Avanço da direita em SP ameaça Nordeste e América do Sul

Análise

É inquestionável: São Paulo liderou avanço sem precedentes da direita brasileira nas eleições de domingo. Apesar de as eleições de governadores terem trazido boas notícias para o PT, é evidente que o fortalecimento surpreendente de Aécio Neves na reta final faz a eleição presidencial entrar no segundo turno muito mais indefinida do que fora possível prever.

O responsável por esse avanço conservador foi, basicamente, São Paulo. O movimento pró Aécio tomou conta do maior colégio eleitoral do país. No domingo, o chamamento do tucano a que as pessoas fossem votar usando camisas verde-amarelas foi um sucesso em SP.

Apesar de o candidato a governador pelo PT, Alexandre Padilha, ter tido votação muito acima da prevista pelas pesquisas, a força do PSDB no Estado mais rico e populoso do país anulou o que teria sido uma boa notícia para os petistas.

Por outro lado, o Nordeste tornou-se o reduto petista e protagonizará a grande resistência a um processo que, se vingar, representará um forte revés para o soerguimento nordestino durante a década passada.

Com efeito, durante os governos Lula e Dilma o Nordeste foi a região que mais lucrou. A grande mobilidade social que se instalou no país entre 2003 e 2014 ocorreu, acima de tudo, no Nordeste. Durante os governos do PT, o Sudeste e, mais especificamente, São Paulo não chegaram a experimentar o fenômeno nordestino, o que fez o Estado sentir que permaneceu estagnado.

Chega-se ao segundo turno com o país dividido. Pesquisa Datafolha recente mostrou que Aécio deve ficar com ¾ dos votos de Marina e Dilma, com ¼. Desse modo, se Dilma teve quase 44% dos votos válidos, se herdar 5% dos mais de 20% que teve Marina, chegará a cerca de 49% no segundo, enquanto que Aécio chegaria a 51%.

Essa “conta de português”, em um primeiro momento, pode sofrer influências da onda Aécio que tomou São Paulo na reta final do primeiro turno. Em 2010, na primeira semana após o primeiro turno José Serra chegou praticamente ao empate técnico com Dilma e, depois, foi decaindo.

Seja como for, para o resto da América do Sul o avanço conservador no Brasil é uma péssima notícia. Pelo peso do país na região, pelo tamanho de nossa economia e por nossa influência geopolítica, países que vêm sendo atacados pela campanha tucana, tais como Bolívia e Venezuela, podem prever que um governo do PSDB trataria de romper acordos de comércio que têm sido vitais para vários de nossos vizinhos.

Hoje, a grande maioria da América do Sul é governada pela esquerda. Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Peru, Venezuela e Uruguai têm governos que mantém relações muito próximas conosco e que, em um eventual governo do PSDB, serão literalmente lançados ao mar.

Governado pelo PSDB, o Brasil por certo se tornaria representante da aversão de Washington aos governos progressistas sul-americanos. Haveria retaliação econômica, a princípio, suave, mas progressivamente mais intensa contra os vizinhos governados pela esquerda.

No médio prazo, Washington conta com a literal destruição do Mercosul e o retorno sul-americano ao quintal norte-americano.

Voltando ao Brasil, a campanha de Dilma ainda padece do efeito segundo turno que ocorreu, também, em 2010. O comando da campanha petista previu que se desse a lógica e houvesse segundo turno, o desânimo sobreviria entre a militância, como há quatro anos. Por isso pedia para não se falar em vitória no primeiro turno.

Todavia, assim como na eleição presidencial passada, muitas forças políticas progressistas se darão conta, nas próximas semanas, do que representaria não só para o Brasil, mas para toda a América Latina a volta de um governo de direita.

Marina, magoada com o PT, deve apoiar Aécio. Contudo, sua decisão não significa, necessariamente, que todos os seus eleitores adiram a um candidato e a um partido de direita. A maioria pode aderir, mas não a totalidade.

Apesar de tantos pontos negativos para o PT gerados pela arrancada de Aécio na reta final, o cenário político fica mais claro a partir de agora. Caberá ao PT explicar aos brasileiros o que representaria a volta do PSDB. Sobretudo aos eleitores do Norte e do Nordeste, regiões que avançaram muito mais do que o Sul e o Sudeste de 2003 para cá.

No segundo turno não haverá o bombardeio de todos os candidatos contra Dilma que permeou o primeiro turno, mas a mídia entrará em campo com seus dossiês e delações, que, em São Paulo, foram um sucesso. Porém, não se descarta a possibilidade de o resto do Brasil vir a entender que aderir a São Paulo pode vir a ser bom só para São Paulo.

*

PS: no domingo, estive meio fora do ar porque, após 1,5 ano fora do Brasil, minha filha que reside na Austrália chegou ao país para passar algumas semanas, razão pela qual o domingo foi dia de festa na família, apesar das notícias menos auspiciosas na política. A partir de agora, volto com tudo.

 

256 comments

  • Exato. Devem estar comemorando até agora no departamento de estado dos EUA. Os resultados aqui de SP são de embrulhar o estômago. A “Revolução” de 1932 continua a pleno vapor. Não foi por falta de berrar: Ley de Medios!

      • Há muito tempo eu também pressentia que era necessário ao Governo Dilma colocar a Ley de Medios em funcionamento, tinha que peitar o Congresso Nacional conservador daquela época (início de 2011). Hoje o Congresso Nacional eleito é muito mais reacionário, mas também está dividido em vários pequenos partidos. É necessário qiue o Governo Dilma enfrente abertamente e com coragem o PIG.

        Também é necessário que o PT e o PCdoB deixe o medo de lado e enfrente o PIG. Tanto o PT quanto o PCdoB tem que liderar os movimentos sociais organizados pela democratização dos meios de comunicação, pois o PIG se tornou um partido político forte e tem que ser combativo ferozmente pelos que defendem a democratização dos meios de comunicação, dos direitos trabalhistas, da soberania nacional.

        O controle remoto não é um instrumento útil na luta contra os mafiosos do PIG, eles que elegeram o Picolé de Chuchu e colocaram o Aecioporto no segundo turno. O controle remoto também não impediu que governantes incompetentes como o Beto Richa fossem eleitos no primeiro turno.

        É necessário engrossar a fileira de Roberto Requião e combater abertamente e diretamente o PIG, antes que o PIG tome conta de todo o Congresso Nacional.

  • Como estão dizendo, uma lelição “venezuelana”. Osso duro de roer. Esse é o preço de os nossos governos terem fugido dos embates políticos, de midia, etc, nesses doze anos.
    Espero que, se conseguirmos ganhar, dessa vez o pessoal consiga ver que o enfrentamento é questão de sobrevivencia do nosso projeto de futuro.

  • Edu

    O desprezo dos tucanos pelo Mercosul no meu modesto mode de entender, traria prejuízos ao Brasil e mais especificamente às empresas que para lá exportam seus produtos. Sobre o segundo turno, estamos diante de dois projetos: a continuidade dos avanços conquistados pelo povo brasileiro, sobretudo a classe trabalhadora com Dilma, e de outro lado o retrocesso com os tucanos, caso vençam as eleições.

  • Os paulistas reacionários (ou teleguiados ou masoquistas ou mal-intencionados) querem de volta o golpe de 1932, mas eles não conseguirão, pois paulistas decentes, paulistas que querem o bem estar social se juntarão a outros brasileiros que querem avançar o Brasil.

  • Sinceramente eu não posso entender como um nordestino que habita no nordeste pode votar em Aécio.

    Aécio nunca enganou ninguém do norte, nordeste ou centro-oeste dizendo que iria melhorar suas vidas, mas mesmo assim ainda recebe votos dessas regiões.

    É com muita tristeza que noto a consciência política do goiano. Não sabe nada, não quer saber de nada e ainda tem muita raiva de quem sabe. Enfim, um perfeito tolo.

    Se o PSB fosse ainda um partido de centro esquerda, agora diria NÃO para Marina Silva e apoiaria Dilma no segundo turno, mas esperar coerência de quem pensa com o fígado é a receita para se decepcionar

    Vamos agora para a campanha de segundo turno.

    Um grande abraço a todos do Blog da Cidadania.

    • Wilso, se fosse só aí, a gente tentava dar um jeito, mas aqui na terrinha tá triste.
      52% de votação no mineirm cariocado aqui em SC é de lascar.
      Hoje ouvi de um senhor mineiro que desta vez aécio se ferrou em Minas.
      Segundo ele, desta vez os mineiros acordaram para aquilo que se vem falando aqui há tempos: um governo que diz que faz, não mostra o que fez e manda prender quem se indispõe.
      E a culpa de quem é?
      A FALTA DE UMA LEI DE MÍDIA!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Alô Dilmaaaaaaaaaa!!!!!
      Bota o Franklin aíííiííí!

  • “No domingo, o chamamento do tucano a que as pessoas fossem votar usando camisas verde-amarelas foi um sucesso em SP.”

    Olhando em retrospecto, este pode ter sido um tiro no pé da campanha da Dilma: ao pedir que as pessoas vestissem suas camisetas vermelhas, abriu espaço para Aécio adotar o verde e amarelo.

    Do ponto de vista simbólico, é mais ou menos como o pedido de Collor para que todos vestissem branco; e que foi respondido com uma onda de pessoas vestidas de preto.

    Precisamos ter cuidado, pois isso poderá ser usado no segundo turno.

      • Pois é. Mas não podemos dar esta arma a eles.

        De resto, uma coisa me tranquiliza: o discurso udenista do PSDB não cola mais.

        Eles já exploraram tudo o que podiam, e Dilma manteve-se nos 40%. Daqui pra frente, quando começarem a explorar os casos de corrupção de Aécio — como o aecioporto e os casos de nepotismo em Minas Gerais — ele será visto como hipócrita.

        Aliás, esta pode ser uma arma do PT: colar em Aécio a marca da hipocrisia, que é uma característica detestável: ele aponta nos outros seus próprios desvios de caráter.

        Ao contrário da Dilma, que já teve sua vida analisada no microscópio pela mídia, Aécio tem telhado de vidro que a mídia esconde.

        Existem muitos flancos a explorar. Estou confiante.

      • Adorei ” São Paulo não é Brasil ” Como viajo muito ao exterior tive de ir à São Paulo há um ano atrás e me surpreendi procurando o passaporte para mostrar na saída.

    • Não sabia que tinha sido ideia do Aécio essa coisa da camiseta, mas ontem vi muitas pessoas vestindo a camisa do Brasil, mas achei muito “estranho” quando vi um, inclusive, com uma camiseta em que estava escrito “Brazilian sensation” ou coisa parecida. Mais sintomático, impossível! Onde voto (área “nobre” de São Paulo), a maioria é PSDB…

  • Caro Eduardo,

    Estou muito desanimado com o resultado de ontem das eleições. Fiz uma comparação do primeiro turno das eleições de 2010 com o primeiro turno de 2014, e veriquei que naquela eleição, a presidente Dilma obteve mais de quatorze milhões de votos contra Serra. Já nesta eleição de 2014, a Presidente teve pouco mais de oito milhões de votos. É uma diferença bem menor. Agora, olhando por outro lado, nas eleições de 2006, o Lula alcançou uma diferença de seis milhões de votos contra Geraldo Alckmin, no primeiro turno; uma diferença menor que a de Dilma neste pleito. Entretanto, no segundo turno daquelas eleições o Ex-Presidente deslanchou.
    O meu desânimo, reside no fato de agora termos uma mídia muito mais feroz para cima do governo do PT, e ao que parece, está conseguindo minar essa força.

    OBS: Eduardo, você me pareceu muito desanimado neste post.

    • Pelo contrário, Herbert. O jogo está longe de estar jogado. O que está acontecendo é previsível. Ocorreu o mesmo em 2010. Muitos acreditaram em vitória no primeiro turno e, não ocorrendo, estabeleceu-se essa situação.

    • Eu tenho a impressão de que a mídia, este ano, foi muito menos dura do que em 2010.

      Em 2010 tivemos uma sequência de factóides contra a Dilma, que era uma desconhecida. Toda semana tinha uma capa da Veja que repercutia no Jornal Nacional e era assunto para a semana nos jornais impressos.

      Por alguma razão, a mídia pegou mais leve esse ano. Que fique claro — não estou dizendo que a mídia foi neutra. Só estou dizendo que não foi tão ruim quanto em 2010.

      Uma explicação para isso pode ter sido o Manchetômetro. A mídia sentiu o golpe quando se viu analisada, semana após semana, de forma objetiva.

  • Edu, Acho que o Brasil é como aquele cara que fugiu da morte num mercado de Bagda para, mais tarde, encontrá-la no local do seu refúgio. Ninguém foge do seu destino, e tenho dúvidas que o nosso seja a grandiosidade que alguns brasileiros notáveis sonharam construir. Para Getúlio Vargas, que só restou o suicídio, fez somente adiar por dez anos o desfecho inevitável. Lamento por todos os militantes que perderam suas vidas por princípios elevados nesse país.

    • “Depois da queda, o coice, o selo do Castigo… Depois de tanto açoite, a dor virou teu vício” (Herbert Vianna) Acho que é por aí. O complexo de vira-latas parece que foi incorporado ao DNA de uma parte dos brasileiros.

  • A Marina foi mais uma vez o cavalo de Tróia com o qual o PT teve que brigar deixando o Aécio totalmente livre (apesar de pesar contra si sérios problemas pessoais e políticos). A estratégia usada pela direita foi perfeita (alguém realmente acreditava que o Itaú queria a Marina como presidente?). O candidato sempre foi o Aécio (e eu escrevi aqui mesmo que o Aécio não estava morto), agora é só esperar o último golpe na Dilma (qual será? a estratégia da direita ainda não terminou)…

  • Aécio deve ficar com ¾ dos votos de Marina – não acredito nisso, não… Aqui em SP Erundina vai de Dilma, tenho certeza. E Brasil afora será assim. Então, está difícil, nem tanto como a imprensa faz parecer. E São Paulo são erros em cima de erros da direção e dos mandatos petistas. Mas na hora da verdade, a Dilma irá reagir aqui também.

  • Eduardo, tudo bem? Embora eu esteja muito feliz com a vitória do meu candidato aqui em MG (Fernando Pimentel, do PT), isso não vai me impedir de tecer um comentário bem crítico à estratégia do PT nacional. Eu já havia dito, em outro post, que o PT estava exagerando nas críticas à Marina Silva (citei inclusive uma reportagem de um articulista da Carta Capital sobre o assunto). Pois bem, o que aconteceu? Nós passamos de um cenário no qual o PSDB nem iria para o segundo turno (o que, por si só, já seria uma maravilha) para um cenário no qual o PSDB chega super vitaminado por São Paulo e o PSB totalmente afastado do PT…

    Marina Silva, apesar de suas contradições, estava tirando MILHÕES de votos do PSDB tanto em São Paulo (o reduto tucano) quanto no Sul (reduto conservador por excelência). O PSB, apesar de não estar apoiando o PT, também estava criticando pesadamente o PSDB (tanto nos debates quanto nas campanhas em todo o país). Se a estratégia do PT nacional tivesse sido outra, deixando de atacar a Marina quando o cenário de crescimento emotivo da Marina já estava revertido (e fazendo o PSDB ter de escolher se ele atacava a Marina ou seele abria mão de ir ao segundo turno), hoje a gente poderia estar: i) ou sem o PSDB no segundo turno e com o PSB nos apoiando; ii) ou com o PSDB tendo que bater pesado na Marina para chegar ao segundo turno e, se isso acontecesse, o PSB e a Marina automaticamente estariam do nosso lado.

    Eu, que obviamente não vou votar em aécio, torço para que, agora, o PT reflita melhor sobre sua estratégia a fim de evitar novos erros. Abs, Fábio Faiad.

    • Caro Fabio…

      Creio que o PT bateu tanto em Marina porque imaginava que enfrentá-la num segundo turno poderia ser bem pior que enfrentar Aécio. E na verdade o PT estava correto em seu raciocínio, até porque, o PSDB em peso mais a novidade Marina poderia ser fatal para a reeleição de Dilma.

      Todavia a campanha petista não esperava que o tucano passasse os 30% de votos e agora terá que correr atrás do prejuízo.

      Meu palpite é que Dilma será reeleita, mas por pequena margem de votos.

      Grande abraço e parabéns pelo novo governador.

    • Marina era mais perigosa do que Aécio.

      Se ela fosse ao segundo turno herdaria 100% dos votos anti-petistas.

      Ou seja: teria os votos dela e mais os do Aécio.

      Aécio no segundo turno vai receber uma parte dos votos da Marina, mas outra parte vai para a Dilma.

      E mais:

      Aécio é um candidato de caráter duvidoso. Ele tem casos de corrupção não resolvidos, empregava parentes quando governador, e ainda controlava a imprensa de seu Estado.

      Quando a campanha da Dilma começar a apontar estes fatos, ele será visto como o hipócrita que é.

      • Concordo plenamente!
        As palavras do punguista mor, FHC, foram taxativas: “serve qualquer um, menos o PT”.
        Assim, Marina teria todo apoio da tucanalha entreguista.

  • Eduardo, corrigindo uma frase de meu post anterior: onde se lia “i) ou sem o PSDB no segundo turno e com o PSB nos apoiando”, leia-se, por favor, “i) ou sem o PSDB no segundo turno e com o PSB e a Marina ENFRAQUECIDOS, em razão do desgaste da luta pela vaga”.

  • Ola Edu!

