Movimentos Sociais devem ir à rua denunciar rendição do STF

Opinião do blog

O visível nervosismo da ministra do STF Rosa Weber ao proferir seu voto pela condenação do ex-presidente petista da Câmara dos Deputados João Paulo Cunha denuncia um fato inédito na República – ao menos ocorrendo de forma tão desabrida: a Suprema Corte de Justiça do país se transformou em marionete de meia dúzia de mega empresários do setor de comunicação.

A perplexidade dos meios jurídicos com os motivos alegados pelos ministros que condenaram João Paulo com base em “verossimilhança” que dizem enxergar nas acusações que lhe foram feitas é tão grande que na edição de hoje (29.08) da Folha de São Paulo saiu artigo de um professor de Direito Penal que assinala “risco à Justiça” por conta dessa condenação.

Antes de prosseguir, reproduzo artigo do professor de Direito Penal da FGV do Rio Thiago Bottino

—–

FOLHA DE SÃO PAULO

29.08.2012

Relativizar exigência de prova põe justiça em risco

OS CRITÉRIOS QUE ORIENTAM ESSA ANÁLISE PROVÊM DA FORMAÇÃO JURÍDICA E DA TRAJETÓRIA DE CADA JULGADOR

THIAGO BOTTINO

ESPECIAL PARA A FOLHA

O Código de Processo Penal diz que o juiz deve condenar um acusado com base nas provas. No caso do mensalão há uma gama enorme de provas: documentos, depoimentos, perícias e laudos. Todos os julgadores olham o mesmo enorme mosaico de elementos e a partir dele tomam uma decisão. Esse processo é feito em etapas.

Em primeiro, buscam provas que tenham um “certificado de origem” (não podem ser obtidas de forma ilícita, devem ser produzidas segundo as regras processuais).

Uma vez admitidas, podem passar à próxima etapa. Ainda assim, são milhares de provas de consistência e natureza diferenciadas.

A segunda etapa é da seleção. Alguns ministros terão seu olhar atraído para determinadas provas e nesse processo não verão outras. Daí os debates entre eles acerca de um fato ter sido provado ou não. Foi o que aconteceu quando o ministro Ricardo Lewandowski mudou seu voto ao considerar o que Joaquim Barbosa arguiu quanto ao bônus de volume.

Na terceira etapa, as provas são confrontadas. Entre aquelas selecionadas, ainda há contradições. As provas “brigam”: testemunhas dizem coisas opostas.

Desse confronto sai uma decisão: a versão convincente para o julgador. Os critérios que orientam essa análise são ocultos, provêm da formação jurídica e da trajetória profissional e pessoal de cada julgador, de sua avaliação sobre a força de cada prova.

Mas a decisão está sempre apoiada em provas. Barbosa escolheu o laudo dos peritos do TCU. Lewandowski, a decisão dos ministros do TCU.

Não se deve condenar com base em indícios, probabilidades, estranhezas, coincidências ou presunções. São como areia movediça na qual afunda a própria justiça da decisão. Diminuem a impunidade, mas aumentam o risco de condenações injustas.

O processo do mensalão comprova isso. O ministro Luiz Fux disse que é possível flexibilizar garantias. Mas dizer que é preciso relativizar a exigência de provas é diminuir o esforço que relator e revisor fizeram para indicar as bases de sua convicção.

Cada um selecionou, valorou e escolheu elementos diferentes, pois há provas para todos os gostos. Mas ambos apontam exatamente quais depoimentos, laudos e decisões servem de apoio para as decisões. E assim legitimam e explicitam suas posições.

THIAGO BOTTINO é professor de direito penal da FGV Direito, do Rio

—–

A perplexidade que vai se espalhando com a rendição escancarada da maioria dos ministros do Supremo aos ditames midiáticos deriva não apenas da condenação de João Paulo Cunha. Antes, vêm a escandalosa ultrapassagem do julgamento do “mensalão tucano” (mais antigo) pelo julgamento do “mensalão petista” e a negativa de desmembramento do processo “petista” que foi concedido pelo STF ao processo “tucano”.

Vai se confirmando acusação que o ministro Ricardo Lewandowski fez em privado ao STF em 2007 e que acabou se tornando pública porque o juiz estava sendo espionado pela Folha de São Paulo em sua intimidade. Repórter daquele jornal o ouviu dizer ao telefone em um restaurante que a Corte aceitou indiciar José Dirceu porque a mídia lhe pôs “faca no pescoço”.

Temos então no Brasil, hoje, uma Justiça para petistas e outra para tucanos. Ou, melhor dizendo, uma Justiça para os amigos e outra para os inimigos da Globo, da Folha, do Estadão e da Veja.

No caso dos amigos da mídia, a Justiça concede tudo, amacia, absolve, engaveta; no caso dos inimigos, condena sem provas e inverte o instituto In Dubio Pro Reo (na dúvida, a favor do réu). Como se sabe, o Direito reza que se só existem indícios contra alguém não se pode condená-lo com base no que parece que fez, com base em subjetividade absoluta.

A voz trêmula e hesitante de Rosa Weber ou o malabarismo retórico de Luiz Fux deixaram claro que eles sabiam o que estavam perpetrando e tentaram, clara e excessivamente, explicar o inexplicável.

Pouco antes de começar o julgamento do mensalão, houve troca de presidente da Central Única dos Trabalhadores. O presidente que assumiu, o sindicalista Wagner Freitas, naquela oportunidade afiançou que a CUT e outros movimentos sociais iriam às ruas caso o STF cedesse à mídia e fizesse um julgamento político. Pois bem: a mídia acaba de se assenhorar da Justiça brasileira, adquirindo, assim, o poder de condenar seus inimigos e absolver seus amigos, como se vê nos mensalões “petista” e “tucano”.

É óbvio que não se vai conseguir mudar os votos do STF. Está claro que, à exceção de Lewandowski e de José Antônio Dias Tóffoli, os outros ministros vão atuar como marionetes das famílias Marinho, Frias, Civita e Mesquita e não haverá manifestação que os recoloque na trilha do Direito.

Para que ir à rua, então? Simples: para denunciar. CUT, MST, UNE e tantos outros movimentos sociais têm meios de fazer explodirem manifestações por todo país. Nesses atos, deve-se explicar à sociedade nas ruas o casuísmo do STF e por que ele está ocorrendo.

Mas não é só. Esse deve ser o primeiro passo de um amplo movimento político de reação ao verdadeiro golpe de Estado que está em curso no Brasil.

As condenações sem provas de cidadãos pela mais alta Corte de Justiça do país têm que gerar uma reação política de peso, do contrário se instalará no Brasil a primeira ditadura midiática formal de que se tem notícia, onde inimigos da mídia são mandados para a cadeia por determinação de editorialistas, colunistas e âncoras de telejornal.

334 comments

  • Isso é um exagero, contra Pizzolato e Cunha as provas existem. Ponto. Contra Dirceu não há nada concreto. Ponto. O que não se pode imaginar é que os crimes efetivamente cometidos fiquem impunes. Cidadania sim, partidarismo não.

      • Bem, Edu, não existe prova de que o fato do ministro Lewandowsky ser de SBC e ter sido indicado pelo Lula, e do ministro Dias Tófolli ter sido advogado do PT, e funcionário do José Dirceu, não estar influindo em suas decisões de absolverem o João Paulo Cunha, porém, são fatos que geram uma especulação danada.

        Da mesma maneira, dizer que a mídia obriga o STF a votar de acordo com seus interesses, não deixa de ser pura especulação.

        A declaração do ministro Lewandowsky, de que a dita cuja colocou uma “faca no pescoço” do STF, é uma tremenda demonstração de fraqueza.
        “Cazzo”, por qual motivo alguém sofreria dessa fraqueza, alguém que, em nenhum mísero ponto, depende da mídia, e permitiria que a dita cuja lhe colocasse a tal faca no pescoço, se sentisse acuado, colocando em risco uma longa carreira, construída à custa de muita renúncia e de muito empenho, como a própria carreira dele?

        Essa “faca no pescoço”, poderia ser combatida, por ser ele quem é, ele e qualquer outro membro do STF, com uma simples “banana para a mídia”.

        • Não fuja da pergunta: quais as provas contra Cunha?

          Lewandosky e Toffolli poderiam ser suspeitos se – e SOMENTE SE – seus votos não estivessem em pleno acordo com o que a LEI exige: in dubio pro reo. Não há o que criticar nos dois votos do ponto de vista técnico, tanto que a ÚNICA crítica que fazem a eles é que “não condenaram” como diz-se, mentirosamente, que “a maioria exige”.

          Na verdade, não condenaram como a imprensa mandou.

          Aí vêm com esse papinho de que, independentemente de seus votos, se não condenaram, é pq são amigos do PT. Nenhum olhar para os inimigos, porém, afinal, esses condenaram como a mídia mandou, então tá tudo bem.

          E a declaração da faca do pescoço não é de “fraqueza” nenhuma. Eles podem não precisar da imprensa pra continuarem em seus cargos – e é gozado como vc aceita que a imprensa tenha influência nisso em outros casos!!! -, mas a família deles e eles mesmos pessoalmente sofrerão com a perseguição midiática. Até sua intimidade foi invadida, catzo!

          Pra vc isso nada significa, pois a invasão de privacidade, assim como a quebra do sigilo no caso da testemunha do Haddad, servem a sua causa de perseguir petistas. Isso está bem claro. Mas satisfazer seu ódio não é escusa pra fingir que não há consequências, nem pra chamar de fraqueza o temor dessas consequências.

          • Um dia o presidente da câmara recebe o presidente de uma empresa que prestará serviço pra essa mesma câmara. Noutro dia ele recebe R$ 50 mil desta empresa. É evidênte que isto é inadimissível. Mas sería prova ou apenas indício?
            O fato é que não há dúvidas que tem algo estranho na atitude do parlamentar que mudou de versão várias vezes, dizendo, na primeira, que a mulher não tinha ido receber dinheiro nenhum, só pagar a fatura da TV à cabo.
            Mas deve ser condenado ou não por essa forte evidência de irregularidade?
            Precisamos lembrar que no Brasil, nunca se condena “gente grande”, políticos, ricos, por mais “evidêntes” que pareçam seus atos ilícitos, vide Maluf e muitos outros que continuam sem condenação em última instância.
            Quem sabe os atuais ministros do STF não estejam querendo mudar essa que parece uma sina do Brasil ser um país onde a impunidade vigora?
            Resta saber se aplicarão o mesmo rigor no julgamento dos mensalões da oposição (PSDB e DEM).

          • Depois de assistir à exposição e voto do ministro Peluso, cheguei à seguinte conclusão: os ministros Lewandowsky e Dias Tófolli votaram de forma absolutamente técnica, não por qualquer razão que pudesse significar algum tipo de dívida com o presidente Lula, ou com o PT, mas, por cagaço.

            Preferiram passar à história pelo tecnicismo, abdicando da intuição e do raciocínio lógico, como se seres humanos não fossem capazes de construir as mais variadas formas de transgredir, sem deixar pistas, como se robôs fossem, passíveis de programação, perdendo a excelente oportunidade de dar uma grande demonstração de coragem, passando à população, a mensagem de que o crime não compensa.

            Parabéns ao ministro Peluso, e a todos aqueles que demonstraram, e ainda vão mostrar essa coragem.

            Isso, para mim, é total e absolutamente claro e definitivo.

          • Décio, veja se cabe essa obviedade em sua mente granítica: em direito penal, NÃO SE CONDENA com base em “raciocínios lógicos”. Esses NÃO SÃO substitutos para a certeza objetiva necessária para se retirar a liberdade de alguém.

            É algo muito simples: o que vc chama de “raciocínio lógico” não passa de ilações subjetivas. Não passa de achismo. Não passa de um julgamento arbitrário.

            Eu sei que vc é fã de julgamentos arbitrários, mas as suas preferências são completamente irrelevantes para o Direito Penal e para a Justiça.

            E é essa a palavra: Justiça. Ela não é feita quando um juiz pode decidir tirar a liberdade de alguém pq ACHA que ele é culpado e não pq tem certeza.

          • Pierri, você é
            bem grandinho e bem inteligente, pra saber que, muitas vezes, achar provas é o mesmo que, num achar um gato preto, num quanrto escuro

          • Pierri, você já é bem grandinho e bastante inteligente, pra saber que, muitas vezes, achar provas, é a mesma coisa que, num quarto escuro, achar um gato preto, que não está lá.

        • A faca no pescoço existe tanto que nem mesmo convocar o Policarpo a CPI do Cachoeira consegue, imagine tentar convocar o chefe dá famiglia Civita.

          • Não chamam o Policarpo simplsmente por que a Globo exigiu do Temer que não admitiria e o Temer o vice da Dilma disse amem.
            Já pensaram quem a Dilma tem ao lado? Ela sabe sim.
            Policarpo está enrolado até ao pescoço, mas os vendidos da CPI não deixam convocá-lo.
            Tem um tal de Miro Teixeira que é uma aberração e foi ministreo das Comunicaçõeas do Lula.
            Esse STF não é um órgão onde seus ministros são indicados politicamente?
            FHC nomeou politicamente (até procurador engavetador), Color indicou o primo e por que Lula e Dilma indicam essas figuras direitistas que não estão julgado com provas mas com suposições, como fez o Fiat Lulx digo Fux.. Juristas que analisaram o voto do Fux, acahram uma aberração e ainda por cima joga para a plateia mostrando-se culto, falando frases de notórios americanos.
            Acorda Dilma, STF é um órgão político onde a Globo manda, colocando faca no pescoço dos ministros.

      • Ainda se fosse achismo, mas não chega a tanto. Estão condenando por analogia.
        Se fosse achismo haveriam indícios utilizados por provas. Mas não há nem indícios. Há uma comparação. Dessa forma, qualquer pessoa que apresente determinadas características deveria ser condenado.
        Ou seja, se você entrar em uma empresa que algum dia foi condenada, “automagicamente” você deveria ser condenado também, porque igual aos outros, você também entrou na empresa. O código de Hamurabi é mais evoluído do que isso.
        Isso é absurdo, pois a lei garante que qualquer pessoa deve ter sua conduta individualizada. O STF esqueceu disso e resolveu condenar por aproximação.

      • Diversos advogados já opinaram que a prisão do Bruno é injusta.
        Em MINHA OPINIÃO ele está envolvido no crime, ainda que como mandante. Mas, não há provas contra ele e sim, estou de acordo com sua posição, mandem soltar e que ele aguarde o julgamento em liberdade.

        No caso do mensalão, os votos de alguns ministros só demonstram os malabarismos que fazem para condenar. O principal, infelizmente, não observam: AS PROVAS. Não há provas contra JPC, mas os juízes ACHAM que ele é culpado.

        Também ACHO que o Bruno é culpado.

      • Se não houver provas tem que soltar mesmo. Não é pq vc foi convencido por um imbecil qualquer de que ele é culpado que ele deve ser preso, oras.

        Quando é que vcs da direita vão entender que linchamento e julgamento subjetivo e arbitrário NÃO É e NUNCA FOI justiça? Caraca, é tão simples e claro que precisa ter um QI de ameba raquítica pra não entender que deixar uma condenação ao arbítrio subjetivo – que é o que sobra quando não há provas – é completamente injusta, MESMO quando o acusado efetivamente cometeu o crime.

        Pq se hj, ele, que cometeu o crime, é condenado arbitrariamente só pq vc quer, amanhã é vc quem será condenado da mesma forma, pq outra pessoa assim quer.

      • Edu, menos, bem menos… se fosse tucano nessa reuniãozinha que precedeu os 50 mil você estaria pedindo condenação. Ele recebeu grana, mandou a mulher pegar e favoreceu quem ele queria. Tá na cara, está nos autos, basta ler.

    • Então de acordo com a ministra eu sou um corruptor. Dou aulas e palestras na minha área de atuação (Artes Cênicas) durante anos fui diuturnamente contratado por uma entidade, ora para palestras, ora para oficinas, coisa de três anos atrás eles vieram a mim e disseram: “Olha, mudou a diretoria e agora você não pode mais assinar recibos de prestação de serviços. Só o contrataremos se você emitir notas fiscais!” Pois bem, abri uma microempresa e passei a emitir notas. olhando hoje meu talão de notas verifiquei o seguinte: as 12 primeiras foram pra essa entidade. a décima terceira para um particular, e todas as outras que vem a seguir sempre para a mesma entidade, ou seja os números são sequenciais, portanto devo ser um calhorda de marca maior, némesmo?

      • Exato. E aqui se vê como poderia o MP fazer seu trabalho investigando se, entre a data de uma nota e outra, a referida empresa prestou outros serviços ou não. Se houve contato entre o acusado e a empresa antes da entrega das notas. Se houve algum pagamento por esse suposto “serviço”.

        Há uma infinidade de maneiras de demonstrar que tais notas foram emitidas fraudulentamente, inclusive com o testemunho de quem a emitiu. Mas, em vez de buscarem essas provas – aliás, em vez de EXIGIREM essa prova – a juizada de quinta categoria do STF simplesmente substituiu a prova por seu achismo. “Parece estranho que as notas sejam sequenciais, logo foram emitidas em fraude, ponto”.

        Isso não é julgamento, é sem-vergonhice mesmo.

  • Um dos defeitos mais condenáveis do ser humano é a chamada “trairagem”, que é o que vimos nos votos da ministra Rosa Weber e seu colega Luiz Fux. Covardes, cederam à pressão do PIG e votaram para impressionar os queridinhos da imprensa e a burguesia nojenta, que jamais aceitou a presença de uma metalúrgico e de uma mulher na presidência da República. Não mediram a consequência de seus atos e coloca em risco a vida de pessoas cuja história em prol da democracia já seria suficiente para coloca-los no panteão da História, e não no banco dos réus como injustamente acontece. Oxalá a presidenta Dilma tenha mais sorte na escolha do sucessor do ministro Peluso no sentido que não sofra decepções como a que o presidente Lula passou. Força, companheiro João Paulo! O Brasil está ao seu lado!

  • Pois é! O PT colhe os frutos de sua INÉRCIA na regulamentação da mídia nacional. TIVERAM MEDO DE PEITAR O PIG, e estão pagando por isso. Infelizmente, sofreremos as consequências também.

    Lamento as oportunidades que foram e estão sendo perdidas: Marco Regulatório das Comunicações, postura de Gilmar Mendes, CPIs da Privataria Tucana, Lista de Furnas, Procuradoria Geral da República.

    Sinto que o nos aguarda no futuro, por conta disso tudo, será tenebroso!

    O Brasil precisava de um Hugo Cháves!!!

      • Tambem assino. O Brasil esta pagando pela covardia do PT. Sinto que estou vivendo a pior ditadura deste país. A ditadura midiatica, que corrompe, que domina mentes e corações e confesso que não vejo luz no fim do tunel. O executivo, o legislativo e principalmente o judiciário ja estão totalmente dominados.Boa parte dos movimentos sociais ainda não enxergaram o papel de uma midia que jogou e continunado jogando o país nas trevas. Esta midia é o braço ideologico da mais perversa elite do planeta (ja dizia o saudoso Darcy Ribeiro). A esquerda dita como mais radical (PSTU/PSOL) na sua raivinha do PT acaba virando joguete tambem desta midia. Parece que a unica trincheira que ainda resta são os chamados blogs sujos, logico que ja é uma brecha mais é muito pouco pelo poder descomunal desta midia venal, corrupta e entreguista. Não nos iludamos, só não fizeram com o Lula a mesma coisa que fizeram com o Getulio e o João Goulart porque o Lula abriu uma divisão no capital ao fazer a aliança com parte do setor industrial, representado por um dos poucos membros da Elite que tinha orgulho e paixão pelo Brasil, o saudoso José de Alencar.
        Para completar ainda temos que engulir Ministros do STF, nomeados pela gestão do PT que tem a cara de pau de dizer que provas são quimeras. E o procurador Geral nomeado tambem pelo PT!!!!! V
        Vou encerrar com meu lado irracional, pois todos os brasileiros vão pagar por esta covardia das instituições frente a midia: BEM FEITO PARA O PT, QUEM MANDOU NÃO FAZER A REGULAMENTAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES,NÃO INSTALAR A CPI DA PRIVATARIA ,ETC. NO FINAL DESTE JULGAMENTO FALA PARA A DILMA VOLTAR EM OUTRA FESTA DA FOLHA……

        • Aos missivistas José Marcos e Gilberto, especial resposta. Sou solidário com os respectivos comentários. Neles destaco os conceitos sobre covardia do PT e ingenuidade do PT. Mais, me incluo na advertência, comvocação ou algo semelante. Como no primeiro turno, na fase final, Dilma estava ficando no lado baixo da gangorra. Salvaram-na os urgentes movimentos factuais, públicos e diretos de contra-ataque às falácias e dossiês das oposições de cara lavada, ou transvestidas em orgãos de imprensa, patrioteiros, etc. Portanto, agora, ante e no meio desse “Julgamento” insólito, seletivo, adrede remendado, é mais do que tempo para sairem à rua, às praças públicas, todas as organizações e entidades sociais, no uso de seus direitos, subejtivos e objetivos. E mostrarem a quem quer que esteja, embarcado no triunfalismo das “condenações supremas ” do “Mensalão do PT, que nós comuns mortais temos instinto. Temos bom senso, temos capacidade de discernimento. E não nos amedrontam palavrórios, latinórios ou majestáticas posturas de intocáveis. Somos apenas brasilleiros, nesta altura do século vinte e um, que não engolimos gato por lebre. Aliás, não engolimos nada disso, nem mesmo “a fortiori”. E temos a mais firme e ampla convicção que, o “andar dessa carruagem”, nada tem a haver com as cabriolés de reis ou rainhas. Mas revela muito mais, isto sim, a pressa incontida dos boleeiros de diligência do velho Oeste norte-americano, acossados seja por mocinhos ou por donos de minas de ouro, ou terras por onde as ferrovias eram proibidas passar…

    • #FATO

      Eu até entendo que, no primeiro e no segundo mandatos, o PT assumisse uma postura mais “pacífica”, pra não agitar as penas dos golpistas, mas depois de uma década no poder, com o descrédito da elite e de sua porta-voz, a imprensa e com a imensa popularidade e êxitos econômicos, não há mais o que temer. Não há mais a possibilidade de golpe na força.

      Passou da hora de encará-los e desnudá-los. Ficar “comendo pelas beiradas” pode até dar certo eventualmente, mas é arriscado. Mesmo desacreditada, a imprensa ainda manda no STF, a ponto de mandá-lo julgar e condenar quem querem e NO MOMENTO QUE LHES INTERESSA!!!

      • Bobagem, Pierri.
        Em outras palavras, você está dizendo que, à frente do leão faminto existe um cordeirinho suculento, mas o leão faminto não quer engoli-lo.

        Cara, o #FATO, é que, se o leão faminto não quer comer o cordeirinho suculento, é porque o cordeirinho suculento não está lá, ou o leão está empanturrado.

        • O problema, Décio, é que messa sua analogia frágil, o leão é a mídia. É ela que era a todo-poderosa. É ela que é capaz de forçar um STF a julgar um processo como esse às pressas, durante o período eleitoral, e esquecer de outra ação, similar e cujos fatos ocorreram anteriormente.

          É esse leão que impede a convocação de um Policarpo por uma CPI.

          E o PT é o cordeirinho assustado, escondido em um buraco que o leão não consegue alcançar, incapaz de forçar o STF e a CPI a fazer o que é correto.

          Esse cordeiro precisa criar dentes e garras e encarar o leão agora, que está faminto e fraco. Se esperar ele se fortalecer, vai ser comido.

          • Hahahaha,,,,seu argumento tem cara de coerente, cheiro de coerente e o jingado de coerente, mas, só encaixa na martelada.
            Não, não, negão, o Leão é o PT, que, de acordo com sua lógica, nada mais tem a temer.

    • Precisamos urgentemente de políticos corajosos como Hugo Chaves, Cristina Kirchner e Evo Morales em nosso país. Pelo amor de Deus, que tem feito o PT para acabar com o monopólio da informação neste país? Nada, absolutamente nada. E agora, se quiserem abrir um processo contra qualquer político de esquerda e este chegar ao STF, adeus à qualquer tentativa de mudança nesse país. Acorda, Dilma, acorda, PT. Chegou a hora de parar com as contemporizações. É hora de arregaçar as mangas e começar uma revolução política neste país, se não, voltaremos às trevas de algo muito parecido com os anos do regime militar, mas agora com a aparência de total legalidade!

    • Também assino embaixo.

