Abusos da Lava Jato criam indústria da impunidade

Em um pouco mais de tempo, vai se tornar quase impossível combater a corrupção no Brasil. Tudo porque um bando de garotos egocêntricos de classe média alta de Curitiba decidiu acabar com o grupo político do qual seu entorno social não gostava e acabaram acreditando que o que faziam era “combate à corrupção”. Veja como a Lava Jato vai aumentar a corrupção no Brasil

Recibos de Lula encurralam Moro e MPF

É desoladora a embrulhada em que o Ministério Público Federal se meteu com o juiz Sergio Moro no âmbito do processo em que Lula é acusado de ter recebido um apartamento em troca de usar sua influência para favorecer a Odebrecht. O MPF não consegue provar sua acusação e Moro não sabe o que fazer. Sua única saída seria fingir que acredita no MPF… Mas isso seria crime, não é mesmo?

Delator tentará explicar a Moro na sexta os recibos que Lula apresentou

Na próxima sexta-feira (15) Sergio Moro buscará ressuscitar dúvidas sobre o ponto mais polêmico do segundo processo em que Lula é réu: os recibos de aluguel do apartamento vizinho ao em que ele vive em São Bernardo do Campo (SP). A defesa de Lula fez o delator Glaucos da Costamarques cair em contradição e Moro tentará salvar alguma coisa para condenar Lula a tempo para não poder disputar a eleição de 2018

Moro ouvirá dono de imóvel alugado a Lula que mentiu sobre recibos

Glaucos da Costamarques, dono de imóvel alugado ao ex-presidente Lula, deve ser ouvido pelo juiz Sérgio Moro no dia 15 de dezembro para esclarecer contradições em que caiu sobre recibos referentes aos pagamentos do aluguel do imóvel em questão. Do contrário, Moro não terá como fazer nem condenação fraca de Lula como a do triplex

Abusos e parcialidade fazem Lava Jato perder apoio

Pesquisa Ipsos divulgada recentemente corrobora percepção de que a Lava Jato vai sendo desmascarada como o que é, uma operação parcial levada a cabo para tirar o PT do poder e que, sobretudo na figura de Sergio Moro, tem forte viés político em prol de corruptos como Aécio Neves, filiados a partidos simpáticos à Justiça brasileira, atualmente conhecida como “partido da justiça”. Confira.