    Então, todas as eleições, o PT não consegue liquidar
    a fatura no 1º. turno, e, isso é perceptível, devido ao
    seu principal partido antagônico, ser a mídia nativa.
    Sendo isso uma realidade, vou dar uma sugestão, –
    “assim que acabar as eleições, devemos iniciar uma
    campanha contra essa mídia, coisa de formiguinha, devemos
    lançar um panfletinho ao qual deveremos carrega-los
    no bolso de trás, sendo assim ao encontramos um e outros
    “amiguinhos”, passaremos um desses panfletinhos” e podemos
    também deixar em caixas de correio,e assim vai.
    Quantos petistas aceitariam fazer esse
    trabalho eventualmente, durante os próximos dois anos?
    Edu, você pode contradizer e falar, mas o Cidadania faz
    esse trabalho, mas entenda que aqui praticamente só vem
    convertidos, não é isso?
    Um exemplo de panfleto: “então, meu amigo você ouve
    a CBN?, não é?, deixei disso, pois essa Emissora transmite
    meias-verdades e grandes mentiras, isso devido a ter como
    objetivo participar de um Golpe contra o Brasil.
    Podemos criar muito mais: “O dia do protesto contra a mídia nativa” ,
    “camiseta” etc…

    • Faço um trabalho de conscientização, sempre que posso, citando a Copa do Mundo como exemplo. Tudo que a mídia alardeou não se concretizou…o mesmo acontece com a economia etc.

    • Como li outro dia: estamos caminhando para o que aconteceu na Venezuela: acirrada disputa para a presidência. Lá como cá – Tinha a memória de Chaves e aqui a atuação de um Lula- apesar de que a lá houve a instrução política do povo beneficiado, o que aqui o PT não atuou devido ter priorizado 1º acabar com a fome, diminuir a desigualdade de renda e por fim priorizar a educação e não pode empregar energia para combater o maior partido de oposição que é a mídia que insufla o pessimismo na alma do brasileiro. Achou que a correlação de forças poderia lhe ser mais favorável já neste 1º turno.
      A nós não nos resta outra saída a não ser apoiar, simpatizar, suportar financeiramente a inadiável regulação econômica dos meios que com a vitoria apertada de Dilma no 2º turno se tornará prioritário.
      Temos que reconhecer que temos tanta força quanto eles pelo princípio de que na mudança de ciclos de um apodrecido e gasto para um outro de mais felicidade; ambas energias em disputa se agigantam. (PT-partilha do pré sal, Mercosul e um PSDB contra pelo egoismo).
      É inexorável uma America Latina como berço de uma nova civilização que depende entretanto inadiável adesão de uma maioria de consciências.
      Não tenho como afastar-me dessa missão

  • A onde anti-PT está forte. Ouço pessoas dizendo que o importante é tirar a Dilma, e se recusam a ver o que é o jeito tucano de governar. Se essa onda crescer, muitos vão votar no Aécio para ir na onda, se nenhuma consciência do processo. E, aconteceu mesmo, Aécio entra no segundo turno numa crescente.

  • Eduardo, acho que esses números do datafolha não são um bom parâmetro.

    Em minhas conversas nessas últimas semanas de eleição notei que eleitores da Marina com tendências Aécistas já estavam abandonando o barco dela, começaram a achar que ela já não teria mais chance.

    Sei que é só achômetro, mas acredito que o Aécio nessa virada já absorveu bastante da sua “cota” dos votos da Marina. Acredito que o restante que ficou com ela agora deve em sua maioria ir para brancos e nulos e para a Dilma.

    • Caro Anderson…

      Se esta sua analise estiver 100% correta, e tudo leva a crer que está, então, Marina já teria transferido grande parte dos 75% do votos para Aécio. Sendo assim, dos 20%, que Marina obteve na eleição, poderíamos creditar, no mínimo, 50% migrando para Dilma.

      É isso ou estamos 1% enganados.

      Grande abraço, companheiro.

      • Wilson,
        Hoje meu dia está um horror! No entanto, não posso deixar de fazer um breve comentário. Dei uma olhada rápida nos comentários dos colegas e percebi que ninguém se deu conta de um detalhe! Penso que será ótimo para a presidenta Dilma se a senhora Marina Silva, publicamente, apoiar o Aécio Neves. Eu estou torcendo para que isso aconteça! Sabe por quê?! Conheço muita gente que votou na Marina porque ainda a considera de esquerda! Se ela verbalizar em alto e bom som que apoiará a direita, perderá os votos daqueles que ainda não perceberam que ela já não tem mais compromisso com as classes mais pobres! Contudo, duvido muito que ela tenha caráter tão forte ao ponto de se posicionar claramente! Outra observação: ela teve alta votação no Estado de Pernambuco. A grande maioria dos votos pernambucanos não são dela, mas do finado Campos! Foram votos de consternação! Tomara que o pernambucano acorde de sua enlutada letargia e vote em Dilma no segundo turno!
        Abraço meu amigo!
        Maria Antônia

  • Oi Edu
    Foi exatamente a o que me ocorreu!
    Eu e minha secretária tivemos a mesma impressão. Eram militantes não pagos fazendo campanha pró aécio aqui no df. A mídia conseguiu colocar o chip nesses descerebrados. Não creio que a lei dos meios passasse como não passa a reforma política. Culpar Lula ou Dilma por isso é meio que inútil.
    Como sempre você foi “na veia” em sua análise
    Angela

  • Estamos seriamente ameaçados… mas ainda creio na capacidade do nosso povo. DIlma precisa fazer como fez ontem: partir pra cima do tucano, mostrar que uma volta ao governo deles representaria risco para os mais pobres, sobretudo…

  • Edu,

    Pense nos argumentos do povinho de Sampa. Com a direita não pagarão mais impostos, terão saúde e educação de primeiro mundo e ainda ponte aérea SP-Miami, para adquirir moamba e revendê-la aos vizinhos de ap. Teremos visitas constantes da simpática senhora do FMI, a bolsa família vai se transformar na bolsa-dólares, libertando os especuladores e ainda mandaremos as mulheres para a cozinha, que é lugar delas.
    Ah esqueci que vão “sumir” com menores infratores (promessa do aecinho). Pensando bem a direita é muitissimo bem vinda.

  • Caro Edu, acredito que se a Dilma atacar, mostrando os pontos negativos de um eventual governo tucano, tudo terminará bem! As últimas pesquisas mostravam Dilma bem a frente tanto de Aécio quanto de Marina no segundo turno… Mas precisa mostrar as incoerências!

  • Caro Eduardo,

    Sua análise foi correta, não podemos desanimar, essa é a hora da militânica crescer e ir para as ruas, buscar votos.
    Um retorno para um governo de direita seria impensável, os paulistas que votam em Aécio não sabem oque fazem, não é possível que sejam tão alienados.
    Eu vejo como o sepultamento da carreira politica da Marina um apoio ao Aécio, acho que ela deve se manter neutra como da última vez.
    Temos que acreditar, a vitória está próxima!

    Abração!

  • Hoje temos dois partidos políticos em disputa no Brasil: DILMA PT e os seus opositores: mídia ( TVs, rádio ,jornais e revistas) igrejas, que comandam a cabeça de 70% da população em favor dos 30%, que são beneficiários do candidato desses formadores de opinião, ou seja, os 30% que não têm do que reclamar.
    O candidato pode ser qual for, eles ( e o braço esquerdo da direita, que é a própria esquerda) , a mídia e as
    igrejas se encarregam de eleger. Isso ficou evidente em São Paulo.

    Ana Maria

    • Mas isso vem sendo assim há tempos.E com inimigos tão poderosos tinha obrigação de ser muito , mas muito mais rigoroso do que foi em vários aspectos. O PT falhou e muito.

  • Eu vejo as pessoas odiando o PT e o Lula de um jeito sem igual. As vezes nem sabem porque odeiam, apenas odeiam por odiar, seguem a massa. Virou moda odiar o Lula, o PT e a Dilma.

    As pessoas, essa nova geração que está votando agora pela primeira vez, não tem idéia do MAL que Fernando Henrique e o PSDB fizeram ao país.

    O PT paga o preço por não ter lutado contra todo o processo de despolitização que surgiu com as manifestações de Junho de 2013. Conseguiram emporcalhar todo mundo, transformar toda a classe política em lixo. Sobra pra quem? Para o grupo que estava no poder.

    Enquanto uma clara onda anti-PT se formava em todo o país, os colegas petistas o que faziam? Comentavam nos blogues que isso era coisa de coxinhas, que a grande massa estava com Dilma, que tinha mais de 70% de aprovação e blá blá blá. Era desesperador ver a cegueira coletiva. O resultado está ai.

    O Brasil que sai das urnas, é um BRASIL A DIREITA. Um parlamento conversador. E com alta probabilidade do partido dos trabalhadores deixar o governo federal.

  • Meu caro Eduardo, há informações no ar de que está em andamento o maior processo de quinta-colunismo, rasteiras e traição do sistema político brasileiro. Que governadores do PMDB, eleitos e/ou em vias de eleição, afoitos e ávidos por permanecer no poder, não esperariam o resultado do segundo turno e já teriam acertado desde já o apoio ao Aécio. E pior ainda para a Presidenta porque esse apoio viria de estados do norte/nordeste, do Rio e do RS, estados esses onde o mineiro teve votação pífia. Joaquim Silvério dos Reis, Calabar, Café Filho, Amaury Kruel, Castelo Branco seriam fichinhas comparados com esses energúmenos traidores oportunistas.

  • Esse tão propalado efeito das denuncias de corrupção tem que ser relativado.
    Quer um exemplo claro: Distrito Federal e Roberto Arruda.
    O que existe é uma polarização PT e anti-PT bem clara.
    Dilma ganhará se souber botar medo (real, diga-se de passagem) no eleitorado que se beneficiou dos avanços sociais da ultima década.
    A direita fornece vários trunfos a Dilma que devem ser aproveitados. Um exemplo: o velho racismo contra nordestinos. Foi batata. Assim que terminou a apuração e ficou claro que o Nordeste votou em peso em Dilma, o racismo mais nojento destilou nas redes sociais e caixas de comentários dos grande portais e blogs de direita.
    Por que não usar esse racismo contra eles? Lembre-se que a maioria da população do Sudeste são formados por Nordestinos.
    O apoio que Aécio terá de gente como Malafaia, Levi Fidelix, Bolsonaro, e FHC também é um trunfo que não pode ser descartado.
    E em São Paulo a falta d’água pode literalmente secar os votos do Aécio.

  • Meu amigo Edu, aqui em Ribeirão preto/SP todos o candidatos tucanos ganharam e muito.
    Olha, desisto de SP viu, esse estado vai demorar anos, decadas para sair da esfera tucana.
    Quanto a Dilma, é preciso muito mais raça, força e coragem para mostrar a essa nova juventude o que é
    o PSDB e o mal que esse partido fez ao Brasil.
    O PT precisa voltar a ser PT e não esse partido covarde e medroso que se transformou.
    A esquerda precisa novamente da ferocidade que o PT teve em tempos passados.
    SP é o bastião do golpismo e mais do que nunca é preciso encarar tal situação.
    Parabens aos bravos irmãos de MG e do Nordeste que deram uma aula de consciencia politico ao retrogrado estado de SP.

  • Edu, na minha opinião , embora seja importante falar do que significa fhc, esse discurso atinge apenas uma parte do eleitorado que viveu esses anos, lembre-se do filho do porteiro, fica parecendo que o pt fica falando dum passado que ele não viveu, é preciso falar do futuro tambem, alem do que esse discurso pobre x rico não atinge a classe media

  • Quando digitei 13 no voto para presidente a foto da Dilma demorou mais tempo para aparecer que as fotos dos demais candidatos nos quais votei para os outros cargos.

    E tenho lido comentários de leitores em outros blogs que dizem o mesmo.

    O que significa isso?

  • O PT na verdade tem muita dificuldade em aprender lições e por isso vive refém.
    Posso afirmar que praticamente deixou que fosse reconhecido como o partido mais corrupto do Brasil. Ao menos é isso que sinto nas ruas. Seja de que classe for. Fato é que não tomou providências necessárias. E entre denúncias reais e inventadas , agora é tarde. Reclamar da mídia é como reclamar de bandido roubar. Ambos tem papel bem definido. É necessário cuidados extras para não ser vítima. E o PT não teve. Seria sempre atacado , mas não a ponto de tantas pessoas,principalmente as de classes que são mais beneficiadas com o tipo de governo petista, repetirem que o PT é o partido mais corrupto do Brasil.

    O PT é vítima de si mesmo.

    • Restará ao PT se defender mostrando que o PSDB é tão ou mais corrupto quando seria bem mais fácil se defender se não fosse já reconhecido como corrupto. Isso está nas mentes. E aumenta a cada dia. Mas desejo sorte a presidente. Não que lhe tenha afeição de fato, mas porque acredito sim que os governos petistas melhoraram a vida de classes menos favorecidas. Isso é inegável.

  • Penso que será fator determinante as delações premiadas com os vazamento seletivos, o que torço para que não aconteça Quanto a Ley dos Medios, teria sido pior e não melhor se fosse buscada no primeiro turno – a direita, como vem acontecendo na Venezuela, deitaria e rolaria em cima da “censura” muito a gosto dos despolitizados.

  • Magnifica análise, Eduguim. Precisa, como sempre. Só não entendo como tantos aqui não entendem porque Dilma não bate de frente com o PIG, pois a resposta é simples: falta apoio popular. O povo argentino é mais politizado que o brasileiro e Cristina Kirchnner está comendo o pão que o diabo amassou por desafiar o PIG “hermano”. Entendam de uma vez por todas: o PIG é testa de ferro do capital internacional e o avião de Eduardo Campos não caiu por falha humana ou mecânica. Só o fanatismo religioso doentio explica que Marina Silva não perceba que sua vida ficará por um fio caso declare apoio a Aécio. Imaginem se declara esse apoio e “morre” em seguida !!! Alertem Marina que sua vida estará em perigo, se não declarar apoio imediato e incondicional a Dilma !!!! E acordem, todos voces que acreditam que basta trocar o Zé da Justiça e o Bernardo Plim Plim e partir pra cima do PIG !!! Voces acreditam em milagres e são mais fanáticos, doentes e cegos que Marina Silva. O povo tem que ir pra rua !!! Entenderam ou querem que eu desenhe ???

  • Na política não há espaço para desânimo. Na política é preciso vestir a armadura do bom combate e seguir em frente, de mãos dadas com a verdade. A verdade se faz entender por todas as mentes. Quem tenta manipular a verdade, acaba perecendo. A verdade não precisa de meias palavras, de cerimônias, de ornamentos. A verdade é vista por mudos e surdos e bem escutada por cegos. A verdade não depende de vontades. Ela se impõe como o ar que entra nos pulmões. Esperamos TREZE anos para ver o Lula presidente. Lula não desanimou. Nos últimos doze anos vimos Lula e Dilma fazer do Brasil um gigante melhor para se viver, exemplo para o mundo. Os próximos dias serão para mostrar a verdade, para deixar a verdade fazer o seu trabalho. Para que nos próximos anos o Brasil amadureça a Democracia, para que o último indigente seja resgatado. Para que o gigantismo do Brasil se expresse em fraternidade, solidariedade e igualdade. Vou com a verdade, vou com alegria, vou com a Valente Dilma. Vamos em frente.

  • Tenho a convicção que muitos votos do PT são anulados, porque grande parte do seus eleitores não sabem digitar corretamente a urna. Isso a gente constata até nas caixas eletrônicas de bancos e no próprio uso de telefone celular. Na seção onde votei um senhor que usava a cabine para votar, reclamou que embora “apertasse” a tela, não conseguia votar.
    Edu, creio possa ser alcançada a quem de direito à coodenadoria da campanha, a sugestão de MOSTRAR nos espaços da TV, com insistência, como proceder para votar no13.
    Muitos votos foram anulados, destes, inúmeros foram perdidos pelos eleitores mais próximos do PT.
    Edu, como fazer chegar essa sugestão a quem de direito?

  • Os resultados aqui no Nordeste foram semelhantes aos de 2010, com exceção de Pernambuco, que deu expressiva votação a Marina, que venceu no Estado. Entretanto no 2º turno a maior parte dos eleitores marinistas tenderá a refluir para Dilma, que obterá uma diferença astronômica, tanto na Região Norte quanto aqui na Região Nordeste. Frise-se que Aécio foi surrado em Minas, 2º maior colégio eleitoral do País. O quadro não está tão feio assim.

  • 75% para o Aécio e 25% para a Dilma?

    Não creio. Pernambuco, por exemplo, colégio importante do NE não há de migrar votos para o tucano nessa proporção.

    Eu também fiz uma conta de português: Considerei que os votos da esquerda (PSOL, PSTU…) migrariam na proporção 60/40 (Dilma e Aécio, respectivamente); votos da direita (Pastor Everaldo, Levy e Eymael) na proporção 30/70. PV – 45/55.

    Com essas premissas, com 32% dos votos Dilma ganharia.

    • DILMA precisa dizer o que vai fazer ..no que vai mudar

      Não adianta ela falar de “novo governo”, e dizer que vai manter MEIA CENTENA de ministérios , o cambio, as tarifas, subsídios, intervenções de improviso e os artifícios .. ou pior, não adianta ela falar e o MANTEGA dizer que vai continuar esta PORCARIA de política econômica que vem sendo tocada desde 2011

      e a matemática não é tão simples ..em 2010 Dilma partiu de 47% (hoje ela teve 42%) ..Serra tinha votos “anti Marina” ..e DILMA levou 1/5 dos votos da fadinha

      Hoje Aécio não esta desgastados pelo aborto, bolinha, privataria etc ..e já se sabe que ele tende a levar mais votos ainda da fadinha devido à agressão e desconstrução (algumas aéticas) desmedidas que o pessoal da DILMA dedicou a Marina e equipe

      enfim ..a coisa esta feia…

  • Dilma começa o segundo turno com 8.370.457 à frente de Aécio. Talvez consiga a maioria dos votos da Luciana Genro e daí podemos concluir que ela vá começar com 9.300.000 votos à frente de Aécio. Maria teve: 22.176.619, porém, Marina não é a representante do PSB, aliás, entrou agora, Portanto, apoiando ou não Aécio, esses votos vão dividir na proporção maior para o Aécio aparentemente. Lula e sua equipe terão que fazer de tudo para diminuir essa diferença em entre Dilma e Aécio em SP.. E lula terá que fazer também uma campanha forte no Nordeste. Essa Dilma acuada e paradona nos debates não pode continuar. Deixaram o Aécio aparecer do jeito que quis no último debate. Agora vale tudo, até ressuscitar o caso do bafômetro e carteira vencida. É preciso buscar o apoio de Jean Wyllys e de representantes negros. Na propaganda na TV, o povo precisa de ver a cara dos artistas que apoíam Dilma. O teólogo Leonardo Bof que mais apareceu na TV não é uma pessoa conhecida pela maioria dos brasileiros. Muita gente me perguntava quem é ele? Tantos artistas consagrados de público e crítica que apóiam Dilma e nem o rosto apareceu na TV. Acho que a Dilma vence, claro , se fizer a coisa certa.

