A ‘redenção’ de Joaquim Barbosa

Crônica

Acabo de ler mais um dos incontáveis textos de “colunistas” do consórcio demo-tucano-midiático paridos após o ministro do STF Ricardo Lewandowski ter inocentado o petista e ex-presidente da Câmara dos Deputados João Paulo Cunha, contrariando o relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, que votou por sua condenação.

Entre outras reflexões, desanima a previsibilidade que vai se comprovando sobre o que diriam esses “colunistas” sobre os votos antagônicos dos dois juízes. A última coluna que li foi de Miriam Leitão, que, como todos os seus congêneres na grande mídia, por óbvio deu razão a Barbosa.

Outra reflexão, que é a que orienta este texto, versou sobre a “redenção” de Barbosa na mídia que a sua posição sobre o mensalão, desde o início alinhada ao que ela quer, está lhe proporcionando agora, após ter sido alvo midiático por tanto tempo.

A maledicência midiática contra Barbosa teve início já em 2003, quando de sua nomeação como ministro do STF pelo então recém-empossado presidente Lula. Os mesmos “colunistas” insinuavam que o juiz chegara aonde chegara simplesmente por ser negro.

Segundo diziam aquelas más línguas, Lula queria um negro – qualquer negro – para a vaga que surgira naquela Corte e Barbosa era o que havia à mão. Como sempre ocorreu quando o ex-presidente deu oportunidades a negros – fosse no ensino superior, fosse na Suprema Corte –, eclodiu todo um discurso midiático sobre “meritocracia”, à qual o escolhido não faria jus.

Nos anos seguintes, as militâncias midiática e governista travariam, sobretudo na internet, um furioso embate sobre Barbosa. Governistas defenderiam a belíssima história de vida de um negro pobre, filho de pedreiro, e a mídia oposicionista diria que sua escolha fora “política”, como se as de todos os juízes do STF não fossem.

Barbosa, porém, fez por merecer o cargo de ministro do STF. Aos 16 anos, saiu de casa. Foi viver em Brasília, onde arranjou emprego na gráfica do jornal Correio Brasiliense e estudou em colégio público. Chegou à universidade e ao bacharelado em Direito na Universidade de Brasília, onde obteve seu mestrado em Direito do Estado.

Barbosa também foi Oficial de Chancelaria do Ministério das Relações Exteriores (1976-1979), tendo servido na Embaixada do Brasil em Helsinki, Finlândia, e depois foi advogado do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) (1979-84).

Prestou concurso público para procurador da República e foi aprovado. Licenciou-se do cargo e foi estudar na França por quatro anos, tendo obtido mestrado e doutorado pela Universidade de Paris em 1990 e 1993.

Retornou ao cargo de procurador no Rio de Janeiro. Foi professor concursado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Foi visiting scholar no Human Rights Institute da faculdade de direito da Universidade Columbia em Nova York (1999 a 2000) e na Universidade da Califórnia Los Angeles School of Law (2002 a 2003).

Fez estudos complementares de idiomas estrangeiros no Brasil, na Inglaterra, nos Estados Unidos, na Áustria e na Alemanha. É fluente em francês, inglês, alemão e espanhol. Toca piano e violino desde os 16 anos de idade.

Ufa! É uma trajetória de tirar o fôlego. Ainda assim, ao ser indicado para o STF – uma corte para a qual as indicações têm menos que ver com o currículo do indicado do que com as conveniências políticas de quem indica –, só o que a mídia enxergou foi “populismo” de Lula, que o teria escolhido “só por ser negro”.

Os anos foram se passando e Barbosa continuou sendo alvo de narizes torcidos da elite midiática, sendo visto por ela como “o juiz negro de Lula”.

Essa situação se agravou em abril de 2009 durante sessão do STF que analisava uma lei paranaense que estendia a aposentadoria do setor público a funcionários de cartórios. Naquela oportunidade, Barbosa se desentendeu com o juiz “da oposição”, Gilmar Mendes.

Diga-se que os dois juízes já vinham se estranhando devido aos habeas corpus “cangurus” que Mendes dera a Daniel Dantas nas horas mortas da madrugada, e devido à perseguição do juiz “tucano” ao juiz Fausto de Sanctis e ao delegado da operação Satiagraha Protógenes Queiroz, condutas de Mendes que Barbosa criticava duramente.

A discussão entre os dois juízes foi duríssima e permaneceu por semanas a fio no noticiário. E, claro, confirmando a previsibilidade de viés que ressurge agora na disputa retórica entre o relator do inquérito do mensalão, o mesmo Joaquim Barbosa, e o revisor, Ricardo Lewandowski. Todavia, à diferença de hoje, àquela época a mídia tomou partido do adversário do juiz negro.

Editoriais e colunas dos grandes jornais e os blogs e sites da grande mídia na internet praticamente trucidaram Barbosa. Na imprensa paulista, por exemplo, Folha de São Paulo, Estadão e Veja saíram, furiosamente, em defesa de Gilmar Mendes contra Joaquim Barbosa.

Em 24 de abril de 2009, a Folha publica o editorial “Altercação no STF”. O previsível editorial, já no primeiro parágrafo, demonstrava a que vinha:

O ministro Joaquim Barbosa excedeu-se na áspera discussão travada anteontem com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. Não se justificam os argumentos “ad hominem” e a linguagem desabrida empregada por Barbosa em sessão aberta na mais alta corte brasileira (…)”

No mesmo dia, o Estadão, sempre mais passional, partiu para o insulto em editorial sob o título “Falta de compostura”:

“(…) Na sessão de quarta-feira, durante o julgamento de um recurso do governo do Paraná contra decisão do STF, que em 2006 considerou inconstitucional a lei que criou o fundo de previdência do Estado, o ministro Joaquim Barbosa, que dialogava com o presidente da Corte, Gilmar Mendes, perdeu a compostura (…)”

Na coluna de Eliane Cantanhêde, na Folha, tudo no Day After da “altercação” entre Barbosa e Mendes, não foi diferente:

“(…)Era uma discussão técnica qualquer, os dois (Barbosa e Mendes) se desentenderam e Barbosa perdeu a compostura (…)”

No blog de Reinaldo Azevedo, no portal da revista Veja, o pitbull da publicação repisa a questão racial em relação a Joaquim Barbosa:

“(…) Eu tenho verdadeiro horror, asco mesmo, de quem costuma reivindicar o lugar do oprimido (…)”

Os anos foram se passando e Barbosa acabou ficando com a relatoria do inquérito do mensalão. A partir dali, quando foi ficando claro que o fato de ter sido indicado por Lula não estava pesando no viés que assumira em relação ao caso, o discurso midiático contra si foi sendo abrandado, chegando, hoje, a se tornar o novo queridinho da mídia no STF.

Uma coisa é certa: a conduta de Barbosa no âmbito do inquérito do mensalão lhe valeu “redenção” na mídia. De juiz que chegara ao STF pelo único “mérito” de ser negro e de “juiz de Lula”, converteu-se em profundo conhecedor da lei e exemplo de “isenção” – sem, por óbvio, a ressalva de que o mérito de nomear um juiz “isento” é de Lula.

Joaquim Barbosa é um vencedor. Sua trajetória, antes empanada por acusações de cunho racial na mídia, não encontra mais óbices. A postura que adotou no julgamento do mensalão quebrou as resistências que a cor de sua pele sempre lhe gerou entre uma elite que agora o idolatra e defende, ao menos enquanto lhe for útil.

186 comments

  • Essa boa vontade com o Barbosa só dura até o ministro negro assumir a presidência do STF. Depois disso, acredito que o ministro será alvo de tantas críticas de cunho racial quanto antes.

  • isso mesmo, Edu, o ministro foi capa da Veja, qdo interessava, dp foi acusado de tirar muita licença medica, qdo falou a verdade a gm, agora está sendo de novo elogiado. a midia trata as pessoas conforme seus interesses. é triste.

  • Edu, Cê esqueceu de citar mais uma das calunias impressas confirmatórias de que quando esta mídia vil quer destruir uma reputação que não lhe é conveniente não mede esforços: foi quando o ministro Joaquim Barbosa teve (e ainda o tem) problemas graves na coluna cervical o indefectível jornal “A Província de São Paulo”, ops melhor dizendo “O Estado de São Paulo” , fez uma serie de reportagens sobre a licença enfermidade concedida ao ministro e até o fotografou tomando cerveja com alguns amigos num bar…e apresentou aquilo como um evidente flagrante de um crime, ou de um lesa pátria de um magistrado gazeteando o trabalho…
    Mas agora ele é o herói da vez… porque se dispõe a condenar o que essa mídia condenou há 7 anos atráz, sem o amplo direito de defesa e sem o contraditório; os réus da ação penal 470, Joaquim acatou a frágil denuncia do MP mesmo sem as devidas e necessárias provas comprovatórias dos autos…vão condenar por ilação ou dedução até ideológica…pois agora ele é um “dos nossos”…já não é mais “o negro do lula” mas sim “o negro de alma branca”
    tute bonna gente, não?!

