, mas virou a casaca e é hoje defensor das políticas neoliberais do Excepcionalistão e lidera a oposição de direita).

    Bresser disse claramente que a Suprema Corte deveria intervir na Operação Car Wash para impedir novos abusos. Os advogados de Lula, por sua vez, requereram à Suprema Corte que detalhasse a jurisprudência que embasaria as acusações assacadas contra Lula. Mais que isso, um advogado que teve papel de destaque na blitz hollywoodiana disse que Lula respondeu a tudo que lhe foi perguntado durante o interrogatório de quase quatro horas, sem piscar – eram as mesmas perguntas que já lhe haviam sido feitas antes.

    O professor e advogado Celso Bandeira de Mello, por sua vez, foi diretamente ao ponto: as classes médias altas no Brasil – nas quais se reúnem quantidades estupefacientes de arrogância, ignorância e preconceito, e cujo maior sonho de toda uma vida é alcançar um apartamento em Miami – estão apavoradas, mortas de medo de que Lula volte a concorrer à presidência – e vença – em 2018.

    E isso nos leva afinal ao juiz mandante e carrasco executor de toda a cena: Sergio Moro, protagonista de “Operação Car Wash”.

    Ninguém em sã consciência dirá que Moro teve carreira acadêmica da qual alguém se orgulharia. Não é de modo nenhum teoricista peso pesado. Formou-se advogado em 1995 numa universidade medíocre de um dos estados do sul do Brasil e fez algumas viagens aos EUA, uma das quais paga pelo Departamento de Estado, para aprender sobre lavagem de dinheiro.

    Como já comentei, a chef-d’oeuvre da produção intelectual de Moro é artigo antigo, de 2004, publicado numa revista obscura, nos idos de 2004 (“Considerações sobre Mãos Limpas”, revista CEJ, n. 26, Julho-Set. 2004), no qual claramente prega a “subversão autoritária da ordem judicial para alcançar alvos específicos” e o uso dos veículos de mídia para envenenar a atmosfera política.

    Quer dizer, o juiz Moro literalmente transpôs a famosa operação da Justiça italiana de 1990s Mani Pulite (“Mãos Limpas”) da Itália para o seu próprio gabinete – e pôs-se a instrumentalizar os veículos da grande mídia brasileira e o próprio judiciário, para alcançar uma espécie de “deslegitimação total” do sistema político. Mas não quer deslegitimar todo o sistema político: só quer deslegitimar o Workers’ Party, como se as elites comprador que povoam todo o espectro da direita no Brasil fossem querubins.

    Assim sendo, não surpreende que Moro tenha contado com a companhia solidária, enquanto se desenrolava a Operação Car Wash, do oligopólio midiático da família Marinho – o império midiático O Globo –, verdadeiro ninho de reacionários, nenhum deles particularmente inteligente, que mantiveram íntimas relações com a ditadura militar que, no Brasil, durou mais de 20 anos.

    Não por acaso, o grupo Globo foi informado sobre a “prisão” hollywoodiana que Moro aplicaria ao presidente Lula antes de a operação começar, e pode providenciar cobertura que efetivamente tudo encobriu, ao estilo CNN.

    Moro é visto por muitos no Brasil como um sub Elliot Ness nativo. Advogados que têm acompanhado o trabalho dele dizem que o homem cultiva a imagem de que o Workers’ Party seria uma gangue que viveria a sanguessugar o aparelho do Estado, com vistas a entregar tudo, em cacos, aos ‘sindicatos’.

    Segundo um desses advogados, que falou com a mídia independente no Brasil, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Moro é cercado por um punhado de Procuradores fanáticos, com pouco ou nenhum saber jurídico, que fazem pose de Antonio di Pietro (mas sem a solidez do Procurador milanês que trabalhou na Operação Mãos Limpas).

    Ainda pior, Moro não dá sinais de preocupar-se com a evidência de que depois que o sistema político italiano implodiu, ali só prosperaram os Berlusconi. No Brasil, certamente se veria a ascensão ao poder de algum palhaço/idiota de bairro, elevado ao trono pela Rede Globo – cujas práticas oligopolistas já são bastante berlusconianas.

    Pinochets digitais

    Pode-se dizer que a blitz à moda Hollywood contra Lula guarda semelhanças diretas com a primeira tentativa de golpe de Estado no Chile, em 1973, que testou as águas em termos de resposta popular, antes do golpe real. No remix brasileiro, jornalistas globais fazem as vezes de Pinochets digitais. Mas as ruas em São Paulo já mostram graffiti que dizem “Não vai ter golpe” e “Golpe militar – nunca mais.”

    Sim, porque tudo, nesse episódio tem a ver com um golpe branco – sob a forma de impeachment da presidenta Rousseff e com Lula atrás das grades. Mas velhos vícios (militares) são duros de matar: vários jornalistas próximos da Rede Globo e ativos agora na Internet já ‘conclamaram’ os militares a tomar as ruas e “neutralizar” as milícias populares. E isso é só o começo. A direita brasileira está organizando manifestações para o próximo domingo, exigindo – e o que mais exigiriam? – o impeachment da presidenta.

    A Operação Car Wash teve o mérito de investigar a corrupção, a colusão e o tráfico de influência no Brasil, país no qual tradicionalmente a corrupção corre solta. Mas todos, todos os políticos e todos os partidos políticos teriam de ser investigados – inclusive e sobretudo – porque em todos os casos esses são corruptos conhecidos há muito tempo! – os representantes das elites comprador brasileiras. A Operação Car Wash não opera igualmente contra todos. Porque o projeto político aliado aos Procuradores do juiz Moro absolutamente não está interessado em fazer “justiça”; a única coisa que interessa a eles é perpetuar uma crise política viciosa, como meio para fazer fracassar a 7ª maior economia do mundo, para, com isso, alcançarem seu Santo Graal: ou aquela velha suja ‘mudança de regime’, ou algum golpe branco.

    Mas 2016 não é 1973. Hoje já se sabe quem, no mundo, é doido por golpes para mudar regimes.

  • Os EUA dormem e acordam há séculos com essa palavra mui signitiva mas estranha para a nossa história: GEOPOLÍTICA. Pouca gente sabe o que é isso, muito menos os intocáveis da Lava Jato, e o resultado dessa ignorância é que jamais seremos a potência mundial que com certeza seriamos se a Lava Bunda não tivesse abortado nossos sonhos de sermos um grande pais de classe média, sem a discrepância entre casa grande vs senzala que marca nosso pais desde o “descobrimento.”

    Desde quando me entendo por gente, como muitos brasileiros, tomei conhecimento, de forma vaga, através do termo “forças ocultas”, que Vargas usava para referir-se aos inimigos internos e externos que tramavam contra a democracia e os interesses nacionais. As tais “forças ocultas” estão ai, com todo o gás.

    Quando deveríamos ter tais “forças ocultas” como inimigo de nossa nação e como obstáculo ao nosso futuro, qual é mesmo o nosso inimigo senão justamente aquele que pôs em prática uma geopolítica que assombrou o Tio Sam, seja nas por causa das relações comerciais com paises do Oriente Médio também devido a ampliação do comércio exterior com paises das diversas matizes e idelogias, aos números por favor.

    Até então, praticamente todo o nosso comércio era feito com os EUA, mais uma vez a geopolítica brasileira dos últimos anos (hoje criminalizada pelas “forças ocultas”) mostrou-se acertada quando, devido a crise de 2008 em todo o mundo, aqui foi uma marolinha por causa da diversficação do nosso comércio exterior e fortalecimento do mercado interno, bem como medidas tais como a queda das alíquotas para produtos, atos que aqueceram a economia, o que, também, via Operação Zelotes, virou crime.

    As tais “forças ocultas” não dormem no ponto, nunca dormiram…

  • É Dudu, agora fodeu de vez.
    O Apedeuta foi indiciado pelas acusações daquele promotor que você disse que iria se ferrar.
    Mais uma bola fora do seu bloguinho chinfrim.

    • Eduardo, apedeuta é você e todos que acreditam na mídia, e não percebe a manobra dos mafiosos para voltar ao poder, somente sendo apedeuta para não perceber. Percebeu?

    • Não sai e só escreve bobagem. É o tio rei ele mesmo,ou voce copia o linguajar baixo e chulo por gosto? Não dá nada essa “denuncia”, é coisa velha, e não vai acontecer.. É factóide para alimentar a passeata de corruptos do dia 13. Bandidos liderando e bandidos sendo liderados.

  • Eu sempre soube muito bem o que aconteceu nas “manifestações” de junho de 2013 e sempre disse isso aqui, sem a preocupação de ser simpático a ninguém. Assim, como já dizia naquela época, as tais “manifestações” não passaram do pontapé inicial de um plano da extrema-direita, levado a cabo por ela(não se iluda, não havia “esquerda” verdadeira no ato. Havia direita e alguma suposta esquerda, que na verdade é direita, uma minoria por burrice e outra parte sabendo bem o que está fazendo), destinado a destruir o PT, afundar o Brasil(retirando do país sua posição de liderança no contraponto ao Império ianque e apossando-se de nossas riquezas naturais)e, naquela época, impedir a reeleição de Dilma Rousseff. As tais “jornadas”(para usar esse termo odiento)não foram um fenômeno local, aconteceram SEMPRE E APENAS EM PAÍSES COM GOVERNOS NÃO SIMPÁTICOS AOS EUA. Aqui na América Latina repetiram-se na Argentina e Venezuela, onde as condições econômicas da população eram boas(como as do Brasil na época), mas os Governos enfrentavam os ianques; contudo não ocorreram no Chile(na época sobre o comando do direitista Piñeda)e no Peru, países com Governos serviçais aos EUA,e que estavam com péssimas situações econômicas. Também houve “manifestações” idênticas às nossas no Oriente Médio, onde receberam o patético nome de “Primavera Árabe”, e também seguiram o mesmo roteiro, com quase 100% de semelhança, praticamente só ocorreram em países como o Irã e Síria, que tinham Governos não serviçais aos EUA, Síria. A exceção foi o Egito, que tinha um Governo serviçal aos ianques, chefiado pelo ditador Mubarack, mas a explicação para essa exceção pode ser compreendida se lembrarmos Mubarack estava completamente desgastado, ia cair, e os ianques usaram a “Primavera” para tentar garantir a posse de um Governo serviçal ao Império. No entanto, nesse caso o plano falhou, provavelmente devido ao ódio que estava reprimido no país devido aos mais de 30 anos de ditadura comandada por Mubarack, e a “Primavera” ianque acabou levando à posse de Um governante ligado à Irmandade Muçulmana, partido político que, apesar de religioso, tem suas bases nas camadas pobres do país. Entretanto, em poucos meses, o Império reverteu esse efeito “indesejado” e o Presidente eleito(político no máximo “moderado”) foi deposto por um golpe militar. Fora essa exceção egípcia, logo corrigida, no resto do mundo, esses movimentos tiveram sempre as mesmas características, só surgiram em países com Governos não alinhados aos EUA(quando raramente tentavam surgir em países vinculados aos ianques, eram logo esmagados), a maioria deles com as Economia em excelente estado, e eram sempre capitaneados pelas classes médias conservadoras e ligadas aos interesses dos ricos e dos EUA. PRECISA DESENHAR PARA DESVENDAR COM MAIS CLAREZA DO QUE SE TRATARAM AS “MANIFESTAÇÕES” DE JUNHO DE 2013!!!!!!!!!!!???????? Foram o primeiro capítulo do golpe, eu já dizia isso naquela época, enquanto os mauricinhos ainda faziam arruaça na rua. É EVIDENTE QUE ATOS DESSA MAGNITUDE, COM PROPÓSITOS GEOPOLÍTICOS CLAROS E CAROS , NÃO FORAM ORGANIZADOS POR UM GRUPO DE MAURICINHOS DROGADOS. PARA SER MAIS PRECISO, AS “JORNADAS” DE JUNHO FORAM OBRA DA CIA. E Não sou apena seu que digo isso, o Prof. Luiz Antônio Moniz Bandeira, um especialista em EUA, lançou um livro um pouco antes do surgimento das “manifestações” de 2013, onde já citava essa tática; desestabilizar governos “antipáticos” aos ianques através do apoio a movimentos “populares”, devidamente controlados; como a mais nova tática da CIA para defender os interesses dos EUA. Assim começou a sabotagem econômica, num país que dependia muito do investimento privado e o viu despencar(ninguém vai investir com gente brigando na rua), associada à sabotagem “psicológica” da ditadura midiática que, embora já existisse antes das “manifestações”, foi intensificada depois delas(É ÓBVIO QUE A MÍDIA, GLOBO À FRENTE, ESTÁ NESSA COM OS EUA. COMO ESTEVE EM 64)e teve o “respaldo” da piora concreta que existiu devido à queda no investimento privado, apavorado com os terrorismo dos mauricinhos. Ainda assim, o país reelegeu Dilma, graças principalmente a Lula, mas a sabotagem continuou, com a mídia sempre intensificando os problemas econômicos que, ainda hoje são muito menores do que os do passado, das crises verdadeiras da Era FHC, quando o pais faliu três vezes, os juros eram de 45% a.m. e o desemprego de 12,5%)ou do que acontece atualmente na Europa e EUA. Além da mídia, a o golpismo do Judiciário e do MP, que vinha desde a farsa do “mensalão”, intensificou o problema com a golpista “Operação” Lava a Jato, MAIS UMA FARSA QUE JAMAIS ME ENGANOU E SEMPRE DENUNCIEI NESTE BLOG, DESDE O INÍCIO, POSTURA DISCORDANTE ATÉ DE VOCÊ, QUE DE FORMA INGÊNUA ACREDITAVA NO “REPUBLICANISMO” DA LAVA A JATO E DO MP(PAUSA PARA RIR); DO MESMO MODO QUE AS “MANIFESTAÇÕES” DE 2013, A LAVA A JATO (QUE PODE SER CONSIDERADA A SEGUNDA FASE DO TERRORISMO ANTES PATROCINADO PELOS MAURICINHOS, E QUE AGORA REAPARECEU TOGADO) DESTINA-SE A SABOTAR A ECONOMIA, DESTRUIR O PT, LULA, DILMA E ENTREGAR O PRÉ-SAL AOS IANQUES VIA DE AFUNDAMENTO DA PETROBRÁS. COMO TAMBÉM DESTRUIR A EXITOSA CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRA, CUJA PUNJANÇA HÁ DÉCADAS MANIFESTA-SE ATRAVÉS DA ATUAÇÃO DE EMPREITEIRAS COM PRESENÇA INTERNACIONAL, CAPAZ DE INCOMODAR ATÉ OS IANQUES DENTRO DE SEU TERRITÓRIO. ÊXITO QUE VEM DESDE O SEU SURGIMENTO DURANTE O GOVERNO DE JUSCELINO, GRANDE RESPONSÁVEL PELO SURGIMENTO DAS EMPREITEIRAS, UM OUTRO GOVERNANTE TRABALHISTA E NACIONALISTA TAMBÉM PERSEGUIDO PELA MÍDIA E PELA DIREITA, CUJO GOVERNO INTEIRO TRANSCORREU COM OS CONSERVADORES TENTANDO DERRUBÁ-LO. Evidentemente, com tudo isso também contribuiu a BURRICE do Governo Dilma, que resolveu enfrentar a sabotagem econômica com medidas neoliberais(o maldito “ajuste”). Se seguisse ao menos uma pauta “moderada”, usando medidas heterodoxas para estimular o investimento e a geração de empregos, mesclando-as com alguns medidas conservadoras(destinadas a não entrar em choque total com o “mercado” e seu poder de sabotagem)o Governo conseguiria estimular a Economia, como fez Lula em 2009, e não teria queimado-se com sua base de apoio. Agindo de forma contrária, abraçando o neoliberalismo de Joaquim Levy(adotando a pauta derrotada nas urnas, ainda que de forma mais amenas, embora politicamente não foi essa a ideia que passou para seu aliados), o Governo Dilma conseguiu afastar-se de seus apoiadores, que tinham ajudado a reelegê-la poucos meses antes, e também afundou ainda mais a Economia, já abalada pelas “manifestações” de junho, pelo terrorismo da Globo e do erstante da corja midiática e plos ataques da Lava a Jato(Que de “segunda fase” das “maniefstaç~eos” de junho tem até a evidente participação e comando da CIA em suas “realizações”. Ou alguém acha que Moro e sua equipe de concurseiros obtiveram de que maneira informações tão rpecisas sobre a Petrobrás!!!!!!????). Agora, a saída É A LUTA, COMO SEMPRE FOI. Com a Economia abalada, é verdade que muito menos do que diz a mídia, cercado politicamente pela Lava a Jato(como um juizeco de província pode cercar um Goevrno? Por que é respaldado pela classe dominante e pelos EUA. Em suma, tudo é luta de classes) e agora também pelo MP de São Paulo e do DF(que resolveram entrar na guerra contra Lula, o que atinge obviamente o Governo, sem Lula nada se sustenta. No novo capítulo dessa guerra, o safado Cássio Conserino acaba de denunciar Lula e deixou para dar a notícia à sua chefia mediata, a Globo)só resta ao Governo e às forças populares a LUTA NA RUA. NÃO ENTENDO PORQUE LULA AINDA NÃO VIROU MINISTRO(COM ISSO LIVROU-SE DE MORO E DO MP. CAIRIA NO SUPREMO, MAS AINDA ASSIM GANHARIA UMA BATALHA E INICIARIA OUTRA), COMO AVENTOU-SE HOJE(O QUE DEVE TER ESTIMULADO CONSERINO A FAZER A DENÚNCIA LOGO. ASSIM, SE LULA VIRAR MINISTRO, IRÁ PARECER QUE FUGIU, EMBORA CONTINUE SENDO ESSA A MELHOR SOLUÇÃO)E PRINCIPALMENTE NÃO CONSIGO ENTENDER PORQUE AINDA NÃO INCENDIAMOS ESTE PAÍS. É verdade que a reação já começou, mas SE NÃO DEIXARMOS A GLOBO, O VERDADEIRO E MAIOR INIMIGO(AO MENOS ENTRE OS QUE SITUAM-SE DENTRO DO BRASIL)COM A CERTEZA DE QUE SERÁ DESTRUÍDA(SERÁ DESMORALIZADA NAS RUAS) SE CONTINUAR A TENTAR DERRUBAR O GOVERNO E DESTRUIR LULA E O PT(COMO COMEÇOU A FAZER O MST, OCUPANDO UMA DAS SEDES GLOBAIS, LOCALIZADA EM GOIÂNIA)O O GOVERNO DILMA CAIRÁ, O PT SERÁ DESTRUÍDO E LULA PRESO. Para evitar isso, contamos com o apoio da Sociedade Civil progressista e das massas, que seguirão Lula, cuja popularidade continua muito forte, mas precisamos agir logo.

