Reação ao golpe cresce, surpreende golpistas e pode virar o jogo

Análise

reação capa

 

Nas últimas 48 horas – pouco mais, pouco menos -, começou a se formar no país e no exterior um clima de inconformismo que está chegando ao paroxismo. Pessoas e entidades que resistiam a se manifestar contra o golpe paraguaio que tentam dar no país, finalmente caíram em si.

Um bom exemplo disso é o PSOL. Apesar de a ex-candidata psolista a presidente Luciana Genro estar fazendo o jogo dos golpistas de um modo que sugere que tenha combinado alguma coisa com eles, ela se isolou no partido.

Na foto abaixo, reprodução da primeira página da Folha de São Paulo de quinta-feira, 31 de março. Nela, aparece ninguém mais, ninguém menos do que o deputado federal pelo PSOL paulista Ivan Valente chegando às vias de fato na comissão do impeachment.

reação 1

O PSOL fechou questão contra o golpe e, segundo relata o mesmo jornal supracitado, o partido integrará oficialmente o ato contra o impeachment que ocorrerá nesta quinta-feira 31 em todo o Brasil e em quase duas dezenas de cidades mundo afora.

reação 2

 

Ao todo, mais de 60 entidades participam do evento organizado pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A primeira reúne movimentos historicamente ligadas ao PT, como CUT (Central Única dos Trabalhadores), MST (Movimento dos Sem Terra) e UNE (União Nacional dos Estudantes), enquanto a segunda é composta, entre outros, por MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e Psol.

Também nesta quinta-feira, intelectuais, artistas e cientistas entregaram a Dilma doze manifestos em favor da democracia e contra o golpe. O ato ocorreu no Palácio do Planalto.

Entre as personalidades presentes, os atores Letícia Sabatela e Osmar Prado, o jornalista e escritor Fernando Moraes, o produtor de cinema Luís Carlos Barreto, a diretora Ana Muylaert, o escritor Raduan Nassar, o rapper Renegado, o escritor e ilustrador Ziraldo, o sociólogo Emir Sader e o historiador Luiz Felipe Alencastro.

Foram apresentados vídeos de personalidades que não puderam comparecer, como o neurocientista Miguel Nicolelis, a economistas Maria Conceição Tavares e o linguista e filósofo Noam Chomsky.

Nos últimos dias, aliás, já vêm ocorrendo manifestações contra o golpe em cidades europeias como Lisboa e Paris.
Lisboa

Paris

 

Tudo somado, começa a se tornar muito custoso para o Brasil consumar um golpe paraguaio de forma tão escrachada, com o processo sendo conduzido por um presidente da Câmara envolvido em corrupção até o pescoço, indiciado pelo Supremo, com a mulher e filha sendo investigadas por corrupção, atingido por provas materiais como extratos de contas secretas no exterior abastecidas por dinheiro sem origem comprovada e sem ter sido declaradas ao fisco brasileiro.

A falta de moral dos que pretendem derrubar Dilma acusando-a de “crime de responsabilidade”, porém, não é o único nem o principal fator a caracterizar esse processo como golpista.

O que é pior, como diz o ministro do Supremo Marco Aurélio Mello, é a falta de motivos concretos para derrubar a presidente da República. Apesar de os golpistas acusarem Dilma de ter cometido todos os crimes do Código Penal, o processo contra ela que tramita na Câmara se baseia nas tais “pedaladas”, ou seja, em uma manobra contábil largamente usada por todos os presidentes da República anteriores e pelos atuais e antigos prefeitos e governadores de todo país.

Apesar de haver quem queira fazer prevalecer a tese de que é possível penalizar só Dilma por prática contábil tão comum, as pessoas sérias e instruídas daqui e de toda parte não cairão nessa, como não estão caindo.

Assim, agora resta apenas conferir a reação dos democratas deste país nos protestos desta quinta-feira que se espalham pelo país e pelo mundo. A depender da intensidade desses atos públicos, sobretudo em São Paulo e Brasília, o preço a pagar por um golpe paraguaio pode ficar impagável para os golpistas de sempre.

*

Confira no vídeo abaixo, ao vivo, o ato de Brasília.

109 comments

  • Ja virou,ja virou,so nã admitem os opositores em uma futil tentativa de ainda intimidar parlamentares.Havera muitas ausencias no dia da votação,pois estarão de cara com um pais dividido e não vão querer desagradar os 2 lados.Muitos analistas ja dão como certa a derrota do impeachment.Renan ja declarou que nem vai mobilizar o senado porque o golpe não vai acontecer.

    • Douglas, também pensei nisso. E ausências ajudam o governo. O que conta é o número de votos que eles precisam para o impeachment e não os 171 necessários ao governo.Cada ausência, equivale a um voto dado á Dilma.Temos grandes chances.

  • Edu,
    a democracia e as pessoas de bem, farão desse pedido de impedimento que: ela vai continuar no cargo e o Brasil, junto com os Bric’s, darão uma banana para o obama e seus asseclas…….só espero que, ao fina desse processo, a 1a. atitude da presidenta, seja, educadamente, mandar a embaixadora americana para a puta que a pariu, sem esquecer de mandá-la de volta para o seu país.
    reinaldo carletti

  • Daqui a 30 minutos sairei para o ato em defesa da democracia e do Estado de Direito na Praça da Sé, na capital paulista.

    Não admito que no espaço temporal de uma vida, tenha que viver sob a indignidade representada pelo jugo de duas ditaduras, a militar de 1964 e este golpe dirigido por parlamentares-bandidos.

    Canalhas em geral e golpistas, não passarão !

  • Edu,

    Tem muita gente sensata no país. É o golpe só ajudaria aos devedores do fisco, tais como, Ali Babá Cunha, Temeroso, Cerra é demais genericos.

  • Edu estava matutando e pensei em algo então faço uma pergunta e peço ajuda dos demais colegas:
    Já que nosso MP não se digna a investigar o ilustre ex-presidente FHC não poderia ser acionado o MP da França sobre a suspeita do apartamento de FHC ter origem em dinheiro público brasileiro desviado e ilegal e comprado e usufruído de maneira ilegal o imóvel no território francês?
    Isso seria viável juridicamente?

