Ajudem Dilma a ajudar o Brasil

Manifesto

dilma-tortura

 

 

Há uma diferença fundamental entre os interesses do povo e os dos operadores políticos, tais como os partidos ou os controladores dos grandes meios de comunicação. Essa confusão que a sociedade faz a leva, muitas vezes, a confundir seus interesses com os interesses dos que não são tão afetados – ou que não são afetados tão facilmente – pelas condições gerais do país.

De meados de 2013 para cá, a disputa política alcançou um nível de radicalização que está literalmente afundando o país – e, o que é pior, com a complacência e até com o estímulo da sociedade civil, ou de grande parte dela.

Fosse o Brasil um país menos rico e pujante, diante da quantidade de sabotagens que tem sofrido por parte de grupos políticos, a esta hora certamente estaríamos amargando uma depressão econômica de proporções cataclísmicas. Boa parte dessa resistência da economia à sabotagem política, porém, deve-se à capacidade da presidente Dilma Rousseff de manobrar em meio ao caos.

Comparo o Brasil de hoje com alguém que sofre de uma grave moléstia. Talvez uma tuberculose, que tem cura mas pode matar se o paciente não for preservado de condições adversas e não receber o tratamento adequado.

Este texto irá mostrar que o paciente, em vez de ser mantido em condições adequadas, está sendo submetido a um verdadeiro corredor polonês.

A partir de setembro de 2008, o mundo ingressou em uma gravíssima crise econômica internacional, considerada por quase todos os mais eminentes analistas e estudiosos econômicos como a maior desde a Grande Depressão de 1929. Essa foi a primeira etapa de uma crise que, seis anos depois, ainda se faz sentir pelo mundo.

Em um primeiro momento daquele 2008, o país sentiu os efeitos do verdadeiro pânico mundial que se instalou a partir da quebra do banco dos irmãos Lehman, nos EUA. Poderia ter sentido menos, no entanto, se, internamente, não tivesse sofrido uma sabotagem.

Estávamos à porta de um ano pré-eleitoral (2009). Focando a sucessão de Lula em 2010, a mídia tratou de inflar a crise por aqui, com vistas a fazer a economia piorar para que o país chegasse até lá em recessão, facilitando a vitória de José Serra, então visto como o grande nome da direita para reverter o processo de distribuição de renda em curso no país desde 2003.

Assim como hoje, a tática adotada pela mídia conservadora no primeiro momento da crise foi espalhar o pânico, de modo a fazer com que os empresários não apenas paralisassem investimentos como, também, passassem a demitir, o que, por certo, colocaria o povo contra Lula. Assim, entre outubro de 2008 e fevereiro de 2009, houve uma grande onda de demissões no país. Mais de OITOCENTOS MIL empregos foram exterminados naquele período sob um fenômeno que já entrou para os anais da história: as “demissões preventivas”.

Este blogueiro, que também atua no setor de comércio exterior como trader (vendedor internacional) autônomo, presenciou in loco esse fenômeno das “demissões preventivas”. Uma das indústrias que representava demitiu 20% dos seus 200 empregados como meio de se “prevenir” contra a crise que estava chegando.

Ao saber daquilo, conversei com o proprietário da empresa – ainda que, como autônomo, a medida draconiana da empresa não me afetasse diretamente. Perguntei a ele se havia razão concreta para uma medida tão draconiana. Descobri, então, o que significava a expressão “demissão preventiva”.

Estupefato, fiquei sabendo que a empresa continuava faturando praticamente a mesma coisa e que quase um quarto dos funcionários fora demitido a um mês do Natal por temor do que a mídia anunciava. Quarenta pais de família foram demitidos porque o dono da empresa leu no jornal que havia que “se adequar aos novos tempos que viriam”.

Cerca de cinco meses depois, lá por abril de 2009, a empresa começou a tentar trazer de volta os demitidos, ainda que muitos já tivessem conseguido novo emprego. Ao fim, o custo daquele empresário com as demissões foi maior do que o custo com os salários que teria pago se não tivesse demitido.

A partir daquele final de 2008, Lula fez o que restava ao governo fazer para impedir um cataclismo social: usou os investimentos públicos para reaquecer a economia. O BNDES e os demais bancos públicos aumentaram exponencialmente os empréstimos, elevando a taxa de concessão de crédito e impedindo a economia de afundar. E programas imensos de obras públicas, como o PAC, foram implantados.

Eis que o Brasil chega a 2010 com um nível de crescimento chinês (quase 8%). Lula faz a sucessora até com certa facilidade e José Serra sai da campanha eleitoral desmoralizado, pois estivera entre os arautos do desastre anunciado, prevendo que o Brasil iria ao inferno por conta de uma crise que ainda demoraria alguns anos para se fazer sentir de verdade no país.

A crise mundial de 2008 teve como motor, basicamente, a retração dos investimentos e do comércio internacional dos países ricos, ou seja, dos Estados Unidos e da Europa. Porém, como o comércio exterior representa cerca de um décimo do Produto Interno Bruto brasileiro, a forte redução do comércio internacional pouco nos afetou, pois a redução da atividade econômica internacional foi compensada pelo nosso gigantesco mercado interno.

Ironicamente, este blogueiro, apesar de apoiar os governos do PT desde a primeira hora (2003), foi muito mais afetado pela crise internacional do que a quase totalidade dos brasileiros, pois se dedicava – como continua se dedicando – ao comércio exterior.

Eis que chega o primeiro ano do primeiro governo Dilma. A presidente chega ao poder com um país economicamente arrumado, com a economia em ritmo forte. Porém, Dilma sofria de um erro de avaliação. Estava convencida de que a guerra com a mídia que permeou a maior parte dos dois governos Lula, poderia acabar com alguns gestos de boa vontade.

Triste engano do qual ela só se daria conta plenamente a partir do junho negro de 2013.

Voltando à história, em 2011 o ministério recém-montado por Dilma foi sendo desmontado pela mídia. A partir da queda do então ministro da Fazenda, Antonio Palocci, por conta de ter comprado um imóvel caro – ainda que não houvesse qualquer irregularidade –, assim como este Blog vaticinou à época que ocorreria se a presidente cedesse aos pedidos da cabeça dele, os demais ministros foram caindo um a um.

A progressiva destruição do ministério só foi interrompida quando chegou ao então ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, amigo íntimo de Dilma.

Uma dessas demissões de ministros em 2011, porém, entrou para a história como uma das maiores injustiças que se viu na política brasileira. O comunista Orlando Silva, ministro do Esporte, foi demitido pelas acusações de um bandido. Porém, nada nunca se comprovou contra ele. Mas ficou por isso mesmo.

O pior é que, assim como hoje, o estopim da primeira crise do governo Dilma (2011) foi aceso pelos mesmos setores da esquerda – inclusive do PT – que agora tratam de torpedear o ministério recém-anunciado por Dilma.

Esses setores não gostavam do perfil do petista Palocci. Atribuíam a ele políticas “neoliberais” do governo Lula que nunca foram de Palocci, mas do próprio Lula, conforme ele me relatou em encontro que tivemos em junho deste ano, quando também revelou que o imóvel que derrubou Palocci não passava de um apartamento de classe média alta num bairro nobre, apesar de ter sido pintado como “uma mansão”.

Enfim, apesar de Dilma ter interrompido o boliche midiático de ministros de 2011, a mídia se conformou temporariamente e 2012 foi um ano tranquilo, politicamente, ao menos até agosto, quando teria início o julgamento do mensalão.

O interlúdio do bombardeio político-midiático ocorreu apenas porque os que bombardeavam contavam com os efeitos políticos do julgamento do mensalão. No entanto, esses efeitos só começariam a se fazer sentir alguns meses depois do fim daquele processo no STF.

Em junho de 2013, eclodem as famigeradas “jornadas de junho”, um processo que congregou a ultraesquerda e a ultradireita, que marcharam lado a lado brandindo as condenações do julgamento do mensalão, tachando o PT de “partido da corrupção”, chegando ao cúmulo de expulsarem petistas de manifestações aos socos e pontapés.

Em míseros 30 dias, a popularidade de Dilma caiu quase pela metade. Na primeira semana de junho de 2013, a gestão dela era considerada boa ou ótima por 57% dos brasileiros. Três semanas depois, apenas 30% aprovavam seu governo. Nunca se viu fenômeno igual na história recente.

Devido à convulsão social que tomou conta do país a partir de um movimento desencadeado pela ultraesquerda sob uma desculpa esfarrapada – um aumento de míseros 20 centavos no preço das passagens de ônibus em São Paulo –, alguns governantes de direita sentiram um pouco desse efeito político negativo, mas logo se recuperaram porque aquele movimento visava, basicamente, desmoralizar o governo Dilma e o PT.

Alckmin, que ajudou a inflar aquela crise pondo a sua polícia para espancar manifestantes, reelegeu-se neste ano, em primeiro turno, com votação recorde. Enquanto isso, Dilma quase perdeu a eleição, o que mostra que foi a principal vítima das jornadas de junho, apoiadas pelos mesmos que apoiaram a derrubada de Palocci em 2011, o que fez Dilma perder o seu primeiro ano com o boliche ministerial.

Em 2014, ano de Copa do Mundo, os grupos de esquerda e ultraesquerda que, aliados até a neonazistas em junho de 2013, ajudaram a desestabilizar Dilma politicamente, voltaram à carga com o movimento “Não Vai Ter Copa”. Eis que o Brasil chega à competição desanimado, prevendo desastre na organização do evento, mas vitória em campo.

Ocorreu o contrário. A organização do evento foi um êxito total, mas, em campo, a Seleção jogou como se estivesse em campo adversário e sofreu uma derrota acachapante. Muitos acreditam – eu entre eles – que o clima político interferiu no psicológico dos jogadores.

A derrota em campo na Copa ofuscou a vitória fora de campo, na organização. Eis que os brasileiros chegam à eleição presidencial mal-humorados contra Dilma, que, por pouco, não foi derrotada, o que só não ocorreu porque aquele que poderia vencê-la é tão ruim que assustou a maioria dos brasileiros com propostas que deixaram claro que promoveria uma grande recessão, com demissões em massa e arrocho salarial.

Esse flashback histórico que você acaba de ler serviu como pano de fundo para a gestão da economia ao longo dos quatro anos que se completarão no próximo dia 1º de janeiro.

A pergunta que se faz, portanto, é sobre como Dilma conseguiu manter o desemprego em queda e os salários em alta diante de uma hecatombe política dessa magnitude. Quantos países resistiriam a uma sabotagem como essa?

Apesar de Dilma ter preservado a qualidade de vida do povo, o crescimento despencou. Porém, não despencou a ponto de virar recessão, como seria natural em uma situação de quase guerra civil que o país vem vivendo desde meados de 2013.

O terrorismo econômico da mídia já dura mais de seis anos inibindo investimentos. Nos primeiros dois anos, não teve sucesso. Mas, a partir do fim de 2012, esse terrorismo conseguiu praticamente paralisar a economia, que só não parou completamente porque Dilma vem tocando programas gigantescos de obras de infraestrutura.

Contudo, cumpre-me vaticinar que os elementos que vêm minando o governo Dilma desde 2011 já começam a produzir os efeitos pretendidos por seus autores. Já são 6 anos de bombardeio econômico e 12 anos de bombardeio político ininterruptos. E, o que é pior, um bombardeio que parte da direita, mas que também parte da esquerda, ou de setores da esquerda.

Os mesmos grupos políticos de esquerda que geraram o boliche ministerial em 2011, que convulsionaram o país em 2013, que transformaram a Copa do Mundo em um desastre político em 2014, agora ensaiam novas ações em 2015 que podem, no limite, custar o mandato de Dilma e a ascensão de um governo que, ironicamente, irá penalizar muito mais os setores da esquerda que tanto têm colaborado com a direita.

Concluo este arrazoado, pois, com um apelo aos setores da esquerda que até podem achar que estão no caminho certo, mas que, em verdade, estão causando um mal terrível ao país: deixem a presidente Dilma respirar. Parem de colaborar com essa direita fascista, racista, que, na verdade, quer acabar com setor da esquerda que tanto a tem ajudado.

128 comments

  • Como sempre, excelente e lúcido seu artigo! Não podemos deixar Dilma só! Ela merece, por inúmeros e nobres motivos, nosso apoio! Quisera eu no dia primeiro estar em Brasília, aplaudindo e prestigiando nossa digna e honrada Presidenta! Parabéns Edu !