      O Golpe em Honduras foi dado pela Suprema Corte. No Paraguai, pelo Congresso, com aval da Suprema Corte. Em ambos os casos, tratam-se de presidentes centristas que, no exercício do poder, agiram com as mesmas hesitações que caracterizam o PT. Resultado: foram depostos. Na Venezuela, o golpe falhou, pois o presidente Chávez tem fortíssimos laços com as organizações populares e, inclusive, com as forças armadas. Laços construídos com zelo e firmeza. Os golpistas fugiram para Miami. É sempre para lá que a direita foge…

      Então, reforçando: no Paraguai, Fernando Lugo, um moderado, foi deposto facilmente. Na Venezuela, governada por um presidente mais aguerrido, a esquerda derrotou o golpe.

    • O pior, é que agora o golpe paraguaio está testado e pronto para ser utilizado.

      Quando desejarem levam a Dilma à turma da doutrina Bourne no STJ, para explicar os índicios de compra de um sorvete para o neto com cartão corporativo e assumem o governo, com o Temer.

      Aí a dona Dilma e os Globernardos do PT, irão reclamar pro OFF na Folha e para o Louro José na Globo.

    • O pt jamais vai peitar o que vocês chamam de ” pig”. E jamais agirá como um Chaves. Simplesmente porque não pode e não porque não quer.
      O Lula e a cúpula do pt sabe muito bem que nenhum tipo de radicalismo “esquerdopata” vingaria.
      Só mesmo o pessoal da esquerda radical acha que pode transformar o Brasil numa Venezuela.
      O PT governa de braços dados com a parte mais podre da direita: Sarney, Jader Barbalho, Renan Calheiros, Collor, Maluf e Cia S/A, c/ todos comendo a farinha no mesmo cocho. ( e é por isso que rolo de rir quando os petistas daqui bradam contra os direitosos Demos e Tucanóides).
      A cúpula do PT sabe que se tentarem algum arroubo esquerdopata (como Chaves e outros) como atentar contra a liberdade de imprensa ou fazer suas estatizações estariam fadados ao fracasso. Isto porque a sua base de sustentação política se esfacelaria diante do radicalismo e não por que um general golpista comandado dUSAmericanu daria um golpe…

  • só se pela tibiez do TOFFOLI e a cara de pau do Levandovsky

    convenhamos, os movimentos “progressistas” NUNCA, nunca selaram mesmo fileiras contra o foro e a prisão especial, contra o decurso IMORAL de pena por tempo e/ou idade, contra as tentativas de chicane jurídica ..e hoje eu entendo porque

    Se queremos do certo temos que dar o exemplo ..quem PARIU Matheus que o embale ..é o que eu penso

    e se hoje defendo pra estes, amanhã GRITAREI pelos outros ..eu não me calarei nem me esconderei diante da proteção de amigos e/ou corporativa ..ou é, ou não é

    ..e sobre João Paulo, tirando a contratação desnecessária de um assessor pago com a grana da viúva, temos mais

    temos um deputado, presidente da CÂMARA, rapaz astuto, chegou a ser presidente por uns dias, que envia sua esposa sozinha, sob todo tipo de risco, pra retirar grana VIVA em BRASILIA – coisa boa, hoje equivalente a umas 100 pilas – em agência informal c/atendimento preferência ..retirar grana após encontro privado, da conta dum elemento que ele SABIA MUITO BEM de quem se tratava

    ..após negar e tentar esconder o quanto pode, acaba se rendendo quando é descoberto por DOCUMENTOS apreendidos via mandato e alega em defesa que a grana VIVA seria usada pra pagar despesa de campanha a ser quitada em 3 prestações, isso em região que distancia-se em 1,5 MIL KM da boca do caixa

    ..campanha, bom que se diga ainda, que se realizaria (pra governador) só depois de 3 anos do saque ..e tudo “documentado” por 3 notas emitidas em sequência separadas por até 90 dias ?

    oras ..o que mais querem ? ..confissão ?

    desculpe, mas se alguém precisa dar melhor explicar, desculpe, penso que não é a turma que esta a favor da condenação

    e sobre o medo da ministra (inicante no voto e TV) juntando com o COLARINHO apertado do FUX ..pra isso eu tenho outra explicação ..MEDO sim de desagradar aos padrinhos, LULA e Dilma, isso sim

          • CARACA meu ..eu vejo até mais do que os ilícitos apontados

            ..mentir e enrolar a justiça, pra começar, e só “revelar” sua versão depois de ser pego por documentação

            ..aceitar dinheiro de partido, fora de momento político ..participar e SABER do esquema de CAIXA 2 usado pelo partido e calar ..tentar usar NOTA FRIA pra justificar a patifaria ..eticamente praticar ato abusivo a qq companheiro de chapa e mesmo aos ritos da democracia (dando a desculpa de que fazia pesquisa, visava eleição etc) ..aceitar grana viva e não declará-la ao fisco ou não submetê-la aos ritos formalmente e aceitos, como que tentando se ESCONDER ..contratar funcionário a custa do erário e usá-lo em próprio proveito

            ou isso, ou acreditamos então que faz sentido se sacar dinheiro escondido em BRASILIA pra ser gasto por 90 dias em COTIA ..e isso claro, somado ao fato dele pensar que Marcos Valério era um santo enviado ao PT no lugar do Miguel Arcanjo

          • E cade a prova da acusação? Como sempre, vc escreve, escreve, escreve e só foge do ponto.

            Qual a prova do peculato (” Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio:”), da corrupção passiva (“Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem:”) e da lavagem de dinheiro?

            Ah, e suas suposições não contam, assim como as dos “ministros” do STF tbm não deveriam contar. Só se pode condenar alguém criminalmente na certeza, e não nas probabilidades.

          • Hoje, assistindo mais um pouquinho ao julgamento, fico sabendo que esta nos autos que o dono da empresa de GUARA, aquela que emitiu as notas frias pro João Paulo (3 seguintes com lapso de 90 dias) disse que sequer se lembra dos detalhes do serviço, do que, como, onde recebeu, e a que fim deu no dinheiro

            PIOR, no mesmo processo, certificando-nos na certeza pela condenação, é lido um depoimento do DELÙBIO SONGA MONGA (este que se intitula sozinho autor do esquema de CAIXA 2 do PT) em que ele confessa que João Paulo o procurou sim pra pedir dinheiro, isso em 2004

            ..CARAMBA, FELIZMENTE pros companheiros honestos que sobraram e pro meu senso de justiça, descobri que nem mentir esse cara soube fazer ..mesmo pq os fatos imputados ao João Paulo se referem a 2003 (de recebimento de propina) ..ou seja, pelo Delubio, JP teria procurado ele delubio, DEPOIS de já ter recebido a grana que o próprio JP disse que delubio autorizou

            ..se isso, somado a tudo o que já disse, não é suficiente pra afiançar minhas conclusões, desisto, pq o caso dos que ainda acreditam e querem se manter ILUDIDOS (quando não, a iludir), é coisa pra ciência resolver

            ps – assim como até hoje eu NÃO engulo a inocência dum Collor, desculpe, confesso, eu pessoalmente não assimilaria a absolvição dum João Paulo

            abaixo, pra defesa do JP do verdadeiro cruzado no queixo do depoimento do Delúbio, quem sabe sobrou a teoria de viagem no tempo

            http://www.youtube.com/watch?v=hDVhSP5sUoY&feature=related

    • Que raio de “decurso imoral de pena” é esse que vc tá falando, meu?

      Se é a prescrição, não há absolutamente nada de imoral nisso. É algo comum a virtualmente todos os sistemas jurídicos – pelo menos os laicos. É um princípio perfeitamente estabelecido e necessário.

      Só falta vc dizer que a presunção de inocência é imoral tbm…

      Quanto ao Cunha, não me interessa se ele recebeu a visita do MV, se retirou dinheiro, se mandou a mulher, se não pagou a pesquisa. Ele não está sendo julgado por NADA DISSO. Será que vc consegue entender essa coisa simples: ele só pode ser condenado por aquilo que foi denunciado, ou por um crime menor do que aquele que foi acusado.

      Pra comprovar a corrupção passiva é NECESSÁRIO demonstrar que o pagamento foi indevido – ou seja, é preciso provar que não era dinheiro de caixa 2 pra dívidas de campanha. E isso NÃO foi feito. Ao contrário, PRESUMIU-SE que a vantagem era indevida, ignorando-se completamente o caixa 2.

      Isso, sim, é imoral. Chutaram, pq a imprensa mandou chutarem. Juízes que julgam com base no que acreditam ser verdade, no âmbito penal, é que são imorais. Isso é aceitável civilmente, mas NUNCA penalmente.

  • Caro Edu,
    A nossa democracia, ou o que ainda chamamos de democracia, parece mais um saco plástico do que um cobertor.
    Explico: um cobertor serve para aquecer, para proteger do inimigo comum (quem seria?) ou de acidentes. Um saco plástico serve para levar, conduzir, embalar e, como virou moda, afogar.
    Ora fundada na “afetividade” do brasileiro, que mais parece ingenuidade, ora fundada no positivismo legal, que mais parece com decisões tais quais levaram à restituição de posse do Pinheirinho, a democracia brasileira dorme com todo mundo que faz-lhe agrados.
    Quem é que pode afirmar categoricamente que nossos juizes são bons juízes se o poder que os abriga não se mostra como realmente é? E um servidor público, como são os ministros do STF e menores, deve transparência à nação, ou não é isento.
    Será que precisamos de uma revolução também? Será que ainda não aprendemos o suficiente com a experiência de outras nações, ou não recebemos verdadeiras informações?
    Até quando precisamos viver na indignação para tomarmos a iniciativa de defender-nos daqueles que se colocam como nossos líderes?
    Até quando?

    Um abraço.

  • A decisão do STF não deixa dúvidas. Se viva fosse, Olga Benário, seria novamente extraditada.
    Em 17 de julho de 1936 o STF entrou para a história com uma decisão injusta. Parece repetir o mesmo caminho.

  • Este movimento ja deveria estar nas ruas no começo do julgamento,todos ja sabiam da enorme pressão da mídia em cima deste julgamento.O PT nacional só esta preocupado com as eleições,ja esta passando da hora da centrais sindicais,UNE,UBEs,MST,e outras organizações colocarem -se nas ruas,chamar a atenção da população deste linchamento.Eu ja discuti com vários amigos que ficam colocando as fotos do Joaquim como herói no Face,ou de todos os ministros em chamam de vendido aquele que vota contra,Peço para me explicarem o mensalão e a maioria nada sabe,vai de rebanho no onda “global”.Joaquim é um Michael Jackson as avessas,enquanto o pop estar ficou com a pele branca por uma doença,este esta com a alma doente,e por escolha,renegou a sua história e identidade,como a Marina,nos afro descendentes estamos todos envergonhados.Tive um momento de orgulho ao ver um negro no STF,ledo engano,é só fachada,ele não tem nada absolutamente nada de diferente em termos de ombridade,de coragem,de respeito do Gilmar Mendes.O STF esta definitivamente manchado,o judiciário com um todo foi atingido.Tá na hora de revermos os preceitos para escolha de ministros do STF,porque agora este só é motivo de vergonha e indignação.

      • Não tem nada a ver a cor com o assunto. É exatamente por isso que ele não ligou a cor com o assunto, mas apenas falou de sua alegria, num momento, e sua decepção, no outro.

        Neste caso, o racismo está nos olhos de quem vê…

        • Pierre obrigado pela parte que me toca.Romanelli,falei como uma mulher podia estar falando da ministra que (não lembrei o nome agora) votou pela culpa,como podia ser um nordestino,um indio,todas as minorias que são sub representadas neste país.Quando agente ve alguém destas minorias ascender em cargos em que pode fazer a diferença,mas preferem se curvar,a decepção é grande,oriundos de uma vida dificil,não que somos mais especiais que ninguem,mas a pressão para nos empurrar para baixo esta é sim maior..A gente já se desentendeu no blog do Nassif,e um dos motivos foi voçe querer colocar conotações racistas em meu comentário.Quando vi que voçe passou a frequentar este espaço,estendi-lhe a bandeira branca e disse que esperava uma convivência respeitosa.Novamente foi voçe o único que teve esta visão torta,desrespeitosa,em um espaço como este,em que o titular do blog teria até censurado meu comentário pela supersonalidade.O problema é outro,é a crítica ao homen Joaquim Barbosa,e que parte de sua identidade é ser negro,foi criado e tratado como negro,um cidadão nem melhor nem pior que ninguem,até agora,mas pela história humana,e brasileira no mesmo contexto ,e por isso meu caro há expectativas diferentes,há valores diferentes,não melhor,nem pior,apenas diferentes.Para concluir,ja esta mais do que claro que voçe não comunga o debate,desvirtua os comentários,provoca,não abre mão de uma virgula de suas posições.Esta é derradeiramente a ultima vez que perco meu precioso tempo para com as suas solitárias opiniões.”sua idéias não correspondem aos fatos”,que solidão.

  • Edu,

    Achei seus textos ótimos!

    Porem, fico triste em ver que cada vez mais, as pessoas se tornam extremistas…

    Não sou partidario, não sou de “direita” ou “esquerda”, principalmente por não acreditar que no Brasil exista direita e esquerda.

    Lendo seus textos e comentários, fica claro o partido que o Sr defende, mas acho que defender algo de maneira “cega” (não quero ofender, mas é a imagem que passa), não é bom.

    Vamos tentar ser mais razoaveis em nossas analises, e não nos deixar levar pelo partido ou visão politica, (seja PSDB ou PT), vamos analisar os fatos independemente de quem está sendo acusado, vamos tentar ser imparciais.

    Att,

    André

    • Caro André, O que o Eduardo defende é que as pessoas sejam julgadas ante as PROVAS apresentadas e não pelo desejo de um complexo midiático partidario ou de quem quer que seja.O direito ao contraditório e ampla defesa são conquistas da sociedade , além do Ônus da prova ser do acusador.Amanha, poderá ser qualquer um de nós a ser submetido a julgamentos sumários (A la paraguai) .A Mídia não é ISENTA. ela tem lado sim. Pode acreditar…

      • Isto, meu companheiro, já foi para o espaço há muito tempo. Esse processo não será um julgamento “técnico” ( aliás, a rigor não existe esse tal de julgamento técnico, fundado em provas objetivas.Podem existir julgamentos que se esforcem por assim o serem,no máximo). Porém, o tal “escândalo do mensalão” é por si só, desde suas origens, um julgamento POLÍTICO. A única possibilidade de que tal processo fosse o mais isento possível , em minha opinião, ocorreria somente no caso inusitado de que pudesse ser “exportado” para ser apreciado no âmbito de um tribunal, digamos, localizado em um país como a Noruega, cujos juízes não estariam contaminados pelo contexto político existente há 7 anos, e cujas posições ideológicas que poderia ser a eles informadas e por eles simpatizadas tenderiam a assumir um ponto de equilíbrio. Não sendo assim,a discussão das provas irrefutáveis tornou-se inócua. Não procede também a verificação de que o tribunal curvou-se à pressão da mídia ou que determinados juízes se revelaram “traíras” ( se Dilma soube indicá-los com espírito republicano- no que acredito- os indicados não o foram para servir a qualquer desígnio político-partidário, mas para realizarem a justiça). Porém, como se trata, em verdade, de um julgamento POLÍTICO, gostaria de conhecer o perfil político de cada juiz, já que ,com a exceção de Gilmar Mendes , Toffoli ( ambos com a marca partidária indelével, que pra mim jamais será um bom critério de escolha de juízes ) e Marco Aurélio de Mello , cujo o perfil conservador poderá surpreender a todos, pois que não nutre simpatias por nenhum dos lados de forma militante. Desse modo, encaro os demais juízes como encararia qualquer intelectual da classe média que vem sendo disputado ideologicamente pela mídia golpista e pelos blogs progressistas. Para mim, seus votos coincidirão com a média da opinião encontrada nesse estrato social. Assim, havendo nos autos indícios que permitam considerações subjetivas prevalecentes sobre os mesmos( indícios) para condenar POLITICAMENTE um réu ( tal como já foram condenados pelo pensamento médio dos intelectuais da classe média) os réus serão,então, condenados. Qualquer réu, principalmente vinculado ao Congresso Nacional, por ter sido para ele eleito como representante do povo,e que tiver tido contato com dinheiro considerado sujo,indigno, será implacavelmente condenado por esse tribunal, bastando pequenos indícios que viabilizem esse desejo de condenação subjetivo que se formou no seio da intelectualidade da classe média ao qual os juízes pertencem ( é a ideologia dessa intelectualidade que está pressionando os juízes,a partir de seus amigos,seus parentes, seus filhos, seu ambiente social, todo ele contaminado politicamente por esse processo. Nesse caso, o que o povo pensa não conta, mas sim o que a pequena-burguesia intelectual à qual esses juízes pertencem) . Estão nesses casos , o professor Luisinho, o ex-presidente do PR, o ex-bispo da Universal, etc e ROBERTO JEFFERSON ( essa condenação será para nos um pedaço do bolo da vitória). Por outro lado , em não havendo nada nos autos e nada na oratória pautada em sofismas do Promotor, os juízes, mais uma vez refletindo essa opinião média dos intelectuais de classe média que forma nosso mundo ao redor,votarão de forma que o réu será inocentado: nesse caso está o réu José Dirceu.( para nós isso será a maior fatia daquele bolo da vitória POLÍTICA). Não é por acaso que a mídia passou a tentar firmar na opinião pública a tese de que o empréstimo tomado pela ex-mulher de José Dirceu junto ao BMG para a compra de um imóvel seria uma prova suficiente para incriminá-lo. Se assim o fosse, estaria aquele tribunal criando uma jurisprudência para a prática da “incriminação passional”. Desse modo , uma ex-mulher poderia optar por – em vez de matar o marido e depois se suicidar, como ocorre em algumas ocorrências policiais, evolvendo a passionalidade – por praticar uma vingança mais “civilizada” , cometendo um delito grave que ,por conta desta nova jurisprudência designada por “a mulher do Zé Dirceu”, colocaria o ex-marido na cadeia como co-réu.

        • Percebam-se aqui aqueles que não se valem do ‘diagrama de Venn” da teoria dos conjuntos para identificar a quem se refere a resposta, quando se responde alguém que antes também respondeu a outrem , que estou respondendo ao JOSÉ CEARÁ, cujos comentários sempre são de elevadíssimo nível. Dito isso , me permitirei transcrever um comentário que fiz ontem ao por “Carta Maior” se o dono do blog me permitir. Primeiro transcreverei o titulo e o resumo do artigo e em seguida o meu comentário:
          “O contraventor e um representante da Delta se uniram a um jornalista para me derrubar”
          Em depoimento à CPMI do Cachoeira, ex-diretor do Dnit acusa aliança entre esquema de Cachoeira e Veja. Pagot ainda afirmou ter buscado recursos para campanha de Dilma, negado ajuda a Ideli Salvatti e Hélio Costa e estranhado pressão de Paulo Preto por aditivos à obra em São Paulo. Pagot foi demitido após a revista Veja denunciar, em julho de 2011, um suposto esquema de cobrança de propina de empreiteiras.
          Vinicius Mansur.
          COMENTÁRIO
          Apesar de o processo em curso sobre o “escândalo do mensalão” estar baseado em testemunhos como este,penso que ele deve simplesmente servir para que a polícia federal rastreei as provas materiais, ou obtenha mais testemunhos. Não sei o que nos autos deverá condenar João Paulo Cunha, mas é preciso se ater à verdade destes autos. Afinal, se a tese do relator está a prevalecer sobre a do revisor, não é possível que tal se deva à rendição dos ministros à pressão da mídia. Devemos ser baluartes da verdade. Se João Paulo Cunha comprovar-se culpado, isto representará um conjunto de equívocos que eu ajudei a propagar por confiar em análises que garantiam que o mesmo não poderia ser condenado à luz dos autos. Ninguém deve ser advogado de quem quer que seja nesse processo por solidariedade política ou amizade com réus. A única defesa que a integridade moral de alguém que se diz de esquerda recomenda é o compromisso com a verdade, a defesa do devido processo legal e a denúncia do tribunal de exceção que se armou pela mídia golpista. Esse fato, o comportamento da mídia durante o processo, tem que ser denunciado politicamente e criminalmente, em âmbito nacional e internacional, independentemente do resultado final do processo. Por último, se o processo revelar-se viciado de fato, contaminado pelo denuncismo da mídia, devemos partir para o recurso em instâncias internacionais. Mas isso seria um caso extremo. Nossa ação deve se dar em confiança e defesa daquele tribunal, exigindo que o julgamento seja feito com base nos autos e nos policiando para que nossas preferências políticas não produzam falsas análises que terminarão por nos desacreditar em quem em nós deposita a sua fé. Não estamos em julgamento. Somos íntegros! Não tememos pagar por desvios de quem traiu os nossos princípios. Nossas bandeiras de luta não se sujaram. Não somos comparáveis a manipuladores espúrios como Reinaldo Azevedo e Ricardo Noblat. Pertencemos ao campo da esquerda! Estamos do lado do povo.

    • Também fico muito triste em ver as pessoas cada vez mais extremistas.
      Peguemos seu caso por exemplo, seu extremismo clara de neve é tão cego, que finge não perceber que o que ocorre no STJ é um circo midiático e que os votos de Rosa Fux Lúcia atentam contra o que é basico no direito, e não vai ter jornal ou TV que consiga esconder as aberrações perpretadas por muito tempo. Essas denúncias nem poderiam ter sido aceitas pelo STF, se sério e justo fosse.

      Se toca, seu radicalismo esperto disfarçado é fake e abjeto, de fato é apenas mais um linchador de poltrona, aplaudindo os que com e sem a faca no pescoço, condenam sem a menor base jurídica.

    • ANDRÉ,

      Quem está sendo parcial é o STF e não o Eduardo. Será que você não está percebendo o absurdo que está acontecendo na Corte?

      Você está assistindo ao julgamento ou só acompanha no noticiário ultra tendencioso do PIG.?

        • Licença, aí, pra botar minha colher: eu concordo que não é necessário haver um depósito de 50 pilas na conta corrente do João Paulo Cunha, pra que se possa incriminar o cara.
          Para mim, e para os ministros corajosos, não precisa.

        • Juízes corajosos, não, jízs de quinta transgressores da lei, já que a lei EXIGE que haja, sim, provas de cada uma das palavras do tipo penal. Se vc acha que a sua opinião pré-concebida e independente das provas é suficiente pra condenar alguém, sugiro alguns anos de terapia pra começar a curar seu complexo de onipotência e sua tendência ao autoritarismo.

  • Quanto a mim, estou muito curiosa para ver como vai prosseguir o STF após esse julgamento. Será que vão passar a condenar os acusados de corrupção e crimes do colarinho branco, ou vão voltar ao velho ´garantismo´ quando por lá aparecerem políticos conservadores e banqueiros brilhantes? Quem viver verá…

  • Os poetas dizem “a palavra tem força”. Sempre achei isso uma poetada e já cheguei a discutir, em sala de aula, com professor que disse essa estultice informando-lhe que quem tem força é a ‘força’ e os poetas tentam empresta-la à sua ‘palavra’.
    Pois bem. Imagino o sentimento do cidadão submetido à mais alta corte do país e nela vilipendiado em seus direitos, sendo-lhe ROUBADA a vida e seus sonhos. Pode ser que ele desejasse ser muito forte (no sentido estúpido) para poder “dar uma banana” a todos (à sociedade representada naquela corte), como quem diz: estou aqui, quero ver quem vem me pegar ou,sequer, ousar interpor-se no meu caminho.
    Concordo que esta é uma conjectura estúpida e violenta. Mesmo porque o governo (três poderes) tem a maior força possível, contra a qual o singelo cidadão não teria chance de enfrentamento. Porém é neste ponto, onde claramente a vontade que emana de cima não é a vontade da sociedade, que pergunto: para o cidadão submetido, qual a diferença disso e da ditadura?

  • No direito penal para que se possa estabelecer como fato típico certa conduta, é necessário que esta mesma conduta se enquadre, ou se conforme tal e qual descrição estampada no código, havendo total conformidade entre a conduta e a descriçao da titpicidade.
    O que o ministro Fux fez, segundo suas palavras, foi relativizar a tipicidade, conformando-a segundo os indicios apontados nos autos.
    Indícios não são provas, aqueles são “circiunstancias conhecidas e provadas, que, tendo relação com o fato, autorize, por indução, concluir-se a existência de outra ou outras circunstâncias”.
    Ademais, ele praticamente inverteu o onus da prova, uma vez que para ele é exigido do reu uma “contraprova”, não bastando apenas que o reu negue a conduta, mas que indique seu álibi.
    Estas decisões confrontam princípios constitucionais, como a presunção de inocencia, in dubio pro reu, ampla defesa, legalidade etc.

