Antipetismo não paga contas #PovoAcordando

Análise, Destaque, Todos os posts

Desde que começaram os eventos que levaram ao impeachment de Dilma Rousseff, os que pretendiam ocupar o lugar dos políticos petistas então caídos em desgraça adotaram uma fórmula única para “justificar” de atos de corrupção a fracassos administrativos, bem como medidas antipopulares e, portanto, impopulares: discursos contra o PT.

O mais curioso é que, ao mesmo tempo em que sabem que medidas como reforma trabalhista, terceirização e redução drástica de programas sociais são medidas que se tornaram altamente impopulares, os políticos tucanos e peemedebistas – a começar por Michel Temer – desencadeiam campanhas publicitárias para tentar fazer a população aceitar aquilo que não quer.

Menos mal que as campanhas publicitárias de Michel Temer estejam passando recibo da autoria de uma reforma trabalhista, já materializada, ou a da Previdência, por materializar-se, sejam rejeitadas por cerca de 2/3 da população

No caso da reforma da Previdência, sete em cada dez brasileiros (70%) se dizem contrários, mostra pesquisa Datafolha.

Entre os que tomaram conhecimento da reforma trabalhista, 70% reprovam. Taxas mais altas de pessimismo quanto à reforma Trabalhista são observadas entre os mais instruídos (73%). Já, taxas mais altas de otimismo são observadas entre os menos instruídos (17%)

Então é importante que Temer faça campanhas publicitárias assumindo a paternidade dessas “obras”. Para fixar bem no imaginário popular quem é o autor de medidas que o povo já começa a sentir na pele quanto irá prejudicá-lo, ao menos no caso da reforma trabalhista.

Outro que se socorre do antipetismo é o prefeito de São Paulo, João Doria. O novo prefeito piorou sobremaneira a gestão da cidade cortando drasticamente todos os gastos em programas sociais e se ausentando do trabalho para fazer campanha eleitoral à Presidência.

Confrontado com os fracassos administrativos e medidas antipopulares, Doria recorre a discursos contra o PT. Durante alguns meses, funcionou e ele se manteve popular. Mas logo parou de funcionar porque os eleitores de Doria são ingênuos e/ou burros, mas não são irracionais.

As gestões golpistas estão massacrando os brasileiros, os escândalos envolvendo as vestais que acusavam o PT vão pululando até em uma mídia boquiaberta com a desfaçatez moralista tucano-peemedebê.

Agora, os desatinos desumanos de Temer e do PSDB vão espantando e chocando o mundo.

A redução de programas sociais em um momento de crise econômica afeta gravemente famílias de pequenos produtores rurais no Nordeste do país, segundo comunicado da ONU feito através do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

A ONU anunciou na semana que passou que programas federais premiados e considerados positivos pelo FIDA para o semiárido nordestino estão sendo drasticamente reduzidos, gerando uma situação de calamidade na região.

Premiado internacionalmente, o programa Cisternas, que começou em 2003, no governo Lula, e se manteve até hoje está sendo destruído pelo governo Temer. O programa teve redução de cerca de 60% nos últimos anos. O valor desembolsado passou de R$ 643 milhões em 2014 para R$ 249 milhões em 2017.

O resultado disso é uma catástrofe social em uma região em que as pessoas já estão à beira da morte e da miséria absoluta.

Confira matéria da Folha de São Paulo sobre o tema.

Nos setores mais dopados pelo antipetismo, como as classes B e C, a situação não é muito melhor. As reformas tucano-temerárias estão pegando todo mundo.

Carreira? Aumentos de salário? Promoções? Tudo vai ficar muito mais difícil. E para quem não for altamente especializado, o salário vai diminuir. Muitas empresas estão demitindo e recontratando em bases piores para os trabalhadores.

E não estamos falando só de “peões”.

Temer, Doria, Alckmin e outros que estão massacrando a população com cortes na carne de programas sociais e extermínio das leis de proteção social e trabalhista, ainda apostam que começar a xingar e a jogar a culpa no PT fará com que o povo vote neles mesmo sendo autores de tantas maldades administrativas contra a população.