    • Acho que podemos levar 90% dos eleitores pernambucano que votaram em Marina. Os cariocas também não são chegados ao PSDB. Assim, entendo que podem herdar 50% dos votos de Marina.

  • EDU

    Eu sou natural do interior de SP ,tenho 67 anos e resido em Santo André desde 1954, e sempre soube que o povo de SAINT PAUL é muito BURRO.
    1º : Vota em qualquer um que conte uma história da carochinha.
    2º : Vota em qualquer um que promete que vai reduzir os gastos do estado,mesmo que isso piore a sua vida.
    3º : Gasta dinheiro para manter um governador que não tem responsabilidade nenhuma , pois, se a segurança pública está ruim é culpa do governo federal que não toma providência,se a velocidade de construção de linhas de metro está muito lenta é porque o governo federal não mandou verbas,se tem trafico de drogas é porque o governo federal não vigia as fronteiras ( a fronteira dos EUA com o México são super vigiadas e mesmo assim entra drogas no país),se entra armas é o mesmo argumento,os problemas de saúde também é porque o governo federal ( SUS) não cobre as despesas, o problema de educação também é culpa do governo federal,a falta de água é problema da seca pois o governo federal não coíbe o desmatamento da amazônia, e por aí vai.
    Com relação ao metro sito como exemplo de velocidade a construção das linhas verde ( mais de vinte anos para ser concluída), e amarela que antes de 2004 já existia no campus de uma universidade conceituada ,uma área doada e destinada para a construção de uma estação dentro do campus e até hoje 2014 essa estação não se encontra em funcionamento.
    Eu acho um apresentador de tele jornal muito ridículo mas vou aproveitar o seu bordão – São Paulo é uma vergonha.

    Para completar o povo de SP tinha duas opções TOMAR BANHO OU TOMAR NO ……. , eles preferiram TOMAR NO …….

  • Edu, tem uma questão sobre SP que não foi lembrada: Acabou a água, companheiro! Além de Aécio ter perdido em MG, assim como seu candidato, SP, sem água vai desidratar a campanha de Aécio.

    Creio na nossa vitória.

  • Não estou confiante. A mídia e as instituições da própria República fizeram bem o serviço: O PT está quase destruído. No Distrito Federal, nenhum petista foi eleito para a Câmara Legislativa, e apenas um o foi para a Câmara dos Deputados; para o Senado, não deu. O próprio governador, petista, não se reelegeu e ficou em terceiro lugar.
    Na internet, as pessoas odeiam o PT e a Dilma; nas ruas,as pessoas odeiam o PT e a Dilma.
    Pode ser que a Dilma ganhe esta eleição, mas o PT não ganha a próxima, porque mal existirá.

  • Edu,

    A manchete do “uol”, hoje de manhã é: Eleições 2014 Comitê de Dilma cogita ultrapassagem de Aécio na próximas pesquisas.
    Ou seja, o golpe das pesquisas vem a galope de novo!!!
    O Padilha sofreu o golpe das falsas pesquisas, quando o Datafalha o tirou da disputa.
    Agora, o Datafalha faz o mesmo…com a disputa à Presidência!!!!

    Antes mesmo de realizarem as pesquisas, ele já dão o resultado de que o Aécio irá ultrapassar a Dilma.

    Se o PT não reagir CRIMINALMENTE contra o Datafolha….a coisa ficará feia….

    Os inúmeros “erros” cometidos pelo Datafolha deveriam impedí-lo de emitir qualquer opinião !!!

    No Paraná o Beto Richa proibiu, na justiça, por muuuuuuito tempo que saíssem pesquisas eleitorais.

    Em Góias, Marcone Perillo fez o mesmo….

    E aí ?!?

    Vamos deixar o Gilmar Mendes barrar o direito de resposta legítimo e que o Datafolha ganhe no grito ?!?

  • A tética da mídia é muito simples: É a tática da previsão autorealizável !!!

    Primeiro eles “prevêm” que a pesquisa mostrará Aébrio à frente de Dilma…aí “milagrosamente” a pesquisa confirma esta previsão !!!

    Veja que já na próxima quarta-feira teremos em rede nacional um pesquisa mostrando Aébrio à frente de Dilma!!!

    O PIG e o PSDB têm que ser combatidos com força e com todos os meios possíveis!!!

    O PT ou o movimento dos Sem Midia precisa entra, amanhã, com uma ação impedindo a divulgação dessas pesquisas.

    Argumento: Excesso de falhas técnicas!!!

    O PHA falou tudo: http://www.conversaafiada.com.br/pig/2014/10/06/pesquisas-a-maior-derrota/

  • A reeleição de Dilma está nas mãos Dela, do Lula e principalmente de todos nós que militamos nos blogs progressistas. Se nós fizemos a nossa parte no primeiro turno, agora, temos que fazer o triplo do esforço para que a Dilma ganhe essa parada. Argumentos e dados nós temos então, vamos à luta. Outra coisa, reforma política é de extrema necessidade, como a regulamentação e democratização da mídia, mas, nós o povão e a sociedade civil é que temos que brigar para que essas duas reformas saiam. Com esse Congresso ai, ou com o próximo, não sai nada. Isso é tarefa nossa ! Toda luta transformadora sempre sai é de baixo.

    • Amigo acho idéias não é o tema que vai decidir esta eleição que temo que estamos perto de perder se ficarmos só no campo das idéias e nos defendendo na área da corrupção. Quem sou eu para sugerir alguma coisa ao grande Eduardo Guimarães, mas se me derem licença vou expor o que penso. Como sou c. dentista” douto”meus cliente das zelites falam pra mim vamo no 45 dr? Quando falo vou de 13 eles ficam surpresos e até indignados…. mas a corrupção? voce não ve na TV, a petrobras faliu de tanta roubalheira, o Lula, nunca sabe de nada… Depois que eu faço os esclarecimentos e mostro com argumentos que partido corrupto é o PSDB eles dão uma resmungada envergonhada e ficam quietos. Conto isto para imaginarmos quantos votos eles estão tirando da Dilma junto as pessoas mais humildes com esse papo de corrupção que até hoje resistiram a ele porque sempre sentiram que a vida está melhorando mas hoje escutam 5 x ao dia que o pa´s vai quebrar ano que vem. Ou seja juntou a corrupção de “12 anos de corrupção” com os futuros problemas na economia, etc Resumindo, chegamos num ponto que se você diz que vota no PT com essa corrupção toda você é motivo de chacota, sei de gente que vota no PT mas tem vergonha de falar. Falo isso porque acho que o PT deveria mandar o sr Santana que provavelmente lá no 5 andar e tomando uisque com os amigos ricos no final do dia não sabe o queestá acontece aqui embaixo precisa ser avisado urgentemente. O Agripino Maia deu a entender que Aécio vai ficar no campo propositivo, e não baixar o nível( não quer debater a corrupção porque será?). Penso que no primeiro programa eleitoral(debate também)o programa inteiro deve ser o tema corrupção. Sempre comparando entre PT e PSBB. Quantidade de obras(valores), casos de corrupção antigos e atuais, valores desviados, ex sudam sivam sudene trensalão, TRT, aecioporto, BNDS, , TRT SP mensalões, tapioca de 4 reais do Orlando Silva, enfim comparar todos os escandalos. Levar a revista VEJA e mostrar as capas dos ultimos 8 anos, denunciar que a mídia é formada por um monopólio de 5 famílias que a muito deixou de ser isenta e mostrar poque. Ou alguem ainda quer fazer média com eles? Fazer um levantamento de quantas denúncias foram realmente comprovadas ou não, mostrar quantas obras”suspeitas de corrupção) embargadas pelo TCU tucano realmente tiveram desvio de dinheiro. Caso Erenice Guerra(eleição 2010) Orlando Silva, todos que foram manchete do PIG e inocetados pela justiça, falar do manchetômetro, Pegar os dados de quantos afastados pelo governo foram condenados ou inocentados, quantos fun publico foram expulsos . Mostrar o que cada governo fez em leis e regras para coibir a corrupção,O que é a função procurador, o que faz? quem nomeou o Engavetador e quem deixou indicar o PGR nos governos do PT(min público), Mostrar o Ranking do TSE dos politicos cassados , dos partidos ficha suja. Chamar o PSDB para debater a corrupção dos 2 partidos, cara a cara, quem é o mais corrupto e quem combateu mais a corrupção. Se fizer o primeiro programa assim eles vão levar um susto que levarão uma semana para se recompor. Usaria pelo menos 20% do tempo dos outros programas para diarimente”atualizar” o “debate com o PSDB sobre o tema corrupção” Tambem reapresentaria este programa no penultimo dia. Não adianta fazer depois quando estiver atrás nas pesquisas porque vai parecer choro de perdedor. Moro no interior do MT e sinto que se o PT não for pra cima deles e fizer esse debate imediatamente para dar “,argumentos” e devolver o orgulho de ser petista para as pessoas , principalmente aos mais humildes, que se informam pela grande mídia, senão temo vamos perder o que conquistamos a duras custas nos governos do PT . Desculpe a pretenção

        • A bola da vez é a petrobrás que o PT aparelhou e quebrou? Então vamos fazer um programa inteiro para comparar o que era a petrobrax que vazava óleo nos rios, afundava plataformas de um bi e matava pessoas. Aparelhou? vamos ver se o aumento do numero de funcionarios é compatível com o aumento da produção. Comparar se aparelhou mais que os tucanos ou aumentou mais o numero de concursados? Falar de pasadena hoje e dizer porque foi comprada e se está dando lucro hoje de quanto?. Explicar que a quadrilha foi pega pela PF que teve aumentos de salario , 5 mil contratados por concurso pelo Lula, e carta branca para trabalhar. Quantas operações e prisões a PF fez no gov FHC e quantas no governo PT qual o presente, qquanto valia a empresa e quanto valehoje. Explicar que o valor real não é o que a bolsa de valores fala , Pré-sal, o que vai representar para educação , exportações, perspectivas de produção em 5 ou 10 anos, a diferença entre o sistema de concessão de FHC defendida por Aecio e a partilha de Dilma, copiada da Noruega 1 IDH do mundo, interesses legitimos das multinacionais no pre-sal e nem tanto dos tucanos. , Que Paulo R Costar é funcionario de carreira,nomeado para chefia no FHC. Meu Deus do céu será que só eu estou vendo que a população em geral, fora os tucanos, sabem que o Pt governa melhor que o PSDB, melhorou o país, etc mas o tema da corrupção está sendo nosso complicador.

        • Nilo, quer ver o boca de caçapa de olho esbugalhado ficar quietinho no debate, é só a Dilma passar a lista dos 317 impugnados pelo TSE pro mediador, dizer pra ele entregar pro ‘mineirim acariocado’ e dizer pra ele falar em voz alta qual é o partido que está em 1º lugar nesta lista. Se ele se recusar a responder, ela já solta ‘na lata’ : PSDB!
          E já diz logo em cima: “Portanto, caro candidato, vamos deixar de lado este papo furado de corrupção do PT e tratarmos de propostas, porque me convidaram pra vir aqui falar de propostas e não de roubalheira de partido ‘x’ ou ‘y’…”

          É o que eu faria!

  • Pode ser impressão minha, mas muitos que aqui escrevem parece ter caído num certo desânimo depressivo. Ora, gente, a possibilidade de Dilma ganhar no primeiro turno era UMA DAS possibilidades que alimentava nossos desejos. Agora é ir para a luta, para a militância e ser mais realista, pois o nosso desejo nem sempre se transforma em realidade imediatamente. Se observarmos mais detidamente o cenário veremos que os votos do Aécio em São Paulo era previsível, pois o governador sempre esteve crescendo nas pesquisas. Outra coisa, O PT venceu em Minas e tenho a certeza que o Aécio não esperava essa. Vamos em frente, de forma mais realista, não permitindo que somente o desejo tome a nossa razões. Não vejo razões para pessimismo, pois é isso exatamente o que eles querem. Vamos aprender com um dos motivos pelos quais a Marina perdeu essa eleição: o vitimismo. Esse foi seu erro fatal. O nosso pode ser o pessimismo, o querer colocar a culpa no próprio partido. Isso, nessas alturas das eleições, pode ser uma tragédia. Outra coisa que precisa ser mais analisada: os partidos que tem mais capilaridade política nesse país, são 3: o PMDB, o PSDB e o PT. Essa é uma realidade que não se pode negar. Marina, se olharmos dessa perspectiva, tinha vontade, mas a sua força política não tinha bases reais.

    • O xis da questão é constatar a diferença entre ela e o boy da direita. Aqui em SP, Marta terminou o mandato bem avaliada, mas em vez de reelege-la, escolheram serra que ficou praticamente 1 ano na prefeitura e caiu fora pra disputar o governo. Por que? PIG, o PIG faz muitas pessoas de marionetes. A campanha será pesada, mas não por parte do psdb e sim por parte da mídia golpista e entreguista. Isto desanima, perceber que um monte de gente que se beneficia das ações do governo vai votar contra ele. Burrice tem limite em todo lugar, menos aqui em SP. Nem em Minas os mineiros quiseram o psdb.

  • Além das pesquisas indicarem possibilidade de vitória no primeiro turno, a eleição de Fernando Haddad me fizeram crer numa evolução da inteligência e compaixão do eleitor paulista. Golpe duro. Tentei ficar com o pé no chão me lembrando que o mais provável seria haver segundo turno mas a esperança de primeiro turno ficou forte, agora a desilusão machuca. Mas é como você diz, está se mantendo o padrão histórico.

  • Não apenas na América Latina: o “B” do BRICS desaparecerá e a destruição da hegemonia dos USA ficará mais difícil.
    A Rússia, já atacada por todos os lados, terá que procurar alimentos em outras paragens devido ao alinhamento automático dos vira latas brasileiros aos EUA.
    Se as prostitutas europeias de luxo, Inglaterra, França, Alemanha já se venderam (outras como a Polônia se entregaram sem pagamento, segundo o ex-MRE, Sikorski) aos EUA, o Brasil, na mão desses vermes do PSDB, será capaz de até pagar pelo “programa”.
    A canalha psdbista não pode vencer!

    • Destruição da hegemonia americana pelas republiquestas latino americanas é patético. Só na cabeça de comunas de periferia. Vocês ainda terão que engolir a america. Rumo a Miami nas próximas férias rindo de vocês. Viva SP!!!!

      • É patético ver um brasileiro escrever o que você escreveu….
        A única coisa que invejo nos americanos é o patriotismo deles.
        Você se revela um nada….Miami é seu lugar!

        • Rita, deles não invejo nada.

          O patriotismo que exibem nada mais é do que um chauvinismo tacanho que criou e cria muito mais problemas e desgraças do que os eventualíssimos momentos históricos em que algum saldo humanitário interno se conseguiu.

          De qualquer forma, é só uma opinião. Saudações!

      • Vc só não é um perfeito idiota porque não tem ninguém perfeito. Vc irá se arrepender muito desta besteira que vc disse. O desemprego irá aumentar e vc ficará sem emprego. O PSDB faz sempre a mesma coisa.

      • Idiota! Coxinha Paulista! Miami é mesmo o lugar dos braZileiros como você! Não deveria ir de férias, deveria mudar-se de vez prá lá. Deixe o BraSil (com”S”) para os braSileiros (com “S” também), seu IDIOTA.

      • Steiger,
        Só mesmo na cabeça de vermes como você – ops, vermes não têm cabeça, apenas corpo com dois rabos! Só mesmo do corpo de rabos de um invertebrado como você é possível sair tanta merda! Republiquetas! Essas republiquetas também são Américas, jênio! Continentes americanos. Se acha o “maioral” porque vai a Miami passar férias, mas não sabe que as América é um só continente! ANTA!!!… Nas próximas férias espero que ao estar em algum lugar do teu “primeiro mundo” entre alguns daqueles lunáticos americanos e te despache de lá com mil rajadas nos cornos! Ah! Pede aos teus parentes para te enterrarem por lá. Assim chegará no outro mundo se achando o pum dos americanos legítimos!
        Maria Antônia

    • Também acho, Scan. O que esta´em jogo é o BRICS. A Rússia foi bagunçada pelo golpe de estado na Ucrânia. Agora vemos a China sendo bagunçada e sofrendo com manifestantes de Hong Kong. O Brasil, com suas eleições, perigando com o retorno do neoliberalismo. Só a Índia que não está sofrendo interferências pois quem está no poder é subserviente aos EUA e, portanto, não criará problemas a eles.

