Política e ideologia conspurcam a imagem do Brasil no exterior

Opinião do blog

Há mais ou menos uns dois meses, a filha Gabriela, que reside há quatro anos na Austrália a fim de estudar, vendo na tevê de lá as cenas de vandalismo que ocorriam por aqui durante a onda de protestos que tomava o país, enviou-me mensagem via Facebook relatando a sua tristeza decorrente da deterioração da imagem do Brasil naquele país.

De país visto como em franco desenvolvimento, que resgatava a sua imensa dívida social, que economicamente vinha se destacando por gerar empregos em quantidades industriais enquanto o resto do mundo chafurdava no desemprego, o Brasil começava a ser visto como uma nação decadente e sem rumo.

O relato de Gabriela, então, somava-se a tantos outros feitos por brasileiros expatriados que vão constatando, envergonhados, a deterioração da imagem de um país que era visto como dotado de um povo alegre, hospitaleiro e como uma potência emergente e que, agora, estava gerando uma onda internacional de decepção.

Até junho último, a intensa campanha de desmoralização do país empreendida pela grande imprensa local não produzia efeitos. A opinião pública internacional entendia que essa imprensa brasileira estava em uma campanha política e, assim, atinha-se aos fatos, aos indicadores econômicos ao avaliar o nosso país.

As cenas de guerra que o país exportou, porém, criaram a falsa impressão de que, de fato, a situação por aqui era muito ruim. De junho para cá, outros factoides políticos vêm contribuindo para macular a imagem do Brasil.

As cenas de hostilidade aos médicos estrangeiros que estão chegando no âmbito do programa Mais Médicos se espalharam internacionalmente e chegaram à Austrália, o que fez a minha filha enviar-me, de novo pelo Facebook, sua tristeza com mais um factoide que está ajudando o mundo a ver o nosso país com maus olhos.

Médicos estrangeiros são bem vindos em incontáveis nações. Na Austrália, a maioria dos médicos é composta por estrangeiros, sobretudo asiáticos, como relata a minha filha. Ela, inclusive, disse não se lembrar, ao longo dos quatro anos em que reside naquele país, de ter se consultado com um médico australiano.

As cenas patéticas com gritos de “escravos” vertidos por médicos brasileiros brancos contra médicos cubanos negros ou as cenas de violência e até de xenofobia durante a Copa das Confederações estão, inclusive, induzindo o mundo a enxergar o Brasil como um país mal-humorado, intolerante e até preconceituoso, o que é um absurdo em um país em que a maioria do povo é negra.

Uma ansiosa blogueira amiga que viaja com frequência ao exterior, inclusive, não só referendou o que disse a minha filha Gabriela como ainda diagnosticou que “O que Lula construiu [em termos da boa imagem do país] está sendo destruído” por essa luta político-ideológica sem limites, sem juízo e sem rumo.

Pobre do país que tem uma elite porca, mesquinha e corrupta como a nossa, capaz de enlameá-lo, de literalmente destruir a sua imagem para lucro de grupos políticos e para satisfazer idiossincrasias e interesses particulares. O Brasil não merece essa parcela microscópica e abastada de seu povo que trata de difamá-lo.

166 comments

  • Edu, eu realmente acredito que não vingará esse conceito.
    O mundo haverá de entender que o que se trava aqui é uma guerra ideológica e que nossas maiores mazelas (racismo, preconceito de classe, intolerância religiosa, de gênero, de orientação sexual, etc.) estão sendo trazidas à tona para serem discutidas. Com elas assim demonstradas sem eufemismos ou disfarces hipócritas, poderão ser reconhecidas, discutidas e paulatinamente combatidas.
    Resolvi acreditar que podemos ser melhores e iremos ser.
    Talvez não para nossa própria geração, mas a próxima e principalmente a depois dela irá ver um Brasil bem melhor.

    • Baratas e moscas gostam do lixo. Beija flor e borboletas gostam dos jardins. Esse processo que estamos passando, seja através dos médicos, seja através da mídia (PIG) é para que cada coisa retorne ao seu devido lugar ou seja, alguns profissionais ( CRM, políticos) e a mídia estão se mostrando que são moscas e baratas frequentando jardins, mas, na realidade, estão há muito tempo nos lixos!!!!

  • “Seremos escravos da saúde e dos doentes” – (Juan Delgado, médico cubano).
    “Somos escravos da doença e dos laboratórios farmacêuticos” – (Dr. Virose, médico brasileiro).
    Segundo o IBGE, há, no Brasil, 70 mil engenheiros estrangeiros trabalhando. Nunca vi algum CREA pedindo “revalida” p/ eles.

  • O ódio de classe veio a tona.Atiçado na mídia,policia,stf,pgr e cia.
    A pauta do PIG é ódio.E, propositadamente contidianamente dene-
    grir o Brasil e o seu povo.Essa gente é a mesma que queima sem
    teto,queima indio e vaiam médicos cubanos e são contras qualquer
    inclusão social.São os dedos de silicone,os penas pagas etc.

    Mas,dessa vez não haverá 1964 não!!!!

    • O Revalida não é aplicado nem aos brasileiros. Será que passariam? O governo não exige o Revalida porque se os médicos estrangeiros fizerem poderão se estabelecer no país e irem clinicar onde quiserem e não onde o governo quer.

      • Além do mais, Eduardo, procura saber como são aplicados esses exames, na área médica. Um absurdo. Ouvi dizer, da boca de médicos, mesmo, q as referidas avaliações acontecem cfe o humor de quem os aplica, em relação ao examinado. Inclusive, segundo as fontes, dificilmente um médico nacional seria aprovado e aceito… diante de tanta deslealdade. Mais ou menos, seria aquela história de q para os amigos, tudo; agora, para os inimigos…. todo o desprezo. Eu acho, entendo, q esta seria a preocupação primeira encarada pelo Gov Federal, ao concluir pelo formato, geral, do Programa Mais Médicos. Aos Conselhos sobraram a obrigação de concordar…. e pronto, Então, o q esses bobocas, ai, fazem, é referendar positivamente a aprovação do Gov Dilma….

    • O revalida não é um sacramento criado por Deus para ungir os mortais do poder sacrossanto de curar. É apenas uma forma de avaliação definida para permitir a médicos formados no exterior (brasileiros ou não) ingressarem no mercado de trabalho brsileiro. Não é um exame perfeito, de fato é bastante falho e altamente questionado. Melhor que nada, recebe fortes críticas e tem grandes suspeitas de ser preparado com intenção de manipulação de resultados e não intentando aferir corretamente a formação do profissional.

      Outras formas de avaliação são possíveis, estão dentro da lei e são MELHORES que o Revalida. A melhor é a análise do curriculum acadêmico e profissional e entrevistas, coisa que foi feita exaustivamente em relação aos profissionais contratados no programa Mais Médicos. A aplicação do Revalida seria inútil por ser uma forma de avaliação pior do que a que foi feita no âmbito do programa Mais Médicos sobre profissinais formados no exterior. Além disso essa aplicação abriria o mercado de trabalho brasileiro para os médicos do programa, desviando completamente dos objetivos definidos para o mesmo.

      O Revalida está sendo usado pela oposição tucanomidiática e os médicos corporativistas como uma forma de criar barreiras à aplicação do programa. Eles bradam pelo Revalida como se fosse um sacramento sagrado e não uma avaliação de baixa acurácia, crivada de problemas e sob muitas críticas consistentes. Isso só demonstra que eles não tem argumentos válidos contra o programa Mais Médicos, mas querem impedir o atendimento aos doentes. Sua motivação é claramente política ou corporativista, sendo que uma não exclui a outra.

      • Agora o discurso é contra o revalida que “tem baixa acurácia”. A verdade é que o programa Mais médicos eximiu os médicos estrangeiros do exame e queremos saber qual o motivo que permite que um profissionaal clinique sem que se tenha certeza de sua capacitação.
        Vários médicos chegaram com integrantes da família. Exceto os cubanos.
        Os médicos foram alocados em hotéis. Exceto os cubanos, cujo destino foram alojamentos.
        Os médicos receberão 10.000 em salário. Exceto os cubanos que terão de 75% a 60% de seus salários sequestrados pelo governo de Cuba.
        Não aceitar que estes fatos constituem um imoralidade é passear pelo pântano da venalidade.

        • Caro Arimateia, a revalidação de cursos do exterior e feito pela universidades por meias da lei de diretrizes e bases da educação que determina que faça uma avaliação de capacidade ou apenas uma analise curricular. O Revalida é uma portaria do ministério da educaçao que ajuda as universidades que quiserem , sim que quiserem , sim , as universidades de SP não toparam e continuam a fazer do seus jeitos, tem autonomia pra isso. A portaria do revalida fala que apenas brasileiros ou estrangeiros com visto definitivo de trabalho no Brasil podem fazer o exame, ie que aprovados tem o direito de trabalharem onde bem quiserem. No caso da avaliação de capacidade , tambem comtemplada na LDB da educacao , para estrangeiro com visto temporário e especifico permite o estrangeiro trabalharem em lugares específicos e com tempo pre determinado. É simples tá na lei. O revalida é novo , de 2011, antes se fazia assim , e antes de 95 a revalidaçao era automática para Cuba e sulamericanos.
          No EUA tem um programa chamado Conrad30 , que fala que medico podem trabalhar por 5 anos sem revalidaçao se aceitarem uma bolsa e irem a lugares que os americanos nao querem, qualquer semelhança com o mais medicos será mera coincidência . Atenciosamente Carlos

        • Noto que você tem problemas cognitivos.

          Então repito o que o Eduardo informou: o revalida NÃO É APLICADO AOS MÉDICOS BRASILEIROS. E você quer porque quer que seja aplicado aos médicos cubanos?

          O revalida não é obrigatório para quem vai exercer medicina de família, medicina preventiva e medicina comunitária.

        • Exatamente! Num país civilizado, Dilma seria objeto de impeachment. Dar dinheiro a um país que tem presos políticos, executa pessoas, não tem imprensa comercial livre, não tem liberdade, já que seus cidadãos não podem decidir livremente o que fazer, em suma, é dar dinheiro a um país desses é uma imoralidade absurda. Mas o que esperar de um governo que tem deputado presidiário?

          • É evidente que esse troll que usa a alcunha de “José de Arimatéia” (entre outras que está usando para trollar neste post) está usando a técnica de trollagem da repetição. Ele desconsidera as argumentações e fica repetindo as mesmas mentiras em comentários seguidos.
            Age de má-fé porque não tem argumentos, está errado e sabe disso mas não quer debater, quer trollar, provocar e tumultuar. Só que essa estratégia não funciona e nunca funcionou porque as pessoas percebem que se trata de desonestidade intelectual.
            Trata-se evidentemente de um elemento da esquerda raivosa, frustrado pela rotunda rejeição da sociedade a sua ideologia boçal e tentando atuar (sem nenhuma eficácia) para que os pobres continuem morrendo sem tratamento médico.

          • Em países civilizados, não se discute política da mesma forma que futebol…

            Em países civilizados, as pessoas possuem uma noção melhor de vida em sociedade: elas se consideram parte dela, ao invés de achar que ela existe para lhes servir ou como um fardo injusto a ser carregado.

            Em países civilizados, problemas e discussões como essas, baseados em problemas semelhantes aos nossos, ocorreram entre os séculos XVIII e XIX, e resultaram em revoluções sangrentas.

            Em países civilizados, após essas revoluções, o povo aprendeu que procurar o bem comum da sociedade, e não apenas ficar sentado admirando o próprio umbigo ou defendendo seu grupinho, é muito mais produtivo, tanto economicamente como em termos de qualidade de vida.

          • Num país civilizado não existem imbecis que preferem que seus compatriotas morram por total falta de atendimento básico por mera questão ideológica.

            Engraçado que estes idiotas nunca se importaram em abastecer seus carros com petróleo importado da Arabia Saudita, por exemplo, que tem uma ditadura terrível ou comprar produtos da Nike que utilizam mão de obra infantil praticamente escrava.

            A falta de argumentos destes idiotas que olham todo dia embaixo da cama para ver se tem comunista é total.

          • “…há mais de 30 mil médicos cubanos trabalhando em 69 países da América Latina, da África, da Ásia e da Oceania,,,”

            “…Em 2012, formaram-se em Cuba 5.315 médicos cubanos em 25 faculdades públicas e 5.694 estrangeiros, que estudam de graça na Escola Latino-americana de Medicina (Elam). A Elam recebe estudantes de 116 países, inclusive dos Estados Unidos, e já formou 24 mil estrangeiros…”

            Leia mais aqui: http://port.pravda.ru/cplp/brasil/29-08-2013/35205-medicos_cubanos-0/

            Sei que você não vai ler, pois é um troll. Mas outros internautas poderão se informar melhor.

          • Num blog ciivilizado esse juvenal, o troll, é ignorado. O blog do Edu é civilizado, portanto, é expressamente proibido responder a esse panaca.

        • Vc não pode comparar os médicos cubanos com outros estrangeiros, é um acordo com a organização. Quantas vezes tem que repetir para você conseguir entender? Sobre revalida, deveriam sim os médicos brasileiros, pois, o que mais se tem nesse país é erro médico.

        • De repente os direitistas ficaram tão preocupados com o bem estar dos cubanos… Nem parecem os mesmos que deram chiliques quando foi estabelecido que as empregadas domésticas teriam os mesmos direitos que os demais trabalhadores.

        • Engraçado que o Arimatéia nunca se preocupou com a falta total de médicos em mais de 700 munícipois onde pessoas morrem por falta de atendimento básico, ou seja pela raciocínio deste sujeito é melhor não ter nenhum médico do que ter um sem este tal de revalida.

          Outra coisa seu ARI se fizer um revalida deste para todos os médicos brasileiros, você acha que vão passar quantos???? Engraçado que esta turma nunca se preocupou com a qualidade dos médicos brasileiros.

        • Meu caro pense o seguinte: quando pagamos imposto o governo não sequestra parte de nossa renda, recolhe a parte de cada um para gerir a vida social. E não há imoralidade nenhuma nisso. Corresponde às regras do jogo. Ora o governo cubano recolhe parte da renda desses trabalhadores médicos, de modo equivalente ao que nosso governo recolhe parte de nossa renda. E não é apenas isso, a formação médica financiado pela sociedade tem que retribuir o gasto nessa habilitação médica, como investimento social. As novas gerações de médicos estão precisando disso. O fluxo continua os novos médicos em formação formarão as missões de amanhã no Brasil e ou em outros paises. Dá para entender?
          Em resumo: no comércio mundial cada país oferece o que tem. Cuba oferece assistência médica pelas mãos dos seus médicos; nós brasileiros oferecemos os pés dos nossos meninos jogadores de futebol!
          No primeiro caso o governo trata de manter o investimento; no segundo os grandes negociantes de jogadores, encravados nos clubes, mantém um circuito privado de dinheiro do futebol. Muito dinheiro.

        • Nossa, sua preocupação com os cubanos é comovente, ainda mais tratando-se de pessoa pró PSDB, que odeia Cuba.
          É o mesmo sistema utilizando em todos outros países que contratam médicos cubanos. Só aqui no Brasil houve esta gritaria toda contra os médicos cubanos.

