Golpistas agradecem esquerda que quer PT fazendo “mea culpa”

Opinião do blog

esquerda-capa

 

Em 2002, o PSDB elegeu 70 deputados federais. Em 1998, elegera 99. De 1994 a 1998, vimos a era de ouro do partido. Tudo acabou em 2002. A redução da bancada não traduzia o golpe que os tucanos haviam levado.

Claro que a debacle tucana ocorreu sem concurso da mídia, que, ao longo daquele ano, praticamente fez campanha eleitoral para José Serra enquanto defendia Fernando Henrique Cardoso da responsabilidade por entregar um país arrasado ao sucessor, com inflação de 12,4 % e desemprego de 12,6%, juros a 25% ao mês, salário mínimo de 200 reais (70 dólares), pobreza quase intocada, concentração de renda nas alturas, reservas cambiais de 17 bilhões de dólares (hoje, o país tem 370 bilhões de dólares em caixa).

No dia 1º de janeiro de 2003, dia em que Lula assumia a Presidência da República pela primeira vez, a Folha de São Paulo publicou a herança de FHC a Lula contendo esses dados.

esquerda

Nos anos seguintes, a bancada do PSDB na Câmara Federal continuaria minguando.

Em 2006, passou para 66 deputados; em 2010, para 54 e, em 2014, apesar do ressurgimento da direita nas urnas após passar as três eleições anteriores sendo surrada, os tucanos continuaram com os mesmos 54 deputados – cerca de metade da bancada que tiveram um dia.

O PSDB só não afundou de vez por causa da mídia. E mesmo com o apoio desta o partido já não tinha o que dizer diante de governos do PT que faziam os trabalhadores ganharem mais todos os meses, com o desemprego despencando mês a mês.

Há várias interpretações para as causas da crise atual. Se eu disser que se deve a sabotagem da direita ou que as “jornadas de junho” geraram a crise porque espantaram o investidor, virá algum contraponto com versão diametralmente oposta. Porém, ninguém poderá negar que dos 13 anos que o PT governou o Brasil, durante 11 a vida das pessoas melhorou muito.

Quem tiver dúvida, basta consultar os indicadores oficiais e verá que de 2003 a 2014 salários e quantidade de empregos aumentaram e desigualdade e pobreza despencaram. Ponto.

Contudo, apesar de tudo isso, o PSDB resistiu e se ergueu. E se ergueu com inteligência. Se ergueu quando se deu conta de que deveria defender seu legado, claro que contando com a cumplicidade da mídia, que fez sumir os números da economia do fim do governo FHC.

O que é estarrecedor, portanto, é ver que aquela esquerda que, em 2013, convocou manifestações que tiraram a direita do armário e derrubaram a popularidade de Dilma de 65% para 31% em três semanas, agora quer que, após o PT ser massacrado pelo golpe e pelas urnas (que o massacraram por conta do golpe), continue se autoflagelando.

É pra acabar. Esse surto suicida da esquerda brasileira parece não ter fim.

Do julgamento do mensalão para frente, era óbvio que o golpe se tornaria inevitável e que passava por sabotagem da economia e por impeachment. Quando eu dizia que havia um golpe em marcha essa esquerda que quer ver o PT fazendo “mea culpa” em praça pública pelo golpe que sofreu, dizia que não haveria golpe algum, que “o mundo não aceitaria”.

Eu sempre tentei explicar a esses setores da esquerda que o golpe viria através do impeachment, mas nunca me deram ouvidos. Diziam-me adepto de “teorias da conspiração”.

Deu no que deu.

Agora, vem essa ideia de “jênio” de o PT fazer “mea culpa”. PQP!

O PT deve fazer mea culpa por que?

Por tirar 40 milhões da pobreza?

Por manter o desemprego cadente durante 11 dos 13 anos que governou?

Por ter feito o salário médio do trabalhador subir mês a mês durante 11 dos 13 anos que governou?

Por ter colocado negros pobres na faculdade?

Por ter feito a concentração de renda ter a maior queda em toda história brasileira, segundo o IBGE?

Vão se catar! Corrupção tem em todos os partidos. O caso do PT é que é o único partido que é investigado de verdade. As empreiteiras todas que roubaram a Petrobrás roubaram o metrô de São Paulo da mesma forma e ninguém investiga – o esquema vigeu por vinte anos e não há um único político indiciado.

Por quê? Porque durante esses vinte anos quem governou São Paulo foi o PSDB, que tem licença para roubar.

Em vez de a esquerda estar combatendo isso, está combatendo um fenômeno normal em qualquer governo, mas que sendo em um governo do PT não ficou impune porque Lula e Dilma combateram a corrupção como nenhum outro presidente fez, já que dotaram o país de órgãos de controle tão rígidos e livres que acabaram sendo usados para derrubar o governo petista.

Estou muito indignado com essa proposta. Quero pedir aos esquerdistas que estão propondo essa barbaridade que criem juízo e tratem de começar a combater essa direita que vem aí para tirar direitos dos trabalhadores, das mulheres, dos negros, dos homossexuais e para concentrar a renda que o PT desconcentrou.

Aliás, vale dizer que essa esquerda deveria se preocupar em eleger Marcelo Freixo no Rio de Janeiro e, depois, em montar um governo sem alianças, como o PSOL sempre pregou para os governos que o PT conseguia eleger.

127 comments

  • O PT deve fazer mea-culpa por ter destruído a economia e fazer retroceder os pequenos avanços sociais que possibilitou. Se continuar nessa arrogância de nunca admitir erros, vai continuar levando surra nas urnas. Como afirmou o insuspeito Frei Beto: “No entanto, nós erramos. O golpe foi possível também devido aos nossos erros. Em 13 anos, não promovemos a alfabetização política da população. Não tratamos de organizar as bases populares. Não valorizamos os meios de comunicação que apoiavam o governo nem tomamos iniciativas eficazes para democratizar a mídia. Não adotamos uma política econômica voltada para o mercado interno. Nos momentos de dificuldades, convocamos os incendiários para apagar o fogo, ou seja, economistas neoliberais que pensam pela cabeça dos rentistas. Não realizamos nenhuma reforma estrutural, como a agrária, a tributária e a previdenciária. Hoje, somos vítimas da omissão quanto à reforma política”.

    • Interessante seu comentário. Vou responder ponto a ponto.

      1 – O PT deve fazer mea-culpa por ter destruído a economia e fazer retroceder os pequenos avanços sociais que possibilitou.

      Resposta: “pequenos avanços sociais”? Que papo é esse? Verifique em que período da história foram obtidos redução da pobreza, desconcentração de renda e aumento de salários tão grandes. E o PT não destruiu a economia coisa alguma. Dos 13 anos de seu governo, durante 11 o país melhorou sem parar – os números estão aí, é só acessar o IBGE. E nos 2 anos ruins o Congresso paralisou o país, recusando-se a votar qualquer coisa que fosse boa para todos.

      2 – Se continuar nessa arrogância de nunca admitir erros, vai continuar levando surra nas urnas. Como afirmou o insuspeito Frei Beto: “No entanto, nós erramos. O golpe foi possível também devido aos nossos erros. Em 13 anos, não promovemos a alfabetização política da população. Não tratamos de organizar as bases populares.

      Resposta: O que é “alfabetização política”? Como seria feita? Lula e Dilma deveriam criar escolas para doutrinar as pessoas a valorizarem o PT?

      3 – Não valorizamos os meios de comunicação que apoiavam o governo nem tomamos iniciativas eficazes para democratizar a mídia.

      Reposta: Como valorizar mais os meios de comunicação que apoiavam o governo? Recebiam verbas da Secom. Direto. Eu nunca pedi, mas quem pediu ganhou. E democratizar a mídia dependia de um Congresso cuja metade dos membros tem meios de comunicação ilegais

      3 – Não adotamos uma política econômica voltada para o mercado interno. Nos momentos de dificuldades, convocamos os incendiários para apagar o fogo, ou seja, economistas neoliberais que pensam pela cabeça dos rentistas. Não realizamos nenhuma reforma estrutural, como a agrária, a tributária e a previdenciária. Hoje, somos vítimas da omissão quanto à reforma política”.

      Resposta: Tudo isso depende do Congresso. E o Congresso só votava o que a sensibilidade de Lula sentia que dava. Dilma não teve sensibilidade e caiu por isso.

          • Eduardo,
            Muito boa a ideia de escrever um texto criticando e apontando as razões pelas quais o PT não deve tornar real essa baboseira de mea culpa. Se essa merda de mea culpa ganhasse eleição e melhorasse o País os golpistas não estariam no poder, não teriam aumentado a bancada de bandidos no Congresso. Se algum grupo político no Brasil deveria fazer mea culpa, este seria o PSDB, que doou parte do País enquanto estava no poder e agora retorna no teto do governo golpista para entregar o restante. O atual presidente da república é corrupto; o atual presidente do congresso, é corrupto; o atual ministro da justiça está sob sombras que de longe o habilitariam ao cargo que ocupa e atua na lava jato de modo explícito, contra o PT e a favor dos comprovadamente corruptos; a maioria do congresso é comprovadamente corrupta; o ministro de relações exteriores, José Serra, não consegue se relacionar nem com seus subordinados e é comprovadamente corrupto; o congresso, juntamente com os poderes de destruição da pretensa futura soberania brasileira estão doando todas as riquezas do País aos estrangeiros, e, se algum esquerdista pensa que a maior riqueza do Brasil é apenas a Petrobras, ou é estúpido ou é imbecil, e/ou as duas coisas juntas, porque junto com a Petrobras irão junto todas as reservas de energia renováveis nas quais o País é riquíssimo, e é nisso que os estrangeiros estão de verdade interessados; a Petrobrás é só a ponta que levará à morte da pretensa futura soberania nacional. E o PT é que tem que pedir desculpas?! O PT tem que repensar suas ações e sua ideologia? Tem. Cometeu erros gravíssimos? Sim. Não deveria ter subestimado o poder dos dinheiristas brasileiros e não deveria ter se envolvido nas práticas centenares de corrupção que sempre fizeram parte da política tropical, mas fazer mea culpa?! Para quem? Para o Brazil? O PT tem que fazer mea culpa para si mesmo, por não ter tido a capacidade de agir com um olho na ação e outro na reação, por não ter sabido reconhecer no momento oportuno que praticar política republicana num País que ainda nem é uma República, não só por conta de seu povo semianalfabeto, mas principalmente por causa de sua classe rica que não tem um pingo de vontade nem interesse de que esse seja um País soberano. Que não tem a menor preocupação com o desenvolvimento que vise a melhora da vida de quem tem menos oportunidades, que tanto faz que morram ou simplesmente sobrevivam; se seus filhos poderão sempre estudar na Europa, nos Estados Unidos ou onde tiverem vontade, à custa de mais miséria de quem já é miserável. O capital estrangeiro, sempre $erá grato aos poderosos do Brasil por trabalharem incansavelmente para que seus lucros continuem a crescer, para que sua soberania, essa sim, a verdadeira soberania, continue a ser soberana. Se o PT fizer publicamente essa merda de mea culpa, será para mim, a confissão de que não merece nenhum reconhecimento pelo que conseguiu, mesmo que minimamente, fazer pelos mais pobres tolos, que ora “pensam” que nada têm a ver com isso! Alguém consegue imaginar o PSDB, o PMDB, o congresso golpistas, daqui a algum tempo, fazer mea culpa por terem destruído a esperança e as futuras oportunidade para os brasileiros mais pobres?! Jamais pensarão nisso, e nem jamais isso lhes será cobrado, eles são os senhores da “verdade e da justiça”, nunca se enganam, nunca cometem erros, e tudo é feito pensando no “bem comum”. Pedir desculpas pode ser bonito, honroso, demonstração de humildade, quando é dirigido a quem merece e a quem é maior e melhor do que nós, e não a quem é sórdido, abjeto, hipócrita e cinicamente rasteja e é a mais perfeita expressão da baixeza e da vileza! A esse Brazil devemos bater com clava forte!
            Abraços
            Maria Antônia

      • Ora, quer dizer então que não havia nada a fazer? A solução mesmo é se render ao pragmatismo? Devemos nos resignar e manter o status quo? Triste isso…

    • Não concordo com essa tese que tem sido aventada por alguns figurões do PT que defendem a necessidade de o PT fazer “mea culpa”. Por quê? Pra quê? Só se for pra se desculpar pelos avanços e conquistas experimentados pelo país durante a gestão Lula.

      Não! O que o PT precisa é levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima, É isso que faz um grande partido quando perde a batalha das urnas. Durante os últimos 13 anos, o PT venceu, no plano nacional, todas as batalhas que travou nas urnas contra o PSDB. É natural que, mais dia menos dias, viesse a perder uma batalha. Exatamente isso: perdeu uma batalha…. Mas não a guerra!

      A política é um processo dinâmico, marcada por avanços e recuos e pela ação implacável do tempo… Pelo tempo e pelas circunstâncias, mudam-se os cenários, aliam-se os partidos, acomodam-se os agentes. É um jogo. Desta vez, deu PSDB, mesmo que seja com a valiosa ajuda da Globo e do juiz tucano do paraná, não de se negar que venceram os tucanos. Mas o jogo continua. Importa agora estudar os próximos lances e estratégias para, em um próximo confronto, vencer esse jogo e ganhar a batalha.