  • Caro Eduardo.
    se uma simples critica a politica conciliadora da Dilma de agradar a tudo mundo,sufoca-no,peço ao senhor que lê com mais atenção o cenário politico no qual a própria presidente colocou no seu pescoço a corda da forca.o problema não é o simples fato de nomear nomes do mercado ou do latifúndio num governo que foi eleito para realizar a reforma agraria e a distribuição menos desigual de renda.o problema é que a carroça do governo vai ser puxada por dois cavalos andando em sentidos opostos.desse jeito não prospera nenhum governo no mundo,cada um vai puxar a sardinha para seu lado e não estou falando das medidas de arroxo que Joaquim Levi tomara e afetarão os assalariados ou aposentados ou pequenos empresários representados por ministros petistas.o problema é que o mesmo Levy vai provavelmente encarecer o credito agrário,grande mamata para a agora ministra Katia Abreu.esse governo vai implodir por dentro.
    outros nomes foram escolhidos para dar sustentação parlamentar ao governo caso por exemplo do Kassab que seguramente vai sustentar a grande dor de cabeça da Dilma no congresso no bom e conhecido mecanismo dando que se recebe.
    votamos em Dilma para realizar reformas, mudanças, dê para isso o nome que você quiser,mas me responda com honestidade:com esse ministério poderemos andar um passo sequer nesse caminho?seguramente não porque a prioridade agora é outra,você responderia, a prioridade é segurar o país diante da crise do mundo capitalista. pois te digo que é somente com profundas reformas que seremos capazes de enfrentar a crise internacional e te dou um exemplo:a unica maneira de recobrir o deficit das contas do governo é o imposto de renda progressivo, a taxação das remessas das multinacionais,é a taxação do capital especulativo estrangeiro que hoje só paga 6% de IOF e mais nada.Georges Soros dobrou sua carteira de ações da Petrobras, o que foi comemorado pelo governo e pela Petrobras afinal é um sinal de confiança na empresa e um meio de capitalização. lamentável um raciocínio que comemora uma manobra daqueles que ajudaram a afundar uma empresa para depois comprar-no a preços vis.
    Dilma conquistou elegeu-se com um mais-valia de 3,5 milhões de votos que estão indo como em qualquer relações de produções capitalista não para o bolso de quem produziu-os mas para os bolsos do dono do capital.passe bem.

      • Ao invés de rotula-lo como “trotskista” por que não contra argumentar? Uma coisa é certa, pois fato, está a esgarçar toda a esquerda, além de “trotskistas” rotulados ou não, pois fazer das tripas coração a cada eleição, para manter esse governo no poder e esse, ao invés de combater e derrotar com medidas objetivas, os que o combatem praticando o terrorismo midiático da desinformação, visando destruir-lhe a credibilidade, permanecer inexplicável e mercadantemente, nessa estratégia medrosa de querer ficar bem com o inimigo. Disse, inimigo! Sinceramente enquanto houver Casa Grande do lado de lá e Mercadante e Zé Cardozo, do lado de cá, não dá mais para permanecer calado, pois além de não levar a lugar nenhum, senão a crônica de uma derrota anunciada, em futuro cada vez mais próximo, é burra e cansou, pois se há trotskistas, masoquistas com certeza não os há, entre os que elegeram esse governo.

      • Mais uma opinião de sem pelo, com vergonha e sem vício, André Singer, na Folha de São Paulo, hoje:

        “A divulgação de duas listas complementares — a de 28 políticos arrolados na delação premiada de Paulo Roberto Costa (19/12) e a de 13 ministros indicados por Dilma Rousseff (23/12) — deram um toque de absurdo ao Natal de 2014. É tal a proximidade entre uma e outra que a presidente chegou a consultar, sem sucesso, a Procuradoria Geral da República para evitar repetições. Parece anedota: “Em que lista você entrou?”. “Na da Dilma”. “Ufa!”.

        Tem mais. Depois de entregar a política econômica à direita, tendo feito uma campanha classista, a nomeação de símbolos conservadores para outras pastas sem, por enquanto, qualquer compensação à esquerda, somou o insulto à ofensa. A presidente parece uma personagem de Kafka, condenada a cumprir papel que sabe não ter sentido. Senão, vejamos.

        A duras penas, graças à manutenção do emprego e da renda, ela conseguiu recuperar e manter parte da alta popularidade que tinha até as manifestações de junho de 2013. Agora, por meio de Joaquim Levy, vai serrar o galho no qual está sentada em nome de uma austeridade feita para agradar o capital financeiro que sempre a odiou e ela combateu. Pior: a cada rodada, os novos “amigos” da presidente vão exigir mais austeridade para resolver os problemas que a própria austeridade vai criar.

        De outro lado, com o mega escândalo da Petrobras, o intuitivo seria Dilma nomear um honrado ministério técnico de alto nível. Além de ser compatível com o seu próprio perfil, isso a blindaria contra qualquer possível denúncia. Porém, por mais paradoxal que pareça, à medida que as revelações prosseguem, a presidente fica refém da opção oposta.

        Ocorre que Dilma precisa munir-se agora da maior base congressual possível, pois quando o navio começar a balançar, os mais fisiológicos irão rápido para a oposição, tornando o palácio alvo de isolamento e a chantagem. Mas para montar tal suporte, ela precisa recorrer exatamente àqueles que estão na mira da Operação Lava a Jato. Afinal, simplesmente não há outras forças com as quais possa se aliar.

        Em outras palavras, para proteger-se do escândalo, precisa apoiar-se nos que estão nele enredados. É como tentar avançar caminhando sobre areia movediça com um peso enorme nas costas.

        Para completar, tendo a Petrobras papel produtivo central — por vezes portadora de mais investimentos que a União –, os danos provocados na companhia podem ter também repercussão econômica. Para não falar do que significa paralisar as maiores empreiteiras do país. And last but not least: o solavanco russo da semana passada acena com a possibilidade de turbulência externa.

        Apesar do cenário ruim, desejo a todos o melhor 2015 possível.”

      • não sou um trotskista mas espero que não seja rotular alguém de trotskista algo pejorativo.a historia do movimento comunista é mais rica e pujante que a contribuição de todos os que fizeram dele parte ativa devem ser contemplados e estudados.estou lendo agora “Luis Carlos Prestes-uma revolução entre dois mundos´´.um livro cativante e ilumina para as gerações de hoje a historio do movimento revolucionário brasileiro e o papel que desempenhou o PCB como núcleo das lutas politicas de classes durante tudo seculo XX.
        é inegável o retrocesso do movimento revolucionário brasileiro,das oposições,com a liquidação quase integral do PCB como partido durante a ditadura militar,sua debilitação posterior,e o surgimento de outras oposições mais brandas e conciliadoras eliminando do seus programas tudo que disse repeito a mudança de regime por vias revolucionarias(estou falando do PT e do Brizola).depois da lei de anestia,feito a quatro mãos pelo regime miliar afim de se proteger e a seus mentores de futuras condenações, tendo sido aprovado tanto pelo MDB da época como por outros opositores(certas dissidências do PCB inclusive),o palco para as vindouras lutas politicas estava montado e delimitado o que posteriormente foi chancelado pela nova constituinte:toda luta politica tem que respeitar o estado de de direito,a estabilidade econômica e o convívio social. é nesta perspectiva que nasceu e cresceu o PT.uma força moderadora.faz parte do sistema.é o perigo de o movimento sindical contíguo extrapolar seus limites setoriais para transformar-se como força politica independente e a-ideológica. você lembra das greves no estaleiro do Gdansk na Polônia comunista e que foi a faísca que detonou o bloco soviético?
        tudo que o PT esta sofrendo é o resultado das limitações que colocou a se mesmo e que é sua razão de ser.
        haveremos de esperar piores cenários políticos. não podemos enfrentar a direita com mãos atadas.desse jeito a direita leva, demora mais leva.são 6:48 e preciso sair para trabalhar.tenha um bom dia.

    • Akram mounzer, não pude deixar de observar a frase na qual você diz que Dilma entrou em um cenário político no qual ela mesma colocou o próprio pescoço! Seria mesmo essa a leitura do cenário supra? será que conforme reza o texto, não teria sido o despolitizado e manipulado povo, especialmente na figura dos movimentos de extrema esquerda, que apoiaram a manobra sistemica da extrema direita, que só estava a espera de uma oportunidade dessas para se sentir respaldada e conclamar um GOLPE? ´Será que os setores de esquerda radical que a julgar pela intensidade com a qual agride o governo Dilma, não possui entendimento suficiente pra perceber que numa República Democrática como o Brasil, a Presidenta governa, mas, regida pela pela batuta da Constituíção Federal, e que por assim ser, obriga o chefe do Poder Executivo ( Presidente da República) a governar com a aquiescência do Poder Legislativo ( Câmara de Deputados e Senado Federal) e do Poder Judiciário? Dilma seria o único Poder que tem buscado verdadeiramente evoluir as bases sólidas da democracia, bem como os pilares: economicos; políticos e sociais do Brasil, mesmo diante da sabatogem sistemática da sua base de apoio parlamentar, que tem sido eleita pelo povo no decorrer dos anos, vendendo seu voto a políticos, que depois a ( Dilma) imprençam contra a parede, exigindo cargos para proliferarem sua corrupção nefasta. Esses congressistas, apoiados pela conivência do Poder Judiciário, que nunca antes puniu políticos no Brasil, até o evento do Mensalão, que foram políticos eleitos e ligados a movimentos populares, ao passo que ignoram escândalos de corrupção envolvendo políticos dos setores de direita. È tão nebuloso para a nossa esquerda radical, enxergar que um governo que tem lutado suprimindo impostos ( IPI; PIS/CONFINS) para estimular o setor produtivo e impedir o desemprego em massa, visto que o mundo está mergulhado numa crise sem proporções, onde países estão se desmantelando, enquanto este governo vem mantendo o nível de empregos e o poder de compra do salário, para que se implemente a distribuição de renda já observado, ao final desta crise? Por fim, será que não seria a hora do povo brasileiro se familiarizar mais com o que manda, a Constituíção Federal, sob pena de nós da classe trabalhadora, sermos responsáveis pela ascenção ao poder de bandidos travestidos pela Mídia de opção de mudança, como o que quase vimos acontecer? Será que é tão difícil a nossa esquerda perceber que a extrema direita (PSDB/DEM/AECIO/FHC) são governantes com planos de governo para 2% da população e que só não observa isso, quem não se atem à Constituíção Federal e aos indicativos micro e macroeconômicos?

    • No meu mundo ideal as reformas já teria sido feitas. Entretanto, no mundo real será muito difícil, principalmente pela péssima escolha pelo povo dos políticos que formarão o Congresso na legislatura que terá inicio em 2015.

      Dilma esta afazendo o que pode dentro do possível. Nem por isso a eximo de culpa pois sua insistência com o controle remoto, renunciando a qualquer tentativa de criação da lei da mídia a deixou exposta ao golpe. Um passo em falso possibilitará o golpe. São culpados por destinarem milhões a mídia golpista alimentaram os golpistas. Alimentou os corvos que iriam bicar seus olhos.

  • Não podemos ser considerados eleitores inteligentes.
    Se aceitarmos coisas que nos são estranhas, pois se somos
    inteligentes, sabemos que não sabemos de tudo, mas que o
    obvio deve ser de nosso conhecimento.
    Não tenho nada com a direita, eles perderam…não o contrário.
    E o que estou vendo é um pensamento de que “não ganhamos
    mas levamos”, e não estou gostando.
    Ora, se colocam KATIA ABREU no governo, penso eu….ela já
    terminou de cumprir pena pela direita..já foi perdoada…só assim
    posso encarar a dita cuja..de uma ré que já saiu da cadeia.
    E mesmo assim não merece minha confiança…pois alguem
    que lutou contra LULA, falou mal de LULA, não merece minha
    confiança.
    Dai você vai dizer, mas é a DILMA que quer…
    Daí a minha pergunta, não esta ela DILMA com sindrome de
    Estocolmo..não estão sofrendo ameaças da direita…
    Não tem como salvar Katia Abreu..
    É por ai minha linha de raciocinio. ..
    CANDIDATO, VOCE PERDEU, CANDIDATO..PERDEU EM MINAS, PERDEU NO RIO
    PERDEU NO BRASIL.

  • Edu , perfeita a tua análise. E o que também acho. Por isso, venho várias discussões com coxinhas e outros que se dizem de esquerda, mas fazem o jogo rasteiro da direita conservadora, fascista e golpista. Acham, inclusive, em assim agir estarão a contribuir no avanço político. São os tais esquerdistas desprovidos dos instrumentos de análise do momento vivenciado e se apegam aos dogmas da cartilha pessimamente lidas. Religiosamente acreditam em dogmas e não raciocinam (sic) se estas não estiverem no manual.

  • Olá, Eduardo

    Antes de mais nada desejo, com atraso, um feliz natal para você e toda a sua família!!!

    Edu,

    Seu texto, como sempre, é muito esclarecedor e pertinente!

    De fato, não é fácil governar um país como o Brasil, pois, além de muito grande é cheio de desigualdades sociais!!!