  • Nao consigo visualizar a possibilidade de um amplo movimento politico de reaçao à este golpe claramente em curso, diante de um Governo inerte e passivo como este Governo Dilma, subestimou o poder da direita midiatica e golpista e continua subestimando!! Para mim quando vc descreve ” A voz trêmula e hesitante de Rosa Weber ” se faz em minha mente a imagem que melhor representa o Governo Dilma neste momento!

  • Edu, o PT e nós, pagaremos muito caro por essa inércia. Teve 10 anos para implantar o marco de regulamatação da imprensa e hj está sendo engolido por ela. Pior, nao reage porque como diz o Mino Carta, “tem petista que adora aparecer nas páginas amarelas da Veja”.
    Muito triste! Como vc disse, está tudo dominado! Infelizemente, não tivemos um Hugo Chavez. Parece que o unico, por incrivel, que pareça que ainda vai para cima dessa Midia é nada mais nada menos que Fernando Collor de Melo! Muito triste! Fico pensando no meu filho, que futuro ele terá pela frente!

  • alguem poderia me dizer quem naquele antro tem condições de julgar? vejamos o histórico pregresso dos tais ministros do stf…..nele deveremos acrescentar o seguinte: eu…….fulano de tal, com grande prazer ajudei a afundar a democracia do meu pais, pois meus patrões (pig de esgoto) assim mandaram e assim como bom jumento,para ganhar capim assim fiz.senhores, são os senhores mesmo que mancham de vez a justiça do brasil.é muito bom que vocês olhem para as suas familias e sintam se possivel for, a vergonha que eles terão de voces.
    reinaldo carletti

  • Também concordo que o jeito é denunciar o que já está em andamento. Até para justificar um pedido dos defensores à corte interamericana de direitos humanos. Virou uma espécie de fla-flu e isso é que deveria ter sido evitado pelo STF, se demonstrassem um mínimo de responsabilidade civil. Ninguém, petista, simpatizantes ou eleitores independentes, nega o fato de haver entre os réus os que não se salvam porque há provas suficientes. Mas o que é inadmissível é colocar todo mundo no mesmo saco, Está mais do que claro (menos para alguns cegos, alguns surdos e os desprovidos de inteligência e sensibilidade) de que há perseguição política, manobras de interesse econômico e político, e um centro de intrigas com permissão pública para atuar que são os meios de comunicação brasileiros. Incluindo nesses, os maiores representantes do lobby de corruptores nacionais e internacionais. Basta ver a matéria do (segundo o título da matéria de um grande jornal) encontro do ‘democrático’ Bill Clinton, do ‘trabalhista’ Tony Blair e do TUCANO FHC. Um leitor perguntou: E o tucano, o que é? Pelo visto esqueceram da palavra ‘entreguista’. Isso, sim, é que é um encontro ‘conveniente’ antes do veredito do julgamento, com os neo-udenistas ensandecidos por um golpe à la Paraguai,em plena campanha municipal e antecipando os interesses em dois megaeventos brasileiros: a Copa do Mundo e as Olimpíadas. E o Itaú não é patrocinador de nenhuma delas, que eu saiba. O que eles estão tramando? Serão os outros dois os ‘bruxos’ de Blair?

  • Do jeito que andam as coisas no julgamento do STF, agora estou em dúvida se o José Dirceu não será condenado como “chefão da quadrilha” nem que seja pelo financiamento do apartamento de sua ex-mulher .
    E não é que o “mensalão” está virando um processo kafkiano-midiático?
    Queríamos o julgamento justo do processo no nosso órgão supremo da justiça, assim como condenação de quem de direito, nesse ou em qualquer caso de corrupção, e não que o processo virasse uma condenação EXEMPLAR de corrupção baseada apenas na subjetividade e na imprensa venal e partidária.
    Até leigos como eu entendem que há uma série de erros e casuísmos jurídicos que podem levar a talvez o maior erro judiciário da história: antecipação e escolha do julgamento por pressão midiática, não desmembramento (por que alguns réus não foram julgados em 1ª instância ou no STE?), PGRs que não apresentam provas cabais, votos de condenação divulgados na imprensa antes de ouvir defesas, ministros “pegos” no sono, fatiamento do processo, ministros que se partidarizam e que não conseguem explicar votos condenatórios à luz do direito, inversão de provas, “ in dubio PAU no réu”, etc.
    PS.: O mais incrível é que ficamos sabendo que a imprensa golpista, que bateu 7 anos no governo adversário, também é mensaleira. Será que essa bizarrice toda só ocorre no Brasil?
    PS2: A ministra Rosa Weber ainda, por cima, suspende representação do Collor contra o PGR.
    PS3: A mídia faz a festa, trata-se do maior poder do Brasil.

  • Isso, estimule um levante contra as instituições legais do país, estimulelogo de uma vez uma guerra civil. Pregar levantes contra a principal instância jurídica do país não é só uma leviande[ade, mas acima de tudo uma irresponsabilidade, digna de ”talibãs”. Engraçado que eu não vejo essa ~indignação e essa vontade de protestar contra aroubalheira sem limites que acontece aqui.

    • Tem nada a haver o que vc falou, se indignar com a injustiça de uma condenação sem provas não é levante de guerra civil e de ir em contra as instituições. Aliás, os únicos que fizeram isto aqui no país foram vcs, quando deram um golpe militar aqui. Não se incita golpe militar aqui, como muitos de vcs vêm aqui fazer. Lembrando que incitar golpe militar é crime previsto na Constituição.

    • Quem faz levante contra as instituições do país é justamente a imprensa que colocou tanto o STF quanto a CPI do Cachô contra a parede, isso sim.

      Protestar para que as instituições sejam respeitas e respeitem a LEI (e não a vontade dos canalhas da imprensa) é nada mais do que um direito e um dever do cidadão. Pelo menos dos honestos, e que são capazes de pensar por eles mesmos, em vez de repetir o que a imprensa lhes enfia goela abaixo…

    • “…a roubalheira que acontece aqui”… em São Paulo?
      Cadê os Non Ducor Duco (não sou conduzido, conduzo) saindo ás ruas pra protestar contra a merda que se tornou a cidade mais rica do país e da america latina?
      Cadê a indignação com o ex-governador que implantou uma obra de metrô ‘barateada’, onde sete pessoas morreram e trocentas ficaram sem moradia depois de um ‘acidente’ absurdo causado por excesso de confiança e falta de cimento, conhecimento e escrúpulos, e que mandou a imprensa desviar o assunto, falando que uma das vítimas era traficante de drogas? Isto só pra falar de uma das roubalheiras…
      Não vejo esta indignação nos blogs do tio rei, do augusto nunes, não via no mainardi e nem em outros.
      Só vejo um bando de ‘gente inteligente’ a cuspir abobrinhas e destilar veneno full time aqui….

  • Às vezes eu penso, ministros votando sem convicção, com voz tremula, na base do achismo e do indício, deve ser porque o PIG deve ter algo contra eles, pronto para apresentar caso eles não votem com a orientação do PIG. E aí, o que fazer?

    Eu ouvi falar que existe também a possibilidade de uma corte estrangeira ou diligência externa interferir e atuar no caso. Isto por causa dos tratados internacionais que o Brasil assinou. O nosso judiciário pode ser examinado. Acho que isto é necessário.

  • Quer dizer que o “PIG” está pressionando o STF a condenar os santitios de pau oco do PT e você descobriu isso (ou quer provar isso) usando o próprio “PIG” – no caso a Folha?

    Nossa, eduguim, seria a primeira vez que alguém denúncia a si mesmo, né? Essa história de que o STF é refém da mídia só porque não tá aliviando pro “Núcleo político” do PT no caso mensalão é simplesmente ridícula.

    Estão condenando porque há MUITO MAIS do que mera “verisimilhança”!

    E se ao invés da mulher do João Paulo Cunha PT fosse a mulher do Serra PSDB, você e todos os (pretensos) indignados PTistas daqui também veriam muito mais do que mera “verossimilhança”.

    PARABÉNS à Ministra Rosa Weber ( e a todos os outros) que não caiu na historinha da carochinha de que 50 mil pagos por baixo dos panos CONTRA RECIBO FRIO vindos JUSTO da agência que venceu e prestava serviços milionários na Câmara presidida pelo Sr João Paulo. foi mera “coincidência”.

    E se a moda pega de cada um que não gostar de decisão judicial sair fazendo baderna nas ruas aí sim que essa democracia meio fajuta que temos no Brasil vai pelo ralo logo logo

    • “E se ao invés da mulher do João Paulo Cunha PT fosse a mulher do Serra PSDB, você e todos os (pretensos) indignados PTistas daqui também veriam muito mais do que mera “verossimilhança”.”

      Eu seria contra do mesmo jeito.

      “PARABÉNS à Ministra Rosa Weber ( e a todos os outros) que não caiu na historinha da carochinha de que 50 mil pagos por baixo dos panos CONTRA RECIBO FRIO vindos JUSTO da agência que venceu e prestava serviços milionários na Câmara presidida pelo Sr João Paulo. foi mera “coincidência”.”

      Não existe prova de que estes R$ 50mil tenham vindo da SMP&B, o próprio Joaquim acha que existe, mas não há uma evidência sequer. A defesa diz que é dinheiro vindo do PT.

      • Não seja dissimulado! Estou pra ver PTista defendendo o Serra num caso semelhante!

        O PT não estava tão “quebrado” que teve que fazer os tais “empréstimos” milionários?
        (Que ninguém cobrava! hahahaha)

        O duro pros mentirosos pegos com a mão na botija é que uma desculpa descobre a outra.

        E nem a vovozinha do Delúbio acredita que esse dinheiro “era do PT”,
        Só você, o Lewandowski, e o Tóffoli. rs

        • Então para você o Serra é membro da quadrilha do Cachoeira.

          Afinal ele é citado nos telefonemas entre o Demóstenes e o Cachoeira, onde eles combinavam contatos com o tucano.

          É uma prova imensamente mais forte do que essas coisas que você está citando como decisivas.

          Pelo seu critério, Serra é culpado e pronto, não tem saída.

          O presidenciável do PSDB fazendo parte de uma quadrilha de um bicheiro… Veja só do que os brasileiros se livraram em 2010 e do que os paulistanos vão se livrar em 2012.

          • Não coloque os burros na frente da carroça, Ruy.
            Existe uma ligação gravada do Cachoeira para o Demóstenes Torres, pedindo que marcasse uma conversa com o Serra, só isso.

            A não ser que você saiba de mais alguma coisa que ninguém saiba.

        • Voltamos ao ponto inicial.
          “E nem a vovozinha do Delúbio acredita que esse dinheiro “era do PT”,”

          Não é uma questão de ACREDITAR.
          É julgar baseado nas provas constante nos autos. E já repetiram à exaustão: NÃO há provas nos autos que condenem JPC.

        • “Não seja dissimulado! Estou pra ver PTista defendendo o Serra num caso semelhante!”

          Bem, já que vc baixou o nível, o dissimulado aqui está sendo evidenciado em vc por sua atitude. Discutir com insultos é a maior PROVA CONCRETA de dissimulação. Não sou como vcs, eu luto pela justiça, eu defenderia Serra ou vc mesmo, caso sofressem injustiça, e condenação sem provas é injustiça.

          O PT não estava tão “quebrado” que teve que fazer os tais “empréstimos” milionários?
          (Que ninguém cobrava! hahahaha)

          Sim, muitos podem fazer os empréstimos de quanto quiser, e o banco libera de acordo com o que se vai pagar com o financiamento. E daí? Ainda estou esperando algo melhor e com provas.

          O duro pros mentirosos pegos com a mão na botija é que uma desculpa descobre a outra.

          Só falta a prova para que se diga que o seu desafeto é mentiroso e que foi pego com a mão na botija.

          E nem a vovozinha do Delúbio acredita que esse dinheiro “era do PT”,
          Só você, o Lewandowski, e o Tóffoli. rs

          E só vc, infelizmente Barbosa, Gilmar Dantas que acham que houve crime sem provas. E o PIG, é lógico.

    • A ministra Weber teve assessoria de um professor de direito de uma universidade do sul, que, em função disso, está sendo pressionado por uma juíza, a pedido da universidade, a escolher entre essa assessoria e seu cargo como professor (há seis meses ele tem se ausentado, solicitando a colegas que cubram seus horários por conta desse trabalho). Li isso no blogue Amigos do presidente Lula. Ela foi muito relutante no seu voto e parece-me que ele não concluiu sobre a lavagem de dinheiro. Então, se mérito houvesse não seria dela e sim do seu assessor, que por sua vez, está numa situação estranha na universidade pública. Então, quem é que pode julgar alguém com lisura total? E gostaria também que pensássemos sobre essa história desse julgamento ser um exemplo para a sociedade. Para quem, cara pálida? De que forma, punindo todos os envolvidos em falcatruas em todos os partidos, em todas as instituições (incluindo a PGR e o STF)? Ou apenas alertando, por exemplo, o pessoal do DEM e do PSDB, partidos que apareciam em 1o lugar em processos administrativos e eleitorais. Uma coisa assim como: Vão e não pequem (perdão) não cometam mais crimes de peculato, lavagem de dinheiro, improbidade no cargo etc etc etc. Por que esse exemplo não serve para pobres de Pinheirinhos, para favelados e moradores de rua, nem para os movimentos sociais. O assassino da irmã Dorothy está solto por decisão do STF. Isso pode?

    • É incrível como vcs não tem vergonha de se justificarem falando em uma suposta reação em uma situação hipotética, como se essa suposta reação fosse suficiente pra justificar os seus atos efetivos.

      É muita cara de pau.

  • Eduardo,

    Esperemos o final do julgamento. Ainda tem muita agua para rolar em baixo da ponte. Há males que vêm para o bem. Talvez agora, finalmente, saia a lei de comunicações Parece que o governo, este e o anterior, ao não enfrentarem o PIG, ou achavam que podiam empurrar com a barriga, e não sofrerem grandes problemas ou temiam uma fragorosa derrota, O jogo, agora, está ficando mais claro. Será inevitável uma tomada de posição doGov. Dilma. O meu termômetro é a CPMI do Cachoeira. Se não endurecermos, levando o Policarpo para depôr e enquadrarmos a Veja e os jornais paulistas é porque entregamos os pontos. Quanto a mobilização dos movimentos sociais, Eduardo, há um certo equivoco na avaliação de que é possível tirar as pessoas do seu dia a dia para lutarem por bandeiras mais gerais.Esta greve dos funcionarios publicos é um bom exemplo. Mesmo em causa propria sairam da grave ao serem ameaçados de descontos no salário.

    Não fique magoado com o que vou escrever. Você não é o único que atribue aos sindicalistas uma capacidade que não temos. Os trabalhadores não têm com o sindicato uma relação de disciplina ou de subserviência. Não somos um EXERCITO. As grandes mobilizações nacionais mais recentes, como a das “diretas já” e “fora Collor” foram fenômenos pós ditadura, outra geração.
    A classe média sempre delega aos trabalhadores a responsabilidade de revolucionar o país.

  • Eduardo, vc é o Dom quixote na luta contra o império da midia.

    O PT é de uma ingenuidade absurda na indicação desses ministros. Indicar porque é Negro ou porque é mulher para um poder estratégico como esse é de lascar, só poderia dar nisso. Joaquim Barbosa, já vinha alertando há muito tempo, é um burocrata cuja unica coisa q fez na vida foi estudar pra obter títulos. Gente com muitos títulos geralmente são vaidosas ao extremo. Ele teve uma tribuna e tanto pra desfilar suas vaidades, e está pouco se lixando pra Lula, João Paulo, Dirceu, PT…

    Não me conste q ele tenha feito algo de bom pra sociedade ao não ser superar a sua propria pobreza. FUX trouxe argumentos pobres e parecia um parlamentar da oposição falando. Veja se FHC ou Collor desperdiçaram sua chance de indicar ministros. Indicaram gente totalmente afinadas com eles. Assim deveria ser o PT e Lula.

    Edu, o PT veio da Luta basicamente do trabalhadores do setor privada e sabe pouco sobre a burocracia do serviço público. Já falei aqui e repito, como conhecedor do serviço público. È lotado de gente reacionária, e Joaquim Barbosa e Weber são uns deles. A Dilma tbem desperdicou sua vez ao indicar esses dois (FUX e Weber). Ver se Gilmar Mendes, Celson de Melo já jogoram contra o patrimonio pra satisfazer a midia?

    Falo isso não é so pra proteger politicos do PT, não é isso, falo porque essas pessoas com essa fraqueza e frouxidão com a midia, pode daqui a pouco provocar um golpe ao estilo do Paraguai. Pode colocar o Brasil na escuridão.

  • Cai argumento de ministra pra condenar Cunha

    A ministra do STF Rosa Weber condenou João Paulo Cunha porque estranhou a sequência das notas fiscais apresentadas pelo réu. Pois bem, agora o próprio dono da empresa dá entrevista afirmando que prestou o serviço e oferecendo testemunhas. Como fica o argumento de Weber? Vai descondenar? A falta de responsabilidade desses juízes é estarrecedora.

    Pode-se até considerar estranho que notas fiscais referentes a serviços feitos em datas diferentes sejam sequenciais, mas não a ponto de usar isso como prova para se condenar alguém num processo no Supremo Tribunal Federal! A empresa em questão não é uma papelaria. É uma empresa de serviços. Ela pode muito bem passar as notas quando quiser, a partir do pedido do cliente. Se a ministra tinha dúvidas, que investigasse direito. Bastava ligar para o dono da empresa, por exemplo, e perguntar se ele realizou mesmo o serviço.

    LEIA MATÉRIA COMPLETA NO BLOG “O Cafezinho” de Miguel do Rosário:
    http://www.ocafezinho.com/2012/08/29/cai-argumento-de-ministra-pra-condenar-cunha/

    • E esses são os mesmos juízes que recebem salários astronômicos e desfrutam de mordomias até onde se possa imaginar e além… Para que? Qualquer João Ninguém justificaria e fundamentaria melhor seu juízo… O judiciário aí está para, apenas e tão somente, refletir os ditames da classe dominante… Não passam de um corpo mercenário, totalmente subjugados pelos interesses da elite, e a seu serviço.

    • As notas fiscais estão nos autos.
      Não cabe a ele (o dono da empresa) justificar a sequência das mesmas e sim aos investigadores do processo. Os investigadores pediram comprovante de pagamento dos serviços prestados. A defesa incluiu nos autos as notas fiscais.

      Pelo visto você queria que a defesa já incluisse também a justificativa para os números em sequência, como visionários do futuro, sabendo que um dia um ministro de corte superior iria questionar este fato.

      Na verdade a ministra demonstrou desconhecimento da realidade do país. Há diversas empresa que prestam serviços a poucos clientes. Trabalhei em escritório contábil e via as notas fiscais em sequência para um só cliente, não como uma raridade, mas como uma coisa bastante comum.

    • O que NÃO está nos autos – e é necessário para uma condenação – é o fato de que a sequência numérica significa algo além do fato de serem numericamente sequenciais.

      A juizinha de quinta categoria simplesmente presumiu algo que não foi demonstrado, pela mais pura conveniência dela, e condenou alguém com base nesse chute. Ela pré-julgou, ponto.

      Não interessa se o cara “não falou antes”. Isso seria irrelevante, mesmo que fosse verdade, pois o que se presume é a inocência, e não a culpa.

      Sinceramente, não entendo como é que vcs não conseguem entender algo tão simples como o princípio da inocência, e insistem em presumir a culpa, em exigir prova da inocência, a ponto de ignorar o fato de que o juízo condenatório se baseia em ilações e chutes convenientes e arbitrários, e ainda reclamar que a tal “prova da inocência” não chegou antes, então o condenado que se dane por não tê-la apresentado anteriormente.

      Realmente, vcs só poderiam ser fãs da ditadura…

  • É exatamente o que disse um dos advogados de defesa(que não me lembro no momento, exatamente a quem representava). As decisões dos ilustres já estavam tomadas. O “desfile” de advogados de defesa defendendo os réus foi apenas protocolo, tanto que algum dos seus membros se deram até mesmo ao luxo de tirar um belo cochilo e plena sessão onde a vida dos réus estavam sendo decididas. Triste país, triste justiça brasileira.

    • Até o Relator(zinho) chegou a afirmar, durante a leitura de seu relatório, que as defesas não passavam de “abobrinhas”. Depois disso, tinha que pedir penico e se mandar.

      Aliás, cadê o raio da OAB pra reclamar desse absurdo que foi dito em rede nacional???

  • Coitado do Brasil,tão longe de Deus e tão perto do Paraguai.Lá partiu do Legislativo,com auxílio da mídia e latifundiários,aqui,do Judiciário,também instigado pela mídia.Acho que o Zé de Abreu já mandou o recado para o Planalto,qto ao perigo dos Civita e sua troupe,the Globo inclusive(de novo!):”Agora não tem conversa,vamos partir pro golpe”.Estão dormindo no DF?A Abin tá funcionando?E a PF?Qtos avisos mais serão necessários?
    Como diria o Neguinho da B.Flor:Olha o Paraguai aí gente!

    • Rossi, o PT perdeu tanto tempo aparelhando os órgãos de investigação e/ou fiscalização, nomeando seus “paus mandados” pra controlar a tropa, e se esqueceu do STF como fonte maior da doutrina da direitona. Na verdade o PT se perdeu quando achou que poderia ser igual ao ruçando, trocando apenas as pecas da mesma engrenagem. Nao da mais pra retroceder no tempo e corrigir os erros, perdeu-se o principio da oportunidade, ao meu sentir, por covardia do governo Lula e da alta cúpula do PT e aliados. A Dilma, coitada, acha que ser somente gerentona e nao querer mexer em vespeiro vai lhe dar alguma sobrevida. Nem Gerentona nem política ela consegue ser, bastam ver sua postura com relacao aos servidores federais e com as benesses aos empresários. Vivemos nao num estado democrático de direito, mas num estado democrático de DIREITA, sob os auspícios de um STF totalmente politizado, isso por conta do próprio Lula/Dilma que escolheram quase a totalidade de seus membros, pois faltaram-lhes perspicácia e melhores assessores na escolha dos indicados. Agora, nem a voz rouca das ruas ira mudar essa estado de coisas. Estamos, irremediavelmente, condenados, por muitas gerações a conviver com esses governos medíocres e suas estruturas solapadas pela corrupção sem freios e desabrida,e pior, com governantes sem estatura política. Também, nao da pra trocar, pois nao há ninguém no horizonte político para preencher a lacuna de um ESTADISTA. Formou-se um vácuo de legitimidade que preenchido pela legalidade. Se assim for melhor, fiquemos, então, com a legalidade dos porões da ditadura, que sobreviveu com o beneplácito desse mesmo STF, arcaico, corrompido e em grande parte, desleal com a sociedade brasileira.

  • Vc discorda deles? Que tal apontar exatamente onde os votos deles foram errados ou falsos?

    Dizer que “não condenaram como eu queria que condenassem” não é argumento. É apenas demonstração de ignorância e de vontade de perseguir politicamente os que vc odeia…

    Vejamos se vc tem realmente condições de criticar os dois únicos ministros que honraram suas togas, ou se apenas está repetindo as bobagens que escrevem por aí, sem nenhuma condição de avaliar por vc mesmo.

    Ah, e o mesmo vale pro Raphael. Vamos ver a profundidade do conhecimento que os autoriza a ofender os dois ministros…

    Ou a cor de suas espinhas.

    • E que tal você acompanhar os votos de TODOS OS OUTROS MINISTROS QUE VOTARAM ATÉ AGORA que desmontaram a história da carochinha do “dinheiro do PT”?

      Já tá 5 a 2 contra o santito do PT. + 1 e já era.

      Como o Gilmar ainda não votou… rs

      • E daí? Esses caras estão votando como a mídia mandou, e mais nada. Amarelaram. Eu já cansei de apontar EXATAMENTE no que estão errados e o melhor que vcs, trollzinhos de quinta, conseguem fazer é apontar para o fato de que eles votaram pela condenação como justificativa de que esse voto é justo?

        Lógica circular agora virou argumeto pra alguma coisa?

        Quer ver qual de vcs, trollzinhos de quinta, tem argumentos pra justificar a condenação, isso sim.

