Aécio, Cunha, FHC e Gilmar se isolam no golpismo

Análise

golpistas

Na segunda-feira (24), a Folha de São Paulo publicou coluna do jornalista Ricardo Melo sob um título saboroso: “Os três patéticos”. Foi uma alusão à série de humor norte americana “The Three Stooges”, que, no Brasil, ficou conhecida como “Os Três Patetas”.

Para Melo, “Aécio Neves, Gilmar Mendes e Eduardo Cunha atuam como protagonistas de uma causa falida. Mesmo assim, não perdem uma oportunidade de expor em público sua estreiteza de horizontes. São golpistas declarados (…)”.

Apesar de muito bem escrita e cabível, discordo da formação do grupo golpista retratado na coluna; faltou um personagem, Fernando Henrique Cardoso, quem, recentemente, pregou a renúncia de Dilma Rousseff com base em pesquisas de opinião que afirmam que ela seria mal avaliada por 71% dos eleitores.

A desfaçatez de Fernando Henrique Cardoso não é novidade – ele mesmo chegou a ter 65% de rejeição, em seu segundo mandato, e não renunciou por isso. Mas sua declaração pedindo que Dilma renuncie surpreendeu um pouco porque ele vinha se posicionando contra o impeachment e sua declaração de que o governo da adversária política é “ilegítimo” e de que ela deveria renunciar é absolutamente golpista, pois a legitimidade da presidente não se desfaz só por ela supostamente – pesquisa não substitui voto na urna – estar com a popularidade baixa.

Outro personagem que tem se destacado pelo golpismo escancarado é Aécio Neves. Foi sob sua liderança que o PSDB aderiu à tese do impeachment ao ponto de ter feito convocação para o protesto de 16 de agosto, cujo mote era justamente o de interromper o mandato constitucional da presidente da República.

Já Eduardo Cunha dispensa maiores comentários. Tem feito o possível e o impossível para materializar o golpe, ainda que seus motivos não sejam eleitorais como o dos tucanos supracitados e tenham muito mais que ver com jogo de cena; enrolado com a lei, quer trazer para seu lado apoio da parcela da opinião pública que odeia Dilma e, assim, fica espalhando a tese absurda de que ela estaria por trás das denúncias que vem sofrendo.

Quanto a Gilmar Mendes, a celeuma que está encenando em relação às contas de campanha da presidente visa fornecer o instrumento para o golpe se consolidar.

Pode-se dizer, portanto, que esses quatro estão hoje mais para cavaleiros do apocalipse da democracia do que para “três patéticos”, pois de tontos eles não têm nada. São muito espertos e sabem muito bem o que querem.

Entretanto, apesar da força política que esses quatro adquiriram por conta do mau-humor da população com Dilma devido à conjuntura econômica, de alguns dias para cá eles mergulharam fundo no isolamento no que tange ao golpe.

Da imprensa norte-americana à brasileira, passando pela banca e pelo grande empresariado, todos foram pulando fora do golpismo.

Editorial do jornal norte-americano “The New York Times” divulgado no último dia17 afirmou que forçar a saída da presidente Dilma Rousseff do cargo sem “evidência concreta de malfeito traria sérios danos para a democracia” brasileira. De acordo com o jornal , não há benefício em troca da mudança e também não há nada que indique que outro líder político faria trabalho melhor na economia.

Coincidentemente, a mídia brasileira seguiu a trilha do grande irmão do Norte. Em editoriais publicados neste mês, os jornais O Globo e Folha de São Paulo pediram condições de governabilidade para Dilma e chegaram a afirmar que derrubá-la sob pretexto, como tentam fazer os golpistas nominados acima, mancharia a imagem internacional do Brasil, teoria que este Blog vem repetindo sem parar desde o começo do ano.

Pelo lado da banca, Bradesco e Itaú tampouco querem saber de golpe; consideram o impeachment ruim para os negócios. E, pelo lado do empresariado, Fiesp e Firjam foram na mesma linha.

A coisa está tão feia para os golpistas que até os militares de pijama andam se posicionando contra o golpe, como mostrou matéria engraçadíssima do jornal O Dia, recuperada pelo site Viomundo. A matéria relata que os tarados que andam pelas ruas pedindo golpe militar foram pedir ao clube militar um golpe tradicional e levaram uma ducha de água fria.

Claro que não há´um mísero resquício de espírito democrático em todos esses atores. Simplesmente eles entenderam o que este Blog vinha dizendo há muito tempo: está escancarado que os quatro cavaleiros do apocalipse democrático buscam um pretexto para contornar o resultado adverso (para eles) da eleição do ano passado e esse estratagema, além de manchar a imagem do país diante do mundo, levaria a um processo demorado que, enquanto se desenrolasse, causaria prejuízos financeiros incalculáveis para os negócios e também para a população em geral.

Isso significa que o golpe está enterrado? Nem tanto. Gilmar Mendes e Eduardo Cunha têm instrumentos poderosos para atacar a democracia.

Resta saber se esses meros despachantes do capital ousarão desafiá-lo e levar adiante essa aventura. Mas a experiência mostra que Aécio, Cunha, FHC e Gilmar podem até ser meio doidões, mas de bobos eles não têm nada.

84 comments

  • Depois que o doleiro delator Youssef confirmou hoje a versão segundo a qual o senador do Leblon mais ausente do senado teria recebido propinas da diretoria de Furnas, ele ficou todo nervosinho. Em entrevista à mídia golpista, ele exige que o TSE, via ministro tucano Gilmar Dantas, apresse o pedido de cassação das contas da presidenta Dilma, já aprovadas por unanimidade. Ele deveria era esclarecer este episódio de Furnas, bem como os aeroportos do titio em Cláudio e da família dele em Montezuma, construídos com dinheiro público, ao invés de ficar tentando derrubar a nossa presidenta eleita legitimamente pelo povo brasileiro. Ao contrário do senador do Leblon, que coleciona denúncias arquivadas por tribunais amigos, não há nada, nenhum indício sequer contra Dilma.

    • Tem razão o Euler. Aécio ficou todo nervozinho porque o delator “ouviu falar” que ele andou recebendo propina. Imagine só como não ficaram nervozinhos Humberto Costa e Gleisi Hofman quando souberam que a denuncia de Janot é inevitável. O senador Collor, da base aliada, ficou tão nervozinho que xingou a mãe do procurador.José Dirceu André Vargas devem ficar nervozinhos quando acordam e constatam que ainda estão presos. Vou parar por aqui pois são muitos os que ficam nervozinhos e, coincidentemente, a maioria esmagadora é aliado do governo Dilma.

      • Seu desespero em defender o playboy do Leblon só mostra que a casa está caindo para vocês tucanos.

        O PT é perseguido e ameaçado e nem assim deixa de defender a democracia. Já a tucanada mesmo protegida por uma blindagem de mentiras e impunidades adere ao golpismo e usa táticas fascistas.

    • Para o Leocidio Dalprá é como disse o jornalista Bob Fernandes: A corrupção do PSDB, DEM, PSB, PP, Aécio Neves, FHC e demais tucanos, é aceitável pois já está no DNA.

  • Eduardo, infelizmente o TSE ja decidiu pela impugnaçao de Dilma, acabaram de noticiar. 4 ministros votaram pela impugnaçao, o que significa a maioria em sete. Mas a ministra Luciana pediu vistas. Ou seja, quando a açao voltar, e muito dificil que esses votos mudem, pois sao votos politicos e nao juridicos.

      • Pois é, se impugnar, nós os eleitores de Dilma vamos reagir a isso. Não vamos ficar quietos não. Vai ter reação sim. Não vamos aceitar o golpe. Aqui não é o Paraguai e muito menos Honduras.

        • Se houver golpe, haverá guerra. E o tiro vai sair pela culatra acertando as fuças dos golpistas.

          Não se tira um presidente eleito através de um conchavo de gabinete e com desculpas esfarrapadas.