    Os que que sempre estiveram por cima da carne seca, isto é, do bem bom, não aceita, de forma alguma, que os demais tenham um presente e um futuro diferentes!!!

    Estou com você e com todos aqueles que estão com o Brasil e com o Povo Brasileiro!!!

    Neste momento, as pessoas esclarecidas, e não são poucas, devem contribuir para que o Brasil e o Povo Brasileiro continuem caminhando para frente e isso só é possível com governantes que tenham uma visão de governo que atenda aos interesses da Nação e do Povo Brasileiro!!

    Um forte abraço.
    João Brasileiro

  • Berzoini vai fazer um excelente trabalho, junto com o povo brasileiro…O PIG está com o casco furado e a qualquer momento sabe que afunda. Exatamente por isso que a Globo forçou a barra para premiar Bonner, o artista da manipulação , com o troféu Mario Lago. A mídia sabe que a qualquer momento pode ruir. De boba ela não tem nada. Sim, claro que o Partido da Midia travou o país e fez esse desastre na cabeça dos incautos. Fez também essa tentativa de destruição do PT e etc, mas de uma forma ou de outra, nessa guerra pesadíssima, que jamais seria possível sem as almas sebosas do judiciário, o Brasil segue resistindo e vai vencer.

  • Excelente análise Edu. Concordo com você em todos os pontos abordados e se isso fosse um manifesto eu assinaria em baixo, porém , não são somente os esquerdistas radicais ou alguns setores radicais do pt ,que precisam refletir sobre esse tema,alguns blogueiros que se dizem progressistas também precisam refletir e muito sobre o tema, pois, no caso do Palocci tinha blogueiro que pedia a cabeça dele diariamente,no caso das JORNALADAS de junho também teve blogueiro que se deliciou com o que estava acontecendo,acreditando que aquilo iria atingir a direita,ledo engano,e hoje continuam criticando as escolhas da presidenta, mas não fizeram nada para que os setores progressistas elegessem uma bancada maior no congresso ,e sim colaboraram para a eleição de um numero maior de radicais e conservadores.

    Eu não considero as manifestações de junho com jornadas, pois para mim com certeza teve o dedo sujo dos jornalões .

  • Edu, várias vezes disse aqui que o FHC era um servidor da CIA e os livros da Privataria Tucana e o Príncipe da Privataria endossam o que a escritora inglêsa denunciou. Vários setores da sociedade demonstram com seus atos que compartilham com essa sabotagem, seja por interesses financeiros ou por puro maucaratismo mesmo.
    Não devemos esquecer o quanto o Sr. Roberto Marinho contribuiu para este estado de sabotagem e está bem nítido o que a Rede Globosta de sabotagem representa para o Brasil. E Edu, e pelo visto que não sabe votar (boa parte) pertence a regão sul e sudeste, pois possuem todas as informações para entender o que significa essa direita de vendilhões e talvez Freud possa explicar.

  • De fato. Perdemos muitos momentos na historia por conta muito mais desse esquerdismo estupido do que por competência da direita. O caso das manifestações de julho de 2013 é um exemplo . Alguns partidos de esquerda incentivaram tais manifestações que virou baderna
    É lamentável. Temos que evitar esses erros novamente. A historia não perdoa.
    .

  • Caro Eduardo
    De pé aplaudo seu texto que “jornalão” nenhum faria melhor.
    Duvido que venha de qualquer debatedor, alguma palavra contraria ao seu raciocínio que nos dá conhecimento de detalhes que já haviam ficados no esquecimento.
    Isso não é apenas um simples texto texto; é uma grande reportagem.
    Parabens.

  • Quem é petista na raiz,não fica a toda hora criticando,ELE caminha junto,com quem está governando,não consigo entender,o camarada que diz que votou,e sempre no PT,de repente,por ser uma escolha a principio errada,dizer que não vota mais no PT,na minha ótica as escolhas foram boas,o resto é fazer o jogo do PIG,e da oposição anti patriótica.

  • Eduardo
    Há outro aspecto para avaliar o jeito Dilma de governar esquecido pela esquerda brasileira mais afoita, o clima pesado da politica internacional hoje. O fascismo mal disfarçado está em alta, vide Espanha, vide as manobras americanas contra a Rússia, a cumplicidade dos europeus, o destino da Líbia, Egito e Ulcrânia e todo poder da mídia praticamente monopolizada.Além do pré-sal que põe o Brasil na mira do capitalismo selvagem.

  • Eu sou petista e de esquerda e sei muito bem diferenciar estratégia de curto e médio prazo das utopias.
    Dilma tem todo crédito e vai tapar a boca dos descontentes.
    grande abraço, Edu.

  • A mídia, sempre ela, a mídia.Suas garras: Cachoeira, o Caneta, Demóstenes, Veja, PIG, Gilmar, Globo, Marinhos,
    Frias, Tucanos, Civitas, haja terrorismo ininterrupto. Por doze anos, por seis anos e de agora por diante mais quatro anos, a partir de 05 de janeiro de 2015. Lula, Lula, sempre Lula, o inimigo a ser derrotado. Não se passará uma semana desde agora em que a mídia bandida, inimiga número um de uma pátria chamada Brasil não traga uma nova denuncia falsa contra este grande líder. Cerca de duzentas semanas até a eleição de 2018. Calúnias, intrigas, difamações, todo o arsenal de canalhice, calhordice, banditismo da mídia canalha e seus jornalistas e (de) formadores de opinião, com salários altíssimos para, escudados na falsa inocência da liberdade de imprensa,, destruírem a reputação de um dos maiores, senão o nosso maior líder politico nacionalista e patriota.
    Porque tudo isto? Por dinheiro. A serviço de um império estrangeiro que sabe mundo bem pensar a geopolítica. A independência e soberania do Brasil passa pelo fortalecimento dos BRICS. Russia na Europa, China na Ásia, Índia na Eurásia, o Brasil na América e a Republica Sul Africana na Africa são os quatro pontos cardeais do poder no mundo que destronarão os EUA. Eles atacam agora a Russia procurando estrangulá-la e, no Brasil estão às portas de conseguir inviabilizar o governo. A especialidade dos imperialistas é planejarem a hegemonia do Tio Sam e contam com todo tipo de ações e de traidores internos para alcançarem o intento. O PIG é hoje o maior reduto de traidores ultra bem pagos. Deus salve o….Brasil e o seu povo.

      • Epa, desculpe. Como recusar gastar dinheiro pode ser mau uso do dinheiro público? Malversação de dinheiro público é destinar os nossos impostos aos bilhões por ano a alimentar uma mídia que não cumpre a sua função pública de informar e, ainda mais, usa diariamente há 12 anos estes espaços de comunicação para criar as mais infames campanhas contra o governo que prejudicam o Brasil e os brasileiros. Bolsa PIG existe sim, é uma metáfora muito apropriada que pode ser entendida como o comportamento “síndrome de Estocolmo”. Sou a favor de criminalizar o governo por esta gastança criminosa.

  • Na minha modesta opinião, o que falta a Dilma para voltar a ter aprovação popular alta é COMUNICAÇÃO. A maioria absoluta da população só sabe o que o PIG divulga. Pouquíssima gente sabe das realizações do governo federal. O PT e aliados deveriam criar uma lei que obrigue o presidente da república e governadores dos estados a divulgar tudo o que têm feito com o dinheiro público, na TV, nos jornais e no rádio, periodicamente, talvez mensalmente.Se não houver esta lei, que o governo tome essa providência, como forma de prestação de contas para a população. Assim, informa-se ao povo o que tem sido feito REALMENTE, e desmascara-se as manipulações e distorções habituais dessa mídia bandida,partidarizada e antipatriótica . Aí então o povo vai deixar de pensar que o governo rouba tudo e nada faz, que é o que acontecia nos governos do fhc/psdb, e que a mídia coloca na cabeça da população dia e noite sem parar.

  • Mais uma vez venho ao teu Blog manifestar minha profunda indignação para com a Presidente Dilma, o PT et caterva. Leia esta matéria:http://resistir.info/petras/petras_brasil_14dez14.html
    Decepção é pouco o que estou sentindo. Quero acordar deste pesadelo e não consigo, meu caro Eduardo Guimarães. Perdi totalmente minha confiança no PT e nos rumos de nosso país……… Desejo a você e sua lida família um ano de 2015 muito produtivo, repleto de muitas bênçãos Eduardo Guimarães. Abraços fraternos!

      • Caro Eu,
        Eis acima o claro exemplo que foi citado no seu texto. Tenho certeza de que a Melina leu, mas, não assimilou o conteúdo. E é justamente dessa fatia que há a sobrevivência do golpismo atual. Melina dá o perfeito exemplo do que não devemos ser. Acredito, e sempre acreditarei, que hoje o Brasil é melhor porque um retirante nordestino ousou ascender o poder que sempre foi monopólio de uma casta vil e decadente. Melina… acorda, reflita, pondere, pois ao declinar suas decepções. com nossa Presidenta, vc alimenta a fogueira das vaidades daqueles que querem o retrocesso. Releia essa verdadeira pintura assinada pelo verdadeiro cidadão chamado Eduardo Guimarães. Aida – Mogi Guaçu -SP

  • Bom dia, Edu
    Primeiro quero desejar sucesso na cirurgia da Victoria, há de dar tudo certo. Segundo sua analise deveria ser postada em todos os blogs, pois, é esclarecedora e acho que quem votou na Dilma já sabia ou deveria saber que ela teria que compor com as coligações, as quais a apoiaram, ou esses eleitores acham que somente votando na Dilma e a elegendo teriam um governo chapa pura? Sabem (ou fingem não saber) nada inocentes!!!
    Desejo a você e toda a família , um Ano Novo auspicioso! Extensivo a todos os participantes do blog.
    Eu estarei em Brasilia para acompanhar a posse da Presidenta. O momento é de juntar as forças!
    Abç fraterno

  • Meu queridíssimo Eduardo,

    Você é o sujeito mais decente em toda a blogosfera. Pois sinto o quanto você se controlou para não dizer com todas as letras o que você de fato sente, e sabe, sobre essa falsa esquerda que tem boicotado e chantageado o Brasil com toda essa canalhice.

    Desculpe-me, mas eu mesmo não tenho nenhum pudor de chamar o porco pelo nome: “canalhice”.

    É isso que temos vivido desde o primeiro segundo de 2003. Uma ininterrupta c-a-n-a-l-h-i-c-e. Heloísa Helena, Cristovam Buarque, Marina Silva, Plínio Sampaio, Eduardo Jorge, Luciana Genro.

    Monstros com complexo de Messias abraçados (nem tão) secretamente (assim) à mais abjeta direita, agindo nas sombras, no submundo imundo dos movimentos progressistas, a serviço da direita, para destruir a auto-estima de nosso povo.

    Quem assinou o passaporte dessa canalha? Por caridade! Quem? Porque eu mesmo não fui.

    Por isso, meu amigo, quero lhe dar meus mais sinceros cumprimentos. Por segurar seu nojo, seu vômito. E compartilhar conosco a fortaleza moral que ainda lhe resta.

    A você, minha gratidão.

    Antonio

  • Eduardo, ajudar a Dilma, a meu ver, não significa não pressionar o seu governo, dentro dos limites do razoável (sem enfraquecê-la), pelo que foi prometido em campanha. Não podemos nos esquecer de que Dilma venceu com um projeto de governo e de Brasil para seus eleitores e ela não pode perder essa proposta de vista.

    Naturalmente, tudo dentro do seu tempo e com as devidos ajustes de timing. Mas, por exemplo, eu realmente acho a comunicação governamental horrorosa e Dilma se dispôs, se entendi bem, a melhorá-la. Portanto, não vejo razão para ela não fazer isso. Dilma também se dispôs a uma reforma política e, se entendi, ela vai puxar esse bonde. É o que espero que ela faça. E há outras promessas feitas.

    Em suma, é assim que vejo. Equilíbrio, mas também um certo nível de cobrança, devidamente dosado, de maneira que possamos ver avanços nesse segundo governo Dilma sem que ele se perca ou se enfraqueça.

  • Edu, retornamos à estaca zero ou quase a isso, porque a raiz do problema é quase sempre o mesmo: a mídia/comunicação etc.

    Há um certo limite pro pessoal nas ruas, internet etc defender o governo ou tentar explicar ao povo o que se passa. Isso primeiramente deveria ser papel do (a) estadista e não nosso, a nós caberia o papel de explicar/destacar as diretrizes políticas do governo se o (a) representante, no caso a Dilma, ao invés de se esconder e não falar com o público, tivesse por hábito se comunicar com o povo que é alvo vital, chave, pra cortar os efeitos diários dos ataques da mídia oligopolizada e vendida do país.