        • Cara, quantas vezes será preciso repetir? O Revalida é para o caso do profissional querer ingressar no mercado de trabalho brasileiro. O Mais médicos é um programa de carater excepcional e emergencial. Devido ao fato dos médicos brasileiros, a despeito do excelente salário, não quererem ir aos cafundós do Judas. Mesmo assim, os estrangeiros só irão onde os daqui não forem o suficiente para suprir a demanda da população.
          Mas, ok, é preciso atestar a qualificação. Por isso o governo contratou-os segundo os critérios e com o aval da OPAS (organização panamericana de saúde). Te dou o benefício da dúvida, mas aos conselhos não. Eles sabem disso. Estão é de sacanagem. Mercenarismo, corporativismo e muquiranagem pura e simples.
          E para terminar. Se o salário é pago ao governo cubano que o repassa aos médicos, cobrando taxas, isso é uma lei desse país, que é soberano. Não cabe ao governo brasileiro questionar leis dos outros. Coisa que alias a Inglaterra que também quer importar cubanos, não está fazendo

      • De fato, o Revalida não é “um sacramento criado por Deus para ungir os mortais do poder sacrossanto de curar”. Ele é muito mais do que isso: é o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) foi instituído por meio da Portaria Interministerial nº 278, de 17/03/2011, nos termos do art. 48, § 2º, da Lei nº 9394, de 1996. Como quase toda avaliação do gênero, não é um exame perfeito. É só o melhor que temos, e na forma da lei. No entanto, tem sido fortemente criticado pelos pios devotos da seita lulo-petista, desde que foi ilegalmente suspenso pelo governo do seu partido, para facilitar a admissão de médicos cubanos para atuar no país. A razão dessa arbitrariedade se prende ao fato de que os médicos cubanos foram brindados, em avaliações anteriores do Revalida, com um alarmante índice de mais de 90% de reprovação! Contrastando com isso, estudantes do sexto ano de medicina da UFRGN (isso mesmo, estudantes do sexto ano de medicina!) tiveram um índice de reprovação menor do que 30%! Temos, então, a mais absoluta certeza de que essa medida discricionária tomada pelo governo lulo-petista impedirá que a competência profissional desses médicos que estão chegando seja corretamente avaliada. Ou seja, o que o governo do PT está fazendo é acobertar, da forma mais leviana possível, a presumível insuficiência deles, exatamente por acreditar nela! – a dano da saúde da população brasileira. É ela, afinal, quem vai sofrer as consequências da atuação desses “especialistas” cubanos no tratamento de gripe e diarreia. Mas não vai reclamar. Saúde “quase perfeita”, como o Lula da Silva bem sabe, até existe no Brasil. No Sírio-Libanês e afins.

        Na verdade, não há como advogar formas improvisadas e farsescas de avaliação, e que foram superadas quando o próprio governo lulo-petista instituiu o Revalida, considerado como “um avanço decorrente da ação articulada dos Ministérios da Educação e da Saúde que estabelece um processo apoiado em um instrumento unificado de avaliação e um exame para revalidação dos diplomas estrangeiros compatíveis com as exigências de formação correspondentes aos diplomas médicos expedidos por universidades brasileiras, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina, com parâmetros e critérios isonômicos adequados para aferição de equivalência curricular e definição da correspondente aptidão para o exercício profissional da medicina no Brasil”. O que o governo lulo-petista pretende, agora, é a volta ao passado no trato dessa grave questão, para atender a interesses de ordem ideológica, financeira e politico-eleitoreira, bem como para acobertar a sua desastrosa gestão no campo da saúde pública!

        Mas a ilegalidade do “Maus Médicos” não termina aí. As condições em que os médicos cubanos irão atuar em nosso pais ferem frontalmente as nossas leis trabalhistas e os mais elementares princípios relativos aos direitos humanos. Trata-se, a bem dizer, de um verdadeiro tráfico em massa de pessoas de um país para outro, para trabalhar num regime que se assemelha ao da escravidão branca. Se alguém tem alguma dúvida sobre isso, que leia o “Manual de combate ao Trabalho em Condições Análogas às de Escravo”, publicado pelo Ministério do Trabalho. Os “escravos-brancos” cubanos não receberão o salário que lhes é devido, pois ele será remetido para o governo ditatorial da ilha-presídio, o qual usurpará mais de 70% do montante do mesmo, constituindo-se no mais novo mensalão inventado pelo PT, agora com requintes de internacionalização!. Esse dinheiro, eivado de ilegalidades, configurará remessa ilegal de divisas do governo lulo-petista para a ditadura cubana. Os “escravos-brancos” cubanos não pagarão Imposto de Renda e INSS. Também não terão direito ao FGTS, ao aviso prévio, às férias, ao décimo-terceiro salário… Trabalharão, basicamente, por cama, comida e sem nenhum direito trabalhista. Os “escravos-brancos” cubanos não poderão mudar de emprego. Os seus passaportes serão retidos pela Embaixada de Cuba no Brasil, para impedir a sua livre locomoção. As suas famílias ficarão em Cuba, sem poder sair do país, para inibir qualquer tentativa de fuga por parte dos infelizes. E por aí afora….

        É esse o conluio midiático, eleitoreiro e mercenário que o governo do Partido dito “dos Trabalhadores” firmou com a ditadura cubana, e que está sendo ardorosamente defendido pelos pios devotos da seita lulo-petista. E que não passa de um atentado contra as leis trabalhistas, de um atentado contra os direitos humanos, de um atentado contra o Estado Democrático de Direito, de um atentado contra a Humanidade. Praticado, como sempre, em nome dos pobres e desvalidos. Amém.

        • Nossa Lucas que preocupação com a humanidade!!!! me comove, pena que vocês nunca tiveram esta preocupação com os miseráveis de nosso país que moram nos mais de 700 municípios sem nenhum médico.

          A preocupação de vocês com os cubanos me comove.

          De um momento para outro tantos ficaram tão preocupados com os direitos trabalhistas dos cubanos. Engraçado que nunca vi ninguém desta turma defender com este ardor a PEC das domésticas. Engraçado!!!! Quanta hipocrisia para tentar justificar o injustificável.

          • Ah,agora eu entendi a “neura’ dos petistasi! Então somos nós, os demais cidadão deste país, os responsáveis pelo criminoso descaso a que o governo lulo-petista relegou a saúde pública no país, jamais tendo se preocupado com” os miseráveis que moram nos mais de 700 municípios que não têm nenhum médico”? Ora, companheiro, o culpado é o seu governo. O seu governo e vocês, que o apoiam cegamente. bovinamente. E são vocês, os pios devotos do partido que se diz “‘dos Trabalhadores” é que deveriam, em primeira instância, estar preocupados com os direitos trabalhistas dos cubanos, não acha? Ou vocês estão mais preocupados em ganhar eleições, em fazer proselitismo político-ideológico no interior do país e em sustentar a ditadura castrista com dinheiro expropriado dos trabalhadores que escravizam?

            A verdade, duela a quien duela, meu caro, é que nós, os miseráveis deste país e os médicos cubanos que estão chegando para trabalhar em regime de escravidão somos vítimas de vocês, petistas, e do seu governo oportunista, farsesco e eleitoreiro!

            Mas, se patrocinar escravidão branca não os comove, o que haveria de comovê-los?

          • Sim, a questão é mesmo ideológica, e foi o PT que a criou. Tanto que já vinha preparando essa invasão de agentes cubanos travestidos de médicos há um ano e meio, tempo este em que não moveu uma palha sequer para melhorar as condições da assistência médica nas regiões mais remotas do país.

            Apesar disso, ninguém está assustado com a possibilidade de que se coma criancinhas, embora se saiba que o que mais se faz por lá é matar criancinhas antes mesmo que elas nasçam. A ilha-presídio, se há quem não saiba, deve estar entre os campeões mundiais da modalidade aborto

        • O tal de Lucas Daniel está recorrendo a falácia do apelo à autoridade (ou magister dixit – meu mestre disse) citando não uma pessoa mas o número da portaria que instituiu o Revalida. Assim o faz como o falso pastor que cita uma passagem da bíblia, interpretando-a de forma distorcida para passar a mentira que deseja. A idéia do Lucas Troll é que citando a lei as pessoas vão achar que é algo sacrossanto, como os crédulos acham que a mentira do falso pastor seja verdade porque seria (mas não é) uma coisa da Bíblia.

          Só que o trollzão não se deu ao trabalho de ler a portaria e deve ter achado que as pessoas aqui são idiotas para acreditar em sua falácia sem veritficar o texto do documento que ele usa em sua pantomima. Quebrou a cara.

          Em primeiro lugar chama a atenção que quem assinou a portaria foi o próprio Padilha, portanto não seria ele que iria ferir uma portaria que ele mesmo instituiu. Em segundo lugar MUITO AO CONTRÁRIO DO QUE O ELE DISSE, ele não é o instrumento exclusivo para a definição da aptidão para o exercício da medicina no Brasil. A leitura da portaria deixa claro que não se trata de um processo exclusivo nem que é imprecindível. Isso fica particularmente claro no artigo sétimo:

          Art. 7o O processo regulado por esta Portaria não exclui a
          prerrogativa conferida às universidades públicas para proceder à revalidação
          de diplomas em conformidade com a Resolução CNE/CES
          nº 04/2001.

          Portanto É MENTIRA dizer que o exame “foi ilegalmente suspenso pelo governo do seu partido, para facilitar a admissão de médicos cubanos para atuar no país” (nas palavras literais do mentiroso).

          Seguem-se várias outras mentiras, crivadas de falácias.

          Diz que os médicos cubanos são incompetentes sendo que temos acesso aos seus curriculuns acadêmicos e profissionais que provam o contrário. Que a medicina cubana é ruim sendo que sabemos que Cuba tem os melhores índices de saúde do mundo. Seleciona resulatdos parciais de exames filtrados seletivamente e os generaliza para apresentar suas mentiras como se fossem conclusões.

          Mente dizendo que a contratação dos médicos fere a legislação trabalhista , sendo que as condições trabalhistas dos médicos além de serem excelentes para os padrões brasileiros e muitíssimo boas para os mais altos padrões mundiais (quantos médicos brasileiros tem condições de trabalho melhor?) e além disso eles não são funcionários do governo brasileiro, mas sim do governo cubano e estão trabalhando aqui com um contrato de prestação de serviços igualzinho ao que é feito com outros médicos e outras categorias profissionais no Brasil e no exterior. Aliás o mesmo contrato feito com outros 58 países. Será que Portugal por exemplo (um dos 58) usou trabalho escravo? Depois chega sandice de dizer que fere os direitos humanos.

          Ou seja, é um mentiroso sem noção que escreveu um amontoado de baboseiras sem a menor credibilidade. Não vou nem me alongar porque essas asneiras não merecem, só escreví estra tréplica para mostrar o baixo nível e a falta de noção que se apodera da direita raivosa que não consegue um mínimo de coerência em suas trollagens.

          • Ora, meu caro,quem recorre a falácias é você, já que apela, reiteradamente, para os mais toscos expedientes a fim de afetar uma superioridade intelectual que absolutamente não tem, face à pobreza de raciocínio, à fragilidade de argumentação e à reduzida capacidade de expressão de que se faz portador. Se citei a portaria promulgada pelo governo lulo-petista foi para alçar a discussão ao plano daquilo que está determinado por lei e firmado em documentos oficiais, deixando de lado a lenga-lenga e os achismos com que vocês, petistas, vêm tentando escamotear o fato de que o seu partido e os tiranossauros da ilha-presídio estão escravizando trabalhadores (escravidão “branca”, é verdade, mas escravidão) com a espúria finalidade de ganhar eleições, promover o proselitismo político-ideológico no interior do país e financiar a sanguinária ditadura cubana. A menção que você faz de fatos bíblicos e “sacrossantos” não deixa de ser uma indicação segura do estado místico-religioso em que vive, pelo fato de ser pio devoto de um partido-seita que é regido por um ”deus” (“Lula é deus”, disse a Martaxa, e os petistas o tratam como tal), cuja autoridade ninguém contesta (aí, sim, caberia, até bem, o Magister Dixit!) e diante do qual todos se curvam da forma mais abjeta e servil que se possa imaginar. Mas, para mim, que não faço parte dessa seita fundamentalista, e que não me curvo diante desse mau pastor – um cego a guiar outros cegos! – só existe uma única coisa “sacrossanta”; a lei! Dura lex sed lex!

            Não obstante, está mais do que claro que, para você, assim como para muitos dos seus trêfegos correligionários, a lei não tem validade nenhuma, mesmo que tenha sido promulgada por aqueles a quem vocês rendem culto. Basta, apenas,que estejam em jogo interesses mesquinhos e inconfessáveis do partido-seita, como os que ora estão em curso. Em razão disso, você não só não se deu ao trabalho de ler a portaria assinada pelos “postes” lulistas, Padilha e Haddad,.como também não leu a Resolução CNE/CES nº 04/2001,que estabelece uma ressalva jurídica para que as universidade públicas possam situar-se como melhor lhes aprouver frente a demandas relativas ao internato médico, o que não tem nada a ver com o caso de que ora estamos tratando. Ou seja, cara: você se distraiu com a própria pantomima, e quebrou a cara.

            Assim sendo, fica patenteada a ilegalidade da não-realização de exames de revalidação de diplomas para que médicos estrangeiros atuem no país, como entendeu de fazer o governo do seu partido, tão só “para facilitar a admissão de médicos cubanos para atuar no país” (nas palavras literais que escrevi para que você, mentiroso dos quatro costados, soubesse que o seu partido está burlando a lei). Quanto ao mais, por que você, sendo petista, haveria de estranhar o fato de que o Padilha está transgredindo uma portaria que ele mesmo assinou, na condição de ministro da saúde? Não estão aí,afinal, alguns dos mais altos próceres dos seu partido, aguardando o cumprimento de pena na prisão – em regime fechado, para maior segurança da sociedade -, exatamente por terem cometido delitos do mesmo naipe ou piores ainda? Você precisa de uma dose cavalar de “simancol”, cara!

            Mas, não satisfeito com as bobagens que já tinha escrito, você foi adiante, abordando a questão da incompetência dos médicos cubanos. Algo que nem deveria mais ser objeto de discussão, pois foi reconhecido pelo próprio governo lulo-petista, quando dispensou os ”especialistas”’ em gripe e diarreia da ilha-presídio do vexame de serem reprovados, maciçamente, mais uma vez, numa prova em que simples sexto-anistas de medicina brasileiros conseguiram ampla margem de aprovação! Em vista disso, digo, sim, e repito, que os médicos cubanos são despreparados, já que a sua formação não ultrapassa os estreitos linites de um preparo para o atendimento básico em saúde. E a medicina cubana, por sua vez, está anos-luz a reboque da medicina que é praticada no primeiro mundo e, mesmo, num país em desenvolvimento como o “Cubrazil” petista. Aliás, se fosse outra a realidade, Lula da Silva, que não dispensa uma saúde “quase perfeita”, e Dilma Roussef teriam corrido para lá quando adoeceram, para serem tratados pela “miraculosa” medicina cubana, e, não, para o Sírio-Libanês, como fizeram, às pressas!.E eles ofereceram o mesmo privilégio ao finado Hugo Chávez, quando ele ainda poderia ser salvo. Como constatou um ex-presidente do CFM, depois de investigar in loco a razão pela qual os médicos cubanos não conseguem ser aprovados no Revalida, a formação deles é deliberadamente limitada, com ênfase nos cuidados básicos, que são importantes, sim, mas insuficientes para o exercício de uma medicina plena, como precisamos e exercemos no Brasil. Médicos especialistas em tratar gripe e diarreia não irão, por certo, resolver o problema da saúde pública em nosso país, profundamente agravado por esses dez fatídicos anos de governo lulo-petista, em que, entre outras coisas, perdemos de 15 a 20% dos leitos hospitalares de que dispúnhamos!

            Como se todas essas sandices não fossem suficientes, você foi além e ultrapassou todos os limites quando negou o óbvio, que é a gravidade da afronta que esse conluio mercenário firmado entre a governo lulo-petista e a ditadura cubana perpetrou contra as leis trabalhistas, os direitos humanos, a Constituição e o Estado Democrático de Direito. Alegou, canhestramente, no afã de justificá-la, que eles são funcionários de Cuba, não do Brasil. Essa alegação, por si só, já seria uma aberração, mas deixa entrever, também, que não importa que os infelizes sejam tratados como escravos pela ditadura cubana (e é justamente o que acontece, da forma que já detalhei no meu post anterior), bastando que prestem serviço escravo aqui , mas assinem o ’livro de ponto” lá!. Por outro lado, sugere que essa ignomínia deve ser aceita aqui sem contestação, uma vez que pode estar sendo perpetrada, nas mesmas condições, em 58 outros países! Para mim, se isso for efetivamente comprovado (ou seja, se as condições dos contratos forem as mesmas), significaria, apenas, que o Partido “dos Trabalhadores” (?) estaria se comprometendo, em escala mundial, com o tráfico de gente, para fins de trabalho de semi-escravidão. Quanto ao mais, se são feitos, como você afirma, ‘contratos de prestação de serviços iguaizinhos com outros médicos e outras categorias profissionais no Brasil” – e esses profissionais são mantidos nas mesmas condições trabalhistas dos médicos-escravos cubanos -, sugiro que você, como o intrépido defensor dos trabalhadores que pretensamente é, os denuncie imediatamente ao Ministério do Trabalho, para que os seus maquiavélicos feitores sejam punidos com todo o rigor da lei.