  • O supremo(?)Edu,sempre será útil à elite,aos ricos e aos muito ricos.Remember Cacciola,Dantas,Abdelmassis e recentemente ao assassino de Dorothy Stang,cujos casos chegam celeremente àquela corte com desfechos claramente previsíveis,como um dos próprios réus-ou seu representante- teve a desfaçatez de confessar,que o problema estava nas instâncias inferiores.

  • Eduardo,

    Como podemos divulgar, mais, a lista dos 7 milhões que as empresas de comunicação receberam ? como nenhum noticiário falou sôbre isso, quase ninguem sabe. O julgamento é em horário de trabalho, de aula, ao vivo poucos assistiram. Esta lista é uma evidência escancarada da calhordice do PIG. E de fácil compreensão.

    • sex, 24/08/2012 – 18:07

      FrancoAtirador

      .
      .
      GRUPO G.A.F.E. (Globo, Abril, Folha e Estadão)

      RECEBEU DINHEIRO PÚBLICO, DA CÂMARA DOS DEPUTADOS,

      VIA AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE DE MARCOS VALÉRIO!

      Então, por que os Marinho, os Civita, os Frias e os Mesquita

      não foram denunciados pelo Procurador-Geral da República ?!?

      “A Opinião Pública” e “O Contribuinte” exigem uma resposta urgente!!!
      .
      .
      TV Globo ‘mensaleira’ embolsou sozinha R$ 2,7 milhões
      da agência de Marcos Valério, só na Câmara dos Deputados

      D’Os Amigos do Presidente Lula, via Blog do Saraiva

      Quem ‘pariu’ o termo “mensalão”, agora aguente.

      A TV Globo e seus parceiros do PIG passaram 7 anos acusando falsamente o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) de ter desviado dinheiro público para o “mensalão” no contrato de publicidade da Câmara dos Deputados com a agência SMP&B de Marcos Valério.

      Agora ficou provado nos autos do processo que a maior parte do dinheiro desse tal “mensalão” nesse contrato foi embolsada pela TV Globo e seus parceiros do PIG, a título de veiculação de propaganda na execução do contrato.

      Eis os principais “mensaleiros” da imprensa televisa, e os valores embolsados:

      TV Globo: R$ 2,7 milhões
      SBT: R$ 708 mil
      TV Record: R$ 418 mil

      Eis os principais “mensaleiros” da imprensa escrita:

      Grupo Abril (dono da revista Veja): R$ 326 mil
      Grupo Estado: R$ 247 mil
      Grupo Folha: R$ 247 mil
      Fundação Vitor Civita (do Grupo Abril): mais R$ 66 mil.

      Eis a relação completa de pagamentos, por data,
      aos “mensaleiros” Globo, Veja, Folha, Estadão, etc:

      http://saraiva13.blogspot.com.br/2012/08/globo-mensaleira-embolsou-r-27-milhoes_24.html

      • Almir

        Vc já pensou em encaminhar isso á corte?
        Poxa, isso é uma bomba porem não creio que suas excelências a desconheçam.
        Se algum companheiro do blog tiver o endereço de e-mail do JBarbosa, por favor passe-me.
        Farei sem medo.

        • “Vc já pensou em encaminhar isso à corte” !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

          huahuahuahuahua…..vai lá, tocar a campainha do STF.

      • Almir, o fato desse pessoal ter levado essa grana, sózinho, não quer dizer nada.
        Se foram contratos pagos com dinheiro público, sem prestação de serviço, é corrupção, e corrupção é algo que exige dois agentes, um numa ponta, e outro, na outra ponta.
        Se uma ponta era o G A F E, qual era a outra ponta?

        Além disso, o Saraiva não diz se os contratos de veiculação foram cumpridos.
        Será que foram?
        Devem ter sido, senão, ele estaria gritando em todas as esquinas do país, portanto, explique melhor, você, já que o Saraiva não o fez.

    • Explicação: ele será presidente em algum momento, independentemente do que alguém queira ou não, pois o cargo é exercido via rodízio, o que não muda a sua ânsia em agradar ao PIG, que, a meu ver, deriva de que ele pretende que sua belíssima trajetória deixe de ser conspurcada pelo “ônus” de ter sido indicado por Lula…

      • Sim, a trajetória dele é belíssima, não há a menor dúvida disso! Por outro lado, acho que sua carreira ficará manchada se ele, na tentativa de agradar ao PIG para se auto-afirmar, mandar pessoas indiscriminadamente para a cadeia apenas para ficar de bem com a tal “opinião pública” (publicada). Será que ele dormirá tranquilamente em seu travesseiro daqui para a frente?

        • Uma pessoa com um comportamento feito esse de JB, não está nem aí para o que dirá a história sobre ele. Ele sabe muito bem como funciona as coisas. Quem escreve a história é quem tem grana. E é essa historia que fica para o futuro, é o que realmente conta. Adianta saber que em 64 foi golpe, se o que está escrito em nossa historia é revolução? Portanto, JB quer homenagens aqui e agora. O futuro? Ele nem estará mais aqui!

          • O que está escrito pela nossa história é que em 64 ocorreu um golpe militar e não uma revolução.

            Repito, em 1964 ocorreu um golpe militar que se deu em 31 de março de 1964 e no dia seguinte, Dia da Mentira, os golpistas e a imprensa do PIG dizia que era uma revolução, era primeiro de abril!

            Quanto ao Joaquim Barbosa, espero que ele tenha agido de acordo com a sua consciência e não para agradar o PIG. Se ele agiu de acordo com a sua consciência, isto faz parte da atuação de um juiz isento, mas se ele se rendeu ao PIG neste assunto, isto é uma lástima imperdoável.

        • Tambem faço uma pergunta congenere; Será que Lewandowski dormirá tranquilamente em seu travesseiro daqui para a frente, depois de livrar a cara do João Paulo ?

          • Essas frases de efeito não significam nada além da idiossincrasia do autor. Tudo bobagem. Preenchem a falta de argumento

          • A pergunta mais honesta seria: será que qualquer juiz dormirá tranquilamente em seu travesseiro após inocentar qualquer petista que seja? Porque é o que pensa alguém que faz uma pergunta esdrúxula como essa…

      • Triste país em que a Suprema Corte tenha que obedecer a meia-dúzia de “barões” da mídia. Ontem o deputado Ricardo Berzoini, numa visita a Taubaté, brincava conosco: “Vou sugerir à Presidenta Dilma que indique o Merval para o STF”.
        Já imaginaram que maravilha? Merdal, Rei do Esgoto, Noblat, Leitão, Otavinho Frias, et caterva, condenando a nós todos, os sujos? Obviamente revogariam a Lei Áurea, e teríamos de volta o pelourinho e a forca, que o Zé Dirceu iria inaugurar …

      • Quer dizer, Edu, todas as possibilidades negativas que possam existir, menos a de estar sendo honesto com sua consciência, não é mesmo?

  • Edu, o texto é impagável. A única coisa que podemos dizer é que o voto do Lewandowski fez doer o anuskowski do JB , do PIG e dos 5% dos seus seguidores.

  • NOTA DO EDITOR: o comentário do leitor é bom, mas a forma como foi feito já gerou problemas na Justiça, razão pela qual não foi publicado.

  • Barbosa terá nova capa da Veja e será figura nas primeiras páginas dos jornais.

    Basta ele condenar Jose´Dirceu. Caso não o faça, passara a ser figura fora do eixo dos queridinhos da mídia.

    Os mervais, vão entrar com tudo em cima dele. Espero que Barbosa, seja igual a Ricardo
    Lewandosky que teve a coragem de dizer que não julga pela a opinião pública. Todos sabem que estão opinião pública é a mídia e não o povo.

    • Quem não fuzilar o Zé Dirceu estará na capa da veja, com matéria interna assinada por Policarpo Cachoeira “provando” que o magistrado matou passarinho quando criança.
      Vamos ver quem tem toga para enfrentar Dom Bob Civita!

      • Matou passarinho e quiçá teve “relações” com cabra e galinha! Desculpe a honestidade, mas já li isso em relação a Lula… o energúmeno em questão dispensa menção ao nome, pois tem altíssima antigenicidade e é extremamente urticarigênico… dá até edema de glote pronunciar seu nome…

  • Edu, seu post ilustra e enriquece o nosso conhecimento. Vejo nele honestidade e justiça, e com ele concordo, mas eu vou um pouco além. A alma humana é muito complexa, somos o resultado das circunstâncias, e elas nos corrompem. Não quero cometer leviandade, respeito o histórico e reconheço as virtudes do ministro Joaquim Barbosa, mas não posso ser ingênuo e passivamente aceitar sua atitude como fato consumado. Há de se fazer uma leitura contextual.

    Lula e Barbosa, dois grandes brasileiros e vencedores em áreas distintas. Ambos romperam velhos paradigmas impensáveis até a bem pouco tempo.

    Lula: retirante nordestino; torneiro mecânico; maior liderança sindical da América Latina; fundador do PT; e duas vezes presidente da República do Brasil, o único sem formação acadêmica.

    Joaquim Barbosa: tudo isto aí que está no seu post. Um currículo invejável.

