A Revolução Silenciosa no Maranhão, o Estado vermelho

entrevista

maranhao

 

Após cerca de meio século de opressão da Oligarquia Sarney, em 2014 o Estado do Maranhão deu uma guinada surpreendente e elegeu governador o comunista Flávio Dino de Castro e Costa (São Luís, 30 de abril de 1968), de 48 anos, advogado, ex-juiz federal e ex-professor de direito.

Flávio Dino foi eleito governador do Maranhão com 63,52% dos votos válidos, sendo o primeiro governador eleito que não foi apoiado pelo partido do governo federal.

Em cerca de meio século, foi a segunda vez em que um candidato do grupo político liderado por José Sarney não foi eleito. A primeira vez foi em 2006, quando Jackson Lago venceu Roseana Sarney. Lago, porém, foi cassado em 2009 graças a articulações das oligarquias maranhenses.

Flávio Dino também foi o primeiro filiado do PCdoB a governar um estado da federação desde a cisão com o PCB em 1962.

De 16 a 21 de novembro este blogueiro esteve no Maranhão a convite do governador para conhecer uma obra impressionante.

Só para que as pessoas possam ter uma ideia, o Maranhão é um dos Estados brasileiros que mais puxa para baixo o Índice de Desenvolvimento Humano do Brasil (IDH) por conta, sobretudo, dos seus índices sociais, resultantes dos governos socialmente insensíveis ao longo de séculos.

A boa notícia é que a gestão Flávio Dino está promovendo uma revolução naquele Estado.

Um único dado dá a dimensão do que está acontecendo. Muitos não sabem do dado espantoso de que das 215 cidades Maranhenses apenas 3 têm tratamento de esgoto. Uma delas é a capital, São Luís.

Quando Flávio Dino assumiu, apenas 4% – sim, é isso mesmo – da população tinha acesso a saneamento básico. Após menos de dois anos de gestão, a cidade já conta com mais de 20% de tratamento de esgoto. O plano do governo é chegar a 2018 com SETENTA POR CENTO do esgoto tratado.

É uma revolução. Agora, o Maranhão puxará o IDH do Brasil para cima.

Perguntei ao governador qual é o milagre, em uma recessão como essa ele conseguir fazer tantas escolas, tantos hospitais, revolucionar o saneamento (tudo isso você vai ver no documentário a seguir).

O governador Flávio Dino deu uma informação impressionante: ele está conseguindo fazer essa revolução silenciosa em seu Estado simplesmente reduzindo os gastos do governo do Estado com flores, festas e gastos de custeio da máquina que roubavam da população miserável direitos básicos de cidadania.

Em um momento em que a esquerda brasileira está tão combalida, Flávio Dino é uma boa notícia devido à sua altíssima avaliação. Pesquisas recentes mostram aprovação de cerca de 60% de sua gestão.

maranhao-1

 

Esse resultado você vai entender assistindo à entrevista que o Blog fez com o governador e que inaugura o novo canal do Blog da Cidadania no You Tube, que agora conta com a colaboração de Felipe Masini, jovem cineasta que agora atua no Blog e que irá produzir muito material interessante, de modo que convido os leitores a se inscreverem no Canal desta página no You Tube.

Abaixo, você encontra os players da entrevista com Flávio Dino em uma parte única, de 50 minutos, e em três partes de pouco mais de 15 minutos cada, para que cada um possa assistir e divulgar da forma que achar melhor.

Vale lembrar que é importantíssimo divulgar e apoiar a experiência maranhense em um momento em que o fascismo de ultradireita avança no Brasil. Flávio Dino está conduzindo um governo exemplar que mostrará ao Maranhão e ao Brasil que é possível acabar com a pobreza extrema do Norte e do Nordeste do país.

Assista a versão integral

 

Assista a primeira parte da entrevista em três partes

Assista a segunda parte da entrevista em três partes

Assista à terceira parte da entrevista em três partes

45 comments

  • Caro Eduardo,

    Recentemente disse neste blog que o governador do Maranhão Flávio Dino do PC do B seria uma boa opção da esquerda para as eleições presidenciais de 2018. Disse isso, porque creio que o consórcio midiático-parlamentar-judicial não deixará o ex-presidente Lula se candidatar. Não é uma previsão, mas sim uma realidade que se materializa a cada dia. Dino reúne todas as condições para isso. É um homem muito inteligente e tem uma visão contemporânea do Brasil. É claro que tudo isso só será possível se esse consórcio que tomou o poder deixar, uma vez que estamos numa ditadura já instalada, onde o Poder Judiciário vem desfigurando a cada dia a nossa Constituição Federal.