Claro que ainda há e sempre haverá muitos idiotas que cairão nesse golpe do antipetismo para explicar incompetência e medidas ruins para o povo e boa para os muito ricos, mas o contingente desse tipo de pessoa irá diminuindo conforme o tempo passar até se reduzir a grupelhos radicais de gente abastada e socialmente insensível.

E tudo isso ocorrerá em pleno processo eleitoral de 2018.

 

  • samuel1313

    Oi

  • Valdir-Ba

    Prezado Eduardo:
    creio que as frases a seguir se encaixam perfeitamente no seu artigode hoje.
    ” A verdade às vezes submerge mas não morre afogada”-provérbio búlgaro.
    “Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo.” Frase do presidente americano Abraão Lincoln. Esses nossos políticos desonestos e traidores só sobrevive porque compram os grandes veículos de comunicação da mídia e porque têm a cobertura de uma parte do poder judiciário, instituição que não merece confiança por parte da população, pois, os casos de corrupção de PSDB,DEM e tantas outras siglas estão a prescreverem. O país está sendo dilapidado, entregue ao capital estrangeiro, as fontes de financiamento para as empresas nacionais minguando ou simplesmente sendo extintas e suas “incelências” em vez de tomar ações de verdades para sanear esse mal, estão é preocupadas com pedalinhos e coxinhas servidos a alguns presos. Realmente, o país está na mão de uma quadrilha saqueadora a serviço da capital financeiro e enquanto isso a qualidade de vida da população está caindo e o futuro passando a ser cada vez mais incerto e temerário.

    • Blog da Cidadania

      Boa Valdir

  • Naylson Brasil

    O parlamentarismo à moda dos golpistas
    Por Mauricio Dias, na revista CartaCapital:

    De repente, não mais que de repente, Michel Temer introduziu no meio dessas intermináveis conversas sobre reformas imaginadas, em Brasília, o resgate do parlamentarismo, que considera o melhor remédio contra crises políticas, como solução exata para substituir o presidencialismo.
    Caso o plano tenha sucesso, Temer propõe-se a fazer uma experiência ainda no período de governo dele.

    Em uma dessas coincidências que ocorrem com frequência, às vezes somente no STF, tramitava naquele tribunal há 20 anos um mandado de segurança para avaliar a possibilidade de o Congresso fazer a mudança do sistema político sem a necessidade de consulta popular.

    O ministro Alexandre de Moraes, amigo fiel de Temer, além de ex-ministro, foi sorteado relator da votação da matéria em plenário com data ainda não marcada. Esta é mais uma trama planejada contra a eleição presidencial e contra o favorito Lula.

    Esse caminho sugere mais uma pergunta. Para onde irão, ou para onde pretendem ir, os adversários de Lula diante da pujança eleitoral do petista mostrada nas intenções de voto em todas as pesquisas feitas ao longo de 2017?

    Em cada pesquisa projeta-se o susto. Lula esmaga os concorrentes e pode vencer no primeiro turno. Em tese, tudo talvez consiga ser mudado. Mas não é o que os números de agora sinalizam.
    Os competidores do petista vagam sem rumo.

    Estão eleitoralmente encurralados. O que fazer? Esse confronto de todos contra um, ou seja, contra Lula, induz os golpistas a propor uma caminhada por fora das regras democráticas, que apenas toleram.

    Golpe militar? Os quartéis estão dispostos à medida? A propósito, essa pálida lembrança de 1964 atrai até agora um expressivo contingente de eleitores para os braços e os abraços de Jair Bolsonaro. Desistam, porém, esses iludidos. O deputado bateu com a cabeça no teto. Em torno de 15% da totalidade do eleitorado.

    Quem sabe se, antes de uma intervenção militar ou de os sonhos do tresloucado capitão se realizarem, as Cortes de Curitiba e Porto Alegre resolvem determinar a prisão ilegal de Lula? A onda que se aproxima agora, o parlamentarismo, é puxada essencialmente pelos paulistas.