    Pois bem, dois gigantes, porém, com comportamentos completamente diferentes. Não se mede um homem pelo que ele tem, e sim, pelo o que ele é. Não basta quantidade, no ser humano o que da nobreza, é a qualidade dos seus atos. Quando se perde a essência, perde-se o valor. Zilhões de zeros acrescidos do “1” terão valor imensurável, porém, sem ele, serão apenas zeros, sem valor algum.

    O ministro Barbosa perdeu o “1” todo esse currículo pomposo virou um monte de zeros… Diluiu-se nos zeros do PIG. Barbosa + PIG = zero.

    Pesquisem “Lula e o Mensalão” no Google, e encontrarão cerca de oito milhões de matérias abordando esse tema, até o presente momento. Somem-se a isso, as Redes de TV e as Rádios. Que homem público resistiria a esse Tsunami midiático? Lula resistiu e resiste, e não apenas resiste, o seu prestígio junto ao povo aumenta cada vez mais. Por mais que tente, o PIG não consegue desconstruir o mito. Se em vida já o é, imaginem depois? Quem tenta destruí-lo, destrói-se a si mesmo, e apenas reforça a lenda. Lula é Lula, o resto é resto, o que virá depois dele, no máximo será o primeiro dos últimos, nada mais!

    Lula rompeu a barreira da dimensão política, está em outro nível. O gênio se eleva na vertical, enquanto o medíocre segue na horizontal rasa, feito verme rastejante. Lula não ocupou a Casa-Grande como se fosse uma concessão temporária, um ato de generosidade do Senhor de Engenho; ele a ocupou lutando e rompendo resistências, como uma conquista de fato, pelo voto nas urnas. É isso que as elites dominantes não conseguem aceitar, querem brincar de democracia. Tarde demais, o poder agora está nas mãos do povo, já era!

    O Ministro Joaquim Barbosa não assumiu Lula. Apesar de notável saber jurídico e de toda sua erudição, sofre do complexo de vira-lata, próprio dos submissos. Ele tem os pés na Casa Grande, mas a cabeça na Senzala. Comporta-se como se o lugar que ocupa não lhe pertencesse de direito, logo, agradar ao “PATRÃO” é preciso para dele não ser expulso. Por fragilidade e insegurança, Barbosa age com a arrogância e a prepotência do oprimido privilegiado, para fazer valer, não a sua vontade, mas a do seu opressor, para que este lhe garanta o status.

    Ai está a grande diferença entre Lula e Barbosa. Lula não se rendeu, tem autoestima.

    O ministro Barbosa na primeira grande oportunidade que tem para virar o jogo da nossa história, amarela e marca gol contra. Lula resiste ao PIG há duas décadas; Barbosa não consegue resistir sequer a uma chamada do Jornal Nacional. Mas cada um é o que tem que ser: quem nasceu para ser Barbosa, jamais será Lula!

    • Sinceramente eu não consigo ver onde se encontra o tal notavel saber juridico do senhor ministro JB pois se assim fosse ele saberia muito bem que quando se julga um determinado processo,se julga de acordo com os elementos constantes dos autos e se atem apenas às provas.Oras se assim é,porque JB está seguindo a pauta da midia golpista?Então eu questiono o tal notavel saber juridico do senhor ministro JB até mesmo porque outro integrante da Suprema Corte,com longa folha de serviços prestados ao crime organizado,tem tão notavel saber juridico que eu que não tenho formação em direito mas em jornalismo,tenho mais conhecimentos de leis do que ele.

      • Dimas, saber jurídico com certeza ele deve possuir, ou será que este currículo todo é tão falso quanto o “Mensalão”? Não acredito. Na minha modesta opinião, também não tenho formação em direito, Barbosa simplesmente amarelou. Eu não sei se você percebeu, mas a impressão que eu tenho é que esse cara é muito mal resolvido. Fica todo melindrado, quando contrariado pelos seus pares, isso só pode ser insegurança. Imagine então sendo contrariado pelo PIG? Sabendo-se de antemão perdedor, é mais cômodo se aliar ao inimigo poderoso do que enfrentá-lo, desta forma tem-se a ilusão de ser vencedor. Vaidades do ego! Traduzindo: pura covardia, para não dizer outras coisas. Agora, se o “mensalão” fracassar… fim de carreira para o Joaquim de Torquemada!

        • Nunca houve uma pressão tão grande contra um juiz como esta que vivemos agora. A própria data do julgamento foi antecipada por pressão da direitona-burra (e sem votos) e seu braço midiático.
          Hevrá sempre os juizes que se submetem, como é o caso de Joaquim Barbosa, e haverá outros que tentarão dignificar a toga, como é o caso do dr. Lewandowski.
          Politicamente, a direita já perdeu: não está ocorrendo o fuzilamento sumário de todos os réus, pregado durante sete anos (!) e surgiu na mente dos brasileiros, no mínimo, uma dúvida. O tal de “mensalão” nunca existiu, e o caixa-2 é prática histórica. O processo de 1998, do PSDB, não vai a julgamento e o PIG não cobra urgência.
          São muitas contradições que o cidadão comum, fonte de todo o Poder, está percebendo. Resultado: o país sairá muito mais maduro depois desta farsa. Azar do Bob Civita…

      • Dimas, e A LÓGICA DO PORTUGUÊS

        O Manuel encontra-se com um brasileiro, seu velho amigo, e lhe pergunta:
        – Que livro é esse, embaixo do seu braço?………ao que o brasileiro, responde, ser um livro sobre Lógica.:
        E o que é Lógica?, pergunta o portuga.
        Diz o brasileiro: – Você tem aquário, na sua casa?
        O portuga responde afirmativamente.
        – Então, se tem aquário em casa, deve ser casado e tem crianças, em casa.
        – Sim, sou casado e tenho filhos.
        – Viu, diz o brasileiro, isso é Lógica.

        O, pá, empresta-me esse livro, para eu aprender mais, sobre lógica, ao que o brasileiro atendeu.

        Ia, então, o portuga para casa, quando encontra o amigo Joaquim que, da mesma forma, pergunta que livro era aquele, que carregava embaixo dom braço.
        Manuel responde que era um livro sobre Lógica, e, dizendo que iria explicar o que era Lógica, foi logo perguntando, ao amigo Joaquim:
        – Amigo Joaquim, você tem aquário em casa?
        – Não, respondeu o Joaquim.
        – Ô, pá, então, és viado, porra!

    • Brilhante, extraordinário comentário….deve ser encaminhado ao maior número de internauts possível…já estou fazendo minha parte….. parabéns

    • EDU & FAUSTO:
      Muito abrigado pelos exelentes textos.
      Perdoem por ser curto e fora de bitola, mas devemos comparar idividuos iguais.
      FHC esta para JB, grandes intelectuais, não há como comparar com sabedoria.
      O conhecimento produzira muitos FHC, JB, outros Barbosas mas LULAS, sabios
      quem sabe em mais 502 anos…

  • Edu, que belíssimo texto. Você faz o que ninguém que defende os tucanos faz, que é apresentar sempre os dois lados. Parabéns pela análise do curriculum de Joaquim Barbosa, que demonstra que o mesmo é muito mais capacitado do que a maioria de seus pares no STF, muito além de uma indicação que verse apenas sobre a cor de sua pele. Não importa qual o lado, direita ou esquerda, mas os agrados e elogios a quem quer que seja sempre vão variar, de acordo com os interesses de cada um. Se o revisor por exemplo condenar José Dirceu, metralhadoras se apontarão contra ele. Obrigado por partilhar este ótimo texto!

  • Eu nao consigo entender uma pessoa que tem todas as garantias constitucionais para votar com independencia possa seguir seu voto orientado por uma midia venal, decadente e desacreditada, o Ministro Joaquim BarBosa por sua trajetoria de vida dee origem humilde sabe o que esta em jogo, os meios de comunicaçao useiro e vezeiro de caixa dois conforme Lewendosviski sabera separar o joio do trigo e julgara de acordo com os autos e suas convicçoes, a hora do PSDB esta proxima, Joaquim, Jamais guiara pela midia, o fato de ser indicado por Lula como “cota” racial pesara de forma pifia, o que contara é que ele proprio admitiu que seu voto pode ser revisto, aguardamos, a nao ser que a mosca azul o tenha picado.

  • Sem dúvidas nenhuma o ministro Joaquim Babosa é um cidadão honrado, competente na sua área e fez jus a sua nomeação para o Supremo. Não é porque agora julga, segundo sua consciência, contra os réus dessa Ação Penal que irei mudar essa percepção.

    Bem, se isso é um fato, também para esse cearense cabeça chata é fato que o ministro relator carregou na mão – as razões, não sei – quando elaborou seu Relatório. Minha condição de leigo em Direito não desqualifica essa percepção. Nota-se, claramente, que o viés por ele tomado se encaixa melhor para um Promotor de Justiça que a um magistrado. A impressão que passa é que ele “comprou” sem aferir o peso e o preço a versão in totum do PGR. E isso, a meu ver, pode lhe custar caro. Aliás, já está custando.

    O que assistimos quinta-feira foi uma arrasadora desqualificação do seu relatório pelo ministro revisor Lewandowski no que tange ao julgamento do réu João Paulo Cunha. Ora, dirão alguns, cada cabeça um sentença. Esse não é um chiste próprio para quem julga? Nada disso. Há limites para as eventuais divergências. Mesmo porque o balizamento são as provas documentais e testemunhais. E o que se sabe agora? Que simplesmente o ministro Barbosa olvidou, fez de contas que não viu, as provas gritantes que estavam no processo. Daí porque os dois relatórios tão díspares.

