O que Marina e PSB ganharam apoiando Aécio

Análise

 

Apesar do inegável avanço da direita no país, uma nova centro-direita que se revelou a partir do momento em que Marina Silva e o PSB aderiram à candidatura Aécio Neves, no segundo turno, transformou-se na grande perdedora da eleição presidencial deste ano. E este texto pretende comprovar esse fato com números, acima de tudo.

Lembremo-nos de como tudo começou. No início oficial da campanha eleitoral à Presidência de 2014, Dilma tinha uma situação confortável e caminhava para uma reeleição tranquila. Pesquisa Datafolha divulgada em 18 de julho último mostrava Dilma Rousseff com 36% dos votos totais, Aécio Neves com 20% e Eduardo Campos com 8%.

No segundo pelotão, o Pastor Everaldo Pereira (PSC) aparecia com 3%; José Maria (PSTU), Luciana Genro (PSol), Eduardo Jorge (PV), Rui Costa Pimenta (PCO), e Eymael (PSDC), com 1% cada. Os candidatos Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) não atingiram 1%. Uma parcela de 13% dos eleitores votaria em branco ou anulariam o voto e 14% estavam indecisos.

Havia empate numérico entre Dilma e os candidatos de oposição, mas era esperável uma reação da petista, quem, até então, apanhava diariamente da mídia sem poder dar o contraponto que a propaganda eleitoral no rádio e na TV, a começar dali a dias, lhe permitiria.

Eis que menos de 30 dias depois, especificamente no dia 13 de agosto – considerado o mais azarado daquele que é conhecido como “mês do desgosto” –, Eduardo Campos perde a vida em um dos acidentes aéreos mais estranhos da história recentíssima, apesar de as investigações terem apontado para “fatalidade” ou “erro do piloto”.

No âmbito da campanha virulenta e cheia de golpes que seria movida contra Dilma enquanto era acusada de “jogo baixo” por fazer críticas legítimas a propostas dos adversários tais como autonomia do Banco Central ou choque monetário para “baixar a inflação a 3%”, os mesmos golpistas que, recentemente, criaram uma página fake do portal G1 para inventar que o doleiro Yousseff teria sido encontrado morto no dia do segundo turno começaram, após a morte de Campos, a espalhar que o PT ou a própria Dilma estariam por trás da morte do ex-governador de Pernambuco.

Como se veria mais adiante, porém, Dilma não teria nada a ganhar com aquele acidente. E tampouco Aécio. A única que lucrou com tudo aquilo foi Marina.

A comoção causada no país e, sobretudo, em Pernambuco, terra de Campos, com sua família mergulhando de cabeça na política poucos minutos após sua morte (o irmão do ex-governador lançou-se candidato a vice em uma chapa com Marina pelo PSB que sequer fora cogitada, em momento como aquele), fez Marina disparar nas pesquisas.

Cinco dias após a morte de Campos, no cenário em que Marina assumia a candidatura à Presidência no lugar dele, Dilma apareceu com 36% das intenções de voto e a ex-senadora do Acre com 21%, agora empatada com Aécio Neves (PSDB), que teria a preferência de 20% do eleitorado.

Pastor Everaldo (PSC) aparecia com 3% e Zé Maria (PSTU) e Eduardo Jorge com 1% cada. Os candidatos Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB), Luciana Genro (PSol), Rui Costa Pimenta (PCO) e Eymael (PSDC) não atingiam 1%. Uma parcela de 8% dos eleitores votaria em branco ou anularia o voto e 9% estavam indecisos.

Em 1º de setembro, em menos de duas semanas como candidata oficial à Presidência da República, Marina Silva (PSB) deixou para trás Aécio e alcançou a presidente Dilma. Agora aparecia como favorita também para bater a petista no 2º turno.

Desde a primeira quinzena de agosto, a candidata do PSB passara de 21% para 34% das intenções de voto, mesmo índice obtido por Dilma. Quem mais perdeu terreno na corrida presidencial fora Aécio, quem, na pesquisa anterior, empatava com Marina com 20% e, agora, caíra para 15%.

Um mês e quatro dias depois, em 5 de outubro, Marina obteria, no primeiro turno, 2,9 pontos percentuais a mais do que no primeiro turno de 2010, quando recebeu 19,33% dos votos. Além de pífio aumento do seu capital eleitoral, Marina só venceu a eleição presidencial em dois Estados, Acre e Pernambuco.

Vários fatores influenciaram a queda de Marina a partir da pesquisa em que apareceu empatada com Dilma. Tudo começou no enterro de Campos, quando ela se deu a posar para “selfies” com eleitores, toda sorridente, exatamente sobre o caixão do falecido.

Em seguida, sua candidatura começaria a mostrar a que veio. Com uma banqueira a tiracolo – ou com Marina a tiracolo da banqueira –, a candidata do PSB passou a se mostrar por inteira.

Marina insultou a comunidade homossexual retirando apoio às suas causas de seu programa de governo, deu declarações sobre o comando da economia que chegaram a chocar até economistas de linha neoliberal, que não esperavam que uma candidatura do partido socialista fosse mais conservadora do que a do próprio candidato in pectore da direita brasileira, Aécio Neves.

Em Pernambuco, Marina obteve a única grande vitória da oposição no Nordeste: 48% dos votos válidos. Porém, a partir de sua adesão tardia, porém convicta, à agenda tucana, sua popularidade despencou não só no país, mas, sobretudo, em Pernambuco, onde os 48% de votos de Marina no primeiro turno, os 5,92% de Aécio e o 1,83% dos nanicos, que perfaziam 49, 83% dos votos totais, viraram pó.

A duas semanas da eleição em segundo turno, de acordo com o Datafolha Marina agora atraía, no país, praticamente tanta rejeição (13%) quanto apoio (16%) a Aécio.

Porém, foi na eleição presidencial em segundo turno em Pernambuco que a candidata do PSB literalmente derreteu. Os 48% que Marina obteve naquele Estado no primeiro turno reduziram-se a menos de 30% dos votos válidos mesmo com o apoio entusiasmado da família de Eduardo Campos a Aécio Neves.

Por fim, o PSB, que conseguiu aumentar em 10 deputados sua bancada na Câmara no primeiro turno, trocou esse “lucro” pela participação que tinha no governo federal no primeiro governo Dilma, no qual tinha ministérios e muito prestígio e influência.

Agora na oposição, com perda de nomes importantes do partido como Roberto Amaral, que tende a se desfiliar da legenda, o PSB não tem motivos para comemorar o futuro.

Dilma tem quatro anos e dois meses de poder pela frente. Ao longo desses anos, a tendência é a de que haja migração de parlamentares de partidos de oposição para partidos governistas, como acontece em toda legislatura devido ao fisiologismo que permeia o Legislativo no Brasil. Desse modo, os tais dez deputados que o PSB obteve este ano, podem virar fumaça.

Claro que Marina pode vir a se fortalecer entre a direita, mas não é provável. Um dos motivos que fizeram sua candidatura se desidratar ao fim da campanha do primeiro turno foi a desconfiança que ela gera entre a direita, que preferiu e sempre preferirá Aécio ou qualquer outro tucano.

O colunista da Veja Reinaldo Azevedo, por exemplo, bateu tanto em Marina quanto no PT no primeiro turno. E esse fenômeno irá se reproduzir enquanto o partido preferido da direita continuar sendo o PSDB.

Além de Marina e o PSB se desmoralizarem à esquerda e no Nordeste, o partido perdeu metade dos governos estaduais que obteve em 2010, quando conseguiu governar seis estados. A partir de 2015, o PSB comandará Pernambuco, Distrito Federal e Paraíba.

Valeu o PSB aumentar sua bancada em 10 deputados – que nem sabe se vão permanecer no partido – em troca da desmoralização de sua imagem “socialista” e da consequente perda de metade dos governos estaduais? Não sei você, leitor, mas acho que não foi um grande negócio.