  • O golpe é a maior irresponsabilidade que se venha praticar em uma democracia. O golpe não apoio da população, é um desastre turbulento e de faixa negativa. Com a prática do golpe vem o impasse, não impõe respeito, é um desalento e desagradável. O comodismo do golpe tem preconceito indubitavelmente que pode causar guerra e desordem em uma nação, em um país cauteloso, animado e amável como é o Brasil.

  • Não há golpe. Há motivos de sobra para liquidar este governo e você sabe! Esse papo de Robin Hood de saia vermelha é ridículo.

    Quanto à “reação” não há surpresa. Unanimidades não existem. Ainda mais num país movido à coitadismo terceiro mundista.

    Também não surpreende a baixaria e falta de classe dos “deputados”- um misto elaborado de todo o lixo que este país pode produzir.

    Mas o pior mesmo é a treta do Lula ter “foro privilegiado”.
    Lembram aue o famigerado JB não desmembrou e manteve os larápios no colo dele, garantindo assim a punição exemplar? Vocês chilicaram. Houve ataques histéricos.
    Agora o não menos incompetente Teori faz o mesmo… Distorce tudo, não para aplicar a punição, mas para tentar garantir que ela não ocorra.

    Um verdadeiro PAÍS DE FRACASSADOS.

    Lembrem dos encontrinhos secretos de Dylma com Lesandowsky. Do “precisamos falar com o teori”. Da “nossa ministra”……

    Para Dilma, cair ou não cair é igualmente péssimo. Para o país nem sei o que seria mais nefasto.

    Para Lula tanto faz. Está rico. Pode comprar todos os litros de Listerine que precisa para limpar a boca de esterco.

    E para alguns blogueiros esquerdopatas – não você Eduardo, pelo que já expôs- a fonte eterna de dinheiro estatal para financiar suas atividades ficará matrida.

  • Eu sou contra o impeachment. Tem que deixar Dilma , Lula e o pt se desfazerem em merda. A população tem que perceber o nível de irresponsabilidade desses incompetentes e corruptos petistas !

  • O ministro Marco Aurelio não falou isso que você escreveu. Disse, e todos concordam, que , para haver impeachment é preciso que haja crime de responsabilidade.
    Estou assistindo a globo news. O numero de manifestantes é pifio e em todo o país não vai passar de quinhentos mil, numero humilhante se compararmos com as manifestações pró impeachment.

    • Meu caro, não se trata apenas da quantidade de pessoas, mas da intensidade do sentimento que habita o coração (vermelho, viu?) de todos, que pulsa forte em defesa da legalidade, da liberdade e da democracia.

      • Pois é, caro Savio, pelos calculos da polícia foram 175.000 pessoas, em todo o país, imbuidas da intensidade do sentimento que habita o coração vermelho.

        • Sugiro comparar os cálculos da polícia com os do Datafolha. Quando a manifestação é pró governo os números da polícia são muito menores e quando é contra o governo os números da polícia são muito maiores.

          • Edu,
            pois eu faço outra sugestão! Nos próximos movimentos que os organizadores divulguem que haviam 100 pessoas!
            100 pessoas no Rio
            100 pessoas em SP
            100 pessoas em Recife
            e assim por diante!
            Se eles querem brincar com números, brinquemos também!

          • Sugiro apenas o “olhômetro”, “eyeballing”. Ou usar aquela startup israelense que os moleques do MBL usaram de maneira inteligente, que quantifica pelos “IP˜’s de celular.
            Não adianta, tem MUITO MAIS GENTE nas manifestações contra o governo. Qualquer retardado consegue observar.
            Acho tristemente engraçadas as manchetes…. 50000 de acordo com a PM, 500000 de acordo com os organizadores…. Duvido muito da capacidade da PM fazer cálculos, mas confiar nos numeros chutados pela CUT e outros desocupados…. É dureza.

            Mas o que importa mesmo, não é quantos. É QUEM e COMO…..

            Abundam na internet evidências quase cabais do recrutamento de massas através de pagamentos. Nesta última chegou a 300 reais…. Isso sem falar nas recomendações de enfatizar negros e pardos- para dar aquele contraste que vocês tanto gostam, de maneira ARTIFICIAL. Fatos estes que você opta por omitir.

            Abundam videos demonstrando pessoas totalmente alheias a qualquer coisa, sequer sabem por que estão ali. Uma simples busca na internet demonstra isso. Claro que sempre há os artistas de segunda categoria, batuqueiros e outros medíocres que dependem de verbas governamentais para sustentar seus ridículos espetáculos.

            Imbecis existem por todos os lados. Mas “espontaneidade versus cooptação” parecem diferir bastante não?

      • A grande camada social da população está contra o golpe e a favor do governo, é só ver a diversidade de pessoas de todas as classes sociais mas principalmente o povão mesmo, esse povão que você não vê na marcha golpista dos fascistas. Na marcha fascista golpista outro detalhe é o amplo apoio de propaganda de toda a mídia golpista canalha do país e todo apoio dos governos dando transporte gratuito aberto ate tarde, cobertura total da midia golpista, a mortadela deles, e até filé de carne na porta da FIESP golpista eles ganham, fora a roubalheira que fazem pra bancar toda a estrutura de bonecos, trio elétrico e etc. Outro fato é que é feita aos domingos, onde até horário de jogo de futebol a Globo golpista muda para não esvaziar as manifestações do golpe. É outro detalhe em SP por exemplo na Paulista e nas redondezas é onde moram os fascistas coxinhas golpistas, entao é muito fácil ir pra rua e acampar ali, a Polícia de SP do PSDB Ladrão golpista da todo o respaldo, não tiram ninguém na borracha da como fazem com estudantes, professores e trabalhadores e movimentos sociais. Outro fato é o fatos espontaneidade os fascistas golpistas tem a FIESP por trás bancando e até pagando para irem e acamparem lá, além de ter todo um esquema financiador do golpe nas redes sociais e de mídia. Na manifestação do povo, o povo vai as ruas porque sabe o valor da democracia e o quanto esta ameaçada a democracia no Brasil, sabem que o PT fez o melhores governos da história desse país e que governou para eles os pobres, os que mais precisam dando importância ao povo, dando a esse povo as condições para terem uma vida melhor, mostrando que eles são gente tem direitos e nao sao gado, dando a esse povo conquistas sociais que nunca tiveram em 500 anos de direita e de governos de elite nesse país. O povo , os estudantes, os trabalhadores, os movimentos sociais, o cidadão sabem que o PT governa para o bem deles povo e do Brasil, e esse povo sabe que os outros partidos odeiam o pobre o povão, o trabalhador, o estudante o cidadão, a cidadania, o social o país!