          O país pega fogo e muito sangue será derramado.

      • Acha mesmo que o alto comando militar permitiria uma guerra civil no País? Completamente louco quem fala isso, a única coisa que vai acontecer é outro governo militar por sabe lá quantos anos e o fim de todas as liberdades. Os militares depuseram um imperador e dois presidentes, esmagaram o movimentos de resistência a tomada de poder por Vargas, e olha que esses estavam armados e com mantimentos. Não tenha dúvida que os militares usariam ponto 50 contra qualquer insurgência, esse é o meu medo, fariam carne moída com os pobres coitados do MST, é uma guerra perdida. Quem fala que vai ter guerra civil, é irresponsável, pois irá morrer muitos inocentes, e no mínimo é um suicida. Pelo menos que seja menos canalha e se mate sozinho, não é correto levar aquelas pobres senhoras do MST para serem trucidadas, eu não quero isso nunca, prefiro esperar 4 anos do que esperar mais 30 como antes e ter sangue de inocentes nas mãos. O único caminho é protestar na rua sem violência, fazer greve, esse é o caminho, mas atiçar os milicos com tentativas de guerra civil é de uma irresponsabilidade sem tamanho.

    • O TSE não decidiu pela impugnação. O que os ministr oi s votaram, foi pela abertura de investigação das contas da campanha de 2014. Os votos estão em 4 x 1 e votação está suspensa dois uma ministra pediu vistas.
      Os votos ainda podem ser mudados.
      Mesmo que os 4 que votaram pela abertura de investigação, não quer dizer que vão como conseguir levantar e provar algo que leve à reprovação das contas.
      Pra mim, isso é mais um jogo de sena, exatamente para provocar reações como essas.

      • Daniel, esse pessoal é maluco, por causa desses lunáticos extremistas é que corre-se o risco de não só Dilma sair, como os militares entrarem, o PT ser extinto e baubau qualquer pseudo democracia. Os militares não gostam do PT e nem da esquerda, os malucos querem enfrentar tanques de guerra e canhões de 30 mm com bodoques. Parece mais que querem um banho de sangue ou uma guerra no continente, os milicos não negociam quando se encontram contra a parede, eu vivi a ditadura de perto, tive amigos meus presos. Querer chamar as forças armadas pro meio do problema é completamente irresponsável.

      • Caro Edu,

        A moderação do blog tá com uma peneira grossa na filtragem. Esse Blog é nosso. Deleta algumas sujidades, pois como foi dito, pode comprometer o nosso Blog.

        Douglas Quina
        Mogi Guaçu – SP

    • Está enganado, amigo. O que foi votado e já praticamente decidido, é a continuação do processo, uma vez que a Relatora havia votado pelo arquivamento. Assim, o processo vai continuar. Os réus serão citados para apresentar sua defesa, serão produzidas provas, e aí, sim, será iniciada a votação que decidirá pela impugnação, ou não, da chapa Dilma\Temer. É isso. Muita água ainda vai rolar.

  • Concordo. E por causa desse bando continuaremos na crise política que insufla a econômica.

    Post do Alberto Goldman no seu blog, no dia 21: “A presidente já era, o seu partido já era, a sua base congressual já era, seu apoio popular já era e nada mais pode salvá-la”.

    Título do post do dia seguinte: “O barco afunda. O desfecho é inevitável. Que a travessia seja a mais curta e menos dolorosa possível. Vamos precisar de muito engenho e arte”.

    Post de hoje: “Mais do que qualquer coisa, o que ainda a mantém na presidência é a insegurança das pessoas e das empresas sobre o que virá depois de sua queda. Havendo um roteiro claro e consistente sobre o futuro, o que é algo que nos cabe construir, o desenlace é inevitável”.

    Não irão cruzar os braços por causa do recuo de empresários e imprensa internacional. Querem porque querem a derrubada da Dilma: a consideram “inevitável”, embora reconheçam que para isso terão que ter “engenho e arte”,.

    • A Dilma já está fora de combate. É só um zumbi vagando a esmo no planalto central. Está claro que a oposição não quer mais saber de deposição. Todos iremos assistir à acelerada decomposição da governanta em praça pública. Cada dia de Dilma na presidência, representa milhares de votos a menos nos candidatos do PT nas próximas eleições. Em pouco tempo, mesmo os petistas mais burrinhos estarão torcendo para que ela renuncie. Os mais espertalhões já estão na torcida. No prazo de quatro anos o PT estará morto por inanição.

  • :

    .:. 00:13
    … .
    Ouvindo As Vozes do Bra♥S♥il e postando:
    Valeu a pena ! ! ! ! Dá gosto ser o cantor do seu povo ! ! ! !
    … .
    * 1 * 2 * 13 * 4
    *************
    … .
    Uns poemas (acrósticos) de autoria de Cláudio Carvalho Fernandes (poeta anarcoexistencialista) para Dilma Rousseff, a depenadora de tucanus, e Lula, o comedor de tucanus :
    .:.
    D uas vezes contra o espectro atro
    I nscreveu já seu nome na história
    L utando contra mídia venal & Cia e seu teatro
    M ulher forte de mais uma vitória
    A deixar tucanus na ó-posição de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! DE QUATRO ! ! ! !
    .:.
    D ilma, coração valente,
    I magem de todo o bem em que se sente
    L ivre o amor maior pela brasileira gente
    M uito humana e inteligente
    A PresidentA do nosso Lula 2018 de novo Presidente
    .:.
    D ignidade
    I ntegridade
    L iberdade
    M aturidade
    A mabilidade
    .:.
    D ilma, de uma nação vitoriosa
    I lustre brasileira lutadora
    L uz de dedicação esplendorosa
    M otivando a pátria gloriosa
    A uma luta digna, vencedora.
    ::
    L uz do povo brasileiro
    U m digno e fiel lutador
    L astreando com real valor
    A honra do Brasil inteiro.
    .:.
    D ilma, os conscientes te agradecem
    I nfinitamente por tua digna história
    L utando por todos que reconhecem
    M ais a vida no bem comum de fazer na glória
    A grande pátria-nação que os brasileiros merecem
    .:.
    D ilma, coração valente,
    I sso que a gente sente
    L ibertar o ser plenamente
    M antendo sempre presente
    A humanidade inteligente
    .:.
    D ilma deu mais uma surra na ó-posição
    I gual ao que Lula também já fez
    L ivrando o povo brasileiro da infelicitação
    M ostrando que o Brasil tem voz e vez
    A o mundo todo dignificando sua população
    .:.
    L ula livrou 40 milhões da pobreza
    U m feito memorável sem precedentes
    L utando contra a mídia venal, teve a certeza
    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes
    .:.
    D ilmais deu mais uma surra na ó-posição
    I nstalada na grande mídia venal
    L ula teve a sua participação
    M andando o pig & Cia ao
    A bismo na quarta eleição
    .:.
    D oar-se a seu povo é exemplo dignificante
    I luminando a vida de outros seres lhanos
    L ouve-se quem bem merece que se cante
    M aravilhas de se acreditar nos humanos
    A promover em cada ser o mais do ser em ser interessante
    .:.
    L ivrando da pobreza absoluta 40 milhões de brasileiros
    U m feito sem igual que por si só já bastaria
    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia
    … .
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    Ley de Medios Já ! ! ! ! Lula 2018 neles ! ! ! !
    ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

    Valeu a pena ! ! ! ! Dá gosto ser o cantor do seu povo ! ! ! !

    • Me parece um ato desesperado com a função de desviar o assunto das denúncias a respeito do Aécio Neves.

      O objetivo é gerar manchetes bombásticas hoje, eclipsando o fato mais importante a respeito do playboy do Leblon.

      Amanhã os jornais vão dizer que não foi bem assim.