E se Dilma e o PT perderam apoio no país em 2014, Aécio e o PSDB perderam a eleição e o partido perdeu 3 governos estaduais em relação a 2010, quando elegeu 8 governadores – agora, elegeu 5.

Apesar de o PT ter perdido 18 deputados federais, caindo de 88 para 70, além de ter mantido a Presidência da República conseguiu os mesmos cinco governos estaduais que em 2010. Porém, passou a governar Minas Gerais, o segundo maior colégio eleitoral do país, depois de São Paulo.

Quem mais ganhou com a eleição de 2014, portanto, foram, primeiro, o PT, por razões óbvias, e, em segundo, o PSDB, por ter aumentado em pouco mais de 4 pontos percentuais sua votação em relação à eleição presidencial de 2010 e em 10 deputados sua bancada na Câmara, tornando-se mais forte na oposição e tendo um candidato altamente competitivo para 2018: Aécio Neves.

Já quanto a Marina e PSB, grande parte dos que votaram nela nos primeiros turnos de 2010 e 2014 é de esquerda e acreditou que sua candidata seria de esquerda até que ela aderisse a Aécio. Em 2018, portanto, esse eleitorado de esquerda que confiou em Marina, não confiará mais. E o eleitorado de direita terá opção bem “melhor” em Aécio.

Marina Silva e o PSB, portanto, foram os grandes derrotados nas eleições de 2014. Ir para a direita não lhes fez nada bem. Até porque, oportunismo e traição não são o melhor caminho para quem tem planos a longo prazo, como deve ter todo partido político. O PSB e Marina foram vítimas de ambição desmedida e afobação. Deu no que deu.

133 comments

  • Sobre Aécio em 2018, agora ele está nu não tem mais a bolha de proteção que Frau Andréa Goebbels lhe proporcionou em nossas Minas Gerais que agora está sob mãos antagônicas. Mas não será Pimentel a tirar seus esqueletos do armário, será os seus pares… Quem tem um Serra (agora fortalecido) como aliado, não precisa de inimigos…

    • Seo Incitatus, concordo totalmente com o Sr. Uma espécie de maldição caiu sobre a cabeça dos principais concorrentes desta última eleição. A própria Dilma tem o seu calvário: Lula. O Rui Falcão foi muito indelicado, grosseiro mesmo, ao lançar a candidatura de Lula em 2018 (Lula com 73 anos para governar mais 8! UAU!) quando a Dilma sequer começou seu 2º mandato. E Lula aceitou gostosamente e já está carregando o seu balde para longe de São Paulo para conseguir água fria para apagar a fervura da revolta dos congressistas com aquilo que ele tem de pior e que insiste sempre em fazer: conciliar os inconciliáveis através desta prática malévola da governabilidade (escorregando dinheiro de nossos impostos para currais eleitorais).

      • O menino Romerinho deve estar “comendo” muita banana, pois seus comentários já se assemelham aos da excrescência Bananélli. Resultado: diarréia mental.

      • É, seu Romero, bem que o PSDB gostaria de ter uma liderança pra lançar assim, com 4 anos de antecedência. Mas, quem nasceu pra FHC nunca chega a um Lula. É simples desse jeitinho mesmo. O PSDB é o partido dos oportunistas (vale lembrar que justamente ele, FHC, antes do primeiro turno, lá em NY, no convescote do JP Morgan, já estava a defender a candidatura Marina Silva, abandonando seu pupilo-midiático que emagrecia nas pesquisas de intenção de votos). A direita não tem unidade, a não ser na sanha golpista de querer derrubar o PT. No resto, são velhas e novas raposas, uma querendo comer a carne e roubar a pele da outra. Aí, não sobra quem os defenda. Estou aqui a pensar na lavada em 2018 e na cara patética dos tucanos na 5a. derrota. Boa sorte aí, tucaninho.

    • “tendo um candidato altamente competitivo para 2018: Aécio Neves.”
      Plagiando Garrincha, faltou combinar com os russos, Alckmin e Serra ahaaha
      Assim como marina em 2010, a maioria que votou em aécio votou movido pelo ódio ao PT. Puro ódio. Qualquer candidato da direita tem o condão de angariar esses votos.

      Alckmin, Serra e Aécio vão travar um luta fratricida e matricida pela candidatura de 2018. Aécio por motivos óbvios (não é de SP) sai perdendo feio. Aécio sabia que a grande oportunidade dele seria em 2014. Não por acaso prometia acabar com a reeleição e passar apenas 4 anos para acalmar os ânimos não só de marina mas, principalmente, dentro do PSDB de Alckmin e Serra.

      • O famigerado Yahoo, aquele portal que como a veja e a globo CENSURAM os comentários pró Dilma e escancara a porteira para os amebas que criticam a Presidenta, postou matéria em que fala que o picolé sem h2o saiu fortalecido nessa eleição e deverá ser o “candidato natural” à Presidência pelo psdabestado em 2018. E a Dilma nem assumiu ainda o segundo mandato. Depois é o Lula que acusam de estar em “eterna campanha”. Salafrários mercenários.

  • Li em algum lugar que Marina Silva vai se desfiliar do PSB e trabalhar em prol da Rede, trabalhar em prol da Rede ou em prol da sua insana vontade de ser presidente a qualquer custo?
    Marina ao abandonar a Rede e se filiar ao PSB, se despiu de credibilidade junto aos seus eleitores, ou será que depois da guinada da Marina Silva para a ultradireita, alguém acreditará nela?

    • Duvido que a rede se crie…
      Mais uma vez marina vai dar com os burros n’agua. mais ainda agora que mostrou a sua verdadeira face d etraíra. E ninguém confia em traidores, nem a direita.

      • Acredito que Osmarina deverá ter muitas dificuldades para reativar a possibilidade de construir seu partido político pois, até seus coordenadores diretos da Rede abandonaram o projeto e declararam publicamente o seu repúdio às posições tomadas pela candidata no pleito de 2014. Fica difícil não ter coerência e falar de coerência, é constrangedor para os coordenadores da Rede falar de Nova Política e descobrir apenas o discurso carcomido pela mentira e pela enganação. Para minha humilde opinião só resta a dizer a Osmarina que vá em paz e que Deus a acompanhe em seus arrependimentos, se houver.

  • ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ Dilma, Vamos Para Cima. Vamos Fazer Política: Reformas Constituinte Exclusiva e do Judiciário, Urgentes; Lei da Mídia e “Paper Track” na Urna Eletrônica Já! Seja Legal; seja Livre. Use Linux.

    Com Dilma, a verdade VENCEU a mentira assim como a esperança já venceu o medo (em 2002 e 2006) e o amor já venceu o ódio (em 2010). ****:D:D . . . . ****:L:L:D:D ****:D:D . . . . ****:L:L:D:D . . . . Lei de Mídias Já!!!! ****:L:L:D:D ****:D:D … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. ****:D:D … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …:L:L:D:D

  • excelente análise edu! esta senhora é um perigo! tenho cá pra mim q a morte do eduardo campos, foi vovô arraes quem providenciou lá de cima. e agora ele tá mostrando pro netinho a roubada q ele ia se meter. posso até ouvir o miguel arraes falando “dudu, meu netinho, olha a m…. q vc tava se metendo! vovô tem um nome a zelar”

  • Cada um tem a DILMA que merece ..e SP tem duas.

    No plano Estadual, a presidente da SABESP, DILMA PENA (piada pronta, né ??! tipo Jacinto Lamas), diz que recebeu orientações superiores pra não alarmar a população sobre a SECA SECULAR que se instalou desde out/13 por aqui, seca jamais presenciada neste país pós Cabral.

