A estratégia de Dilma para atravessar 2015

Análise

estratégia capa

 

Eis que chegamos ao último post de 2014, ano que termina em meio à antecipação de medidas que irão viger no segundo governo Dilma Rousseff – a saber, os anúncios de parte do novo ministério e de redução de BENEFÍCIOS trabalhistas.

Tanto o que diz respeito à composição política do novo governo quanto o que a mídia oposicionista vem chamando de “redução de direitos trabalhistas” integram estratégia montada pela presidente e sua equipe para vencer um ano que será o mais duro enfrentado pelos governos do PT desde que começou a governar o país, em 2003.

Vale registrar que desde que foi anunciada redução de BENEFÍCIOS trabalhistas nos telejornais da noite de segunda-feira (29) que o autor desta página vem sendo procurado por leitores que pedem sua interpretação dessa redução.

Antes de adentrar o tema central do texto (a estratégia político-econômica do governo para o ano que chega), há que analisar que condições são essas que fazem de 2015 o ano mais difícil para o governo do PT desde que o partido chegou ao poder.

O quadro abaixo mostra que partidos ganharam e que partidos perderam representação na Câmara dos Deputados na próxima Legislatura. Analisemos.

estratégia 1

 

Apesar de o PT ter eleito a maior bancada da Câmara, essa bancada sofreu forte redução. O mesmo se deu com o PMDB. Assim, com a perda de representação dos dois maiores partidos da base aliada, essa base será menor no segundo governo Dilma, enquanto que a oposição chega reforçada ao novo Congresso, com o PSDB ganhando força e liderança para fustigar o novo governo.

Enquanto isso, analistas econômicos já preveem que a política irá prejudicar a economia, sobretudo porque o suspense que as autoridades judiciárias e o Ministério Público estão fazendo sobre os envolvidos na operação Lava Jato torna incerto o futuro, o que inibe ainda mais os investimentos.

Então ficamos assim: governo politicamente mais fraco no Legislativo e economia quase sub judice – exageros à parte. E, como se não bastasse, mídia e oposição vêm flertando abertamente com a ideia de interromper o novo mandato de Dilma, caso o cavalo lhes passe encilhado à porta.

A estratégia dos adversários de Dilma para 2015 fica clara nos comentários políticos na mídia que sucederam o anúncio de redução de certos BENEFÍCIOS trabalhistas. Tomemos como exemplo o seguro desemprego. Pelas novas regras, só será pago após um ano e meio seguido de trabalho e não mais após seis meses.

Antes de prosseguir, vale analisar a história do seguro-desemprego, implantado no Brasil durante o governo José Sarney.

estratégia 2

A matéria acima é de 1998, no estertor do primeiro governo Fernando Henrique Cardoso. Como se vê na matéria, àquela época o país tinha 4,4 milhões de desempregados para uma população de 158 milhões. Hoje, o Brasil tem 1,2 milhões de desempregados para uma população de mais de 200 milhões.

Não é segredo para ninguém que o país hoje, apesar da crise, vive uma situação de quase pleno emprego – em novembro, a Pesquisa Mensal do Emprego, do IBGE, detectou 4,8% de desempregados em um país que há pouco mais de dez anos tinha cerca de 12% de desemprego.

estratégia 3

 

Como se vê, mudar a regra do seguro desemprego, neste momento, faz todo sentido porque a massa desempregada é muito pequena, praticamente residual.

Por outro lado, as novas medidas do governo no que diz respeito ao Trabalho, também se amparam em lógica, em redução de bondades exageradas que vêm custando caro ao país sem necessidade.

Matéria da Folha de São Paulo do último dia 29 de dezembro sobre endurecimento das regras de concessão de pensões por morte reflete o problema que as medidas do governo corrigiram.

estratégia 4

 

Independentemente disso tudo, porém, o que se vê é uma manipulação descarada dos fatos. No mesmo jornal que apresentou dados corretos, vemos um colunista dizendo que Dilma estaria cometendo estelionato eleitoral ao mudar concessão de BENEFÍCIOS trabalhistas exagerados que, adequados à realidade, podem melhorar as contas públicas.

estratégia 5

O leitor deve ter notado que a palavra BENEFÍCIO aparece em destaque ao longo do texto. Isso se deve ao fato de que não houve redução alguma de direitos trabalhistas. O que sofreu redução foram benefícios. Direitos do trabalhador que Dilma prometeu não tocar, durante a campanha, referem-se a fundo de garantia, 13º salário etc., etc.

Não é de hoje que o PSDB flerta com redução desses direitos. E, à diferença do que diz o colunista da Folha, as medidas adotadas por Dilma estão longe de ser “duras”.

Esse preâmbulo serviu para contextualizar o ambiente em que Dilma começa o primeiro mandato. Os entusiastas de arrocho salarial e supressão de DIREITOS trabalhistas se farão de indignados com medidas necessárias de ajuste na economia.

Essas medidas de ajuste se fazem necessárias porque, para impedir que o povo sentisse a crise, o governo acabou permitindo certa piora nas contas públicas que poderá ser corrigida com medidas brandas como as anunciadas nesta semana.

Ao contrário do que dizem, Dilma não disse, durante a campanha eleitoral, que não faria ajustes na economia. O que ela disse foi que a intensidade dos seus ajustes seria muito menor do que a dos adversários Marina Silva ou Aécio Neves, sobretudo no que diz respeito ao nível de emprego.

Com a base aliada mais fraca e menos fiel no Congresso, Dilma optou por um novo ministério composto por articuladores políticos que ajudarão a fidelizar mais essa base aliada. Além disso, já começou a adotar medidas que devem pôr em ordem as contas públicas sem maiores sacrifícios para o trabalhador.

Por último, os fatos mostram que a Comunicação receberá prioridade no segundo mandato. As indicações de Ricardo Berzoini para o Ministério das Comunicações e de Alessandro Molon (*)(PT_MG) para a Secom revelam essa estratégia.

Berzoini é conhecido dos leitores desta página. Já o entrevistei algumas vezes. Só em 2014 foram duas  – aqui e aqui. Quanto a Molon, ele é, simplesmente, o patrono do Marco Civil da Internet.

Agora, se me perguntarem se essa estratégia de Dilma para enfrentar o golpismo tucano-midiático em 2015 será suficiente ou adequada, terei que responder que não sei, que me falta uma bola de cristal. Porém, para mim está claro que Dilma não está cochilando.

(*) Após a confirmação dos nomes de ministros que faltavam, ficou-se sabendo que Thomas Trauman será mantido na Secom. 

161 comments

  • Caro Eduardo
    FELIZ 2015, com muitos novos e maravilhosos textos, com mutias lutas na frente, e serão muitas mesmo, que a FORÇA esteja com você e com toda sua família.
    FELIZ 2015 para todos, pois teremos que ter muita FORÇA mesmo.
    Saudações

  • Perfeito, Edu, didático. E vem cá, como esse Melo Franco da Falha vai dizer que aumentar o direito ao seguro-desemprego de seis meses para um ano e meio é acabar com direito trabalhista? Me parece uma medida razoável, inclusive. Patrões, micro-empresários inclusos, reclamavam desse período muito curto, com razão.
    E o pig não fala que o salário vai reajustar acima da inflação em janeiro, mantendo a política de valorização do salário mínimo. Vai para 778 Reais, senão me engano
    A estratégia do pig é clara, Edu. Minar a base de apoio da Dilma na sociedade. Acabar com a união da esquerda formada a partir do segundo turno

    • Declararam guerra, tripudiaram em cima do governo tentando o golpe ou a sua paralisação e Dilma calada sem reagir a altura. O pingo d’agua foi a Veja golpista aliada do Moro vazador na tentativa do golpe pró aécio. Desde o primeiro minuto devemos ir as ruas de 2015 em defesa das reformas estruturais, principalmente lei da mídia e financiamento publico das campanhas.