    De certo modo, daqui para frente a ninguém será negado o direito de desconfiar dos relatos desse ministro.

  • Todos os países mudam. O Brasil não. Espero que ele tenha sabedoria para se desvincular dessa elite RACISTA, que não “dá ponto sem nó”. E o pior de tudo: E TODO MUNDO CUCARATUCHO. ZORRA!!!!!!!!!!!!!!

  • O que ocorre com o ministro Joaquim Barbosa é o mesmo que ocorre com o senador Pedro Simon: enquanto é útil às elites escravagistas, o sujeito é adulado; depois, devolvem-no à senzala, de onde acham que nunca deveriam ter saído. A mesma Veja que hoje apresenta Simon como “mosqueteiro da ética” atacou covarde e violentamente o senador em 1978, quando ele era líder do partido do Brizola. Em matéria de 3 páginas, Pedro Simon viu sua mulher ser acusada de roubar um casaco de peles em loja chic de Nova Iorque. Quem duvidar entre no arquivo on-line da Veja e pesquise o nome de Pedro Simon nas edições de 1978, se não me falha a memória, no mês de outubro, e vai constatar o que estou dizendo. Na época, a intenção era atingir Brizola, que deve estar dando voltas no túmulo ao ver as atitudes indignas de seu antigo parceiro. O ministro Joaquim Barbosa que trate se julgar de olhos na Constituição e não na mídia, porque ele, muito em breve, vai ser convidado pela mesmo elite que hoje o bajula a se retirar da festa pela porta de serviço. Basta que tente manter a dignidade e a independência diante de antigos senhores.

  • Edu, matou a pau. Parabéns pelo excelente texto. Tomara que o ministro Joaquim Barbosa ou alguém o seu convívio leia esse post e reflita sobre o que está acontecendo. O ministro não é bobo e sabe que os elogios do PIG são pontuais, que ele, Barbosa, não passa de um “zé ninguém” que foi indicado pelo metalúrgico analfabeto para o Supremo. O ódio por “quem costuma reivindicar o lugar do oprimido” vai permanecer até Barbosa se aposentar.

  • Edu,

    A opinião da mídia corrompida, amiga de Charles Falls e defensora do consórcio demo-tucano muda mais de rumo do que o eleitor aburguesado de Sampa.
    Eles decretaram a condenação de Zé Dirceu e não vão aceitar outro resultado. Mas se os ministros, lembrarem que são representantes do povo brasileiro, votarão isentos e sem medo do ferrolho imposto pelos vendilhões da pátria, que outrora apoiaram a ditadura.

  • Eduardo,
    Texto muito bom. Não há dúvidas sobre os méritos do Ministro.
    Não acredito que ele se submeta à midia. O pouco tempo que atua como Ministro do Supremo, seu antigo cargo como Procurador, seu temperamento e sua imensa dor na coluna, estão demonstrados nessa atual postura.
    O Ministro Lewandowski é juiz de carreira, com mais tempo no STF, portanto, com mais experiência em julgamentos desse tipo, avaliando tudo com mais profundidade.
    O que mais me causa estranheza na mídia é o superficialismo das matérias.!

  • Mais INVESTIMENTOS no Nordeste.Ruim para tucanos e DEMonios.

    Hyundai pode ter fábrica de elevadores no Pecém-CE

    Publicado em 25/08/2012 – 9:02 por Egídio Serpa | Comentar

    Na próxima semana, a Coopercon – Cooperativa da Construção Civil do Ceará – receberá de suas 79 empresas associadas as demandas de elevadores.

    Na quinta-feira, 30, vai encerrar-se o prazo para esse encaminhamento, a partir do qual a Coopercon iniciará a negociação com os fornecedores.

    Desta vez, haverá uma novidade:

    A gigante coreana Hyundai concorrerá com seu menu de elevadores.

    E já mandou dizer que terá os melhores equipamentos, os menores preços, a tecnologia mais avançada e, de quebra, os mais esticados prazos para pagamento.

    Se a Hyundai ganhar essa corrida, terá sido dado um importante passo para a instalação de uma fábrica dela no Pecém

    O CIPP ( Complexo industrial e portuário do Pecém) está se consolidando.Quem sente saudade do nefasto periodo tucano (1995-2002) ?

  • Com uma biografia dessas, o Sr. Barbosa não precisava se submeter aos interesses de momento do PiG para ser reconhecido como uma grande autoridade. Lamentável se deixar ser usado dessa forma.

  • Para azar da urubóloga, o Brasil avança,gera empregos e renda :

    Expansão do Shopping Iguatemi de Fortaleza vai gerar 2,5 mil novos empregos

    25.08.2012

    Além das 2,5 mil vagas de trabalho a serem geradas nas novas lojas, outros 1,5 mil serão empregados na obra

    A expansão da indústria de shopping centers no Ceará, que já contabiliza a construção de cinco novos centros de compras no Estado, sendo três em Fortaleza e dois nos municípios de Juazeiro e do Norte e Sobral, está aquecendo o mercado de empregos em Fortaleza e driblando os efeitos da crise no País. Somente a nova ampliação anunciada pelo Shopping Iguatemi prevê a criação de mais 2,5 mil vagas diretas, em 180 novas lojas; além dos 1.500 que serão geradas na construção. Hoje, o Iguatemi detém 5.500 empregos diretos, nas 300 lojas do shopping.

    Maquete mostra a ampliação do equipamento com edifício-garagem de seis andares

    Obras em 2013

    Com obras previstas para começar entre fevereiro ou março do próximo ano e projeção para estar pronta antes da Copa do Mundo de 2014, a nova expansão do Iguatemi prevê ampliar o montante de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) desembolsado pelo Iguatemi ao Estado, dos cerca de R$ 100 milhões anuais, para R$ 250 milhões, por ano. Um aumento de 150% no volume de recursos transferidos do contribuinte para os cofres Estaduais, a partir do incremento do comércio varejista promovido pelo shopping.

    Referência

    Nesta nova etapa de expansão, a 6ª do empreendimento, em 30 anos, o Grupo Jereissati Centros Comerciais (JCC) projeta investimentos de R$ 300 milhões, R$ 120 milhões a mais do que os R$ 180 milhões estimados no início do projeto. Segundo o arquiteto responsável pela expansão do Iguatemi, Gerardo Jereissati, o aumento de 66% nos investimentos serão necessários diante no novo conceito de shopping center que o Iguatemi irá adotar. “É uma obra que será referência nacional. Totalmente estado de arte, similar ao que se faz nos shoppings mais modernos do mundo”, sinaliza Jereissati, ao explicar o incremento nos investimentos financeiros.

    Com área de cinco mil metros quadrados, a praça central da nova expansão do Iguatemi será estruturada com pérgolas de madeira laminada, dando um toque contemporâneo e altamente acolhedor ao local fotos: Divulgação

    Com a ampliação, o empreendimento ganhará mais 31,5 mil m² de área bruta locável (ABL), para 180 novas lojas, o que representa um acréscimo superior a 50% aos atuais 62 mil m². “Vamos construir uma praça central de cinco mil metros quadrados, com pérgolas de madeira laminada, o que dará um toque especial ao empreendimento, com lay out contemporâneo”, antecipa.

    Para atender o público e os lojistas, o Iguatemi vai ganhar um novo estacionamento coberto com 2.600 vagas , ampliando de 3.900 para 6.500, o número de vagas para veículos. Vai dispor ainda de quatro novos restaurantes, uma praça de alimentação e uma academia de ginástica, no conceito de clube, além de uma nova estação de tratamento de água e esgoto e de um sistema sustentável de fornecimento de energia alternativa, com alimentação eólica e solar.

    Pronto para a Copa

    De acordo com Gerardo Jereissati, todos os projetos de arquitetura e de engenharia já estão concluídos, faltando apenas definir a construtora que irá executar a obra. “Estamos aguardando o alvará de construção da Prefeitura de Fortaleza”, destacou o arquiteto, ao projetar para o primeiro trimestre de 2013, o início da obra, que levará de 18 a 20 meses para ser concluída. “Tudo deve estar pronto antes da Copa de 2014”, sinalizou. Quanto aos túneis externos que estão sendo construídos pelo governo do Estado, interligando as avenidas Washington Soares e Rogaciano Leite ao Iguatemi, Jereissati avalia que estarão finalizados até dezembro próximo, antes do Natal. Nesta obra estão sendo aplicados R$ 30 milhões, sendo R$ 5,7 milhões do grupo JCC e R$ 24,3 milhões do Departamento Estadual de Rodovias (DER).

    Impostos

    250 milhões de reais é a projeção do montante de ICMS que o Iguatemi irá repassar para o governo do Estado, quando a nova expansão do shopping for concluída

    CARLOS EUGÊNIO
    REPÓRTER

  • Joaquim Barbosa ao jogar confetes para a mídia, no caso mensalão, está decepcionando a todos que lutam para um judiciário sem influência das elites. A sua trajetória vencedora, mereceria a postura que teve quando Gilmar Mendes concedeu o hábeas corpus ao banqueiro Daniel Dantas.

