Trensalão: Justiça e MP paulistas inventaram a corrupção sem corrupto

Opinião do blog

trensalão

 

O Tribunal de Justiça de São Paulo aceitou denúncia do Ministério Público e iniciou ação contra 11 empresas acusadas de promover cartel para obtenção de contratos com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). A estatal também se tornou ré. Esse processo específico diz respeito ao período entre 2002 e 2007, mas as denúncias abrangem os governos Mário Covas e José Serra e envolvem, também, o metrô paulista.

O sistema de trens urbanos e suburbanos de São Paulo é considerado um dos mais ineficientes e superlotados do mundo.  Ano retrasado, a BBC Brasil divulgou uma reportagem que mostra que, no ritmo atual de expansão do metrô paulistano, levaria 172 anos para a cidade ter um sistema como o de Londres, por exemplo.

O cálculo foi feito pela BBC Brasil com base nos dados de extensão atual dos sistemas e dos anos de existência de cada um. O sistema da capital paulista, inaugurado em 1974, tem hoje 74,3 quilômetros de extensão – numa média de expansão de 1,91 quilômetro por ano. O metrô de Londres, em operação desde janeiro de 1863, tem 405 quilômetros e uma expansão média de 2,68 quilômetros por ano.

Parece até que o ritmo de expansão do metrô londrino e o do metrô paulistano não estão muito distantes, mas deve-se levar em conta que a velocidade de construção de novas linhas na capital inglesa permanece mais alta que a nossa apesar de aquela cidade já estar servida de uma rede de trens urbanos e suburbanos mais do que suficiente. Apesar disso, o metrô, por lá, continua crescendo rapidamente.

A razão pela qual a rede do metrô paulistano e de trens suburbanos da CPTM não avançam reside na ação que o TJ-SP iniciou: corrupção.

Para simplificar, empreiteiras e fabricantes de trens contratados para expandir o metrô e a CPTM venceram concorrências no âmbito de uma imensa fraude. Como havia várias empresas concorrentes, elas se reuniam e faziam um acordo para roubar o erário paulista.

As empresas que a Justiça paulista está processando combinavam os preços que ofereceriam nas concorrências abertas pelos governos do PSDB paulista nos últimos 20 anos. Os preços eram mais elevados do que o normal justamente para que os vencedores pudessem dividir o lucro com os vencidos.

Algumas empresas entravam na concorrência para vencer e outras, para perder. Terminado o certame, os vencedores subcontratavam os vencidos e todos executavam as obras, dividindo os preços superfaturados que o governo do Estado aceitava.

Esse esquema vinha funcionando desde o governo Mario Covas, o primeiro do PSDB em São Paulo, e se estendeu até o governo José Serra (2006-2010).

De 1998 a 2010, nem Mario Covas, nem Geraldo Alckmin, nem José Serra desconfiaram de nada, apesar de o erário paulista estar pagando tanto mais caro pelas obras do metrô e da CPTM que o dinheiro era suficiente para contemplar TODAS as empreiteiras e os fabricantes de trens envolvidos nas obras de expansão ferroviária.

Durante muito tempo, a roubalheira ocorria sem que o Ministério Público de São Paulo e a Justiça tomassem qualquer providência. Isso apesar de as empresas fraudadoras que atuavam em São Paulo estarem sendo investigadas na Europa, em países como a Suíça, que avisaram as autoridades paulistas e foram ignorados.

Em 2013, o então corregedor nacional do Ministério Público, Alessandro Tramujas, decidiu instaurar reclamação disciplinar contra o procurador da República de São Paulo Rodrigo De Grandis. O motivo, as suspeitas de que teria trabalhado para atrasar o andamento das investigações do ministério público da Suíça contra a empresa francesa Alstom no Brasil.

A instauração do procedimento administrativo vio depois de o MP suíço ter anunciado o trancamento de parte das apurações das atividades da Alstom em São Paulo por falta de cooperação das autoridades locais.

O procurador De Grandis se defendeu dizendo que houve “falha administrativa”; o pedido de diligências suplementares teria sido “arquivado erroneamente em uma pasta de documentos auxiliares, quando deveria ser juntado ao processo de cooperação internacional”. Sob os cuidados de De Grandis, os documentos ficaram perdidos nas gavetas do MP paulista.

É inútil dizer que as apurações contra De Grandis deram em nada. Acreditaram mesmo que ele “esqueceu” em uma gaveta o processo enviado pela Suíça.

É possível que um grupo de empresas gigantes do setor de construção civil e de trens roube durante quase vinte anos os cofres públicos paulistas – e roube tanto que dê para dividir com todas as empresas que disputaram as concorrências – sem que nenhuma autoridade política do governo do Estado fique sabendo ou seja conivente?

É isso, em síntese, o que dizem o Ministério Público e o Tribunal de Justiça de São Paulo. Dezenas de bilhões de dólares escorreram pelo ralo da corrupção no Estado mais rico e desenvolvido da Federação e, apesar do alerta das autoridades de países europeus como Suíça e França, os governadores desse Estado nunca souberam de nada.

