Produtor da ração de Doria é suspeito de usar cobaias humanas

O poço pode ser ainda mais fundo do que se pensava. O escândalo da ração para pobres de João Doria é ainda pior… Circula pela internet informação sobre a relação obscura da “Missão Belém” e a empresa produtora da ração, a “Plataforma Sinergia”. Ao menos 14 pessoas podem ter morrido durante o desenvolvimento do produto. Espante-se com essa história macabra.

Temer aplaude “empresário” que pediu “medidas amargas”

O Jornal Nacional transmitiu uma agressão aos brasileiro feita por um bando de patrões gananciosos e por um presidente sem legitimidade. Fomos chamados de burros enquanto os golpistas reunidos no novo Conselho de Desenvolvimento Econômico e “Social” se arrogavam superioridade intelectual. E ninguém disse nada, ninguém chiou, ficou por isso mesmo. Mas agora você sabe o que vem por aí.

Delegados anti Lula afastados da Lava Jato por suspeita de vazamento (?)

Precisamente às 20 horas e 57 minutos do último sábado (2/7), apresentadora interina do Jornal Nacional leu no teleprompter, em 28 segundos, uma nota lacônica que deu conta aos Homers Simpsons dos quatro cantos do país que dois delegados da Polícia Federal que atuam na Operação Lava Jato foram afastados daquela investigação. O JN insinuou algum favorecimento a Lula, mas a causa desse afastamento dos delegados é bem outra. Clique na imagem para conhecer uma história que envolve inclusive este blogueiro.

JN mente: Lula não teve opção que cooperados da Bancoop não tiveram

Na terça-feira, o Jornal Nacional, na falta do que usar contra Lula, apelou a coringa que o PSDB usa reiteradamente contra o PT: o sujeito que você vê na imagem mente ao dizer que Lula e dona Marisa obtiveram benefícios da Bancoop/OAS que outros cooperados não tiveram. O Blog foi ouvir o Instituto Lula sobre o caso e compôs um relato simplificado que permite entender essa armação toda da mídia, do MP tucano de São Paulo e do PSDB.

Gilmar Mendes debocha da estátua em frente ao STF

Ao abrigar um magistrado como Gilmar Mendes, o Supremo Tribunal Federal deveria mandar retirar da entrada de sua Sede a estátua de granito de mais de três metros de altura da deusa Themis, esculpida em 1961 por Alfredo Ceschiatti. A “cegueira” da deusa da Justiça simboliza isenção, o que, obviamente, vai de encontro ao partidarismo suarento e escrachado desse pseudo magistrado

Ué, mas a crise internacional não tinha acabado?

O telespectador do Jornal Nacional por certo ficou sem entender nada ao fim da edição do primeiro dia útil desta semana daquele telejornal. Há meses que os brasileiros vêm sendo informados pela mídia e pela oposição ao governo Dilma de que a crise econômica do Brasil seria só nossa e que o resto do mundo já teria se recuperado. Eis que o telejornal da Globo acaba de confessar que a crise internacional está longe de ter acabado e que, pelo contrário, está se agravando. O que permite dizer que o Brasil está em crise porque o resto do mundo também está.

JN deu um jeito de vincular Lula à prisão de Dirceu

A cena, obviamente, foi ensaiada. O repórter da Globo pergunta ao procurador do MPF se o Lula vai ser investigado. O procurador faz uma expressão signficativa e diz que “qualquer um que não tenha foro privilegiado pode ser investigado”. Mas a reportagem era sobre a prisão de José Dirceu. O JN é que enfiou Lula na conversa. Este Blog insiste: o Brasil tem que pedir observadores internacionais para o que está acontecendo no país. É um golpe midiático-jurídico-policial

Comercial da Fiesp pró terceirização é abuso de poder econômico

Nesta quarta-feira, o Congresso votará de novo o projeto da terceirização. Na véspera, a Fiesp divulga, no intervalo do JN, essa farsa. As centrais sindicais deveriam ingressar na Justiça, pois esse comercial torna desigual a disputa por corações e mentes. Só o que se pode fazer é tentar a guerrilha da informação, na internet e nas ruas. Nesta quarta-feira, faça a sua parte. Não temos o intervalo do Jornal Nacional, mas temos a internet e as ruas. Vamos pra cima dos patrões, que querem acabar com os direitos dos empregados