  • Trajetória brilhante do ministro. Seria bom um post desse, para conhecermos o currículo do Lewandowski. Dizem que esse não tem uma trajetória tão brilhante, dizem até que quem indicou foi a Dona Marisa, a esposa do Lula.

    Triste viver em um país que não pune sua elite política e econômica. Agora, ver gente de bem defendendo a continuidade dessa impunidade, é o caos.

    • Essa gente sempre arruma um jeito de desqualificar a pessoa. Ser amigo de Marisa vira demérito moral para esses dementes. Ontem, os mesmos dementes atacavam Barbosa por contrariar Gilmar Mendes e por ser negro.

      • De fato, uma boa parte da mídia nativa gostaria de ver alguns desses políticos atrás das grades. Aliás, uma bela parcela da população brasileira gostaria que isso acontecesse.

        Lógico que ninguém gostaria que um deles fosse presso injustamente ou coisa assim. Mas é de se estranhar, o porquê eles, os políticos, sempre se safam. A máxima de que só preto e pobre é preso, no Brasil ainda impera.

        Mas, fica a sugestão de um texto, excelente como esse, mostrando a trajetória do Lewandowski.

    • “Caos” seria a condenação sem provas.

      Estaria aberto o caminho para os linchamentos, bastando uma simples denúncia pra mandar qualquer um do povo para a cadeia. Isso acontecia duarante a Inquisição, quando milhares de homens e mulheres arderam (ainda vivos) em fogueiras, simplesmente porque não conseguiram provar que NÃO eram hereges ou bruxas, respectivamente.

      Pelo visgto, vocês estão tentando “resgatar” esse peculiar modo de fazer “justiça”.

    • “Caos” seria a condenação sem provas.

      Estaria aberto o caminho para os linchamentos, bastando uma simples denúncia pra mandar qualquer um do povo para a cadeia. Isso acontecia duarante a Inquisição, quando milhares de homens e mulheres arderam (ainda vivos) em fogueiras, simplesmente porque não conseguiram provar que NÃO eram hereges ou bruxas, respectivamente.

      Pelo visto, vocês estão tentando “resgatar” esse peculiar modo de fazer “justiça”.

  • Na primeira oportunidade que aparecer,a midia golpista e lacaia da elite assassina descarta JB como bagaço de laranja.Foi assim com tantos outros inumeros que serviram a interesses de ocasião dessa mesma midia que não entendo porque agora deveria ser diferente.JB pela posição que ocupa deveria no minimo saber que essa midia é traiçoeira.

  • Pois é, caminho inverso já teve o povo do PT que de ídolo passou a tratá-lo como vilão.
    Como se nota, independência não é o forte de quem vê primeiro a cor partidário do bandido.

    Lewandowski se ousar ( o que duvido muito) condenar alguém do “núcleo político” também cairá em desgraça entre os PTistas e virará ídolo das Reinaldetes.

    Não é assim que se faz justiça

    Em tempo. Que bela história a do Joaquim Barbosa, não conhecia.

    • Bem, para mim faz todo o sentido, sim. PHA, por exemplo, que sempre se referia a Barbosa como “o ministro corajoso”, agora o ataca impiedosamente. Enquanto Lewandowski seguir o script, será tratado com benevolência pelos “progressistas”. Cuidado, Lewandowski! Melhor ser atacado pela imprensa, que pelo menos bate acima da linha da cintura.

  • Mais uma vez eu volto a dizer:que o senhor Ministro JB não se iluda,o heroi do momento que ele é,pode se transformar no pior vilão sob a ótica do PIG amanhã ou depois.Se o senhor ministro pensa que será visto como um igual tambem se engana,porque sempre será visto pela elite racista como cidadão de segunda ou terceira classe.Queremos que haja um julgamento justo com base nos autos e não no diz que diz de um midia que ,todos hoje sabemos, está comprometida até o ultimo fio de cabelo com a corrupção,com o crime organizado.

    • Concordo com vc. Apos o julgamento, é bem capaz de o PIG olhar pra ele e dizer:”olha a audácia desse aí achando que pode ser um dos nossos! Passa fora, passa!”

  • Belíssmo texto, Edu…
    Estou acreditando no STF… Confesso que estava receosa de que a isenção não prevalecesse…Estou animada, com este contraponto. Assisti a tudo, até agora. Não poderia ser de outra forma, o voto do Lewandowisk. Espero o mesmo empenho e repeito dos demais.Abç

  • É justamente pelo currículo de Barbosa que ninguém — suponho que até o blogueiro — acredita que ele tenha julgado para obter uma redenção junto à mídia. Barbosa obviamente não precisa disso. Então que tal um pouco mais de paciência? Estou certo de que as condenações virão e os progressistas não terão mais como dizer que o mensalão é que caso de corrupção que “ainda está por provar-se”.

    • Pois é, vamos ver se algum juiz vai conseguir provar (PROVAR, EU DISSE) que houve compra de votos de parlamentares.
      Mas não me venham com esse papo furado do PGR e de seu repetidor-mor JB de “conversa entre paredes”, o Roberto Jefferson disse, etc.

    • Ô Mickey Mouse, para uma pessoa que adora os EUA acima de tudo, uma pessoa que coloca os EUA acima de todos, a sua opinião é tal qual a opinião do PIG. Tanto você quanto o PIG estão ávidos para que o STF diga que a “Lenda do Mensalão” existe. Se o STF acreditar nos duendes e na existência do Saci Pererê, da Mula Sem Cabeça e outros personagens do folclore nacional e internacional eles dirão que existe a tal lenda do Mensalão.

    • Apesar de ter minhas suspeitas, o que não significa absolutamente nada, para o caso, tenho a impressão que com exceção do Delúbio, os outros réus políticos serão absolvidos.

    • Vai incitando linchamentos, vai.

      Se a moda pega, e no dia em que a turba virar contra VOCÊ, de nada adiantarão seus gritos de que “é inocente”.

      Quem com ferro fere…

    • E fiquemos animados, por que depois do “mensalão” petista, por coerência, precisará ser julgado o “mensalão” psdbista do Azeredo. Qual é a sua opinião sobre esse último, Augusto? E sobre a privataria tucana explicada pelo jornalista Amaury Ribeiro Jr no livro de mesmo nome, qual é a sua opinião?

      • Minha opinião é a mesma. Que a Justiça seja feita. Agora, até onde sei, o livro do Amaury não rendeu absolutamente nada, além das vendas. Esse é o problema. Se houvesse alguma coisa ali que fosse ilegal, obviamente algum inquérito, algum processo teria de ser aberto. Mas então o que houve? Nada. Absolutamente nada. Pelo menos nada que eu saiba. Você sabe?

  • “Ao menos enquanto lhe for útil”.

    É assim que funciona o PIG. Qualquer pessoa pública que diz o que a mídia golpista quer ouvir, é notícia. Depois… Um caso exemplar é Fernando Gabeira. Ele é usuário de drogas, e não faz segredo disso. No entanto, a Veja, tão moralista sobre a questão das drogas, sempre o paparicou, concedendo-lhe até mesmo uma capa. Agora que ele não é mais o anti-PT do Rio, a carcomídia o esqueceu completamente. O mesmo ocorreu com outros políticos e personagens públicos.

    JB passou de odiado a amado. Se ele for duro com a corrupção demotucana, trará Daniel Dantas de volta à pauta. Aí então, voltará a ser “o juiz negro do Lula”.

  • No mais, o que esperamos, é que ele e os outros nao sucumbam à pressao da gde midia e julguem com isençao e critério e nao apenas concordanfo com o PGR como quer o PIG e os que odeiam o PT. Assim sendo, todos merecerao elogios da nação.

  • Eu acredito que os ministros tendem a seguir o ministro Lewandowisk, por uma razão muito simples. Vejam, a imprensa faz um tipo de chantagem que já deve estar incomodando os juizes. Alguns colunistas afirmam que se não condenar os reus suas biografias ficarão manchadas e bla ..bla …bla. O incômodo dos ministros pode resultar em algo diametralmente contrário ao que deseja a mídia. Qualquer ministro que condenar ignorando as provas dos autos, como fez Barbosa, será conhecido como um pautado e chantageado pelos barões da mídia. Isto posto, acredito que a maioria dos ministros, se não a totalidade, optarão pelo voto técnico, isto é, votarão pelo que realmente tem nos autos. Infelizmente deve deplorar aqui a atitude de Barbosa que parece não leu os autos (sete anos em suas mãos) e agiu como um assistente de promotoria, como bem enfatizou o Nassif.

  • Texto maravilhoso para refrescar a nossa memória e dar um basta nestes jornais que contam com a acefalia da galera!
    Está na cara que os 11 do STF são os catedráticos que entendem de crime e constitucionalidade, estão aptos para julgar, condenar e absolver, sem partidarismo, sem antagonismo, sem ser tendencioso, ceder a pressões de quem quer que seja e sob a luz das leis vigentes! Não é a opinião de colunistas imbecis cujos currículos jurídicos não chegam nem aos pés do Joaquim Barbosa e dos outros 10 do STF.
    Agora, se o José Dirceu e outras figurinhas carimbadas que o tal do PIG quer ver condenada forem absolvidos, que façam pressão entre os srs parlamentares para reformarem a lei e punir com severidade o caixa 2 em campanhas políticas!