    Agora, indignados, políticos da oposição prometem cobrar explicações sobre o pq a SABESP não foi mais dura com eventual racionamento à população, agricultura, serviços e indústria (fácil, né ??!!)

    ..racionamento adiado que o governador do Estado ensaia devolver parte do problema pra federação, alegando, com razão, que SP ficou impossibilitado de captar água de outros mananciais locais, por estes estarem priorizando a geração elétrica ou as piscinas de outros territórios como os do RJ.

    E no Plano Federal, o BC de DILMA continua com a mesma LADAINHA.

    Ontem, após um período breve de congelamento no teto, o BC retomou mais um ciclo de aumentos INFRUTÍFEROS da SELIC (SE_rá LI_ndo se C_olar), visto que a inflação ao consumidor neste período JAMAIS parou de pressionar.

    Dum lado, novamente, os iluminados alegam pressão de DEMANDA (bobagem) e doutro, a dura realidade de vermos os EUA anunciarem que ACABOU o período de estímulos artificiais, fazendo com que BILHÕES em recursos pensem em pra lá voltar.

    Assim, pensam os de cá, já que o cliente cansou, quem sabe se nós abrirmos um pouco mais as pernas eles ficam mais um pouco né ??!! ..e tome divida pública, e tome tributação, e tome corte de investimentos pra compensar tanta esculhambação.

    então ..não é dilmais a qualidade de decisões que este nome nos trás ?

    reflexão do dia – em período de represamento de cambio, tarifas e combustível, de QUEDA vertiginosa no preço das commodities, em período de queda de atividade, renda e aumento do CALOTE tanto das famílias como das empresas ..em queda da OCUPAÇÃO e geração de emprego ..convenhamos ..não teria dado tempo pro placebo da SE.LI.C. (SE_rá LI_ndo se C_olar) ter tido efeito e jogado os índices inflacionários pra menos de 2% aa ?

    ….NÃO não, verdade é que há mais coisas na economia do que estes caras tentam nos fazer acreditar.

  • CAUSA ou efeito

    DILMA diz que continua apanhando da mídia, e quem é culpado HOJE por isso ?

    quer saber ?

    LULA e DILMA tiveram 12 anos pra tentar nos dar uma imprensa mais LIMPA ..e ao invés de se valerem de instrumentos hábeis de convencimento, fato é que preferiram adentrar à mata fechada acompanhados de um dócil “cão Bernardo”.

    Uma imprensa que fosse PUNIDA em caso de mentira ..que se sentisse no DEVER de ser plural, de ouvir o outro lado, de dar o contraponto, de ser celeremente instada a abrir espaço pro direito de resposta ..enfim, que fosse mais ética e transparente.

    NÃO fizeram pq não quiseram ?

    NÃO fizeram pq NÃO se preocupam com a ética nem com a verdade, muito menos com a censura que tb pega em quem deles pensa o contrário e os critica (olha EU aqui como exemplo que todo dia lavo tesourada), pois pra eles, a mentira tb tem lá sua serventia, desde que ela não lhes cause problemas, não é mesmo ?

    Não fizeram pq enquanto isso algumas alas mais ideológicas e retardatárias, IGNORANDO os paquidermes da MENTIRA e da MANIPULAÇÃO que pisam, ENVENENAM e destroem a floresta inteira, ficaram preocupados com algumas causas FORMIGUINHAS, secundárias, que seria a tal regulação “econômica” da mídia.

    Aliás, o mesmo erro conceitual de se priorizar a “regulação econômica da mídia” é o que sustenta a lógica perversa de que a causa da corrupção do nosso modelo político estaria na “contribuição, ou não, de dinheiro público ou privado para as campanhas” ..ou que a liberação da maconha faria com que a criminalidade e o consumo caíssem bruscamente ..ou o aborto por si diminuísse a quantidade de gravidez indesejada e de sexo irresponsável ..ou que 2 ou 20% de COTAS RACISTAS faria com que as oportunidades revolucionassem e os preconceitos e estereótipos sumissem ..francamente

    Oras, faz favor, pra mim, CIDADÃO, pouco importa quem é o dono, desde que este seja OBRIGADO a me servir a INFORMAÇÃO de forma ética e com qualidade ..inclusive cinda dos ditos sujinhos.

    na guerra, a primeira vítima a tombar é a verdade ..e infelizmente pra nós, pra algumas facções políticas que nos tomaram como reféns, nós estaríamos em guerra ..só não sei com quem ..vai ver com nossos próprios problemas, e a ignorância que ainda campeia.

    https://www.youtube.com/watch?v=5DvBHhtHK8k

  • De olho na notícia …CONTA mais uma, ZÉ ??!!

    Dilma, segundo NOBLAT (pronuncia-se NO, e com a língua cheia de leite ninho no céu da boca, destacando-se, pra dar o efeito de BLÁT ..No_BLAT)

    segundo ele lembrou, DILMA disse que teve baixa votação em SP por ter sido mal noticiada, inclusive pela falta de divulgação da tal seca nas torneiras, ela teria sido mal avaliada em terras da Cantareira ..sei sei ..

    E Paulo Henrique Tamborin, por seu lado, naquele jeito maluco de se criar samba enredo com uma nota só, em entrevista dada pelo MALDADD – prefeito que ainda, na PÁSCOA, não tirou a fantasia do carnaval eleitoral – concluiu que a CAPA da VEJA mais o boato de que o doleiro Yourself teria se suicidado, teria sido os principais motivos do naufrágio em terras bandeirantes ..ahhhh_Tá-então

    se assim, liderados por esta turma astuta e antenada, só bebendo mesmo

    https://www.youtube.com/watch?v=LE5DC3KF6ps

    • A direita continua chorando a derrota. Assim seus eleitores vão encher a cantareira ahahaha. Só que não…

      A direita vai chorar ainda mais nos 4 anos e 2 meses do governo Dilma e na eleição de Lula em 2018, que ainda nos devem as reformas de fundo, estruturais lei dos médios, reforma politica, tributária, judiciário, etc. Calma gente que ainda tem Dilmais, muito Dilmais. De virada aos 45 minutos do segundo tempo foi mais gostoso.

      E eles estavam comemorando quando a casa caiu literalmente kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
      Dilmais. Deus é brasileiro.

  • No fundo, fomos nós que ganhamos. A máscara de Marina caiu para os “sonháticos”. Vi muitas pessoas que pareciam estar, literalmente, acordando. E de mim ouviram o famoso: “Eu não te disse!!!” rsrsrsrsr.

  • Deveria colocar no texto que o grande ganhador netas eleições foi justamente o PMDB de sempre. Aumentou o número de deputados estaduais e federais e também aumentou o número de governadores. Se a pressão do PMDB no primeiro governo de Dilma era grande é bom nem pensar o que será no segundo governo!!!!!

  • Dilma tem que jogar luzes no caso do helicóptero do pó. Esse caso não pode cair no esquecimento. Aécio Neves tá enrolado até o pescoço nesse caso.

  • utilidade pública

    nada contra ..mas

    Fique esperto, as multas por ultrapassagem forçada ou em local proibido e inadequado, como pelo acostamento, por exemplo, vão aumentar mais de 900%.

    até aí, tudo bem ..mas

    MAS a VERGONHA prum país como o nosso que depende da malha viária, é termos ainda estradas com UMA UNICA MÃO ..e isso, depois de 8 anos de apelos por melhorias partidos inclusive da ex primeira dama Marisa.

    Olha, se alguém aqui do DNIT ou do DENATRAN estiver lendo (embora eu sei que eles não trabalham) ..pensem um pouco ..as vezes com pouco podemos revolucionar

    quem sabe, ao menos nos trechos de pista unica e em SUBIDA (tá cheio em MG, PR GO, MT, MS), liberem o acostamento como 2a pista ..SP fez isso na TAMOIOS e deu certo ..tenho certeza (eu que viajo bem por algumas estradas horríveis) penso que isso evitaria muita ultrapassagem por sobre caminhões que não tem a mínima condição de estarem circulando, não é mesmo ??!