    A Dilma tem que ajudar a Dilma. Pena não conseguir localizar comentários antigos pois isto consta de algum deles, eu comentei que temia que ela repetisse o comportamento (teimosia) que quase levou ela ao declínio em 2013 justamente pelos problemas de Comunicação deste governo, que justiça seja feita vem desde do governo Lula, só que se intensificou pela característica introvertida da Dilma que o Lula compensava as falhas de Comunicação do governo (alimentando o PIG com grana pesada sem criar uma mídia alternativa estruturada, pelo menos, já que não levantou bandeira da regulação antes) com o carisma e interlocução mais ativa dele com o povo/público em geral.

    Veja o silêncio que Dilma faz pra comentar ou explicar as escolhas, é isso que alimenta essa esquerda radicalóide (infantil) a ficar batendo pezinho como criança mimada criando sua própria interpretação distorcida dos fatos por não conseguir entender o sistema político do país e ver as forças políticas e econômicas que compõem a sociedade achando que basta eleger presidente da República sem maioria no congresso, que por “mágica” resolve tudo. Essa mesma esquerda imbecilizada e radicaloide é a mesma que não tem a mínima ideia de pra que o congresso serve. Como esperar que um grupo desses ajude em algum processo de mudança real no país? Eles são despolitizados como os coxinhas da direita, não vejo tanta diferença entre eles. O radicalismo infantilizado deles só ajudou a direita até hoje, em que pese todo mundo poder ter críticas as escolhas políticas de Dilma, mas a questão com essa esquerda burra vai muito além disso (de mera discordância).

    Espero que o governo não espere um cataclismo como o de 2013 pra vir a público falar com o povo, pois desta vez pode ser tarde, mas me anima, caso se confirma, a indicação do Berzoini pras Comunicações, sinal de que a promessa de campanha de regulação da mídia (fim do PIG) não era só promessa e sim algo concreto.

    A Dilma precisa entender que essa postura isolacionista beneficia à mídia e ela é escutada pelo povo (vi isso ao vivo) quando fala, só que é preciso ela tomar a iniciativa e não ficar esperando que aconteça uma catástrofe (o desgaste de 2013 e a campanha contra a Copa que o governo não combateu como deveria na própria TV explicando a coisa ao povo) pra vir a pública falar.

    Mesmo que seja repetitivo é sempre bom vc fazer posts como este, sobre memória recente, pois o povo é sim muito desmemoriado e isso pavimenta terreno pras manipulações e mentiras do PIG, mas o governo deveria colaborar no combate a esse tipo de estratégia que a mídia usa pra criar um estado de ânimo negativo no país uma vez que o brasileiro (parte do povo) de forma ingênua ou cretina considera ainda que o que essa mídia venal pública ou diz tem algum valor por nunca verem a coisa por uma visão mais macro vendo a ligação ideológica (e até financeira, vide o grupo norte-americano Time-Life bancando a Globo em 1985) desses grupos de mídia com o maior algoz histórico do Brasil depois de Portugal: os Estados Unidos, ou mais precisamente o governo dos EUA. Toda vez que a gente toca nesse assunto sempre aparece alguns americanófilos pra ridicularizar o comentário porque na cabeça deles o Brasil é uma “coisa qualquer” e nenhuma potência estrangeira tem influência ou olho no que tem por aqui, pra eles ataques dos EUA só ocorrem na Ucrânia, Iraque etc, eles não conseguem ver o papel desempenhado pela mídia no Brasil (o grosso dela) como agente do Império dentro do país, é algo real, mas que há uma resistência fora do comum pelo povo (aquele ceticismo português reacionário) em aceitar a questão, ainda mais que a própria mídia tenta ridicularizar essas coisas dizendo que é “paranoia da esquerda” (não basta dizer mais nada, só isso que já quase mata a discussão sobre este problema).

    O governo precisa mudar a postura dele com a Comunicação em geral e criar mecanismo de diálogo com o povo (via mídia = internet, rádio etc), pra politizar a sociedade e minar os efeitos propagandistas do PIG (Globo e afins). A ampliação do acesso à internet deveria ser uma prioridade deste governo mais do que a ampliação das ferrovias, pois sem derrotar a direita todo trabalho desses 12 anos (próximos 16 anos) será posto abaixo com uma vitória desses pulhas em 2018. Há uma batalha política contra a mídia vendida a ser travada agora que é mais importante do que obras (não renegando as mesmas). Eu acho que o PIG não suporta mais 4 anos de governo progressista/trabalhista no país, pode até ruir de podre (falta de audiência pela perda pra internet) mas o governo tem que agir nessa área de forma precisa e dura.

    Essa esquerda mimimi tenderá a se anular ou ficar neutralizada já que só os mais sectários é que encabeçarão esses micro-protestos que neste momento atual não tem como se tornar volumosos, como aquele movimento quinta coluna do Passe Livre, que prega uma idiotice (governo subsidiar passagem pro transporte público continuar privado e nas mãos de quem oferece um serviço porco, de baixa qualidade) ao invés de discutir a estatização (ou reestatização) do transporte público, algo que se algum político de peso anunciar isso na TV o PIG é capaz de ter um surto psicótico grave, mas é a saída real ao que aí está e não esses paliativos ridículos que essa esquerda mimimi Toddynho prega como “medidas revolucionárias” de grêmio estudantil, apoiados por outra esquerda deslumbrada trotskista meio hippie ou porraloca/inconsequente.

  • **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

    ************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Brasil, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.

    Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

  • E DILMA quer ajuda ? ..e vocês querem mesmo ajudar ?

    Não adianta apelar pro passado de LULA, interessa o que foi feito por DILMA.

    DILMA, por suas teimosias e arrogância, ajudou a DESCONSTRUIR muito do que foi conquistado pelo BRASIL.

    Fosse a qualidade da renda e emprego SUFICIENTES e o país não teria se convulsionado em 2013.

    Com Dilma a INDUSTRIA enfraqueceu, o VALOR das empresas derreteu, as contas internas e externas voltaram ao tempo de THC ..o país retrocedeu a exportador de insumos primários ..o câmbio virou piada, as importações e viagens internacionais foram um prêmio pra casa Grande dado pela nossa senzala ..o crescimento então, foi pífio, e a geração NEM NEM explodiu.

    Tivesse sido esta maravilhada e NÃO teria tido espaço para o surgimento de tanto drogado, INVASÃO, favela, depredação e DEGRADAÇÃO social.

    Muitas das estatística, com DILMA, foram miragem (tipo o de desemprego e desmatamento, do minha Casa), um castelo de areia que tal qual os campeões Nacionais se desfez ao menor sinal de dificuldades.

    SUBSÍDIOS cruzados vexatórios e criminosos, problemas como a indexação de preços, contratos e salários NUNCA atacados ..desperdícios, atrasos e desvios nem se fala ..cartéis e assistencialismo desenfreados e tresloucados foram criminosamente facilitados.

    Com DILMA, a máxima de que se o modelo e a economia não provem, o ESTADO de você toma pra depois de devolver uma fração como ESMOLA e cabresto, permaneceu.

    Aqui, nossos políticos ainda ganham como poucos (ainda temos deles se aposentando com 4 anos de mandato), a elite do funcionalismo é um escândalo, e a diferença dos que ganham mais institucionalmente para com os que ganham menos diariamente é uma VERGONHA.

    nota – vc sabia que Roseane Sarney e Jaques Vagner se aposentaram com R$24 mil cada, como ex governadores ..um valor MAIOR do que ganha o governador da ativa por SP ?)

    Hoje, depois de tanto “desenvolvimento, crescimento e assistencialismo” a violência ainda campeia, a segurança mete medo (hoje somos o país que MAIS MATA no MUNDO) ..as reformas não vieram ..e a educação, saúde e infra continuaram sendo um “projeto”.

    Quem pede ajuda, quer ajuda ..e isso, infelizmente, não é o perfil de DILMA que ainda se nega a trabalhar em equipe e a falar como povo.

    O pior de tudo é que não foi por falta de aviso, quer na forma de criticas HONESTAS e éticas, e/ou como na forma de inúmeros artigos publicados em revistas especializadas.

    Interessante é que depois de tudo, pros que dela não concordam quase sobra o EXÍLIO, pois são tratados na base da CENSURA e da PORRADA, sem diálogo, com ameaças de agressão e até de morte por seus seguidores fanáticos ..com desconstruções e ofensas baratas, inclusive com ameaças de “deportação” e/ou “expatriação” ..aliás, tudo o que eles diziam que sofreram e que tinham aversão por parte da turma da revolução.

    EDUARDO GUIMARÃES ..os corações e mentes que vocês precisam conquistar NÃO estão entre os seus ..esqueça esta rodinha de amigos ..os procurados estão nos que de vocês pensam diferente

    “TRAGAM os quentes, porque dos mornos quero distancia (teria dito JESUS CRISTO em provérbio agnóstico)

    À medida que vocês tratam críticos e contrários com desdenho e violência, com sectarismo e voluntarismo, a coisa só tende a piorar e..

    ..e francamente, mais do que ajuda, DILMA hoje precisa de sorte, muita sorte..

    ..sorte pra no caso de algum documento e/ou fato sobre tantos destes desvios hoje denunciados não saírem do controle e acabarem ganhando vulto a ponto dos mesmos corroborarem com sua defenestração precoce do poder.

    Mas sim ..sim ..atendendo ao seu apelo, e MUITO MAIS ainda por uma questão de auto preservação, parece que não sobra ao país tentar ajudar esta governante desvairada ..isso antes que ela acabe de vez convulsionando o país, agora..

    …pra tanto, como disse, DILMA precisa querer receber ajuda e começar a falar mais seriamente, RESPEITANDO e escutando os que dela pensam diferente, deixando muitas das suas certezas e querências infantis adquiridas na adolescência de lado.

    • O país tem 400 bilhões de reservas, grau de investimento, desemprego de 4,8% e salário médio de mais de 2000 reais. Comparar com o governo é coisa de desinformado, desmemoriado ou canalha

      • lá vem ofensa ..que dizer que quem discorda é canalha ? todos ?! poxa ..é o que digo, preferem desconstruir e ofender a dialogar e convencer ..não tem remédio ..depois fingem querer ajuda ..vocês querem é governar sem oposição nem critica, isso sim

        eu sei, ofender é fácil, convencer e provar é que da trabalho

        Claro que seria impossível um país retroceder em 100% ..mas com Dilma chegou perto

        O país, em que pese este “salarião”, segundo vc (que esta nisso, em set/14, pros formais e empregados), necessita a todo momento de mais e mais muletas e assistencialismo pra descomprimir as reivindicações..

        ..não lhe parece incrível ainda termos 7 milhões passando fome, depois de 12 anos, enquanto 25% já SERIAM devidamente assistidos pelo Bolsa Família ? ..até quando isso ? será que inventamos um novo tipo de escravidão ?

        ..não lhe parece suspeito os assentamentos terem virado FAVELA e as prisões ainda serem masmorras, segundo os próprios ministros e DILMA ?

        …há algo de errado nisso ..bolsa família, bolsa cultura, bolsa livros, meia entrada, passe livre, cesta básica, farmácia e restaurante populares, gás, energia e água subsidiadas ..crédito a perder de vista com juros de agiota embutido ..vale leite, fralda e enxoval ..cota pra isso e praquilo, vaga só pra este ou aquele ..auxilio aluguel/condomínio e não para por aí ..tem o tal minha casa tb (cadê ??!!).

        qual seja ..mérito, esforço e dever que é bom, NADA , só temos direitos e mais direitos, e agora em SP pra estrangeiros tb

        ..verdade é que FALTA RENDA pra imensa maioria, salários melhor distribuídos, é isso que vocês não querem ver ou NÃO sabem fornecer ..o país ainda esta MUITO insuficiente, só isso ..dai esta carnificina diária que enfrentamos

        Pior que ainda temos dos maiores CUSTOS DE VIDA DO MUNDO ..pergunte pra sua filha na AUSTRÁLIA (que tem renda melhor que a nossa) ..tenho parente na Inglaterra e EUA, e sei que lá TUDO é mais barato em termos absolutos, não só frente a renda deles (roupa, remédios, comida, turismo, diversão, utensílios dvs ..imóveis e aluguel nem tanto)

        ..lá o ESTADO quando esta presente, o faz com EFICIÊNCIA e respeito (parece aqui, né ?)

        ..claro que parte da culpa é do cambio ..mas outra MUITO IMPORTANTE é culpa das nossas corporações de banqueiros, empresários, partidos e sindicatos, dos nossos cartórios e reservas, e do ESTADO MARMITÃO que insiste em drenar grana do POBRE (via imposto regressivo) pra depois devolver como favor à busca de voto..