  • O ministro Gilmar Mendes é relator da prestação de contas da presidente Dilma Rousseff no TSE. E, como tal, soube de uma empresa, com nome de Angela Maria do Nascimento Sorocaba, aberta a dois meses da eleição de 2014 e somente entre agosto e setembro emitiu notas fiscais no valor de quase 4 milhões de reais. Essa empresa era contratada pela campanha de Dilma.
    O fisco paulista apurou que não há nenhum destaque de impostos nas notas fiscais emitidas e não há “registro de entrada de materiais, produtos e serviços”. A empresa seria responsável por entregar produtos de publicidade, placas e faixas, além de despesas com pessoal. Para o pessoal do PT tudo não passa de invenção do golpista Gilmar Mendes.

  • Olá Eduardo, tudo bem?
    Olha, esse comentário vai até você com um alto grau de desânimo.
    Assim como você, e, por evidente que, em escala muito menor, tenho passado por inúmeros enfrentamentos, pela mesma causa.
    Hoje surgiu uma vaga esperança de podermos voltar a discutir o que realmente interessa, os problemas imediatos que afligem, especialmente, os mais necessitados do nosso querido Brasil.
    Porém, percebi uma ação combinada, que foi ocultar vergonhosamente as declarações do doleiro Youssef sobre Aécio no noticiário noturno em geral, e mais o protagonismo do Gilmar Mendes no TSE, reabrindo o processo impetrado pelo PSDB, visando anular a eleição de Dilma e Temer.
    Me parece que o golpe realmente virá, independente dos “patrões”. E entraremos novamente naqueles anos cinzentos e sem esperança.
    Ainda quero acreditar que haja alguma cabeça pensante no governo, alguma reação à altura, ou alguma condição de bloqueio. Mas, de fato, não acredito muito.
    Um grande abraço!

    • Eu tb tenho tido alguns. Mas sempre “isolado” e em desvantagem numérica, rs. Mas vou levando. Desistir, jamais. Entrando todo dia nesse blog e acompanhando e tentando contribuir com a luta diária do eduardo e demais companheiros do blog, fica dificil desisitir enquanto uns “lutam” por todos.
      Já tá difícil ficar assistindo tudo isso e fazer tão pouco. Ou quase nada. Desistir seria imperdoável, já que meus conceitos e opiniões são as mesmas. Desanima não!

  • A luta de classes existe. E os partidos também são expressão dela. O PSDB e uma parte do PMDB tentam ser os representantes de banqueiros e rentistas, ou seja, do capital financeiro(*). Só que a proteção da velha mídia (jornais, revistas, rádio e tv abertos) os fez desaprender como ser ágeis. Assim, a elite financeira já desembarcou do golpe, percebendo que é arriscado (eles acham melhor esperar 2018) e os quatro continuam sua louca cavalgada, sem perceber que estão por sua conta.

    (*) É óbvio que publicamente todos dizem que representam “o povo”. Mas é só olhar as ações políticas de cada partido, cada político, para identificar a serviço de quem eles estão.

  • Sem esquecer que nós, da esquerda, só estamos vendo até onde estes golpistas ousam chegar… Porque a nossa resposta será de uma só vez e com tanta violência, que só sobrarão cadáveres da oposição e seus asseclas!!
    Eles pressentiram que não ficarão sem resposta a altura da ousadia e ficaram com mêdo! Esta é a verdade.

  • me desculpe edu mais eduardo cunha está mais vivo do que nunca.

    ele aceitou ser intimado por um oficial de justiça…….

    coisa que o collor não foi;;;;

    antes de mais nada eu sou uma pessoa democrática assim como voce, só que sou da cidade do epicentro gleissi hoffiman….não sei se é assim que se escreve….mais a senadora do paraná “mulher” para as pessoas entenderem

  • Bem, nota-se que o golpe esta murchando. O setor empresarial, tanto o financeiro quanto o produtivo, está sentindo na pele a crise econômica que eles sabem que só está assim e não acabou por causa da crise política imposta pela gangue de Aécio. O PIG também sente na pela a queda econômica. Além disso, o setor empresarial pauta o PIG, se eles não querem golpe, o PIG passa a não querer.

    A elite e o PIG, além de tudo o que foi descrito acima, sabem que não dá para subestimar a esquerda, pois as manifestações do dia 20, que foi um dia de semana, mostraram que a esquerda tem força e, muito provavelmente depois de um golpe, as manifestações de esquerda se tornariam muito mais intensas e maiores que as já murchadas manifestações fascistas.

    Tudo isto é excelente.

  • Os fascistas saltaram fora do golpe graças à nossa força, ou seja não saltaram do golpe por “espírito democrático” ou por “não ser algo aceito atualmente pela comunidade internacional”, essa última, uma falácia que até parte da esquerda adotou; afinal a “comunidade internacional”(mais precisamente, os EUA, já que o resto segue bovinamente os interesses ianques, difundidos nos meios de comunicação empresariais)convive naturalmente com ditaduras atrozes nos países “que interessam” ao capital, ou seja onde existem ditaduras que enriquecem as multinacionais e o Sistema Financeiro, sustentando-se g5r4aças a um população reprimida e sem possibilidade de reação. Países como Arábia Saudita, Ucrânia (com um Presidente eleito em eleições suspeitíssimas); Iraque, Bahrein, Catar ou, para que ninguém ache que me refiro a lugares “distantes”, com realidades muito diferentes da nossa, Paraguai e Honduras, foram muito bem vistos pela “comunidade internacional”(os golpes nesses dois últimos países, latino-americanos, foi imediatamente reconhecido pelos EUA), que convive de forma tranquila com os ditadores que servem ao capital(protestos isolados de grupos de direitos humanos, sérios, mas sem força política não afetam em nada essa realidade. TODAVIA, NO BRASIL O CAPITAL PERCEBEU QUE UM GOLPE CONTRA DILMA LEVARIA O PAÍS AO CAOS, GERANDO PREJUÍZOS MUITO MAIORES DO QUE QUAISQUER LUCROS QUE VIESSE A TER NUM FUTURO, CUJA IMPREVISÃO SE TORNAVA CRÔNICA SE O PAÍS ENTRASSE NUM PROCESSO DE CONVULSÃO SOCIAL QUE NASCERIA COM A CHEGADA DA DIREITA NO PODER DE FORMA ILEGAL, ATRAVÉS DE ESTUPROS JURÍDICOS. Foi isso que levou à postura “democrática” de notórios reacionários, como os banqueiros Trabuco e Setúbal, ou mesmo os barões midiáticos nacionais e estrangeiros, culminando com as declarações de alguns políticos de direita como Serra e Alckmin. Esses últimos também pensando em suas ambições eleitorais, já que precisam que Dilma fique até 2018, desgastada, para viabilizarem-se para as eleições. É sobre esse último aspecto, que devemos concentrar nossa atenção e luta, o desgaste de Dilma, feito não somente através da propagação de notícias negativas, mas também da chantagem para que aplique o programa da direita(o que não é só para desgastá-la, mas também para o capital enriquecer ainda mais); sem obviamente esquecermos do cerco aos últimos flancos golpistas que os conservadores ainda mantêm(tenham certeza, se Mendes FHC e Aécio não abandonaram o golpismo, foi porque os conservadores e os EUA, seus patrões, assim determinaram. desejam manter um pequena esperança golpista, para ver se o cenários e torna favorável, e também manter Dilma e o país em eterno terror). Forçar nas ruas para que o Governo adote as propostas que elegeram, com a habilidade para que isso nunca desande para um postura oposicionista(o que a mídia tentará criar), como também para garantir que a direita não prenda Lula(Moro irá tentar prendê-lo, com a colaboração do MP)é essencial nesse momento na luta para preservarmos muito mais do que um mandato, mas a continuidade do processo de construção de um país soberano e includente, iniciado com a vitória de Lula e que precisa aprofundar-se, atacando os pilares de nossa atraso. Só nas ruas garantiremos essa continuidade contra o golpismo, disfarçado ou não, da direita.