  • Os 20 centavos seria apenas mais um bandeira de luta de uma esquerdinha tola, foi usada como estopim ……

    “A luta é de vida ou morte (porque Lula é BRICS)
    8/3/2016, Pepe Escobar, RT Tadução Vila Vudu

    “BRICS” é a sigla mais amaldiçoada no eixo av. Beltway [onde ficam várias instituições do governo dos EUA em Washington]-Wall Street, e por razão de peso: a consolidação dos BRICS é o único projeto orgânico, de alcance global, com potencial para afrouxar a garra que o Excepcionalistão mantém apertada no pescoço da chamada “comunidade internacional”.

    Assim sendo, não é surpresa que as três potências chaves dos BRICS estejam sendo atacadas simultaneamente, em várias frentes, já faz algum tempo. Contra a Rússia, a questão é a Ucrânia e a Síria, a guerra do preço do petróleo, o ataque furioso contra o rublo e a demonização ininterrupta da tal “agressão russa”. Contra a China, a coisa é uma dita “agressão chinesa” no Mar do Sul da China e o (fracassado) ataque às Bolsas de Shanghai/Shenzhen.

    O Brasil é o elo mais fraco dessas três potências emergências crucialmente importantes. Já no final de 2014 era visível que os suspeitos de sempre fariam qualquer coisa para desestabilizar a sétima maior economia do mundo, visando a uma boa velha ‘mudança de regime’. Para tanto criaram um coquetel político-conceitual tóxico (“ingovernabilidade”), a ser usado para jogar de cara na lama toda a economia brasileira.

    Há incontáveis razões para o golpe, dentre elas: a consolidação do Banco de Desenvolvimento dos BRICS; o impulso concertado entre os países BRICS para negociarem nas respectivas moedas, deixando de lado o dólar norte-americano e visando a construir outra moeda global de reserva que tome o lugar do dólar; a construção de um cabo submarino gigante de telecomunicações por fibra ótica que conecta Brasil e Europa, além do cabo BRICS, que une a América do Sul ao Leste da Ásia – ambos fora de qualquer controle pelos EUA.

    E acima de tudo, como sempre, o desejo pervertido obcecado do Excepcionalistão: privatizar a imensa riqueza natural do Brasil. Mais uma vez, é o petróleo.

    Peguem esse Lula, ou…

    WikiLeaks Já expôs há muito tempo, em 2009, o quanto o Big Oil estava ativo no Brasil, tentando modificar, servindo-se de todos os meios de extorsão, uma lei proposta pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, conhecido também como Lula, que estabelece que a estatal Petrobrás (lucrativa) será a única operadora de todas as bacias de petróleo no mar, da mais importante descoberta de petróleo desse jovem século 21: as reservas de petróleo do pré-sal.

    Lula não só deixou à distância o Big Oil – especialmente ExxonMobil e Chevron –, mas também abriu a exploração do petróleo no Brasil à Sinopec chinesa – parte da parceria estratégica Brasil-China (BRICS dentro de BRICS).

    O inferno não conhece fúria maior que a do Excepcionalistão descartado. Como a Máfia, o Excepcionalistão nunca esquece; mais dia menos dia Lula teria de pagar, como Putin tem de pagar por ter-se livrado dos oligarcas cleptocratas amigos dos EUA.

    A bola começou a rolar quando Edward Snowden revelou que a Agência de Segurança Nacional dos EUA (ing. NSA) andava espionando a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, e vários altos funcionários da Petrobrás. Continuou com o fato de que a Polícia Federal do Brasil coopera, recebe treinamento e/ou são controladas de perto por ambos, o FBI e a CIA (sobretudo na esfera do antiterrorismo). E prosseguiu via os dois anos de investigações da Operação Car Wash, que revelou vasta rede de corrupção que envolve atores dentro da Petrobrás, as maiores empresas construtoras brasileiras e políticos do partido governante Workers’ Party.

    A rede de corrupção parece ser real – mas com “provas” quase sempre exclusivamente orais, sem nenhum tipo de comprovação documental, e obtidas de trapaceiros conhecidos e/ou neomentirosos seriais que acusam qualquer um de qualquer coisa em troca de redução na própria pena.

    Mas para os Procuradores encarregados da Operação Car Wash, o verdadeiro negócio sempre foi, desde o início, como envolver Lula em fosse o que fosse.

    Entra o neo-Elliott Ness tropical

    Chega-se assim à encenação espetacularizada, à moda Hollywood, na 6ª-feira passada em São Paulo, que disparou ondas de choque por todo o planeta. Lula “detido”, interrogado, humilhado em público (comentei esses eventos em “Terremoto no Brasil”).

    O Plano A na blitz à moda Hollywood contra Lula era ambicioso movimento para subir as apostas; não só se pavimentaria o caminho para o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (q seria declarada “culpada por associação”), como, também, já se neutralizaria Lula, impedindo-o de candidatar-se à presidência em 2018. E não havia Plano B.

    Como não seria difícil prever que aconteceria – e acontece muito nas ‘montagens’ do FBI – toda a ‘operação’ saiu pela culatra.

    Lula, em discurso-aula, master class em matéria de discurso político, reproduzido ao vivo por todo o país pela internet, não só se consagrou como mártir de uma conspiração ignóbil, mas, mais que isso, energizou suas tropas de massa. Até respeitáveis vozes conservadoras condenaram o show à moda Hollywood, de um ministro da Suprema Corte a um ex-ministro da Justiça, que serviu a governo anterior aos do Workers’ Party, além do conhecido professor e economista Bresser Pereira (um dos fundadores do PSDB, que nasceu como partido da social-democracia do Brasil, mas virou a casaca e é hoje defensor das políticas neoliberais do Excepcionalistão e lidera a oposição de direita).

    Bresser disse claramente que a Suprema Corte deveria intervir na Operação Car Wash para impedir novos abusos. Os advogados de Lula, por sua vez, requereram à Suprema Corte que detalhasse a jurisprudência que embasaria as acusações assacadas contra Lula. Mais que isso, um advogado que teve papel de destaque na blitz hollywoodiana disse que Lula respondeu a tudo que lhe foi perguntado durante o interrogatório de quase quatro horas, sem piscar – eram as mesmas perguntas que já lhe haviam sido feitas antes.

    O professor e advogado Celso Bandeira de Mello, por sua vez, foi diretamente ao ponto: as classes médias altas no Brasil – nas quais se reúnem quantidades estupefacientes de arrogância, ignorância e preconceito, e cujo maior sonho de toda uma vida é alcançar um apartamento em Miami – estão apavoradas, mortas de medo de que Lula volte a concorrer à presidência – e vença – em 2018.

    E isso nos leva afinal ao juiz mandante e carrasco executor de toda a cena: Sergio Moro, protagonista de “Operação Car Wash”.

    Ninguém em sã consciência dirá que Moro teve carreira acadêmica da qual alguém se orgulharia. Não é de modo nenhum teoricista peso pesado. Formou-se advogado em 1995 numa universidade medíocre de um dos estados do sul do Brasil e fez algumas viagens aos EUA, uma das quais paga pelo Departamento de Estado, para aprender sobre lavagem de dinheiro.

    Como já comentei, a chef-d’oeuvre da produção intelectual de Moro é artigo antigo, de 2004, publicado numa revista obscura, nos idos de 2004 (“Considerações sobre Mãos Limpas”, revista CEJ, n. 26, Julho-Set. 2004), no qual claramente prega a “subversão autoritária da ordem judicial para alcançar alvos específicos” e o uso dos veículos de mídia para envenenar a atmosfera política.

    Quer dizer, o juiz Moro literalmente transpôs a famosa operação da Justiça italiana de 1990s Mani Pulite (“Mãos Limpas”) da Itália para o seu próprio gabinete – e pôs-se a instrumentalizar os veículos da grande mídia brasileira e o próprio judiciário, para alcançar uma espécie de “deslegitimação total” do sistema político. Mas não quer deslegitimar todo o sistema político: só quer deslegitimar o Workers’ Party, como se as elites comprador que povoam todo o espectro da direita no Brasil fossem querubins.

    Assim sendo, não surpreende que Moro tenha contado com a companhia solidária, enquanto se desenrolava a Operação Car Wash, do oligopólio midiático da família Marinho – o império midiático O Globo –, verdadeiro ninho de reacionários, nenhum deles particularmente inteligente, que mantiveram íntimas relações com a ditadura militar que, no Brasil, durou mais de 20 anos.

    Não por acaso, o grupo Globo foi informado sobre a “prisão” hollywoodiana que Moro aplicaria ao presidente Lula antes de a operação começar, e pode providenciar cobertura que efetivamente tudo encobriu, ao estilo CNN.

    Moro é visto por muitos no Brasil como um sub Elliot Ness nativo. Advogados que têm acompanhado o trabalho dele dizem que o homem cultiva a imagem de que o Workers’ Party seria uma gangue que viveria a sanguessugar o aparelho do Estado, com vistas a entregar tudo, em cacos, aos ‘sindicatos’.

    Segundo um desses advogados, que falou com a mídia independente no Brasil, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Moro é cercado por um punhado de Procuradores fanáticos, com pouco ou nenhum saber jurídico, que fazem pose de Antonio di Pietro (mas sem a solidez do Procurador milanês que trabalhou na Operação Mãos Limpas).

    Ainda pior, Moro não dá sinais de preocupar-se com a evidência de que depois que o sistema político italiano implodiu, ali só prosperaram os Berlusconi. No Brasil, certamente se veria a ascensão ao poder de algum palhaço/idiota de bairro, elevado ao trono pela Rede Globo – cujas práticas oligopolistas já são bastante berlusconianas.

    Pinochets digitais

    Pode-se dizer que a blitz à moda Hollywood contra Lula guarda semelhanças diretas com a primeira tentativa de golpe de Estado no Chile, em 1973, que testou as águas em termos de resposta popular, antes do golpe real. No remix brasileiro, jornalistas globais fazem as vezes de Pinochets digitais. Mas as ruas em São Paulo já mostram graffiti que dizem “Não vai ter golpe” e “Golpe militar – nunca mais.”

    Sim, porque tudo, nesse episódio tem a ver com um golpe branco – sob a forma de impeachment da presidenta Rousseff e com Lula atrás das grades. Mas velhos vícios (militares) são duros de matar: vários jornalistas próximos da Rede Globo e ativos agora na Internet já ‘conclamaram’ os militares a tomar as ruas e “neutralizar” as milícias populares. E isso é só o começo. A direita brasileira está organizando manifestações para o próximo domingo, exigindo – e o que mais exigiriam? – o impeachment da presidenta.