        • Nigro, a globonews não é fonte confiável visto que a família Marinho são bandidos de colarinho branco, pessoas de mau caráter que só visa lucro, dinheiro, e usa seu meio de comunicação para enganar a massa ingênua, para atender aos interesses dos seus amigos magnatas. Muita ingenuidade sua usar como fonte de informação de um empresário como Marinhos.

    • Tá de brincadeira, né? Até metrô de graça essa urbe nefasta de golpistas teve aqui em São Paulo!!!! Assim fica fácil. Além da quantidade existe uma coisa chamada QUALIDADE. Todos os setores da sociedade civil reagiram à esta farsa golpista. Basta ver a lista, que com certeza já aumentou, dos manifestos contra o golpe. http://frentebrasilpopular.org.br/noticias/multiplicam-os-manifestos-em-defesa-da-democracia-8868/
      Dispa-se do seu ódio pruo e simples e olhe para o Brasil, não de um partido, mas de todos os partidos. Pq fascismo e ditadura são o reinado da falta de representatividade e principalmente de liberdade, até para dizer as bobagens que quiser.

  • Eduardo, agora o PMDB viu a burrada que fez ao acompanhar Cunha e Temer, bem como seus seguidores. Como é que pode, políticos experientes do PMDB, seguir essa gente?

  • Precisamos denunciar, aqui e no exterior também, as manchetes dos jornais brasileiros que querem levar o Brasil ao caos. Cada vez que as manchetes do pig são acionadas, os midiotas ficam mais encolerizados. Claro que o resultado disso será uma convulsão social sem limites.

  • Manifestação de “Não vai ter golpe” na França?
    Nossa, que chique.
    Depois de visitar a torre Eiffel, o Museu do Louvre, a Praça da Concórdia, dar um passeio Jardim das Tulherias e jantar no Wagon Bleu um bom “Scottish salmon à la plancha” com uma boa champagne Don Perrion à luz de velas com talheres de prata e taças de cristal vamos à Place de la République tirar uma foto com a bandeirinha do MST junto com outros companheiros da esquerda caviar fumando um bom charuto cubano…

      • Oui! Nous allons crier: “Nous aurons pas un coup d’Etat!”
        Ensuite, nous allons aller au restaurant La Tour D’Argent manger un bon Filet de Saint-Pierre, asperges et cardamome….

        • ♫ Bem que eu desconfiava. Este sebo é na verdade o Nauseabundo de Higyenópolis, denunciado agora pelo Francês tão macarrônico quanto o Inglês dele. E sem falar no Português gongórico no qual evacua o besteirol que a Rolha de São Paulo publica…

  • O jurista e a advogada que assinam a petição do impeachment acabam de institucionalizar a figura da “meio grávida” quando dizem veementemente que o que os antecessores de Dilma fizeram é igualzinho o que ela fez, só que não! Ora, doutos, se fez um pouquinho, fez igual, porque não dá pra ficar meio grávida, a lei não prevê! Além do mais, pra Dilma pregam a presunção de culpa, mesmo estando metade da.comissão de impeachment citada na lava jato, pra eles, não! Senhores juristas, torçam para que esse ruptura democrática, essa merda toda que estão fazendo, não se confirme, pois ficará muito ruim entrar para a historia como os advogados que, com ajuda de uma gangue de corruptos, passou uma rasteira na democracia com um golpe!

  • Grande Edu das Jornadas do mensalao desde 2005 aqui no ataque! parabens o MSM,os blogs sujos no ataque foi uma bola de neve que formou uma avalancha! nao peLOPT PCDOB- MAS PELA DEMOCRACIA E ESTADO DE DIREITO!os golpistas perderam a otica achavam em 1964 ainda! CONTINUEMOS MOBILIZADOS-QUERO PARABENIZAR O DEPUTADO DO PSOL IVAN VALENTE-AGUERRIDO GUERREIRO DA DEMOCRACIA NA CAMARA FEDERAL!

  • :
    : * * * * 19:13 * * * * .:. Ouvindo A Voz do Bra♥♥S♥♥il e postando: * 1 * 2 * 13 * 4
    *************
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

  • Golpe é o que fez essa escumalha de esquerdopatas pelegos.
    Durante anos pregaram seu populismo barato ao estilo do sindicalismo embusteiro fazendo promessas falsas e comprando as consciências dos mais pobres e ignorantes com bolsas voto.
    Mas não há mentira que dure para sempre. Mais cedo ou mais tarde as máscaras caem. Caíram aqui, caíram na Argentina, estão caindo na Venezuela e cairão em toda América Latina do Bolivarianismo decrépito e decadente.
    Esse grupelho é uma minoria restrita que não representa 10% da população que em sua massacrante maioria quer ver as patas imundas desses corruptos e incompetentes que quebraram o país e afundaram até o pescoço na lama bem longe do governo deste país.

    Ontem, hoje e sempre.
    Salve 31 de Março!

    Saudações,

    Ternuma
    http://www.ternuma.com.br
    [email protected]

    • Depois de 2 meses que o Estado Maior das Forças Armadas implantou a ditadura, os militares cederam as forças aéreas americanas que mapeassem TODO O TERRITÓRIO NACIONAL. A documentação deste fato está, após 50 anos, aberta ao público. É só pesquisar. Os americanos conhecem nosso território muito mais que voce, General, eu e a maioria dos brasileiros.