Um esquema de roubalheira de recursos públicos que funcionou por quase duas décadas tornou infernal a vida dos habitantes da Grande São Paulo. Trens superlotados, linhas insuficientes, ridiculamente pequenas ante as de outros países, preços caros das passagens e nenhum político estava envolvido (?!).

O pior é o deboche. Os que governam SP se dizem “vítimas” dessa imensa rede de corrupção que germinou debaixo dos seus narizes sem que nunca tenha havido investigação por iniciativa das autoridades paulistas – a investigação ocorreu por pressão estrangeira e pela autodenúncia da multinacional Siemens.

A abertura dessa ação pelo Tribunal de Justiça de São Paulo é um deboche. Em resumo, diz que no grande esquema de corrupção montado pelas empresas indiciadas só havia corruptores e nenhum corrupto, pois só os que promoveram as fraudes que extorquiram o povo paulista estão sendo processados.

Nenhuma autoridade paulista do primeiro escalão foi responsabilizada. O governo de São Paulo pagando o dobro, o triplo do que custavam bens e serviços fornecidos pelas empresas fraudadoras e o governo só pagando, pagando, pagando sem desconfiar de absolutamente nada. O dinheiro faltando para Saúde, Educação, Segurança, Transporte etc. e nem os governadores nem ninguém desses governos se deu conta.

E o pior é que a tentativa de convencer o povo brasileiro de que só o PT tem problemas de corrupção ameaça institucionalizar no país esse esquema criminoso que envolve Imprensa, Legislativo, Executivo, Judiciário e o Ministério Público do Brasil. Tempos sombrios se avizinham para este país. Sob a versão de combate à corrupção, ela está sendo institucionalizada.

81 comments

  • Houve o roubo, mas não existe o ladrão. Só em SP mesmo, onde a população não consegue votar em outro partido, alienada que é pela mídia tucana.

  • E no caso do PT é o contrário, né Edu? Não existem corruptores, os empreiteiros são inocentes “acharcados” pelo corruptos petistas. E quando faziam obras para o governo tucano, as doações eram legais, para o PT é propina, mesmo que registrado no TSE. É isso que o pig quer botar na cabeça da população
    Falando em aparelhamento tucano e de transporte. Viu que os ciclistas estão protestando contra a promotora que embargou as ciclovias? Já estão se dando conta que estão virando vítimas “de bala perdida” no cerco ao Haddad. Vi isso num vídeo no PHA

    • O ministério público paulista e a nossa justiça já devem ter decretado que não há corruptos e nem corruptores no caso dos trens do PSDB, mas sim uma majoração muito alta dos preços causados pela variação do mercado. Acaso fossem petistas os envolvidos, a história seria outra: propina, caixa 2, desvio de verbas petistas corruptos, etc.

      O ministério público paulista é tão ou mais servil ao PSDB que o ministério público federal. Eles ainda vão conseguir encontrar as digitais de algum petista nos trens do PSDB.

  • Bom, edu. Segundo o ives gandra, cabe impeachment do alckminn… Por culpa, negligencia, em não cuidar bem da coisa publica… Sera que os tucanos vao continuar com essa história agora…?

  • E quando o Ministério Publico não tiver mais inimigos TÃO publico? E quando conseguir expulsar a presidenta,, colocar o Aécio no lugar, destruir os blogs sujos e colocar na cadeia todos que interferirem no seu poder? E quando a classe media perceber que ela não tem direito algum sobre suas posses e sobre si mesma? E quando a esposa de um deles quiser a minha casa? E quando voce nao receber seu salário minguado e o empresário tiver um mp amigo? O MP esta conhecendo e exercendo o seu poder e NAO VAI FICAR SO NISSO. Bloguistas, TREMEI!!!

    • Por isso desconfio da maçonaria, tem tucanos em peso nessa ordem e juízes também. Essa ordem está representando o perigo, se faz de boazinha “ajudando”, mas, na verdade não é ordem é uma máfia.

  • É QUASE o mesmo esquema que faziam na Petrobras. A diferença é que o cartel da Petrobras tomava o cuidado de não extrapolar os limites de preços estabelecidos pela direção. O do Metrô acertava o preço que queria.

    Houve delação premiada apontando secretários de governo. E isso sem o uso da tática inquisitorial do Moro. Só que, aí, a delação não vale nada, pq tucano é inimputável.

    E a imprensa, guardiã dos tucanos, prontamente chama o esquema do metrô de “cartel” pra blindar os tucanos, enquanto tenta caracterizar as doações legais ao PT como “propina”, no caso da Petrobras.

    E aí vem o MP, na maior cara de pau, propor uma legislação “anticorrupção” que passa ao largo dos reais problemas, apenas pra facilitar a vida deles, reduzindo o direito de defesa e aumentando imensamente o poder dos órgãos de investigação, acusação e julgamento.

    • Eu ainda não li a proposta do MP inteira, mas pelos detalhes que apareceram por aí, a coisa é feia e sua finalidade é MUITO diferente do “combate a corrupção”. É um conto do vigário!

      Há dois grandes problemas no combate a corrupção. O primeiro e mais importante é o imenso poder que o investigador e julgador desses casos concentra em suas mãos.