        Mas como tudo o que vcs fazem é repetir o julgamento daqueles que pensam por vcs, não dá pra levá-los a sério mesmo…

    • Não dá pra dizer que os votos dos dois foram errados ou falsos, porque foram friamente técnicos.
      Não dá nem pra dizer que foram desonestos, mas, medrosos.

      • Medrosos? Não viaja!

        Seguir a lei não é ser medroso. Muito pelo contrário, é preciso CORAGEM pra aplicar a lei quando a imprensa e gente descerebrada que a repete incessantemente se opõem visceralmente a isso e querem, pq querem, a condenação sumária, a validação do julgamento que eles fizeram. Querem vingança, querem sangue. Querem algo que possam usar pra retornarem ao poder.

        E estão colocando a faca no pescoço, sim. Basta 5 minutos no FB, por exemplo, pra ver como os Ministros que ousam desafiar a condenação sumária exigida pela imprensa estão sendo avacalhados.

        Eles, sim, são corajosos. Não se venderam e julgaram de acordo com a lei, e não com a vontade da imprensa. Os demais, que amarelaram e venderam suas consciências, sim, é que estão se molhando e sujando todos.

        • Pierri, o que você faria, se tivesse a certeza, por vários indícios, de que um filho seu estivesse mentindo, mas você não tivesse provas?
          Ou, também, se tivesse certeza de que sua mulher estivesse botando uma galhada na sua cabeça, também, por várias suspeitas, mas não tivesse provas, o que faria?

          Ah, já sei s resposta: vai dizer que não tem nada a ver uma coisa com a outra.

        • Caraca, eu não ia mais comentar nesse blog, mas tenho que responder a esse absurdo.

          E deixa eu escrever em letras capitais pra ver se vc consegue entender o óbvio: EU NÃO MANDARIA NEM MEU FILHO, NEM MINHA ESPOSA PRA CADEIA.

          Ficou claro, ou vc ainda quer comparar uma punição por uma mentira ou uma separação com anos de cadeia?

          Noutro comentário vc falou que é difícil encontrar as provas. Novamente, vou escrever em maiúsculas pra ver se vc consegue enxergar o óbvio: NÃO SE PODE TIRAR A LIBERDADE DE ALGUÉM SEM PROVAS SÓ PQ ELAS SÃO DIFÍCEIS DE SEREM PRODUZIDAS. Não se pode presumir a culpa só pq o acusador está com preguiça de cumprir sua obrigação que é PROVAR.

          Dito isso, fui.

  • A mídia bateu durante 7 anos na existência do mensalão. Agora que o julgamento está acontecendo não vi absolutamente nada de recebimento mensal de valores para votarem com as propostas do governo Lula. O que está aparecendo é uma prática antiga, que sempre existiu (e continua existindo nas eleições deste ano) que é o velho Caixa 2. Independente do resultado deste julgamento, o caixa 2 vai continuar existindo a menos que seja feita uma reforma partidária e instale o financiamneto público de campanha. Fico me perguntando: Será que o STF vai usaro mesmo rigor em relação ao caso Azeredo? Já é muito estranho o caso ter acontecido 5 anos antes e até hoje não ter sido julgado sendo que o esquema é o mesmo, capitaneado por Marcos Valério.

  • Mas o STF que eu saiba,a não ser em pouquissimas ocasiões,jamais expressou os interesses da nação e sim de uma elite para lá de carcomida.Não me surpreende,portanto,o que está ocorrendo.Bom para o governo levar um chacoalhão,porque ao contrario do que muitos acreditam, o governo Dilma parece dormir em berço esplendido,bom para os movimentos sociais botarem o bloco na rua para mostrarem sua indignação com os fatos estarrecedores que estão ocorrendo em nossa suprema corte.Um povo que não luta diariamente pela manutenção de uma democracia não merece viver numa democracia.E democracia é um sistema politico de disputas permanentes.Agora achar que o STF uma corte que é a sintese do poder judiciario,um poder completamente dissociado da sociedade,fosse julgar de acordo com a letra da lei e não de acordo com a midia golpista,é ser um pouco ingenuo ou simplesmente ignorar os interesses que essa midia defende,interesses que são da elite,sendo que os integrantes da Corte Suprema são integrantes dessa elite.Se eles julgassem de forma diferente absolvendo os envolvidos nessa farsa,eles(os ministros do STF)estariam julgando contra seus proprios interesses.

  • Sr. Eduardo, com todo respeito, o senhor pede provas contra o deputado João Paulo Cunha. Então vamos à elas:
    1 – Corrupão passiva (“Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem:”).
    Prova – R$ 50.000,00 recebido em dinheiro pela esposa do deputado, dinheiro esse que veio da empresa do sr. Marcos Valério.
    2 – Peculato (” Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio:”).
    Prova – Os mesmos R$ 50.000,00 que foram na verdade pagos para a empresa do sr. Marcos Valério pela Câmera de Deputados.

    Entendo sua contrariedade quanto as decisões da maioria dos ministros do STF até aqui. Diz o sr. que o STF se rendeu ao dito PIG. Não acredito nisso pois um dos membros do dito PIG, a folha, é uma das instigadoras da idéia de que se está condenando sem provas, pois denunciou a “faca no pescoço” do Levandovisky, e trouxe o artigo que o sr. mesmo publicou acima.
    Como pode a Folha, sendo membro do PIG, atacar o STF dessa forma, se o próprio STF está sob seu domínio?
    Como disse Jesus: “Como pode alguém servir a Deus e ao diabo ao mesmo tempo?”

    Esse julgamento é histórico, pois finalmente a justiça está atingindo os mais poderosos, sejam eles ricos, como Marcos Valério, ou políticos poderosos, como João Paulo Cunha. Não acredito então que o povo irá às ruas contra as decisões do STF, pois a grande maioria do povo, mesmo entre os que votaram e votam no PT, não está contra essas decisões, pois sente que finalmente está se fazendo justiça.

    Para que eu não seja taxado de parcial digo, desde já, que espero também condenações dos políticos do partido do qual sou eleitor, o PSDB, no caso do mensalão mineiro, e dos políticos do DEM, no caso do mensalão do DEM (que por sinal e um partido que nao apoio).

    Grande abraço.
    Heitor

    • O recebimento do dinheiro não prova que tenha sido pago com o fim de fraudar prestação de serviço na Câmara.
      PS: Não é Camera dos Deputados e, sim, Câmara dos Deputados

    • 1) O mero recebimento do dinheiro não é prova. O tipo penal fala em vantagem INDEVIDA. Ou seja, não deveria haver nenhum acordo anterior, nenhuma dívida a ser paga. A versão do acusado é clara: esse dinheiro é fruto de um acordo para caixa 2 de campanha, para ressarcir débitos.

      Ou seja, é vantagem devida, e não uma vantagem em função do cargo.

      2) o mesmo recebimento – ou seja, o mesmo ato – não pode consistir em dois crimes diferentes. Aliás, nem é essa a acusação.

  • Meu Deus , acho que voces estão tão cegos no seu fanatismo , tão obcecados para impor suas opiniões , no sue radicalismo , que mais pareçem aqueles crentes do Bispo Edir Macedo ( alias seu aliado politico , não é ? ), afirmando que tudo que vá contra as suas crenças e verdades ( por mais obvio e factual que seja ) é obra do Demo e que só voces petistas representam a pureza , candura e idonieidade !!!
    O que leva a toda esta alienação e a viver nesta fantasia ideológica ? Será que voces realmente não conseguem enxergar um mínimo da realidade ?

    O nível , os argumentos e a alienação beiram ao patético .

    • Que bobagem.
      Pedir para que os juízes votem de acordo com AS PROVAS nos autos e não de acordo com a vontade midiática é fanatismo?

      Ninguém está discordando das outras condenações até o momento já feitas. Somente da de JPC, porque NÃO HÁ PROVAS nos autos suficientes para condená-lo. Há achismos, suspeitas, desconfianças e principalmente, há critério político para acusar de qualquer forma.

      Fanatismo é justamente o que você está fazendo: condena porque são políticos do PT. Não importa se não há provas contra ele.
      Enquanto não havia provas contra Demóstenes Torrres, ninguém aqui pediu sua condenação ou perda de mandato.

        • Porém, os demais juízes pediram seu afastamento e abertura de sindicância. Não aceitaram calados que um Procurador pudesse reassumir seu cargo depois do envolvimento em tantas falcatruas.

          Sinceramente, ele voltar a ser Procurador é um problema, mas de outra alçada, porque ele já era Procurador antes.

    • Os argumentos são tão patéticos que vc não consegue contestá-los e tem que apelar pra essa bobagem de chamar tudo de “fanatismo” e reafirmar o seu pré-julgamento, repetindo cega e acriticamente o julgamento da imprensa oposicionista, como verdade absoluta contra a qual qualquer argumento é “patético”.

  • Devemos ir às ruas protestar pela condenação dos grandes patriotas, pais de pátria, como João Cunha e José Dirceu.
    Cem anos de prisão para estes vagabundos é muito pouco!!!

  • O PIG tá soltando fogos de artifício dominam todos os poderes! Agora quem um dia será maluco de julgar algo que desagrade o PIG? Será eternamente condenado, julgado e exilado para o submundo da justiça, pois os bons pra eles devem seguir sua cartilha.

  • Edu, quer saber, mantenha sua filha na Austrália e assim que possível vá para lá também.

    O Brasil está ficando um país estranho e perigoso de se morar para quem combate a mídia partidarizada: condena-se com base em suposições, não há controle regulatório de mídia, e a grande imprensa assedia moralmente a mais alta corte do país, colocando a tão famosa “faca no pescoço” dos juízes para obter dividendos políticos dos episódios que julgar necessário. Bastaria a grande mídia pedir a tua condenção

    Macartismo pouco é bobagem.

  • Caro Eduardo
    Para condenar o PT não precisa de provas, o PT em si já é o culpado, a mesma coisa acontecia com as quilombolas, onde elas por si, já era motivo de condenamento.E a mídia fazia a mesma coisa de hoje.
    Mas as leis de antes são as mesmas leis de hoje, a herança da plutocracia ainda continua.E não adianta colocar novos ministros, as leis tem que serem alteradas.
    Saudações

    • Companheiro, eu sou comunista, portanto, me desculpe, mas essa pretensão em querer igualar a perseguição política movida contra o PT à sofrida pelos negros quilombolas ou a que nos perseguiu, a nós comunistas, durante o Estado Novo ou durante a ditadura é demais. Gostaria de lembrar que a presidenta do Brasil é do PT. Os petistas são absolutamente livres, inclusive para reformar as suas práticas políticas que afastaram o partido de suas origens, permitindo que o carreirismo político passasse a prevalecer sobre a militância política idealista. Se considerarmos atentamente , embora a prática de Caixa 2 seja ilegal , sem o ser , contudo, um delito ( vá explicar essa diferença para um homem do povo, que , depois de se espantar, indagaria: será que não dá para converter o roubo de galinha em uma ilegalidade fazendo com que deixe de ser um delito?), a defesa dos réus petistas , voltada a convencer um tribunal de justiça, não satisfaz a um cidadão comum, que se perguntará: mas porque o PT foi aceitar esse dinheiro não declarado? Será que esse dinheiro recebido de forma ilegal seria mesmo indispensável à vitória? E cadê a sua militância aguerrida, que batalhava nas ruas pelo voto de cada pessoa? Tarso Genro nos falou na oportunidade do surgimento do “escândalo do mensalão” em “refundação do PT”. Tal não sucedeu. A verdade é que o país se ressente de um partido que ocupe os espaços não institucionais abandonados pelo PT, sem ser, contudo, um partido voltado à luta contra o PT, como se supõe o Psol. O Psol não é a a parte boa que se separou da parte ruim, não é o trigo que se separou do joio, como gosta de se apresentar para o público. O Psol são aqueles mesmos esquerdistas light que existiam dentro do PT, um grupo que sempre confundiu a política, arena das relações sociais, com a moral, que estabelece a relação de cada indivíduo com o seu semelhante. O Brasil precisa de um partido com vocação para ser um partido de massas, como é o partido que atualmente sustenta o governo venezuelano. Não um partido para tirar o PT do governo, mas para pressioná-lo a tomar decisões mais avançadas. As vezes eu torço para a cláusula de barreira ( uma medida casuística, a rigor, profundamente anti-democrática defendida por ninguém menos que José Dirceu,e que tiraria do páreo partidos à esquerda do PT e partidos do campo do PSDB, reduzindo o quadro político partidário dentro do Congresso Nacional a , no máximo ,4 partidos) passar. Isso poderia ensejar a oportunidade de fundar um partido que abrigasse gente como o pessoal da Consulta Popular ( embora ,por ora , eles se neguem a atuar como partidos tradicionais), do PCdoB, a esquerda que resta presente no PT, lideranças dos movimentos sociais , como o MST, a Via Campesina, cujo compromisso comum seria jamais permitir que a luta institucional atropelasse a luta não -institucional, os movimentos sociais, tal como ocorreu com o PT. No resto, continuaríamos aliados preferenciais do PT. Nem nos interessaria tanto, por causa daquele compromisso comum, ficar disputando cargos a nível de governo estadual e federal com o PT. Prefeituras e Câmaras Municipais seriam nossos principais alvos na atuação política institucional,por estarem próximas das realidades vividas pelo povo e permitirem que a partir delas se organize grandes parcelas da população que se encontra fora do alcance dos movimentos sociais tradicionais . O centro de nossa atuação seria os movimentos sociais, os sindicatos, os movimentos juvenis, estudantis, as associações de moradores, etc. Esse partido específico está fazendo muita falta ao nosso país! Os Partidos Comunistas não podem cumprir esse papel, posto estarem reservados a uma etapa histórica posterior. Porém podem associar-se a um grande partido de massas como descrevi, sem ser um partido de correntes. Inclusive, uma das atribuições desse partido de massas seria dar suporte material para que os comunistas pudessem atuar independentemente, para terem condições de se apresentarem como tais. O partido não seria um partido de correntes, como o PT, mas um partido dos movimentos sociais, voltados a estabelecer ligações concretas com as estruturas institucionais ao nível dos municípios , onde também é mais fácil atuar por dentro das instituições estatais.

  • Edu, quer saber, mantenha sua filha na Austrália e assim que possível vá para lá também.

    O Brasil está ficando um país estranho e perigoso de se morar para quem combate a mídia partidarizada: condena-se com base em suposições, não há controle regulatório de mídia, e a grande imprensa assedia moralmente a mais alta corte do país, colocando a tão famosa “faca no pescoço” dos juízes para obter dividendos políticos dos episódios que julgar necessário. Bastaria a grande mídia pedir a condenação algum blogueiro independente acusado de receber dinheiro do governo como blogueiro sujo (patrocínio de estatais), e pronto, sua reputação acaba indo para as cucuias.

    Exageros à parte, sei que você não abandonaria o barco, mas macartismo pouco é bobagem.

  • Fiquei estarrecido ao ouvir de Peluso que agência de propaganda não deve sub contratar serviços. De duas, uma. Ou ele nada entende do assunto, ou usou de má fé.
    Já tive agência e realizei serviços para Prefeitura do Recife. Contratei gráfica, serviços de som,
    serigrafia e veiculação em televisão,jornais e rádio.

    Dentro do que Peluso disse, estaria a minha agência, desviando dinheiro público.

    Me preocupou a falta de prepara do Ministro no assunto, ou……..

    • É má-fé mesmo.

      A justificativa dele, a de que o critério da licitação – que era o da qualidade técnica – implicaria na necessidade de que a contratada executasse diretamente todos os serviços é simplesmente ridícula e infantil.

      A qualidade técnica diz respeito ao produto final, e só pode dizer respeito a isso, se não configura-se licitação dirigida. Se a empresa entrega o serviço com a qualidade técnica necessária, não importa se ela subcontratou tudo ou não, ponto.

      Só isso já demonstra que o Peluso estava procurando peluso em ovo pra justificar a condenação conveniente.

      Estamos diante de uma caça às bruxas. É um vale tudo pra dar qualquer aparência de legalidade à condenação que a imprensa exigiu.

  • BEM FEITO …
    Edu, sabe que acredita em midia PIG?
    Os “blogs sujos” e seus leitores.. Franklin acreditava. Por isso Dilma não o escolheu!
    Bernardo não acredita ..
    Dilma torce o nariz pra esse “troço de mídia PIG” …
    Lula, acho que tb
    Os “mais-mais” do PT acham este negócio de mídia PIG uma bobagem …
    Como diz PH, um dia essa “midia PIG consegue derrubar o governo”
    Já conseguem influenciar o STF
    O que mais falta para Civitas-Marinhos-Frias-Mesquitas?

  • Edu, eu vou dizer uma coisa que talvez desagrade à maioria dos leitores do blog: não me sinto bem defendendo o João Paulo Cunha ou outros sujeitos nesse processo. Mesmo que haja um enviesamento do STF, tem fogo de onde saiu aquela fumaça. Nesse FlaXFlu ideológico que tomou de assalto o Brasil, a gente acaba ficando cego para os fatos. E quem se beneficia disso são os “malfeitores”, como diria a presidente Dilma, que aliás não moveu um dedo por ninguém ali. E não porque ela é chefe de estado. Ela sabe que não tem santo nessa história. O que eu duvido é que o Dirceu vire chefe de quadrilha. Aí seria muita forçação de barra. Vejamos.

    • CAra, que quero que o Cunha se exploda. Não estou nem aí pra ele. O que não posso aceitar é que ele, ou qualquer outro, seja condenado por conveniência política, arbitrariamente, sem respaldo em provas.

      Isso é coisa de Estado policial, de ditadura, e não de um EDD. Se o MP tivesse feito seu trabalho direito, e houvesse provas, estaria eu defendendo sua condenação. Mas com Ministros falando em “acreditar” ou “não acreditar” nas explicações da defesa, e chamando-as de “abobrinhas” na cara dura, tá na cara que não é um STF justo, legítimo, democrático, mas sim um mero tribunal de exceção, onde impera o arbítrio.

      Querem condenar, ponto. É uma inquisição, e tem até um Torquemada, que se irrita quando alguém não se curva às suas crenças absolutas na culpa dos acusados.

    • Nossa! Os mensaleiros vão recorrer a corte de Haia! hehehe. Essa foi demais…
      Do jeito que tá acho que é melhor estarem preparados pra quando a coisa apertar e não tiver mais jeito eles fazerem como o Assange: fugirem pra embaixada do Equador e pedir asilo político…

      • Por favor, Sr. Sebastião, apenas para me tirar uma dúvida: o que significa “mensaleiro”? creio ser “neologismo”… gostaria que, também, definisse o que significa “mensal”. Agradeço a atenção!

    • O fato é que os réus estão sendo condenados pela maioria dos juízes do STF. Quem sou eu para discordar da análise deles?
      Ao meu ver o julgamento está ocorrendo em perfeita ordem, e os réus tiveram tempo suficiente para se defenderem.
      Não sou jurista nem nada. Para mim os juízes do supremo chegaram lá por absoluta capacidade, conforme exige a lei. Não me consta que algum desses juízes tenha trabalhado para a oposição ou coisa assim.
      Inclusive fica difícil acusá-los de serem parciais, pois além do mais a maioria desses juízes foi indicada ou por Lula ou por Dilma. Não consta que essa maioria tenha interesse em beneficiar ou prejudicar alguém.
      Também não acho razoável acreditar que estão jogando pra platéia ou fazendo o jogo do PIG.
      Se houver mesmo algo errado na atuação desses juízes, vou deixar as análises para os juristas que entendem mais que eu.
      Caso haja um verdadeiro clamor da maioria desses juristas denunciando essa maioria de juízes do STF, aí sim apoiarei uma denúncia à côrte de Haia.
      Caso contrário tenho que, democráticamente, aceitar o resultado do julgamento e esperar que mesmo rigor seja aplicado nos processos que envolvem os partidos de oposição.

      • Percebe-se que não és jurista.

        MAs isso não justifica não entender o básico: o princípio da inocência. Não precisa ser jurista pra ver que estão presumindo a culpa, e condenando com base em um achismos. Não há, por exemplo, prova alguma que os tais 50000 foram indevidos – afinal o adjetivo não está lá no tipo penal de graça, mas é essencial para a tipificação. O que há é a suposição que ele seja indevido.

        Da mesma forma, não há prova de que esse dinheiro esteja relacionado ao cargo do acusado, outro requerimento do tipo penal.

        A denúncia afirmou que é indevido e que havia a relação e só. O acusado disse que era devido (por conta do caixa 2) e não tinha relação alguma com seu cargo, pela mesma razão, pois era pra pagar dívidas anteriores, da campanha) e se isso for considerado corrupção, então TODO caixa 2 é corrupção passiva, e o delito eleitoral de caixa 2 é desnecessário (o que não é verdade), e todos os atuais e passados candidatos (mesmo que não tenham sido eleitos) a qualquer cargo onde tenha havido caixa 2 (99,99% dos casos) são corruptos.

        Os juizinhos de quinta do STF simplesmente ignoraram a ausência da prova, e simplesmente consideraram a vantagem como indevida e em função do cargo pelo mais puro arbítrio, em função de “ão acreditarem” na versão do acusado – ou seja, a acusação foi tomada como verdadeira por seu próprio mérito, sem nenhuma prova, mas pela ausência – na opinião do juizinho – de prova da inocência.

        Não precisa ser jurista, repito, pra entender isso. Basta usar a lógica e o bom senso. E ter as informações corretas – coisa que deveria ser obrigação da imprensa fornecer, mas que ela, convenientemente, não cumpre. Aí fica essa impressão de que está tudo “nos conformes” quando, na verdade, estão estuprando a Constituição e violando o direito de TODOS NÓS, além de criarem uma jurisprudência que permitirá a perseguição pura e simples no futuro.

      • “Ao meu ver o julgamento está ocorrendo em perfeita ordem, e os réus tiveram tempo suficiente para se defenderem.”

        Defesas quie Joaquim Barbosa chamou de “abobrinhas”.
        Julgamento em que diversos juízes dizem: “apesar das provas em contrário, ACHO que são culpados”
        Ou o Fux: “Quem tem que provar a inocência é o réu”!

        Que ordem jurídica é essa?

  • No meu dia a dia, percebo o seguinte, o povo tá se lixando pra esse julgamento. Nem contra, nem a favor. No meu trabalho, nas conversas na rua, na campanha dos candidatos a prefeito, vereadores, NINGUÉM fala disso.
    Só mesmo petistas, psdbistas estão ligados nisso. E detalhe, não vai alterar em nada o resultado das eleições, que é o que a midia tanto queria. Se o STF está julgando errado pq está se cagando de medo da mídia, os réus provavelmente vão recorrer a algum tribunal internacional. Mas o povo meu filho, tá contente com a lei da ficha limpa, que já tirou muuuuuitos fichas sujas da parada nessas eleições. E enquanto o Brasil estiver com a economia aquecida, os pobres indo para as universidades, os empregos sendo gerados e a renda aumentando, não tem circo midiático que tire o PT do governo federal. E, duvido muito que o PT caia nessa de cx 2 de novo.

    • Concordo porque tambem penso da mesma maneira,o povo mal sabe que existe mensalão,o povo mal sabe para que serve o STF,desconfio até mesmo que o povão,aquele que acorda quatro,cinco da manhã para pegar tres,quatro conduções para chegar no trabalho,nem saiba que exista um STF com onze ministros.E esse povão está mais do que certo.Quem,afinal de contas,paga a conta do cidadão no fim do mes,não é nem PT,PSDB OU STF.Claro que um governo com bons propositos ajuda,mas mesmo que um governo com bons propositos não venha a ajudar,não atrapalhando,já está de bom tamanho.Acontece que no Brasil,tudo é em cima do Estado,portanto,qualquer crise de pouco significado em torno de qualquer dos tres pooderes joga a sociedade toda no olho do furacão.E isso é pessimo,mesmo a gente sabendo que no Brasil,como na maioria dos paises latinoamericanos,o Estado nasceu primeiro e muito tempo depois é que veio a sociedade.Precisamos de outros paradigmas para a construção de uma sociedade mais justa e democratica,que não a situação que hoje vige e que é a situação de uma sociedade que se encontra tutelada pelo Estado(ou pelo governo,como queira).Precisamos nos emancipar da tutela do estado,do governo.Precisamos de uma sociedade que tenha um estado que esteja a seu serviço e não o contrario,ou seja,uma sociedade que está a serviço do estado,estado este que age a seu bel prazer,sem controle nenhum do cidadão comum.Precisamos do Estado a serviço de toda a população e não de um Estado a serviço de uma elite,às custas de toda a população.