    A Operação Car Wash teve o mérito de investigar a corrupção, a colusão e o tráfico de influência no Brasil, país no qual tradicionalmente a corrupção corre solta. Mas todos, todos os políticos e todos os partidos políticos teriam de ser investigados – inclusive e sobretudo – porque em todos os casos esses são corruptos conhecidos há muito tempo! – os representantes das elites comprador brasileiras. A Operação Car Wash não opera igualmente contra todos. Porque o projeto político aliado aos Procuradores do juiz Moro absolutamente não está interessado em fazer “justiça”; a única coisa que interessa a eles é perpetuar uma crise política viciosa, como meio para fazer fracassar a 7ª maior economia do mundo, para, com isso, alcançarem seu Santo Graal: ou aquela velha suja ‘mudança de regime’, ou algum golpe branco.

    Mas 2016 não é 1973. Hoje já se sabe quem, no mundo, é doido por golpes para mudar regimes.”

  • Infelizmente o PT e a Dilma não fizeram a leitura correta dos fatos nas Manifestações.
    O torneio pré copa foi o estopim para as manifestações atrelado ao alto custo nas construções dos estadios.
    A Saude já vinha mal, a lava jato começava a engatinhar, uma crise economica internacional se avizinhava, então a bola foi crescendo e o estopim foi o almento nas tarifas dos unibus.
    A nossa politica economica precisava de correções na sua condução, o gov. Dilma protelou ao maximo fazer os ajustes necessarios e importantes, o que poderia ter sido feito de forma gradual ao longo dos anos de 2013 e 2014, ela POSTERGOU!
    Depois em 2014 a lava jato Explodiu no colo do PT e sabemos o hoje que vivemos.
    No ultimo debate entre a Dilma e o Aécio, ela acusou o Aécio de estar preparando um Tarifaço na energia e nos combustiveis e não disse que faria algo parecido mesmo em menor escala, o que a caracterizou posteriormente em Janeiro de 2015 como mentirosa.

  • Eu gosto muito de um texto do critico spam , do blog Tudo em Cima…que diz muito sobre esse famigerado 0,20…que foi onde tudo começou…Esquerda sectária ajudou a chocar o ovo da serpente nazi-fascista no Brasil
    Nós que defendemos de cara e peito abertos os governos do PT desde o primeiro dia, mesmo conscientes de suas limitações e falhas, não podemos esquecer dos militantes da chamada “ultra-esquerda-sectária”, principalmente os ligados ao PSOL, que ajudaram, e muito, a fomentar a escalada do ódio e do golpismo que hoje transbordou da panela do nazi-fascismo tupiniquim.

    Pessoas sem qualquer responsabilidade com as bandeiras e as camadas sociais que juram defender, que desde que a direita começou a tentar derrubar Lula, em 2005, passaram a nos atacar com fúria às vezes maior do que um Bolsonaro da vida.

    E sempre movidos a rancor, recalque ou acovardados atrás de um purismo ridículo e inviável que usam apenas para nunca precisar virar vidraça.

    Em 2014, quando as manifestações pelo transporte público perderam o rumo e foram sequestradas pela direita, esses sectários idiotas CONTINUARAM a dar todo apoio a elas e a inflamar seus militantes a participar delas, o que resultou na trágica morte de um cinegrafista da TV Bandeirantes.

    Claro que depois dessa morte, eles tiraram o corpo fora, como todo bom covarde sempre faz, e saíram falando que não tinham nada a ver com isso.

    Vamos dar nomes a alguns bois: Gilberto Maringoni, Luciana Genro, Chico de Oliveira, Plínio de Arruda Sampaio (falecido), Rafael Tsuvako e vários outros que nem lembro ou nem vale a pena perder tempo citando.

    A HISTÓRIA SERÁ CRUEL COM ESSES CANALHAS.

  • Boa Noite Eduardo,

    infelizmente vivemos momentos de trevas em nosso país, reacionários mostraram a cara incentivados pela imprensa golpista, por uma justiça parcial e uma direita que prefere destruir o país a esperar por novas eleições… enquanto isso o governo dormia em berço esplendido acreditando na isenção das instituições da república. Parabéns pela coragem ao denunciar tantas injustiças, e tenha certeza que você não está sozinho nessa caminhada!

  • Até hoje não entendi a razão das jornadas de 2013 terem trazido à tona tudo isso e aonde estava tudo isso antes.

    Hoje, vejo pessoas que perderam a capacidade crítica e a lógica. Gente avalizando atos contra o Estado de Direito e desqualificando o min. Marco Aurélio. Achando que tudo que a imprensa falou do Lula são “provas” e que por isso já deveria estar preso. São pessoas que comporão uma nova ditadura, civil-judiciária.

    Os sinceros escrevem no facebook que não estão entendendo nada, não sabem o que é verdade ou não, e em quem acreditar. O povão está quietinho, avaliando segundo seus próprios critérios, que não são os nossos.

    Edu e colegas, leiam o artigo de hoje do Jessé Souza, no Le Monde Diplomatique:
    “O golpismo de ontem e o golpismo de hoje”

    http://www.diplomatique.org.br/artigo.php?id=2011

  • Caríssimo Edu,
    Que beleza de ato! Assisti quase tudo, ao vivo, e respirei novamente: há muita vida inteligente sufocada pelas sombras destes nossos tempos, miserável e assustadoramente, medíocres. Mas, passam-se os milênios e não nos deixam sair da caverna de Platão.
    Seu post, como sempre, é primoroso! Tudo tem uma história, T U D O! E a sua está aí (e, por isso, acho que você já é mais do que uma pulguinha).
    Quanto ao final do seu texto, posso afirmar que você está dolorosamente correto.
    Trabalhei, no município de São Paulo, como professora. Alguns colegas, muito atuantes, são dessa ultra esquerda que você citou, inclusive professores de história. Ah, é preciso ver como eles dialogam com os “coxinhas”: nada sobre questões das estratégias da geopolítica, nada sobre história brasileira e a importância do Brasil ou da América Latina, nada também sobre a direita brasileira (a não ser algumas galhofas como se fossem algo de menor importância), não, nada que proporcionasse um melhor entendimento sobre a realidade atual. O que interessa mesmo é falar mal do PT e PDT. Exploram um aperto de mão de um petista com alguém da direita como se isso fosse o determinante para a vida do país e de seu lugar no planeta. E isso dói, me deixava enojada.
    Eles sim, são maniqueístas. Por eles, talvez, o mundo se dividiria em dois: nós (eles), os puros contra eles, os impuros e basta, nada de centros, nada de meandros, nada de acordos.
    Então, força nessa luta, você é imprescindível. E conte comigo!

  • Peço perdão, mas os protestos de 2013 não tem nada a ver. O momento que vivemos nasce quando o governo, crente que a bonança das commodities iria durar para sempre, começou a gastar sem pensar, achando que o dinheiro de fora pagaria tudo o que o governo inventasse. Os programas de distribuição de renda são corretíssimos e deveriam ter sido acompanhados da modernização da máquina pública, com diminuição de cargos comissionados, eliminação da burocracia e incentivo à produção, tudo para reduzir o gasto público inútil (máquina) e aumentar o gasto público útil (infraestrutura, educação, saúde, segurança, pesquisa). Nada disso foi feito, e não adianta culpar a mídia, a herança maldita de FHC ou coisa que o valha. Sinto muito, mas o desgoverno atual nasceu nesse governo (que, em meu entendimento, começou em 2003 com Lula e continua até hoje com Dilma). Atenciosamente, Adriano.

  • Edu, sei que você não acredita no sobrenatural, mas nas aparições de Nossa Senhora que está a ocorrer nos dias de hoje em Anguera-BA, existem profecias que deixam margem para o entendimento de que Lula ou alguém do PT muito importante será assassinado, e também há profecias de que o Brasil entrará em guerra civil violenta. Eu acredito porque li a maioria das mensagens e pesquisei in loco e falei com o Pedro Regis.

  • Será que estas duas aí da foto, que seguram o cartaz, gostaram dos transtornos causados e da “mudança” que fizeram no Brasil? A nossa bandeira daqui uns dias terá uma suástica…

  • Edu, assino embaixo. Dói na alma ver que um bando de aloprados e midiotas estão vendendo o país para se tornar o bordel dos ee.uu. como era Cuba nos anos 50. Meu coração sangra. Abraços e um beijo especial para a tua princesa.

  • O único caminho que eu vejo é Lula aceitando imediatamente um ministério, obtendo foro privilegiado e aí tendo tempo e espaço para realizar sua defesa e sua denúncia ao mundo todo do golpe que está em curso no Brasil. Se tudo continuar como está, vão prender o Lula nesta semana, vão insuflar as manifestações de domingo e será muito difícil reagir. Precisamos nos organizar em torno da figura de Lula e desenhar uma reação, tomando as ruas do país e fazendo um amplo trabalho de conscientização e mobilização.

    • Também acho. Ministro da Integração Regional, inaugurando obras todo dia.Teria palanque para se defender e seria obrigado a aparecer no PIG diariamente.Seria um primeiro-ministro, contentaria o Aloysio Nunes, que agora quer o parlamentarismo.A Dilma poderia ficar como uma rainha, já que não consegue mesmo governar. O Zé seria o príncipe,cobiçado por todas as jornalistas,pela sua inteligência e beleza. Infelizmente, pelo seu caráter pacífico, acho que o Lula não aceitará. Espero que ele se convença que não estamos ainda numa democracia (enquanto existir a Globo) e precisamos usar todas as armas disponíveis.

  • Caro Eduardo Guimarães, admiro o seu trabalho, sua luta corajosa e permanente em defesa da democracia e das conquistas do nosso povo. E acho que você tem total autoridade moral para fazer críticas à esquerda ou aos movimentos sociais. Contudo, não concordo integralmente com a leitura que você apresenta, de forma muito honesta, das manifestações de 2013.

    É fato que já havia todo um trabalho anterior, feito pela mídia, de sistemático ataque ao PT, que, como de costume, apanhava calado, até porque navegava nas ondas do crescimento econômico e colhia os frutos eleitorais. 2013 foi um ensaio, talvez, das múltiplas consequências de todo o processo de crescimento do Brasil, nos moldes geridos pelo PT, que administrou uma coalização de partidos, a maioria deles fisiológicos e conservadores.

    Por mais paradoxo que possa parecer, parcelas dos segmentos beneficiados pelo PT, diante da ausência de debate político e de um governo que, sob o pretexto de manter a governabilidade não se interessou em desconstruir o criminoso monopólio da mídia, acabaram sendo cooptadas pela direita.

    Num primeiro momento, as manifestações de 2013 estavam centradas na questão específica do aumento das tarifas de transporte. Esta mesma movimentação vinha ocorrendo já há muito tempo, e se tomou uma outra perspectiva se deve a outros fatores que desaguaram naquele contexto. Um dos fatores foi o processo de desgaste do PT com a AP 470, quando a mídia bombardeou os dirigentes do partido por meses, praticamente sem resposta. Em seguida, veio o desgaste com a Copa do Mundo, que o governo federal, com sua habitual dificuldade em se comunicar com a população, não soube explicar os benefícios, incluindo obras de infraestrutura em todo o Brasil. Finalmente, as demandas específicas, como as da Educação e da Saúde pública, entre outras, se encontraram naquele movimento.

    É fato também que parcelas das elites começaram a demonstrar de forma mais aberta o seu ódio à inclusão dos mais pobres nos aeroportos, nos shoppings, aos custos mais elevados com a contratação de empregadas domésticas, etc. Tudo isso ganhou corpo naquele movimento, que apesar de tudo, não impediu que a presidenta Dilma conseguisse ensaiar novos contatos com os movimentos sociais, e lançar o programa Mais Médicos.

    No final, até um pouco antes do processo eleitoral de 2014, com o início da Lava-jato, Dilma estava muito bem na disputa, com chances de uma vitória no primeiro turno. Foi com a espetacularização morte do neto de Miguel Arraes e a entrada em cena de Marina Silva, plano B da direita diante de um possível esvaziamento da candidatura Aécio, juntamente com a operação Lava-jato, criada para detonar o governo, o PT e a Petrobras, é que a coisa desandou pra valer.

    Considero, portanto, que a esquerda brasileira não teve esta força para favorecer a direita. O próprio PT, inclusive no segundo mandato da presidenta Dilma, acabou favorecendo os planos golpistas da direita. Seja com as políticas neoliberais, ou se omitindo diante das ações partidárias da PF; além da dificuldade de se comunicar com a população e com a própria militância de esquerda que garantiu a vitória de Dilma. Foi preciso que sequestrassem o presidente Lula para que o PT e o próprio Lula começassem a reagir, quando todos nós já vínhamos alertando para o conteúdo e a prática golpistas dessa operação mafiosa envolvendo a Globo e demais mídia com a turma de Moro. Um verdadeiro estado paralelo, a desestabilizar a economia, a criar o caos e a manter as instituições sob chantagem e ameaça cotidiana.

    2013 pode ter, no máximo, retirado o país daquele marasmo despolitizante a que chegamos ao final de uma década de conquistas sem debate político, ou seja, sob a égide do monopólio midiático golpista e neoliberal. As multidões foram para as ruas, mas ainda com diferentes cores e perspectivas. Talvez uma maioria conservadora acabou assumindo a hegemonia momentânea daquele movimento, que não teve uma continuidade orgânica. Por exemplo: em BH, milhares de pessoas, grandes multidões mesmo, saíram às ruas em 2013. O movimento acabou sendo liderado, aspas, por grupos de esquerda e anarquistas, que chegaram inclusive a formar conselhos e a radicalizar nos métodos, o que acabou afastando os setores mais conservadores. Já nas movimentações contra Dilma, em 2015 e 2016, mesmo com total apoio da mídia golpista, como a Rádio Itatiaia, a direita não conseguiu levar mais do que 3 ou 4 mil pessoas. Enquanto as manifestações em favor do governo chegaram a números superiores.

    Isto, de certa forma, demonstra que 2013 pode ter sido o início de uma crítica coletiva sobre os rumos do Brasil. Sim, porque, apesar das realidades positivas do Brasil, é fato que as estruturas políticas e econômicas, agravadas com a crise internacional, continuaram as mesmas, e fatalmente levariam a novas crises, como as que estamos vivendo.

    Não dá para esperar paz num país que tem uma Rede Globo e seus afins destilando ódio diariamente na cabeça das pessoas; apostando na derrota do povo brasileiro e detonando as lideranças populares e os projetos políticos mais ligados aos interesses e lutas do nosso povo. Este talvez seja o principal aprendizado não de 2013, mas dos últimos 13 anos de gestão petista.

  • Força, Eduardo. O Brasil te apóia.
    Eu não quero viver outro 1964. A esquerda quer? Não? Então vamos à luta.
    Como? Não tenho a menor idéia. Mas que vamos, vamos. Aconteça o que acontecer.