      • Sim, Maria Líbia, concordo com você. Levantamento aerofotogramétrico do Território Nacional. Por isso que os americanos falaram com uma senhora do DEM, em visita aos Estados Unidos, que o Brasil deveria ceder a Amazônia para eles, que a conhecem MUITO MELHOR DO QUE O BRASIL. Dona Deia Navarro Ananias de Sant’Ana me revelou pessoalmente esse fato, em casa de uma prima dela, a quem eu visitava.

        Acho que os americanos só não derrubaram a Igreja da Boa Morte, em Barbacena MG, porque a lenda de que teria sido construída sobre uma mina de prata não se confirmou.

    • Sério? E por que será que a Dilma se elegeu com 54 milhões de votos?

      P.S.: Edu, faria um bem enorme ao nosso estômago se parasse de aceitar comentários de fascistas.

    • Cuidado com o coração general, tanto ódio assim faz mal, não somente ao corpo, principalmente ao espírito já cheio de manchas. O seu egoísmo te levará à escuridão.

  • …- / .- / .. -··-· – / — / — / .- / .-. -··-· -. / — -··-· -.-. / ..- -··-· … / . / ..- -··-· ..-. / .. / .-.. / …. / — -··-· -.. / ..- / — / .- -··-· .–. / ..- / – / .-

  • Estou chegando agora da manifestação na Sé. 20:48hs. Os traidores e coxinhas nunca saberão o que é ter dentro de si o amor pela pátria. Tanta gente, de todos os matizes, cantando, dançando, numa só alegria. Tudo isso para defender o Brasil e a sua democracia. Estou de alma lavada.

      • Fica assim, caro patinho da Fiesp, em 2018 você faz campanha para o seu candidato golpista, o mesmo que quer derrubar a Dilma e a Democracia.

      • E fazer o que, alternativamente ? Eleições Diretas ?

        Obviamente que em alguns países, o Recall (referendo revogatório), faz parte crítica da democracia de países que dão a oportunidade ao seu povo, de decidir pela capacidade ou não de um mandato chegar ao seu fim.

        Também sou favorável. O “pequeno” detalhe, é que fazê-lo nesse momento com o jogo sendo jogado, em meio a um mandato, e não antes de se iniciar o próximo, exatamente no término deste, é o supra-sumo do oportunismo político, digno de um prêmio ABACAXI por demagogia de botequim.

  • >> https://gustavohorta.wordpress.com/2016/03/31/enganar-e-extra-homenagem-a-manipuladora-maior/

    ENGANAR É …

    FAZER VOCÊ ACREDITAR QUE NÃO SEJA GOLPE, PORQUE
    É GOLPE!
    ISTO SIM É ENGANAR! ISTO SIM É GOLPE!

    E eu me explico, se interessar a você saber:
    “Seria um golpe? É si, é um golpe de estado”
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2016/03/30/seria-um-golpe-e-sim-e-um-golpe-de-estado/

    SABOTADORES, TRAIDORES, GOLPISTAS, LADRÕES REUNIDOS PARA DERRUBAR A ÚNICA HONESTA NESTE COVIL!

    VAMOS MOSTRAR A NOSSA CARA.

    ‪#‎ÉGOLPE‬
    ‪#‎BRASILCONTRAOGOLPE‬
    ‪#‎RENUNCIATEMER‬

  • No dia 31 de março de 2016 foi quebrada a coluna vertebral do golpe (ou da serpente, fascista). Povo na rua, posição firme do STF contra o golpista Moro, imensa repercussão internacional. A direitona-burra ainda vai espernear, porém, perdeu. Cabe ao governo e a nós todos, eliminá-la politicamente, reduduzí-la ao que ela realmente é: uma minoria anti-Brasil, anti-povo, e altamente corrupta. Sem clemência.

  • Paulo da Forca(Solidariedade – SP): O governo Dilma é o mais corrupto e mentiroso da história do Brasil. Acreditas nisso? Então Michel Temer – Presidente; Eduardo Cunha – Vice Presidente.
    Millôr Fernandes: “Estou cansado de sentar à mesa com corruptos para falar da corrupção”.
    A FIESP quer governar o Brasil, sem voto. Isso é golpe. De Leonel Brizola para Temer: “a política ama a traição e abomina o traidor”
    Deputado Henrique Fontana(PT-RS): golpe é liderado por Eduardo Cunha, um dos políticos mais corruptos da história brasileira
    “UM BANDO DE LADRÃO ESTÁ JULGANDO UMA INOCENTE”.
    Doutor em Ciências Sociais e professor da PUC-MG, Robson Sávio Reis Souza: “O processo de impeachment é, na verdade, um “golpe”, no qual “um bando de ladrão está julgando uma inocente”. E, por trás do apoio dos empresários a essa investida, estaria o seu caráter antinacional e o medo de medidas mais à esquerda(Reforma tributária, que tribute mais a renda; Apertar no combate à corrupção, evasão e sonegação( de 50 bilhões por mês )”.
    O golpismo acelerou quando Dilma vetou o reajuste de 78,6% nos salários do Judiciário.
    “Temos de atender todos os 204 milhões de brasileiros, mas entre eles tem brasileiros que secularmente foram desassistidos. Portanto, eles têm que ter prioridade quando olhamos onde vamos gastar nosso dinheiro. Não podemos ajustar a economia cortando programas sociais”. (Presidenta Dilma )
    Doutor em Ciências Sociais e professor da PUC-MG, Robson Sávio Reis Souza : ” Para se ter uma ideia, quem tem helicóptero, iate, barco e avião não paga imposto. E quem tem um Fusca de 1964, paga. Então há o medo de que o governo radicalize à esquerda e mexa em privilégios do empresariado nacional”.

    • Na propaganda pelo impedimento a FIESP gastou 16 milhões de reais em propaganda os jornais, a terceirização da atividade-fim com a aprovação do PL- 4330 vai de encontro aos interesses dos empresário.

    • O Paulinho da Farsa Sindical (Solidariedade? Só se for aos corruptos como ele) sempre teve lado, o lado da Fiesp.