    • Vc já ouviu falar de uma crise econômica iniciada nos EUA em 2007-2008, que contaminou o resto do mundo e que os “jênios” neoliberais não conseguem resolver? Ouviu falar que temos reservas internacionais de mais de 370 bilhões de dólares, a maior da história do Brasil? Ouviu falar que o país pagou sua questionável “dívida” com o FMI (contraída pelo governo fhc) e tornou-se credor desse Fundo? Ouviu falar que a indústria naval foi recuperada e gerou milhares de empregos e agora está sendo sabotada pelo presidente tucano do PSDB que já encomendou plataformas submarinas do exterior quando o Brasil já domina a tecnologia de sua fabricação? Já ouviu dizer da inovação da indústria de defesa das forças armadas que está criando novas tecnologias na área e até exportando-as? Já ouviu falar da criação de um imenso mercado interno no país com as políticas de distribuição de renda e de reajuste do salário mínimo? Estas são as que me vêm à mente no momento.

    • Acho que Frei Betto, com atraso, disse o que eu venho dizendo há anos. Só que eu era chamado de “fogo amigo”, especialmente pela turma do partido do “holerite”, os falsos esquerdistas pendurados nas centrais sindicais (cadê a reação, a greve geral?)
      Sinto muito em discordar,nesta questão, do meu querido Edú, mas autocrítica não auto-flagejação. É passo necessário, essencial, prá avançar na mesma luta.
      O debate aqui já é uma autocrítica. Dizer que vencemos é esconder nossos erros. Aí mora o perigo.

    • Nos anos em que o PT esteve no Governo Federal esteve empenhado e logrou êxito em enfrentar a missão de colocar nos trilhos da justiça social e do desenvolvimento, simultaneamente, um país a ser construído em todos os seus indicadores econômicos sociais e políticos e legais. Em meio a esse colossal desafio consistente em negociar o projeto de país justo e inclusivo com as mais reacionárias forças instaladas no Congresso Nacional, o PT deveria ter criado uma força tarefa de missionários beneditinos para correr os 8.512 mil Kms quadrados do território nacional para ensinar cidadania para 199 milhões de analfabetos políticos? E teria que enfrentar o desafio de quebrar o sequestro da liberdade de expressão praticado pelo oligopólio midiático sem quebrar as alianças de apoio político no Congresso, infestado de representantes e proprietários de empresas de comunicações? Bull Shit!! Teria sido derrubado em 2005.

      Quanto ao do Eduardo, com justa razão, ele afirma que:

      “Contudo, apesar de tudo isso, o PSDB resistiu e se ergueu. E se ergueu com inteligência. Se ergueu quando se deu conta de que deveria defender seu legado, claro que contando com a cumplicidade da mídia, que fez sumir os números da economia do fim do governo FHC.”

      Alguns fatos contradizem essa interpretação. O PSDB continua do mesmo tamanho e insignificância no cenário político, sustentado apenas pelo apoio que recebe de banqueiros. O mesmo apoio que garante sobrevida em meio à falência já materializada das empresas integrantes do CARTEL de comunicações instalado no país.

      O que mudou radicalmente o cenário político foi o surgimento do exército de servidores PÚBLICOS da Alta Burocracia do Estado assumindo a militância política que o PSDB nunca teve, utilizando atribuições e poderes inerentes aos seus cargos em benefício dos interesses privados de grupos econômicos PRIVADOS nacionais e estrangeiros. A proclamada associação da gangue do juiz Sergio Moro, entre outras alianças espúrias não tão declaradas quanto essa, com as empresas de comunicação virou completamente o jogo e intimidou e derreteu as instituições do país. Essa crise começou quando surgiu a Vaza a Jato em março de 2014, para ganhar as eleições presidenciais daquele ano, sob forte influência de orientações emanadas de grupos de inteligência estrangeiros. A famigerada operação passou estrategicamente a focar alvos diretamente relacionados a estabilidade dos pilares econômicos do país que o Moro e sua gangue, sem ajuda externa, nem saberia identificar com tamanha precisão.

  • PT é o único partido que tem feito mea culpa, sobre as mesmas coisas desde que assumiu a presidência em 2003. Cadê o mea culpa dos outros partidos de esquerda? Já que os de Direita nunca vão fazer, porque o que eles querem é a desgraça do povo brasileiro. Cadê o mea-culpa dos partidos PSOL, PSTU, PCB, dentre outros? Acreditam mesmo que não tiveram culpa na eleição do Dória em primeiro turno em São Paulo? Acreditam mesmo que, por parte do partido ficarem massacrando interruptamente o governo Dilma, fazendo o jogo da direita, não tiveram culpa no impeachment? No #golpe que estamos vivendo? Cambada de hipócritas!!!

      • O amigo alega que tudo que o PT fez foi contra si próprio. Eu critico, com muito respeito, exatamente o contrário: houve falta de politização mesmo. Famílias beneficiadas pelo Nossa Casa, acham que foi porque o Lula “é um cara bacana”. A Dilma foi a “mãe do PAC”, lembram-se?

        Ora, o cidadão necessitado, excluído desde sempre, atribui a uma pessoa, um ídolo, um Deus, o seu pequeno avanço. E se a direita inventasse um novo Collor, mais jovem, mais bonito que o Lula ou a Dilma? Poderiam, esses bonecos, ganhar no voto, porque não houve politização alguma.
        Erraram sim, nosso governos, nossos partidos de Esquerda. Fizemos um grande mercado consumidor, mas a direita só precisa de 35 milhões de sabonetes por ano: o resto que se dane.
        Nossa sorte é que a direitona é tão burra que jamais conquistará apoio popular, porque nem pode. E como ensinava Maquiavel: o governante deve ser amado ou temido; se for for amado, melhor ser temido. Porém, o governante (dizia o florentino), o governante jamais pode ser odiado. O ódio popular derrubou a Dilma. O ódio popular derrubará o golpista Temer e quem o Congresso colocar no seu lugar.

  • O grande erro do PT e do Lulinha paz e amor (o republicano) foi ter acreditado em conciliação de classes. Acreditar em conciliação de classes é coisa da esquerda infantil.

      • Perfeito Eduardo! Enquanto parte da esquerda lambe os beiços achando que irá tirar proveito do massacre do PT, a extrema-direita avança no país inteiro. Jonh Dólar eleito em SP prometendo privatizar até cemitério, bolsokid em quarto lugar aqui no Rio, e tantos outros exemplos. Desculpe a expressão, mas fico puto da vida com a cegueira dessa gente em reconhecer quem são os reais inimigos a serem combatidos. Cadê a resistência ao golpe? Cadê a greve geral? Tem horas que acho que parte do povo brasileiro que se beneficiou durante os governos do PT não merecia tal consideração….

          • Uma correção, se o PT é centro-esquerda o PSDB é centro-direita (na minha opinião o PSDB foi o maior vencedor nessas eleições).

            Como o PSOL está á esquerda do PT, PMDB e DEM estão á direita do PSDB.

            PSD e PSB não sei aonde estão…

          • Quem afundou o Brasil foi o republicanismo do Lula e do PT. O republicanismo do Lula permitiu a volta da direita neofascista. Nem o Lula consegue entender a sua própria burrada e eu venho alertando há mais de 4 anos.

          • Dizer que o PSDB não é centro direita pq tem gente que defende a ditadura, é como dizer que o PT é extrema esquerda pq tem gente que defende que tudo é uma armação da CIA.

            Existem imbecis em todos os lados.

          • O PSDB foi fundado como centro-esquerda, democrático (Montoro, Richa, Covas e outros). O próprio FHC não voltou da sua vilegiatura no exterior (jamais foi exilado) como um liberal ou um conservador – era apenas anti-Quércia.
            Todos esses termos variam de acordo com as circustâncias. O PSDB, hoje, é direita mesmo, nada tem a ver com social – ou fechar escolas, roubar merenda, treinar uma PM anti-povo, são coisas de “centro”?
            E o PT tampouco questiona o Capitalismo. Quanto aos demais partidos ditos de esquerda, estão muito longe da realidade, disputando espaços. Nada a ver com o Povo e com o cenário deste país que virou fácil pro império. Nem milico ama a Pátria!

    • isso que o Carl falou é puríssima verdade! e bem feito pro Lula, Dilma e o PT que com seu infantilismo de”republicanismo”, ganharam essa perseguição implacável.

  • A primeira (e de longe a maior) “mea culpa” que deve ser feita é o não enquadramento da Rede Golpe pelo governo petista, em 13 anos de poder. Daí decorrem todas as mazelas. Houve corrupção no governo/partido? Provavelmente! Mas em qual partido não houve, e principalmente no PSDB/PMDB? Então, uma coisa é corrupção que certamente tem que ser combatida EM e POR TODOS os partidos e instituições,, externa e internamente. Outra coisa é o poder, e aí a Rede Golpe atuou para usurpar o poder do povo, em prol dos interesses de país alienígena, à quem serve. Mesmo que o PT fosse composto somente de santos, a Rede Golpe acharia alguma coisa para estigmatizá-lo, pois atua a favor da direita, só os “republicanos” ingênuos a subestimaram! Assim, essa é a “mea culpa” que deve ser feita: o PT NÃO DEMOCRATIZOU A MÍDIA, ficamos todos (cidadãos, parlamentares, juízes…) reféns de uma família interessada e de seus patrões, que agora estão botando a mão no butim (o Pré-Sal, previdência, entre outros). Como disse o Putin, grande estadista que vem erguendo a Rússia, “o que não está na mídia não existe”!

    • Irion, não existiam meios para “enquadramento” da Globo. E o PT não “democratizou a mídia” porque o Congresso tem metade dos parlamentares donos de meios de comunicação e eles jamais votariam essa democratização midiática

      • Desculpe, Edu, penso que havia meios (não vou delinear aqui…), pois a Rede Golpe de Televisão estava mal das pernas. A janela da oportunidade se abriu, o PT não aproveitou. E o que é pior, continuou dando dinheiro à rede golpista, salvou-a!, enquanto tratou a mídia alternativa a pão e água. O Chávez, por exemplo, resolveu enfrentar o problema; e hoje, o seu governo continua lá, apesar de que a economia na Venezuela esteja cambaleante há muito mais tempo. O governo petista inclusive boicotou a Telesul, grande erro! Ao menos é a minha opinião, ou seja, faltou disposição, ou visão ao governo. Sem um canal de TV que chegue ao povo, o PT vai ter que trabalhar muito “as bases”, e fazendo muita “mea culpa”, e mesmo que recupere o poder mais adiante, acaba perdendo depois, mais cedo ou mais tarde, e é o que basta para a direita entreguista fazer feirão com o patrimônio nacional. O PT faz, mas ninguém sabe!

          • Edu, em primeiro lugar o governo deveria pedir umas dicas para os estudiosos da questão, tais como o Fábio Konder Comparato e outros, talvez até para o Chávez e para o Putin, eles diriam como fazer. Mesmo sem depender demasiado do legislativo (o que pudesse fazer por decreto). Em segundo lugar, precisaria colocar um ministro simpatizante da causa da democratização midiática no Ministério das Comunicações – que não seria o Hélio Costa e nem o Paulo Bernardo, mas poderia ser o Franklin Martins (isso ajudaria muito!). De minha parte, sem querer ser presunçoso, e a título de colaborar com o debate, poderia sugerir o que segue: (1) a primeira medida seria associar-se à TELESUL, colaborando para a construção de uma mídia sul-americana que não dependesse das agências de notícias anglófilas. Depois, (2) deveriam ter deixado quebrar a Rede Golpe de Televisão.. ao invés de dar dinheiro a ela, mesmo quando conspirava abertamente. A terceira, e talvez melhor, (3) seria comprar uma parte (quando estava quebrando), que pudesse influir na linha editorial – através de uma fundação, do próprio governo, ou de pool de empresários simpatizantes da causa progressista (do PT, não do PP…). A quarta (4) seria engendrar uma tv estatal de alcance, qualidade e apelo correspondente, para fazer o contraponto – afinal, o governo conseguiu aprovar a lei de partilha do Pré-sal, será que com vontade política não conseguiria? A quinta (5) seria, além da TV estatal, construir mediante amplo debate com a sociedade uma TV realmente pública, que funcionasse com verba vinculada, sem depender de deliberação orçamentária, destinando ou redestinando (parando de utilizar para fazer superavit primário) os ingressos de alguns fundos de telecomunicações já existentes (FUST, FISTEL, e Funttel). Paro por aqui, tá muito comprido, mas debatendo com a sociedade organizada apareceriam muitas soluções, bastava mais vontade política e menos ingenuidade por parte do governo, que não teria se deixado iludir com o patrocínio do inimigo – a Rede Golpe de Televisão. Essa é a principal “mea culpa” que o governo precisaria fazer, e talvez só essa no momento.

      • Desculpe, Edu, havia meios, pois a Rede Golpe de Televisão estava mal das pernas. A janela da oportunidade se abriu, o PT não aproveitou. E o que é pior, continuou dando dinheiro à rede golpista, salvou-a!, enquanto tratou a mídia alternativa a pão e água. O Chávez, por exemplo, resolveu enfrentar o problema; e hoje, o seu governo continua lá, apesar de que a economia na Venezuela esteja cambaleante há muito mais tempo. O governo petista inclusive boicotou a Telesul, grande erro! Ao menos é a minha opinião, ou seja, faltou disposição, ou visão ao governo. Sem um canal de TV que chegue ao povo, o PT vai ter que trabalhar muito “as bases”, e fazendo “mea culpa”, e mesmo que recupere o poder mais adiante, acaba perdendo depois, mais cedo ou mais tarde, e é o que basta para a direita entreguista fazer feirão com o patrimônio nacional. O PT fez, mas ninguém sabe!

        • Saudoso Brizola, faria na na primeira hora do primeiro dia, com certeza! Tenho que o pior governo do PT (Dilma) é preferível ao melhor governo do PSDB/PMDB (FHC ou o vampiro usurpador). Mas sem mídia compatível para fazer o contraponto, o pior governo do PT cai; enquanto qualquer governo da direita fica. Mídia plural, bem estruturada, permite mais estabilidade e continuidade. É o que um País da envergadura do Brasil precisa. Porque quando o PSDB pega faz terra arrasada, entrega tudo!, e a esquerda tem que começar a construir o País do zero novamente.