    ..sei lá, não custa tentar, vai que alguém lê

    • Romanelli, agora vamos falar um pouco de estradas de São Paulo.

      Semanas atrás fui passar um dias na cidade de Olímpia. Tudo bom, muitas obras nos dois lados da pista, realmente, o progresso chegando.

      Só que, como tudo que os governos tucanos fazem, eles têm muita pressa, mas sua negligência consegue ser ainda maior que sua pressa. Não tenho os dados, mas seria interessante fazer um levantamento, pois tenho quase certeza de é o governo que mais causa mortes em obras, desde plataformas de petróleo (me lembro de 11 na p-36), crateras de metrô e viadutos desabados.

      A pista é completamente tomada de pedaços de caminhão, não tem nenhuma sinalização, muito menos fiscalização para reduzir a velocidade dos veículos que transitam nos locais das obras, que diga-se, tem máquinas pesadas dos dois lados da pista.

      Eu mesmo fui vítima de uma peça de caminhão ( um parabarro de uns 25kg) que foi lançada em minha direção por uma carreta que passou em cima. Por Deus eu estava em um carro alto e a peça, que virou um projétil, apesar de ter atingido e rasgado os dois pneus, não foi suficiente para causar um capotamento, o que certamente ocorreria se fosse um carro pequeno.

      Na volta, na mesma rodovia, o táxi fornecido pela seguradora é atingido por outro pedaço de ferro de uns 10 kg, perdendo roda e pneu.

      Agora, essa semana um ônibus se choca com uma carreta e mata em Ibitinga e mata 11 pessoas, maioria estudantes adolescentes, e suspeita-se que a falta de sinalização tenha contribuído para a tragédia.

      Será que não há mesmo um pouco de negligência nas administrações tucanas?

      • Que há negligência nas administrações tucanas até aqueles pedaços de ferro que te acertaram sabem.
        Mas o bananéli se faz de corno que não sabe de nada e fica com esse papo de Dilma fez mas não fez, Dilma sabe mas não sabe, Dilma quer mas não faz, faz mas não quer, e por aí vai, Malddad isso, Malddad aquilo.

        MAAAAAAAAAASSSSSS:

        picolé de chuchu porra nehuma, né?

        E alguém vem cobrar do Wilso pra deixar ‘o cara em paz’…

  • Eduardo, quanto tempo o Gilmar canta Mendes pode segurar na gaveta dele o financiamento privado de campanha? Sugiro criarmos um movimento na internet para ele soltar esse projeto, pois o caminho sera mais fácil por ali do que pela câmara…

  • Desculpe-me Eduardo, mas acho que o segundo vitorioso, olha se não o primeiro, foi o PMDB, que elegeu 7 governadores, tem o vice, e nenhum compromisso com o Governo, infelizmente.

    • É verdade, Erivaldo. É só ver a desenvoltura com que o deputado Eduardo Cunha (PMDB) está atuando na Câmara, inclusive se candidatando para ser o seu próximo presidente. Esse homem será um perigo como presidente da Câmara. E também já li no portal IG que o PSDB está trabalhando para que o próximo presidente da Câmara seja alguém do PSB. Fortes emoções nos aguardam no início de 2015. Aguenta coração!

  • Prezado Eduardo:

    “Em seguida, sua candidatura começaria a mostrar a que veio. Com uma banqueira a tiracolo – ou com Marina a tiracolo da banqueira –, a candidata do PSDB passou a se mostrar por inteira.”

    Candidata do PSDB ou do PSB ?

  • O PT precisa rever sua política de alianças, especialmente em relação ao PMDB. Na minha modesta opinião – fora o tempo de TV acrescentado no horário político -, não ajudou em nada na eleição de Dilma. Caso de RS e RJ, para não citarmos outros. Dois dias após a reeleição de Dilma, o PMDB se junta a oposição e derrota o governo em votação na Câmara e sem falar no lançamento da candidatura de Eduardo Cunha para presidente da Câmara Federal.

  • Edu, para mim que não sou analista político, faltou pé para Marina dar tiro. O 1º foi quando mostrou que possuía o apoio dos banqueiros porque esquerda e banqueiro não podem ficar do mesmo lado. O 2º foi perder o apoio de mais uma parte da esquerda representada pelos movimento sociais LGBT no embate com o Malafaia. O 3º foi declarar que representava a “nova política” ou “contra tudo que está aí”. Sem mostrar um programa de governo coerente para o futuro soou muito vazio tais declarações. O 4º e último tiro foi não dar mais nenhuma declaração sobre o acidente aéreo e a respectiva investigação. Mesmo com o apoio da família de Eduardo me pareceu que ela desejava se tornar o centro das atenções, se afastando, o máximo, do legado do candidato morto. De bom mesmo foi a demora em declarar apoio ao Aécio. Isso permitiu que seus eleitores pudessem saber mais um pouco sobre a candidata que estavam apoiando. Muitos saltaram do barco a tempo pois já era nítido o naufrágio.

  • Edu, eu acho que está muito cedo, mas o futuro do Aécio, se ele tem a pretensão de ser candidato em 18 será fora do PSDB. O Lula já tinha essa ideia (não com ele, claro, mas com Campos), tendo antevisto erradamente o desgaste natural do PT (que quase nos derruba nesse ano) para o fim do 2o mandato de Dilma. Se não me engano, durante o jogo sujo deflagrado quando o Aécio sugeriu prévias em 2010 houve uma remota possibilidade de que ele saísse do partido para se candidatar pelo PMDB. O tal discurso beligerante dele ontem foi uma decepção, mas acho que ele saiu do pleito maior como político do que quando entrou, e não somente pelo número de votos, mas sim pela postura ao assumir a derrota respeitando o resultado e identificando seus verdadeiros inimigos, Serra e o PSDB de SP.

  • E sobre a fusão entre PSB e PPS? Será que tem algum fundo de verdade isso?
    Eu acharia ótimo se isso ocorresse, embora acho bem improvavel. Ia ficar 100% provado que o PSB foi (e é) “viagra do PSDB”

  • PHA,

    PSB conseguiu se igualar ao PPS e quanto a Marina ganhou o mesmo que Mariazinha atrás da horta.
    Ouvi uns boatos que ela vai se candidatar a sindaca em Sampa.
    Quer mais?

  • Em seguida, sua candidatura começaria a mostrar a que veio. Com uma banqueira a tiracolo – ou com Marina a tiracolo da banqueira –, a candidata do PSDB passou a se mostrar por inteira.

    Eduardo, tem uma errata ai, é a candidata do PSB e não candidata do PSDB

  • Marina revelou-se uma desagregadora — assim como Serra — por sua trajetória mais recente.

    – Saiu do PT porque o partido não quis se curvar a suas ambições pessoais.
    – Entrou no PV.
    – Saiu do PV — na verdade foi defenestrada — porque o PV não quis se curvar a suas ambições pessoais.
    – Não conseguiu número suficiente de assinaturas para criar seu partido, a Rede (até o tal Paulinho da Força, que não é uma grande liderança brasileira, conseguiu, e Marina falhou).
    – Entrou no PSB querendo mandar no partido. Com o acidente (?) que matou Eduardo Campos, Marina impôs sua candidatura ao PSB. Resultado: o PSB implodiu, lideranças caíram foram, inclusive governadores.
    – Marina terá dificuldades em recompor a Rede, pois várias lideranças se desencantaram com sua “nova política”.

  • Muitos jovens que conheço estão apavorados com esta primeira reação da câmara ao Decreto de Dilma.
    Digo a eles que é assim mesmo. Em toda nova legislatura um forte empurrão é dado pelo PMDB tentando conquistar mais ministérios, Diretorias em estatais e etc. Enfim, nada mais que a tentativa de conquistar maior espaço no governo.
    Em meados de março tudo terá se acalmado.
    Forte abraço a todos.