      Por falar em Fiesp, ela rouba a ideia (patente) de holandês e sonega direitos autorais. por isto ela não quer a CPMF, pois ela é uma sonegadora contumaz, da mesma forma que muitos dos associados à criminosa Fiesp.

  • Doutor em Ciências Sociais e professor da PUC-MG, Robson Sávio Reis Souza: “O Brasil é um dos países com maior sonegação de imposto. A Oxfam fez um estudo dizendo que a sonegação chega quase a 500 bilhões por ano. Obviamente eles [os empresários] não querem mexer nessa caixa preta. Querem manter seu modelo de empreendimento voltado para uma indústria altamente extrativista, antinacional e que não gera riqueza para seu próprio povo, mas apenas para os seus poucos feitores, muitas vezes conectados ao capitalismo internacional”.
    “Não é à toa que se fala tanto no Brasil em impostômetro e nunca se fala no sonegômetro, que é muito maior, diga-se de passagem”.
    Letícia Sabatella: Querem tirar Dilma pelos acertos, não pelos erros
    “Eu vim aqui hoje clamar por democracia”, enfatizo que as manobras pelo impeachment revelam um plano “maquiavélico”. TENTAM TIRAR DILMA PELO SEUS ACERTOS, E NÃO PELOS ERROS.

  • Edu , mais uma vez Recife fez uma belíssima festa em favor da democracia. Se a Globo apareceu por lá,estava bem escondida. o Número de pessoas presente foi maior que o da vez anterior. LULA 2018,sem medo de ser feliz.

  • Edú,
    Boa noite,

    Cheguei em casa a tempo de ver o JN (da rede Golpe) e vi uma cena patética, hilária …
    Ao final da reportagem sobre as manifestações pela democracia, reportagem muito ruim diga-se de passagem, com a cara de bunda que já lhe é peculiar, W. B. comparou os movimentos do dia 18/03 com os de hoje.
    Deu ênfase à diminuição de pessoas na rua, tentando diminuir o impacto do aumento do número de cidades participantes que aumentou de 54 para 75 cidades, utilizando, para tal, um suposto número de 1 milhão de manifestantes no dia 18 contra 800 mil manifestantes no dia de hoje em todo o Brasil.

    Somente uma palavra para a rede Golpe : CHUPAAAAAAAA !!!
    Abs
    Nilton Viscaino Jr.

  • Pela terceira vez fui a um ato em defesa do mandato da presidente e da democracia.
    Critico o local e a desorganização e a falta de oradores de peso e o local, encheu a praça e não entrava nem saia ninguém, as ruas próximas com pessoas que não se aventuravam a ir em frente.
    De toda forma foi um ato cívico.
    O número de participantes aquém do desejado não é relevante. Nos domingos coxinha, bombados, madames com cachorros e outros vagabundo vão à Paulista no domingo como vão a qualquer circo.
    Não fomos convocados pelas redes de TV e jornais calhordas de São Paulo e é um dia normal de trabalho, muitos não poderiam comparecer.

    Estou aqui por outra coisa, pelo que tem sido divulgado na imprensa, expondo o juizinho lá do Paraná na questão dos grampos eu começo a pensar que:

    Já chuparam a laranja e começam a cuspir o bagaço!

  • Acho que não existem mais adjetivos para classificar a imprensa golpista.

    O imperio midiatico está se desmoronando com o advento da internet e com diminuição de verbas do governo federal nos cofres dos safados pinguentos….

  • Rio de Janeiro, 1 de abril de 2016

    ONU: Direção

    TV ESCOLA: Direção

    PROJETO: EDUCAÇÃO EM CASA

    Caros amigos (as) só a educação salva o Brasil e o mundo inteiro. Por isso, gostaria de sugerir um projeto, EDUCAÇÃO EM CASA, um programa de TV onde um educador visitaria uma família na sua casa e ensinaria, como fazer as crianças e seus pais, brincarem de aprender (estudar) juntos. Amigos (as) com esse programa, nós estaríamos estimulando, desde cedo, a criança gostar de estudar e com isso, melhorar o seu desempenho na escola, todo mundo ganha com essa iniciativa (projeto) do bem.

    Atenciosamente:
    Cláudio José, um amigo do povo, da paz, da ONU e um Beija-Flor da floresta do Betinho.

  • Amei a manifestação ontem, estava gigantesca a Praça da Sé lotou, é bom os golpistas ver bem no que estão mexendo, somos em número muito maior do que dos golpistas e dos jumentos alienados. #NaoVaiTerGolpe.

  • Li hoje, no blog Sul21.com.br, que a Vereadora de Porto Alegre Mônica Leal (PP) realizou ontem (31), um jantar comemorativo ao golpe militar de 1964. O convite destacou que os participantes serão “representantes da sociedade gaúcha, militares da reserva e civis dos mais variados segmentos. O 31 de março de 1964 foi um movimento cívico militar na história do Brasil onde a sociedade reafirmou seus valores de liberdade, independência e progresso”.

    O golpe militar de 1964 envelhece, mas não morre. Esse jantar descarado é ocasião oportuna pra lembrar às milhares de moças e mulheres, uma das maneiras pela qual aquele ”movimento” afirmara seus valores: em 2010 lançaram o livro “Luta, Substantivo Feminino”. Vivemos num Brasil que não foi capaz de impedir crimes hediondos contra mulheres indefesas, por agentes do Estado que vivem na impunidade e que hoje, malditamente, comemoram com jantares, aquelas atrocidades. No livro aparecem mulheres que amamentavam. Outras, grávidas, pariram na prisão ou, com a violência sofrida, abortaram. Eram estudantes, professoras, jornalistas, médicas, assistentes sociais, bancárias, donas de casa. Quase todas militantes, inconformadas com a ditadura militar que em 1964 derrubou o presidente eleito.  Foram presas, torturadas, violentadas. Muitas morreram ou desapareceram lutando para que hoje nós vivêssemos numa democracia. As histórias de 45 dessas mulheres mortas ou desaparecidas estão contadas no livro:

    Rose Nogueira – jornalista, presa em 1969, em São Paulo, onde vive hoje.
    “Sobe depressa, Miss Brasil’, dizia o torturador enquanto me empurrava e beliscava minhas nádegas escada acima no Dops. Eu sangrava e não tinha absorvente. Eram os ‘40 dias’ do parto. Riram mais ainda quando ele veio para cima de mim e abriu meu vestido. Segurei os seios, o leite escorreu. Eu sabia que estava com um cheiro de suor, de sangue, de leite azedo. Ele (delegado Fleury) ria, zombava do cheiro horrível e mexia em seu sexo por cima da calça com um olhar de louco. O torturador zombava: ‘Esse leitinho o nenê não vai ter mais’”. 