          • Irion e Carl fazem analises parciais. Brizola talvez atacando a Globo nao teria durado dois anos e teria levado um impitchim. A Argentina fez o controle da midia mas nao impediu Macri de ser eleito. Isso dito, as forcas da oligarquia brasileira sao redes muito mais capilarizadas e extensas que extrapolam o PIG. Voces esquecem do facebook ???… Venezuela e Russia sao exemplos distintos e talvez nao adaptaveis ao Brasil. Alem de tudo isso vcs esquecem a crise internacional economica de 2008 e as prioridades dos governos do PT. Voces dois por acaso jà fizeram politica alem de comentar nos blogs sujos ? Sentem-se em posicao de afirmar possibilidades sem terem atuado pessoalmente no executivo ? Prefiro a inteligencia lucida do Edu.

  • Boa tarde Edu!

    A esquerda em geral está se equivocando em pedir isso do PT, aliás, se eu fosse o presidente do partido Rui Falcão, não lançaria ninguém para a presidencia em 2018 e repito, apoiaria a candidatura de Ciro Gomes pelo PDT! O PT se desgastou muito com este golpe, tem mais é que ficar quieto esperando a direita se queimar no poder!

    Um abraço!

  • Eduardo, ok. Concordo com você. Mas gostaria de entender melhor: SE o PT não possui nenhuma culpa de como a coisa está hoje por que você não concorreu a vereador por ele, ao invés do PC do B? E na MINHA opinião o PT deve fazer um “mea culpa” por ter sido, digamos, “lento” para reagir à mídia quando o fustigou efusivamente, “lento” para não saber reagir com mais firmeza quando as manifestações começaram… ora: Dilma não poderia aparecer mais na mídia? Convocar mais Rede Nacional para se defender? Não concorda que o PT pode não ter culpa, mas tem um certo grau de “ingenuidade” nos últimos anos, frente aos acontecimentos? Abraço…

    • Não concorri pelo PT porque quem me ofereceu legenda e maior apoio foi o PC do B. O PT foi alvo de uma campanha de destruição cuja origem ainda não sei direito qual é

      • EU SEI. FOI UMA AUTODESTRUIÇÃO. ROUBALHEIRA E CORRUPÇÃO SEM FIM. FOI ISSO QUE ACABOU COM O PT. OU O SENHOR VAI QUERER ME DIZER QUE O JUDICIÁRIO, ATÉ MESMO O STF, QUE ESTÁ INDICIANDO O SENHOR NOVE DEDOS, TAMBÉM “CONSPIRA” CONTRA O PT? ANTES DE ME RESPONDER, SE É QUE VAI FAZER ISSO, NÃO SE ESQUEÇA QUE A MAIORIA DOS MEMBROS DO STF FORAM INDICADOS PELO PT. ENTÃO CUIDADO COM SUA RESPOSTA. QUE NÃO SEJA SIMPLISTA.

  • 1) “O PT deve fazer mea culpa por que?”

    Por ter ROUBADO!

    2) As eleições municipais mostraram q a população brasileira não concorda com esse papo furado de “golpe”…

    Pobres petistas q, no alto da sua arrogância, fazem um mundo de “faz de conta” completamente dissociado da realidade!

    Se o PT não fizer o “mea culpa” tem problema não…

    O eleitor já fez o “sua culpa”!

    • Acaba de ser aberta investigação das termelétricas feitas pelo PSDB quando governou o Brasil no apagão. Corrupção tem em qualquer partido. Só que atualmente alguns estão sendo investigados e punidos e outros são investigados só pra inglês ver. Todos sabem que é um absurdo que o STF nunca tenha mandado um político para a cadeia antes do PT. Todos sabem que isso só ocorreu porque só o PT teve coragem de dar liberdade às instituições para investigarem e punirem. Um dia vamos desmascarar esse discurso criminoso que pode ter enganado a muitos por conta da crise, mas que vai encontrar a verdade um dia

          • uhmmmm, então você concordou que o PT institucionalizou a corrupção, apenas acha que o PT não deve ser punido porque julga que outros partidos também o fizeram.

            Bela lógica.

          • Concordo com vc! PSDB vem roubando em SP já tem 20 anos.

            SEMPRE disse que Lula, DIlma, Cunha, Serra, Alckmin deveriam estar presos. Discordamos pq vc pensa que o Lula é a alma mais honesta do Brasil.

            A PF erra quando não investiga o PSDB e acerta quando investiga o PT. A diferença é que eu quero todos os bandidos presos e vc quer todos eles soltos.

            Eu não sou PSDB, não gosto do PT (apesar de ter votado no Haddad), e me considero um liberal (apesar de ter votado em vc).

            Sds

          • SEI AMIGÃO…A CORRUPÇÃO DO PT NÃO FOI DE ESTADO ENTÃO…. ENTÃO PORQUE SERÁ QUE TODOS POLÍTICOS PETISTAS COMEÇARAM A SER PRESOS HEIN…?? ZÉ DIRCEU…? GUIDO MANTEGA? PALOCCI? LOGO LOGO O CHEFÃO LULA…A DILMA….ISSO NÃO É CORRUPÇÃO DE ESTADO? VC É TONTO OU COMEU BOSTA?

      • Esse é o seu problema e o dos petistas!

        Se o PSDB rouba, pq o PT deve reconhecer q roubou?

        Se os políticos de outros partidos estão soltos, pq os corruptos petistas devem ser presos?

        Sério q vcs pensam assim?

        Sério q vc e seus leitores vão continuar negando o q o Brasil inteiro já sabe e repudia?

        Lula foi acusado de MAIS UM caso de corrupção, dessa vez envolvendo um sobrinho…

        Palocci recebeu, segundo a denuncia, R$ 127 Milhões!

        Paulo Bernardo desviou dos empréstimos consignados, mais de R$ 100 Milhões!!

        E vcs só pedem “isonomia”?

        Nenhuma linha de reconhecimento aos casos, casos e mais casos de corrupção petista?

        Por isso q o PT está onde está e continua caindo!

        Os corruptos são tratados como heróis, “presos políticos”, injustiçados…

        Quer pedir q os outros corruptos dos outros partidos sejam investigados?

        Conte comigo!

        Quer continuar a negar a realidade e não reconhecer a corrupção endêmica do PT?

        Então, estamos em lados opostos!

        Antes o discurso era: “Só o PT é investigado!”

        Agora, depois do anuncio da investigação da usinas termelétricas no Gov. FHC, é: “Viu? Tem corrupção nos outros partidos!”

        Evidentemente q tem!

        Evidentemente q outros esquemas de corrupção, muitos envolvendo o PT, devem ser investigados!

        Mas, q diabos, onde está a vergonha na cara de vcs, pra reconhecer o q há de errado no PT e cobrar honestidade dos corruptos petistas?

        • “Se o PSDB rouba, pq o PT deve reconhecer q roubou?”

          Até agora não foi apresentada uma prova sequer de roubo do PT. O que se tem são apenas alguns indícios que devem sofrer investigação, somente isto para saber se alguns petistas receberam propina de fato. Ainda falando do PT, verifica-se que as doações das empreiteiras da Lava Jato foram todos declarados à justiça eleitoral, tanto é que queriam usar algo legal como propina. Prova que é bom, ainda não acharam, salvo o caso de Delcídio e André Vargas, mas no geral não. O PT não deve reconhecer algo que não praticou. Tudo o que é dito contra o PT são apenas convicções, e não provas.

          No caso do PSDB, há documentos fortes na Privataria, na lista de Furnas e as delações da Lava Jato fala de propina de fato, Aloísio que o diga. Tem o caso do falecido Sérgio Guerra. Há gente com contas fora do país, como Aécio (10 delações e nenhuma investigação), como Dória (Panamá pappers), etc. No caso do PMDB, temos o suíço Cunha.

          “Se os políticos de outros partidos estão soltos, pq os corruptos petistas devem ser presos?”

          Condenação sem provas, como o juiz Moro (PSDB-PR) está fazendo é uma bofetada na cara dos brasileiros. Prendeu Vaccari sem provas, prendeu Dirceu sem provas, prendeu e soltou Mantega sem provas, prendeu Palocci sem provas. Muitos juristas de peso estão condenado o que Mora faz. Um juiz que alivia para o PSDB (Cássio Cunha Lima que o diga, este que arremessou dinheiro do alto do edifício), que só aceita delação contra o PT, que usa de prisões preventivas com presos chave para somente deletar o PT como forma de coação. Isto está errado.

          “Sério q vcs pensam assim?

          Sério q vc e seus leitores vão continuar negando o q o Brasil inteiro já sabe e repudia?”

          Queria ver se tratassem os tucanos da mesma forma para ver se o Brasil também os repudiaria.

          “Lula foi acusado de MAIS UM caso de corrupção, dessa vez envolvendo um sobrinho…

          Palocci recebeu, segundo a denuncia, R$ 127 Milhões!”

          E vc não para para pensar que os agentes da PF que estão na Lava Jato são de uma ala tucana, que são aecistas. Estes caras não aceitam delação contra tucanos e perseguem petistas com algo sem prova. Não há prova na questão do apartamento, não há prova na questão do sítio, e não acredito que haja prova na questão da empresa do sobrinho. Eu não confio nestes agentes da PF que perseguem petistas e livram tucanos. Esta investigação dos tucanos sobre as termoelétricas não dará em nada. Pode escrever o que eu digo.

          O caso de Palocci ainda está muito fraco. Tem que ver se ele é realmente o Italiano. Palocci, como muitos outros políticos tucanos, faz consultorias.

          “Paulo Bernardo desviou dos empréstimos consignados, mais de R$ 100 Milhões!!”

          Só convicção, e cade a prova

          “E vcs só pedem “isonomia”?”

          E vc acha que é pouco só pedir isto. Se apenas se investiga o PT de um jeito, e outros de outro, até protegendo – diga-se de passagem que o que acontece com o PT nem investigação é, já é perseguição -, isto não é fazer justiça, se fosse para fazer justiça, tratariam todos os partidos para mesma forma, principalmente o PSDB.

          “Nenhuma linha de reconhecimento aos casos, casos e mais casos de corrupção petista?”

          Tudo ilação, e nada de provas.

          “Por isso q o PT está onde está e continua caindo!”

          O PT cai por causa da ofensiva do PIG, do MP, da PF e do judiciário, Moro é o maior responsável. Volto a dizer, se houvesse isonomia, queria ver se o PSDB, o PMDB e o DEM não teriam caído assim, pelo contrário, tem gente que acho que estes partidos são de santos. Aliás, por que a PF não vai atrás do “Santo” e do “Careca”.

          “Os corruptos são tratados como heróis, “presos políticos”, injustiçados…”

          Se não houver provas e o condenado tiver sua sentença num julgamento de exceção, como foi o mensalão e está sendo esta Lava Jato, serão heróis e presos políticos.

          “Quer pedir q os outros corruptos dos outros partidos sejam investigados?”

          Quero que todos sejam investigados, da forma correta, obedecendo o princípio da presunção da inocência. Estas prisões da Lava Jato está atropelando tudo, utiliza-se da presunção da culpa, só para petistas, é claro, e tucanos e pmdbistas nem sequer são incomodados, Cunha que o diga.

          “Quer continuar a negar a realidade e não reconhecer a corrupção endêmica do PT?”

          Cadê a prova, o que se tem são powerpoints que vomitam as convicções da direita hidrófoba, dos caiados da vida, dos aécios, das vejas, das globos, do pessoal da casa grande, dos interessados no pre-sal, dos que não gostaram da redução da pobreza no governo do PT. Prova que é bom, nada. Além de tudo, há muita hipocrisia por parte de vcs. Vcs agem com se o PT fosse o partido mais corrupto do mundo e o PSDB fosse um convento, tá na cara isto. Há coisa muito mais concreta contra o PSBD que vocês não estão nem aí, há documentos, vários processos (Serra tem pelo menos uns 20) sem que aconteça nada contra os tucanos, vide caso do procurador que sentou em cima dos processo do trensalão que a Suíça enviou para ele, e que ele disse que esqueceu na gaveta, vide o caso do Banestado, que estava cheio de tucanos e DEMOs, mas só bagrinhos é que foram presos.

          “Antes o discurso era: “Só o PT é investigado!”

          Agora, depois do anuncio da investigação da usinas termelétricas no Gov. FHC, é: “Viu? Tem corrupção nos outros partidos!”

          Evidentemente q tem!”

          Isto não dará em nada, é só uma desculpa para dizer que esta PF da Lava jato é isenta.

          “Evidentemente q outros esquemas de corrupção, muitos envolvendo o PT, devem ser investigados!”

          Engraçado como vcs são, quando tentam falar de corrupção dos outros, já jogam o PT no meio.

          “Mas, q diabos, onde está a vergonha na cara de vcs, pra reconhecer o q há de errado no PT e cobrar honestidade dos corruptos petistas?”

          Delcício, o petista tucano mostrou uma prova de ser um bandido, cadeia nele. Se tiver prova, cana, se não tiver, é prisão política que ocorreu num julgamento de exceção. Aliás, não vivemos numa democracia, temos uma constituição que foi rasgada, vivemos numa ditadura disfarçada de democracia.

          • Valeu, Sávio!

            Obrigado.

            Esta postura de aclarar ponto a ponto, fazer ver as asneiras sempre repetidas, as mentiras que ganham status de verdade na base do “agua mole em pedra dura tanto bate até que fura”, é admirável e essencial.

            Se alguma culpa a esquerda tem, é a de ter abandonado a tarefa da conscientização.

            E Edu, de um pseudo-conspiracionista para outro, que teve fraude nestas eleições, teve. Na outra erraram a mão, e foi preciso outro caminho para tirar a Dilma, desta feita preferiram garantir e não se preocuparam se ia dar muito na cara ou não.