  • Meu caro Eduguim, não quero me vitimizar, mas falo que os desdobramentos dessa crise nasceu por causa de 0,20 centavos do fatídico 13/06/2013, ocorre que acho que por eu não ter formação acadêmica ninguém no governo nunca deu a mínima atenção, penso que pensam que pessoas como eu não temos lógica para propor soluções. Dito isso relembro, sai de minha casa em MG viajei para casa de minha sogra no ES (230Km), ao chegar lá os programas sensacionalistas vespertinos CHAMAVAM o povo para saírem às ruas e manifestar contra as ações (pancadaria) da PM/SP contra os manifestantes. Dai do nada, num discurso raivoso dos apresentadores (Marcelo Rezende/Datena) no mesmo dia conseguiram debitar na conta do governo federal e quem decide sobre o valor das passagens insistiu e não cedeu aos 0,20 – não souberam fazer a leitura da propaganda televisiva que massificada moldava reações nos outros estados, deu no que está dando, os que decidem ainda insistem, não sei que força tem essas pessoas que não resolvem nada e não deixam quem pode resolver entrar… Sei que estou sendo confuso, mas se fizer um estudo com um pouquinho de rigor verão que os 0,20 era aumento para dono de empresa de transporte. Abraço.

  • Caro Eduardo, permita-me fazer uma correção. Os jovens do MPL (Movimento Passe Livre) foram meros inocentes úteis nisso tudo, embora as manifestações deles fossem um pouco mais enérgicas, nada que pudesse afetar a democracia, como aconteceu depois (eles não conseguiam sequer afetar o andamento de um bairro em SP, quiçá o que aconteceu em todo Brasil depois).

    Na realidade esses garotos viviam “tomando borrachada” da PM paulista fazia muito tempo e, ainda eram escrachados pela mídia, que os chamavam de vândalos e vagabundos.

    Porém, numa das manifestações que eles faziam a imprensa foi cobrir, talvez apenas para os espinafrar depois como era de praxe, principalmente a Globo. Acontece, que naquele dia, as balas de borracha atingiram também repórteres que cobriam a matéria, inclusive um quase perdeu ou chegou a perder a visão de um olho. Daí a maior parte da imprensa, finalmente, criticou o excesso de violência da policia DO PSDB contra os garotos (na verdade foi mais por conta dos repórteres atingidos do que para defender os garotos do MPL). Já a Globo, quando viu que os protestos cresceram muito trataram logo de tentar blindar o governador tucano e veio a célebre frase do Jabor “esse pessoal não vale nem vinte centavos”. Pronto, explodiu mais ainda as manifestações e a Globo manipuladora como sempre, mandou o Jabor pedir desculpas e narrar uma outra ótica.

    Bem, paulatinamente, a Globo foi distorcendo o movimento e o empurrando para os interesses dela e da direita radical. “O movimento precisa ter um rumo” dizia os apresentadores da Globo, incansavelmente, até que foram ditando os rumos “Tem que impedir a aprovação da PEC…” (aquela que tirava do MP os poderes para investigar). E todo mundo foi atrás. E foi assim, sucessivamente, num dado momento o MPL foi deixado no caminho porque já não tinha serventia e começaram a trazer “jovens de fora” (Lembra do Change Brasil – Muda Brasil), que pregavam contra a Dilma e o PT, até em jogos de futebol transmitidos pela Globo aparecia o tal do Change Brasil.

    E assim a economia foi ruindo pela falta de governabilidade e todos os bons índices econômicos e sociais que tínhamos conquistados foi sendo corroído por essa manipulação grotesca que a Grande imprensa capitaneada pela Globo fez. Pior foi ver setores da esquerda radical terem dado apoio a isso tudo, pensando que os esquerdistas descontentes com o PT que começou a ser enxovalhado sistematicamente, migraria para seus partidos. Outros úteis, mas não tão inocentes como o MPL, pois a direita fascista que se ergueu de início queria apenas o PT, mas hoje quer acabar com toda a esquerda e movimentos sociais.

    Então, te peço Edu, não cometa o mesmo erro do Jabor, pois ele, assim que percebeu mudou o tom e a Globo começou a comandar o Show, até hoje. Não foram os vinte centavos, foi a manipulação que a grande imprensa fez dos movimentos.

    Pare e retorne no tempo e você verá um movimento que nasceu para repudiar a violência da PM DO PSDB ter sido manipulado e se virado contra a Dilma e o PT. Incrível, mas foi isso que aconteceu e, quase ninguém lembra que o clamor social inicial em São Paulo foi por conta da brutalidade e truculência da polícia tucana e hoje, hipocritamente a direita fascista desfila na Paulista ao lado dessa mesma PM e tirando Selfies com ela… É O CÚMULO DA HIPOCRISIA E DA MANIPULAÇÃO.

    Um grande abraço xará.

  • Caro Eduardo, permita-me fazer uma correção. Os jovens do MPL (Movimento Passe Livre) foram meros inocentes úteis nisso tudo, embora as manifestações deles fossem um pouco mais enérgicas, nada que pudesse afetar a democracia, como aconteceu depois (eles não conseguiam sequer afetar o andamento de um bairro em SP, quiçá o que aconteceu em todo Brasil depois).

    Na realidade esses garotos viviam “tomando borrachada” da PM paulista fazia muito tempo e, ainda eram escrachados pela mídia, que os chamavam de vândalos e vagabundos.

    Porém, numa das manifestações que eles faziam a imprensa foi cobrir, talvez apenas para espinafrá-los depois como era de praxe, principalmente a Globo. Acontece que naquele dia, as balas de borracha atingiram também repórteres que cobriam a matéria, inclusive um quase perdeu ou chegou a perder a visão de um olho. Daí a maior parte da imprensa, finalmente, criticou o excesso de violência da policia DO PSDB contra os garotos (na verdade foi mais por conta dos repórteres atingidos do que para defender os garotos do MPL). Já a Globo, quando viu que os protestos cresceram muito trataram logo de tentar blindar o governador tucano e veio a célebre frase do Jabor “esse pessoal não vale nem vinte centavos”. Pronto, explodiu mais ainda as manifestações e a Globo manipuladora como sempre, mandou o Jabor pedir desculpas e narrar uma outra ótica.

    Bem, paulatinamente, a Globo foi distorcendo o movimento e o empurrando para os interesses dela e da direita radical. “O movimento precisa ter um rumo” dizia os apresentadores da Globo, incansavelmente, até que foram ditando os rumos “Tem que impedir a aprovação da PEC…” (aquela que tirava do MP os poderes para investigar). E todo mundo foi atrás. E foi assim, sucessivamente, num dado momento o MPL foi deixado no caminho porque já não tinha serventia e começaram a trazer “jovens de fora” (Lembra do Change Brasil – Muda Brasil), que pregavam contra a Dilma e o PT, até em jogos de futebol transmitidos pela Globo aparecia o tal do Change Brasil.

    E assim a economia foi ruindo pela falta de governabilidade e todos os bons índices econômicos e sociais que tínhamos conquistados foi sendo corroído por essa manipulação grotesca que a Grande imprensa capitaneada pela Globo fez. Pior foi ver setores da esquerda radical terem dado apoio a isso tudo, pensando que os esquerdistas descontentes com o PT que começou a ser enxovalhado sistematicamente, migraria para seus partidos. Outros úteis, mas não tão inocentes como o MPL, pois a direita fascista que se ergueu de início queria apenas o PT, mas hoje quer acabar com toda a esquerda e movimentos sociais.

    Então, te peço Edu, não cometa o mesmo erro do Jabor, pois ele, assim que percebeu mudou o tom e a Globo começou a comandar o Show, até hoje. Não foram os vinte centavos, foi a manipulação que a grande imprensa fez dos movimentos.

    Pare e retorne no tempo e você verá um movimento que nasceu para repudiar a violência da PM DO PSDB ter sido manipulado e se virado contra a Dilma e o PT. Incrível, mas foi isso que aconteceu e, quase ninguém lembra que o clamor social inicial em São Paulo foi por conta da brutalidade e truculência da polícia tucana e hoje, hipocritamente a direita fascista desfila na Paulista ao lado dessa mesma PM e tirando Selfies com ela… É O CÚMULO DA HIPOCRISIA E DA MANIPULAÇÃO.

    • Não acho que são inocentes úteis, Eduardo Pacheco.
      Todos os anos as tarifas de metro, ônibus,trem, pedágio..eram reajustadas e ninguém se manifestava.
      No primeiro ano do Haddad resolveram ir às ruas?
      O Canal criança esperança percebeu que podia explorar o caso e deu no que deu.
      O prefeito tem direito por lei de reajustar a planta dos imóveis e a justiça quis impedir.
      E tudo que o Haddad tenta fazer gera um processo na justiça.

      Não são inocentes úteis, mas correm o risco de perder o que foi conquistado em 13 anos.

    • Eduardo(s),

      Desde aquela eu tento conversar com as pessoas sobre essa questão central que foi a violência da PM de SP, principalmente contra jornalistas, o estopim daquelas manifestações e não o tal do bordão “não é apenas por vinte centavos”.
      Mas parece que há um bloqueio psicológico disseminado, inclusive em colegas militantes e até nossos blogueiros de referência, como o Eduardo Guimarães.
      Não digo isso como crítica e nem quero impor uma “verdade” ou qualquer coisa parecida. Mas a forma cristalina como isso sempre me foi fácil perceber e a dificuldade de conseguir que alguém prossiga numa conversa sobre esse “detalhe” me assusta. Me faz pensar em algo muito mais maluco que mera falta de memória.
      Isso lembra outro fato da história recente, igualmente “apagado” da memória de muitos, que foi o estelionato eleitoral (esse é o termo preciso, não uma agressão verbal qualquer) ocorrido na eleição para Governador de SP quando o Covas foi eleito: naqueles dias finais que antecedem a eleição, quando as campanhas são encerradas e só o PIG (nesse caso eu assumo que é uma agressão verbal) fala para os eleitores, o JN da Globo divulgou uma pesquisa feita alguns dias antes (sem informar esse detalha) em que a Marta Suplicy estava “fora do páreo”, o Paulo Maluf estava garantido no segundo turno e a “unica dúvida” era quem ira com ele, se o Mário Covas ou o Francisco Rossi. Mas já era de conhecimento por qum tinha acesso a pesquisas mais recentes que o Francisco Rossi, assim como a Marina em 2014 e o Russomano em 2012, já havia despencado e a Marta estava subindo. Mas naquela época o Datafolha ainda tinha muita credibilidade e o voto útil em Covas foi trqatado como medida extrema, inclusive por muitas pessoas com quem eu conversei e outras que deram testemunho público. No resultado final o Covas “ganhou” da Marta por uma fração ínfima se considerarmos esse voto útilíssimo que era não deixar um segundo turno entre Maluf e um evangélico (naquela época menos valorizado ainda)!
      Mas voltando ao assunto inicial, essa questão da violência da PM como motivo do crescimento e nacionalização das manifestações é de fundamental importância para qualquer análise do que vem acontecendo no Brasil desde então.
      E extremamente necessária para definirmos as nossas ações de agora em diante.
      Para finalizar, daquilo que você narrou eu apenas tenho “dúvida” da espontaneidade da violência da PM e da coincidência dos fatos subsequentes…

      • Concordo contigo. As manifestações de 2013 do MPL em seu início, por mais que tivessem interesses e direcionamentos escusos, diga-se geopolíticos com características semelhantes a várias “primaveras” espalhadas por think tanks como bem sabemos, eram como de costume pontuais e insípidas. Sensibilizava aqueles que estavam ligados diretamente às reivindicações, e só. O estopim do caos institucional e social que hoje nos aguarda na próxima esquina, foi a atuação, a meu ver estratégica, política e muito bem pensada, da excrescência da ditadura militar, mais conhecida como polícia militar, pelo comando maior desta corporação, ou seja, o governador do estado, seus mais influentes assessores e secretários. A partir da ação naturalmente violenta, sectária e política desta corporação, da lenta percepção da prefeitura e do planalto sobre a evolução dos acontecimentos e principalmente do acirramento de ânimos, viu-se uma oportunidade inédita até aquele momento, de implementação de uma nova, promissora, caótica e suicida estratégia. Deste momento em diante, MPL, polícia, governo estadual, mídia e seus títeres preferidos, a classe média, tomaram lugar como pilares coadjuvantes de sustentação ao butim transnacional que hoje assalta o país, assalta o Brasil, a América Latina e qualquer país ou organização que ouse confrontar os deuses do mercado. Nos resta, como sempre foi na história, lutar…

    • A Globo, Band, Veja, Folha de SP o PIG, o cartel da mídia é quem são no Brasil os tocadores do golpe.
      Eles comandam o judiciário no Brasil.
      Na época desse protesto do Passe livre, a mídia em peso atacava a copa, os bilhões gastos e sempre acusando como uma grande corrupção e com isso foram fazendo a cabeça dos midiotas úteis. O que aconteceu depois é que diversos grupos se juntaram cada um com intenções diversas mas todas com um motivo único de protestas contra a corrupção não do governo federal mais a corrupção geral nos estados também, muita gente foi só na onda, como se fosse um carnaval. Depois ao verem que isso dá resultado, se intesificou os protestos de grupos fascistas de direita, patrocinados por capital externo e empresas e partidos de oposição é o que se vê hoje.

    • EduGuim e Eduardo, creio que os dois relatos se complementam.
      Sem dúvida, o pessoal do MPL foi inocente útil no início.
      Mas depois, quando as outras forças da direita se apropriaram das manifestações, me parece que eles se tornaram cúmplices.
      Logo quando a grande mídia passou a apoiar e fazer promoção das manifestações, creio que o MPL se empolgou e achou que poderia tirar proveito da situação. Pois continuaram a serem usados e não tiveram peito para denunciar o que estava havendo.
      mesmo que tenham sido inocentes úteis no início, acabaram se tornando cúmplices.