  • Edu,

    O que vc acha da movimentação atual do PMDB?
    Creio que quem mais deve se preocupar com essa movimentação é o PSDB.
    Se o PMDB resolver “brincar” de oposição pensando numa candidatura própria em 2018, o PSDB perde muito. Eles são antipetistas, mas desde que sejam a alternativa ao PT. E o PMDB tem tempo de televisão e capilaridade nos estados.
    Sei que essa “rebelião” do PMDB tem data para acabar. Estão apenas pressionando para ter mais ministérios, mas vai que resolvam levar a sério essa de quererem ter candidato em 2018.
    Se eu fosse o PSDB pensaria duas vezes em apoiar candidatos do PMDB para presidentes da câmara e do senado. Os tucanos podem virar o DEM do PMDB.

  • Qual será o risco disto acontecer aí no Brasil??

    Foi promulgada no último dia 18, na Argentina, a lei que estabelece “Nova Regulação das Relações de Produção e Consumo” (Lei n. 26.991) que veio substituir a antiga norma peronista da “Lei de Abastecimento” (Lei n. 20.680). Ambas as normas tinham, e têm, como objetivo, o controle governamental sobre toda a atividade econômica nacional.

  • A SSantinha do Malafaia só descobrirá que está sendo usada pela mídia – esta sim, para mim, a grande derrotada – para levar a disputa para um segundo round quando o seu tamanho ficar ao rés do Bolsonaro.

  • Edu, me esclarece uma coisa, o seu genro que contraiu a Síndrome de Guillaim-Barré melhorou? Me lembrei, pois acabei de assistir uma reportagem com a Lúcia Hypolito da Globo que contraiu há 2 anos e meio e se tratou na Rede Sara. Abração

  • Carro Eduardo,

    Não se pode fazer tábula rasa de que essas eleições foram cheias de surpresas, principalmente após a morte do candidato Eduardo Campos. De lá para cá, a Presidente Dilma enfrentou vários reveses, sendo que o último deles, foi a acintosa e covarde denúncia da Revista Veja, em um conúbio espúrio com a TV Globo, que veio a tirar milhões de votos da Presidente nas vésperas do pleito eleitoral.

  • Não sei se será Aécio em 2018. Penso que o PSDB/SP, principalmente Serra, fará de tudo para desconstruir a imagem do mineiro, como sempre fez.. Acho que a oposição virá com alguém de SP: Serra ou Alckmim. Vão perder de novo.

  • Fora de pauta; Eduardo temos que exercer toda pressão para que a PF do Zé de seguimento a denúncia da mudança de depoimento. Faça um texto sobre isto, pois é de suma importância, eu diria é vital neste momento. Poderíamos ter perdido a eleição e a vantagem da Dilma poderia ter sido maior. Por favor Eduardo, seus textos tem muita penetração.

      • Concordo Edu,
        O recado do PMDB vem em duas frentes, uma que eles podem colocar um oposicionista clássico (ECunha) na presidência do congresso e isto traria muita dor de cabeça pro governo e outra que eles mostraram claramente que podem formar uma maioria de oposição facilmente e desintegrar o governo.
        Nem nos tempos do governo Sarney com o PMDB nos seus calos eu vi uma situação tão grave em termo de disputa de espaço (lógico que não estou comparando nada). Será necessário muita habilidade política pra resolver este impasse e também saber perder algumas batalhas com o olho fixo na guerra.
        Porém o movimento social tem que se organizar pela esquerda e a regulação econômico ou sei lá qual nome se de a isso sobre a mídia, tem que estar no radar deste governo.
        Isto só significa que a vitória que tivemos foi gigantesca, proporcional à reação da oposição eleita, midiática e corporativa.Boa sorte a todos nós.
        Abraço Edu.

          • Edu, não concordo com você, amigo. Acho que a condenação da Veja seria uma vacina para as próximas eleições. Seria também um sinal que o PT cansou de apanhar e que a partir de agora vai pro pau. Senão, esse processo de incentivo ao antipetismo pelo PIG não vai parar nunca. A hora da briga é agora, no começo do governo.

      • Concordo com você em parte, pois isto pode ser usado para negociar uma regulamentação da mídia que se não for a dos nossos sonhos, pelo menos que amenize um pouco o poder descomunal do PIG. De qualquer forma Eduardo, a minha grande preocupação é o futuro ministro da justiça. Me desculpe Eduardo, se continuar o Zé, eu desisto.

      • Eduardo, concordo em não abrir novas frentes mas a escolha do MINISTRO DA JUSTIÇA, O MINISTRO-CHEFE da SECOM, O CHEFE DA POLICIA FEDERAL, os MINISTROS DO STF e o PGR são atribuições dela, essa história de republicanismo já deu o que tinha de dar, afinal ela será acusada de aparelhar o estado faça o que fizer, então que está acusação seja procedente, senão feliz alckimin (o aécio o serra derruba) 2018.

  • Rio de Janeiro, 30 de outubro de 2014

    PROJETO: O TOUR OLÍMPICO

    Caros amigos (as) agora que acabou as eleições o Brasil tem que se preparar para fazer bonito nas Olimpíadas. Por isso vou sugerir um projeto (ideia) para que o Rio e o Brasil faça bonito para o mundo inteiro: O TOUR OLÍMPICO, um passeio para os nossos turistas do mundo inteiro nas obras das Olimpíadas, que estão sendo feitas, para que desde já, se incentive o turista para que venha acompanhar os jogos em 2016. Todo mundo ganha com essa ideia, pois poderia se vender moedas comemorativas e outras lembrancinhas, gerando mais empregos e renda para muita gente.

    Atenciosamente:
    Cláudio José, um amigo do povo e da paz.

  • Olá Eduardo,

    Depois das eleições, resolvi fazer uma pesquisa com os eleitores que votaram em Dilma. Eles não são esquerdistas e nem petistas. São aqueles que acharam que ela ainda é a melhor opção. A cada 20 eleitores, 18 me falaram que acham que a Dilma tem que assumir uma limpeza no PT. Querem que ela investigue, pune e expulse do partido, todos aqueles que estejam envolvidos com corrupção. Daí eu perguntei e se ela não fazer isto? – eles responderam: – Pretendo não voltar mais nela , pois estamos de saco cheio de impunidades e proteção. Queremos que ela faça valer, doe a quem doer…

    Diante disso, estou torcendo para que a Dilma seja feliz na sua missão de lutar contra à corrupção.

    • Hummm… Limpeza no PT? Sei…

      E qual é o petista que deve ser enquadrado pela Presidenta?

      Primeiro diga o nome do suposto criminoso e depois qual o delito comprovadamente cometido.

      Se não souber não tem importância, se for contra o PT a denúncia já é comprovação.

  • O PSB saiu nanico dessa eleição.

    Vamos ver. Elegeu os governadores de Pernambuco, DF e Paraíba.

    Paraíba é um estado pequeno. DF tem importância política, por ser a sede do governo federal, mas não tem grande número de eleitores.

    Sobra Pernambuco. Que o PSB não ganhou, já tinha.

    O PT fez 5 estados. Dentre eles, dois muito importantes: Minas Gerais, que conquistou e Bahia, que manteve. Apenas o eleitorado de Minas dá bem mais do que todo o eleitorado dos três estados do PSB somados.

    Marina está morta e enterrada. A chance dela ser presidente da república era em 2014. Se não foi agora, não será mais.

    Pernambuco mostrou gratidão a Lula, dai os quase 71 por cento que Dilma teve no estado.