        ..e pior que o povo IGNORANTE ainda nem sabe que é ele quem paga, e tem outros que ainda querem mais, pior os que ainda pensam que se trata de favor e bondade do governante

        Quanto ao desemprego, o PNAD indica 6,8 % ..e isso com um contingente alarmante de NEM NEM que, se levados a cabo, faria o índice saltar pra 8% ..e a qualidade do emprego? me diga, é das boas, vai se manter ? ..e o preparo da MO tá encima ?

        ..depois de tanto tempo de MAIS MÉDICOS, finalmente o país se convenceu que tem que formar mais profissionais na área, ou será que devemos nos acostumar com mais este déficit e financiamento de cursos e de universidades VAGABUNDAS particulares ?

        Quanto as reservas, mas de 360 bi veio de LULA, das commodities até 2013, e dos juros extravagantes aliado a CAMBIO CONGELADO ..o déficit externo só aumento..

        ..e isso CUSTA muito ao país colega, bastando aqui vermos a Nossa DIVIDA aonde esta (subindo, pra variar) e a Carga tributária que voltou a bater recordes históricos sem que no entanto possamos contar com serviços a contento e corretos.

        REITERO, com DILMA o país andou pra trás em diversos e importantes segmentos, ou não saiu do lugar, parou, atrasou, encareceu ..mas ela tem, talvez, mais 4 anos pra alterar este cenário ..quem viver verá ?

        nota – NOSSO presidente LULA disse que o Minha Casa esta entregando casas de 30 m2 (e péssima qualidade, segundo a própria DILMA) por R$ 96 mil ..ELE disse que faria casas com 60 m2 por este valor ..e eu AFIRMO que ainda estaria, a CUSTO, excessivamente caro ..enquanto isso MILHÕES ainda aguardam em guetos ou sobrevivendo com o “esperto” Vale Aluguel ..isso quando não são levados à marginalidade que insufla a invasão e a depredação ..e tome favela, tome violência e todo tipo de decreptude social

          • pois é Eduardo ..e os EUA, Austrália, Canada, também

            E com mais de 4 mil anos Egito, Índia (dilicinha) e Paquistão (um primor)

            claro ..e INÚMEROS países da ÁFRICA colonizados por Belgas, Alemães, ingleses e franceses

            Portanto colega, acho melhor melhorarmos nossas desculpas pra termos que nos explicarmos do pq NUNCA fizemos a tempo o que deveríamos ter feito conosco mesmo.

            IDADE e e origem dos colonizadores, parece que não diz muito, diz ?

        • NÃO SE ESQUEÇA DO “ÓMI”

          Você está certo, Romanelli, mas não se esqueça que o principal artífice de todo esse descalabro é o “Cel” Luluscone. Depois de usufruir, à tripa forra, dos benefícios do miraculoso Plano Real dos tucanos, deu início a uma série de políticas profundamente equivocadas e que redundaram não só na atual derrocada política, econômica e social do país, como na própria ruína do Plano Real. Sem mencionar a corrupção que atingiu níveis absolutamente inimagináveis desde o primeiro mandato do seu calamitoso desgoverno!

          • Estrupício ignorante. Os números não negam. Quem vivia de pires na mão suplicando dinheiro ao FMI era FHC., que quebrou o Brasil três vezes. Hoje somos CREDORES do FMI. natural como todo o mundo sofrer com a maior crise econômica pós a de 1929. O Brasil não é uma ilha. Se até a China esta sofrendo, não é de estranhar que o Brasil sofra também.

    • O problema do “pensamento diferente” dos coxinhas é que eles sempre querem transferir emprego e renda pros americanos. E quem discordar é “bolivariano”.

  • Feliz Natal com atraso por problemas de saúde. Muito boa e correta a abordagem, como sempre. Muita Saúde e Paz pra vc. Deus abençoe e proteja sua Família. Abs. Edu…..

  • A única coisa animadora que existe no ar atualmente é a proposta de se iniciar uma frente de esquerda já em inicio de organização pelo PT, PSOL PSTU e PCdoB e vários sindicatos e organizações de classe, com pauta bem definida e que vai aparecer publicamente nas manifestações da possa da Dilma em 1º de janeiro e em 1º de fevereiro no início do ano legislativo. Esta frente poderá vir a se consolidar como um novo partido de esquerda que dará apoio ao governo Dilma protegendo-o das investidas da direita, mas exigindo que ela cumpra o prometido em palanque. Nada mais justo, democrático e oportuno. E esta história de que que ela foi eleita por uma frente de partidos aos quais agora tem que responder com políticas e nomeações acalentadoras, como pagamento pelo apoio (a velha política “balcão de negócios” do Brasil), precisa ser alinhada com o fato de que o programa de governo da Dilma foi TAMBÉM o programa de governo destes partidos alinhados.

  • Irretocável, Edu. irretocável. Análise altamente politizada, contextualizada e sábia. É exatamente o que penso. Acho que teremos um governo mais à direita que o outro. Que se dane, pois a Direita golpista, klu-klux-klan, assassina e que vive a disseminar o ódio, quer que o país acabe a fim de preservar algumas de suas moedas. Querer um governo de Esquerda ou de Centro-Esquerda dependerá dos movimentos sociais e daqueles babacas que inflaram a Direita, virem às ruas repudiar o avanço da Direita, como disse Emir Sader num post seu recentemente.

    A Direita descobriu que vir pra rua e gritar contra o governo, atrai setores de Esquerda como abelha no mel. Enquanto eles agem por interesses econômicos mesquinhos, os babacas de “esquerda” acham que estão próximos da revolução socialista. Atenção, babaquinhas: A Direita vos odeia. Entendeu, otário! Entendeu, criancinha mimada!

  • Edu, ao iniciar a leitura do seu arrazoado, pensei: mais uma vez o Eduardo poe em texto claro o que penso, com virgulas e pontos. Sempre que tento discutir com alguem “trabalhado” pela midia de mercado e familiar, torna-se impossivel uma discussao, pois como seus “mentores”, eles vem com argumentos contrarios sem a devida comprovaçao. Se falamos de taxa de desemprego, salario real etc, ou seja , indices oficiais, a resposta é: institutos aparelhados pelo PT. Se falamos de reservas cambiais, inflaçao, cambio, etc, a resposta é: o THC deixou tudo arrumadinho. Entao fica dificil.
    Falta a Dilma um Samuel Weiner e uma UHora.
    Grande abraço

  • Edu, volto a escrever a mesma coisa que escrevi nos anos anteriores, nessa mesma época. Estão faltando 3 dias para que a Presidenta Dilma tome a decisão que todos esperamos. A decisão seria ela realizar uma reunião com todos Ministros e informar: 1- Fica proibido a renovação de qualquer contrato de publicidade com empresas pertencentes ao grupo conhecido por PIG; 2- Os contratos em vigor seguem normalmente até o término; 3- Novos contratos só poderão ser realizados com empresas não pertencentes ao grupo conhecido por PIG; 4- Revogam-se as disposições em contrário, se houver.
    Embora seja a mesma pessoa é um novo governo. Ela pode tomar essa decisão. Não acredito que irá fazer falta ao BB, CEF, Correios, Petrobras, BNDES e outras empresas, autarquias e fundações governamentais a não veiculação de publicidade nas empresas pertencentes ao grupo conhecido por PIG. Bilhões de Reais seriam redirecionados para investimentos produtivos que estão sendo realizados pelo governo. Uma decisão dessa vale mais que a polêmica Katia que está prestes a assumir um Ministério que gera bilhões na balança comercial e que todos sabemos é contra o Lula, Dilma, PT, direitos trabalhistas, preservação ambiental, movimentos sociais e etc..

  • Caro Edu.
    Apoio seu chamamento e me ombreio a você nesta luta.
    Acho que as pessoas tem o direito de ter suas próprias decepções e encantamentos, avanços e retrocessos, momentos de luta e de acomodação. Só acho que não tem o direito de usar qualquer um desses elementos para comprometer os avanços obtidos pela população mais carente do país.
    Vi, com muita alegria, no segundo turno, alguns setores da chamada “ultra-esquerda” manifestarem-se publicamente pela reeleição de Dilma. Essas pessoas tem o meu respeito e admiração, pois não me lembro de isso ter ocorrido tão claramente em eleições anteriores.
    Li que diversas entidades dos movimentos populares estão se unindo para ir às ruas com suas reivindicações a partir do próximo ano. Ótimo! Só precisamos ter muito cuidado para não darmos munição aos Herodes (aproveitando o espírito natalino) de plantão. Acho que as bandeiras tem que ser propositivas para dar mais força à Dilma em sua luta por um Brasil cada vez melhor.
    Para finalizar, só uma lembrança de Brecht:
    “Há homens que lutam um dia, e são bons.
    Há outros que lutam u ano, e são melhores.
    Há aqueles que lutam muitos anos, e são muito bons.
    Mas há os que lutam toda a vida: esses são os imprescindíveis!”
    Para mim, você se enquadra na última frase.
    Grande abraço.

  • Em parte, é possível que a crise se reduza no Brasil graças aos investimentos estrangeiros. Por exemplo, na área da Educação, uma multinacional russa tem comprado universidades particulares, prevendo o boom de estudantes com os royalties do pré-sal para a Educação. E, por falar, em pré-sal, o megainvestidor George Soros comprou ações da Petrobras a rodo, percebendo a grande oportunidade que se apresenta com os papéis subvalorizados.

    A China ultrapassou os EUA e hoje é a maior economia do mundo. Os chineses estão cada vez mais presentes nas obras do PAC — como as ferrovias — e há uma integração cada vez maior entre os BRICS — do qual a China é o membro mais forte — o Mercosul e a UnaSul. Aliás, a China se prepara para iniciar a construção do Canal da Nicarágua, MUITO MAIOR QUE O CANAL DO PANAMÁ, por onde passará grande parte do comércio marítimo da região.

    Em resumo, o empresário brasileiro que ficar escondido embaixo da cama — com medo dos urubólogos da mídia — será ultrapassado por um concorrente russo, chinês ou até indiano. Ou pelo Google, pela Amazon e outras multinacionais.

  • Caro Edu,

    Excelente sua analise. Concordo na integra.

    Estou passando o periodo de festas em uma cidadezinha no interior de Minas e percebo o quanto a midia ainda influencia o povo brasileiro.

    Ouço os comentários sobre o caso da Petrobras e todos seguem o mesmo raciocínio dos apresentadores globais: “A corrupção na Petrobras é um absurdo e não tem mais jeito”; o Brasil está perdido na corrupção”; ” no governo só tem corrupto”; ” o PT é o mais corrupto de todos”. São esses tipos de comentários que ouço com mais frequencia.

    Uma coisa é certa: a midia destroi qualquer governo ou pais; e a midia brasileira está conseguindo destruir o Brasil. Infelizmente.

  • Estou com a Presidenta DILMA, e quanto ao seu MINISTÉRIO menos estrelado tenho a dizer que ” O IMPORTANTE É A NOTICIA E NÃO O APRESENTADOR “.

    Sugiro a Presidenta DILMA que mude o seu SLOGAN de Governo. Substitua o ” UM PAIS RICO É PAIS SEM MISÉRIA” por ” SEM TAPETES E SEM GAVETAS, QUEREMOS SER INVESTIGADOS “.

  • Caro Edu,

    Apesar da vitória de Dilma, ao ler textos como o teu, que considero esclarecedores, pois coloca parte da história da nossa pátria aos olhos de quem não tem tanto acesso à informação como tu, fico com o coração apertado em perceber o perigo que estamos correndo.
    O grande inimigo do Brasil é o PIG. Mas por que o governo de Dilma não abre uma guerra contra essa gente?

    Sei que já explicaste o porquê de Dilma ter que continuar a encher esses veículos de comunicação de dinheiro, porém não consegui ler nada a respeito.

    Pediria ao amigo que, se possível, voltasse a escrever sobre o assunto. Não entendo como o governo continua a encher os cofres de quem lhe faz uma oposição tão violenta.

    Demais, desejo a ti e a tua família um ano cheio de novas perspectivas. Que Deus te ajude nessa luta fantástica contra o que há de mais atrasado no nosso país.

  • Parabéns Eduardo Guimarães,

    Você, de maneira inequívoca, utilizando uma linguagem clara, objetiva, e com dados concretos de nossa história recente, sintetiza o posicionamento “grotesco” da direita radical e aliada à esquerda radical, que parecem lutar por objetivos diferenciados mas que no fundo, visam a mesmíssima coisa: Prejudicar a Presidenta Dilma e o povo brasileiro.
    Já passou da hora dessa gente, que se diz politizada e culta, reavaliar suas ações e valores.
    Parabéns!