  • Dizem por ai que ele sera candidato a presidente. Tem lógica, um a vez que os eleitores de Demóstenes Torres continuam órfaos. O errado é B arbos a usar o cargo tendo em vist a seu projeto politico, afinal de contas o destino de cidadaos esta nas maos dele.

  • A questão é simples, Eduardo.
    Depois da excepcional atuação do Lewandowski, não tem PIG que ressuscite o JB.
    É só perguntar a qualquer advogado isento, coisa que não paro de fazer.

  • Eduardo

    Gostei muito da sua analise a respeito do ministro Joaquim Barbosa.
    Venho com frequencia aqui no seu blog e confesso que mais discordo do que concordo com os seus textos, mas ressalto que existe fundamento em quase tudo o que voce escreve.
    De toda essa situacao envolvendo o julgamento ora em curso no STF, uma coisa me chama a atencao em relacao a nomeacao dos ministroscdo Supremo serem feitas ao livre arbitrio do Presidente da Republica. Esse, a meu ver, eh um principio que compromete, ainda que de maneira indireta, a independencia que deve haver entre os poderes de republica.
    Em temas tao importantes e polarizados como o do julgamento dessa AP, ficarah muito dificil um ministro poder dar mostras que estah julgando de maneira isenta, pois os argumentos sempre serao de que ele estah “sendo pautado pela midia”, ou entao “demonstrando lealdade a A, B ou C”.
    Esse clima de Palmeiras x Corinthians nao eh saudacel para a imagem da justica brasileira.
    Nao sei como tal efeito poderia ser minimizado….complicado demais.

    Abraco!

    • Penso como você, MarcRJ.
      E só vejo uma maneira de que não existam motivos para qualquer tipo de especulação, ou suspeita – mesmo que infundadas – de que os julgamentos estejam atendendo a interesses escusos, aos interesses da justiça: é que os juízes assumam os caros de ministros do STF, de acordo com algum tipo de plano de carreira, sem que aconteça qualquer indicação, nem que seja de Jesus Cristo.

      Não entra na minha cabeça que existe lógica na indicação dos ministros do STF, pelo presidente da república.

  • Rodrigo, é evidente que divergimos de opinião. Eu não disse que ele foi corrompido. Ele se deixou pautar pelas pressões da mídia. Essa mesma mídia, golpista, anti-democrática, que pelas razões dela já o fez vilão, e agora o faz um herói útil.

      • Olha!… eu também não vi a postagem, mas estou tão cansado da convivência forçada com a sujeira que prefiro não saber. Fica meu obrigado ao mediador. Tenho 49 anos e, cada vez mais, saudades do tempo em que era costume, ao menos nas casas do interior, colocar um raspador de solas bem na entrada. Era ali que lama e titica de galinha, porco ou vaca, ficava. Raspava-se a excrescência das solas dos sapatos para não emporcalhar o lugar onde nos abrigavamos, a nós, aos familiares e amigos. A vida moderna insiste em emporcalhar nossas botas e trazer o mal cheiro pra dentro de nossas casas. Saudade dos raspa solas.

  • O ministro Barbosa está tentando “inovar” o Direito Penal. Está condenando réus baseando-se em indícios plantados nas peças acusatórias, sem o devido crivo do contraditório. Resumindo: condenando sem provas produzidas em juízo, como manda o Código de Processo Penal.

    Se ele é tão iluminado, deveria contribuir para a evolução do Direito, e não batalhar pelo retrocesso do Direito à Idade Média.

    • Bom comentário! O min. Joaquim Barbosa, além de está inovando, o faz para agradar a quem tem interesse no condenação dos acusados, notadamente dos petistas.

    • eu estava agora mesmo discutindo o assunto com uma ex-colega de faculdade, ela se formou eu não, e estava dizendo a ela que o juiz só pode se pronunciar quando é provocado, e não se meter a ser o paladino da justiça, e citei a fala de MALCOLM X, de ser um negrinho da casa, se não há prova de depósitos mensais na conta de um deputado sequer, como acusar alguén ou alguns de mensaleiros, se outros crimes houve, quem deveria se pronunciar seria o rpocurador federal gurgel, que pelo que se houve, está metido até a barriga nas falcatruas contra o estado dos BRASILEIROS, isto eu digo com toda a honra de ser brasileiro, não um entreguista qualquer, que fica de costas para o tio sam, como naquela foto em que ainda está rindo da situação, com o outro apoiado em seus ombros.

  • Barbosa, por enquanto, entrará pela porta da frente… Depois do julgamento, naturalmente, voltará a usar a entrada de serviços…
    Será que ele não sabe disso?

  • Edu, vi uma cena no programa Sem Censura, da Leda Nagle, na TV Brasil, que gostaria fosse comentada.
    Sexta-feira era convidada Suzana Vieira, que chegou “largando fogo pelas ventas”. Estava furiosa com a foto que viu no Globo dos advogados de defesa dos réus da Ação Penal 470 comemorando o voto do juiz Lewandowski. E a Leda Nagle, uma PIG de carteirinha, ainda emendou que que na Folha saiu a mesma foto.
    Então eu pergunto: numa TV pública, como é a TV Brasil, é ético a apresentadora tomar partido político? a Leda faz isso quase todos os dias. Está sempre fazendo propaganda da Globo e da Folha. Ela viu no Fantástico, leu na Folha… E, se alguém citar o nome Lula, ela fala encima e muda de assunto. Está sempre repetindo: “a nossa eterna primeira dama, D. Rute”. Entre outras…
    A TV Brasil, sendo pública, é financiada com dinheiro público, ou seja, o nosso. Como é que a Leda está sempre fazendo propaganda do PIG?

    • Já observei isso também. Infelizmente, nem TV pública escapa do discurso virulento e manipulador da velha mídia. Lamentável a postura da Lega Nagle, mas, infelizmente, quem liga para isso?

    • Desculpe, não dá para não rir.
      A sugestão é, portanto, que o próximo passo do IG seja encaminhar o incorrigível narciso, ou melhor, Salieri diretamente ao comando da campanha do Serra, o qual se encontra em acelerado declínio, para que este “melhor presidente de todos os tempos” vá aos palanques do PSDB discursar e pedir votos, de ponta a ponta do Brasil, como está a fazer o Lula.
      Aliás, FHC, o impoluto, não se cala e foi dar entrevista ao NYT falando mal da corrupção no governo Lula, mensalão, etc., etc., e atacando o Mozart da política. Vai morrer invejoso.
      Uma piada!

      • Meu querido, fala sério! Primeira dama do Brasil????
        D. Ruth mulher de FHC….arruma outra!!
        Ela tb era como ele… pois ficou caladinha na questão do filho, para ele se poder se eleger…
        Tb aceitou a reeleição de FHC, ou elazinha não sabia de nada ???
        Que o maridinho dela, tava vendendo o Brasil para poder se reeleger!!
        Tudo farinha do mesmo saco, ou seja PODRE!!!
        Não esquece meu caro ELA ERA MULHER DELE, e ficou ate o fim .
        POR QUE NÃO SE SEPAROU COM TD AS SUJEIRADAS QUEO FHC FEZ NO GOVERNO???
        JUNTO COM O $ERRA. Eram tds amiguinhos!

  • Edu, nada tem com o texto, mas você já viu a pesquisa que se encontra na primeira página do portal IG que pergunta qual presidente fez mais pelo País? FHC tem quase o dobro dos votos de todos os outros juntos. É uma piada, Das duas uma, os leitores do IG são em sua grande maioria eleitores de Serra e cia ou essa pesquisa é fajuta mesmo.

    Abraços e grandes melhoras à princesa Vitória!

    • Trata-se apenas de um “programa-robô”(algoritmo) com esta finalidade, algo que já permeia outros tantos sites de pesquisa e informação.

      Qualquer programadorzinho com conhecimentos básicos, pode preparar um destes e com uma boa parametrização, gerar dados até que convincentes. No caso deste, a imbecilidade do programador ou daquele que solicitou e paga, atenta contra tudo o que se já produziu em termos de pesquisa.

  • .
    .
    AP 470

    Depois da aposentadoria de Peluso, a mídia oligárquica terá ainda o mesmo interesse em apressar a decisão ?

    Em 18 de novembro, o ministro Ayres Britto, Presidente do STF, também se aposentará compulsoriamente.

    A partir daí, o atual Vice-presidente, Joaquim Barbosa, exercerá a presidência do Supremo Tribunal Federal.

    Se a Ação Penal 470 não for definitivamente julgada até lá, o ministro-relator passará a presidir o julgamento.
    .
    .