    Izabel Fávero – professora, presa em 1970, em Nova Aurora (PR). Hoje, vive no Recife, onde é docente universitária.
    “Eu, meu companheiro e os pais dele fomos torturados a noite toda ali, um na frente do outro. Era muito choque elétrico. Fomos literalmente saqueados. Levaram tudo o que tínhamos: as economias do meu sogro, a roupa de cama e até o meu enxoval. No dia seguinte, eu e meu companheiro fomos torturados pelo capitão Júlio Cerdá Mendes e pelo tenente Mário Expedito Ostrovski. Foi pau de arara, choques elétricos, jogo de empurrar e ameaças de estupro. Eu estava grávida de dois meses, e eles estavam sabendo. No quinto dia, depois de muito choque, pau de arara, ameaça de estupro e insultos, eu abortei. Quando melhorei, voltaram a me torturar”. 

    Hecilda Fontelles Veiga – estudante de Ciências Sociais, presa em 1971, em Brasília. Hoje, vive em Belém, onde é professora da Universidade Federal do Pará.
    “Quando fui presa, minha barriga de cinco meses de gravidez já estava bem visível. Fui levada à delegacia da Polícia Federal, onde, diante da minha recusa em dar informações a respeito de meu marido, Paulo Fontelles, comecei a ouvir, sob socos e pontapés: ‘Filho dessa raça não deve nascer’. (…) me colocaram na cadeira do dragão, bateram em meu rosto, pescoço, pernas, e fui submetida à ‘tortura cientifica’. Da cadeira em que sentávamos saíam uns fios, que subiam pelas pernas e eram amarrados nos seios. As sensações que aquilo provocava eram indescritíveis: calor, frio, asfixia. Aí, levaram-me ao hospital da Guarnição de Brasília, onde fiquei até o nascimento do Paulo. Nesse dia, para apressar as coisas, o médico, irritadíssimo, induziu o parto e fez o corte sem anestesia”. 

    Yara Spadini – assistente social presa em 1971, em São Paulo. Hoje, vive na mesma cidade, onde é professora aposentada da PUC.
    “Era muita gente em volta de mim. Um deles me deu pontapés e disse: ‘Você, com essa cara de filha de Maria, é uma filha da puta’. E me dava chutes. Depois, me levaram para a sala de tortura. Aí, começaram a me dar choques direto da tomada no tornozelo. Eram choques seguidos no mesmo lugar”. 

    Inês Etienne Romeu – bancária, presa em São Paulo, em 1971. Hoje, vive em Belo Horizonte.
    “Fui conduzida para uma casa em Petrópolis. O dr. Roberto, um dos mais brutais torturadores, arrastou-me pelo chão, segurando-me pelos cabelos. Depois, tentou me estrangular e só me largou quando perdi os sentidos. Esbofetearam-me e deram-me pancadas na cabeça. Fui espancada várias vezes e levava choques elétricos na cabeça, nos pés, nas mãos e nos seios. O ‘Márcio’ invadia minha cela para ‘examinar’ meu ânus e verificar se o ‘Camarão’ havia praticado sodomia comigo. Esse mesmo ‘Márcio’ obrigou-me a segurar seu pênis, enquanto se contorcia obscenamente. Durante esse período fui estuprada duas vezes pelo ‘Camarão’ e era obrigada a limpar a cozinha completamente nua, ouvindo gracejos e obscenidades, os mais grosseiros”. 

    Ignez Maria Raminger – estudante de Medicina Veterinária presa em 1970, em Porto Alegre, onde trabalha atualmente como técnica da Secretaria de Saúde.
    “Fui levada para o Dops, onde me submeteram a torturas como cadeira do dragão e pau de arara. Davam choques em várias partes do corpo, inclusive nos genitais. De violência sexual, só não houve cópula, mas metiam os dedos na minha vagina, enfiavam cassetete no ânus. Isso, além das obscenidades que falavam. Havia muita humilhação. E eu fui muito torturada, juntamente com o Gustavo [Buarque Schiller], porque descobriram que era meu companheiro”. 

    Dilea Frate – estudante de Jornalismo presa em 1975, em São Paulo. Hoje, vive no Rio de Janeiro, onde é jornalista e escritora.
    “Dois homens entraram em casa e me sequestraram, juntamente com meu marido, o jornalista Paulo Markun. No DOI-Codi de São Paulo, levei choques nas mãos, nos pés e nas orelhas, alguns tapas e socos. Num determinado momento, eles extrapolaram e, rindo, puseram fogo nos meus cabelos, que passavam da cintura”. 

    Cecília Coimbra – estudante de Psicologia presa em 1970, no Rio. Hoje, presidente do Grupo Tortura Nunca Mais e professora de Psicologia da Universidade Federal Fluminense.
    “Os guardas que me levavam, frequentemente encapuzada, percebiam minha fragilidade e constantemente praticavam vários abusos sexuais contra mim. Os choques elétricos no meu corpo nu e molhado eram cada vez mais intensos. Me senti desintegrar: a bexiga e os esfíncteres sem nenhum controle. ‘Isso não pode estar acontecendo: é um pesadelo… Eu não estou aqui…’, pensei. Vi meus três irmãos no DOI-Codi/RJ. Sem nenhuma militância política, foram sequestrados em suas casas, presos e torturados”. 