            Agindo assim, você estaria, pelo menos em parte, redimindo-se do fato de ser “um mentiroso sem noção que escreveu um amontoado de baboseiras sem a menor credibilidade”. E, o que é mais importante ainda, estaria se livrando da incômoda condição de cúmplice de um conluio oportunista, midiático e mercenário firmado entre o governo lulo-petista e a ditadura cubana, e que fere frontalmente as leis trabalhistas, os direitos humanos, a Constituição e o Estado Democrático de Direito vigentes em nosso país!

      • “Além disso essa aplicação abriria o mercado de trabalho brasileiro para os médicos do programa, desviando completamente dos objetivos definidos para o mesmo”

        Então você concorda que entre o “mercado de trabalho” e o PROGRAMA, mesmo o médico bonzinho, o cubano, optaria pelo mercado.

        Esta é minha grande crítica `a opção do governo. Optou-se pelo mais barato, quando o correto seria ter adequado a oferta ao mercado de trabalho brasileiro. Se tivessem agido assim você veria milhares de médicos brasileiros se colocando `a disposição do programa.

        Cuba faz disso um negócio, e é direito dela fazê-lo, errado é o governo que se aproveita do negócio cubano para desvalorizar uma classe e seu trabalho.

        Nada contra os cubanos mas você acha que viriam pelos mesmos U$ 40,00 que ganham lá e com o seu governo sendo ressarcido apenas pelos custos de mobilização dos mesmos?

        • É seu benjamim não sei se o Sr. sabe, existem vários municípios no sul e sudeste em que prefeituras fazem concursos com salários de R$ 15.000,00 para trabalhar em postos e hospitais equipados e não aparece nenhum candidato, no meu município mesmo acontece isto.

          O fato é o seguinte:

          O que as entidades médicas querem mesmo é uma reserva de mercado e salários de mais de R$ 20.000,00 para trabalhar por apenas um plantão e as prefeituras se sujeitariam a este esquema por absoluta falta de profissionais. O resto é demagogia e conversa para boi dormir.

          Nunca vi nenhuma destas entidades exigirem abertura de novas vagas em universidades que ficaram durante o Governo FHC sem abrir uma unica vaga sequer. Aliás, para garantir a reserva de mercado são contra a abertura de novas faculdades e a favor do tal ato médico.

          O problema é que parte dos médicos brasileiros não se contentam com padrão de vida condizente com um classe média, eles acham que por terem feito medicina tem que ficar ricos.

        • negativo, hermano!
          O mercado deles é o mundo, em primeiro lugar.
          Para os brasileiros é um não-mercado, capisce? E nao iriam nem com contrato por duas razoes:
          a) ha prefeituras que oferecem mais dinheiro, e fora do programa – mas a cidade nao oferece atrativos…
          Ou precisam de quatro permanentes e só conseguem dois. Gugleia isso q voce acha
          b) ha prefeituras que tem estrutura plena – com ou sem programa- e eles nao vão.
          Queremos começar a encaminhar soluçao agora, e urgente e em quantidade.
          Se com isso, a oposiçao e os preconceituosos se ferram, ótimo.
          Se é negocio e é politicamente bom para Cuba, tanto melhor. Ela merece.
          O problema dos teus pares vai ser que com tres mil aqui, o povo vai ver a diferença entre medico e medico e nao vai dar mais pra tapar o sol com peneira.

    • A falta de argumentos obriga os contras a ficarem martelando essa história de “Revalida”.
      O governo já explicou que não submeterá os médicos estrangeiros ao Revalida, pois a intenção é que eles tenham que trabalhar somente nos locais predeterminados, evitando assim que abandonem os locais que precisam deles e passem a disputar vagas com médicos brasileiros.
      Já vimos que os médicos que estão chegando, são experientes, a maioria com mais de 10 anos de experiência, com várias especializações, etc.
      Eu gostaria de saber, o que podemos fazer para saber se os médicos brasileiros que estão saindo das universidades, ou mesmo vários que saíram há tempos têm mesmo a competência que cobram dos médicos estrangeiros.
      Se a oposição ao “Mais Médicos”, realmente é fruto de preocupação com a segurança da população que será atendida pelos estrangeiros, então os mesmos oposicionistas deveriam concordar com a proposta de submeter os médicos brasileiros a um exame como o revalida, para obterem autorização para atuar. Aposto que, mais de 90% seria reprovado, como acontece com os advogados na OAB.

  • Não é só na Austrália. O ginecologista da minha nora é Paquistanês, e clinica nos Estados Unidos. Tive a oportunidade de estar no seu consultório e posso afirmar que os clientes são de todas as “etnias”, como gosta de falar o Sr. Eduardo. Inclusive os ‘caucasianos’, ou seja, os brancos de olhos azuis locais.
    A diferença é que todos eles – os médicos – fizeram um exame de revalida para poderem atuar regularmente.
    Querer misturar as coisas não é honesto. Quanto à imagem do país, concordo. Está deteriorada lá fora. Chegaram à conclusão, segundo me relataram, que tudo não passava de discurso político/partidário. Os resultados da nossa economia estão aí para comprovar. A matemática não falha.

    • Realmente a matemática não falha, uma das menores taxas de desemprego do mundo, bem diferente da era FHC. Quanto ao revalida, parece que você não entendeu ou não quis entender o que o Edurardo já explicou. Deve ser meio complicado para você entender. Se alguém tiver paciência por favor explique para ela.

      • Não adianta explicar porque é um caso de má-fé.

        Todo mundo entende que o Revalida é para o médico ingressar no mercado de trabalho brasileiro, coisa que esses médicos não vão fazer e todo mundo sabe que eles foram extensamente avaliados pelos seus curriculuns e experiência profissional. Todos viram que eles tem especializações e grande esperiência prática e todos sabem que eles terão acompanhamento do Ministério da Saúde, sendo portanto a avaliação deles muito mais rigorosa e precisa do que o exame do Revalida.

        Quem ainda está insistindo nisso usa o exame apenas como uma desculpa para criar entraves burocráticos para que os doentes não sejam atendidos. Colocam o proselitismo acima da vida das pessoas e agem de má-fé.

          • Compare a saúde em Cuba com a de qualquer país latino-americano.

            “Esta noite milhões de crianças em todo o mundo dormirão ao relento. NENHUMA DELAS É CUBANA!”

          • ramiza vc é uma mala sem alça , eu não sei como é que o sr. EDUARDO, posta seus comentários que dá arrepio de tanto nojo!!!!!!!sabes o quye tá faltando para muita gente que sofre da “raiva descontrolada” uma benzedura com ramo de urtiga!!!!

          • Sim, todos os governos do mundo compram e vendem mão de obra, faz parte do mercado de serviços e todo mundo entende isso. Aliás o contrato feito pelo governo Brasileiro com Cuba já foi firmado por 58 outros países e é absolutamente normal. Aliás é o mesmo contrato feito nos anos 90 pelo governo FHC,

            Nessa oportunidade a direita raivosa à qual você pertence não reclamou. Em parte porque era um governo neoliberal alinhado com a extrema direita e em parte porque infelizmente foram contratados médicos em pequena quantidade pois o FHC nunca aceitou investir no social e só fazia programas de fachada com investimento insuficiente.

            Sim, Cuba está vendendo serviços médicos e o Brasil os está comprando assim como outros países inclusive Cuba importam serviços de engenharia de empresas brasileiras.

          • Caro Ruy você cometeu um engano quando disse que todo mundo entende esta questão da compra de mão e obra. Pessoas com nenhum neurônio ou que agem de ma-fé tipo as ramizas, da vida não tem capacidade ou/e abertura para entender qualquer coisa que não esteja escrita nas vejas da vida.

        • Isso, mesmo, Pedro Souto.
          Um dos enfoques, seria a dita Ilha-presídio ter a capacidade de fornecer médicos, de qualidade comprovada, em várias oportunidades, por esse mundo afora; e o Brasil, país de economia forte, não conseguir suprir de serviços médicos, as periferias dos grdes centros e os locais… distantes. Em resumo: em nosso País só tem médico em lugar onde a grana, rola. Então, como pode essa tal Ilha-presídio atender as nossas necessidades?… Acontece, Pedro, q na Ilhazinha, se cultiva a dignidade. Parece q, por lá, a grana não é a força motriz q faz aglutinar e mover a sociedade. pra consecução de seus objetivos. Parece q a grana seria, apenas, um meio de troca; agora, o q gera, realmente, vontade, seria a tal da dignidade…. Pq é preciso se ter mta dignidade pra levar adiante, um projeto de País, em se sendo uma sociedade pobre…. Por isso, é q a saúde e a educação, em Cuba, são à nível de excelência…. Por isso, q o acordo tomado com Cuba, aponta pra se pagar os serviços médicos, prestados, ao governo cubano q, por sua vez, pagará o salário, devido, aos seus médicos e dirigirá a maior parte da grana, pra educação e saúde….
          Agora, Pedro, se lá na Ilha-presídio, a medicina é praticada à nível preventivo, e aqui à nível de suprir os interesses dos planos de saúde, laboratórios de análises e de pesquisas, ou da indústria farmacêutica…. isso, meu querido, são outros “negócios”…. Vai ser engraçado, meu caro Pedro Souto, se ao final de algum tempo, esses médicos cubanos demonstrarem, provarem, claramente, q a medicina preventiva seria o grde diferencial em jogo…. Eu quero ver, como esses médicos, ai, esses Conselhos, marca indignidade, vão se virar pra explicar o embrulho q nos meteram nos últimos anos…. vendendo gatos, por lebres. Até agora, o PT, o Lula, a Dilma seriam os únicos responsáveis pela enrolação, criminosa. Os únicos; o resto é tudo anjinho.
          Abraço, fraterno

          • Inglaterra, Austrália. Pelo visto, a única que conhece Cuba sou eu. E compra e venda de mão de obra quando o dinheiro fica com o governo e a liberdade de ir e vir é vetada, é tráfico humano.

          • A preocupação desta gente com o tal tráfico humano é comovente!!!!! pena que não tenham esta preocupação com os nossos semelhantes que morrem por falta de médicos. Quanta hipocrisia!!!!

            Aliás esta tal de ramiza nunca defendeu o PEC das domésticas que em sua grande maioria são descendentes dos escravos africanos que foram trazidos para o Brasil. Será que a ramiza tem algum produto da nike que era feito por mão de obra infantil???

            Ramiza, não esqueça de olhar embaixo da cama antes de dormir para ver se não tem nenhum comunista viu??? cuidado, o maldoso doFidel vai de pegar e o super-homem só defende o povo americano viu????

          • A tal de Ramiza é mentirosa. Está dizendo que o dinheiro dos médicos cubanos fica com o governo, como se eles não recebessem salário.

            MENTIROSA

            Os médicos cubanos são funcionários públicos que recebem salários e um abono pelo trabalho no exterior. A situação deles é igualzinha a dos engenheiros brasileiros que trabalham em projetos no exterior.

            As empresas brasileiros recebem um valor pelo serviço e com uma parte dele pagam os salários dos engenheiros. Falar que isso é escravidão é igual a dizer que qualquer empregado é escravo e só não é escravo o dono da empresa porque todos empregados recebem salário e a soma dos salários sempre é menor que o faturamento total da empresa.

            Em relação ao deslocamento escreveu outra MENTIRA. O deslocamento dos médicos cubanos é tão livre quanto o deslocamento dos engenheiros brasileiros que trabalham no exterior.

            A forçada gigantesca de barra, falando uma mentira tosca e absurda é pela falta absoluta de argumentos válidos, então o negócio da direita raivosa é usar a repetição. Repetem e repetem as mesmas mentiras.

            O que eles querem é que os doentes não sejam atendidos. É o proselitismo de quem não tem nenhuma sensibilidade social e nenhum respeito humano.

          • Ramiza tá certo(a) e eu vou processar minha mulher e aqueles moleques lá de casa que estão ficando com toda minha grana.

  • Este caso dos médicos é com certeza o mais emblemático de todos, pois desnuda toda a ganância, hipocrisia, falta de sensibilidade e preconceito de nossa elite e da tradicional classe média.

    Triste país em que médicos que vieram ajudar são hostilizados pelos próprio colegas de profissão.

    Tenho que lutar contra isto, mais as vezes, confesso, me bate um “complexo de vira-latas”. Amigos me ajudem a me livrar deste sentimento que tenta me dominar. Obrigado

  • Tenho contato profissional com a Austrália e posso confirmar que eles deram boas gargalhadas durante as nossas reuniões, dizendo que estávamos destruindo o país por causa de R$ 0,20.
    Parabéns coxinhas e MPL vocês são incríveis…

  • Essa atitude de nossa elite não surpreende. Roberto Marinho não hesitou em destruir a imagem do Rio de Janeiro desde que Brizola fosse junto. Mafiosos agem assim.

  • Ah, coxinhas e MPL, não deixem de completar o serviço no dia 7 de setembro e atendam os apelos do Ataulfo Merdal e da Famiglia Marinho (os nossos símbolos de honestidade e honradez).

  • Eu sou doente de otimismo, apesar da agonia durante esta turbulência. Sei que essas atitudes horrendas são uma orquestração organizada daquela oposiçãozinha sem rumo, chegada a golpes, a dossiês, etc. Mas, acredito que a população que tem sido o foco de atenção do governo, desde Lula, está mais atenta, é grata, e vai reconhecer e distinguir na hora certa, o que é bom para ela. Os “coxinhas” já perceberam que o “Mais Médicos” é mais um “Bolsa Família”, ou seja, programa destinado a um sucesso talvez maior, e isso eles não podem suportar.

  • Não devemos perder o foco. Vamos apoiar o programa mais médicos, do governo federal, se possível fazer um movimento com a sociedade civil organizada, numa manifestação. Outra coisa, não vamos abandonar o movimento de regulação e democratização da mídia.

  • A escumalha de esquerdopatas energúmenos que aprova utilizar mão de obra escrava trazida da ilha prisão dos irmãos Castro é a mesma que esbraveja contra o regime militar que impediu que eles implantassem aqui aquela mesma porcaria que tem lá. Vocês são mesmo uma pérolas da mediocridade. Não tem coisa mais enojante do que ler esses blogs toscos.

      • Edu, o senil general que é aposentado não consegue mais se eleger a síndico. Ninguém no prédio aguenta mais a peça. Nem na praça ele é aceito mais para jogar dama. Por isso tendo que ocupar seu tedioso tempo de sobra, ele vem aqui encher seu saco. Deixa ele. eu acho engraçado

    • “Esquerdopata” é o contrário de “direitopata”, certo?

      Nessa linha “pata”, que rima com “cata”, pergunto: que tal o ilustre general ir se catar e procurar sua turma?

      Ou talvez, ir pentear macaco?

    • Quem te convidou para ” estacionar aqui? se manda enquanto é tempo pois infectará esse lugar da doença da “raiva espumante” vai que é tarde…vai e que Deus te acomnpanhe!!!!!!!!!!!

    • Hihihi… General Azevedo, é?
      Algo me diz que esse comentarista aí saiu lá do esgoto Coturno Noturno e da latrina Reinaldo Azevedo, e, como diria nosso amigo Ruy Acquaviva, sendo que uma não exclui a outra.

  • Todos os caudatários do PT estão convidados para a grande cerimônia de premiação quando os que dão nomes aos Troféus Dias Toffoli, Ricardo Levandowisk, Édson Lobão, Alexandre Padilha, Guido Mantega e Dilma Roussef serão homenageados e receberão como prêmios parte das propinas que o governo do PT vem recebendo das grandes construtoras do PAC; as referentes à transação envolvendo a Petrobrás na compra da refinaria de Passadena; as que sobraram do mensalão e de muitas outras transações que estão em andamento. O Lula e o José Dirceu estarão presente e receberão troféus “hors concours” por seus inestimáveis serviços a favor da grande causa do PT, a corrupção! Não deixe de ir, será uma das últimas oportunidades de ver José Dirceu fora das grades – vide as decisões do STF!
    Eugênio José Alati

    • Míope recalcado, os desvios desde os tempos do FHC você ignora, assim como a mídia corrupta e outros atores medíocres do MP, STF, e alguns caras de pau como você. Idiota, vai te catar!!!!

    • Se realmente houve mensalão, Dirceu teria que ganhar uma medalha por ter comprado políticos que NÃO queriam votar as reformas que interessavam ao Brasil e não ser preso.
      Ninguém ficou rico com o suposto mensalão, ninguém do PT comprou apartamento em Miami.