        • Perfeito Luiz!!
          Você sintetizou perfeitamente tudo o que eu sempre disse.
          Mas eu desisti de discutir com petistas.
          E, pensando bem, por que discutir?
          Eles já não mandam em mais nada. Todas as regras econômicas absurdas que criaram, como a do pré-sal, estão sendo revertidas no congresso. O Brasil começa a ser consertado do petismo.
          Deixe-os com sua arrogância, imaginando que só eles podem resolver os problemas do Brasil, só eles são os bonzinhos, ao mesmo tempo em que o povo descobre tanta sujeira da tigrada.
          Deixe-os dizer que nunca mais vão se unir à partidos que não têm identidade ideológica com eles. Deixe-os não reconhecer seus erros. Isso será bom para o Brasil, pois agindo assim eles jamais voltarão ao poder central do pais.
          Esse é meu último comentário, Luiz.
          Não perderei mais meu tempo aqui. Não é mais necessário.
          Grande abraço.

          • Que bom, vai nos fazer um imenso favor de nunca mais frequentar os blogs sujos. Afinal, os petistas nao frequentam os blogs de coxas acefalos. Ja vai tarde, e aproveite o governo nazi-fascista do vampiro mordomo decorativo. Obter o poder no tapetao e fraudar as urnas sao valores tipicos de coxas. Realmente vc deve correr para os bracos dos golpistas pois ninguem aqui sentira falta de tuas asneiras e mentiras. Ufa !!

  • Quantas pessoas insanas estão comentando por aqui. Se não gostam e não aprovam o LULA, estão fazendo aqui o quê. São midiotas? São masoquistas? São oligofrênicos? Qual é a de vocês?
    – Quem foi o melhor presidente do Brasil, considerado internacionalmente? LUIZ IGNÁCIO LULA DA SILVA. – Quem tem 55 diplomas Honoris Causa? LULA.
    Quais a realizações dos Governos LULA (2003-2010).
    1) Reduziu a inflação de 12,5% (2002) para 4,3% (2009) ao ano; a taxa média anual de inflação no governo Lula (6% ao ano) é menos da metade da que tivemos no governo FHC (12,5% ao ano);
    2) Aumentou o salário mínimo para o seu maior patamar em 40 anos, com um aumento real de 74 entre 2003/2010%;
    3) Reduziu a relação dívida/PIB de 51,3% (2002) para 36% do PIB(2008);
    4) Acumulou um superávit comercial de US$ 252 Bilhões (2003/2010);
    5) Pagou toda a dívida com o FMI e com o Clube de Paris e o Brasil se tornou credor do FMI, algo inédito na história do país, para quem emprestou US$ 10 Bilhões; Hoje, a dívida externa líquida é negativa em US$ 65 bilhões;
    6) Reduziu o déficit público nominal de 4% do PIB (2002) para 1,9% do PIB (2008);
    7) Ampliou a capacidade de investimentos do Estado; Os investimentos do governo federal e das estatais para 2009 estão previstos em R$ 90 Bilhões; Em 2010 eles estão programados para chegar a R$ 119 bilhões;
    8) Aumentou as exportações de US$ 60 Bilhões/ano (2002) para US$ 198 bilhões/ano (2008) acumulando um crescimento de 230% em 6 anos; Em 2010, as exportações deverão superar os US$ 200 bilhões, o que acontecerá pela primeira vez na história do Brasil.
    9) Aumentou as reservas internacionais líquidas de US$ 16 Bilhões (2002) para US$ 285 Bilhões (Novembro de 2010);
    10) Ampliou o Pronaf de R$ 2,5 Bilhões/ano (2002) para R$ 16 Bilhões/ano (2010);
    11) A concentração de renda e as desigualdades sociais diminuíram sensivelmente; o índice de Gini atingiu o menor patamar da História;
    12) Gerou 15 milhões de empregos formais entre 2003/2010;
    13) Reduziu o percentual da população brasileira que vive abaixo da linha de pobreza de 28% (2002) para 19% (2006), segundo o IPEA;
    14) Elevou os gastos sociais públicos para 21% do PIB;
    15) O BNDES emprestou R$ 137 Bilhões em 2009 para o setor produtivo, contra cerca de R$ 22 Bilhões em 2002;
    16) Fez o Brasil se tornar credor externo, com um saldo positivo de US$ 65 Bilhões, algo inédito na História do país;
    17) Criou programas sociais inclusivos, como o Bolsa-Família, ProUni, Brasil Sorridente, Farmácia Popular, Luz Para Todos, entre outros, que beneficiaram aos pobres e miseráveis e contribuíram para melhorar a distribuição de renda;
    18) Iniciou novas grandes obras de infra-estrutura (rodovias, ferrovias, usinas hidrelétricas, etc) financiadas tanto com recursos públicos como privados. Exemplos: Usinas do Rio Madeira, Transnordestina, Ferrovia Norte-Sul, recuperação das rodovias federais, duplicação de milhares de quilômetros de rodovias;
    19) Anulou portaria do governo FHC que proibia a construção de escolas técnicas federais e iniciou a construção de dezenas de novas unidades e que foram transformadas em Institutos Superiores de Educação Tecnológica (são 214 novas escolas técnicas federais construídas entre 2003/2010); 20) Criou o Reuni, que iniciou um novo processo de expansão das universidades públicas, aumentando consideravelmente o número de universidades, de campus e de vagas nas mesmas;
    21) Os lucros do setor produtivo cresceram quase 200% no primeiro mandato em relação ao governo FHC;
    22) Fez o Estado voltar a atuar como importante investidor da economia. Exemplos disso: a criação da BrOI, que têm 49% do seu capital nas mãos do Estado; a compra e incorporação de bancos estaduais pelo Banco do Brasil (da Nossa Caixa, do Piauí, Santa Catarina e Espírito Santo) evitando que fossem privatizados; a participação da Petrobras em 2 grandes petroquímicas nacionais (a Braskem, com 30% do capital nas mãos da Petrobras; a Ultra, com 40% do capital nas mãos da Petrobras); o aumento da participação dos bancos públicos (BNDES, CEF, BB, BNB) no fornecimento de crédito para a economia do país; 23) Elevou o volume de crédito na economia brasileira de cerca de 23% do PIB, em 2002, para 46% do PIB, em 2010;
    24) Criação do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) que prevê investimentos públicos e privados de R$ 646 Bilhões entre 2007/2010; até 2013 os investimentos previstos chegam a R$ 1,14 Trilhão; 25) Reduziu a taxa de desemprego de 10,5% (Dezembro de 2002) para 6,8% (Dezembro de 2008);
    26) Reduziu os gastos públicos com pagamento de juros da dívida pública para 5,9% do PIB (em 2008),representando uma queda de cerca de 36% quando comparado com o segundo mandato de FHC.
    QUE DEUS ABENÇOE O LULA, a DILMA e SUAS FAMÍLIAS. OBRIGADA AOS DOIS POR TEREM GOVERNADO O BRASIL.

  • Postei lá no local certo, mas não apareceu. Posto aqui:

    Desculpe, Edu, penso que havia meios, pois a Rede Golpe de Televisão estava mal das pernas. A janela da oportunidade se abriu, e o PT não aproveitou. E o que é pior, continuou dando dinheiro à rede golpista, salvou-a!, pensando que seria retribuído, enquanto tratou a mídia alternativa a pão e água. O Chávez, por exemplo, resolveu enfrentar o problema; e hoje, o seu governo continua lá, apesar de que a economia na Venezuela esteja periclitante há muito mais tempo. O governo petista inclusive boicotou a Telesul, grande err, que a meu ver não tem desculpa! Ao menos é a minha opinião. Ou seja, faltou disposição, ou visão ao governo. Sem um canal de TV que chegue ao povo, para fazer o contraponto e divulgar o que é feito, o PT vai ter que trabalhar muito “as bases”, e mesmo que recupere o poder mais adiante, acaba perdendo depois, mais cedo ou mais tarde, e pouco tempo basta para a direita entreguista fazer feirão com o patrimônio nacional. O PT fez, mas ninguém sabe!

      • Edu, em primeiro lugar o governo deveria pedir umas dicas para os estudiosos da questão, tais como o Fábio Konder Comparato e outros, talvez até para o Chávez e para o Putin, eles diriam como fazer. Mesmo sem depender demasiado do legislativo (o que pudesse fazer por decreto). Em segundo lugar, precisaria colocar um ministro simpatizante da causa da democratização midiática no Ministério das Comunicações – que não seria o Hélio Costa e nem o Paulo Bernardo, mas poderia ser o Franklin Martins (isso ajudaria muito!). De minha parte, sem querer ser presunçoso, e a título de colaborar com o debate, poderia sugerir o que segue: (1) a primeira medida seria associar-se à TELESUL, colaborando para a construção de uma mídia sul-americana que não dependesse das agências de notícias anglófilas. Depois, (2) deveriam ter deixado quebrar a Rede Golpe de Televisão.. ao invés de dar dinheiro a ela, mesmo quando conspirava abertamente. A terceira, e talvez melhor, (3) seria comprar uma parte (quando estava quebrando), que pudesse influir na linha editorial – através de uma fundação, do próprio governo, ou de pool de empresários simpatizantes da causa progressista (do PT, não do PP…). A quarta (4) seria engendrar uma tv estatal de alcance, qualidade e apelo correspondente, para fazer o contraponto – afinal, o governo conseguiu aprovar a lei de partilha do Pré-sal, será que com vontade política não conseguiria? A quinta (5) seria, além da TV estatal, construir mediante amplo debate com a sociedade uma TV realmente pública, que funcionasse com verba vinculada, sem depender de deliberação orçamentária, destinando ou redestinando (parando de utilizar para fazer superavit primário) os ingressos de alguns fundos de telecomunicações já existentes (FUST, FISTEL, e Funttel). Paro por aqui, tá muito comprido, mas debatendo com a sociedade organizada apareceriam muitas soluções, bastava mais vontade política e menos ingenuidade por parte do governo, que não teria se deixado iludir com o patrocínio do inimigo – a Rede Golpe de Televisão. Essa é a principal “mea culpa” que o governo precisaria fazer, e talvez só essa no momento.

  • Entre os setores da esquerda que cobram a “mea culpa” do PT, estão muitos petistas, inclusive dirigentes do Partido. Na minha opinião, este é o maior problema. Aliás, há sim uma “mea culpa” que precisa ser feita pelo Partido dos Trabalhadores: a de não ter combatido as mentiras e manipulações da mídia golpista bem como os abusos e ilegalidades de agentes do MPF, judiciário e PF.
    Em tempo: quero compartilhar com os leitores deste Blog a felicidade de termos retomado a Prefeitura da nossa cidade, Três de Maio – RS. O candidato do PT, Altair Copatti, foi eleito com 55% dos votos, contra 41% do candidato da chapa PP-PMDB. Aqui a Globo não fez a cabeça da maioria, não!

  • Ja que se cobra mea culpa,tem de se cobrar de quem absteve,votou branco ou nulo e passou procuração para quem votou em escolher os candidatos que vão administrar os municipios.João Doria,computando os nulos brancos e abstenções e somando os votos dos outros candidatos teve só 32% dos votos.Vai governar para os ricos.Muita gente decepcionada com o PT,foi na onda da midia e da seletividade da Lava Jato do moro,mas tinha alternativas.Agora para a cereja do bolo,se houver eleições em 2018,anulem,votem em branco,ou votem na direita.E isto aqueles que ate la ainda tiverem emprego ou ja não estiverem mais estudando em universidades porque não ha mais financimento,sem cotas,sem remedios de graça,sem o bolsa vagabundo,ops,familia.Ai o sapo barbudo,o brhama,o nine,o pixuleco não podera ser candidato porque estara impedido,o crime ? provas? Isto não vem ao caso,pois ele ja esta condenado e agora serão meras formalidades incontitucionais.Amanha podera ser qualquer um,afinal o supremo acabou com a presunção de inocencia.Somos todos culpados ate fazermos mea culpa que todos temos parte da cula em tudo que esta acontecendo em mnor ou maoir escala e que levara anos para consertar todo o estrago economico,social e juridico do.pais.Recuperar a credibilidade interna e externa,alem de pacificar uma nação que caminha cerele para o conflito,o embate.Cenario de tempestade para o povo e ceu de brigadeiro para os corruptos e a turma da bufunfa,uncle Sam agradece.

  • Acho que temos de separar que tipo de mea culpa, o PT assim como qualquer outro partido deve fazer.

    Essa estória de “alianças espúrias” e “venda da alma ao capeta”, são de uma demagogia sem limites a partir do ponto que não são capazes de refletir o complexo cenário político, pluripartidário que vivemos hoje, de um presidencialismo ou Poder Executivo de coalizão.

    Como se apenas a esquerda devesse se reservar a uma espécie de purismo ideológico, que, totalmente sem noção, fará qualquer governo progressista se afundar na inviabilidade política diante das maiorias dos Parlamentos, que no nosso país, são de Centro à Direita.

    Agora, é vital que o PT (assim como outros partidos ditos progressistas também!) reconheça que, seu horizonte de mudanças está limitado ao comodismo burocrático.

    E ficará cada vez mais, se não começar um trabalho incessante de formação política continuada de novos quadros em sua militância.
    Diga-se de passagem, é o que faz PSDB e PMDB hoje, estarem fedendo à Naftalina.

    Não se adaptam, muito menos lançam nomes que renovem sua liderança paulista. Estão há anos ruminando a mesma Executiva Nacional, com os mesmos vícios de discurso.
    O eleitor, que já está saturado pela campanha de criminalização da política, tendo a ficar ainda mais “brochado”.