      Afinal, quando se tem o poder de decidir o destino de pessoas e empresas tão poderosas e, PIOR, o poder de passar por cima da soberania do povo, cerceando-lhe o poder de escolher livremente ao reduzir suas opções – especialmente em sendo o julgador não eleito -, tem-se muito mais poder do que qualquer indivíduo deveria ter.

      O segundo problema é a investigação. Além do poder que concentra em suas mãos, assim como o julgador, o investigador não tem recursos suficientes pra produzir as provas apropriadas. E isso sem falar da evidente vulnerabilidade dos órgãos não sujeitos à vontade popular ao contágio pela ideologia e os interesses escusos.

      Qualquer proposta de combate a corrupção precisa primeiro lidar com esses dois pontos, ou será inútil.

      Estabelecendo, por exemplo, varas COLEGIADAS pra julgar esses crimes, com controle externo dos três poderes. Criando órgãos especiais igualmente colegiados e submetidos a controle externo pra investigar. E um outro órgão SEPARADO pra supervisionar.

      E tanto julgador, quanto acusador, quanto investigador deveriam estar SEMPRE submetidos à vontade popular. Não é possível admitir que tenham o poder de interferir com a soberania popular estando imune a ela, ponto.

      Porém, o que se vê na proposta do MP – que, repito, não li inteira – é uma tentativa de aumentar o próprio poder, reduzindo o direito de defesa dos acusados. A criação de uma vara especializada é uma boa ideia, mas sem nenhum mecanismo de controle é o mesmo que criar um FEUDO mega poderoso, acima da democracia,. Quem for colocado nessa vara será capaz de mudar a vontade popular.

      Um risco absurdo pra democracia.

      Mas as duas propostas mais absurdas são claramente inúteis no combate a corrupção. A ideia de extinguir partidos por atos de indivíduos é particularmente clara em seu objetivo real, o controle da democracia pela força.

      E a redução dos recursos dos acusados apenas torna mais fácil controlar a escolha do povo. Além de ser inconstitucional, diga-se de passagem.

      A combinação dessas duas medidas: varas especializadas com regras especiais que reduzem o direito de defesa, caracterizam claramente um Tribunal de exceção. E não resolvem nada, pois não atacam os dois problemas que descrevi acima e, ao contrário, aumentam imensamente o poder DISCRICIONÁRIO de agentes não eleitos.

      Se o MP quer essas medidas, então proponho uma troca. Aceitemos desde que eles se submetam às seguintes regras:

      1) Promotores, juízes e delegados devem ser eleitos pelo povo,

      2) devem ser julgados por um júri popular, e não pelo Judiciário, e sem recurso a ele e

      3) qualquer pessoa deve poder apresentar denúncias contra qualquer um desses atores, a qualquer momento.

      Aí a gente pode começar a conversar. Agora, dar um poder acima da vontade popular pra gente que é imune a vontade popular, sem nenhuma supervisão, nenhuma limitação e ainda restringindo o direito de defesa dos acusados é oficializar uma ditadura do judiciário. Se, do jeito que é hoje, ocorrem abusos como a delação premiada especial do Moro, imagina se eles tiverem ainda mais poder!

      Vão chantagear quem estiver no poder a vontade!

  • Eles são inimputáveis, e o Ministério Público de São Paulo é a piada pronta, está preocupado com as bicicletas da Cidade de São Paulo e construindo peças jurídicas na base do control c / control v , e tem mais, onde estava o ministério público na questão da Sabesp, e da ¨despoluição do Rio Tietê, parece que estava dentro do próprio Tietê.

    • Enquanto essa máfia tiver poder em São Paulo, estamos com sério risco, essa máfia que é a justiça, ministério público, mídia e tucanos. É uma verdadeira quadrilha.

      • É uma verdadeira quadrilha mesmo. Em São Paulo esses quadrilheiros estão juntos contra os trabalhadores, contra o povo e contra a soberania do Brasil.

  • O que mas impressiona é não ter um só membro da justiça, do Ministerio Pulblico que desgarre deste conluio e enfrente esta rede protetora tucana. Sim por que todos os grupos sempre tem dissidente, mas no nosso judiciario não, pois é totalmente hermetico. Os modus operandis é os mesmos de qualquer organização mafiosa. E a constatação mas terrivel é passividade das pessoas que aceitam naturalmente, desde que não seja o PT.

  • Exatamente. Tempos sombrios se avizinham para este país. O golpe paraguaio avança velozmente pela direita, e já está entrando na área. Aécio propõe a cassação de registro de partidos que receberem propinas (leia-se PT). Os demais “teriam” recebido doações legais. Ato contínuo, vem a cassação de todos os mandatos do partido proscrito, com posse imediata do 2º colocado (no caso da Presidência da República, seria ele mesmo, né). Tudo decido no TSE, “de acordo com a lei”.
    http://www.psdb.org.br/psdb-propoe-cassacao-de-registro-de-partidos-que-receberem-propinas/

    • Almir, se eles fecharem o partido PT, todos nós imigraremos para PSOL, garanto que ficará mais forte, e essa máfia irá se arrepender. Não tem como ir contra a vontade de Deus, assim como mataram Jesus, os fiéis continuaram com o seu ensinamento, mesmo sendo mortos e entregue aos leões, nós continuaremos com a luta e ficaremos ainda mais fortes. A máfia mais uma vez está dando tiro no pé.