    • Os EUA em crise teria uma enorme satisfação num eventual governo Tucano, o Brasil enfraquecido é uma America Latina enfraquecida, e esse é o objetivo tucano; enfraquecer o mercosul e consequentemente toda a região, e da-lhe privatizações, FMI, arrocho, desemprego, é a velha fórmula dos anos 90 de volta, sob pretexto de combater a “inflação monstruosa” de 6.5% e a corrupção sem controle, tem-se a tarefa de convencer mentecaptos que “medidas amargas” devem ser tomadas pelo “bem” do Brasil,é um velho filme que todos sabem o final

  • Prezado Edu, o PT erra demais nas campanhas para presidência.Aqui em Belo Horizonte eu não vi absolutamente nada de campanha de Dilma, enquanto a cada esquina tinha alguém distribuindo panfletos do Aécio.A turma que recebe para fazer campanha tem que ir pra ruas e se articular, não se ganha eleição somente com Lula no palanque e com a militância. Na última eleição foi a mesma coisa, pra que eu tivesse um adesivo da Dilma colado no meu carro foi uma loucura.É necessário que o Patrus Ananias, e o Pimentel venha a campo para reverter o quadro em BH, eles são muito importantes e respeitados na cidade.Espero que O PT repense a sua campanha.

    • Em Campinas (SP) a única forma de eu conseguir um adesivo pro carro foi ir até o Diretório.
      Havia lá quilos e quilos de material encostado nas paredes.

      • Também moro em Campinas e hoje vi na EPTV que aqui a Dilma ficou em terceiro Lugar (25%).
        Em Piracicaba ela teve 16%.
        A única cidade de SP em que ela ganhou foi Hortolândia (aqui ao lado).
        Apesar de ser também afetado, espero que o Cantareira seque logo para ver esse bando de ZUMBIS morrerem de sede…

  • Meus caros companheiros, agora é respirar fundo, assimilar a surpresa e ir à luta. Tem muita água para rolar debaixo dessa ponte. Vai ser uma batalha difícil? Disso ninguém pode ter dúvidas. Mas, temos que ter a convicção que é em momentos difíceis, complicados que temos a obrigação de crescer, acreditar que os inimigos poderosos podem ser superados. E vamos superá-los. São Paulo é o grande bastião do conservadorismo nacional e foi ali que o Arrocho deu o seu pulo do gato, mas é bom lembra que a população desse estado ainda não está bem informada a respeito de um problema, extremamente delicado que vai afetá-la ainda mais dramaticamente, que é a falta de água. Esta semana, com certeza, deverá ser oficialmente decretado o racionamento de água, uma medida que fará cair a ficha para muita gente. É aí que muitos verão que foram enganados e o desdobramento desse fato pode ser fatal para os tucanos. Espero que o PT e os partidos aliados façam uso desse fato num programa do horário eleitoral, especialmente voltado para São Paulo, a fim de que retomem parte do espaço político perdido. Não pode ser tão difícil assim.
    Abraços.

  • Devo chutar cachorro atropelado? Devo. Que vergonha essa surra que o PT levou em São Paulo! São Paulo sede do PT e onde o partido começou. São Paulo dos trabalhadores, dos sindicatos, dos intelectuais, levar uma lavada dessas! Quando há dois anos, Lula disse que ia percorrer o Brasil para ouvir, conversar com as pessoas e mostrar a elas o que é o governo e suas políticas, eu pensei: que ótimo! É isso mesmo que os políticos têm que fazer. Politizar com contato direto, esclarecendo, persuadindo, tirando dúvidas com a empatia que ninguém como o Lula tem, articulando alianças. Não foi. Prometeu outras vezes. Não foi. Resultado igual a zero. E a outra lá em cima a trocar de canal com seu controle remoto, sem saber o que fazer com ministros incompetentes e traidores. Aliás, ministros da cota de Lula.
    O PT é mesmo a esquerda caviar com os seus Ruis Falcões aparvalhados e preguiçosos. Quando Lula disse, há poucas semanas, que lugar do PT era na rua, com o seu gigantesco egocentrismo esqueceu de se incluir na crítica, porque ele também há anos não levantava a bunda da poltrona no seu gabinete refrigerado a não ser para ir receber comendas no exterior. Há cerca de dez dias voltou a ser o Lula que a gente conheceu e admirou. Há que se reconhecer o esforço desesperado dele que, velha raposa da política, pressentia o que iria acontecer. Tarde. Em vão.
    É preciso dizer que as vitórias havidas e por haver nos governos estaduais não têm nada a ver com Lula. Em Minas e na Bahia são da turma da Dilma e no Rio G. do Sul nem mesmo do PT o governador pode ser classificado. Parece incrível, mas Lula cuspiu prá cima e está se transformando num FHC: daqui a pouco ninguém mais vai querer ele no palanque.

    • O Lula lutou primeiro contra um câncer quase fatal. Restabelecido, foi a luta nos palanques, nas ruas, sempre ao lado da Dilma. Um guerreiro da luta popular. Sem ele, poderia ter sido pior. Com ele e com um trabalho mais organizado no segundo turno, o PT e sua coligação podem reconquistar parte do eleitorado em SP, garantir MG e arrebentar no nordeste. Não é hora para chororô e babaquices. Comparar o Lula com o FHC, só pode ser trollagem. Dilma vencerá!

    • Amigão infelizmente o PT nao fez a luta que devia e deixou a midia tucana pautar o STF pela condenaçao injusta de lideres importantes do partido, e pior deixaram que essa mesma midia criminalizasse o PT, criando em nossa sociedade o antipetismo. A verdade é que o PT graças a versao da midia tucana , significa corrupçao. É lamentavel e revoltante oque o monopolio do baronato de midia causou na populaçao; enquanto que os maiores crimes de corrupçao do Brasil, como a privataria tucana praticada pelo PSDB e tantos outros casos continuam blindados por essa mesma midia e impunes, veja bem o PSDB consegue encontrar sempre um salvador no judiciairo e na midia para livra-lo de alguma condenaçao, tenha provas ou nao , exemplo recente claro é a màfia tucana nos metros de SP e o desvio de bilhoes. Marco Aurelio Mello do STF ignorou provas e condenaçoes e ate a delaçao premiada de um envolvido no caso, para pegar e livrar altos figuroes tucanos, que hoje estao eleitos para o senado , como Serra e Ze Anibal alem de Aluisio Nunes vice de Aecio. Agora eles aparecem por ai a dar entrevistas falando como se fosse limpos atacando o PT de corrupto. Ou seja ou o PT tem que ir pra cima desse grande mal que é a midia corrupta tucana e coloca a sujeira do PSDB bem claro para a populaçao! O Ministro Zé da justiça esta fazendo oque? Vi em algum lugar na internet que alguem ligado as contas de campanha do Aecio movimentou 100 milhoes em paraiso fiscal, sera verdade? Se for que o PT acorde e va pra cima!

    • O que venceu mesmo em SP foi o preconceito, porque se as pessoas fossem minimamente coerentes nem precisaria de campanha política. Era só elas compararem um governo com outro e votar.

  • Dã para reverter. Agora é ir para cima do arrocho. No primeiro turno, o PT tinha que ir para cima da bláblá. Temos que mostrar os podres deste malandro, inclusive em SP. Temos que aumentar os votos no Nordeste, puxar o que tinha da bláblá em Pernambuco principalmente, contar com as alianças vitoriosas e inesperadas, como a de Rui Costa na Bahia.

    O que fazer depois para evitar o que houve. Só depois que Dilma ganhar.

  • Esse gigante acordou e elegeu Bolsonaro, Feliciano, ruralistas, pastores, o diabo e ainda periga de colocar Aécio na presidência!!! Putz, deveria ter ficado em coma e desligado os aparelhos.

    • Verdade! E pior Alckmin reeleito no primeiro turno. Disparado.Em Itú, cidade que há 8 meses não tem água, Alckmin teve 60% dos votos.Os tucanos superarm a ditadura militar e se eternizam no governo de SP por mais de 20 anos.Paulistas elegeram Maluf, Russomano, Telhada, Tiririca, Feliciano e toda uma constelação de coronéis e pastores.O menor dos problemas de SP é a falta d´água.Como disse um motorista de taxi para mim ontem: Entre um pobre honesto e competente  e um rico ladrão e incompetente,  paulista vota no segundo. Se tiver um “Coronel” ou um “Pastor”  na frente do nome, além de votar, pede o cara em casamento.Obs: Em vez do PT pagar p/ “instituto de pesquisa” ficar fazendo trackings “sonháticos”, seria muito mais útil que o partido contratasse uma trinca de taxistas pra fazer as análses políticas. Seria muito mais eficiente. 

    • Aline,
      Não foi um gigante de verdade que acordou. Era uma ANTA GIGANTE! Ou seria um GIGANTE ANTA?!
      Abraços
      Maria Antônia

  • Outro dia eu estava dizendo a um eleitor da Marina que a eleição da Dilma é boa para o Brasil, para a América Latina e para o mundo. O analfabeto político riu. Que desgraça!

  • O anti-trabalhismo de SP tem sido prejudicial ao pais,..esse DNA conservador é fato: Não podemos nos esquecer que foi SP que levou o pais ao precipício ao garantir a eleição de Collor, aliás, basta verificar quantas ruas existem em SP homenageando nomes como Getúlio Vargas, Brizola, Jango e mesmo JK….Já com denominações tipo Garrastazu Médici, delegado Fleury, devem existir aos montes, que tal conferir..,,

  • Agora é torcer para os tucanos paulistas sabotarem Aécio. Será que agora, Serra abrirá sua caixa de pandora contra Aécio?
    Uma outra coisa que o PT deve fazer desde ontem. Escolher um novo líder político. No pós Dilma, não sobra muita coisa para 2018. Lula de novo? Não sei, estará mais velho e sem a força que sempre o destacou. Haddad? Não tem o carisma necessário. Na minha opinião, o nome para 2018 mais plausível agora é Pimentel. O PT deve investir no novo governador de Minas pela facilidade de fazer alianças e potencial político. Falta apenas combinar com o PT paulista. Esse é o entrave.

    • Aliás o PT paulista é lamentável. Eduardo, grande parte da tragédia que aconteceu em SP é culpa deste PT dos suplicys, mercadantes e zé cardosos da vida.

      Fui até acusado neste blog de tucano por ter tido há 4 anos atrás que se a Dilma mantivesse este Zé cardoso, perderia a eleição, não quiseram me ouvir….

        • Não só isso meus caros, Dilma e o PT erraram muito ao não se movimentarem pela Lei das Mídias, ao manterem quadros como cardozo (argh!) e bernardo (argh!) em posições estratégicas e ao tentarem conquistar a direita.

          Já pressentia essa DERROTA (estou com as esperanças mais baixas que umbigo de cobra). Já não suportava mais entrar em filas de bancos, participar de rodinhas de papo-furado ou das reuniões. Neste ano eu me senti um ET. Quando falava da minha preferência política, todos arregalavam os olhos como se eu tivesse no Céu a declarar amor pelo capeta:

          Como, Andre, vais votar nessa corrupta? Ou és petista de carteirinha, ou és cego! Não vês o mar-de-lama?

          (PQP, Dilma e seu controle remoto, viu?!) Lá tinha eu que começar pelo velho e surrado (mas não falso ou desatualizado): ” Mas a mídia mente!” Bom, chegou ao ponto em que me tornei um parvo pra eles, pois o número de “insatisfeitos” só foi aumentando.

          E o suplicy? que isso, minha gente. O homem foi um ZERO esse tempo todo no senado, “num obrô e num desocupô a moita!” Não foi voz do PT nem de seus companheiros e da nação, quis a cadeirinha mais uma vez (mais 8 anos!). Resultado? Ééééé, companheiros, serra (argh!) levou! SP está sob a égide dos reaças. E Brasil pode pode abraçar essa também.

          Obrigado Dilma (miguinha do controle remoto), obrigado Zé Cardozo (o vaza-vaza), obrigado Mercadante (o miguinho dos frias), obrigado Paulo Bernardo (miguinho das páginas amarelas da veja). Obrigado cambada, tâmo a ponto de jogar todo o trabalho social na lata do lixo junto com a verba do pré-sal para a educação.

          • Concordo Andre, eu sempre disse e fui até acusado de tucano: “A Dilma vai perder esta eleição se mantiver no ministério zé cardoso, paulo bernardo, mercadante e ,na época, helena globo chagas”

          • Pô, André!
            Concordo com tudo o que você disse, mas vamos dar uma levantada aí, camarada!
            Vale tudo, menos desanimar.
            Um abração.

          • @jose marcos: É, companheiro, eu nunca fui acusado de ser tucano, mas penso e já escrevi como vc. É que as vezes os companheiros ficam com sangue nos olhos, uma turma valorosa, haja vista o que foi este último pleito, não fosse a militância, Dilma não teria obtido sucesso. Nenhum outro partido tem essa prerrogativa de acionar a militância, mas o PT tem que abrir os olhos. Bom, quem sabe depois dessa ducha de água fria de ontem…

            Um abraço.

      • O PT de SP é mais tucano do que o proprio PSDB.
        Ou o PT de SP acorda e vira oposição ferrenha aos tucanos daqui ou nunca conseguirão chegar ao palacio dos Bandeirantes.

      • Deixar o idiota do Suplicy concorrer pela enésima vez foi um erro do Lula.
        “Mas”, deve ter pensado ele, “se não for o idiota do Suplicy, quem será?”
        O erro de Lula e do PT foi não desenvolver ninguém que pudesse tomar-lhe lugar e ter que lançar mão, de novo, do cicerone de blogueiras da CIA e emprestador de solidariedade ao Demóstenes Torres.
        Suplicy no último mandato me deu nojo.

        • Scan, sei que ele não quer, mas o Lula com seu jeitinho…Podia ter colocado o Edu p/ senador no lugar do blouindeuíndi. Brincadeirinha, Edu, hein!

          Mas há muita verdade no que vc disse: Quem? Quem? Quem p/ o lugar do Suplão? Tem a Marta, mas tem muita gente boa no partido, tinha que ir trabalhando substitutos, não é possível, quem está no PT, na sua imensa maioria, é gente com ideal. Então não possível não encontrar cabra-macho por aí. Lógico, não estou dizendo que deve ser do dia pra noite, mas não pode deixar o time envelhecer. Graças a Deus temos um Haddad em franca evolução (e evolução em todos os sentidos).

          Um abraço, companheiro.

        • Scan,
          Se levarmos em consideração o que a mídia junto com o STF fez para tirar da cena política figuras conhecidas e de peso como os senhores José Dirceu e José Genoíno, e, o PT ainda assim continuar com a força que tem junto ao povo é admirável! Eu, acho que foi um erro o PT e o especialmente o Lula, não terem defendido publicamente seus companheiros! Se oportunidade eu tivesse de estar frente a frente com o Lula, lhe faria essa cobrança! Penso que o José Dirceu, esse sim, seria o substituto natural do Lula! A direita sempre soube disso, e por essa razão usou de todos os meios para destruí-lo! O estrategista político do PT sempre foi o senhor José Dirceu e é a ele que o partido deve todo o seu programa de governo e que não foi implementado nem 30% dele!
          Abraço
          Maria Antônia

  • O que me preocupa é ver uma geração que não viveu os anos 90 ou que passou por ela sem nada observar votar num partido que quebrou o país, deseja privatizar a educação, nos deixou atormentados com o apagão, acentuou as desigualdades, que nos impede de chegar às universidades, do direito à moradia e a liberdade de expressão . Minha geração, que entrava na adolescência na era FHC, em boa parte, me envergonha. Nada aprendeu, nada estudou, nada leu além das opiniões das páginas amarelas de veja e reproduz sem questionamentos uma pauta da qual não faz parte. Tem horas que ao conversar com um pessoal mais novo dá vontade de dizer: Ok, você venceu. Batatas fritas!

    • Conheço muita gente que tem mais de 40 e votou contra a Dilma.
      Para mim o problema é o ódio ao PT e aos pobres que o PIG conseguiu implantar em SP. É triste ver que tanto paulista ainda consome esses folhetins golpistas.
      O ódio é irracional, não tem como argumentar razoavelmente. Não é questão de ser burro ou inteligente. Tente conversar com eles sobre a eleição. A boca deles começa a espumar. É impossível arrancar argumentos desse pessoal.
      Além disso, se voltar o PSDB e a vida da classe média piorar, eles ficarão felizes, pois o PIG conseguirá convencer de que tudo está muito melhor.

      Hoje, foi difícil foi ouvir eleitores de Alckmin e Serra criticando quem votou no Tiririca. Um voto no Tiririca soa menos absurdo.

  • São Paulo é a prova que educação não forma cidadão. Desde quando aprender Física, matemática, química, geografia e português melhora a visão do mundo em que vivemos.Formar opinião é com a mídia e não educação . São os movimentos sociais, que companheiros petistas abandonaram pra se abolotarem nos escritórios, que podem combater a mídia golpista. De qualquer forma um governo petista já está comprometido com os votos que o PSDB recebeu . A oposição vai ser terrível no Congresso .

  • “Hoje, a grande maioria da América do Sul é governada pela esquerda. Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Peru, Venezuela e Uruguai”

    Pergunto; estes paises estão em franco progresso ?

  • O que dizer de uma gente que, guiado por uma mídia conservadora, toma água podre mas eterniza no poder essa gente que roubou na casa do bilhão de reais e não investiu sequer um centavo no sistema hídrico, que já abocanhou bilhões de reais para despoluir o Rio Tietê e até agora nada e ninguém se preocupa, pelo contrário, acha bonito, aprova: Deve ser prá lá de chique votar nessa direita que cheira a mofo, só mesmo com muita naftalina da imprensa e um povo que tem no seu DNA esse conservadorismo tosco para se manter no poder.