    Aécio Neves, apesar de derrotado, não sai perdedor da eleição. Os grupos fascistas que se organizaram em torno dele, esses sim saem derrotados. Já Aécio sai com um bom capital político, líder inconteste da oposição e com chances reais em 2018 (se o candidato do PT não for o Lula, claro)

  • Prezado Eduguim. Acredito que a carreira política do Aécio acabou. Ele terá que explicar: Aeroporto de Claudio, Aeroporto de Montezuma, a legitimação de terra devolutas via usucapião, desvio de verbas públicas no governo de Minas, e muito mais que não tem explicação, e não vai ficar por isso mesmo!

  • Sim, conforme um colega apontou ai encima, Marina é uma Serra de saias.

    Ela desagrega. Não une, faz política dividindo. E por onde passa, não nasce mais nada.

  • Análise perfeita Eduardo. Sou de Recife e cansei de postar mensagem no facebook do Paulo Câmara sobre o erro histórico que eles estavam cometendo ao apoiar Aécio e toda a sua turma direitista, o quanto eles estavam traindo o legado de Miguel Arraes e Ariano Suassuna, dentre tantos outros socialistas que apoiam e apoiaram a criação desse valoroso partido, sem contar a fissura do partido com figuras importantes e históricas como Luíza Erundina e o seu até então presidente Roberto Amaral que depois da decisão da cúpula do partido decidiu abandonar o cargo, que terá muito trabalho para se reagrupar sob nova direção.
    Foi um acinte, um tapa na cara dos pernambucanos observarem a família Campos e o novo governador eleito abraçados e fazendo ativa campanha pró Aécio inclusive utilizando a logística do partido nas ruas com cartazes, banners e todo tipo de apoio possível.
    A resposta não poderia ter sido melhor e de maneira mais rápida, com mais de 70% para Dilma no Estado e mais de 60% na Capital, a onda vermelha que se formou inclusive com a volta da militância do PT como a muito não se via no Recife a cidade avermelhou.
    No domingo, na festa da vitória no marco zero da cidade, um refrão foi ouvido muitas vezes em alto e bom som : “Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão” …

  • A jogada da direita é seduzir alguém da esquerda para formar a segunda via, de forma a ajudar a tirar votos do PT para que haja segundo turno. Para isto, o esquerdista tem que deixar de ser esquerdista.

    O ex-esquerdista é praticamente comprado pelas forças da direita. Ele acaba ingressando nas hordas da direita. O que acontece com este ex-esquerdista é a sua rejeição futura, tanto pela esquerda, quanto pela direita, porque, pelo lado da esquerda, o ex-esquerdista se torna um traíra, e pela lado da direita, o ex-esquerdista nunca deixará de ser um “comunista”.

  • O Brasil se livrou de boa ao reeleger Dilma, pois é ” pule de dez ” como se diz no turfe que os tucanos com sua receita manjada de Estado Mínimo para o povão e máximo para o ” deus mercado ” quebrariam de novo o Brasil, em menos de 2 anos estaríamos de pires na mão pedindo empréstimos ao FMI e abrando mão de nossa soberania interna e externa, com grave crise de desemprego e conflitos sociais.

    Outra fria de que se livrou o Brasil foi a Marina Silva mostrar sua verdadeira personalidade e intenções, de uma pessoa que quer o poder a qualquer custo, mesmo que para isso tenha que abrir mão de todas suas convicções, se é que ela teve alguma de verdade algum dia.

    A maior derrotada destas eleições é Marina Silva, jogou toda sua credibilidade e futuro político na lata de lixo ao se mostrar uma pessoa indecisa e oportunista ao se mostrar mais conservadora que ícones da direita como os tucanos.

  • Está no “Valor Econômico”, no “Blog 247” em em outros sites: O Advogado do Youssef acaba de desmontar toda a farsa, toda!
    É incrível mas sequer houve depoimento – Não houve depoimento algum e muito menos aditivo a depoimento.
    E agora?
    E agora STF…Ministro Teori?
    E agora?
    Edú, eu sei que não é prudente abrir novas frente de “baralha”, agora mas, este crime da veja tem que ser comido agora, enquanto está quentinho…

  • A Paraíba não pode ser considerada como governo do PSB. O governador eleito, Ricardo Coutinho, foi apoiado pelo PT e desde sempre apoiou Dilma. Parece-me que o PT fará parte do governo estadual embora não tenha reivindicado nenhum posto.

  • Adeus Lobao, O Chapeuziho Vermelho te comeu.Se quiser a gente faz uma vaquinha pra te comprar uma passagem soh de ida .E leve o Romanelli com voce.

  • O voto da Sabesp

    É uma enorme bobagem creditar a vitória de Dilma Rousseff a certas regiões do país. O chute não tem base estatística e só serve para alimentar revanchismos e preconceitos. Qualquer conjunto de três milhões de votos, mesmo sem afinidades entre eles, pode estar na origem da vantagem final da petista sobre Aécio Neves.

    A maior estupidez da divisão bicolor do mapa eleitoral é sugerir que a vitória de um candidato desintegra a votação do adversário no mesmo lugar. Aécio teve oito milhões de votos no Nordeste. Dilma reuniu cerca de 34 milhões de votos fora dali. Ou seja, 63% do eleitorado da petista não vivem naquela região.

    Mas a simplificação também atende a conveniências partidárias: jogando a culpa nos outros, o tucanato paulista pode esquecer os 8,5 milhões de conterrâneos que preferiram Dilma nas terras secas de Geraldo Alckmin. Ela cresceu 2,5 milhões de votos em relação ao primeiro turno, a metade da votação recebida por Marina Silva no estado.

    A dianteira nacional da petista ficou bem próxima do seu avanço em São Paulo. Considerando que essa guinada ocorreu durante a descoberta do estelionato hídrico da Sabesp, fica fácil entender por que os analistas insistem no fantasma nordestino.

    http://www.guilhermescalzilli.blogspot.com.br/

  • Eduardo, tudo bem? Não sou do PSB, mas, ao tentar pensar como um integrante do partido, acho que algumas coisas até fizeram sentido, mas outras não. Entendo que o PSB em sua maioria (não só seu antigo líder, Eduardo Campos) tinha vontade de crescer e se afirmar como alternativa de poder. Por isso, Campos resolveu tentar a disputa em 2014, mais para marcar posição e se tornar conhecido. Em 2018, ele se candidataria para valer com o fortalecimento do discurso, do programa e de uma coligação partidária de “terceira via”.

    O problema para mim é que, enquanto Eduardo Campos estava vivo, a visão de futuro do PSB até poderia fazer algum sentido. Mas, infelizmente, Campos faleceu tragicamente em agosto deste ano. O PSB ficou órfão de liderança e de projeto… Como o partido tinha candidatos a governador, senador e deputados (e precisava, portanto, de um “puxador de votos” nacional, caso contrário corria o risco de sair totalmente enfraquiecido da disputa), era óbvio que a única solução partidária possível naquele momento de desespero era a candidatura da Marina Silva.

    Tanto isso era verdade que o PSB foi o partido médio/grande que mais cresceu em termos percentuais, em 2014, na Câmara Federal. Além disso, conseguiu bons resultados tanto para o Senado quanto para governadores e vice-governadores. Porém, isso tudo se deu no primeiro turno. E, até aqui (fim do 1º turno), acho plausível o que o PSB tentou fazer: i) seguir uma visão do Eduardo Campos, de crescimento do partido; e ii) depois da morte de Campos, partir para a única alternativa possível (Marina Silva).

    Agora, considero que O GRANDE ERRO DO PSB FOI NO SEGUNDO TURNO: o partido se apressou em tomar uma decisão que mereceria pelo menos uns 15 dias de ampla reflexão e debate. O PPS do Roberto Freire sair correndo para apoiar aécio era até previsível; já o PSB, em razão de sua história, não podia tomar uma atitude dessas… O apoio ao aécio vai custar ao PSB, no próximo mandato, o fim do sonho de “protagonismo”: o PSB vai obrigatoriamente cair na posição de “satélite” do PSDB na oposição à Dilma. Para quem queria ser protagonista em 2018, a melhor decisão política do PSB para o 2º turno teria sido com certeza a neutralidade, liberando os integrantes do partido para tomarem suas posições individuais.