  • Obrigada Eduardo Guimarães, Seu texto foi meu presente de Natal. Histórico e didático, deu todas as explicações que precisava para elucidar todas as minhas dúvidas.Vou divulgá-lo intensivamente.
    Apenas pela oportunidade vou expor aqui uma convicção que tenho sobre a derrota em campo da copa. A derrota foi consequência da ideologia política do técnico, único e exclusivo responsável por ela. Se o Brasil tivesse ganhado a copa Dilma teria sido eleita no primeiro turno.

  • A comunicação do governo é PÉSSIMA, a TV NBR que deveria ser aberta pra mostrar as grandes obras do governo e desmentir o PIG é uma TV que só quem assiste é quem tem cabo e parabólica, aí fica difícil, enquanto isso a mídia corrupta, golpista e Tucana faz uma lavagem cerebral na cabeças dos inocentes INÚTEIS, por muito pouco ganhamos a reeleição, o PIG desde que Lula assumiu faz um trabalho escancarado contra o governo manipulando mentes e corações, ouvi um comentário de um coxinha que disse que a corrupção Tucana é PONTUAL. Enquanto o governo e o PT não fizerem a Lei de Mídias e não tiverem instrumentos pra se contrapor à mídia Tucana,vão apanhar 24 horas nos próximos quatros anos.

  • Prezado Eduardo:

    O que disse Eduardo Guimarães:

    “Há uma diferença fundamental entre os interesses do povo e os dos operadores políticos, tais como os partidos ou os controladores dos grandes meios de comunicação. Essa confusão que a sociedade faz a leva, muitas vezes, a confundir seus interesses com os interesses dos que não são tão afetados – ou que não são afetados tão facilmente – pelas condições gerais do país.”

    O que disseram Gérard Duménil e Dominique Lévy, em A crise do Neoliberalismo, BoiTempo Editorial.
    “ A ordem neoliberal – conhecida como globalização neoliberal – foi imposta a todo o mundo , desde os principais países capitalistas do centro até os países menos desenvolvidos da periferia, geralmente ao custo de severas crises, como na Ásia e na América Latina durante as décadas de 1990 e 2000. Como em todo os estágios do imperialismo, os principais instrumentos dessas relações internacionais de poder, além da violência econômica direta, são a corrupção, a subversão e a guerra. E o principal instrumento político é sempre a instalação de um governo local pró-imperialista. A colaboração das elites do pais dominado é fundamental, bem como ,no pais contemporâneo , a ação de instituições internacionais, como a Organização do tratado do Atlântico Norte ( OTAN ), o Fundo Monetário Internacional ( FMi), o Banco Mundial e a Organização Mundial do Comércio( OMC ). Econômicamente, o objetivo dessa dominação é a extração de “ excedentes “ pela imposição de preços baixos aos recursos naturais e investimentos no exterior, seja ele em bolsa ou o investimento externo direto.”

    O que digo:

    Os operadores políticos , colunistas, jornalistas que trabalhos nos chamados grandes meios de comunicação, especialistas(em coisa nenhuma) mas que são palpiteiros a serviço do grande capital, políticos que não defendem os interesses do Brasil e sim de empresas estrangeiras, que querem a “ instalação de um governo local pró-imperialista “ e que cotam com o apoio das elites que querem o pais dominado pelo capital estrangeiros e alinhado a países que sempre nos causaram tanto mal ao longo da nossa história; é essa turma que deseja ardentemente que o governo popular do PT não dê certo e por isso vem há mais de uma década criticando os governo LULA/DILMA.

    OTAN, FMI,Banco Mundial, Clube de Paris são financiadores de golpes em redor do mundo, que digam Líbia, Síria, Venezuela e Ucrânia, só para ficar nos mais recentes. E é bom lembrar que todos eles tiveram apoios das elites locais e as elites locais brasileira estão há tempos pregando a desnacionalização da nossa economia – FHC foi a nossa Margareth Tatcher no processo de neoliberalismo, desnacionalizando uma boa parte da nossa economia com as suas privatizações e ainda teve a “grande idéia” de abrir uma brecha na lei para vender ações da Petrobras para o capital estrangeiro e alterar o conceito de empresa nacional para que o BNDES emprestassem dinheiro para empresas estrangeiras.

    O que diz Eduardo:

    “Os mesmos grupos políticos de esquerda que geraram o boliche ministerial em 2011, que convulsionaram o país em 2013, que transformaram a Copa do Mundo em um desastre político em 2014, agora ensaiam novas ações em 2015 que podem, no limite, custar o mandato de Dilma e a ascensão de um governo que, ironicamente, irá penalizar muito mais os setores da esquerda que tanto têm colaborado com a direita.”

    O que diz Aldo Onesti no seu livro Segunda Guerra Mundial:

    “ A essência da política consiste em reconhecer e aprender as exigências do momento “

    O que digo :

    Há muita gente que se considera de esquerda, ou porque não sabe o que é ser de esquerda ou por puro oportunismo. Essa turma acredita que ser de esquerda é incendiar o mundo( lembrei-me agora do filme Barrabás, quanto Antonhy Quinn incendeia Roma ) para implantar uma nova ordem, um novo mundo; esquecendo essa turma que se diz de esquerda que quem toca fogo no mundo é a turma da direita .Nos países que citei acima, as elites da direita aliadas a forças estrangeiras de direitas tentaram destruir, destruíram ou estão destruindo seus países para fazê-los orbitar em torno do grande capital financeiro internacional e entregar suas riquezas a esses abutres que se alimentam das desgraças de cada povo.
    O nossos candidatos representantes da direita seja Aécio Neves ou Marina Silva tinham como projeto desmontar o modelo de inclusão social em curso pelo PT, substituindo por um de aceleração da desnacionalização da economia e do arrocho econômico das classes trabalhadores em benefício dos capitalistas financeiros improdutivos. Não é à toa que o guru de Aécio Neves era FHC, o ardoroso defensor do neoliberalismo.

    ““ O neoliberalismo é um novo estágio do capitalismo que surgiu na esteira da crise estrutural da década de 1970. Ele expressa a estratégia das classes capitalistas aliadas aos administradores de alto escalão, especificamente no setor financeiro , de reforçar a sua hegemonia e expandi-la globalmente.”,frase contida no livro A Crise do Neolibelalismo, acima citado.”

    Essa turma que se diz de esquerda ou não aprendeu nada de política ou acha que política é coisa para amadores. Uma coisa é dar palpites ( como eu), outra coisa é fazer política no sentido de vivenciá-la no dia a dia, buscando alternativas para a melhoria da população como um todo e reconhecer que em uma democracia é natural que haja forças em conflitos. É preciso reconhecer que o PT ganhou as eleições com uma base aliada de vários partidos e é justo que esses partidos sejam tambem representados no poder executivo. Esquecem muitos desses esquerdistas que a ida de Kátia Abreu para o Ministério da Agricultura, abre uma vaga para um petista ir para o senado.

  • os que estão atrapalhando o país, e querem a derrubada da presidente logico não querem perder a boquinha que o psdb lhes permitia, querem voltar aos velhos tempos estão usando os jovens que não conhecem a história do pais

  • Como disse o autor do texto, a economia brasileira só não entrou em crise terminal por conta dos enormes investimentos do governo federal. Pergunta-se, aos neoliberais de plantão: onde estão os investidores privados, que não se arriscam a nada, que embarcam na cantilena da mídia golpista e só querem ganhar em cima da crise e das benesses do estado?

    Um outro dado importante: a mídia golpista brasileira é a causa principal das crises internas. Dilma tem que ter todo apoio para governar, concordo. Mas, o PT, Dilma e Lula precisam aprender que se continuarem abastecendo essa mídia estão cavando a própria cova. Por isso é preciso apostar na construção de uma mídia alternativa, popular e progressista. Que tenha independência para defender os interesses dos de baixo e furar o cerco imposto pela mídia golpista.

    Além disso, o governo Dilma precisa aprender a se comunicar melhor com a população. Até para receber apoio de massa. E até em manifestações de rua, se necessário. E nem precisa ser a própria presidenta a se desgastar diariamente dando entrevistas, ainda mais para uma mídia serviçal dos piores interesses. Mas, o governo pode ter um porta-voz ou uma assessoria de imprensa que funcione de fato, dando entrevistas diariamente e respondendo aos ataques da mídia. Inclusive fornecendo ao embrião da mídia alternativa, que são os blogs “sujos”, os subsídios para o contra-ataque à mídia da direita.

  • Eduardo, uma seleção de textos iguais a este, deveriam virar livro. Pense no assunto, pois acredito que terá editora interessada em publicá-lo.
    Li uma série de comentários quanto á formação do novo ministério, concordando ou não com a visão política dos indicados.
    Dilma tem que compor esse ministério com as correntes, que ajudaram a eleger-se, são essas as indicações que queremos,e não pode fugir esse princípio.
    Espero que neste segundo mandato tenha uma assessoria melhor. Segundo analistas o primeiro mandato deixaram muito a desejar, pela inoperância. O governo era atacado pelo PIG e não tinha ninguém do PT para defendê-lo (aliás a presidenta ignorou tanto o PT como os movimentos sociais que tanto lutaram pela sua eleição)
    Quando á propaganda, deveria seguir seguir o governo do Lula quando diversificou a propaganda.
    Espero que em 2015, não mantenha o ministro da Justiça, atuação do José Cardoso só trouxe dissabores, por não saber escolher seus subordinados na PF.

  • Parabéns pelo excelente texto.

    Mas isso que está acontecendo faz parte de uma estratégia de dominação e imperialismo.

    Existe um grupo seleto de pessoas que se reúnem há alguns anos com a finalidade de introduzir uma nova política e mecanismos de controle da economia global.Essas pessoas e famílias controlam a União Europeia , recentes administrações dos Estados Unidos, e influenciam decisões da ONU , do Banco Mundial, e do FMI.A Comissão Trilateral, o Clube de Bilderberg, a família Rockefeller e a família Rothschild , entre outros, são os que dominam grande parte do fluxo de capital no mundo, e dominam os meios de comunicação.Usam o jornalismo para ter domínio sobre a opinião pública, gerar confusão.Um exemplo foi a gripe H1N1.A mídia criou uma “epidemia” para que a indústria farmacêutica vendesse vacina.Querem criar uma nova ordem mundial, com um governo único.

    Não é teoria da conspiração, existe um livro chamado A verdadeira História do Clube Bilderberg , Daniel Estulin: http://www.nacionalismo.com.br/pdf/livro_01.pdf e outras matérias que falam a respeito.

    http://revistaplaneta.terra.com.br/secao/reportagens/bilderberg-um-clube-secreto-governa-o-mundo
    http://www.espada.eti.br/trilateral.asp

    Confesso que fiquei surpreso quando você cita: “ Estava convencida de que a guerra com a mídia que permeou a maior parte dos dois governos Lula, poderia acabar com alguns gestos de boa vontade.” Não esperava essa ingenuidade de alguém de esquerda, com a história dela.

    Dá uma pesquisada ,seria bom se ela tivesse conhecimento disso .

    Bastante lúcido o seu texto.

    Um bom 2015 para você e sua família, Edu

  • No Brasil, muitas vezes para o presidente governar, seja ele de esquerda, com foi João Gourlart, tem que se fazer coalizões, João Goulart, fez, nomeou inclusive um banqueiro para ministro. Goulart caiu, devido a forte oposição midiática da época, coisa que vemos hoje. Ele foi emparedado pela direita, extrema direita e pela extrema esquerda, que queria cada vez mais reformas profundas numa velocidade que Ele não podia dar e nem tinha forças para aprova-las num Congresso conservador.Hoje nós sabemos também das pressões externas que Ele sofreu. O Brasil, nos últimos anos com os governos do PT, deu um salto em todos os sentidos. Temos que continuar avançado, podemos avançar mais divagar ou mais ligeiro, mas, não podemos parar. Estamos vivenciando uma crise brutal mundial desde 2008, ela não parou, na Europa o desemprego é uma realidade insofismável, países europeus não crescem, a juventude forma e não tem emprego, quando acha, é trabalho precário para dois, ou três meses. Pensões foram reduzidas. A China diminuiu seu crescimento, num cenário desses, para o Brasil exportar não é nada fácil. Para agravar os EUA juntamente com alguns países europeus, fizeram um embargo à Rússia, isto acaba tendo consequências negativas para os países europeus e para a Rússia. Isto sem falar que estamos vivenciando vários pontos de conflitos bélicos em nosso planeta. Acho que nesse caldo todo o Brasil está até bem. Vamos então ter juízo, equilíbrio e ajudar a presidente e o país. Ela é presidente de todos indistintamente. No sistema político que temos , quer queira, quer não o presidente tem que compor para governar. Quem tem a batuta é o maestro. É ele que vai dar o tom. Foi assim com os dois governos de Lula e no primeiro de Dilma e está sendo assim na prefeitura de São Paulo. Isto tem funcionado nas administrações petistas.

