Condenação de Lula sem provas fará ONU condenar Brasil

Reportagem

press 1

 

Desde a condenação de Lula pelo juiz Sergio Moro em julho que a imprensa internacional vem sendo tomada por sucessivas matérias sobre o caráter político do processo e sobre a falta de provas contra o ex-presidente.

Matérias recentes da imprensa estrangeira sobre o quadro político no Brasil mostram como é distorcido o noticiário brasileiro. Duas entre as várias e proeminentes publicações norte-americanas e europeias que torcem o nariz para o processo contra o ex-presidente abordaram a condenação do ex-presidente e o quadro político no país.

A mera leitura do artigo do economista e pesquisador Mark Weisbrot sobre a sentença de Moro contra Lula justifica a convicção do advogado Cristiano Zanin Martins de que, entre o fim de 2017 e o começo de 2018, a ONU abrirá investigação formal contra o Estado brasileiro por suspeita de perseguir o ex-presidente sob motivação política.

Weisbrot se concentra fortemente na inacreditável falta de provas e na coação de criminosos para que acusassem o ex-presidente a fim de escapar de suas penas. O artigo foi publicado na mais antiga revista norte-americana, a The Nation, sob o sugestivo título “Líder mais popular do Brasil foi condenado por corrupção sob evidências frágeis”.

 

Líder mais popular do Brasil foi condenado por corrupção sob evidências frágeis

Mark Weisbrot, na The Nation magazine

“O ex-presidente do Brasil Lula enfrenta o seu sexto julgamento por corrupção”, afirmou manchete da Reuters na semana passada. Para quase todos os consumidores da mídia internacional, era tudo o que precisavam saber. Após a sentença de nove anos de prisão proferida em 12 de julho, poucos teriam dúvidas quanto à sua culpa.

Lula da Silva, um dos presidentes mais populares da história brasileira, deixou o cargo com aprovação de 80%. Ele também é o líder nas pesquisas sobre as eleições presidenciais do próximo ano. Claramente, seus oponentes – incluída a maioria dos principais meios de comunicação do Brasil – gostariam de tirá-lo do jogo.

É isso que essas acusações são? Vale a pena examinar as provas no caso em que Lula foi sentenciado, especialmente porque o juiz Sergio Moro começou com o mais forte dos seis processos abertos contra ele.

Lula é acusado de aceitar suborno sob a forma de um apartamento de propriedade da construtora brasileira OAS. A empresa comprou um prédio no qual Lula pagava cotas de um apartamento barato (cerca de US$ 67.000). De acordo com o tribunal, a OEA remodelou apartamento muito maior, no valor de cerca de US$ 843 mil, e o ofereceu a Lula pelo preço do apartamento original.

Quase todas as provas contra Lula são do testemunho de um criminoso condenado, José Adelmário Pinheiro Filho.

A primeira coisa que parece engraçado é que quase todas as evidências contra Lula são dos testemunhos de um criminoso confesso, José Adelmário Pinheiro Filho.

Ele é um ex-executivo da construtora OAS que foi ator-chave no escândalo infame da Lava Jato. O escândalo envolveu corrupção maciça na empresa petrolífera estatal, na qual os subornos foram pagos pelas empresas de construção para receber contratos a preços inflacionados.

Pinheiro obteve redução de mais de 80% de sua pena de prisão de 16 anos em troca de seu depoimento contra Lula.

Claro que houve muitos casos nos Estados Unidos e em outros países em que, por exemplo, uma mafia ou um chefe do tráfico de drogas é condenado com a ajuda de testemunhos de alguém mais abaixo na cadeia alimentar.  Mas, em tais casos, normalmente esperamos ver algumas provas corroborantes e sérias de que o réu cometeu o crime como alegado pela testemunha criminal – talvez documentos, testemunhas oculares ou evidências físicas.

No caso contra Lula, pesquisa-se em vão a existências de prova na sentença condenatória de 238 páginas.

Além disso, de acordo com o sistema jurídico brasileiro, o juiz presidente neste caso, Sergio Moro, também é procurador. Não só isso, ele conseguiu manter as pessoas presas até que falassem.