    Abs, Fábio Faiad.

    • “Agora, considero que O GRANDE ERRO DO PSB FOI NO SEGUNDO TURNO: o partido se apressou em tomar uma decisão que mereceria pelo menos uns 15 dias de ampla reflexão e debate. O PPS do Roberto Freire sair correndo para apoiar aécio era até previsível; já o PSB, em razão de sua história, não podia tomar uma atitude dessas… O apoio ao aécio vai custar ao PSB, no próximo mandato, o fim do sonho de “protagonismo”: o PSB vai obrigatoriamente cair na posição de “satélite” do PSDB na oposição à Dilma. Para quem queria ser protagonista em 2018, a melhor decisão política do PSB para o 2º turno teria sido com certeza a neutralidade, liberando os integrantes do partido para tomarem suas posições individuais.”

      Fabio, o PSB não se apressou ao tomar essa atitude, pra quem está de fora de PE não acompanha a trajetória desse partido em PE que é “meio que” uma sede dele já que Arraes mandava no PSB a mão de ferro e depois Campos.

      Campos foi um traíra, se aliou a Jarbas e toda corja do DEM (PFL) em PE quando se elegeu duas vezes com o voto anti-Jarbas em Pernambuco (eu mesmo só votei nesse indivíduo por aversão a Jarbas e o apoio do Lula, contrariado pois Campos era sujo desde os Precatórios). Jarbas havia se tornado o maior inimigo do avô dele que pelo que andei ouvindo (de gente que tinha contato com esse pessoal), Arraes morreu sem falar com ele (Campos) e ele só não foi expurgado do PSB por questões familiares pois a fama dele era de ladrão e megalomaníaco (e era mesmo, se soubessem da história da Arena Pernambuco, esse caso da refinaria viraria ficha).

      O PSB de PE era fisiológico e guinou à direita se aliando a Jarbas. O racha era questão de tempo sem a figura do “mão de ferro” (Campos) pra impor a “ordem” (dele).

      Já era, esse PSB é uma sigla morta. Os membros de esquerda dele que migrem pro PT ou criem um partido de esquerda novo, o PSB que está sob tutela da família de Campos é um partido de direita. Todo mundo aqui sabe da zona que são a maioria das siglas partidárias do país, que não representam aquilo que dizem (PSB, PPS, PSB).

  • Eduardo Guimarães fiquei chateado com esta coluna, estava tentando fazer uma campanha para que ela se una ao PSDB de SP, onde ela poderá utilizar seu dom e prestar bons serviços a SP e ao Brasil, vejam que o trabalho que ela fez em Minas Gerais, no rio de janeiro, foi excelente, sua aliança com Aécio Neves foi vital para ele, por favor Marina Silva venha participar do Governo do Estado de SP, nem que for somente como assessora, mas acredito que você Marina Silva mereça uma Secretária importante, talvez a Secretaria de Recursos Hídricos e Saneamento ou ser a Presidente de uma grande Estatal ou Companhia mista, como a Sabesp por exemplo, pode ter certeza que até os partidos de oposição aqui em SP a apoiarão, Marina Silva no PSDB Jà, em favor do povo paulista.

  • Para entender o comentário anterior rsrsrsrsrrs

    Marina Silva, Dissensões 15:18

    Marina Silva, tem o poder da dissensão, se olharmos para ela com olhar crítico, veremos uma pessoa que entende muito pouco de política, quando estava no PT apesar de ser prestigiada com o cargo de Ministra do Meio Ambiente, não conseguiu superar as dificuldades que tinha e provocava atritos entre o Ministério e o Governo Federal, criando obstáculos que impediam obras necessárias aos desenvolvimento, em vez de procurar saídas políticas para determinadas situações, queria impor suas próprias decisões, afastando soluções negociadas, contrariada com as críticas aos entraves que criava, pediu demissão duas vezes, a primeira vez não foi aceita, resultado esforço pessoal do Presidente Lula em resolver os problemas de forma consensual, na segunda vez, Marina, vendo que não seria a escolhida para a sucessão, quis criar um factoide e gerar uma de crise para se cacifar ao pleito de ser sucessora, ou rachar o Partido. O PT sólido e com uma liderança forte ficou intacto, ela pediu demissão novamente e esta foi aceita, sozinha saiu do PT foi para o Partido Verde, provocou um racha no PV, o Partido composto de lideranças calejadas. Não se submeteram ás suas tramóias e alianças, e a convidaram a partir lá, sem pensar duas vezes, a partir dai ela e seu grupelho tentaram criar um partido (a REDE) e não conseguiram, ela os abandonou com a promessa de voltar, atualmente membros da Rede saíram do partido porque não concordam com as propostas que ela vem defendendo, atualmente ela está como convidada no PSB, assim que chegou neste partido, fez com que ele rachasse, o PSB rachado ficou sem o próprio programa de partido, virou alguma coisa que ninguém sabe o que é, militantes históricos debandaram e horrorizados veem o esfacelamento do partido que agora está sem programa, os grupos oligárquicos do partido venceram e só veem a perspectiva de alcançar o poder aliando-se com o poder financeiro, únicos que rodeiam e orientam Marina Silva, são os banqueiros, políticos do DEM e economistas liberais, que não se liberaram jamais, todos à direita da direita, qualquer que seja o resultado das eleições, o PSB estará em pandarecos e Marina os abandonará, deixando mais uma vez a terra arrasada, por onde ela passa não nasce grama, somente a discórdia, esta é a sua semente, os banqueiros veem esta aventura do Banco Itaú como um erro estratégico e apostam que ganharão alguma coisa, se o Itaú não vencer, suas ações despencarão e outros banqueiros atirar-se-ao a ele como carniça, relatórios institucionais serão feitos, a mídia que agora come na mão do Itaú, vociferará pela sua queda, o sistema financeiro terá de recuperar suas perdas com o mercado ora abrangido pelo referido banco, o PROER mais uma vez será acionado, e caso ganhe terá o mesmo problema pois o Mercado quer a parte do Leão e uma guerra será aberta e a sociedade não ficará impassível como eles esperam, quem mais uma vez é o pomo da discórdia? Exato, Marina Silva, e tem gente que acredita que ela pode unir alguma coisa. Roberto Amaral saiu ha tempo, a sujeira toda ficou na roupa do PSB.

  • Aécio não passa de um playboy

    Nem precisa ir fundo para ver que a ‘surpreendente’ votação do candidato Aécio Neves na eleição do domingo, 26, não foi mérito exclusivo dele. Basta olhar, mesmo que de forma superficial, para observar que o candidato não foi lá tão competitivo assim como o PSDB pinta e quer passar para a população. Nada disso.
    Aécio teve a sorte de contar com a reunião de forças que não eram vistas numa eleição, em torno de um candidato conservadorà presidência da República – que poderiam ‘ser atribuídas a qualquer outro que disputasse contra o PT’. Não importava para a grande maioria que votou em Aécio quem foiele como gestor em Minas, que o reprovou. O voto a ser dado a ele era para ‘extirpar o PT do poder’, a qualquer custo.
    Fala-se da força da mídia, dos banqueiros e empresários. Mas teve uma força que, a meu ver, foimuito eficiente: a do jaleco branco. Será que dá pra imaginar o que é entrar num gabinete médico ou numa clínica, em quase todos os cantos deste País, e ser abordado por ‘seu médico’ lhe pedido um voto para seu candidato? Poucos deixam de atender a um pedido desses.
    Aécio Neves está longe de ser um Geraldo Alckmin ou próximo a um José Serra. Passadaa eleição o eleitor percebe de que Aécio não passa de um playboy cambaleante, desvinculado do capital político que emergiu das urnas no último dia 26. E a verdade vem à tona.