      • a máfia ainda não entendeu que o problema não é o PT. Não adianta extinguir o partido, nós estamos aqui, teriam que matar todos e isso não é prudente.

      • Não acho que o puríssimo PSOL seja a alternativa certa. Se nos aceitar, será considerado pela imprensa como o mais corrupto partido do mundo, sucessor e herdeiro das “sem-vergonheiras do PT”. Estão surgindo novas lideranças, afinadas com os ideais de esquerda, como o Cid Gomes como alternativa, caso a justiça eleitoral casse o registro do PT.

  • É vergonhoso constatar, a omissão, a proteção e a conivência com a corrupção nas administrações do PSDB. Até quando isto ocorrerá sem que o povo faça a sua parte denunciando e exigindo justiça?
    Chego a desanimar, só confiando mesmo na justiça divina.

  • Prezado Eduardo:

    Ninguem foi processado nem será pois muitas provas sobre essa roubalheira foram queimadas naquele incêndio criminoso em um depósito na cidade de Piracicaba. Ou terá sido em Campinas ?

  • Off topic (nem tanto):

    Edu, olha só esse absurdo que estão tentando fazer, quando eu li, quase não acreditei no que lia, veja no link a seguir:

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/174116/MPF-prop%C3%B5e-mudan%C3%A7a-para-que-prova-il%C3%ADcita-seja-aceita-na-Justi%C3%A7a.htm

    Se isto acima vingar, estaremos diante do mais absurdo dos absurdo$, ou seja, iremos combater a corrupção com ILEGALIDADE = CORRUPÇÃO, ocorrendo será certamente o fim do estado de direito e ai é um pulo para um estado de exceção onde apenas os corruptos e corruptores (em todas as esferas do governo e organizações privadas) terão o “direito” de dizer quem é ou não corrupto, então ai se poderá fechar qualquer instituição se esta não estiver nos conformes que estes que dominarão o estado oficialmente corrompido, tipo assim: se partido A ou B não aceitar estar no “nosso esquema” iremos “armar uma prova ilícita” para fechar A ou B que não aceitou “NOSSA PROPOSTA ILÍCITA”. é o fim do estado de direito, é o fim da democracia, é o fim de todas as esperanças de um País para todos, será somente um país para alguns que aceitará o esquema ilicito de provas armadas.

    • E é bom termos claro que há uma pegadinha nessa proposta.

      “Oficialmente”, as provas hoje tidas como ilegais e que passariam a ser aceitas – julgando-se caso a caso (ou seja, não vale pros amigos do rei – excluiriam as obtidas por tortura, grmpo ilegal, e outras afins.

      Até aí, pode até ser que convença alguém de que é uma medida razoável, aproveitando a ignorância de quem realmente não entende o que está em jogo.

      Mas outra norma permitiria que MESMO que a prova obtida por um desses meios excluídos (tortura, grampos ilegais, etc) não seja aceita, aquilo que DECORRER dela e tiver sido descoberto POR CAUSA dela, mas não seja diretamente relacionada, passa a ser legal.

      Quer dizer, se um policial tortura um criminoso e ele aponta outro criminoso, o depoimento dele não seria aceito, mas se esse outro criminoso for investigado a partir da denúncia obtida mediante tortura, toda a investigação passará a ser legal.

      Dá pra ver aonde isso vai parar, né? Um Estado policial, com grampos ilegais a vontade, tortura e toda sorte de crimes sendo usados não pra produzir provas, mas pra encontrar outras provas.

      E tudo isso, tanto a utilização da prova obtida ilegalmente como o alcance de sua nulidade dentro do processo – ou seja, se todas as demais provas que foram obtidas por causa da ilegalidade são nulas ou não) será decido de forma SUBJETIVA pelo juiz, caso a caso.

      É puro arbítrio, pura ditadura, disfarçado de “combate a corrupção”, apelando pros que acham que os fins justificam os meios e não percebem as consequências desses novos poderes.

      Estamos ver o MP e o judiciário tentando tomar o poder na nossa cara. Primeiro, deram a si mesmos o poder de investigar secreta e arbitrariamente, agora querem reduzir o direito de defesa de quem o povo elege e iinda querem estabelecer um Estado policial com julgamentos de exceção.

    • Eles querem atuar sem peias legais. Na república do paraná já estão agindo mais ou menos dessa forma, contra o PT. Estão pedindo pra legalizar os “procedimentos”. Será o fim das garantias individuais, e por que não dizer do fim do Estado Democrático de Direito.

    • Os tucanos afirmam, com muita convicção, que esse negócio de corrupção é coisa que nasceu com o Governo Lula.

      Esse bicho chamado corrupção nunca existiu em São Paulo, estado governado pelos tucanos há mais de vinte anos…Esta é a conclusão do Ministério Público Paulista e da nossa justiça!

      Enquanto isto um senador tucano de São Paulo é conhecido pelo pomposo nome de Aloysio 300Mil Nunes. Por que será?