  • Tenho a mesma percepção.

    Porém há nas mudanças dos benefícios um detalhe que não entendi:

    Um aposentado que ganhe 2 salários mínimos e cuja esposa não tenha renda, deixará uma pensão de 1 salário mínimo para a esposa?

  • Dilma venceu no 1º, 2º e 3º turnos. Vai assumir, vai governar (com dificuldades) com essa base aliada, mas, considero que vai ganhar também nesse 4º turno de 4 anos. Agora é respirar um pouco, sair das cordas e enfrentar a mídia familiar. Com isso me dou por satisfeito e a espera de Lula em 2018.

  • Serão sempre os nossos inimigos de plantão,pig e oposição anti patriótica,o + importante é continuar com o pleno emprego,e salários subindo,o salário desemprego,foi implantado,quando o emprego não eram constantes como hoje,por isto,era pago a cada 6 meses,ser pagos com prazos maiores,acho que estão certos,pois o emprego continuam em abundância.

    • O Brasil precisa das reformas estruturais para que não precise de heróis e heroínas, seguindo seu curso, seu destino de grande Nação. Triste do país que precisa de heróis.

  • Há desemprego no Brasil e é muito pequeno, mas há. E como hoje é mais fácil arrumar emprego, é uma mexida que vai economizar algum dinheiro. Todas as medidas juntas redundarão em economia de 18 bi. Está ótimo. Vale a pena apertar um pouco. Ganharemos lá na frente. Só que sem uma hecatombe social, como o PSDB faria

  • Para encerrar 2014, o ano que não quer terminar (pelo menos para a oposição derrotada, fascista e para a mídia porta voz dos derrotados), analisemos, com frieza e bom senso, este artigo do Edu e os dados apresentados, e vamos à LUTA, que é o que vai exigir dos verdadeiramente progressistas e de esquerda o ano duríssimo de 2015. Pois, que ele venha. Estaremos preparados para enfrentá-lo com as armas da democracia, da frente de esquerda que se articula pa isolar os grupos fascistas de todos os matizes. Valeu e parabéns, Edu.

  • Prezado Eduardo Guimarães,

    Muita saúde pra você e toda a sua família neste 2015. Muito bom o seu esclarecimento sobre as medidas do governo federal. Vamos em frente, oxalá consigamos todos nós com muita determinação e união avançar na democratização das comunicações no Brasil. Um grande abraço.

  • Caro Edu. Feliz Ano Novo para você, seus familiares e também para todos nós brasileiros. Desejamos um pronto e rápido estabelecimento da tua querida filha Vitória. Um forte e fraternal abraço.

  • Parece uma analogia ingênua ou descabida, mas, para mim, Dilma é o maestro (ou maestrina) dessa orquestra chamada ministério. Como sempre, você, Eduardo, abre os olhos e as mentes de seus leitores. Suas observações são aulas de reflexão sobre o modo de se fazer política no Brasil. Só não entende quem é muito tacanho ou pessimista demais. Quando você mostra os argumentos da mídia golpista e em seguida os rebate, é de uma gentileza civil fora do comum. Seus artigos são a marca do seu blog. E o título do blog você segue à rica. Me sinto (por mais que escreva errado) orgulhoso por ter meus comentários publicados aqui. Parabéns, Eduardo e obrigado por me proporcionar os mais ricos textos que posso ler na internet.

      • Perfeito! ocorrem muitas fraudes na concessão deste ”Benefício”. Tanto que há alguns segmentos de mercado que praticamente compões o seguro desemprego como parte factual do salário. Explico:- No comércio varejista, pequenas indústrias, servicós domésticos, ao admitir um empregado, fica antecipadamente combinado, que findo 6, 7 ou 8 meses, o patrão(patrão?) demite o empregado, porém o mesmo fica recebendo paralelamente um salário por fora e o ”Benefício” pago pelo Estado durante 3 meses. Sempre me senti indignado com essa prática, mas ela é recorrente. Chega! Outra bela fraude são os ”casamentos” arranjados entre pessoas terminais e fortes e jovens ”beneficiárias”. Sei que a cultura brasileira do levar vantagem em tudo sofreu aí um grande golpe. Há outras práticas envolvendo lançamentos por fora, para evitar-se o pagamento do IR, ”acordos’de demissão em que se devolve a multa de 40%. E por que isso? Porque nossos formadores de opinião batem no peito com orgulho o fato de sonegarem ao ”governo” impostos legítimos, em que se todos pagassem corretamente, a política fiscal poderia ser revisada. Há outras fraudes, desta vez, do outro lado do balcão, pois os governos estaduais têm total autonomia de praticarem verdadeiros confiscos em ítens de consumo obrigatório, como a energia elétrica, em que após os 200kW/mês a alíquota do ICMS dá um salto de 12% para 25%, um número absurdo pois desconheço em meu meio quem utilize menos de 200kW/mês(geladeira, máquina de lavar, chuveiro, computador, iluminação ou até mesmo 1 aparelho de ar condicionado não são ”luxos” para uma vida digna e moderna) e o que dizer dos pedágios estaduais, que além de ser uma bitributação em cima do IPVA são uma verdadeira caixapreta que nem mesmo uma CPI da Assembléia consegue desvendar. É a mídia tem duas réguas. Mas o que mais me indigna é o cerco em que nossos ouvidos são bombardeados diariamente, pois não temos uma única opção de ouvir uma rádio que seja imparcial. Jovem pan(campeã), CBN(vicecampeã), Bandeirantes… têm verdadeiros times de comentaristas que em nenhum momento usam a cartilha do jornalismo que foi ensinada nos cursos superirores de jornalismo. Convocam ”especialistas” para detonarem a verdade.
        Eduardo, me responda: Quando teremos alguém da estirpe de um Samuel Weiner novamente? Gostaria que houvesse um prêmio com esse título para os que realmente dessem uma chance para a verdade.
        Que Berzoini e Molon façam um bom trabalho, que corrijam o desserviço causado pelo Paulo Bernardo e que O Franklin assessore bravamente essa escolha de nossa presidenta.
        2015 poderá ser menos fácil. Mas do alto de meus 53 anos, nunca imaginei ver meu país em situação tão confortável quanto a de hoje. Há exatos 30 anos, eu passei o reveillon desempregado, pois o que mais víamos na frente das empresa era: Não há vagas(e ainda tinha o tripudio sarcástico complementar, Não insista!). Bom… passado, mas que é incompreensível para nossos jovens que não sofreram, e até me sinto responsável por tê-los poupado de alguns sofrimentos.

        Novamente, Edu, Sejamos ainda mais felizes em 2015! Abraços, companheiro!

        Douglas Quina
        Mogi Guaçu – SP

  • Eduardo.

    Sendo seu último post do ano, aproveito- o para desejar a vc, sua famiília (em especial á Victória),
    extensivo aos companheiro da família Cidadania, UM ANO NOVO de grandes alegrias, saúde, paz e
    prosperidade.
    Junto, o meu abraço fraternal.

  • Edu, Alessandro Molon é aqui do Rio! Votei nele e o considero um dos melhores do Rio. Estrou surpresa com sua nomeação> Surpresa e muito feliz! Ele merece! Dilma sabe o que faz, confio nela e apoio todas as suas indicações. Sei que ela está fazendo o melhor que pode, tendo em vista a situação atual.