    • Eugênio José Alati, quero convidar você para o lançamento do livro “O Príncipe da Privataria” de Palmério Dória, que conta como FHC usou o dinheiro da corrupção da Privataria para comprar votos e aprovar a emenda da reeleição que beneficiou a ele mesmo e nda de positivo trouxe para o povo.

      Se estiver sem grana para comparecer ao lançamento sugiro que faça uma retirada da conta do PSDB na Suiça, onde s propinas pagas pela Alston e Siemens aos governadores tucanos de SP nos últimos 20 anos foram depositadas. Tem tanta grana roubada pelo PSDB lá que retirar um pouquinho para pretigiar um livro-documento sobre a principal realização do FHC, não vai fazer falta.

  • A minha filha que mora na Inglaterra também me enviou um e-mail preocupada com que estava acontecendo.
    Quanto esteve aqui no Natal, me disse: “papai, hoje o Brasil é considerado um grande pais. Falam muito em Lula e o elogiam. Tem uma colega minha, que pediu para lhe mandar uma foto dele.
    Que decepção ela deve está tendo?

  • Pra que que servem os Conselhos Regionais de Medicina, como os órgãos de classe em geral? São autarquias destinadas ao controle administrativo da prática médica, além de ser um Cartório que dá credencial para o médico exercer a função. Sim, beleza, mas quantos médicos foram julgados e quantos desses foram expulsos ou proibidos de exercer a profissão nessa década por ação dos CRM’s? E na década passada? O que melhorou o CRM pra vida dos médicos e dos pacientes? Sim, sem pacientes não há necessidade médicos. Todo artista tem de ir aonde o povo está… (Milton Nascimento)
    Seria o CRM uma jabuticabeira que não dá jabuticaba? Serve pra impedir que outros médicos exerçam profissão no Brasil e que atenderam àqueles que o médicos brasileiros não se dispõe a atender por que é longe. Ah, agora entendi. Servem para referendar omissão de socorro do Estado impõe aos mais pobres desde 1500. E o Papa Francisco o que acharia disso? O repórter da Globo poderia perguntar a ele. É uma boa para o pobre, ou não, Sr. Papa? Os “coxinhas” não gostaram do Mais Médicos, com certeza.

  • Ainda bem que tem muitos brasileiros como sua filha fora do país, brasileiros com visão humanitária de peso. Aproveito para parabenizar o blogueiro pelo artigo do Leandro Fortes da Carta Capital. Maravilha de elogio e muito bem merecido.

  • No tempo do sátrapa de Higienópolis as Universidades Públicas, que formam a maioria dos médicos, viviam sempre em greve. Atrasos nos cursos e na formação de novos médicos, sucateamento dos hospitais universitários. O da escola de medicina da UFMG é um bom exemplo. Será que o Aécio ainda lembra? Falando no “Menino do Rio” a realidade tem sido cruel com o nobre senador: não há como ampliar os espaços políticos, pior ainda, com Serra marcando de perto.
    Sem programa de governo, a candidatura de Aécio pode acabar no Irajá, sem nunca ter chegado a Juiz de Fora.

  • É a arma da mídia e da oposição para enfraquecer o governo, pouco se importam com as consequências.

    É um crime hediondo.

    Mas o governo vai conseguir controlar a inflação e continuar a gerar empregos.

    Os fascistas não têm candidato para vencer a eleição.

    A luta que travamos é quase igual aquela que venceu a ditadura, é tudo muito sofrido.

    A canalhice da classe dominante está a cada dia mais exposta, mais explícita, com a internet.

    O feitiço pode virar contra o feiticeiro.

  • Eduardo, nós teremos uma dificuldade muito grande de nos ajeitarmos internacionalmente por culpa de um bando de políticos corruptos e de uma mídia canalha e vendida que, inclusive, tem alguns funcionários que são informantes da CIA e outros órgãos alienígenas aos nossos interesses! No dia que todos pensarem somente no Brasil, a coisa muda, mas aí é pedir que o Sargento Garcia prenda o Zorro, infelizmente!!!

  • Peça para sua filha ler este artigo como contraponto

    ARTIGO – CARLOS ALBERTO SARDENBERG
    Publicado:
    29/08/13 – 0h00
    O problema não é que sejam médicos, muito menos cubanos. O problema é o método de contratação, que convalida grave violação de direitos humanos.
    Importar trabalhadores é normal. Importam-se, por exemplo, os melhores profissionais, para agregar conhecimento e expertise às práticas locais. Ou se traz um tipo de trabalhador que não se encontra no país importador. Ou ainda pessoas que topam salários e serviços que os locais não aceitam.
    Este é o caso da importação de médicos pelo governo brasileiro. Tanto que os estrangeiros só poderão exercer um tipo de medicina e apenas nos lugares para os quais foram designados. Não vieram para transmitir alguma ciência ou prática nova. O médico de família e o atendimento básico não são novidades por aqui.
    Mas são insuficientes, diz o governo. É um argumento. As entidades médicas brasileiras, portanto, não têm razão quando se opõem à importação em si.
    Ocorre que a história não termina aí. Tão normal quanto a importação de trabalhadores é a exigência de qualificação – algum tipo de avaliação do profissional estrangeiro para saber se atende às necessidades nacionais. Todos os países fazem isso.
    Portanto, o governo brasileiro pode abrir uma espécie de concurso internacional para contratar médicos. Mas, primeiro, eles têm que passar por prova de capacitação, como passa qualquer brasileiro quando entra para qualquer serviço público. Segundo, esse mercado deve ser livre.
    Assim: o país importador oferece a oportunidade e dá as condições de trabalho, os estrangeiros, pessoalmente, se candidatam, fazem os testes e assinam o contrato. Esse documento, obviamente, pode ser rescindido. Imagine que o médico chega numa cidade remota e verifica que não tem a menor condição de atender. Ou não recebe o salário acertado. Ele pode retirar-se e rescindir o contrato. Inversamente, se começa a fazer besteira, o governo, o contratante, pode afastá-lo.
    E se o médico, afinal, achar que entrou numa fria, e que sua família não se adaptou – ele pode pegar um ônibus, ir até o aeroporto mais próximo e embarcar, com seu passaporte e o de seus familiares, de volta para casa. Ou para Miami.
    Essa é a situação dos médicos argentinos ou portugueses. Não é, obviamente, o caso dos cubanos. Estes não têm o contrato de trabalho com o governo brasileiro ou outra entidade local, não recebem salário brasileiro, não têm o direito de desistir, não têm passaporte, não têm, pois, a liberdade de deixar o Brasil e ir para qualquer lugar que desejarem.
    São funcionários do governo cubano, destacados para trabalhar no Brasil – sob as regras contratuais do regime cubano, uma ditadura. E não poder trazer a família, que permanece refém em Cuba, sem poder viajar para o Brasil ou para qualquer outro lugar – isso é de uma violência sem limite.
    Os médicos ficam presos no Brasil, suas famílias, em Cuba. Parece exagerado, mas é a pura verdade. Tanto que o governo brasileiro foi logo avisando os doutores cubanos que não tentem fugir ou pedir asilo, porque serão presos e deportados.
    Por isso, não vale a comparação com empresas brasileiras que levam trabalhadores brasileiros para suas obras em outros países. Os brasileiros foram livremente e podem voltar ao Brasil (ou qualquer lugar) quando quiserem.
    Tudo considerado, o governo brasileiro pode importar médicos, mas não praticar a violação de direitos humanos embutida no contrato dos cubanos. Os médicos brasileiros podem exigir provas de validação dos estrangeiros. Mas não podem hostilizar pessoalmente os cubanos. Tirante os militantes, a situação pessoal deles é penosa.
    O governo brasileiro mentiu várias vezes nesse episódio. Em maio último, o então chanceler Patriota havia dito que se preparava a importação de 6 mil cubanos. Dada a reação ruim, o ministro Padilha disse que o governo havia desistido do projeto. Agora, assim de repente, aparecem 4 mil médicos preparados para vir ao Brasil.
    O governo apenas aproveitou o momento para lançar o Mais Médicos, com esse propósito principal de trazer os cubanos. Com marketing: quem pode ser contra a colocação de médicos em lugares carentes? Por outro lado, a presidente Dilma comprou uma briga feia com os médicos brasileiros, caracterizados como ricos insensíveis no discurso oficial e aliado. Uma ofensa, claro, mesmo considerando que há médicos que não cumprem suas obrigações. A grande maioria está aí, ralando.
    Finalmente, e se algum cubano entrar, por exemplo, na embaixada dos EUA e conseguir refúgio, o que fará o governo brasileiro?
    Carlos Alberto Sardenberg é jornalista

    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/opiniao/cubanos-presos-aqui-la-9734289#ixzz2dOwc3fLZ
    © 1996 – 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

      • A pergunta que não quer calar:

        “….Finalmente, e se algum cubano entrar, por exemplo, na embaixada dos EUA e conseguir refúgio, o que fará o governo brasileiro?….”

        Estou aguardando

        • Ficas aguardando mesmo….pois só uma mente cheia de “coisas ruins pensariam assim. Sem contar com a vontade de ver tudo no fundo do poço. O que sabes do amanhã , se tens só pensamento negativo? Quem sabe do amanhã é o velhinho , nosso Deus!!!!, e ele com certeza quer o bem de todos inclusive o seu, então pare de torcer pelo pior, e acredites lá nos Estados unidos também devem estar apavorados ao ver tanta baixaria . tomara que dê certo sim….e não importa sigla politica se a causa é para o bem do povo , e se é para o bem do povo!!!BEM VINDOS NÃO SÓ CUBANO, SEJA QUAL FOR A ETNIA, QUE VENHAM,, nem todos medicos BRASILEIROS aprovam tais manifestos inescrupulosos, ainda aqui existem gente que cuida da gente!!!!!!!!

    • Para servir de contraponto á opinião do Sardinhemberg, segue a do Bob Fernandes….

      “Ofensas a “médicos cubanos” expõem o pior do Brasil”, por Bob Fernandes

      “Segue o debate sobre os médicos estrangeiros do programa “Mais Médicos”. Programa e debate que tentaram encaixotar no alvo ideológico rotulado de “Médicos Cubanos”.

      Quem pensou que o rótulo serviria para desgastar, e para obter dividendos políticos, deve ter se arrependido. O debate está pondo a nu deficiências não apenas no setor de Saúde.

      Expõe também o que pensam e como veem o país lideranças de uma corporação, a dos médicos. Mas não só. Os embates públicos permitem quase uma tomografia, um exame clínico do próprio Brasil.

      Há argumentos sólidos, ou risíveis, de parte a parte; dos que são a favor e dos que são contra a vinda dos médicos. Dos que são contra, incontáveis relatos sobre o evidente descaso com a infraestrutura da Saúde país afora.

      Tais relatos embutem algo precioso a ser discutido. O Brasil tem 513 anos, tem 27 Estados e 5.564 municípios. Por que, até hoje, o país não tem nem um médico em 700 municípios? Por que outro milhar de cidades só tem um ou dois médicos?

      A resposta é quase automática e parece fácil: “Porque o governo é incompetente”. Como o Brasil tem 513 anos, pergunte-se: qual dos governos? E de qual dos cinco séculos?

      Os governos da União? Os de 26 Estados e DF, ou os de mais de 5 mil prefeituras e seus 60 mil vereadores?

      Além da União e seu ministério, os Estados e municípios têm Secretarias da Saúde e verbas. Por que não resolvem, ou ao menos amenizam o problema?

      Será que o descaso com a Saúde Pública não tem relação com o fato de o país produzir a 2ª pior distribuição de renda do mundo?

      Brasileiros ricos têm pelo menos U$$ 520 bilhões depositados em paraísos fiscais. Cidadãos devem mais de R$ 1 trilhão ao fisco. E União e Estados devem mais de R$ 100 bilhões aos cidadãos.

      Será que isso não caracteriza uma maneira de encarar a vida em sociedade? Em especial, de parte da sociedade que tem e sempre teve poder de fato?

      Até que viessem o anúncio do “Mais Médicos” e os tais “médicos cubanos”, quando e com que vigor entidades de classe e médicos saíram às ruas para protestar contra o escândalo que é a Saúde Pública?

      Quando protestaram, por exemplo, contra planos de saúde que maltratam milhões de pacientes e também os próprios médicos?

      Médicos cearenses vaiaram colegas cubanos em Fortaleza. E não nasceu do nada a opinião da jornalista Micheline Borges, que no facebook disse:

      -Médicas cubanas têm cara de empregada doméstica. Será que são médicas mesmo? Afe, que terrível. Médico tem postura, cara de médico, se impõe a partir da aparência.

      As vaias cearenses não são únicas. E Micheline não é, infelizmente, voz isolada. Elas representam uma porção importante do país. A que resistiu, por exemplo, à PEC das empregadas domésticas. E que pensa exatamente da mesma forma.

      Ao supor que defendem a Saúde, pessoas como Micheline ajudam a explicar porque, com 513 anos, o Brasil tem a Saúde Pública que tem.”

      Pergunto: quem é essa Micheline Borges?

    • Puxa que pariu! Um comentário do uruburólogo Carlos Alberto Sardenberg aqui no Blog da Cidadania.
      O que é a natureza…
      Acho que esse comentário eu vou pular, com certeza não perderei nada que já não tenha lido nos comentários anteriores de José de Aritetéia, Juvenal Caradepau Brasileiro, Lucas Pasquale Daniel, Eugênio José a Latir e até de um tal de Coronel Azevedo ou não vá ainda ler nos belíssimos e instrutivos comentários do Rebollation e Romanalli.
      Passo.

  • Por isso temos que fazer o mundo entender que os espetáculos de burrice e sordidez ocorridos nos últimos meses(as “manifestações” dos mauricinhos e o racismo dos outros mauricinhos de jaleco)são o resultado da ação de uma minoria; muito mais fera do que a que acompanha sua bela filha na foto, já que extrapolam o conceito de “fera” e atingem o de “monstros”; minoria essa que não representa a imensa maioria do povo brasileiro, o qual além de hospitaleiro e educado(começo a observar que até pessoas de classe média e conservadoras estão criticando o tratamento xenófobo e racista dirigido aos médicos cubanos); continua a apoiar o Governo Dilma Rousself, e o faz porque esse Governo, que é a continuidade do Governo lula, continua também a conduzir o país numa onde de prosperidade, caracterizada pela distribuição de renda, pela expansão do emprego e pela ampliação da educação. E qual seria a melhor maneira de mostrar-se isso ao mundo, ajudando o país assim a recuperar sua imagem internacional, algo que é vital, não apenas para nossa vaidade, mas para facilitar o Brasil em suas transações comerciais e na política externa? Além das declarações dos brasileiros que estão no exterior e postagens da mídia alternativa, a principal forma de convencermos o mundo sobre a solidez do Brasil é mostrarmos isso nas ruas. Ou seja, se foram manifestações de direita que arranharam a imagem do Brasil, agora é a vez de manifestações de esquerda terem o efeito contrário. É evidente que tudo precisa ser muito bem planejado, não podemos permitir que nossa luta em defesa do projeto político que vem mudando o Brasil seja desvirtuada. Há uma evidente desespero da direita com a falta de quaisquer perspectivas eleitorais para os conservadores(principalmente depois de estar premente a não possibilidade da “verde-capitalista-conservadora” Marina Silva concorrer à Presidência) , e com isso as “manifestações”; o prejuízo eleitoral que podem trazer com o vandalismo conservador inerente a elas ou em último caso até a possibilidade de serem o estopim para um golpe militar, eterno “sonho” acalentado pelos fascistas; passaram a ser a última boia de salvação para os barões da mídia, o PSDB, o PFL, a UDR, a CIA e todo o resto da corja que representa o que há de pior neste país. Assim, quaisquer manifestações, ainda que totalmente desvinculadas dessa gente, podem receber infiltração conservadora, nem que seja para impedir sua realização, como aconteceu com uma das manifestações contra a Globo, realizada por forças progressistas, que foi abortada no Rio através da ação de vândalos contratados, que organizaram uma briga capaz de dispersar os manifestantes e impedir que o ato chegasse à matriz global. Temos que ficar atentos com essas infiltrações; ou com outra mais virtuais, como o desvirtuamento do significado dos atos pela mídia conservadora ou a “participação” de “organizações” não confiáveis(como MPL, balck blocs ou fascistas juvenis assemelhados), impedí-las através de uma organização forte e coesa, a CUT sabe muito bem fazer isso, e empreender atos que, mas do que reivindicações(que são justas e devem ser apresentadas, mas não agora)foquem sua realização no apoio incondicional a Dilma Rousself e na afirmação de que o Brasil vai muito bem obrigado e que essa é a opinião da imensa maioria de sua população, a qual infelizmente, não é retratada, já que a opinião e a informação são controladas por uma minoria racista e anti-nacional. As manifestações programadas para amanhã, organizadas pela CUT em várias partes o Brasil, poderiam ter essa característica, desde que não se apequenem na pura e simples reivindicação sindical que não é o mais urgente de pleitearmos nesse momento em que o ataque conservador percebe que está enfraquecido e tenta levar a cabo um recrudescimento, o qual pode ser o canto do cisne , ao menos o primeiro, de uma direita que vai morrer politicamente em 2014. Hajamos com inteligência , pois o jogo começa a ficar novamente a nosso favor e parece-me que Dilma inicia uma fase de avanço político irreversível.