  • Eduardo, salvo engano foi Maicon X que expressou a seguinte frase, não necessariamente na íntegra:

    “Cuidado, pois uma imprensa bandida/mentirosa pode fazer você odiar seu libertador e amar seu opressor”

    Parece que não só a imprensa caminha pra isto no Brasil… As estruturas ainda elitizadas como a justiça estão fazendo o mesmo: Criminaliza-se um só lado e aí a um ódio ao PT, que mesmo com seus erros vem tentando libertar o povo brasileiro da desigualdade e injustiça.

    Abraços

  • O problema é que o PT institucionaliza a corrupção!!! Veja a lava jato, o tesoureiro do PT enrolado até o pescoço na corrupção da Petrobras, como mesmo diz os empresários e os ex-diretores da empresa! Na gestão tucana, a corrupção é individualizada, aí a diferença é enorme!!!

    • PSOL diz ao PT: “quando eu crescer, não vou fazer as coisas erradas que você faz”.

      Pergunta aos inocentes do PSOL: “já combinaram isso com a globo”?

    • Bruce, fique caladinho para não lermos asneiras. Esse papinho furado seu aqui não cola, todos sabemos o que está acontecendo, há um conluio entre a justiça, ministério público e mídia, UMA VERDADEIRA MÁFIA.

    • É mesmo? Vamos ver…

      Institucionalizar significa incorporar ao procedimento comum, à própria estrutura, certo? É tornar “normal”.

      O PT crou uma série de mecanismos pra combater a inflação. Deu liberdade à PF pra investigar e nomeou PGRs escolhidos pelo próprio MP, em vez de amigos engavetadores. No congresso , não dispunha de meios pra impedir CPIs ou manipulá-las e uma pancada delas rolaram.

      Estranha essa “institucionalização”, né?

      Agora, vejamos o PSDB, que vc crê não institucionalizar. Criam leis pra facilitar a corrupção, como fez FHC em 98, abrindo as porteiras pro cartel da Petrobras.

      Instalam os amigos em postos chave tanto no MP como na PF – veja em SP, como o Procurador Geral é sempre um amigo do peito que, posteriormente, é nomeado secretário da Justiça. FHC e seu engavetador não poderia soletrar institucionalização da corrupção mais claramente.

      O rolo compressor, seja o de FHC como o de Alckmin, bloqueando todas as CPI. Em SP, foram mais de meia CENTENA de CPIs que foram frustradas pela base de apoio tucana!

      Enquanto o PT é julgado e condenado, o PSDB sai ileso de tudo. Casos idênticos – como o mensalão e o cartel nas estatais são tratados tanto pela imprensa como pelo judiciário de formas completamente diferentes, e os tucanos são sempre protegidos.

      Qual partido realmente institucionalizou a corrupção a ponto de torná-la tão comum e enraizada que sequer é tratada como crime?

  • Pois é como disse Saulo Ramos. Criamos um mostro. Como desmontar esta bomba, não vai ser fácil. Somente com movimentos populares mas para isso temos que ter clareza quanto aos objetivos e unirmos dos as forças progressistas para defender a democracia que querem usurpar. Tiramos dos generais e agora temos que lutar com a sociedade civil fascista em conluio com os procuradores fanfarrões.

  • Diante deste fatos, e se querem mesmo acabar com a corrupção, que o Congresso tire do MP o poder de engavetar ao seu bel prazer sob pena de responder por crime contra a administração pública se assim o fizer..que assim o MP seja obrigado a denunciar todos que roubem e contra os quais se tenham provas, inclusive tucanos, não é mesmo sr. Janot…e que o MP, como ocorre em paises avançados, passe a ter papel tão somente de acusador sem avocar para si o poder de julgar, como tem feito procuradores como Dellagnol que tem recorrido à Veja para praticar assassinatos morais, o que transforma Instituições da República numa excrescência jurídica pq transformada em palco de vendeta e disputa política como ocorreu no julgamento da AP 470 http://lexometro.blogspot.com.br

  • Suas palavras ao final do texto definiram tudo, prezado Eduardo. Há uma institucionalização desse esquema mafioso que envolve mídia golpista, MP, PGR, PF e justiça. E o congresso nacional, dominado por achacadores, complementa para pior este tenebroso quadro. Para enfrentá-lo, será preciso dar maior visibilidade e denunciar este esquema. Os blogs “sujos” fazem a sua parte. Mas, é preciso ampliar isso. Como não temos mídias alternativas – TVs e rádios públicas e comunitárias – será preciso produzir documentários, filmes, teatros, etc., para realizar o necessário contraponto à mídia golpista e estimular a consciência crítica da maioria do povo brasileiro. A única forma de derrotar este esquema é se os de baixo assumirem esta luta. Nas ruas, inclusive. Abaixo a Rede Globo e a blindagem institucional – pelos poderes constituídos – dos tucanos gordos!

  • O que podemos esperar de uma justiça que se transformou em partido político? Porque nossa injustiça resolve agir dessa forma? Será que a exemplo de muitos parlamentares ,tem medo da globo? ou é por total falta de ética e respeito ao cidadão brasileiro? Não existe no MP ninguém com coragem para derrubar essa couraça que protege o PSDB? Além de proteger tucanos ,o MP tem alguma função.?