  • Texto maravilhoso, análise precisa, aliás como sempre.
    Um 2015 cheio de felicidade ( por conta das batalhas que certamente iremos travar e muito possivelmente vencer).

  • É difícil explicar esta diferença entre benefício e direito para o trabalhador. A mídia vai se aproveitar muito disso.
    Fico feliz que Dilma tenha acordado para o jogo político, mas espero que as boas indicações para a Comunicação representem uma rápida mudança no contato com o público. Já passou da hora de a presidente ter um porta-voz ativo, de produzir vídeos online e enviar e-mails aos eleitores falando sobre temas importantes. Apanhar calado já está mais do que insuportável

  • Prezado Eduardo,

    Você acha justo um aposentado ( vamos supor que a média do valor de aposentadoria no país hoje seja R$2.000,00 ) que contribuiu durante mais de 40 anos ( e cuja esposa não tenha renda ou tenha renda de 1 salário mínimo, hipótese muito próxima da realidade brasileira ), ao falecer deixe uma pensão para sua espoa de apenas R$1.000,00 ?

    A Dilma quer matar os velhinhos para aliviar o gasto com a Previdência?

    • Osvaldo, não é o seu caso! Ou alguém de sua eloquência deixaria apenas a pensão como herança? Ou é má fé ou incompetência. Menos meu irmão…. menos….
      Douglas Quina

  • Caro Eduardo,

    Desejo a voce e a sua familia um Ano Novo Cheio de Prosperidade, com muita SAUDE E ALEGRIA , e que possamos continuar na Luta por um Brasil mais Solidário e Humano.Espero que em 2015 possamos marcar o nosso Churrasco, para o encontro de nossos amigos.

  • feliz ano novo EDU !, só espero que nos os aposentados ” que não podemos mais trabalhar ” sejamos mais sacrificados de novo, tome umas por mim.

  • Desculpe Edu,mas a informação sobre a Pensão por Morte é inverídica.Recentemente meu cunhado faleceu.Ele havia parado de contribuir desde Set/2010.Fui então com minha irmã dar entrada no Benefício Pensão por Morte e o pedido foi indeferido.Ele havia contribuído durante 28 anos.Teremos que tentar via judicial.Tanto nao é tão simples assim como o valor a ser pago depende das contribuiçoes efetuadas.Esse valor que a reportagem informa é para quem contribuiu com o teto e não para todos os beneficiários.

  • Interessante a matéria. Mas acho que a comunicação do Governo (e não sei para que ela serve a não ser para encher os sacos dos Marinhos, Frias, etc., pagando inclusive para falar mal do Governo), continuará como está, com o Sr Trumman a frente, que em outras épocas fazia reportagem para esses veículos, e que não mudou a sua linha de trabalho, não vem a público para preparar o povo para essas tais medidas…
    Agora o grande questionamento é, e acho que deverias fazer uma matéria sobre isso:
    1. POR QUE o Governo não lança medidas para combater a CORRUPÇÃO? Dar a poderes para a Polícia federal o Ministério Público investigar é muito pouco… isso só depois que as porteiras estão abertas, e a quanto tempo estão abertas?
    2. POR QUE o Governo não lança medidas de combate a SONEGAÇÃO? ELISÃO FISCAL?
    3. POR QUE o Governo não lança medida com o IMPOSTO PROGRESSIVO das GRANDES FORTUNAS?
    Mas antes de lançar as medidas vai na televisão, usa os meios de comunicação preparando, explicando ao povo de sua necessidade de fazer isso, para ganhar a opinião pública, e fazer esse TRUMMAN trabalhar… que ele é igual a esse Zé Cardoso que não manda na Polícia Federal… de onde que sai os vazamentos seletivos?
    Agora só mais um comentário, e estou ácido hoje… Como a Presidenta Dilma nomeia Ministros que não tem conhecimento ou qualquer que seja algum vínculo com a pasta? Exemplo disso, podemos citar o Ministro do Esporte, o Ministro dos Transportes… sei não… Acho que começamos com um pé atrás, na defensiva…

  • Fora de pauta. Eduardo, estou ficando preocupado com esta aproximação dos Estados Unidos com Cuba. Já houve o primeiro entrevero. Os “dissidentes” na ilha já deram um sinal de que querem derrubar o governo a qualquer preço. Foram presos. O governo americano já se manifestou, contrariamente às prisões. Imagine você quando os “maiamitas” e a CIA viajarem para a ilha com o único propósito de municiar a sua gente e criar uma batalha sangrenta. Com certeza, serão capazes de enforcar as autoridades cubanas.

  • As eleições no Brasil são muito centradas nos cargos majoritários: ninguém liga para o Legislativo.
    Elege-se um presidente – ou prefeito, governador – progressista que fica de mãos atadas com um parlamento conservador.
    Digo isso porque entendo perfeitamente a necessidade que se impõe para tomar medidas mais ou menos duras nos casos desses chamados benefícios trabalhistas – embora desconfie que o pacote governamental é mais pesado do que o que realmente pretende, apostando que lá na frente, com os debates, se chegará a um meio-termo.
    Por outro lado, fico triste que toda essa, por assim dizer, “valentia republicana” não se apresenta quanto à necessidade de outras medidas igualmente duras, mas que afetariam um grupo muito pequeno da sociedade: taxação de grandes fortunas, aumento de imposto sobre heranças, fechamento de cerco contra grandes sonegadores (vocês sabem, aquelas coisas que os “comunistas bolivarianos” de Washington, Londres, Paris e Estocolmo estão acostumados a fazer em seus países).
    Mas é que com esse Congresso que está por chegar, não dá. O mesmo Congresso, no entanto, depois de fazer uma média com alguma proposta paralela para adocicar a medida amarga, vai alterar os benefícios dos trabalhadores sem nenhum problema.
    Portanto, mexer com a turma do andar de cima, ainda mais com o Congresso que teremos a partir de 2015, aí sim é que dá pra encher o peito e afirmar: “nem que a vaca tussa”.

  • Mais uma vez a comunicação do governo fica a desejar . Soube dessas mudanças por colegas de trabalho e todos repetiam :” Ela não disse disse que não prejudicaria o trabalhador?” Aguardo as mudanças que acredito ocorrerão pois Dilma já mostrou que é ela quem comanda . Feliz ano novo a todos.

  • Concordo com a maioria das medidas, pois há muitas pessoas se aproveitando do sistema, porém deve ser para todos, inclusive funcionários públicos.
    Agora discordo totalmente nesse fato, alguém me poderia responder se está correto:

    Uma pessoa acima de 44 anos tem vitaliciedade para a pensão, mas isso seria no valor de 50% e não 100%??

    Concordo que uma pessoa por exemplo: 22 anos “não tenha” vitaliciedade, como concordo com a vitaliciedade de pessoas acima de 44 anos, mas reduzir o valor para 50% para mim é um soco na cara, pois na minha visão atenta contra o social, pois são pessoas que a partir dessa idade gastam mais com saúde, não podem trabalhar etc…

    Feliz ano novo para todos!

  • Caro Eduardo, para a SECOM foi indicado o Thomas Traumann (realmente é traumático) e não o Alessandro Molon, que acredito seria até um nome melhor para o momento que vivemos de intenso ataque pig-midiático.
    Abraços e um belíssimo ano novo para todos e todas.