A International Bar Association (entidade que congrega sindicatos de advogados de todo o mundo) observa que “executivos seniores, mais acostumados a jatos particulares e hotéis de cinco estrelas, foram colocados em uma cela apertada de 12 metros quadrados com um banheiro aberto”, e observa que o CEO de uma grande empresa de construção e seu funcionário assinaram acordos de colaboração “após 105 dias de prisão policial e apenas cinco dias depois que os juízes derrubaram outro pedido de habeas corpus”.

As negociações de Pinheiro foram bloqueadas quando ele insistiu que Lula não teve nenhum papel na remodelação do apartamento – e ele contou a mesma versão da história que Lula.

O próprio Pinheiro passou cinco meses na detenção preventiva. O maior jornal do Brasil, a Folha de São Paulo, informou em junho de 2016 que as negociações de Pinheiro para o acordo de delação foram bloqueadas quando ele insistiu que Lula não teve nenhum papel na remodelação do apartamento e, de acordo com o relatório, repetiu a mesma versão da história que o ex-presidente.

Sobre o juiz: Moro foi pego várias vezes forçando as escalas da justiça no caso de Lula. No ano passado, teve que pedir desculpas ao Supremo Tribunal Federal por ter vazado na mídia conversas telefônicas entre Lula e seu advogado, entre Lula e Dilma e entre a esposa de Lula e seus filhos.

Moro também criou um enorme espetáculo de mídia com a condução coercitiva de Lula para interrogatório – uma prisão desnecessária, já que o ex-presidente sempre se ofereceu para responder a perguntas.

Mais de 200 policiais foram enviados para sua casa, com vazamentos antecipados para a mídia, para criar um drama televisionado de um ex-presidente que aparece como criminoso em todas as principais redes noticiosas.

De volta à evidência: a evidência documental consiste em comunicações internas da OAS indicando que algumas pessoas dentro da empresa achavam que o apartamento triplex estava sendo remodelado para Lula. Supondo que essas comunicações são genuínas (não temos como saber), no máximo isso indica que a OAS pode ter pretendido dar a Lula um presente de um apartamento remodelado a um preço bastante inferior ao seu valor de mercado.

Mas não há provas de que Lula ou sua esposa tenham aceitado o presente alegado ou tenham feito algum esforço para obtê-lo. Pelo contrário, há evidências muito fortes de que não o fizeram. Eles nunca compraram o apartamento e não há documentos que indiquem que eles pretendiam ou tentaram comprá-lo. E eles nunca sequer ficaram no apartamento, contradizendo claramente a teoria do “crime”, de que a OAS “deu” o apartamento a Lula mas disfarçou sua propriedade.

Vale a pena notar que a acusação de “lavagem de dinheiro” que fazia parte das manchetes mundiais, “Lula condenado por corrupção e lavagem de dinheiro”, é apenas um corolário da mesma acusação: o dinheiro é “lavado”, aceitando um apartamento em vez de dinheiro.

Parabéns para Moro e amigos para estratégias de mídia inteligentes: mais uma vez, as manchetes dão a impressão de ações criminosas em larga escala e múltiplas.

Uma vez que o apartamento triplex não terminou de ser construído até 2014, cerca de três anos depois que Lula deixou o cargo, o juiz Moro teve que se esforçar mais para convencer as pessoas de que Lula cometeu um crime.

Como nos Estados Unidos, não é um crime para um ex-funcionário público no Brasil receber presentes de empresas – veja os milhões de dólares que Hillary Clinton recebeu de Wall Street. Então, o juiz teve que achar que o “presente” do apartamento do qual Lula desfrutou era suborno.

A única “evidência” para essa conexão vem do testemunho do condenado Leo Pinheiro [ex-diretor da OAS].

[…]

Esse tipo de matéria está se tornando cada vez mais comum na imprensa internacional. E já influencia gravemente o Comitê de Direitos Humanos da ONU ante a flagrante violação dos direitos de Lula, pois trancafiar um septuagenário em uma cela infecta pelo resto da vida sem que esse homem tenha sua culpa inapelavelmente provada é um ato digno das ditaduras mais sanguinárias do mundo.

A direita brasileira não conhece a reputação de Lula mundo afora. Reportagem absolutamente isenta do Huffpost mostra como o ex-presidente é visto fora do Brasil. No exterior, na imprensa internacional todos reconhecem a grandiosidade de  sua obra como presidente da República. Vale ler.