    Maria Amélia de Almeida Teles – professora de educação artística presa em 1972, em São Paulo. Hoje é diretora da União de Mulheres de São Paulo.
    “Fomos levados diretamente para a Oban. Eu vi que quem comandava a operação do alto da escada era o coronel Ustra. Subi dois degraus e disse: ‘Isso que vocês estão fazendo é um absurdo’. Ele disse: ‘Foda-se, sua terrorista’, e bateu no meu rosto. Eu rolei no pátio. Aí, fui agarrada e arrastada para dentro. Me amarraram na cadeira do dragão, nua, e me deram choque no ânus, na vagina, no umbigo, no seio, na boca, no ouvido. Fiquei nessa cadeira, nua, e os caras se esfregavam em mim, se masturbavam em cima de mim. Mas com certeza a pior tortura foi ver meus filhos entrando na sala quando eu estava na cadeira do dragão. Eu estava nua, toda urinada por conta dos choques”. 

    São muitos os depoimentos, que nos deixam envergonhados, indignados, estarrecidos, duvidando da natureza humana, especialmente porque sabemos que não foi uma aberração, um desvio de conduta de alguns indivíduos criminosos, mas uma política de Estado, que estimulou a tortura, a ponto de garantir a não punição a seus autores, com a concordância e a conivência de muita gente boa “em nome da conciliação nacional”.  No lançamento do livro na PUC, a enfermeira Áurea Moretti, torturada em 1969, pediu a palavra para dizer que a anistia foi inócua, porque ela cumpriu pena de mais de quatro anos de cadeia, mas seus torturadores nem sequer foram processados pelos crimes que cometeram: “Uma vez eu vi um deles na rua, estava de óculos escuros e olhava o mundo por cima. Eu estava com minha filha e tremi”. 

    Escreve Nilcea Freire, ex-reitora da UERJ, na apresentação do livro, que para ela significa o “reconhecimento do papel feminino fundamental nas lutas de resistência à ditadura”.  Foi o terceiro livro da série “Direito à Memória e à Verdade”, editado pela Secretaria de Direitos Humanos (SEDH) em parceria com a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres. O primeiro tratou de 40 afrodescendentes que morreram na luta contra o regime militar. O segundo contou a “História dos meninos e meninas marcados pela ditadura”. Eles podem ser baixados no site da SEDH: http://www.sdh.gov.br/assuntos/bibliotecavirtual/memoria-e-verdade/biblioteca

    A Folha de São Paulo, que apoiou o golpe e emprestava seus carros para os torturadores, disse que no Brasil teve uma “DITABRANDA”. 

    Palavras de um magistrado aposentado na época do lançamento: ”O que fica, do lamentável aresto do mais alto tribunal do país, é a afirmação de que a tortura, amplamente praticada numa fase de nossa História Contemporânea, teve a ressalva de crime politico, razão pela qual os praticantes da tortura foram anistiados. Na verdade, e isto deve ser proclamado com todas as forças, em homenagem ao Brasil de amanhã – a tortura não é crime politico. Nenhuma razão política, nenhum credo, nenhum motivo que se alegue, nenhuma causa de qualquer natureza, nenhuma excludente, nada, absolutamente nada justificou, no passado, ou autorizará, no futuro, a prática da tortura. A tortura é um crime contra a humanidade, é sempre um escárneo à dignidade humana”.

    • É isso que está sendo preparado pela oposição, os fascistas e a justiça. Quebrar o ser humano, sua estrutura emocional, deixar um trapo. Isso foi feito na Árgélia, pela polícia francesa que repassou aos EUA, que ensinou a todo o exercito da América Latina. E é isso que querem os coxinhas acampados na Paulista. Pensam que com eles nada vai acontecer, esquecendo-se das pequenas autoridades – o guarda da esquina.

  • Há outras coisas envolvidas. A cada trapalhada que a oposição faz, mais aumenta a revolta dos contra o Impeachment. A turma que rejeita Lula, e Dilma por tabela (não fosse ela mulher para aumentar um pouco mais a rejeição), se apega a qualquer coisa que possa tirar a esquerda do poder. Normalmente, o cidadão comum que rejeita Lula, não é politizado, não consegue ao menos olhar para o futuro para ver as consequências de suas aspirações quanto ao governo federal. Quando a mídia se utiliza desse “inocente” útil mas se recusa a ver a liderança incontestável, o ponto fora da curva que é Luiz Inácio Lula da Silva, achando que pode destruí-lo com meia dúzia de pirotecnias com a ajudinha de uns juízes de primeira instância, apenas fica responsável por um grave conflito social e suas consequências. A saída do PMDB do governo foi a pior bola fora de um partido que, bem ou mal, tinha a chancela de não ter sido a favor do golpe militar, muito embora não pudesse ser chamado um partido de esquerda. Jogou seu prestígio na lama, e vai ser preciso um grande trabalho de reconstrução para voltar ao velho patamar, com todo o desgaste que já tem tido após a redemocratização do país. Dá revolta ver um jornal de grande circulação como O Globo perceber que o conflito social está se formando, fingir que vai desistir de fomentar o golpe, mas pouco tempo depois voltar em grande estilo, apostando no prestígio de Moro dentro da Lava Jato. Ver a situação difícil do país, ao invés de fomentar uma conciliação nacional que favoreça a recuperação da estabilidade financeira ameaçada, aproveitar a oportunidade para criar uma crise social e política desta dimensão, só pode mesmo estar defendendo algum interesse. Dizem que relativamente à própria sobrevivência. Não sei. Mas para ter a boa vontade da esquerda, nem precisava puxar o saco dela. Bastava dar o mesmo espaço isento para as forças políticas que, apesar dos conflitos ideológicos, são necessárias dentro de um estado de direito democrático. O combate à corrupção é necessário e deve ser permanente, temos que achar soluções para o país. Mas colocar o rótulo de corruptos apenas naqueles que não representam a nossa ideologia é tentativa de golpe!

  • O Juiz Sérgio Moro, hoje, 1o. de abril, prendeu o Silvinho, testemunha ou cúmplice da morte de Celso Daniel. Provavelmente, se não For uma notícia mentirosa, é uma forma de, novamente, acuar o LULA. De uma coisa devemos concordar, ele não descansa enquanto não pegar o PT e o LULA. Outra notícia vinda da BBC. Numa entrevista com o José Chevron Serra, ele disse que se o Exército Brasileiro fosse tão forte como era em 64, o GOLPE já teria sido dado. QUER DIZER QUE O PRÓPRIO SERRA CONCORDA QUE HÁ UM GOLPE EM MARCHA.