  • Eles tem o trio mais delicado e suspeito do mundo:Reinaldo, Josias, Mainardi. Ao contrário, temos o grande Edu,Nassif, e outros. Os blogs sujos já são uma religião. Pautam acontecimentos. Hoje o Pig fala e ninguém abaixa a cabeça. Assim como muitos companheiros, aboli a Globo, Folha e outros lixos da minha vida. Então, que venha 2015.Boa sorte à nossa presidente.

  • Prezado Eduardo:

    O que é estratégia ?

    “Conjunto de ações e providências de uma corporação, instituição, setor, região, governo, etc. destinado a viabilizar o seu avanço, buscando-se navegar com maior segurança possível num universo de incertezas não só quanto ao futuro como tambem ao presente, mobilizando, motivando e condicionando colaboradores para atingir um elenco de objetivos previamente estabelecidos” definição contida no livro O HOMEM, O ARCO E A FLECHA, de Luiz Fernando da Silva Pinto, Ed. FGV.

    Vê-se na definição acima que a estratégia nos indica o caminha para atingirmos de modo mais rápido o(s) objetivo(s) que buscamos alcançar.

    Ainda segundo o autor acima citado há algumas área notáveis do processo estratégico. De um total de 11 àreas a que o autor faz referência, citarei apenas 4, são elas:

    1.Eliminar fragilidades e vulnerabilidades internas, demarcando pontos a melhor no funcionamento do sistema , aconselhamento dos gurus.

    2.Resistir a eventuais agressões e resistir, e neutralizá-los. Construção de parcerias e alianças.

    3.Observar sistematicamente o passado como subsídios para ações futuras: valores culturais.

    4.Criar um ambiente propício à ação estratégica. Pensar e agir estrategicamente.

    Obs: lembre-se que enquanto o soldado pensa somente no combate, o comandante pensa
    E muito na estratégia.

    Todos os dados econômicos nos levam a acreditar que o ano de 2015 não será ruim apenas para o Brasil e sim para toda a economia mundial, sendo que estes últimos ( dados externos) vão influenciar e muito o desempenho da nossa economia e consequentemente influenciarão as políticas sociais do governo Dilma, razão porque as providencias que ela está adotando agora é para “ navegarmos com a maior segurança possível num universo de incertezas “ no futuro que está batendo às nossas portas e que está dilacerando muitos países que foram na onda do neoliberalismo ; este modelo que quebrou o mundo, concentrou renda, está destruindo a classe trabalhadora e que tem como defensores dentro do Brasil o PSDB, o DEM, o PPS e outros penduricalhos políticos que damos o nome de partidos.

    “Tanto o que diz respeito à composição política do novo governo quanto o que a mídia oposicionista vem chamando de “redução de direitos trabalhistas” integram estratégia montada pela presidente e sua equipe para vencer um ano que será o mais duro enfrentado pelos governos do PT desde que começou a governar o país, em 2003”

    Para se ter uma idéia basta dizer que entre 1985 a 2012 o crescimento médio do PIB brasileiro foi de 1,4% ao ano, sendo que entre 2004 a 2012( governo do PT ), essa média foi de 2,8% ao ano. Claro que esse aumento deveu-se ao mercado internacional de commodities, razão porque com a economia mundial em franco esfriamento, o comercio exterior brasileiro sentirá os efeitos dessa crise.

    “Vale registrar que desde que foi anunciada redução de BENEFÍCIOS trabalhistas nos telejornais da noite de segunda-feira (29) que o autor desta página vem sendo procurado por leitores que pedem sua interpretação dessa redução.”

    É bom que se diga que há uma diferença muito grande entre reduzir benefícios do trabalhador e outra coisa é corrigir desvios na política de benefícios , ou seja, aprimorar a sua continuidade. Não devemos esquecer que a marca dos governos do PT ( LULA/DILMA ) é a política de beneficiar o trabalhador e de incluir na economia os menos favorecidos e que tambem constroem o Brasil, dando-lhes o direito de uma verdadeira cidadania. Analisem o gráfico abaixo e vejam porque o PIG vive a falar mal do governo do PT.

    Despesas com programas de transferências para os mais pobres: 2002 versus 2012

    % do PIB
    2002 2012

    Bolsa família………………………………………………………………………………… 0,11……………..0,48
    Beneficios aos idosos e aos deficientes de baixa renda ( LOAS )…………. 0,23……………..0,66
    Benefícios previdenciários urbanos = 1 SM……………………………………….. 0,80……………..1,26
    Benefícios previdenciários rurais = 1 SM…………………………………………….1,12……………..1,53
    Subtotal de despesas com impacto redistributivo ( A)………………………….2,27……………..3,93
    Abono e seguro desemprego ( B)………………………………………………………0,49……………..0,88
    Total das despesas com impacto redistributivo e vinculadas ao SM
    ( C ) = ( A ) ( B )………………………………………………………………………………2,75……………..4,81
    Total da despesa primária ( D)………………………………………………………….15,72…………..18,28
    ( A ) / (D)………………………………………………………………………………….14,4.%……………21,25%
    (C) )/ ( D )…………………………………………………………………………………..17,5%…………….26,3%

    OBS: Ver pag. 170 do livro POR QUE O BRASIL CRESCE POUCO ? Autor: Marcos Mendes
    Ed. Campus.

    Observe que os dados são em termos percentuais do PIB. É por isso que o PIG e a oposição fala tão mal do governo popular do PT, pois, nunca se investiu tanto no social como nesse governo. Será que um governo que tem compromisso com o social e cujo compromisso é uma das suas bandeiras e objetivos de governo, vai adotar medidas contra os trabalhadores ?

  • Ouvindo A Voz do Brasil e postando: Feliz ano novo ! ! ! !

    Feliz 2015 ! ! ! !

    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

    ************* Abaixo o PIG brasileiro

  • Ouvindo A Voz do Brasil e postando: Feliz ano novo ! ! ! !

    Feliz 2015 ! ! ! !

    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

    ************* Abaixo o PIG brasileiro

  • Edu, encontrei com Alexandre Padilha ontem num bar em Brasília, pois vim para a posse e disse a ele que não dá mais pra ficar tentando defender o PT das investidas da mídia e ele respondeu que o Berzoini está lá para corrigir isso. Hoje o Gilberto Carvalho esta va nesse mesmo bar, fui avisado mas não cheguei a tempo para falar com ele. Desejo a você e à família muita PAZ, SAÚDE e ALEGRIA em 2015 e que suas análises possam continuar a despertar as mentes sedentas de um norte neste oceano de des informações. Abraço

  • Mais um ano que termina e eu como leitor assíduo deste blog que é uma das trincheiras em defesa dos interesses do povo brasileiro, desejo a você Eduardo e sua família um feliz ano novo que 2015 chege trazendo muita felicidade, saúde, paz e energia renovada para o que der e vier, um grande abraço!

  • Não sou contra as medidas, porém só acho que pegou pesado com as viúvas. Essa questão das pensão eu considero bem polêmica, por exemplo, eu pago a previdência aproximadamente uns 30 anos, é justo eu falecer hoje e minha companheira só ter direito a metade do meu salário? Que se corrija as distorções, não sou contra, mas acho que se deva ter um critério de tempo de contribuição.

  • Edu, o PIG sempre vai deturpar e levar para o lado negativo todas as medidas tomadas pela presidenta Dilma, sejam elas econômicas ou sociais,portanto, temos que ficar sempre atentos e esclarecidos para podermos argumentar quando ouvirmos alguém papagaiando O PIG.

    Edu, que Deus ilumine você e sua família e que 2015 seja um ano de muita saúde e prosperidade e conte sempre com as nossas vibrações positivas .