  • A burrice da nossa esquerda, a falta de reflexão sobre a história política do nosso país e da América Latina faz com que muitos acham romântico viver nessa ilusão de manifestar por manifestar, o que tem beneficiado os Bolsonaros e Telhadas da vida etc.

  • Edu, a esquerda é burra e louca pra aparecer na globo e na grande mídia. Como isto está garantido por estas manifestações contra os governos populares, lá vão eles de novo desestabilizar. Fazer o que? O ódio ao PT é maior

  • Edu, não imaginava que empresários poderiam tomar decisões como a tal “demissão preventiva” a partir do clima criado pela mídia! Que rumos as coisas poderiam ter tomado se a mídia valorizasse mais as conquistas do país e criado um clima emocional mais positivo! Evitaria sofrimentos desnecessários. Gostei muito do seu flashback, é importante para a gente não esquecer o processo todo. No contexto do que você fala sobre a atuação da esquerda, em algum momento propício queria saber sua opinião sobre essa “frente de esquerda” recém-anunciada da qual sei pouco. Bom Ano Novo para você e todos do blog.

  • Caro Eduardo Guimarães mais um belo texto que você nos concede à leitura.
    Eduardo, sou fá incondicional do Lula.
    Todavia a cada dia a Presidente Dilma me enche de esperança, de orgulho.
    É uma mulher de fibra, destemida, inteligente, honrada. Coração valente.
    Diante de tantas maldades que a Globo, Veja, Folha de São Paulo, etc. lhes direcionam todo dia, a Presidenta Dilma continua firme conduzindo bem a Nação.
    É lógico que é um Pais difícil de ser comandado, Não há na maioria dos brasileiros o amor ao País. Muitos brasileiros consta de idolatrar o EUA, a Europa, etc.
    Confio muita na capacidade da Dilma, na sua honradez. o Brasil está bem representado por ela.
    Estarei sempre como Dilma e com o Lula.
    Estes dois têm em comum uma prioridade que me encanta: eles governam com o olhar para o pobre.

  • Dilma governa o Brasil com muita garra, patriotismo, amor ao país. Ao contrário, muitos brasileiros, empresários principalmente, trabalham dia e noite para atrapalhar Dilma. Torcem mais pelo desenvolvimento dos países imperialistas do que pelo o da própria pátria. Eu fico assustada de ver como tem tanta gente aqui que quer ver o Brasil arrasado, cheio de desempregados, com mendigos pelas ruas, sendo humilhado pelos estrangeiros, e ainda por cima dizem que têm vergonha de ser brasileiros. Eles são contraditórios, torcem pelo fracasso do Brasil, para depois terem vergonha dele. Eu acho que falta nessa gente que trata o Brasil com desdém é ética, moral e bons costumes. O complexo de vira-latas deles está beirando o absurdo. Acima de tudo o que falta nessa gente antipatriota é inteligência.

  • Quando terminar o monopólio midiático acredito que terá mais audiência o programa que souber elevar a auto-estima da população. Não é brincadeira ser bombardeado diuturnamente pela mídia nos forçando a aceitar o fato de sermos um povo incompetente, corrupto, sem educação e respeito ao próximo, um bando de bandidinhos que perturbam a paz. Sempre o pior de nós é destacado com um sorrisinho fingido nas caras dos apresentadores e o vozeirão dos locutores. Já que não mendigamos coisas nas “porta da esperança” e não mais brandimos nossas CTPS nos cultos cristãos, querem que nos odiemos. Só que: detonar o governo é detonar o povo e detonar o povo é detonar o Brasil. Precisamos conversar e debater.
    Sinto que não é difícil garantir esse espaço.

    Feliz 2015. Que seja emocionante e produtivo e, sobretudo com muito amor ao Brasil.

  • Tarso Genro – Leiam e reflitam. – O nosso desafio é, dentro da democracia política, promover mais democracia e mais igualdade, enfrentando o novo pacto hegemônico do conservadorismo modernizante no Brasil, cujo nome verdadeiro é neoliberalismo. Um regime de desenvolvimento econômico compatível com a democracia política, mas incompatível com a promoção da igualdade e com a consideração do outro, como meu irmão e meu igual. A esquerda pode pensar uma unidade, ao mesmo tempo, de resistência e avanço. Ou vamos para o retrocesso.

  • Tarso Genro no Artigo Frente de esquerda na diversidade de esquerda – ” No presente podemos nos unir -partidos, facções de partidos, personalidades e movimentos de esquerda e centro-esquerda- para reformar o sistema de concessões dos meios de comunicação, regulamentar o imposto sobre as grandes fortunas, proibir o financiamento empresarial dos partidos e campanhas eleitorais, dar progressividade ao Imposto de Renda, elevar a taxação dos ganhos da especulação financeira e abrir novas formas de participação popular, na produção e na gestão das políticas públicas”.

  • 2015 pode ser um ano revolucionário para o país. O Lava Jato está atingindo em cheio a crônica questão da promiscuidade entre as grandes empreiteiras e as obras públicas. O que vem desde que nosso avôs engatinhavam.
    Dilma já disse que quer enfrentar de frente esse problema que todos os outros jogaram para debaixo do tapete. Ela tem peito para isso. Mas vai ser uma pedreira. Por um lado tem que punir o cartel corrupto das empreiteiras que lesam os cofres públicos. Por outro lado, o país não pode parar. Tem que punir os políticos corrompidos, mas não se pode colocar todos no mesmo saco, porque aí quem vai aprovar os projetos que o país precisa?
    Então as pessoas tem que se dar conta que uma Katia Abreu aqui ou um sei lá quem acolá, é detalhe diante dessa quadro complexo e perigoso. O pig/oposição vai querer jogar o lava jato no colo do governo. Tudo o que eles querem é botar fogo no circo, melar o governo e esperar que caia de maduro para voltar em 2018, ou antes se for o caso. Por isso, Edu, só critico a questão do Zé Cardoso que não tem autoridade nenhuma com a PF. Fora isso, mantenho minhas ressalvas para mim

  • Nós queremos ajudar, mas parece que a presidenta continua não ligando muito para algumas áreas.

    O grupo “Atletas pelo Brasil”, capitaneado por Raí e que conta com nomes como Bernardinho, Cafu, Kaká, Paulo André, Flávio Canto, Fernando Meligeni, Gustavo Borges, Hortência e Rubinho Barrichello, entre muitos outros, em seu “plantel”, divulgou nesta segunda-feira um comunicado detonando a escolha do novo ministro do Esporte, George Hilton, pela presidente Dilma Rousseff.

    “Infelizmente, há anos, o Ministério do Esporte é usado na barganha política. Não se trata de decidir quem seria a melhor pessoa para ocupar o cargo, mas qual partido o terá de acordo com as alianças e que decidirá a seu bel-prazer quem o representará. Nem mesmo uma familiaridade com o tema é observada, o que traz enormes prejuízos ao esporte e ao país em um setor que está à frente de um enorme investimento com os megaeventos esportivos”, escreveu o grupo, sobre a nomeação de Hilton, um radialista, apresentador de TV e teólogo.

    Segundo o “Atletas pelo Brasil”, Dilma perdeu uma “chance única” para melhorar o esporte no país às vésperas dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

    “Às vésperas das Olimpíadas, a Presidente Dilma abriu mão de uma oportunidade de melhorar a gestão do esporte. Decepcionou todo um setor de atletas, jornalistas, empresários, organizações, trabalhadores e amantes do esporte em geral”, disparou a organização.;

    “[…] Reiteramos aqui hoje que, como cidadãos e cidadãs brasileiros, nos sentimos envergonhados e desprestigiados, vendo que o esporte no Brasil continua sendo encarado como algo menor”, completaram os atletas e ex-esportistas.

    Confira o comunicado completo:

    Somos uma organização não governamental que trabalha pela melhoria da política esportiva no Brasil. Desde 2009, trabalhamos para influenciar as decisões governamentais a fim de que haja uma legislação mais moderna, uma alocação de recursos mais eficiente, uma melhor gestão e transparência no esporte e para que o País possa pensar no esporte como fator estratégico para o desenvolvimento humano e social com importante impacto na saúde, educação e planejamento urbano.

    Como diz nossa missão, queremos “melhorar o esporte para melhorar o País”. Acreditamos piamente nisto. Somos uma associação de mais de 60 atletas de relevância para o esporte.

    Tivemos, junto com muitos outros, importância no passado, e continuamos tendo no presente. E, muito mais do que isso, queremos ajudar a construir um País com espirito olímpico. Desejamos uma política esportiva (educacional, de participação e de alto rendimento) que nos orgulhe e que mostre um caminho diferente, que aponte para o Esporte que o Brasil merece.

    Temos trabalhado na seara política pois acreditamos na participação ativa da sociedade para as mudanças do País. No esporte, só teremos resultados expressivos e de longo prazo caso ele seja administrado com responsabilidade por nossos governantes e legisladores.

    Exigimos muito mais respeito e cuidado com tudo que envolve o tema Esporte no Brasil. O que está muito longe de acontecer quando constatamos os critérios, ou a falta deles, que foram usados para a escolha do novo ministro.

    Infelizmente, há anos, o Ministério do Esporte é usado na barganha política. Não se trata de decidir quem seria a melhor pessoa para ocupar o cargo, mas qual partido o terá de acordo com as alianças e que decidirá a seu bel-prazer quem o representará. Nem mesmo uma familiaridade com o tema é observada, o que traz enormes prejuízos ao esporte e ao País em um setor que está à frente de um enorme investimento com os megaeventos esportivos.

    A nomeação com critério unicamente político, na maior parte das vezes, traz consigo o aumento da ineficiência de gestão, descontinuidade da política, reinício de convencimentos e processos e tudo isso com custo aos cofres públicos.

    Às vésperas das Olimpíadas, a Presidente Dilma abriu mão de uma oportunidade de melhorar a gestão do esporte. Decepcionou todo um setor de atletas, jornalistas, empresários, organizações, trabalhadores e amantes do esporte em geral.

    E nós, atletas, não podemos mais ser mais usados simplesmente para fotos conjuntas em momentos de vitória nacional. Vamos ser francos, essas conquistas são muitas vezes obtidas a despeito da política esportiva, da legislação e da condução nacional do esporte. E, em alguns casos, encontrando até forças contrárias a dificultar o caminho. Se os governantes querem estar ao lado das vitórias, devem tomar consciência da sua enorme responsabilidade nas derrotas.

    Mesmo assim, seguimos em frente pois acreditamos em um País melhor, mas reiteramos aqui hoje que, como cidadãos e cidadãs brasileiros, nos sentimos envergonhados e desprestigiados, vendo que o esporte no Brasil continua sendo encarado como algo menor.

    Nós da Atletas pelo Brasil continuaremos prontos para ajudar, contribuir e dialogar com todos que desejam deixar um lindo legado esportivo para o País.