    Além de Temer, orientado pelo senador tucano José Serra, há o já citado ministro Alexandre de Moraes e o advogado Ives Gandra Martins, pai do presidente do Tribunal Regional do Trabalho.

    O destino do parlamentarismo no Brasil, no regime republicano, tem sido um fracasso. Em 1962, foi um instrumento usado para conter os objetivos do governo Jango. Um ano depois, em 1963, o presidente restabeleceu o presidencialismo ao convocar um plebiscito. O retorno ao regime anterior era o que o povo queria.

    Jango, se vivo fosse, sustentaria também agora a permanência do presidencialismo. Parlamentarismo, no Brasil, representa a força do regresso e a contenção do progresso. É um instrumento legal próprio para amarrar presidentes, como fizeram com Jango e pretendem fazer com Lula.

    https://plus.google.com/112460951265270206121/posts/BWZhzpzpvNG

    https://www.cartacapital.com.br/revista/980/parlamentarismo-a-moda

  • Flavia

    Se tem uma coisa que sabemos que não faltará a 2018 é emoção… Precisamos estar unidos e atentos, pois teremos um belo trabalho a fazer, por nós e pelas gerações que virão.

  • Augusto Dos Anjos

    É por isto que as elites estão procurando desesperadamente pelo “candidato novo”. Só que não estamos mais em 1989..

  • Trazibulo Meireles de Souza

    A situação está ficando tão difícil que já dá para perceber a tristeza das pessoas nas feiras e mercadinhos, os feirantes de braços cruzados sem vender nada. A panela de pressão está prestes a explodir, quem comeu filé nesses 13 anos do PT não vai aceitar comer ovo e olhe lá! A cópia do discurso malufista, anti-PT, adotado pelos, também corruptos, não será absorvido pelo povo. A memória da bonança do PT jamais será esquecida pela população.

  • Jimmy Cricket

    ☺ Remake de “A Dança dos Vampiros”:

  • Conceição Carneiro

    Quando eu penso que 75% do pré-sal era da educação, dá uma vontade danada de chorar. Esses paneleiros deveriam responder processo por lesa-pátria. Eles também são responsáveis pela bancarrota que está vivendo o Brasil.

  • Claudio J S Salgueirosa

    Parabéns!!! Excelente matéria. Como se dizer popularmente, tem que sentir no bolso. O povo já está sentindo. Quero na virada do ano com o aumento das tarifas de ônibus. Será que em ano político não vão aumentar?? Se aumentar, com certeza vai ser mais de vinte centavos.

    • Blog da Cidadania

      É ninguém vai dizer um A. Grato

    • Blog da Cidadania

      Grato Cláudio

    • Alien

      Eu temo que quando eles sentirem no bolso eles vão continuar culpando o PT.

  • Jimmy Cricket

    ☺ Tic-tac, tic-tac, tic-tac…

  • Rodrigo Coelho

    Acho que o brasileiro tá gostando de sentar o rabo bem no bico dos tucanos, porque não vejo gente indignada, não vejo torcidas xingando o Temer nos estádios, não ouço ninguém reclamar do aumento diário da gasolina e do etanol. Eu acho que brasileiro curte isso, tirando nós da esquerda.

  • Luiz Lopes

    Em 2018 é LULA

  • Brasileira

    Peguei um táxi a semana passada, e reconheci o motorista de tempos atrás: Era antipetista feroz, perguntei sobre a Lava Jato, deu uma resposta surpreendente: Acho que o Lula tinha razão: É perseguição contra o Lula, afinal quanto foi desviado da Petrobras? Quanto foi recuperado? O que foi recuperado foi gasto em que? Mais dinheiro pro Temer comprar Deputados? Percebi que o que está detonando a Lava Jato na cabeça do povo é que não dão satisfações cabais sobre o dinheiro recuperado e de como ele está sendo usado, (O Advogado Rodrigo Tacla Duran, denuncia que pode dar esta resposta que o povo tanto almeja, vamos aguardar dia 30/11/17, na CPI da JBS e esperar em Deus que não seja um “Pastel de vento”).
    As pessoas se deixaram enganar 1: Bastava derrubar a Dilma e tudo ia melhorar..
    As pessoas se deixaram enganar 2: A Lava Jato ia moralizar o país e recuperar grande parte do dinheiro roubado e tudo ia melhorar…
    As pessoas se deixaram enganar 3: Na verdade as pessoas já não estão mais se deixando enganar