    É nisso que o PT quer chegar? Eu acredito firmemente que não, até porque, é e ainda será o maior partido de centro-esquerda ou esquerda da América Latina. E no âmbito federal, o único a agregar votos suficientes para a disputa presidencial.

    Logo, todo cuidado é pouco, ainda mais nesse momento de ataques incessantes à diversidade de opiniões.

    Quanto ao PSOL no Rio, Edu, Freixo evoluiu em relação a 2012 e parou com essa palhaçada de não fazer “as alianças espúrias”. Está negociando com os micro-partidos do Centro, que têm a maior parte (juntos) da bancada de vereadores.

    E queira ou não, é a única opção no campo progressista que ainda temos no município disputando o segundo turno.
    Não jogarei meu voto fora anulando-o, muito menos colocarei um fundamentalista traíra no governo da Cidade.

    Aliás, foi obrigado a evoluir, porque começou a sofrer aquilo pelo que o PT sempre passou em disputas: Campanha massiva de difamação pelas redes sociais.
    E está vendo que o buraco de gerir e governar uma cidade, é bem mais embaixo do que a utopia do seu partido imaginava.

    Abs.

      • Que alianças ? Freixo não se aliou a Paes, não se aliou a Bolsonaro , não se aliou a ìndio, não se aliou a Osório . Que alianças condenáveis são essas que Freixo fez no Rio ??

          • Faltou-lhe saber escrever : ” enquanto se cala sobre as alianças do correligionário carioca”. Usa o verbo e um fato no presente para se referir a um possível acontecimento , uma ocorrência futura !

        • Ronaldo, vc tem problemas com o teu pai e escolheu o Edu pra se vingar ? Parece que vc confunde o Edu com tuas necessidades pessoais. Que tal vc frequentar os blogs do teu maravilhoso candidato de vinte anos e perguntar-lhe se ele precisa de alguem pra zoar o pai dele ? Se toca né ?

      • Aí que está.

        Diferentemente do moralismo de botqueim que muitas vezes era pregado aos quatro ventos, pela Direção do PSOL e por Luciana Genro, até onde me lembre, Freixo procurou não achincalhar ou subestimar a política de alianças do PT no plano federal, criticando somente (e com toda razão), até onde ia a capacidade de concessão do governo diante da poucas garantias que o PMDB ensejava para a “estabilidade” política do Gov. Federal de Dilma.

        E no quesito de composição, esse é o maior calcanhar de Aquiles, hoje, para a campanha dele.

        Tenta apoio no segundo turno de candidatos com os quais jamais manteve contato ou articulação política mínima, como o Índio da Costa e Osório, na tentativa de reverter (creio que será em vão) votos de parte da classe média carioca.

  • Edu você tem toda razão. Eu vou votar no Freixo, agora quero ver ele governar com uma Câmara Municipal, onde o PSOL e demais partidos à esquerda são minoritários. Se ele não fizer uma composição política mesmo com vereadores que não pertençam a sua base ideológica, se formará uma frente direitista que inviabilizará sua gestão na prefeitura do Rio de Janeiro. Fora o massacre que vai sofrer da mídia golpista que tudo fará para sabotar seu governo, com vistas a eleição para governo do estado em 2018.

  • Em meio ao linchamento do PT e de Lula pela Lava Jato em parceria com a mídia, Tarso Genro faz declarações serviçais no estilo que a mídia quer ouvir. Dois dias após a condução coercitiva de Lula para depor no aeroporto de Congonhas, deu entrevista à Folha e afirmou que  o “ciclo que levou PT ao governo está esgotado”.

    Bajonas Teixeira, o Cafezinho
    —–
    José Pepe Mujica, um dos maiores líderes da esquerda mundial, passou o recado para todos nós: “o pior inimigo da esquerda é a divisão interna”. Disse mais: “Jamais se deve pactuar com a direita, essa também é uma lição que aprendemos”.

    Carta Maior

  • Eu acho engraçado um sujeito que conseguiu apenas 1304 votinhos nas eleições para vereador em São Paulo , querer dar aulas de política a alguém. É o cúmulo da idiotice !

      • Não disputei eleição, mas o candidato para o qual dei meu voto , que também, assim como você , disputou sua primeira eleição ( só que aos vinte anos de idade ) obteve a bagatela 48 mil votos !

        • Parabéns, deve ser o jumento mais votado da história. Aliás, deve ser o único caso no MUNDO de um negro, gay, de extrema-direita e contra cotas ou programas sociais que beneficiam em sua maioria a população negra. Esse holiday é tão patético e ridículo quanto quem votou nessa aberração.

        • Ronaldo,
          Faça o seguinte…
          Pegue os argumentos que você lê aqui, escritos pelo Edu, e leve-os para a discussão com o seu candidato.
          Veja quais os argumentos ele vai contrapor…
          Analise as consistência desses argumentos…
          Veja se as proposituras dele para contrapor são factíveis e legais…
          Enfim, reflita como o seu candidato trata o mesmo assunto…
          Assim, se as respostas deles forem satisfatórias para você, pare de visitar esta página e siga apenas o seu candidato, pois você não dever perder tempo com alguém tão “idiota e cru de argumentos” quanto o Edu, certo ?

          Faça isso e volte aqui só para comentar o resultado dessa experiência político-social interessante.
          Aguardamos ansiosos.

  • Há mais de dois anos digo nas rede sociais o seguinte: “Se um dia a Esquerda da Venezuela cair, cairá em pé, diferente da Esquerda do Brasil que cairá de joelhos”.

    O PT melhorou a vida de milhões de pessoas, mas não entendeu que inimigo é inimigo.

    Sou eleitor do PT desde 1986, filiado a partir de 1991.

    Em 2004 em nome da Direção Nacional, as Macro Estaduais do PT foram até aos Diretórios Municipais para “pedir” uma avaliação dos filiados sobre os dois anos de Governo Lula, nós de Rio das Pedras fomos visitados para tal, lembro do que disse na época: “Se o PT tiver imaginando que porque chegou no Poder a Elite desse país vai tornar sua amiguinha está muitíssimo enganado, a primeira oportunidade que tiver vão dar uma porretada na cabeça do Partido para derrubá-lo”.

    Quanto ao PSOL foi uns dos grandes protagonistas do início do Golpe.

    A EPTV-Globo Campinas usou o PSOL para ajudá-la a derrubar o então prefeito de Campinas dr. Hélio-PDT e seu vice Demétrio-PT em 2011, o que a PF vem fazendo com o PT, o Gaeco fez em 2011 na Prefeitura de Campinas com tudo sendo filmado pela EPTV.

    PS.: O prefeito dr. Hélio foi derrubado por denúncias de corrupção na Sanasa, e a maioria das empresas acusadas envolvimento no tal escândalo também tem as mesmas acusações em relação à Sabesp, “mas isso não vem ao caso”, inclusive para o PSOL.

  • O que falta ao PT, e determinará seu fim, são quadros novos ..e convenhamos, ir de Haddad e DILMA não dá assim como não deu ..e só ter LULA como patrimônio, já deu

    ..só pra lembrar ..dentre tantas conquistas ..BASE dez/15 e dez/02

    ..o PT tb QUADRUPLICOU o valor do SM em US$ ..indo de US$ 56 com THC pra US$ 199 (com Dilma e lava jato)

    ..DUPLICOU a safra agrícola (de 100 pra 210 mm ton/ano)

    ..TRIPLICOU as exportações, passando de 60 para 190 bi/ano

    ..reduziu pra 1/4 a taxa de risco (isso pq 2015 foi ano de crise) ..pagou o FMI ..e acumulou reservas da ordem de US$ 360 bi

    fora a evolução que nos trouxe na educação (FIES, PROUNI, ENEM ampliado e ciências sem fonteiras) ..no MAIS MÉDICO ..no Bolsa Família ..na eletrificação rural ..na PRÉ SAL ..na reinserção internacional ..na retomada do Estado pró ativo

    ps – pena que inflou a máquina e resolveu bancar as coligações a qq preço com PTB, PP, PSD e PMDB ..negligenciado as estatais e os investimentos públicos prioritários que há décadas o país não via (desde os militares) …e nos últimos tempos deixando Dilma atuar sozinha pra fragilizar nossas contas externas e internas tb

  • Pô, gente o PT se esgotou por tempo de mais no poder. Foram quase 14 anos e este tempo é recorde na nossa democracia. E caiu, mais por seus acertos do que por seus erros. Agora esperar 2018, continuando a crise o Lula pode votar como salvador da pátria, tipo Getúlio no início dos anos 50 ou promover uma revitalização com novos líderes para 2022. O Tarso está certo em se rediscutir o partido e uma mea culpa sincera é o melhor caminho nos dois casos. E a principal causa da queda do PT não foram as traições do PMDB nem a insatisfação do PSDB por ter perdido a eleição de 2014, mas a crise econômica mundial que chegou ao Brasil nestes dois últimos anos.

  • Perfeito, Edu. Você consegue enxergar mais longe, quando muitos, mesmo até com alguma argúcia e inteligência, não conseguem perceber.
    Com as tais “lindas, espontâneas e apartidárias manifestações” de junho/2013 também muita gente boa se entusiasmou e se enganou.
    Agora também, realmente como tu apontaste, é meio óbvio que depois de uma longa, violenta e cafajeste campanha, alimentada por todo tipo de pilantra e de midiotas, o PT estivesse extremamente desgastado junto à população que é, historicamente manipulada; e há muito tempo enganada e manipulada pela rede globo.

  • Mea culpa,coisa nenhuma,só perdeu o poder,por omissão e covardia do stf,passaram por cima da constituição com aval do judiciário,o resto é conversa mole,o PT não morreu.

  • Tarso Genro: “…É hora de lamber as feridas. O partido errou e tem que compreender que a reação foi a redução drástica de sua votação… precisamos compreender que fomos derrotados e temos que mudar.”

    Acho que o Tarso e o já citado Frei Betto têm um pouco mais de autoridade para entender o futuro do PT do que os palpiteiros daqui do blog. Agora, se persistirem no sofisma do “golpe”(a eleição mostrou que ninguem engoliu essa mentira), e de porem a culpa nos outros pela queda da casa, sem nenhuma auto-crítica, podem enfiar a viola no saco, pois basta essa psudo-arrogância para por fim ao PT.

    E mais, essa coisa de “roubamos, mas quem não rouba?” ou “melhoramos a vida dos pobres, e não merecíamos a ingratidão por só 2 aninhos de erosão da economia”, o povo deu a resposta nas urnas. Ninguem melhora a vida dos pobres se não lhes prover educação básica; sem isso não há oferecer universidades, mesmo as de araque (esmagadora maioria), vide os índices de evasão da Fed ABC, 44% entre 2006 e 2009, para citar um dentre dezenas de exemplos.