  • Carissimo Eduardo, boa noite!

    É nestas horas que se invocam duas entidades presentes na política brasileira: Alguem e Ninguem.

    ALGUEM foi beneficiado com este golpe e NINGUEM foi preso!

  • Edu,
    Estava lendo aqui as reportagens sobre o assunto e vi que são 33 indiciados na ação. E entre estes estão ex-diretores e o ex-presidente da CPTM. Eles não seriam os corruptos no trensalão?
    Indicados pelo Governo do PSDB e que ninguém sabe quem são até porque o PIG não os expõe(por questões óbvias) como os da Petrobras(Costa, Duque e Cerveró).

  • Se fosse o governo do PT tinha que saber como fizeram com Lula quando da invenção do malfadado mentirão. Como é o PSDB não existe a dupla face da corrupção… É uma vergonha como diz o boquirroto Boris Casoy – só não o vi dizer do envolvimento do seu patrão da Band no escândalo do HSBC, a malandragem do MP e da nossa justiça é escandalosa, onde vamos parar com esse cinismo e do partidarismo do nosso judiciário e do monstro que se tornou o MP, na democracia.
    O Brasil precisa mudar e para mudar só uma reforma política para os partidos poderem ter coragem de mexer nesse antro de corruptos que existe na nossa justiça e no MP, sacolejando essa estrutura feita para abrigar apenas os filhinhos de papai e ricos da sociedade.

  • “Milani ( um dos promotores ) afirmou que outra ação, já em fase final de elaboração, vai responsabilizar agentes públicos que tenham se envolvido por “omissão ou ação dolosa” na assinatura dos contratos supostamente fraudulentos.

    O promotor ainda lembrou que os nomes de políticos e gestores públicos envolvidos serão divulgados, mas não estipulou prazo. “Temos que aguardar, mas em pouco tempo vamos ingressar com a ação, e então teremos todos os nomes elencados de modo claro”, disse.”

    http://ocorreiodaelite.blogspot.com.br/2015/03/justica-acata-pedido-do-mp-e-abre-acao.html

    • Vamos ver se essa promessa será igual a que fizeram em relação ao mensalão tucano. O Torquemada “garantindo” que seria julgado da mesma forma que o mentirão. Quem acreditou foi feito de trouxa.

      Vamos ver se o MP vai nos fazer de trouxa tbm, ou se ainda há salvação pro MP de SP.

      Eu não esperarei de pé.

      • Não tem problema não, caso eles consigam acabar com PT de vez, temos o PSOL todos petistas irão migrar para PSOL. Isso para máfia será ainda pior que PT, pois ficaremos ainda mais forte, conheço um monte de gente que vai para o PSOL, pois está desiludido com PT, só quero ver eles começarem a usar a mídia para detonar partido, aí eles se entregarão, TODO MUNDO perceberá a manobra da MÁFIA para voltar ao poder e começar novamente as ROUBALHEIRAS.

        • Se fosse PT, se uniria com PSOL para lançarem candidatura na presidência de 2018 alguém que seja do PSOL. É uma ótima estratégia, pois, iria puxar o tapete deles, não resolveria nada em colocar Lula no esquema Lava Jato, pois, isso está claríssimo que pretendem fazer.

    • Impressionante.

      O delator é tucano. O advogado dele é tucano. O procurador é tucano. O juiz é tucano.

      E alguém ainda espera que saia “justiça” disso?

      Como é que o PT não cai matando em um ponto tão óbvio?

      Tudo bem que o governo não possa fazê-lo pra não ser acusado pela direita daquilo que eles mais querem acusar o PT de fazer: interferir com outro Poder – motivo de impeachment, diga-se de passagem e a grande garantia que o PT deu às oligarquias, o republicanismo.

      Mas alguém tem que fazer alguma coisa, mesmo que indiretamente, pq tá claro demais! Vai ter que ser a gente de novo?

  • Só prá concluir: essa propsta de Nicolau se encaixa perfeitamrnte na lógica do Direito Penal do Inimigo

    FINS E MEIOS

    Brasil decide futuro com base no Direito Penal do Inimigo, Por Marcos de Vasconcellos

    “(…) O professor de Direito Penal Rogério Greco resume: o Direito Penal do Inimigo tem sido usado com a finalidade de aplicar penas privativas de liberdade, com a minimização das garantias necessárias a esse fim. Greco (foto) desenha um itinerário: primeiro, o clima propício de uma sociedade exausta diante da insegurança e amedrontada ou indignada, com ganas de vingança. A sensação, captada pela mídia, desloca o debate do Direito das mãos dos profissionais para o microfone de apresentadores de programas de entretenimento ou jornalistas que passam a exigir leis mais duras, recrudescimento de penas e redução do amplo direito de defesa dos acusados

    (…)

    O fato de a operação mãos limpas ter quebrado a economia italiana e deixado o país em um vácuo político que culminou com a ascensão de Silvio Berlusconi — amigo próximo de Bettino Craxi, principal réu da mani pulite — não são vistos como erros da operação. O problema é dos outros, diz Moro. “Talvez a lição mais importante de todo o episódio seja a de que a ação judicial contra a corrupção só se mostra eficaz com o apoio da democracia.”

