Farsa judicial contra Lula desmoraliza o Brasil

Destaque, Reportagem, Todos os posts

Enquanto a imprensa brasileira tece uma exaltação entre cômica e patética do processo judicial obscuro que condenou o ex-presidente Lula a viver seus últimos anos de vida em um cárcere, a imprensa internacional enxerga processos judiciais seletivos que poupam uns e lincham outros acusados de corrupção em nosso pais.

A imprensa internacional está longe de ver um real combate à corrupção no Brasil. As reportagens são totalmente factuais, como devem ser as reportagens, sem tomar partido ou opinar. Mas as análises e opiniões nessa imprensa enxergam, como disse o diário francês Le Monde, o maior jornal da França, que o Brasil é um país de castas em que a Justiça não é igual para todos.

Há poucos dias, Um dos responsáveis por levar as informações do que acontece no País para além das fronteiras nacionais, o correspondente da agência de notícias espanhola EFE, Carlos Meneses, relatou ao Jornal do Comércio e que Lula continua sendo a figura mais representativa do Brasil no exterior, mesmo oito anos depois de deixar o Palácio do Planalto.

Segundo o correspondente espanhol, “Na Espanha, as pessoas perguntam muito dele (Lula), enquanto (o presidente Michel) Temer (PMDB) ninguém conhece”. O correspondente diz que “Lula segue tendo peso político no cenário mundial” apesar das acusações contra si.

Foi por isso que repercutiu como uma bomba denuncia que o ex-presidente fez ao mundo após ter tido seu passaporte confiscado por um juiz de primeira instância. Em vídeo divulgado no Facebook, o ex-presidente diz que o Brasil vive uma ditadura e um clima de terror após o golpe parlamentar que derrubou Dilma Rousseff.

Não foi por outra razão que o Le Monde publica um editorial dizendo que o Brasil é uma democracia em decadência na qual a lei não é igual para todos. O Monde, como é chamado na França, alude o afato de que enquanto Lula está sofrendo um processo judicial intenso e sumário (rápido demais), seus adversários – como Temer, Aécio, Azeredo – escapam da Justiça, que, com alguns é dura e com outros, branda.

Não foi por outra razão que o jornal chamou o Brasil de uma sociedade de castas, ou seja, de pessoas privilegiadas por pertencimento a uma linhagem e , frequentemente, a uma etnia.

Tem razão o jornal francês. O Brasil é uma sociedade de castas na qual a cor da pele e a origem geográfica influem muito, mas, também, é uma sociedade de castas político-ideológicas, na qual a posição política do indivíduo pode torná-lo um privilegiado.

Já o maior jornal do mundo, o The New York Times, segundo matéria da revista exame, publicou artigo em que diz que “excluir Lula das eleições seria calamidade”. O texto apontou parcialidade dos juízes envolvidos no caso.

Toda essa má repercussão do julgamento falsário de Lula tende a dificultar a recuperação econômica do Brasil. Sobretudo quando, em alguns meses, a ONU abrir processo contra o Brasil por violar os direitos humanos do ex-presidente ao abrir contra ele um processo cheio de má fé, mentiras e abusos.

Vai demorar muito para o Brasil recuperar no exterior a boa imagem que tinha quando o PT estava no poder.

Assista, a seguir, a reportagem em vídeo e, em seguida, leia mensagem do Blog da Cidadania aos leitores

 

UM MINUTO DA SUA ATENÇÃO

Apoie o Blog da Cidadania. O site tem custos – equipe técnica, hospedagem, cobertura (telefonemas, deslocamentos). Assinar um dos primeiros blogs políticos do país, que já existe há 13 anos, é forma de militância política. Há várias formas de assinar. Confira, abaixo. E obrigado pelo apoio. 

PARA ASSINAR VIA CARTÃO DE CRÉDITO MENSALMENTE, CLIQUE NO LINK https://www.mercadopago.com/mlb/debits/new?preapproval_plan_id=282c035437934f48bb0e0e40940950bfAQUI 

PARA ASSINAR VIA CARTÃO DE CRÉDITO UMA SÓ VEZ, CLIQUE NO LINK https://www.vakinha.com.br/vaquinha/financie-o-jornalismo-do-blog-da-cidadania

PARA FAZER DEPÓSITO EM CONTA, ENVIE E-MAIL PARA [email protected]