  • Era só o que faltava. Colocar “movimentos sociais” nas ruas pra defender mensaleiro.
    Que tal por “movimentos sociais” nas ruas pra pedir ética na política, pra protestar contra a impunidade, pra melhorar o nível das escolas públicas?

    E antes que me chamem de um “Tucano-Demo”, espero que punam também os mensaleiros tucanos e demos. Bem que eu gostaria de ver JPC, Dirceu, Genoíno e o restante da quadrilha do PT junto com a turma do Azeredo e do Arruda, todos juntos na mesma cela na Papuda.

    • Exigir que o STF julgue com base em provas, e não na pré-condenação do PIG e seus asseclas que sequer tiveram contato com o processo (como vc, por exemplo) NÃO é “defender mensaleiros”, mas defender o direito de TODOS NÓS de sermos julgados de acordo com a lei, com o respeito ao princípio da inocência e NÃO linchados publicamente pra satisfazer o ódio cego de uns e outros despeitados cheios de dor de cotovelo.

      • A tal estorinha de que “não ha provas” é o que você e os demais petistas acham.
        Não é a imprensa golpista nem seus “asseclas” ( como você me chama) que diz que houve crime. Quem afirmou isso foi a PGR, sendo que a denúncia foi aceita pelo STF.
        No fim o que interessa é o que acha a maioria dos ministros do STF. E pelo que dizem existem as tais provas testemunhais que tem validade jurídica.
        Se fossem querer achar ofícios por escrito de chefes de quadrilha dando ordens aos seus subordinados (formato de “provas” que vocês querem) a justiça no mundo inteiro não condenaria absolutamente ninguém.

        • Ahh, e já que você me chamou de “Assecla”, acho que tenho direito de devolver a ofensa:

          Eu acho que você é que é um assecla de mensaleiro.

          • Sebastião, Vc é um gozador mesmo kkkkkkkkkk.Agora, fando sério: Seu candidato ,o Vampiro, está caindo cada vez mais nas pesquisas….tinha 27 % , agora está com 22 % ….e com 43 % de rejeição….

          • “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma”
            – Joseph Pulitzer

            Esse tempo já chegou?

            se não chegou estamos perto !

          • Parabéns, Bastião! Bela resposta!

            Quem difundiu a lenda de que não há provas foram justamente os “progressistas”. O resto é conversa fiada.

          • A inexistência de provas é evidente. Não é pq aqueles que pensam por vc garantem que elas existem que a realidade se dobrará à vontade deles.

            E, diferentemente de vc, eu demonstro meu argumento de forma simples: não houve NENHUMA menção a tais provas em nenhum dos votos condenatórios.

            Cunha foi acusado de corrupção ativa, de ter “recebido indiretamente vantagem indevida em função de cargo ou função”. Cada uma dessas palavras deve ser provado de forma incontestável pra justificar a condenação, ponto.

            Não há nenhuma prova, ou mesmo menção a uma, que demonstre que a vantagem, os tais 50000 foram indevidos e foram recebidos em função do cargo, dois elementos do tipo. Há, apenas, a acusação constante na denúncia.

            O acusado defendeu-se dizendo que recebeu esse dinheiro em razão de um acordo anterior, para saldar dívidas de campanha. Ou seja, que era devido (em razão do acordo pretérito) e não tinha nenhuma relação com o cargo.

            Os juizinhos do supremo tribunal de caça às bruxas não apenas ignoraram que não existe prova desses dois requisitos, mas os assumiram como demonstrados por “não acreditarem” na versão da defesa. enfim, presumiram que a vantagem era indevida e em função do cargo pq o acusado não demonstrou o contrário.

            Será que seu cérebro granítico consegue entender que isso significa presunção de culpa e o alcance deletério dessa prática de substituir a certeza das provas objetivas pela probabilidade das “deduções” subjetivas? Ou terei que desenhar.

            Agora, duvido muito que vc tenha argumentos pra demonstrar que os atos dos juizinhos de quinta foram legais e corretos. Aliás, duvido que sequer tenha conhecimento ou compreensão desses detalhes, pois o que lhe importa pra dizer que eles estão certos é o fato de terem condenado um petista e satisfeito a sua sede de sangue.

            Agora, diga-nos quem é que está repetindo as opiniões alheias como próprias, como um bom assecla?

            Ah, e a questão NADA tem a ver com provas testemunhais. Não há testemunha que diga que a vantagem não foi fruto de um acordo anterior e sem relação com o cargo ocupado. Sequer os amarelados juizinhos de quinta mencionaram prova testemunhal – o Celso de Melo sequer fez menção a provas, pra proferir seu voto que foi mais uma tentativa ridícula de “lição de moral” sobre os malefícios da corrupção do que um voto de um Magistrado – coisa de quem tem pretensões políticas, diga-se. Os que tentaram justificar esses dois requisitos o fizeram com base em um juízo subjetivo, e até usaram as expressões que os denunciam e condenam: “não acredito” e “não é crível”.

            E esse é apenas um detalhe, um dos muitos pontos falhos desses votos arbitrários.

          • O Carlos, logo acima escreveu o seguinte:

            “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma”
            – Joseph Pulitzer

            Esse tempo já chegou?

            se não chegou estamos perto !”

            Seria claro exemplo do que disse Joseph Pulitzer os tais de Sebastião e Mickey Mouse?

        • “Quem afirmou isso foi a PGR, sendo que a denúncia foi aceita pelo STF”.

          Ser aceito pelo PGR não significa haver provas, se fosse assim não precisava de julgamento. O PGR tem obrigação de aceitar e acatar, com ou sem provas.

          “E pelo que dizem existem as tais provas testemunhais que tem validade jurídica.”

          Depende, se for acima de qualquer suspeita e se não houver interesses particulares com a condenação.

          Eu só apoio uma condenação com provas. E prova é uma ligação mais forte e evidenciada, não precisa ser um documento de ofício com assinatura que diz “sou corrupto e assino em baixo”, não é isto, mas algo que seja incontestável e real. Mas dizer que só pode ter sido isto ou aquilo não é prova.

        • Que PGR ? Aquele mesmo prevaricador confesso que protege a máfia de Cachoeira ? Parece que as águas da máfia vertem pela mesma tubulação. Como o próprio texto demonstra : O STF aceitou a denúncia “com a faca no pescoço”. Cria-se mais uma jurisprudência casuística que será fragorosamente ignorada quando os réus forem do PSDB. Para não entender isso, só se for recém nascido ou viver em outro planeta.

          • Concordo plenamente. Quando o mensalão do PSDB for julgado em 2014 a sessão do STF será transformada numa sessão de desagravo aos tucanos. Dá até para fazer uma caricatura do Eduardo Azeredo de Cristo com a coroa de espinhos e os ministros do STF vestidos como meninos que nas noites de junho das paróquias do interior vão tirar espinhos à imagem de Nosso Senhor.

        • Quem diz que não tem provas são os ministros do STF, mas mesmo assim eles estão condenando simplesmente invertendo o ônus da prova. Portanto estão julgando conforme o PIG sim e, não se iluda, esse Tribunal de Exceção só vai valer pro PT mesmo. O pessoal do mensalão do PSDB terá seu julgamento procrastinado até que seus crimes prescrevam e, assim, desfilarão sua impunidade à luz do dia. E ainda zombarão do PT e de nós se dizendo os senhores da ética.

          • Já estou até vendo.
            No dia em que se julgar – se esse dia chegar – o mensalão mineiro, ou qualquer outro processo que envolva tucano de alta plumagem, veremos um fenômeno diferente.
            Aparecerão ministros ultraliberais e supergarantistas, dizendo frases do tipo: “noutro momento histórico, membros desta Corte, no afã de acertar e de dar punições exemplares, cometeram certos abusos. Não é o caso de denunciá-los aqui, mas é importante que se evite o fuzilamento e que se sepulte, de uma vez por todas, os excessos punitivos que pouco caso fazem da falta de provas ou grande peso se dá à mera verossimilhança”.
            E este blá blá blá vai ser ecoado aos quatro cantos. Por alguns, realmente legalistas e coerentes, de forma sincera, na base “de um erro não justificaria o outro”.
            Mas a maioria, vai ser na maior cara de pau mesmo.
            Arrogantemente, peço que guardem este comentário.

    • Você poderia nos apresentar algumas provas do mensalão?
      Você as conhece? Você as estudou? Em que se baseia suas afirmações?
      Suas afirmações está fundamentada no que leu nos meios de comunicações? ou está fundamentada em estudos que realizou sobre o assunto.
      Nos mostre uma prova , pois, diante dos fatos temos que nos render .

      Não acredito que seja um papagaio a repetir coisas das quais não conhece, das quais não lhes consta e que não tenha vivenciado.

      Estamos querendo provas e não absolvição ou condenação.

      O que é Justiça amigo?

      • Talvez para ele as provas sejam matérias de jornais, do mesmo tipo das que a Polícia Federal demonstrou que foram plantadas por Cachoeira para satisfazer seus interesses particulares. A que ponto chegamos em nossa justiça : O raciocínio técnico da maioria dos magistrados do STF está no mesmo nível dos trolls reacionários. Quando for dado curso a uma Operação Mãos Limpas brasileira, vai sobrar para muito togado das “altas esferas”, quem viver verá.

    • Você é o tipo que defende a justiça, seguro de que ela não atingirá os amigos do rei. No caso o rei é o PIG (desculpe-me, eu sei que voces odeiam essa definição). Aí fica fácil, meu amigo. Só o fato de não termos órgãos de imprensa neste país (talvez até tenhamos um ou dois) e que as empresas de panfletagem existentes tem o seu lado, que sabemos não é o da Democracia, já é o bastante para por em suspeita um poder que já demonstrou dobrar-se a interesses.

    • Parece que o objetivo do Tião Medonho foi alcançado.
      Conseguiu que todos pulassem na sua garganta.
      Pessoal não vale a pena mexer em merda. Quanto mais mexe mais fétido fica.
      Pronto. O Tião Medonho teve o seu momento de glória neste espaço.
      Vejam que nem o moderador teve a preocupação de contestá-lo.
      No contra ponto a “nossa” justiça engavetou ou anulou a Satiagraha com todas as consequencias possíveis. Demissão do delegado Paulo Lacerda, execração de Protógenes que precisou se eleger deputado para poder ter mais garantias para se defender, enquanto o banqueiro bandido condenado Daniel Dantas está solto com dois HC’s canguru (como diz PHA) concedido por quem? Ah! Tinha que ser o medíocre Gilmar Mendes. Operação Castelo de Areia acabou ruindo pela “nossa” justiça. Perguntem para o Tião Medonho, quem estão dentro desse processo? O que mais o Tião Medonho quer como prova, se não o parcialismo vergonhoso da “nossa” justiça, da imprensa vadia dos senhores Marinhos, Civita, Fria e Mesquitas com relação ao Livro Privataria Tucana. Lá sim está cheio de provas. Cadê Jô Gurgel prevaricador? Não vai aceitar, pelo menos aceitar a denúcia?
      Com a palavra o Tião Medonho.

    • Acrescente, Sebastião, a turma da privataria, a turma do STF e a turma de jornalistas corruptos, além da turma de empresários corruptores.

    • Sebastião, eu tenho um nome limpo e honrado, como o que herdei de meus avós e de meus pais.
      Mas se alguém inventar contra mim uma acusação qualquer, pela jurisprudência do Joaquim Barbosa, do Luís Fux e da Rosa Weber eu estarei irremediavelmente condenado, por não ter provado minha inocência. Em outras palavras o STF aboliu o princípio da presunção de inocência, relegado ao nível das abusões como a lenda de Santa Iria (a que bebeu um copo de uma beberagem oferecida pelo demônio e ficou grávida). Agora, à luz do mais moderno Direito o que vale é a presunção de culpa. Viva o Brasil.

    • A sua ética é bastante seletiva. Preocupa-se apenas com “mensaleiros” petistas. Não vai além disso. Ou talvez deva defender a condenação do José Dirceu que era o “chefe” do esquema. Será que foi ele quem bolou o esquema tucano do Azeredo em 1998?

    • Deixe de conversa fiada, só de igualar a turma de Azeredo e demais Demo tucanos, com Dirceu e Genuíno, mostra que vc na verdade so quer a cabeça dos “petistas” Dirceu e Genuíno tem uma história muito distinta desta raça demo-tucana, errado ou certo eles botaram suas vidas em risco ao combater a ditadura, fizeram o que muitos não tem coragem de fazer só sabem cobrar, nunca se viu na mídia por mais raivosa que ela seja contra eles, algo como contas bancárias em paraiso fiscais como se pode ver no privataria tucana, cadê as fortunas de genuino ou dirceu? nada, se tivesse a midia ja teria mostrado até o último fio de cabelo deles , eles podem não ser santo pois isto é impossivel ao político em nossa democaracia, mais que esse julgamento seja justo, com certeza que não, só um cego não vê que este é um julgamento politico direcionado a um partido, qualquer um vê que a fonte dessas condenações são a priori vindo da mídia e nós sabemos por que!

  • A maioria da população não está nem aí mais para o mensalão, quer seja petista, quer seja tucano e sabem por que? Porque o povo faz o que é melhor pra ele, pois não acredita no Estado como um todo, nem na Justiça, nem nos Políticos, nem na Polícia. O povo acredita naquilo que muda sua vida verdadeiramente e não palavriado que a maioria nem mesmo entende.
    Quanto ao STF, nunca confiei e nem confio em instituições que dão mais valor à pompa e as aparências do que a verdade e a vida.

  • Sinceramente, dizer que o STF se rendeu ao PIG é o mesmo que dizer que vale condenar por indícios do que por provas materiais. São pessoas cujo tempo para ler Nelson Hungria é muito mais útil do que se entreter ao nosso noticiário! Que julgem com a independência necessária! Mesquinharia acreditar que estes 11 doutos devam se render a pressões de quem quer que seja, do tal PIG como dos movimentos sociais!

    • Xará, leia o post, xará!!!!!
      Leia o post!
      Já que vc não leu, aqui vai um pedacinho:

      “A voz trêmula e hesitante de Rosa Weber ou o malabarismo retórico de Luiz Fux deixaram claro que eles sabiam o que estavam perpetrando e tentaram, clara e excessivamente, explicar o inexplicável.”

      Este dois doutos juízes são tão doutos assim, que hesitam e fazem malabarismo retorico?
      Tá na cara que tem pressão por trás disso tudo aí, sim.
      Procure o documentario ‘Além do Cidadão Kane’ e se for bom entendedor voce saberá que tipo de pressão eles estão sofrendo.
      Luciano, um simples eletricista que só toma choque quando vê as asneiras da globo….

  • Pois eu acho que o texto do professor Bottino não tem nem um mínimo de contundência, em apontar algum tipo de absurdo, no julgamento dos que condenaram o João Paulo Cunha.
    Seu texto não teve outra pretensão, senão a de ser didático, mostrar a dinâmica do STF.

    E, mencionar o balizamento do ministro Fux, em seu julgamento, que disse que….”relativizar a exigência de provas é diminuir o esforço de relator e revisor”……é fraco demais, para botar todos os movimentos sociais na rua.

  • O povão quer emprego,renda e educação.:

    AGRICULTURA IRRIGADA no Ceará (Citricultura)

    Projeto investe R$ 24 mi em frutas cítricas no CE

    Ceará é foco da Roque Citrus, empresa sediada em Limeira (SP). Primeira colheita está prevista para julho de 2013
    28 de agosto de 2012 – 17:39 | 0 comentário(s)fonte: Corrigir |Imprimir |

    A citricultura em escala industrial está subindo o mapa do Brasil. De Limeira, interior de São Paulo, para o Baixo Acaraú, interior do Ceará. A Roque Citrus desenvolve um projeto de produção de frutas cítricas nos municípios de Acaraú e Bela Cruz. Hoje, 500 hectares (ha) estão sendo cultivados, com estimativa de ter a primeira colheita em julho de 2013.

    Os planos futuros são da instalação de uma esmagadora de laranja para o fornecimento de suco concentrado da fruta e suco de caixinha.

    O projeto será realizado em 2.000 ha – duas etapas de 1.000 hectares -, conforme informou ao O POVO o engenheiro agrônomo e gerente do projeto no Ceará, Antônio Marcos Aires de Lima.

    A compra dos primeiros 500 ha, mais a montagem da infraestrutura e a plantação das mudas, representou o investimento inicial de R$ 13 milhões, que tiveram início em 2009. Para concluir a primeira fase, os outros 500 ha e a plantação consumirão R$ 11 milhões. Novas mudas estão previstas para serem fixadas em outubro.

    “A gente acredita que o projeto vai se dar muito bem na região. Nosso objetivo é aproveitar a entressafra de São Paulo. Com base nisso, teremos uma vantagem a mais”, comentou Aires de Lima, deixando claro que a empreitada vai seguir independente da produção paulista.

    O gerente explica que o restante da área do projeto será adquirido após a primeira colheita. Poderá ser por meio de licitação ou por compra avulsa. “O importante é que queremos continuar neste Perímetro Irrigado (do Baixo Acaraú, construído pelo Departamento Nacional de Obras contra as Secas – Dnocs), em função da boa infraestrutura oferecida, como água e energia elétrica”. Segundo informou, o projeto está sendo financiado pelo Banco do Nordeste (BNB).

    Cerca de 45 funcionários estão trabalhando no Roque Citrus Ceará, entre eles tratoristas, pulverizadores, responsáveis por podar e capinar. Na época da colheita, é esperada a contratação de mais 150 trabalhadores temporários. “Os trabalhadores estão sendo capacitados aqui. Estamos aproveitando a mão de obra local”, garantiu.

    Custos menores no CE
    O presidente da Câmara Setorial da Fruticultura do Ceará, o empresário João Teixeira Júnior, afirma que considera importante a entrada da Roque Citrus no Estado. “O Ceará tem um potencial muito grande. Toda essa parte de suco sempre vem de outros Estados, principalmente de São Paulo. Vai gerar riqueza para a nossa região”.

    João Teixeira comenta que há vantagens para produzir frutas cítricas no Ceará, em razão do clima semiárido, que proporciona a menor incidência de pragas, consequentemente, a menor utilização de defensivos químicos. “Tem muito sol e poucas chuvas, evitando pragas. Podemos ter uma relação melhor com a natureza do que em São Paulo”.

    O POVO procurou a Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece) para falar sobre o projeto no Baixo Acaraú. A agência informou que não comenta o assunto, por questões de sigilo empresarial.

    Sem falar sobre esse caso em específico, o diretor de Atração de Investimento da Adece, Cláudio Frota, disse que o Estado está criando condições para cultivar frutas cítricas. A consequência disso é criar as condições para desenvolver uma indústria de processamento da laranja, por exemplo.

    “A Adece tem uma diretoria voltada ao agronegócio, tem um trabalho para ver como podemos melhorar o manuseio em produtos que o Ceará tem vocação. A gente tem ações nessa área (de citricultura). Eu diria que, quando você tem uma semente, aquela semente gera uma árvore, que gera frutos”, ressaltou Frota.

    O diretor destacou que a laranja não proporciona só o suco. “Você tem o óleo, tem gominhos da laranja desidratado, que são vendidos no mercado externo”. (Colaborou Nathália Bernardo e Rebecca Fontes)

    Onde

    ENTENDA A NOTÍCIA

    A produção da Roque Citrus no Ceará objetiva abastecer Juazeiro do Norte, Sobral, Teresina, Natal (RN), Mossoró (RN) e possivelmente, Petrolina (PE). Há intenção de exportar o produto processado, mas isso é um plano futuro da empresa.

    Números

    200
    toneladas é a capacidade estimada de processamento de laranja na esmagadora que deverá ser instalada no Vale do Acaraú pela Roque Citrus

    10
    variedades de frutas cítricas deverão ser produzidas no Ceará, no Vale do Acaraú com o desenvolvimento do projeto da empresa paulista

    Saiba mais

    Variedades de 10 frutas em produção
    A Roque Citrus vai produzir 10 variedades de frutas cítricas no Vale do Acaraú, entre elas a dekopon, pokan e clementine (tipos de tangerinas); laranja pera e limão tahiti, informou o engenheiro agrônomo e gerente do projeto no Ceará, Antônio Marcos Aires de Lima.

    A Roque Citrus está trabalhando na contramão do que está acontecendo no setor de citricultura no Brasil. A crise econômica mundial e a falta de interesse das indústrias de sucos norte-americanas pela laranja brasileira colocam o preço da laranja para baixo. Este ano, houve colheitas que não foram feitas, trazendo prejuízos no campo.

    A Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento de São Paulo informou que a produção paulista de laranja deve atingir 365 milhões de caixas em 2012, 5% menos se comparada com a de 2011. (com agências)

  • A meta da direita é condenar a todos agora e depor Dilma na primeira oportunidade. E, provavelmente, não esperar a oportunidade chegar, mas CONSTRUIR uma oportunidade.

    Washington tem pressa. O golpe em Honduras e, agora, no Paraguai, foram apenas balões de ensaio. Washington precisa de TODA a América do Sul a seus pés, para tentar recuperar a economia dos EUA sugando nosso sangue.

    • Locatelli…em poucas palavras você disse tudo…lembre-se do efeito dominó…a coisa mais temida pelos americanos…difícil acreditar que nosso próprio judiciário está ajudando a afundar este País que começou a ser independente…

      • Em poucas palavras, o Locatelli não disse, rigorosamente, nada.
        Ninguém quer depor a Dilma, ou não é verdade que o progressismo acha que ela foi cooptada pela direita?

        • Locatelli, o fato de desconsiderar sumariamente meus comentários sobre seus posts, não vai funcionar.
          Eu continuo achando que você fala, fala, fala……e não diz nada, ao menos, nada do que se aproveite.

        • Pois é Locatelli, o Lula escolheu sete ministros, a Dilma, dois, e mesmo assim o time contrário ganha. Os tucanos parecem gozar da inimputabilidade. O PT não está sendo vitima dos próprios erros?

        • Meu Deus. Candidatos a ministro do Supremo prometendo barbaridades em horário eleitoral. Quanto tempo vai levar para vocês descobrirem que o Locatelli é um pândego ?

      • Paranóia, ali nas cercanias de Mairiporã, Bom Jesus dos Perdões, Nazaré Paulista e adjacências, merrmão, é um baseadinho bem baratinho…..para os nóia…..

        KKKKKKKKK
        Hoje eu tô rindo á toa!

      • Augusto, os EUA apoiaram Fulgêncio Batista em Cuba / Somosa na Nicaragua/ Papa Doc-Baby Doc no Haiti / Pinochet no chile / Strossner no paraguai / …………..Com qual intuito ? Para tirar proveito desses colaboracionistas que oprimem o próprio povo…A História serve para que aprendamos com o passado e não repitamos os mesmo erros …

      • Como sempre é o Mickey Mouse.

        Como sempre o Mickey Mouse tenta provar que é brasileiro, por isto tem a necessidade de usar a imagem da bandeira nacional.

        Como sempre o Mickey Mouse festeja a existência da “lenda do Mensalão do PT”. O STF não provou a existência do mensalão, muitos ministros foram pressionados por mafiosos do PIG e condenaram alguns sem prova. O Mickey Mouse festeja este fato (ele e outros ratos adeptos do PIG e da UDN).

    • Locatelli.
      Parabens. analise perfeita.
      Enquanto uns pobres diabos brigam por migalhas Tio San levanta da cova
      empobrecida e revê as armas antigas.

    • Depor Dilma? aguarde Locatelli, quem vai querer depor a Dilma serão vocês assim que ela tiver uma âncora política que lhe afaste de vez do Lula. Ela está indo neste caminho, graças a Deus.
      Dilma não é PT, e seu governo têm demonstrado isso, mas, logicamente vocês não vêm. E mesmo que adote medidas iguais a FHC vocês continuarão apoiando ela, o que provará que vc não tem ideal político.

      • Luiz, disse tudo em poucas palavras.
        A esquerda progressista é que, não vai demorar muito, vai querer depor a Dilma.
        Ô, gente cega!!!!

  • Esta votando o Gilmar Dantas.
    Aquele que “manda subir”; que consegue, do dia para a noite, 8 mi para calar a boca do sócio; o dos HC’s cangurus e que aparece na lista do mensalão do PSDB recebendo, supostamente, a módica quantia de R$183.000,00.
    Vai julgar um que, supostamente, recebeu R$50.000,00.
    É justo.
    Num país onde Demóstenes Torres é procurador, tudo é possível.

  • “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma”
    – Joseph Pulitzer

    Esse tempo já chegou?

    se não chegou estamos perto !

