Brasil desfruta da santa paz dos cemitérios

Noticiário político do maior jornal do país tem 7 míseras matérias, ruas desertas, internet em animação suspensa. Desfrutamos dessa verdadeira Pax Romana indo salgar a bunda na praia, mas, no Amapá, a polícia política invade uma Casa Fora do Eixo, políticos de extrema direita insuflam hordas fascistas, direitos dos trabalhadores são atacados, perseguições políticas se avolumam… Mas está tudo cor-de-rosa. O que não enxergo, não me preocupa.

2016 não vai acabar tão cedo

2016, ano do golpe, da consolidação da crise, quando direitos dos trabalhadores e políticas de resgate de pobres e miseráveis começam a ser abandonados… Em 2016, a crise econômica se cristalizou a partir do beco sem saída a que chegou a crise política. E o pior é que 2016 não acabará tão cedo. Para isso seria necessário eleger novos governo e Congresso. Só pra começar.

Deixem os golpistas governarem, vão se enterrar sozinhos

Ainda vão me dar razão nesta premissa: o PT governou durante 13 anos. Venceu 4 eleições. Foi ruim a direita tomar o poder na marra, mas é bom alternar o poder. O povo espera que os golpistas lhe deem de volta o que receberam do PT por 11 anos e que faltou nos últimos quase dois anos. Quando o povo descobrir que não vai rolar, vai ficar muito, muito zangado. Vamos assistir de camarote.

Crise política que afunda a economia e a democracia custou 20 centavos

Não tenho medo das armações da direita. Já representei o Sergio Moro ao CNJ. Sabia que cedo ou tarde viriam pra cima de mim. O que me dói é saber que de junho de 2013 para cá o país começou a afundar de todas as formas por culpa de setores da esquerda. Naqueles 30 dias, o Brasil deixou de ser uma promessa para se transformar em um pesadelo no qual fascistas começaram a levantar das tumbas e, dali em diante, nada mais deu certo por aqui.

Campanha de aniquilação de petistas inviabilizará a política brasileira

O objetivo primordial da política não existe mais. Ao menos no Brasil atual. Os rancores e o ódio nortearão a disputa pelo poder. Uma geração inteira de brasileiros será gerida pelo ódio. E o ódio não sumirá após a direita voltar ao poder. Quanto àqueles que acham que poderão esmagar os adversários quando voltarem ao poder, lembrem-se do nazismo. Hitler foi o último grande cretino que achou que poderia esmagar qualquer um que a ele se opusesse. O PSDB e sua mídia vão provar do próprio remédio.

A saída para Dilma, Lula e PT é explicar a crise ao povo

Chegou a hora de denunciar por que a economia não melhora. Ah, mas muita gente não vai acreditar, dirão os medrosos. E daí? Muita gente não é todo mundo. Há, sim, gente que pensa, gente inteligente que vai entender o que a diretora-gerente do FMI explicou com tanta simplicidade no ano passado: a Lava Jato e as tentativas de golpe estão afundando a economia. O povo não sabe disso. Ninguém vai informá-lo?

Quando as imagens explicam melhor a política do que as palavras

O que preocupa o autor desta análise é que quando imagens explicam melhor a política do que as palavras é porque a sociedade abandonou o campo do diálogo e mergulhou no da imposição de vontades. Nesse aspecto, sucessão de imagens selecionadas consegue explicar melhor o cenário político do que volume tal de análises escritas ao longo deste ano que, juntas, lotariam a Bliblioteca Real de Alexandria. PS: VOCÊ NÃO PRECISA LER ESTE POST, SE NÃO QUISER. MAS NÃO PODE DEIXAR DE VER AS IMAGENS.

É hora de o Brasil criar juízo e se unir contra a crise

Os setores mais racionais da vida nacional – sejam governistas, sejam oposicionistas – já reconhecem, em uníssono, que a economia não está reagindo devido à política. Há cerca de seis meses que a agenda nacional gira em torno dessa guerra política, agravada pela eleição de uma Câmara dos Deputados cuja marca tem sido a irresponsabilidade. Sem resolver a crise política, não haverá solução para a economia. Se houver um acordo nacional, sairemos em breve da crise econômica e todos lucrarão. Só é preciso um mínimo de maturidade e lucidez.