  • É tudo farinha, e o papo não muda ..se formos observar nossas próprias regras, nossos próprios VALORES, não sobra um.

    ..pior que o TSE e TCU ficam cozinhando em água fria uma presidente que não tem a menor capacidade e vocação pra se ser política e liderar ..pior ainda é a Nação que fica paralisada, na expectativa, à espera de que esta água gélida um dia ainda venha a levantar qq fervura.

    A RIGOR, rigor, impeach NUNCA foi e nunca será crime ou golpe.

    ..então, se você ler algum JORNALISTA, mesmo que “afamado” dizendo o contrário, que é coisa do passado, de retrógrados, que não se aplica hoje em dia, CRAVE o nome dele, comece a considerar a possibilidade de lê-lo com LENTE DE AUMENTO, pois o que ele lhe diz agora é mentira, DESONESTIDADE INTELECTUAL das mais infames e rasteiras, pura defesa de interesses pequenos.

    Impeach é ato previsto na NOSSA Constituição, desde que embasado e respeitado todos os tramites.

    Pior que se seguirmos a intenção do legislador, motivos não faltam pra ao menos pensarmos na possibilidade.

    Problema maior é que se o TSE condenar a chapa Dilma/Themer por ter recebido – CONSCIENTEMENTE – grana de origem ilícita, em tese, ele deveria fazer o mesmo com o PSDB, afinal, os criminosos, criador e criatura, o ARREGO dado pelos partidos na sociedade, é igualzinho ..mas pra tanto o TSE deveria ser provocado a opinar (é assim que dizem as regras)

    ..e aqui tem mais um detalhe, “a turma do governo” sequer pode entrar agora com uma ação de revisão das contas tucanas (assim como a oposição fez com Dilma) pq os argumentos seriam os mesmos que os levariam a uma condenação ainda mais rápida, meio que uma confissão inesperada ..incrível !?

    A Dilma resta ainda mais um problema, suas contas pretéritas.

    Convenhamos, se estourar com as regras e contas faz um político INELEGÍVEL ..se dentro do prazo legal, NÃO há pq se fazer vistas grossas a DILMA, mesmo que esta esteja metida num “outro mandato”, pois é da pessoa que a lei trata..

    ..ah, mas aqui, diriam, os outros governantes fizeram do mesmo ..bem, de volta a ladainha ..e eu KIKO ? ..a menos que tais “remendos” não estivessem CLARAMENTE explicitados e condenados em lei (uma possibilidade)

    Então, afinal, o que pretendemos ? Nos fazermos uma democracia respeitada, madura, ética, consequente, transparente, que prima pela regra e pelo DIREITO ? Se sim ..então

    Quanto aos elogios traçados pela CNI, FIESP, FIRJAM, Bradesco, Itau, Globo, Estadão, Folha, Financial Times, New York Times, 3 ex ministros (Delfin, Mailson e Bresser), diversos empresários, assim como os apelos e/ou REJEIÇÃO que vem das ruas, estes todos deveriam receber uma atenção relativa, afetados que são por seus interesses e/ou preferências, ou mesmo por um PRAGMATISMO dado pelo conhecimento de que, pelos atores colocados, RUIM com um, igual com outro ..então, “vâmo que vâmo”.

    • Na sua sanha de fazer comentários/masturbações imitando a escrita do Constantino com arroubos de Reinaldo Azevedo continua ininteligível , mas hj ele admitiu: “Problema maior é que se o TSE condenar a chapa Dilma/Themer por ter recebido – CONSCIENTEMENTE – grana de origem ilícita, ilícita, em tese, ele deveria fazer o mesmo com o PSDB…”
      Então o problema é se chegar no PSDB?

  • O pessoal que vota no PT sempre chama os outros de analfabetos políticos ou os manda estudar hsitória.

    Mas o eleitorado do PT é menos alfabetizado e tem menor escolaridade do que os que votaram no PSDB (vide pesquisas).

    Como explicar isso?

      • Eu explico. Ou petista tem alguma vantagem, ou é alienado ou é o seu caso, que não ganha mas é letrado…sem explicação. Em resumo, há três características que uma pessoa pode ter: ser petista, inteligente ou honesto. Mas ó pode ter duas delas de cada vez….pense

        • Não existe prova maior de burrice do que qualificar pessoas por suas opções políticas. O que é ser “petista”? É ser filiado ao PT ou meramente simpatizar com o partido? Nesse aspecto, durante 4 eleições presidenciais (período de 12 anos) a maioria dos brasileiros tem que ser tachada de burra ou desonesta. Submeta a qualquer cientista social ou mesmo a um psicanalista a sua tese e ele dirá que você tem problemas mentais ou padece de má formação educacional e cívica. O PT é um partido com um milhão e meio de filiados. Hoje mesmo, é o partido preferido por 1/4 do eleitorado brasileiro. São todos corruptos ou burros, é isso? Estamos falando em mais de 30 milhões de brasileiros. Você se julga “inteligente” por dizer uma asneira dessas?

          • Votar no PT não faz de ninguém um petista. Mas não se pode negar que há o fenômeno do petismo. E ele ocorre em diversos graus. Há o petismo dos dirigentes do partido, dos militantes filiados e dos “simpatizantes”, que nada mais são do que militantes sem filiação, como é o caso do editor deste blog.

    • Vinicius,
      O Eduardo disse a você que pensar não dói. Discordo do Eduardo. Pensar dói sim, principalmente quando se trata de vocês. Quer ver?! Os neurônios de vocês têm tão pouca familiaridade com o ato de pensar que não conseguem perceber o óbvio. Quando são colocados a serviço do entendimento ficam num empurra , empurra, se espremem e de tanto se esforçarem ficam exaustos! Desde quando maior escolaridade tem necessariamente a ver com ser politizado?! Conheço um senhor de setenta anos, semianalfabeto, que sabe sobre a história politica do Brasil com uma clareza e lógica de impressionar. Só porque os neurônios de vocês se debatem em questiúnculas, como em Lilipute, no livro Viagem de Gulluver, de Jonathan Swift, quando no reino, o rei discutia a “grande questão” qual o modo correto de comer o ovo cozido, se quebrando o com o bico para cima ou para baixo. O reino do PSDB é igualzinho, e vocês, seus súditos. Todos diplomados, escolarizados, viajados, politicados. Contudo, ainda não descobriram para que serve o cérebro! E nisso que dar ficar lendo revistas e jornais futriqueiros! Torna-se futriquento! Fazer futrica não dói, não requer esforço do cérebro. Até as baratas da minha casa fazem futricas mais bem elaboradas do que vocês!
      Maria Antônia

  • Como pode ..com uma DEFLAÇÃO e depressão MUNDIAIS ..internamente com uma inflação corretiva dada e uma INERCIAL inevitavelmente colocada (pela indexação de tarifas, salários e contratos) ..com o PIB capotando, e com ele a inadimplência e paciência das pessoas..

    ..como pode ainda DILMA permitir com que seu governo patrocine o desembolo de R$ 400 bi de juros/ano em detrimento da saúde, educação, assistência e infra por exemplo, em crescimento ?

    POUPADOR é gente que deve ser respeitada, jamais desmerecida, ele representa a possibilidade, a fonte de muito investimento ..a existência de pessoas, de famílias inteiras MENOS dependentes e/ou dependurados no Estado marmitão ..mas trabalharmos HOJE com uma SELIC na casa dos 14% ..pelamordeus

    A economia congela, o desemprego assola ..MELHOR PINGAR do que faltar ..quanto o torniquete é muito, o membro GANGRENA !!!!

    E Dilma então ?! Falaram pra ela andar pelo país, pra se comunicar ..mas quem foi o louco que pediu isso !

    Ontem mesmo ela, empolgada com a sua “onda de honestidade” (não com o seu passado, bom registrar) resolveu profetizar que 2016 tb será uma JOSTA. ..então tá

    O que a gente quer, a gente consegue, já dizia XUXA !!!!