  • Olá, Edu
    Olá, Pessoal do Blog da Cidadania

    Desejo um Feliz 2015 para todos vocês, para o Brasil e para o Povo Brasileiro!!

    Edu,
    sua análise está corretíssima!!

    Política é um verdadeiro jogo de xadrez e o jogador que está ganhando não não deve perder a calma!!!

    Viva Lula!! Viva Dilma!! Viva o PT!!

    Viva o Brasil e Viva o Povo Brasileiro!!!

  • Caro Wilsoleaks.
    Li no post anterior, sua inclusão do meu nome dentre seus amigos do post.
    Sua gentileza “massageou meu ego”.
    “Meu amigo do peito irmão camarada”, desejo-lhe e aos seus um ótimo ANO NOVO, onde queira DEUS, teremos muito a festejar os vencedores e
    esquecer os inconformados perdedores.
    Receba meu “ABRAÇO DE ARROCHO”.

    • Caro Salvador, quero aproveitar desse espaço para desejar a você e ao Wilsão um Feliz 2015 pra lá de especial…

      Espero um dia poder conhecer vocês pessoalmente, pois desde já tenho como amigos, assim como alguns aqui do blog !!

  • Caro Edu,
    “última” e alentadora postagem do ano.
    Obrigado.
    Para você e todos os amigos do blog:
    força em 2015!!!!
    um grande abraço.

  • Feliz 2015 ! ! ! !

    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

    ************* Abaixo o PIG brasileiro

  • Feliz 2015 ! ! ! !

    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

    ************* Abaixo o PIG brasileiro

  • Eduardo,

    Que Deus sempre o ilumine e o mantenha fazendo a diferença. O Brasil e nosso povo precisam muito de sua inteligência e honestidade. Grato por fazer a política necessária e correta, a política que liberta e desenvolve a todos nós. Feliz 2015 nos negócios, no blog e na vida pessoal!

  • Os ajustes são necessários, MAS são insuficientes pro tamanho do rombo criado nestes 8 de 12 anos (só tire fora o 1o mandato de LULA).

    ..e claro, a VACA TOSSIU mesmo .. e espirrou

    DILMA começou mantendo seus 39 ministérios inadministráveis e incontroláveis ..uma péssima sinalização de teimosia e querência desmedida.

    Administrar bem, ter um Estado FORTE, eficiente e presente, cumpridor dos seus deveres e exigente em seus direitos, NÃO é tema ideológico coisa nenhuma, mas administrativo ..e aqui é que a porca torce o rabo ..ou que a vaca vai pro brejo.

    IMPOSTOS regressivos precisam ser urgentemente substituídos por outros de maior abrangência, outros mais justos e de menor CUSTO de arrecadação, apuração , auditoria e fiscalização.

    A máquina pública BUROCRÁTICA precisa desinchar.

    NESTE MOMENTO, renuncias fiscais e subsídios cruzados devem cessar ..e aqui há muito mais do que R$ 18 bilhões.

    Programas de ASSISTÊNCIA SOCIAL devem ser unificados ..o CADASTRO UNICO (valendo-se do CPF) deve ser introduzido ..desvios e corrupção precisam ser estancados na origem dum ESTADO tresloucado e inchado, rateado e loteado a verdadeiros BANDIDOS.

    Só trabalhando bem suas receitas e despesas é que o ESTADO poderá cumprir com seus deveres e investimentos a contento ..e isso vale pros TRÊS poderes, pra municipalidade, como para os Estados e Federação tb.

    Agora imagine ..o BRASIL ainda paga, por 4 anos de serviços, aposentadoria de R$ 24 mil pra inúmeros ex governadores (benefício não cumulativo a outros), isso acrescido ainda de staff e custos diversos (como é o caso de Roseana Sarney e Jaques Vagner)..

    ..recentemente, ficando fora do teto por se proclamarem “agentes públicos” e não servidores – portanto ficando fora do teto do funcionalismo – JUÍZES, promotores e procuradores pediram e estão se conseguindo, FORA O SALÁRIO, mais quase R$ 5 mil por mês a titulo de moradia, e quase R$ 4 mil a titulo de ajuda pra educação dos seus filhos..

    ..então agora pense, quanto o país precisa produzir em escova de dente e dentifrício por mês por exemplo, só pra arrecadar impostos pagar a estes exageros e ORGIAS ?

    e o que ? DILMA não tem nada a ver com isso vc fala ? claaaaro que tem bobinho, evidente..

    ..primeiro que tudo é amarrado e indexado a Brasília e o Poder Central ..segundo que iniciativas políticas pra se aplacar com esta IMORALIDADE poderia partir dela e de seu partido o PT ..ou da própria base ..mas que ?!! ..isso eu espera lá nos anos 80, mas até agora nada.

    BRASIL, falta tanto, mas tanto que eu nem sei se pra você um século ainda não seria pouco.

    FELIZ 2015

  • Que Dilma jamais prometeu não fazer ajustes na Economia, é verdade. Todavia essa diminuição em alguns benefícios previdenciários, os quais, não são direitos trabalhistas, mas afetam sim os trabalhadores num país que tem uma das piores distribuições de renda do mundo, apesar das inegáveis melhoras ocorridas nos Governos Lula e Dilma, serão difíceis de serem engolidas, principalmente num Governo que não se comunica, ao menos foi assim em todo o segundo mandato, e deixará Globo e sua quadrilha informarem a população sobre as medidas. É também compreensível que o Governo queira melhorar as contas públicas, principalmente num momento em que os investimentos caem graças ao terrorismo econômico da mídia(uma explicação importantíssima que o Governo deveria dar à população, mas não o faz porque não se comunica. Caberia à Presidenta ou a um Ministro entrar em rede nacional e explicar a queda nos investimentos, principal culpado pela baixa nas contas públicas, e culpar o terrorismo midiático por isso); mas sempre caberá o questionamento de saber-se porque não se organiza as contas públicas, taxando as grandes fortunas, recriando a CPMF(e explicando principalmente aos babacas da classe média que quem paga de fato a CPMF são os ricos); tributando os lucros do Sistema Financeiro Internacional; onerando o latifúndio e taxando as remessas de lucro ao exterior de forma mais agressiva. Antes que você diga que o Governo não teria “ambiente político” para isso e que o momento o torna fraco para partir para esse ataque contra o conservadorismo; afirmo que mais fraco ele ficará, na verdade indefeso, se perder o apoio das forças populares; sindicatos, movimentos sociais e estudantes; e estes perderem a vontade de sair às ruas para defender um Governo que corta benefícios(ainda que de forma branda e que sem dúvida Aécio e Marina fariam muito pior, na verdade acabariam com os direitos trabalhistas)para corrigir as contas públicas, quando poderia fazê-lo de outra forma, quando deveria procurar o apoio das forças progressistas para implantar finalmente mudanças estruturais em nossa ordem econômica, sempre adiadas em nome de um indisposição para o confronto que precisa acabar ou o PT virará uma “Concertación”, desacreditado pelas forças progressistas e sem receber o apoio da direita, que obviamente procurará um conservador verdadeiro para ocupar o poder. É claro que os “jornalistas” amestrados da mídia estão tirando proveito, vermes que defendem com unhas e dentes a supressão dos direitos trabalhistas(como 13º, férias e descanso remunerado), fingem-se de indignados com a diminuição de alguns benefícios previdenciários. Contudo, o Governo deu cabimento sim a esses aproveitadores, iniciando mais uma vez sua caminha pela forma mais fácil, mas que não é a mais justa. Não se trata de deixar de apoiar Dilma ou de sentir-se “traído”, isso é infantilidade e é óbvia a boa intenção da Presidenta. Trata-se de reconhecer que passou da hora de iniciar o confronto para mudar-se de fato a ordem social brasileira e não será pelo adiamento e pelo desgaste com o campo progressista que o Governo conseguirá realizar essa mudança, indispensável para a a transformação do Brasil num país livre e justo e também para a continuidade do PT no poder. É claro que temos sinais positivos nas indicações do Ministério; Berzoini, Aldo Tabelo, Jacques Wagner, Eleonora Menicucci, Tereza Campelo, Juca Ferreira; contudo a manutenção de José Eduardo Cardozo(o que Dilma pretende? Ser deposta pela Polícia Federal), a não indicação de Alexandre Molon, ainda por cima mantendo o amiguinho dos “critérios técnicos” na divisão dos recursos de publicidade estatal, Thomas Traumman, uma espécie de clone de Helena Chagas: e esse Ministro das Relações Exteriores; o qual não conheço, mas que tenho certeza não seria melhor do que a indicação de Celso Amorim ou Samuel Pinheiro Guimarães para o cargo), me deixam sim preocupado sobre se o Governo Dilma vai dar a inflexão necessária ou continuará apanhando calado da Globo, e antipatizando-se com as forças progressistas, até 2018 ou antes disso, se os Marinho não o derrubarem. Dilma tem que entender que, apesar do contexto difícil ou exatamente por causa dele e pela evolução do Brasil, não pode ficar apática, tem que fazer um Governo de esquerda e peitar a direita. E olha que ainda temos o PL 4333, referente à terceirização trabalhista, que a direita pensa em generalizar e acabar com as relações de trabalho e os sindicatos; recebendo apoio do verme Joaquim Levy, outra das indicações “necessárias” de Dilma, da qual discordo frontalmente e Levy acaba de provar que estou certo. Pensemos nisso e tentemos fazer Dilma corrigir alguns rumos, ao menos aqueles que conseguem mandar alguma mensagem à Presidenta, ao mesmo tempo em pedimos ás forças populares que tenham paciência, critiquem com sabedoria sem tirar o apoio e não se deixar agir como linha auxiliar da direita. É difícil, mas essa é a saída. Vamos à luta, compreendendo o momento histórico que vivemos e a urgência da luta que ele pede, nunca da rendição aos conservadores. É essa urgência que o Governo tem que compreender.