  • Fico muito feliz em ver que o querido povo Maranhense pode sonhar e fazer acontecer. Parabéns ao Gov. Flávio Dino. Parabéns a todos os Maranhenses.

  • Bom dia!!
    Sou petista mas, a favor da candidatura do FLÁVIO DINO, governador do Maranhão, à Presidente. Flávio Dino de Castro e Costa é um advogado, ex-juiz federal, ex-professor de direito, filiado ao PCdoB. É o que melhor nos representa. LULA merece um descanso e menos perseguição. Ele já fez muito pelo Brasil. O falastrão do Ciro Gomes, no meu ponto de vista, não é confiável. É da turma do fhc e tem amigos que não valem a pena. Só de chamar o LULA de ladrão, num vídeo que está no Youtube, demonstrou falta de respeito e falsidade. Tentar ser presidente porque acredita estar na sua hora?

    • Boa Visão. Cheguei a me impressionar, também, com suas criticas e palavras de efeito simples. Mas, seu partido em muito contribuiu para esse estado de coisas, inclusive ele com esse gancho no youtube.

  • Prezado Eduardo:

    1. Gostei da entrevista, embora percebí que faltou a abordagem de pontos importantes.
    a) investimento em agricultura
    b) instalação de abastecimentos em quantas cidades estão sendo implantados
    c) n° de cisternas e/ou poços estão sendo construidas.
    d) investimento em cultura. Sabemos que o estado do Maranhão tem uma cultura popular muito rica.
    e) n° de casas geriátricas em construção, pois sendo um estado pobre a velhice é abandonada para viver
    os seus últimos dias em estado de miséria, apenar de ter contribuido com sua força de trabalho para a
    construção da sociedade .

    Com certeza haverá coxinhas e inconformados que não aceitam essa revolução social que está se processando, pois, ao fazer uma revolução sem derramamento de sangue a turma da chamada elite tirou o PT do poder e está lavando a mente dos a mente dos seus seguidos e apoiadores ( dessa elite ) com mentiras de que o PT, Lula e Dilma – quebraram o país.
    Revolução de verdade é isso aí – um processo de mudança sociologicamente acelerado. Quando as forças da reação não aceitam essas mudanças, dá-se o choque e aí temos o famoso derramamento de sangue.

      • Só Sarney ? E Renan Filho em Alagoas , e Helder Barbalho no Pará, e Lobão Filho no próprio Maranhão e Waldez Goes no Amapá ? Isso não é erro, é malcaratismo; mas para o blogueiro os roubos e malcaratismos do pt são só erros !

          • Alem do mais Edu, esse cara é do tipo que faz analise rasa, o coxinha típico. Esses apoios pontuais acontecem em eleições regionais, embora Lula tenha pago caro demais pelo apoio do Sarney na crise do mensalão
            Mas fato é que as políticas sociais do PT no nordeste foram minando o poder antes quase absoluto dos coronéis. Hoje a região é uma das mais progressistas do país, no extremo oposto de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, donde alias deve vir esse coxa.
            PS: Quem dera os Edus fossem maioria em Sampa!

    • Alexandre, imagina que o Lula, uma grande liderança Nacional iria se escorar numa oligarquia do Sarney,,….seria mais fácil ser o contrário….o Grupo do Sarney aproveitou as inúmeras obras que Lula e Dilma construíram em território Maranhense. Universidades , Escolas Técnicas no interior totalmente desaparelhado pelos 50 anos de domínio do Grupo Sarneyista..
      Eu, falo com propriedade, porque MOREI 03 anos naquele estado na década de 80. ….Conheço boa parte dele. Um estado que tem boas terras, água, e faltava-lhe um bom governo….todo e qualquer governo federal desde 1964 , o grupo do Sarney dominava a parte local (Energia , Água, Telecomunicações , rodovias ( CEMAR, CAEMA-TELMA , DNIT-MA etc A Direção dessas empresas ficava sempre com membros da família dele ou de pessoas de seu grupo político…

  • Lembremos também que o PC do B foi o partido que mais conseguiu eleger prefeitos no Maranhão em 2016, mais de 40 cidades. É uma feita enorme. Se tiver oportunidade, pega esses dados que você postou e esfrega bem na cara do imbecil do presidente nacional do PSOL, que comparou os ganhos do PC do B no Maranhão como se Dino estivesse criando uma oligarquia em torno dele, ao estilo Sarney.

