Flávio Bolsonaro pede suspensão de investigação no STF mas pode colocar pai na mira da PGR

Um ministro do STF ouvido reservadamente pela reportagem considerou um erro estratégico o pedido de Flávio Bolsonaro. Para esse integrante da Corte, que pediu para não ser identificado, Flávio vai forçar a Procuradoria-Geral da República (PGR) a investigar o senador eleito e eventualmente até mesmo o presidente Jair Bolsonaro ao levar o caso para o STF.

Confissão do general Villas Boas pode libertar Lula

Em entrevista à Folha de SP, o comandante do Exército, general Villas Boas, prestou um serviço (involuntário) ao país ao confessar que mensagem que divulgou no Twitter na véspera do julgamento do pedido de habeas-corpus de Lula ao STF foi ameaça à Corte. Essa confissão terá consequências drásticas no Brasil e no exterior e pode resultar na absolvição de Lula.

STF ignora Fux, intima juíza de Moro e Lula dará entrevista

Tudo ocorreu como o Blog da Cidadania previu. Na 6ª feira, o STF se transformou em versão ampliada do TRF4 – que, em julho, teve disputa entre magistrados sobre habeas-corpus para Lula. No STF, produziu-se disputa entre Lewandowski e Fux sobre Lula dar entrevistas à imprensa. Um autorizou, o outro proibiu. Agora, Lewandoski cancela a proibição, intima Moro a que deixe Lula dar entrevistas.

O povo responderá a Fux nas urnas

Fux manteve a CENSURA a Lula, quem, segundo a Constituição, mantém seus direitos políticos mesmo preso. Fux acha que censurando Lula impedirá a transferência de votos a Fernando Haddad, que disparou nas pesquisas mesmo com Lula preso e amordaçado. Lula não falará à Folha. A pergunta que não quer calar, porém, é: quem lê a Folha além de gente que JÁ SABE que Lula é Haddad? O povo responderá a mais essa afronta. E responderá nas urnas.

Jornal antipetista acorda e vê censura visando PT se voltar contra si

É emblemático editorial da Folha de São Paulo criticando o uso pelo TSE do conceito de “fake news” para promover ataques para inibir a liberdade de expressão e o debate político amplo na campanha eleitoral de 2018. Apesar de a grande imprensa vir sendo propugnadora de um instrumento de censura visando calar a esquerda, agora essa imprensa já teme ser alvo de mais um monstro que ajudou a criar. Vale ler o editorial