A crise de corrupção no Brasil é problema de todos

Travis Waldron 

A condenação do ex-presidente Lula da Silva é um lembrete de que a crise do Brasil – que pode até levar a um Trump brasileiro – tem implicações globais. O maior poder não-nuclear do mundo e a quarta maior democracia está em meio a uma crise política que parece que não vai terminar.

Nos últimos três anos, o crescente escândalo de corrupção do Brasil envolveu centenas de políticos. A presidente Dilma Rousseff foi acusada no último outono e na quarta-feira passada os problemas do Brasil pioraram: um juiz federal condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção e lavagem de dinheiro.

A condenação e o encarceramento potencial de um ex-presidente, especialmente um candidato líder nas pesquisas para as eleições presidenciais do próximo ano, levará o Brasil ainda mais à crise. Mas também deve causar preocupação no resto do mundo. Sem um Brasil estável, será difícil – talvez impossível – resolver os problemas internacionais mais urgentes do planeta.

“O mundo precisa do Brasil”, disse Mark Langevin, chefe do Brazil Institute at George Washington University’s Elliott School of International Affairs.

O maior recurso natural do país, a floresta amazônica, é crucial na luta global contra a mudança climática e o debate sobre como protegê-la continua no Brasil.

O presidente Michel Temer, atualmente, está empurrando uma legislação que remova as proteções de uma área da Amazônia do tamanho de Portugal. E depois de anos de progresso substancial cortando as emissões de gases de efeito estufa durante a era Lula, essas emissões aumentaram nos últimos anos.

O Brasil também está no bom caminho para se tornar o maior exportador de alimentos e produtos agrícolas na próxima década. É o lar de quase um quinto da água doce disponível no mundo e está entre os principais produtores de biocombustíveis sustentáveis, o que significa que o país está posicionado para ajudar a enfrentar os efeitos potenciais das mudanças climáticas – incluindo a escassez de alimentos e água em certas partes do mundo.

As fortes relações do Brasil com a China e a melhoria das relações com outras potências mundiais – incluindo os EUA, a Rússia e a União Européia – também permitem que ele se envolva em “um grande ato de equilíbrio” entre nações, disse Langevin.

“Você não pode ter uma discussão séria sobre as mudanças climáticas, a sustentabilidade, a segurança alimentar, se o Brasil não estiver na mesa”, disse Paulo Sotero, diretor do Brazil Institute at the Woodrow Wilson International Center for Scholars, a Washington-based think tank.

Mas, acrescentou, “o Brasil que tem que estar à mesa é um Brasil crível, um Brasil que está gerenciando sua economia de maneira apropriada”.

Ai que está o problema. Agora, o assento do Brasil na mesa geralmente aparece desocupado.

O escândalo de corrupção é uma grande razão para isso. Da Silva – popularmente conhecido como “Lula” – não é o primeiro, nem será o último político a sucumbir à Operação Lava Jato, a expansiva operação anticorrupção que começou como uma simples investigação sobre lavagem de dinheiro em 2014, mas, desde então, cresceu e se tornou “O maior escândalo político do mundo”.

Temer, atual presidente do Brasil, também está enfrentando acusações de corrupção e suborno que poderiam desencadear processos de impeachment no Congresso e seus críticos alegam que seu apoio à lei de desmatamento amazônico é uma manobra para ganhar o apoio de atores influentes em uma batalha para salvar seu emprego.

O Brasil tem dificuldades em lidar com as mudanças climáticas, alguns observadores aconselharam até que Temer não criticasse efetivamente o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por tirar os Estados Unidos do acordo climático de Paris.

Essas mesmas alegações de suborno quase fizeram com que Temer ignorasse a cúpula do G-20 deste mês em Hamburgo, na Alemanha. Uma vez que finalmente decidiu participar, foi em grande parte uma reflexão tardia: ele não realizou uma única reunião de porta fechada com outro chefe de estado (o ministro das Finanças, Henrique Meirelles, foi a dois em seu lugar) e, talvez por causa dificuldade de decidir se ia mesmo participar da conferência, Temer viu seu nome omitido no programa de imprensa que listava outros líderes estrangeiros. Quando falou, insistiu que o Brasil não estava realmente enfrentando uma crise econômica.

Para muitos brasileiros, Lula pareceu ser a solução para muitos problemas do país. Ele foi talvez o presidente eleito mais transformador da história brasileira: um ex-líder trabalhista com pouca educação formal que se tornou o primeiro presidente da classe trabalhadora do Brasil. Um membro do Partido dos Trabalhadores, de esquerda, Lula, promulgou políticas sociais e econômicas que ajudaram a distribuir os ganhos econômicos da nação para pessoas com origens desfavorecidas semelhantes às suas.