  • Eu e minha esposa estivemos no ato civico aqui em Belem de livre e espontânea vontade sem chamadas de GLOBO , sem file , sem champanhe , odeiradamente e sem show..foi lindo ver verdadeiro POVAO NA RUA. Gente de todos os lugares e municípios amazônicos , indios , negros , brancos , comunidades quilombolas etc. Notei q73 na passagem fomos arrastando pessoas que no principio demostravam certo temor o que me leva a crer que a propaganda de intimidação e os atos fascistas causaram nestq gente o efeito desejado pela midia. NÃO SOU PETISTA MAIS SOU BRASIL E #LUTAR SIM / TEMER JAMAIS# ! NÃO VAI TER GOLPE ..MENTENDERAM ISSO.

  • Caro Eduardo,

    E o juiz Sérgio Moro não se intimida com nada não. Hoje, já mandou prender dois ex-integrantes do PT, no caso Celso Daniel. Ao que parece, em resposta à decisão de ontem do Supremo Tribunal Federal. É um juiz que avoca para si todas as competências, inclusive, aquelas oriundas da Justiça Estadual.

  • Ontem se mostrou a importância da TV Brasil e da TVT como combate ao monopólio global. Além do face dos Jornalistas Livres, Midia Ninja, Fernando Morais, Dilma Bolada(apesar de tudo)e outros. E dos blogs sujos. O cenário que está se formando, se Deus nos ajudar e a Dilma sobreviver, será de um avanço da esquerda na guerra midiática. Com certeza, depois desse sofrimento todo, a comunicação do governo será usada com todo o seu poderio. O PIG que se prepare. Além disso, agora temos MINISTRO DA JUSTIÇA. Companheiros, vamos continuar conversando com as pessoas e explicar o que ocorre no país.Temos duas semanas decisivas e não podemos desanimar.

  • A estratégia, desesperada, dos golpistas, agora, é promover o terrorismo tentando fazer com que os cidadãos mais sugestionáveis acreditem que já venceram o jogo.

    É uma estratégia, apenas.

    Soltar foguetes antes do final do jogo costuma dar o o maior azar.

    Eles não estão com essa bola toda que tentam mostrar.

    A bola está murcha.

    Mesmo que do lado dos fascistas-golpistas, haja a grande e poderosa mídia fascista e golpísta e o dinheiro da FIESP, dos banqueiros e dos interesses internacionais, notadamente dos EUA e do Reino Unido, há, do lado de cá, uma população que já percebeu ( e percebe mais e mais a cada dia ) que um Sindicato de Ladrões, capitaneado por Cunha e Temer ameaça seriamente tomar o poder na marra e retirar do povo as poucas migalhas que conseguiu conquistar após 502 anos de opressão e exploração.

    Vamos ver se os hipócritas, irresponsáveis e oportunistas do Congresso Nacional conseguirão comprar o voto de 342 deputados e arcar com as consequências do caos social e até de uma guerra civil.

    Espero que apenas 341 deputados tenham a ousadia, o despudor e a suprema falta de caráter para votar contra a Dilma e entrar para a história como lixo.

  • Estes movimentos democráticos contra o golpe devem ser constantes. Eles ajudarão a reverter o jogo do golpe. Já dizia um amigo meu, que infelizmente é de direita, que deputados gostam de votos, e uma manifestação popular pode influenciar os deputados.

    Haverá aqueles que dirão que o número de pessoas nas manifestações coxinhas foram bem maiores que o da manifestação contra o golpe, e foram sim, porém tem que se verificar a representatividade. No lado dos coxinhas, temos um grande grupo de zumbis que estão abominando a política e se apoiando em figuras abjetas como Moro e Bolsonaro. No lado dos defensores da democracia, temos um grande bloco heterogêneo de pessoas, que apoiam o governo ou não, politizadas, que não querem um golpe. É mais conveniente ficar do lado dos politizados, porque ficar do lado dos apolíticos é mais perigoso para um político.

    Vamos ver o que vai dar tudo isto.

  • Edu, quem escreve não é “Giovani Blumenau SC”, e sim Sávio Valença. Estou te passando este comentário para te mostrar o que está ocorrendo em seu blog. Já veio preenchido o nome de “Giovani Blumenau SC” e o seu e-mail – que não divulgarei – para mostrar que seu blog sofreu um possível ataque hacker.

    Sair a informação de outros leitores, com o e-mail inclusive, pode servir para ataque dos fascistas. Acho que foi isto que fez alguém se passar por mim e escrever tanta besteira.

  • Edu, como sempre você é perfeito ! Obrigado pelo video maravilhoso da Cut em Brasilia ! Vamos ganhar, vamos lutar e nunca mais deixar espaço para a direita sordida; que a democracia não seja jamais ameaçada dessa forma violenta e podre. Espero que Lula, Dilma e o PT tirem desse momento atroz a lição de que a luta não deve nunca parar, ela deve ser constante, sem descanso. NAO VAI TER GOLPE ! VAI TER LUTA !!!

  • Fora de pauta, Eduardo. Executivos de grandes anunciantes da vênus platinada estão preocupadíssimos com a “manipulação criminosa das notícias” que que ela vem fazendo e que os levou a encomendarem pesquisas para saberem até que ponto tudo isso tem influenciado nas vendas de seus produtos.

  • Todos contra el golpe en Brasil. Y es cierto que en Paraguay se aplicó el golpe parlamentario, empresarial, judicial. Pero de ahí a seguir remarcando el golpe como “paraguaio”, presentando este gentilicio y todo lo que proceda de tierras paraguayas como malo o de la peor calaña es sostener la discriminación hacia un país cuyo pueblo a lo largo de su historia dio, y seguimos dándolas, luchas en favor de la dignidad y la soberanía.

Deixe uma resposta