    \O fato de a operação mãos limpas ter quebrado a economia italiana e deixado o país em um vácuo político que culminou com a ascensão de Silvio Berlusconi — amigo próximo de Bettino Craxi, principal réu da mani pulite — não são vistos como erros da operação. O problema é dos outros, diz Moro. “Talvez a lição mais importante de todo o episódio seja a de que a ação judicial contra a corrupção só se mostra eficaz com o apoio da democracia.”

    (…)

    Segue link para texto na íntegra

    http://www.conjur.com.br/2015-jan-05/brasil-decide-futuro-base-direito-penal-inimigo

    • Eu acho que estão querendo ir um tanto além disso por aqui. Querem implantar logo um Estado policial sob controle do MP e do Judiciário, pra restabelecer a “ordem” – ou seja, os ricos em cima mandando e os pobres embaixo, obedecendo calados, sem “seu devido lugar” e sem nenhuma representação política pq isso é coisa de quem pode, não de quem quer.

      Mas o texto é ótimo. Nele é possível perceber que o artigo escrito por Moro em 2004 contém todos os passos de um verdadeiro golpe judiciário contra a democracia. Até o uso de vazamentos ilegais – um juiz defendendo um CRIME sob o argumento de estar “combatendo o crime”! Chega a ser cômico!

      O objetivo, segundo a tese do Moro, não comentada no texto do Conjur, é atacar a política.

      O infeliz parte do princípio de que os juízes são – como se dizem os médicos – “ricos e cultos”, uma “elite” mais preparada pra decidir o futuro do país e, portanto, tem o dever e o direito morais de usar do “combate a corrupção” pra “corrigir as escolhas” do povo.

      É isso, resumidamente. A nova aristocracia. E como ele tenta convencer os incautos disso: Através de uma combinação de afagos no ego – afinal, a tese destina-se aos olhos dos agentes do Direito, os “ricos e cultos” – e uma suposta “indignação com a corrupção”, o lugar comum de todos os fascismos.

      A proposta de medidas contra a corrupção” do MP são o segundo passo. Boa parte delas não tem nenhum efeito sobre tal combate, mas aumenta de tal forma os poderes de quem investiga, acusa e julga – os “inimigos” – e lhes dá tal liberdade de ação, que claramente se destinam a criar um mecanismo de controle político sobre a sociedade.

      E a ultima coisa que uma democracia precisa é dar a um grupo de ricos não eleitos de poder sobre a soberania do povo.

      Democracia com “supervisão” de uma aristocracia não é democracia, ponto.

  • Considerações sobre o Direito Penal do Inimigo

    Algumas nuances sobre essa nova vertente do Direito Penal.

    Por Inacio Belina Filho

    A Santa Inquisição foi criada na Idade Média (século XIII) sob os auspícios da Igreja Católica Romana. Composta por Tribunais que julgavam todos aqueles considerados uma ameaça ao Direito Canônico propagado por esta instituição. Todos os suspeitos eram perseguidos e se condenados, cumpriam as penas que podiam variar desde prisão temporária ou perpétua até a pena de morte na fogueira, onde os condenados eram queimados vivos em plena praça pública.

    http://www.jornalggn.com.br/blog/jose-c-lima/consideracoes-sobre-o-direito-penal-do-inimigo

  • Prezado Eduardo Guimarães,

    O governo federal tem de criar um programa institucional que contribua no acesso das camadas inferiores com ampliação de vagas nos cursos de Direito e Economia, para que possamos ter profissionais com essa qualificação oriundo das camadas inferiores, para exercer cargos de Juiz(a) no Poder Judiciário e Promotor(a) no Ministério Público, na Defensoria Pública, nos Tribunais de Contas, pois o que temos hoje maciçamente na Justiça Brasileira e no Ministério Público é a representação da direita brasileira, reacionária e autoritária querendo judicializar a política, numa jogada da grande mídia com a justiça, para fragilizar o governo federal e tentar destruir o PT, a exemplo do Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, esses artistas globais.

  • Das 9 investigadas, Aécio recebeu R$ 35 milhões de empresas da Lava Jato

    O candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves (MG), arrecadou R$ 222,92 milhões em doações na última campanha eleitoral. Desse total, R$ 35,77 milhões, pouco mais de 16%, saíram de empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, no âmbito das denúncias de corrupção e pagamento de propinas que envolvem a Petrobrás.

    Confira o artigo original no Portal Metrópole

    http://www.portalmetropole.com/2015/02/boeachat-diz-que-aecio-e-o-principal.html

  • caro Edu…

    santa ilusão! O PSDB nao seria (ou será) investigado pelo MP (estadual, federal ou escambau) nem que liderasse um genocídio! Ainda bem que ninguém por lá deve essa idéia… ao menos por enquanto!

  • O pior foi ver ontem no JN da rede Bobo eles praticamente transformaram os políticos do PSDB em vítimas do cartel. Cartel só é corrupção para o PT . A mídia golpista não tem vergonha na cara.