    Meu DEUS do céu ..sabe, eu nunca dei muito crédito na ciência econômica pra ECONOMETRIA ..sempre achei que os atos políticos sempre falam mais alto, que fixadas metas e objetivos, os interesses e esforços envolvidos seriam capazes de reter qq perspectiva catastrofista..

    ..aqui, felizmente, acho que morrerei feliz ..pois em 2008, dados “todos os piores” cenários, LULA provou – com a sua MAROLINHA – que eu estava certo ..que se uma Nação é entregue na mão de um líder, que este é SIM capaz de reverter a “lógica” das coisas ..claro claro, depois, pelos exageros e ERROS nas políticas e prioridades anticíclicas adotadas – com forte apelo ao consumo e economia calcada de insumos básicos – aí, até hoje, demos com os burros n´água (mas aqui foram outros fatores)

    Agora, triste mesmo é hoje termos que conviver com um tipo THC na presidência ..só que de saia, ou de “tailleur bége” ..ele que tb primava pelo PESSIMISMO, pelo derrotismo, por empurrar a culpa pro mundo, pro destino, ele que TAMBÉM explodiu constas internas e externas, que represou câmbio, tarifas, preços e salários, ele que fez o país perder tempos importantíssimos de crescimento que foram TROCADOS por crises e depressões sem fim ..enfim

    é isso

    https://www.youtube.com/watch?v=ygVI2tV-yg4

  • Políticos que não foram honestos durante a vida política, agora têm medo de serem presos no governo de Dilma, que foi o que mais combateu a corrupção na história do Brasil. Para isso, atentam contra a democracia sem escrúpulos nenhum, pouco se importando com as consequências de uma derrubada de um governo eleito legitimamente para os negócios do país, para o bem-estar do povo, para os empregos, para o desenvolvimento da nação e de todos. São uns egoístas, malvados, descarados! Mas eles não conseguiriam ser como são se não tivessem a conivência de uma parcela da população, ignorante e mal-intencionada, assim como eles.

  • Um ja começou a ser desnudado,Aecio foi denunciado por Yossef como recebedor de propina do esquema de Furnas,foi noticia internacional,Cunha ja não tem o capital para junto do PSDB tentar o golpe.No congresso o baixo clero ja se volta para a base governista.Ja mais esta tentativa do Gilmar,com o apoio de 4 vassalos,devem ser da mesma cria do juiz do Parana,acham que podem tudo.Mas suas asas estão cortadas,é tudo voo de galinha,ou nem decola ou ira ser parado(e mesmo as contas da campanha ja foram analisadas,mas isto pouca importa,uma pulga vira elefante).o que devemos focar é governabilidade para sairmos o mais rápido da crise,e com Lula ,querem destruir sua imagem .abutres,corvos enfim todos os carniceiros estão em cima dele,a menor brecha cairam em cima,farão tudo agora com mais intensidade,boatos,mentiras,ilações,fontes fajutas,ex petistas.Este sera o combate até 2018,vamos ver quem chega mais inteiro ate la,a ja combalida midia,ou nos que fazemos parte deste projeto que é Lula.

  • Edú,

    Lembro do slogan feito para o vice dos milicos: “Nada fiz nada deixo, assinado Pedro Aleixo”.
    E para esses gajos podemos cantar: ” Quarteto golpista lança novo manifesto fascista”

  • Postado por P. Linhares no Blog do Nassif

    Aécio Neves: um corrupto cheio de moral
    qua, 26/08/2015 – 06:30

    DENÚNICIAS de ontem e de hoje que a velha mídia corporativa esconde, contra Aécio, outros tucanos e aliados tão corruptos quanto ele.

    A lista é grande e por isso tive que recorrer à Carta Maior para refrescar a minha memória:

    http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/14-escandalos-de-corrup

    14 escândalos de corrupção envolvendo Aécio, o PSDB e aliadosSão muitos os escândalos de corrupção que lançam suspeitas não apenas sobre o candidato Aécio Neves, mas também sobre seus colegas tucanos e aliados. A A+

    Najla Passos

    17/04/2014

    Arquivo

    O candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves, se apresenta como o candidato da ética e da moralidade, mas são muitos os escândalos de corrupção que lançam suspeitas não apenas sobre ele, mas também sobre seus colegas tucanos e aliados. Escândalos esses em torno dos quais o PSDB opera para que não tenham destaque da mídia e não sejam investigados. Confira aqui 14 deles:

    1 – Escândalo da Petrobrás: valor ainda não contabilizado

    O candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, adora criticar a candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, pelo suposto envolvimento de petistas no escândalo da Petrobrás. As investigações, entretanto, apontam também para o possível envolvimento de lideranças tucanas. Em depoimento, o ex-diretor da estatal, Paulo Roberto Costa, afirmou ter pago propina ao ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra, que morreu este ano, para ele ajudar a esvaziar uma CPI criada em 2009 para investigar a Petrobrás.

    2 – Desvio das verbas da saúde mineira: R$ 7,6 bilhões

    Na última terça (14), no debate da Band, a presidenta Dilma acusou Aécio Neves de desviar R$7,6 bilhões da saúde quando foi governador de MG. O tucano disse que ela estava mentindo e, então, Dilma convidou os eleitores a acessarem o site do Tribunal de Constas do Estado (TCE). Naquela noite, o site saiu do ar, segundo o TCE devido à grande quantidade de acessos. Nesta quarta (15), o site voltou, mas os documentos citados por Dilma desapareceram por cerca de 4 horas, até a imprensa denunciar a manobra. A presidenta do TCE, Adriane Andrade, foi indicada por Aécio e é casada com Clésio Andrade (PMDB), seu vice-governador no primeiro mandato.

    3 – Aecioporto de Cláudio: R$ 14 milhões

    Quando era governador de Minas Gerais (2003-2010), Aécio construiu cinco aeroportos em municípios pequenos, todos eles nas proximidades das terras de sua família. O caso mais escandaloso foi o de Cláudio, com cerca de 30 mil habitantes e que já fica próximo a outro aeroporto (o de Divinópolis, há apenas 50 Km). A pista, que foi construída a 6 Km da fazenda do presidenciável, fica nas terras do tio-avô de Aécio, desapropriadas e pagas com dinheiro público. Quem cuida das chaves do portão são os primos de Aécio. Custou R$ 14 milhões aos cofres mineiros.

    4 – Relações com Yusseff : R$ 4,3 milhões

    O doleiro Alberto Yousseff ficou conhecido nacionalmente devido ao seu envolvimento no escândalo da Petrobrás. Mas a Polícia Federal também investiga os serviços prestados palas empresas de fachada do doleiro para uma outra estatal, a mineira Cemig, controlada há anos pelo PSDB de Aécio Neves, principal líder do partido no Estado. As suspeitas é que a Cemig tenha sido usada para engrossar o caixa do grupo, através da parceria com a empresa Investminas, uma sociedade de propósito específico, criada para construir e operar pequenas hidrelétricas, cuja única operação comercial foi uma parceria firmada com a Cemig. Vendida à Light, a participação na sociedade rendeu à Investminas, em poucos meses, R$ 26,586 milhões, um ágil surpreendente de 157%. Três semanas depois, R$ 4,3 milhões foram depositados pela Investminas na conta MO Consultoria, empresa de fachada usada por Yousseff. As suspeitas é que tenham sido destinados a pagar os agentes públicos envolvidos na operação. O caso ainda está sob investigação.

    5 – Favorecimento aos veículos da Família Neves: valor não contabilizado

    Nem Aécio Neves e nem o governo de MG divulgam qual a fatia da publicidade oficial do estado foi parar nos meios de comunicação da família do presidenciável, de 2003 até agora. E a falta de transparência, claro, gera suspeitas. A família Neves controla a Rádio Arco Íris, retransmissora da Jovem Pan em Belo Horizonte, e as rádios São João e Colonial, de São João del Rei, além do semanário Gazeta de São João del Rei. Aécio é sócio da Arco Íris com a mãe e irmã mais velha, Andrea que, quando ele foi governador, era coordenadora voluntária do grupo de assessoramento do governo que tinha como atribuição estabelecer as políticas de comunicação do governo e aprovar os gastos em publicidade.