    • Que visão mais equivocada e simplista daquele momento histórico, provavelmente de alguém que não participou das jornadas. Julgar que as consequências da crise atual são por conta do movimento é, no mínimo, querer polarizar o discurso em favor do lado que não se beneficiou com o movimento político. A jornada surgiu por causa do tratamento autoritário e violento da polícia em relação ao MPL e a revolta que todos sentiram quando a Globo começou a chamá-los de vândalos. As pessoas começaram a divulgar na internet videos e mídias alternativas e foi nascendo um movimento em solidariedade ao grupo. Tudo começou sim com o MPL (movimento de esquerda), mas o movimento de indignação geral foi espontâneo e desorganizado, surgindo sob o codinome ‘anonymous’ (movimento hacker associado à subversão e anarquismo) juntou pessoas com demandas variadas ainda sem uma ‘cara’. Saúde, Educação padrão fifa, Reforma política entre outros temas estavam na pauta geral… Quando Partidos tentaram se apropriar/ bandeirar o movimento, foram expulsos, porque o movimento não se identificava com eles por não serem representativos do movimento. A crise que está por trás de toda essa cortina de fumaça é uma crise de Representatividade, levada muito em razão da desconfiança/ insatisfação geral da nação em relação aos representantes que ocupam o poder. É como se eles tivesse perdido a legitimidade em nos representar, e até aquele momento, estavam todos anestesiados, levando suas vidas, sem se preocupar com o que os eles estavam fazendo em nosso nome. O movimento das Jornadas era antipartido para a maioria dos participantes (e não apartidário) e estavam todos misturados no primeiro momento. Surgiram os Black Blocs e o MCC.
      O MCC, ligado à partidos de direita, começou a polarizar o discurso contra o governo, enquanto os Black Blocs, estavam contra o sistema. Nas páginas anonymous de convocação que surgiram, os discursos começaram a se dividir e as pessoas começaram a brigar, a atacar os Black e MPL dizendo que eram do governo, que eram do PT, enquanto os do MCC eram xingados de coxinha, mas ainda figurava de apartidário. Aos poucos os movimentos começaram a se separar. Mesmo assim, muitas pessoas continuaram mobilizadas depois das jornadas de junho/2013, mas com movimentos cada vez mais polarizados. Uns com cara de esquerda, como os movimentos antes e durante a COPA 2014 nos metrôs e nas obras FIFA, bem como o movimento de Reforma Política, que serviu para mobilizar a elite de esquerda (nos sindicatos e universidades) para reeleger a Dilma. Tanto é que depois das eleições o movimento do Plebiscito pela Reforma Política morreu.
      Outras manifestações promovidas pelo MCC, e partidos de direita (alguns de extrema – como pedindo retorno da Ditadura) também foram surgindo e crescendo, polarizando o discurso contra o governo do PT, pontualmente, e aos finais de semana.
      A mídia hegemônica foi dando mais espaço e notoriedade para os movimentos de direita, e apesar das manobras para se manter no governo, o PT não conseguiu segurar a onda conservadora que tomou conta do legislativo nas últimas eleições e tornou o Presidencialismo de coalizão completamente insustentável.
      A crise está no sistema político que adotamos, antidemocrático, manipulador da opinião popular por meios de comunicação em massa e financiamento de partidos que representam interesses de financiadores de campanha e não o povo. Pode mudar o partido que na minha opinião, não vai mudar em nada a situação do país, pois a situação é especulativa, é criada e descriada, mas não é o cerne da questão.
      Agora não venham me dizer que a crise na política começou por causa de 20 centavos!! Pois ambos os lados utilizaram de estratégias de apropriação das mobilizações populares e fizeram suas manobras para que o país chegasse onde chegou. Pois no fundo, o que ficou claro para todo mundo, não foi o interesse em um Brasil melhor, e sim em uma tomada do poder por um lado ou por outro.

  • ♫ Tenho me manifestado pouco aqui e em outros blogs porque percebi que nada adianta ficar batendo boca com os filhos da puta golpistas que vêm aqui encher o saco. E porque estou realmente preocupado com a desenvoltura com a qual o golpe avança.
    O que não quer absolutamente dizer que fugi da luta – como lamentavelmente fiz em ’68 – ou que estou desatento. Participarei na medida das minhas possibilidades de qualquer manifestação de apoio ao governo legitimamente eleito ou de repúdio aos asquerosos golpistas.
    Infelizmente, meus 70 anos e alguns problemas de saúde impedem que eu me junte à brava rapaziada que me recorda do que fui na juventude e início da maturidade. Mais uma triste realidade a aceitar.
    Mas o fogo latente e a fúria surda não diminuíram. Há pouca coisa que eu possa fazer nesta modorrenta Guarujá. Mas advirto: que ninguém me desacate por eu andar por aí com uma camisa do PT, porque revidarei à altura e, no bolso, levo um switchblade de quase um palmo e não hesitarei em enfiar a lâmina no baixo ventre de um eventual coxinha folgado ☻☻☻

  • “A partir de agora, se me prenderem, eu viro herói. Se me matarem, viro mártir. E se me deixarem solto, viro presidente de novo”, disse Lula a mais de um interlocutor, conforme o jornal O Estado de S. Paulo.
    E O AÉCIO, DEFINITIVAMENTE, VIROU PÓ.

    AGORA SÃO TODOS AÉCIO

    SÃO MILHÕES DE AÉCIOS
    ERAM IDIOTAS INÚTEIS.
    ERAM TODOS CUNHA.
    ERAM MILHÕES DE CUNHAS.

    (DITO POR ELES MESMOS)

    • Cuidado com as intrigas e boatos que o PIG solta por aí, sempre com finalidade negativa para nós da esquerda.
      O Lula jamais disse isso. Isso é coisa que surgiu e net e foi sendo repassado por todos nós, por representar um FATO, uma boa propaganda.
      Mas o Lula não falou isso.

  • Pois é Eduardo, foram os R$ 0,20 o estopim para tudo isso.
    Não nos esqueçamos que o estopim foi aceso pelo prefeito de São Paulo que, depois do Alckmin ter voltado atrás, ELE não voltou.
    O mesmo prefeito livrou o Alckmin de um problema, Alckmin arrancou uma polpuda contribuição da Associação dos Donos de Supermercados com o compromisso de eliminar as sacolas, não conseguiu.
    Foi o nosso maravilhoso prefeito que inventou uma lei para proibir as sacolinhas.
    Não nos esqueçamos do Zé da Justiça que em cinco anos nada fez, ao menos contra aqueles que soltavam ameaças de morte pela internet.
    Eduardo, quando o governo Dilma começou ser fustigado e foram marcadas as primeiras manifestações contra ela e ela ao invés de pedir apoio daqueles que a elegeram, trancou-se no palácio e em poucos dias estará fora do governo.
    Não nos esqueçamos do PT o partido cujos filiados que tiveram acesso ao poder parecem hoje macacos que foram comer mel e se lambuzaram todos.
    Não nos esqueçamos de José Dirceu que montou um feudo para si e seus familiares e de outros como Mentor e família, Tatto e família, que enriqueceram através do Pt, do Rui Falcão, um inútil que sempre foi fiel escudeiro da Marta até ela sair do partido, do Suplicy, culpado por termos o Serra no Senado. E muitos outros que não vale a pena nem citar. Do próprio presidente Lula que não deu atenção às nomeações para o supremo, por não ter feito reforma política quando se mandasse chover para cima, choveria debaixo para cima e muitas outras coisas que nem vale a pena citar.
    Chegou a hora de lamber as feridas, o sonho acabou!
    O sonho do país soberano, do Brasil para todos, infelizmente é findo.
    Quanto mais cedo começarmos a lamber as feridas, elas menos vão doer.

  • Minha sugestão, Eduardo? A descoberta do pré-sal, o roubo dos dados sobre o mesmo e em seguida “misteriosamente” tudo vira de ponta cabeça. Manobra para dobrar o país e fazer ele entregar o pré-sal e todo o resto que interessar já que já se está com a mão na massa. Que para os EUA interessa muito mais usar o petróleo de um país de gente burra e MANSA (nós) do que ter que lidar com os burros e violentos do oriente médio. Que cá entre nós, é coincidência DEMAIS para ser algo que aconteceu “por acaso” certo?

  • :

    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo A(s) Voz(es) do Bra♥♥S♥♥il e postando:

    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • :
    .:.
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo A(s) Voz(es) do Bra♥♥S♥♥il e postando:
    .:.
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    .:.
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !
    .:.
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • O que eu acho mais incrível é que o Ministério Publico Federal e a Polícia Federal em peso estão à caça do Lula. Nem Al Capone teve tanto foco, ele era perseguido só pelo Eliot Ness. Pelo jeito, no Brasil não existe sequer um megatraficante internacional de drogas (e nós sabemos que há, está inclusive no Senado), não há tráfico de mulheres, de crianças, de órgãos, não há criminosos internacionais, não há empresas multinacionais expropriando o país… FINALMENTE O BRASIL É O PARAÍSO NA TERRA!!!

    • Nos anos 60 usaram a Escola no Panamá para formar os militares que deram golpes em toda AL.
      Nos anos 70 e 80 a Escola de Chicago.
      Hoje usam evangélicos americanos para formar juízes e promotores.
      Policiais Federais pagos a peso de ouro, começaram a pagar usando o combate às drogas.
      Infelizmente o gigante adormecido foi morto antes de despertar!
      Procure saber como está a população hondurenha.
      Seremos um Novo México.
      Com o petróleo ao preço que está a Petrobras será entregue praticamente de graça, mais barato até que a Vale e Serra finalmente vai entregar o que prometeu ainda em 64.
      A classe média de São Paulo, Rio de BH poderá fazer muitas passeatas do tipo “Eu sou da paz!”
      Culpados, muitos!
      O próprio Lula que acreditou na conciliação quando as evidências mostravam o contrário. Não cuidou com atenção devida das nomeações para o Supremo.
      Do PT que em momento algum fez uma autocrítica sobre os filiados que se lambuzaram, Dirceu, Palocci, Mentor, Tatto e muitos outros que enriqueceram.
      Da própria presidente que em momento algum pediu apoio a quem a elegeu, ao contrário fechou-se no palácio e as únicas notícias que tivemos dela foram seus passeios de bicicleta.
      Dilma e seu republicanismo tosco tem sua dose de culpa.
      O projeto de país soberano está morto, questão de dias.
      Moro como Joaquim Barbosa será descartado, talvez nomeado para alguma vaga no Supremo ou no TSJ.
      Temer poderá abrir seu rabo de pavão. Sempre foi um, traiu o Quércia, o que poderia se esperar de um homem destes.
      O orgulho de ser brasileiro, recuperado pelo Lula, voltará a ser vergonha.
      E talvez a maior culpa seja do próprio Lula, apesar do tudo que fez.
      Quando sua popularidade permitia baixar um decreto definindo que a chuva deveria cair debaixo para cima e choveria debaixo para cima, não se preocupou com as reformas necessárias. Política e de mídia.
      A falta de apoio político não justifica, fosse para as ruas e teria todo o apoio que precisava.
      A tristeza é que voltaremos em poucos meses a uma condição pior do que a que tínhamos antes do Lula.
      A terceirização da atividade fim que está a um passo de ser aprovada enterrará a CLT e o Brasil se transformará em uma selva.
      Continuaremos vendendo para a China, eles precisam de grãos e de carne, mas estaremos fora dos Brics.
      Em poucos meses esgotam as reservas liquidando dívidas no mercado interno ou por qualquer outra desculpa. São todos especialistas em se desculpar, como fez hoje o juiz Moro dizendo que não é responsável para crise econômica e pela recessão. Cínico!
      Vai faltar soldados das PM’s para proteger e atuar como guarda pretoriana de uns poucos.
      Caixa, BB e BNDES vendidos ou domados para que os bancos cobrem os juros que quiserem.
      O Brasil estará definitivamente de joelhos para nunca mais se levantar!

    • ♫ Cá p’ra nós, sebo… Você ganha bem para ficar enchendo saco aqui? Declara isso no imposto de renda? Não? Ah, já sei: “eles” pagam em espécie, em dólar, e você entucha nos bolsos daquele vestido que enverga quando se “produz” e sai nos fim de semana atrás de afrodescendentes grandes, né? ☻☻☻

      • Ô Jimmy, Eu nunca ganhei nada de ninguém pra ficar enchendo o saco nos blogs de esquerda. Os tucanos nuca me deram nem mesmo um mísero sanduichinho de pão com mortadela.
        O que faço é fruto único e exclusivo da minha consciência política.
        Quanto aos “afrodescendentes grandes” deve ser da sua preferência já que você citou…

        • A sua “consciência política” está deficiente Seba, não tem a mínima consciência de nada, você como muitos midiotas são totalmente sem noção, ignorantes, analfabetos políticos. Um conselho, leia muito livros de história, assista documentários, pois, jornal nacional, cbn, veja, folha, estadão, época, exame(todos das mesmas famílias) só emburrece.

  • nota inicial – lamento profundamente constatar que neste momento de PROFUNDA crise acabemos por ver o BLOG CIDADANIA cada vez mais apático e ausente dos debates diários.
    .
    Sobre o texto ..2013 não era só um mar de brigadeiro NÃO !!! ..e aquilo esteve longe de ser uma “dita-dura”

    As contas externas já estavam fora dos trilhos há algum tempo, a industria reclamando pela concorrência da China ..e os políticos da falta de sensibilidade de Dilma

    A SEGURANÇA, infra e saúde sofriam (como ainda sofrem pelo déficit e pelos constantes atrasos em obras prometidas)

    O governo, arrogante, de posse dos números de emprego e ocupação, NÃO ouvia, e ainda não ouve, ninguém

    Diante da inflação do TOMATE e da indexação NUNCA combatida na economia, a SELIC renascia em abril/13 apesar dos sinais que já sinalizavam um provável desaquecimento

    e o pior dos piores ..naqueles tempos o BRASIL era OFENDIDO cotidianamente pela busca do Padrão FIFA somente para com as Obras futebolísticas (que, lá, já corria boato de sobrepreços e desvios)

    O pior do PIOR do pior pior não foram os R$ 0,20 centavos suspensos ..mas sim a FALTA DE RESPOSTA dos governos (e não foi por falta de aviso)

    ..do prefeito de SP por exemplo (novo no cargo à época) que até hoje não deu resposta convincentes pruma tarifa que PELA INFLAÇÃO deveria estar em R$ 2,40 (partindo-se de 0,50 no início do REAL) ..e esta a R$ 3,80

    ..e o de MAMA VANA que ao invés de ofertar esperança e propostas pra população veio com uma tal “Reforma Política”

    queria o que ?

    obs – o protesto em 2002 pegava todos os governos e todos os partidos de N a S do país ..políticos ficaram com MEDO e paralisados ..de absurdo no episódio dos R$ 0,20 foi o protesto contar com VÂNDALOS, e a PM – o estopim das radicalizações – ter TRAÍDO os manifestantes em SP e ter descido o cacete nos jovens que passaram a contar com a colaboração dos pais e amigos ..fora de capitalizar uma série de outras demandas (como a autonomia do MP ameaçada por exemplo)

    • Caro Romanelli,

      Você tem razão em algumas coisas, mas teria que ir mais a fundo pra ficar bom.

      Quando você fala do Caos da Saúde …. você tem certa razão. Mas qual a causa? Não ha dinheiro. Dilma é obrigada, entre aspas, a destinar o dinheiro pro superavit primeiro dos banqueiros. Você quase chega ao ponto quando fala da SELIC. E quando se fala em CPMF a direita fica histérica.
      Por que você escreve artigos longos e sem pensar?