    • Muito bom, Carlos Henrique, concordo quase que plenamente, com você! Só na questão das pensões é que eu acho que realmente precisa-se de alguns ajustes, pois tem muito privilégio (não é direito!) e abuso acontecendo atualmente! Preservar direitos sim, SEMPRE, mas cortando DEFINITIVAMENTE todo e qualquer PRIVILÉGIO!

  • A tradição recomenda desejar “um feliz ano novo!”.
    Sejamos felizes em lutar a boa luta, novamente, em um ano em que os fascistas estarão mais desesperados e agressivos do que em qualquer momento desde 2003.
    Força, lucidez e muita esperança. Venceremos!
    Forte abraço deste teu solidário acompanhante.

  • Confio muito na inteligência e na capacidade administrativa de Dilma. O que ela resolver, eu assino embaixo. E fico daqui de Brasília torcendo e fazendo o meu trabalho de formiguinha para não deixar as pessoas serem manipuladas pela mídia golpista.

    • è pq vc não manda ela baixar os salarios desta corja de bandidos……
      Que gastam e gastam sem dó, e ainda se aposentam precocemente e com 100% do valor …

  • Além de desejara a você e família ea todos frequentadores do blog um Feliz 2015, quero mais é saber das condições de saúde da Victória.

    grande abraço.

    Saguy

  • LEI DE IMPRENSA JÁ!

    A reforma mais urgente para o Brasil é a reforma dos meios de comunicação. A versão tupiniquim da Ley de Medios dos hermanos argentinos. Como deve ser essa reforma? Em nossa opinião, deve ser radical. Desconcentrar a posse da mídia, realizar concorrências públicas para concessão, exigir conteúdo local ou regional em 60% da grade, garantir o imediato direito de resposta, punir rigorosamente as falsas reportagens e acusações, etc. E você? O que acha? Nossa reflexão sobre o tema está no texto do link abaixo:

    http://reino-de-clio.com.br/Pensando%20BR7.html

  • Concordo 100% com as correções. Economizar é preciso.
    Agora, que tal rever o FGTS, um verdadeiro ROUBO disfarçado?

    Quanto à oposição, continuará como sempre- barulho, apenas. O PMDB continua compactuado com o governismo, e portanto, nada mudará.

    E o “paiz” continuará maravilhoso, pacífico, limpo, e admirado globalmente como sempre foi.

  • Desculpe, Edu. Admiro o blog e não passo um dia sem lê-lo. Mas a vaca tossiu sim.

    Enquanto a pensão de cônjuge mereça mesmo uma correção, dificultar a obtenção dos outros benefícios parece mesmo estelionato. Para o trabalhador, benefício e direito são nomenclaturas. Na vida real, seguro-desemprego e abono salarial eram vistos como direitos.

    Foi prometido encontrar uma solucao pro fator previdenciário, mas o que veio foi a navalha em tudo. Por que esse governo acéfalo nao articula uma espécie de CPMF para a previdência? Por que nao reduz a gastança com salários do Legislativo e do Judiciário? Por que não para de investir na mídia que tenta derrubá-lo?

    O novo ministro da fazenda não vai priorizar desemprego baixo como o Mantega. Quando crescer o desemprego, e os desempregados não puderem sacar o seguro-desemprego e o PIS, o que vai ocorrer é aumento dos beneficiados do Bolsa Família, e correremos o risco de até esse excelente programa falir. Trocarão seis por meia dúzia.

    O que falta agora é a Dilma sair do cargo e entregá-lo ao Aécio ou à Miriam Leitão.

  • Não gostei do anúncio da perda de benefícios sociais. Pode haver abusos, porém os 18 MM são peanuts perto da perda de credibilidade por fazer isto exatamente na posse. Algo não me cheira bem.

  • Vamos ver se agora teremos realmente a democratização da mídia pelo menos atendendo o que prevê a Constituição que proíbe monopólios. Sem regulação a imprensa monopolista fica à vontade para manipular. A posse da presidenta Dilma nos deus um exemplo desta manipulação. A folha de São Paulo noticia hoje, por exemplo, que PT previa 30 mil pessoas na posse da Dilma e só estiveram presentes 6 mil”. Como frequentemente acontece a manipulação é feita pela seleção dos fatos que interessam. E nós sabemos bem quais são os interesses da Folha. Este jornal deu destaque a uma cena acontecida às 13 horas quando havia menos gente e omitiu as cenas com horários posteriores nos quais havia muito mais pessoas. Destaca-se alguns fatos e se omite outros. Esta forma de manipulação, comum na imprensa tradicional brasileira, foi bem explicitada pelo blogueiro Altamiro Borges em sua palestra na escola em que dava aulas (Escola federal de São Paulo – IFSP) atendendo a meu convite. Assistam de forma particular a parte “4-a mídia hoje”, na qual fala justamente deste tipo de manipulação – http://www.youtube.com/playlist?list=PLD-5uVQOaCHP7eM22jZu0cJD3ImSmOcHA

  • Caro Eduardo,

    Preocupa-me o fato do Partido dos Trabalhadores ter sofrido uma forte redução em sua bancada na Câmara dos Deputados. Digo isto, por temer um prelúdio que possa desaguar no esgotamento dos ideais desse partido. Mas, por outro lado, embora possa parecer contraditório, penso que o PT é forte o suficiente para enfrentar e superar todos os obstáculos a sua volta.