  • Bom texto… o que torna a atuação do Barbosa mais lamentavel é que quem já sofreu o que ele sofreu devia saber o que acontecera quan do esse circo acabar, com certeza o pig devolvera o lugar acha ser dele, a senzala, não duvido se depois os ataques a ele voltarem e ele vai finalmente cair na real… seu deslumbramento vai se torna armagura pois o pig não brinca em serviço…

  • Eu concordo que a trajetória do Joaquim Barbosa é uma trajetória bonita, mas acho que ele sucumbiu aos ataques midiáticos, e o que ele está fazendo é uma grossa palhaçada. Imperialisticamente, ele não aceita o contraditório e chegou a baixar o nível com ataques pessoais ao Lewandowski, qdo discordou dele. Na minha opinião, nesse momento ele entrou pela porta dos fundos.

  • Edu, por enquanto, o ministro relator JB está jogando para a plateia midiática piguiana.

    Temos que aplaudir o ministro revisor, RL, pela sua coragem, por que o massacre midiático não está afetando suas análises.

    Mas gente, muitas águas vão rolar. Tô pagando prá ver condenarem José Dirceu sem uma mísera prova.

  • O PIG (Partido da Imprensa Golpista) ainda tem muita força. A pressão que ele exerce é enorme. Basta lembrar de que ministros de Dilma foram defenestrados pela Veja, o órgão oficial de Cachoeira.

    Pegue-se o caso de Orlando Silva: o PM bandido que fez as acusações contra ele, em conluio com a Veja, sequer compareceu às audiências do processo aberto. Ou seja, tudo o que o PIG queria – e conseguiu – foi enfraquecer o Governo Dilma (*) e, se puder, derrubá-lo num golpe “branco”, ao estilo de Honduras e Paraguai.

    Joaquim Barbosa apenas está cedendo a essa formidável pressão. O que ocorre é que agora, além do PIG, há o outro lado, o das redes sociais, da Blogosfera e dos veículos independentes. No entanto, o PIG, repito, ainda é forte. Só um exemplo: a convocação de Paulo Preto para a CPI está sendo escondida pelo rádio e tv. Simplesmente, eles sonegam a informação.

    __________________
    (*) o Governo Dilma ficou mais fraco, sim. Não nos iludamos por pesquisas. Simpatizar não é apoiar. João Goulart era muito popular quando houve o golpe de 1º de abril de 1964.

    • Bem lembrado(aliás, como nós temos memória curta!). Cadê as provas? Até hoje nada!
      Agora na AP 470, o STF pode condenar sem provas? Dois pesos e duas medidas?
      Mídia hipócrita!

      Abraço fraterno!

      Douglas Quina
      Mogi Guaçu – SP

  • Esse seu relato, Edu, é mostra que o Joaquim nunca se sentiu inferior como um dos membros da corte maldosamente apontou numa revista chamada conjus( ou coisa parecida)

    Um homem com um currículo desse coloca a metade daquela corte no chinelo. Acho que o Joaquim sabe com quem ele está lidando e até fazendo justiça em trilhando caminhos tortuosas.

    Tinha que aparecer um juiz mau nesse julgamento, quero ver o Gilmar seguir o relator e o Marco Aurélio que é sempre do contra vai com certeza ser contra ao Joaquim.

    Esse Joaquim é mais esperto que a lente humana alcança. Ele como negro num mundo comandado por homens brancos sabe disso.

  • Não acredito em anjos, tampouco acho que existam anjos nessa história do chamado mensalão.
    Digo “chamado”, porque pretende passar uma idéia que o pretenso acusador não pode e, acho, não pretende provar. Queria, isto sim, “jogar para a platéia” do PIG, como agora se faz.
    Um coisa, porém, é não acreditar nessa tal angelicalidade, outra bem diferente é considerar as provas levadas aos autos do processo em curso. Elas, quando muito, provariam aquilo que o pretenso delator, digo denunciante, jamais quis provar: a existência de caixa 2. Isso por ser um assaz contumaz usuário da prática.
    Quando os tais denunciantes quiserem resolver verdadeiramente esse problema, não criarão obstáculos à reforma política.
    O resto é conversa fiada jogada aos incautos e à PIGplatéia.

  • Talvez eu esteja enganado mas… tenho uma forte impressão que este tal “mensalão”, uma armação da mídia bandida (um dos senadores da república na CPMI não se cansa de repetir que a VEJA é um coito de bandidos) caiu em rampa declinante para ser definitivamente “mellado”. O mais interessante é que os que estão sendo julgados o são por “crimes” idênticos e até mesmo de menor vulto e gravidade dos que foram praticados pelos queridinhos e aliados da mídia e que continuam, impunes e escamoteados do conhecimento da população, a instigarem a condenação dos seus desafetos através do PIG acumpliciado.. Pelo que se fala a Globo está sendo apanhada com as calças na mão, atolada até o pescoço no lodaçal do mensalão e o Gilmar talvez já tenha feito o seu acordo, livro aqui, absolvo ali e ninguém mais dirá que o “gilmar mandou subir”. Mesmo porque o objetivo da Globo e seus agregados e aliados no Partido da Imprensa Golpista era o de fomentar o golpe e interferir nas próximas eleições. Fracasso total, o povão não tá nem aí para o tal mensalão, os problemas que cada um tem são tantos a serem resolvidos e os que estão a incitar o julgamento e a condenação são os mesmos que outrora trouxeram mais problemas que soluções para este mesmo povão. Além do mais o Lula continua mais ídolo do que nunca. O entreguismo e a privataria (aquela que vende o que VALE 100 por apenas 3 e fica com o troco de 6) dos demotucanos está em crise e com os dias contados. A bem da verdadeira democracia o país precisa urgentemente de uma nova oposição, novos atores políticos, uma proposta também nacionalista que defenda com credibilidade um projeto alternativo e confiável para alçar a nação ao elevado patamar que já poderia ter alcançado desde os anos 50 do século passado. É hora de substituir também os medalhões venais da grande imprensa. Para crescer e se afirmar o país precisa livrar-se da mídia bandida e incompetente e do jornali$mo calabarista, faccioso e mentiroso, talvez um dos maiores entraves à independência e afirmação desta nação.

  • Resumo da história: Se JB condenar Zé Dirceu – O PIG dará capa de todas as revistas, dirá,grande juiz do STF,um negro de alma branca etc etc,mas se ele absolver o Zé Dirceu,a nossa PIGELITE dirá ,preto fdp,só podia ser indicação do apedeuta Lula. Preto quando não caga na entrada caga na saida.

  • Edu, só espero que o notório saber tenha respaldo na Constituição Brasileira e faça um julgamento como
    guardião dessa mesma Constituição.
    Que a vaidade pelos holofotes da mídia não lhe suba à cabeça, pondo a perder todo o mérito que conquistou com tanto esforço, trabalho e dignidade.

  • Eduardo Guimarães, realmente o currículo dele é maravilhoso, no entanto, na minha opinião não o qualifica para o STF, pois pelo o que você mostrou, a experiência do Joaquim Barbosa na área jurídica é como promotor e é o que ele esta deixando transparecer neste julgamento, se comportando mais como um promotor e não como um juiz, o que ele é de fato. Você perguntou onde saiu a informação, no qual Hugo Chaves esta empatado tecnicamente com o adversário dele, o link é este: http://brasil247.com/pt/247/mundo/77274/Pela-primeira-vez-Capriles-aparece-%C3%A0-frente-de-Ch%C3%A1vez.htm

  • Segundo matéria publicada hoje na Folha via Uol, assessores de Joaquim teria dito que Joaquim pretende condenar José Dirceu usando o argumento de sua ex-esposa teria sido beneficiada pelo BMG e Marcos Valério.

    A questão em discussão é muito séria, pois, implica em retirar a liberdade de pessoas, destruir suas carreiras tudo em nome de uma moral que a elite nunca teve. Pior ainda é a vassalagem aceitar fazer o papel de carrasco. Devido a história da formação do estado brasileiro, os sempre pisoteados querem ter sua vez para pisotear e como não conseguem pisotear quem os pisoteam então, descontam nos seus iguais ou em mais fracos.

    Triste fim para aquele que foi o primeiro negro nomeado para o supremo.

  • A questão, é: o PIG muda de conceitos conforme lhe seja oportuno. No momento, JB, independente do seu saber jurídico, de sua trajetória, de sua vida, mas tão somente pela sua relatoria no caso “mensalão”, é alçado à personalidade, que sempre teve, mas só agora é observada pelo PIG.

    Eduardo Guimarães mantém coerência e a história do ministro. O homem pode mudar de opinião, mas não é a opinião que deve mudar o homem. Parabéns, Edu.

    • Isso não quer dizer nada. Barbosa é, evidentemente, um homem com quociente de inteligência acima da média. Superou barreiras imensuráveis que poucos, brancos ou negros, superariam. Nem todo mundo é gênio. Na média, os negros não têm chance alguma. Quantos ministros negros há no Supremo? Um, apesar de vivermos em um país em que mais de 50% da população é negra ou descendente de negros, segundo o IBGE. Por que só um negro no STF? Porque quase não há negros no Congresso? Porque o negro é inferior mentalmente? Não, porque há mecanismos sociais que segregam os negros e impedem que tenham as mesmas oportunidades que o branco. Você diz essa frase – que todo direitista vem usando para comentar esse artigo – como se fosse uma sacada de gênio. Vergonha alheia.