  • O resultado desta eleição é reflexo da lavagem cerebral que o pig promove a décadas e afeta uma parte da população. Aécio é um nada, o psdb é uma bomba, a mídia foi que fez o trabalho. De que adianta a gente bater nesta tecla da manipulação com as pessoas, se não tem respaldo em atitudes do governo que apanha diariamente e não revida? Taí o resultado, tem gente que deu tiro no próprio pé e ainda comemora. Deu nojo ver os resultados de SP. Se a mídia mandar comer merda, eles comem, embora todo mundo já esteja bebendo do volume morto. Pra muitos, na hora em que se ferrarem caso aécio ganhe, vou dizer: Bem feito! E oi pior é que o pig vai tratar de criar uma blindagem tão grande no governo que elegeria que o Brasil vai virar uma imensa SP que se f de a 20 anos e continua achando que tá bom. Festa no Depto de Estado dos EUA! De uma tacada só, derrubam os BRICS, a Rússia e o Mercosul sem gastarem um centavo com manobras militares e mísseis.

  • Dilma teve votação acima de 60% em cinco Estados; Aécio supera 50% apenas em SC. Marina Silva (PSB) venceu em dois Estados: AC e PE. Aécio achava que Minas iria cair de joelhos diante de seu nome. Errou.
    De joelhos, segundo o costume mineiro, só diante de Deus (Roberto Drummond)

  • O PT desconstruiu Marina, e ela despencou de 40% pra 21%, nesse meio tempo, Aécio ficou livre e até se beneficiou da desconstrução de Marina, correntes no whatzap fizeram boca de urna pra Aécio na noite antes do pleito, achava que não, mas surtiu efeito, o PT precisa ficar atento à isso. Mas acredito que como Marina foi desconstruída perdendo mais de 40% dos votos, Aécio também será, agora que o foco voltará pra ele, não será 40% de seus votos, mas serão muitos também. O PT precisa ir pra guerra, e parar de fazer política a partir do prisma midiático, as verdades precisam ser ditas nuas e cruas, doa a quem doer, por exemplo, o PT não fala do escândalo da sonegação da rede globo. O momento é agora!

      • Em tempo 2: Artistas, intelectuais e formadores de opinião precisam se mobilizar ainda muito mais como fizeram no primeiro turno, tem que fazer daquele encontro algo épico e próximo do segundo turno com Chico Buarque a frente.

  • Não acredito que um 1/3 dos eleitores de Marina vá para o Aécio, são pessoas de esquerda, pessoas que querem mudanças sem vínculo com partidos e ambientalistas!

  • Estamos pagando o preço da covardia do PT do governo Lula-Dima,por não terem tido coragem de enfrentar o PIG,agora a militânccia tem que trabalhar dobrado, como eu já disse aqui em caso de uma derrota da Dilma ,a desconstrução do PT será rapida no maximo em seis mêses e para voltarmos ao governo novamente só um outro LULA o u daqui outros quinhentos anos.

  • Olá caro Edu, boa tarde.

    Não concordo com essa simples transferência de votos de Marina para Aécio e explicarei por quê.

    Todas as eleições faço meus levantamentos com base na votação recebida por cada candidato, levando em consideração a região em que está inserido e de onde vem o seu voto. Considero que esta eleição, com exceção de São Paulo, Pernambuco e o Acre, está muito parecida com a eleição de 2010.

    Pra começar os eleitores de classe média para cima que estavam inclinados a votar em Marina, principalmente em São Paulo, desembarcaram de sua canoa na última hora. Analisando, estado a estado, a votação recebida por Marina, percebe-se claramente que os eleitores que com ela continuaram pertencem às classes mais baixas. Sua candidatura virou pó em estados mais ricos (RS, SC, PR, DF, RJ, GO, MT, MS). Nesses estados, votos recebidos por Marina realmente tendem a migrar em maior número para Aécio. Agora, nos estados do Nordeste e Norte, onde Marina obteve uma boa votação, a tendência é migrem em maior número para Dilma. Esse comportamento foi o predominante em 2010, eleição com características parecidas com a eleição desse ano.

    O percentual total de votos recebidos por Aécio é apenas 0,9% maior que em 2010 (33,55% agora contra 32,61% em 2010). Marina idem (21,32% agora contra 19,33% em 2010), apenas 2% a mais. O que foi maior esse ano foi a votação dos nanicos, 3,88% no total, com destaque para Luciano Genro e Eduardo Jorge. Não creio que esses votos, principalmente os de Luciana Genro, migrem com facilidade para Aécio.

    Calculo que Dilma deva vencer em 16 estados no segundo turno, contra 11 do tucano. Pelas minhas contas, o resultado final ficaria em 54% para Dilma e 46% para Aécio. Será uma dureza realmente, e essa divisão do país entre pobres e ricos atiçará ainda mais o ódio de classe em estados do SUL/SUDESTE. Outra coisa: a chave da vitória está nos estados de Pernambuco, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Mantendo os desempenhos do primeiro turno no Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, além de conquistar os votos da maioria dos pernambucanos, Dilma vencerá a eleição.

    • Sobre Pernambuco, ressaltada a importância daquele estado na disputa, já estão sinalizando que o apoio da família Campos será o mais importante a se conseguir. Bem, li que o Aécio vai começar a campanha por lá, será que já costurou o apoio com a viúva?

      • Prezado, o PT teve uma boa votação por lá, a Marina ganhou mas não foi por uma margem alta.

        Creio que Dilma tem totais condições de ter uma vitória muito grande por lá.

  • Bom….não foi por falta de avisar.Nem entendo a perplexidade, o pt, nas prefeituras fez exatamente o que o psdb-dem fez…Não conversou com a população,se fechou numa muralha,não aceitou o debate e não fez nada de concreto.Ao contrário,contratou muito, dos grupos e tentou se impor pelo poder,logo…eu avisei que iria comprometer a campanha para a Presidência! E não vi motivação nenhuma para Padilha e Dilma! Se fechar dentro de um grupo é morrer por asfixia!

  • Edu,

    Sem bairrismos e sem aquele guerrinha ridícula RJ x SP, mas aqui no Rio resistiremos. Historicamente o Rio sempre foi politicamente mais progressista que SP. É só ver o histórico do brizolismo aqui e as votações de Lula sempre e de Dilma em 2010. Repito: aqui no Rio resistiremos. Com exceção da classe média alta e dos ricos, aqui o cidadão fluminense não engole o PSDB. Pode estar certo de que aqui a maioria dos eleitores de Marina vão votar na Dilma. Aqui FHC e sua turma não se criam. Não passarão! No Nordeste Dilma vai livrar uns 10 milhões de diferença, pode apostar. É só Lula não sair de lá um dia sequer. Mesmo que Aécio abra 6 milhões de votos em SP, dá Dilma. Acho que Dilma perde por pouco em MG. Meu palpite: em votos válidos, Dilma leva por 52 x 48.

  • Eduardo, Aécio teve 33,55% de votos válidos, 0,94% a mais que Serra em 2010. Marina teve 21,32%, mais 1,99% que em 2010, brancos e nulos foram 0,04% a mais e abstenção foram 1,27% a mais. Ocorre que em 2010 os votos de todos os outros candidatos foram somados 1,15% e neste ano foram 3,55%(mais 2,40%). Vou desprezar as abstenções, pois elas foram maiores no segundo turno de 2010, e mais a frente explico meu raciocinio. Se somarmos a diferença de Aécio, a de Marina, brancos e nulos e a diferença dos outros temos: 0,94+1,99+0,04+2,40=5,37%. Esses 5,37% é aproximadamente a diferença que Dilma teve a menos entre 2010 e 2014 de 46,91 para 41,59%, 5,32%. Desprezei as abstenções porque houve mais abstenções no segundo turo de 2010, o que a meu ver eram eleitores de Marina. Portanto, Dilma perdeu pontos para o aumento de Marina e Aécio e pelo crescimento dos nanicos e brancos e nulos. Analisei o pleito de 2010 e entendo que pelos meus cálculos Dilma herde 41% dos votos de marina e boa parte dos nanicos e no pior cenário vence apertada com 50,4% dos votos válidos. Todos os percentuais estão em votos válidos. Como os institutos erraram feio e conheço gente que odeia o Aécio, acho que minha percepção está correta até porque, em 2010 o PSDB ganhou Minas e Saõ Paulo no primeiro turno e nesse ano perdeu Minas e a Bahia, segundo e quarto colégios eleitorais. Segundo turno não tem mais 6 para bater em Dilma e ela não saber se bate em Aécio ou Marina. Agora é só Aécio, a seca de Sao Paulo que vai recrudescer, o escandalo do metro, do Aécio Porto, as mazelas do FHC E ARMINIO, além do CLESIO ANDRADE. Acho que vai ser duro, difícil e sangrento o segundo turno mas o Aécio tem telhados de vidro que Serra não tinha e quando Dilma disser que o tucano e os seus são ameaça para EMPREGO E RENDA, AÍ O HOMEM DESABA. Já estou preparando meu DOSSIE AÉCIO e minhas previsões do FIM DO MUNDO COM AÉCIO. Agora é NÓIS OU ELES.

  • Neste 2014, por volta de março, teve a reedição da “marcha da família com Deus”, fazendo parte das “comemorações”, por parte de saudosos, dos 50 anos do golpe civil-militar de 1964.
    Foi um movimento fraquinho e virou motivo de piada nos blogs progressistas – com razão, pois, além de fiasco, teve um quê de ridículo.
    Grande erro. Aquilo não foi a marcha da família com Deus em sua versão contemporânea. A verdadeira “marcha da família com Deus” se deu em junho de 2013.
    Muita gente boa, como Azenha, Nassif e Paulo Nogueira, por exemplo, certamente por romantismo, recusam-se a ver o que aquilo realmente foi: o cavalo do golpe passando selado. A notícia boa foi que, em 2013, não havia clima para quarteladas.
    Quem melhor entendeu o que aconteceu foi a direita, com gente como Arnaldo Jabor não se fazendo de rogado, desdizendo hoje o que disse ontem sem nenhum pudor. Lembro-me até de um artigo do Miguel do Rosário (muito bom, como sempre) em que ele admitia não ver problemas na atitude de Jabor, até porque ele, Miguel, fizera o mesmo com sinais invertidos, ao perceber a furada que era aquela “primavera brasileira”.
    Há muito que penso em postar isso aqui. Vinha me segurando. Acho que chegou o momento.
    Bandeiras do PT rasgadas e militantes do partido apanhando nas ruas; sede do partido depredada, conforme noticiado aqui no próprio Vi O Mundo; manifestante parando o trânsito com bandeira do Brasil vilipendiada com a palavra “lixo”; cartazes contra o ProUni e o Bolsa Família. Os exemplos, que mostram que José Paulo de Andrade entendeu melhor aquele movimento do que a Luciana Genro, infelizmente são muitos e os leitores decerto lembrarão de inúmeros outros.
    Mas há algo para mim mais marcante nisso tudo, sempre a assombrar minha memória. Num dos dias mais violentos daquelas manifestações, com invasão do Itamaraty e tudo mais, voltava pra casa do trabalho, numa caminhada a pé que fazia todo dia, de cerca de meia hora. Meti o fone de ouvido, ligado numa dessas rádios noticiosas. O jogral dos âncoras me assustou: “a presidente Dilma Rousseff não sai, não fala nada…”, diz um rapaz; ao que responde uma moça: “pois é, fulano, a impressão que se tem é que o país está à deriva, sem comando”. E assim prosseguiram, com um tipo de discurso que se, naquele momento, a presidenta fosse destituída, decerto no outro dia eu faria o mesmo caminho a pé novamente, talvez, quem sabe, ouvindo músicas de celebração.
    E confesso que quis também ver o lado bom daquilo tudo, com o MPL, a causa justa pela redução das passagens, por mais investimentos em educação e saúde. Mas nem isso sobrevive a uma análise simples. O MPL, tão combativo contra o aumento do Haddad abaixo da inflação, ao que consta foi mais suave com os aumentos acima do IPCA anteriormente dados por Kassab. Recentemente, Alckmin liberou aumento para os ônibus intermunicipais na região metropolitana de São Paulo, e o MPL ficou na moita. Plano Diretor, IPTU progressivo, coisas que afetam – ou afetariam – a questão da mobilidade, e que fizeram o prefeito Haddad apanhar sem dó da mídia e da “sociedade civil”, também não sensibilizaram os nossos amigos do MPL. Pessoas pedindo educação e saúde ao mesmo tempo que esbravejavam contra os impostos (?!?!) – por favor, se eu estiver errado quanto à postura de uns e outros em relação a tais assuntos, me corrijam.
    Tudo isso só para dizer que os resultados das urnas, sobretudo a escolha para os parlamentos, em nada me surpreendem. Elas são o resultado na guinada conservadora que ficou clara nos movimentos de junho de 2013. A cereja do bolo seria a derrota de Dilma, que, acho, não ocorrerá. Mas a vitória macérrima que ela terá provavelmente vai convocar novas manifestações, as quais deixarão novamente a esquerda perplexa e – de novo – com medo de dizer que não gostou do que viu.

    • Tendo a concordar com sua (boa) argumentação, Sidney.

      A atuação orquestrada – à feição de uma quadrilha – da direita (não só no Brasil, a bem da verdade), galgou um novo patamar com os movimentos de junho de 2013.

      As chamadas redes sociais tornaram-se o suporte ideal para a multiplicação de toda sorte de preconceitos de classe e ódios – os específicos – e os inespecíficos, difusos, que jaziam em nossa sociedade em estado de latência (vide “o gigante acordou”). Seja pela linguagem adotada, seja pela escolha dos símbolos atingidos (partidos políticos com imbricação popular, sindicatos, etc.), o que lá havia de progressista foi tangido à força pela reação.

      As classes médias em geral (com exceções, evidentemente) transformaram-se então nesse exército de curiosos guerrilheiros virtuais que abundam na rede, armados desse moralismo de segunda categoria, capaz de cometer “suicídio” sócio-econômico a partir de uma concepção esquemática e pobre que tem da realidade objetiva.

      A mim parece claro que também eles serão vitimados pelo monstro que esculpem. A única recompensa que poderão vir a sorver se esgotará rapidamente: uma espécie de vingança contra o “negro, pobre, simbolizados difusa e confusamente pelo PT”,

      Parabéns pela análise!

    • Bobagem! Os manifestantes (como grande parte da população) não queriam derrubar o governo: eles queriam serviços públicos melhores, menos impostos, menos corrupção e uma maior atenção dos governantes aos problemas da sociedade. Até nas favelas do Rio eu vi manifestações – e esses definitivamente não são “coxinhas”.

      • O fato de ter havido orquestração não se choca com certa dose de espontaneísmo.

        O movimento contou com alguma incitação da direita, sim.

        Mas muito mais do que isso, ele foi “galopado” por ela. Os indícios quase provas são inúmeros.

        Para não ir muito longe, inverossímil que manifestantes trouxessem às ruas – e em farta quantidade! – cartazes e bandeirinhas atacando a MP 37.

        Independentemente do mérito da referida medida, é um pouco demais acreditar que reivindicação tão específica pudesse ser suficientemente galvanizadora de protestos tão numericamente densos.

        A gritaria contra a “corrupção” foi empregada à farta antes de 64 como justificativa para o golpe.

        Quanto a “impostos altos”, infelizmente quem conduz a gritaria patrocinando todo o tipo de “iniciativas cidadãs” por meio de abaixo-assinados ou rifas não é o mais atingido proporcionalmente por tributos digamos (não acho) que altos (os pobres pagam proporcionalmente muito mais tributos que os ricos e do que a classe média alta). É o patronato em geral, claro. Ou seja, com as ressalvas que me cumprem por tabela fazer, os pequenos e principalmente os grandes burgueses, herdeiros do fantasma da escravidão, que assombra o país.

  • Olá, Eduardo!

    As avaliações de momento sempre têm um quê de temerário.

    Na surpreendente circunstância eleitoral revelada ao final deste domingo, a cautela implícita à afirmação é exigência de primeira ordem.

    Aparentemente, só estudos (bem) mais acurados poderão dizê-lo com precisão, não só a migração Marina – Aécio e a predominância dos votos indecisos ao mineiro explicarão o fenômeno. Deve ter havido, e em proporção não insignificante a estranha migração Dilma – Aécio.

    E a ter sentido a hipótese levantada, ela terá ocorrido basicamente nos estados onde mais flagrante a incoerência entre as intenções de voto presidencial e para governador.

    Exemplo que trago de memória a subsidiar a suposição, Dilma chegou a ostentar, salvo melhor juízo, liderança nas pesquisas, tanto em Santa Catarina quanto no Paraná, e até em São Paulo – ainda que neste caso por menos tempo. Mas àquelas expectativas opunham-se às presumidas (e como se viu, confirmadas) vitórias em primeiro turno dos candidatos a governador da oposição ao governo federal.

    Um dos desdobramentos lógicos da elucubração é o peso regionalista – seja por inércia seja por um movimento de restauração partidário-ideológica – na possível (deixo a interrogação) heterodoxa migração Dilma – Aécio aventada.

    Assim, combater o regionalismo que vem ganhando contornos de preconceito torna-se particularmente imperioso para a reeleição de Dilma Roussef.

    O Rio Grande do Sul, o único dos três estados sulistas a ter dado à Dilma a primeira colocação no pleito de primeiro turno, poderia funcionar como neutralizador / amenizador deste indesejável (por qualquer ângulo que se veja) fator pseudo-plebiscitário que quer se dar à eleição.

    Que é, não custa lembrar, para o Brasil, terra em que, como nos lembra o grande Chico Buarque, os pais são paulstas, os avôs, pernambucanos, bisavôs mineiros e os tataravôs, baianos.

  • Eduardo, a vida nunca foi fácil para o PT. Nem com Lula, nem com Dilma. Quanto ao Datafolha dizer que 1/3 dos eleitores de Marina vão para Aécio, é algo a se comprovar. Anyway, após a surpresa e o desânimo iniciais, as forças progressistas do Brasil irão com força à luta. Sobre São Paulo x Resto do Brasil, me explique: vai ser assim mesmo com a crise da água, nas portas dos paulistas? Será que SP vai escapar de acordar?