    https://cdn.pensador.com/img/frase/ab/ra/abraham_lincoln_pode_se_enganar_a_todos_por_algum_tempo_l2jrodk.jpg

    • Jimmy Cricket

      ☺ Os taxistas são grandes cabos eleitorais, em que pese o fato de falarem cara a cara com muitas pessoas. Uma pena que sejam todos malufistas; até hoje, só encontrei um taxista que era petista.
      Falando em taxistas, gostaria de saber porque eles não precisam ter a cadeirinha para crianças e quem os isentou disso; porque os guardas de trânsito só falta mandarem para a cadeia quem roda com criança sem cadeirinha

      • VR5

        Aliás, colega Jimmy: você alguma vez viu um taxista ser parado numa blitz? Ser multado? Eu, pelo menos, nunca vi. E eles são os campeões em “podar”, em passar sinal fechado, estão sempre com pressa, etc. Sei que existem taxistas que respeitam, mas pelo menos na minha região a esmagadora maioria não o é. E aparentemente a polícia, as guardas municipais, etc. são coniventes com isso. Na região de vocês é semelhante?

    • Antonio Reis

      Ué, vc não tá censurando mentiroso! Ou depende do mentiroso?

  • Nigro

    Povo acordando? Do que?
    essa militância cega e pueril contra o “sistema” é coisa de fracassado.
    O povo la sabe o que é antipetismo, juros economia ou liberdade.
    Apoiam quem eles, erradamente, julgam que irá salvá-los. Mal sabem que só fazem dar mordomia para safados emissores de perdigotos e ex revolucionários covardes.

    • DENIS DIAS

      Se ele tá copiando o jeito do PHA de falar, deve saber também que o conhecido “emissor(?) de perdigotos” é o Serra

      • Nigro

        PHA??? Ah nao aí voce pegou pesado demais.
        Calma, há vários desta estirpe. Mas da linhagem presidencial, não

  • YorkshireTea

    A direita está desesperada atrás de um Macron tupiniquim. O problema é que todos os candidatos a Macron têm DNA tucano.

  • Joao Silva

    Interessante…

    Fui censurado!

    • Blog da Cidadania

      este blog não dá espaço a mentirosos

    • Jimmy Cricket

      ☺ Viu, Joãozinho. É feio contar mentiras. Depois você faz xixi na cama e mamãe “Silva” manda você para o psicólogo infantil…

  • Jimmy Cricket

    ☺ Engraçado. Há duas notícias atribuídas ao Josico de Souza na página do UOL; uma sobre Katia Abreu e a outra sobre facções políticas. Quando eu tentei ler, o UOL informou que eu não podia, já que não assino nem o UOL nem a Rolha de São Paulo.Não obstante, acessei o blog do Josico e li as notícias; só não pude comentar por não ser assinante etc. A Rolha continua disparando seu trabuco, acertando o próprio pé e seu articulista. Admirável…

  • Josė Carlos Lima

    paises estrangeiros estao instalando bases pelas bandas de cá, onde ele passam a ter mercadorias roubadas e adquiridas mediante receptação: o pré-sal por exemplo

    http://www.cubadebate.cu/especiales/2017/11/26/un-submarino-que-exploto-tropas-extranjeras-bronca-y-furia-en-la-argentina/#.WhtcgEbJ3qB

  • Josė Carlos Lima

    Lula….Vargas….JK e, no mundo, Mandela, Gandhi, Allende…. cada um ao seu modo, eles tinham um certa influência sobre as massas, ou seja, tinham poder, poder de mando, o que diminuía a força do mercado e forças dominantes e por isso foram perseguidos.