  • Concordo com as medidas adotadas por Dilma. Com relação às pensões, sei que tem viúvas que não se casam, muito embora vivam maritalmente com outra pessoa, para não perder o benefício. Um caso que todos conhecem é o da atriz Maitê Proença que não se casa para não perder a pensão que recebe de seu falecido pai. Não sei se ela ainda continua recebendo mas acho imoral uma pessoa fazer esse tipo de coisa. Quanto ao seguro desemprego acho que deve sim ter regras mais rígidas pois há casos em que pessoas usam e abusam desse benefício pra ficar uns 3 ou mais meses recebendo sem trabalhar.

  • Eduardo, muito obrigada por nos ajudar a elucidar aquilo que a mídia tenta nos enfiar goela abaixo. Realmente, você faz a diferença! Conte com a gente nessa sua luta por um mundo melhor.
    Feliz 2015 a você, à sua família maravilhosa e à toda galera que frequenta esse blog.
    Grande abraço a todos.

  • Salve o Blog da Cidadania.Enfrentemos juntos mais esta nova jornada!
    Agora um pedido/informação a Eduguiim. Vários amigos e eu,(temos o mesmo antivirus). Yodavia, ao abir O Cafezinhos, já faz dias, surge o aviso de Bloqueio, por motivo de perigo de invasão… E é cancelada a conexão. E mais: dia l.1.15, o Blogo da Cidadania també sofreu um corte de conexão. Mais de 26 horas cortado.
    O que é que está acontecendo?! Rogo=lhe tomar conhecimento sobre estes dois faos, óbviamente, graves. Grato, Fabio Martins

  • Hoje, 03/01, o blog Brasil247 – http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/165400/Eduardo-Cunha-sela-sua-alian%C3%A7a-com-a-m%C3%ADdia.htm – trouxe a notícia de que Eduardo Cunha, candidato favorito à presidência da câmara federal, se manifestou no seu twitter contra qualquer projeto que vise regulamentar a mídia do que se deduz que inclui na sua rejeição até a regulamentação prevista na constituição para proibir os monopólios. Fico pensando: se ele for eleito presidente da Câmara e o governo enviar o projeto conforme prevê a constituição e houver a rejeição, vai ficar tudo por isto mesmo? Não vejo outra alternativa para o governo senão o o de recorrer ao STF a quem cabe zelar pelo cumprimento da constituição. O legislativo que cria as leis não pode desobedecê-las.

  • Dilma não está cochilando agora, isso é bom… pessoalmente, acho que ela só despertou após o susto de uma eleição bem mais difícil que o esperado. Acho que algumas medidas já poderiam ter sido tomadas antes.

  • O PSDB faria pior. E por isso simplesmente perdeu a eleição. Armínio Fraga apresentado de modo um tanto quanto açodado teve lá seu quinhão de responsabilidade pelo despertar da lembrança da era FHC. Resta saber como, ao longo do tempo, a medida será digerida pelos efetivamente atingidos. A estratégia não é isenta de seus riscos e custos políticos. É uma aposta.

  • Prezado blogueiro progressista Eduardo Guimarães, não estou conseguindo postar sem defeitos de exibição de caracteres (ou mesmo conseguir postar) as minhas mensagens neste Blog da Cidadania através do navegador Google Chrome. Verifique se há algum problema com o ‘site’, porque nos outros navegadores (IE, Firefox e Opera) a exibição das letras é correta.

    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

    ************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Brasil, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.

    Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

  • Diante dos resultados das urnas, especialistas do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) concluíram que a nova composição do Congresso é a mais conservadora desde 1964, pelo número de parlamentares eleitos ligados a segmentos militares, policiais, religiosos e ruralistas. O analista político do Diap, Antônio Augusto de Queiroz, prevê que com essa composição, a tendência é que “algumas conquistas, como a garantia dos direitos humanos, sejam interrompidas ou até regridam ”.

    “Com bancada sindical reduzida, trabalhadores temem retrocesso” (http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2015-01/com-bancada-sindical-reduzida-no-congresso-trabalhadores-temem-retrocesso)

  • corta esta esmola de bolsa disso bolda daquilo e capacita as pessoas para terem um emprego que lhes rendam o seu dinheiro suado…. e digno….vai procurar saber se la fora nas grandes potencias existe esta palhaçada……esta roubalheira…ta louco

  • “Notícias do Senado – A presidente Dilma Rousseff vetou projeto de lei que determinava a instituição de uma linha oficial de pobreza no país. A proposta, apresentada há quase 16 anos pelo senador Eduardo Suplicy (PT-SP), define como linha de pobreza o rendimento anual mínimo para aquisição de bens e serviços “necessários para uma vida digna”.”

    Saiba mais http://bit.ly/1wPOOT8

  • Os EUA pagam um tal de “food stamp”. Parece que muito “liberal sem medo da polêmica” por aí não faz ideia do que se trata, ao bradar que o problema do Brasil é o bolsa-família.

    • O problema não e Só o bolsa familia, a roubalheira escancarada encoberta por estes “beneficios” ao excluidos… esta corja de politicos nso rouba e nadas acontece , pq as nossas leis protejem eles mesmos enquanto isso pagamos caro pra manter a carceragem a todo vapor com todas as morodomias e bolsas como premio a coitadinha da familia que esta fora e depende do bandido que esta preso…a ta louco… ao inves disso pq não vao trabalhar contruir escolas , abrir estradas etc etc …

      • O Snap (Supplemental Nutrition Assistance Program) é uma espécie de vale-alimentação americano para famílias carentes. Antigamente chamado de Food Stamp

        Não $$$ na conta destes malandros meu caro e diferente

        • Os EUA, por óbvio, têm uma situação bem diversa da nossa, em muitos pontos, o que explica a transferência em cartão/ticket, comprador apenas de gêneros alimentícios. Eles são o maior mercado consumidor do mundo. Não há necessidade, por aquelas plagas, de incentivar certos campeões nacionais através de transferência de renda para a população – e posterior depósito nas contas empresariais. O que ocorre por aqui, onde há necessidade do governo colocar dinheiro na mão do povo para melhorar o fluxo comercial.

          Por que você acha que Luiza Trajano – Magazine Luiza – topou travar pequeno duelo com o nosso querido Diogo Mainardi naquele bom programa da Globo News? Simples: com certeza ela é bem feliz com o dinheiro do bolsa-família que pousa no seu bolso quando ela vende, em suas lojas, geladeiras e fogões, dentre outros itens, como celulares e iphones, para esse público alvo, beneficiário do bolsa-família, o qual, graças à transferência de renda, virou mercado consumidor. A unidade familiar recebe o BF, alimenta-se, e, de barriga cheia, com condições para viver (e não meramente sobreviver), dá seu jeito para comprar alguns itens além da comida.

          O mesmo se pode dizer de muitos e muitos empreendedores no país afora que, graças a esse – ínfimo – florescer do mercado consumidor, tiveram uma época de boa colheita, tanto na era do segundo governo Lula como no ínicio do primeiro governo Dilma. Mesmo assim, o que se vê de empreendedor reclamando não está no gibi. Melhor seria que o governo colocasse o investimento do BF, talvez, diretamente em suas contas, sem necessidade de realização de transações comerciais ou fornecimento de serviços. Certamente isso agradaria mais.