    • Sinto um clima de “dèja-vu”: guardadas as proporções, o resultado me faz lembrar o do primeiro turno de 2006, na tentativa de reeleição de Lula.
      Naquele ano, a diferença de Lula para Alckmin conseguiu ainda ser menor, em pontos percentuais, do que a de Dilma para o Aécio agora em 2014. Naquela feita, o fator psicológico foi ainda mais sério: Lula esteve a maior parte do tempo com a vitória em primeiro turno na mão, e perdeu muitos votos na reta final, indicando um viés de baixa muito acentuado, ao passo que o Picolé parecia que tinha embalado para a entrada do segundo turno.
      Naquela feita, Alckmin também obtivera um resultado sensacional em São Paulo e em estados do Sul, deixando toda animadinha a direita, pois, até então, Juscelino era o único caso de presidente que levara a presidência perdendo em São Paulo.
      A grande diferença é que havia duas candidaturas auxiliares de direita (Heloísa Helena e Christovam Buarque) que, juntas, não chegaram a 10% dos votos. Neste, temos Marina com seus 20%.
      A leitura que a maioria já se atiça em fazer é que o grosso (alguns falam em quase totalidade) dos votos de Marina iria “naturalmente” para Aécio.
      Será?
      A bem da verdade, o eleitor da Marina é de tudo quanto é tendência, não permitindo que sejamos tão “aritméticos” assim. Ademais, não é de se descartar o fato de que aquele marineiro que a ela tinha aderido pra derrotar o lulopetismo já tenha se voltado para o ninho tucano no primeiro turno.
      Não negligenciemos, porém, o fato de que em colégios eleitorais de maior peso, como São Paulo e Minas, a maioria esmagadora seguirá com Aécio, com grande peso no resultado final.
      Por sorte, a acriana não se desidratou totalmente em muitos estados do Nordeste, devendo, neste caso, dar uma engrossada pró-Dilma.
      Em 2006, Alckmin teve menos votos no segundo turno do que no primeiro. Não somente não espero que isso ocorra agora, como ainda acho que Aécio crescerá muito, impondo ao petismo a sua mais magra vitória desde 2002 (52 vírgula qualquer coisa de Dilma X 47 vírgula alguma coisa de Aécio – perdõem-me pela minha porção mãe dinah).
      Ah, como nós inteligentíssimos eleitores paulistas reelegemos Alckmin no primeiro turno, catapultando-o desde já à condição de candidatíssimo para 2018, já podemos contar com o voto dele em Dilma neste segundo turno (é claro, no recôndito da cabina eletrônica)!

  • PETROBRAX, AECIOPORTO E COMPRA DE VOTOS.

    Estas tres palavrinhas mágicas a Presidenta vai ter de explorar muito e muito bem pra ganhar o pleito, porque o cambaleante não vai exitar em levar um calhamasso de Vejas aos debates.

    As acusações de corrupção alardeada pelo PIG pelo visto deram certo, e cabe a nós revertermos este quadro agora!

    Depois de eleita, praguejamos com a Companheira Dilma a falta de uma Lei de Imprensa. Neste momento VAMOS PRA LUTA!

  • Precisava vir aqui, caro Eduardo! Escondidinha…hehe
    Ontem fiquei arrasada, mas quando a gente está doentinho, qualquer coisa nos deixa mais pra baixo ainda, né? (se bem que não foi qualquer coisa…)
    Vim somente aqui para mandar meu alô e li o post anterior também. Chorei até….hahaha! Só você, caro jornalista! Só você!
    E avante, porque é uma luta de anos, não deste ano somente. Foi sempre assim.
    Um abração!
    Vou ver se acho o Alves por aí pra mandar um abraço a ele.
    Como sempre, acertou em cheio!
    Até quando eu puder, Eduardo!

  • A campanha do Pt tem que ser mais clara do que nunca. Muita gente votou no Aécio simplesmente por não ter informação. Por exemplo, reclamam da inflação e quando a gente aponta que a inflação é hoje menor do que a da era tucana, enquanto o salário aumentou acima da inflação por 12 ano, eles se calam.

    Simplesmente não sabem, mas apenas repetem as bobagens que aparecem na tv. E aderem ao velho “política e futebol não se discutem”.

    Dilma precisa explicitar exatamente o Brasil que o Pt e o BraZil dos tucanos.

    O Brasil do PT é um país com pleno emprego, o que gera salários altos, redução de desigualdade ssocial e maior mercado consumidor. Para o capital, isso significa maiores lucros, mas menores MARGENS de lucro. Ou seja, maiores riscos, pois não apenas terão que investir mais – às custas de suas margens de lucro (que são indecentes no brasil de hoje) -, mas uma classe média com dinheiro e, consequentemente, poupança, ameaça ulverizar a propriedade dos meios de produção.

    O Brasil que o PT quer é um capitalismo mais ou menos saudável – coisa que NUNCA tivemos. O que sempre tivemos é uma reserva de mercado pra 1% da população, que faz de tudo pra não ser ameaçada.

    Por outro lado o BraZil tucano é um país com desemprego, salários baixos, pequeno mercado, menores lucros mas grandes margens de lucro. Um país que assegura ao capitalista a ausência de riscos. Não há necessidade de investimento, não há competição, não há risco que uma classe média possa vir a disputar com ele a propriedade dos meios de produção.

    É essa a diferença, na prática desses dois projetos de país. Um, independente e o outro, dependente. Um, saudável, o outro, doente.

    E as provas ABUNDAM. Há os 8 anos de FHCV que demonstram exatamente o que ocorreria no país. É preciso desmascarar a balela do Real. E basta pegar o gráfico do crescimento do PIB: depois da implantação do Real, o PIB DOBROU. Era 400 Bi com Itamar e FHC pegou um PIB de 600 Bi em seu primeiro mandato, que cresceu até 800 Bi no final deseu PRIMEIRO mandato.

    É dessa época que a maioria se lembra. Real dolarizado, todo mundo comprando produtos importados, salário mínimo crescendo artificialmente.

    Quem imagina que FHC comprou a reeleição por algumas centenas de milhões não faz a menor ideia! O custo da reeleição de FHC foi de 300 BILHÕES de dólares! É o quanto o PIB brasileiro DIMINUIU no segundo mandato de FHC, assim que ele desvalorizou o real.

    E o país com um PIB de 600 Bi que ele recebeu chegou a Lula como um país com PIB de 500 Bi. No segundo mandato de FHC o país DESPENCOU, e terminou menor do que iniciou.

    E não foi incompetência nenhuma. Foi exatamente o planejado. A dolarização foi uma tramóia eleitoreira impraticável que, quando acabou, deixou apenas terra arrasada. Mas reelegeu FHC e, com issso, permitiu que a privataria continuasse.

    O país que FHC deixou aponta exatamente o que descrevi: desemprego, salários baixos, inflação alta e margens de lucro indecentes, com risco praticamente nulo pro grande capital que ainda podia contar com a chantagem: se não gostasse das margens de lucro na produção, correria para o mercado financeiro.

    É isso que Dilma precisa mostrar nessa campanha: a realidade. O que esses dois governos realmente significam. As promessas de programas sociais já se esgotaram. Não que sejam desnecessárias, mas são secundárias nesse momento. O importante é deixar claro pro país que NÃO estamos escolhendo quem vai fazer esse ou aquele programa social, mas sim entre doiss projetos completamente diferentes de país. É um momento histórico – nas eleições passadas, não havia tanto risco de derrota, não havia uma escolha explícita a ser feita, pois ela já havia sido feita em 2002.

    Agora, a eleição É essa escolha. O país precisa ir às urnas sabendo exatamente o que está fazendo.

  • Roberto Amaral presidente do PSB afirmou no Canal Livre: “os eleitores de São Paulo praticam uma política medíocre”, também asseverou: “Aécio ganhou em São Paulo porque as pessoas não o conhecem”. Concordo com o presidente do PSB em número, gênero e grau.

    • Ué, não foi a Dilma quem perdeu para presidente em São Paulo? Acho que viu outra eleição. Ou então, sofre de anti-lulismo agudo.

      E não foi o Aécio que perdeu no estado onde governou por duas vezes e “saiu com 92% de aprovação” (nas palavras do próprio candidato aeroportuário)?

    • Ah, sim.

      Conhece ‘bem’, através do detrito de maré baixa, da rede esgoto, da falha de são paulo e do estadão comatoso.

      E se vier dizer que eu estou repetindo o que outros dizem, olhe-se antes no espelho e faça um exame de consciência!

  • Edu todos aqueles figurões tucanos estao de volta, Serra, Tasso Jereissati, Jose Anibal, Caiado e demais comparsas… Imagine o senado com essa raça? Ai que a reforma politica e a regulaçao da midia nao sai. O conservadorismo cresceu, e esses pastores querendo suas redes de tv…. Democratizar as comunicaçoes vai ser complicado, o PT nao encarou o monstro da ditadura antes e agora vai pagar caro, ste porque ja esta pagando , Sao Paulo pra governo o PT so ganha com a regulaçao democratica da midia. É evidente que o PSDB so ganha por conta da blindagem da midia tucana.

  • Não creio que três quartos dos eleitores de marina irão para o aecio.. creio que a divisão será mais equilibrada.
    O psdb é freguês e perderá de novo.

    Estou suspeitando muito dos resultados que tivemos ontem, não só pra presidente, mas também pra deputados estaduais e federais.
    Definitivamente, não confio nessas urnas eletrônicas.

  • Edu,

    A eleição de Dilma ou de Aécio está nas mãos da família Campos. Deu prá ver como é grande a sua influência
    no eleitorado pernambucano. A Marina chegou a 58% dos votos ontem, na terra do presidente Lula, onde ele e
    Dilma chegaram a mais de 60% em eleições anteriores. Porisso acho que para onde for o apoio da viúva Renata e seus filhos, é para lá que irão os votos do eleitor pernambucano. Gostaria muito de estar enganada.

    Abraço

  • O PT nestes 12 anos de governos achou que podia continuar governando sem politizar, fugiu do debate político como o diabo foge da cruz, o resultado esta aí, mesmo que a Dilma ganhe, a direita avançou muito no legislativo, só o PT, acho, perdeu 10 cadeiras. Um dos grandes erros políticos do PT, foram inúmeros, foi achar que bastava entregar o Dirceu e o Genoíno as bruxas e se fingir de morto que tudo estaria resolvido, achou que o efeito do mensalão se encerraria com a prisão dos companheiros, grande e estúpido engano, o partido foi estigmatizado, agora não adianta usar o controle remoto. Covardia dá nisto….

    • Excelente analise e espero que depois desse susto enorme o PT volte a ser um partido de esquerda e de coragem para realizar as grande mudanças que nosso país merece que e até hoje o PT não quis fazer, como meter a ley dos medios nessa imprensa golpista e enfrentar os tucanos aqui em SP, colocando fortes investimentos e mostrando aos paulista o que é verdadeiramente um governo trabalhista.

  • ‘Vou votar na Dilma no 2º turno’, diz Marcelo Freixo, do PSOL

    06 out 2014/0 Comentários/ Blog do Zé equipedoblog /Por Equipe do Blog
    Nessa 2ª feira pós primeiro turno, nós da equipe do Blog do Zé recomendamos a vocês escutarem a rápida entrevista que Marcelo Freixo (PSOL) deu à rádio CBN-Rio hoje cedo. Freixo foi eleito o deputado estadual mais bem votado no Rio de Janeiro. Na entrevista ele conta suas impressões sobre o primeiro turno e seus planos políticos até o pleito do 2º turno dia 26.

    Para ele não é próprio da democracia o fato dele, candidato pelo PSOL, ter sido o deputado estadual mais votado e Jair Bolsonaro (PR-RJ), militar da reserva, de direita, saudosista da ditadura e com discurso na maioria das vezes marcadamente preconceituoso contra as minorias – ter sido o candidato a deputado federal mais bem votado no Estado.

    Na avaliação de Freixo, a explicação para esse fenômeno e discrepância é a democracia. “Democracia nos permite isso. É na democracia que se amadurece. Mesmo não concordando com absolutamente nada que o Bolsonaro pensa e fala, é muito importante que ele tenha o direito de dizer – o que não lhe permite a cometer crime com suas declarações. Mas ele pode ser conservador e ter o voto da população mais conservadora”, disse.

    No 2º turno é Dilma

    Ao ser perguntado sobre a posição do seu partido neste 2º turno – dia 26 próximo – Freixo deixou claro que ainda são necessárias etapas de conversas internas em seu partido, com outras legendas e com outras lideranças para formalizar uma posição. Atiandotu, porém, que independente da posição do partido irá voltar na presidenta Dilma nesta segunda etapa da eleição nacional.

    “O 2º turno é uma decisão partidária, mas no que diz respeito a Presidência da República eu já posso te adiantar, por que é uma coisa que pesei muito: apesar de ter muitas criticas, e as fiz de público ao governo do PT, eu não admito a possibilidade de um retrocesso representado pela volta de governo tucano. Então, independente do que o partido (PSOL) vier a decidir eu vou votar na Dilma no 2º turno. Digo isso publicamente com a maior tranquilidade”, afirmou durante a entrevista.

    Sobre o governo do Estado – no Rio o 2º turno será disputado entre o governador Luiz Fernando de Souza Pezão, do PMDB, e o senador Marcelo Crivella, do PRB – Freixo afirmou que o partido ainda não tem uma posição oficial. Antecipou, contudo, que não irá apoiar o governador Pezão (PMDB). Adiantou, ainda, achar difícil um acordo partidário em tono da candidatura Crivella devido às diferenças politicas entre o seu partido, o PSOL, e o do senador, o PRB, mas garantiu que respeitará a a decisão partidária.

    • hahaha… agora se essa blablarina apoiar o Aécio não vai nem conseguir mais sustentar a tal “nova política” apoiando forças do passado. Esse senhora é um poço de mágoa, vai dar até o pescoço da mãe pra se vingar do pt

  • Acabo de ler em um portal de notícias PIGais que a BOVESPA “DISPAROU” por conta do segundo turno. Na notícia, os jornalistas colonizados dizem que “…Aécio dá confiança ao mercado financeiro…” e coisa e tal.

    É, meus caros… A batalha vai ser dura!

    E desta vez a campanha da imprensa em prol do cambaleante candidato é escancarada e declarada!

  • Concordo que foi uma surpresa a votação, mas também concordo que não év hora de desanimar, o Aécio teve se pensarmos bem o que geralmente o PSDB tem,em torno de 30%. O Serra foi para o segundo turno com 36%, saiu com 46%. A Dilma tinha 47% e ficou com 57%,ou seja, foi 10% para cada, não dá para prever, e eu nem sabia aqui dessa onda verde e amarela, no meu bairro não aconteceu isso. O eleitores da Marina são diferentes dos eleitores do Aécio, nem todos irão correndo votar no Aécio. Mas penso o seguinte: sou paulistana, hoje fui lá no comitê da Dilma e peguei material para ajudar, não dá nem tempo de ficar pensando ou lamentando, é hora da luta.

  • Isso me lembra uma frase que a professora Maria da Conceição Tavares mais gostava de citar para descrever o povo brasileiro: “levanta a poeira e dá a volta por cima.” É isso aí. Vamos lá. O jogo só acaba quando termina.

  • Querido EDU, aqui em jundiaí, 60km de são paulo os candidatos do PT e PCdoB não fizeram a campanha da presidenta Dilma, em seus panfletos placas e adesivo quase não se via o nome da presidenta, se acovardaram com a campanha do contra da imprensa, até o prefeito que é do PCdo B, que se diz progressista, ficou bajulando o governador junto com o ex prefeito que é do psdb em inauguração de hospital, resultado, só foram eleitos os candidatos do psdb, os mesmos que o prefeito recepcionou republicamente na visita do governador, uma vergonha!, slogan de campanha da presidenta para os ” paulistas” , faça como os mineiros vote em DILMA.

  • acho que a gente precisa organizar um grande movimento e tomar as ruas desse pais, não vai dar pra ficar assistindo e só torcendo, vamos arganizar manifestação por favor

    • Apoiado.
      Me lembra um pouco o período pré-Copa: todos com medo de sair com a bandeira nas ruas, mas ao mesmo tempo querendo pintar as ruas.
      Vejo que muitos que votaram na Dilma tem um pouco de receio de divulgar o voto.

  • o que prejudicou muito a Dilma foi calunia da direita, na ultima hora mas vamos aguardar o desenrolar dos acontecimento porque agora é hora de mostrar as falcatruas e sujeiras do Aécio tem um telhadão de vidro

  • Eduardo,

    Uma frase que ouvi de uma aluna – este foi seu primeiro voto -, hoje pela manhã, traduz muito o que representa parte do nosso eleitorado. Ela me disse “votei em Marina, mas ela perdeu” e quando a indaguei em que votaria no 2º turno, ela me respondeu: “em Aécio, né?!”. Como se ela fizesse isso por falta de opção!!!
    Para mim fica claro que pessoas como ela votam desprovidos de uma reflexão sobre que representa a eleição de Dilma ou do tucano. Além de mostrar o efeito do forte processo de desconstrução do PT e da “política”, que é o mais grave, feito pela mídia, provocando uma despolitização do eleitorado, independentemente, da geração a que pertença.
    Já tentei chamar a atenção de pessoas ligadas a movimentos sindicais, a pessoas que se dizem estudiosas da sociologia, colegas de profissão (professores), entre outros, para a extrema necessidade que existe de se fazer um trabalho de politização das pessoas – não um trabalho político-partidário. Buscando despertar, principalmente, o jovem para a necessidade de se discutir políticas públicas. No entanto, a resposta que ouvi de praticamente todos é que realmente tem que ser feito isso. Porém, tudo morre nas palavras.
    Sendo assim, se quisermos ver um país amadurecido, capaz de não se deixar levar por modismo ou se deixar influenciar por discursos inconsistentes ou coberto de um fanatismo ignorante, temos que agir. Ou fazemos nossa parte ou nos tornamos corresponsáveis pelo que se aproxima.