    6 -Nepotismo em Minas

    Aécio diz que é a favor da meritocracia, mas, além de receber pelo gabinete do pai, em Brasília, quando morava no Leblon, de 1980 a 1983, não deixou de empregar parentes quando governou Minas. A lista é longa. Oswaldo Borges da Costa Filho, genro do padrasto do governador, foi presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico e Minas Gerais. Fernando Quinto Rocha Tolentino, primo, assessor do diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER/MG). Guilherme Horta, outro primo, assessor especial do governador. Tânia Guimarães Campos, prima, secretária de agenda do governador. Frederico Pacheco de Medeiros, primo, era secretário-adjunto de estado de Governo. Ana Guimarães Campos e Júnia Guimarães Campos, primas, servidoras do Servas. Tancredo Augusto Tolentino Neves, tio, diretor da área de apoio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). Andréia Neves da Cunha, irmã, diretora-presidente do Serviço de Assistência Social de Minas Gerais (Servas). Segundo Aécio, o trabalho da irmã era voluntário.

    7 – Mensalão tucano: pelo menos R$ 4,4 milhões

    Trata-se do esquema de desvio de verbas de empresas públicas armado em Minas Gerais, em 1998, para favorecer a reeleição do então governador tucano Eduardo Azeredo. Além dos políticos tucanos, os acusados são os mesmos responsabilizados pelo chamado “mensalão petista”: o publicitário Marcos Valério e os diretores do Banco Rural. Entretanto, embora tenha acontecido antes, o esquema tucano ainda não foi julgado. E mais, não o será pelo STF,
    mas pela justiça comum. O processo está engavetado há tanto tempo que vários envolvidos já se beneficiaram pela prescrição. Pela denúncia feita pelo Ministério Público, foram desviados pelo menos R$ 4,4 milhões. Mas os valores são discutíveis: como as operações de algumas empresas públicas, como a Cemig, ficaram de fora da denúncia, há quem defenda que possa ser bem maior.

    8 – Mensalão tucano II: R$ 300

    As conexões dos tucanos com o esquema de Marcos Valério são profundas. O candidato derrotado ao governo de Minas Gerais pelo PSDB nas eleições deste ano, Pimenta da

    Veiga, é alvo de um inquérito da Polícia Federal que investiga porque ele recebeu, em 2003, um total de R$ 300 mil de agências de publicidade de Marcos Valério.

    9 – Máfia do Cachoeira: valor não contabilizado

    Em 2012, o Congresso instalou uma CPI para investigar as relações entre a máfia do bicheiro Carlinhos Cachoeira com agentes públicos e privados. Entre os públicos, estavam o ex-senador Demóstenes Torres (à época filiado ao DEM), o então governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) e o então procurador-geral da República, Roberto Gurgel, acusado de prevaricar ao descontinuar as investigações da Polícia Federal. Entre os agentes privados, destacaram-se veículos de imprensa, como a revista Veja, e empreiteiras, como a construtora Delta. Em função da pressão política dentro do parlamento, para aprovar seu relatório final, o deputado Odair Cunha (PT-MG) teve que retirar os pedidos de indiciamento de jornalistas e do ex-procurador geral. O mandado de Demóstenes no Senado foi cassado, mas, por decisão do ministro do STF, Gilmar Mendes, o mais afinado com o ideário tucano, ele teve o direito de reassumir sua vaga de promotor em Goiás.

    10 – Cartel dos metrôs de SP e DF: pelo menos R$ 425 milhões

    O escândalo vem de longa data, mas até agora nenhum político foi punido. Envolvem dois casos diferentes, mas com relações entre si: o Casol Alston, a multinacional francesa que teria subornado políticos ligados ao governo Alckmin para ganhar o contrato da expansão do metrô de SP, e o Caso Simiens, a empresa que admitiu ter formado cartel com outras 13 para fraudar as licitações do metrô de SP e do DF. A Simens entregou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) uma série de documentos que comprovam que o governo tucano tinha conhecimento da formação do cartel. Reportagem da Istoé estimou em R$ 425 milhões de reais os prejuízos para os cofres públicos. No Caso Alston, a PF indiciou, por corrupção passiva, o vereador Andrea Matarazzo (PSDB), ex-ministro do governo FHC.

    11 – Privataria tucana: R$ 124 bilhões
    Registradas e documentadas no livro “A Privataria Tucana”, de Amaury Ribeiro Junior, as denúncias revelam os descaminhos do dinheiro público desviado pelos tucanos na era das privatizações, instaurada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e seu então ministro da Fazenda, José Serra. Resultado de 12 anos de investigação do ex-jornalista da Isto É e de O Globo, o livro irritou o ninho tucano. Serra o classificou como “lixo”. FHC, como “infâmia”. Aécio Neves, como “literatura menor”. Pelos cálculos do deputado Protógenes Queiroz (PCdoB-SP), delegado da Polícia Federal que atuou no caso, o montante desviado dos cofres públicos pelos tucanos para paraísos fiscais chega a R$ 124 bilhões.

    12 – Emenda da reeleição de FHC: valor não contabilizado

    Em 1997, durante o governo FHC, a Câmara aprovou a emenda que permitiria a reeleição presidencial. Poucos meses depois, começaram a pipocar as denúncias de compra de votos pelo Executivo para aprovação da matéria. Um grampo revelou que os deputados Ronivon Santiago e João Maia, ambos do PFL do Acre, receberam R$ 200 mil cada um. Na gravação, outros três deputados eram citados de maneira explícita e dezenas de congressistas acusados de participação no esquema. Nenhum foi investigado pelo Congresso nem punido. Apesar das provas documentais, o então procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, engavetou as denúncias. No ano seguinte, FHC se reelegeu para um novo mandato. Brindeiro foi nomeado para um segundo mandato no cargo.

    13 – O caso da Pasta Rosa: US$ 2,4 milhões

    Em 1995, servidores do Banco Central que trabalhavam em uma auditoria no Banco Econômico encontraram um dossiê com documentos que indicavam a existência de um esquema ilegal de doação eleitoral, envolvendo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e Antônio Calmon de Sá, dono do Econômico e ex-ministro da Indústria e Comércio da ditadura. O esquema apontava a distribuição ilegal de US$ 2,4 milhões dos bancos a 45 políticos que se candidataram nas eleições de 1990, entre eles o José Serra (PSDB), Antônio Magalhães (do antigo PFL, hoje DEM) e José Sarney (PMDB). O ex-banqueiro Ângelo Calmon de Sá foi indiciado pela Polícia Federal por crime contra a ordem tributária e o sistema financeiro, com base na Lei do Colarinho-Branco. Nenhum político foi punido por causa do escândalo.

    14 – Caso Sivam: valor não contabilizado

    Primeiro grande escândalo de corrupção do governo FHC, o Caso Sivam, que estourou em 1995. envolve denúncias de corrupção e tráfico de influência na implantação do Sistema de Vigilância da Amazônia. O ponto alto foi quando o vazamento de gravações feitas pela Polícia Federal expôs uma conversa entre o embaixador Júlio César Gomes dos Santos, à época chefe do cerimonial de FHC, e o empresário José Afonso Assumpção, representante da empresa norte-americana Raytheon no Brasil, em que ambos defendiam os interesses dessa última no Sivam. E foi justamente a Raytheon que arrematou, sem licitação, o contrato de US$ 1,4 bilhão. O escândalo também envolvia ministros e outros assessores de FHC, além de empresas brasileiras. Em 1996, o deputado Arlindo Chinglia (PT-SP) protocolou pedido de instalação de uma CPI, que só saiu em 2001, mas de forma esvaziada. Como tinha maioria no parlamento, o governo FHC conseguiu abafar as denúncias. Ninguém foi punido.

