Quase 2 anos após escândalo da J&F, tucanos se movimentam por expulsão de Aécio

A Operação Ross investiga denúncia de que a JBS teria pago propina de R$ 128 milhões a Aécio e a seus aliados, de 2014 a 2017, tendo parte desse valor servido para alimentar a compra de apoio político na campanha eleitoral de quatro anos atrás. Delações do empresário Joesley Batista e de outros executivos do grupo J&F também indicaram o pagamento de uma “mesada” de R$ 50 mil ao senador.

Seis “provas” da inocência de Lula no caso do sítio

Enquanto Aécio Neves continua solto após o país tê-lo ouvido, em áudio, pedindo a Joesley Batista parte dos 126 MILHÕES de reais que o empresário diz que pagou ao tucano, Lula está preso devido a acusação de outro delator que não apresentou uma só prova. Agora, tentam condenar o ex-presidente, de novo, sem provas. Mas provas de inocência há várias. Confira.