O Brasil de Lula retirou cerca de 30 milhões de pessoas da pobreza. Suas políticas expansivas de bem-estar social ajudaram à remover o Brasil do mapa da fome mundial das Nações Unidas. O Brasil experimentou vastos avanços em alfabetização, educação e saúde pública, enquanto as políticas de ação afirmativa inspiradas nas da Dinamarca trouxeram brasileiros e mulheres negras para cargos de poder que nunca ocuparam.

A popularidade de Lula diminuiu em relação à aprovação astronomicamente alta de que desfrutava quando deixou o cargo de presidente, mas ele ainda está entre os políticos mais populares em um país onde políticos populares são escassos.

Uma pesquisa realizada no final de junho, antes de sua condenação, mostrou que ele era favorito para ganhar a presidência novamente em 2018. Sua condenação, no entanto, pode impedir que seja eleito, de uma vez que a lei brasileira proíbe os políticos condenados de ocupar cargos públicos.

Lula prometeu concorrer de qualquer maneira. Após a condenação, ele se chamou de “vítima de uma mentira” e disse “apenas o povo brasileiro tem o direito de decretar meu fim”. Mas se um tribunal de apelação confirmar a condenação e ele for impedido de concorrer, a corrida eleitoral de 2018 pode se tornar um assunto em aberto.

Isso preocupa especialistas políticos brasileiros. “A ausência de Lula na corrida eleitoral poderia abrir espaço para qualquer número de candidatos e as crises políticas e econômicas em dueto poderiam criar no povo a tentação de confiar em um político completamente desprevenido”, disse Sotero.

[…]

*

 O Blog da Cidadania vai ser modernizado com o apoio dos seus leitores, conforme foi  anunciado recentemente nesta página. Se você quiser colaborar com a construção do novo site e a manutenção do nosso trabalho – que será mais moderno, terá  muito mais conteúdo e ainda estará livre dos comentários fascistas – e puder fazer uma doação de qualquer valor, clique AQUI para doar com cartão de crédito ou boleto ou envie email para [email protected] para doar via depósito em conta corrente. 

45 comments

      • Fiquei pensando nos profetas da Biblia. Estudei Teologia e lá foi ensinado que os profetas bíblicos não adivinhavam propriamente o futuro mas com uma observação atenta no presente e com conhecimento do passado previam o que poderia acontecer. Acho que é o caso do Edu. Vem demonstrando uma perspicácia analítica na sua análise do presente respaldado no conhecimento do passado. Tendo em vista previsões suas que se confirmaram acredito também que a ONU condenará o juiz Moro.

        • Bom, ele teve ZERO de acerto em relação ao impeachment da Dilma…

          Disse, antes das eleições de 2014, q o PSDB iria acabar…

          Disse q a Lava-jato NUNCA chegaria no PMDB…

          Quer mais?

          • Em junho de 2013 disse que Temer iria trair Dilma, iriam submetê-la a impeachment e se assumissem desmontariam todos os programas sociais. É mentira que eu disse que a Lava Jato nunca chegaria ao PMDB. Mas disse que chegaria ao PMDB, ao PSDB e seria abafada, como foi.

  • Uma mulher magnífica

    HERDEIRA DE BANCO SUÍÇO DOA R$ 500 MIL A LULA APÓS BLOQUEIO DE MORO

    Roberta Luchsinger, herdeira da família fundadora do banco Credit Suisse, decidiu lançar um movimento de apoio financeiro ao ex-presidente Lula, que suas contas bloqueadas pelo juiz Sérgio Moro; “Com o bloqueio dos bens de Lula, Moro tenta inviabilizá-lo tanto na política quanto pessoalmente. Vou fazer uma doação para que o presidente possa usar conforme as necessidades dele”, diz Roberta

    http://www.blogdacidadania.com.br/2017/08/temer-ressuscita-a-engavetadoria-geral-da-republica-de-fhc/