      Sobre os estádios, concordo com você. Mas não estão pressionando Dilma para “movimentar a infraestrutura em favor das construtoras” ? Não é exatamente essa pressão que foi feita,sobre Lula pelos políticos de direita?

      Eles, (Aécio e PSDB) que pressionam agora, não sabem fazer um sabão e só sabem pressionar….sempre foi assim.

  • Acho que de tudo isso podemos tirar uma lição: QUALQUER posição política (esquerda, direita, etc.) se for extremada é prejudicial. Admitamos: os dois possuem pontos positivos. O grande desafio é encontrarmos o “meio-termo”, não é? 😉

  • Eduardo, ontem postei aqui, e não houve aquele aviso de que era preciso aguardar a moderação. Meu comentário tinha sumido.

    Agora eu entro no blog, e vejo a mesma mensagem, de aguardo, mas para o comentarista Campineiro (como se eu tivesse escrito a mensagem dele) e com outro e-mail aparecendo para eu completar nome, endereço e website.

    Será que seu blog foi vasculhado por alguns “cidadãos de bem” de Curitiba?

    A propósito, a Lava Jato vem sendo duramente criticada por advogados, juristas (inclusive ligados ao PSDB) e jornalistas, a maioria de São Paulo. Será que isso chega ao Sérgio Moro? Em tempos de internet, tudo chega, é claro, mas não com a mesma força…

    Curitiba tem mania de se achar uma cidade separada do Brasil, em um outro país que começa nela e termina no Rio Grande do Sul. A Lava Jato está pouco se lixando para o que se pensa em São Paulo. É um lance cultural. Estadão e Folha, por exemplo, não têm o mesmo peso no resto do país, como têm as revistas nacionais (de direita) e Globo (golpista). A Lava Jato está pouco se lixando para o que falam dela jornalistas e intelectuais que descobriram o golpe.

  • Edu, bom dia
    como vai a Victoria???
    estive preocupado com você e sua família, pelos últimos acontecimentos………
    não esmoreça.
    abraço fraterno

  • Caro Eduardo,

    E a coisa chegou a tal ponto, que a presidente Dilma não tem mais o direito e o poder de nomear um Ministro de Estado, de sua confiança, porque a oposição e o STF, que se tornou um partido político, não deixam. Uma coisa curiosa que eu tenho observado, é que todas as vezes que um partido político de oposição move uma ação contra o atual governo, esta cai sempre nas mãos do Ministro Gilmar Mendes, para ser o relator. É impressionante.

  • O golpe está planejado faz tempo e seria diferido na próxima semana. A sequência seria a seguinte: primeiro uma denuncia nos meios de comunicação envolvendo a Presidente e o ex-presidente (feito pela Isto É e replicada pelos demais), depois seria efetuada a prisão de Lula, no dia seguinte os juízes irião dizer que foram encontradas provas contra Lula e Dilma, os jornais irião estampar que no depoimento os juízes constataram o envolvimento de Lula e Dilma, no congresso seria pedido o impedimento e prisão da presidente, os jornais iriam fazer coro pedindo a prisão e impedimento de Dilma, no domingo 13/03 os partidos de oposição convocariam (já convocaram) manifestações pedindo o impedimento e prisão de Dilma e os juízes iriam pedir a prisão de Dilma. Os planos mudaram, não contavam com o problema no aeroporto, mas o objetivo irá continuar o mesmo. SERÁ QUE IRÃO PEDIR S PRISÃO DE LULA NESTE FINAL DE SEMANA? Não se iludam, as manifestações fazem parte de um panejamento para justificar a prisão e impedimento de Dilma.

  • Edu sempre lutou por espaços onde pudesse expor seu pensamento: primeiro na seção de leitor da Folha, quando a internet ainda não existia, e lá teve brigas homéricas com os fascistas de sempre. O conheci(virtualmente) quando comentávmos nos posts do Josias de Souza que, ao nos censurar, foi na época em que surgiram os blogs e surgiu nossa blogosfera que Globo & Moro querem censurar

  • Participei de algumas manifestações ao teu lado.

    Na Paulista, no Instituto Lula, no vão do Masp (você não tava) ação contra o Gilmar.

    Porém penso que o problema está no PT.

    O Lula tem todo meu respeito, mas ele enfraqueceu a PF quando tirou

    aquele delegado Lacerda.

    Sem falar que largaram o Dirceu, o Genoino, o Delúbio na mão dos golpistas.

    A Dilma então, embora demonstre ser incorruptível,

    é uma aberração política.

    Não enxerga um palmo pra trás do nariz, quanto mais na frente!

    Não percebeu a importância da Comunicação.

    Manteve esse idiota do Cardoso durante CINCO ANOS.

    A mulher é muito burra!!!

  • Não acho que os R$ 0,20 centavos criaram a crise. O que criou a crise foi a gestão temerária da economia. Pra mim a culpa é do Mantega que super estimulou o consumo endividando a população e viciando as empresas.

    As empresas contrataram e aumentaram a produção para atender uma demanda insustentável, a população se endividou e agora parou de consumir, sem vender as empresas tem que demitir.

    Durante seu governo o Lula preservou o tripé, controlou a inflação, por isso o sucesso dele e dos primeiros anos da Dilma.

    Não existe economia de esquerda ou de direita, há economia capitalista e ponto. Ou se gere a economia pela “lei” do mercado, ou o caldo desanda, não adianta inventar, foi a Dilma querer ser mais “esquerdista” economicamente que a vaca foi pro brejo.

    Isso sem contar a miopia política do governo dela, vale lembrar que ela começou seu primeiro mandato com uma ampla base aliada que ela destruiu. Foi na Ana Maria Braga, cantou parabéns para a Folha, jogou aos leões aliados que a Veja mandou.

    Dá para enumerar mais erros, sou contra querer agora jogar toda a culpa nos outros.

    Para mim o PT só está colhendo o que plantou.

  • Edu, não há dúvida que aquele movimento da moçada do MPL foi capturado pela direita, mas desculpe-me, depois da segunda manifestação, após o massacre da policia do xuxu, eles não tinham mais nada a fazer. Apenas navegaram, como inocentes uteis (e os são até hoje), naquele movimento que se tornou um movimento fascista nacional.
    Peço a você que analise os órgãos de direita que planejaram isto antecipadamente e aproveitaram a oportunidade para a captura do movimento, e também a inação do governo que não conseguiu entender nada do que aconteceu, e ficou parado durante todo este tempo.
    Há muito mais a entender deste processo do que dizer que foi a esquerda e/ou a extrema esquerda minoritária, a responsável por jogar o país onde estamos hoje.
    É necessário uma autocritica forte a este respeito de todo o nosso governo, se por um milagre, escapar desta avalanche que cada dia cresce como uma bola de neve. Se cair, a autocritica virá automaticamente.
    Torço e trabalho para que não caia…..

  • Edu,

    Tua capacidade de ser lucido e corajoso sempre me da forças. Acho a sua trajetoria incrivel; eu so descobri esse blog em agosto do ano passado e fico feliz de lê-lo, sempre. Concordo contigo que a esquerda tem gde culpa em tudo que acontece até mesmo por ter duvidado de reviravolta tão violenta, e tb porque esse movimento é internacional. As esquerdas na europa não conseguem nem mesmo suspirar tamanha opressão, estão todas sem direção e o fascismo/nazismo ganha força de todos os lados. Na França, Marine Le Pen e sua sobrinha (jovem, contudo mais extrema que a tia) pintam e bordam. A unica diferença é que todas as direitas e esquerdas se unem no final e não as deixam passar. Mas elas vão aos poucos minando as mentes, ganhando eleitores, etc., é o mesmo processo. Nem sei mais o que pensar mas acho que ja passou da hora, o governo precisa declarar estado de emergência e convocar o Exército. Não vejo outra alternativa para expelir o mal na pessa de Moro e Cia. Tio Sam esta ativo e a oligarquia, velha, ignara e maldita, esta mais viva do que nunca. Vamos lutar, eles não passarão !!

    Força Eduardo, força todos brasileiros e brasileiras desse lindo Brasil, vamos salvar nossa nação !!

  • Alguém deve estar sacaneando seu blog.

    Mandei meu comentário e não apareceu.

    E no lugar do meu nome e e-mail apareceu

    Altair Barcellos

    abarcellos @pop.com.br

  • Edu,

    O paulista é fascista de coração e não de ideias. Lutam não para melhorar a vida de todos mas para piorar a dos migrantes. Ē o tal fascismo da migração. Idiotas nem lembram que seus antepassados, expulsos dos cantões da Europa, vieram pra cá para substituir a mão escrava.

  • Edu,concordo plenamente com a sua analise,aliás sempre muito bem feitas.
    Mas também elegemos uma presidenta fraca, sem a minima condições de fazer do nosso Brasil um país grande.
    Voto no PT, votei na Dilma e continuarei a votar no partido sempre.
    Mas confesso, a Dilma foi a minha maior decepção eleitoral desde que comecei a votar.
    Em 2018 temos uma chance de mudar tal situação e com certeza teremos a volta do grande presidente Lula.

  • Sabe Edu, o único sujeito que realmente acredita nessa baboseira toda é você.

    E também acho que você acredita com boas intenções.

    As pessoas que você defende é que não tem essas boas intenções, salvo raríssimas exceções.

  • Bom dia, Eduardo.
    Espero que meu comentário o encontre bem, com saúde e disposição.

    Eduardo, as manifestações de junho de 2013 por causa do aumento das passagens foi apenas o start da mídia partidarizada e da oposição, para tudo o que está acontecendo.
    Em Brasília, há poucos meses (Ou poucas semanas), as passagens de ônibus que custavam 3,00 passaram para 4,00…
    Os ônibus circulares do centro, os zebrinhas, passaram de 2,00 para 3,00, um aumento de 50%.
    Mas não ouve nenhuma manifestação, NENHUMA!
    Porquê?
    Porque toda a mídia Brasiliense, altamente oposicionista e anti PT, fizeram os jovens bovinos candangos acreditar que o aumento era necessário pois o PT de Agnelo Queiroz havia ACABADO COM BRASÍLIA E COM O TRANSPORTE PÚBLICO…
    Ora, ora… Durante o governo de Agnelo foi construído o VLP e toda a frota de ônibus do DF foi renovada.
    Não existem mais ônibus velhos em Brasilia e o cartel que existia na capital, liderado pela Viplan, há décadas, foi desmantelado.
    Hoje o sistema de transporte da capital têm empresas de todo o Brasil.
    O PODER DA MÍDIA, DE MANIPULAR PESSOAS, HOJE, É MAIOR DO QUE VOCÊ PENSA!!
    Creia-me.
    Um forte abraço e os tradicionais votos de saúde e sucesso.

  • Edu, nem a imprensa golpista, nem os “globotomizados”, nem os partidos de oposição, nem os setores partidarizados das instituições são capazes de se articular de forma tão meticulosa e com precisão no “timing” dos acontecimentos das ações coordenadas para causar tamanha crise política e econômica e destruição da indústria nacional, se não houver por detrás organizações que foram criadas com o único propósito de desestabilizar Nações inteiras por questões geopolíticas. A questão de fundo disso tudo, repito, é o Pré-Sal e a Petrobrás!!!! Há rios de dinheiro internacional e apoio logístico envolvido nisso tudo!!!

  • Creio que o momento (dos “20 centavos”) foi usado para iniciar o golpe. Não sejamos injustos com os garotos.
    E depois, o jogo ainda não acabou!
    Recebi isso hoje, China, Russia e Brasil… do outro lado deve estar o tio Samuel:
    http://sputniknews.com/columnists/20160306/1035858412/brazil-interrogation-petrobras-scandal.html
    e
    https://www.rt.com/op-edge/334904-brazil-brics-lula-economy-regime/

    Por conta disso, me pergunto se as Forças Armadas vão de fato deixar corruptos golpearem um projeto de governo, que, apesar de todos os seus defeitos, é nacional, é nosso, que o diga a Ferrovia Trans-oceânica, o crescimento da Petrobras, a transposição do rio São Francisco, o projeto do submarino nuclear, a nova internet (que deixará o Brasil independente dos EUA)… Sei não, tá ficando tão evidente quem são e quem não são Brasileiros, que acho que nesse jogo poderá haver surpresas…

  • Caro Eduardo,
    Sem dúvidas a esquerda colaborou em muito com a situação atual.
    A primeira fase do Governo LULA, também chamada de Lulinha Paz e Amor, deixou transparecer que nosso grande Líder tinha medo de algumas instituições, como por exemplo a Globo.
    Deveria ter sido a principal trincheira na guerra contra o fascismo.
    Mas desde o início.
    E LULA conhecia muito bem o modus operandi dessa “organização” comandada pelos três porquinhos, digo marinhos.
    Podemos dizer que LULA sentiu quase na “pele” o poder daninho da Globo.
    E não a enfrentou com as armas adequadas.
    O PT e seus aliados se embebeceram com o poder e esqueceram que estavam dormindo com o inimigo.
    LULA não se cercou de uma polícia especial investigativa para identificar seus inimigos dentro e fora do País.
    E acreditou em um Governo de conciliação justamente com a direita mais fascista do planeta.
    Os resultados disso estamos vendo até agora.
    Hoje, tenho certeza de que LULA mudou de opinião e estratégia.
    Mas, haverá tempo para sufocar o terrorismo que vem sendo pregado pela direita em todos os seus aliados da imprensa, antes de retomarem o poder?
    Votei em LULA duas vezes e fiz o mesmo com DILMA.
    Farei tudo novamente, mas quero ver um PT de coragem nas ruas.
    Chega de covardia.
    Essa direita se enfrente com coragem !

  • Eduardo Guimarães,

    Desconheço a sua história e por isso não sei dizer se você está enganado ou enganando!?

    SE VOCÊ ESTIVER ENGANADO ENTENDA OS MOTIVOS QUE JUSTIFICAM TODO E QUALQUER PROTESTO NO BRASIL:

    Milhões de brasileiros sobrevivem com SALÁRIOS MISERÁVEIS. E não adianta dizer que os aumentos dos últimos 13 anos foram suficientes para aumentar a renda o suficiente para que o brasileiro pudesse comprar bens e serviços compatível com o que poderíamos chamar de uma vida confortável e ainda poupar para comprar à vista escapando da agiotagem legalizada.

    E como se o salário miserável não fosse suficiente boa parte da renda será consumida PAGANDO A MAIOR TAXA DE JUROS DO MUNDO (quanto mais pobre maior é a taxa de juros embutida nas compras a prazo) ou RECEBENDO TAXA DE JUROS QUE NEM COBRE A INFLAÇÃO quando consegue poupar parte do salário.