    COMPLEMENTANDO

    Ah, sim. Aécio precisa também responder ao policial civil que o chama de bandido. No vídeo a seguir:

    https://www.youtube.com/watch?v=Lpi0Yu6jyUM

  • Edu, a aceitação da denuncia contra as contas da coligação que venceu as eleições no ano passado, prova que este pessoal nunca desistiu. Agora eles tem uma alavanca fortíssima pro golpe branco, via judiciário.
    Ainda há saída?
    Acho que uma saída que não existe é ir na imprensa corporativa dizer que não sabia da gravidade da crise e adotar mais uma ideia do vencido, como foi no caso da redução de ministérios. Sinceramente as vezes penso em desanimar de vez.

    • Manoel, no sábado dei uma palestra na Câmara municipal de Mauá e comentei que quando vejo alguém dizer que oensa em “desanimar”, ou seja, desistir de lutar pela democracia, sempre pergunto se a pessoa está com seu passaporte em dia, pois “desistir” não é opção de nenhum democrata pois Dilma caindo a pessoa teria que viver sob uma ditadura, de modo que “desistir”, para mim, significa que a pessoa pretende mudar de país

  • Caro Eduardo,

    Dos acima citados, para mim, o mais perigoso deles é o Gilmar Mendes; basta observar a recente decisão do Tribunal Superior Eleitoral, ocorrida nesta terceira-feira. Ele tem uma influência enorme sobre os ministros daquela Corte Eleitoral, incluindo-se o ministro Dias Toffoli, que hoje é um fiel escudeiro desse senhor.

  • Eu acho que o PSDB (pelo menos a ala aecista do PSDB) desembarcou da tese do impeachment, porque eles tem algo muito mais rentável em mente. Chama-se TSE.

    O TSE aprovou ontem por 4 a 1 a continuidade de processo do PSDB que, no limite, poderia gerar a queda de Dilma. A ministra Luciana Lóssio pediu vista , mas faltam apenas os votos dela própria e do Toffoli. Ou seja, na pior das hiopótes para a oposição o placar ficará 4 a 3 pela continuidade do processo. E como sabemos, crime eleitoral, gera cassação de chapa. Cairia Dilma, cairia Temer, assume Cunha, TSE convoca novas eleições depois de 90 dias. Esse seria o sonho de Aécio Neves.

    Por isso que o PSDB (a ala aecista) é essa a ala quem dá as cartas ultimamente no partido deixou um pouco de lado a tese do impeachment. Mas essa tese voltará a ganhar força se a ação contra Dilma no TSE não conseguir evidências concretas.

    É só isso e nada mais.

    O terceiro turno ainda não acabou e nem me parece que vai acabar tão cedo.

  • Ótima reflexão Eduardo Guimarães. No entanto, quem assistiu ontem ao programa Espaço Público, com entrevista ao senador Roberto Requião, não pode deixar de concordar com algumas de suas ponderações. Joaquim Levy é um prejuízo para um governo que foi eleito com a promessa de melhorar o andar de baixo. E Dilma parece não ter acordado ainda para isso, embora o comentário do senador a respeito do não impeachment se deva à interseção de representantes do grande capital, banqueiros e industriais. É uma entrevista que merece ser vista para melhor análise da conjuntura.

  • Mais uma do Juremir Machado da Silva (sou fã dele e do Eduardo):

    “Contra todos os partidos

    Eu tenho um problema grave. Li muito Edgar Morin. Sempre quero nuanças e complexidade. Para mim, PT e PSDB são as famosas duas faces da mesma moeda. Sou contra os dois. O PSDB fez uma coisa boa: estabilizou, a partir do governo de Itamar Franco, a moeda. O PT fez uma coisa boa: a ampliação das políticas sociais. De resto, são iguais nas mentiras, nas dissimulações, na venda de ilusões e nos estelionatos eleitorais. A irmandade de PT e PSDB se dá pelos mensalões petista e tucano. PP e PMDB dispensam comentários sobre suas incríveis tendências ao fisiologismo e ao envolvimento em toda sorte de situações nebulosas. O DEM tem vasta folha de péssimos serviços prestados ao país desde quando era Arena e pilar da ditadura.

    Siglas como PSD, Solidariedade, PTB, PROS, PTdoB, PHS e PPS são quase cômicas.

    Ao PT só falta o cachorro Capeto e o cavalo Herói: é um espectro, um fantasma, um espírito que cambaleia pelos corredores da república assombrando a si mesmo e aos seus antigos admiradores. Morreu. Só falta a pá de terra derradeira. Não passa de um fantasma que cheira mal. Só um ingênuo pode acreditar que a solução para tornar o ar brasileiro novamente respirável seja o PSDB. Em tempos extremos, propostas extremas. Em tempos absurdos, propostas absurdas: dissolução de todos os partidos brasileiros, impugnação de todos os nomes de políticos envolvidos em casos de corrupção, e criação, em seis meses, de novas siglas. Se eu tivesse de gritar fora, numa manifestação, gritaria Fora, Lula! Fora, Aécio! Fora, Dilma! Enquanto nada se prova contra a presidente, fora dentro de três anos e meio. Se algo for provado imediatamente, fora agora mesmo.

    A diferença entre impeachment e golpe é a prova jurídica de um crime cometido.

    Dilma e o PT enganaram os eleitores para a reeleição da presidente. A Constituição brasileira não prevê impeachment por isso. Deveria. Os tucanos, que se acham reis da racionalidade, da modernidade e do planejamento, deixaram São Paulo sem água. Estão no poder há 20 anos. Não me digam que foi Deus. Não me acusem de ser petista. Acusem-me de não ser antipetista. Melhor mesmo é me acusar de ser a favor de políticas sociais, contra a corrupção de todos os partidos e legalista. Só aceito a aplicação do que está literalmente escrito na Constituição. Sou contra hermenêuticas abusivas. Estou com Umberto Eco: muitas interpretações são possíveis, mas não todas. Nada mais patético do que FHC, cujo procurador-geral arquivou toda e qualquer denúncia, pedindo a renúncia de Dilma. Os tucanos ainda precisam explicar aos brasileiros a compra da emenda da reeleição.

    Dilma mereceria cair pelas mentiras que contou. Torço que encontrem uma prova contra ela. O problema não é a política. É como a política está sendo feita no Brasil por muitos políticos. Os tucanos, por exemplo, não parecem preocupados com honestidade. Estão preocupados com uma briga interna. Aécio quer a queda de Dilma para tentar ser candidato agora. Em 2018, pode ser engolido por Alckmin. Serra virou agente das velhas multinacionais interessadas no petróleo brasileiro.

    Voltamos a 1953. Sou contra todos. Dom Quixote soy yo.

    Onde andará meu cavalo Rocinante?

    Perdi-o depois de um tombo.”

    • Fernando… Prestes atenção meu filho: quando um sujeito fala mal de todos os partidos menos dos partidecos de esquerda PSOL e pinduricalhos, ele denota não ser um militante, mas um militonto.

      Capiche?

      • Putz. Essa gente ser meio do contra eu já tava acostumando, agora querer tirar proveito como eles estão fazendo é (deveria ser)inadmissível para seus militantes. E não me venham com “e o estelionato eleitoral da Dilma?”, o que eu estou dizendo é que nesse caso ser oosição raivosa parece ser puro oportunismo dessa “esquerda.”