  • Julgamento de cartas marcadas. Acordão da elite.
    Foram condenados pela mídia; Foram absolvidos pelo povo; E agora, serão condenados pela justiça, que é um braço da direita;

    E pior q não haverá grandes mobilizações; Da parte da CUT porque sua base tem a preocupação é de aumentar o salário.
    Do MST … oras, o governo Lula e Dilma relegaram a reforma agrária ao décimo plano;
    As famílias sem terra já não tem esperanças de conquistar um pedaço de terra. Passam anos e anos acampados e nada.
    As famílias do MST sabem que a “justiça” no Brasil é para manter o privilegio de poucos.
    Os Sem Terra são os que mais sofreram na pele; Milhares de líderes foram assassinados e seus mandantes continuam a solta; Milhares de coordenares tiveram prisão decretada, sem nada dever; O MST sempre denunciou essa “justiça”;
    E quando o PT teve a oportunidade de fazer algo, recuou.
    E agora, que o PT está sendo a bola da vez, vão pedir pras familias do MST sairem às ruas ??
    Acho brabo convencer a grande maioria;
    Podem até chamar os sem terra de egoístas e que não estão pensando na coletividade; Mas recorrer a coletividade somente quando o meu tá na reta é oportunismo.

  • Edu, no seu primeiro parágrafo você sintetizou o que vai na alma do brasileiro que quer a democracia.
    A palavra correta é PERPLEXIDADE. Qual o medo que os MINISTROS têm?
    A democracia está em jogo e a SUPREMA JUSTÇA não existe. Que fizeram com a Constituição Brasileira?

  • O povão quer emprego,trabalho,educação,segurança,o partido que lhe proporcionar tudo isto continua no poder,não é meia duzia de donos da mídia que vai fazer o povão mudar,hoje uma diarista ganha cr$100,00 ,um pedreiro,pintor,carpinteiro,azulejista avulso ganha cr$130,00 por dia,os filhos estão conseguindo entrar nas escolas técnicas(o LULA construiu 224) e até na faculdade,tem cartão de crédito,computador,comprar a sua casinha,será que eles querem a volta do desemprego,inflação,fmi dirigindo o país,apagar as luzes de casa devido ao apagão,ver o fhc toda semana na tv pedindo para o povão apertar o cinto,tucanos se DEUS quizer nunca mais.

  • Sera que vocës levam a serio o que dizem? Ou dizem para se confortarem uns aos outros? Quer dizer que o STF esta condenando os bandidos por pressao do PIG? Me parece, que por aqui, so se admitiria a mais completa absolvicao dos petistas. aqueles que leram o livro Privataria Tucana me digam: ha mais provas contra Serra e familiares là ou contra os petistas no julgamento? Onde se deu mais direito de defesa ao acusado e onde as provas apresentada foram analisadas com mais isençao? Acho que voces, principalmente o articulista dono do blog, sò escreve estas besteisras para se consolarem mutuamente, pois deve ser dificil saber que sao tao ladroes e corruptos quanto todos.

    NAO SAO MELHORES. E isto lhes doi.

    • Sim, o STF abriu mão de seu dever de preservar o princípio da inocência e está condenando com base na presunção de culpa, pré-estabelecida pela imprensa, sem provas cruciais. em outros comentários já expus exata e detalhadamente como isso se deu. Tente contestar, mas com fatos e não com a repetição da opinião da imprensa oposicionista e sua vontade de queimar bruxas.

      Duvido que consiga. E duvido que isso o impeça de continuar afirmando coisas que não és capaz de sustentar racionalmente.

    • Eu li o livro e há mais provas contra Serra e o núcleo duro das privatizações no livro do que na farsa fabricada pelo prevaricador Gurgel a mando dos mafiosos. Aliás, se o livro trouxesse apenas uma única prova já seria suficiente, afinal 1>0.

    • Em primeiro e principal plano: Ladrão e corrupto é a tua nona, pilantra!

      Em segundo lugar, vamos deixar de lado por um momento a ideia de que existem dois partidos se digladiando e vamos por na mesa nomes e valores de duas das picaretagens mais conhecidas:
      Mensalão: aprox. 40 milhões de reais de distribuição de verbas entre partidos;
      Caso Alstom: propina de 45 milhões de dólares para fechamento de contrato lesivo ao tesouro paulista, de 620 milhões de dólares;

      Agora vamos nos ater á atuação política sobre os dois casos:
      Mensalão: CPMI no Congresso, mesmo com governo acusado tendo maioria nas duas casas;
      Caso Alstom: CPI barrada pelo governo que tem maioria na assembleia;

      E a cobertura da imprensa:
      Mensalão: diuturna, em todas as revistas, jornais, radios e tv’s, de forma parcial;
      Caso Alstom: algumas materias veiculadas na surdina, e quase ninguém mais se lembra do caso, apesar da gravidade do crime;

      Só não percebe a diferença de tratamento quem é cego, surdo e mudo. Se for cego, ouve a tv e o radio. Se for surdo, lê os jornais e vê a tv. Se for mudo, não fala nada, que é o que voce deveria fazer, ô desmerecido!

  • Continuoa bater nesta mesma tecla o governo Dilma é e será o culpado de tudo o que está ocorrendo ,estão facilitando o golpe ,e tenho certeza o governo Dilma não chegará a 2014,é muito triste que só o governo não encherga isto,tanto sacrificio tantos jovens morreram paraconquistarmos o governo e agora vamos entrega-lo de mãos beijadas este governo esta falindo.

  • O fato dos únicos 2 (pelo menos até agora) Ministros que absolveram o João Paulo terem ligação íntima seja com o PT seja com o Presidente Lula não quer dizer nada? Ou seja, os únicos ministros que prestam são eles 2? “Culpa” do Lula e da Dilma, que indicaram 6 dos 9 restantes…

    • Sim, tem significado, sim. Tendo em vista que foram os únicos que deixaram claro que elementos cruciais das acusações não foram demonstrados pelo MP e foram substituídos por presunções, o significado é claro: a proximidade lhes deu forças para não se acovardarem com a pressão da imprensa oposicionista.

      Não se curvaram à caça às bruxas. Palmas para eles.

      • Tofolli deveria se declarar impedido por suas ligações diretas e indiretas com os acusados. A absolvição de Cunha apenas confirma seu carater venal, assim como venal tambem é quem lhe aplaude.

        • Rubem Gallo
          30/08/2012 • 00:27
          .
          “Tofolli deveria se declarar impedido por suas ligações diretas e indiretas com os acusados.”

          e qt ao Gilmar Mendes??? ele tb ñ deveria? afinal ele aparece em uma lista de beneficiários do mensalão tucano no valor de R$183.000,00. Ou seja, recebeu grana do Valerio e vai julgar o cara e o esquema dele????
          estranho…

          • Tá, 183 pilas do mensalão tucano, mas, como é que isso não provocou nenhum tipo de constrangimento, ainda, de seus colegas de STF?

  • Conclusão simples o PIG está se preparando para jantar a Dilma, com o controle do judiciário quem poderá defender a nossa presidenta? O golpe no estilo do Paraguai está na porta do Brasil, e o pessoal da EBC está dormindo ou jogando contra, por que não criar desde já uma cadeia da legalidade ? Os Blogs que são a nova trincheira do povo brasileiro sozinhos não vão conseguir segurar os torpedos que vem aí pela frente, parece que esse pessoal da EBC não tem interesse de defender a nossa presidenta. Uma medida (ideia) é que poderia ser criado um jornal dos Blogs as 18:00 horas na TV Brasil para dar espaço para que faz o contro ponto das desinformações do PIG e com a propaganda boca boca e o apoio de toda a galera que acompanha os Blogs esse jornal poderia ter sucesso e ser uma novidade positiva na TV Brasil,, mas parece que a TV Brasil foi feita para não incomodar quem domina os meios de comunicações nesse país.

  • Você defende “movimentos sociais” nas ruas protestando contra os “ditames midiáticos” responsáveis pela rendição do Supremo Tribunal Federal, mas recomenda blogueiros como Paulo Henrique Amorim, que mantém seu site com patrocínio de Estatais dirigidas pelo Governo? Entendi!

    • Só um completo imbecil diria que Paulo Henrique Amorim mantém seu site com patrocínio estatal. Aliás, o PSDB denunciou isso ao Ministério Público e este arquivou a denúncia sumariamente simplesmente porque é mentira. Você é um caluniador. Todos os que caluniam o Paulo, um amigo, passo a ele para que decida se processa ou não.

      • Não tente me desqualificar, conteste o que eu falo. O Código Penal brasileiro prevê a Calúnia em seu artigo 138, conforme segue abaixo:

        “art.138 Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:

        Pena – detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa”

        Portanto, caluniador é o senhor, que imputa falsamente a mim o crime de calúnia, apenas pelo fato de que constatei uma VERDADE: SIM, O SITE DE PAULO HENRIQUE AMORIM RECEBE PATROCÍNIO ESTATAL, COMO POR EXEMPLO OS R$120.000,00 RECEBIDOS DOS CORREIOS, CONFORME INFORMA O PRÓPRIO SITE DA ESTATAL (http://blog.correios.com.br/correios/2012/03/02/esclarecimento-sobre-artigo-publicado-nos-jornais-o-globo-e-estado-de-s-paulo/)

        • Você diz que Paulo mantém o site com patrocínio estatal, ou seja, o site não sobrevive sem patrocínio estatal, o que é mentira. Mas isso é entre você e o Paulo

          • Ainda que fosse mentira o fato de que, sim!, Paulo Henrique Amorim recebe patrocínio estatal em seu site, tal mentira não serviria de pretexto ao crime de calúnia, uma vez que ser patrocinado por estatais não é crime algum. Da mesma forma como não seria crime de difamação ou injúria, uma vez que ser patrocinado por estatais não é ofensa à dignidade ou decoro.

          • Sim, mas no começo de seu post vc fala como se PHA recebesse patrocínio estatal fosse algo errado, fazendo com que ele perca credibilidade. A Veja, a Globo e outros lixos também recebem, e daí? Isto não reforça sua argumentação contra o recomendar PHA.

            Depois de discutir com Edu, vem dizer que não há algo de errado. Percebeu que a forma de ataque não procedia?

          • Caro Sávio,

            Ou o senhor não leu corretamente – não sei se propositadamente! – ou padece de algum vício de compreensão de leitura. Em síntese, podemos entender em seus 2 parágrafos que: (i) apenas os veículos de informação comandados por progressistas são isentos e corretos; (ii) discordar de você faz do discordante uma pessoa que “ataca sem qualquer procedência”.

            Ao contrário do que seu amigo, criador deste blog, tenta passar aos leitores, o que digo é VERDADE. Segundo ele, “só um completo imbecil diria que Paulo Henrique Amorim mantém seu site com patrocínio estatal”, o que me leva a crer que ou age de má fé ou está profundamente desinformado – quero crer na segunda alternativa. Já provei o que digo e aqui vai de novo o link: http://blog.correios.com.br/correios/2012/03/02/esclarecimento-sobre-artigo-publicado-nos-jornais-o-globo-e-estado-de-s-paulo/. Você e seu amigo precisam aprender a lidar, e aceitar!, com os fatos…

            Sim, considero um erro o investimento de dinheiro público em um site dirigido por uma pessoa já condenada judicialmente por termos e imagens ofensivas (Processo nº 0249029-18.2009.8.19.0001; link http://s.conjur.com.br/dl/sentenca-amorim-vs-dantas-29-18.pdf), e que enfrenta outro processo por racismo. O caso é tao gritante que, em outra condenação, os próprios desembargadores da 1ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro declararam que “Paulo Henrique Amorim vem desempenhando papel nocivo à própria imprensa ao atacar, de forma dolosa, pessoas que ele afirma serem seus desafetos”.

            Caso a Veja, a Vovó Mafalda ou o Mago Merlin recebessem patrocínio estatal e tivessem a mesma conduta do senhor Paulo Henrique Amorim, também consideraria errôneo o investimento. Minhas convicções foram, são e serão expostas quando eu quiser e bem entender, uma vez que a Constituição Federal do meu país, em seu artigo art. 5º, inciso IV, prevê a “livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”.

            Portanto, não é um blog ou leitores dele que terão o condão de me desqualificar apenas porque não pactuo das mesmas idéias.Não tenho medo de ameaças vãs e muito menos de hipotéticos processos que nem sequer prosperariam por falta de requisitos.Pensem a respeito.Aprendam a Democracia.

            Forte abraço.

      • Não sei se achar o PHA uma mula é motivo para me processar, mas, que eu acho, eu acho.
        Inclusive, acho que ele deveria se limitar a dar continuidade àquela sua parceria com a Ana Hickman, e aquele outro mala do Rasmussen.

        • O serviço que Amorim presta ao país com suas denúncias em primeira mão e material exclusivo já são suficientes para eu apoiá-lo incondicionalmente. Eu nem assisto TV mas o blog de Amorim é leitura obrigatória, um dos poucos que enfrentam a baixaria do PiG com sábia ironia.

    • E mesmo que fosse verdade, que raio de problema há em ter patrocínio de estatais? Esas mesmas estatais não patrocinam outros veículos, como a Globo, a Veja, etc?

      Ou será que vc acha, convenientemente (ou melhor, repete acriticamente) que os progressistas não devem ter financiamento algum, e deixarem de existir por falta de grana mesmo? É essa a sua forma enviesada de calar quem não pensa como vc, exigindo-lhes falência ou acusando-os de serem “chapas-branca”?

      Ah, vai chupar parafuso, meu. Se propaganda fosse determinante de alguma coisa, então pq vc não reclama do PIG que exige propaganda de tudo quanto é empresa privada e as defende descaradamente?

      Hipócrita!

    • Por acaso v.sa. tem conhecimento de que tudo o que a imprensona brasileira tem contra o PT é simplesmente o fato de que estes 120 mil, que é uma gota no oceano de verbas publicitárias do governo federal e estatais deveriam estar indo para ela , e não para o PHA e outros e outras?
      Se não fosse pelo din din, eu diria que é ciuminho de dondoca, mas como se trata de fábulas de grana, tá explicado porque o ataque é diuturno desde jan/2003.
      Então, sujeito (eu iria escrever cidadão, mas ficará pra próxima, isto se voce revisar seus conceitos), primeiro vai aprender sobre patrocinios e coisas tais, depois vem resmungar por aqui.

  • Eu até acho bom que esses movimentos saiam às ruas. Vamos lá, saiam, defendam o mensalão que, depois dessas condenações, está devidamente provado. Vocês pensam que a população não está nem aí para isso, mas poderão ter uma surpresa. Na verdade, os movimentos deveriam sair às ruas se tivesse ocorrido (ou ocorrer) o contrário. Essa classe política podre, que vive numa ilha da fantasia, precisa ser tocada pela realidade. Eles não podem tudo, eles não estão acima de quem lhes paga o salário. Sim, o Brasil já não é o mesmo, as pessoas estão mais politizadas, seja de direita ou de esquerda, não importa. Não esqueçam que há uma maioria silenciosa. O papel da imprensa é mostrar o que ocorre, ela não cria os fatos.

    • NA verdade, nenhuma das condenações até agora tem a menor relação com o tal “mensalão”. Vc, na sua santa ignorância e incontido desejo de alterar a realidade para satisfazer seus ódios pessoais, pode até querer que tenha, mas o fato não muda.

      Assim como exigir o respeito ao princípio da inocência e a rejeição a condenações arbitrárias, de conveniência e medo, não é “defender mensaleiro” porcaria nenhuma. Se vc quiser, eu desenho pra vc, mas acho que nem assim, pois vc quer pq quer que as duas coisas se confundam, pois não tens argumentos contra o que estamos exigindo e precisas, desonestamente, fingir que se trata de outra coisa pra poder condenar-nos de alguma forma.

      Coisa típica de gente minúscula, que se limita a repetir e é incapaz de pensar autonomamente… fazer o que, né?

    • Se a imprensa não cria os fatos então isso quer dizer que a ficha falsa da Dilma, publicada na Falha de São Paulo pra dar uma forcinha para o Serra, é verdadeira ?

  • O dia em que o povo (o POVO mesmo, não entidades subvencionadas pelo governo de ocasião) sair às ruas para defender políticos condenados por corrupção, saci vai estar cruzando as pernas.

    • No dia que o povo sair às ruas pra defender polítocos INJUSTAMENTE condenados por corrupção, aí teremos um país decente. E quando os trouxas fanáticos pararem de repetir as pré-condenações da imprensa oposicionista como se fossem verdades escriturais, e passarem a pensar por elss mesmos, aí sim saci cruzará as pernas…

  • Só mais uma perguntinha. Será que era essa a ameaça do pig quando ele e os oposicionistas alertaram (o termo certo é Ameaçaram) o pessoal da CPI do Cachoeira? Quando o Gilmar Dantas fez aquele carnaval todo? Ou vem mais coisa por aí? Porque não vai dar para deixar para depois a reação. A ameaças e intimidações devemos responder com ações.

  • Duvido que você faça um resumo das considerações de Peluso que revelam essa “sapiência jurídica”! Por outro lado , devo concordar que se comete por aqui os equívocos que critiquei acima. Essa estória de que, porque os juízes foram indicados por Lula e Dilma , eles deveriam ser fiéis aos réus petistas é um absurdo. Quem tiver paciência de ler meu prolixo comentário acima( eu se fosse vocês não lia coisíssima nenhuma,pois não sou nenhum grande pensador como Nietzche, capaz de dizer coisas que nos intrigam por anos a fio até que finalmente alcançamos que não passavam de um monte de bobagem enunciada por um raciocínio brilhante).Os juízes deixaram de sê-lo nesse processo.para se converterem representantes políticos de um clamor por limpeza na política.Para a maioria deles ( 8 pelos meus cálculos) tanto faz se os réus são ou não do PT. Essa discussão que está sendo desenvolvida por aqui tornou-se inócua, sem relevância para os juízes e para a maioria dos que pertencem à classe social destes mesmos juízes, ou seja, essa pequena-burguesia intelectual falante a que pertencemos todos. A maioria dos juízes está se comportando, a meu ver, não como testas-de -ferro da mídia, nem como agentes petistas: o comportamento destes juízes decorre de uma pressão social por parte desta intelectualidade pequeno-burguesa que já formou o seu juízo . O que quero dizer é que , por ter esse processo se convertido em um JULGAMENTO POLÍTICO, a maioria dos juízes se converteram em REPRESENTANTES POLÍTICOS, mas não do PT , nem da MÍDIA DEMOTUCANA, mas desta intelectualidade sem partido definido, que pode se achar de esquerda ou não, mas que aspira por ver um fazer político legítimo, sem corrupção ( ninguém melhor do que a MAISA sintetizou em comentário o que acredita esse estrato social, que tem contra si o grave defeito de achar que deveria pertencer ao topo de uma REPÚBLICA MERITOCRÁTICA PLATÕNICA, que nada tem a ver com o socialismo e nem sequer com o liberalismo puro). Ir para as ruas pressionar ministros seria um equívoco político, à essa altura do julgamento. Isto porque , em minha opinião,a maioria desses juízes não está votando por que sucumbiram às pressões da mídia (como sugerem boa parte dos comentários por aqui, me lembrando os comentários nos blogs de torcidas de futebol) , nem porque simpatizam ou antipatizam com o governo do PT. Nenhum desses dois lados conseguiu conquistar ideologicamente os juízes. A maioria deles atua como PALADINOS DA CLASSE MÉDIA INSTRUÍDA, como representantes do pensamento médio dessa classe classe social purista e falso-moralista.

  • Com todo respeito Eduardo,
    a culpa é somente do Lula e da Dilma que indicaram Ministros para o STF sem nenhuma expressão e que , o pior, sem nenhuma independência em relação aos poderosos. Veja a última indicação da Dilma, uma Ministra insegura, pouco preparada, que nada irá acrescentar às causas sociais , direito dos trabalhadores, direito internacional independente ou qualquer causa ligada à militância socialista, infelizmente. Repito, os únicos culpados são o Lula e a Dilma. Que inveja dos Kircheners…

    • EDU:
      Permita me dar um recado aos paupiteiros oportunistas, criticos de juizes, politicos, partidos, povo, Ex presidente LULA , a Presidente DILMA, PHA, e outros Blog sujos…
      Ei!! pessoal quando apontamos o dedo aos outros trez ampontado para nois…
      Tiremos as naudegas da arquibancada, entrem em campo, ai o bicho pega…
      EDU, pessa uma contribuiçãozinha para VITORIA ai vamos ver quem veste a
      camisa do seu time…

  • Então se eles se rendem a empresários da comunicação como vocês dizem, nenhum deles merece estar lá.

    É o STF a ultima barreira, a instituição que deveria definitivamente condenar culpados e livrar inocentes.

    Como pediu cautela o advogado Thomaz Bastos pediu cautela ao STF (se condenarem inocentes eles não terão mais onde recorrer).

    Se um juiz do STF ou qualquer outro vota com base em artigo da imprensa (qualquer que seja), está no cargo errado e joga para a torcida. Aí, temos os tribunais de excessão tão famosos nas ditaduras deste mundo afora.

  • Estou pasmo com a linha de raciocínio perseguida pela maioria dos comentaristas (pacientemente, li a todos os comentários). O resumo é:
    1)os juízes se venderam à mídia ( uma ilação, típica de torcedor do Vasco depois de ter seu time perdido para o Botafogo);

    2) Nesse julgamento quem vota contra o membro de meu partido está necessariamente votando a favor dos demutucanos;

    3) Os juízes são “traíras” porque não estão sendo fiéis aos presidentes Dilma e Lula que lhes indicaram para aquele tribunal;

    Ninguém se deu conta do caráter de classe da maioria dos juízes indicados por Lula e Dilma, o que representa uma novidade auspiciosa para julgamentos futuros e reformas pendentes: são oriundos todos da classe média ( antes provinham principalmente das elites). Seus votos se explicam porque correspondem ao pensamento médio dessa classe média ( que a maioria dos que aqui comentam também pertence, mas que parece não estar levando em conta, por causa do vício maniqueísta de dividir a realidade política entre petistas e demutucanistas);.

    Esses juízes ( 8, presumo) são politizados,porém sem partido. Não serão coniventes com nenhum réu que considerem que foram venais como representantes políticos, daí precisarem apenas de um mínimo de “provas objetivas” para aplicar suas condenações subjetivas e políticas.

    Contudo, não serão capazes ( e isso eu aposto) de condenar alguém sem nenhuma prova ( e quando eu digo sem nenhuma prova é nenhuma mesmo. Não pode ter mulher de deputado sacando grana no caixa.Pouco importando para o espírito de representante político de classe que dominou a conduta desses juízes a discussão fundada na filosofia do direito que se trava por aqui. A maioria dos juízes consideram João Paulo Cunha um deputado capaz de praticar atos que denigrem uma casa de representação política da sociedade ( não é assim que pensam a maioria dos membros da classe social a que pertence esses 8 juízes?).Basta que sua mulher tenha sacado a grana. Pronto: Não há nada que impeça que se vote por sua condenação! E mais: se do ponto de vista jurídico o voto pode até ser contestado ( embora votos como estes não constituem nenhuma novidade); do ponto de vista POLÍTICO, os juízes se sentem relaxados, com suas almas lavadas. E continuarão a votar nessa linha contra os demais réus deputados.
    .
    Mas , e essa também é uma opinião da maioria da classe média a que esses juízes pertencem,não condenarão José Dirceu. Será aí ,companheiros, que constataremos que esses juízes não estão conscientemente trabalhando para nenhum dos lados. A minha análise tem uma matriz que se chama “marxismo-leninismo”.

    O grande erro cometidos pela maioria dos comentaristas é o de pretender filiar na marra cada juiz a um dos dois campos políticos-partidários da sociedade brasileira,ao PT e PSDB, principalmente. Esquecem que a maioria dos brasileiros não são militantes partidários. O que os orientam são ideologias de classe que, na presente realidade política brasileira, não têm correspondência biunívoca com os partidos.