  • A direitalha não sabe bem como combater o Mais Médicos. Ora fala mal dos médicos cubanos, dizendo que eles não têm qualidade, ora se finge preocupação por eles, supostamente, serem escravos.

    Tudo isso para esconder o PAVOR que os mercadores da doença têm de uma medicina vitoriosa que é a de Cuba.

    Aqui, um vídeo que foi cortado da internet pela Globo, de seu jornalista mostrando como a medicina Cubana é avançada: http://www.youtube.com/watch?v=Sigtj8LaLV0 (via Tijolaco.com.br)

    • Perfeito Roberto, eles estão tontos pois não conseguem justificar o injustificável. Chega a ser hilário ver colunistas neo-liberais que defendem arrochos salárias, etc de um momento para outro ficarem tão preocupados com os direitos dos cubanos. Quanta hipocrisia!!!!

    • Locatelli, repare que nem a direita raivosa, nem os médicos corporativistas nem a oposição tucanomidiátia (que por sinal são os mesmos, tudo farinha do mesmo saco), apresenta propostas ou alternativas para dar atendimento às populações que estão sem médicos.

      Ou seja, eles querem que as pessoas morram.

      A direita raivosa porque oprimir o povo é uma tática de dominação, os médicos corporativistas porque com o SUS funcionando reduzem-se as margens de lucro da medicina mercantilista, a oposição tucanomidiática porque enxergam em qualquer melhora das condições de saúde do povo uma conquista do governo petista.

      E todos eles porque têm ódio do povo.

      Eles poderiam criticar a iniciativa do governo e fazer propostas alternativas, mas não fazem. Querem que os doentes continuem morrendo por falta de atendimento médico.

  • Caro Edu, hoje vendo mais cenas de “protestos”, mesmo que pontuais, Brasil afora, principalmente o do RJ por conta de um trem que quebrou, chego ao péssimo pressentimento que isso não vai acabar bem. A população, na sua gande maioria completamente alienada, e por isso, facilmente manipulada pelos que detém o poder da informação e os interesses que eles representam, perdeu completamente o senso de respeito aos bens públicos e às autoridades. Senão vejamos, qual a razão de se depredar um trem por que o mesmo apresentou defeito? Só no Brasil que os trens quebram? Infelizmente o tal change brazil aliado aos MPL’s , álvaros, aécios e rola-bostas da vida, conseguiram criar esse clima de caos que se agravará na copa e a história já nos mostrou como isso tudo terminará.

  • O Sardenber, o colunista que nada sabe de tudo, só pode publicar despudoradamente esse monte de asneiras que escreveu, mesmo para os miquinhos amestrados da Globo, como esse idiota que o postou , porque a própria censurou um vídeo em que o Jorge Pontual falou algo que destoa inteiramente dessa visão distorcida e manipulada desse império de mentiras. VAI PASTAR NA RUA.

  • Morando na Australia a quase vinte anos, so tenho que confirmar o relato de sua filha. A grande midia daqui, apesar se meter bem menos na politica, com excecao do grupo do Murdoch, na maioria das vezes ecoam as vozes de nossa grande midia, representante de nossa elite racista e anti-democratica. O mais triste e e’ esta a conclusao, sao capazes de vender o Pais, criarem um suposto caos economico, fomentarem a mentira e odio, venderem uma imagem de um Brasil que esta a deriva, que gente sem Patria. Uma verdadeira ameaca a nossa Soberania. Se a maioria apoia a Presidenta Dilma e a poltica do governo dos ultimos 10 anos, devemos ir em massa as ruas pela reforma da midia. Sem esta reforma, vamos retardar nosso desenvolvimento social e economico. Temos que ir as ruas para exigir mais avanco democratico pressionando o Congresso pelas reformas, pois nossa Soberania esta sob forte ameaca, isso inclui forcas externas do imperialismo.

  • Caro Eduardo, se na minha cidade estivesse um médico cubano eu me aproximaria dele e daria não só o meu apoio moral e também material, talvez nós que somos adeptos do seu blog deveriamos fazer isto. Esta é uma humilde sugestão.Temos que combater este ódio desta canalha com amor , nós temos capacidade para isto.

    • Isso aí, Luiz Carlos.
      Concordo plenamente.

      Mas, dificilmente encontrarei médicos cubanos, pois eu resido em BH, capital, e o que não falta aqui é médico. O catálogo da Unimed tem mais de 30 médicos por página, em diversas especialidades. Mas, pessoas mais pobres, que não desfrutam de um plano de saúde, dá graças a Deus se tiver UM médico no Posto de Saúde do bairro.

  • Então vamos desenhar para os coxinhas:Cuba exporta,médicos.
    Já o Pato Donald é o maior exportador/orçamento de armas do planeta.
    À escolha é sua!!!

  • Não acredito que russos, iranianos e chineses se lamentem pela imagem que os seus países possuem em lugares como a Austrália. Aliás o quê é isto?

    Não acredito nem que os médicos formados pela Elam, o que não é o caso destes cubanos, sejam piores que os produzidos pelas faculdades caça-níqueis espalhadas pelo Brasil.

    Não acredito na seriedade da defesa dos direitos sociais de quem considere aceitável a locação de mão de obra em substituição à contratação individual de cada trabalhador.

    Não acredito no senso de justiça de quem defende o confisco da maior parte do salário pela entidade que aluga os trabalhadores.

  • Edú,nem vou entrar no mérito da coisa…basta ver o Jorge Pontual no conversa afiada(29/08/2013),sem maiores ou menores explicações.Globo News,aquela que não divulga nem o pio!!!

  • Os coxinhas são poucos, mas muito barulhentos e raivosos. Estão espalhados por aí envergonhando o país com atitudes como essa dos maus médicos.

  • “mal-humorado,intolerante e preconceituoso”. concordo!aliás,caiu faz tempo essa de sermos um povo alegre,hospitaleiro(me refiro ao brasileiro).aqui em Recife,com um tal de Jornal Do Comercio,não tem como o povo daqui(cisudo por natureza),ser”contente”!

  • Oi Eduardo, este não é um comentário sobre o texto em si mas uma coisa que eu fiquei preocupado. Quando você fala da Vitória e posta fotos o efeito de empatia e solidariedade é muito positivo mas me preocupa ver fotos de outras pessoas da sua familia, acho que existem riscos físico e não-materias de pessoas desejarem mal e transmitirem energias pesadas para sua filha (caso você divida deste tipo de crença). Isto não é um crítica, só um comentário só um leitor preocupado por saber que você é uma figura pública e que atrai tantos odiadores.

    • É verdade Ricardo, mas veja só o tamanho do “gatinho” que toma conta da Gabriela. Não é qualquer coroné Azevedo que se atreverá a ser engraçadinho com a moça, não.

  • O Leandro Fortes comentou no Facebook, elogiando o Eduardo. Concordo com ele:

    O perfeito idiota de jaleco branco
    Leandro Fortes, no Facebook

    Eduardo Guimarães, meu admirado amigo Edu, não é jornalista, mas é um dos melhores repórteres que conheço. Eu o amo e o odeio por isso.

    Amo porque desde o surgimento da blogosfera progressista no Brasil, Edu tem sido um militante social fundamental para que todos nós possamos compreender a ferocidade com que as elites e seu cão de guarda, a mídia, atuam para defender tudo que é contrário aos interesses da democracia e do povo brasileiro.

    Odeio porque, defensor da obrigatoriedade do diploma para jornalistas, tenho sempre como entrave à minha retórica a trajetória e o talento de Edu para decodificar, como poucos, o drama humano que se desenrola em torno dele, em torno de todos nós. Trata-se de um jornalista nato, dotado de honestidade intelectual e coragem. Ele é muito mais competente que a maioria dos repórteres que hoje habita as redações da imprensa nacional, estes que não são mais do que bonequinhos de ventríloquo.

    Sem diploma, Edu tem feito mais pelo jornalismo do que a maioria dos jornalistas.

    Ontem, Edu fez a melhor entrevista do ano ao abordar, como ótimo repórter que é, o presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, um certo José Maria Pontes, líder das manifestações racistas contra os médicos cubanos que desembarcaram em Fortaleza essa semana.

    A entrevista de Edu é devastadora, entre outras coisas, porque revela o baixíssimo nível de um presidente de sindicato, de uma liderança corporativa da classe médica brasileira que tem tudo para se tornar o ícone desses péssimos tempos. Preconceituoso e desinformado, José Maria Pontes não teve apenas o discurso desconstruído por Edu, ele foi simbolicamente espremido e transformado em suco azedo pelo blogueiro. Quando a entrevista terminou, não restava mais nada de Pontes. Nada.

    Leiam e se deleitem, por favor.

  • Caro Edú, ouso discordar um pouco. Em junho, quando os protestos enchiam as ruas, eu estava no Perú, Chile e Bolívia. Tive que explicar a muita gente que não se tratava de algo para derrubar o governo ou o regime democrático, mas de reivindicações diversas. Todos com quem conversei estavam surpresos pelos protestos, mas conheciam os problemas sociais que temos, e achavam que o Brasil avança muito e isso não iria se interromper. Já neste mês, aqui na Holanda e com amigos em vários países europeus, ouço quase a mesma coisa, dos que tomaram conhecimento dos protestos. O bom conceito do Brasil está consolidado. Passeatas e conflitos violentos com a polícia são muito comuns por aqui, e em todos os países ricos do mundo. Ninguém estranha isso. Ninguém lê a veja além da fronteira do Uruguai… E a Globo só atinge brasileiros e alguns portugueses (que querem ver novela, não as mentiras do JN ou do Waak, aquele informante da CIA). Quanto ao “Mais Médicos”, nada vi na mídia daqui, em holandês, francês, espanhol ou inglês, os idiomas que consigo entender.

  • Edu,

    Eu moro na Holanda.

    Minha namorada está grávida (5 meses :)) e estamos sendo atendidos por um médico egípcio. Ele é um ótimo médico, e nos transmite muita confiança. Sem falar que ele sempre nos recebe de forma calorosa, o que nem sempre acontece com os médicos holandeses — que são muito competentes, mas um pouco distantes.

    Mas não é só a Holanda que recebe médicos de vários países.

    Ontem eu estava conversando com um colega português, que me contou que em portugal aconteceu um fenômeno parecido com o do Brasil: já fazem alguns anos, quando o governo português tentou trazer médicos — muitos deles de Cuba — para atender em regiões onde os médicos portugueses não queriam ir. Os médicos portugueses foram contra, mas no final os cubanos (e espanhóis) vieram, e muitos estão lá até hoje. Ele também me lembrou da questão dos dentistas brasileiros, que também foram rejeitados pelos dentistas portugueses.

  • Então ..de novo o seu texto diz tudo ..e se entrega..

    “…O que Lula construiu (em termos da boa imagem do país) está sendo destruído” por essa luta político-ideológica sem limites, sem juízo e sem rumo …Pobre do país que tem uma elite porca, mesquinha e corrupta como a nossa, capaz de enlameá-lo, de literalmente destruir a sua imagem para lucro de grupos políticos e para satisfazer idiossincrasias e interesses particulares..”

    1o – HOJE esta evidente que LULA construiu uma IMAGEM ..fez promessas e planos ..mas não foi capaz de implementar quase nada, nem de mudar a realidade mais ELEMENTAR, coisa que reconheço, não dependia só dele, mas de todos, INCLUSIVE dos cUmpanheiros.

    2o – quanto a tal elite, bem, convenhamos ..afinal, quem é que nos governa por este tempo todo ?

    Enfim, é o que vc disse: é uma luta Político Ideológica sem limites, SEM RUMO, e que parece não ter fim..

    ..luta à qual eu sem duvida te incluo (basta ver seus comentários) como um dos mais ativos combatentes ..pois em seus textos raramente vejo a discussão desapegada de idéias e de propostas, mas sim, comumente uma defesa insana de suas preferências ideológicas que, convenhamos, muitas delas, NÃO por culpa sua, mas sim de alguns colegas mais “radicais”, vem desacompanhadas de debate e de auto crítica também.

    Sobre a AUSTRÁLIA ..claro que sua filha conhece aquilo MUITO melhor que todos nós (lembro de quando ela foi e de quando teu textos ficaram tristes) ..mas, só pra constar, aquele país tem 23 milhões de habitantes ..e uma CHINA, Índia, Japão e INDONÉSIA “por perto”, ou seja, espaço, POTENCIAS e gente de sobra na vizinhança ..fora que pertence a comunidade inglese, o que facilita ba$tante na formação dos seus valores.

    Do que intuo, é que um país com a história, dimensões e população brasileira, falhou e VEM FALHANDO vergonhosamente em prover à sua população os direitos básicos e mais elementares que uma cidadania espera (educação, saúde, infra, segurança e JUSTIÇA) ..e pior, com este quadro não tendo perspectiva de ser alterado no curto prazo (20 anos) por estes líderes e “projetos” que, e quando, nos apresentam.

    http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/por-prefeitos-dilma-estuda-importar

    http://www.youtube.com/watch?v=kiyvRs7JEAU

    Aos colegas cubanos – NÃO esquenta não, mas é que além destes problemas na área da SAÚDE, nós também temos enfrentado GRAVES problemas com a EDUCAÇÃO também

  • Saudações Donadon ..e o VOTO continua secreto ..e veja um pouco mais dos que enlameiam a nossa imagem..

    “..Entre aqueles que compareceram à sessão, mas deixaram de registrar voto estão deputados como Jaqueline Roriz (PMN) – que escapou de processo de cassação em 2011 -, Valdemar Costa Neto (PR) – condenado no processo do mensalão -, Paulo Maluf (PP-SP), Marco Feliciano (PSC-SP) e Gabriel Chalita (PMDB-SP). Dos 14 partidos cujos deputados deixaram de votar, o PT foi o que registrou mais faltantes, com 11 parlamentares. Entre eles está João Paulo Cunha (SP), também condenado no processo do mensalão. Procurado, o deputado afirmou que não iria se pronunciar.

    O resultado pela manutenção do mandato de Donadon, preso há dois meses, pode favorecer os parlamentares envolvidos no mensalão que, mesmo condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), poderão continuar a exercer o cargo.

    Somados aos 11 petistas, outros 9 deputados do partido faltaram à sessão. Com 21 baixas, o PT foi o que mais contribuiu com ausências. Nesse grupo está o deputado José Genoino (SP), também condenado pelo esquema de corrupção envolvendo..”

    Agora, a lista dos que foram mas NÃO votaram ..isso, isso fora os 131 que votaram e o ABSOLVERAM, e os 41 que se abstiveram.