    Estes miseráveis indigentes e os sobreviventes, que a ideologia PETISTA e o BANCO MUNDIAL chamam de nova classe média, PAGAM A MAIOR CARGA TRIBUTÁRIA DO MUNDO, pois no Brasil cobra-se impostos basicamente sobre o consumo, o que torna nosso sistema tributário regressivo, ou seja, quem ganha menos paga mais. Assim, como os miseráveis praticamente consumem toda a pouca renda de que dispõem, os brasileiros perdem metade da renda que auferem pagando impostos embutidos no preço dos produtos e serviços.

    Para complicar a vida deste povo TEMOS O GOVERNO MAIS CORRUPTO E INEFICIENTE DO MUNDO DESDE SEMPRE, pois nunca conseguiram transformar nossas riquezas (água, minerais, sol, petróleo, terras férteis, biodiversidade e povo trabalhador) em desenvolvimento e serviços públicos de qualidade, o que explica o fato do Brasil ter o PIOR SISTEMA EDUCACIONAL DO MUNDO, o SISTEMA DE TELECOMUNICAÇÕES MAIS CARO DO MUNDO, a PIOR INTERNET DO MUNDO, o SISTEMA DE TRANSPORTE PÚBLICO MAIS CARO DO MUNDO e o MAIOR SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE DO MUNDO QUE NÃO FUNCIONA (SUS). Estamos nas piores posições em qualquer ranking internacional que considere os maiores e mais ricos países do mundo, portanto não venha nos comparar com republiquetas de banana e países pobres da Ásia e África.

    MAS SE VOCÊ QUER ENGANAR COM ARGUMENTOS SUPERFICIAIS, CONTRADITÓRIOS E MAL ELABORADOS?

    Espere a geração ZICA crescer para consumir seu proselitismo barato ou aprenda a fazer como a Rede Globo. Pois qualquer brasileiro que disponha de “telencéfalo altamente desenvolvido com o polegar opositor” não será convencido que os culpados pelos problemas do Brasil são os protestos realizados pelos jovens inconformados com o obvio: releia os cartazes e tente encontrar alguma reivindicação ilegítima! O que explica o ódio ao petismo, pois a dona Dilma e o senhor Lula foram incapazes de aproveitar a oportunidade de romper com a elite e usar a força das ruas para fazer as mudanças desejadas por 99% dos brasileiros que sempre são enganados a cada eleição.

    O problema do Brasil são os políticos, banqueiros, sonegadores, traficantes, poluidores, corruptos e financiadores de campanha política que pagam milhões (dólares, ações, apartamentos, sítios, palestras, etc.) aos nossos “representantes” para continuarem faturando bilhões às custas dos trabalhadores brasileiros que recebem SALÁRIOS MISERÁVEIS, PAGAM A MAIOR TAXA DE JUROS e CARGA TRIBUTÁRIA em troca dos PIORES SERVIÇOS PÚBLICOS DO MUNDO.

    Para que não tenha dúvida, nosso problema é causado pelo Sistema Financeiro Nacional e Sistema Nacional de Corrupção e Impunidade, graças à conivência do Sistema Político Eleitoral e Sistema Judiciário. Portanto, a culpa é do seu PT-PMDB e aliados de esquerda e direita, bem como do PSDB-DEM e seus aliados de direita e ultradireita.

    • Sotero,
      Eu também não concordo com o Eduardo de que foi as tais jornadas de junho “dos vinte centavos” que afundaram a economia e a democracia, podem no máximo ter sido objeto necessário e útil de ligação para o oportunismo político da mídia e da oposição. As engrenagens político-econômica que nos trouxeram até aqui e o aprofundamento da crise são muito mais complexos e programados cautelosamente que, não dar para responsabilizar a arrogância juvenil que pensa que ao manifestar-se contra o aumento de passagem de ônibus é, sequer, o começo das mudanças de um país complexo como o nosso. Ademais, se a nossa presidenta soubesse fazer política e tivesse compromisso sério com mudanças, juntamente com o PT e outros partidos de esquerda, teria se aproveitado da situação, da vontade juvenil que pensava que podia mudar o país e mostrado a eles os pontos que ela gostaria de mudar realmente e pedido que eles a ajudassem. Pressionar o Congresso por uma Constituinte Exclusiva e fazer Reformas que realmente os levassem a crer que os cartazes que fizeram poderiam ter alguma verdade, em médio prazo. Não dar para acreditar em mudanças no Brasil com um Congresso que não tem nenhum compromisso com o povo, mas única e exclusivamente com o sistema financeiro e o agronegócio locais e internacionais. Até houve alguns encontros, mas nisso ficou. Foi só a mídia dizer que era contra para que ela se recolhesse e se encolhesse novamente! Dito isso. Você cita o tempo inteiro em seu comentário que nada no Brasil presta! Tudo é o pior do mundo! De que Brasil você está falando?! O PT está no governo há treze anos. Durante vários séculos este país foi governado pela oposição direitista, que agora quer voltar ao poder, já não aguenta mais ficar longe dos cofres públicos federais. Se constrói um país sólido, democrático, maduro em treze anos?! Você cita e culpa todos os partidos, no entanto, a cobrança implícita que faz ao PT não é justa. Ou você o faz por ingenuidade, por desconhecimento da formação de nosso país e/ou por cinismo! Não penso que o PT não tenha culpa pela crise atual, mas não duvido de que seu agravamento é resultado da sanha em voltar ao poder, do PSDB, da mídia e avalizados e amparados pelos partidários advogados do judiciário federal. Para você o Brasil era melhor antes do PT chegar ao poder?! Por quê?
      Maria Antônia

  • Eduardo Guimarães: Respeito, sempre.
    A Globo quer te calar, via juizinho jacú e fascista. Não vai. Mesmo sem diploma de jornalista, o sr. dá de 1000 nos ditos “jornalistas investigativos” da ala da imprensa-fedor, e até em alguns progressistas.
    Bem, eu tenho uma opinião,compartilhada por outras pessoas: Moro e seus 80 babacas são alimentados e servem a CIA. Explico: As “manifestações” de 2013 foram a versão nacional da “Primavera árabe” e suas similares pelo mundo, patrocinadas pelos EUA, na mesma busca de implantar ditadores, ressuscitar o nazi-fascismo, colocar a soberania dos países afetados no lixo, e assim, se aproveitar, roubando seus recursos naturais, principalmente o petróleo, que lhes seria entregue de mão beijada pelos corruptos colocados no poder. Aqui já vimos onde querem chegar: colocar no poder um entreguista qualquer para que ele lhes entregue o Pré-sal.
    Ora, as manifestações de 2013 não tem moleques inocentes. Esses movimentos, iniciados aparentemente por causa de 20 centavos, tinham fotos de agentes americanos instruindo seus integrantes, ali mesmo, no MASP. Os revoltadinhos dessa e de outras organizações criminosas, todos jovens e caras de pau, chegaram a assumir publicamente suas ligações com os americanos, com os irmãos Koch em particular, conhecidos como patrocinadores de golpes de direita nos paises emergentes. (Os irmãos Koch estão em sexto lugar na lista da Forbes de bilionários mundiais)
    Ou seja, o golpe tem nome, e vem de fora .Aqui, só os corruptos e a burguesia corrupta ou candidata a corrupta apoiam. Os “jovens inocentes” são corruptos de berço e sabem muito bem o que estão fazendo. Se der ruim para o lado deles,é só tomar um avião para os EUA que serão muito bem amparados. Os trouxas que eles seduziram vão sofrer as consequencias, mas merecem, porque voce pode ser criado pelo próprio Hitler e ainda assim negar sua criação, desde que tenha caráter.
    Primavera Arabe, aqui não.

    • Belle Vox: tens imagens desses agentes americanos? E vídeos/sons das declarações dos manifestantes que admitiram isso? Gostaria de ter acesso. Obrigado…

  • Eduardo, você é um bravo nacionalista e democrata que tem feito um papel fundamental para a conscientização deste país. Estarei sempre lhe apoiando em todos os sentidos.
    A nossa esquerda brasileira tem esse comportamento dúbio, a ingenuidade ou talvez a falta sede pelo poder… quem não se lembra de Heloísa Helena que dissera ser importante ter alguns minutos no JN? É gente desse naipe que se diz de esquerda no Brasil.

  • Eduardo, assino embaixo. E sem essa de dizer que o MPL foi “inocente útil”. Movimentos organizados não são inocentes. A articulação e a engenharia de protesto que tiveram em mãos não é coisa de néscios e voluntariosos isolados.
    Mudando de assunto, e ainda nele, estranhei quando foi solicitada uma salva de palmas a você, na abertura de sua fala no ato na Associação de Jornalistas. Requião permaneceu de braços cruzados. Foi o único que vi na cena com essa postura ou é impressão minha? (sem querer achar pêlo em ovo, achei estranhíssimo)
    Grande abraço!

  • Caro Edu, estive pensando com meus botões e desenvolvi uma teoria maluca onde Lula pode estar, conscientemente, tomando as rédeas de toda essa bagunça. Às vezes a morosidade que observamos em Lula e Dilma pode ser uma tática de aguardar o erro do adversário e, aí sim, agir. Veja bem, qual era o plano da oposição (Globo, Moro, MP e PSDB)? Prender Lula o mais breve possível. Para que isso fosse possível, seria necessário um forte motivo para tomar essa medida sem causar mobilização na base de sustentação de Lula. Vamos lá: primeiro veiculam diuturnamente que um senador do PT (Delcídio) estaria magoado com Lula e Dilma por o abandonarem durante a sua prisão. Agora, se esse senador, magoado, fizesse uma delação, certamente se voltaria contra os dois por não o apoiarem. Seria uma delação que muita gente não contestaria sua veracidade, pois é sabido que um sentimento de vingança pode desencadear atitudes contra quem até poucos dias era seu líder no senado. Pronto, só faltava o Moro solicitar uma condução coercitiva e prendê-lo na República do Paraná. De quebra, a operação foi vazada para que a Globo tivesse argumentos para atacar a blogosfera. Porém, alguma coisa aconteceu que o plano de Moro não deu certo. Uns dizem que foi devido atuação do Professor Luizinho, outros dizem que foram militares da aeronáutica, enfim. De qualquer modo, Lula foi levado às cordas. Mesmo tendo feito um discurso histórico logo após a sua soltura, Moro ainda estaria dando as cartas. Porém, vazou que a possível delação de Delcidio na verdade, envolveria outros senadores, entre eles Renan. Ora, o que Lula foi fazer em Brasília conversar com o Renan? O que Renan poderia tem de tão especial que ajudasse Lula nesse momento? Aí é que, se minha teoria estiver certa, demostra toda a habilidade política de Lula, pois ele deve ter explicado a Renan que uma delação real de Delcídio tem um potencial muito grande de fazer para PSDB, PMDB e principalmente para o PT, pois a Globo sabe muito bem manipular as delações. Para Delcídio não fazer a delação seria importante ele não ter o mandato cassado, pois manteria seu foro privilegiado e não cairia nas mãos de Moro. Mas isto ainda não seria tudo, seria necessário eliminar o causador de toda essa estabilidade: Globo e Moro. E por que Lula foi a Renan? Porque Renan, num passado recente já colocou a Globo no seu devido lugar. Veja bem, não me lembro se foi logo no inicio do mandato de Dilma ou nas manifestações de 2013 que a Globo dirigiu ameaças veladas a Renan. E o que Renan fez que a Globo ficou pianinho? Disse que se necessário, iria colocar em votação a regulamentação da mídia, lembra-se. E a Globo deixou Renan em paz. Se que minha teoria estiver certa, todos se salvarão inclusive Aécio. Não é a toa que logo após conversa com Lula, Renan foi jantar com membros do PSDB. É como lula diz, política se faz com o estomago.

  • Caro Edu, estive pensando com meus botões e desenvolvi uma teoria maluca onde Lula pode estar, conscientemente, tomando as rédeas de toda essa bagunça. Às vezes a morosidade que observamos em Lula e Dilma pode ser uma tática de aguardar o erro do adversário e, aí sim, agir. Veja bem, qual era o plano da oposição (Globo, Moro, MP e PSDB)? Prender Lula o mais breve possível. Para que isso fosse possível, seria necessário um forte motivo para tomar essa medida sem causar mobilização na base de sustentação de Lula. Vamos lá: primeiro veiculam diuturnamente que um senador do PT (Delcídio) estaria magoado com Lula e Dilma por o abandonarem durante a sua prisão. Agora, se esse senador, magoado, fizesse uma delação, certamente se voltaria contra os dois por não o apoiarem. Seria uma delação que muita gente não contestaria sua veracidade, pois é sabido que um sentimento de vingança pode desencadear atitudes de revanche contra quem até poucos dias mantinha-o como seu líder no senado. Pronto, só faltava o Moro solicitar uma condução coercitiva e prendê-lo na República do Paraná. De quebra, a operação foi vazada para que a Globo tivesse argumentos para atacar a blogosfera. Porém, alguma coisa aconteceu que o plano de Moro não deu certo. Uns dizem que foi devido atuação do Professor Luizinho, outros dizem que foram militares da aeronáutica, enfim. De qualquer modo, Lula foi levado às cordas. Mesmo tendo feito um discurso histórico logo após a sua soltura, Moro ainda estaria dando as cartas. Porém, vazou que a possível delação de Delcidio, na verdade, envolveria outros senadores, entre eles Renan. Ora, o que Lula foi fazer em Brasília conversar com o Renan? O que Renan poderia tem de tão especial que ajudasse Lula nesse momento? Aí é que se minha teoria estiver certa, demostra toda a habilidade política de Lula, pois ele deve ter explicado a Renan que uma delação real de Delcídio teria um potencial muito grande de fazer estrago para todos, PSDB, PMDB e principalmente para o PT, pois a Globo sabe muito bem manipular as delações. Para Delcídio não fazer a delação seria importante ele não ter o mandato cassado, pois dessa forma, manteria seu foro privilegiado e não cairia nas mãos de Moro. Mas isto ainda não seria tudo, seria necessário ainda eliminar o causador de toda essa instabilidade: Globo e Moro. E por que Lula foi a Renan? Porque Renan, num passado recente já colocou a Globo nas cordas. Veja bem, não me lembro se foi logo no inicio do mandato de Dilma ou nas manifestações de 2013 que a Globo dirigiu ameaças veladas a Renan. E o que Renan fez que a Globo ficou pianinho? Disse que se necessário, iria colocar em votação a regulamentação da mídia, lembra-se? E a Globo deixou Renan em paz. Se que minha teoria estiver certa, todos se salvarão inclusive Aécio. Não é a toa que logo após conversa com Lula, Renan foi jantar com membros do PSDB. É como lula diz, política se faz com o estomago.