      • PIERRI , você só pode ser um menino tentando se afirmar,militante do ME para extravasar tanta arrogância e sectarismo. Pelo jeito você é que não leu o que eu escrevi! O seu mundinho ideal está divido maniqueisticamente em “PT” x “PSDB’, Para mim, toda essa análise sobre a fundamentação jurídica dos votos já era. O STF converteu-se em arena de uma disputa política que nada tem a ver com com os seus rótulos dogmáticos.Não adianta mais tentar enfrentá-lo com apelos à argumentos buscados na filosofia do direito. O JULGAMENTO SE TORNOU POLÍTICO.Para você, e a maioria que está se deixando levar pela passionalidade que está a envolver essa disputa, se um determinado juiz vota contra João Paulo Cunha, então ele é um traidor, que se vendeu à mídia. Se vota a favor, é um bom juiz, atento às provas constantes nos autos. Primeiro, seja menos agressivo e mais respeitoso, engolindo a sua empáfia e arrogância, porque quem escreve esse comentário não faz política profissionalmente é milita desde os 15 anos, em tempos ainda de ditadura militar, afirmando-se sempre como comunista. E cansado de limpar a bunda de petistas. Para mim, Pierri, que converso com os intelectuais não orgânicos o tempo todo ( professores como meu irmão, médicos, como os amigos de minha ex-mulher e ela própria, bancários dos bancos estatais, como um dia eu já fui, etc) sem ter a pretensão de ser o dono da verdade como você, ouvindo-os atentamente, esse processo tende a caminhar precisamente pela linha desse senso comum , que é o mesmo senso comum ( esse “comum “aqui refere-se a esse segmento intelectual e não ao povão) provavelmente prevalecente entre os juízes. Esse senso não representa uma vitória da mídia, como muitos por aqui insinuam. Também não é uma vitória dos blogs sujos. Na verdade ele é o ponto de equilíbrio entre estas duas forças. Se para você- que deve ser da mesma corrente de Cunha- sua condenação representa uma derrota, para mim, embora eu a lamente, ela é uma demonstração que esse tribunal acredita estar procedendo como se tivesse uma oportunidade de dar um basta na corrupção ( essa não é a minha concepção do julgamento, mas posso apostar com você que é como a maioria daqueles intelectuais que arrolei se posiciona). É por isso que aparece a tese ,juridicamente condenável, da “relativização das provas”; o juiz tenta com isso justificar o fato de estar agindo como ser político e não mais como juiz ( todos nós sabíamos ,PIERRE, da possibilidade de que esse julgamento degenerasse para um julgamento político). Por isso que a minha preocupação passou a ser a de entender a correlação de forças do ponto de vista político dentro daquele tribunal ( isto não significa que eu concorde com os desvios que se cometem em relação ao “devido processo legal”, significa apenas que eu passei a entender que abordar a questão por esse prisma, até o final do processo,,será inútil). Assim, contrariando a maioria, sem pretender ser o dono da verdade, eu dividi os 11 juízes em função de suas prováveis posições políticas. Tofolli é o que se pode chamar de um juiz ligado ao PT . Gilmar Mendes , todos o sabem, é um demotucano radical. Marco Aurélio de Mello é um conservador, porém, não fechará automaticamente com a direita e, intuitivamente, creio que tende a nos agradar mais do que contrariar. Restam os 8 demais juízes. É para eles que o meu foco de atenção analítica se centrou. Esses 8 juízes não são “petistas”, para desespero deles ( eu também sou filiado ao PT, mas começo a ficar de saco cheio). Porém, também não são “demotucanaistas” e muito menos “vedetes do PIG”. Essas avaliações ,para mim, são sectárias, sem base factual. Esses 8 juízes, politicamente, têm a mesma visão dos amigos médicos, professores, engenheiros agrônomos ( eu estudei agronomia na UFRRJ ) etc. Esses amigos queriam a condenação de Cunha e , sobretudo, a de Roberto Jefferson. Porém, eles entendem que não existem provas contra Dirceu. Que a condenação de Dirceu seria inaceitável. Essa opinião eu a colhi espontaneamente, sem necessidade de fazer a defesa de Dirceu. É nesse ponto que a minha análise se diferencia ( não porque eu queira parecer diferente e nem cometeria a deselegância de postar uma resposta me chamando de mentiroso.). Lembre-se,PIERRI, pelo que leio em seus comentários – que em geral são bons- do ponto de vista político e ideológico eu estou à sua esquerda, posto que sou um marxista-leninista e, pasme!, stalinista. Se é para debater como aliados políticos, tudo bem! Porém, se é para você provar que você já tem inteiro domínio dos métodos políticos que eu repudio na parte do PT que o hegemoniza ,mostrando que pode praticar a a finalização de um debate como o fazem os trolls, me inclua fora dessa.

        • Excelente comentário. É irritante a postura de alguns comentaristas. Só serve quem absolve o PT, porque na ótica deles, os réus do PT nada fizeram. Assim como o mensalão não existiu. Será que agora acabam as aspas na palavra mensalão?! Será que NOVE juízes da Suprema Corte estão comprados pelo “PIG”? Ou é mais fácil acreditar que apenas dois do lado do PT? Pessoal, acabou a farsa. Chega de desculpas, que aqui tem que ser Venezuela, e etc.

          • Se o PIERRE não quis ler atentamente o que escrevi,você, ANDRÉ,, distorceu o que eu disse. Na minha avaliação, na lógica que norteou a votação do STF ontem,O MENSALÃO NUNCA EXISTIU. O que eu estou afirmando é que a condenação de João Paulo Cunha não foi fruto de nenhuma perseguição política especifica por parte dos juízes. Ela representou a expressão de um sentimento POLÍTICO por parte de um segmento social que tem muito mais influência sobre a maioria dos juízes ( pelas minha contas são 7 ou 8) do que a MÍDIA GOLPISTA e os blogs sujos: refiro-me aos INTELECTUAIS PROGRESSISTAS SEM PARTIDO . Eu critiquei e continuo a criticar essa postura MANIQUEÍSTA , que , a continuar, jogará esse segmento contra nós. Devemos receber com serenidade a condenação de JOÃO PAULO CUNHA. Peluso destaca, em seu último voto como membro daquele tribunal, que esta condenação nada teve a ver com o MENSALÃO. Para ele foi uma aceitação de uma propina indevida cedida por MARCOS VALÉRIO. A DIREITA GOLPISTA é que está tentando colocar sentenças na boca dos juízes. IR ÀS RUAS para PRESSIONAR O STF seria um equívoco político. Devemos , sim, IR AO STF PARA EXIGIR QUE O PIG PARA DE PRESSIONÁ-LO. Tentar comover o STF com argumentos pautados na filosofia do direito será MALHAR EM FERRO FRIO. Isto porque o julgamento DEGENEROU-SE EM PROCESSO POLÍTICO. A luta, portanto, será travada nesse plano. O que a nós nos interessa POLITICAMENTE é proteger JOSÉ DIRCEU, defendê-lo deve ser a NOSSA PRIORIDADE POLÍTICA. Dirceu, ao contrário da maioria dos réus, não colocou a mão em DINHEIRO ILEGAL. Desde o princípio , JOSÉ DIRCEU sempre foi um RÉU POLITICO, não se justificando sequer a sua presença entre os acusados. É com essa linha de atuação que nós devemos agir. Não podemos parecer para aqueles INTELECTUAIS PROGRESSISTAS NÃO ORGÂNICOS que queremos defender os membros do PT a qualquer custo.Não seria prudente também fazer uma análise equívoca, PASSIONAL, similar a que fazem torcedores quando o seu time perde, chamando o juiz de LADRÃO. Há um grande sentimento de indignação LEGÍTIMO entre os setores intelectuais não organizados contra a SENSAÇÃO DE CORRUPÇÃO GENERALIZADA NA ATIVIDADE POLÍTICA. Aquele tribunal está pressionado por esse sentimento que parte de um setor de convivência social dos juízes. Por conta dessa pressão , que , se analisarmos com calma, constataremos que é um PRODUTO POLÍTICO RESULTANTE da luta que se travou entre a esquerda e a direita na consciência desses intelectuais, representando algo peculiar , esse segmento social passou a ser o FATOR DE PRESSÃO POLÍTICA PREDOMINANTE sobre o comportamento dos juízes, É sobre esse segmento que devemos agir politicamente, confirmando uma tendência que entre eles já existe, ou seja, que JOSÉ DIRCEU É INOCENTE, e que JAMAIS HOUVE MENSALÃO.

          • Acho hilário o fato de que vc propôs o tal “encontro” e ainda tem a cara de pau de me chamar de “bravateiro”, quer ditar o que devo levar e, ao final, diz que não pode… E ainda me “acusa” de ter “pensamento pequeno-burguês” e me vem com comentários preconceituosos…

            Ah, meu, continua a chupar parafuso até virar prego, pq de machão de teclado homofóbico o mundo tá cheio e vc é apenas mais um.

        • Meu caro, deixa eu desenhar pra vc: vc diz que “leu atentamente todos os comentários” e só viu aqueles argumentos listados. Eu apontei que vc não deve ter lido todos os posts atentamente simplesmente pq há mais argumentos do que aqueles (se é que vc não entendeu a indireta, o que é bem provável).

          Agora vc vem com essa tentativa de desqualificar-me baseado na sua imaginação fertilizando, dizendo que vc pensa que eu “devo ser”, assume que havia mais argumentos, mas que eles “não são importantes”, e quer me dizer errado por não achá-los “desimportantes” como vc.

          Enfim, vá chupar parafuso até virar prego. Não tenho obrigação nenhuma de concordar com vc sobre quais argumentos são relevantes ou não. Se vc é incapaz de argumentar, problema seu. se vc acha que não são importantes, idem. Vc não é o dono da verdade, ponto. Vc não define o que todos nós devemos achar importantes ou não, ponto.

          E se não gosta dos meus comentários, não os leia. É simples assim.

          Ah, quer saber, encheu o saco! Já que vc e alguns outros não gostam dos meus comentários, não vou mais torrar-lhes a paciência. Podem abrir a champanha.

          Fui.

          • Bicho, nada me agradaria mais do que vê-lo dizendo na minha cara “para ir chupar parafuso”. Que tal marcarmos um encontro como homens?

          • Melhor levar a rosca, que me parece ser mais conveniente ao seu pensamento político pequeno-burguês! Estando a cerca de 1800 km de você , se não tivesse desempregado iria já. Nada me agrada mais do que um bom papo com um bravateiro pequeno-burguês. Mas não esqueça a rosca!

          • Postei o comentário como resposta à pessoa errada. Repito-o aqui, pro Darcy:

            Acho hilário o fato de que vc propôs o tal “encontro” e ainda tem a cara de pau de me chamar de “bravateiro”, quer ditar o que devo levar e, ao final, diz que não pode… E ainda me “acusa” de ter “pensamento pequeno-burguês” e me vem com comentários preconceituosos…

            Ah, meu, continua a chupar parafuso até virar prego, pq de machão de teclado homofóbico o mundo tá cheio e vc é apenas mais um.

  • Não dá pra chamar de aula de direito algo que tenta justificar a substituição da prova pela arbitrariedade.

    Esses votos serão usados como exemplo de como não se julgar por décadas e décadas, na verdade.

    • “Machão de teclado homofóbico”? Por acaso você é gay ,Pierre? Porque ,não foi por ser gay que me revoltei com você, foi por ter me chamado de MENTIROSO! Aí quem pergunta sou eu: você me conhece? E os gays que são meus amigos? E meus familiares gays o que diriam de um caluniador como você?Que pelo que me consta, nos blogs de direita onde se faz a propaganda contra a esquerda, quem tem travado a batalha digital contra a homofobia sou eu,e não você que prefere discursos diletantes entre membros da própria esquerda. Você , Pierre, referiu-se ao meu comentário desrespeitosamente, coisa que eu só faço quando reconheço com muito critério que o comentarista é um TROLL. Infelizmente, Pierre ( talvez se você tivesse informado à minha mãe que ela deveria aguardar para adoecer ou até morrer, recomendando igualmente à minha irmã para não me telefonar e nem me mandar dinheiro para que eu pudesse comprar passagem e ir logo vê-la, ) a doença de minha mãe é mais importante para mim. Agora se você quiser vir ao meu encontro, pois, então venha,! Como disse , estou a mais de 1.600 km de você, nesse momento! Antes de viajar, já estava a 700 km. Eu não o chamei para vir ao meu encontro aonde vivo, porque os moradores da favela onde moro, poderiam lhe estranhar. Mas assim que eu voltar para lá, lhe informo. Se você tiver um kimono e quiser resolver de forma ,digamos , menos violenta, a gente resolve a refrega na academia improvisada onde dou aulas de judô. e também matemática,física,química, para os meus alunos,moradores da comunidade que já me conhecem a mais de 20 anos ,pelos trabalhos sociais que por lá comecei a fazer e, tudo de graça , enquanto estou desempregado. Se não tiver, prometo jogar nos seus termos. Topo ,inclusive , roleta russa e com quantas testemunhas você desejar!

  • Prezado Eduardo,

    Sim, os movimentos sociais devem ir às ruas protestar, é a sua obrigação.

    A Justiça pertence à casa grande.
    Cachoeira continua comandando sua empresa de dentro da cadeia.
    Todos os petistas serão condenados.
    A mídia também pertence à casa grande.
    Não será convocada para a CPI:
    “Na segunda-feira 13, um dia antes da data prevista para Dr. Rosinha se manifestar, uma tensa reunião ocorrida na casa do deputado Jilmar Tatto (SP), líder do PT na Câmara, tornou possível dimensionar a força do lobby da Abril sobre a bancada de quatro deputados do PMDB na comissão. O grupo atendia aos apelos do vice-presidente da República, Michel Temer, presidente do partido, e do deputado Henrique Eduardo Alves, líder da sigla na Câmara.
    “Constrangidos, incapazes de articular uma desculpa coerente, os peemedebistas da CPI continuam a negar apoio ao PT na empreitada. Na reunião, voltaram a se prender à falsa tese dos riscos da convocação à “liberdade de imprensa” no país. Eram eles os deputados Luiz Pitiman (DF) e Iris de Araújo (GO) e os senadores Sérgio de Souza (PR) e Ricardo Ferraço (ES).
    “Na casa de Tatto, a defesa da liberdade de imprensa foi o bastião dos peemedebistas. Do lado do PT, além do anfitrião e de Dr. Rosinha, estavam os deputados Odair Cunha (MG), relator da comissão, e Emiliano José (BA) e o senador José Pimentel (CE). Por mais de uma hora, os petistas revezaram-se na argumentação baseada tanto no documento preparado pelos técnicos da comissão quanto na reportagem de Carta Capital. Pouco adiantou. O PMDB não tinha ido negociar, apenas reforçar a orientação de Temer e Alves.
    “Sem o PMDB, o PT jamais conseguirá convocar Policarpo Jr. ou qualquer outro figurão da mídia nacional, embora se trate de um partido da base governista e tenha o vice-presidente nos quadros do governo Dilma Rousseff. A posição de Temer sobre o assunto é mais do que conhecida, embora as razões ainda sejam obscuras. Há três meses, ele se reuniu separadamente em jantares no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice em Brasília, com Fábio Barbosa, presidente da Editora Abril e braço direito do dono da empresa, Roberto Civita, e com João Roberto Marinho, vice-presidente das Organizações Globo. A ambos prometeu que o PMDB iria barrar a convocação de jornalistas.
    “No caso de Alves, há uma razão empresarial e outra política para o parlamentar potiguar se curvar aos interesses do baronato da mídia. A família Alves é dona do Grupo Cabugi, que detém os direitos de retransmissão da TV Globo no Rio Grande do Norte. Além disso, Alves pretende ser o próximo presidente da Câmara, o que dificilmente conseguirá, se virar alvo de uma campanha na mídia, Veja à frente.
    http://correiodobrasil.com.br/ultradireita-manda-em-parlamentares-do-pmdb-e-influencia-o-stf-afirma-jornalista/503662/
    Não haverá CPI da Privataria.
    Não haverá Lei da Mídia no Brasil.
    A correlação de forças no Brasil não permite.
    Tenho inveja do salário mínimo da Venezuela ( 700 dólares, o maior da América do Sul, incluído aí o auxilio alimentação a que tem direito todo o trabalhador ). Tenho inveja do analfabetismo da Venezuela. E do seu índice GINI 3,9.
    Que tem uma TV pública atuante e foi graças a ela que o povo reagiu ao golpe que tentou derrubar o presidente e a democracia.
    Tenho inveja da Argentina, que conseguiu enfrentar o monopólio da mídia.
    Conseguiu tirar desse monopólio as transmissões dos jogos de futebol.

  • Correlação de forças:

    Lula foi acossado por interesses poderosíssimos desde o primeiro dia do seu mandato. Existe uma coisa na política chamada correlação de forças, quem não compreende essa correlação corre um seriíssimo risco de não terminar o seu mandato. Vide o caso de Fernando Collor de Mello.
    Getúlio Vargas já era a figura mais importante e emblemática da história política do Brasil quando assumiu a presidência em 1951. Teve que transigir em inúmeros casos para aplacar a fúria de seus detratores. O caso clássico é a demissão de seu então Ministro do Trabalho João Goulart em 1953. Para alguns, isso foi uma capitulação, mas Getúlio sabia que não tinha outra alternativa naquele momento. Acabou com seu suicídio em 1954, e o povo foi as ruas para queimar as instalações da mídia venal da época, e também do PCB, que de forma míope se aliou ao denuncismo udenista e teve inúmeras de suas sedes atacadas no país inteiro pelo povo em fúria naquele fatídico agosto de 54. A mídia venal continua a mesma. E o PSOL hoje cumpre aquele triste papel que o PCB cumpriu equivocadamente em 1954.
    Lula fez o que era possível ser feito para um governo cujo partido tinha apenas 16% dos deputados federais e 14% dos senadores. Transigiu onde foi obrigado a transigir, nunca transigiu porque quis fazê-lo. O situação política brasileira é diametralmente oposta, por exemplo, ao que acontece na Venezuela, no Equador, Bolívia ou Argentina. Nesses países, os governantes tem maioria tranquila no parlamento, coisa que Lula nunca teve. Lula chefiou um governo de coalisão política, não um governo do PT. E, mais do que isso, a esquerda (PT, PSB, PDT, PSOL e PC do B) não tem nem sequer 1/3 dos votos do Congresso Nacional. ( Diogo Costa )

    O que o texto de Diogo coloca – de forma muito clara – é que a vida é mais complicada que os modelos acadêmico-idealistas que encantam a pequena burguesia – seja essa de esquerda ou de direita. Indica que se chega ao governo de uma sociedade imperfeita, com partidos imperfeitos em nações imperfeitas compostas por imperfeitos seres humanos. No meio de toda essa imperfeição se buscam caminhos para melhorar a vida dos mais pobres e abrir atalhos, brechas, veredas no sistema para que os de baixo comecem a ocupar espaço. Isso fez Lula. E o fez de uma forma tão magnificamente imperfeita que os cÚbicos cérebros de nossa pequena burguesia vão levar anos para perceber a realidade mudando a sua volta. ( Jose H C Fonseca )
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-correlacao-de-forcas-na-politica

  • Se ,nesse momento de crise economica mundial, o Brasil estivesse sendo governado pelo PSDB, o que eles fariam ?

    A) Acabariam com o 13 salário e todos os direitos previdenciarios
    B) Extinguiriam a Zona Franca de Manaus
    C) Entregariam o Pré-sal às multi do Petróleo
    D) Venderiam a Petrobrás pra Chevron
    E) Aumentariam os Juros
    F) Venderiam todas as Universidades federais
    G) Entregariam metade dos leitos do SUS para os convênios
    H) Extinguiriam o Bolsa-familia
    I) Extinguiriam o PROUNI , e as COTAS .
    J) Extinguiriam o minha casa, minha vida
    l) Acabariam com o Mercosul
    M) Todas as alternativas anteriores

  • Pesquisas fresquinhas:

    Vox Populi
    Russomano 31% (empacado)
    Serra 21% (em queda livre)
    Haddad 14% (cresce 1% ao dia)

    Datafolha
    Russomano 31% (empacado)
    Serra 22% (em queda livre)
    Haddad 14% (sobe 1% ao dia)

    A rejeição do Serra já bate os 43%

    Comentário: haja mensalão, porque um só não deu.

  • Nossa!!
    Agora vamos ter que aguentar gente “dazelite” dizendo que o PT tem um deputado condenado por corrupção.
    E esses juízes? Fosse na Venezuela estavam todos devidamente enquadrados.
    Salve o Chavez, que sabe que o lugar de juiz do supremo é ao lado do governo.

  • Olá, Eduardo.

    Mesmo sendo petista, considero legítimas as condenações e absolvições do STF.
    Assisti a todos os votos. O do Peluso foi esclarecedor em relação ao João Paulo Cunha: a corrupção é evidente, não dá para tentar esconder. Agora, o mínimo que se espera dele é um pedido de desculpas ao partido por ter saído candidato e queimado a ficha do PT em Osasco.

    Abraço,

    • Se a corrupção fosse evidente, todos os requisitos do tipo penal estariam provados, e não teriam que apelar para “descrença” na prova da inocência. Simples assim.

      O fato de não conseguirem apontar provas de dois requisitos essenciais na acusação de corrupção demonstra que a preocupação deles não é aplicar a lei, mas condenar a qualquer custo.

        • Vá ver se no dicionário “prova” é sinônimo de “sua opinião”.

          Onde está a prova de que há relação dos 50000 com o cargo? Onde está a prova de que esse dinheiro era uma vantagem indevida?

          Depois que vc puder apontar essas coisas, aí a gente conversa. Se não puder, mude de assunto.

  • Vai me censurar no blog agora, Edu?
    Respondi a dois caras que me atacaram aqui e vc vai me censurar?

    Pensei que vc fosse melhor que isso.

    Quando não se tem argumentos para rebater se apela pra censura IGUALZINHO os militares na ditadura.

    Que pena que vc esteja tão nervoso com o mensalão que esteja perdendo a noção das coisas. Se acalme, não é o fim do mundo.

    E não se preocupe, pode ficar por aqui SÓ com a sua turma nesses delírios de perseguição aos “inocentes do PT”.

    Se vc faz isso não há razão pra mim voltar aqui, assim como nunca nem tentei comentar no Tio Rei, mas repito pensei que vc fosse melhor que isso.

  • Se os movimentos sociais querem ir às ruas, que o façam imediatamente, já que a condenação sem provas dos acusados do inexistente “mensalão” será, por sinal, somente o início de um processo golpista cujo perfil já está traçado : afinal, se conseguem condenar pessoas sem provas, os barões da comunicação também conseguirão derrubar Dilma com base numa “denúncia” verbal de um pilantra, a qual ainda assim somente informa que a campanha da Presidenta procurou-o para obter doações legais junto a empreiteiras. Mas para o PIG, e para as mentes descerebradas de uma população ainda bastante controlada pelos barões da comunicação, isso é mais do que suficiente para derrubar uma Presidenta democraticamente eleita. Alguém acha que exagero? Qual a diferença em condenar-se José Dirceu por achismos e derrubar-se uma Presidenta porque sua campanha supostamente recebeu doações legais? Vivemos na terra do kafkianismo absurdo; uso a redudância propositadamente para enfatizar os despauterios que a mídia consegue impor a todos os cidadãos que pensam neste país; e derrubar Dilma será a cereja do bolo dos descalabros que a oligarquia midiática e os “jornalistas” amestrados que a servem caninamente vêm arrotando aos brasileiros desde 2003(sem contar os descalabros pretéritos, relinchados pelos canalhas do passado, da mesma cepa dos atuais, contra todos os governos progressistas que chegaram ao poder no Brasil, despautérios que mataram um Presidente e depuseram outro). Se a Sociedade Civil não agir agora(e ela tem mais força do que pensa, foi por medo dela que a direita não tentou o impeachement de Lula em 2005, podem ter certeza disso)veremos a consolidação completa, já que ela já existe de fato, somente enfrentando alguns limitados bolsões de resistência; de uma ditadura tão terrível quando a anterior, a ditadura mdiiática, com o agravante de possuir um caráter velado e um disfarce pseudolegalista e democrático que a tornam ainda mais perigosa, já que por oficialmente não existir poderá esquivar-se para sempre contra as tentativas de a derrubarem.

  • Se fosse seguido o mesmo raciocínio dos prolatantes da condenação, não se poderia ter concedido o 2ºHC para Daniel Dantas após tentar subornar um policial. Os maiores inimigos públicos são a imprensa e o judiciário.

  • O que está acontecendo é uma vitória da oposição, sim, do PSDB/DEM. Isto é o fato. Antes do julgamento, o que estava em pauta justamente era se deveria ser técnico ou político. Não adianta Eduardo, tamparmos o sol com a peneira. Não concordo com julgamento político. Só que o PT, entrou no jogo, não tentou mudar as regrar, pelo contrário, gostou dos esquemas, cometeu crimes com as arrecadações irregulares de campanha, e talvez até com recursos públicos. Vai saber. É muito provável.
    Lula não tentou mudar. Dilma idem, até agora.
    Este é o problema. Se a mídia/oposição está conseguindo sucesso, azar do PT. Azar desses caras. O que o Pagot disse ontem, sobre a arrecadação para a campanha da Dilma/PT, é muito sério.
    A oposição está tentando aproveitar e com toda razão. É o jogo político. Deu mole, dança. O PT já provou que não é menos pior que os demais partidos, neste quesito campanhas eleitorais. É tudo a mesma coisa.