  • Acho que mais importante do que apelar para os setores da ultra-esquerda, que são cegos e assim continuarão, é, de forma urgente, iniciarmos um processo de organização popular para defesa do Governo Dilma, o que significa não somente a defesa política da Presidenta e do seu Governo, mas principalmente O CONTRAPONTO FEITO NAS RUAS AO TERRORISMO MIDIÁTICO, QUE PRECISA SER ACOMPANHADO DA DENÚNCIA EXPLÍCITA DO GOLPISMO DA MÍDIA. Não há outra saída que não seja o confronto, a denúncia e a quebra dos consensos construídos pelos barões da comunicação, que impregnam como praga a Sociedade, principalmente a classe média com sua atávica burrice, destruindo o humor do país e criando uma realidade paralela de pessimismo, completamente contrária ao que ocorre no Brasil. TODOS OS PROBLEMAS DO BRASIL SÃO RESULTADO DA AÇÃO DA MÍDIA, AO MENOS NO QUE DIZ RESPEITO A NÃO CONSEGUIR-SE IMPLANTAR AS MEDIDAS NECESSÁRIAS À SUA SOLUÇÃO, QUE SÃO SABOTADAS PELOS SETORES CONSERVADORES, QUE LUCRAM COM NOSSO ATRASO, INICIALMENTE NA MÍDIA, QUE CRIA CONSENSOS CAPAZES DE CONVENCER A POPULAÇÃO, PRINCIPALMENTE A CLASSE MÉDIA , QUE OS INTERESSES E PROJETOS DOS CONSERVADORES SÃO OS MESMOS DELES. Assim, vemos jumentos de classe média, com suas casas a prestação e seus carros comprados em 60 vezes, identificando-se e defendendo o neoliberalismo econômico, a oposição aos programas sociais, às cotas nas Universidades, aos movimento sindical, à reforma agrária, à aproximação comercial e política com a América Latina, África e Ásia, projetos cujo êxito beneficiariam a todos os brasileiros, incluindo-se a classe média, e cujo fracasso só interessa aos que lucram com um Brasil excludente, subalterno aos EUA, exportador de produtos primários, falido, com os recursos públicos destinados aos banqueiros internacionais; ou seja, à minoria da população, que mal perfaz 1% dos brasileiros, e constituem a minoria dominante e exploradora. TODAVIA A CADA DIA TORNA-SE MAIS PETRIFICADA NAS MENTES ROBOTIZADAS PELA MÍDIA ESSA IDENTIFICAÇÃO COM A IDEOLOGIA E OS PROJETOS DAQUELES QUE NOS OPRIMEM; E OS GOVERNOS LULA E DILMA, COMO TAMBÉM A SOCIEDADE CIVIL PROGRESSISTA, POUCO FIZERAM PARA CONSCIENTIZÁ-LAS, PARA POLITIZAR A POPULAÇÃO, JÁ QUE MUDANÇA SOCIAL NENHUMA SE FAZ SEM POLÍTICA, SEM CONSCIENTIZAÇÃO QUE LEVA AS MASSAS A MOBILIZAREM-SE EM DEFESA DE SEUS INTERESSES. Mesmo os muito pobres, que votaram e elegeram Dilma majoritariamente, não têm consciência de tudo o que esse projeto representa, nem de longe, votam por verem as melhoras que os atingem diariamente(o que é justíssimo. Qualquer um vota naquele projeto que melhora sua vida, tanto o miserável da classe E como o milionário que integra o 1% de exploradores. Só que quando os pobres fazem isso , nossa mídia deprecia como um suposto “arrebanhamento” eleitoral, o que é de um cinismo e preconceitos enojantes. OS POBRES VOTAM NAQUELE PROJETO QUE MELHOROU SUA VIDAS COMO QUAISQUER ELEITORES FARIAM, INCLUINDO-SE OS MILIONÁRIOS). Contudo, a falta de consciência de tudo o que representa a mudança social em curso neste país, muito mais do que a satisfação de necessidades reais imediatas ou a elevação do padrão de consumo(que são importantíssimas, mas não são tudo), e sim a construção de uma outra ordem social e econômica, cujo modelo só dará certo se uma série de dogmas conservadores forem extirpados de nossa realidade, torna essa massa de pessoas TAMBÉM ALVO FÁCIL DA MÍDIA, PRINCIPALMENTE NO FUTURO, QUANDO ASCENDEREM SOCIALMENTE E COMEÇAREM A PARTICIPAR DA CLASSE MÉDIA(NÃO APENAS DE SEU PADRÃO DE CONSUMO, MAS DE SEUS VALORES, CUJA BASE ENCONTRA-SE NA IDENTIFICAÇÃO DOENTIA COM OS INTERESSES CONSERVADORES). Ou seja, a mesma ascensão social promovida pelos Governos Lula e Dilma poderá destruí-los no futuro se essa “nova classe média”, que cresce a cada dia, passar a comportar-se como a antiga, não apenas consumindo como ela, mas incorporando-se a seu conservadorismo,. O fenômeno já pode ser visto, ainda que de forma parcial, nestas eleições. Parte da Classe “C” passou a pensar de forma conservadora, tornando-se receptível ao moralismo classemedista propagado pela mídia, que transforma o PT no inventor da corrupção, sem sequer dar-se conta de que foi o modelo econômico de distribuição de renda, implantado por Lula e Dilma, que permitiu a ascensão social dessas pessoas, que passaram a atribuir a melhora em suas vidas a “esforço próprio”. SE FOI SOMENTE RESULTADO DO “ESFORÇO PRÓPRIO”, POR QUE NÃO OCORREU ANTES!!!!!!!!!????????? COMO BEM PERGUNTOU LULA. Por enquanto apenas partes da Classe C aderiram ao conservadorismo, e as classes D e E ainda têm peso numérico(sendo ambas majoritariamente eleitoras do PT e mantendo-se distantes do moralismo midiático, que não lhes chama a atenção por precisarem preocupar-se com suas necessidades mais prementes). MAS ATÉ QUANDO ISSO OCORRERÁ!!!!!!!!????????? Dilma iria vencer esta eleição por uma vantagem semelhante a de 2010, como indicavam as pesquisas, se não fosse a sabotagem às vésperas da eleição, promovida pela mídia(Globo e Veja). MAS SERÁ QUE SE A CLASSE C FOSSE POLITIZADA, O ATAQUE DA MÍDIA TERIA CAUSADO ESTRAGO!!!!!!!!???????????? ESSES BRASILEIROS JÁ NÃO SERIAM CAPAZES DE PERCEBER QUEM SÃO SEUS VERDADEIROS INIMIGOS!!!!!!!!!????? A outra grande sabotagem às vésperas de uma eleição, as fotos do dinheiro dos “aloprados”, levou-a para o segundo turno, mas na época o quadro social brasileiro não estava no nível atual(ou seja, menos pessoas tinham sido beneficiadas pelos Governos do PT), além do que Lula recuperou-se dela rapidamente, não apenas vencendo uma eleição, mas assumindo o segundo mandato de forma heroica e não com a “forca” política que ameaça Dilma. Clamo para você e seus contatos na Sociedade Civil organizada iniciarem imediatamente esse processo de mobilização popular, ao meu ver a única forma de conseguir não apenas dar força política a Dilma, mas iniciar um processe de questionamento da ditadura midiática que, além de urgente para não virarmos uma Nação de zumbis fascistas, permitirá que os brasileiros tornem-se receptivos a futuros projetos de democratização da mídia. Ou fazemos isso, ou o golpismo dos bobões da ultraesquerda e dos fascistas de direita(que foram os verdadeiros iniciadores das “manifestações” de junho de 2013, apoiados pela CIA e pela esquerda)sabotará definitivamente o Brasil.Vamos à luta. antes que seja tarde e podemos começar nosso discurso contra-hegemônico defendendo a Petrobrás, alvo mais recente das sabotagens da mídia, que sonha em entregar o Pré-Sal aos EUA.Vamos denunciar isso ao Brasil inteiro para que as pessoas compreendam o que de fato está em jogo no moralismo hipócrita da mídia. Vamos agir já que só a luta política define os rumos de uma Sociedade e é isso o que está faltando às forças do povo brasileiro.

  • Edu, lembro que no começo do governo Dilma você escreveu um post dizendo se daria certo uma gerente como presidente do Brasil. A resposta está no seu belo texto. Parece uma aula de sociologia, daquelas que a gente tinha na faculdade. Só acrescentaria, que na minha opinião, a Dilma age melhor sobre pressão, como na reação as passeatas coxinhas de junho ou como nos debates,quando ela estava acuada. Que venha 2015. E feliz ano novo a você,sua família e leitores.

  • Caro Eduardo,

    Receio que, pelo menos, os meus últimos comentários não tenha ido de encontro com seu pensamento.
    Mas vejo o Blog da Cidadania como um fórum de debates e, isso, não aconteceria se todos tivessem a mesma opinião.
    Quero enfatizar que sou filiado ao PT e nunca fui contra o partido. Fui sim, contra determinadas condutas, inclusive do Lula, que entrou no governo e deu uma guinada ao centro, mas sempre entendi as congregações de forças políticas que o apoiavam e, por isso, nem tudo seria possível ser feito.
    Mas volto a falar de um entre vários fatos que ocorreram e que não é bandeira de um partido de trabalhadores.
    Em 2003, Lula com sua vitória foi como a redenção de todos os brasileiros excluídos da sociedade com isso seu capital político era enorme naquele momento. qual foi a principal reforma que Lula proporcionou a sociedade, não foi a reforma política muito men os a regulação da mídia, pois sem estas duas reformas nenhum presidente de esquerda conseguirá governar com tranquilidade, mas ele optou pela reforma da previdência pública e foi bastante cruel nesta reforma, apenas um dos ítens: Aprovou-se que o aposentado por invalidez não teria direito a salário integral e sim proporcional.
    Ironicamente, neste ano o congresso aprovou a PEC 434/2014 de autoria de uma deputada do PSDB, revogando o dispositivo da reforma do Lula e concedendo o direito de aposentadoria integral ao inválido.
    A Dilma não ouvia setores do PT e de outros partidos da base, tanto que hoje corre o risco de um Eduardo Cunha presidir a câmara e já ter dito que no seu mandato não transitará na câmara a reforma da mídia, não teve política de comunicação, manteve dois ministros Zé Cardoso como é chamado por Daniel Dantas e Paulo Bernardo que atacou o próprio PT quando cobrou-se dele a regulação da mídia.
    Sempre lembro de um provérbio que diz: “O pior inimigo é o puxa-saco, pois, ele nunca fala a verdade para seu chefe”.
    E a crítica não pode ser vista como ser contra, ela serve para mostrar os erros e quem sabe analisá-las corretamente pode tirar muito proveito. Não é porque se chegou a presidência da república que não precise de conselhos e que seja imune à criticas.
    Portanto, volto a lembrar que sou petista de coração e nunca deixarei de defender o partido, mas se houve erros, vou criticá-los sim. O meu maior objetivo é que o nosso partido melhore cada dia mais.

    • Perdoe-me, mas não acredito nisso. Todo dia aparece um petista arrependido ou suicida que papagaia o discurso da direita. Petista que ataca o próprio partido e que desconhece que a mídia só ataca o PT e blinda o resto, pra mim não existe. Existe ex-petista, que é o mais raivoso dos antipetistas.

      • Esta é a sua opinião e toda opinião deve ser respeitada, portanto, a respeito. Mas ao mesmo tempo também discordo dela. Não ataco o partido, ataco os erros dos políticos do partido. Embora seja filiado ao partido, não tenho contato direto com a cúpula. Se tivesse diria o que penso diretamente a eles, mas a maioria dos políticos do PT se tornaram políticos de gabinete, e por isso, fica difícil contactá-los. Não resta dúvida que os governos do PT fizeram muito mais pelo país que os outros. Mas não significa que estão imunes a críticas. Eduardo, pode ter certeza que você, embora não me conheça e por isso mesmo fica difícil prá você fazer juízo de valores, não sou antipetista e muito menos ex-petista raivoso.
        Sinto muito por me julgar sem me conhecer.

  • Ouvindo A Voz do Brasil e postando:

    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    **** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
    ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

    ************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Brasil, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.

    Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

  • Esse texto servirá futuramente para o contraponto da História que vivemos em um mar de mídia antigovernamental.
    Os governos Vargas, JK e JG certamente tiveram seus contrapontos para serem valorizados (o mínimo possível) nos dias atuais.

  • Em primeiro lugar um 2015 cheio de realizações para todos.
    Depois de ver que o Celso Amorim foi considerado insuficiente pelo fato de ser simplesmente ignorado, acredito que nossa coração valente nem é tanto. Por manter o ministro Cardozo não entendi mais nada. Ouvi de um integrante do governo no 247 a “necessidade ” de melhorar as relações com os EUA e UE. Só faltou dizer que devemos sair dos BRICS. Afinal quem ganhou as eleições?

  • Tenho certeza absoluta de que a imensa maioria dos reclamantes de tudo o que faz a Dilma, são de opositores disfarçados exceto um ou outro caso como a trajetória da Marta. Alias, já dava para ela saber que corda bamba não elege ninguém. É difícil servir bem a dois senhores ao mesmo tempo. Votei no Suplicy desde a sua primeira eleição até a última, ultimamente por falta de opção. Ele queria agradar aos dois lados, o que impossível d´dadas
    as diferenças.

  • Olá Eduardo.

    Desejo a você e toda sua família um excelente 2015 com muita paz e saúde. Também desejo a todos que frequentam este blog.

    Quanto a “Ajudem Dilma a ajudar o Brasil”, que mais desanima é saber que a Dilma insisti em manter o ministro zé da justiça. Esse sujeito não passa de um tucanalha enrustido e que visa uma cadeira no stf. A Dilma vai ter problemas com esse sujeito.

  • Ola, tudo bom ?

    Encontrei seu site e gostaria de saber se tem interesse no desenvolvimento de um Aplicativo Mobile ou criar uma versão mobile para sua empresa.

    Atualmente 80% dos acessos em sites são feitos por pessoas utilizando celular.Hoje em dia um site com versão mobile se tornou muito importante para ficar na frente nas buscas do Google.

    Este ano estou completando 10 anos de trabalho com Web e Mobile, já trabalhei com Petrobrsa, Marinha, Firjan e muitos outros clientes bacanas. Nesta jornada já desenvolvi mais de 20 Aplicativos e mais de 100 Sites, você pode conferir todos em meu site.

    http://www.erickalves.com.br

    Entre em contato comigo para que possamos conversar sobre sua empresa, para então pensarmos em um projeto legal para você.

    21 974179918
    [email protected]

Deixe uma resposta