    PS: Vamos aproveitar esse gesto maravilhoso dessa mulher extraordinária e lançar a seguinte campanha dentre aqueles que acreditam na inocência do Lula, como é o meu caso e de milhões de brasileiros bem informados, Manda alguém abrir uma conta para qual uma parcela das pessoas honestas desse país possa contribuir com a importância de R$ 10,00 (dez reais) para que Lula volte a recuperar a sua poupança. Veja, Lula deve pagar uma fortuna aos seus advogados, que são competentíssimos, ninguém dúvida, e por isso devem ser muito caros. Mas deve também ter o direito de se hospedar em um hotel 3 estrelas quando estiver percorrendo o Brasil de norte a sul, de leste a oeste, se preparando para 2018. Agora, para que o sacana do moro não tenha como bloquear o dinheiro depositado, provavelmente vai ter que ser aberta uma conta em nome do PT ou em nome de uma outra pessoa que não o Lula. Só um advogado pode explicar como isso pode ser feito sem que o moro possa fazer mais uma sacanagem. Eu dou o pontapé inicial na campanha depositando R$ 50,00 (5 x 10).
    A meta é que pelo menos um milhão de brasileiros participem.

    É isso o mesmo e que se fodam os coxinhas que ficarem putos com essa minha ideia.

    • Olha que já vi bobagens e alucinações nessa vida e neste site humorístico, mas dessa vez vocês se superaram. Coitado do Lula. Como vai ficar sem sua aplicação de quase 10 milhões? Ajudar alguém de fato necessitado ninguém quer… Parabéns ao site: divertindo gratuitamente as pessoas. Muita generosidade.

      • Idiota, Lula/PT já ajudou ao tirar 70 milhões da pobreza/miséria, que voces estão fazendo de tudo para voltarem à condição anterior…
        Lula é reconhecido tanto nacionalmente, basta ver QUALQUER pesquisa, de coxinhas ou não, quanto internacionalmente, basta ver QUALQUER publicação estrangeira.
        É questão de tempo, moro será preso.

          • Se um corrupto acha que merece a grana da popina está tudo OK então?

            Receber salário acima do teto é exatamente a mesma coisa que corrupção. Em ambos os casos a pessoa está se apropriando indevida e ilegalmente de recursos públicos.

            Portanto Moro é um corrupto igualzinho àqueles que ele diz combater.

            Isso não falar dos seus crimes de prevaricação, ao defender os corruptos do PSDB, Temer e aliados e crimes de abuso de poder ao perseguir desafetos políticos com acusações falsas e mentirosas.

          • Se um corrupto acha que merece a grana da propina está tudo OK então?

            Receber salário acima do teto é exatamente a mesma coisa que corrupção. Em ambos os casos a pessoa está se apropriando indevida e ilegalmente de recursos públicos.

            Portanto Moro é um corrupto igualzinho àqueles que ele diz combater.

            Isso não falar dos seus crimes de prevaricação, ao defender os corruptos do PSDB, Temer e aliados e crimes de abuso de poder ao perseguir desafetos políticos com acusações falsas e mentirosas.

        • Não devolve porque ele, como parte da mídia salafrária que lhe dá apoio, (contra petistas é claro, porque contra tucanos e a quadrilha que deu o golpe que ela também apoiou), é um gradessíssimo FDP.
          Caso ele acusasse algum tucano, com certeza seria escrachado. Mas pra esse imbecil togado, as falcatruas da corja tucana, da qual ele com certeza faz parte, não vem ao caso. Mas o que tenho notado Eduardo, é que muita gente já acredita que a tal mídia desavergonhadamente tucana e golpista, mente e muito e que esse togado é um perseguidor de Lula para atender a interesses de sua máfia.

  • A ONU não é polícia do mundo. Os estados membro são soberanos. Se é com isso que contam, podem preparar a vigilia na porta do presidio. Mandar energia pra ele, para ele não se sentir sozinho, sabe?

    Mas acho que ele nao vai ser preso não.

    • ♫ Isso, Belo: continue Adormecido. Mas não se surpreenda nem caia da cama quando acordar e se descobrir no lixão onde será arremessado em breve…

      • Quem foi “arremessado pro lixão” foram vocês pelegos puxa-saco de petralhas. KKKK
        E ai permanecerão por muito tempo.
        O PT acabou. O Apedeuta, o líder supremo, vai pro limbo.

        • Vai pro Antagonista com esse seu discurso bobo de que o PT acabou. O PT é o partido que mais cresce em filiações. Todo dia estou checando o número de filiações no site do partido e todo dia está havendo mais gente se filiando. PT é o único partido que está crescendo, mesmo debaixo de tanta pancadaria diária da mídia. Enquanto que PMDB, PSDB, DEM e PDT estão perdendo filiados.