    Cabe às organizações da área jurídica, OAB, etc, eles tem que colocar à sociedade, de uma maneira imparcial, suas conclusões. Assim como o Thiago Bottino. Mas isto só não vai resolver.
    Agora, este julgamento nos dá oportunamente, nos dá uma grande ideia da realidade terrível em que se encontra nossa sociedade, suas brechas, seus vícios, suas hipocrisias. Hoje eu não tenho mais dúvida alguma de que temos que mudar as regras de organização da sociedade. Não adianta mais, diante de um fato reagirmos apenas com um artigo num jornal, ou tentarmos uma mobilização aqui outra ali.
    Temos que provocar uma intensa mexida na cabeça das pessoas que, de uma maneira ou de outra, tem condições de contribuir positivamente para se iniciar um processo longo de mudança em nossas estruturas.
    Não tem nada a ver com o atual governo. Tem a ver com resultado. O que colhemos nesses poucos mas já importantes anos de democracia já basta para concluirmos que mudanças estruturais radicais são necessárias. A escolha de um governante para uma cidade, estado ou o pais é importante, claro, mas sinceramente Eduardo e amigos, por melhor que estes sejam as mudanças são poucas. Isto é inquestionável. Então, eu acredito que:
    1. Colocar à Sociedade Civil sua responsabilidade. Mas isto tem que virar Lei. A SC tem que ter poder na Constituição. Defendo a criação do Poder da Sociedade Civil. Não sei ainda como ele seria estruturado, mas sei de sua necessidade.
    À SC seria dado o poder de estabelecer prioridades dela mesma; fiscalizar governantes, parlamentares e juízes, e destituí-los. Temos que quebrar um paradigma de que os governantes são o que são hoje, quase absolutistas. Chega. Eles, governantes, tem que ser APENAS executores do que a SC determinar, priorizar, escolher. Terão que prestar contas periodicamente. Acabar com as propagandas governamentais (aqui em Brasília o sr Agnelo teve a cara-de-pau de fazer propaganda logo nos primeiros 3, 4 meses, do que IRIA fazer!!! Parecia campanha eleitoral, mas com dinheiro público bancando as propagandas)
    Esta é a primeira grande mudança de paradigma que se faz necessária.
    2. “Enfraquecimento” do Congresso Nacional. Entre aspas sim. Enxugamento dele, desde o número de parlamentares ao número de funcionários. Drástica redução das mordomias, justamente pra reduzir ou acabar com os políticos sangue-sugas que já conhecemos. Profissionalizar o congressista. Na marra! Unicameral se possível. Dar-lhe agilidade. Sem perda de poder.
    3. Proibição de emendas constitucionais. Poderíamos instituir que a cada 20 anos por exemplo, haveria uma pequena reforma constitucional. Mas, esta não pode ser comandada, conduzida, influenciada pelo momento político da época. Deverá ser feita por um conjunto de representantes dos 4 poderes, mas com a SC dando os posicionamentos decisivos. Algo neste sentido eu imagino.
    Bom, eu não vejo saída inteligente para nosso pais sem que mudanças nestes níveis sejam implementadas urgentemente. Abraços.

  • Está na hora de vocês caírem na real. Até Celso de Mello condenou JPC. Não tem jeito, pessoal. O mensalão está provado. Acabou!

    Um detalhe: para desalento de vocês, Lula esteve reunido com vários figurões da elite empresarial na casa de Abílio Diniz. Um dos presentes era um dos Marinho, da Globo. Enquanto vocês brigam por Lula, Dilma e cia., eles se comprazem com os donos do poder. Vocês não entendem. Eles precisam da mídia. Dilma, por exemplo, botou a Globo para esculachar os grevistas federais. Ora, se não houvesse uma imprensa monopolizada, o governo teria de ceder aos caprichos dos servidores. É por isso que uma imprensa monopolizada é importante. Dilma mais que ninguém sabe disso.

    • Os grevistas federais aceitaram uma proposta de 15,8% de reajuste (queriam em média 60%) e estão voltando ao trabalho com o rabinho entre as pernas, e não foi por causa de mídia coisa nenhuma, foi o corte do ponto mesmo.

      Enquanto vocês hipocritamente pregam “honestidade e decência” (nos outros), seu candidato em SP está desidratado e despecando nas pesquisas.

      Aliás, vocês não precisam de votos mesmo. São especialistas em golpes. Mas nós estamos de olho.

  • Se TODO o Legislativo já foi cooptado ou está acuado.
    Se TODO o Executivo já foi cooptado ou está acuado.

    Porque você acha que com o Judiciário seria diferente ?!?

    Tá TUDO dominado !!!

    • Disse bem. Principalmente em Minas. Aqui o MP não cumpre sua função de fiscal da lei a não ser em bagatelas, o TJMG decide contra legem, a assembleia legislativa está reduzida ao caráter de conselho consultivo. O governador não cumpre lei federal e tudo fica por isso mesmo.

  • Há que se notar que os concursos públicos das áreas jurídicas (juízes, promotores, procuradores) está montado para selecionar a nata dos reacionários, isto explica muita coisa esquisita que acontece no poder judiciário. Somente tem chance de passar aquele que tem pai que pode sustentar o marmanjo por anos estudando depois de formado. Tem de trabalhar e estudar? Esquece, o concurso foi formatado para evitar a entrada de gente do povo.

  • É um engano pensar que os ministros estão atras de holofotes e são vaidosos.

    O PIG não é um poder. É o braço midiático do poder, o mesmo a quem se curvam estes ministros.

    Este poder maior está incrustado, tem sido perfeitamente lubrificado ao longo de toda a história.

    Desalojá-lo, implantar a democracia na sua plenitude parece um utopia. Vamos ter que ir comendo pelas beiradas, dando com uma mão a este poder o que é exigido e com a outra, quase escondido e envergonhado, tirando milhões da miséria.

    Parece que Lula errou na dose, deu demais, e a tempestade não tarda a surgir no horizonte.

  • Do jeito que a coisa está indo eu vejo que a condenação do Dirceu estará certa, pois os juizes do STF estão aceitando suposições, estranhezas, coincidências etc, e aí se colocam como senhores da verdade, aonde não precisam de provas, basta somente as suas convicções, logicamente baseadas nas estranhezas, coincidências etc. Alguns juízes disseram que provas testemunhais são provas e ponto,porém não levam em consideração se alguma testemunha é inimiga política do réu. O exemplar caso a demonstrar é o caso do Gushiken, que foi indiciado no fato de uma testemunha ter mentido em depoimento dizendo que Gushiken era o que mandava. O Gushiken somente está sendo abolvido, pois a tal testemunha disse depois que havia mentido em depoimento, mas se essa tal testemunha não se retrata-se, como é que ficaria? Não tem provas contra o Gushiken, mas tem a testemunha, então, certamente o Gushikem seria condenado, pois como alguns juízes já colocaram que as provas testemunhais bastam. Aí entra o caso do Dirceu, aonde temos o Roberto Jefferson que é réu, testemunha e, principalmente, inimigo do Dirceu e já mostrou em diversas entrevistas que o seu intuito em “denunciar” o “mensalão” era derrubar o Dirceu. O processo tem mais de mil páginas, acho um tanto difícil um juiz ler “de cabo a rabo” todo esse processo, ao que me parece a leitura que foi feita do processo se deu nas páginas da Folha, Estadão, Veja, Globo, JN etc. Parece que os juizes buscaram muitas coisas fora dos autos para fazer o seu juízo. O julgamento já tinha sido feito pelas páginas do PIG para contaminar o julgamento e o juízo dos juízes do STF, pois assim conseguiram.

  • Pelo andar da carruagem,corre-se o risco de essa corte condenar o José Dirceu com a maior desfaçatez do mundo. Pois nos parece que eles estão julgando (como sempre o fizeram) como deuses do Olimpo sem ter que dar satisfação nenhuma aos cidadãos desse país. Dada a senrença não teremos a quem recorrer.

  • PHA estava ERRADO! Porquê? Sobre o quê?

    Oras…

    Sobre a inimputabilidade do Serra, ela, pelo jeito, se estende a todos os “apadrinhados” pela mídia venal, esse julgamento deplorável escancara isso.

    Os magistrados deveriam julgar os que está nos autos com consciência e não temer o latido de meia dúzia de colunistas a soldo de uma máfia.

    Pobres país chamado Brasil!

  • Há quantos anos estamos assistindo a inércia e a covardia dos governos do PT ante a ação do PIG. Agora não adianta ficarem reclamando da pressão dos grandes veículos de comunicação junto ao STF. O pior vai ser quando cair a ficha dos condenados e eles se revoltarem contra a direção do partido, pois acabaram virando boi de piranha. Continuem assim, fazendo de conta que a regulação das comunicações no país não é prioridade, que vem muito mais por ai! Não vou dizer que cansei porque pega muito mal, mas que estou farto dessa covardia diante do poder do PIG, não há como negar!

  • Ôh festa estranha com gente esquisita que tem aqui sô ?

    O tal Pisolato conta uma estoria que, mesmo aqui, ninguém duvida que foi fantasia ..e até aonde li, ninguém o defende tb

    O outro, João Paulo, POLÍTICO bem articulado e menino astuto, foi denunciado e acusado ..teve INÚMERAS chances e foros pra se defender, pra dar EXPLICAÇÕES e expor as suas versões.

    ..não quis, NÃO tinha como, preferiu GANHAR tempo e se esconder, mentir, tripudiar, disfarçar ..PORQUE ?

    Disse que não conhecia MV na intimidade, esta figurinha abjeta da republica, e depois mudou, disse que sim, permitindo que o mesmo fosse até a sua casa tomar café e discutir “política”

    Falou que a mulher foi pagar conta de TV, e depois de descoberto, que ela foi receber grana dada pelo Delúbio, pra uma tal pesquisa ..grana graúda, em Brasília, pra ser gasta em Cotia.

    Delubio disse que a grana foi enviada DEPOIS, no ano seguinte ao recebimento e gasto (dããã)

    e como documento, o cara apresenta 3 notas frias sequenciais que NEM O DONO da empresa que as emitiu, sustenta a versão do réu

    olha, quem não deve, não teme !!!!

    A JUSTIÇA tem todo direito de julgar e ter JOÃO PAULO como um malandro e trapaceiro e de condená-lo sim..

    ..condená-lo não por crime eleitoral, sonegação fiscal, falsidade ideológica, FRAUDE PROCESSUAL, abuso de poder e pratica desleal por exemplo ..delitos os quais eu entendo que ele praticou e que ele sequer acusado (talvez aqui por bondade duma Procuradoria Geral), mas condenado do pouco que apareceu..

    ..condenado por ter dado emprego pra assessor a custa de TORRA do bolso da viúva ..de facilitar licitação pro amigo FALSÁRIO ..de receber grana ENVERGONHADA do mesmo corruptor ordinário e não dizer pra que (este que roubou milhões dos cofres públicos pra si e prum partido).

    Quanto ao destino do JOSÉ DIRCEU eu prefiro aguardar se existe mais revelações nos autos ..mas de antemão já confesso, SE a sua defesa formal for tão vaga quanto a do João, desculpe ..pau

    Alias, de toda esta rede de crimes uma coisa me intriga ..hoje, mais calmos e diante das provas e confissões, todos admitem do CAIXA 2 ..grana desviada por Marcus Valério, com ajuda de Bancos e conhecimento, no mínimo, de líderes de diversos partidos, sendo que do mentor, do PT, tinha o Genuíno e o Songa Monga do Delúbio diretamente envolvidos. (e o João Paulo como já descobrimos)

    ..mas o que me intriga de fato é o seguinte, quem destes dirá à justiça, e provará que tem capacidade de engendrar e operacionalizar um esquema desses sozinho ? ..difícil

    http://www.youtube.com/watch?v=xJ9dpAO3RlU

  • Num momento em que a grande imprensa continua com seu marcatismo, um show midiático que só foi possível por causa do não desmembramento dos autos( o que faria com que o STF julgasse apenas 3 réus), melhor mesmo nos ocuparmos com outros assuntos. Só lamento que, enquanto o pig consegue envolver o povão em seu show, o Dr. Tourinho segue em sua tentativa de tirar o do Cachoeira da reta, sem que ninguém perceba, afinal de contas o problema do Brasil são os 10 mil reais que o professor Luizinho conseguiu arrecadar a título de caixa 2, prendam o ´criminoso` e soltem o Daniel Dantas com seus bilhões de reais surrupiados. Sem falar que o mesmo ministro que foi bastante rigoroso contra João Paulo acabou de soltar o responsável pelo assassinato da missionária Dorothy Stang. Melhor olhar pro céu e contemplar as estrelas de verdade, essas do STF não estão com nada, foi esta a minha intenção ao postar este tema visivelmente fora da lógica do momento, que surjam outros assuntos, nossa saúde agradece.

  • Na minha opinião, não importa quem será condenado ou preso no final do julgamento, desde que exista imparcialidade. O grave é que o STF está usando dois pesos e duas medidas ao considerar o mensalão do PSDB e o do PT. Além de julgar o do PT antes, embora seja mais recente, não aceitou desmembrar o processo, mesmo tendo desmembrado o processo do mensalão do PSDB.

    Resumindo… NESSE PAÍS SÓ ESTÃO SEGUROS BANQUEIROS, DONOS DE JORNAIS E LATIFUNDIÁRIOS. PORTANTO, TODOS OS DEMAIS ESTÃO NA MERD… INCLUSIVE OS QUE ESTÃO DANDO GARGALHADAS COM O QUE ESTÁ ACONTECENDO NESSE JULGAMENTO!

  • Penso que a estratégia do PT é CONTAR COM A PASSIVIDADE POLÍTICA DO POVÃO (OU A INCAPACIDADE DO PIG DE INFLUENCIÁ-LO)… Pensam em realizar, o que PSDB/DEMOs tiveram asco de fazer… Governar beneficiando o povão, e não banqueiros. Então, pensam que, mesmo que os jornalões desçam o pau no partido, sempre haverá um candidato do PT bem avaliado aos olhos do povão. É a estratégia da resiliência. É a estratégia do “podem bater que eu aguento”!!! Pena que o estado mais reaça da União permaneça como tal: estúpido, cego, e na descendente… SAMPA!!!

    • PALAVRA DE ORDEM NO PT: VAMOS AGUENTANDO! MESMO QUE A CANTANHÊDE (com aquele jeitão de dona de bordel) CONTINUE BATENDO!!! Contudo, começo a duvidar da ‘intelligentsia’ Dilma/petista. Vejam como estão lidando com a greve nas universidades federais, que um bastião do governo Lula…

  • Antes de mais nada, quero apoiar integralmente a análise do Dimas: trata-se de uma questão de classe, ou de luta de classes (média, inclusive aliada aos representantes da mídia que também lograram alcançar a mesma posição) contra trabalhadores organizados em um partido, que obteve sucesso na conquista do governo. Mas não do poder, como cientistas políticos qualificados já afirmaram. E ainda endosso a observação de Marcelo Rodrigues sobre a peneira de seleção dos integrantes do judiciário. Precisa ter tido tempo de dedicação integral aos estudos de qualidade – muitas vezes no exterior, como se verifica nas biografias deles. Qual a saída? Talvez a presidenta tenha começado a “arranhar” o muro com esses novos programas de democratização de oportunidades. Talvez, mesmo, os filhos ou netos desses que bajulam os poderosos venham a se beneficiar de bolsas no exterior. São meus sinceros votos. E que se tornem pessoas mais felizes entendendo os valores da solidariedade que resume-se a afirmar “Eu tenho, quero e tudo farei para que tu também tenhas…”

    • Trata-se de,acima de tudo,construir um novo paradigma de sociedade e para partirmos para essa construção faz-se necessario,acima de tudo,partirmos da sociedade que temos,para chegarmos aonde pretendemos que é uma sociedade menos desigual e bem mais democratica.Para haver oportunidades para todos é preciso que todos estejam devidamente preparados para que aproveitem estas oportunidades.Que a democratização do acesso às universidades públicas seja uma medida importante,ninguem contesta.Só que democratizar apenas o acesso às universidades públicas,sem que haja uma expressiva melhoria no ensino basico,que hoje é de pessima qualidade,não vai resolver o problema global da educação pública e a medio prazo tende a criar uma problema ainda mais grave e perverso.E qual seria esse problema?O problema seria o de pessoas que entraram por conta da existencia de cotas sociais em universidades públicas e não terem condições,por falta de feedback intelectual,de seguirem o curso que escolheram.Certo que a existencia de cotas sociais,raciais,é melhor do que nada,porem,sejamos realistas já que isso não faz nenhum mal para ninguem,durante muito tempo ainda as universidades(notadamente as públicas) serão um locus privilegiado dos filhos da elite.E isso não tem como mudar de uma hora para a outra,a não ser que decidam nivelar por baixo.Mas daí já é uma outra historia.Agora é algo muito arriscado aliar democratização(e aqui me vem a ideia horrivel de massificação,mas não ha como fugir dela)e meritocracia,porque uma das duas acaba sendo sacrificada ou a democratização/massificação ou a meritocracia.

  • Quanto a um provavel golpe contra o governo Dilma,esqueçam.Mais facil nascer pelo em ovo,do que Dilma ser deposta por um golpe.Por uma razão muito simples.O governo Dilma,apesar de algumas medidas corajosas inegaveis,está sendo muito mais conservador do que se esperava e isso bem ao gosto do PIG e seus asseclas.Ou ela se rendeu ao canto de sereia neoliberal ou é um governo realmente fraco que segue os ditames do mercado para evitar males maiores,como o de vir a ser derrubado por um golpe.Sei que muita gente vai arrancar os cabelos ao ler meu comentario,mas é apenas uma percepção que tenho desse governo que estará completando dois anos em janeiro de 2013.

    • Eu não me assustaria, visto que para mim houve a segunda tentativa de golpe (a 1ª foi durante a CPI dos Correios de 2005) em 2006 na época eleitoral, quando um avião de passageiros foi derrubado por um avião civil americano (os pilotos desse avião jamais sofreram qualquer tipo de punição). Após isso, os insurgentes promoveram uma rebelião na qual os controladores de vôo eram os principais personagens pois espalharam a cizânia e o sofrimento à parte da população que necessitava do transporte aéreo, numa clara tentativa de jogar o povo contra o governo. Para que o golpe não fosse consumado, o Presidente da República capitulou, substituindo seu ministro da Defesa por um espião (conforme divulgado pelo Wikileaks) que, entre outras coisas, servia como estafeta da Embaixada Americana. Após esta manobra, claramente enfraquecedora da incipiente democracia brasileira, ficou aberto perigoso precedente em favor dos golpistas, que diariamente se utilizariam da imprensa para incitar o ódio aos governos populares. Dada a evidente importância estratégica de um país como o Brasil, os EUA não irão descansar enquanto não lançarem novamente ao poder seus representantes, seja por meios pseudo-democráticos (golpe branco), seja através de um autêntico Golpe de Estado. Senhores e senhoras, não deixem passar nada em branco, prestem muita atenção a cada movimento dos golpistas, pois o que acontece no subterrâneo nós não sabemos, mas já desconfiamos, e está em marcha ininterrupta. Abraços de fé.

      • Eu não ando, por ai, caminhando, apenas. Sou um velho trabalhador, q atravessou os estreitos e tortuosos caminhos a si reservados. Contudo, confesso, o privilégio de poder observar as nuances da história decantada, protegido pela exemplar escola de dignidade de meus pais; indivíduo de sorte, eu.
        Então, sempre reitero não ler jornais, revistas e anexos; pq pertencem à meia dúzia de famílias, mafiosas. Igualmente repito, à exaustão, q os partidos políticos são a extensão dessa máfia, midiática; q funcionam à soldo de uma elite, dominante, e q se espelham orgulhosamente em seus priminhos…. internacionais. Essa máfia, midiática é q determina a Vida Política, nacional. Vai disso, compreender a fragilidade de nossas instituições, todas – inclusive, classes armadas. Ora senhor caminhante, não podemos esperar, demais, de nosso poder judicial, maior – é um poder político q faz política, sim. Ao povo, ao eleitor, ao cidadão resta votar e participar do jogo mentiroso, explicitado por um tribunal eleitoral, ao nível, como única oportunidade – não a última. Está nas mãos das Organizações e Movimentos Sociais o instrumento, Democrático, ideal, pra se combater o bom combate. Tenhamos consciência, ainda, por favor, da limitação, das limitações de poder da Presidência da República – Não é por ser pessoa de confiança da nacionalidade, q devamos esperar atitudes mais corajosas e firmes, consequência de uma sensatez, requerida. Nós, pobres figurantes desse jogo, indecente, não podemos nos dar ao luxo de perder as cidadelas, fortalecidas, conquistadas, até aqui.. braço, fraterno

    • A “lenda do Mensalão do PT” ainda não foi provado pelos ministros do STF, ministros que se renderam à pressão do PIG e que terão dificuldades de se explicar e de mostrar a sua honestidade e isenção nas próximas discussões, qualquer que sejam, pois julgaram politicamente e sem provas. A consciência desses juízes do STF que se renderam ao PIG vai pesar muito.

  • É Edu, infelizmente o golpe está dado, até aqui a justiça só condenava 3 Ps agora depois desse julgamento entrou mais um P os petistas, por isso nós petistas que nos cuidemos porque depois desse circo chamado julgamento talvez tenhamos que pedir asilo politico.

  • nao so devemos ir as ruas, como conscientizar a populaçao dos recursos que “eles” usam para atingir os seus propositos ; vejam ate onde eles tem “capacidade” de penetrar. Nao devemos dar treguas. precissamos de outros espaços como este, precissamos outros Paulo henrrique Amorin, outros Eduardos Guimaraes, outros luiz Nassif… A luta e grande pois eles dispoem de armas poderosas o “PIG” “Familias” com GRANDES interesses neste paraiso chamado BRASIL.

    • Estamos buscando, ainda, a democracia. Sem justiça não há democracia. Parece-me que os membros do STF ainda vivem com suas cabeças voltadas para os tempos da ditadura.

  • Devemos ir às ruas também para exigir que o PJ e a Abril sejam devidamente punidos, por terem se associado ao crime organizado, digo, por serem o crime organizado.

  • O PT não é formado por santos, mas o que me preocupa não é a dureza dos juizes, mas a assimetria do tratamento, este julgamento deixara claro que existem dois pesos e duas medidas, a lei dura, inflexivel e “formalista” para pobres, pretos, p* e petistas e a lei humana, flexivel e “Garantista” para ricos, brancos e tucanos.

    Lula e o PT erraram muito no tratamento do STF e da grande midia, a escolha dos juizes não foi criteriosa o bastante e o PT aceitou ser insultado e difamado diariamente sem procurar se defender pelas vias judiciais, esta atitude aos olhos de muitos foi um reconhecimento de culpa.

    Depois deste julgamento o que vai acontecer com toda esta “indignação” e retórica moralista dos juizes do STF e da grande midia?

  • Duas questões acho que teriam que estar em pauta:

    1º Os dois petistas _ JOSÉ DIRCEU e GENOÍNO – teriam direito a ressarcimento por danos morais com derivado dos trabalhos da Comissão da Verdade, que apura os feitos da ditadura empresarial militar; além de lhes estar sendo suprimido esse direito ao pleito de indenização, ainda por cima, vai pesar sobre eles mais uma condenação, por mais um tribunal de exceção, e pelos mesmos motivos;

    2º Há que se concluir, de uma vez por todas _ nos casos de indicação para cargos públicos que são sempre políticos _ o grau de inserção dos pleiteantes na realidade nacional. A valorização do curriculum e títulos é indispensável, mas nas ciências humanas mais valem os conhecimentos localmente adquiridos. Esse juiz relator, por exemplo, outra coisa não está fazendo que AGIR COMO UM ESTRANGEIRO. Lógico pós graduou-se em universidades estrangeiras e voltou um estrangeiro. Nas humanidades isso não pode ser valorizado. Em ciências humanas, e direito é uma delas, os conhecimentos têm que se referir à realidade nacional. Sob pena de termos esses equívocos causados por admitirmos, por resquícios de comportamentos colonialistas, superioridade de escolas estrangeiras, principalmente quanto a conhecimentos que, necessariamente, tem que ser resultados da observação local.

Deixe uma resposta