É hora de denunciar ao mundo o golpe político no Brasil

A última capa da Veja foi a gota d’água. Requenta matéria de 3 meses atrás, mas com maior irresponsabildiade. Empreteiras da Lava Jato também estão envolvidas no cartel do metrô de SP. Doaram 56% dos recursos para reeleger Alckmin e só são questionadas por doações ao PT. A lei ser usada de forma diferente para situações iguais é coisa de ditaduras. Ou denunciamos ao mundo esse golpe político ou ele será desfechado. Já perdemos muito tempo. Sem coragem dos alvos do golpismo, este país pagará caro. Por décadas.

Segundo Bolsonaro, Cunha levará 18 pedidos de impeachment a votação em 3/8

Para Bolsonaro, Cunha colocará em votação não 11, mas 18 pedidos de impeachment parados até hoje na Câmara por falta de fundamentação. Fará isso no exato dia em que o Congresso retornar do recesso parlamentar. Caso, claro, não seja afastado do cargo antes, já que é muito grave a denúncia de que está usando seu cargo para intimidar testemunhas. Essa nova ação prometida por Cunha, porém, pode ser a pá de cal em sua presidência da Câmara. Ato que talvez até o leve a ser preso.

Constantino divulga nova “explicação” sobre seu “menos escolas, mais prisões”

Como alguém já disse com grande propriedade, tudo que precisa ser muito explicado é porque não tem explicação. Essa máxima vale à perfeição para uma segunda explicação que o “menino maluquinho” da Veja diz ser “mais completa”, mas que não explica porcaria nenhuma. Além disso, claro, ele verteu aquela lenga-lenga sobre ter sido vítima de “blogs sujos financiados pelo governo”. Na falta de argumentos…

Como qualificar o colunista da Veja que pediu “menos escolas, mais prisões”?

Quem achou que a agressão moral praticada por um dos “ideólogos” do grupo fascista “Revoltados On Line” a um frentista seria o fundo do poço da ultradireita brasileira, errou. Um colunista da Veja conseguiu ultrapassar todas as fronteiras da boçalidade, tornando quase impossível encontrar um adjetivo à altura de defini-lo. Quem sabe o leitor tenha melhor sorte do que eu.

Dilma já pode processar Veja por calúnia na véspera do 2º turno

Se Yousseff tivesse mesmo acusado Dilma e Lula, como disse Veja na véspera do 2º turno, o ex-presidente teria começado a ser investigado muito antes e a presidente teria aparecido na lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que o Supremo Tribunal Federal divulgou na noite desta sexta-feira, 6 de março. A presidente prometeu, em 24 de outubro do ano passado, processar Veja. Agora já pode cumprir a promessa.

O plano do governo Dilma para regular a mídia

Como fazer o PMDB apoiar um projeto do governo para regular a mídia se a maioria dos parlamentares do partido detém meios de comunicação? Aliás, essa gente anuncia que não vai apoiar essa regulação. Dá para fazer sem o PMDB? Não dá. E os partidos que apoiariam, em princípio, são pouquíssimos. PT, PC do B, PSOL e olhe lá. Juntos, não representam nem um quinto do Congresso. Mas há um jeito. O governo tem um plano.