  • Edu, se o governo de São Paulo fosse do PT, o ministério público e a justiça já teriam se mexido a tempo e a mídia estaria berrando nos ouvidos do povo brasileiro. Infelizmente todas as roubalheiras dos tucanos são blindados. A justiça se faz de cega e a mídia esconde. Essa situação não pode continuar. A justiça, ministério público e a mídia são imorais.

  • E VOCÊS AINDA ACREDITAM QUE JANOT/GURGEL “DENUNCIARÁ” AÉCIO NEVES!!!!!!!!!!!!!!!???????????? DEPOIS DESSA PALHAÇADA QUE FIZERAM COM O “TRENSALÃO” PARA CONSEGUIR PROTEGER O PSDB; SERÁ QUE É NECESSÁRIO DESENHAR PARA VOCÊS ENTENDEREM A VERDADEIRA FUNÇÃO DA INSTITUCIONALIDADE!!!!!!!!!!!!!!!????????? VAMOS ESPERAR ATÉ A NOVA PASSEATA DOS ANIMAIS DA CLASSE MÉDIA, QUE MARCARAM PARA O DIA 12, POUSANDO DE ANJOS MORALISTAS COM O AUXÍLIO DA GLOBO(OUTRO POÇO DE CORRUPÇÃO E CRIMES, ENTRE OS QUAIS ESTÁ O APOIO AOS MONSTROS DA DITADURA)PARA COMEÇARMOS A FAZER POLÍTICA E MOBILIZAR AS MASSAS CONTRA ESSE DEBOCHE!!!!!!!!!!!!?????????? Ou vamos fazer a disputa política, indo nas ruas denunciar o PSDB e a institucionalidade que o protege(incluindo-se a mídia, já que a Globo ontem fez uma reportagem para tornar palatável aos cérebros de azeitona dos animais da classe média essa história da carochinha que a “justiça” paulista criou para salvar o PSDB, principalmente Serra e Alckmin)ou os os fascistas conseguirão dar um golpe jurídico e convencerão nossa população alienada e nossa classe média imbecil de que o PSDB é composto por um bando de santinhos, que nossa mídia é honrada e que o melhor dos mundos é entregar esta país aos EUA. Estamos perdendo tempo debatendo a máquina conservadora feita para proteger a direita, temos que pensar imediatamente em como transformar esses absurdos citados nos dois post em motes para manifestações políticas que denunciem esses deboches ao Brasil.

  • Sem a participação ativa dos judiciário e ministério público, tal roubalheira jamais seria possível.
    Apesar da vergonhosa propaganda da quadrilha, os governos do PT são a pedra nas engrenagens da máquina, que precisa, urgentemente, ser expurgada.

  • Como somente os corruptores do Trensalão estão sendo investigados pela Justça, então chama os CAÇA-FANTASMAS para descobrir os corruptos tucanos!

  • Para mim, o judiciário brasileiro tem mais corruptos do que o próprio congresso. Nunca ví tanta parcialidade, tanta falta de decoro, tanta submissão à mídia e a um partido político, vazamentos de partes de processos sigilosos, sempre seletivos e convenientes. Julgam crimes iguais de maneiras totalmente diferentes, criminosos “amigos” ou protegidos da mídia ficam sem julgamento até os prazos prescreverem, apropriação indébita de bens de réus, e até mesmo de dinheiro, condenações sem provas, tudo isso sem o menor constrangimento, pudor, vergonha na cara. Um helicoptero com 450 quilos de cocaina é rapidamente liberado para o dono porque este era amigo e correligionário de político protegido , e não se fala mais nada sobre qualquer investigação sobre a origem e o destino do entorpecente. Chego a pensar que se Fernandinho Beira Mar se filiasse a certos partidos políticos ele seria rapidamente solto, livre para traficar à vontade. E todos eles com cargos vitalícios!!!. É uma situação preocupante, muito preocupante. Com um judiciário agindo como temos visto, a esperança de redução da corrupção no país vai só diminuindo, caminhando para a extinção.Lamentavelmente.

  • O maior problema do Brasil é a imprensa, seguido de perto do judiciário. As pessoas precisam sair da internete, se organizarem por cidades e desmoralizar a imprensa perante a população. Se formos esperar a reação do PT, é melhor deitarmos para não cansar e, ainda assim, pode vir tarde demais.

  • Os engenheiros fiscais do estado mais rico do Brasil são tão inocentes, coitados! Estou com pena de tão “probos” senhores. Solução: voltar pra escola e estudar as quatro operações na escolinha do prof. Raimundo. E o salário “Ó”!

  • Muito boa! Na verdade as corruptas seriam as empresas, como a Siemens e a Alstom. Estão querendo mudar a lei: o sujeito ativo da ação penal seria pessoa jurídica de direito privado e não mais pessoa física. Em Santo André houve um ensaio nesse sentido. Queriam colocar o PT no banco dos réus. O certo é que estão promovendo muitas carreiras de agentes públicos, na área jurídica, à custa de campanhas contra o PT.

  • A rigor, nenhuma novidade nisto. Apontem aqui uma só reportagem da velha mídia dizendo que entre 64-85 houve algum DITADOR aqui. De vez em quando, ela fala em DITADURA, mas foi uma DITADURA SEM DITADOR.

Deixe uma resposta