          • Fernando,
            O seu admirado não falou nenhuma mentira, porque a moda do século XXI é cada um produzir a sua verdade. Mas é uma individual verdade bastante falaciosa. Essa tentativa de ele parecer imparcial pode até enganar ingênuos como você, ou seria cheio de boa fé?! Contudo, para quem sabe ler nas entre linhas, para quem consegue captar as sutilezas da linguagem, diria que ele é de direita, e, mais precisamente, tucano.
            Maria Antônia

  • GILMAR MENDES NÃO FAZ JUSTIÇA, FAZ POLÍTICA. Fora Gilmar! que trabalha em prol do PSDB e de CUNHA. Pediu ‘vista’ do pedido do processo que julga a constitucionalidade do financiamento empresarial de campanhas; concedeu dois habeas corpus – Cangurus – que tirou o banqueiro DANIEL DANTAS da prisão e ao médico estuprador ROGER ABDELMASSIH, condenado a 278 anos de prisão…

  • É vergonhosa a postura dessas figuras citadas, são golpistas de carteirinhas e irresponsáveis, é o caso patético do jurista “dono de jagunços” como disse o ex-colega Joaquim Barbosa sobre Gilmar Mendes.

  • As ruas sepultaram o golpe

    Publicado no Brasil 247

    As manifestações contrárias ao impeachment surpreenderam a oposição. Nem tanto pelo que de fato realizaram, mas paradoxalmente pelos resultados que poderiam ter atingido em outras circunstâncias. Ou melhor, que poderão atingir com um pouco mais de organização e esperteza.

    Apesar das tentativas públicas de menosprezar os atos, nas redações e nos gabinetes o tom das conversas é parecido: o governismo ainda possui capacidade mobilizadora e conta com penetração social que seus adversários não conquistaram. Enquanto as passeatas da direita flertam com a repetição, a caricatura e certo esgotamento de propósitos, as da esquerda mal começaram e têm potencial para crescer.

    As multidões com bandeiras vermelhas completaram o tripé sobre o qual assentará a permanência do governo Dilma Rousseff. O primeiro pilar é a fragilidade política da oposição, enroscada na decadência de Eduardo Cunha e nas capivaras da Lava Jato. O segundo veio com o manifesto de juristas notórios contra o golpe, atitude pouco divulgada pela mídia, mas que repercutiu nos meios jurídico e acadêmico.

    As manobras golpistas precisariam dominar pelo menos um desses flancos. A frente partidária coesa, o respaldo técnico do legalismo e a unanimidade popular, mesmo atuando isolados, suplantariam as demais lacunas. Mostrando-se competitivo nas três frentes, o governo afugenta os pragmáticos do mundo político-empresarial, isolando os aventureiros numa posição incendiária que ninguém ousará bancar.

    Mas o golpe foi riscado da agenda antipetista principalmente porque os atos da esquerda criaram um novo cenário hipotético para o futuro próximo. É fácil imaginá-lo: uma onda de reações cada vez mais unidas, representativas e abertamente governistas contra o impeachment. E se os desfiles reacionários suscitarem equivalentes progressistas sempre maiores, fomentando a combalida militância para as eleições de 2018?

    Esse prognóstico sombrio domina os bastidores oposicionistas em todos os âmbitos. Por trás das verborragias ameaçadoras, seus líderes na verdade preparam uma despedida honrosa do monstro, que de tão feroz terminou rosnando para os próprios donos. A súbita transferência dos ataques, de Dilma para Lula, sinaliza a estratégia alternativa que o golpismo começa a articular.

    http://www.guilhermescalzilli.blogspot.com.br/

  • Além dos prejuízos citados no texto existe ainda a possibilidade até de uma convulsão social seguida de uma guerra civil. Não é algo que possa ser descartado.

      • COMO VIVI O PERÍODO DA DITADURA AINDA MUITO JOVEM,PERDI VÁRIOS AMIGOS, MOREI PROXIMO A UMA BASE MILITAR E AS COISAS ERAM MUITO RIGOROSAS, NENHUMA PESSOA CIVIL ,GENTE COMUM PODIA FICAR RONDANDO A TOA NA CIDADE APÓS AS 23: 00 HORAS , AS RONDAS MILITARES ERAM FREQUENTES E PEDIAM PARA OS CIDADÃS COMUNS IREM PARA SUAS CASAS ETC HAVIAM SEMPRE UM TOQUE DE SIRENE A NOITE,O REGIME ERA RIGOROSO.NÃO VOU MAIS ENTRAR EM DETALHES,DEIXA PRÁ LÁ.A TODOS OS COMENTÁRIOS ACIMA ACONSELHO QUE LEIAM O LIVRO DA ESCRITORA PERNAMBUCANA
        ANDREA NUNES ” A CORTE INFILTRADA ” EXCELENTE.

        • Obrigada pela menção e pelo elogio à obra, Antônio. Muito bom ver o debate histórico e político ganhando espaço. Espero que A CORTE INFILTRADA lance luz sobre certos assuntos dos bastidores do poder e da criminalidade e ajude a abrilhantar esse debate. Abraços.

  • Dos três patetas que se tornaram quatro, o que mais nos incomoda é o Gilmar.
    Ele age de forma sorrateira e tem poder de persuasão junto a alguns de seus pares.
    Isso ficou evidenciado quando assumiu cadeira no TSE.
    Assim que Cunha foi denunciado, Gilmar já partiu pra cima do Governos, com a famigerada investigação às contas da campanha da DILMA.
    Só esse movimento, já mostra ao Mundo, como é o jogo desse Magistrado.
    Pura intimidação pra cima do PGR, e por consequência, do Governo.
    Alguns, tem medo do Gilmar, os mais sérios simplesmente o ignoram.
    Penso que ainda teremos dias tempestuosos pela frente, até que a caravana Cunha seja desbaratada.
    Creio também que, quando finalmente alguém tiver coragem de investigar o Playboy tucano, o jogo terá uma virada sensacional e a própria elite vai colocar o rabo entre as peras e pensar duas vezes antes de sair às ruas para bater panelas.
    Os próximos dois anos serão de muitas emoções e sacrifícios.
    Que Deus nos proteja.

  • Gilmar Dantas, o ministro que tem capangas em Diamantino, o delinquente que solta dois fHCs recordes para o Daniel Mendes; o senador Playboy do Leblon, o dono do Aeroporto Internacional de Claudio e frequentador assíduo do Helicoca, além de experiente praticante de carteiradas nas ruas do Leblon; e Achacador Cunha, o que lava mais branco na Assembleia de Deus, além de pressionar psicologicamente e fisicamente pessoas que depoem na justiça contra o nobre Achacador Cunha. Estes três delinquentes só continuam onde estão porque o STF se acovarda diante dos representantes das elites sonegadoras e reacionárias.

  • Lamentavelmente o povo brasileiro tem um problema de memoria cujos os arquivos apagam-se rapidamente. Já passou para o lado do esquecimento o que a poderosa Globo fez com o Ex Gov do Rio de Janeirio, Leonel Brizola. Infernizou a vida do homem até acabar com a vida pública de politico. Colocou e tirou do poder Fernando Collor de Melo,acabou com Itamar Franco, ajudou a colocar Lula no poder. Lembro que dias apos Lula se eleito a Presidente, foi exibido um Globo Reporter especial, mowstrando da gestaçao ate a figura deSenhor do Mundo, Personalidade mundialmente respeitada. Hoje a mesma Globo arrasta esse homem e os que com ele o cercam nas lamas da imoralidade. Certa vez em entrevista dias após a morte do Dr. Roberto Marinho, a viuva D.Lili Marinho, disse categoricamente o seguinte. Ninguem chega a Presidencia da Republica, sem vir aqui e beijar as maos do Dr. Roberto Marinho. Vai ser sempre assim. Detalhe, quem nao lembra o xodo que a Globo e Ricardo Teixeira. Foi só ele anuciar que iria fazer uma nova tomada de preços para venda dos direitos de transmissao do campeonato Brasileiro, que a Globo deu um jeito nele.

    • Amigo, já não se fazem militares como antigamente, eles em sua grande maioria são politicados e/ou corrompidos. lamentável mas é fato.

Deixe uma resposta