    Em 2013 o PCO previu o golpe

    https://youtu.be/4y42rbiJBTw

  • Pedro Accioli

    Concordo! Mas ainda acho que não deixarão o Lula se candidatar!!! Mas o antipetismo já está dimininuindo a cada dia nas classes C, D e E e muito em breve irá afetar a classe B!

  • Alien

    Eu não sou tão otimista. A chamada “classe média” é realmente estúpida, mas tão estúpida que é perfeitamente capaz do sujeito culpar o PT por ter que ir morar na rua quando tudo ao redor dele mostra com clareza que o PT não têm nada a ver com a desgraça dele. Essa turma é lobotomizada e não dá nem de ter esperança que os filhos deles sejam melhores porque eles também são lobotomizados desde do início.

  • VR5

    Eduardo, por que o post seu “Por que Pedro Cardoso não apanhou como Taís Araújo” está com os comentários desativados?

    • Blog da Cidadania

      está?

  • Leonardo Ferreira Nascimento

    O anti-petismo doentio como centro do discurso político dessas pessoas, não é só uma síndrome do “escapismo” para os próprios erros cometidos na gestão administrativa.

    Mas, uma forma de esconder a falta de ideias, projetos e estratégias de país/governo destes para tirar o país do atoleiro sócio-econômico no qual entramos, com qualquer coisa que não seja o aprofundamento do neoliberalismo.

  • Belmiro Machado Filho

    As consciências vão despertando. Analisadas e contabilizadas
    as perdas e os danos, algumas irreversíveis, a realidade nua e crua começa a
    incomodar.

  • Adilton Jorge Ferreira Cruz

    Caro Edu,
    análise sensacional!!!!!
    Começa a dar uma pontada de esperança…
    Grande abraço.

  • Cleanto Beltrão de Farias

    Sou professor de direito agrário e vivo no Semiárido nordestino há mais de 30 anos. Frequento a zona rural e sou testemunho das transformações operadas pelas administrações populares desses últimos 15 anos. Não existe mais miséria – pobreza sim – e as condições sociais e econômicas do povo dão na vista, pelas melhorias e avanços alcançados. Inclusive no que diz respeito à instalação das centenas de cisternas de placas e à eletrificação rural. Isso é mais uma prova contra esse lenga-lenga, dos que se assenhorearam do poder, da negação do papel do Estado na transformação da sociedade, no combate à miséria e à desigualdade. Essa história de Estado mínimo, como eles querem fazer valer, é mentirosa, não se aplicando ao Brasil, país tão desigual, injusto quanto violento. Taí o veredicto da ONU! Mas, já se observam retrocessos e o fantasma da miséria já começa a rondar…

  • irene

    Além do discurso antipetista e da máxima “a culpa é do PT”, há que se distinguir também o fato de que o Plano de Governo que ganhou nas urnas não é esse que está sendo implantado, é isso também deve ser nosso discurso quando se fala de anti PT.

  • Ricardo Pinheiro

    E mesmo assim ainda recebo, num grupo de WhatsApp de professores, a piadinha: “Não reclame das crianças que acreditam em Papai Noel. E os adultos que acreditam que o Lula é honesto?” Ainda ironizaram outro grupo (que abrange toda a escola), onde uns defendem o Lula. O diretor minimizou as realizações dos 13 anos de PT no poder (ou como ouvi outro dia, “migalhas”). Tive vontade de reclamar, de n pedirem p/ postar sobre política… Mas preferi me calar.

    Eu acho q a classe B nunca acordará, morrerá jogando culpa no Lula e sonhando ir pro eldorado, que é Miami. A classe C… Uma parte talvez mude a mentalidade. Quem vai eleger o Lula em 2018 será as classes D e E, e parte da classe C. Da B, alguns poucos esclarecidos votarão nele. Da classe A… Ninguém.