  • Esses eventos foram a cabeça de ponte para mais uma ação de desestabilização contra o Brasil, movida pelo pentagono/nsa.
    E realmente a democracia brasileira ja foi ferida, espero que não mortalmente.

  • Aécio está se sentindo ameaçado? Por quem? Pelo juiz Moro? Pela Rede Globo?

    Com Lava Jato à porta, Aécio recua e pede serenidade
    Delcídio o mencionou em suposta delação premiada

    publicado 10/03/2016

    No Zero Hora:
    Em evento do PSDB, Aécio Neves recua nos ataques contra o PT

    Nesta quinta-feira, senador tucano disse que o ex-presidente Lula tem direito a se defender

    Após a divulgação da notícia de que o senador Delcídio Amaral mencionou o nome do presidente do PSDB, Aécio Neves, em delação premiada, o senador tucano recuou nos ataques contra o governo. Ao chegar para um evento do partido na manhã desta quinta-feira, na Câmara dos Deputados, Aécio disse que o ex-presidente Lula tem direito a se defender. As informações são da Rádio Gaúcha.

    — Todos temos que ter nessa hora muita serenidade. Serenidade para apresentarmos respostas a todos questionamentos. Isso serve para todos, eu me incluo entre essas pessoas, e o próprio presidente Lula. O que não podemos fazer numa hora como essas é ter como defesa o ataque — avaliou.

    QUE FRASE ENGRAÇADA: “Nesta quinta-feira, senador tucano disse que o ex-presidente Lula tem direito a se defender”.
    Nossa! Como Aécio está ficando civilizado!

  • Não tem jeito. O governo se esfacela. Dilma está só.

    Sempre culpa dos outros. De crises externas fictícias. De perseguições

    Sempre justificativas patéticas, evocando supostos êxitos para atenuar a clara, inquestionável roubalheira.

    Não começou com o PT. Não mesmo! Começou com P Vaz de Caminha.

    Mas concordo. As tais manifestações desmioladas do tal movimento passe livre, foram puro lixo. Sempre os critiquei. Bando de moleques metidos à revoltados românticos. Puro lixo.

    Não acredito que Lula de a ser preso ainda.AINDA. Faltam elementos. Mas eles parecem que virão.

    Pior é a “idéia” easrúxulande alguns petralhas (sim, TRALHAS. Nem todo petista é petralha), de colocar Lula de Ministro para escapar. Em outras palavras, usar a estrutura do estado para serviço de um partido ou pessoa. É como ser um moleque incompetente e ser nomeado para diretor da Caixa Economica Federal.

    I

    • Pessoal, o golpe está sendo planejado, passei agora na FIEP.
      Aqui em Curitiba, está tendo reunião à portas fechadas com várias autoridades da justiça e políticos e empresários. Na mesma FIEP onde ontem o Moro palestrou para empresários.
      muito estranho está reunião após todos estes acontecimentos.

  • Caro Eduardo,

    O pedido de prisão do ex-presidente Lula formulado pelo Ministério Público de São Paulo, evidencia o quanto este e o Poder Judiciário estão partidarizados. Hoje já estamos vivendo num estado de exceção, onde a constituição e as leis que regem este país, não são mais respeitadas pelos órgãos da justiça. Como disse outro dia aqui neste blog, é uma verdadeira esculhambação, e o que é pior, esse pessoal não é punido pelos abusos cometidos.

  • Segundo o ” GloBo” muitos do planalto deram risadas da integra do pedido de prisão de lula. Uma pena que nossa presidenta esta cercada de gente muito incompetente. Por mais translocado o pedido dos promotores, eles deram um corne na JUIZA que vai julgar o caso. Agora ela vai ficar muito pressionada dos dois lados, e vai agradar os dois lados, não vai acatar o pedido de prisão, mas acatará a ação. Pronto…. era o que eles queriam.

  • Cansei de fazer essa observação em longos debates com amigos. É a pura verdade, o inferno da Dilma, e posteriormente do PT e agora do Lula começou nestas manifestações em 2013. que até então Dilma contava com alta popularidade. é gozado que o tratamento da grande imprensa no início do movimento, quando era comandada por meia dúzia de jovens foi de taxa-los como bandidos, baderneiros e tal. logo depois que a polícia do chu chu desceu o porrete e o negocia cresceu assustadoramente pelo Brasil todo, a grande imprensa e forças conservadoras souberam canalizar o processo para o seu interesse e o direcionou contra qualquer movimento social de esquerda e principalmente contra o governo e o PT. Quem não se lembra do canastrão e capacho dos marinhos Arnaldo Jabor mudar de opinião da noite para o dia, assim que o movimento começou a ganhar ares de extrema-direita pedindo até a volta dos militares.

  • Caro Eduardo Guimarães, na minha modesta opinião, a medida do MP/São Paulo, sobre a prisão preventiva do Sr. Luiz Inácio Lula da Silva visa incrementar as manifestações do próximo domingo (dia 13/03), simplesmente criando um fato novo. O fato da Juíza determinar parecer somente apos as manifestações (segunda-feira) torna isso bem claro. A Direita Raivosa (PSDB/PPS/DEM/PSB/PMDB/Achadores do Cunha/Globo/Veja/Folha de SP/etc…) está desesperada, pois percebeu que mesmo os defensores do modelo Neoliberal , perceberam que estão sendo massa de manobra (manipulados) e sendo usados como bucha de canhão por parte da Direita Raivosa (que não aceitam o resultado das urnas). É a primeira vez no mundo, que um grupo altamente envolvido com a corrupção (Direita Raivosa e CIA), fazem uma manifestação para o combate a corrupção, como diria nosso saudoso Raul Seixas: PARE O MUNDO QUE EU QUERO DESCER. O líder principal do movimento golpista, o Sr. Aécio Neves ( que muita gente ainda não percebeu, é Senador da República pelo nosso estimado Estado de Minas Gerais), mesmo morando no Rio de Janeiro, está sem moral para chamar os manifestantes, pois o mesmo está mais sujo que “POLEIRO DE TUCANO”. Outra coisa muito importante, a Rede Globo parece está se rendendo as manifestações (O povo não é bobo, abaixo a rede globo) e já se posicionou contra o Pedido do MP/SP. Como o povo não é bobo vou mandar um recado para os Marinhos: REDE GLOBO NÃO FAZ COMIGO O QUE FAZ SÓ POR DINHEIRO, TU VAI VER QUE MERDA É ENGANAR O BRASILEIRO (trechos da música Tio Sam não faz comigo, do Inimigos do Império/Youtube. Um abraço e boa noite!.

  • Será acatada, com certeza. O PT e Lula demoram muito para agir. Foi ventilado para ele ser ministro e ele ficou de pensar. Quando aceitou, já havia o pedido de prisão. Era para tudo estar resolvido, se não houvesse essa indecisão. Quando é que Lula e o PT vão entender que estamos numa guerra feroz e numa grande conspiração? A prisão de Lula representa o início das prisões de Cristina, Maduro, Evo e vai por aí afora. Não pensem que isso não vai acontecer. Qualquer declaração ou movimento que se faz em Brasília, os inimigos lançam logo um contra-ataque. E ainda teve assessor, cheio de ideologia, dizendo que ele não iria aceitar o cargo, isso ontem. Ao invés de convencê-lo a aceitar. Quando aceitou, já não podia mais. Lula na cadeia, não contribui para nada. Vai ficar jogado lá dentro, sendo humilhado, desprezado, xingado. Destruirá as esquerdas. Um líder como ele tem responsabilidade no mundo inteiro. Sua influência formará novas lideranças em muitos países latino-americanos. Será que é tão difícil entender isso?

  • Vamos dar razão de partida à posição de que a reivindicação de abaixar a passagem em 20 centavos em 2013 foi incorreta e abusiva. Certo. Concordo. Qual era o contexto? Crescimento, alta popularidade, e três eventos mundiais (Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas). Vamos ter em mente que esses três eventos poderíam trazer ao Brasil um gasto estrangeiro no nosso mercado interno na casa do trilhão de reais, além de se traduzirem no ápice da consolidação da imagem positiva do Brasil, tal qual vinha ocorrendo, e a continuidade do processo de crescimento. Aí vem o MPL. E o MPL não era nada até entrar o fator Alckimin. O Alckimin é peça da oposição, e, sem amadorismo político, viu a possibilidade de estragar a maré positiva. Estamos de um agente político que uma vez quase destruiu o centro de São Paulo para tirar o MTST de um prédio, e que destruiu uma vila inteira (Pinheirinho) com casas e tudo. Entendendo que o quadro beneficiava o governo federal, e com a percepção de que este era o adversário a ser combatido, ele joga então, estrategicamente, todo um potencial destrutivo sobre um fraco movimento, com uma polícia mirando inusualmente seus rifles contra os próprios jornalistas. Uma forma de desastabilizar uma maré positiva é provocar instabilidade, convulsão social, jogar mais lenha na fogueira. Aí entra o fator Haddad, alinhado com Alckimin, por uma questão de concordância de visões sobre a necessidade do aumento da passagem, e entra o fator Dilma, ambos do PT, defensores de um projeto plenamente exitoso até aquele momento. Em 18 de maio de 2013, Haddad convoca o Conselho da Cidade, criado por ele mesmo, e o tal Conselho opina que ele reduza a passagem nos tais 20 centavos. O que ele faz? Ignora o Conselho que ele próprio criou e mantém a resistência, alinhado ao Alckimin. Erro político mortal. Aquele movimento adquire então proporções que abalam a estabilidade político-social, fazendo o que o Alckimin pretendia, a derrubada do clima nacional positivo mas solapando, em contrapartida, o projeto exitoso que vinha se esboçando até então. Em 19 de junho de 2013, às 18h, Haddad anuncia, no Palácio dos Bandeirantes, a tal redução da tarifa. Ou seja, passou pelas suas mãos que nunca existisse ou houvesse na história do Brasil as tais “Jornadas de Junho”.
    Para a prefeitura, o preço da redução foi de 1,5 bilhão. Mais tarde, logicamente, já com estrago feito, a Prefeitura delineou estratégias que acabaram esvaziando o MPL, como o passe livre estudantil, como contraposição aos aumento anuais da passagem, de modo que o MPL voltou à insignificância.
    Ainda que, penalizando a população municipal, obriga a arcar com 1,5 bilhão de uma reivindicação de loucos e tresloucados, o projeto maior seria resguardado, e com políticas como passe livre estudantil, o poder municipal iria recuperando aos poucos, ao longo do tempo, as perdas dessa reivindicação maluca. Isso chama-se habilidade política, a faculdade de vc contornar impecilhos momentâneos garantindo a permanência e a continuidade do essencial, que era a realização tranquila dos três eventos mundiais programados. Se vc está com com toda sua família na sua casa para um grade domingo, se um tio louco ameaça por fogo no carpete se vc não deixar a TV no Raul Gil você não vai bater de frente com ele, pois tem a questão mais essencial que a proteção da casa e da sua família em si. Você vai tentar ter jogo de cintura para contornar a situação, criar alguma distração, até resolver o problema, mas nunca vai colocar em risco a vida de todos e o seu patrimônio. No caso da oposição, do Alckimin, valia a pena queimar a casa (o Brasil) para se livrar de um rato (MPL), mas no caso do PT não, e o Haddad e a Dilma não souberam ver isso. Para um rato vc põe ratoeira, veneno, usa de mil ardis, mas nunca vc vai queimar sua casa. 1,5 bilhão acabou sendo perdido de qualquer jeito, mas esse 1,5 bilhão que o Haddad não deu em maio se transformou em uma perda de trilhões de reais, destruiu o Brasil e poderá custar vidas ainda. Eu não estou dizendo que o Haddad gerou isso, apenas ele cometeu o ERRO que possibilitou o avanço dos adversários. E em guerra e na política, os adversários se aproveitam de brechas e falhas.

  • Eduardo,

    Muito pouco se fala a respeito dado a amplitude do fato, mas, na minha modesta opinião, a causa de todo o que estamos vendo hoje no Brasil tem nome e endereço: Aécio Neves.

    Não damos muita atenção a fatos simples, mas são eles, quase invisíveis, é que despertam os gigantes adormecidos.

    Quando da vitória da Dilma, naquele instante de euforia por tudo que os eleitores da esquerda passaram nessas eleições com os insistentes golpes nas costas da mídia partidária, aguardei o discurso do Aécio Neves: O perdedor.

    Ao invés de reconhecer a derrota de cabeça erguida, muito pela surpreendente reviravolta no fim de campanha, muito pela história e tradição de sua família, muito pela democracia, pela hombridade, esperei em vão. Aécio disse que o país estava dividido.

    Esta frase ecoou ao som de todos os fascistas adormecidos no país, reproduzida incessantemente pela Globo e afiliados midiáticos golpistas.

    Tudo que se viu depois foi o de pior que estava adormecido aparecer.

    Creio que ainda veremos esses fantasmas por ai ainda muitos anos.

    Uma ideia, uma frase, um remorso, um choro de perdedor, de garoto mimado, este foi o estopim de tudo.

    Chamo a atenção de todos: Não deixemos de responsabilizar quem, de fato, começou toda essa podridão: Aécio Neves.

    Grande abraço,

    Rusimário Bernardes

  • :

    : * * * * 22:13 * * * * .:. Ouvindo A(s) Voz(es) do Bra♥♥S♥♥il e postando:

    L uz do povo brasileiro

    U m digno e fiel lutador

    L astreando com real valor

    A honra do BraSil inteiro.

    .:.

    L ula livrou 40 milhões da pobreza

    U m feito memorável sem precedentes

    L utando contra a mídia venal, teve a certeza

    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes.

    .:.

    L ivrando da pobreza absoluta 40 milhões de brasileiros

    U m feito sem igual que por si só já bastaria

    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros

    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia.

    … .

    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • :

    : * * * * 22:13 * * * * .:. Ouvindo A Voz do Bra♥♥S♥♥il e postando:

    L uz do povo brasileiro

    U m digno e fiel lutador

    L astreando com real valor

    A honra do BraSil inteiro.

    .:.

    L ula livrou 40 milhões da pobreza

    U m feito memorável sem precedentes

    L utando contra a mídia venal, teve a certeza

    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes.

    .:.

    L ivrando da pobreza absoluta 40 milhões de brasileiros

    U m feito sem igual que por si só já bastaria

    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros

    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia.

    … .

    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • O blog ta com problema. Esta marcando o e-mail e o nome do ultimo a comentar, esta aparecendo. Eu não sou Joana, só postei pra ver se continua, e continua.

  • Assisti todo o vídeo em sua integridade. Foi muito bom e também, muito esclarecedor, dando-nos munição para melhora os nossos debates com nossos alunos e pessoas das comunidade que trabalhamos. Não haverá golpe!

Deixe uma resposta