    • Ainda bem que não corro esse risco. Meu querido médico é petista de carteirinha, e antes disso, excelente profissional. Atencioso, competente e o preço de suas consultas é bem popular e acessível. E atende com a mesma competência e zelo na rede pública.

  • E o jatinho que caiu em Santos?
    E a prestação de contas do PSB?
    E os laranjas donos do avião?
    E o povo de Santos que teve suas residencias destruídas?

  • Espero que o PT consiga trazer de volta para o seu lado uma boa parte do PSB, pois este último partido já deve ter percebido a mancada que deu.

    Quem sabe o Roberto Amaral ou algum outro do PSB assuma um ministério, trazendo este partido ou parte dele pra base governista novamente. Seria o caminho mais recomendado para o PSB no momento.

  • ♫ Ainda estou meio de ressaca da comemoração e por isso não tenho aparecido aqui. Eu gosto mesmo é de briga e, já que ganhamos, fiquei meio preguiçoso.
    Mas vamos lá. Vocês já repararam que essa abantesma tem cara de quem foi soltar pum e se borrou?
    De qualquer forma, o melhor que ela poderia fazer era se associar à Heloísa Helena e as duas abrirem um bufê de festinha de aniversário; que faliria inevitavelmente, já que nenhuma das duas tem a mínima noção do que quer que seja…

  • E Pernambuco já está completamente curado da dopagem que levou o estado a votar majoritariamente em Marina no primeiro turno(embora quase empatada com Dilma, 48% para Marina, e 44% para Dilma). Tanto é verdade que o maior comício da da campanha eleitoral de Dilma foi feito aqui, mais de 52000 pessoas, e esses 48% de Marina, junto com os quase 6% de Aécio no primeiro turno viraram pó(combina com Aécio)e resultaram em 29,8% para Aécio no segundo turno, ou seja, numa goleada de Dilma que obteve 70,2% dos votos válidos no segundo turno. O PT pernambucano, que perdera a Prefeitura de Recife para o PSB em 2012(muito por erros do próprio partido que destruiu-se com disputas internas, as quais favoreceram o cerco que Globo e sua turma faziam à Prefeitura desde que o partido a conquistou em 2000), mostrou força com essa votação de Dilma e será um protagonista nas disputas que vêm por aí, a começar pela retomada da prefeitura. É claro que o fanatismo oriundo da morte de Eduardo Campos(que para mim é obra da CIA)deixou sequelas no estado, elegemos uma Assembleia Legislativa que é uma das mais reacionárias de nossa História, lembrando que o estado sempre teve uma tradição progressista, na qual o PT tem apenas três representantes; e elegemos também uma bancada federal reacionária, nenhum petista renovou seu mandato. TODAVIA NADA QUE NÃO POSSA SER REVERTIDO NO CURTO PRAZO E ANTES MESMO DA CHEGADA DE NOVA ELEIÇÕES, JÁ QUE A MOBILIZAÇÃO POPULAR RENASCEU EM PERNAMBUCO NESTE SEGUNDO TURNO, LOTAMOS AS RUAS NÃO APENAS NO COMÍCIO DE LULA E DILMA, MAS ANTES ATRAVÉS DOS ATOS ESPONTÂNEOS FEITO PARA APOIAR DILMA, A MAIORIA SEM NENHUMA PARTICIPAÇÃO DO DIRETÓRIO ESTADUAL DO PT(QUE SOMENTE ERA CONVIDADO PARA OS EVENTOS QUANDO ELES JÁ OCORRIAM)E QUE CRIOU UMA IMENSA REDE MOBILIZATÓRIA, INTERLIGADA PELAS REDES SOCIAIS, QUE ESTÁ PRONTA PARA VOLTAR AO PROTAGONISMO QUANDO AS GRANDES QUESTÕES NACIONAIS ASSIM EXIGIREM E O PT OU A SOCIEDADE CIVIL FIZEREM O CHAMAMENTO QUE TEM QUE OCORRER PARA QUE O GOVERNO DILMA APROVE AS REFORMAS ESSENCIAIS PARA O BRASIL EVOLUIR, A COMEÇAR PELA DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA. Posso estar errado, mas para mim mim Marina Silva já era; ao menos no Nordeste; e o PSB tenderá a encolher ou voltará a ser um aliado do Governo. SÓ FALTA VOCÊ RECORDAR UM ASPECTO PRINCIPAL AO DIAGNOSTICAR ESSA AMBIÇÃO DE MARINA SILVA, ALÉM DA EVIDENTE AMBIÇÃO DA ECOCAPITALISTA, TEMOS QUE RELEMBRAR A MONSTRUOSA INVEJA PESSOAL QUE ELA SENTE DE DILMA, CAPAZ DE FAZER MARINA DESTILAR RANCOR E INVEJA EM CADA POSTURA QUE ADOTA, PERCEPTÍVEIS PARA QUALQUER UM QUE TENHA UM POUCO DE SENSIBILIDADE. OU SEJA, ALÉM DA PRESIDÊNCIA, MARINA QUERIA DESTRUIR DILMA, FRACASSOU EM AMBOS E TERÁ COMO DESTINO A NULIDADE POLÍTICA. PARA QUE OS BRASILEIROS APRENDAM A LIÇÃO E NÃO MAIS SE DEIXEM ENGANAR POR DEMAGOGOS OU DISCURSOS VAZIOS SOMENTE A POLITIZAÇÃO DA SOCIEDADE, ADVINDA DA PLURALIDADE INFORMATIVA, PODERÁ IMPEDIR QUE OUTRAS MARINAS SURJAM. POR ISSO TEMOS QUE DEMOCRATIZAR AS COMUNICAÇÕES OU ESTAREMOS SEMPRE REFÉNS DE DEMAGOGOS.

    • Carlos Henrique, perfeito. E parabéns pelo teu comentário sobre preconceito regional num outro post mais antigo que não deu pra comentar lá, penso o mesmo que você e externei isso no “post perdido”.

      Eu disse na ocasião (e também disso isso no blog do Vianna) que a votação de Dilma em PE na pior das hipóteses (dividindo os votos de Marina ao meio) seria em torno de 67%, mas tinha certeza que dava mais de 70%.

      Tanto que a Globo e o resto do PIG omitiram as pesquisas de intenção de voto em PE sabendo do apoio dado a Dilma, mais uma fraude do PIG com as pesquisas pra induzir voto ou tentar baixar os votos de Aébrio na região.

      Eu dizia à época do primeiro turno quando o candidato fantoche de Campos começou a subir que se desse pra levar a eleição de governador pro segundo turno ele perderia, só que vc sabe o que rolou, o voto irracional e emocional da Talibã das Selvas puxou os votos pra governador e culminou nessa tranqueira que foi a eleição desse fantoche/mamulengo de Campos pro Campos das Princesas.

      Mas o PT pode vir forte pra 2016 pra eleição do Recife se não fizer a lambança que fizeram em 2012 e o João Paulo parar de fazer “graça”.

  • Tenho dúvidas de que Aecio terá condições de se posicionar novamente como candidato do psdb em 2018. Acho que Alckmin vai ser o candidato, se a falta dágua não o afundar desde agora.

  • O PSB pode se aliar (ou melhor, fundir) ao PSDB, basta colocar o D no nome. Agora, acho que ficou feio foi para o Romário, que se diz crítico da CBF, se aliar ao Aécio que é uma pessoa muito ligada à CBF.

    O PSB não pode mais exigir ser chamado de socialista, pois deixou de ser socialista há tempos. Ou será que o PSB quer ser daquele socialismo que tinha no nome do partido nazista?

Deixe uma resposta