Temer economizou R$ 9 bi e torrou R$ 10 bi com aliados

Destaque, Reportagem, Todos os posts

As despesas de custeio do governo federal com a administração pública tiveram redução real de 7,2% no primeiro semestre de 2017 na comparação com o mesmo período de 2016. Os dados divulgados pelo Ministério do Planejamento mostram que a redução da despesa da máquina pública chegou a R$ 9,966 bilhões no período.

O problema, mesmo admitindo que essa redução de gastos públicos com saúde, educação, habitação, pesquisa, segurança, infraestrutura etc fosse boa, é que as emendas parlamentares tiveram nesse período o maior valor liberado dos últimos quatro anos, segundo notícia veiculada pelo jornal O Estado de São Paulo. Ao todo, foram R$ 10,7 bilhões, um crescimento de 48% em relação ao ano anterior e 68% maior do que o liberado em 2015.

Ao derrubar Dilma, a maioria que votou pelo impeachment pegou tudo que ela gastava a mais com o povo e colocou tudinho, cada centavo, no próprio bolso. Detalhe: esse bando de idiotas da foto abaixo também deram seu dinheiro para Temer comprar parlamentares para votar contra a sua cassação.

  • Maria Aparecida

    E o pior é que tem muito brasileiro que é contra investir com habitação, saúde, educação…para muita gente esses investimentos existem para sustentar vagabundo! Se querem ter esses direitos vá trabalhar e pague por eles!!!

  • Avelino de Oliveira

    Caro Eduardo
    Acho que ele não economizou, mas saqueou as verbas públicas.
    Saudações