    PMN
    Jaqueline Roriz (DF)

    PP
    Beto Mansur (SP)
    José Linhares (CE)
    José Otávio Germano (RS)
    Luiz Fernando Faria (MG)
    Paulo Maluf (SP) – alegou que esteve na Câmara mais cedo e voltou para São Paulo por problemas de saúde
    Renzo Braz (MG)
    Toninho Pinheiro (MG)
    Vilson Covatti (RS)

    PPS
    Arnaldo Jardim (SP)

    PR
    Valdemar Costa Neto (SP)
    Vicente Arruda (CE)

    PSB
    Abelardo Camarinha (SP)
    Paulo Foletto (ES)

    PSC
    Nelson Padovani (PR)
    Pastor Marco Feliciano (SP)

    PSD
    Edson Pimenta (BA)
    Eduardo Sciarra (PR) – informou ter deixado a sessão em razão de compromissos já agendados
    Eliene Lima (MT)
    José Carlos Araújo (BA)
    Sérgio Brito (BA)

    PSDB
    Carlos Roberto (SP)
    Marco Tebaldi (SC)

    PT
    Angelo Vanhoni (PR)
    Beto Faro (PA)
    Biffi (MS)
    Iriny Lopes (ES)
    João Paulo Cunha (SP)
    Marina Santanna (GO)
    Miguel Corrêa (MG)
    Odair Cunha (MG)
    Pedro Eugênio (PE)
    Pedro Uczai (SC)
    Vicentinho (SP)

    PV
    Eurico Júnior (RJ)

    – Deputados ausentes:

    ABELARDO LUPION (DEM-PR)
    AFONSO HAMM (PP-RS)
    ALCEU MOREIRA (PMDB-RS)
    ALEXANDRE ROSO (PSB-RS)
    ALICE PORTUGAL (PC do B-BA)
    ALMEIDA LIMA (PPS-SE)
    ANSELMO DE JESUS (PT-RO)
    ANTONIO BALHMANN (PSB-CE)
    ARTHUR OLIVEIRA MAIA (PMDB-BA)
    ARTUR BRUNO (PT-CE)
    ASDRUBAL BENTES (PMDB-PA)
    BERNARDO SANTANA DE VASCONCELLOS (PR-MG)
    BETINHO ROSADO (DEM-RN)
    BETO ALBUQUERQUE (PSB-RS) – tinha agenda oficial pela Câmara
    BOHN GASS (PT-RS)
    CARLOS BEZERRA (PMDB-MT)
    CARLOS MAGNO (PP-RO)
    DARCÍSIO PERONDI (PMDB-RS)
    DR. LUIZ FERNANDO (PSD-AM)
    FERNANDO TORRES (PSD-BA)
    GUILHERME MUSSI (PP-SP)
    HEULER CRUVINEL (PSD-GO)
    HOMERO PEREIRA (PSD-MT)
    INOCÊNCIO OLIVEIRA (PR-PE) – está de licença médica
    JOÃO LYRA (PSD-AL)
    JOSÉ GENOÍNO (PT-SP) – está de licença médica
    JOSIAS GOMES (PT-BA)
    JOVAIR ARANTES (PTB-GO)
    JÚNIOR COIMBRA (PMDB-TO)
    LAERCIO OLIVEIRA (PR-SE)
    LUIZ ALBERTO (PT-BA)
    MANOEL SALVIANO (PSD-CE)
    MANUEL ROSA NECA (PR-RJ)
    MARCON (PT-RS)
    MARCOS MONTES (PSD-MG)
    MARCUS PESTANA (PSDB-MG)
    MÁRIO FEITOZA (PMDB-CE)
    PEDRO HENRY (PP-MT)
    PINTO ITAMARATY (PSDB-MA)
    RENAN FILHO (PMDB-AL)
    RENATO MOLLING (PP-RS)
    ROGÉRIO CARVALHO (PT-SE)
    ROMÁRIO (sem partido-RJ) – alegou razões médicas
    RONALDO ZULKE (PT-RS)
    ROSINHA DA ADEFAL (PTdoB-AL)
    SABINO CASTELO BRANCO (PTB-AM)
    SANDRA ROSADO (PSB-RN)
    SERGIO GUERRA (PSDB-PE) – está de licença médica
    VANDERLEI MACRIS (PSDB-SP)
    VILALBA (PRB-PE)
    WALDIR MARANHÃO (PP-MA)
    WELITON PRADO (PT-MG)
    ZÉ VIEIRA (PR-MA)
    ZOINHO (PR-RJ)

    http://www.youtube.com/watch?v=2oYHP7IUpIU

    e em 07 de SETEMBRO, o que iremos comemorar ?

    • Ah, não esqueceu de citar o Genoíno, mas esqueceu (propositalmente) que o mesmo está de licença médica há dias, devido a problemas de coração. Ele não faltou somente nesta sessão.

      Esqueceu também de informar que o Presidente da Câmara Henrique Alves estendeu indefinidamente a sessão e a votação ocorreu em horário atípico.

      Ninguém concorda com a não cassação do mandato do parlamentar, mas convenhamos, como sempre a imprensa manipula muito os fatos e só faltou manchete dizendo que O PT absolveu o deputado.

  • Antes de mais nada, que coragem de sua bela filha de ficar ao lado daquele tigre.

    Sua filha tem toda razão do mundo para ficar triste, pois a má repercussão deste episódio de racismo certamente irá denegrir a nossa imagem perante o mundo. Isto é o que dá termos um corpo médico preponderantemente elitista, reacionário e de extrema direita.

  • Edu,

    Refletindo melhor, acho até bom o que está acontecendo em nosso país. Explico-me.
    Sempre foi disseminado que o Brasil é país sem racismo (“Não Somos Racistas”), sem discriminação de classe.
    Tudo isso mostra o contrário. Somos um país extremamente preconceituoso e racista! A elite da nossa sociedade quer apenas mantenedor do status quo!
    De uma discussão da viabilidade de implementação de política pública (Programa Mais Médicos), estamos discutindo racismo, preconceito de classe, divisão social, enfim… estamos abrindo a caixa de pandora da nossa sociedade!

  • e EDUARDO Campos falou ..melhor se tivesse calado

    Ontem, numa entrevista tranquila, sem temas polêmicos, falando o que queria, Eduardo se expôs ao Ratinho.

    A ele NÃO foi perguntado dos recentes incêndios ocorridos nas FAVELAS que infestam os mangues daquele MENOR litoral estadual brasileiro ..muito menos lhe foi cobrado das mortes de turistas atribuídas aos tubarões ..menos ainda do estado dos presídios e delegacias que estão sendo COMANDADAS pelos bandidos, como inclusive apareceu em recente reportagem na TV.

    O governador NÃO deixou claro quanto do seu sucesso se deve ao apoio e AÇÕES do governo Federal, em especial na era LULA ..aqui preferindo só se vangloriar dos 85% que teria conseguido de quando da sua reeleição.

    Perguntado sobre os presídios, ele se saiu com essa:

    -que é a favor da PRIVATIZAÇÃO de todos eles (claro, nada como empurrar o problema, certo ? pensei) ..ao que RATINHO emendou dizendo que toparia ele mesmo MONTAR presídios se os governadores interessados pagassem pra ele, Ratinho, o mesmo que pagam por cada detento..

    ..ponto ao qual o governador retomou e disse que cada estudante que ele (ele, foi o que ELE disse) manda para o exterior, estudar por 6 meses (e não fez referências ao programa do Governo federal) lhe custa R$ 25 mil (ou seja, menos que R$ 5 mil), enquanto cada menor INTERNO lhe custava R$ 7 mil/mês

    FRANCAMENTE ??!! R$ 7 mil ? ..olha, se eu fosse ele, eu saia do gabinete e, ao invés de ir pro SBT, eu ia ver aonde diabos estão enfiando tanta grana a titulo de detenção/reabilitação de menor infrator.

    E sobre menor infrator ..POETA, ele disse que é contra a diminuição da maioridade ..e a ele não foi perguntado da incoerência de deixarmos DE MENOR votar e não assumir das suas próprias ações.

    Ainda sobre o tema Eduardo disse ser favorável, tal qual Alckimin, de que o tempo de internação seja majorado de 3 pra 6 anos, e só !

    Ao final, pouco antes de afirmar que ELE estava fazendo a transposição, ou melhor, até aonde aguentei assistir, ele disse que o tema SEGURANÇA tem jeito sim, bastando pra tanto o governo FEDERAL lhe enviar mais grana.

    óia que gênio danado de isperto é este guvernador ?!

    Viu? Viu como é simples governar ? ..ainda mais com a carteira dos outros, não ?

    R$ 7 mil por menor infrator ??!! ..e mais de R$ 5 mil por detento ..tenha dó

    então pq o Donadei esta reclamando da qualidade do rango, hein ? Manda o farabundo pra Pernambuco, pombas ?!

    http://www.youtube.com/watch?v=r8drDqACcyw

    nota – e pensar que este Holandês foi escolhido como se sendo “o CARA” por ninguém menos que Gerdau e seu fiel Sancho Nassif Pança, hein ?! ..e que j[á já ameaça ser nosso VICE, ou mesmo presidente ..ei hein ??!!

  • A campanha diária contra o País de nossa mídia (desde 17/8 não vejo TV) é caso de traição, já disse. Mas parece que a elite adora flertar como desastre. São ditos brasileiros que perpetram todo dia essa campanha.
    Há os que se dizem brasieliros, mas de fato são gringos e todos nós sabemos quem são.
    Dos nativos de fato, os Marinhos e demais da TV e dos jornais são traidores do Brasil.
    Mas quem quer saber disso?

  • Rio de Janeiro, 30 de agosto de 2013

    PROJETO: O IMPOSTO CONSCIENTE

    Caros amigos (as) o tema saúde parece que acordou o povo brasileiro, para esse grave problema. Mas até agora ninguém falou como vai se resolver esse problema sem recursos, ninguém vai salvar vidas, quando falta quase tudo na rede por falta de controle e melhor gestão. Pensando nisso, gostaria de sugerir um projeto o IMPOSTO CONSCIENTE, onde o governo destinaria todo o dinheiro arrecadado com impostos da vendas de bebidas e cigarros para a saúde. Sou fumante e de vez enquanto tomo um vinho, sei dos riscos que corro, por isso, acho que devo pagar até mais impostos por minha irresponsabilidade. O governo também poderia aumentar em 10% os impostos, e destinar essa verba para o tratamento das crianças. Pois é muito triste acompanhar o sofrimento desses baixinhos na luta pela sobrevivência, e por muitas vezes, por falta de recursos, ter os seus tratamentos prejudicados, e as suas chances de cura diminuídas por causa desses problemas.

  • Revendo o julgamento do mensalão e observando o comportamento corrupto do PT, chega-se à conclusão que os lemas dos petistas são os seguintes: o que o Brasil pode fazer em meu benefício pessoal? Como a expensas deste País, posso ficar rico? Como, afinal, posso conseguir um cargo público, participar de negociatas e receber propinas? Por exemplo: se eu fosse ministro do STF, como deveria fazer para conseguir um empréstimo milionário a juros de 1% ao mês e pagar a perder de vista? Se eu fosse ministro da Casa Civil, como poderia montar um esquema para fazer com que os deputados votassem tudo que o presidente desejasse? Se eu fosse presidente da República, como poderia arrumar a vida de toda militância do partido e tornar o meu filhinho milionário? Se eu fosse presidente da Petrobrás, como deveria fazer para comprar uma refinaria por um valor super faturado e receber uma parte do butim? Se eu fosse jornalista, como poderia sustentar meu site com publicidades oficiais? Se eu fosse funcionário público, como poderia participar de uma concorrência fraudulenta? Até onde estas pessoas da pior qualidade, desprovidas de ética, de honestidade e sem compromissos com a terra em que nasceram poderão chegar?
    Eugênio José Alati

    • Um livro bombástico chega, neste fim de semana, às livrarias de todo o País. Trata-se de “O Princípe da Privataria”, lançado pelo jornalista Palmério Doria, autor do best-seller Honoráveis Bandidos, sobre o poder da família Sarney, e colunista do 247. Desta vez, o foco de Doria é lançado sobre um dos homens mais poderosos e cultuados do Brasil: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. No livro, o autor aborda as contradições do personagem e algumas manchas de sua biografia, como a compra da emenda da reeleição e a operação pesada para blindá-lo na imprensa sobre o filho fora do casamento com uma jornalista da Globo, que, no fim da história, não era seu filho legítimo.

      O Príncipe da Privataria revela quem é o “Senhor X”, o homem que denunciou a compra da reeleição

      Uma grande reportagem, 400 páginas, 36 capítulos, 20 anos de apuração, um repórter da velha guarda, um personagem central recheado de contradições, poderoso, ex-presidente da República, um furo jornalístico, os bastidores da imprensa, eis o conteúdo principal da mais nova polêmica do mercado editorial brasileiro:

      O PRÍNCIPE DA PRIVATARIA – A HISTÓRIA SECRETA DE COMO O BRASIL PERDEU SEU PATRIMÔNIO E FERNANDO HENRIQUE CARDOSO GANHOU SUA REELEIÇÃO

      Com uma tiragem inicial de 25 mil exemplares, um número altíssimo para o padrão nacional, O Príncipe da Privataria é o 9° título da coleção História Agora da Geração Editorial, do qual faz parte o bombástico A Privataria Tucana e o mais recente Segredos do Conclave.

      O personagem principal da obra é o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o autor é o jornalista Palmério Dória, (Honoráveis Bandidos – Um retrato do Brasil na era Sarney, entre outros títulos). A reportagem retrata os dois mandatos de FHC, que vão de 1995 a 2002, as polêmicas e contraditórias privatizações do governo do PSDB e revela, com profundidade de apuração, quais foram os trâmites para a COMPRA DA REELEIÇÃO, quem foi o “Senhor X” – a misteriosa fonte que gravou DEPUTADOS CONFESSANDO VENDA DE VOTOS PARA REELEIÇÃO – e quem foram os verdadeiros amigos do presidente, o papel da imprensa em relação ao governo tucano, e a ligação do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) com a CIA, além do suposto filho fora do casamento, um ”segredo de polichinelo” guardado durante anos…

      Após 16 anos, Palmério Dória apresenta ao Brasil o personagem principal do maior escândalo de corrupção do governo FHC: o “Senhor X”. Ele foi o ex-deputado federal que gravou num minúsculo aparelho as “confissões” dos colegas que serviram de base para as reportagens do jornalista Fernando Rodrigues publicadas na Folha de S. Paulo em maio de 1997. A série “Mercado de Voto” mostrou da forma mais objetiva possível COMO FOI REALIZADA A COMPRA DE DEPUTADOS PARA GARANTIR A APROVAÇÃO DA EMENDA DA REELEIÇÃO. “Comprou o mandato: 150 deputados, uma montanha de dinheiro pra fazer a reeleição”, contou o senador gaúcho, Pedro Simon. Rodrigues, experiente repórter investigativo, ganhou os principais prêmios da categoria no ano da publicação.

      Nos diálogos com o “Senhor X”, deputados federais confirmavam que haviam recebido R$ 200 mil para apoiar o governo. Um ESCÂNDALO que mexeu com Brasília e que permanece muito mal explicado até hoje. Mais um desvio de conduta ENGAVETADO na Era FHC.

      Porém, em 2012, o empresário e ex-deputado pelo Acre, Narciso Mendes – o “Senhor X” –, depois de passar por uma cirurgia complicada e ficar entre a vida e a morte, resolveu contar tudo o que sabia.

      O autor e o coautor desta obra, o também jornalista da velha guarda Mylton Severiano, viajaram mais de 3.500 quilômetros para um encontro com o “Senhor X”. Pousaram em Rio Branco, no Acre, para conhecer, entrevistar e gravar um homem lúcido e disposto a desvelar um capítulo nebuloso da recente democracia brasileira.

      O “Senhor X” aparece – inclusive com foto na capa e no decorrer do livro. Explica, conta e mostra como se fazia política no governo “mais ético” da história. Um dos grandes segredos da imprensa brasileira é desvendado.

      20 anos de apuração

      Em 1993, o autor começa a investigar a vida de FHC que resultaria neste polêmico livro. Nessas últimas duas décadas, Palmério Dória entrevistou inúmeras personalidades, entre elas o ex-presidente da República Itamar Franco, o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes e o senador Pedro Simon, do PMDB. Os três, por variadas razões, fizeram revelações polêmicas sobre o presidente Fernando Henrique e sobre o quadro político brasileiro.

      EXÍLIO NA EUROPA

      Ao contrário do magnata da comunicação Charles Foster Kane, personagem do filme Cidadão Kane, de Orson Welles, que, ao ser chantageado pelo seu adversário sobre o seu suposto caso extraconjugal nas vésperas de uma eleição, decide encarar a ameaça e é derrotado nas urnas devido a polêmica, FHC preferiu esconder que teria tido um filho de um relacionamento com uma jornalista.