  • O verdadeiro povo apoia políticas como as de Flávio Dino. O “povo” que foi para a Avenida Paulista no domingo próximo passado é contra tais políticas pois consideram que são imunes a crises do capitalismo. Culpa da ração diária de “alfafa desinformativa” fornecida pela mídia corporativa.

  • Muito bem, só fiquei triste que ele não deu o apoio ao candidato a prefeito de Peri Mirim, mais tenho certeza que Flávio Dino vai melhorar ainda mais o nosso estado. Vai acabar muito com esta oligarquia, aqui na baixada ele está trabalhando e vai trabalhar ainda mais. Sou Pc do B….

  • Assisti à primeira parte da entrevista com Flávio Dino, assistirei ao restante depois por falta de tempo. Já conhecia algumas poucas coisas da administração Dino, mas, jamais com a riqueza de detalhes da entrevista(e olha que faltam as outras partes). Fiquei impressionado com as conquistas de Dino e percebo que são ações como essa que devem ser expostas à população, como as conquistas dos treze anos do PT, para que se fure o discurso fascista da mídia conservadora. Quanto à uma sugestão que li entre os comentários, de Dino ser o nome de 2018 em caso de impedimento de Lula(o que provavelmente ocorrerá, a não ser que quebremos este país), acho interessante. CONTUDO, SERÁ NECESSÁRIO SABER SE VOCÊS, “SULISTAS”, ACEITARÃO VOTAR EM MASSA NUM NORDESTINO(LULA É NORDESTINO, MAS VIVE AÍ). ALGO DE QUE TENHO DÚVIDAS SE IRÃO ACEITAR.

  • Edu meu querido!

    Esse Revolução não pode ser silenciosa? Temos que iniciarmos uma campanha publicitária sobre o Maranhão. Como? primeiro é começar com uma arrecadação através de algum desses sites que faz esse tipo de ajuda, para ajudar entidades e pessoas. Com uma campanha de 1 milhão de reais já daria, um pequeno barulho. O que você acha Edu?

  • Bela reportagem Eduardo……! …….Sugeriria que fizesse dessas também em outros estados nordestinos….vc faria um grande trabalho para o conhecimento de todos os demais Brasileiros. Gostaria de que visitasse o Meu Ceará….Abraço !

  • Possuímos 217 municípios, meu caro. Um inchaço, umas centenas de presentinhos dados a parceiros políticos da sarneyzada. Isso merece uma pesquisa. O Maranhão inteiro merece uma boa estudada histórico-geopolítica pra se entender as mazelas que nos assolam.

    Essa política de criar municípios seria repetida pelas lideranças do sul do estado que comicamente brigavam pela divisão há um certo tempo.

    Fico muito contente pelo trabalho do Dino que, sei, pensa como todo bom cidadão, não faz mais que sua obrigação. Parece pensar “o que posso fazer pela sociedade (estado)” e não “o que a sociedade (estado) pode fazer por mim”.

    A única ressalva que faço à sua gestão é o colorir demasiado de seus prédios, de sua identidade visual. Sua programação estética fere muito a identidade de um estado já meio descaracterizado. Já argumentei no facebook oficial do governador que não adianta sair por aí “desnomeando” prédios públicos com o nome dos sarney’s e seus comparsas e pôr no lugar placas com a identidade de seu governo. Isto também é nomear e demarcar algo que é meramente sazonal. O Maranhão precisa se identificar, uma identidade própria e oficial, única e perene!

  • Fora de pauta:

    Agora escancarou de vez, não precisa nem mais “esconder” – o que nunca aconteceu, João Dória PSDB e suas palestras do LIDE que o digam -, Moro mostra que é militante tucano, como bem diz Lula:

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/269146/Lula-acusa-Moro-de-ser-militante-do-PSDB.htm

    E para fechar o caixão da total parcialidade, Moro confraterniza com Aécio:

    http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/269197/Moro-confraterniza-com-A%C3%A9cio-e-revolta-esquerda.htm

  • Eduardo, como comentou o Alexandre, o PT errou em apoiar a família Sarney, em nome da tal “governabilidade”. Apoiou Roseana Sarney nas eleições de 2010, quando Flávio Dino foi candidato, além de Jackson Lago, do PDT.
    O resultado foi que Roseana levou no primeiro turno, por pouco: 50,08% dos votos. Se tivesse ocorrido um segundo turno, quem sabe Flávio Dino já seria governador desde 2010. O PMDB, então “aliado”, hoje é partido de sustentação do golpe.
    No futuro, espero que o PT priorize o fortalecimento de suas bases e as alianças com forças de centroesquerda.