      • E que culpa tem um branco pobre por ser branco?
        Um estudante que sebe, que por causa de sua etnia, tem que estudar mais que outros, é um injustiçado, um segregado.
        Se no tempo que eu passei no vestibular em universidade federal, houvesse esta lei imoral da cotas, eu provavelmente não teria feito curso superior, pois não tinha dinheiro para pagar faculdade particular.
        Você diz:
        “…. há mecanismos sociais que segregam os negros e impedem que tenham as mesmas oportunidades que o branco….”
        Concordo. Mas a lei de cotas não corrige isso, ela simplesmente faz com que surjam mecanismos legais que segregam os brancos e impedem que tenham as mesmas oportunidades que os negros….”. Isto é racismo.

        • “Segregam os brancos”????

          Ah, vai chupar parafuso até virar prego. É uma das distorções mais canalhas que já li. É evidente que NÃO segregam os brancos, já que NÃO lhes retira direito algum e NÃO os proíbe de nada.

          E corrigem a distorção HISTÓRICA, sim. Cada afro-descendente tem uma história de segregação em sua família, que resultou em sua situação de hoje. Eles não compõem a maior parte da camada mais pobre da sociedade por nenhuma outra razão do que esta.

          Ou será que vc tem outra explicação para a situação deles???? Ou será q o Abel a tem??? Pq será que NENHUM dos opositores das cotas étnicas explica a desproporção? Será que é medo de deixarem claro como pensam de verdade?

    • É verdade. Ele teve que superar a dificuldade triplicada que a sociedade lhe impôs.

      Imagina o que ele não teria feito – assim como tantos outros – se essa dificuldade extra fosse removida e ele tivesse as mesmas oportunidades de quem não é negro, hein?

  • Pela sua coragem e independência de opinião e, acima de tudo isso, por sua notável capacidade de discernimento e julgamento o ministro Ricardo Lewandowski merece o nosso respeito,
    Como ele mesmo falou: Quem julga pelo que ouve,é orelha. Não juiz.
    De longa data grande parte da mídia brasileira tem agido como um 4º Poder neste país com suas ambições Rupert Murdoch.

  • Em minha modesta opiniao acho que a Presidenta Dilma deveria rever a politica de “cotas” para nomeaçao em qualquer cargo,. nao basta ser de origem Afro-descendentes tem que ter sensibilidade, senso de justiça social, marca do PT, alem obvio de conhecimento em cada area. Nao quero dizer que o Lula errou ao nomear o Joaquim Barbosa, longe disso, porem, é visivel no dito julgamento do mensalao sua vontade de querer impor suas ideias, parecendo alguem de baixa auto- estima ou vislumbrado pelo reconhecimento da opiniao publicada e a nova classe que ele faz parte, sendo aplaudido, tenho medo desse tipo de coisa e nao custa lembrar o grande mestre Paulo Freire: “ANTES DE LIBERTAR O OPRIMIDO, É NECESSARIO LIBERTAR O OPRESSOR QUE VIVE E CONVIVE DENTRO DELE”

  • Não sei se o blog é apartidário ou não (parece ser petista), mas se o for, evite expressões vexatórias como “demo-tucano-petralha”. São coisas desagradáveis que não agregam valor ao conteúdo – muito pelo contrário – contaminam. Com relação a leitura; o Min do STF Ricardo L foi advogado de Lula de longa data, indicado por ele ao STF e é de se esperar uma defesa de sua parte que evite a exposição de petistas. Já o relator Min Joaquim B, nas acepções que tive em algumas sessões que vi na tv, parece ser um pouco destemperado sim e não consegue inferir seus argumentos com a mesma maestria que faz os seus colegas de turba. Se quem julga pelo que ouve é orelha – e temos DUAS pra piorar -, em quê mais os ministros podem tomar suas decisões, afinal?

    • Seus Dados estão completamente errados. Está confundindo Tóffoli com Lewandowski. E, se o critério for esse, Gilmar Mendes foi advogado geral do governo FHC. As indicações de ministros do STF são de provimento do Executivo federal e todos os presidentes sempre indicaram juízes em quem depositavam confiança. Quando o PT governa, vira crime. Bah!

  • O poder sobe a cabeça de algumas pessoas. Hoje o ministro Joaquim Barbosa é usado como um boneco ventríluco da elite brasileira, infelizmente ele não sabe disso hoje.

  • MANOEL DA MOTA COQUEIRO FERREIRA DA SILVA e OS IRMÃOS SEBASTIÃO JOSÉ E JOAQUIM ROSA NAVES.

    O Ministro Joaquim Barbosa, apesar de estar com os pés no STF, sua cabeça continua no MP. Um Promotor Público ou um Delegado de Polícia baseia sua investigação em suposições e tenta buscar nas provas a confirmação ou não de um crime.
    Um Juiz, não pode basear uma condenação em suposições, nem usar como prova uma atitude, um corportamento ou um fato por ser incomum ou “esquisito”. Por isso ele deve se ater aos autos e nas provas apresentadas pela Procuradoria, cabendo a esta a prova de que houve um crime. O incomum não é crime nem pode ser considerado como prova condenatória, por mais esquisita ou esdrúxula que possa parecer.
    Caso contrário, o juiz pode cometer injustiça como as que foram cometidas contra Manuel da Mota Coqueiro Ferreira da Silva (1855) e contra os irmãos mineiros Sebastião José Naves e Joaquim Rosa Naves (1937). Condenados em testemunhos de “ouvi dizer” no caso do Manuel da Mota Coqueiro e sob torturas dos irmãos Naves.
    No caso do Processo 470, o STF está se pondo na condição de Francisco Vieira dos Santos – o Chico Vieira, o torturador, tendo como coautor a mesma imprensa partidária.
    A justiça, ética, a coerência e a cidadania espera que o STF se comporte como poder independente e não se proste ante a pressão golpista da imprensa e tão pouco faça desse julgamento um ato ideológico partidário – um tribunal de excessão (e o mensalão tucano?).
    A história os condenará, mesmo que tardia, porém os inocentes e somente eles já sofreram as consequências dos erros jurídicos. Sem volta.
    Que Deus ilumine os nosso juízes.

  • Interessante a defesa de Joaquim Barbosa que a blogosfera fez dele quando foi escolhido por Lula. Mais interessante sao as razoes que alguns aqui dao para ele condenar os petistas. Acredito que, muitos aqui, que nao se acham racistas, pensam que o Ministro, como negro, deveria ser grato ao PT por ter sido escolhido, pois so o PT escolheria um negro.

    Ê, voces nao sao racistas…

  • Ma minha humilde opinião a trajetória JB e realmente muito bonita, mas estamos tão acostumados em ver essa corrupção desenfreada, que nem paramos pra perceber que o ministro não faz mais do que sua obrigação. Ele realmente esta agradando a quem tem interesse em ver a condenação de políticos corruptos e assim ganhando a admiração de muitos, mas não me iludo, porque no Brasil, ate os fatos inesperados não causam surpresas. Espero que o ministro faça um bom trabalho, e que Jesus, o único que merece ser idolatrado, o abençoe nessa trajetória.

  • A questão é que o poder subiu à cabeça do JB que virou o Torquemada do STF condenando sem provas de ofício e, principalmente, deturpando a teoria do domínio do fato. Ficou bem com o PIG. Que faça bom uso disso. Que sua consciência o condene!
    .
    Na verdade, a carne é fraca, e ele precisava dar uma limpada na barra junto à poderosa mídia. E o AP470 foi o redentor de sua alma que, até então, estava no fogo eterno do inferno. Agora é o queridinho dos canalhas. Como disse, que faça bom proveito junto às quatro famiglias.

  • Edu, só me parece uma coisa: Estão construindo uma candidatura alternativa a Aécio Neves, um plano B (de Barbosa), um caçador de marajás de Gothan City. A frase final fechou com chave de ouro (…ao menos enquanto lhe for útil.), parabéns!

  • O despreparo para atuações em público está em todo o ser humano. Começando pela preocupação de “não errar” e é aí que acontece o erro. Querer, também, que sua palavra seja questão fechada perante seus pares, denota muito da presunção, arrogância e prepotência. São, para mim, sinais inequívocos de fragilidade de caráter e comportamento juvenil adolescente. O Ministro Joaquim Barbosa superlativou todos esses enganos cometidos por ignorância, pois, até os doutos cometem seus deslizes, levando a opinião pública (volátil e volúvel) a transformá-lo em paladino da justiça, Batman do Povo “enganado”. Pena, pois, ele é preparado, mas pessimamente mal orientado no trato com a mídia.
    O Ministro Celso de Mello que tinha a, ingrata, função de desempatar a votação pela adoção dos embargos infringentes, foi mais do que brilhante em sua exposição de motivos, justificativas, transformando em Aula Magna as duas horas mais bem aproveitadas em cinquenta e cinco sessões da AP 470.
    Crucificar o Ministro Barbosa? Pensariam muitos, mas, vejamos um fato: ele entra para história jurisdicional desse país como presidente do STF, no momento mais crucial para os destinos de nossa vida sofrida por mentiras, engôdos e factoides criados pelo, decepcionante, Congresso Nacional.
    Parabéns Ministro Joaquim Barbosa! Parabéns Ministro Celso de Mello!
    Vocês honraram suas togas!

Deixe uma resposta