  • Tenho uma visão diferente da sua. Não que ache que o PT deve a fazer a mea culpa “estilo PSOL” que aquela parte da esquerda, burra e rancorosa, aproveita-se do momento para colocar a corda no pescoço do partido com tais despautérios. Mas também acho que o partido deve discutir sim seus erros internos, que ocorreram e possibilitaram o golpe, ao menos facilitaram a ação dos golpistas. Se o PT não tivesse cometido esses erros o golpe deixaria de acontecer? Há boas chances de sim, mas também é bem possível que acontecesse do mesmo jeito. Contudo, além de da certeza de que tínhamos feito tudo o que podíamos, também teríamos uma Sociedade e um país muito mais fortes para enfrentar o golpe. Vamos a esses erros, começando pelo mais evidente : UMA COISA É DOTAR ÓRGÃOS DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE DE AUTONOMIA E RECURSOS, OUTRA COISA É DEIXAR QUE ELES NÃO TENHAM CHEFE, VIREM “ESTADOS” DENTRO DO ESTADO E PASSEM A AGIR CONTRA O GOVERNO A QUEM DEVEM OBEDIÊNCIA HIERÁRQUICA, AGINDO NA DEFESA DE OUTRA SIGLA E OUTRO PROJETO, DERROTADOS NAS URNAS. Não é só covardia, é antidemocrático, já que cria “redutos” de governo, dentro do Governo, que seguem um projeto não escolhido pelo povo. O mesmo vale quanto às indicações nos Tribunais Superiores e MP. Quem conhece o funcionalismo público, o Judiciário, o MP e as polícias brasileiras sabe que são castas EXTREMAMENTE REACIONÁRIAS, que jamais foram simpáticas ao PT(ao contrário, eram antipetistas até a alma). Aquela história do PT como “partido dos funcionários públicos”, pode ter valido no Brasil dos anos 80; mas no Brasil da década de 90 para cá é tão verdadeiro quanto o “marxismo” de FHC. EU SEI O QUE ESTOU DIZENDO. Portanto, só um ingênuo, ou um covarde cego pelo medo, deixaria essa gente “sem arreios”, correndo solta com seu antipetismo. Aliás, só um fraco pode deixar , numa estrutura hierárquica, a hierarquia ser desrespeitada , ignorada . ERA MAIS DO QUE NECESSÁRIO QUE O GOVERNOS DO PT, LULA E DILMA, CONTROLASSEM A PF E OS RESTANTE DO SERVIÇO PÚBLICO, RECEITA, TCU, COM MÃOS DE FERRO. Há uma parcela minoritária de progressistas no funcionalismo público, que numericamente ficam isolados, mas podem tornar-se fortes com um Governo eleito que os apoie e dê poder de comando. Lula parecia saber disso, no início de seu Governo nomeou Paulo Lacerda para a PF, que passou a trabalhar para AJUDAR o Governo e não sabotá-lo(nada disso significa “instrumentalizar” a PF, só um imbecil pensa assim. Há Leis que regulamentam a ação policial, além da mídia e do MP para fiscalizarem). Todavia, depois da Satiagraha, que denunciava as privatizações de FHC, e do chilique de Gilmar Mendes, Lula recuou de sua postura, defenestrou Lacerda e nunca mais a PF teve comando pleno, piorando cada vez mais até assumir-se definitivamente como uma entidade golpista, um “Estado de Direita” dentro do Estado. O mesmo raciocínio podemos fazer para as escolhas no STF, STJ e MP : POR QUE LULA OU DILMA NUNCA NOMEARAM UM EUGÊNIO ARAGÃO, UM PEDRO SERRANO, UMA MARIA ELIZABETH QUEIJO E TANTOS OUTROS NOMES DO DIREITO COM PERFIL PROGRESSISTA!!!??? POR QUE NÃO OUVIRAM INDICAÇÕES DE FÁBIO KONDER COMPARATO OU DALMO DALLARI(TENHO CERTEZA QUE NÃO FORAM OUVIDOS)!!!!!!!!!????? É imaginável um Governo petista nomear um Carlos Alberto Direito(depois falecido), um NOTÓRIO CONSERVADOR para o STF!!!!!!!!!!!!???????????? E o que dizer de Fux!!!!!!!!!!!!!?????????? Ou mesmo Barbosa, será que uma investigação de seu passado não mostraria seu evidente desequilíbrio!!!!!!!!!!!??????? Há, pode-se alegar que alguns nomes progressistas mudaram de lado, como Toffoli ou Fachin, MAS SERÁ QUE SE FOSSEM NOMEADOS MAIS PROGRESSISTAS, AS CHANCES DE ACERTO NÃO IRIAM AUMENTAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!??????? AO INVÉS DISSO, NOMEIA-SE ROSA WEBER E CARMEN LÚCIA!!!!!!!!!!!!!!!???????? Não dá para acreditar em burrice, mas sim no recuo diante de pressões da direita, em momentos em que não se podia recuar. OUTRA COISA, era necessário sim que o governo conscientizasse a população. QUALQUER GOEVRNO DE ESQUERDA SABE QUE SOFRERÁ PRESSÕES DA DIREITA, QUE CONTROLA A ECONOMIA E TEM O MONOPÓLIO DA FORÇA, E NUM MOMENTO ESSAS PRESSÕES SERÃO INTRANSPONÍVEIS. Para superá-las, só um massa mobilizada, sabendo que defende aquilo porque está agindo em prol de seus interesses. Não se podia deixar a massa alienada, acreditando que melhorou de vida “por seu esforço”, nas mãos dos crentes reacionários. Como fazer isso? O Bolsa Família, quando começou e se chamava Fome Zero, tinha uma parte do programa destinada a conscientização das massas. Todavia,a direita pressionou contra e Lula retirou essa parte do novo programa, chamado Bolsa-Família. Acompanhar o programa de ações educacionais, de instrutores que, junto com noções de Economia e cidadania explicasse ao cidadão a importância de sua participação como cidadão, protagonista, para melhorar sua vida e a dos outros membros de sua família, seria um bom começo a ser completado com reformas no currículo escolar(essas demorariam mais tempo; todavia, já iniciarmos com essa conscientização, que poderia ser feita por líderes comunitários, agentes de saúde e outros, seria ótimo). NÃO FIZEMOS ISSO E HOJE TEMOS UM GOLPE QUE FODE O PAÍS DIARIAMENTE E UMA MASSA QUE ASSISTE A TUDO INERTE E AINDA ODEIA O PARTIDO QUE MELHOROU A VIDA DELES, JAMAIS RESPONSABILIZADO POR ESSE FEITO(AO MENOS PARA BOA PARTE DESSA MASSA POBRE)ATRIBUÍDA ANTES A MISTICISMOS DO QUE A UMA AÇÃO POLÍTICA. E a outra reforma que, juntamente com a agrária, uma pressão maior para a queda nos juros e uma mudança no perfil de formação dos militares(mas essas só poderiam ocorrer depois da que eu citarei agora), ajudaria na nossa luta, seria a DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA. Ah, o Congresso não aprovaria! Será|? E SE COMEÇÁSSEMOS INCENTIVANDO UMA TV PÚBLICA REALMENTE FORTE!!!!????? NÃO A TV BRASIL(EXCELENTE, MAS FRACA ECONOMICAMENTE),E BOTANDO O TEMA NAS RUAS, VIA SINDICATOS E MOVIMENTOS SOCIAIS OU VIA RESPOSTAS DO PRESIDENTE QUE, TODA VEZ QUE FOSSE CALUNIADO PELA MÍDIA(GLOBO À FRENTE,)FOSSE À TELA DA TELEVISÃO SE DEFENDER E CITASSE A CONCENTRAÇÃO DA OPINIÃO E DA INFORMAÇÃO COMO CULPADA POR TANTA CALÚNIA. Ah, viveríamos em guerra! Talvez, mas antes guerra que se pode vencer do que estar apanhando calado agora. e vendo tudo ser destruído

  • O PT mudou a cara do Brasil, que se tornou um país sério e com credibilidade. O PT deu condições para muitas pessoas, milhões delas, terem melhorado o seu nível de vida por causa das politicas sociais e econômicas desenvolvidas pelo PT.
    O PT não deve fazer mea culpa, só deve tomar consciência de que deveria ter feito a democratização dos meios de comunicação quando teve condições de fazer isto. O PT errou ao acreditar que a Rede Golpe de Televisão defendia o Brasil. O PT errou ao indicar a maioria dos ministros covardes e canalhas que estão no STF. Espero que o PT tenha aprendido com os seus erros. E quando voltar ao Governo Federal deverá agir de outra forma com o STF golpista, deverá rever todas as privatarias feitas pelos tucanos e pelos golpistas da Era Canalha Temer. O PT terá que fazer a democratização dos meios de comunicação colocando o povo na frente desse processo.

  • Não achonque “mea culpa” salve o PT.
    é um partido corrupto como TODOS OS DEMAIS.
    Entretanto, como é grande , “popular”( risos), e ficou muito tempo no poder, conseguiu levar a corrupção a níveis inimagináveis. Corrupção descarada.

    Tudo bem eduardo, não exija deles o “mea culpa” mas pelamordedeus- esse ppo de que somos todos inocentes perseguidos não dá!!!

    Esse papo de “golpe”- já era.

    A sua indignação com a “seletividade” é maior do que com os bilhões roubados da Petrobras.

    O mais triste é termos agora que aguentar os babacas do PSDB. Mas são “menas” ruins que o PT.

  • Vamos lá, começo por separar o PT, direção e pessoas com cargos públicos de Lula e Dilma, Dilma não é nem nunca foi petista.
    O PT fez muita besteira no governo, se deixou levar pela cupidez do poder e do enriquecimento fácil. Eu como brasileiro senti vergonha de ouvir o João Paulo Cunha como Presidente da Câmara, dizer que sua mulher fora pagar um carnê de TV a Cabo quando na verdade tinha ido retirar o um cheque de R$ 50 mil, que convenhamos é troco de pinga para um presidente da câmara federal.
    O Sr. José Dirceu fez tráfico de influência vendido como consultoria, o Sr. Palocci, um patife desde Ribeirão Preto com seu molho de tomates com ervilhas, enriqueceu absurdamente usando os cargos ou facilidades dos cargos. José Mentor se meteu no BANESTADO e patrocinava a mudança dos extintores, de graça não fazia. O Vicente Cândido metido na CBF, os Tatto em São Paulo metidos em todo tipo de negociata e anote, vai sobrar para o Haddad. A Marta pintou e bordou no PT, protegida pelo Rui Falcão. Todos esses fatos serviram para colocar os punhais nas mãos de Temer, Aécio, Serra. Quando o PT fez uma verdadeira defesa da Dilma desde que o moleque de Minas começou a desestabilizar o governo? Em 2013 logo após os primeiros protestos, Dilma propôs uma reforma política através de uma constituinte. Quem enterrou? O PT junto com Temer! Essa limpeza precisa ser feita sim! Quantos no PT se aproveitam ou se aproveitaram dos cargos para enriquecerem, os Tatto são um exemplo dessa forma de agir e há outros.
    A limpeza precisa começar a ser feita e que seja urgente, a começar por toda a direção do partido.
    Cadê a greve geral que deveria ter sido coordenada antes que fosse dado o golpe?
    E o que fazem hoje os parlamentares do PT e dos outros partidos que se opõe ao golpe e aos golpistas, senão legitimar as medidas encaminhadas pelo Anão Imoral!
    Sabem que vão perder de antemão, como Ulysses sabia que perderia a eleição indireta na qual concorria com o general que seria o ditador seguinte. Onde estão e da forma como está o congresso, todo comprado, nada mais fazem do que legitimar as medidas.
    Deveriam renunciar em bloco, exporiam ao mundo a ditadura, tirariam o que resta de legitimidade aos golpistas e assinando um manifesto se comprometendo a reverter todas as privatizações com prejuízos aos investidores.
    Não fazem isso, fazem discursos retóricos que não levam a nada e ao que parece querem continuar.
    Parecem o Zé Ruela que estava no Ministério da Justiça que sem pulso nem para exigir um café, deixou a PF e a turma de Curitiba correrem solta. Insistiu em tratar de forma jurídica um golpe de estado que atropelou por mais de dois anos a constituição.
    Tem que limpar sim!

  • Não pude votar em você, porque sou eleitor em Natal/RN. Aqui aconteceu um caso interessante. Desde 1988 que o PT elegia 1, ou 2 vereadores, todos oriundos do sindicalismo. Mas o partido foi perdendo a base sindical para o PSOL, e demais legendas da “esquerda pura”. Os candidatos se reelegiam pelo recall, sempre os mesmos. Nessa eleição apareceu uma jovem advogada, Natália Bonavides, que se elegeu com uma votação consagradora, ocupando o lugar de um dos sindicalistas. É por aí que deve acontecer a renovação do PT. Em 2018 eu só voto em ex-sindicalista se for no Paulo Paim pra Presidente da República, ou em Fátima Bezerra pra governadora.

  • Eduguim,
    precisamos do seu retorno à politica latino-americana, quando o Cidadania
    abordava temas de mútuo interesse, com nossos companheiros vizinhos.

    “Não há limites nessa luta até a morte” – disse Che Guevara.
    “Não podemos ser indiferentes ao que acontece em qualquer canto do mundo,
    porque a vitória de qualquer país contra o imperialismo é vitória nossa;
    assim como a derrota de qualquer país, nessa mesma luta, é derrota de todos.”
    ——

    O Império contra-ataca

    Chris Hedges entrevista Guillaume Long
    Ministro das Relações Exteriores e Mobilidade Humana do Equador
    Tradução Vila Vudu (trecho)

    “O neoliberalismo é ruim, em praticamente todos os contextos”, disse Long, quando conversamos em New York. “Foi ruim na Europa, tem sido ruim em outras partes do mundo. Desmantelou o Estado de Bem-estar. No contexto no qual já há estado fraco, onde as instituições não são consolidadas, onde há acentuados remanescentes feudais, como na América Latina, onde você realmente não tem contrato social forte com as instituições, com a modernidade, o neoliberalismo só faz esfacelar qualquer tipo de pacto social que haja. Sempre significa mais pobreza, mais desigualdade, enormes ondas de instabilidade.”

    Long admitiu que houve graves revezes, mas insistiu que a esquerda não está quebrada.

”Depende de como você afere o sucesso” – disse. “Se você o mede em termos de longevidade, e do tempo ao longo do qual esses governos permaneceram no poder – no caso do Equador, ainda estamos no poder e, claro, vamos vencer as eleições de fevereiro de 2017 –, nesse caso é coisa de, na Venezuela, mais ou menos 17 anos [que o governo de esquerda permanece no poder]; no Equador, agora, dez anos; na Argentina e no Brasil, são [foram] 13 anos.”


    “Uma das críticas que se fazem à esquerda é que são bem-intencionados, gente boa, com boas ideias, mas não os ponham no governo, porque o país explode,” – disse Long. – “Mas no Equador tivemos crescimento realmente pujante, de 5 a 10% ao ano. Tivemos muitos excelentes indicadores econômicos. Diversificamos nossa economia. Mudamos, de importar, como antes, 80% de energia, para sermos hoje exportadores líquidos de eletricidade. Fizemos uma grande reforma na educação, na educação superior. Muitas coisas que são economicamente bem-sucedidas. A ortodoxia econômica neoliberal não colheu sucesso algum na década passada.”

    Criamos novas regras do jogo. A Constituição do Equador, hoje, é das mais progressistas do mundo. Declaramos os direitos da natureza. A nossa é a única constituição que declara os direitos da natureza, não apenas os direitos do homem. O território do Equador foi declarado livre de bases militares estrangeiras. Não havia outro modo: era isso ou isso. Mas há consequências para todas e quaisquer ações.
    “

Uma dessas consequências foi uma tentativa abortada de golpe, em setembro de 2010, por membros da Polícia Nacional Equatoriana. Foi contida por força militar. Long acusou muitas das ONGs ocidentais que operam no Equador e em toda a região, de serem conduítes de dinheiro para os partidos de direita. Oficiais militares e da Polícia há muito tempo estão na folha de pagamento da CIA em toda a América Latina. Em 2008, o presidente Correa demitiu seu ministro da Defesa, o chefe da inteligência do Exército, vários comandantes do Exército e da Força Aérea e chefes do Estado-maior, sob a acusação de que os sistemas de inteligência do Equador estavam “completamente infiltrados e subjugados pela CIA.”

    “Há uma conspiração internacional em andamento agora, nesse momento, contra alguns governos progressistas” – disse o ministro Long. “Houve uns poucos revezes eleitorais na Argentina, e a Venezuela está em situação difícil. A mídia dá a tudo um tom especial, mas, sim, não há dúvidas de que a Venezuela enfrenta problemas graves. Há uma tentativa em curso para tirar o máximo possível da queda dos preços de algumas commodities, para criar caos social e derrubar governos. Já vimos um golpe parlamentar no Brasil. [A presidenta Rousseff] foi eleita com 54 milhões de votos. O Partido dos Trabalhadores, no Brasil [esteve] no poder durante 13 anos. O único modo que [a direita brasileira] tinha para tirar do governo os eleitos, era o golpe. Pelo voto universal não conseguiriam eleger-se.”