  • Caro Edu,
    sei que, como no caso da seleção brasileira, cada brasileiro tem seu pitaco em relação a política, mas penso que é sempre bom enriquecer o debate,
    Acho que a campanha da Dilma deveria se focar em duas vertentes: a primeira, comparando o que foi o governo FHC com os governos petistas, mas mostrando, de uma forma mais didática, que as propostas deles, hoje, são as mesmas partindo das declarações do Aécio e sua equipe (não deixando margem a que pensem que isso foi no passado); a segunda é mostrar, também de uma forma mais didática, como pretende implementar suas propostas. Algo como: a + b = c . Simplificar para o povo, pois, ao contrário do que se pensa, nem todas as pessoas, de todas as classes sociais, conhecem esses meandros dos planejamentos e economia. Sou professor com 30 anos em sala de aula e sei muito bem disso.
    Grande abraço.

  • Dilma eleita no 2º turno e o Sr Steiger
    06/10/2014 • 12:36 , voe para Maiame com passagem só de IDA> e faça um boa viagem , o povo brasileiro agradece sua ausência!

  • se o PT soubesse usar as redes sociais talvez tivesse ido melhor nesssas eleições, o PT não pode viver do que fez, tem que mostrar o que VAI FAZER, não apenas governo novo ideias novas, isso é muito generico. Saiu uma noticia que diz que as primeiras pesquisas devem trazer aecio a frente, eu digo que todas as pesquisas vão mostrar aecio a frente daqui a té eleiçaõ, ACORDA PT !

  • Toparias liderar uma ação de denúncias de incitação ao ódio nas redes sociais?

    Eh uma realidade hoje, pipocam discursos “a la Petruzio”.

  • Esperar o que de um povo que já deu votos 100 mil votos de vereador para o rinoceronte Cacareco, elegeu Jânio Quadros, Maluf, Pita, José Serra e agora quer um Aécio!
    E o pior é que muitos paulistanos falam assumidamente que o melhor seria o Estado se separar do Brasil!
    Já cheguei a brilhante conclusão que isso seria bom mesmo… para restante do BRASIL!

    • Eu e muitos outros somos paulistas, mas somos muito mais brasileiros. Como paulistas não aceitaremos a reedição de 1932. Muitos paulistas tem ligações com outras partes do Brasil e não queremos a divisão. São Paulo faz parte do Brasil e vamos derrotar os paulistas que são masoquistas, que acham que são europeus, mas querem ser mesmos colonos dos EUA.

      • Legal, vc… Adorei a sua reação, impondo limites. A verdade é, qdo se critica até duramente São Paulo, nunca odiamos os paulistas e paulistanos. Por mais dura e dolorosa q seja a crítica; jamais teria essa intenção, burra e doentia.
        Acontece q as críticas têm fundamento. Seria, para aqueles q ultrapassaram os limites do preconceito, do culto à discriminação, igualmente, doloroso compactuar com esse sentimento. Eu… acho q deva existir, ai, de permeio, um quase amor. Pq existe uma percepção de admiração, em jogo. E o q se quer, do paulista, é afastar esse sentimento de superioridade, ou coisa parecida, q faz do homem paulista um tipo egoísta. Ou não é mais fácil e proveitoso tratar, assim, com um baiano, bem descontraído, alegre, receptivo?
        Lembro, agora, faz tempo… uma pessoa me contou q Fiscal de empréstimos rurais, bancário, e foi fazer uma fiscalização num interior, brabeira, do Nordeste. Já voltando, meio cansado, parou em um casebre na beira da estrada de terra, pra pedir água. O morador, mto humilde, se apressou em atendê-lo, trazendo um frasco, d’água, e uma caneca… Trouxe, em seguida, um prato, com uns pedaços de rapadura e farinha, oferecendo, sorridente. Essa pessoa, um senhor, já, declinou da comida; porém tomou a água oferecida, com tanta expontaneidade… e, ainda, qdo o morador se afastou pra guardar o prato com a rapadura, colocou algum dinheiro, dobradinho, debaixo do frasco d’água. Conta essa pessoa, q continuou a viagem de volta, deprimido, com a situação: a de um camponês, super humilde, dividir talvez a última água, o q teria de pouco pra se alimentar… com um passante, desconhecido.
        Companheiro, qdo rapaz, fui estudar em Sampa e andava de manga de camisa, por todos os lugares. Isso, faz mto anos… Lembro q as pessoas nem olhavam pra mim; qdo olhavam, pareciam q não me viam. Reparei, tbm, q todo mundo se vestia com paletó e usava gravata… Ora, só podia ser por tanto, q me ignoravam. Passados os anos, reparo q o paulistano já “evoluiu” e anda por lá, com camiseta e jeans. Não é grde essa diferença? O cara ja se reúne em bares e fala, alto; dá gargalhadas e grita pra quem passa, numa boa. Qdo estudei em Sampa, não havia lugar pra esse comportamento, mesmo.
        Abraço, fraterno

  • Caro Eduardo,

    Infelizmente já começaram as especulações sobre o segundo turno das eleições. Alguns blogueiros e portais já comentam que o candidato Aécio aparecerá à frente da Presidente Dilma nas próximas pesquisas. Entre esses blogueiros, alguns estão hospedados neste Blog. Não sei se uma vantagem de mais de oito milhões votos da Presidente, pode ser desprezada de imediato. Também, não sei em que essas pessoas se baseiam, para desprezar o potencial do Partido dos Trabalhadores.

  • Depois de surto repentino de desânimo, o que é normal, nada melhor que restabelecer o espírito de otimismo e confiança. Estou vendo isso em muita gente que, no primeiro momento pareceram ter sido atingidos por um camburão de água fria, mas que agora já começam a se recompor para a batalha. De fato, de nada adianta continuar sob o impacto de um resultado inesperado e ficar só fazendo avaliações para entender o que aconteceu. Podemos, sim, continuar avaliando o cenário, mas, acima de tudo, temos que ir a luta para conquistar os votos necessários para vencermos. Tá difícil para nós? Pior para eles. Rua novamente!

  • Só um adendo Edu,daqui pra frente me recuso a tecer qualquer comentario baseado em instituto de pesquisa,principalmente o ibope.Não tenho a menor crença nos dados destes.Farei minha militancia em prol da reeleição de Dilma,e esperarei o resultado das urnas. Nossas maiores frentes serão a midia,o preconceito,e desanimo,o perder antes da luta.

    • Douglas acredito, também, que ao invés de perdemos tempo com esses trackings seria melhor militar e buscar ânimo em prol da reeleição. Seremos mais úteis!

        • A Política no Brasil são divisores de Ricos protegidos pela Midia e os Pobres protegidos por alguns Políticos, olhe o que Falou o Senador Roberto Requião….
          “Aécio pertence ao grupo mais corrupto que existe no país”, atacou o senador do PMDB, ao justificar o apoio a Dilma. “Ela não tolera corrupção”, completou Dr. Rosinha.
          Para Requião, “Aécio é o Beto [Richa] a nível nacional. Ele significa o fim da indústria nacional. Precisamos de uma política soberana e inteligente. Não podemos largar desta campanha. Pelo Brasil, pelo salário do trabalhador, pela indústria nacional. Vamos deixar as críticas para depois. A luta é pelo Brasil. Não por um mandato”.

          • Acho o contrario de todos aqui.

            Se a direita que tem juízo não votar em Dilma, e os tribunais sem juízo continuarem com sua esperiencia social de roubar povo – vide projeto do auxilio moradia – e os jovens querendo sem saber querer, teremos em alguns anos uma guerra civil.

            Os mais ixxperrtos da direita sabem disso. Os comandos estão muito bem apostos para passar o tanque em cima do povo.

            Socorro gente da direita que tem juizo! Votem melhor no Congresso na proxima e votem em Dilma.

  • Acho que você está muito pessimista. Aécio teve o que habitualmente o PSDB tem em todas as eleições. O percentual obtido pelo mauricinho mineiro, um pouco mais de 33%, é só um ponto percentual acima do obtido por José Serra no primeiro turno de 2010, 32% e uns centésimos. Dilma também alcançou patamar próximo, só que um pouco abaixo, do da eleição anterior, atingindo 41,53% neste pleito e superando 46% na e no eleição passada, o que é mais do que esperável para quem sofre o desgaste natural de está no poder, além do bombardeio monstruoso da mídia. Aliás, se pensarmos no ataque midiático, vemos que é impressionante a lealdade dos eleitores de Dilma, que só perdeu 5 pontos percentuais em relação à sua primeira vitória. Marina Silva também, com seus 21%, ficou praticam,ente igual aos 19% da eleição passada. OU SEJA ESSE QUADRO NOS MOSTRA DE FORMA INQUESTIONÁVEL QUE APÓS MOVIMENTAÇÕES DE TODO TIPO, O ELEITORADO BRASILEIRO VOLTOU AO SEU PADRÃO DE SEMPRE, MANTEVE-SE COMO É HÁ MUITO TEMPO. UM PAÍS DIVIDIDO, EM QUE A MAIORIA VOTA NO PT E UMA OUTRA PARTE, MINORITÁRIA, MAS NUMEROSA, VOTA NO PSDB. O “crescimento” súbito de Aécio nada mais foi do que um movimento de reacomodação, de um eleitorado que sempre foi dele e estava disperso por causa de fenômenos excepcionais que acabaram tendo seu efeito dissipado com o tempo. E que fenômenos foram esse? A morte de Eduardo Campos e o crescimento de Marina Silva dele decorrente foi o principal, já que ao contrário do que a direita previa retirou eleitores de Aécio, e não de Dilma, num momento em que o tucano deveria crescer eleitoralmente. Além disso, o fato do crescimento de Aécio não ter ocorrido, porque demorou a acontecer e porque quando poderia fazê-lo foi abortado pelo “fenômeno” Marina, levou outra parcela de seu eleitorado, aquela mais reacionária, a optar pelo voto nulo ou em branco, já que essa parcela não conseguia identificar-se com Marina e sua cara de “povo da floresta”. A gradual diluição da ecocapitalista levou o eleitorado do PSDB a voltar para o seu partido, inicialmente os que migraram para Marina Silva e em seguida os que estavam sem candidato por não acreditarem nas chances do tucano. Foi essa “migração” repentina e súbita, como foi a queda de Marina, que fez a candidatura tucana crescer em cima da hora, atingindo um patamar que é o comum ao PSDB, Serra e também Alckmin o atingiram no primeiro turno, com a diferença de que nas eleições anteriores os tucanos conseguiam essa votação muito antes do pleito, não provocando assim a comoção que os números de Aécio geraram. Contudo, se esquecermos a questão do imediatismo e nos concentrarmos nos números, veremos que Aécio está onde o seu partido sempre esteve. Do mesmo modo, se nos focarmos em São Paulo também esquecendo o fato tempo, veremos que o tucano atingiu os mesmos patamares de seus antecessores nas eleições de 2006 e 2010; como também Dilma obteve patamar semelhante no primeiro turno ao que o PT obtém. Lembremos que em 2006 e 2010, o PT cresceu em São Paulo no segundo turno, já que obtivera percentual pífio no primeiro turno daquele estado, sendo que esse crescimento no segundo foi decisivo para a vitória. Acredito que tal fenômeno se dá devido à desmobilização da máquina tucana, lembremos que em São Paulo há várias eleições não há segundo turno para governador, o que facilita a conquista de votos num eleitorado reacionário, onde o discurso fascista tem forte repercussão. Além do que, ainda sobre essa questão da desmobilização tucana em São Paulo, ninguém acredita que Serra e Alckmin moverão uma palha em favor de Aécio. Ambos querem candidatar-se à Presidência em 2018, o que se tornaria impossível se Aécio vencesse, como também serra ainda tem um outro motivo para sabotar o “cheiroso” mineiro, vingar-se do que Aécio fez com ele em 2010, quando o playboy mineiro desmobilizou todos os comitês do PSDB em seu estado, sabotando a candidatura serra e garantindo assim a possibilidade de poder concorrer em 2014. Desse modo, acho que essa eleição está onde sempre esteve, na velha divisão entre PT e PSDB que continua idêntica até nos percentuais do eleitorado, sendo que como sempre considerou o partido, acho muito mais fácil o enfrentamento com Aécio no segundo turno. Sua cara de mauricinho não deixará dúvidas quanto à questão de classe entre o eleitorado pobre(o que ficaria diluído com Marina, devido ao seu passado e sua cara que leva o eleitor das camadas carentes a enxergá-la como um semelhante); sem contar o cabedal de escândalos que cercam Aécio, desde os casos de corrupção referentes ao mensalão do PSDB, Lista de Furnas, a CEMIG, o helicóptero do pó, o aeroporto do Titio; chegando aos escândalos pessoais, que vão desde a perseguição a adversários, censura à imprensa e os notórios envolvimentos com cocaína, as farras homéricas e as centenas de vídeo que flaglaram o tucano cambaleando de bêbado nas noites do Leblon. Assim, jogar todos esses casos no horário eleitoral e nas inserções, sem medo da briga, fará o discurso moralista do tucano ir por água abaixo, como também o efeito das “denúncias” midiáticas que irão aparecer aos mentes por essas semanas(nesse aspecto, Dilma deve definitivamente sentar com José Eduardo Cardoso e questioná-lo sobre se ele de fato comanda a Polícia Federal, uma vez que uma das grandes armas da direita são os “vazamentos” seletivos da PF, que podem ocorrer no que diz respeito à delação premiada do doleiro Alberto Youssef, nova arma que a direita conta para atingir Dilma. Se Cardoso de fato comandar a PF, precisa amordaçar a PF para que não faça terrorismo político para o PSDB e a m´diia e respeite o segredo de justiça determinado no caso. Se não, Dilma deve colocar como Ministro da Justiça alguém capaz de dominar a PF). Feito essa ofensiva no que concerne ao moralismo, o PT poderá arrasar o PSDB ao comparar os programas, lembrando aos eleitores o horror que foi o desgoverno FHC. ESPERO QUE AQUELE VÍDEO QUE COMPARAVA OS DOIS GOVERNOS ATRAVÉS DE PESSOAS VENDO COMO ESTAVAM DURANTE O GOVERNO DO PSDB VOLTE À TELEVISÃO NAS INSERÇÃO PUBLICITÁRIA. Assim, os brasileiros poderão libertar-se da lavagem cerebral midiática, como já começaram a fazer no primeiro turno em relação às proposta neoliberais de Marina Silva, e enxergar o neoliberalismo de Aécio, que é o mesmo de Marina, através da comparação prática do horror que esse modelo econômico causou em suas vidas no passado, e vem causando na Europa e nos EUA neste momento, levando a eleição ao que deve caracterizar um pleito eleitoral, a comparação de projetos políticos, na qual os Governos Lula e Dilma são imbatíveis, comparação que a direita através da mídia sempre tenta esconder com seus moralismo hipócrita, uma vez que trazê-la à tona mostrará aos cidadãos o que de fato está em jogo nestas eleições, a escolha entre um modelo social excludente e subserviente aos interesses estrangeiros, que destruiu este país nos anos 90, e um modelo includente e desenvolvimentista, que está transformando o Brasil numa Sociedade justa.

    • Carlos Henrique,

      As suas observações acima, são muito interessantes. A minha maior preocupação é com as análises de alguns blogueiros e de cientistas políticos, que dizem que na quarta-feira irá sair a primeira pesquisa para o segundo turno, e que ela trará um empate entre os candidatos ou o Aécio na frente. Um cientista político da TV Bandeirantes disse que a Presidente Dilma perdeu quinze milhões de votos neste primeiro turno. Não sei se isto é verdade. Gostaria de saber sua opinião sobre essas análises.

      Abraços,

      Herbert.

  • Mas a situação não é muito diferente aqui em Brasília não. Elegeram a direita de sempre: Fraga, Roney Nemer, Liliane Roriz, pastores, bispas, empresários donos das empresas de serviços gerais e de segurança e ainda tem um bando de professores que acham que a direita é a melhor opção =/

  • Eduardo, queira perdoar-me vc e os seus conterrâneos paulistas- lúcidos, mas
    os votantes que elegeram Zé Serra e Alkimim, bem os mereciam.
    Se não fosse o efeito “cuspir contra o vento”, gostaria de ver também o Aécioporto
    governando-os.
    Fraternal e respeitoso beijo para a filha amada que volta.

  • ” Caberá ao PT explicar aos brasileiros o que representaria a volta do PSDB. Sobretudo aos eleitores do Norte e do Nordeste”
    Eduardo, no nordeste o PSDB praticamente não existiu politicamente a nível presidencial, a Dilma apenas perdeu , de forma apertada, para Marina em Pernambuco por ser o estado natal do Eduardo Campos e somente por isso, mas nos demais estados saiu vitoriosa, tenha a certeza que no segundo turno a votação da Dilma vai ser muito superior ao do Aécio, em resumo os votos da Marina nessa região migrarão em sua maioria para a Dilma, já no sul e sudeste não vejo dessa forma, portanto o PT deve explicar nessas regiões o que representaria a volta do PSDB ao poder (toc,toc,toc).

  • Edu,

    Sou sincero em lhe dizer que de ontem para hoje até o meio da tarde eu estava um tanto quanto depressivo.

    Mas, estou novamente animado. Uma pergunta: Será que é de interesse do Sr. Geraldo Alkimin e de José serra que Aécio se eleja?