        • Eu bem que avisei. Nuca desperte um ASNO. Ele acorda descontrolado, zurrando, dando coices e achando que está entre os da espécie dele. Para acalmá-lo, cabresto e espora nele!

        • Esta’ em negaçao 1122, palermao? Sem muita pesquisa, voce SABE que o PT vive o oposto do que voce esta’ proferindo. Boa sorte na sua luta pelo parlamentarismo covarde, pois é a unica forma de Lula, nao sendo impedido de concorrer, nao ser presidente.

  • Prezado Eduardo:
    “Weisbrot se concentra fortemente na inacreditável falta de provas e na coação de criminosos para que acusassem o ex-presidente a fim de escapar de suas penas.”
    Uma sociedade sadia é consequência da saúde das suas instituições e isso tem reflexo no seu desenvolvimento e bem estar da sua população.No entanto, quando essa sociedade apresenta uma quantidade enorme de disfunções, podemos dizer sem medo que é grande o seu grau de deterioração e para que isso seja revertido tem que ser tomadas providências urgentes e decisões de intensidades profundas para que sejam removidos os motivos e elementos que estão levando as instituições à falência. No caso específico do serviço público considero como elemento impeditivo da saúde de uma instituição o excesso de poder concentrado nas mãos de poucos e a falta de cobrança de resultados compatíveis com os objetivos e com a missão da instituição. Qual é o objetivo da justiça de um país, é sair punindo a torto e a direito ou buscar a punição de culpados com bases nas provas que mostram a culpa de alguem ? Coagir criminosos para que estes acusem pessoas contra as quais não se encontra provas, isto não é justiça e sim perseguição política. Qual é a missão do ministério público ?
    MISSÃO do MPF:
    Promover a realização da Justiça, a bem da sociedade e em defesa do estado democrático de direito.
    Eu pergunto se perseguir politicamente alguem é defesa do estado democrático de direito.
    Paises em que as suas instituições são sadias é com certeza uma sociedade sadia . Perseguição política é demonstração de fraqueza, de doenças que vão deteriorando o tecido social, eliminando a confiança das pessoas nas suas organizações e se aproximando do canto fúnebre da democracia e da liberdade.

  • Fica a esperança de que a pressão externa iniba a condenação do nosso ex-presidente que, ao meu ver, só cometeu um grande crime durante seus oito anos de governo: provou aos brasileiros e ao mundo que é possível acabar com a fome no Brasil e transformar este país na potência para a qual foi talhado. Vamos continuar lutando contra essa quadrilha que se apossou do poder no Brasil.

  • e dai ? ..uma vez SE condenado aqui, LULA estará cassado, inviabilizado, HUMILHADO em seu próprio país ..uma vergonha ..se não recolhido a um carcere qq

    e o que fazer ? se rebelar ? ..mas com quem ?

    ..cadê o POVO que – desinformado e covarde, é incapaz de ser mobilizado pelos movimentos ditos sociais – ele que com DILMA sentiu a quebra de CONFIANÇA após reeleição seguida de medidas liberais libertinas negadas em campanha ?

    O que fazer por exemplo SEM a IMENSA CLASSE MÉDIA de SP – o povo que VAI pra rua – que constantemente ainda aqui é INSULTADA por determinadas correntes ditas progressistas..

    ..ela, classe média, TAMBÉM sufocada pela elite e DESAMPARADA, abandonada pelo Estado que não lhe provê dos serviços e ainda é pressiona com regras e tributos além da conta ? Ela que ainda é LEVIANAMENTE ACUSADA de ser genericamente escravagistas, machistas, homofóbicos, racista etc

    realmente ..a qdade de ofendidos e desconfiados é IMENSA ..e não foi por falta de aviso pra que se EVITASSE estes erros e equívocos de julgamento que ainda são cometidos por INÚMEROS missivistas que insistem em falar em nome dos progressistas

    tai o resultado ..agora temos que esperar pela ONU, justo ela que ainda é comandada pelos EUA ..o país MIAS interessado para que este golpe de certo contra “o CARA”

    ..então, o que fazer por exemplo aqui em SP depois do FURACÃO autoritário chamado HADDAD que insistiu em realizar a vontade de minorias com medidas paliativas, MAQUIADAS e superficiais, enquanto a IMENSA maioria dizia não concordar ? (ciclovias mal planejadas, corredores despadronizados, experimentos MUNICIPAIS com drogados, bolsa pra pichador, estrangeiro, drogado e trans entre outras..)