    

”Há um campo político forte, disputado ainda pela direita tradicional e uma esquerda radical” – diz ele. – “Há uma esquerda radical que já provou que sabe reduzir a pobreza e a reduz, que sabe fazer e pode reduzir a desigualdade, que pode comandar a economia. Já há novos quadros com experiência de governo, ministros e pessoas que realmente assumiram responsabilidades de governar com a esquerda. Não há dúvidas de que, mais cedo ou mais tarde esses governos progressistas estarão novamente no poder.

    “

Os Leviatãs empresariais e as agências imperialistas que trabalham a serviço deles estão novamente tentando reformatar a América Latina, para fazer do continente um paraíso para a exploração comercial empresarial. É a eterna história da luta do fraco contra o forte, do pobre contra o rico, do sem poder contra o poderoso, e dos que querem a própria autonomia, contra as forças do imperialismo.”

  • Eduardo

    Diz pra NÓS (você que deve ter estes dados)

    ..quantos foram os POLÍTICOS condenados dividido por partidos ? ..tudo segmentado por indiciados, condenados em 1a, 2a instancia, e daqueles que tiveram transito em julgado ? quantos estão presos ?

    Penso que a publicação desta estatística seria um BOM COMEÇO pra se inciar a tal “lavagem de roupa em público”

    mais ..quanto custa uma campanha ? ..oficialmente . .quanto receberam das empreiteiras, associações patronias e sindicais cada partido ?l cada partido ..nas ultimas eleições presidenciais por exemplo

    Essa de se “admitir solitariamente” todos os pecados, será só mais uma inciativa pros DETRATORES oportunistas da oposição apontarem o partido pra dizer “eu não disse” , e ainda posarem de éticos e probos

    Penso que a exposição desta “minha tese”, de mostrar os dados DE TODOS os partidos, é uma forma de, SIM, se admitir que errou, MAS ..mas provar que você NÃO é o pior de todos neste mundo

    com certeza esta tática proveria de MUNIÇÃO esta “nossa” militância já tão debilitada e deprimida ..e isso somado ainda ao confronto dos RESULTADOS obtidos pelas gestões (FHC, LULA e DILMA) ..bem ..quem sabe ..somado a um quadro minimamente palatável ..poderia ser o início dum recomeço, não ??!!

  • “Mea culpa”?
    Não. Absolutamente.

    Tivemos a maior crise econômica da história. Dois grandes tombos com pib negativo de -4%, seguido de um pib zero, tendo como consequência aumento abrupto do desemprego.
    Tivemos a quase quebra da Petrobras outrora grandiosa, hoje no vermelho com a maior divida do mundo em torno de 500 bi.
    Tudo por não fazer as devidas correções na economia nos momentos certos. Ai a coisa explodiu tudo de uma vez.
    O PT colocou seu projeto de poder acima dos interesses da nação.

    Então não é “Mea Culpa”, é “Culpa inteira”.

  • em tempo .como UM exemplo …na lista dos 50 indiciados só pela Lava Jato (portanto não computando escândalos de MG e RJ dos tucanos como Furnas e Metro SP)

    8 são do PT (e repare bem o BARULHO que faz a mídia)

    1 Solidariedade

    1 PSDB (o ANASTASIA, relator do impeach) ..não contando o morto Sergio Guerra

    1 PTB

    1 sem partido

    7 PMDB

    31 do PP

    ..teve tb Aécio, Enrique Alves, Delcídio e A.Santos que se safaram

    Será que neste caso PP e PMDB pensam em se reAfundar ?

    vou e dizer ..acho que estes GAUCHOS da fronteira tão fumando no URUGUAI e voltando pra cá pra falar besteira ..não é possível

    https://www.youtube.com/watch?v=3_y3eHj2HZU

  • O pt não tem mesmo que fazer o mea culpa. Ele tem é que se corrigir. Quem mais fala em mea culpa do pt é o Aécio! Ora, ora, vejam só. A esquerda tem que se unir em torno de um projeto de poder definido e crível, viável pela sua própria força e razão, sem ficar tentando se conciliar com os inimigos (deve entender a diferença entre adversário e inimigo). Se o pt quiser aderir, que venha. Sem arrogância e prerrogativas. Para somar e não para comandar.

  • O que a esquerda tem refletir é sua enorme incompetência na área da comunicação, o que permitiu a construção do golpe escondendo os acertos dos governos do PT , este sim é o principal motivo da ruptura democrática em nosso país.

    • Marcelo,

      E continua sem se comunicar. Ontem Meirelles afirmou como sendo de Dilma a decisão de endividar o país em 170 milhões. Todos sabem que foi o temerário. O PT porque não vai a TV denunciar essa mentira? usar apenas as redes sociais é pouco.A Toda hora Dilma diz que vai denunciar alguma revista e nada acontece. Gostam de apanhar. Essa atitude prejudica a todos os candidatos do PT.

  • respeito e admiro mts de seus textos, mas o Dr. acha mesmo que o PT não tem responsabilidade nenhuma pelo golpe e td que está advindo dele?!?

    quem pôs um canalha, sem nenhum compromisso com o pensamento progressista na Vice-presidência da republica? foi o PSOL, REDE, Ciro Gomes? Não, foi Lula.

    quem deu diretoria de Furnas pra Eduardo Cunha? e em uma só propina arrecadou 50 milhões, pra depois comprar deputados e se tornar o dono da câmara? Foi Lula.

    criticavamos o aparelhamento do estado e a corrupção tucana para depois o PT ir lá fazer o mesmo!!!

    ao chegar no poder, sabíamos que concessões teriam de ser feitas, mas foram demais. pessoas do nosso campo não podiam fazer isso… hj a esquerda sofre preconceito, o Brasil sofreu um golpe de estado, o povo pobre brasileiro sofrerá o pão que o diabo amassou na mão desses canalhas que estão no poder e se continuarmos sem uma mea-culpa do PT, em 2018 outro governo conservador ganha eleição… mas segundo o doutor, não temos erros a corrigir do nosso lado?!?!? se mais pensarem como o senhor, prevejo dias ainda mais dificeis para nós do campo progressista!!!

    • Amigo, todos cometem erros. O PT não fez aliança com Cunha, fez aliança com o PMDB. Assim como o Freixo fará se for eleito, porque sem alianças ninguém governa. Seu papo e de psolista. Estou rezando pro Freixo se eleger. Só assim vocês vão cair na real.

      • sem rótulos e preconceitos amigo. assim vc se aproxima dos fascistoides do lado oposto ao nosso. não sou PSOLista e se fosse, não teria qualquer vergonha, pelo contrário.

        todos sabíamos teriam de haver concessões, mas o PT fez muitas e em um nível de porqueira muito grande. e repito, gente do nosso lado não podia ter feito isso…

        é preciso conciliar, mas nós conciliamos com a escória e apoderamos o que existe de pior na politica, a ala mais corrupta do PMDB foi justamente a que teve mais poder nos governos Lula/Dilma. ISSO TÁ ERRADO. não precisava ter sido assim . . .

        Cunha pôs a faca no pescoço de Lula nos jornais exigindo a nomeação de Furnas… Lula deu!!!

        deram poder, inclusive pondo na linha de sucessão presidencial, pessoas que além de corruptas, não tem o menor compromisso com nossa agenda progressistas . . . deu no que deu!!!

      • Caro Edu.
        Concordo plenamente. Gostaria muito de aprender como se governa uma cidade como o Rio de Janeiro contando com, apenas, 6 vereadores num universos de 51.
        Grande abraço.

  • Edu, em primeiro lugar precisamos colocar essa “esquerda” entre aspas, muitas aspas.
    Se formos futucar fundo vamos encontrar o dedo das ongs do Soros em sua maioria. Com que grana se sustentam?

  • Bom dia Edu
    Em primeiro lugar quero agradecer a sua disposição para se candidatar e de se colocar na linha de frente dessa guerra a que fomos submetidos.
    Toda vez que leio alguém da “esquerda” expressando essa conversa fiada, incluindo tarso genro e a filha dele, eu fico pensando que o Partido dos Trabalhadores não merece isso. Me dá engulhos, ando intolerante com burrice.
    Embora eu não faça política partidária, quando começou a pancadaria no partido, tomei as dores porque não suporto injustiça.
    Aquela luciana genro tão purinha foi, há algum tempo atrás de maneira espontânea, procurou o fhc lá no instituto dele antes do impedimento da presidenta. O motivo ah da visita não foi revelado mas ela saiu elogiando esse fhc, dizendo que ele os tinha recebido muito bem e que ele era um democrata ( acho que ela se sentiu o máximo por fhc ter “aceitado” recebê-la, acho que tem a ver com vassalagem ao príncipe da privataria).
    Pobre “esquerda”. Pobre povo que, em tese, teria essa gente como seus defensores.
    Abç
    Angela

  • Caro Edu.
    Acho que quem fala essa asneira de fazer mea culpa são os “petistas” que ajudaram a jogar culpas sobre o PT.
    Façam eles suas mea culpas.
    Grande abraço.

  • Hoje ouvi uma entrevista de um deputado paulista do PT. Já começou falando: “há muito tempo criticamos a forma que o partido tomou nos últimos anos e não fomos ouvidos. O PT cometeu muitos erros (achei que ele se excluía nos erros…) e nunca paramos pra pensar. Nos afastamos dos movimentos populares, perdemos contato com o povo…”, enfim lavando roupa suja no ar.
    Temos que lembrar que quando falamos do PT, precisamos saber de qual tendência estamos falando. O PT é ainda uma mistura muito grande de várias tendências e passará por uma depuração, sem dúvida. O que sair da depuração será o novo PT, que pode ser melhor ou pior. Mas não há duvida, o próprio partido esta fazendo a sua analise. A derrota foi real, culpa do PT sozinho? Lógico que não, acredito muito que como você diz que o complô direita-mídia-judiciário (golpe de estado) teve uma parte muito importante nesta derrota, mas uma derrota deste tamanho também deve ter a influência do próprio partido.
    Hoje não consigo mais conversar com amigos a esquerda do PT. Estão tão contentes com a derrota que se igualam a direita neste quesito. Portanto Edu, chamar a esquerda à unidade é quase como dizer que o Ibis será campeão brasileiro de futebol na próxima década.

  • Esta falsa esquerda que se aliou à direita para destruir o PT e queimar a imagem do maior líder popular e político do país nem sequer reconhece o “impeachment” sem crime de responsabilidade como GOLPE. E, inevitavelmente, vem à tona a lava jato, um dos primeiros movimentos pró-Golpe e mesmo fora da política vejam um documentário disponível no Netflix chamado “Amanda Knox” sobre um assassinato ocorrido na Itália em 2007 e o massacre que um promotor preconceituoso e uma mídia manipuladora fizeram com um casal acusado do crime.

  • DESEJO DO ATRASO

    Com a tradução brasileira, em 2011, da versão editada nos Estados Unidos da América (EUA) com o mesmo nome (A Ética da Autenticidade), de The Malaise of Modernity (1992) de Charles Taylor, filósofo canadense, fiz uma releitura desta obra, que reporto neste artigo.
    Taylor ficou mais conhecido fora das fronteiras canadenses, onde teve militância política socialdemocrática e conservadora, e angloamericanas pela obra, de 1989, As Fontes do Self.
    Na obra ora em questão, Taylor enumera três fatores de desconforto da modernidade: o individualismo, a razão instrumental e a consequência destes para a vida política.
    O primeiro – individualismo – decorre da responsabilidade do indivíduo vivendo no regime democrático.
    Na escravidão ou na sujeição colonial, as pessoas estavam “fixadas em lugar determinado”, desempenhavam papéis pré definidos, em um estrato imutável onde era “quase impensável se desviar”. Qualquer passo de liberdade era severamente reprimido, quer pela representação do divino quer pelo representante do poder terreno. Diz Taylor: “a liberdade moderna surgiu pelo descrédito de tais ordens”.
    E, ao conquistarmos esta liberdade, assumimos o “desconforto” da responsabilidade e, em alguns casos, a ambivalência em sentimentos e comportamentos livres. Este fenômeno psicológico ou sociopsicológico ganha dimensão maior com a ascensão da burguesia (século XVIII) que vai a cada conquista econômica, social, tecnológica se revestindo de novos contornos. Exemplo: ao optar por programas ou projetos que, claramente, são opostos à construção da cidadania, à liberdade do século XXI, escolhendo o chamado “voto conservador”, esta pessoa, na verdade, está fugindo da liberdade, do individualismo responsável. E nesta fuga, evitando autoflagelar-se, apresentará as desculpas da “sociedade permissiva”, da “escola partidária”, do ridículo “que sempre foi assim”, quando não de uma pretensa e inexistente isenção.
    O segundo desencanto é denominado “razão instrumental”.
    Este mal estar pode ser resumido à aplicação, ampla, geral e irrestrita, de padrões do custo-benefício às ações humanas. O mundo é matéria prima, insumo dos projetos, efêmero bem que será aproveitado pela tecnologia e pela ciência. Daí resulta a deformidade da sacralização do saber formal, o mais mesquinho ato de discriminar o semelhante. E neste aspecto o ensino como aplicado em nossa sociedade e a comunicação de massa executam a permanente doutrinação que faz a todos, opressores e oprimidos, servos da mitologia do saber acadêmico.
    As críticas ficam sempre centradas nos comportamentos individuais. Não são questionadas as instituições, os institutos, os poderes, como se houvesse neles em toda circunstância “isenção”. Tudo se passa como estas criações da sociedade pairassem num limbo, sem desejos, sem objetivos, sem favores.
    E, por fim, como consequência na vida política do “individualismo” e da “razão instrumental” surge o terceiro desconforto.
    Sherlock Holmes diz a Dr. Watson que se busca o criminoso com a resposta à expressão latina: cui bono, ou seja, a quem interessa o crime.
    Neste mundo de contradições, onde o corte de investimentos é apresentado como gerador de empregos, deveríamos perguntar: a quem interessa a fraude que cotidianamente vemos, lemos e ouvimos nos veículos de comunicação de massa, em especial a televisão, o de mais ampla e profunda influência? E sabendo que não há o limbo da isenção, o que faz pessoas, que são avaliadas pela correção das decisões, assumirem com desfaçatez sofismas ridículos para justificarem o benefício a um indivíduo ou a um grupo?
    Estará a burguesia tão idiotizada que vote contra sua própria liberdade? Pela repressão que, como toda repressão, acaba perseguindo os próprios repressores?
    Tenho escrito que o sistema financeiro internacional, a banca, que melhor do que qualquer outro sistema, soube explorar a tecnologia da informação e da comunicação, entranhou as instituições e poderes por todo mundo. Passou a guiar, com verdadeiros e pouco onerosos prepostos, governos nacionais e organizações multinacionais, impondo sua nova forma colonial, com o apoio dos burgueses e mesmo dos desvalidos midiatizados.
    O desejo do atraso se demonstra em eleições, referendos incompreensíveis para grande maioria das populações. Lamentavelmente o Brasil não é exceção.
    Pedro Augusto Pinho, avô, administrador aposentado