  • É a economia, meus caros e Edu. É a economia.
    E posso dizer por Brasília onde fenômeno parecido aconteceu, pois Dilma perdeu feio no DF para Aécio e Marina –, necessariamente nessa ordem.
    O custo de vida aumentou. A classe média como em todo o Brasil também, mas pra quem já era — e falo sobretudo de funcionários públicos, profissionais liberais e etc. — a situação salarial está estagnada desde a entrada da Dilma. Boa parte dos militantes do PT em Bsb faz parte desse grupo. E adivinhe o que foi fartamente divulgado por aqui como um dos motivos para derrocada geral do PT na capital: a falta de empenho da militância!!! Agnelo nem entrou no 2 turno — perdeu em TODAS as regiões, até nas mais pobres — e apenas um federal foi eleita.
    A onda de msgs de pessoas conhecidas são todas pro-Aécio. Quem eu conheço que apoia o PT está calado. A onda está se formando e não acho q essas pessoas deixarão de votar no PSDB com o argumento da volta aos fantasmas do passado. É hora de mudar um pouco do discurso, para não deixar o jogo virar, pois temos q reconhecer: o momento, agora, é do PSDB.

    • Profissionais liberais descontentes com o governo Dilma? que conversa mole.

      O Governo Lula com os concursos absorveu a maioria dos profissionais liberais cuspidos por FHC. ( 10 anos em concurso e povo sem dinheiro e sem aumento e sem emprego para pagar seus dentistas)

      A Receita Federal absorveu os médicos e dentistas e advogados desempregados via concurso no governo Lula. Um concurso a cada 2 anos com bons salarios.

      Por essa época também (Lula Dilma ) apareceram os planos Odonto do governo e já absorveu mais uns tantos dentistas.

      • O povo cria muitos filhos, e estes crescem, e querem emprego.

        Os outros países fazem guerras e exploram outros países para conseguir manter seu povo.

        Nós não fazemos e a diferença a aparece….

        Mas garanto que um governo PSDB faria a desgraça maior….

  • Edu, você viu as imagens dos candidatos ontem no JN? Chamou muito a minha atenção o fato de Aécio Neves aparecer, 1º, cercado de gente por todos os lados, e depois, à frente de uma quantidade enorme de microfones, num clima triunfal, enquanto Dilma aparece numa sacada sozinha, isolada. É evidente que, se quisessem, poderiam fazer imagens semelhante da presidente. Estaria a Globo usando da linguagem semiótica em favor do candidato da oposição?

  • Caro Edu e pessoal,
    Trabalho duas noites a cada semana no setor elétrico, reconheço que foi um baque a primeira noite (passada), recebi um casal de amigos de Balneário Camboriú que votam em Blumenau(Marina) e lhe digo, até eles se assustaram, e já estão revendo o tal do voto por opção “programática”…
    Na segunda noite (hoje), já absorvido o golpe, sai a emoção e vem o racional analisar:
    Edu, vc trabalha com vendas e antes de eu ser engenheiro também, com lubrificantes, e lhe digo com desconforto que SC onde moro é um extrato de SP, uma caricatura do original, e vota parecido, e sempre me disseram, teste um produto em SC, deu certo, dará certo em SP, mas fiquei surpreso com o PR, tenho amigos de direita lá e o discurso deles está muito raivoso. Mas o resumo do comentário é que acho que Dilma passará por Aécio no final, veja.
    Dilma não pode deixar Aécio ganhar em MG, no RJ e no RS.
    A região da Serra Gaúcha enraiveceu me parece e foi maciça em Aécio (região mais rica do estado), mas o oeste e a metade sul do RS onde nasci votou forte com Dilma e é semelhante ao NE com suas carências, mas a indústria naval de Lula já dá retorno à população: Minha cidade natal Rio Grande com portos e estaleiros com 220.000 hab e dois shoppings e Pelotas com 300.000 hab e 1 shopping só viram estes centros comerciais chegarem agora nestes dois últimos anos. Dilma tem que garantir estas trincheiras: MG, RJ e RS e veja só Edu:
    Pernambuco tem 2,3 milhões de votos em jogo de Marina fora do páreo dos quais cerca de 1,5 milhões devem se alinhar com Dilma com a média do NE e se Luciana Genro tiver a grandeza que o momento exige mais 1,5 milhão mais o valor simbólico para a juventude devem ser quase mais 2,0 milhões. Acho que Aécio vai fazer barulho, mas está perto do teto, não tem muito espaço no Centro Oeste (equilíbrio) e MG e RJ podem anular ou diminuir o estrago de SP. A metade sul do RS tem o mesmo efeito nos estados do Sul e Dima ainda tem gordura no Norte e Nordeste que devem se assustar com o discurso de ódio que se avizinha. A coisa é delicada neste momento, mas como se percebe nem todo eleitor do Sul e Sudeste tem esse ódio, Dilma e Lula sem se expor passando ideia de desespero tem que baixar a temperatura desse segundo turno, mas acho que se o PT Dilma, Lula e aliados não errarem, Santana começar a mostrar o que Dilma fará e não o que fez, além de bater duro no playbói FHC & cia descansarão em paz por + 4 anos.
    Pra finalizar Edu, não quero o mal de SP, mas se faltar água em SP, será de uma prporção bíblica, SP não aceitará 1/100 dos sofrimento que o NE está acostumado, seria guerra civil e o PSDB depois de tentar botar a culpa em Dilma será apeado do poder, pode anotar aí.

  • Ainda dá para o PT ganhar esta eleição.
    Ivo Pugnaloni
    Mas precisa deixar livre e estimular sua militância de 800 mil filiados para fazer aquilo que ela mais gosta: ir para a rua pedir votos, mas não de mãos vazias. Mas sim, com uma pequena revista na mão, que contenha gráficos das principais conquistas dos nossos governos nas áreas da habitação, do poder aquisitivo do salário mínimo, dos juros, da inflação, da educação, da saúde etc.
    Ainda dá para o PT ganhar esta eleição.
    Mas antes precisa convencer-se de novo que ele, o PT, é um partido. E não um ministério do governo, onde quem manda é o presidente da república. Um partido é por definição uma organização social que possui vontade própria, iniciativa e vida interior suficiente para realizar formação política, fazer circular informações de qualidade, dar sua versão dos fatos, promover debates nos sindicatos, nas associações de moradores, nas comunidades, nas escolas, nos espações públicos. Um partido dever ter, pelo menos, um jornal de circulação nacional, impresso e on-line, que sirva para não apenas para prover informação com a sua visão dos fatos, mas para aprimorar a educação política dos simpatizantes, organizá-los ao organizar sua distribuição, venda e confecção. Um partido deve ter esse jornal próprio, que possa servir de “cartão de visita” dos seus militantes, para que estes, como fazem os vendedores, os empresários e os representantes de qualquer empresa ou órgão público, que logo após conhecer alguém, dirigem ao novo interlocutor um sorriso e dizem não sem orgulho: “esse é o meu cartão”.
    Ainda dá para o PT ganhar esta eleição.
    Mas não pode esperar que só o programa de televisão e os blogs façam o mesmo papel que o debate político individual, humano, real e não virtual e eletrônico, que de uma forma ou de outra, apresentam os argumentos de uma forma apenas racional, lógica, programada. Monológica. E que nada tem a ver com um diálogo verdadeiro, na fila de ônibus, nas praças, nas portas das escolas, dos bancos , das fábricas e dos escritórios.
    Ainda dá para o PT ganhar esta eleição.
    Mas a militância tem que mais uma vez ser convencida de que ainda tem valor e muito valor, por essa liderança que de um modo geral, a desprezou, a trocou por um conjunto de 28 “marqueiros” que de empregados do PT passaram a comandantes em chefe de um exército de 800 mil militantes e mais de 3 milhões de simpatizantes que nem mesmo foi convocado para aluta e ficou em casa, apenas torcendo na TV ou gastando as pontas dos dedos e o tempo no “face” e no “twitter” pregando para quem já é convertido.
    Ainda dá para o PT ganhar esta eleição.
    Mas precisa, como em seus anos de partido forte, vivo, dinâmico, encher as ruas de bandeiras, de suas cores, sem medo de ser feliz ou de ser confundido com os mais de 15.000 presos que durante os mandatos de Dilma e Lula, ajudou a remover de funções publicas e da sociedade, nas mais de 2.800 operações que a Polícia Federal empreendeu em suas governos, contra apenas 28 nos dois governos do PSDB.
    Ainda dá para o PT ganhar esta eleição.
    Mas precisa deixar de lado o uso da estratégia e da tática de seus adversários, que por não possuir militância alguma, conseguiram que nos impuséssemos que nosso debate político com a população que mais ganhou com os governos do PT deveria dar-se apenas nos terrenos da televisão e da internet, nos quais onde afora os 11 minutos no almoço e os 11 minutos na janta, as outras 23 horas e 38 minutos são de propaganda dos nossos adversários.
    Ainda dá para o PT ganhar esta eleição.
    Mas suas lideranças precisam convidar e armar com folhetos sobre as realizações do PT a sua militância, para que esta faça o debate político em todos os momentos do seu dia-a-dia, nos ônibus, no metrô, nas salas de aula, nas aulas de história, geografia, português. Nos escritórios, na hora do almoço, nos intervalos, nas discussões nas lojas, no contato espontâneo com as pessoas, com os vizinhos e com os parentes.
    Ainda dá para o PT ganhar esta eleição.
    Mas a militância e os simpatizantes do PT, que segundo todas as pesquisas já somam 30% da população, devem receber dos programas de TV e da internet, um apoio, um estímulo claro, uma orientação sobre onde e como conseguir dados impressos para poder fazer a verdadeira campanha política, que ao contrário do que a preguiça e o oportunismo recomendam, não está atrás da TV ou apenas nos tecladinhos dos iPhones, mas na rua. Pois é na rua que se encontram os indecisos, os que votaram em Marina por engano, os que foram iludidos pela máquina de propaganda televisiva que apoia nossos adversários desde sempre.
    Ainda dá para o PT ganhar esta eleição.
    Mas as nossas lideranças locais, municipais, estaduais e nacionais precisam reler imediatamente nossos estatutos e regimentos internos. E em cada cidade, em cada bairro, precisamos nos reunir e programar cada dia do segundo turno. É preciso que façamos mapas, escolhendo as regiões das cidades onde faremos os nossos “panfletaços”. É preciso colocar pessoas para chamar por telefone os militantes para esses locais, ou por e mail. É preciso programar jantares e almoços por adesão, com categorias onde nosso trabalho sindical é mais intenso e antes, discutir esse trabalho de “formiguinha”, de casa a casa com eles. É preciso enfim, combinar a disputa virtual e eletrônica, com a disputa real, cara a cara, humana, viva, multifocal, não de uma candidatura, mas de um projeto de vida. Um projeto de país e de sociedade.
    Ainda dá para o PT ganhar esta e outras várias eleições.
    Mas precisamos, após passadas estas eleições de agora, reler nossos estatutos, pois lá estão nossas funções, nossos deveres, nossas obrigações, nossos princípios éticos, nossa maneira de fazer política. E não apenas no fácil e ingênuo procedimento de copiar a prática costumeira dos políticos dos outros partidos, que criam e dominam feudos, usam mandatos para assalariar consciências e transformam a liderança política em meros titulares de capitanias despolitizadas, preocupadas apenas com a sobrevivência do mandato, com a reeleição e não com a expansão da consciência política e da organização política dos trabalhadores de todas as áreas, de todas as profissões, de todas as áreas das atividades humanas.
    Ainda dá para ganhar esta eleição.
    Mas é preciso antes, querer ganhar! Se você tem dúvida e se pergunta “porque tudo isso acima foi esquecido, foi deixado de lado, quando era tão fácil de fazer”, pense em quanto pode ser ainda feito para transformar esse país. E em quanto nosso país poderá voltar para trás se continuarmos obedecendo a marqueteiros que teimam em querer usar apenas as mesmas táticas e os mesmos meios que usam nossos adversários, tendo 22 minutos por dia, para vencê-los.

  • Como disse num comentário anterioror onde dou sugestões de como fazer, se eu fosse da coordenação da campanha da Dilma faria o primeiro e o penultimo programa eleitoral inteiro somente comparando a corrupção do PSDB e PT,e desafiando eles para o debate do tema. Não adianta mais só se defender e mostrar o seu lado precisa comparar ou perderemos a eleição. A fama de corrupto acabou pegando depois de tantos anos sem fazer o contraponto. Tem gente que vota no PT mas tem até vergonha de dizer.

  • Edu ,nós não podemos fazer nada com relação a manipulação nas pesquisas ? Ontem, após um período de inércia ,voltei ao trabalho . A campanha de Dilma deve utilizar melhor o espaço na mídia e na internet . Fazer chamadas durante a programação .

  • Edu, não aposte na passagem dos votos de Marina para aécio do jeito que a grande maioria está acreditando. A grande maioria dos eleitores de Marina são aqueles que não querem nem PT e nem PSDB. Vai ter muito voto em brando nos segundo turmo. Outro detalhe, provavelmente o PSB de Marina apoie Dilma e Marina apoie Aécio. Só isso já embola o meio de campo!!!! Da mesma maneira os eleitores de Luciana Genro e demais ex-candidatos se dividirão. Resta a militância sair as ruas e não se deixar levar pro pesquisas e jornais com informações viciadas.

  • Eduguim, curto e grosso: não adianta falar mal dos paulistas, tem que apresentar uma proposta melhor que a do Alckmin… à distância – o Véio tá no cafundó – dá prá ver que SEGURANÇA é uma das palavras mágicas. Qual a proposta do PT e de certa esquerda? menos polícia, mais direitos para os manos, solta os presos, libera a maconha, passa a mão na cracolândia… sei não, acho que um trabalhador médio, tipo um Lula antes de ser O LULA, não gosta disso não… por certo, a resposta não é só porrada e mais porrada, tiro e mais tiro; mas só achar que bandido é bonzinho também não…

  • Pessoal, tudo bem que a Marina deu muitos motivos para seus eleitores que não estão satisfeitos com o PT migrarem para o Aécio, mas uma boa parcela de eleitores que são manipulados pela mídia, e não são pucos aqui em São Paulo, principalmente no interior, foram seguindo exatamente o que a imprensa determinava durante a campanha, passaram de Marina para Aécio com a ajuda da mídia e depois que os artista Chitãozinho e Xororó junto com Zezé de Camargo e Vanessa começaram a aparecer nas propagandas com aquele música bem convincente para quem não esta nem ai com política e da seu voto pelos motivos mais superficiais possíveis, parece bobagem isto que estou colocando, mas é a mais pura realidade, moro no interior de São Paulo e tenho amigos petistas que moram também e sofremos muito com esta população que enxerga somente seus umbigos, são milhares que não se dão conta do risco que estão colocando nosso País e também não estão querendo saber, não adianta tentar explicar qualquer coisa, as respostas são as mesmas, “Não quero mais ouvir falar de corrupção, fora PT”. Queremos um governo mais feliz!!! Esta são as frases mais ouvidas no interior de São Paulo. Por isto, o Marqueteiro da Dilma não precisa se preocupar em explicar o que já foi feito, quem entende de política já entendeu e vai votar na Dilma de novo, quem reconhece que melhorou de vida neste governo, votou e vai votar de novo, o que precisa fazer é convencer estes milhares de manipulados, que o PT não é um partido corrupto e mostrar mais alegria nas propagandas. Ficar batendo no Aécio não vai adiantar, por que tem muitos e muitos que tratam política como Jogo de Futebol, porque será que colocaram Ronaldo grudado no Aécio? “Eles” conhecem o povo deste estado, aqui o importante é se achar melhor que o outros, votar no PSDB é modinha “status” , votar no PT é coisa de pobre. Bem assim. Fica a dica para quem tem contato com os Marqueteiros da Dilma. Quem coloca esta corja no poder do Estado de São Paulo é o INTERIOR!!!!

  • “Eu estava sobre uma colina e vi o Velho se aproximando, mas ele vinha como se fosse o Novo.

    Ele se arrastava em novas muletas, que ninguém antes havia visto, e exalava novos odores de putrefação, que ninguém antes havia cheirado.

    A pedra passou rolando como a mais nova invenção, e os gritos dos gorilas batendo no peito deveriam ser as novas composições.

    Em toda parte viam-se túmulos abertos vazios, enquanto o Novo movia-se em direção à capital.

    E em torno estavam aqueles que instilavam horror e gritavam: Aí vem o Novo, tudo é novo, saúdem o Novo, sejam novos como nós! E quem escutava, ouvia apenas os seus gritos, mas quem olhava, via pessoas que não gritavam.

    Assim marchou o Velho, travestido de Novo, mas em cortejo triunfal levava consigo o Novo e o exibia como Velho.

    O Novo ia preso em ferros e coberto de trapos; estes permitiam ver o vigor de seus membros.

    E o cortejo movia-se na noite, mas o que viram como a luz da aurora era a luz de fogos no céu. E o grito: Aí vem o Novo, tudo é novo, saúdem o Novo, sejam novos como nós! seria ainda audível, não tivesse o trovão das armas sobrepujado tudo”.

  • Legal usar o anonimato da web para chamar um dos mais importantes compositores que o Brasil, com todo o orgulho possui, de ignorante. O rapaz que escreveu isso ai embaixo tem um pensamento fantástico. O compositor, cantor, escritor e cidadão muito esclarecido sobre a nossa velha e atual forma de fazer política Chico Buarque que não tem rabo preso com ninguém, que não fica fazendo shows em cidades aniversariantes pelo Brasil afora, para levar em forma de cachês a verba que deveria ser usada em,benefício do povo, resolve com o seu caráter e responsabilidade de sempre declarar seu voto para para um dos candidatos e é considerado ”ignorante”? Tá certo Chico! Dilma neles no dia 26 de outubro.

Deixe uma resposta