      FHC leva a sério o risco de perder a eleição. Num plano audacioso e em parceria com a maior emissora de televisão do país, a Rede Globo, a jornalista Miriam Dutra e o suposto filho, ainda bebê, são “exilados” na Europa. Palmério Dória não faz um julgamento moralista de um caso extraconjugal e suas consequências, mas enfatiza o silêncio da imprensa brasileira para um episódio conhecido em 11 redações de 10 consultadas. Não era segredo para jornalistas e políticos, mas como uma blindagem única nunca vista antes neste país foi capaz de manter em sigilo em caso por tantos anos?

      O fato só foi revelado muito mais tarde, e discretamente, quando Fernando Henrique Cardoso não era mais presidente e sua esposa, Dona Ruth Cardoso, havia morrido. Com um final inusitado: exame de DNA revelou que o filho não era do ex-presidente que, no entanto, já o havia reconhecido.

      Na obra, há detalhes do projeto neoliberal de vender todo o patrimônio nacional. “SEU CRIME MAIS HEDIONDO foi destruir a Alma Nacional, o sonho coletivo”, relatou o jornalista que desvendou o processo privativista da Era FHC, Aloysio Biondi, no livro Brasil Privatizado.

      O Príncipe da Privataria conta ainda os bastidores da TENTATIVA DE VENDA DA PETROBRAS, em que até a produção de identidade visual para a nova companhia, a Petrobrax, foi criada a fim de facilitar o entendimento da comunidade internacional. Também a entrega do sistema de telecomunicações, as PROPINAS nos leilões das teles e de outras estatais, os bancos estaduais, as estradas, e até o suposto projeto de vender a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. “A gente nem precisa de um roubômetro: FHC COM A PRIVATARIA ROUBOU 10 MIL VEZES MAIS QUE QUALQUER POSSIBILIDADE DE DESVIO DO GOVERNO LULA”, denuncia o senador paranaense Roberto Requião.

  • Infelizmente aqui no Brasil é assim: um programa de sucesso em 80 países ao redor do mundo, com aval da OPAS é questionado por um zé das couves qualquer, baseado exclusivamente no noticiário mentiroso da mídia ditatorial conservadora e de extrema-direita. E há os inocentes úteis que vão reproduzindo acriticamente o que veem ou ouvem sem procurar qualquer comprovação para os pitacos de qualquer um.

  • Vamos falar sobre a verdade.

    1 – O PIG/CRM sabe que o programa vai dar certo;

    2 – Este programa, além do bom desempenho socioeconômico que o país já está tendo – lembrando que ainda estamos passando pela maior crise capitalista da história do mundo -, será crucial para a reeleição de Dilma;

    3 – O PIG/CRM está pouco se lixando para a saúde pública. Muito pelo contrário, muitos “Dr. CRMs” – como diz PHA – querem apenas que exista um mercado de contingência para, caso aja alguma necessidade, eles poderem ter uma saída com altos ganhos, por causa da lei do mercado, ou seja, se faltar emprego na cidade, eles podem contar com o interior para atender seus interesses particulares;

    4 – O PIG/CRM também quer um emprego fácil, que muitos “Dr. CRMs” não precisam ter compromisso com a população, e vão lá de vez em quando só para bater o ponto e se mandar;

    5 – O PIG/CRM funciona do mesmo jeito que a indústria da seca, ou seja, não tem que ter saúde pública adequada e, do mesmo jeito, tem que ter seca. Beneficiários deste conluio iníquo: No caso dos médicos, todos os médicos elitistas corporativistas; No caso da seca, os coronéis da indústria da seca.

    Tudo isto é fato.

    • Correção:

      4 – O PIG/CRM também quer um emprego fácil, que muitos “Dr. CRMs” não precisam ter compromisso com a população, e vão lá de vez em quando só para bater o ponto e se mandar;

      Passa a ser:

      4 – O PIG/CRM também quer um emprego fácil, onde muitos “Dr. CRMs” não precisem ter compromisso com a população, e vão lá de vez em quando só para bater o ponto e se mandar;

  • Engraçado, falar que o Brasil tem boa imagem no exterior é o mesmo que dizer que Cuba é democrática.
    O Brasil é motivo de piada, um país que cobra 40% de impostos de seu povo, deste imposto 1/3 é desviado, um país que tem deputado federal no Presidio fruindo seu mandato…
    Se o governo quisesse algo sério mesmo criava a carreira de estado para médico ou seja, transformaria todos os médicos do SUS em funcionários públicos com dedicação exclusiva, paga 30 ou 40 mil de salário e resolvido.
    Mas o PT gosta de celeuma e é celeuma que terá, aguarde dia 7 de setembro.

    • Ataca a democracia cubana mas exalta “democracia de dois partidos dos EUA”. Alega que em Cuba não tem liberdade mas admira a espionagem e as prisôes arbitrarias dos EUA.
      Critica o mentirão mas faz vista grossa a roubalheira tucana.
      Conheço vossa indignação, é seletiva.
      Voce não esta nem ai para a democracia, gosta mesmo é de ditadores, mas de ditadores que defendem o capitaln, a massa cheirosa.
      Saim as ruas e prostetem , o choro é livre, mas no golpe não passarão

    • Celso,
      Acontece q Cuba vive uma democracia q lhe serve; não aquela fajuta, imposta pela força do complexo – militar, financeiro, econômico e midiático dos EEUU. Em Cuba existe um partido político, eleições e tudo o mais, q dá força às Instituições da Ilha… Enqto, a democracia americana – cá pra nós, foi imposta de cima pra baixo, por força de uma Constituição, fajuta, q foi fabricada por uma elite, não por uma Assembléia popular, como a nossa – aqui, Republicana, q nos foi legada pela figura honrada do Grande Doutor Ulisses Guimarães…
      Qto a imagem do Brasil, vc está completamente errado; ela é do tamanho exato do q herdamos de nossos antepassados… Fisicamente, enorme, gigantesca; um País com extensão territorial, corrida, contínua, das maiores do mundo. Inclusive, herdada e cuidada, através de 500 anos, por nossos antepassados, com a maior dignidade. Pq, nós, enqto povo, usamos da força do Direito pra formar e fixar as atuais fronteiras; nós não vivemos questões mal resolvidas com nossos vizinhos e irmãos… como assistimos comum, ai, pelo mundo.
      E a imagem de nosso País não é grandiosa, apenas, por seu tamanho, físico. O é, tbm, pelas riquezas q Deus nos aquinhoou, em sua Graça, bendita. Nossa Pátria, cara, é majestosa, pela variedade de bens econômicos, necessários e suficientes, pra fazê-la importantíssima. Mas, não somente por seus bens econômicos somos privilegiados… Isso, pq, somos mais de 200 milhões de almas, livres e libertas, inteligentes, alegres, saudáveis e trabalhadoras; não bastasse aquele Dom, conhecidíssimo e invejado, da Cordialidade. E o q é mais incrível, ainda, descendentes de três raças – índios, europeus e negros. O q se pode esperar de tão magnífica conjunção, amalgama? Q vc sonha impor ao nosso Brasil, além do q ele é e tem? Algum outro colorido? Mas os temos, todos… Q mais? Diga!… A única coisa q nos falta, cara, é o Futuro; e, ele, o futuro, sem dúvidas, será grandioso; Igualzinho à nossa indiscutível capacidade de somar…. de acrescentar, na Paz, no Direito.
      Vc, Celso, ou é ignorante, ou maldoso. O Brasil não é motivo de piadas, no exterior – salvo, na intenção de pessoas, ao seu nível. E, por ai, no mundo, o q conta, são as pessoas esclarecidas, importantes e de opinião… consequente.. Os ignaros não nos devem alcançar; não é? Sejamos razoáveis… ( Eu sou o sexto filho, de uma família, comum… Meu irmão mais velho, viajou o mundo, inteiro e nunca me falou q seríamos motivo de galhofas, por onde andou…. Pelo contrário. Eu tenho vários sobrinhos e parentes q moram e trabalham no exterior e nunca comentaram sobre essa “novidade”. ).
      Um detalhe, Celso: Noutro dia, mal tem um mês, aconteceu no Rio, Maravilhoso, aquele encontro de jovens católicos, de todo o mundo… O q se viu, foi jovens da América Latina, dos Estados Unidos, da Europa, do Oriente Médio, da África, da Ásia e, até, do Japão…. juntos, curtindo um ideal. E, apesar da propaganda, massiva da imprensa, brasileira e internacional, propaganda negativa sobre nossa gente e sobre nosso País, toda aquela “diferença” esteve por aqui, se fez presente, massiva e empolgadamente…. Foi mto emocionante, a demonstração de amor e carinho exposto… Não houve diversidade e propaganda q tenha conseguido macular o resultado do Encontro… Não seria esse fato, demonstração cabal, oposta do q vc afirma, como verdade? Convenhamos, heim?
      Agora, o Partido dos Trabalhadores…. é um partido vitorioso, cara. O melhor partido, político, do Brasil. A prova, tbm, irrestrita, é a votação q ele recebe, a cada eleição; num crescendo, arrepiante. Vc viu, hj, agora, a variação do PIB, no trimestre? Associa este desempenho da economia, com o reverso da operação, midiática, apontando o crescimento da avaliação da Dona Dilma… e vc concluirá q suas previsões são fajutas, burras e mentirosas….
      Tchau!

    • Carreira de estado para médico pagando 30 a 40 mil para médico bater ponto e ir para sua clínica particular (ver vídeos do SBT), deixando pacientes em filas imensas. Os reporteres do SBT conseguiram flagrar 2 situações em hospitais diferentes desta situação de prtácita criminosa de médicos. Mas isso não é uma exceção, mas a constância que se repete a todo instante nos mais diversos hospitais do país. Médicos corruptos, que recebem do Estado e não prestam o serviço obrigatório assinado no contrato. Agora aparecem algumas figuras como o Celso para através de argumentos despropositados como pagar imposto de 40% – fique sabendo que a carga tributária no Brasil é bem menor do que a maioria dos países desenvolvidos – o qual, cabe ressalta, é desviado por governos do PSDB – propinoduto tucano paulista, mensalão tucano, comissão na venda do patrimônio nacional, para tentar desqualificar um programa de saúde que vai beneficiar as camadas mais pobres da população. Mas o que o Celso diz não causa nenhuma dúvida. É a mesma cantilena do coral fascista que infesta a sociedade brasileira desde o período colonial. É o mesmo tipo que revolta-se contra a vinda de médicos cubanos mas admite de pessoas morram sem assistência de um médico. Mesma gente que apoio a CPMI do governo entreguista do Fernando Henrique e que lutou para revogá-la no governo progressita de Lula. Aliás, cita números que não encontram correspondência em nenhuma realidade, sendo capazes de mentir para agradar sua mente prenhe de idéias elitistas. São, enfim, os cerébros formandos nos shopping, catedrais do consumo dos coxinhas.

  • Movimento Episcopaz

    ÀS MICHELINES DO BRASIL ::..

    Sim, Micheline Borges, as médicas cubanas, de fato, parecem-se com as suas empregadas domésticas. Eu também me pareço com a sua faxineira e a sua cozinheira. E, se me permite a comparação, Barack Obama também é cara dos garçons dos restaurantes que você deve frequentar, dos vendedores de coco na praia, da maioria dos presidiários brasileiros, dos desempregados e subempregados do país.

    Feita esta constatação certeira, seria legal se você se perguntasse por que é uma ilha de loiridão e alvura cercada de tantos pretos pobres por todos os lados. Será determinação do destino que estabelece que as pessoas não-brancas tenham que se tornar empregadas domésticas de michelines? Será prescrição do Oráculo de Apolo que pessoas com cara de micheline sejam jornalistas casadas com engenheiros?

    Pergunte-se, além disso, qual é a magia que fizeram em Cuba para que tantos que bem poderiam ser suas empregadas domésticas sejam hoje médicas que embarcaram para este país, de saúde pública de terceira, a fim de ajudar pessoas de todas as cores que não são ajudadas pelas alvas michelines que moram ao lado.

    Não, Micheline, eu não diria “coitada da nossa população” de pessoas com cara de empregadas domésticas porque serão atendidas por médicos com a mesma cara delas. Eu tenho pena é do coitado deste país, açoitado pela mentalidade-micheline, que resolve que o lugar de pessoas com cara de empregadas doméstica é na cozinha das suas casas, fazendo a limpeza ou picando cenoura para o jantar. Na falta de uma boa e velha senzala…

    Por Wilson Gomes

    Em resposta à jornalista Micheline Borges

    Equipe @ Episcopaz

  • Eduardo Guimarães blog da cidadania

    Sou seu fã e acompanho suas matéria a tempos e gostaria de fazer um comentário sobre a situação dos médicos brasileiros…

    Existem duas formas de se resolver a falta de médicos no brasil…

    Uma e essa que para mim e eleitoreira imediatista e oportunista diante as manifestações que ocorreram no pais pois e a unica forma imediata do governo dar uma resposta a população que de uma forma bem simplória para que o povo entenda;

    se o governo paga 10 mil com casa comida e roupa lavada para o medico brasileiro ir trabalhar no interior e ele não quer ir então contrato outro que vai e pronto.
    PS:Isso me lembra os grandes empresários poderosos no passado agindo contra a classe trabalhadora e o lula sendo contra! No passado os grandes empresários falavam… eu pago pra vocês um salario qualquer sem nenhuma garantia nem benefícios trabalhistas e se quiser bem se não contrato outro e pronto.o que acontecia?greve os trabalhadores se organizaram paralisaram e revindicaram melhores condições de trabalho e salarias lutando contra a lei da selva onde vence o mais forte ate que os mais fracos se unam e passam a lutar juntos e conquistam seus direitos.
    Para mim os médicos estão errando e acertando mas estão lutando por seus direitos e melhorias nas condições de trabalho e salariais.

    Vamos a solução que considero ideal:

    vamos considerar um policial federal por exemplo…ninguém quer sair de onde mora e ir trabalhar nas fronteiras.o que o governo fez?fez concurso deu garantias que inicialmente ele vai trabalhar nas fronteiras mas com o passar do tempo vai sendo transferido para cidades maiores e tem um plano de cargos e salários.

    Ps:O propio lula em um vídeo fala para dilma que não e so medico que não quer ir para os grotões do brasil continental, que fiscais de fronteira também na o queriam ir….

    ora!e isso mesmo ninguém quer ir… mas porque não fazer com a classe medica o mesmo que o governo faz com as outras classes que precisa desses profissionais em lugares distantes ou perigosos?

    Por que não fazer as duas coisas? cubanos agora e concurso com planos de cargos e salários progressões e retorno gradual dos médicos a cidades maiores?

    Se quiser resolver de forma seria e duradoura tem jeito!

    O imediatismo e as eleições levaram ao governo fazer esse tipo de programa de urgência que parece que vai ser tema das eleições para o governo de são paulo e para presidente…

    uma pena as coisas no brasil serem assim…

    Acho que maioria de nos quando nos formamos somos jovens solteiros ou casados mas sem filhos ideal para começar carreira nos interiores mas com o tempo passamos a ter filhos e queremos dar boas escolas qualidade de vida para ele…e assim o ciclo da vida em todas as profissões, tipo policial federal e fiscal de fronteira..por que não fazer isso com médicos brasileiros,que tem boa formação e são sim na sua maioria preocupados com as causa sociais e melhorias de vida das famílias mais humildes…

    espero que leia essa minha mensagem e entenda que temos que ser mais imparciais e não transformar a solução da medicina no brasil numa gerra politica

    E isso que penso e gostaria de conversar mais sobre isso com você

    Abraços

    Marcelo

    • Marcelo, concordamos com você. Mas queremos colocar um ponto que não foi debatido nos seus comentários: o programa é emergencial. Não dá para esperar uma possível adaptação, como se faz com fiscais, até a sua adequação ao ambiente, com médicos, porque a saúde não pode esperar. As manifestações tiveram influência na decisão do governo, e isto é elogiável, porque na democracia deve vigorar a pressão popular como ação legítima. Os médicos vêm por um período de 3 anos, quando se espera que parte da carência de profissionais da medicina, possa ser suprida já por médicos brasileiros. É lógico que o programa Mais Médicos precisa de correções que virão com certeza durante a sua execução.
      Abraços.

      • Na realidade, o governo já vinha tentando cooptar médicos para atendimento nos locais distantes ou pouco atrativos, mas não conseguia porque a maioria quer mesmo seu consultório em zonas nobres e conta bancária recheada, mesmo que formado por escola federal. As manifestações foram um impulso a mais para tentar um programa mais ousado. Ou você acha que o Mais Médicos já não estava pronto pra ser aplicado? Não foi um programa emergencial, mas sim, usado na emergência, proveitando-se o calor do momento.