  • SOS!!!! Alckmin esteve hoje aqui em Mato Grosso. Foi até uma surpresa, sintonizei na Record (aqui na nossa obra só pega Record), e lá estava o ancora do jornal do meio dia, o “Jornalista” Lucio Sorge, um verdadeiro direitista, conservador, já foi até marqueteiro de político, mas ao vivo, só sabe criticar o PT, enche a boca para falar em corrupção mas coordenou campanha a reeleição do senador Jaime Campos (DEM). Ele abriu o jornal descendo a lenha no ex-presidente Lula com palavras agressivas: Vigarista, Chefe de Quadrilha, Maior Ladrão do país, picareta, bandido, enfim, todos os adjetivos que se alguém falasse 2% do que ele disse para o Gilmar Mendes por exemplo, estaria na cadeia. Pois bem, um ancora tipo o Alexandre Garcia. De repente o jornalixo hipócrita abre um sorriso largo no rosto, algo raro para esse estrume que só critica os políticos (menos do lado dele, lógico), e anuncia o GRANDE GOVERNADOR DE SÃO PAULO. Foi aquela entrevista de estremo “capachismo”, sempre o ancora levantando a bola para o Alckmin deitar e rolar: “Como o senhor avalia o fracasso do PT?”. “O senhor acha que essa queda de popularidade poderá durar muito tempo?”, “O PT pode ter a chapa cassada”, “Porque o povo brasileiro não vota mais no PT”. Meu … ridículo, perdi até a fome de tanta babação de ovo, o cara sempre sorrindo, como que se ele quisesse ir lá e sentar no colo do Picolé de Chuchu. Ainda por cima elogiou sem medidas a “SABESP”, dizendo que é um exemplo de estatal, ridicularizou a empresa CAB de Cuiabá e ainda jogou para o Alckmin trucidar: “O que o senhor pode nos orientar a respeito dessa empresa que temos aqui? É possível uma PP para resolvermos o assunto?”. Tipo assim, olha Alckmin, você é foda, queremos ter um nenê com você, seja nosso presidente por favor. E obviamente ficou até o fim do programa perguntando se o “Santo” seria candidato a presidente, o que ele achava do grande número de partidos que tem no Brasil, um absurdo, imagina, depois elogiaram ambos a eleição americana (lógico, coxinhas sempre tem que comparar Brasil com Estados Unidos), enfim, aquela entrevista ridícula deixando o entrevistado bem a vontade, lá em cima e nitidamente, tudo muito combinado. Motivo da visita do Alckmin a Cuiabá? Acompanhar testes de vacinas contra a Dengue. Pré campanha política com dinheiro público? Imagina. Já imaginaram se fosse o Haddad aqui em Mato Grosso assistindo pessoas testando vacina da Dengue?

  • Caro Eduardo,

    Não escrevo no seu blog, esta é a primeira vez, mas leio seus artigos com frequência.

    Concordo que o PT não deva fazer um “mea culpa”, ainda mais em público. Mas deve refletir muito sobre os erros que cometeu, e realizar as modificações necessárias.

    Vou elencar alguns erros que achei cruciais:

    1) Trazer a Olimpíada e principalmente a Copa do Mundo para o Brasil. Só serviu para dar motivos a críticas do tipo “queremos hospitais e escolas padrão FIFA” que virou bandeira da direita e da esquerda nas ruas a partir de 2013. Além disso, estes eventos só serviram para encher os estádios com uma classe média, que naquele momento estava totalmente agressiva ao PT, e dar muito dinheiro às grandes mídias, um dos principais adversários do PT. Se a energia gasta com estes eventos fosse focada em outras áreas, como a transposição do São Francisco, o PT estaria melhor agora.

    2) O discurso do “republicanismo” que “aparelhou contra o PT” o Judiciário, os MPs e a PF. Isto é, o Lula e a Dilma colocaram no comando destes órgãos gente que era contra o PT. Vendo retrospectivamente percebemos que o FHC foi sábio na indicação do Brindeiro. A verdade é que todos que realmente conhecem o pessoal destes organismos sabem o quão são perigosos, e como não se pode deixá-los soltos. O PSDB só governa há 20 anos em São Paulo pois tem uma relação carnal com o MP, na verdade, hoje em São Paulo é difícil saber se o MP é um braço policial do PSDB ou se o PSDB é um braço político do MP. Esta relação carnal começou quando o Covas nomeou o Marrey, o segundo ou terceiro da lista, para a chefia da instituição.

    3) Não ter apoiado a Marta na candidatura para o Governo em 2014. O Lula insistiu com o Padilha, que se mostrou um péssimo candidato não atingindo nem o 2º lugar. Aquela eleição era uma eleição perdida, no entanto, a escolha do Padilha transformou o resultado em um desastre, pois além de ter ficado muito aquém das votações históricas do PT, jogou definitivamente a Marta para fora do partido.

    4) O Lula ter acreditado que ele elegeu o Haddad em São Paulo, o que o tornou excessivamente seguro do seu carisma. Na verdade, o fiel da balança naquela eleição foi a aglutinação do voto anti-Serra no candidato do PT. Da mesma maneira que quem elegeu o Dória em São Paulo foi o voto anti-Haddad, Não esqueçamos que o Paulistano vota mais contra do que a favor. O pseudo moralismo Paulistano não permite que ele assuma um candidato para não ter que se comprometer, de maneira que ele não defende um nome, ele simplesmente escolhe um nome para criticar. O nome escolhido nesta eleição foi o Haddad/PT.

    5) A criação do “Mais Médicos”, que transformou o conservadorismo dos profissionais da medicina de um modo passivo para um padrão muito ativo. Os profissionais da área de saúde, não só os médicos, começaram a trabalhar diuturnamente para instabilizar os governos do PT. Aqui vale dizer que o mais médicos têm, além deste problema político dito acima, problemas técnicos pois coloca como prioridade na atenção primária a figura do médico, quando sabe-se que este tem pouco impacto na prevenção e promoção de saúde. O nome do programa deveria ter sido “Mais Saúde” e focado entre outras coisas na melhor utilização do médico na atenção primária. Se fizesse isso seria possível termos melhores resultados com o mesmo número ou até mesmo menos médicos do que temos hoje.

    Bom é isto.

    Um abraço.

  • https://www.facebook.com/events/346693792331539/

    Já estamos cansados de escutar falar de GOLPE!

    Chegou a hora de agir e a ação necessária é MARCHAR PARA BRASÍLIA E CERCAR O PALÁCIO DO PLANALTO!

    Pacificamente, iremos dia após dia, encher todos os espaços possíveis de nossa Capital, sentar, agitar, gritar, cantar, e iniciarmos outras ações sem sair de frente ao PALÁCIO DO PLANALTO, CONGRESSO, STF, EMBAIXADA ESTADUNIDENSE E CANAIS DE TELEVISÃO GOLPISTAS até derrubarmos este governo golpista e devolvermos ao nosso povo o governo que elegemos e fazer valer a nossa CONSTITUIÇÃO!

    Devolveremos a SOBERANIA ao nosso país e anularemos TODOS OS ATOS DO GOVERNO ILEGÍTIMO expulsando e confiscando os bens de quem se atreveu a se aproveitar da situação em que nos encontramos hoje. SEM ARREGO!!!

  • Aqueles que são os verdadeiros articuladores e beneficiários do golpe não ligam se quem está como presidente do Brasil é do PT, do PSDB, do PMDB ou de qualquer outro partido ou sigla, para eles o que importa, é que governe conforme seus interesses e dentro dos limites que estabeleceram.
    Como observadores distantes, discretos e anônimos, articulam, manipulam todos os personagens e forças que participam diretamente da vida política do país, sem que estas percebam ou percebendo, não possam esboçar uma reação que impeça atingirem seus interesses.
    Os que planejaram o golpe, perseguem o PT e seus aliados e querem destruí-los não pelo seus erros, falhas ou por quererem governar o país, estão tentando destruir porque as políticas de governo e de estado do PT vão contra seus interesses econômicos, estratégicos e financeiros: diminuição da pobreza, distribuição de renda, direitos trabalhistas e sociais mantidos e ampliados, aumento do nível de educação dos brasileiros, incentivo as indústrias e tecnologias nacionais, valorização da produção nacional, aumento do mercado consumidor nacional com a indústria e produtos nacionais (estabelecendo um índice mínimo de nacionalização para ter acesso ao mercado ou incentivos), a exploração do pré sal comanda pela Petrobras; mas principalmente as políticas e relações internacionais com independência e autonomia das políticas e interesses estadunidenses: ampliar e desenvolver novas relações comerciais, políticas e estratégicas com países não alinhados aos estadunidenses, o Mercosul, Conselho de Segurança Sul Americano, BRICS, G20, Banco de Desenvolvimento do BRICS, China o maior parceiro comercial do Brasil e uma real ameaça a hegemonia estadunidense mundial entre tantas outras
    Se o PSDB continuasse no poder e com as mesmas políticas que governava, não teríamos qualquer risco de golpe, pois era um governo que praticava políticas alinhadas com os interesses estadunidenses, motivo pelo qual depois do golpe de 2016 o PSDB com suas políticas, estão novamente no comando do poder com o representante dos golpistas, o Temer.
    Após o PSDB ser expurgado do poder pelo voto popular, os estadunidenses deram uma chance aos governos petistas, continuaram observando, acompanhando os governos, sem se descuidar de uma vigilância e espionagem constante, descobrindo os pontos fracos ou falhos dos governos, que poderiam lançar mão se achassem necessário.
    Por um período toleraram as políticas petistas, avaliaram que com o tempo estas políticas se alinhariam por bem ou por mal com as suas, ou que os petistas seriam derrotados nas urnas.
    Como durante os governos do PSDB os serviços de espionagem e polícia estadunidenses eram abertamente aceitos e inclusive financiavam, apoiavam e em algumas situações comandavam órgão e serviços da polícia e inteligência brasileira, conseguiram manter certas relações com estes órgãos mesmo durante os governos petistas, ampliaram as espionagens aos governos petistas conforme denúncias e documentos divulgados por Edward Snowden ex-agente da NSA.
    Coincidentemente, a Presidenta, seus assessores, ministros e a Petrobras foram, alvos das escutas telefônicas e espionagem eletrônica conforme as denúncias.
    Quando os estadunidenses chegaram à conclusão que as políticas petistas não se alinhariam aos seus interesses e através das urnas não conseguiriam derrubar o PT, começaram discretamente a pôr em prática o golpe, como nunca descuidaram do que consideram o seu quintal, através dos seus serviços de inteligência conheciam todos os pontos fracos e falhos que poderiam utilizar.
    Convidaram o juiz Moro e outros diversos agentes de estado brasileiros da PF, MPF e outras entidades para diversos cursos de treinamentos e aperfeiçoamentos nos Estados Unidos ou executados no Brasil.
    As denúncias e acusações que alimentaram a mídia, geraram descontentamentos na população, movimentos antipetistas e criaram a expectativa de golpe que acabou se confirmando, tiveram como principal agente causador o juiz Moro e suas investigações ligadas a Petrobras.
    Durante as manifestações de 2013 surgiram diversos movimentos na internet contra o PT e que pregavam o golpe, que comprovadamente foram financiados por entidades estadunidenses.
    Michel Temer foi denunciado como informante dos estadunidenses.
    José Serra foi denunciado por se comprometer com os estadunidenses em privatizar a Petrobras e entregar o petróleo brasileiro para as multinacionais estrangeiras do petróleo.
    Os estadunidenses, trabalhando sorrateiramente, conhecendo os interesses de todos os envolvidos, usando os conhecimentos que adquiriram através dos seus serviços de inteligência, fornecendo informações certas para as pessoas certas, orientando e financiando os diversos envolvidos no golpe, conseguiram realizar o golpe, que vai atender aos interesses dos golpistas locais e todos os seus interesses sem sujar as mãos e sem correr os riscos de sujar sua imagem se envolvendo abertamente no golpe.
    Enquanto o presidente golpista da vez atender seus interesses estadunidenses, permanecerá no cargo, senão surgirão novos movimentos “espontâneos”, ou golpes, que o derrubarão.

Deixe uma resposta