    ..pois é meu caro ..minha preocupação é que LULA, um líder excepcional e um presidente maravilhoso PARA O SEU TEMPO, hoje paga um enorme preço aqui em SP, não só pela perseguição de seus desafetos CRIMINOSOS e golpistas, como tb pelos erros dos seus discípulos que NÃO souberam nem aprenderem com o mestre a lidar e conquistar a simpatia e a confiança do povo ..em especial da classe média que ma maioria, tem origem SIM, na periferia e favelas deste país ?

  • Caro Eduardo,

    Todo mundo sabe que o ex-presidente Lula foi condenado sem nenhuma prova, até mesmo o Ministério Público e o Poder Judiciário, mas há um fator preponderante que vem assolando este país que se chama elite, e é justamente essa elite enfurecida e preconceituosa, que vem usando dos meios mais espúrios, que não quer mais o Lula no comando do Brasil. A ONU certamente condenará o Brasil pelos desmandos que estão sendo praticados contra o ex-presidente, mas essa gente que tomou o poder, embora sabendo dos prejuízos que essa condenação acarretará, parece não estar nenhum pouco preocupada com isso. Por isso, eles não vão recuar dos seus objetivos de destruir o Lula e o país, muito pelo contrário, vão agir com mais veemência, o que aliás já vem acontecendo.

  • Moro pode transformar o Lula num Mandela. E aí cabe a pergunta, para aquele que quer “passar para a história”, alguém lembra quem foi o juiz que condenou o líder negro sul-africano?

  • Edu,

    eu só gostaria que você explicasse porque nós podemos confiar na ONU, já que ela é dominada pelos EUA.

    Torço para que você esteja certo.
    Abraços.

  • The Nation Magazine é mais de esquerda que Eduardo Guimarães. É mesma coisa que o Maduro dizer que a Carta Capital o defende.

    Mais do mesmo. O de sempre.

    Próximo!

  • Um ministro outlaw ou

    UM GILMAR MENDES HILARIANTE

    Veja o que ele diz: ““Brasil está em crise sem tamanho porque ninguém cumpre a lei”

    Gilmar: “Brasil está em crise sem tamanho porque ninguém cumpre a lei”

    Ministro Gilmar Mendes durante sessão plenária do Supremo Tribunal Federal (STF) para julgamento da validade das delações da JBS (José Cruz/Agência Brasil)

    Para o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, “o Brasil está em uma crise sem tamanho porque ninguém cumpre a lei”. Ele diz que o Ministério Público é o primeiro a não seguir o que mandam as leis; “Quem sai aí a cometer crimes não é a Polícia Federal, mas o Ministério Público, ao violar as regras básicas”, disse Gilmar em entrevista à rádio Jovem Pan

    OBS: o exemplo vem de cima. O primeiro a descumprir a lei chama-se Gilmar Mendes. Por isso que a declaração do descumpridor da lei é hilariante. Ou seja, ninguém cumpre as leis, e o comandante dessa zorra total se chama Gilmar Mendes. Já ouviu falar nele? Pois é, ele está puto com o ministério público porque o MPF finge que quer prender ou condenar alguns amigos do Gilmar (Aécio Neves, Michel Temer, Serra, dentre outros ladrões antigos). Gilmar está certo: o acordo inicial com o MPF era de que a Lava Jato só prenderia PTista. Eis a razão da discórdia.

    Gilmar mendes é um outlaw judge

    • Creio que seja uma opção para que o sacana do moro, não tenha poderes (mais do que já deram a ele, nunca houve um juiz com tantos…hehehe…fajutos) para impedir nosso candidato em 2018. tamujunto.

  • A sanção internacional é importante, mas a única coisa que pode defender o Lula é povo na rua para derrubar o golpe. Se o Lula for preso por pretexto à toa e sem prova, ficarão mais à vontade ainda para passar por cima dos movimentos e forças progressistas do país. Já estão sob ataque as lideranças indígenas e rurais, os blogueiros de esquerda, manifestantes…

Deixe uma resposta para Carl Cancelar resposta