  • muito feliz o seu artigo, Eduardo.

    A imprensa brasileira e a garotada sem-cerebro que a segue não nos orgulha.
    Esperava mais de nossos jovens.

    Desapontada…

  • EUDU:
    Muito obrigado pelas imagens, e pelo texto apagou de minha mente a triste imagem das univerciOtarias com o cartaz, DILMA VA TRATAR SEU LINFOMA EM CUBA …
    A foto com a bandeira me faz ate cre que o creador fez o universo em 7 dias e saio de ferias e nos deixou… só, brincadeirinha as imagens lindas de sua filha mostram que ELE nunca nos deixou e vc EDU sabe disso…

  • Gente,
    Convenhamos; qto custa formar um médico, no Brasil? Mta grana é necessária… Não é pra qq um, formar um médico, por estas bandas… Por isso, tantas faculdades, públicas, de medicina….
    e pra ganhar a concorrência e ingressar numa dessas escolas, públicas e grátis, só se estando mto bem preparado. Igualmente, não é pra qq um…. Só se sendo bem aquinhoado, monetariamente, se tem a primeira condição pra se formar em medicina; salvo, ser bem nascido, filho de família “tradicional” e se ter, de princípio, um objetivo, fixado. Eu sempre coloquei pra meus filhos q eles deveriam estudar e se preparar, pra não ser um simples balconista… Isso, sempre foi repetido e mostrado, e demonstrado, pra q os carinhas aproveitassem o seu tempo e ganhasse o mundo…. Junto, nunca se negou as condições de criança, jovens, adolescentes e adultos, pra cada um, deles. Ao contrário, eles viveram todas as fases da vida, plenamente; porém, cientes e entendidos, de que o futuro era logo, ali e não haveria escapatória e contemplação. Então, existe, sim, uma gradação. de nível social, na formação do profissional, dito liberal…. Percorrendo os extremos, dificilmente, encontraremos médicos, no País, oriundos das classes sociais menos favorecidas, em sua mais completa amplitude. Da mesma forma, poderemos encontrar, aos montes, professores e até, advogados, provenientes da camadas mais simples da sociedade. Porém, médicos , eu duvido. Só em Cuba, mesmo…. Dai, essa demostração, imediata, de reação contra a constatação da simplicidade dos médicos cubanos…. Por isso, esse reforço, na retórica, de q o profissional cubano seria oriundo da ilha-presídio…. Só pra desqualificar a diplomação, como se uma diplomação poderia ser avalizada, diversamente, em uma ilha q fosse, ou não fosse, presídio…. Como se uma ditadura pudesse mostrar responsabilidade , alguma, na formação intelectual de um profissional…. Ora, existem bons e maus médicos, na proporção, na Rússia, na França, nos EEUU, ou em Cuba…. Em qq lugar, independentemente, do sistema político. Mas, aqui, os elitizados médicos, foram buscar reforço, em suas argumentações, no regime político, vigente… Ridículo. Demonstração de pobreza de espírito; isso, sim….
    Nos EEUU, essa elitização, ao contrário, não existe. Mas, acontece o fato de a medicina, por lá ser caríssima… Mto provável, seja, pq, exista um hábito formado, naquele pais, de se responsabilizar, juridicamente, qq coisa…. Se acontecer um erro médico, fatalmente, o médico será ajuizado, devidamente e acabará por pagar pesado encargo, pelo erro. Como o padrão de vida é alto e, consequentemente, mtas as faculdades de medicina; fica mto mais fácil se fazer, cursar medicina, naquele país…. Dai, a maior probabilidade de ocorrerem mais erros, considerado seja, uma maior gama de escolas formando profissionais de medicina, com qualidade variada… E os custos da medicina aumentam, pra cobrir possíveis encargos, por prováveis erros…
    Gente, no Brasil, somente agora, a administração petista está dando atenção ao fato social da formação profissional. Somente, agora, se procura formar bons profissionais, oriundos de qq classe social…. Logo, logo, iremos assistir a estudantes universitários, de qq área de atuação, provenientes de todas as camada sociais. Essa elitização da medicina, por aqui, no futuro, breve, será contas, passadas…. E a sugestão do amigo, acima, pra se valorizar a profissão de medicina, via valorização de salários e tudo o mais…. igual na PF, não é o caso, ou não seria.. Ora, na polícia existem o risco de vida, a qualidade de formação. tudo diferente da profissão, médica. Depois, já existem planos de cargos e salários, razoáveis, dentro da medicina…. no serviço público; q, por sinal, é burlado, covardemente.
    Particularmente, perguntei, assim, rapidamente, numa consulta, a um médico… Doutor, vão contratar médicos estrangeiros, pra trabalhar no interior?… Ele, mto boa gente, competente, até, respondeu, sem olhar pra minha pessoa…. “É. Mas, tem de fazer revalidação!… ” Eu quase lhe perguntei, em seguida: Por quem, fazer o revalida?…. Mas, preferi me calar, pra não criar a polêmica…. risos.
    Na justiça, um Juiz nomeou um perito pra fazer uma perícia, numa contestação q eu, próprio, fazia…. E determinou o custo, q eu deveria arcar…. igual a 3 mil reais. A contestação envolvia 4 mil e acontecia, ainda, os honorários, advocatícios…. Então, eu conclui q não valia à pena continuar, na luta; e correr, ainda, o risco de perder. Pedi ao advogado pra suspender a contestação, já q não dispunha do valor de 3 mil. Pois, bem: O réu da contestação se ofereceu pra pagar a despesa… O q me leva a acreditar q o tal perito não irá fazer, mesmo, um trabalho, justo. Ah! A contestação envolve um fato público e notório, favorável à minha pessoa. Conclusão: eu não acredito nesses exames de revalidação, da mesma forma…
    Abraço, fraterno

  • Haaa, sua filha estuda no exterior???

    q ótimo… se aqui está essa benção que você descreve… pq haveria ela de procurar universidade fora?

    Sua filha me parece o mesmo tipo de reacionário que fica criticando o brasil de trás de uma mesa em nova york, em londres, em paris…

    sinceramente? quer opinar sobre os eventos políticos daqui? então vem pra cá… o choque de realidade ajuda a gente a formar opiniões….

    E so para constar… sou geneticista e em todo congresso internacional que participo os pesquisadores estrangeiros vem me parabenizar pelo brasil finalmente reagir contra a corrupção e o despreparo político…

    E eu nem estou falando da dilma não… antes que voces tenham um desses ataques convulsivos de fidelidade ao pt… estou falando do congresso.. que atualmente é o lugar mais seguro do brasil para um bandido ficar…

    Até gosto das posições da dilma… mas critico a escolha de aliados do pt… será q pra ganhar a eleição agora a dilma vai ter q sentar e orar com os evangelicos??? isso seria horrivel… mas não improvavel…

    • Brinca, não. Quer dizer q um jovem não pode ir para o exterior, estudar; falo, qq um, em qq situação…. mesmo aqueles q não tenham qq vínculo ideológico com o passado, próximo?
      Ora, estudar no exterior significa alargar os horizontes e acrescentar algo mais… diferente e melhor, do q dispomos, aqui, no País. Mtos, penso, entendo, viajam para o exterior, a fazer turismo, com objetivos de acrescentar cultura e experiências, ao espírito.
      Um filho, meu, fez um teste… concorreu e foi aproveitado, ganhando uma bolsa pra fazer o curso universitário, de q ele se beneficiava, aqui, no Brasil. Qdo chegou por lá, descobriu q a bolsa não seria pelo valor prometido e, sim, pela metade. Tudo bem, eu me esforcei e banquei a outra parte…. Entretanto, um tempo passado, o rapaz veio ao Brasil, em férias e a Mãe não concordou com a seu retorno, devido aos riscos q o carinha corria, por lá. Não seria o risco da violência, como os europeus entendem q corremos, por aqui; mas, o risco do envolvimento com o consumo habitual de drogas, existente… e real.
      Pra vc ver, seu geneticista, as mazelas daqui concorrem com as mazelas de lá… Particularmente, eu até acho graça, do sentimento superior dos seres q habitam na Europa, nos EEUU… Olha pro meu nome… Eu sou metade português, metade alemão. Por favor, não considere a minha genética; juro, q nada tem a ver… O meu lado luso seria comerciante e o meu lado alemão, mercenário e autoritário. E eu não tenho nada disso, ai; juro. Seria, assim, um Cristão; desses classificados por ai, modernamente, como imbecil, maníaco. Mas. acontece q eu observo os ao meu redor, q frequentam a América, a Europa. Claro q essa gente, toda, ao redor, acrescentou mta novidade ao comportamento e à competência…. Mta carga positiva e mta, negativa… digamos. Cara, nada disso, me enche os olhos. Eu, pra mim, jamais iria pro exterior; nem pra frequentar um Congresso…. q seja. Prefiro andar por aqui, mesmo, e deitar conversa com quem me der o prazer…. Mto enriquecedor; já percebi. Qdo olho pra trás e contabilizo a quantidade de lucro q consegui pra empresa em q trabalhei, q ofereci dedicação integral…. fico surpreso. Sabe?… A faculdadezinha de economia, ali na Urca/Rio e, depois, lá em Niterói… elas me bastaram, sem qq vaidade.
      Então, modéstia à parte, pq desprovido de vaidades, tbm, posso afirmar q vc foi mto impertinente, com a crítica q postou, acima. Insolente, tentando desmerecer o trabalho, íntegro, de jornalismo, do cidadão Eduardo Guimarães. Cara, não é por acaso q as posições éticas e morais do Eduardo, se assemelham às posições políticas do Partido dos Trabalhadores. Existe um nível de comprometimento, sim. E não vai ser a sua pessoa q irá determinar o q correto e incorreto; e, sim, a consciência desse jornalista.
      Qto ao intendimento dos seus pares, lá do exterior, sobre o processo político em curso entre nós, aqui; lógico, só poderia ser o mesmo propalado pelas mídias, elitistas, consumidas ao gosto. Ou vc esperava q seus pares usassem ler o tal do Grama, cubano?
      À propósito, como seus pares se sentem com relação às Políticas impostas na Europa, por aquela trinca, poderosa, q inferniza o trabalhador e o popular, europeu? Vc, por acaso, comenta, assim, de passagem, q as Políticas impostas pelo petismo, aqui, são, justo, opostas às observadas por lá? Q aqui, o nível de desemprego é, o q é; e vc não corre risco de estar desempregado, amanhã? Se vc fizer esse comentário q, inclusive, um certo tabloide, ingles, faz…. seus pares irão mudar de ideia – Claro, só vc, continuará odiando o PT, violentando o caráter do Eduardo Guimarães….
      Tchau

      • Simas…

        Sinceramente????

        Você tem problemas sérios de leitura assim mesmo? Onde voce viu escrito que eu odeio o pt? Onde voce viu escrito que eu louvo a europa? Se você me conhecesse, saberia que é completamente AO CONTRÁRIO… vivo zuando os estilos de vida europeu para com os meus “pares”…

        Da onde, no meu texto, voce tirou essas informações? Sério que você escreveu uma resposta de 50 linhas para tentar me desmoralizar INVENTANDO dados? Sinceramente né?

        Agora… o que ficou claro no texto… é que vc é TÃO cego de fanatismo no pt.. que ve criticas ao governo mesmo onde essas não existem…

        A unica coisa q eu critiquei do executivo do pt… foi a escolha de aliados… q por acaso vc não mencionou nada…

        E sim, critico a reportagem do eduardo SIM… pq em lugar democrático nenhum no mundo protesto é visto com mals olhos… ou seja… esse discurso q “o brasil se sujou diante do mundo” é estoria pra boi dormir…

        Repetindo o q um grande amigo da frança me disse quando falei das vandalizações aqui “Voces são tranquilos… se o governo (e entenda-se governo não como A DILMA e sim como O CONGRESSO) daqui fosse assim… nos teríamos queimado carros nas ruas diariamente até sermos atendidos”

  • É isso mesmo, Eduardo, você e a Gabriela tem toda razão. Mas tem um,a coisa: o que Lula fez pelo país é estrutural,é sólido, enquanto esses fatos lamentáveis recentes, principalmente o do preconceito contra os médicos cubanos, são episódios efêmeros, é o “jus esperneandi” das elites obrigadas a reconhecer 200 milhões de brasileiros como cidadãos, com todos os direitos civis e econômicos, inclusive à saúde e a viajar ao exterior, como o porteiro da Danusa. São esperneios, são revanches, são injustiças, como a politização do julgamento do “mensalão”. Nas, diante da grande dimensão da mudança estrutural que o lula-dilmismo implanta no país, não passam de fatos menores. Vão ficar para trás, superados pela realidade. O povo braslieiro vai para frente. É o horizonte que delineio. Parabéns, Edu, pelas reflexões sempre agudas e certeiras.

  • “As cenas de guerra que o país exportou, porém, criaram a falsa impressão de que, de fato, a situação por aqui era muito ruim. De junho para cá, outros factoides políticos vêm contribuindo para macular a imagem do Brasil.”

    E qual seria o factoide? O governo do PT, que após de mais de dez anos administrando a saúde no Brasil, anuncia a importação de um batalhão de médicos cubanos? E, como eles mesmos dizem em entrevistas, para participar de uma missão humanitária? Isso sim é imagem de guerra lá fora.

  • Eduardo, nada a ver colocar sua filha aqui. Ela pode ser atacada pelos reaças: por ser filha de um “petralha”; pelo pai “comunista”, portanto hipócrita, tê-la mandado para um país de primeiro mundo e de língua inglesa ainda por cima para estudar. A direita ataca em todos os pontos. Eles acreditam que nós, progressistas, apoiamos o regime da Coreia do Norte; que não podemos participar da economia e da cultura dentro do capitalismo, ganhando nosso dinheiro, viajando para onde bem entendermos. Eles acham que a esquerda faz voto de pobreza franciscana…

  • Eu realmente acreditei que o Brasil havia tomado o rumo certo entre 2009 e 2011. Foi então que as interferencias que os petistas fizeram nos fundamentos da economia brasileira e a falta absoluta de investimentos em infra-estrutura começaram a aparecer. Hoje .. com pib minúsculo, mensaleiros impunes, black blocks, impunidade generalizada etc etc sei mais do que nunca, que o nosso Brasil continua sendo um país do futuro. Talves daqui 50 anos ou mais … o nosso povo deixe de votar em
    Renan Calheiros, Paulo Maluf, Collor de Mello, Sarney ou em qualquer desses demônios que nos governam e nos envergonham.

    • Nossa, eu fui o último a comentar nesse blog em outubro de 2013! Pois é, hoje é 15 de abril de 2016 e depois de amanhã será a votação do Impeachment da Dilma na Câmara dos Deputados. No meu post de 2013 eu reclamava do pib minúsculo, agora estamos no 3º ano de depressão econômica. Encolhemos 3,5 % anos passado e encolheremos quase 4% agora em 2016. Até a ONU e o FMI estão preocupados com o que está acontecendo com o Brasil. Gabriela, não sei se você ainda está na Austrália mas se já voltou para o Brasil, espero que não esteja muito arrependida. Eu sempre fui muito otimista mas não acredito mais que o Brasil se torne um país desenvolvido. Nem mesmo um simples país civilizado como Portugal, Chile ou Argentina. Mesmo vivendo aqui, é assustador como as coisas vão se degradando diante dos seus olhos. A violência, a miséria, o retrocesso até mesmo na música, na cultura, na maneira das pessoas serem. A falta de cortesia, de educação, de um simples sorriso… Espero que pelo menos, a economia melhore e a nossa moeda adquira um pouco mais de valor frente ao dólar. Sempre me esforcei para que meu filho sempre estudasse em escola bilíngue. Quando ele concluir o ensino fundamental, pretendemos nos mudar para o Canada. A escola que ele frequenta, tem o currículo reconhecido pelo governo canadense e queremos ter essa experiência de viver por alguns anos lá. Lamento pelos brasileiros que estão infelizes com o que os políticos fizeram com esse país, mas não podem se mudar daqui. Acredito, que o exemplo da tragédia brasileira, servirá de exemplo de como mesmo em um regime democrático, um país pode se afundar através da escolha de seu próprio povo.

Deixe uma resposta