  • Concordo também que o Dino, talvez junto com o Haddad são a grande esperança de renovação da esquerda. Com a vantagem para o maranhense que é melhor de comunicação

  • Perfeita entrevista Edu!

    Flávio Dino pode ser um potencial candidato a presidente, porém, o fato de ser do PC do B vai impedir de conseguir angariar votos para um cargo presidenciável porque há muitos setores do país muito reacionários e isso faria conseguir apenas entre 6 a 8%, eu acho que somente o Ciro Gomes pode conseguir ter chances de ser eleito, basta o PT não lançar ninguém como candidato!

    Um abraço!

  • Se fosse um governador do PSDB reduzindo gasto do estado , já sei qual seria o texto começaria assim, governo neoliberal diminui gastos na área social…….
    Mas se esta bom para os Maranhenses, esta bom para mim.
    Mas temos que falar de um tabu , falar sobre federalismo no Brasil,
    O maranhão gera (2015) em torno de 4.5 Bilhões de impostos federais, mas ele recebe 17.5 bilhões em repasses do governo federal sem levar em conta a previdência.
    13 bilhões que são retirados de outros estados..temos um tipo de mais valia federal.
    Mas ai você olha o Rio Grande do Sul que não consegue pagar nem salário para policial , nem pagar as santas casas, temos uma inversão.
    Ele arrecada 37 bilhões e recebe 14,6 bilhões , ou seja nem a metade retorna para quem gerou o imposto.
    Estas e outras distorções da nossa federação começam na era Vargas, chegando no regime militar com o pacote de Abril onde as relações de forças dentro do federalismo foram alteradas dando mais poder politico ao norte nordeste, a criação do senador “biônico”, E se consolida com a CF de 1988.
    Vamos ver o Rio de Janeiro.
    O RJ gera 140 bilhões em impostos federais e recebe de repasses federais e vou dar o numero exato 24.032.143.817,56 (24 bilhões). Esta ai a principal causa da crise do RJ.
    Quanto tempo vai demorar para que os cidadãos dos estados que são prejudicados por pertencer a federação vão aceitar calados esta situação.
    Se a situação do país não melhorar não demora quem perde por estar na federação vai reagir as injustiças que lhe são impostas.
    http://www.portaldatransparencia.gov.br/PortalTransparenciaListaCidades.asp?Exercicio=2015&SelecaoUF=1&SiglaUF=RJ
    .

  • Parabéns a esse político do bem, o governador Flávio Dino, do PCdoB, que está melhorando o estado do Maranhão, mas, pena que ele corre o mesmo risco que o prefeito Haddad aqui de São Paulo correu de não ser reeleito para concluir o excelente projeto que ele estava desenvolvendo. E olha que, segundo o que disse o coordenador de marketing da campanha do João Doria “trabalhador” à prefeitura de São Paulo, que o prefeito Haddad, não ganhou a eleição, mesmo tendo feito a melhor gestão que a prefeitura de São Paulo já teve em todos os tempos, porque cometeu o erro de não usar o marketing para divulgar seu trabalho e para ganhar a eleição. O profissional de marketing da campanha do “João trabalhador” disse que fez o João Dória ganhar a eleição contando com a imbecilidade do eleitor paulistano e sua incapacidade e falta de senso critico.
    Que a eleição é um jogo e ele ganhou. As televisões falam mal do Lula, PT, esquerda, sistematicamente, de manhã, de tarde, de noite até o ponto de criar no imagário da população que tudo o que refere ao PT não é bom. Acredito então, que a única forma da população reconhecer o excelente trabalho de políticos honrados é desligando o sinal das televisões mentirosas e tendenciosas e que fogem ao seu compromisso social de prestar a informação verdadeira. No meu entender o Lula teve essa oportunidade e não o fez para ser republicano. Acredito que esse foi o único erro do Lula, qual seja, ser republicano com quem é bandido. Não se deve facilitar pra cobra, que ela te morde! O Lula sabe que se deve pisar na cabeça da jararaca, o quanto antes, mas, ele resolveu tentar o diálogo com ela e deu no que deu. A imprensa golpista, a jararaca, está envenenando boa parte da população contra ele com calúnias e difamações e não deixa a população b

Deixe uma resposta