          Bem que a classe-média gostou de comprar carro zero com IPI reduzido. A desoneração fiscal, no entanto, tem lá o seu custo. Como o tem o pagamento do bolsa-família. A verdade é que cada segmento quer sua fatia do bolo. Coisa normal de se ver em uma sociedade que vai, pouco a pouco, de modo ainda incipiente, tornando-se mais e mais complexa. Harmonizar interesses dos empresários, com os dos segmentos médios e, além de tudo, contemplar a massa de baixa renda/escolaridade de nosso país, tentar alavancar o desenvolvimento de um país ainda muito atrasado, garantir a vitória eleitoral, tudo isso em meio a uma crise econômica mundial. É difícil, tenho a impressão…

  • O que acontece é que a turma empreendedora tem seu negócio é quer chupar até a última gota de tutano dos ossos de seus trabalhadores, em troca daquele salário miserável de sempre – para depois ainda reclamar da “falta de mão-de-obra qualificada”.

    O governo quebrava um bom galho dos empreendedores ao compensar seus salários com esses benefícios concedidos de forma mambembe. Esses acordos para, p.ex., o sujeito receber o seguro-desemprego enquanto continuava trabalhando para o mesmo patrão atendia às duas partes, mas de forma ainda mais vantajosa o patrão, que tinha amainada a ânsia por mais dinheiro do seu empregado. Era como se ele desse uma “participação nos lucros para o cidadão”, só que às custas do Estado.

    Está errado o trabalhador em embolsar o dinheiro? Não. Quem ganha um/dois salários mínimos tem mais é que fazer o que estiver a seu alcance – dentro da legalidade – para sobreviver. Ouvi falar de um caso. Uma espécie de faz tudo conhecido de um conhecido meu, que fez tal acordo, a respeito do seguro-desemprego. Ele também não casou no papel com a sua esposa (?) a fim de que a essa fosse franqueado o acesso ao bolsa-família. Sua esposa é uma empreendedora informal. Ganha um dinheiro, para os padrões deles, bastante razoável. O bolsa-família é depositado, religiosamente, em uma conta poupança. Essa conta poupança abastece o sonho de que, um dia, a filha do casal possa frequentar uma universidade.

    Não estou falando, segundo informações que possuo, de dois preguiçosos que ficam deitados numa rede esperando a morte chegar por conta de receberem o bolsa-família. Trata-se de uma família que faz o que está a seu alcance para progredir. Como fazem, a seu modo, muitas famílias de classe-média, dessas que tanto reclamam dos pobres que supostamente vivem às custas do Estado, encostados. A história não é tão simples assim. Existem preguiçosos? Sim. Como na classe-média, o que é comprovado quando observamos a quantidade de pais remediados que sustentam marmanjos que não trabalham e nem estão estudando aos 30 – ou mais – anos de idade. Conheço infindáveis casos assim. Bem que esses encostados da classe-média invejam os beneficiários do bolsa-família…

  • A história é a mesma: Se correr o bicho pega se ficar o bicho come. A presidente está pagando por ter sido liberal e causar o rombo; e está sendo acusada de tomar medidas para fechar o rombo. É fácil para quem está de fora criticar.Me lembra o argumento de Cristo, quando disse: Veio João Batista que não comia e era acusado de ter parte com o demo; eu como e bebo com todos , sem distinção sou acusado de misturar-me com pecadores. SE o governo gasta em beneficio do povo é ruim; se economiza para fechar as contas é pior… Afinal quem governa é ela e quem dá palpite são seus inimigos.

  • Tudo bem, acredito que no Brasil há uma loucura politica onde presidente, governantes, aposentam em tempos de mandatos ou quantidade de mandatos ou seja a lei não inclui eles colocam eles como Deus acredito que se todos trabalhadores entrasse em um foco de que quando se aposenta é porque a pessoa para as atividades apoio um salário fixo para todos nem um real a mais porque é um sistema social é para manter a vida acredito que devemos ter um sistema de saúde bom acredito que o seguro desemprego com valor igual a todos e que todo cidadão casado contribua a seu conjugue acredito que todo cidadão deveria contribuir para que este tempo foce de menor e este estres humano em massa acabace,( FRASE) _ Estamos em um campo, arando a terra onde o maior salário é a vida, é o trabalho, o trabalho é a vida a vida é o trabalho um pouco de socialismo não faz mal ao povo e que caixão não tem gaveta . Ademar Duarte de oliveira

  • O Financial Times zomba do decréscimo no valor das ações da Estácio.

    A queda no valor das ações se deve às mudanças na regra de concessão de financiamento estudantil – remessa de dinheiro do governo, um tipo de bolsa-família camuflado.

    Mais uma prova do que sempre digo: os nossos empreendedores não caminham a contento sem uma boa, farta mesmo, muleta estatal…

    Daí a revolta com um bolsa-família da vida. A bolsa é para ir, exclusivamente, para quem já possui alguma coisa. Os do andar de baixo? Que morram de fome!

  • Não concordo com nenhuma das mudanças feita pelo governo Dilma, a forma como enxergo esse governo a muito tempo é que ele não beneficia o trabalhador, está mais difícil a sobrevivência de quem trabalha do que das pessoas que vivem das bolsas do governo. Acho vergonhoso um trabalhador receber um salário família de 24,66 em comparação com a bolsa escola. Tentei ter minha casa própria pelo governo e não consegui porque eu e meu marido trabalhamos e não temos o benefício de nenhuma bolsa. Meu esposo tem uma doença crônica e não consegue os medicamentos que eram para serem liberados pelo governo, já reclamou no Ministério Público e nada mudou, nossa vida está muito difícil e não temos amparo nenhum do governo, visto pagarmos o tratamento dele particular. Com essas mudanças do governo parei pra pensar que Jeová Deus nos livre desta hora por tão cedo, mas se acontecer alguma coisa com meu esposo o benefício dele só vai dar para pagar uma pessoa para tomar conta dos meus filhos, para que eu possa continuar trabalhando, visto ser de direito receberem no mínimo um salário mínimo. Acredito que um governo justo deveria criar leis que beneficiasse a todos e já a algum tempo isso vem sendo distorcido pela nossa governanta. Sinto vergonha e pesar por fazer parte destes absurdos do governo. O jogo da política deveria ser justo e Dilma deveria ser vetada de fazer mudanças das quais ela prometeu em campanha que não ocorreria. Deixo claro que nós trabalhadores não podemos ser marginalizados desta forma, os valores estão se invertendo e daqui a pouco não vai mais valer a pena trabalhar. Não podemos pagar um preço tão alto por tanta corrupção que vemos a todo momento neste governo.

  • OS DEPUTADOS AO MENTA OS SALARIOS DELES.A VOLTADE E NINGUEM FAZ NADA. COM ESSES LADROES MUITOS SAO.SERA QUE ELES VEVEN COM DOIS SALARIO MINIMO.NEM DEPOIS DE MORTO.POR A LIMPEZA DA CORVA E MUITO MAIS .E UMA GRANDE CORVADIA MEXER COM ABENÇAO DA VIUVA.POR FAVOR SRA/ DILMA E SO OS LADROES DEVOVER O DINHEIRO DO ROUPO DA PRETROBRAS. QUE VAI LIVRA AS DIVIDAS DO PAIS .LINDO E MARAVILHO QUE E O BRASIL.SE NAO FOSSE OS LADROES CERTO.TUDO BEM MESMO ASSIM GOSTO DO SEU GORVENO /SRA/DILMA O PMDB REALMENTE NAO GOSTA DO POBRE.HOJE MI CINTO GENTE DEPOIS DO MADATO DO SR/LULA ESTA FAZENTO FALTA. URGENTE. OK MESMO ASSIM OBRIGADA POR TUDO.

Deixe uma resposta